Boas noticias merecem Replay
(51) 3333.8362

 

"O Blog dos Colegas"

 


Coisas de garçãos...


1) O GIN FIZ QUE NÃO PRESTAVA

jOÃOZINHO,garção falecido este ano, trabalhou nos anos 70, em vários bares da Protásio, entre eles no chaparral....Num destes bares, presenciou a seguinte cena: UMA CLIENTE REclamou 4 vezes do gin fiz que lhe traziam

na quarta vez qaue ela reclamou, o garção voltou pra cozinha,, tirou sem "membro" e passou dentro do gin fiz....

Quando chegou na mesa, não se sabe por que coincidência, a cliente agradeceu:

- Agora sim está bom, contentou-se ela.


2)Não é boa política irritar garçaos, principalmente com gorjetas baixas...eles marcam na paleta estes cleitnes

No Riiter Hotel, uma vez um cleinte conhecido dos garçõas pelo seu pãodurismo, tomou sua caipirinha depois que o garção introduziu seu " pênis" dentro do copo.

- Olha aqui, olha aqui, exibia-se ao fazer a cena, lembra um antigo garção da casa, que assistiu a molecagem...


O garção em questão sumiu e nunca mais foi visto....

Coisas de bares


Reclamação de usuários....

No Gambrinus, do Mercado Público, tiraram aquela cerquinha que dava uma certa privacidade a quem comia do lado de fora. agora fica muito exposto..


2)Fala-se de uma possível churrascaria no Mercado Publico. O problema seria a fumaça que impediria de instala-la


3)BAIXA NO BRENAL

FELIPE E ZENO, DONOS DO METROPOLIS, FICARAM DESOLADOS. mESMO OS DOIS SENDO COLORADOS, não venderam nada de cerveja depois do Grenal do dia 15 de maio, porque a torcida gremista, puta da cara, foi embora. eles tinham um grande estoque de cerveja pronta pra aquele final de campeonato.

e....
40 TOMNAR ATITUDE.


NUMA ESCOLA, ONDE HAVIA UM ALUNO CACHACEIRO E BAGUNCEIRO, UM DIA A PROFESSORA O EXPULSOU E O MANDOU TOMAR UMA ATITUDE...

ele foi lá e pediu a cachça de marca atitutude...

na volta, ainda se explicou

- a senhora mandou eu ir tomar atitude. fui lá e tomei uma, disse o folgado.....

5) no quiosque da bhama que4 fica no subsolo do shopping rua da praia nas terças, entre 18 e 20 horas tome um xhopp e ganhe um de brind

AMESNE - Encontro de prefeitos debateinstalação da UFRGS na Serra
Boa tarde, tudo bem?



Estou encaminhando release sobre o encontro da Amesne para discutir o processo de instalação da UFRGS na Serra Gaúcha.

Grato pela atenção,
Luís Felipe Peracchi
Jornalista
Assessoria de Imprensa Amesne
(54) 96.24.05.68


Encontro de prefeitos debate instalação da UFRGS na Serra
A Associação dos Municípios da Encosta Superior do Nordeste (Amesne) promove encontro para debater o processo de instalação de um campus da UFRGS na Serra Gaúcha. A reunião acontece na próxima sexta-feira, dia 27, às 14 horas, no anfiteatro da Casa da Cultura de Cotiporã.
A expectativa dos organizadores é de que a maior parte dos 33 prefeitos compareça ao evento. Na pauta estarão: a apresentação de uma campanha de mídia do movimento; uma mesa redonda – formada pelo reitor da UCS, Isidoro Zorzi, pelo chefe de gabinete do vice-governador, José Adamoli (ex-secretário executivo do Corede Serra) e pelo deputado federal Assis Melo (PCdoB) –; além do início da formatação do Comitê Pró-Universidade Federal, que será criado para apoiar a iniciativa da UFRGS. Para isso, diversas entidades dos setores estudantil, empresarial e sindical também são esperadas.
“É um momento muito importante para toda a região – diz o prefeito de Veranópolis, Waldemar De Carli’, presidente da Amesne. Ele espera que a reunião sirva para preparar uma análise aprofundada do que os municípios da região esperam do futuro campus.

Contextualizando
No final de abril, o presidente da Amesne, Waldemar De Carli, e o reitor da UFRGS, Carlos Alexandre Neto, assinaram, em Caxias do Sul, o protocolo de intenções para instalação de um campus da instituição na Serra Gaúcha. A entidade municipalista ficou responsável por contribuir na condução dos debates em torno desse tema, atuando como intermediadora dos interesses regionais. Por parte da UFRGS, quem trata do projeto de expansão da universidade é o professor Rui Oppermann, que não estará em Cotiporã por motivos particulares.

Contato para entrevistas:
Prefeito Waldemar De Carli: (54) 91.07.60.79

Virei SPAM

Ué Matz. estava surpreso que não tinhas me gozado no gaúcho, o ruralito que vocês tanto desdenharam e que agora tanto comemoraram.....

 

O amigo Olides me exilou para o SPAM. Minhas mensagens voltam como spam.
E, isso ocorreu logo depois da vitória colorada no Gauchão. É coincidência?
Abraços e saudações jhornalísticas e esportivas.
Luiz Oscar Matzenbacher

 


Vanguarda Abolicionista participa da 24ª Festa na Rua da comunidade judaica


Fotos: Marcio de Almeida Bueno/Alequis



O grupo Vanguarda Abolicionista esteve durante este domingo, 29 de maio, participando da 24ª Festa na Rua, evento da comunidade judaica do trandicional bairro Bom Fim, em Porto Alegre, em homenagem aos 63 anos da fundação do Estado de Israel. A rua João Telles foi fechada, na quadra em frente à Sociedade Hebraica, para a instalação de dezenas de bancas com entidades, artesãos, lanches típicos, associações beneficentes e órgãos policiais.



Convidada a participar pela primeira vez, a Vanguarda Abolicionista levou folderes, camisetas, livros, revistas, fanzines, buttons e demais materiais com informações sobre libertação animal, veganismo e anti-especismo. Em uma banca próxima ao palco, o grupo atendeu parte das milhares de pessoas que transitaram pelo evento, atraídas pelas imagens dos banners. Uma maciça panfletagem foi feita, aproveitando o movimento intenso durante todo o dia.



Um judeu ortodoxo se apresentou como vegano e passou para manifestar seu apoio aos ativistas, convidando-os para palestrarem em escolas. Citou, ainda, passagens do Torá que referem-se aos animais. Um médico parabenizou o grupo pela constante campanha e queria colaborar financeiramente, sendo orientado a ajudar, então, a ONG parceira Chicote Nunca Mais, pelo alto custo do socorro aos cavalos de carroça.


Os ativistas mais uma vez levaram a mensagem abolicionista às ruas, distribuindo muito material, com excelente receptividade. Foi possível, também, saborear ao longo do dia receitas típicas daquela cultura, como o falafel frito com legumes no pão amargo - sem nenhum ingrediente de origem animal. Veja um video sobre a participação da VAL no evento em http://www.youtube.com/watch?v=pR7_H5Ki9FA.

 

O PMDB ACABARÁ DERROTADO


Por Carlos Chagas


Nas poucas horas em que permanecerá no Uruguai, hoje, a presidente Dilma Rousseff será substituída pelo vice Michel Temer. Na base aérea de Brasília, a transmissão do cargo imitará a cerimônia do cachimbo da paz que os militares americanos celebravam com os peles-vermelhas, assegurando-lhes a permanência em terras que logo depois seriam tomadas. Nem Dilma nem Temer fumam, mas a dúvida é saber quem será o general Custer. Porque o dia de Little Big Horn está próximo. Depois dos inusitados acontecimentos da semana passada, unem-se as diversas tribos do PMDB para cercar e tentar liquidar o general Antônio Palocci. Tanto faz, pois a verdade é que apesar de uma suposta vitória efêmera, com o passar do tempo os índios acabarão dizimados e confinados em sórdidas reservas ministeriais, com os brancos ocupando todo o território.
A imagem sugere o PMDB sendo afinal vencido pela força do governo. Dos seis ministros que o partido indicou, até agora três já fizeram chegar à presidente Dilma que ficam com ela. Os outros três estão chegando. Ao mesmo tempo as bancadas no Congresso já começaram a se dispersar, abandonando o chefe Cavalo Louco, perdão, Henrique Alves. Que digam os senadores, prontos para alterar o texto do Código Florestal de acordo com as instruções do palácio do Planalto.
Em suma, prevalece aquela história de que ganha quem tem a caneta, não o cachimbo. O PMDB acabará confinado às suas reservas.
MISTÉRIO
O governo exagera na mania de investigar as fontes de qualquer notícia que pareça incômoda. Preocupa-se mais com o meio do que com a mensagem. Essa distorção nasceu junto com o PT, naqueles idos sob intensa barragem de fogo de adversários intransigentes que não admitiam um partido verdadeiramente de esquerda, disposto a ser diferente dos outros. Agora que não é mais, nivelando-se ao conjunto fisiológico e interesseiro, o PT contamina o governo com a obsessão não só de saber a origem das informações, mas, de quando em quando, até de tentar impedi-las. Precisam ser lembradas as lições do saudoso comandante Amaral Peixoto, presidente do PSD: “notícia não se desmente. Dá-se outra...”
O mistério, semana passada, era saber quem havia passado para a imprensa detalhes do diálogo amargo entre Antônio Palocci e Michel Temer. Pode ter sido muita gente...
TRÊS INCÔMODOS COMENSAIS
Ignora-se a presença ou não dos senadores Jarbas Vasconcelos, Pedro Simon e Roberto Requião no almoço que a presidente Dilma Rousseff oferecerá à bancada do PMDB. São imprevisíveis, apesar de o pernambucano assumir por inteiro a condição de oposicionista, ao tempo que os outros dois rotulam-se de independentes. De qualquer forma, se comparecerem, não será apenas para manejar garfo e faca. Vão falar, muio mais do que amenidades. José Sarney, Renan Calheiros e Romero Jucá estarão a postos para a marcação individual.

À ESPERA DA TRÉPLICA
Sábado, a vitória foi de Aécio Neves, derrotado na batalha do ano passado pela candidatura tucana de José Serra, agora vencido na tentativa de presidir o PSDB e até mesmo o Instituto Teotônio Vilela. Ficará confinado a um Conselho Político sem regras nem espaço para funcionar. É bom que se preparem os vencedores liderados pelo ex-governador de Minas, porque Serra, desde ontem, prepara a tréplica. Há quem suponha que ela virá com sua candidatura a prefeito de São Paulo, ano que vem.



De Serafina


A presidenta( agora se usa esta expressão) do PMDB de Serafina Corrêa, Salete Cadore esteve de niver, ontem....quandos anos fez, eu sei, mas não se diz idade de mulher, ou melhor, evita-se....

de ITAQUI


Sete anos sem Leonel Brizola


No próximo dia 21.06 completam-se sete anos da morte do líder pedetista LEONEL DE MOURA BRIZOLA...muitas homenagens serão prestadas, ainda mais que neste ano completam-se os 50 anos da LEGALIDADE, MOVIMENTO QUE ELE FEZ SURGIR E LIDEROU.

itaqui, NA FRONTEIRA OESTE DO ESTADO ( CONSIDERADA a cidade mais distante da capital) já fez um busto de Brizola, um anos depois de sua morte.Depois, outra cidade que fez outro busto do líder trabalhista foi Carazinho,sua terra natal, onde foi inaugurado há cerca de um mês atrás.

As fotos são do acervo de Neuza Pinto Penalvo.

HOMENAGEM DA CAMARA MUNICIPAL

A DEBORA FINOCHIARO....


NESTE DOMINGO, depois da peça sobre Mário Quyintana( com a sala lotada...) a atriz Deborh Finochiaro foi homenageado com uma placa pela Câmara Municipal de Porto Alegre pelos 18 anos da peça POIS É, VIZINHA....

ELA TIROU DE LETRA, fez reverências ao vereador Adeli Sell, que estava lá pra entregar e pediu mais cuidado com a cultura e com a própria casa do mesmo nome, que pelo que se sabe anda até com PINGODROMOS...

Adeli, o HOMEM DO CHAPÉU, não se comprometeu com nada....

todos sabem que ele é um dos que postulam a VAGA DO PT PRA PREFA NO ANO QUE VEM.....

CARISMA NÃO FALTA AO NOSSO LIDER DOS OBREIROS DOS ANOS 80, MAIS TARDE LIVREIRO E DEPOIS TITULAR DA SMIC, ONDE TANTO ATAZANOU OS CAMELÕS QUE ELES RESOLVERAM IR PRO CAMELODROMO....

Crédito: Tatiana Feldens

TRENSURB


NÃO É TÃO CERTA A IDA DE HUMBERTO KASPER - EX PRESIDENTE DO SINDICATO DOS METROVIÁRIOS - PRA PRESIDENCIA DA ESTATAL, COMO ERA DADO ANTES....

Memória....


UM MÉDICO

HUMANITÁRIO!

No fim dos anos 70, me chamaram pra ser o editor do jornal da AGMR(ASSOCIAÇÃO GAUCHA DE MEDICOS RESIDENTES) - no jargão deles, a Gaúcha - que tinham uma sede improvisada na Associção Médica do RGSul( onde hoje é o BB, mas antes o cine são joão, na salgado filho- antes de ser a rodoviária a céu aberto que é hoje em dia -). Ali conheci e me tornei amigo do médico recém formado Breno Riegel dos Santos.

Domingo o vi no Correinho,falando sobre HIV - esta doença terrível - porque é um dos maiores especialistas da doença no Sul. Tempos atrás, estive lhe levando uns livros no seu consultório e ele me atendeu,entre duas consultas:

- Olides, me disse, agora só lido com doentes terminais, minha vida é no meio da doença....

Saí de lá com a convicção de que o amigo acertara na sua profissão: uma alma nobre, só pode fazer coisas nobres....

Nas horas vagas, o Breno é roqueiro no sentido de que gosta de ver grandes shows de rock, mas no dia a dia ,sua vida é o hospital e tudo o que tem lá dentro e precisa ser enfrentando.

Mazelas Porto-Alegrenses: As trapalhadas da Maratona


Pode parecer piada, mas me contaram assim: os desorganizadores da maratona que atravancou o tráfego do centro para a zona sul da cidade no domingo retrasado conseguiram errar na definição do traçado.
Acabaram desenhando um trajeto maior do que o que deveria ser. Talvez por isso os maratonistas chegavam no final botando os bofes para fora, quando chegavam.
E o mais estranho foi que venceu um gari, que começou a correr há seis meses. Gari, que começou a correr a seis meses vencer uma maratona assim no mais?
Mundo estranho este!


Por Lauro Dieckmann,


Que pena que não se tenha mais um jornal que critique as grandes promoções dos concorrentes.

o que deu de trapalhada nesta MARATONA diz que não tá no gibi e o Lauro, meio sem querer - porque tenho certeza que ele pegou o rolo todo indo almoçar no Shopping zona sul - deve ter se metido num congestiomento horrível e ficou puto das calças aí foi ver e disseram a ele que era coisa da Maratona. Não queria estar na pele da rosinha lopes que deve guentado o Lauro nos piores momentos de mau humor, esbravejando contra ERREBEECE COMo ele mesmo escreve....(Olides canton)

 

CORREINHO BOM DE BOLA!


tENHO notado que nos últimos domingos, o Correio do Povo,tem dado um pau nos problemas de Portinho. É claro que quando a gente quer encontrar " batom em cueca" é muito fácil, até porque todo mundo tem...Se o Correinho tá atrás de verba publicitária, eu não sei...o que sei é que o leitor tá ganhando porque tem saído boas matérias, bem elaboradas, sobre pro blemas nossos aqui, do cotidiano, da cidade e menos páginas pra BRUNA LOMBARDI que vive em Los Angeles e se lixa pra capital gaúcha há tempos....

COLEGUINHAS


O "BARBUDINHO"

DA ARENA...


Vicente Romano e seu filho, num jogo do Inter, time pelo qual torcem!


vICENTE rOMANO, 51 anos, é o assessor de imprensa do PP( Partido Progressista) há muitos anos. Sempre que passa pela frente da sala onde fica sua sala, um colega se vira e aponta:

- AQUI É O COVIL DA ARENA....

Arena era o partido que dava sustentação ao governo militar.

Romano chega cedo a sua sala, de manhã...É pra dar leitura aos jornais do dia, e saber responder a algum deputado da bancada quando ele é inquirido a opinar.

Romano nunca passou por uma redação, a não ser quando foi revisor da Coojornal para jornais feitos para terceiros.

Santa Maria da Boca do Monte

No caminho de Santa Maria da Boca do Monte, Neuza Pinto Penalvo fez esta foto do pórtico de Jaguari,na depressão central do Estado....Jaguari é conhecida por ótimos vinhos e melhores cachaças....


bons vinhos e cachaça!

outro INSTANTANEO feito pela Neuza Pinto Penalvo indo pra BOCA DO MONTE!

A origem do nome Jaguari, onde tem uma boa cachacinha e um bom vinho, este mais famoso que o aguardente( vocês já viram que agora cachaça virou aguardente?)é ' RIO DO JAGUAR".

QUANDO VI AQUELA FOTO LINDA QUE A LEITORA NEUZA PENALVO MANDOU, ACHEI. O QUE FAZ UM TIGRE AQUI..ELA ME ESCLARECEU QUE É UM JAGUAR....NAQUELE LIVRO DO CHERINI,TINHA QUE TER TIDO UMA FOTO DE CADA ENTRADA DOS MUNICIPIOS. FICARIA MAIS LEGAL...

JAGUAR-HY..ESTE É EM GUARANI O ANTIGO NOME DE JAGUARI NA DEPRESSÃO CENTRAL DO ESTADO...BELA CIDADE....UMA VEZ FUI FAZER UMA MATERIA DE UM CRIME LÁ ISTO NO TEMPO QUE A ZH EXPRIMIA E SAÍA SANGUE.....HOJE SO TEM KZUKA....

 

Blogueiros


Do primeiro encontro de blogueiros do RS ficou-se sabendo que o Governo do Estado deverá patrocinar este segmento da mídia também. Aguardemos.

Recebo e publico:

1) não tenho nada pessoal com o sr. Bacca. gosto de seus livros

2) a informação que tenho é que ele só ia duas vezes por semana a Serafina. Se a informação não estiver correta, faço a retificação. Caso contrário, é assunto de quem o contratou.

o editor

 

Bom dia Olides!
Estamos encaminhando e-mail para esclarecer que o colega Ademir
Antônio Bacca finalizou o trabalho junto à Prefeitura Municipal,
apenas por término do contrato. Quanto aos serviços prestados por esse
profissional, o Prefeito Municipal informa que sempre aprovou e
valoriza o trabalho do mesmo.

Atenciosamente,
Adriana Sabadin - Assessora de Imprensa
54 3444 1130
www.serafinacorrea.rs.gov.br


SINDIVINHO RS PROJETA
AUMENTO DAS VENDAS

A presidente do Sindicato da Indústria do Vinho do Rio Grande do
Sul (Sindivinho RS), Cristiane Passarin, está otimista com as perspectivas
de incremento da comercialização de vinhos. Estima que entre os meses de
maio e julho deste ano, o crescimento ficará na faixa dos 15% na comparação
com o mesmo período do ano passado. Nesta terça-feira (31), ela participou
da reunião da Câmara Setorial da Cadeia Produtiva da Viticultura, Vinhos e
Derivados em Brasília, quando foi discutida a proposta de criação do
Fundovitis Brasil. Outros temas da pauta dos trabalhos incluem a Política
Nacional de Resíduos Sólidos e o andamento dos grupos técnicos formados
pelos integrantes da Câmara Setorial referentes ao programa de modernização
da cadeia vitivinícola, marketing do produto e carga tributária.

Credito foto / SINDIVINHO RS

PERIGO, PERIGO, PERIGO !



Está sendo apresentado no Teatro do Sesc o monólogo O Terceiro Sinal, baseado num ensaio de mesmo nome, publicado em 2003, no livro Queda Livre.
Autor? Otavio Frias Filho, jornalista e dramaturgo.
Quem é ele? Filho de Otavio Frias,que foi dono da Folha de São Paulo ( já é falecido ), componente do Consórcio aquele.
Ele é Diretor de Redação da Folha de São Paulo.
Será que é algo contra o PT, contra os Governos do PT?
Alguém tem que avisar os petistas para ficarem alertas.

SERGIO OLIVEIRA
CHARQUEADAS - RS

DILMA NÃO VAI MUDAR DE ESTILO


Por Carlos Chagas


A presidente Dilma Rousseff agradece conselhos, sugestões e palpites, podendo até considerá-los, mas manterá seu estilo de governar. Não é papel carbono ou vídeo-tape, sequer do Lula. Reconhece a necessidade de aproximar-se mais de sua base parlamentar, ainda que a aproximação não signifique ceder a pressões para nomeações em profusão ou liberação indiscriminada de recursos para emendas parlamentares. Jamais repetirá a performance do antecessor, de estar todo dia na mídia, falando sobre tudo e sobre todos, por escrito ou de improviso. Seu estilo é de gestora, dando preferência a reuniões com auxiliares e com representantes da sociedade, para enfrentar problemas, em vez de freqüentar palanques. Não vai se transformar em garota-propaganda do próprio governo.

É impulsionada por boas intenções, de um lado, mas também por interesses escusos, de outro, essa pressão atualmente desencadeada sobre Dilma para trocar de perfil e mudar sua natureza de ser. Tem gente achando que ela deveria seguir em gênero, número e grau o modelo desempenhado pelo Lula, mas acontece que o Lula é único. Inimitável. Depois, porque os tempos são outros. Existem, no reverso da medalha, aqueles que tentam tirar partido do estilo da presidente, imaginando fraqueza onde ela tem demonstrado segurança. PMDB e PT, em parte, resolveram testá-la, exigindo que satisfaça interesses fisiológicos, como se o governo fosse um bolo a ser repartido. A votação do Código Florestal, na Câmara, demonstrou as intenções da banda podre da base governamental, mas o caso continua inconcluso, tendo em vista a votação no Senado.

O episódio Antônio Palocci enfraqueceu a todos, em especial o próprio, mas permanecendo ou saindo o chefe da Casa Civil, é pequena a diferença entre o que agora acontece e a anterior quebra do sigilo bancário do caseiro Francenildo. São percalços inerentes a qualquer administração, naturalmente divulgados pelos meios de comunicação e aproveitados pela oposição e por alguns falsos aliados.

Em suma, enganam-se quantos imaginam a presidente disposta a mudar a estratégia de governar, submetendo-se a figurinos exógenos. Até porque, sua aceitação junto à opinião pública, amplamente reconhecida nas pesquisas recentes, deve-se ao seu estilo.

SÓ VAI PERDER O TOPETE

A doença que acometeu o senador Itamar Franco foi detectada no início, tudo indicando sua superação, conforme os médicos do hospital Albert Einstein. O ex-presidente da República, espera-se, perderá apenas o topete, com o tratamento quimioterápico a que se submete. Mas por pouco tempo. À licença de trinta dias requerida ao Senado, seguir-se-á o recesso do mês de julho, tempo suficiente para o topete voltar.

A cada dia que passa mais se reconhece a excelente performance de Itamar no palácio do Planalto, ímpar nas situações mais difíceis. Até seu chefe da Casa Civil, Henrique Hargreaves, amigo de longa data, ele afastou sem titubear, diante de acusações mais tarde julgadas infundadas. Hargreaves voltou, recebido com tapete vermelho.

PAZ NO NINHO?

Até a noite de ontem, madrugada de hoje, prosseguiam as tentativas de pacificação no ninho tucano. O problema é que o confronto entre José Serra e Aécio Neves vem desde muito antes das eleições presidenciais do ano passado. Naqueles idos o candidato depois derrotado ganhou o primeiro round interno, saindo indicado. Agora, o ex-governador mineiro dá o troco, tentando não apenas impedir que Serra venha a presidir o Instituto Teotônio Vilela de Estudos Políticos, mas já preparando o embate para a indicação de 2014. Pacificar o PSDB com o recuo de Serra parece difícil. O fim de semana dirá.

MELANCIAS RACHADAS

Vimos, dias atrás, nos jornais e nas telinhas, a eclosão de estranha praga nas melancias cultivadas na China. Assim que desenvolvidas, antes de colhidas, as frutas rachavam de alto a baixo. Abriam-se, apodrecendo a polpa vermelha e gostosa, sem poder ser aproveitada.

Com todo o respeito, o fenômeno parece estar-se repetindo no PT. Cada vez mais vem sedo expelidos e afastam-se do partido os companheiros ideológicos, aqueles que uma vez tentaram levar o PT para a esquerda consciente, plena de ideais reformistas. Permanecem os que integram a casca, sem utilidade a não ser para fazer um doce danado de ruim. O fisiologismo começa a dominar a legenda que já foi dos trabalhadores e hoje é dos candidatos a cargos no segundo escalão do governo.

REPÚBLICA DO ROCK TERÁ ACÚSTICOS & VALVULADOS E TÓPAZ



A segunda edição do projeto República do Rock 2011, realizado pela Coordenação de Música da Secretaria Municipal de Cultura, traz ao palco do Teatro de Câmara Túlio Piva (Rua da República, 575), na terça-feira, 31 de maio, a partir das 19h30min, as bandas Acústicos & Valvulados e Tópaz. A entrada é franca mas recomenda-se a entrega de um quilo de alimento não perecível que será destinado às instituições municipais.
Uma das formações mais sólidas do rock gaúcho, a Acústicos & Valvulados vai completar 20 anos no próximo mês de outubro. Com mais de 1000 shows na bagagem, seis CDs, um DVD e inúmeros sucessos, a banda está lançando seu novo álbum, “Grande Presença”, cinco anos depois de colocar no mercado o CD e DVD “Acústico, Ao Vivo e a Cores”. Nele, a banda se volta para uma sonoridade mais roots, enfatizando o que eles chamam de “espírito chalaça e rock’n’roll”. Os fundadores Rafael Malenotti (voz), Alexandre Móica (guitarra) e Paulo James (bateria) ganharam o reforço de Daniel Mossmann (guitarra), Diego Lopes (baixo) e Luciano Leães (piano, wurlitzer), oficialmente integrados aos A&V.
Já a banda Tópaz é considerada uma das boas revelações do rock gaúcho dos últimos anos. O grupo surgiu há 7 anos em Cachoeirinha, na Grande Porto Alegre e, em 2007, lançou seu primeiro disco, chamado “Outra Direção”, que trazia o primeiro hit da banda, “Biografia”. Depois, veio o single “O Maior Idiota do Mundo”, que se tornou uma verdadeira febre no Twitter. Formada por Alexandre Nickel (vocais e baixo), Cris Möller (vocais e guitarra), Gustavo “Gigante” Zuchowski (guitarra) e Pedro “Toledo” Ramos (bateria). Agora, em 2011, chega às lojas o segundo disco do grupo, intitulado “III”, uma brincadeira com o fato de o terceiro disco ser sempre o melhor e o que define a carreira de uma banda.


REPÚBLICA DO ROCK
ACÚSTICOS & VALVULADOS / BANDA TÓPAZ
TEATRO DE CÂMARA TÚLIO PIVA (Rua da República, 575)
TERÇA-FEIRA - 31 / 05 /2011 – 19H30MIN
ENTRADA FRANCA (UM QUILO DE ALIMENTO NÃO PERECÍVEL)

Assessoria de Imprensa
Coordenação de Música
Secretaria Municipal da Cultura


A descoberta do terroir de Pinto Bandeira



Há 30 anos o distrito de Pinto Bandeira andava um tanto esquecido pela prefeitura de Bento Gonçalves. Só existiam caminhos de terra estreitos e em péssimo estado, a comunicação era muito precária e em vários setores da colônia era quase um milagre instalar rede elétrica. Para obter uma linha telefônica era necessário instalar quilômetros de cabo até a área central da comunidade – depois de muito empenho, foi conquistada uma mesa com 30 ramais, que funcionavam precariamente.
Os colonos mantinham uma produção diversificada: além do que precisavam para consumo da família, cultivavam uvas comuns, pêssegos e raras viníferas, como Riesling Itálico, Perberela, Merlot, Cabernet e Moscato, plantadas em sistema de latada. Foi por essa época que o enólogo Mario Geisse começou a palmilhar a região, em busca de lugares altos, com boas exposições solares e solos com grande capacidade de drenagem, que lhe permitissem produzir uvas Chardonnay de alta qualidade.
A julgar pelo prestígio dos espumantes que passou a elaborar, Geisse encontrou em Pinto Bandeira precisamente o terroir e as condições que almejava. Não apenas ele: a poderosa Vinícola Aurora desenvolve ali um ambicioso projeto voltado exclusivamente a produzir espumantes. E já estão no mercado rótulos com o selo de Indicação de Procedência, certificado obtido pela Asprovinho, entidade que congrega os produtores da região.

DE SÃO BORJA


O LA BARCA, ONDE TODOS SE ENCONTRAM....

La Barca do nosso amigo Florencinho( Florência Guimarães Filho) onde tem o melhor cafezinho de São Borja econtramos um mural com fotografias que contam um pouco da história política e também encontramos lembranças de uma infância nem tão distante assim,fotografias dos tempos da juventude onde encontramos inesquecíveis amigos. Quem vem a SB não deixa de ver....( Por Neuza Pinto Penalvo)

Fotos de Neuza Pinto Penalvo

Notícia

Antes de viajar pra Coréia, o Governadro Tarso Genro entregou um pacote( chamado pela Oposição de PACOTARSO) AO PRESIDENTE DO LEGISLATIVO ESTADUAL, deputado Adão Villaverde...Pode-se imaginar este diálogo


- Tarso: VILLA vai que é tua...

- Villa - Muy amigo, hein Tarso!!!!

Coleguinhas


Madrugadores da imprensa na Assembléia Legislativa:

Vicente Romano, do PP e o superintendente da Comunicação André Pereira. Não se sabe qual dos dois pega primeiro os jornais do dia....

 

Solicitação de Informações Históricas - Caso de 09 de Agosto de 1995


É verdade sim...o presidente da Fiergs, mais o Marco Antônio Kramer e os dois pilotos teriam avistado o fenômeno sobre Mar del Plata. Naquele ano entrevistei sim os dois pilotos, que me confirmaram a versão....apanhei a história no aeroporto salgado filho,circulando por lá, alguém me disse isto.

falei com o presidente da Fiergs que não desmentiu a versão. A matéria saiu e hoje, tantos tempo depois, vejo que uma pessoa se interessou por isto e que sabe da existência daquele jornal...que eu editei com tanto esforço.

 

Caro jornalista Olides Canton,

Bom dia!

Sou Gerente de Banco do Brasil e pesquisador de fenômenos ufológicos (há 30 anos).
Soube recentemente que como editor do Jornal de Bordo, em outubro de 1995 (edição 27) o senhor publicou uma interessante matéria sobre o avistamento de um OVNI pelo ex-presidente da FIERGS e outras pessoas.
Gostaria de solicitar sua ajuda para me contar o caso, ou repassar uma versão em (.PDF) do jornal da época com o fato, para compor meus arquivos ufológicos referente a episódios envolvendo pilotos e aeronaves.
Você chegou a tirar fotos das testemunhas? Poderia enviá-las junto com o jornal?
Qual sua impressão do caso e da qualidade das testemunhas?
Você tem contato com o piloto e co-piloto para que eu possa contactá-los para saber detalhes? Poderia fornecer o e-mail?
Para finalizar, o senhor sabe de outros casos envolvendo aeronaves?

Desde já agradeço sua atenção,

Edison Boaventura Júnior
Presidente do GUG - Grupo Ufológico de Guarujá

Memória da Imprensa

O Jornal de Bordo, que o leitor Boaventura me lembra, foi editado por mim entre os anos de 1993, 94 e 95. Começou com uma edição mensal de 15 mil exemplares, com oito páginas. Era um jornal de variedades, destinado com assuntos leves aos passageiros dos õnibus. As empresas transportadores o distribuiam aos passageiros. Nas últimos 4, ou 5 edições, tirava 50 mil exemplares.

Não vem ao caso aqui contar como e porque parei de fazê-lo. Aguas passadas não movem moinhos. Mas aprendi muito com ele...

Tinha um motorista, chamado de Taquari, que me levava nas garagens das empresas de ônibus pra entregar os fardos do jornal...O jornal foi impresso primeiramente na Grandesul, nos altos do Morro santa Tereza, depois na ramiro Barcellos.

Nas trinta e poucas edições que tirei,surgiram algumas matérias interessantes e lembro que esta dos ovnis foi uma das que tiveram maior retorno com índice de leitura, pelo que pude ver...

Achava interessante porque o jornal circulava em todo o Interior do Estado e foi fazendo ele que me ocorreu a idéia de fazer um livro sobre as brigas entre as cidades do interior, uma fala mal da outra. Dai surgiu meu livro CIDADES VIZINHAS, AMOR OU ODIO.....


ZH 47 anos

O dia que Emanuel tentou

tirar Fehlberg da chefia de ZH


Jornalista Luis Fernando Walls,Jurista Paulo Brossard de Souza Pinto,Carlos Machado Fehlberg, Emanuel de Mattos e Gustavo Krieger. Redação da ZH logo após a informatização, no final dos anos 80. Acervo de Emanuel Mattos.

 

É um episódio pouco comentado - ou quase nada - mas a saída de Emanuel Mattos de ZH, na década de 80, tem a ver com uma suposta tentavia de dar um golpe em Carlos Machado Fehlberg, que era o editor-chefe de ZH.

Fehlberg, que não era trouxa, devia ter seus informantes e ficou sabendo de toda a conspiração. Emanuel tinha tentado seduzir vários editores pra acompanhá-lo, mas parece que não teve êxito.

DEpois de umas férias, quando foi chamado de volta em plenas férias, foi comunicado de sua demissão.

Assim, o episódio passa a ter outra versão conhecida, que nunca foi contada, ou quase nunca foi contada....

 

Coleguinhas


Foi o conteúdo de um email o motivo das risadas no estúdio da Guaíba, dias atrás....dadaspela Ellen Braun.....

Mazelas porto-alegrenses - O fedor de esgoto

Neste negócio de observar a cidade, o Lauro Dieckmann virou o novo AFRANIO DUTRA DA CAPITAL...ou então o LOKO DO TONIOLO...que ameava explodir tudo....


Agora que estão tocando a todo vapor as obras do "esgoto submarino" de Porto Alegre, do Parque da Harmonia até a Diário de Notícias sente-se um leve mas nítido fedor de esgoto.
Pode ser coincidência, que, causa seja outra. Mas também pode ser que seja mesmo a movimentação que estão fazendo nos canos. Talvez o cheiro desapareça quando a obra terminar.
Já no verão, aí por fevereiro, chegando da praia, num dia bem abafado, deu para sentir o miasma até daqui de onde moro. Depois, sumiu, mas, agora, a coisa voltou e está bem nítida, pelo menos ali pelas margens do Guaíba.
Quando instalaram uma das geringonças do sistema ali pela Tristeza, há alguns anos, o pessoal das redondezas andou reclamando do fedor. Saiu nos jornais, mas, depois, não se falou mais no assunto.
Espero que o fedor seja mesmo passageiro. Passei a minha infância numa cidade que tinha uma fábrica de óleo de linhaça e outra de celulose - ambas fediam muito. Depois, enfrentei a "batalha da Borregaard", que depois virou Riocel e, agora, nem se sabe mais que nome tem, pois é mera filial de uma papeleira chilena.

 

por Lauro Dieckmann

Sem Pulo e Túnel do Tempo

Bah, Rudimar, gostaria que pegasses o gancho e falasses dos três irmãos Pontes. Era um mais bandido que o outro. os caras tinham medo deles, sei disto porque conheço a viúva do centroavante Marzotti(se quiseres te mando o fone dela) e ela pode te contar umas hi´stórias que o falecido centroavante contava pra ela. E que Marzotti e os irmãos Pontes jogaram junto em P.Fundo..Bota bandidagem nisto. Eles quebravam os jogadores do time adversário. passava a bola, mas o jogador não passava.(olides canton)


Clique na imagem para ampliar


Clique na imagem para ampliar

 

Olá Pessoal,
Permita-me remeter a Sem Pulo e Túnel do Tempo
deste sábado que escrevo na Folha popular de Teutônia.
Abraço e bom findi.
Rudimar

Exposição de ônibus antigos

Esta exposição é coisa do Loko do Salomão que entende mais de onibus velho do que o Papa de missa....ele me liga dando os informes, ve que outra.
Prezados,

Amigos, Busólogos, Apaixonados por ônibus, Simpatizantes por ônibus,
Loucos por ônibus, Familiares de busólogos, Estudantes da busologia,
Empresários do Transporte, usuários de ônibus...

CHEGOU O GRANDE DIA...!!!!!!

Com o Prestígio de:
Veteran Car Clube Novo Hamburgo;
AGVA - Associação Gaúcha de Veículos Antigos
FETERGS ? Federação Gaúcha das Empresas de Transp. Do RS;
SETCERGS ? Sindicato das Empresas de Tranp. Cargas do RS.

Com Patrocínio de:
ATP ? Associação dos Transportadores de Passageiros de Porto Alegre;
ATL ? Associação dos Proprietários de Táxi Lotação de Porto Alegre;
ATM - Associação dos Transportadores Metropolitanos de Passageiros do RS;
Viação Ouro e Prata S.A.
SOPAL ? Sociedade de Ônibus Porto Alegrense
NORTRAN Transportes Coletivos.

Com Apoio de:
1º Clube do Ônibus Antigo do Brasil;
Revista Classic Show;
Revista Transporte Mundial;
Rede Record-RS;
Rede Pampa de Comunicação;
Jornal do Comércio.

Com Filosofia de trabalho em equipe, respeito, união, comprometimento e um só objetivo...
Trazer o melhor a você...!!!!!!!

A Classic Bus, uma empresa totalmente credenciada e prestigiada,
para marcar seu inicio de atividades,
Apresenta:

?1º Classicbus 2011... Uma Viagem ao Passado...!!!?
O Programa de Valorização e História do Transporte Gaúcho...

O Maior evento de Ônibus do Sul do Brasil,
O maior encontro de ônibus antigos do Sul do Brasil,
Com presença confirmada de grandes marcas da fabricação de
Chassi e Carrocerias e das empresas de ônibus incentivadores da
Cultura nacional...


De 13 á 17 de Julho de 2011.
Aguarde...!!!!!
Em breve maiores informações.

www.classicbus-rs.com.br
www.classicbus.blogspot.com

Coleguinhas

DEpois de botar meus perdigueiros em ação descobri os motivos das risadas fartas da apresentadora ELLEN BRAUN, dias atrás no BOM DIA DA GUAIBA...

É que um ouvinte, sabe-se lá se gaiato ou seriamente, mandou um mail pra rádio dizendo que sua cidade estava tendo uma in vasão de PERERECAS....ninguém sabia de onde vinham tantas pererecas,segundo o cara...o estúdio inteiro caiu na gargalhada...que vazou no microfone, igual ao que o Recupero fez aquela vez do o que é bom nós fatura, o que é ruim, nós esconde...

Mas o gajo não mandou dizer nem de que cidade era , nem seu nome....

A BOA EDUCAÇÃO E DAS BOAS MANEIRAS

Olides,

Resolvi sair um pouco de minha linha editorial. de matérias e escrevi este artigo sobre educação, casos do dia-a-dia ' conflito entre pais e filhos escolas.. etc, etc e tal. Pena que tudo isto esta apenas começando. E os valores familiares, onde colocaram... Minha mãe sempre dizia: "A educação começa em casa".

Gelson Farias

A BOA EDUCAÇÃO E DAS BOAS MANEIRAS


Gelson Farias
Jornalista

Fazer filhos é mais ou menos fácil. Se não for por métodos naturais, a ciência normalmente resolve. O problema é educá-los. Com inusitada freqüência assisto a casos de pais que se demitem completamente dessa função, não sendo raros os que acusam o professore de não educarem seus filhos.
A função de um professor não é educar os alunos. É formá-los. Não se pode pedir a um professor que corrija na escola as deficiências educativas que as crianças trazem do seio familiar. Não é que muitos professores não tenham essa capacidade, mas não se pode exigir-se-lhes que se substituam aos pais. Todos sabem o que acontece a um professor se der um tabefe a um aluno mal educado…

A maioria dos pais olha para os seus filhos como seres únicos, ir repetíveis e intocáveis. Penso que isso acontece porque passam pouco tempo com eles e, como forma de se desculpabilizarem da ausência, cumulam-nos de honrarias e desleixam a educação. Um pedido de um filho é, hoje em dia, uma ordem. São os filhos que orientam os consumos familiares, invertendo a ordem natural das coisas.
Muitos pais não sabem dizer não. Ou por falta de coragem, ou por vergonha, muitos pais, cedem à chantagem. Por outro lado, multiplicam-se, a notícias de casos de violência na escola. Estes comportamentos são transversais na nossa sociedade, não é apanágio de uma única classe social. Conheço várias mães que sofrem alguns enxovalhos públicos, porque querem preservar os seus filhos de alguns riscos. Acredito seriamente que para muitas mães e pais esta luta não tem sido tarefa fácil.
O problema é que em muitos dos casos, a imposição social e educativa começa em casa. Sempre digo que a família e p berço da alegria entre pais e filhos, onde se apontam os defeitos e as virtudes com muita responsabilidade. Portanto. Ter um filho não é o mesmo que ter aqueles brinquedos com que sonhávamos na infância e que, depois de aterrarem no nosso quarto, encostávamos a um canto, quando nos cansávamos dele. Os pais não podem se eximir da sua função de educar os filhos. O argumento de que a vida acelerada e do excesso de trabalho não deixa tempo para esta tarefa, é mentir para si mesmo. Os bons pais ( e mães, obviamente) arranjam sempre tempo para educar os filhos.

Não haverá, certamente, razões para acreditar que a escalada da irresponsabilidade educativa se irá prolongar nas gerações futuras. É dos livros que irão rejeitar dar aos filhos a mesma educação que receberam. Serão mais severos? O que me preocupa é saber como irão lidar os pais desta geração habituada a ter tudo, quando tiverem de dizer NÃO aos filhos. Como lhes vão explicar que não têm dinheiro para lhes comprar aquele celular? (exemplo)
E como reagirão os filhos perante o NÃO justificado por dificuldades financeiras? Ainda que esporadicamente, o dia a dia vai-nos dando respostas, noticiando casos concretos. Mais do que uma crise financeira, estamos iniciando uma crise de valores. E quem pensa que tudo isto não está ligado com a violência crescente entre jovens, certamente andará um pouco distraído.

Olides.
Um abraço.
Gelson Farias. Jornalista.

BILARDO REVELA QUE MANDOU DOPAR BRASILEIROS NA COPA DE 90 NA ITÁLIA
E FOI MARADONA QUEM ENTREGOU A GARRAFA PARA BRANCO

De Buenos Aires
Gelson Farias


Bilardo siempre polémico.

O técnico Salvador Bilardo reconheceu em uma entrevista às emissoras de televisão e rádios da Argentina na semana passada que foi ele quem teve a idéia de dopar os jogadores da seleção brasileira, quando ele era treinador da Argentina durante as oitavas de final da Copa do Mundo da Itália- 1990. Na ocasião, o Brasil foi eliminado após perder por um a zero, com um gol do atacante Claudio Cannigia, aos 35min do segundo tempo. O jogo foi disputado no estádio no estádio Delle Alpi, em Turim, no dia 24 de junho de 1990.



Bela estratégia, hem...


Segundo Bilardo ele mandou o massagista Miguel di Lorenzo para colocar tranqüilizantes em uma garrafa de água e entregar aos jogadores do Brasil. Quando a partida estava paralisada para o atendimento de Diego Maradona, o massagista entregou a garrafa para o lateral-esquerdo Branco da seleção brasileira que estava com sede.

“Na época, o brasileiro chegou a reclamar que havia ficado tonto depois de beber a água que estava com drogas”.
No Mundial da Itália, a Argentina disputou a final contra a Alemanha e foi derrotada por um a zero, com um pênalti
Na época, o técnico brasileiro Sebastião Lazaroni queria a punição de Maradona por ter colocado tranqüilizante em uma garrafa de água.
E o próprio Maradona também andou falando sobre o episódio para a Televisão Esportes Total canal 15 de Buenos Aires. Foi hilariante a entrevista. Maradona ri muito junto com os repórteres da TV quando começou a falar que sabia que a água na garrafa com água estava ‘batizada’ com tranqüilizantes.

Branco. Ex-jogador da seleção brasileira

“Era uma partida em que teríamos que fazer algo para que os brasileiros não conseguissem se classificar”. E segundo Maradona, a idéia com tranqüilizantes na água, partiu de Bilardo antes mesmo da preleção com os jogadores, quando estavam no hotel. O programa durou cerca de uma hora, e o tempo todo, Maradona riu ao falar sobre o caso. Um dos reportes em tom de brincadeira tentou dar para Maradona uma garrafa com água para ele beber na entrevista. Foi nesta hora que todos começaram a rir novamente.
Que pena que este caso ficou no esquecimento, principalmente pelos dirigentes da FIFA, sem punição aos culpados. Mas se tratando de uma figura controversa como Maradona, um homem sem escrúpulos e sem pudor o que mais poderíamos esperar de alguém que é capaz de sorrir do episódio lamentável em que o ex-jogador Branco (inesquecível lateral esquerdo tetracampeão mundial em 1994) foi dopado na Copa de 1990, quando nossa Seleção foi eliminada.

ARI SAI EM DEFESA

DE SEU DIRETOR E DO SUL

clique na imagem para ler

No sábado retrasado, a ARI publicou uma nota em que sai em defesa do seu diretor Jayme Copstein e do jornal O Sul,condenados que foram a pagamento de 5 mil reais( Jayme) e 10 mil reais( o jornal) numa ação de danos morais movida pelo juiz Fernando Cabral Jr,hoje desembargador.

As duas partes recorrem neste momento da sentenção.

 

Programa do findi....


1) Show no Santander, no domingo, sempre 18 horas

e o Brique de manhã se não chover. Ah e tem uma boa caminhada pelo meio da Carlos Gomes, que aos domingos sempre fica aberta pros que gostam de se movimentar durante os dias de folga.

Ah, este findi não tem Grêmio em Porto Alegre. ainda bem, porque só tem perdido.

Convite

Memória da Imprensa:

NOS TEMPOS

DA CONTINENTAL

o ARTHUR MONTEIRO esclareceu aqui dias atrás COMO FOI A famosa " morte" do cantor Jorge Mautner patrocinada pela rádio Continental nos anos 70- uma arquitetura feita na redação da Folha da Manhã pelo próprio " Tadeu Picinha",como era seu nome de guerra e eu fui pesquisar algo sobre quem fez a Continental. Localizei com a ajuda de um ex-integrante daquela geração de jovens talentosos e irresponsáveis, algumas histórias de como funcionou a famosa 1120 ( Há um livro do Lúcio Hoeser lançado recentemente, mas pouco encontrável por aí....)


O JUDEU ( codinome do publicitário FERNANDO WESPHALEN): falecido em 2009, o Judeu,como era chamado pelos funcionários deu-se mal no começo da 1120. É que ele achava que com aquele bando de irresponsáveis poderia exercer a democracia....Pois quando a Polícia Federal começou a reclamar das matérias veiculadas - geralmente contra os milicos que estavam no Poder - ele tentou tomar as rédeas do grupo. Chamou os redatores Paulo de Tarso Riccordi, Luis Fernando Walls , Nelson Matzenbacker Ferrão ( O Mola )e ordenou:

- VOCES ESCOLHAM UM CHEFE...QUE ESTA SITUAÇÃO EU NÃO AGUENTO MAIS....

Os redatores - os primeiros cinco foram Sérgio Quintana( morto) Sérgio Becker, Luis Fernando Walls(mora em Brasília) Tarso Riccordi, e Nelson Ferrão, o Mola - não toparam eleger um chefe e aí Judeu chamou Wladimri Ungarreti Netto( que conhecia " da prisão" Luis Fernando Walls,que foram preso por pertencer ao POC( Partido Operário Comunista) e Ungaretti estivera preso por pertencer a VPR( Vanguarda Popular Revolucionária).

- Esta turma se conhecia da prisão. Um foi levando o outro, conta este ex-integrante que fez parte da primeira turma que integrou o jornalismo da Continental.

Há algumas versões de que o Judeu era um projeto da MPM( a agência de maior importância da propaganda brasileira no começo dos anos 70...)
e que o JUDEU seria uma espécie de linha de frente do ANTONIO MAFUZ, dono da MPM..

- Era uma rádio que estava atirada, ninguém dava a mínima pra ela e a transformaram na rádio dos jovens daqueles anos, relembra este jornalista que acabou saindo em função das crises provocadas pelo notícia.


TARSO RICCORDI...( NOME COMPLETO PAULO DE TARSO RICCORDI)

Foi da primeira turma de redatores da rádio Continental. Nascido em 01.12.1949 em Bagé, no RS.Depois que foi demitido da Continental foi ser repórter na Folha da Manhã, no setor de Política. É autor de um clássico livro sobre folclore politico: o TENHO DITO...

Atualmente trabalha na imprensa do PT, na Assembléia Legislativa do Estado, depois de ter residido em tempo em Vitória no Espírito Santo.

' mola" ( Nelson Matzenbacker Ferrão)
Nascido em 26.02.1950, além da rádio Continental, trabalhou como editor de Polícia na ZH no começo de 1974.
Hoje está no Grupo Sinos.

CLOVIS HEBERLE: fOI DOS 3 demitidos da rádio Continental pelo Wladimir Ungaretti. Foi demitido um dia antes de casar com Lais ( 30.01.1946) com quem está casado até hoje.

Clóvis assim que saiu da Continental foi trabalahr com Antônio Britto na Caldas Junior, na organização da Central do Interior.

Quando Wladimir foi demitido da Continental, anos depois, procurou a Caldas Junior onde foi embusca de emprego.

- Se ele entrar aqui por uma porta, eu saio pela outra, avisou Heberle a Antônio Britto.
Assim, Ungaretti não pegou emprego na Caldas Jr.

Heberle depois trabalhou muitos anos em ZH,onde se aposentou. Mas além do Correio do Povo, esteve trabalhanbdo na TV Gaucha( hoje RBS TV). É natural de Três Passos, onde nasceu em 2.2.1950. Também fez parte da rádio Gaúcha.


MARONA: Mário Renato Gomes Marona foi outro que integrou os quadros de redatores da Continental.DEpois foi pra ZH. e mais tarde pra TV Globo.
Na Continental era um dos redatores do famoso noticiário 1120 é notícia...


WLADYMIR UNGARETTI NETTO: O EX-integrante da VPR - do grupo de Carlos Araujo e da atual presidente da República Dilma Rousseff( naqueles anos conhecida por Dilma Linhares)foi uma espéice de " mandalhete" do Judeu. Deu um golpe nos demais integrantes que o antecederam. Ficou com o poder. Levou pra 1120 o reator Emilio Chagas, de quem era amigo.Wladimir sempre foi muito bom na argumentação, na defesa dos seus pontos de vista. Ainda ocupou a secretaria de Agricultura de Tapir Rocham, quando o pedetista foi prefeito de Viamão.

A Continental que ficava na rua dos Andradas 1155-5 andar ( o edificio do Relógio) ( o fone da Continental era 24.66.99)teve no ex-guerrilheiro como seu novo chefe do departamento de Noticias.

Com ele, Judeu se sentia mais eeguro do que acontecia na redação do noticiário porque tinha mais controle do que ocorria na redação.Ungaretti trabalhou depois em ZH e hoje é professor da Fabico, onde liderou no passado algumas campanhas um pouco polêmicas, como a liberação da maconha dentro da Fabico)_.

Ungaretti hoje mantém um blog.
Natural de Santos Dumont(Minas Gerais) onde nasceu em 3.10.1948 é filho de um comunista, por isto seu nome é Wladymir.

DOMINGOS MARTINS SOBRINHO :

LOCUTOR DA RÁDIO CONTINENTAL. NASCIDO EM 20.03.1952. ALÉM DA CONTINENTAL, trabalhou NA RÁDIO pAMPA E NA gUAÍBA.

CLOVIS DIAS COSTA: oUTRO APRESENTADOR DA CONTINENTAL. Nasceu em 23.06.1945. Além da Continental esteve na Universal FM do Grupo Pampa.


WLADIMIR OLIVEIRA: LOCUTOR. mUITOS DENTRO DA CONTINENTAL ACHAVAM, BEM AO ESTILO PARANÓICO DA EPOCA - ATÉ PORQUE EXISTIA MESMOA - INFORMANTE DO DOPS....

fOI COM O WLADIMIR QUE ACONTECEU o episódio num sábado da manhã, quando um redator, depois demitido, chamou de "latinhas" as medalhas que o Comandante do Terceiro Exército iria entregar pouco depois do noticiário junto ao Monumento do Expedicionário na Redençaõ.
O redator foi demitido, porque no mais famoso episódio daqueles tempos rebeldes, a rádio Continental ficou 24 horas fora do ar....porque foi tirada pela Polícia Federal.

Coleguinhas

A fotógrafa Avani Stein , ex- Caco Barcellos - fará exposição de fotos e pinturas na galeria do Décio Presser, dia 8 de junho....mais detalhes, nos próximos dias.



26 DE MAIO: 31 ANOS DO PDT

Charqueadas sempre presente nos assuntos factuais.....!!!!


PARTIDO DEMOCRÁTICO TRABALHISTA
Você que trabalha ou é aposentado ou pensionista da iniciativa privada, sabe que a maioria de seus direitos tem a ver com o TRABALHISMO?
CARTEIRA PROFISSIONAL criada por GETÚLIO VARGAS. TRABALHISMO. Estes trabalhadores têm seus direitos garantidos pela CLT ? CONSOLIDAÇÃO DAS LEIS DO TRABALHO. CLT criada por GETÚLIO VARGAS. TRABALHISMO. Quando os direitos dos trabalhadores não são respeitados pelos empregadores, eles podem recorrer à JUSTIÇA DO TRABALHO. JUSTIÇA DO TRABALHO criada por GETÚLIO VARGAS. TRABALHISMO. Eles contribuem para um fundo de previdência pública ? PREVIDÊNCIA SOCIAL (um dos itens que formam Seguridade Social). PREVIDÊNCIA SOCIAL, nos moldes hoje existentes (antes havia apenas a Lei Eloi Chaves; depois foram criados por Getúlio os Institutos de Aposentadoria, que hoje é o INSS), criada por GETÚLIO VARGAS. TRABALHISMO. Estes trabalhadores recebem o 13º salário, tanto na ativa, quanto depois de aposentados. 13º SALÁRIO (antes denominado de Gratificação de Natal) criado em 1962 (trabalhadores da ativa) e 1963 (aposentados), originado de dois projetos, sendo um em co-autoria, do ex-Deputado FLORICENO PAIXÃO, que, aprovados e transformados em leis, estas foram sancionadas pelo Presidente JOÃO GOULART. TRABALHISMO.
SERGIO OLIVEIRA

OLHANDO A MOLDURA, ESQUECEM A PINTURA


Por Carlos Chagas


A denúncia foi formulada por um dos mais importantes ministros palacianos, o secretário-geral da presidência da República, Gilberto Carvalho: teriam partido da prefeitura de São Paulo, quer dizer, do prefeito Gilberto Kassab, as informações sobre o aumento do patrimônio de Antônio Palocci. O fio da meada estaria na declaração do Imposto Sobre Serviços pago pela empresa do chefe da Casa Civil. O ISS é um imposto municipal e quem o administra é a Secretaria de Finanças do município.

Não deixa de ser inusitada a denúncia. Que interesse teria Kassab em atingir Palocci, precisamente quando tenta formar um novo partido retirado dos escombros da oposição, com a finalidade de apoiar o governo Dilma Rousseff?

Como no caso das consultas concedidas por Palocci, é preciso provar. Que evidências Gilberto Carvalho possui para fazer tão grave acusação? A quem interessa desconstituir o chefe da Casa Civil?

Já o ex-presidente Lula fulaniza a acusação, responsabilizando o secretário de Finanças, Mauro Ricardo. Também não poupa José Serra, a quem chama de cérebro de toda a operação.

Há quem opte por outro caminho, supondo que o verdadeiro algoz de Antônio Palocci tenha sido o ex-deputado José Dirceu, influência de peso no PT e interessado em desestabilizar o governo.

De tudo, uma conclusão: dedicam-se todos a examinar e a opinar sobre a moldura, esquecendo-se de olhar a pintura. Despreza-se o principal em favor do supérfluo. O importante nesse episódio é saber quais eram os clientes de Palocci, já que ele faturou pelo menos trinta milhões de reais em tempo recorde. É aqui que a vaca vai para o brejo, como tem ido desde que o Brasil foi descoberto. O poder econômico permanece à sombra, jamais exposto. Foram empresas, em especial as empreiteiras de obras públicas, que contribuíram para aumentar a conta bancária do ex-ministro da Fazenda? Quais são elas?

COMPRAR AÇÕES DE FRANKLIN?

Todo presidente da República, ao nomear seu ministério, dispõe de alternativas que guarda no fundo da gaveta. O próprio Lula, muito antes da demissão de Palocci, já tinha Guido Mantega como regra três. Ao perder José Dirceu, guardava Dilma Rousseff como opção. Trata-se de cautela adotada por todos os chefes de governo para não serem surpreendidos.

No palácio do Planalto não se cogita da substituição de Antônio Palocci na chefia da Casa Civil, mas se porventura acontecer, é bom comprar ações de Franklin Martins. São antigos os laços que unem o ex-ministro da Comunicação Social e a presidente Dilma Rousseff.

OPOSIÇÕES COM SORTE

Apesar de amorfas, insossas e inodoras, as oposições andam com sorte. Caiu-lhes no colo a crise que envolve o ministro Antônio Palocci. Nada fizeram para cumprir seu papel, desde as eleições do ano passado.

Envolvidos em conflitos internos, tanto o PSDB quanto o DEM vinham navegando a reboque dos acontecimentos. De repente, deparam-se com um prato suculento, para o qual não contribuíram sequer com o caldeirão. Sabendo aproveitar as consequências, os oposicionistas poderão melhorar sua imagem e até pensar na conquista de prefeituras importantes, ano que vem.

A VOZ DO BRASIL

Houve tempo, quando se chamava a Hora do Brasil, em que era o programa mais ouvido pelo rádio em todo o território nacional. Na hora certa, sete da noite, chegava aos mais remotos rincões do país pelos poderosos transmissores da Rádio Nacional e todas as demais emissoras, em cadeia. Seu caráter obrigatório incomodava pouco, dados os índices de audiência.

O tempo passou e a televisão ocupou muitos espaços. A última vez em que a Voz do Brasil empolgou o país inteiro, no interior e nas grandes cidades, foi durante os sete meses do governo Jânio Quadros, quando o histriônico presidente mandava para o programa, com exclusividade, os seus “bilhetinhos” aos ministros. Anunciava projetos, passava reprimendas e compunha comissões de inquérito. Era obrigatório ouvir, até mais do que transmitir.

O Congresso acaba de flexibilizar a Voz do Brasil, mantendo-a obrigatória mas facultando às emissoras de rádio sua transmissão entre sete e dez da noite. Melhora um pouco o faturamento das empresas, assim como livra o ouvinte de receber em todos os canais, na mesma hora, um programa que certamente não o agrada. Enquanto não criarem a Voz de Brasil obrigatória na televisão, vai tudo bem.

DE Serafina Correa, atenção eleitores!

Justiça Eleitoral novamente em Serafina

Nos dias 7, 8 e 9 de junho de 2011, das 13h às 17h30, na Biblioteca Mario Quintana, Prefeitura Municipal, a Justiça Eleitoral estará realizando atendimento para que toda a população possa obter o título eleitoral, alistamento de novos eleitores, revisão e transferência de títulos.
Os eleitores deve comparecer para fazer transferências, alistamento e atualizações de dados do título já que muitos títulos estão desatualizados e isso pode trazer problemas para os eleitores que querem receber ou recebem benefícios do INSS, bem como podem ter problemas com o CPF. O Chefe do Cartório Eleitoral destaca que o município sofreu várias mudanças nos locais de votação, por isso os eleitores devem procurar o Cartório Eleitoral para ver onde atualmente votam. O alerta é principalmente para os eleitores que votam na seção 0103, Galpão Vinte de Setembro, que devem comparecer nos dias 7, 8 ou 9 de junho na Biblioteca, pois necessitam atualizar dados em razão de mudanças nas seções do Galpão.
A Justiça Eleitoral perto dos serafinenses: participe, esteja em dia com suas obrigações e utilize desse serviço na Biblioteca Municipal, Prefeitura, dias 7, 8 e 9 de junho 2011, das 13h às 17h30.

Coleguinhas


*Uma pagina inteira( a 22) é o que o assunto do jornalista LUIS CLAUDIO CUNHA ganhou ontem no JC. "Sob o título de TJ inocenta jornalsita que divulgou crime do Dops" o jornal deu em duas colunas a absolvição de Cunha que estava sendo processado pelo ex-servidor do DOPS, Irno. Serviram de testemunhas para Cunha, o presidente da ARI, ERcy Pereira Torma e o presidente do MJDH, Jair Kristche.


*Não está internado no Hospital Mãe de Deus, o presidente do Conselho Deliberativo da ARI, ACPorto, o Portinho. Esteve internado. A coluna errou. Agradeço o alerta que me fez o colega Goulart.


*LUCAS NOBRE, escritor nascido em S. Borja e vivendo em Sta.Cruz do Sul está nos finalmente, junto com um colega, de uma biografia de Neusinha Brizola, falecida recentemente. O livro está mantido e será impresso.Lucas viajará ao Rio, nos próximos dias, pros acertos final do livro.


* Alguns inquilinos do prédio da ARI está começando a atrasar os aluguéis....Assunto que vai dar pano pra manga....

Recebo da colega Adriana Sabadin

da pmsc....

Bom dia Olides! Sobre a Universidade da Serra o Prefeito pediu para
que eu fale com o Vice-Prefeito, Breda. Assim que eu tiver a
oportunidade de saber algo, comunicarei.
A respeito da Assessoria de Imprensa, gostaria de informar que
continuo com o cargo, apenas estive de férias. Quanto à colega Aline,
continua no cargo de Assessora de Gabinete.

Atenciosamente,
Adriana Sabadin - Assessora de Imprensa
54 3444 1130
www.serafinacorrea.rs.gov.br

Notícia

No fim desta manhã (26), o presidente da ALRS, Adão Villaverde (PT), recebeu do governador Tarso Genro os seis projetos que integram o chamado Plano de Sustentabilidade Financeira. Eles referem-se à Previdência, Inspeção Veicular, Taxa Ambiental, Venda de Prédios Públicos e pagamento de RPVs.


Nesta notícia poderíamos acrescentar:

Gov.: - Olha, Villa deixo isto contigo!!!!

Villa: - Pode, Tarso, mas eu não garanto nada, depois do que aconteceu na sessão da quarta com o aumento dos professores que foi pro saco pra este mês.....


Rixa...


Não chamem as colegas Vera Daisy Barcellos e Santa Irena de Araujo Lopes pro mesmo jantar....motivo da quesilha:uma vaga num órgão mundial destinada a uma pessoa de cor negra...

 

Wander Wildner y Sus Comancheros relembram as rodas de som do Teatro de Arena em dois shows dias 4 e 5 de junho




Dias 4 e 5 de junho, sábado e domingo, o Teatro de Arena abre suas portas para receber dois espetáculos do menestrel Wander Wildner, que juntamente com Jimi Joe (violão e harmônica), Milton Sting (baixo) e Marcelo Scherer (bateria), nos brindará com um show folk relembrando as noites de Rodas de Som organizadas pelo músico e compositor Carlinhos Hartlieb nos anos setenta, nesse mesmo aconchegante teatrinho dos altos do viaduto Borges de Medeiros.

O estilo folk fez a cabeça desses comancheros nos anos setenta e segue impregnando suas almas errantes até hoje, alem de estar presente nas onze canções do mais recente disco de Wander, o cd Caminando y Cantantando, lançado no final do ano passado, que é a base desses dois shows no Teatro de Arena, num repertório que inclui releituras de alguns clássicos da carreira do viajante selvagem. Arriba!


Caminando y Cantando - com Wander Wildner y Sus Comancheros
Teatro de Arena – Altos do Viaduto da Borges de Medeiros 835
Dias 4 e 5 de junho – sexta e sábado, 21h
Ingresso : R$ 20,0 na hora e no local

Mais informações : Fone 3226.0242
www.wanderwildner.com.br


Informações para a imprensa:
BD Divulgação - Bebê Baumgarten, Kellen Hoehr e Gabriela Almeida
(51) 3028.4201 / 8111.8703 / Nextel - 7814.2244 - ID 84*39184
bebebaumgarten@bddivulgacao.com.br


HISTORIAS DE LA UNDEZE


I BAZA BANQUI DE SERAFINA

( OS beija-bancos ( de igreja) de Serafina)


Como toda cidade interiorana, Serafina tem e teve seus papa-hóstias, ou seja, a turma que não sai de volta de le cotole( das saias,ou da batina) dos padres...Dizem que estes são os piores no dia a dia, mas isto pode ser intriga da Oposição....
Andei fazendo uma leve pesquisa, com a ajuda de outra serafinense que está fora do município e recordamos de alguns que despontavam entre os que eram as ovelhinhas dos padres, principalmente do padre Chico Lollato, que mandou com mão de ferro na paróquia, ao ponto de ter seus olhoseouvidos que lhe contavam tudo o que se passavam entre os moradores. Depois o padre, nos sermões de domingo, ia pro seu púlpito e chegava a dar o nome de algumas mulheres, que seus informantes lhe diziam serem infiéis aos maridos....


O padre Chico Lollatto, hoje vivendo em Rondinha, fez muito coisa em La Undeze, levou pra lá o Ginásio, liderou a cosntrução do salão paroquial que está lá até hoje, e fez o Cristo Redentor.

AS SENHORAS DO APOSTADO eram entre as principais baza banqui de la Undeze. Usavam uma fita vermelha em forma de " V" no pescoço e eram as que mais ajudavam o padre Chico Lollato a cuidar das " infiéis".
Parece hilário, mas pra quem vivia naquela comunidade nos anos 60, quando a luz elétrica só era fornecida pelo Frigorífico Ideal S/A.e todos sabiam da vida de todo mundo, não era muito fácil ter seu nome ventilado publicamente por uma autoridade religiosa....e que imperava na cidade. Hoje em dia é outro papo...

Outros " fervorosos" católicos de La Undeze eram o dono do cartório José Modeschi( pai do atual presidente do Sindicato dos Trabalhadores em Empresas de Indústria de Alimentação), Albina Alban( que tinha uma pequeno bazar na av. Miguel Soccol ) e que é mãe dos fundadores da Credeal,Luis Alberto( o João-Bolinha)e José Carlos Alban, o Carlinhos, Emma Piccini,( certa vez houve um verão tão forte, tão calorento, e houve um grande aumento de moscas em Serafina e na casa dela isto também ocorreu mas ela dizia que era por causa dos perfumes que ela tinha....)Valério que era contador e que era tão econômico( não se pode dizer pão-duro que plantava beterraba pra não precisar comprar açúcar.
Berto Alban, um dos comerciantes mais fortes nos anos 50/60 também era muito chegado a Igreja Católica.

O Fioravante Cervieri, dono da loja mais sortida da cidade e principal diretor da Sociedade Estrela Guaporense não era muito chegado a Igreja mas sua mulher, Luiza, era quem fazia as doações para os padres, ou como diziam as fofoqueiras da Undeze, la ghen dea soldi a i pretti( dava dinheiro pra paróquia...)

O padre Chico tinha como uma de suas manias dar beliscões nos paroquianos. Mas ninguém se importava muito e consideravam aquilo até um gestode " carinho", isto quando alguém não saia gemendo de dor de tanto que ele apertava.

Uma vez uma paroquiana que foi tomar a hóstia não conseguia abrir a boca - ficou nervosa, isto era comum - e o padre Chico a "educou" com un sberlon( com um tapa....)



O IDIOTA E A MOEDA


Conta-se que numa cidade do interior um grupo de pessoas se divertia com o idiota da aldeia. Um pobre coitado, de pouca inteligência, vivia de pequenos biscates e esmolas. Diariamente eles chamavam o idiota ao bar onde se reuniam e ofereciam a ele a escolha entre duas moedas: uma grande de 400 REIS e outra menor de 2.000 REIS. Ele sempre escolhia a maior e menos valiosa, o que era motivo de risos para todos. Certo dia, um dos membros do grupo chamou-o e lhe perguntou se ainda não havia percebido que a moeda maior valia menos. Eu sei, respondeu o tolo. 'Ela vale cinco vezes menos, mas no dia que eu escolher a outra, a brincadeira acaba e não vou mais ganhar minha moeda'. Podem-se tirar várias conclusões dessa pequena narrativa: A primeira: Quem parece idiota, nem sempre é.A segunda: Quais eram os verdadeiros idiotas da história?A terceira: Se você for ganancioso, acaba estragando sua fonte de renda. Mas a conclusão mais interessante é: A percepção de que podemos estar bem, mesmo quando os outros não têm uma boa opinião a nosso respeito. Portanto, o que importa não é o que pensam de nós, mas sim, quem realmente somos.O maior prazer de um homem inteligente é bancar o idiota diante de um idiota que banca o inteligente.

Arnaldo Jabor

AS NOTICIAS QUE EU LI....

CORREINHO ENTROU MAL NA HISTÓRIA HISTORIA DO CRIME DO ALEMÃO CAIO DE TORRES NA SEGUNDA PASSADA. NA QUARTA, DEU APENAS TRES COLUNINHAS E NEM DISSE COMO A VITIMA FORA MORTA....OS LEITORES DO JORNAL FICARAM SEM SABER NEM COMO A VITIMA MORRERA....PODE???!!!!!

ALÉM DO MAIS, TUDO ESCRITO NA CONDICIONAL, COMO TERIA....SE O CARA JÁ TÁ MORTO PORQUE NA CONDICIONAL....MEDO DE PROCESSO DE QUEM MATOU???

O CORRESPONDENTE

QUE DEU CONTA DO RECADO


Nelson Adams Filho

Ouvi elogios às matérias que o Nelson Adams Filho mandou de Torres pra Rádio Guaíba. Eu não o ouvi, tinha outros afazeres.


o Nelson mora em Torres há muitos anos e é do ramo. Na Folha de São Paulo, quando era correspondente, o chamavam de Mimoso...

Nelson nasceu em Porto Alegre em 13.03.1950 e é filho de Nelson Ruben Adams e Ieda de Albuquerque Já residiu em Porto Alegre na Rua Duque de Caxias, 837/209.

Em Torres é dono do Jornal GAZETA e também trabalha ou trabalhou na assessoria de imprensa da Prefeitura municipal daquele município.

Tem bom domínio de quem frequenta a cidade, pois está lá a muito tempo.

Quando mandava boletins pra Guaíba, no tempo do Flávio Alcaraz, costumava divertir o apresentador dizendo:

- Flávio, aqui temos PANCADAS DE SOL...

O velho e saudoso comunicador caia na gargalhada.

De São Borja


Será que a prefeitura municipal se animou a colocar uma foto do Gregório Fortunatto no tumulo do guarda-costas de Getulio Vargas que foi surupiada há uns três,quatro meses atrás???? Cabe lembrar que aquele túmulo é tombado pelo patrimonio municipal

De São Borja

ASSISTÊNCIA

Casamento comunitário une 46 casais

A Prefeitura promove neste sábado (28/05) o segundo Casamento Comunitário de São Borja. A cerimônia com efeito civil oficializará a união de 46 casais no Clube Recreativo Samborjense a partir das 13h30. Os noivos fazem parte de projetos e programas realizados pelas cinco unidades dos Centros de Referência em Assistência Social (CRAS). A Secretaria do Trabalho, Assistência Social e Cidadania é a responsável pela organização, contando com o suporte de outras secretarias municipais.

Dois juízes de paz realizarão a cerimônia. O Casamento Civil Comunitário é uma lei elaborada pelo vereador Valerio Cassafuz em 2009. A primeira edição realizada em maio do ano passado beneficiou 47 casais. A expectativa é que cerca de 1500 pessoas prestigiem o evento, entre familiares e amigos convidados dos noivos.

De acordo com a secretaria Maria Ilda Fagundes muitos dos casais estão juntos há anos e agora vão realizar o sonho que oficializar o casamento. “Nos CRAS nosso trabalho tem a família como foco e isso que queremos promover com o casamento. Além disso, é uma garantia de direitos (legais) para aqueles que não possuem recursos financeiros”, explicou.

Palestras e embelezamento

Os preparativos do casamento não se limitaram apenas à cerimônia. Os noivos participaram de diversas palestras sobre família, educação, controle financeiro e as mulheres também receberão cuidados de beleza. Amanhã (27/05) os alunos do curso de manicure e pedicure (oferecido no CRAS Centro) vão embelezar as noivas.

Já no sábado a programação começa às 7h30, quando elas serão maquiadas e arrumarão os cabelos também por alunos de cursos. Às 11h30 os casais se encontrarão para almoçar no Restaurante Popular e de lá seguirão para a cerimônia.

 

O campeão brasileiro de trotes contra a Polícia


(Archimedes Marques)

A Polícia Militar que trabalha de forma ostensiva e busca a preservação da ordem pública, atua com rondas pelas cidades, abordagens, blitz e ainda com atendimentos de ocorrências via 190. Em média, 70% das ocorrências são via denuncias, mas nem sempre elas são verdadeiras, são os chamados trotes, que além de prover perda de tempo aos policiais e prejuízo ao erário público, pode deixar de salvar vidas ou de se prender perigosos bandidos.
Um trote pode ocupar de 1 a 3 minutos do atendente e se uma viatura for encaminhada a essa ocorrência inexistente, serão perdidos entre 10 e 20 minutos. Esse tempo é precioso para quem realmente está precisando da ajuda policial.
O problema do trote contra a Polícia que também fora tratado no programa televisivo FANTÁSTICO da Rede Globo, em 22//04/2011, mostrou essa situação criminosa em vários estados do nosso país com índices superiores a 30% das ligações ao 190 e destacou o maior passador de trotes do Brasil, o campeão em trotes contra a Polícia, um sergipano.
Tal caso inusitado refere-se ao cidadão Jose Uilson dos Santos, cujo Inquérito Policial estava sob a minha responsabilidade, mas já fora encaminhado à Justiça. Consta da documentação acostada aos autos que o suspeito teria efetuado 206.449 ligações para o 190 da PM, no período aproximado de um ano. É bem verdade que tal número exorbitante, apesar de ser oficial e fornecido pelo CIOSP não é de todo composto de trote, vez que, em boa percentagem, os atendentes aos reconhecerem a voz do criminoso, desligavam o telefone sem lhes dar atenção, mas, contudo tais ligações eram contabilizadas como sendo trotes. Assim, com certeza, esse número pode ser abatido em mais de 60% para ser mais exato, o que não deixa de ser um recorde de trotes efetuado por uma só pessoa em citado tempo.
A sua detenção somente ocorreu no dia em que o suspeito deixou de usar o telefone celular para ligar de um aparelho público e, ao efetuar 22 ligações para o 190 fora rastreado, localizado e preso em flagrante delito pela Polícia Militar, em 03 de março de 2011.
Depois da sua prisão e soltura, ocorridos no mesmo dia, em entendimento e decisão do Delegado plantonista, em virtude de ser o crime tipificado como de menor potencial ofensivo, o suspeito ficou alguns dias sem dar um trote sequer. Entretanto, a partir de 25 de março passado, voltou a delinqüir no mesmo crime, desta feita em menor intensidade, ligando de aparelhos de telefonia celular pré-paga ou de telefones públicos diversos.
O delinquente, quando detido, confessou e confirmou a sua autoria delitiva, inclusive na imprensa, discorrendo que começou a passar trotes para a Polícia a partir de março de 2010, a título de brincadeira e que sentia prazer em ouvir os atendentes do CIOSP sempre o alertar para o problema que TROTE ERA CRIME. Alegou que o seu objetivo principal com os milhares de trotes efetuados era fazer o maior número de ligações possíveis para mostrar aos seus colegas que poderia atingir o recorde de 80.000 telefonemas falsos, recorde esse, que certamente fora atingido e até ultrapassado, levando-se em conta os 40% das 206.449 ligações como sendo efetivamente consideradas trotes, conforme expliquei anteriormente.
Assim, o citado cidadão responde pelo crime capitulado no artigo 340 do Código Penal que trata, especificamente, da comunicação que é falsamente levada ao conhecimento da autoridade que seria competente para apurar o delito ou a contravenção penal se fossem verdadeiros, cuja pena ao seu transgressor é de detenção de 1 a 6 meses, ou multa.
Objetiva o tipo penal, manter o bom andamento da administração da justiça, no sentido de garantir-lhe seja suas diligências desenvolvidas somente no que realmente for necessário, asseverando a eficiência dos trabalhos e mantendo o prestígio relativo aos serviços prestados, não perdendo tempo com investigações ou diligencias inúteis em função de fatos irreais.
É de fácil entendimento que o passador de trotes também praticou o crime continuado capitulado no artigo 71 do Código Penal o que lhe dá um aumento de pena de um sexto a dois terços, vez que, configura-se tal conduta, quando o agente pratica dois ou mais crimes da mesma espécie, mediante ação ou omissão, animado pelas condições de tempo, espaço, circunstâncias, modos de execução, que o estimulam a reiterar a mesma ilicitude, de maneira a constituir todas elas um só conjunto delitivo. No caso em tela o suspeito praticou milhares de crimes da mesma espécie comprovando o entendimento do legislador.

Da lição do esdrúxulo sergipano campeão de trotes que trás, acima de tudo, grave prejuízo para a própria sociedade, resta comprovada, que campanhas educativas e preventivas no sentido de evitar esse crime contra a administração da Justiça, devem ser constantes em todo o Brasil, pois além de tudo, demonstrou o delinquente com sua reprovável ação, não ter consideração alguma com a força pública ou leis do nosso país, mas total desprezo.


Autor: Archimedes Marques (delegado de Policia no Estado de Sergipe. Pós-Graduado em Gestão Estratégica de Segurança Pública pela UFS) - archimedes-marques@bol.com.br


RISADAS DA ELLEN


fORAM ALEM DO LIMITE AS RISADAS QUE A APRESENTADORA ELLEN BRAUN DEU ONTEM, 25.05, NA GUAÍBA, LOGO DEPOIS DAS OITO DA MANHÃ. NÃO SE SABE OU MELHOR, OS OUVINTES NÃO FICARAM SABENDO DE QUE GRAÇA ROLAVA NO ESTÚDIO.....

Missa das motos no Caravágio....

 

fotos de Nadilce Zanata

Olha, pegamos a ida deles no fim.
A Imagem fica na entrada para Caravaggio, cosa de preti.
Naquele santuário no mês de maio, tu vê e compra de tudo, menos assistir missa, não dá.
Vem até camlô do nordeste.
--
Nadilce Beatriz
www.escrevendootempo.zip.net

 

CORPO DE SALVADOR ALLENDE É EXUMADO

Olides.

Já mandei uma matéria sobre este caso, ano passado, lembra! Agora, vamos ter surpresas com a exumação. Pode esperar. Claro que Allende não se matou. Ele foi assassinado a mando de Pinochet que era chefe do exército na época. Foi um golpe. Allende morre e Pinochet assume o comando da nação. "Rei morto, Rei posto". O relatório de 2008, já apontava isso, ou seja. No corpo de Allende havia sinais de dois ferimentos (perfurações a bala ) que segundos os peritos, era impossível uma pessaoa fazer tais disparos para se suicidar, ainda mais com um fuzil. Na realidade, o tal fuzil, arma de calibre 762, recebido pelo presidente como presente de Fidel Castro, desde a morte de Allende desapareceu.

Um abraço. Gelson... Falamos depois.

Gelson Farias


Versão oficial diz que o ex-presidente chileno morreu em 1973 após se suicidar com um tiro de fuzil dentro do Palácio La Moneda

De Buenos Aires
Gelson Farias


Presidente Salvador Allende num dircurso dias antes de sua morte



Desde a sua morte no dia 11 de setembro de 1973, dita na época como suicídio, pode ser desmentida com os exames periciais que serão feitos após a exumação dos restos mortes do presidente Chileno Salvador Allende. A tese, sustentada por depoimentos de testemunhas e pela necropsia realizada pelas forças golpistas, mostra que Allende teria se suicidado com um tiro de fuzil. Patricio Guijón, médico que viu o corpo do presidente minutos após sua morte, confirmou na época o suicídio como a causa da morte. Algumas fontes dizem que o ex-presidente já teria dito que preferia a morte a ter de se entregar às forças golpistas.


Caixão com os restos mortais de Salvador Allende para exumação

No ano de 2008, quando um relatório forense foi divulgado, baseado na primeira necropsia, as dúvidas sobre a morte voltaram a surgir. O relatório mostrava que o corpo tinha dois impactos de bala diferentes, em lesões que não poderiam ser atribuídas ao suicídio. A ditadura Pinochet, implantada com o golpe contra Allende, terminou apenas em 1990, deixando mais de 3000 vítimas. Além da investigação sobre a morte de Allende, ainda existem cerca de 730 processos abertos para apurar casos de violações aos direitos humanos no país.


1973. Ataque ao Palácio La Moneda

Quase 40 anos após a sua morte, o ex-presidente chileno, Salvador Allende, teve seu corpo exumado nesta segunda-feira, 23, para esclarecimentos sobre seu falecimento. A versão aceita pela família e amplamente divulgada é que Allende teria se matado dentro do Palácio La Moneda, quando as forças golpistas bombardeavam por terra e por ar o local. A exumação será feita para descartar a possibilidade de execução durante o golpe que instaurou a ditadura Pinochet no Chile. A diligência, ordenada pelo juiz Mario Carroza, aconteceu no mausoléu da família de Allende, no Cemitério Geral de Santiago. Após a exumação, o corpo será submetido a perícias prévias e levado para o Serviço Médico Legal de Santiago, onde será analisado por médicos legistas. As investigações começaram em fevereiro deste ano, quando a família do ex-presidente fez um pedido à Justiça chilena para esclarecimentos das circunstâncias em que Allende morreu.

Velhinho de programa...

O Serginho Ros tem até um cartãozinho dele, como velhinho de programa....mas o serginho tá aposentado. nem mais liga, nem escreve pra nóis aqui.

ANÚNCIO:
Como tenho mais de 60 anos, algumas horas livres, com insônia pela madrugada, e precisando ganhar uns extras, resolvi ser, também, um "velhinho de programa".

Idoso sessentão charmoso, com lindos olhos meio verdes(cobertos com cataratas);
loiro(só dos lados);
Atlético(sou torcedor);
corpo malhado(pelo Vitiligo);
e sarado(das doenças que já tive); e
um metro e noventa(sendo mais ou menos um de altura e noventa de largura).

Atendo em motéis, residências, elevadores panorâmicos, etc. Só não atendo em drive-in por causa das dores na coluna. Alegro festa de Bodas de Ouro, convenções e excursões da Terceira Idade. Meço pressão, aplico injeções e troco fraldas ger iátricas, tudo com o maior charme.

Atendo no atacado e no varejo. Traga suas amigas. Maiores de sessenta e cinco, por força de lei, não pagam, mas só terão direito à horário recomendável para a saúde. Serão concedidos descontos para grupos: quanto mais nova, maior o desconto.

Por questões de vaidade, não serão permitidas filmagens, pois, no momento, estou precisando operar uma hérnia inguinal, meio antiestética.

Na cama, dou sempre três....

Três opções sexuais para a parceira:
Mole, Dobrado ou Enroladinho. Como fetiche, posso usar touca de lã, pantufase cachecóis coloridos. Outra GRAAAAAAANDE vantagem: já tenho Parkinson o que ajuda muito nas preliminares.

TOTAL DISCRIÇÃO, pois o Alzheimer me faz esquecer tudo que fiz na noite anterior.

PRESENÇA BRASILEIRA EM BUENOS AIRES FAZ REAL VIRAR MOEDA CORRENTE

Olides.

É m uito grande a preseça de brasileiros por aqui. É verdade sim... O real esta favolizado por toda a argentina. Claro que em muitos lugares eles não fazem a troca de câmbio. Mas é em poucos lugares, mas afastadsos no centro. Mas assim mesmo esta muito bom comprar, fazer visitas a museus, ir a shows de tango, teatro, comer e beber muito bem, pagando com real sem nenhum problema. Em muitos locais adesivos informa que; " aqui aceitamos real" .

Um forte abraço.

Gelson Farias

 

De Buenos Aires
Gelson Farias

O grande número de brasileiros na Argentina transformou o real em moeda corrente nos principais pontos turísticos do país e, especialmente, na capital, Buenos Aires. Empresas de táxi, lojas no Aeroporto Internacional de Ezeiza, Aeroparque restaurantes, cafés, perfumarias, camelôs e casas de tango aceitam a moeda brasileira.

Calle Florida a noite. Movimento de turistas e lojas abertas


Segundo dados do governo da cidade de Buenos Aires, os brasileiros lideraram o ranking de turistas que visitaram a cidade em 2010 e nos primeiros quatro meses deste ano. Nas casas de câmbio da turística Calle Florida é comum ver filas de comerciantes trocando reais por dólares ou pesos. Em algumas lojas vê-se um aviso na entrada: "Neste estabelecimento falamos português". É possível comer, assistir aos espetáculos e comprar lembrancinhas com reais no bolso. Cada comerciante oferece a sua própria cotação, que pode variar entre 2,40 a 2,50 pesos por real, preço semelhante ao das casas de câmbio.

Calle Florida durante o dia. Movimento de turistas é grande
Sueli Mazer, de 58 anos, e Ana Paula Silva, de 28 anos, ambas de São Paulo, disseram que compram "de tudo" com reais em Buenos Aires. "Compramos roupas, xampu, presentes. Tudo com reais", disse Sueli. Mas elas fazem uma ressalva. "É preciso apenas ficar atento ao valor que nos oferecem pela nossa moeda. Às vezes, pode não valer a pena." Na loja Dodo, uma rede de produtos de beleza, no calçadão da Calle Florida, há um aviso na vitrine: "Aceitamos reais". Na loja, as vendedoras María Joana, de 23 anos, e Juliana Martins, de 24 anos, disseram que a presença de clientes brasileiros é crescente. "Trabalho aqui há três anos, mas só recentemente a loja passou a aceitar real. É que são tantos brasileiros que assim as vendas ficaram ainda mais fáceis", disse María Joana. O artesão Darío Ruben, de 31 anos, disse que está até poupando em reais para viajar de férias com a mulher para o Rio de Janeiro. "Só aceito real, euro, dólar e peso argentino. Neste ano já poupei R$ 1,4 mil com o que recebi dos brasileiros", disse. A estudante mineira Thaissa Fernandes, de 22 anos, oferece shows de tangos para brasileiros a partir de R$ 120. O pagamento também é feito na moeda brasileira. A promotora da agência Magic Travel, na mesma Rua Florida, ergue um cartaz oferecendo shows e city tours (passeios guiados pela cidade). "Eu ganho comissão, mas, graças a esta imensa presença de brasileiros, ganho muito mais aqui do que ganhava no Brasil. Aqui ganho quatro mil pesos por mês e, em Minas, como estagiária, recebia 300 reais", disse.

Bar e cafés lotados dia e noite


No Aeroporto de Ezeiza ou Aeroparque pelo menos uma das empresas de táxis, a Vip Car, aceita pagamento em reais.
Empresa de táxi no Ezeiza aceita o real


Entre os cafés e restaurantes, a lista é ampla. Casos, por exemplo, do restaurante La Dorita, nos bairros da Recoleta e Palermo, e Chiquilín, no centro.

Restaurante La Dorita, na Recoleta.
"O real está valorizado e muitos turistas brasileiros chegam aqui com a moeda no bolso. Então, pra gente vale a pena. Depois, trocamos ou guardamos", disse Santiago Bustamante, gerente do Chiquilín.

Restaurante Chiquilin no entro de Buenos

Mas, fora do circuito turístico, a moeda brasileira não tem aceitação. Os paulistas Vinícius Martins e Dagmar Pedroso, de 31, disseram que nada puderam comprar com reais no bairro do Onze, conhecido pela ampla concentração de lojas e preços de atacado. A cabeleireira María Romero, dona do salão Estúdio Recoleta, disse que recebe dezenas de clientes brasileiros por semana. Mas ela não aceita reais. "Mesmo assim, muitos fazem cabelos e unhas e, principalmente, compram xampu. E pagam com dólares", disse.

Bairro Recoleta

Cascatas


Veja esta cascata, ela fica na estrada que vai para NRoma, depois de Vila Jansen,já descendo para chegar à ponte.
Ela fica assim qdo chove muito e no inverno
--
Nadilce Beatriz
www.escrevendootempo.zip.net

MOVIMENTO DE JUSTIÇA E DIREITOS HUMANOS/Brasil INFORMA:



URGENTE
SEQUESTRADOR TENTA, DE NOVO, CONDENAR JORNALISTA


Irno, ex-agente do DOPS gaúcho e seqüestrador de Lílian Celiberti, tenta hoje (quarta,25/05)
recurso na Justiça para condenar testemunha da Operação Condor em 1978 em Porto Alegre.
O inspetor aposentado do DOPS gaúcho João Augusto da Rosa, codinome ‘Irno’, um dos seqüestradores em Porto Alegre dos uruguaios Universindo Díaz, Lílian Celiberti e seus dois filhos, Camilo e Francesca, tenta hoje (quarta, 25) um recurso na Justiça gaúcha para condenar o jornalista Luiz Cláudio Cunha.
A desembargadora Marilena Bonzanini, da 9ª Câmara Cível do Tribunal de Justiça gaúcho, relatora do processo, julgará o recurso de Irno a partir das 14h desta quarta-feira, 25, em conjunto com outros dois desembargadores: Íris Helena Medeiros Nogueira e Leonel Pires Ohlweiler.

URGENTE

SEQUESTRADOR TENTA, DE NOVO, CONDENAR JORNALISTA
Irno, ex-agente do DOPS gaúcho e seqüestrador de Lílian Celiberti, tenta hoje (quarta,25)
recurso na Justiça para condenar testemunha da Operação Condor em 1978 em Porto Alegre.

O inspetor aposentado do DOPS gaúcho João Augusto da Rosa, codinome ‘Irno’, um dos seqüestradores em Porto Alegre dos uruguaios Universindo Díaz, Lílian Celiberti e seus dois filhos, Camilo e Francesca, tenta hoje (quarta, 25) um recurso na Justiça gaúcha para condenar o jornalista Luiz Cláudio Cunha.
Então chefe da sucursal da revista Veja na capital gaúcha, Cunha foi testemunha involuntária do sequestro, praticado em novembro de 1978, numa ação combinada de forças militares do Exército uruguaio e de policiais do DOPS do Rio Grande do Sul no âmbito da ‘Operação Condor’, organização clandestina integrada pela repressão das seis ditaduras do Cone Sul na década de 1970.
A desembargadora Marilena Bonzanini, da 9ª Câmara Cível do Tribunal de Justiça gaúcho, relatora do processo, julgará o recurso de Irno a partir das 14h desta quarta-feira, 25, em conjunto com outros dois desembargadores: Íris Helena Medeiros Nogueira e Leonel Pires Ohlweiler.
O seqüestrador insiste na ação indenizatória que abriu, em 2009, contra o jornalista e a Editora L&PM que, em 2008, publicaram o livro Operação Condor: o Sequestro dos Uruguaios -- uma reportagem dos tempos da ditadura. O policial se considera injuriado pela história que o livro relembra, mas curiosamente não reagiu à cobertura de 86 semanas da revista Veja, entre novembro de 1978 e junho de 1980, com os detalhes escabrosos do sequestro praticado há 33 anos.
A séria de reportagens rendeu à revista, em 1979, os principais troféus de jornalismo do país, incluindo o Grande Prêmio Esso. A obra da L&PM, já em segunda edição, ganhou na categoria de livro-reportagem os dois principais prêmios literários do país — o Jabuti e o Vladimir Herzog —, além de Menção Honrosa do prêmio Casa de Las Américas, de Cuba.

MEMÓRIA DO SEQUESTRO
‘Irno’, que recebeu Cunha com uma pistola na cara no apartamento da rua Botafogo, no bairro Menino Deus, na tarde de 17 de novembro de 1978, foi reconhecido pelo jornalista e pelo fotógrafo J.B Scalco, da revista Placar, como um dos sequestradores dos uruguaios. O reconhecimento aconteceu na CPI da Assembleia Legislativa e na Justiça Federal, que condenou Irno em primeira instância.
O agente fazia parte da equipe comandada pelo homem mais importante do aparato repressivo no sul — o delegado Pedro Seelig. Ele, o delegado Sérgio Fleury (do DOPS paulista) e o coronel Carlos Alberto Brilhante Ustra (comandante do DOI-CODI da rua Tutóia em São Paulo) são os três nomes mais citados pela violência política no período da ditadura militar (1964-1985).
Seelig, chefe direto de ‘Irno’ e do escrivão Didi Pedalada, outro seqüestrador identificado pelos jornalistas, foi mais tarde reconhecido pelos uruguaios como o chefe das sessões de tortura em Lílian e em Universindo na antiga sede do DOPS, na avenida Ipiranga, na capital gaúcha. Pela repressão uruguaia, a sessão de pancadaria no DOPS era pessoalmente executada pelo major Glauco Yanonne, do Exército uruguaio.
O processo assinala um brutal contraste entre o Brasil e seus vizinhos do Cone Sul. Aqui, pátria da impunidade, o agente da repressão processa a testemunha de um sequestro binacional, enquanto a Argentina condena à prisão perpétua generais e presidentes militares, acusados de sequestros, desaparecimentos forçados, tortura e assassinato de aproximadamente 30 mil pessoas – incluindo bebês e crianças. Os delegados Seelig e Fleury (falecido em 1979) e o coronel Brilhante Ustra nunca foram submetidos à justiça, apesar das denúncias de tortura e violência reiteradas por ex-presos políticos e entidades de defesa dos direitos humanos.

DERROTA EM PRIMEIRA INSTÂNCIA
A primeira tentativa de ‘Irno’ de inverter judicialmente a denúncia esbarrou na firme decisão de 6 de julho passado da juíza Cláudia Maria Hardt, da 18ª Vara Cível do Foro de Porto Alegre, que julgou improcedente a ação do seqüestrador do DOPS, que ela define como “triste episódio contado no livro... relato pertencente a um tempo ‘página infeliz da nossa história’, nas palavras do próprio Chico Buarque”. Trinta anos depois, na Justiça de Porto Alegre como testemunha de defesa de Cunha, Lílian Celiberti teve a chance — face a face, pela primeira vez após o sequestro —, de apontar João Augusto da Rosa (o ‘Irno’) como um dos seus seqüestradores. Confirmou tudo o que Cunha disse e escreveu na revista e no livro.
A juíza Cláudia Hardt afirma, em sua sentença final: “Não há que se olvidar os abusos cometidos pelas autoridades instituídas durante o período do regime militar brasileiro. São inúmeras as compilações históricas e os relatos dos que vivenciaram a etapa em que o país esteve distanciado da democracia. Inegáveis as arbitrariedades, os excessos e as violências infligidas a muitas pessoas. Também não se pode desconsiderar as restrições impostas à imprensa naqueles momentos em que muitos dos direitos irmanados com a dignidade humana e a liberdade foram deixados de lado”.
“Com efeito”, completa a juíza Hardt, “não se tolera a possibilidade de limitar a criatividade e a liberdade de escritores que, como o autor, dissertam sobre tema delicado e ainda marcado na historiografia brasileira, sob pena de estarmos igualmente constrangendo o espírito investigativo dos repórteres e de encobrirmos informações necessárias para a fundamentação de nossa consciência crítica”.

SERVIÇO:

Os telefones em Porto Alegre da 9ª Câmara Cível do TJ-RS, onde será julgado nesta quarta-feira (25) o processo n°70040534505, são (51) 3210-6144 ou 3210-6145.
O PABX do Tribunal de Justiça gaúcho é (51) 3210-6000.
O advogado do jornalista e da editora, Rogério Becker, atende no telefone (51) 3231-7366

DOIS PROBLEMAS: SÓ DÁ PARA SOLUCIONAR UM


Por Carlos Chagas


Pela mitologia grega, Cila e Caridbes eram duas princesas puras, lindas e maravilhosas, mas por questões de ciúme entre os deuses e as deusas, foram transformadas por Zeus em horrorosos monstros marinhos. Ficaram encarregadas de guardar o estreito de Messina, aquele situado entre a Sicília e Itália. Moravam em sinistras cavernas e devoravam os marinheiros que se aventuravam por lá, naufragados ou mesmo embarcados. Cila até comeu seis companheiros de Ulysses, aquele personagem de Homero. Virou maldição para quantos se obrigavam a navegar por lá que se o infeliz escapasse de Cila, cairia nas garras de Caribdes. E vice-versa. A partir daí ficou a imagem em toda a Grécia para quem enfrentasse dois problemas ao mesmo tempo: poderia solucionar um, mas malograria no outro.

Vamos trocar a Hélade pelo Brasil. A presidente Dilma Rousseff defronta-se com dois problemas: Romero Jucá e Antônio Palocci.

O primeiro ajusta-se bem ao perfil de Cila, pois até sumiu com pelo menos seis grandes nomes do PMDB, substituindo-os como líder de um partido que já foi do dr. Ulysses. Era uma princesa que serviu tão bem a José Sarney na Fundação Nacional do Índio a ponto de ser nomeado governador de Roraima. Virou Secretário Nacional de Habitação no governo Fernando Collor. Senador, foi líder de Fernando Henrique e assim continuou nos dois governos Lula, mantido no governo Dilma. Só que, com todo o respeito, acabou virando monstro. Sobre ele pesam acusações variadas: empresas de fachada entregues a parentes e laranjas, super-multiplicação do patrimônio, negócios irregulares na venda de madeira em territórios indígenas, desvio de dinheiro federal em ações sociais, compra de votos, calote em bancos públicos, propina de empreiteiras, um apartamento de presente dado por uma construtora. Mas é o líder do governo no Senado.

Quanto a Caribdes, isto é, Antonio Palocci, a transformação está à vista de todos, desde a quebra do sigilo bancário do caseiro: aumento desmedido de patrimônio, prestação de consultorias sigilosas a empresas desconhecidas enquanto coordenador da campanha de Dilma Rousseff. Virou monstro por iniciativa de Zeus, quer dizer, do Lula?

Fará o quê a presidente? Precisa atravessar o Estreito de Messina. Se fugir das garras de Cila, cairá nas presas de Caribdes. Dois problemas que não dá para solucionar juntos. Um desses monstros poderá devorá-la.

MARAVILHOSAS FÉRIAS

Desde que deixou o poder, o ex-presidente Lula viajou mais do que o Barack Obama. Esteve na Europa, nos Estados Unidos, na América Latina, no Caribe e adjacências. Nada contra, quando esses périplos servem até para engordar sua conta bancária através de palestras regiamente pagas, mas, convenhamos, férias assim, que já duram cinco meses, nenhum operário consegue tirar. Ainda esta semana prepara-se para voar até as Bahamas, depois a Venezuela e em seguida Cuba.

BRINCANDO COM FOGO

No PSDB, estão brincando com fogo. Os partidários de José Serra, desiludidos com a hipótese de o ex-candidato vir a presidir o partido, oferecem ao grupo dominante uma opção dupla a ser decidida no fim de semana: a primeira vice-presidência e a chefia do Instituto de Estudos Teotônio Vilela. Pois não é que regateiam, os seguidores de Geraldo Alckmin, Aécio Neves e Sérgio Guerra? A paciência de Serra tem limite, nunca imaginou ser escanteado dessa forma, até porque tem diante dele algumas avenidas: candidatar-se a prefeito de São Paulo, insistir na candidatura presidencial para 2014 ou transferir-se para outro partido.

SALTANDO DE BANDA

Foi pálida a solidariedade prestada pelos cinco governadores do PT ao ministro Antônio Palocci. Reunidos em Brasília, esta semana, cuidaram mais de seus problemas administrativos do que da crise desenvolvida em torno do chefe da Casa Civil. Jacques Wagner, da Bahia, e Marcelo Deda, de Sergipe, ainda se pronunciaram a respeito, mas o demais saltaram de banda. A vida ensina que os ventos sopram de um lado e, depois, de outro. Todos os governadores dependem do palácio do Planalto. Aí está o exemplo de Minas Gerais, onde Aécio Neves tem-se mostrado compreensivo para com Antônio Palocci por conta das agruras do outro Antônio, o Anastásia.

Câmara aprova novo código florestal e mantém áreas consolidadas

O plenário da Câmara dos Deputados aprovou na noite desta terça-feira (24), por 410 votos a favor, 63 contra e uma abstenção, o substitutivo do deputado Aldo Rebelo (PCdoB) ao projeto de lei 1.876/99 que modifica a atual legislação ambiental brasileira.

O deputado federal Luis Carlos Heinze (PP/RS), único deputado gaúcho que participou da Comissão Especial e da Câmara de Conciliação para debater o tema, explica que o texto aprovado foi um avanço e traz tranquilidade as mais de cinco milhões de famílias produtoras de alimentos do país. “Há mais de três anos me dedico a esse tema. Entendemos a necessidade de preservar, mas também é preciso olhar para o produtor rural. A Câmara fez justiça e mais de 90% das propriedades sairão da ilegalidade imposta pela atual legislação sem aumentar o desmatamento”, afirma.

Seminário sobre Saneamento Ambiental reúne gestores municipais
nesta sexta-feira na Assembleia Legislativa



Esclarecer dúvidas e propiciar um amplo conhecimento aos gestores municipais sobre o desenvolvimento de projetos relacionados a programas e obras do PAC do Saneamento Ambiental é o objetivo do evento que será realizado nesta sexta-feira (27), a partir das 9h, no plenário da Assembleia Legislativa, em Porto Alegre.

O seminário “Os municípios gaúchos no PAC do Saneamento Ambiental”, está sendo organizado de forma conjunta entre o Parlamento gaúcho, o Senado Federal, por iniciativa da senadora Ana Amélia (PP/RS), e a Câmara, por proposição do deputado federal Ronaldo Zulke (PT/RS), com apoio de associações de municípios.

A abertura do evento contará com a presença dos dois parlamentares e também do presidente da AL-RS, deputado Adão Villaverde (PT). Estão confirmados como palestrantes, o secretário nacional de Saneamento Ambiental, Leodegar Tiscoski, a diretora de Articulação Institucional do Ministério das Cidades, Viviana Simão, e o secretário Nacional de Transportes e Mobilidade Urbana, Luiz Carlos Bueno.

Também participarão o secretário-executivo de Relações Institucionais da Presidência da República, Cláudio Vignatti, e representantes da Fundação Nacional da Saúde (Funasa), que orientarão os gestores municipais sobre projetos e recursos do Governo Federal, disponíveis através da segunda etapa do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC 2).

- É importante a participação dos gestores municipais para que conheçam as formas de acessar os recursos do PAC e desenvolvam os projetos da melhor maneira possível – destaca a senadora Ana Amélia.

- Nossos municípios precisam ser informados sobre os critérios estabelecidos para que possam disputar os recursos do PAC 2, que proporcionarão uma verdadeira revolução no que se refere aos investimentos em saneamento ambiental, reforça Zulke.


As inscrições ainda podem ser feitas por e-mail com os dados solicitados (nome, cargo, cidade, instituição, endereço, e-mail e telefone) para ana.amelia@senadora.gov.br e dep.ronaldozulke@camara.gov.br. Informações pelo fone (61) 3303.6083 ou (61) 3215-5858.


Assessoria de imprensa do deputado Ronaldo Zulke: (51) 7811-5899
Assessoria de imprensa da Senadora Ana Amélia: (61) 9822-8065

--
Assessoria de imprensa
Lucidio Bordignon Gontan
Reg.prof.: 9389

Crime




Amparada pela família, sobre uma cadeira de rodas, com ferimentos na mão e no pé, Ivanise Menezes Chaves Barcellos, 47 anos, se despediu do namorado, José Augusto Bezerra de Medeiros Neto, na manhã de terça-feira no Cemitério Ecumênico João XXIII, em Porto Alegre.

Após o sepultamento, na casa de familiares, ela aceitou conversar com Zero Hora por telefone. Ivanise relatou, durante 30 minutos permeados por choro compulsivo, o drama pessoal que teve o desfecho trágico ao amanhecer de segunda, em Torres. A seguir, trechos da entrevista.

Zero Hora – O que aconteceu?

Ivanise Menezes Chaves Barcellos – É um caso muito sério de descaso, das leis que não funcionam. O Carlos era uma pessoa que já tinha demonstrado insanidade, que chegava em casa 5h, 6h da manhã, três, quatro vezes por semana, drogado. Depois de eu ter esgotado todas as possibilidades, pedindo que se tratasse, entrei com um pedido para o juiz, que deferiu uma ordem para que o Carlos se afastasse do lar.

ZH – A senhora já estava separada dele?

Ivanise – Sim. Nós já estávamos separados de corpos desde outubro de 2009. Ele dormia no quarto do meu filho e o meu filho dormia comigo. Só não mandei ele embora porque ele não tinha casa própria. O apartamento era presente do meu pai. Depois de ele ter sido expulso pelo juiz, eu avisei: não aguento mais, chegou no limite. Quero reconstruir minha vida, não existe mais amor. Falei para ele: quando tu receberes a herança, compra um apartamento e vai embora.

ZH – Ele recebeu a herança?

Ivanise – Recebeu. Só que não queria ir embora de jeito nenhum. O valor que cabia a ele era R$ 1,2 milhão. Como tinha dívidas, restaram R$ 550 mil.

ZH – O que houve na segunda?

Ivanise – Acordei às 6h15min, fui acordar meu filho. O meu namorado, que era meu marido, a gente ia se casar, levava meu filho e buscava na escola, a gente fazia almoço. Aí desci com meu cachorro, um lhasinha, e abri a porta para ele ir para a grama. Então vi o Carlos. Vi que ele veio para nos matar. Nisso, tentei fechar a porta de vidro, e gritei. Aí ele quebrou o vidro, me apunhalou o dedo, empurrou a porta e me jogou no chão. O meu namorado veio descendo a escada, e o Caio tinha uma faca escondida atrás da mão. Golpeou meu namorado de baixo para cima e continuou desferindo golpes. Peguei um abajur de madeira e dei com toda a força na cabeça do Caio, duas vezes. Aí, levantou meio grogue e puxou uma arma e acho que tentou engatilhar.

ZH – Uma pistola...

Ivanise – Era uma pistola, e a pistola travou. Meu filho ligava para o 190. Eu gritava, meu marido sendo esfaqueado. Meu filho pedia “Pai, pelo amor de Deus, não faz isso”. Aí, apontou a arma para mim. Fiquei em estado de choque, mas a arma não disparou. A gente subiu correndo para o quarto, e acho que ele não conseguiu. Aí, ele escondeu a faca e a arma no quarto da empregada, e nisso foi chegando a BM, e ele dizendo, “Eu sou do bem, eu sou do bem, não fiz nada” e foi algemado. O meu amor saiu de maca, agonizando. As últimas palavras dele foram que amava muito o meu filho e a mim.

Leia a entrevista completa na edição desta quarta-feira de Zero Hora.

Polícia encontrou cartas em carro

Nesta terça, a Polícia Civil informou que três cartas apreendidas no carro de Carlos Flores Chaves Barcellos, o Alemão Caio, 54 anos, indicariam que ele estava prestes a matar alguém.

— Os textos dão a entender que ele iria cometer uma loucura e poderia tirar a própria vida — diz o delegado Roger Spode Brutti, da Delegacia de Polícia Civil de Torres.

O delegado evitou divulgar o teor das cartas. Além dos papeis, foram apreendidos no local do crime uma pistola calibre 32, com numeração raspada, e uma faca.

Caio matou a facadas o surfista José Augusto Bezerra de Medeiros Neto, conhecido como Zeca Bezerra, 50 anos, na madrugada de segunda-feira, em Torres.


Confusão na salinha JCTerlera!

Segurança da Assembléia Legislativa tem entrado em ALGUMASconfusões. A salinha JCTerlera é confundida com o próprio, que todas as tardes dá expediente na sala de imprensa da Assembléia.

PMDB vai às ruas mobilizar sociedade contra o Pacotarso


foto divulgação PMDB



Com uma receptividade que superou as expectativas dos próprios deputados, a bancada do PMDB realizou na manhã desta quarta-feira 25 a primeira ação para marcar publicamente a posição contrária às principais medidas que integram o Pacotarso. Através da distribuição de panfletos e adesivos contrários ao pacote que será encaminhado oficialmente nesta quinta-feira, os parlamentares do PMDB concentraram as ações junto ao Centro Administrativo do Estado e na esquina da avenida Borges de Medeiros com a rua Aureliano de Figueiredo Pinto, nas proximidades da sede do IPE (Instituto de Previdência do Estado). “Os cidadãos estão reagindo à mais esta coita de sacrifício que o governo do PT quer lhes impor”, destacou o líder da bancada, deputado Giovani Feltes.

O Pacotarso trará aumento do desconto do IPE, a criação da nova taxa de inspeção veicular e mudanças no pagamento dos precatórios de pequeno valor, as chamadas RPVs. Por isso, a escolha do local para a realização do protesto do PMDB nesta manhã, aproveitando a saída de servidores públicos no horário de almoço e a grande circulação de automóveis no local. Na conversa com os servidores, o deputado Marco Alba criticou a falta de critério técnico na opção do governo em aumentar de 11% para 16,5% o desconto para determinados salários. “Não existe cálculo atuarial. É puro chutômetro”, observou Alba, alertando que a medida estará longe de resolver o déficit de quase R$ 5 bilhões anuais do IPE.

Motoristas reagem à taxa da inspeção veicular

A reação mais positiva ao protesto do PMDB, que teve ainda a presença do deputado Alexandre Postal e integrantes dos diretórios Estadual e Metropolitana do partido, teve origem dos proprietários dos veículos que cruzavam pela Borges de Medeiros perto do meio-dia. “Já pagamos o IPVA mais caro entre todos os estados da região sul. Com o discurso de proteger o meio ambiente, o governo do PT quer é aumentar sua arrecadação”, frisou Giovani Feltes.

Para o líder da bancada, a ofensiva contra o Pacotarso foi realizada na mesma data do Dia de Liberdade dos Impostos para demarcar o quanto a sociedade rejeita qualquer elevação da carga tributária.

O representante comercial Roger Meireles, proprietário de um automóvel Celta com fabricação em 2008, foi um dos que reclamou da nova taxa. “O que pagamos de IPVA não basta?”, questionou ele, ao receber um adesivo contra o Pacotarso. No RS, a alíquota do IPVA é de 3%, o mais alto entre tofos os estados da região sul (Paraná é de 2,5% e em Santa Catarina, de 2%).

A bancada do PMDB pretende realizar ações semanais durante o período de tramitação do Pacotarso, que chegará à Assembleia Legislativa em regime de urgência (votação obrigatória em 30 dias). O panfleto com as posições da bancada foi também distribuído junto aos usuários do IPE e da sede do Poder Judiciário, assim como será repassado aos diretórios do partido no interior.
FOTO: Pepo Kerschner


A MUSA DA SEMANA

ATURAR O chefe, o jornalista Vicente Romano, da bancada do PP, é tarefa que a coleguinha Camila Serpa, 22 anos, faz diariamente e tira de letra...

Camila trabalha há 5 anos na imprensa da bancada do PP. É natural de GRAMADO DOS LOUREIROS, casada( portanto os marmanjos não precisam se ouriçar....)formada em Administração de Empresas, pelo IPA, e está fazendo pós em Gestão de Pessoas no IPA e pós em Gestão Pública, na UFRGS.

Fiz um pequeno ping-pong com ela.


Time: Inter

Um filme : A procura da felicidade

Uma viagem: Rio de Janeiro

Um domingo perfeito: com minha família

Uma música: Camila

Casada? : sim

Qual sua idéia de felicidade: Estar bem consigo mesmo

Um amigo é....Para todas as horas,boas ou más....

Perfil:

Camila Serpa, 22 anos, trabalho na Assembleia Legislativa.
Formação: Bacharel em Administração de Empresas, pelo IPA, fazendo pós em Gestão de Pessoas no IPA e pós em Gestão Pública na UFRGS.
Natural de Gramado dos Loureiros.


Histórias de La Undeze

O TAXISTA CHEGA AOS 85 ANOS


Com uma perna rengueando por causa da doença da gota, o outrora caminhoneiro/taxista (tinha o famoso fone 13 na praça Pio XII, no centro de Serafina Corrêa) Nadir Zanatta completa hoje, 26 de maio, 85 anos. Atualmente, Zanatta vive com sua segunda companheira no porão de uma casa da Tobias Barreto.

Sem se queixar muito da vida, Zanatta relata fatos dos tempos que rodava o Brasil como caminhoneiro. Fatos que às vezes o obrigavam a chegar em casa meses e meses depois de ter saído de Serafina. Quando o frete rendia, mandava por outros caminhoneiros algum dinheiro para a família. Quando isso não acontecia, a família em Serafina dava um jeito...

Não foram poucas as vezes em que os filhos viram a mãe em situações de dificuldade, graças aos escassos recursos que o caminhoneiro enviava.


ORGULHO DO TAXI

Se há uma coisa que orgulha Nadir Zanatta, é falar de quando tinha taxi em La Undeze. Ele conta que foi o primeiro, embora alguns moradores antigos, como João Arroque, 90 anos, afirmem que já houve outro taxista na vila. “Um, não, tive dois carros de praça”, recorda o aposentado Zanatta.

Os filhos partiram há muito tempo. A primogênita está em Caxias do Sul, a filha do meio mora em Passo Fundo e o caçula, de 53 anos, reside em Curitiba. Nenhum de seus descendentes está em Serafina, mas Zanatta não se zanga por isto.

O aposentado mantém um fusquinha muito bem cuidado na garagem. Sua rotina se consiste em dormir cedo e acordar tarde... Mas ele passa parte do tempo no galpão nos fundos da casa, onde realiza pequenos serviços.

Meio ranzinza, Zanatta reclama por ter que pagar pensão à mãe dos filhos, de quem está separado há muitos anos.

De vez em quando, ele dá suas voltinhas até o Clube Gaúcho para ver os jogadores de bocha de chão.

A velhice apanhou Zanatta em sua terra natal... Mas relata que salvou muitas vidas. Conta de quando ia buscar as mulheres em trabalho de parto, nos “cafundós de Judas”, pois assim eram as colônias antigamente. Hoje o interior tem boas estradas e até asfalto. Mas naquele tempo quando Zanatta tinha que levar as parteiras na casa das parturientes, as estradas de Serafina eram verdadeiras trilhas e pirambeiras, com pedras soltas que batiam na lataria do carro.
Agora em Serafina já existem sete carros de praça, apesar de o perigo rondar os taxistas ainda mais do que antigamente. Há poucos meses, um profissional muito conhecido na cidade, o Zanini, morreu durante um assalto praticado por forasteiros.


Primeira Turma formada na UAB

A Universidade Aberta do Brasil, Polo de Serafina Corrêa, comemora a formatura da primeira turma de Pós-Graduação. O município conta agora com vinte e um especialistas em Informática Instrumental para Professores da Educação Básica, área muito pertinente e escassa de profissionais atualmente.
Desde 2009, Serafina Corrêa conta com uma Universidade totalmente gratuita, facilitando o acesso à qualificação e democratizando o ensino superior. Atualmente, mais de 400 alunos serafinenses e da região estão matriculados na UAB de Serafina Corrêa, em cursos de graduação, pós-graduação e cursos técnicos e de extensão. Espanhol, Matemática, Pedagogia, Educação do Campo, Mídias na Educação, Curso Técnico em Informática, Cursos de Extensão sobre Diversidade, Relações Étnico-Raciais, Educação Ambiental e Educação de Jovens e Adultos são algumas das áreas disponibilizadas pela Universidade em Serafina Corrêa.
Para o Prefeito Municipal Ademir Antônio Presotto, os pioneiros da Universidade Aberta do Brasil são testemunhas dos esforços que a Administração tem feito no sentido de proporcionar condições necessárias para um aprendizado de primeira qualidade. Levem na nova jornada nosso carinho e votos de sucesso, finalizou o Prefeito.

NOTICIAS QUE EU LI.....


O Correinho, de ontem, dia 25.05 apresentou uma matéria muito boa sobre os cartões e os gastos do Inter....Boa investigação do repórter FABRICIO FALKOWSKI e do colunista HILTOR MONBACH....

jA QUANTO AO ASSUNTO DO CRIME DO ALEMÃO CAIO, EM TORRES, o Correinho foi mal....Um crime com tamanha dimensão deram algumas poucas linhas e sem o mínimo de detalhes: nem disseram que a vítima, o surfista José Augusto Bezerra de Mederios Neto,foi morto a facadas....Gol contra!!!!!!

O CRIME DO

ALEMÃO CAIO.....


zh de ontem fez uma cobertura muito boa sobre o já chamado CRIME DO ALEMÃO CAIO....

conseguiu que a ex-exposa de Carlos Flores Chaves Barcellos ,o alemão CAIO, falasse...Golaço do repórter José Luis Costa.


O crime em si me lembra muito os BELOS E MALDITOS, do escritor SCott Fitzerald....

Conheço o Caio, no caso o autor do crime, desde 78/79 do século passado, quando vizinhamos. Estava casado com uma colega da Fabico - a comunicação da UFRGS - e pelos poucos contatos que tive com ele, sempre se manteve uma pessoa bastante social e sociável...

O que dizer do drama em si....

E sou testemunha que até poucos anos o Caio andava feliz, com sua pizzaria Fratole Sole, na Quintino Bocaiuva, no Moinhos de Vento.

Depois perdi o contato com ele...

Muitos anos atrás, eu estava saindo do aeroporto ou tinha ido lá, não recorda bem, e vi o Caio e sua esposa - agora ex - sentados na beira da calçada, na saída, e estavam esperando um táxi. Perguntei-lhe o que fazia ali, assim tão informal e ele me disse que estava chegando de Los Angeles, onde tinha ido passar a lua de mel...

Sinceramente, fiquei triste com a história do Caio....Lamento....

VACCArezza


Cândido Vaccarezza anunciou um princípio que deve ser coisa de estado totalitário. Afirmou: "Esta Casa corre risco quando o governo é derrotado"., diante da derrota na votação do Código Florestal.
Ele é líder do Governo Dilma.
Será que, diante disto, a liderança de VACCArezza pode ir para o BREJO?

SERGIO OLIVEIRA
CHARQUEADAS - RS

 

CPI do ProJovem ouve mais depoentes

Na manhã desta quinta-feira (26/5), a partir das 9 horas, os vereadores que compõem a CPI do ProJovem ouvem depoimentos de José Barrionuevo, Gabriel Monte Fadel e Paulo Jorge Sarkis. A reunião será realizada no Plenário Otávio Rocha doa Câmara Municipal de Porto Alegre.

Ester Scotti (reg. prof. 13387)

Sexta-feira Câmara na Comunidade estará no Cohab/Cavalhada

O Câmara na Comunidade desta sexta-feira (27/5) estará no Loteamento Cohab/Cavalhada. O ponto de encontro para a visita será na Escola Aberta EMEF Leocadia Felizardo Preter, na Rua Romeu Vasconcellos Rosa. A caminhada pelo Loteamento começará às 9h30min.

No Cohab/Cavalhada a comunidade solicita poda de árvores e a drenagem da cancha de esportes da escola. Também reclamam do acúmulo de lixo e pedem o cercamento e manutenção de praça. Além de vereadores, são convidados a participar representações do Dmlu, Dep, Dmae e Demhab, e das secretarias municipais da Saúde, Meio Ambiente e Educação.

Assessoria de Imprensa CMPA

Brazil tem 38 candidatos a santo
Deu na Folha de São Paulo:


"Com beatificação de Irmã Dulce, Brasil tem 38 candidatos a santo"


E quantos são os pecadores??????????????

Do Lauro Dieckmann....

Assim, ainda vão dar razão ao cara aquele que quebrou, ou chutou a imagem de uma santa...anos atrás....

Capitel

os capitéis eram pequenas construções rústicas, a beira das estradinhas do interior, na região de colonização italiana, onde os colonos paravam pra rezar e fazer suas oferendas. Eram sempre construídas pelos próprios colonos. A leitora Nadilce mandou estas maravilhas, no caminho de Nova Roma do sul....


Lembra das capelinhas que ixistiam nas beiras das estradas, que chamavam de 'capitel', tem três indo para NRoma, a mais rústica é antes da ponte, a outra é após a ponte, já subindo a serra novamente.
Tem mais uma, logo na saída da Jansen, te envio semana que vem.
Nadilce Beatriz
www.escrevendootempo.zip.net

POVO DE CORAGEM, TCHÊ...

...NÃO FROXEMO O GARRÃO!

Durante o acampamento da Semana Farroupilha em 2011, no Parque Harmonia, em Porto Alegre, as principais lideranças do Estado do Rio Grande do Sul resolveram retomar a Revolução Farroupilha e enviaram uma mensagem a Brasília:

- "Cambada de frouxos: Estamos declarando guerra novamente para separar (A República do Pampa) o Rio Grande do resto! Temos 85 mil Cavalos e 200 mil Homens Farroupilhas".

Brasília então responde:

"Aceitamos a declaração. O Exército brasileiro tem 6.380 tanques, 2.160 aviões, 298 navios e 4 milhões de soldados."

Após dois longos dias de intensa discussão, entre um chimarão e outro, a Gauchada responde:

- "Retiramos a declaração de guerra... Não temos como alojar tantos prisioneiros".

Antas


Esta é a ponte, passando, já se começa a subir para NRoma, contorna a montanha, andando uns 500m e entrando à esquerda é que temos o nosso matinho, ficamos num vale,por isso no inverno é úmido e tem pouco sol.
Umas fotos deste rio das Antas, que às vezes ele é violento, mas no verão ele tem verdadeiras praias de água doce com areia, inclusive.
--
Nadilce Beatriz
www.escrevendootempo.zip.net

Morre Abdias do Nascimewnto!

Um dos pioneiros do movimento de luta contra a discriminação racial no Brasil, o ator, diretor, dramaturgo e político Abdias do Nascimento morreu ontem, no Hospital Federal dos Servidores, no Rio de Janeiro, aos 97 anos.
A família e o hospital não informaram a causa da morte.
Perseguido pela ditadura, Abdias precisou deixar o país na época do governo militar: exilou-se em 1968 nos Estados Unidos, atuando como conferencista, professor e escritor. Depois de voltar ao Brasil, engajou-se na militância partidária, pelo PDT, tendo sido deputado federal de 1983 a 1987 e senador de 1991 a 1992 e de 1997 a 1999, ligando-se fortemente ao Movimento Negro Unificado. Sempre que tinha oportunidade, denunciava a situação de inferioridade social dos negros brasileiros.
Nascido em Franca (SP) em 1914, Abdias é considerado responsável pela criação do Teatro Experimental do Negro (TEN), atuante no Rio de Janeiro de 1944 a 1968 e considerada a primeira companhia teatral brasileira aberta a promover a inclusão do artista afrodescendente. Antes disso, começara sua militância pela causa da igualdade racial no Brasil – tabu na época – aos 16 anos, em 1930, quando se integrou à Frente Negra Brasileira.
O TEN foi aberto com apoio de outros artistas e intelectuais, ministrando cursos de interpretação e até aulas de alfabetização e introdução à cultura geral, para formar atores negros.
Ironicamente, a discriminação o atingiria em 1948, quando com o nome profissional como ator em ascensão, foi cogitado por Nelson Rodrigues para viver Ismael, o protagonista de Anjo Negro. Nenhum teatro consagrado admitiu ter uma peça cujo ator principal seria negro. O “grande negro de ventas triunfais” sonhado por Nelson teve de ser interpretado por Orlando Guy, com o rosto tingido.

Dilma Rousseff lamenta a perda
Entre seus livros estão Sortilégio, Dramas Para Negros, Prólogo Para Brancos e O Negro Revoltado. Em 2006, em São Paulo, instituiu o dia 20 de novembro como a data oficial da consciência negra. Recebeu o título de Doutor Honoris Causa da Universidade de Brasília (UnB).
A presidente Dilma Rousseff divulgou, no fim da tarde de ontem, nota lamentando a morte de Abdias. No texto, Dilma disse que “Sua atuação incansável contribuiu para a definição de importantes marcos institucionais na luta contra o racismo no Brasil e para a consolidação de políticas públicas voltadas para a promoção da igualdade”.

Memórias da Imprensa


a sacanagem do revisor


O COLCHÃO

VIROU COLHÃO!!!!


nO FINAL DOS ANOS 70,começo dos 80, Vicente Romano, hoje coordenador de imprensa do PP(Partido Progressista) estava em começo de carreira e era revisor da COOJORNAL...mais precisamente no setor da Cooperativa dos Jornalistas - que já estava em começo de decadencia - e foi aprendendo a profissão de revisor, que exigia muita perícia....

É que o revisor naqueles anos tinha um papel preponderante porque depois de passar por ele era direto pro fotolito e aí adeus tia chica....se tivesse algum erro brabo,acabava saindo no impresso.

E a Coojornal tinha grandes clientes e estava prestando serviços para terceiros, ao ponto de antes da falência e da cizânia que tomou conta da Cooperativa terem até pensado até em comprar uma máquina impressora e montar a propria gráfica....

Vai daí que um dos revisores estava atritado e já prestava o aviso précio,quando estava corrigindo um livro escrito por um médico ortopedista e o livro tinha tido o cuidado de ter desenhos pra explciar aos leitores o tipo ideal de colchão em que os viventes deveria escolher.

O revisor, puto da vida com os diretores que haviam lhe dado o aviso prévio viu na legenda em que dizia que o colchão bom era aquele que não era NEM MOLE, NEM DURO....e tirou o c da palavra ficando assim . O COLHÃO BOM É AQUELE QUE NÃO É NEM MOLE, NEM DURO!!!

o PRESIDENTE DA COOJORNAL VIEIRINHA DA CUNHA FICOU MAIS PUTO DA VIDA AINDA....


PDT, 31 anos


O partido da rosa socialista completou ontem,dia 25/05/2011, 31 anos de fundação....


Foi criado por Leonel Brizola,depois de muita discussão com seus companheiros.
Brizola tinha perdido a sigla do PTB(Partido Trabalhista Brasileiro) para Ivete Vargas, numa manobra que se atribuiu ao chefe da Casa Civil de João Figueiredo, Gal. Golbery do Couto e Silva.

Depois de muitas discussões, a sigla seria PDBT, mas finalmente ficou em PDT.....


O simbolo da rosa vermelha foi escolha de Brizola, segundo Danilo Groff. E a rosa socialista, do partido socialista inspirada no Partido socialista português de Mário Soares.

FALHA NOSSA


No site do PDT do RS, ontem,dia 25.05, nem uma linha sobre os 31 anos da fundação do partido!!!

 

Inferno Porto-Alegrense

Ontem, domingo, ali pelas 11h, meio-dia, o trânsito estava infernal no caminho para a Zona Sul. Justamente à hora em que o porto-alegrense começa a se movimentar para almoçar (no domigo niguém mais almoça em casa), uma tranqueira tremenda a partir da rótula passando o Beira-Rio.
Tudo por causa de uma inoportuna maratona. Que, segundo me informaram, teve a largada e/ou chegada na avenida em frente ao Barra Shopping. Não podiam ter permitido que o evento afetasse o tráfego depois das 11 da manhã.
E o pior foi ver a situação de boa parte dos participantes da maratona. A maioria não corria, caminhava, ali na altura da rótula. No shopping, muitos passavam mal. Um rapaz era amparado pela moça que o acompanhava. Outro, um mais coroa, colocava gelo sob o sovaco. Um horror. Gente totalmente despreparada é arrastada pela mídia para se lançar nestas aventuras perigosas.
Por que não escolhem um lugar que não cause tranqueira? A Assis Brasil, por exemplo, que é longa, reta, larga e tem pouco movimento nos fins de semana. Ou a Free-Way, onde poderiam bloquear uma ou duas pistas e fazer o pessoal correr até Glorinha (são 40 e poucos quilômetros, a maratona, não é?)
No ano passado foi a mesma coisa. Até desisti de ir até o Barra e fiz o retorno na rótula do Beira-Rio. Este ano deu para chegar no Barra, pois os agentes da EPTC estavam mais espertos do que no ano passado. Mas foi trabalhoso, estressante. Já chega o estresse do trânsito durante a semana; o porto-alegrense não precisa se estressar também no fim de semana.
do blog do Lauro Dieckmann, que não perdoa nem MARATONISTA....OH, LAURO NÃO TE ESQUECE QUE O HOMEM É MARATONISTA.....

Coleguinhas


DOIS NO ESTALEIRO

1) Nina de Almeida, dona do Tal e Qual, teve outro avc e está na UTI,no Ernesto Dornelles.


2) Antônio Carlos Porto, o Portinho, continua internado no Mãe de Deus!


ARI COM NOVA CARA....


O PREDIO DA ARI É OUTRA COISA. NÃO SEI DE QUEM SÃO OS MÉRITOS, MAS É UMA COISA ENTRAR LÁ,AGORA.TEM O CAFÉ NO TERREO, DO ESPANHOL E AGORA O RENAN ANTUNES, O LOKO DO RENAN, ABRIU UMA EMPRESA DE FAZER FILMES....

A TURMA TÁ SE AGITANDO....

DOS DOZE IMÓVEIS PRA ALUGAR, TODOS ESTÃO ALUGADOS. JÁ HÁ FILA. O SITE 21 QUERIA UMA SALA, MAS AGORA FICOU NA FILA DE ESPERA...

E PENSAR QUE CINCO ANOS ATRÁS, QUANDO O IVAN CARNEIRO CHEGOU PRA TOMAR UM MATE ONDE HOJE ESTÁ O CAFÉ DO ESPANHOL, ELE SAIU CORRENDO E ESTÁ FAZENDO ISTO ATÉ HOJE QUANDO VIU A SITUAÇÃO DA SALA...

ENQUANTO ISTO, O PRESIDENTE ERCY PEREIRA TORMA GANHA MAIS UM TITULO. DESTA VEZ NA CAMARA MUNICIPAL DE PORTO ALEGRE.

Anotações de leitura: as boas idéias da negra que preside a Xerox

As entrevista das páginas amarelas da Veja desta semana é com Ursula Burns, a primeira mulher negra a presidir uma das 500 maiores empresas do mundo. Os tópicos que achei mais interessantes na entrevista vão anotados a seguir:


"(minha mãe) nos dizia que era preciso trabalhar com afinco e sermos bons em alguma coisa. Se agíssemos assim (...) o reconhecimento um dia chegaria" (...) Minha mãe acreditava que a educação, entre todos o fatores sobre os quais poderíamos ter alguma influência, era justamente o que nos abriria maiores oportunidades no futuro."


"(...) a Xerox testou vários programas (de ação afirmativa) para aumentar a diversidade na empresa, como cotas e outras ações do tipo. O objetivo era ampliar a presença de mulheres, negros e hispânicos entre os funcionários. Desde muito cedo na história da companhia, houve essa preocupação."


"Eles (os programas de ação afirmativa) devem funcionar como ajuda circunstancial para que as pessoas consigam dar o primeiro passo. Mas só isso não basta. E preciso que haja um entendimento amplo de que a diversidade é algo positivo. A diversidade deve ser a norma."


"Ainda que o ambiente de negócios no Brasil seja pior que em boa parte das nações onde atuamos, pesa a favor do país o fato de ter um governo estável e regras relativamente claras. Há respeito aos direitos de propriedade e aos contratos. A Justiça brasileira funciona. Isso dá ao Brasil uma vantagem comparativa em relação à Índia e à China, países nos quais o conceito de fazer negócio ainda não teve uma definição muito precisa. (...) Mas nem tudo são flores no Brasil. A complexidade do sistema tributário brasileiro é um ponto muito negativo."


"(...) a economia de mercado americana vai resistir, como resistiu a desafios semelhantes no passado. Há muita gente talentosa e criativa nos EUA, que ainda são um pólo de atração para estudantes de todo o mundo, particularmente aqueles interessados e fazer uma pós-graduação. O ensino universitário americano é extraordinário. Não tenho dúvida de que os EUA ainda são o país que oferece o amenente mais favorável à inovação em todo o mundo (...) Finalmente (o pres. Obama) começou a olhar com mais atenção para o setor empresarial. Finalmente percebeu que as empresas, das menores às multinacionais, são fundamentais para a criação de empregos. As iniciativas em curso para diminuir a burocracia e melhorar o ambiente empresarial (...) são muito positivas."


"Os EUA conquistaram fama mundial por terem assegurado educação gratuita e de qualidade par todos. Nas últimas duas décadas, porém, esse compromisso histórico pareceu ter sido esquecido. O ensino médio americano começou a perder proeminência. Não apenas no cotejo com outros países, mas também na comparação com os altos padrões internos que vigoraram no passado."


"(Os EUA possuem) 300 milhões de habitantes em um mundo de 7 bilhões de pessoas. Não perece ser muito inteligente, portanto, fazer negócios apenas com esses 300 milhões. Se quisermos crescer e exportar mais, precisaremos fazer negócios com muito mais gente. Não tenho dúvida de que as empresas americanas possuem produtos de ótima qualidade e não faltarão pessoas interessadas em comprá-los. (....) O problema é que, com o tempo, fomos nos fechando e nos concentrando em atender mais nosso mercado doméstico. Criamos obstáculos às exportações. Deixamos que a burocracia erguesse barreiras e impusesse regras desnecessárias, que, somadas às questões tributárias, desestimulam as vendas ao exterior."

Gilberto Carvalho diz que dados de empresa de Palocci foram vazados


O Globo

MINISTRO GILBERTO CARVALHO


O ministro Gilberto Carvalho (Secretaria-Geral da Presidência) afirmou nesta terça (24), que a Prefeitura de São Paulo teria vazado dados sobre a prestação de contas da empresa do ministro Antônio Palocci (Casa Civil). Segundo ele, as informações foram repassadas para prejudicar o Governo e toda esta situação se trata de uma “luta política”. Carvalho disse ainda, que não existe nenhuma denúncia contra Palocci na Polícia Federal e que se depender do Governo, não haverá.


GRANDE EXPEDIENTE

Maria Helena Sartori homenageia os 35 anos da Famurs

No período do Grande Expediente da sessão desta terça-feira (24), a deputada Maria Helena Sartori (PMDB) prestou homenagem aos 35 anos da Federação das Associações dos Municípios do Rio Grande do Sul (Famurs), entidade que representa o municipalismo no estado, composta por 27 associações regionais. “Sua atuação institucional, política e técnica tem como objetivo principal o fortalecimento do municipalismo, a qualificação dos agentes públicos municipais e o assessoramento às prefeituras gaúchas”, disse.

História
A oradora do Grande Expediente deu ênfase à história da entidadade. Criada por um grupo de municipalistas em 24 de maio de 1976, em Porto Alegre, a Famurs tinha como objetivo reunir, em uma entidade estadual, as associações regionais existentes à época para discutir os assuntos de interesse dos municípios gaúchos. “Assim nasceu a federação e, conforme está previsto em seu estatuto, sua finalidade é associar, integrar e representar as associações regionais”, afirmou.

Pautas municipalistas
A deputada destacou também o trabalho e as lutas empreendidas pela entidade na defesa de temas atuais de interesse dos municípios, como a necessidade urgente de um novo pacto federativo. Segundo ela, atualmente, 60% da carga tributária nacional fica retida com o governo federal, restando aos estados cerca de 25% e, aos municípios, aproximadamente 15%. “O que se verifica hoje no cenário brasileiro é uma assimetria em nossa organização federativa. Em linguagem simples, podemos afirmar que os municípios fazem muito e recebem pouco”, salientou.

Maria Helena registrou que a Famurs e a Confederação Nacional dos Municípios, apoiadas pela bancada do PMDB na Casa, estão atentas à definição do novo marco regulatório para o petróleo no país. De acordo com a parlamentar, é preciso derrubar o veto do ex-presidente Lula à emenda aprovada em março de 2010 e, assim, permitir uma distruição dos royalties da camada do pré-sal de forma equânime entre todos os estados e os municípios brasileiros. “No caso dos municípios gaúchos, o repasse dos royalties do petróleo passaria de cerca de R$ 85 milhões anuais para R$ 470 milhões”, explicou.

A parlamentar citou ainda outras temáticas que estão na pauta da Famurs. Entre elas, a questão do piso salarial do Magistério e seus reflexos para os orçamentos municipais, a votação do novo Código Florestal com repercussões para a economia e o meio ambiente dos municípios, a criação de um fundo de catástrofes para atender os municípios atingidos por calamidades e a conclusão dos acessos asfálticos para todos os municípios gaúchos. “É na Famurs que prefeitos, vice-prefeitos, secretários e técnicos, órgãos e entidades se reúnem para discutir os mais diversos assuntos que se referem aos municípios”, concluiu.

Acompanharam o período do Grande Expediente autoridades como o presidente da Famurs, prefeito de Marau, Vilmar Perin Zanchin; o secretário estadual do Gabinete dos Prefeitos e Relações Federativas, Afonso Motta; o secretário geral do Ministério Público, Júlio César Finger; o presidente da Confederação Nacional dos Municípios, Paulo Ziulkoski; prefeitos de municípios gaúchos e ex-presidentes da Famurs, entre outros.

TRICOLOR EM

STAND BY....


A coisa não tá lá boa pelos lados da av. Azenha...os resultados do campo tão refletindo nos negócios....quem procurou a agência que cuida do Grêmio por estes dias ouviu que puxaram o freio de mão....

Memória da Imprensa

EXCLUSIVO!!!!

A VERSÃO DE ARTHUR

MONTEIRO NO EPISÓDIO

DA ' MORTE' DE MAUTNER

DADA PELA CONTINENTAL!!!!


Numa das últimas conversas que tive com o colega Lauro Schirmer, num domingo de manhã, de um verão, no Parcão, ele me lembrou o quanto ele e o Carlos Fehlberg tinham tentado tirar o repórter José Mitchell do Jornal do Brasil e levá-lo para a ZH...NOS ANOS 70 E 80....


- Pois é , e agora foi tão fácil, disse o Lauro, meio que se conformando com tudo quanto eles tinham tentado e não tinham obtido exito...e agora fora tão fácil( O JB fechou no RS e poucos dias depois José Mitchell fora contratado pela RBS TV)

Contei esta histórinha ai de cima, porque ontem, meio sem querer, pedi pro colega ARTHUR MONTEIRO, COM QUEM trabalhei na Folhinha da Manhã( embora por apenas dois meses) que me mandasse sua versão do famoso episódio de 1974/75,quando uma BARRIGA DA RADIO CONTINENTAL "matou" Jorge Mautner...


é O SEGUINTE O TEOR DO DEPOIMENTO DE

ARTHUR DUTRA TADEU MONTEIRO....


CARO OLIDES


Não foi trote do Mautner, coisa nenhuma.

Na verdade, foi mesmo uma pegadinha para acabar com a pirataria de matérias que saíam da redação da FOLHA DA MANHÃ, via telefone, indo direto para o Jornalismo da Rádio Continental, na época a preferida da rapaziada.

O Zé Onofre, então nosso editor do Notíciário Internacional, cuja mesa era colada na dos coleguinhas-piratas sacou o lance, ficou puteado e daí então, para por um basta no vazamento, resolvemos( não lembro do time completo, mas pergunte aí pro Rogério Mendelski, pro Pinheirinho, Erico Valduga, talvez eles saibam) aplicar um pega-ratão na moçada.

Fizemos aterrisar na redação , um telex frio, elaborada pelo pessoal da Sucursal do Estadão, contendo o primeiro flash da falsa notícia - um acidente de carro envolvendo o compositor - prometendo mais detalhes em seguida. A magrinhagem se atirou com tudo e, sem pestanejar, nem confirmar a informação passou amão no telefone e mandou a barriga adiante. A Continental colocou no ar um programa especial, cuja cortina era " o relógio quebro . E o ponteiro parou em cima da meia-noite".

Portanto, quem " matou" o Jorge Mautner, causando toda aquela comoção foram os coleguinhas piratas que embarrigaram de forma irresponsável o jornalismo da Continental....Se a " brincadeira" nãot viesse saída da redação da Folhinha....

grande abraço e obrigado pela oportunidade de pode repor os fatos

Arthur Monteiro


Agradeço o esclarecimento do Arthur que vem a colaborar neste episódio, já que as versões são as mais desencontradas....


Cosmam debate amanhã implantação do Imesf

A Comissão de Saúde e Meio Ambiente (Cosmam) da Câmara Municipal de Porto Alegre promove debate, nesta quarta-feira (25/5), sobre alterações que deverão ocorrer no Programa de Saúde da Família (PSF) a partir da criação do Instituto Municipal de Estratégia da Saúde da Família (Imesf). A reunião deverá iniciar às 18h45min, no Auditório Ana Terra.

Estão convidados a participar das discussões a Secretaria Municipal de Saúde, Instituto de Cardiologia, as gerências distritais de Saúde do Partenon/Lomba do Pinheiro e Centro Sul/Sul, além de PSFs e ESFs de Porto Alegre. O Auditório Ana Terra está localizado no segundo piso da Câmara Municipal, na Avenida Loureiro da Silva, 255.

Assessoria de Imprensa CMPA


Comissão da Copa 2014 visita Tecnopuc nesta quarta

A Comissão de Acompanhamento e Apoio à Copa do Mundo de 2014 da Câmara Municipal de Porto Alegre realiza, nesta quarta-feira (25/5), reunião com as diretorias da Facudade de Educação Física e Ciências do Desporto (FEFID), da PUCRS, do Tecnopuc e do Inovapuc. A ideia é que a Universidade coloque sua estrutura desportiva e tecnológica para formar um Campo Oficial de Treinamento (COT). A reunião está marcada para as 10 horas no Tecnopuc. A Comissão da Copa é presidida pelo vereador Airto Ferronato (PSB).

Fernando Cibelli de Castro (reg. prof. 6881)

GALO MISSIONEIRO

COM A BOLA TODA...

A rádio - corredor informa que a procura pelos convites do aniversário do ex-governador Olívio Dutra, que faz 70 anos dia 10 de junho no clube Farrapos estão esgotadissimos....


De agora em diante, só com ágio.....


O ex-presidente Lula deverá vir.....

JORNAL DO COMERCIO

Hoje o nosso JC comemora 78 anos....


O JC, como os coleguinhas, o chamam, foi fundado por JENOR JARROS, com o nome de CONSULTOR DO COMERCIO. Funcionava numa modesta salinha na General Câmara, 28.Depois passou para a Siqueira Campos e hoje é um grande jornal, especializado no setor de economia e negócios, com sede à rua João Pessoa, 1.282. O JC 78 hoje. Foi fundado em maio de 1933.

OPERAÇÃO

DA PF !!!!

Numa das duas agências investigadas pela Operação da Polícia Federal junto ao departamento de marketing do Banrisul das 34 caixas apreendidas, 33 já foram devolvidasa agência pela PF.

E o funcionário investigado continua ligado a agência. Seu tempo está dedicado a preparar a defesa junto a Justiça.

Os prejuízos da imagem de uma destas agências de propaganda se fizeram sentir: um grande cliente, que tinha 15 anos de relação , suspendeu o contrato.

Niver de coleguinha


Flávio Alcaraz Gomes,se vivo estivesse, estaria completando 84 anos hoje.

O radialista que marcou época no rádio gaúcho no século passado, era virulento nas suas pequenas colunas que fazia todos os dias no Correinho.

Eis uma delas, pela qual foi processado pela Brigada Militar e depois absolvido. No tema, ele trata de um problema de trânsito no qual se envolveu sua filha, a jornalista Laura Alcaraz Gomes.


Diário


Abuso de Autoridade

Quem o responsa´vel por arbitrariedades causadas por brigadianos? Os praças, que percebem menos do que uma doméstica e, como tal, não são lá muito versados em boas maneiras, ou os marajás que os comandam?

Mais: um soldado de poucas letras e escasso treino, tem ou não tem a obrigação de possuir pelo menos uma dose mínimo de bom senso?

As indagações vem a propósito da atitude dos elementos Ricardo, Giovani e Barbosa, lotados no Primeiro Batalhão da BM. Quarta feira à noitinha, o priemiro deteve o automóvel dirigido por uma jornalista que se dirigia ao trabalho, cuja habilitação estava vencida há uma semana.

Diante de " tamanho" crime, o truculento brigadiano chamou uma viatura comandada por não menos truculento sargento, fazendo a moça ali embarcar como se fosse uma criminosa e a conduzindo à Delegacia de Delitos de Trânsito, onde o comissário Claudio, diante do absurdo, prontamente a liberou. Diariamente, o abuso de autoridade da Brigada se repete. Até quando?

Flávio Alcaraz Gomes


Croniqueta publicada no CP edição de 15 de setembro de 1995, na pagina seis.


PMDB protesta


O PMDB promove, hoje, ao meio-dia um protesto na frente do Palácio Piratini, chamado de NÃO AO PACO TARSO!

o PANFLETO que será distribuído diz que primeiro veio o pacote das bondades, com a criação de 500 CC's...

e que agora vem ai o PACO TARSO PRA PAGAR ESTAS BONDADES..... O PACOTARSO diz o panfleto da bancada do PMDB, prevê o aumento na alíquota de desconto da Previdência, a criação da nova taxa de inspeção veicular.

Exposição da Legalidade é inaugurada no CESB


Nesta semana a exposição intinerante dos 50 anos da Legalidade está no Colégio Estadual São Borja (CESB). No lançamento, que ocorreu no dia 23 de maio, nos turnos da manhã, para alunos do 3º ano, e a tarde, para as oitavas séries, o Diretor do Colégio, Professor Abrão Godoi Martins, salientou a necessidade de iniciativas que envolvam a educação, cultura e os alunos.
O presidente da Câmara de Vereadores, Celso Lopes (PDT), destacou a importância da Legalidade para a história do país e a influência no meio político. Para os alunos do terceir ano, ainda foi discutido a possibilidade de questão no próximo vestibular sobre o assunto. Já com os estudantes da oitava série foi explicado o concurso de redação e sua premiação que será um notebook.
Escolas e entidades interessadas em receber a exposição itinerante dos 50 anos da Legalidade podem agendar através do telefone 34314150

Assessoria de Imprensa Câmara Municipal de Vereadores de São Borja/RS

NIVER DA FAMURS


A Famurs comemorou com coquetel ontem de tardezinha seu niver que foi registrado na Assembléia Legislativa do Estado durante o expediente da tarde.

DE São Borja

AO contrário da Folha de São Borja que afirma não haver nenhum "racha" entre o prefa Mariovane Weis, do PDT e seu vice, Quico Homrich, do PTB

a Folha Regional dá matérias em que mostra que as coisas não estão assim tão cor de rosa.....

O tempo dirá......

As notícias de Santa Catarina em Brasília


Recebo este chasque do talentoso colega Arthur Monteiro, que hoje em dia anda basqueteando em Brasília...Cara que é grande colega no trago e nos botecos, só pode ser bom caráter....pelo Arthur ponho a mão no fogo....

As notícias de Santa Catarina em Brasília


Leia detalhes em www.digitalabc.com.br


CONFIRA ÁREAS BENEFICIADAS EM SC COM LIGAÇÕES DDD A CUSTO LOCAL
Brasília - A partir de 28 de maio, usuários de telefones fixos de 39 regiões metropolitanas e três Regiões Integradas de Desenvolvimento (Ride) poderão realizar chamadas a custo de ligação local para municípios que apresentem continuidade geográfica e mesmo DDD. Em S.Catarina mais de 4,8 milhões de pessoas serão beneficiadas.

SC ENTRE OS ESTADOS DE MELHOR COBERTURA VACINAL CONTRA GRIPE
Brasília - Santa Catarina ficou entre os estados de melhor cobertura vacinal contra a gripe, segundo balanço parcial divulgado nesta segunda-feira pelo Ministério da Saúde. A 13ª Campanha Nacional de Vacinação contra a Gripe atingiu a mais de 21,7 milhões pessoas em todo o Brasil. O número representa 72,73% do público alvo da campanha.

EMENDA DAS APPS PERMITE VOTAÇÃO DO CÓDIGO TERÇA, DIZ COLATTO
Brasília - A votação do Código Florestal Brasileiro está prevista para esta terça-feira (24). A emenda 164 apresentada pelo deputado federal Valdir Colatto (PMDB) e subscrita por mais três deputados transmite para os Estados a atribuição de definir regras de regularização de Áreas de Preservação Permanente (APPs).

ENEM ABRE INSCRIÇÕES. MAIS DE 6 MILHÕES DEVEM FAZER AS PROVAS
Brasília - Os estudantes que quiserem participar da próxima edição do Enem, previsto para ocorrer nos dias 22 e 23 de outubro, já poderão se inscrever a partir desta segunda-feira (23).Nesta edição, é esperada a participação de 6 milhões de estudantes, quase 1 milhão a mais do que no ano passado.

BRASIL MOSTRA SUA ARTE POPULAR NO MUSEU NACIONAL DE BRASÍLIA
Brasília – Permanece em exposição até o dia 26 de junho, a mostra "O Brasil na Arte Popular", que reúne 1,5 mil peças de artesanato de 70 artistas populares brasileiros. Santa Catarina está representada pelo Presépio de Zequinha e o Boi de Mamão. O principal homenageado é Mestre Vitalino.

MUNICÍPIOS CATARINENSES RECEBEM RECURSOS PARA O SAUDE DA FAMÍLIA
Brasília - Cinco municípios catarinenses foram habilitados pelo Ministério da Saúde a receberem recursos adicionais para execução da Estratégia Saúde da Família (ESF).Ao todo, 633 equipes de saúde da família e 4.387 agentes comunitários de saúde (ACS) terão recursos adicionais.

Grato
Arthur Monteiro
www.digitalabc.com.br

Repórteres da Folha, iG, O Globo e Diário de S. P. são agredidos na Marcha da Maconha

Izabela VasconcelosOs repórteres Felix Lima (Folha.com), Ricardo Galhardo (iG), Márcia Abos (O Globo), Fabio Pagotto e Vinícius Pereira (Diário de S. Paulo) foram agredidos por policiais militares durante a cobertura da Marcha da Maconha, no último sábado (21/5), em São Paulo. A PM jogou spray de pimenta no rosto do jornalista da Folha e danificou seu equipamento fotográfico, enquanto registrava a cena de outra agressão. O repórter estava com o crachá de imprensa, mas mesmo assim não foi poupado.

Pagotto teve o pé machucado, ao ser atropelado por uma moto da corporação. Como desculpa, a polícia disse que o veículo estava sem freio.“Já tinha tomado spray na cara, soco e depois fui atropelado. Foi proposital, eu tenho fotos, testemunhas”, afirmou o repórter fotográfico, que ainda sente dores. “Estou aqui com a perna esticada. Antes tinha desinchado, mas ainda está doendo, vou ter que ir ao médico para ver o que aconteceu", completou.

Seu colega de jornal, o fotógrafo Vinícius Pereira, também foi agredido. "Levei de tudo, desde spray de pimenta à porrada com cassetete", contou.

Ricardo Galhardo, do iG, foi atingido por estilhaços de uma bomba de efeito moral.“Foi um descaso com a imprensa. Mandei um e-mail perguntando o motivo dessa violência e se eles andavam com moto sem freio, mas eles não responderam”, afirmou. O repórter ainda disse que outras perguntas, como o motivo da detenção de um dos manifestantes, também não foram respondidas. O jornalista estranhou o fato de os manifestantes terem sido perseguidos, já que a marcha havia sido negociada com a PM, apenas com algumas restrições.
Márcia Abos, de O Globo, leva da cobertura uma marca roxa no braço, depois que foi atingida pelo escudo de um policial. "Eles foram muito truculentos. Partiam para quem estava na frente. Em todo o momento eu estava com o crachá do Globo e muitos outros jornalistas também estavam identificados", afirmou.

Todos os repórteres registravam a ação da PM, que perseguiu os manifestantes, cerca de 700 pessoas, por 3 km, com balas de borracha e bombas de efeito moral.

A Secretaria Municipal de Segurança Urbana informou que o caso está sendo apurado.

Gustavo de Carvalho Ferrari [24/05/2011 - 12:07]

Tá cheio de petista aqui, ou é só mera impressão?
:)

Semelhante atrai semelhante, meus caros. E marcha da maconha de cu é rola!

Os jornalistas até deveriam estar trabalhando lá na manifestação. Porém, o que tem de jornalista vadio (come todas), que dá o fiofó e que cheira todas, não tá no gibi.


Este comentário meio depreciativo da CATIGORIA estava no site comunique-se ontem a respeito dos coleguinhas que apanharam da polícia em sampa na MARCHA DA MACONHA>...SEJAMOS FRANCOS...a imagem dos jornalistas está meio pra baixo, pelo menos na cabeça deste missivista...


SAÚDE

Zulke representa a Câmara dos Deputados na feira Hospitalar 2011

O deputado federal Ronaldo Zulke (PT) representa o presidente da Câmara, deputado Marco Maia, na abertura da 18ª Feira Hospitalar, marcada para as 10h30 da próxima terça-feira (24), Expo Center Norte, em São Paulo. O convite foi feito pela presidente da feira, Walesca Santos.

O Hospitalar 2011 reunirá representantes da indústria mundial do setor até o dia 27 de maio. Foram convidadas personalidades das áreas da política, economia e saúde.

--
Assessoria de imprensa
Lucidio Bordignon Gontan
Reg.prof.: 9389


Palocci


Remindo, o Isento, continua acreditando....espero que não tenha a desilusão da Velhinha de Taubaté....


Palocci 1
Um dos nosso cronistas acaba de absolver o Chefe da Casa Civil, Antônio Palocci Filho, a Folha queria encrencar o homem do governo dizendo que ele tinha trabalhado para empresas corruptas no período em que esteve fora do governo. O simpático antipetista só cita o nome de grandes empresas nacionais, responsáveis por grande parte do desenvolvimento brasileiro. Talvez seja por isso que a tal famosa colunista da Globo não tenha publicado a lista. Como é que estes grandes anunciantes veriam a imprensa tentando sujar seus nomes?

Palocci 2
Quem acha que a Dilma vai entregar a cabeça do companheiro a sádica imprensa, se engana. Nem torturada pelos golpistas de 1964 ela não entregou seus companheiros.

Palocci 3
É claro que o alvo das denúncias não é o Palocci, e sim o governo de Dilma Rousseff. Não é nem uma questão de política, pois tanto Aécio Neves como José Serra, ficaram quietinhos, não dando seus avais a nenhuma acusação. A questão são os negócios da Folha e Globo com os militares do golpe 1964, que serão contestados na Comissão da Verdade e também a Lei dos Médios que está prontinha para ser levada ao Congresso.

Remindo Sauim, de Canoas

PALOFI ( LÍNGUA PRESA )

Então são os jornais, do Consórcio, que estão em desespero, criticando o Palofi ( língua presa ) e o Governo?
A Record fustigando a Globo? Nunca fui fã da Globo, mas juntando a audiência geral das outras, elas empatam com a Globo.
Alguns caras que durante anos trabalharam na Globo - Paulo Henrique Amorim, Luiz Carlos Azenha, Rodrigo Viana - hoje da Record são críticos da antiga emissora. E se amanhã a Globo lhes oferecer um polpudo salário? Voltam ?
Voltando ao Palofi, da língua presa, dizem que as denúncias contra ele seriam fogo amigo do José Dirceu.

SERGIO OLIVEIRA
CHARQUEADAS - RS




Terceiro Turno



Folha, Veja e Globo fizeram de tudo para matar a candidatura de Dilma. Os apoiadores de primeira hora do Golpe de 64 fizeram tudo para que a petista não fosse eleita. Conseguiram no máximo que a eleição tivesse segundo turno e ali perderam feio. Dera meio ano de trégua e agora entram no segundo turno. A jogada é a mesma do mensalão. E mais uma vez pessoas esclarecidas entram no jogo da direita. Diversos blogueiros ditos sujinhos estão dando seu aval às aleivosias da mídia golpista. Palocci não é o alvo, querem atingir a presidente.

Remindo Sauim, de Canoas

 

APOIADORES DA DITADURA


Realmente, mas o que se há de fazer; foi o que consegui em relação ao Temer.
Esta:
- Folha, Veja e Globo fizeram de tudo para matar a candidatura de Dilma. Os apoiadores de primeira hora do Golpe de 64 fizeram tudo para que a petista não fosse eleita. -
Pergunto e respondo:qual o partido que agregou todos os golpistas de 1964? Foi a ARENA.
Quantos petistas são filhos de ex-arenistas? Um monte. É só verificar nos municípios.
O PP, sucedâneo da Arena ( antes foi o PDS, PPB, agora PP), diminuiu muito nas grandes cidades, pois os filhos dos arenistas passaram a ser petistas.
Repito: verifiquem aí nos seus municípios quantos filhos de arenistas são petistas ferrenhos.
Exemplo de petista filha de ex-arenista ou que, pelo menos, foi Secretário em Governos da ditadura: Maria Luiz Jaeger, ex-Secretária de Saúde de Olívio, filha de Ariosto Jaeger.
Dois petistas bem atuais cujo pai foi da Arena: Tião Viana, ex-Senador, agora Governador do Acre e seu irmão Jorge Viana, ex Governador do Acre, agora Senador.
Eles são filhos do ex-deputado federal Wildi Viana (Arena e, depois, PFL).
Poderiamos citar outros.
Se são filhos de ex-arenistas, seus pais foram apoiadores da ditadura.

SERGIO OLIVEIRA
CHARQUEADAS - RS



Todt Comunicação


O Fórum de Infraestrutura das Entidades da Engenharia promoveu
hoje (24) na Sociedade de Engenharia do Rio Grande do Sul (Sergs) um debate
sobre o abastecimento de insumos para atender o programa de obras
rodoviárias no Estado. O presidente da Sergs e coordenador do Fórum, Cylon
Rosa Neto, explicou que a retomada dos investimentos estaduais e federais no
setor tende a aumentar a demanda de asfalto, areia, brita, saibro, etc.,
sendo necessário identificar alternativas para que esses insumos sejam
disponibilizados em quantidade, qualidade e custos compatíveis e obtidos a
partir de fontes devidamente licenciadas. O palestrante do evento foi o
professor de Transportes da UFRGS, João Fortini Albano, que apresentou o
tema ?Projeto Rodoviário: a Complexidade de Uso de Materiais Naturais?.
Observou que a maior preocupação diz respeito ao abastecimento de areia,
pois as reservas do rio Jacuí estão em vias de esgotamento, enquanto a
exploração no Guaíba ainda depende da liberação pela Fepam.

Um abraço

Todt



A CONSULTORIA RENDEU MAIS PARA OS FREGUESES


Por Carlos Chagas


Em plena Renascença, em Roma, ninguém superava em riqueza e ostentação o empresário, comerciante, importador e contrabandista Agostinho Chigi, conhecido pelos banquetes que oferecia, muitas vezes tendo como comensal o Papa Leão X. Mandava servir às vezes mil romanos com pratos de prata, onze para cada convidado, de acordo com o número de iguarias. Depois de casa uma, os pratos eram jogados no Tibre, para assegurar que não fossem usados duas vezes. O nababo suplantou-se no dia 28 de Agosto de 1519, quando o Banquete foi servido em pratos de ouro, da mesma forma foram lançados no rio.

O que ele não percebeu foi que seus empregados haviam mergulhado uma rede próxima da margem. Quando a festa acabou, recuperaram aquela imensa fortuna, que venderam no mercado negro.

Essa historinha se conta a propósito da consultoria do ministro Palocci. Até agora pouco se fala nos que o contrataram, desconhecendo-se o nome de suas empresas, até dos cozinheiros do banquete oferecido pelo chefe da Casa Civil. Eles também estenderam sua rede de proteção para salvar os pratos de ouro, quer dizer os conselhos dados por Palocci, que revenderam para outros empresários. Muita gente ganhou mais dinheiro do que regiamente bem pago ministro utilizando suas informações e seus relacionamentos no governo. Só para concluir, diz a lenda que Chigi morreu pobre...

MALUF RIDES AGAIN
Eleito novamente presidente do PP paulista, Paulo Maluf foi cortejado na convenção estadual do fim de semana por nada menos do que o governador Geraldo Alckmin, o prefeito Gilberto Kassab e o vice-presidente da republica, Michael Temer.

Os três foram abraçá-lo em nome do PSDB, do futuro PSD e do PMDB.

Que se cuido o senador Francisco Dornelles, presidente nacional do PP, porque no fim do ano haverá a convenção nacional destinada a renovar o seu mandato ou a escolher um outro. Imaginem qual, com essa enxurrada de corte de cortesias que os adversários promoveram. Todos de olho na prefeitura paulistana, ano que vem , mais descuidados da eleição para o governo do estado, em 2014.

È sempre bom lembrar que Ademar de Barros, depois de mil vezes derrotado, no fim da vida elegeu-se a governador.

APROVEITANDO AS BRECHAS
A presidente Dilma Rousseff, recebeu o vice Michael Temer para longa conversa, ontem. Votos de lealdade e confiança foram renovados ao infinito, inclusive a respeito do episódio Antônio Palocci. O PMDB mobilizará não só sua tropa de choque, mas o regime inteiro na defesa do chefe da casa Civil. Em hipótese alguma o partido contribuirá para a constituição de CPIs e sucedâneos visando investigar as consultorias de Palocci. É claro que mesmo sem a menor referência, muito menos a apresentação de lista de pedido de nomeação, Temer sinalizou aguardar a contrapartida do apoio explícito ao governo, nessa hora de apreensões.

Terão conversado, também, sobre a esperada votação, hoje, do Código Florestal. Os ambientalistas não terão chance.

CARONO NA BEATIFICAÇÃO

Nada mais natural, apesar do sacrifício em termos de saúde, do que a presença da presidente Dilma Rousseff em Salvador, domingo, para a cerimônia de beatificação de Irmã Dulce.

Agora, bicões não faltaram, até dos grandes, tirando carona com a santinha. Alguns tomando chuva.

DE AUTORIDADE NÃO SE ABRE MÃO

Tancredo Neves tinha assumido pouco antes o governo de Minas quando a oposição radical, com o PT á frente resolveu testá-lo. As professoras reivindicavam aumento mais do que do que o justo, mas não havia dinheiro. A greve começava a paralisar o centro de Belo-Horizonte e o governo reuniu, no palácio das Mangabeiras, os secretários de planejamento, Ronaldo Costa Couto, da fazenda, Rogério Mitraux, da Educação, Otávio Elisio, e do trabalho Ronan Tito.

Examinaram o limite do reajuste do qual não poderiam passar, sob o risco de atrasar o pagamento o pagamento no fim do mês. Foi quando chegou a informação de que as professoras preparavam-se para invadir o prédio da Secretária de Educação. Imaginou-se que Tancredo ficaria ainda mais preocupado, mas aconteceu o contrário. O governador surpreendeu a todos dizendo que a solução havia chegado. Dirigindo-se ao secretário de Educação, que afirmou: ‘’o problema não é mais seu. Mandem chamar o secretário".

Coleguinhas

RENATO GIANUCA

SAMPAIO

Nascido em Porto Alegre a 14.08.1941, filho de Cécero Sampaio e de Maria Gianuca, foi editor de Nacional em Zero Hora,depois de 1974, quando o vespertino HOJE fechou,depois de apenas 7 meses de funcioanmento.

Gianuca foi um dos que Lauro Schirmer, editor de ZH, "selecionou" da turma do Hoje pra continuar em ZH. Mas Gianuca tinha conhecimento de ZH porque quando ela surgiu em 1964, sobre os escombros do que fora a Ultima Hora, de Samuel Wainer, e a redação se localizava na av. 7 de setembro,(fone 58-64) ele trabalhou lá como repórter do setor sindical. Ele entrou em ZH justamente em abril de 1965 e foi ser repórter do setor sindical do jornal, num tempo que a ditadura militar estava de olho em todos os sindicatos.Extrair uma notícia num sindicato exigia um enorme esforço, relembra ele.Osm sindicalistas estavam divididos em dois segmentos: os pelegos, condescendentes com o novo regime miltiar e os acuados pela ditadura que se retraíram pra salvar sua pele...


Na ZH nesta época ele também passou pela editoria Internacional, onde tinha que tomar muitocudado por causa da Guerra fria entre URSS eUSA.
Em 1967 passou para o Correio do Povo e foi trabalhar na chamada " editoria de frescuras", ou seja de Variedades.Matérias bem mais ligts...

Em 1973 foi pra rádio Difusora dos freis capuchinhos e em 1974 passou para o já combalido Diário de Notícias. De lá sua experiência foi toda para o Hoje, que não deu certo e depois pra ZH, na editoria Nacional,até 1996, quando saiu e ingressou no serviço público.

Aposentou-se em 2005.

Gianuca já residiu na Giordano Bruno 388/1201 e na Ferreira de Abreu 51/8.

Na ZH tinha seguidas crises e precisava,então ser internado. Lauro Schirmer sempre notava o começo destas crises e tomava as providências:internamento numa clínica, até sua melhora.

Uma vez, numa delas, Gianuca " fugiu" pruma praia de santa catarian, acho que foi Imbituba. A ZH deu queixa na polícia do sumiço do colega...procuraram em tudo quanto era delegacia...até que um bele entardecer ele chegou com uma mala e se apresentou ao repórter João Carlos Terlera, na sua sala da Assembléia Legislativa. Terlera ligou pro editor chefe do jornal dando conta da localização e em seguida um táxi levou Gianuca pra redação.Depois que sua crise baixava, ele voltava ao dia a dia da redação normalmente. sempre foi um colega que gostava muito de prosear com os seus companheiros....

De São Borja


EXCLUSIVO....


Tinha que ser este blog: ESTOU DANDO EM PRIMEIRA MÃO QUE O RADIALISTA, ESCRITOR, CONTISTA EDSON DOS SANTOS ARCE É CANDIDATO A VEREADOR PELO PP NO ANO QUE VEM...

Foi procurado por 4 partidos mas concorrerá pelo PP onde está filiado


ESpero que não seja um novo PAULO SANTANA....que eu vi muitas vezes brigando na redação com os eleitores que ligavam cobrando posições dele.

UM PASSEIO NO TEMPO


O Rio sempre é desejo de todo mundo conhecer. Aqui podemos vê-lo no tempo do romantismo, em que a cidade não era tão agressiva como hoje em dia.

clique aqui para ver PPS.

 

Do Rio de Janeiro

Minha filha Renata, depois de instada manda me dizer sobre o show do Paul no engenhão:

SENSACIONAL. TRES HORAS DE SHOW. ELE ESTÁ EM PLENA FORMA....

Convite

A Secretaria da Justiça e dos Direitos Humanos e a Associação Filhos Adotivos do Brasil, têm a honra de convidá-lo para o Seminário em comemoração ao dia Dia da Adoção, que acontece nessa quarta-feira (25), no Plenarinho da Assembleia Legislativa, às 19h.


Att

Paola Marcon
Assessoria de Imprensa
Secrataria da Justiça e dos Direitos Humanos

CONVITE:

"A adoção no Brasil " Aspectos legais e psicológicos; necessidade de implemento de mudanças já impostas pela Lei?

Evento comemorativo ao Dia da Adoção e
divulgador da Associação Filhos Adotivos do Brasil

Data: 25 de maio, quarta-feira
Horário: 19h
Local: Auditório do Plenarinho da Assembléia Legislativa - Praça Marechal Deodoro, 101, Porto Alegre

A cerimônia será presidida pelo secretário da Justiça e dos Direitos Humanos do Rio Grande do Sul, Fabiano Pereira.

*Favor confirmar presença com Ricardo pelo telefone (51) 84155225, ou pelo e-mail contato@filhosadotivosdobrasil.com.br

PROGRAMAÇÃO

Data: 25/05 quatra-feira
Hora: 19h
Local: Plenarinho da Assembleia Legislativa ? Praça Marechal Deodoro, 101, Porto Alegre

Mesa: "A adoção no Brasil " Aspectos legais e psicológicos; necessidade de implemento de mudanças já impostas pela Lei, como o Curso de Adoção ainda não efetuado?

Mediador: Fabiano Pereira - Secretário da Justiça e Direitos Humanos do Estado do RS.
Participante: Ana Luiza Fischer -Psicopedagoga -Importância do curso de capacitação para os pais adotantes
Participante: Claudia Fonseca -Antropóloga - A importância da verdade na adoção
Participante: Ricardo Fischer - Presidente da Associação- O surgimento do projeto do sonho à realidade
Participante: Rodimar Silva - Advogado da Associação- A necessidade de implementação do curso de adoção

Associação Filhos Adotivos do Brasil e SJDH realizam evento pelo Dia da Adoção

"A adoção no Brasil" aspectos legais e psicológicos; necessidade de implemento de mudanças já impostas pela lei? é o tema do seminário organizado pela Associação Filhos Adotivos do Brasil, em parceria com a Secretaria da Justiça e Dos Direitos Humanos (SJDH). O evento também tem por objetivo divulgar a associação, e será realizado no Plenarinho da Assembleia Legislativa ? Praça Marechal Deodoro, 101, em Porto Alegre, no dia 25 de maio, à partir das 19h. A data é alusiva ao Dia da Adoção.
O projeto foi criado há mais de três anos pelo atual presidente que, por ser filho adotivo, sentiu a necessidade de lutar para que pessoas como ele tenham chance de saber sobre o seu passado e sua origem biológica. Cerca de 350 famílias já foram beneficiadas pela associação, que promove buscas e usa o site www.filhosadotivosdobrasil.com.br como ferramenta de trabalho. Hoje, a associação passa por necessidades para dar continuidade no desenvolvimento do projeto.
As atividades envolvem a busca da identidade da família biológica, a luta por mudança nas leis de adoção, a promoção de curso de capacitação para filhos e pais adotivos e o combate à descriminação e ao preconceito familiar e social. Além dessas atividades, a associação tem como objetivo formar um grupo de estudos permanente, para oferecer assistência psicológica capacitada. A associação ainda pretende desenvolver um projeto de acompanhamento de prevenção ao abandono, acompanhando as mães durante a gravidez.
Em visitas a SJDH, o presidente da associação, Ricardo Fischer, solicitou apoio ao Secretário Fabiano Pereira. Fischer afirmou que a associação está passando por necessidades e sofre com a falta de verba, de profissionais capacitados na área e de sede para desenvolver um trabalho de qualidade. Para ajudar a associação, a SJDH está apoiando a realização do evento para divulgar o trabalho desenvolvido pela Filhos Adotivos do Brasil. "Precisamos unir forças para ajudar a associação. O trabalho desenvolvido pela instituição é único, eles já beneficiaram muitas famílias e precisam de apoio para seguir em frente", afirmou Fabiano.


Coleguinhas

O ESCRITOR DOS OVNIS....


Fernando Sampaio


Não era bem um funciona´rio de redação, mas um colaborador sobre assuntos metafísicos e de astrologia. ..Fernando Gianuca Sampaio,irmão do Renato Gianuca, nasceu em Porto Alegre em 5.9.1944.

Foi colaborador dos jornais Correio do Povo, Revsita do Globo, e Folha da Tarde. Um estudioso dos assuntos metafísicos, era tido por " louco" por alguns coleguinhas.

Também colaborou para a rádio Guaíba e para o Jornal do Espaço do Jornal do Brasil.E foi colunista do Diário de Notícias.

Conta o cronista Sérgio da Costa Franco que ele o substituiu num museu da prefeitura quando Alceu Collares era prefeito, nos anos 80. Acontece que Fernando Gianuca havia se atritado com quase todos os funcionarios do museu e governava,como conta Franco, por meio de bilhetinhos, quase reeditando os famosos do ex-presidente Jânio da Silva Quadros.

Fernando Sampaio devido aos seus atritos, chegava ao seu expeidente depois das cinco da tarde, quando os demais funcionários, na maioria professoras cedidas ao museu, já tinham deixado o expediente. Ele então tinha uma " conversa" com o guarda do museu e deixava bilhetinhos instruindo o que cada funcionária faria no dia seguinte...

E assim foi indo até o clima e os problemas se avolumaram e Collares teve então que tirá-lo da direção deste museu,c olocando o historiador em seu lugar.

Mas Fernando Sampaio é um astrólogo muito respeitado e seus artigos no antigo Correião tinham grande indice de leitura. Atualmente está fora do jornalismo.

De São Borja


A Câmara Municipal de S. Borja continua com suas apresentações junto a escolas do município sobre os 50 anos dea Legalidade. Ontem, às 7h30 minutos foi feita exposição e abertura nuam escola e a tarde, também....

Enquanto isto,na capital,também governada pelo PDT, nada se vê neste sentido....

 

De Serafina

Fez ontem,dia 23/05 sete anos da morte de Darcy Sobreira Soccol. Vem a ser ex-presidente da Câmara Municipal e foi prefeita interina...Hoje o plenário da Cãmara tem seu nome...foi casada com o dentista Rony Soccol, que no passado tentou ser prefeito pela Arena, mas que não se elegeu.

Rony é filho do outrora poderoso industriário Miguel Soccol. Recentemente ganhou uma indenização de alto valor do INSS por invalidez de vistas...já que´dentista..É o único filho do Miguel Soccol que permanece na cidade.Os demais filhos que ainda vivem, nãoresidem mais na cidade.

Rony voltou a casar em segundas núpcias.

Cosmam reforça debate sobre transporte hidroviário

O transporte hidroviário na Capital será o tema da reunião ordinária da Comissão e Saúde e Meio Ambiente da Câmara Municipal de Porto Alegre, nesta terça-feira (24/5). O evento está marcado para às 9h30min na sala 301 do Legislativo.

Pelo município, foram convidados representantes da Secretaria Municipal do Meio Ambiente - Smam, da Defesa Civil, da Procuradoria-Geral do Município - PGM, da Empresa Pública de Transporte e Circulação - EPTC, da Secretaria Municipal do Planejamento, da Secretaria Municipal de Turismo, da Secretaria Especial de Acessibilidade e Inclusão Social e da Fundação Estadual de Planejamento Metropolitano.

Pelo governo estadual, estão convidados integrantes do Departamento de Portos Rios e Canais - Deprec, e pelo governo federal o Ministério Público Federal, o Departamento de Pesquisa Desastres Ambientais da Ufrgs e os sócios da empresa Catsul, concessionário do serviço de transporte hidroviário Porto Alegre-Guaíba-Porto Alegre, em fase de implantação.

Fernando Cibelli de Castro (reg. prof. 6881)

 

PAGINAS DA HISTORIA.....


O SENADOR PRESTES

Sempre que vinha a Porto Alegre,depois que regressou do seu longo exílio, Luis Carlos Prestes, o líder comunista, se hospedava na casa do advogado Antônio Pinheiro Machado Netto(na Dea Coufal, em Ipanema....)

E quando se reunia com os companheiros, alguns deles, como o agrônomo Dulphe Pinheiro Machado se referia a Prestes, presente ou não, por SENADOR....

oS MAIS jovens, por exemplo, não sabiam disto.e PRESTES gostava que se referissem a ele por senador, já que o fora mesmo.

Ontem, em sua coluna no O sul, o colega Armando Burd lembrou que em 23 de maio de 1945 o PCB,de Prestes, reuniu 100 mil pessoas no estádio de São Januário, no Rio, para ouvir o CAVALEIRO DA ESPERANÇA, como Jorge Amado o chamou num célebre romance.

Prestes falou neste dia pela primeira vez depois de ficar preso desde 1936 com o fracasso da chamada INTENTONA CO MUNISTA( OS COMUNISTAS não gostam que se chame a este episódio de intentona comunista, eles dizem que este termo foi aplicado aos fatos pela reação....)

O discuso que Prestes fez no estádio de São Januário acabou transmitido pelo rádio e imagine-se a enorme audiência que teve, depois de longos anos de prisão. Por causa disto o diretor do DIP, o famigerado órgão da censura do Estado Novo, foi demitido. Quando terminou o Estado Novo, Prestes se elegeu senador, depois de anistiado.


 

De Buenos Aires

Agora é pra valer... Cristina vai ou racha como se diz na gíria. Existe sim a desistencia de muitos candidatos a eleição e outros candidatos a candidatos que estavam até semana passada, prontos para disputar com ela nas eleições de outubro. No entanto, muitos deles -- com problemas judiciais -- tiveram que dessitir. Mas existem outros, candidatos fortes. O que resta para ela agora é contra com o apoio de Mayano da CGT. Sem esse apoio Cristina não tem a menor chance de vitória. Olides. Não sou eu que estou dizendo isso, são os analistas políticos aqui da argentina. Eles dizem isso todos os dias , em entrevistas na TV, rádios e jornais. Cristina sabe que tem de contar com ajuda de Mayano, que ao mesmo tempo aproveita a sua força de sindicalista, para colocar no poder, como ( vice- presidencia), um nome forte, gente de sua confianaça. Essa atitude de mayano não foi vista com bons olhos por Cristina. Ela criticou duramente a atitude de Moyano. Não sei se tu sabes, Olides, mas Mayano e Nestor -- um dia antes da morte do ex-presidente -- tiveram uma discussão acalorada. Quase partiram para o soco. Cristina acusa Mayano de ter feito seu marido sofrer naquela noite. Muitos políticos amigos da presidente, dizem que por causa desta violenta discussão, Nestor teria passado mal a noite e sofrido um mal súbito. A oposição fala totalmente o posto... Diz que houve uma briga e que Nestor teria resolvido tirar a vida com um tiro n o peito. Mas por enquanto tudo isso não passa de intriga da oposição. A polícia e a ajustiça, até agora, nada provaram sobre estas acusações.

Um forte abraço Olides.

Gelson Farias


ELEIÇÃO DE 2011 DEVE ENCERRAR SEQUÊNCIA DE CRISTINA KIRCHNER?


Segundo análise de Carlos Germano, consultor e analista político de Buenos Aires, a eleição presidencial de 2011 na Argentina deve marcar o fim da seqüência de mandatos do casal Kirchner.. “No cenário político atual, Cristina não têm condições de sustentar uma candidatura no Partido Justicialista”.


De Buenos Aires

Gelson Farias e Henriqueta Sollares

A presidente da Argentina, Cristina Kirchner, no último ano de seu mandato conta com uma econômica estável e até agora, sem ter um rival opositor firme para as eleições gerais de outubro, nas quais deve se candidatar à reeleição. Cristina manteve o controle de seu partido, o Justicialista, tradicionalmente tumultuado em vésperas eleitorais, depois da morte de seu marido e antecessor, Néstor Kirchner, que se empenhava para cumprir essa tarefa. A morte de Kirchner, em outubro passado, vítima de um ataque cardíaco, disparou a popularidade da governante, mas ao mesmo tempo a colocou diante do desafio de encarar a estratégia eleitoral sem seu "parceiro político da vida toda", como ela disse.

Diante de um favoritismo conturbado a presidente Cristina Kirchner uso como paradigma uma velho ditado popular. “O Seguro Morreu de Velho”. O que ela quer dizer é que tem de se preparar muito bem para tentar uma nova reeleição. Por outro lado, os rumores de que uma série de concorrentes desiste da disputa não é bem assim, não!

A oposição aparece tão fragmentada como estava antes das eleições legislativas de 2009, nas quais formou alianças que a levaram a uma vitória que deixou o Governo sem a plena maioria que tinha no Parlamento. Apesar de analistas admitirem que todas as previsões fossem prematuras, uma pesquisa da empresa de consultoria Equis acaba de indicar que a governante conta com uma ampla vantagem para as eleições presidenciais deste ano, ao monopolizar 44% das intenções de voto. As principais forças da oposição devem realizar eleições internas em março, enquanto criticam o Governo por não regulamentar a nova lei eleitoral que os obriga a realizar esse pleito em meados de agosto, data que alguns consideram muito perto das presidenciais, previstas para final de outubro.

Enquanto todos esperam que Cristina se candidate à reeleição, ela mantém silêncio e se dedica a fortalecer relações com os poderosos prefeitos de Buenos Aires. A Argentina fechou 2010 com um crescimento econômico superior a 8% e com a perspectiva de uma melhora de, pelo menos, 5,5% este ano, mas o momento está ameaçado pelos altos índices de inflação, advertem os especialistas. Diante do favoritismo da atual presidente, série de concorrentes desiste da disputa e torna mais fácil o projeto de reeleição

Mauricio Macri,
“Estou convencido de que o melhor lugar onde posso dar hoje a contribuição para essa Argentina que todos queremos é a cidade de Buenos Aires”, disse Macri, que pela segunda vez declina participar das eleições presidenciais. No ato de lançamento de sua campanha para as eleições de 10 de julho na capital, no entanto, o ex-presidente do Boca Junior manteve sua linha de discurso, sempre com foco no cenário nacional. Mas não é bem assim a situação que Macri assina para as eleições. Ele esta sofrendo um processo por injúria, difamação, abuso de autoridade e um escândalo envolvendo escutas ilegais para espionar integrantes do alto escalão federal minaram a boa imagem do milionário empresário. A Corte Suprema, esta de olho nestes processos. Se Macri foi condenado em primeira estância, ele não poderá concorrer das eleições deste ano. Mas tudo por enquanto é apenas suposição. Para muitos analistas políticos, Macri é muito conhecido nos meios políticos e judiciais e poderá ter um benefício caso seja realmente condenado. Ainda tem muita água para passar sob essa ponte. Ele diz que esta fazendo uma reflexão sobre participar ou não das eleições presidenciais de outubro. Por outro lado, a atitude de Macri é considerada de para muitos argentinos como fogo de palha...
...“O que Macri diz não se escreve”.

Ministro Amado Boudou.
O recuo de Macri era considerado uma possibilidade cada vez mais forte nas últimas semanas e se trata simplesmente de não trocar o mais ou menos certo pelo incerto. As pesquisas para as eleições da cidade de Buenos Aires indicam que ele tem 27% das intenções de voto, doze pontos à frente do possível candidato governista, o ministro Amado Boudou. No cenário nacional, o chefe de governo portenho aparece sempre dividindo uma duvidosa segunda colocação com Ricardo Alfonsín, filho do ex-presidente Raul Alfonsín e candidato da União Cívica Radical (UCR).

Ricardo Alfonsín, candidato da União Cívica Radical (UCR).

Nenhum deles passa de 15% dos votos, o que chega a representar no máximo um terço do total obtido por Cristina Kirchner. Como o percentual de indecisos oscila entre apenas oito e doze por cento, a fotografia de momento deixa em dúvida apenas se a presidente garantirá a reeleição no primeiro ou no segundo turno. Ainda que as disputas eleitorais sejam muito dinâmicas, o momento é favorável ao governismo e à sua coalizão, a Frente para a Vitória. O fim de alguns problemas internos do país, o crescimento econômico e as posturas firmes de Cristina angariaram muita simpatia, numa trajetória de elevação que se consolidou devido à postura da política após a morte do marido, o ex-presidente Néstor Kirchner.

O casal Kirchner, na vitória de Cristina em 2007.

Na última semana, o deputado Fernando “Pino” Solanas também desistiu de disputar as eleições presidenciais. O exemplo de Macri, o documentarista encontra cenário mais favorável na disputa portenha, ocupando a terceira posição, sempre em um viés de crescimento eleição após eleição. Com isso, o único adversário razoavelmente forte neste momento para Cristina é Ricardo Alfonsín, mas pesam contra ele a divisão do próprio partido e a fama de que a UCR não consegue concluir seus mandatos – os dois últimos radicais a ocuparem a Casa Rosada foram exatamente Raul Alfonsín e Fernando de la Rúa, o presidente do default de 2001-02, ambos com governos abreviados. Além disso, o capital político do pai já não é tão forte quanto a herança de Néstor Kirchner.


Deputado Fernando “Pino” Solanas

Eduardo Duhalde, dissidente do Partido Justicialista de Cristina, quer lutar para ser uma terceira força na disputa. No domingo fez declarações tentando se aproximar de Macri – e do eleitorado do chefe de governo de Buenos Aires. Embora deixe suas posições em aberto, o ex-presidente considera que a aproximação com o PRO partido do empresário, é natural. Em entrevista à Rádio Mitre, Duhalde indicou que a desistência de Macri fez parte de um cálculo pelo qual corria muito risco com a postulação à presidência, podendo perder o controle de sua legenda. “Pensou que, se perdesse, se acabavam seu partido e sua carreira política”, ponderou o pré-candidato, traçando um quadro que faz lembrar as conseqüências das eleições brasileiras

Ex- presidente Eduardo Duhalde.

Numa análise sobre os aspectos simbólicos da política argentina, da para compreender, até certo ponto que Cristina Kirchner, -- como fez seu falecido marido, o ex-presidente Nestor Kirchner -- que usar da máquina política é um dos meios que poderá levá-la a novo mandato presidencial por mais quatro anos. Como dizem os analistas políticos. “O poder é como o hábito de beber ao final de tarde dois ou três copos de uísque”. Quanto mais se tolera a dose, sempre se quer mais uma. O poder também é assim. Ter o poder nas mãos... É maravilhoso.

O líder da Central Geral do Trabalho (CGT), Hugo Moyano é amigo inseparável da presidente Cristina Kirchner.

Briga com Nestor Kirchner

A tradicional festa de Primeiro de Maio na Argentina que paralisou o trânsito no centro da capital, mostrou que o líder da Central Geral do Trabalho (CGT), Hugo Moyano, tem sob o controle de sua mãos uma dezenas de categorias de trabalhadores. O gesto de Moyano foi interpretado por analistas políticos como uma demonstração de força da central sindical. Neste ano, a Argentina terá eleições para presidente e vice-presidente da República, governadores, prefeitos e vereadores. O processo eleitoral também vai renovar metade da Câmara de Deputados e um terço do Senado. Moyano, que surgiu no sindicato dos caminhoneiros, já demonstrou poder de fogo para paralisar todos os transportes da Argentina em horas. Ele tem reiterado, em seus discursos, o desejo de que "um trabalhador" ocupe a presidência do país e que, nas eleições deste ano, um candidato à vice-presidência seja indicado pela CGT. "Temos direito de reivindicar lugares nas listas", disse Moyano, que também defendeu que a presidente Cristina Kirchner seja candidata à reeleição e que o Congresso aprove a lei de divisão de lucros das empresas com os empregados.


Festa do primeiro de maio mostra força da CGT na Argentina

Apesar da demonstração de apoio de Moyano à presidente, Cristina Kirchner barrou a iniciativa de candidatura do sindicalista, valendo-se de algumas estratégias, como investigações judiciais sobre suspeita de corrupção de Moyano, além de lembrar-se da briga que o sindicalista teve com o ex-presidente Néstor Kirchner, na noite anterior à morte dele. Os familiares e funcionários mais próximos dos Kirchner responsabilizam Moyano pela exaltação de Kirchner, que o teria levado ao enfarte.
Oposição critica
A oposição criticou duramente a paralisação dos sindicatos, que registrou a participação de entre 300 mil e 400 mil pessoas, segundo cálculos da polícia. Cristina não compareceu ao ato de Moyano, mas seus ministros sim. Também compartilharam o palco sindicalista governadores e políticos kirchneristas. Mas o único orador foi Moyano, que ressaltou o modelo econômico iniciado em 2003, com Néstor Kirchner. Todos os relatos e análises sobre os acontecimentos de outubro compartilham de uma mesma suposição - reforçada pela posterior repetição anual do ritual - que os torna cúmplices do mito, envolvendo as origens do novo movimento político. Todos entendem a ocupação da Plaza de Mayo como um fato natural, como a única conseqüência possível dessa batalha política. Tudo é descrito na suposição de que Perón "devia triunfar" e somente "desse modo": depois que as massas pediram a sua presença na Plaza de Mayo. Mas foi "natural" que a multidão se dirigisse a Plaza? O que provocou tal confluência entre a convicção de alguns dirigentes sindicais e a mobilização de centenas de milhares de pessoas desde o amanhecer daquele dia quente de outubro?

Histórias de La Undeze...


SEM FLÁVIO, SERAFINA

NÃO SERIA O QUE É....


Completou,ontem,dia 23,63 anos, uma das figuras mais ilustres e também mais folclóricas de Serafina, dos últimos tempos...O Flávio Soccol,filho do velho caminhoneiro Silvestre( sua mãe morreu no ano passado)esteve de niver....

O que seria de Serafina sem as piadas e o gremismo do Flávio???

Pois suas estórias começaram ainda no tempo do ginásio,quando aprontava pra lá de metro. Gostava,por exemplo, de dar um tapa na bunda do colega Paulo Fernandes, o Nervoso,no pátio, quando íamos pra ginástica. O Nervoso pulava de brabo e ficava todo vermelhão.

Desde que me conheço por gente, ele sempre namorou a Adelina, sua atual mulher e mãe de um casal de filhos que tem...

Ela antes dele,teria namorado o Pedrinho,irmão doFlávio, mas foi com ele que amarrou o burro,como se diz....casou..

No dia do casamento, já começou o folclore,porque o Flávio espalhou a história de que as fotos que o Iraldo Artussi fez nunca ficaram prontas: motivo: ele nãoteria posto o filme na máquina. Na volta da lua de mel.isto em 1970, Flávio e Adelina tiveram que refazer todo o casamento, só pra fazer as fotos pros filhos e netos( que ainda não tem...)

Chico,filho de Iraldo Artusi, diz que isto de nãoter posto o filme na máquina é pura lorota do Flávio, invenção dele...o que teria havido foi que o filme se extraviou em Porto Alegre, pra onde os filmes coloridos foram mandados pra revelar...

CIDADE SIMPATIA....

Flávio,quando foi secretário de turismo numa gestão da prefeitura, teria criado o slogan, Cidade simpatia, que pegou. Agora, nos últimos tempos, a prefeitura, não se sabe porque tirou este selo do brasão do município nos papéis oficiais.

Mas o advogado Humberto Rodrigues diz que foi ele que bolou este lema, tanto que nos 10 anos de emancipação do município, em 1970, o Correio do POvo, num artigo publicado pelo HUmberto, usou este lema pra serafina...

Sem quisilhas, então...

Como grande benemérito da cidade,Flávio fez muitas coisas pela cidade. Há uma versão de que quando solteiro foi muito namorador tendo até namorada uma das duas irmãs que estudavam conosco no ginásio e que eram de Anta Gorda( a outra quem teria namorado seria o Cesar Piccoli FIlho)...

Há quem desminta a versão de Flávio ter sido um grande namorador, mas sabe-se que o assunto da namorada de Anta Gorda é assunto proibido no lar...não se menciona nada disto..nem nunca existiu....

GREMIO

SE VOCÊ ESTIVER caminhando pela av. Miguel Soccol,quase defronte ao clube Gaúcho e numa casa de alvenaria olhar nos fundos um pátio chegou de plantações e uma grande bandeira doGremio esticada num mastro improvisado pode saber que ali mora o Flávio...

Nos fundos, um jardim de inverno,onde faz seus churrascos e muitas arvores com frutas, muitas de todo tipo...

E as verduras são todas cultivadas por ele...

Hoje, aposentado,Flávio cuida do asilo que o Carlinhos Alban da Credeal fundou em Guaporé, e onde são abrigados muitos velhinhos que não tem ninguém por eles.

Todos os sábados de tarde, Flávio vai a Guaporé pra visitar o asilo...e levar o que os abrigados ali necessitam..

Como se vê, continua com sua sobras meritórias...

As piadinhas é que não abandona a imaginação fértil deste serafinense que nunca fez um curso superior, mas é um autodidata...

Uma das suas macabras nos ultimos tempos e dizer que sua sogra,depois que enviuvou passar a namorar um álemão.....entenderam??? é oseu humor macabro!!!! faz parte....

DOOUTRO LADO...

jOSÉ fORTUNATTI está tendo que enfrentar o outro lado da mesa....a greve dos municipários.


DEolho nas pesquisas eleitorais, terá que ser uma espécie de algodão entre os cristais...qualquer deslize, os seus votos rolarão pra Manuela....

 


SERGS DEBATE ABASTECIMENTO DE
INSUMOS PARA OBRAS RODOVIÁRIAS

O professor de Transportes da UFRGS, João Fortini Albano, será o
palestrante do café da manhã do Fórum de Infraestrutura das Entidades da
Engenharia, às 8h30min desta terça-feira (24) abordando o tema ?Projeto
Rodoviário: A Complexidade de Uso de Materiais Naturais?. O evento será
realizado na sede da Sociedade de Engenharia do Rio Grande do Sul (Sergs),
Travessa Acylino de Carvalho, nº 33 ? 7º andar. A palestra tem por objetivo
colocar em debate a importância do suprimento de insumos como asfalto,
areia, brita, saibro, etc. para atender o programa de investimentos no setor
rodoviário, atendendo requisitos de quantidade, qualidade e custos
compatíveis, obtidos a partir de fontes devidamente licenciadas.

Todt Comunicação

DE São Borja!
Recebo e publico

do Edson Arce da Radio Cultura


Olides!
Preciso esclarecer quanto à entrevista dada à Rádio Cultura no dia 19 de maio. Ela foi dada pelo prefeito Mariovane, pelo vice Jefferson, pelo presidente do PDT, Janot Oveira e pelos vereadores Beto Souza,do PTB e Valério Cassafuz,do PDT. Eles refroçaram que a coligãção que apóia Mariovane está coesa e que não houve nenhum desentendimento entre ele e o vice que segue também como secretário da Saúde. Já sobre a palavra do vice Jefferson (Quico), ele pediu que a imprensa (não a Folha de São Borja como você falou), procure

MAZZARINO, DEPOIS

DO GUAXO VOLTOU-SE PROS MORTOS!


CONHECIDO EM TODO O VALE DO TAQUARI - além de tudo, representa alguns jornalistas da capital e os informa muito bem sobre fatos da região - Adriano Mazzarino largou um pouco sua tevê zoeira e suas colunas e dedica-se a outros feitos, como enterrar os mortos. Vekja-se o sucesso de seu novo empreendimento: já tem até propaganda num jornal de Encantando...dá-lhe Mazza...

CORREINHO

TRATA ASSUNTOS DA CIDADE AOS DOMINGOS

NO DOMINGO RETRASADO , o Correinho faz uma boa matéria sobre o abandono em que se encontra a rua da Praia, outrora cartão postal da capital...Uma matéria pauleira, até meio de estranhar....Já no domingo último, a Lu Winck fez boa reportagem de duas páginas sobre o abandonado 4 distrito da capital....O Correinho voltou a se importar com as mazelas de Porto Alegre?

De São Borja


EXCLUSIVO....


Tinha que ser este blog: ESTOU DANDO EM PRIMEIRA MÃO QUE O RADIALISTA, ESCRITOR, CONTISTA EDSON DOS SANTOS ARCE É CANDIDATO A VEREADOR PELO PP NO ANO QUE VEM...

Foi procurado por 4 partidos mas concorrerá pelo PP onde está filiado


ESpero que não seja um novo PAULO SANTANA....que eu vi muitas vezes brigando na redação com os eleitores que ligavam cobrando posições dele.

DE São Borja


EDson dos Santos Arce que será candidato a vereador pelo PP trabalha há 22 anos com políticos, mas com entrevistas. Agora tentará ver o outro lado do balcão...Cruz credo ir pras vilas comer ovo cozido dentro de vinagre e azeitona estragada não é mole. talvez o PRATO FINO FIZESSE isto com mais desenvoltura. Mas nunca será candidato a nada....aquele cuera....só olha pros lados do Itaqui,suspirando....

 

Remindo e o Grêmio,ou melhor suas derrotas...

Um time e muitas mudanças
O Grêmio mais uma vez perdeu por posicionamento errado da zaga. Acho que faz mais de 3 meses que a defesa tricolor nunca é a mesma, no mínimo dois jogadores são sempre diferente. Futebol é um jogo de equipe, mudanças constantes atrapalham o introsamento entre eles. O Renato tem que manter a gurizada no time, mais o experiente Gabriel. Gabriel, Mario Fernandes, Saimon e Neuton. Rochembach, Escudeiro, Lúcio e Douglas são um ótimo meio de campo. No ataque não vamos encontrar nada melhor que Borges e Leandro. Agora com o número de lesões existentes no Grêmio, o técnico tem que contar com mais gente boa no banco. Um jogo perdido em casa é uma vitória que o Grêmio vai ter que buscar fora. É a lei do Brasileirão.

 

Terceiro Turno

Folha, Veja e Globo fizeram de tudo para matar a candidatura de Dilma. Os apoiadores de primeira hora do Golpe de 64 fizeram tudo para que a petista não fosse eleita. Conseguiram no máximo que a eleição tivesse segundo turno e ali perderam feio. Dera meio ano de trégua e agora entram no segundo turno. A jogada é a mesma do mensalão. E mais uma vez pessoas esclarecidas entram no jogo da direita. Diversos blogueiros ditos sujinhos estão dando seu aval às aleivosias da mídia golpista. Palocci não é o alvo, querem atingir a presidente.

Remindo Sauim, de Canoas

 

MAIS PALOCCI

Charqueadas,com todo o
respeito, mas esta do Temer, é brabinha pruma segunda....



O "médico" Palocci prestar consultoria na área econômica é uma surpresa? Nenhuma, pois todo petista entende tudo de tudo; pela ótica deles, é claro.
A defesa dele, feita pelo Sarney, Jucá, Maluf, etc., está corretissima, pois todo colega sempre defenderá seus colegas.
Quanto ao TEMER, é uma TEMERidade ouvir e levar a sério o que ele diz.

SERGIO OLIVEIRA
CHARQUEADAS - RS

Sem Pulo e Túnel do Tempo

Olá Pessoal,
Permita-me remeter as colunas Sem Pulo e Túnel do Tempo
deste sábado, que escrevo na Folha Popular de Teutônia.
Abraço e bom findi.
Rudimar Thomas

Clique na imagem para ampliar

Clique na imagem para ampliar

 

IMIGRANTES ITALIANOS

CHEGANDO AO BRASIL!

ESTA FOTO do acervo da Nadilce Zanatta, é de seus avós maternos chegando da Itália....isto em meados do século retrasado!

Fraglantes do almoço na Fiergs da Abimaq!


AeroportoCIC comemora definição por Vila Oliva



Ao saber pela deputada estadual Maria Helena Sartori que na tarde desta quarta-feira (19) o governador Tarso Genro anunciou Vila Oliva, em Caxias do Sul, como o local do novo aeroporto da Serra Gaúcha, o presidente da Câmara de Indústria, Comércio e Serviços de Caxias do Sul (CIC), Milton Corlatti, comemorou. “Esta é uma vitória da CIC, lutamos muito para que esse empreendimento saísse do papel pensando justamente no desenvolvimento de Caxias do Sul e Região. É uma luta antiga, mas reavivamos essa bandeira no início da nossa gestão porque entendíamos que o futuro da economia caxiense e regional depende dessa obra. Estamos muito felizes, conscientes de que valeu a pena assumir a responsabilidade de batalhar pelos interesses das nossas empresas e da nossa comunidade”, declarou Corlatti.



Marta Guerra Sfreddo
Departamento de Comunicação


ESSA NAÇÃO CORROMPIDA


Por Carlos Chagas


Em quatro anos, o então deputado e ex-ministro da Fazenda, Antônio Palocci, prestou tão ricas consultorias que pode comprar um apartamento de 6 milhões de reais e um conjunto de escritórios valendo 800 mil reais. Supõe-se que tenha faturado mais, porque nenhum empresário vitorioso como ele colocaria todos os ovos numa cesta só. No mínimo, faturou uns 10 milhões, mas vale ficar apenas nos números conhecidos. Como deputado, recebeu no máximo 13 mil reais mensais. São 156 mil por ano, 624 mil durante o mandato, se não tiver tido despesas de espécie alguma para manter-se. Por baixo, o total de rendimentos dá 7 milhões e 424 mil reais no período. Claro que tem banqueiro, empreiteiro e especulador ganhando muito mais. Como também não é proibido que parlamentares mantenham atividades empresariais.

O que espanta é um ex e atual ministro do Partido dos Trabalhadores ganhar, de barato, 1 milhão e 856 mil reais por ano, ou seja, 154 mil reais por mês. Enquanto isso um trabalhador recebe 545 reais nos mesmos trinta dias.

A palavra de ordem no governo é de que ex-ministros valem muito no mercado. Pela experiência, a capacidade, as informações privilegiadas de que dispõem e, em especial, a influência e a intimidade com antigos companheiros ainda ministros. Todas essas qualidades levam empresas privadas a buscar consultá-los, porque elas, afinal, precisam continuar ampliando seus negócios. Em especial se negociam com o governo, executando obras e prestando serviços.

Fecha-se o círculo. Somos uma nação corrompida, mesmo sem a fulanização de corruptos e corruptores, geralmente acobertados pela lei feita por eles mesmo.

Nem é preciso lembrar que o ex-presidente Lula cobra 200 mil dólares por palestra, realizando três ou quatro por mês, valendo o mesmo para Fernando Henrique Cardoso, só que recebendo a metade, para horror de seu ego. Tais faturamentos são eticamente inexplicáveis porque ofendem a classe média que um procura seduzir e mais ainda o trabalhador, que elevou o outro ao poder.

O mal, assim, não está nas consultorias oferecidas por Palocci, nem nas conferências pronunciadas pelo torneiro-mecânico ou pelo sociólogo. Está no sistema que nos assola. Nessa falsa livre concorrência que privilegia uns poucos e maltrata o resto. Com o PT acontece a mesma coisa acontecida com o PSDB e acontecerá, com todo o respeito, até com o Psol. Enquanto prevalecer esse modelo perverso, adiantará muito pouco a alternância no poder. São e serão todos iguais.

A MESA DOS QUIXOTES

Quarta-feira o senador Jarbas Vasconcelos ofereceu jantar aos inconformados do PMDB. Pedro Simon, Roberto Requião, Luiz Henrique, Eduardo Braga, Ricardo Ferraço, Cacildo Maldaner, Vital do Rego e outros reuniram-se para lamentar a ditadura exercida no Senado por José Sarney e Renan Calheiros. Menos pela indicação de apenas apadrinhados deles para cargos no governo e nas empresas públicas, mais pela transformação do partido numa agência de empregos. O preço dessa evidência tem sido o afastamento do PMDB dos grandes debates nacionais. E dos pequenos, também. Na atual Legislatura prevalece o fisiologismo como rumo principal ditado pelos seus dirigentes, bem como o afastamento sistemático de quantos discordam dessa estratégia. À maneira de D. Quixote, os dissidentes continuarão investindo contra os moinhos de vento.

TOMA LÁ, DÁ CÁ

Pode acontecer uma inusitada aliança na Câmara: a bancada ruralista, mesmo aparentemente vitoriosa na futura votação do Código Florestal, gostaria de contar com o maior número possível de votos da bancada evangélica, podendo, assim, no reverso da medalha, apoiar a corrente infensa a recusar a criminalização da homofobia. É no interior que mais se reage contra a nova visão do homossexualismo, podendo os ruralistas aliar-se aos evangélicos e, nessa salada mista, também ao deputado Jair Bolsonaro. Nesse caso, os ambientalistas se uniriam aos partidários da supressão de restrições aos homossexuais. Trata-se de uma demonstração a mais da falência dos partidos.

ACOMODAÇÃO

Salvo inusitado, José Serra desistiu de disputar a presidência do PSDB, ciente de que Sérgio Guerra será reeleito na convenção nacional do dia 28. Mesmo assim, joga com uma carta poderosa, a de poder examinar a hipótese de candidatar-se à prefeitura de São Paulo, ano que vem. Nesse caso, cresceria seu cacife junto ao governador Geraldo Alckmin. A alternativa, para Serra, estará na criação de um conselho político no âmbito da Executiva Nacional do partido, capaz de limitar os espaços de Sérgio Guerra e, por tabela, de Aécio Neves. É complicada a equação no ninhos dos tucanos, mas uma coisa parece certa: unidade, mesmo, só depois de escolhido o candidato presidencial para 2014.


De São Borja

Campanha do Agasalho será lançada neste domingo

A Prefeitura, o Rotary Clube São Borja Norte e diversos parceiros lançarão no próximo domingo (22/05) a campanha do agasalho deste ano. O evento será no Cais do Porto, às 15h, onde haverá atividades como mateada, sorteio de brindes e apresentações artísticas e musicais. Os pontos de arrecadação de roupas, cobertores e outras peças estarão distribuídos no comércio e outras instituições.

O lema deste ano, criado pelos alunos da Unipampa, é 'Uma corrida contra o frio' e o tema é o mesmo do Rotary: Faça uma vida feliz. A campanha também conta com a parceria do 2º RCMec, Rota Sistemas de Segurança, Acisb, Emater, Sesc, Corporação de Bombeiros, Brigada Militar, Instituto Federal Farroupilha e Felice automóveis.

Em 2010 a Secretaria do Trabalho, Assistência Social e Cidadania contabilizou a arrecadação de cerca de 77 mil peças e 870 quilos de alimentos. A expectativa é deste ano aumentar a coleta para beneficiar mais famílias que estejam em vulnerabilidade social no município.


Opinião


PÔ Remindo, e eu achei que tu só apoiavas a Dilma???


Neste teu blogue que só tinha cara de homem pintou a gatinha da Renata Zanatta. O povão daqui de Canoas está delirando.


Remindo Sauim

De Canoas


Como o PSDB e o DEM estavam, um escanteado e o outro quase descartado da política nacional, a Folha de São Paulo e seus parceiros, entre eles a OAB, resolveram atacar o governo Dilma onde achavam ter encontrado uma brecha. Como o ataque veio em conta-gotas, o governo já vacinado, contra ataca em conta-gotas. Serra e Aécio Neves, mais interessados no futuro, do que nesta briga da Folha contra o governo.

Como sabemos a briga é pelo poder. Estes grupos de comunicação cresceram ao apoiarem em manchetes o golpe militar de 1964 e agora com a troca de poder de mãos, ficam órfãos de aliados. A rede Globo já sente as fustigadas da Record. Folha e Estadão são contestados diariamente por ex-funcionários em blogues na Internet. Com a saída do poder, perde-se o prestígio e na esteira o dinheiro também acaba sumindo.

O governo está dando corda a mídia, que no afã de derrubar o governo vai cansando seus leitores da mesma lengalenga. Jornalistas de prestígio emprestam seus nomes a estes ataques, os mesmos que serão descartados quando seus patrões e o governo se acertarem.

Remindo Sauim, de Canoas


A explicação do porque Correio e Guaiba tanto entrevistam o cara do PRB.

Os leitores atentos como o Charqueadas ajudam a gente a entender o porquê das coisas!



Veja nº 2217,de 18.05.2011 - ótima revista, por sinal

PARTIDOS

Da Record para o PRB

Sem alarde, o desconhecido deputado e bispo da Igreja Universal Vitor Paulo deixou a presidência do PRB, partido que está na órbita de influência de Edir Macedo. Os motivos de sua saida são nebulosos. Mais transparente, contudo, é a condição do novo chefe do PRB, o advogado Marcos Pereira. Ele é ex-presidente de relações institucionais da Record.

SERGIO OLIVEIRA
CHARQUEADAS - RS

Parlamentar homenageia os 153 anos de Santa Maria

O deputado Jorge Pozzobom, em parceria com o deputado Valdeci Oliveira, homenageou os 153 anos de emancipação político-administrativa de Santa Maria no Grande Expediente da sessão desta terça-feira (17). O parlamentar iniciou sua discurso citando um trecho da música “Santa Maria” de Beto Pires, que tornou-se música símbolo da cidade, através de uma lei de Pozzobom, enquanto vereador do município. “ É para a ‘Santa Maria, Maria da Graça, doce menina, maria fumaça’ que falo hoje nesta tribuna” destacou. Pozzobom lembrou, também, do hino da cidade, da autoria de Aristilda Rechia, que diz “Santa Maria, Cidade Alegria”. “A alegria e a felicidade do nosso povo é que nos dá energia para trabalharmos e lutarmos juntos pela cidade, independente de divergências político-partidárias”.

Importância do município na vida de Pozzobom
O deputado Pozzobom, líder da bancada do PSDB na Assembleia Legislativa, que foi vereador e secretário municipal de Santa Maria, enalteceu a presença do município em sua trajetória. “Nasci , cresci, estudei e me formei. sou filho , sou pai, sou deputado, tudo que conquistei na minha vida foi em Santa Maria”.

Historias de La Undeze

O Lalo Rodrigues, colega aqui leitor do blog, liga pra dizer que viu a cena do velho Guilherme Nodari quebrando orádio com uma bota de colono.

- Ele deu três batidas com a bota no rádio porque o PTB de Guaporé, que sempre ganhava as eleições pra prefeito estava perdendo do PSD...

E minha madrinha a dona Amélia, que o velho Nodari chamava de Joaquina, me disse:
- Adesso fiosso me toca levar cuesto rádio a Guaporé num saco de sterliz pra arruma....(agora, filiado, tenho que levar este rádio pra Guaporé pra consertar porque aqui não tem onde....

Então tá feito o registro.

Lalo conta ainda que tomado de fúria o velho Guilherme Nodari( seu padrinho) blasmefava;

- DIO CAN,DIO CAN....I ZE DRIO ROBAR LA ELESSION!!!!( estão roubando a eleição)

E quando sua mulher perguntava porque ele havia quebrado todo o rádio com três botinadas de um stival( bota) ele se punha mais furioso ainda.

De São Borja


Celso Lopes, vereador do PDT e o secretário Leo Tascht foram convidados pelo prefa Mariovane WEis pra integrar quadros da Famurs, mas declinaram do convite.

Recordar é viver (A Esquina Famosa)


Durante anos, na época áurea das loterias de números -- quando ainda não havia a concorrência das loterias da Caixa Federal -- este era um dos pontos mais movimentados de Porto Alegre.
Agora, a Esquina Famosa continua vendendo bilhetes de loteria, mas divide o espaço com uma cafeteria.

Foto com a câmera do iPhone. Não ficou lá grande coisa porque o local está sempre meio escuro, mesmo em dias com bastante sol, por causa da sombra que fazem os edifícios por perto, principalmente o do Banco do Brasil e do antigo Banco da Província. Ainda por cima, ontem estava nublado e passei por lá no fim da tarde. Além disso, a câmera do iPhone também não é lá estas coisas, apenas quebra o galho


Governo já admite saída de Palocci
na terça, 24


Fontes do Planalto confirmaram a esta coluna que o agravamento da crise, com novas denúncias contra o ministro Antonio Palocci (Casa Civil), permite antever sua demissão até a terça-feira (24), a depender ainda do noticiário deste fim de semana, “a não ser que ocorra um milagre até lá”, conforme assessor presidencial. Palocci já colocou o cargo à disposição duas

do CH

Deputados progressistas querem soluções para a crise orizícola do Estado

Representantes dos arrozeiros, prefeitos da Fronteira Oeste e deputados do PP pretendem se encontrar na próxima semana com o governador do Estado, Tarso Genro, e com o secretário de Agricultura, Luís Fernando Mainardi, para pedir às autoridades gaúchas que capitaneiem as reivindicações do setor, que se encontra em mais uma grave crise. Atualmente, o cereal está sendo comercializado a R$ 18,00 a saca, bem abaixo do valor de produção. A reunião com o Governador Tarso Genro é uma das três medidas aprovadas na Audiência Pública realizada na sexta-feira passada, dia 15, na Câmara de Vereadores de Itaqui. Presentes no encontro os deputados estaduais Frederico Antunes e Chicão Gorski, e o deputado federal Jerônimo Goergen, todos do PP, além de representantes da Associação dos Arrozeiros e Sindicato Rural de Itaqui, Maçambará e Alegrete, da Farsul e de lideranças da Fronteira Oeste.
Segundo o deputado Frederico Antunes, as medidas anunciadas até agora pelo Governo Federal para resolver o problema não surtiram efeitos e a crise do setor permanece e se agrava. “Precisamos que o Secretário da Agricultura, e que o Governador Tarso Genro, estejam à frente desse processo reivindicatório e levem até a presidente Dilma a bandeira do arroz gaúcho”, explicou o parlamentar. Para o presidente da Comissão de Agricultura, Pecuária e Cooperativismo da Assembleia Legislativa, deputado Chicão Gorski, a situação do arroz no Rio Grande do Sul exige que o governo federal cumpra com o que foi acertado com o setor e vá mais além. "Medidas paliativas não adiantam mais. Precisamos manter a mobilização até que o preço correto do produto seja recuperado". Gorski anunciou, ainda, a realização de outra Audiência Pública sobre o tema no dia 25 na Assembleia Legislativa.
Outras medidas aprovadas no encontro são: a solicitação da proibição de entrada no país de arroz proveniente dos países do Mercosul por pelo menos seis meses e o cumprimento da resolução que dá garantia de preços mínimo para o produto, em torno de R$ 24,00 a saca.


AUDIÊNCIA PÚBLICA
Enquanto isso, a Comissão de Agricultura, Pecuária e Cooperativismo da Assembleia Legislativa mobiliza para audiência pública a ser realizada na próxima segunda-feira, dia 25, às 14 horas, no Teatro Dante Barone, Palácio Farroupilha, em Porto Alegre. Haverá análise e discussão como tema central dos problemas existentes na comercialização do arroz no Estado e no país. O deputado Chicão Gorski, do PP, preside a Comissão de Agricultura na Assembleia gaúcha, e está articulando o encontro.
Na semana passada, os arrozeiros e suas entidades, com apoio de parlamentares, mantiveram encontro com o vice-presidente da República, Michel Temer, buscando avançar em tratativas de apoio ao setor. A promessa do governo federal é de que as medidas serão implementadas em apoio ao setor. O deputado federal Luis Carlos Heinze segue também as tentativas de melhorar o preço de comercialização do arroz, participando de audiências com o governo federal.

Da Folha de são borja....

Confusão sabatina


Pô o lauro não dá folga pra eles...abri o mail no sábado oito e meia da noite e lá tinha no seu blog uma paulada nos diários daqui...com o lauro é assim,LEU NAO ESCREVEU O PAU COME!!!! dA-LHE LAURO, CHEGA DE COLETIVAS BAJULADORAS...sábado, 21 de maio de 2011

Confusão sabatina

Os jornais de domingo chegaram há pouco. Dei uma olhada no Correinho. Comecei a ler a Coluna do Elio Gaspari e a achei muito estranha. O assunto era um dos que ele aborda seguidamente: a péssima situação da educação escolar no Brasil. O gancho era este livro do MEC que apóia o falar gramaticalmente errado. Mas, o texto estava muito óbvio, muito chapado, tudo o que o que o Gaspari não é. Era um copião de coisas sabidas, sem nenhuma criatividade, sem nada de novo. Apenas a opinião do colunista sobre fatos já conhecidos. Quando ele chegou ao ponto de citar o Juremir, o Juremir!, aí, sim, me dei conta de que havia mesmo alguma coisa errada. Fui conferir o título da coluna e, não era a do Gaspari, era a coluna do Mendelski que eu estava lendo. Tóoooooing!


Recado pro ilustre representante do Lasier no Vale do Taquari, o sr. adriano Mazzarino

1) chegaram os jornais

2) Vai o Pioneiro....

3) Bico Branco reclama sua ausência em Serafina, porque ele precisa de um exímio assessor já que falam na cidade que o IPTU subiu 140%...

É tarefa mais ingrata do que explicar o aumento de patrimônio de um ministro....

MOVIMENTO DE JUSTIÇA E DIREITOS HUMANOS/Brasil INFORMA:



URUGUAY X IMPUNIDAD > LA LUCHA SIGUIRÁ....
MARCHA DE SILENCIO. FAMILIARES ENCABEZO MULTITUDINARIO RECLAMO
TRAS FRUSTRADA VOTACION DE LA LEY INTERPRETATIVA
Estiman cien mil personas en la 16ª Marcha de Silencio
Unas 100 mil personas ¬según los organizadores del evento y el Ministerio del Interior¬ volvieron a marchar anoche por verdad y justicia. Los manifestantes, en una gran proporción jóvenes, recorrieron 18 de Julio en silencio.
Ricardo Daher - Mauricio Pérez

Multitud. Unas cien mil personas asistieron a la marcha de silencio.

Luisa Cuesta y Milka González. Abrieron la movilización.

La ausencia de público en el Parlamento, cuando se discutió y se rechazó la ley interpretativa, se convirtió en multitud este 20 de mayo, cuando se volvió a recordar a los detenidos desaparecidos y con ellos a todas las víctimas de la dictadura militar.
Bajo la consigna "Verdad y Justicia derecho de todos, responsabilidad del Estado", decenas de miles de personas marcharon en silencio desde la Plaza de los Desaparecidos, en la esquina de Jackson y Rivera, hasta la Plaza Cagancha.
La manifestación fue encabezada como en anteriores oportunidades por los familiares de detenidos desaparecidos portando retratos de sus familiares.
La marcha convocada para las 19 horas, se armó rápidamente, también como en otras ocasiones. En pocos minutos los centenares de personas que esperaban en la plaza y las aceras, se convirtieron en miles. Sin banderas partidarias, sólo uruguayas, y con carteles alusivos a la convocatoria. "Queremos futuro con verdad y justicia" manifestaban Hijos, "Justicia no es venganza", expresaba otro cartel.
Dirigentes políticos del gobierno y la Intendencia de Montevideo se mezclaron en la marcha, sin que nadie increpara la votación de ayer, aunque el comentario era: "¿Qué están haciendo acá?".
Entre los manifestantes resaltaban los senadores Ernesto Agazzi, Mónica Xavier, Enrique Rubio, Eduardo Lorier, Rafael Michelini, los ministros Eduardo Brenta y Daniel Olesker. El subsecretario de Industria, Edgardo Ortuño, Javier Miranda, director de Derechos Humanos del Ministerio de Educación, la ministra de Desarrollo Social, Ana María Vignoli, el ministro de Turismo, Héctor Lescano, la intendenta de Montevideo, Ana Olivera, el secretario general, Ricardo Prato, el director de Desarrollo Económico Luis Polakof, director de Cultura, Héctor Guido, los diputados Daisy Tourné, Julio Bango, Luis Puig, Oscar Groba, José Bayardi, Felipe Michelini, el ex intendente Mariano Arana, entre otros dirigentes.
Como es tradicional, al llegar la marcha a la explanada municipal, se mencionaron los nombres de los detenidos desaparecidos, mientras la multitud respondía presente.
Después la marcha continuó bajo un aplauso cerrado hasta la Plaza Cagancha donde se cantó el himno nacional.
La décima sexta Marcha del Silencio, recuerda el día en que fueron encontrados asesinados los legisladores Zelmar Michelini, del Frente Amplio, y Héctor Gutiérrez Ruiz, del Partido Nacional, y de los militantes William Whitelaw y Rosario Barredo, en Buenos Aires en 1976.
Al concluir la marcha, la ministra de Desarrollo Social, Ana Vignoli, aseguró que la Ley de Caducidad "tiene que desaparecer". "No me interesa el costo político. Lo que me interesa son todos los compañeros que murieron, desaparecieron y los niños que robaron los militares. Que vayan presos y que paguen como tienen que pagar las atrocidades que hicieron", expresó Vignoli a LA REPÚBLICA.
En tanto, Juan Raúl Ferreira, hijo del extinto líder nacionalista Wilson Ferreira Aldunate, aseguró que la "Marcha del Silencio" realizada ayer tuvo "una significación muy especial". "Lo más formidable es la emoción que nos ha embargado a gente que no siempre hemos estado en la misma vereda, pero que hoy nos hemos sentido muy unidos en la esperanza de que vuelva a salir el sol", expresó. Sin embargo, Ferreira reconoció que le gustaría ver más dirigentes del Partido Nacional participando de la marcha. "No sé (por qué no participan) pero me gustaría que no fuera así", señaló. A su vez, el senador Eduardo Lorier (PCU) consideró que la "Marcha del Silencio" es una manifestación "histórica para los uruguayos todos, que marca un antes y un después de su existencia". La marcha "nos da nuevas fuerzas para seguir peleando por verdad y justicia.
En este sentido, el legislador estimó que la reciente votación parlamentaria no es el final, porque "se abre una nueva etapa con todo un abanico de propuestas".
Por su parte, el senador Ernesto Agazzi (MPP) estimó que la marcha tendría relevancia más allá de la aprobación del texto interpretativo. "Esta marcha no se arregla con una ley, porque la impunidad es una cosa que tiene raíces en una sociedad injusta y permea en todos los niveles", expresó Agazzi.
En este sentido, el legislador estimó que "contra la impunidad tenemos que luchar siempre, como orden de valores". "(La impunidad) se quiebra con una cultura democrática que la tenemos que construir entre todos quienes estamos comprometidos en construir una sociedad mejor, agregó Agazzi.

Escrache contra Bonelli
La Plenaria Memoria y Justicia está convocando a un escrache contra el ex jefe de la Fuera Aérea, Enrique Bonelli, acusado de pilotear uno de los vuelos de la muerte.
Convoca a concentrar frente a la Facultad de Arquitectura el jueves 26 de mayo a las 18 horas, para marchar después hacia el domicilio del ex jefe de la Fuerza Aérea.

La Republica, Montevideo, 21/5/2011


Coleguinhas


DEpois de ler a coluna do JUREMIR , NO CP, DO DIA 20/05 É QUE ENTENDI PORQUE ELE NÃO ESTAVA LÁ COM ESTE HUMOR QUANDO O ENCONTREI NA LANCHERIA DO PARQUE ALMOÇANDO COM SUA COMPANHEIRA.....


SEGUNDO SITE ALERTA TOTAL:

ei-lo.....charqueadas e seus petardos...mas ele pesquisa legal...fica garimpando o chato...


• SEGUNDO SITE ALERTA TOTAL:
• A lista vazada do portifólio de Palocci é longa. Além do Itaú-Unibanco, na área financeira, o principal ministro de Dilma Rousseff trabalhou para a Bradesco Holding. Até a EBX do bilionário Eike Batista usou os bons serviços do ?doutor? Palocci. A Petrobrás e a Vale também usaram os sigilosos serviços do ilustre consultor. Tamanho prestígio indica que o verdadeiro fiador e articulador econômico-financeiro da eleição de Dilma Rousseff foi Palocci ? e não o ex-presidente Lula
• Além das empresas já citadas, foram clientes de Palocci, na versão vazada pelos deputados, que um repórter de um grande jornal gaúcho e uma famosa colunista das Organizações Globo preferiram não divulgar, pelo menos por enquanto: Pão de Açúcar, Íbis, LG, Samsung, Claro-Embratel, TIM, Oi, Sadia Holding, Embraer Holding, Dafra, Hyundai Naval, Halliburton, Volkswagen, Gol, Toyota, Azul, Vinícola Aurora, Siemens, Royal (transatlânticos).
• COMENTO: QUE TIPO DE CONSULTORIA ELE PRESTOU PARA TODAS ESTAS EMPRESAS, A SER VERDADEIRA A RELAÇÃO? COMO ELE É MEDICO, DEVE TER SIDO PARA QUE AS EMPRESAS CRIASSEM, POR EXEMPLO, UM PLANO DE SAÚDE PARA OS FUNCIONÁRIOS, OU ALGO PARECIDO.
• SÓ EM 2010 ELE TERIA FATURADO R$ 20 MILHÕES.
• Olha só quem teria vazado a relação: repórter de um grande jornal gaúcho (qual?) e uma famosa colunista das Organizações Globo.
• Do consórcio aquele. Eh,eh,eh.
• SERGIO OLIVEIRA
• CHARQUEADAS - RS

Coleguinhas


Juremir Machado da Silva almoçou na sexta,dia 20/05 na LANCHERIA DO PARQUE....


*MENDELSKI, serafina corrêa não é RESTINGA SECA!!!!


De Serafina


De um leitor, que não concorda com a avaliação de que o IPTU subiu muito em serafina:

- AQUI PRA NÓS MUDOU POUCO O VALOR DO IPTU...MAS SABEMOS QUE OUVE APONTAMENTOS DO TRIBUNAL DE CONTAS DA UNIÃO(tcu) EM ALGUMAS COISAS COMO TAXA DE LIXO O MESMO DIZ AINDA QUE ONDE FORAM FEITAS NOVAS MEDIÇÕES NAS CASAS...UM PUCHADINHO QUE AUMENTA O TAMANHO DA METRAGEM DA CASA NESTAS CONDIÇÕES O IPTU SUBIU.

DE QUALQUER MODO,E STE LEITOR ACHA QUE O PRESOTTO( O PREFEITO ADEMIR PRESOTTO, O BICO BRANCO) ESTÁ FAZENDO UM BOM TRABALHO....


O CORREINHO DE ONTEM VOLTOU DA DAR MUITO DESTAQUE AO PRB....

TEM COLEGUINHA QUE JÁ SE LIGOU NISTO. ESTES DIAS GUSTAVO MOTTA TUITOU O ASSUNTO E COM UM BOM RESULTADO POIS RECEBEU VÁRIOS RETORNOS....


POSTERIDADE EM PEDRAS ALTAS


Em fevereiro de 1974, um mês antes de entregar po governo ao general Geisel, o presidente Médici visitou o Castelo de Pedras Altas, onde pernoitou.

Na foto a equipe do escalão avançado da presidência, junto com representantes locais, posaram pra posteridade. O militar de óculos escuros, à frente, é o Coronel Medeiros( Otávio Medeiros), hoje general reformado, que mais tarde veio a ser o chefe do SNI( sempre que Figueiredo tinha uma crise mais séria, ele ameaçava: olha que chamo o Medeiros) O mais alto, no centro, de terno escuro é o capitão Gobatto( sobre ele, tenho uma historinha envolvendo o colega Carlos Karnas. quando era já presidente o general Geisel, este veio inaugurar uma FENAC em Novo Hamburgo. E Piero Gobatto, que é de Caxias, era guarda-costas,segurança pessoal do presidente. Carlos Karnas era da TV Gaúcha e estava lá. Quando Karnas colocou o microfone na boca do Geisel, pra ele dar uma entrevista, Gobatto deu uma voadora no Karnas que ele não parou até hoje.....)

Gobatto na foto daqui é segurança de Médici e era de Caxias, como foi dito, já. O jornalista Antônio Goulart( que não se sabe porque motivo foi apelidado e pegou de LUZ NO FIM DO TUNEL) estava em Pedras Altas, eis que era o mão direita do chefe de imprensa do Palácio do Planalto, outro colega muito conhecido dos coleguinhas ´gaúchos, Carlos Machado Fehlberg.

A foto é do colega Goulart que ma emprestou pra lembrar outros tempos!

O assunto veio à tona porque Pedras Altas deverá virar Patrimônio arquitetônico nacional. Mas ainda não era? eu achei que fosse já mundial!!!!!

DE São Borja

Vereador Celso Lopes esteve no protesto dos arrozeiros. Ele é dono de hotéis, mas foi convidado pelos plantaodres de arroz locais pra estar no protesto.

Wolmer Jardim, jornalista, também foi.

Coleguinhas

Enir Grigol, da Fiergs, esteve de niver, ontem.

Cruzeiro: vila recebe Câmara na Comunidade nesta sexta

Lixo deverá ser dos principais problemas apontados por moradores da Vila Cruzeiro, que nesta sexta-feira (21/5) receberá a visita do Câmara na Comunidade. Os pedidos a serem encaminhados aos vereadores incluem limpeza e manutenção das praças Moderna e Rejane Vieira e de bocas de lobo. Os moradores também deverão solicitar melhorias nos acessos à vila. A visita terá inicio às 9h30min, com saída da Associação de Moradores da Vila Cruzeiro, na Rua Dona Otília, Travessa B.

Na Cruzeiro, os vereadores que estiverem participando do Câmara na Comunidade também deverão visitar a Escola Municipal de Educação Infantil Vila Tronco. Estão convidados para o Câmara na Comunidade desta semana representações das secretarias municipais do Meio Ambiente, Educação, Obras e Viação, dos departamentos de Limpeza Urbana, Esgotos Pluviais e de Habitação, e da CEEE.

Assessoria de Imprensa CMPA

??????????????



Como eu sou ingênuo.
Bah !
Que coisa, hein !
Então tá.


SERGIO OLIVEIRA
CHARQUEADAS - RS

Sucesso na carreira jornalistica!

Renata Zanatta Ponsoni tem 24 anos, vive com os pais em Caxias do Sul, e estuda Jornalismo na UCS...

E a nossa " musa" da semana...

Sucesso na carreira jornalistica!

NOVA ARI???

RUMORES DÃO CONTA DE QUE DOIS EMPRESÁRIOS QUEREM ASSUMIR O MANDATO NA ASSOCIAÇÃO RIOGRANDESE DE IMPRENSA, A ARI...

Quem seria???

Há eleições este ano;;;;;

O atual presidente, Ercy Torma,pode se candidatar mais uma vez.

A ARI mudou de ares, depois que várias salas foram alugadas e que o fotógrafo espanhol abriu um bar no térreo. Agora provavelmente haverá também um cyber no térreo...

Quem seriam estes empresários?

a coluna aposta em Fernando Ernesto Correa que deixou o Museu Hipólito José da Costa.

IGTF acompanha audiência pública em Piratini


A Fundação Instituto Gaúcho de Tradição e Folclore (IGTF), juntamente com a assessoria técnica e a coordenadoria da diversidade cultural, instituições vinculadas à Secretaria de Estado da Cultura, vão acompanhar a audiência pública sobre políticas públicas, desenvolvimento econômico e social para a região sul, que ocorrerá na próxima sexta-feira (20/05), em Piratini.
Na pauta de discussões está a perspectiva da efetivação de políticas afirmativas com abordagem dos princípios dos direitos humanos, cidadania e ações de reparação e ascensão social da comunidade negra, projetos e alternativas a serem implementadas para a garantia dos direitos desse segmento.
A audiência, promovida pelo Conselho Municipal de Desenvolvimento da Comunidade Negra de Piratini e demais organizações de comunidades remanescentes de quilombos e movimento negro da região, será no CTG Negrinho do Pastoreio, a partir das 9 horas.
Além da audiência, a comitiva da Sedac vai reunir-se com a comissão municipal oganizadora dos festejos da Semana Farroupilha e com a diretora do Museu Histórico Farroupilha, Angélica Panatiere.
A comitiva da Sedac é composta pelo diretor do IGTF, Claudio Knierim; bibliotecária do IGTF, Jeanice Ramos; assessor técnico da Sedac, João Menine e coordenadora da diversidade cultural, Lanna Campos.


Rita Escobar - Mtb 6079
Assessoria de imprensa

PMDB!

A presidente do PMDB de Serafina Corrêa,Maria Salete Cadore, assumiu como assessora técnica da bancada do PMDB na ALE.

Cantina

Grande ilustre Olides Canton. como andas por ai. me desculpe se não entrei mais em contato. tu é capaz de ta incomodado comigo, quel canquero de la undezeDeu pau no meu computador e estava sem grana para um novo, agora resolvemos o problema e andei meio empenhado com uns trabalhos extras que andei fazendo. Agora falamos mais seguido. Fazia muito tempo que eu não entrava no teu blog e vi que tu esteve aqui para a pascoa. Aqueles dias eu tava em Santa Maria. Andou dando uma passeio com o bico branco? o povo daqui ta meio revoltado com ele, por causa do aumento excessivo no IPTU alguns mais de .... 150%. tem gente que votou nele e jura que vai fazer campanha para o outro lado...vai saber até lá.. . Se tu me comunicava te deixava uns litrotos de vinho lá no hotel.. co quel fredo va ben... Sabe que o Pachu e o Nelson Assoni estão refazendo os muros da antiga vinicola guaporense, só não sei o que vão fazer por lá.. te mando as fotos. tem uma foto da festa de São Cristovão de 1975, muito bonita.

De São Borja!


COLIGAÇLÃO DA PREFEITURA

VAI A RADIO DESMENTIR

CRISE NA PREFEITURA


Os são-borjenses ouviram ontem pela rádio Cultura, no horário nobre da manhã, a coligação que está na prefeitura municipal dizer ao radialista Edson Arce que não há crise no momento na prefeitura na coligação que mantém o poder. Os políticos foram desmentir nota que a Folha de São Borja deu na edição da última quarta em que diz que a coligação PDT/PTB( prefeito e vice) estariam em rota de colisão.

A entrevista na rádio Cultura foi dada pelo vice, Jefferson Olea Homrich( Quico, vice prefeito, do PTB) e por Beto Souza, vereador do PTB.


No fim da entrevista dada ao radialista Arce,o vice Jefferson( que todos chamam de Quico) pediu a palavra e diasse no ar que a Folha de São Borja " não deveria ficar publicando boatos".

Espera-se uma resposta do diretor da Folha de São Borja , Roquye Andress, na edição de sábado...que vem

AeroportoCIC comemora definição por Vila Oliva



Ao saber pela deputada estadual Maria Helena Sartori que na tarde desta quarta-feira (19) o governador Tarso Genro anunciou Vila Oliva, em Caxias do Sul, como o local do novo aeroporto da Serra Gaúcha, o presidente da Câmara de Indústria, Comércio e Serviços de Caxias do Sul (CIC), Milton Corlatti, comemorou. “Esta é uma vitória da CIC, lutamos muito para que esse empreendimento saísse do papel pensando justamente no desenvolvimento de Caxias do Sul e Região. É uma luta antiga, mas reavivamos essa bandeira no início da nossa gestão porque entendíamos que o futuro da economia caxiense e regional depende dessa obra. Estamos muito felizes, conscientes de que valeu a pena assumir a responsabilidade de batalhar pelos interesses das nossas empresas e da nossa comunidade”, declarou Corlatti.



Marta Guerra Sfreddo
Departamento de Comunicação


Roteiro do findi....


1) Ver Grêmio e Corintians, pros futebolísticos: afinal são os dois vices..

2) quem não foi tem um filme engraçado: briga de vizinhos; vi na terça passada,só tinha eu na sessão das 7 da noite...

é um filme que trata de três irmãs fofoqueiras que vivem a falar mal e se metendo na vida da vizinha gostosona que tem um marido portugua. olha aí os ingredientes do filme.


3) o frio já convida pra subir a Serra,pra quem pode, evidente....

BERRO NO TROMBONE


O Nelson MOura esteve dias atrás no TUDO FACIL, da Borges, que ele disse que virou o TUDO DIFICIL....principalmente no setor de tirar segunda via do RG..

Terminal fora do ar, funcionário impaciente e oguarda meio mal educado...

Tudo isto é sempre o resultado que o cidadão que paga impostos tem, como compensação quando vai se servir dos serviços públicos..

A alegação no caso daquele dia era que a Procergs tava com problemas no forncimento da internet...

Histórias de la Undeze!

1) O VENDEDOR QUE ANDA
EM CADEIRAS DE RODAS...

QUEM ANDA PELO centro de SErafina, poderá cruzar com um senhor cadeirante que anda pela cidade, já acostumado comsua nova vida, eis que ele está na sua atual vida fruto de um acidente automobilistico com um caminhão em S.José do Rio Preto, no interior dos anos 80,quando era vendedor da Credeal.(fabricante de cadernos)

Há quem diga que a Credeal muito deve a ele ser a potência que é hoje porque ele foi o primeiro grande vendedor pelo país afora dos seus produtos.

Mas o acidente que o deixou nesta situação, pegou seu emprgador,Carlos Alban internado no Incor, se tratando do coração e o então outro sócio da Credeal,Luis Alberto, o João BOlinha, no Rio de Janeiro, cuidando da empresa.

Leco foi socorrido no que pode pela Credeal,e hoje é quase que uma testemunha que anda de cadeira de rodas em SErafina, dos tempos digamos " agressivos" da empresa, que teve como berço uma papelaria localizado defronte do atual prédio da Apae, na av. Miguel Soccol, onde anos atrás funcionou até a prefeitura municipal antes de ser construído o atual prédio.

DEsta pequena papelaria,tocada pela Albina Alban e pelo marido Pascual, nasceram duas grandes potências de SErafina: A credeal, fabricante de cadernos e a gráfica serafinense.

Poucos dias atrás termianram de botar abaixo a casa que ficava na esquina, ao lado da papelaria(ainda existe) e lá será construído um prédio.

Histórias de la Undeze


A GRAVIDA POBRE....

Pelo que sei,a té um pouco minha parente e....

Ela ficou grávida em 1966, numa época em que ficar grávida,solteira, em SErafina, não era pra qualquer um...

Quando a via passar com a barriga crescida, um hoje advogado sabia que o pai da criança, de uma família de comerciantes tradicionais - ainda há muita gente da família na cidade - não quis assumi-la.

Muitos anos depois, este mesmo advogado morava no Rio e quando foi mostrar sua carteira de identidade, um jovem delegado de POlícia DISSE:
- o senhor é deminha terra SErafina Corrêa?
-Sou sim...

o DELEGADO CONTOU então que ele era de Serafina e que morava com a mãe no Rio de Janeiro, onde se formou.

O pai, que ao que parece não está mais emSErafina, casou de novo...

Estórias de la Undeze, numa época que se brincassem o padre Chico iria no púlpito e dava o nome das mulheres que transavam fora do casamento...foi uma época que passou. depois com o advento da televisão, os costumes foram se abrandando, mas muita gente conheceu o lado amargo da repressão moral naquele pequena vilazinha.

NENÉM QUÉ PAPÁ


Por Carlos Chagas

Grande celeuma criou-se no país a respeito da nova cartilha do Ministério da Educação, “Por uma Vida Melhor”. Foram distribuídos 400 mil exemplares pelas escolas, admitindo-se num de seus capítulos referências à forma ortográfica popular de dizer as coisas. Numa palavra, a admissão de expressões usadas pela maioria da população, nada vernaculares, mas amplamente usadas e reconhecidas como naturais. Dessas que um dia estarão incorporadas aos dicionários, ainda que hoje despertem indignação em lingüistas e até na Academia Brasileira de Letras, para não falar na totalidade da mídia, boa parte aproveitando o episódio para lançar mais uma farpa no governo Dilma Rousseff e no ministro Fernando Haddad.

É preciso cautela, não só porque no futuro esse linguajar do povo tornar-se-á regra ortográfica, como vem acontecendo há séculos, mas também porque a indigitada cartilha foi editada precisamente para os meninos, nas escolas, tomarem conhecimento do que está acorde ou não com o vernáculo.

Mesmo nas camadas mais elitistas, quanta coisa tida como distorção imperdoável foi adicionada à língua portuguesa aqui praticada? “Me dá um cigarro” é expressão comum entre os acadêmicos que fumam, quando o correto vindo dos tempos de antanho exige “dá-me um cigarro”, que ninguém usa mais.

O grave nessa discussão sobre o sexo dos anjos é sua exploração política. Há quem exija o recolhimento e a incineração dos 400 mil livros, sugestão perigosa e ante-sala de certos espetáculos encenados através dos tempos, o último deles na Alemanha Nazista.

A respeito dessa tempestade em copo d’água vale contar uma historinha. O presidente Ernesto Geisel visitava o Japão, levando em sua comitiva muitos ministros e jornalistas. No dia de seu retorno, alguns ainda permaneceram em Tóquio. Shigueaki Uéki, das Minas e Energia, aproveitou a folga para levar os repórteres a um restaurante típico. Desde a chegada gabava-se de falar japonês e decidiu que os pedidos do cardápio ficariam por conta dele. Ao aproximar-se o garçom, falou na língua de seus ancestrais, quando seguiu-se monumental série de gargalhadas por parte do serviçal e de seus companheiros. Espantaram-se todos até que veio o maitre e, num excelente inglês, fez as sugestões e encomendou os pedidos. Uéki ficou sem jeito mas logo o episódio estava esquecido. Na saída, um dos nossos colegas, certamente investigativo, perguntou ao garçom o porque das gargalhadas e recebeu a explicação: os japoneses dispõem de diversos patamares em sua língua, falados pelas crianças, pelos jovens, os mais maduros e até os velhos. E o ministro das Minas e Energia, certamente restrito ao primeiro grupo, havia falado, em tradução livre: “Neném qué papá”...

RESPEITO TAMBÉM É BOM

Ainda sobre polêmico livro, a Comissão de Educação do Senado convidou Fernando Haddad para dar explicações, segunda-feira, mas o ministro não foi, por conta da agenda carregada ou do receio de receber uma saraivada de críticas. Mandou três representantes, altos funcionários, até capazes de informar melhor os senadores das intenções dos editores do “Por uma Vida Melhor”. Presidia os trabalhos o senador Roberto Requião, que nem deixou os assessores sentarem. Despachou-os na hora, pedindo respeito ao Senado, pois o convidado havia sido o ministro. Outra data está para ser marcada.

LIÇÕES DE MAQUIAVEL

Maquiavel, no “Príncipe”, sustentou que um governante, mesmo sem possuir essas qualidades, deve parecer misericordioso, leal, humano, religioso e sincero, mas muito antes dos tempos atuais, usou o verbo flexibilizar, justificando a necessidade de ações no sentido contrário. E completou escrevendo que se o governante tiver que optar entre ser temido sem ser amado, ou amado sem ser temido, cumpre-lhe sacrificar o amor. Prolongar a crueldade equivale ao suicídio, mas importa desprezar as meias medidas: os inimigos, cuja amizade não se puder conquistar, devem ser esmagados. Certas aparências tem que ser mantidas, mesmo através da dissimulação. Aquele que se contenta com o que está feito, esquecendo o que realmente deveria ser feito, acaba arruinado. Assim, torna-se necessário, a quem pretende manter-se, saber como fazer o mal: de uma só vez, enquanto o bem precisa ser distribuído aos poucos.

Outra das lições do mestre: um sistema de crença no sobrenatural é sustentáculo indispensável para a ordem social. A moral é um código de conduta instituído para os membros de um Estado a fim de manter a ordem, a união e a força da coletividade: o fim justifica os meios; as fraudes, crueldades e crimes cometidos a fim de preservar um país são fraudes, crueldades e crimes honrosos. A virtude não é a humildade, nem a paz, porém a virilidade, a força e a coragem, com energia e inteligência.

Tem gente lendo Maquiavel, antes de voltar ao poder...

SUGESTÃO PARA OS PARABRISAS

O governo acaba de divulgar: em 2010 morreram nas estradas, em desastres, 38 mil brasileiros. A maior causa estaria na imprudência dos motoristas, nascendo daí uma campanha a ser desenvolvida em breve, para a educação no tráfego.

Com todo o respeito e elogios à iniciativa, mas será a imprudência o fator principal dessa mortandade, nem se contando o número de feridos e marcados para sempre, que ultrapassa os 200 mil anuais?

O péssimo estado das rodovias também disputa esse campeonato de horror e, se quisermos descer ao fundo do poço, que tal acrescentar o rodoviarismo e o descaso verificado por décadas com os transportes públicos? Um sistema ordenado de ferrovias cortaria pela metade as estatísticas. Não haverá que esquecer a obsessão da indústria automobilística em impor cada vez mais veículos aos cidadãos, através de monumental propagada. Vai uma sugestão para a campanha que vem por ai: que tal fazer com os automóveis o que se impôs aos maços de cigarro, obrigando a que nos párabrisas venha colado um plástico com fotos de horrendos desastres e os dizeres: “Cuidado! Carro Mata!”

Serpentário....


Nelson Moura foi ontem,depois do serpentário, cortar as unhas porque à noite tinha churrasco do niver do filho.

Memória

"AQUELE COMUNISTA

BOCA SUJA"?????


Foi assim, segundo narra o prefacista do primeiro livro sobre o jornalista Tarso de Castro,editado pela UPF, anos atrás, que o delegado ROMEO TUMA, da Polícia Federal, reagiu na manhã do dia 21 de maio de 1991, quando notou que o aeroporto de Passo Fundo apresentava um movimento fora do normal e lhe informaram que chegaria,embreve, de Sampa, o corpo do jornalista Tarso de Castro, pra ser enterrado...

O corpo de Tarso, por influência dos amigos, veio transladado num jatinho do Governo do Estado de Sampa, conseguido por Fernando de Morais, que fora secretário de Cultura de Orestes Quércia e que tinha,ainda, alguma influência dentro do Governo de Luís Antônio Fleury. Segundo narra Tom Cardoso, na biografia de Tarso - editada alguns anos atrás - a exigência de Fleury foi que Quércia não soubesse que ele emprestara o jatinho porque senão teria bronca pro lado dele, já que Quércia era um dos tantos inimigos figadais que o passofundense tinha feito dentro das folhas da Folha de São Paulo, onde militou nos últimos anos de sua vida.

CIRROSE

hÁ MUITA LENDA SOBRE TARSO DE CASTRO E HÁ TAMBÉM MUITA VERDADE....

COI LOPES DE ALMEIDA foi escrever um artigo sobre o colega e amigo quando de sua morte - que completa 20 anos hoje - e disse que A CIRROSE NÃO MATOU TARSO DE CASTRO, FOI ELE QUE BEBEU TODO O UÍSQUE....

Sérgio Ross, que conheceu Tarso na Ultima Hora de Samuel Wainer em Porto Alegre diz que sempre o achou um fanfarão, um trombeteador de suas façanhas, tanto jornalisticas,quanto da vida privada.

- O quente sempre foi o Paulo Totti, que também é de P.Fundo, diz Serginho,ainda vivo e morando em Brasília.

Ross lembrou que em 1964 a vontade de Tarso de mostrar que era SUBVERSIVO era tanta que ele deixava pendurado na porta do apartamento da travessa acelino de Carvalho, onde morava com Paulo Totti e Derengoski, um recado simulado dizendo encontrar-se no TREVISO...era a esperança de que o prendessem pra mostrar toda sua importância política.

Mas Serginho Ros diz que a polícia e o DOPS nunca lhe deram bola, sabendo tratar-se Tarso de um intelectual daqueles que depois se denominaria esquerda festiva( ou seja, que fazia a revolução dentro de um bar....ou de alguns bares...)

BOM DE MANCHETE!

ib KERN, outro jornalista que conviveu com Tarso de Castro na Ultima Hora, em Porto Alegre, diz que o colega era um grande fazedor de manchetes de jornais.

De qualquer modo depois que foi pro Rio de Janeiro, no começo dos anos 60, o jornalista filho de Múcio de Castro tornou-se uma celebridade da zona sul carioca, principalmente do bairro Ipanema, convivendo com musicos, intelecutiais, jornalistas e afins...

É famoso seu affair com a atriz Candice Bergen, que ele conheceu numa boite, quando seu patrão de outrora, Samuel Wainer, também estava interessado nela.

Diz Chico Caruso, que Tarso teria comprado todas as rosas que havia do lado do boulevard Antonio's no Leblon, pra conquistar a atriz.
- Foi uma glória nacional. O Tarso nos representou....O Estados Unidos se curvaram ao Brasil, diz Chico, lembrando o feito do amigo e colega de noitadas.

VIGILIA NO TÚMULO

Numa das primerias jornadas de Literatura de P.Fundo, no começo dos anos 90, uma turma de amigos de Tarso foram fazer uma vigília noturna em volta do túmulo do amigo.
Estiveram lá até onde se sabe os irmãos cartunistas Chico e Paulo Caruso, EDgar Vasques,entre outros.
Passaram a noite contando anedotas e feitos do Tarso e esvaiziando garrafas de uísque como fazia o amigo que então já jazia no túmulo da família Castro.

Quando vivo, uma das " manias" do jornalista era sempre levar as namoradas que conseguia para P.Fundo pra apresentá-la à mãe...

Era uma mania dele, conta o jornalista Carlos Bastos, que foi colega e amigo do falecido jornalista. Bastos esteve representando o governo do estado no seu enterro em P.Fundo.

Uma vez Carlos Bastos estava com uma turma de jornalistas da tevê Globo, no Barranco em Porto Alegre e uma das colegas comentou que já conhecia a churrascaria de outros carnavais. Ele comentou que depois da churrascaria foi levada pra P, Fundo.

- Então fostes namorada do Tarso de Castro, matou a xarada na hora o jornalista que conhecia bem as manias do amigo.

Ontem, dia 19/05, a ZH, onde Tarso de Castro nunca entrava no tempo da ditadura, deu um tópico na coluna chamada Túnel do Tempo. Ver-se um tópico sobre o Tarso na ZH mostra que realmente estamos vivendo outros tempos. Mesmo que o Tarso tenha morrido há 20 anos e pra ele, pra muita gente valia o lema TARSO BOM É TARSO MORTO!!!!

E agora, José CC irregular?

"... intimar todos os envolvidos a devolver os recursos pagos e recebidos ilegalmente."

Antonio Barcellos

Imprensa de São Leopoldo noticiou, nesta semana, o que a sociedade aguardava ansiosa. A Justiça pôs ponto final à contratação irregular de 263 CCs (funcionários sem concurso público) pela Prefeitura de São Leopoldo. Esta mesma Justiça que pode não estar com tanto prestígio popular, mas a sua importância é inegável como ente regulador da sociedade.
Há 4 anos São Leopoldo foi notícia nacional quando veio à tona a contratação de 372 CCs pela Prefeitura, superando inclusive Porto Alegre. O Ministério Público agiu, e a Justiça decidiu em 2010 pela exoneração de todos. Motivo: irregularidade quanto ao número e às funções exercidas.
Houve esperneio, corre-corre, redações de novas leis pela preservação da espécie, geralmente contratados para contemplar favores políticos. Também houve recurso por parte da Prefeitura, mas agora a sentença final confirma a irregularidade. A Justiça pode até ter tardado, mas não falhou.
Foram meses, anos de pagamentos e recebimentos salariais ilegais, sangrando os cofres públicos, em cargos que não se imagina que serventia têm à sociedade.
Em 1° de maio de 2010 assinamos um artigo no Jornal VS com o título “São Léo, a mãe dos CCs”, que se transformou numa verdadeira bomba nos corredores do Executivo e Legislativo. Teve até reprodução impressa e distribuição na cidade. Chegaram elogios, a maioria destacando a “coragem” de escrever o que todos pensavam. Mas se no passado fomos parceiros de coro pregando a liberdade de imprensa e de expressão, será que o poder mudaria tanto assim as pessoas?
Chegou uma crítica apenas. Também no Jornal VS, poucos dias depois, vinda de um ocupante do alto escalão, funcionário com salários pagos por nós, contribuintes. Embriagado com os atributos do poder, revelou-se indignado e contestou a defesa popular da seriedade, em artigo escrito pela assessoria técnica. Disse que eram críticas descabidas para atos inexistentes. Nada mais do que o esperado. O reconhecimento do erro e o pedido de perdão só são pertinentes aos homens de bem. O que será dito agora? Que a Justiça é tendenciosa e parcial?
Agora precisamos dar um fim à impunidade. Neste caso dos CCs, o correto, o justo e o mínimo que se espera é intimar todos os envolvidos, desde os gestores da irregularidade aos beneficiados, a devolverem os recursos pagos e recebidos ilegalmente. São recursos que fazem falta nas escolas, para melhorar a merenda, a remuneração e a prover a contratação de mais professores. Para a saúde, com a modernização do Hospital e a contratação de mais médicos para os postos, diminuindo as longas horas na madrugada para retirar fichas de atendimento. Para recuperar as nossas praças abandonadas, melhorar as vias e investir em segurança. O dinheiro público é sagrado e deve ser tratado como tal.
Antonio Barcellos é jornalista diplomado
antoniobarcellos@hotmail.com

Coleguinhas

( 1) Cristiano Dartsch

O colega que hoje mora em CC,está de niver, justamente, hoje 19 de maio. completa 62 e vive aposentado...em Capão da Canoa,dizem, que um dos seus passatempos é ir ver a cova das corujas, principalmente agora que descobriram que este bicho agourento deu sorte ao Inter e o Cristiano é fanático pelo colorado...
Mas o Cristiano já deu duro na vida. Trabalhou até na AGranja,. quando estava ficava com sua redação tumultuada na Vigário José Inácio.Cristiano foi chamado lá pelo dono pra colocar ordem no " galinheiro" porque a esculhambação era tanta que as gracinhas dos colegas, capitaneados pelo diagramador Jorge Fraga, o AQUALOKO, ficavam atirando papeizinhos com o fone da redação pras gurias que trabalhavam nos andares debaixo.

No dia que o Cristiano assumiu, o primeiro que ele demitiu foi o FRaga, e era justamente no dia do niver do próprio diagramador. Mas Cristiano passou pelo Jornal do Comércio(a. joão pessoa, 1282) pela rádio Guaíba, pela Agergs e finalmente fez concurso público e ficou lotado na Secretaria de Saúde até se aposentar alguns anos atrás.

É integrante do famoso grupo que se reune na rua da Praia, chamado de Irpapus. Só não vai lá nos dias em que o seu time perde, porque aí os gremistas, capitaneados pelo Paulo Bueno, o Paulinho Quarta-feira,pegam no seu pé.

Sabe-se que pro niver, ele teria convidado uma amigona de Porto Alegre pra ir pra CC no findi, mas que ela não teria confirmado presença neste fim de semana...


2) Jurandir Soares

O que o apresentador da Guaíba tem viajado não tá no gibi.Tem ido toda hora a vários países a convite pra fazer seus comentários de política internacional.
Jurandir, que dizem já tocou num conjunto de rock nos anos 60 em sua terra natal, Taquara, sabe-se que é fã dos Beatles...

Nasceu em 29.07.1943.
Já trabalhou,além da Caldas Jr.onde é um dos mais antigos da rádio Guaíba, na rádio da UFRGS, onde se aposentou. Faz parte do grupo de ex-alunos daquela instituição.
Além da Guaíba, no antigo sistema Caldas, ele foi da Folha da Tarde e do Correião. Na Guaíba, já fez de tudo um pouco. Apresentou o Guaíba REvista, de tarde, foi apresentador do BOM DIA,DURANTE um bom período,antes do Mendelski.

3)Francis Maia

Na foto, feita em S. Borja, a coleguinha segura este modelo antiquado de celular pro chefe Leonel Brizola dar entrevista. Francis trabalha há mais de 20 anos na imprensa do pDT, na bancada da Assembléia Legislativa e cobre o partido sempre que necessário.Seguramente é uma das jornalistas que mais conhece a história do PDT no RS.

4)Lygia Nunes

A antiga jornalista, Lygia Nunes, assinou durante muitos anos a mais prestigiada coluna social do RS. Chamava-se LYGIA COMENTA e saía no Correião...

Nascida a 10/10/1929 residiu muitos anos na rua Jeronimo Coelho, 24.


5)Affonso Ritter

Nascido em Nova Petrópolis, há mais de 70 anos, foi o introdutor do jornalismo econOmico no RS.

Sabe-se lá porque motivação, porque na juventude militou na esquerda e quase foi padre. Tanto que os mais antigos o conhecem apenas pelo apelido de PADRE...

mAS é respeitadissimo no meio dos empresários e dos sindicatos em geral, porque se diz que é um dos poucos coleguinhas que sabem como funciona a economia. E tem tradição no jornalismo econômico gaúcho. Junto com Claudio Medina, do Correião, são dois dos que começaram este setor no RS.

Hoje tem várias colunas em jornais e comenta na Band rádio e tevê. Cobre todos os anos a Feira Internacional de Hannover.
É pai de duas filhas( uma médica) e é casado com a socióloga Dorzila.


6)FRANCISCO ANTONIO CALDAS, O TONHO

Jornalista maldito no meio dos colegas, é um dos que levou a culpa pela falência da Caldas Jr. em 1984.
Diz-se que ele mesmo com a Caldas fazendo água, ia lá na sexta e pegava todo o borderÓ que havia em caixa pra torrar nas festas no findi.

- Pelado , pelado e meio, teria dito uma vez, quando foi raspar o cofre pra torrar em festas.

Não se sabe até que ponte isto que lhe atribuem é verdadeiro ounão.

Mas morreu moço, porque foi abatido em pleno vôo por um câncer. Quando morreu , trabalhava no jornal O BALCÂO do grupo Jornal do Comércio.

No tempo das vacas gordas, gostava de ir ao Encouraçado Butekin, do rui sommer, a casa noturna mais chique e refinada de Porto Alegre.

Tonho é o único filho homem do todo poderoso Breno Caldas.Teve 3 irmãs.

Na Caldas Jr, ele tinha o cargo de assistente da diretoria. DEpois, quando Ruy Ostermann, em 1974, pulou fora da Folha da Manhã, por causa de uma crise com o III EXército, Breno Caldas deu a Tonho a direção da Folhinha. Dizem que diante das trapalhadas de Valter Galvani e seus comandados, ele costuma dizer:
- Quem sabia fazer jornal eram os comunistas!
Os comunistas, no caso, eram os considerados de "esquerda" um grupo de deixou a Folhinha e foi fundar a Coojornal.

Tonho está enterrado no jagizo da família no cemitério da Sta. Casa, em Porto Alegre.

(7)Ximba, nome do diagramador Ademir Fontoura


Ximba é nas horas vagas músico, tocando num conjunto de amigos.

Nascido em Porto Alegre, em 10.03.,1948, o diagramador é casado com Santa, o que faz com que muitos amigos sempre digam:
- pra guentar o Ximba, só uma Santa! Com ela tem duas filhas, a Cassia( 08.10.1975) e a Adriana(08.06.1970)

Trocadilho infame este, proque Ximba sempre foi responsável pelo seu trabalho, tanto que depois de um ano veio buscar seu imposto de renda que o contador deixou com o colega Terlera, na Assembléia Legislativa.
Era um dos mais assíduos frequentadores do Porta-Larga, nos anos 70/80,quando era diagramador da Zero Hora.

(8) Lizemara Prates, a LIZI

Todas as manhãs, ela enfrenta o território masculino do jornal Gente, na Band AM, com uma desenvoltura pouco vista em mulheres.Não se acanha diante de uma possível piadinha, ou de uma cantada, como estes dias levou do Osiris Marins, por causa das roupas de bom gosto que vestia. LIzi, como a chamam no programa, leva na esportiva e faz cara de paisagem, como se não fosse com ela...tanto que trata os colegas, dois velhotes(affonso ritter e cascatinha) por " guris"!!!!

Lizemara foi defestrada da Record e do Correio do Povo ninguém entendeu até hoje porque.

Era quase que uma referência no Jornalismo rural da Guaíba. Agora está na Band AM.

Mas é uma reporter que não come pela mão dos outros. Ela vai na fonte. Na terça passada, estava em Uruguaiana, transmitindo ao vivo o protesto dos arrozeiros que queriam fechar a ponte internacional.
Voltou de lá de madrugada e ontem já estava no Jornal Gente, dando as últimos do protesto.

Lizi parece talhada pro trabalho. Também pertence aos quadros da Farsul.

Nascida em 19.10.1962, em Rosário do Sul, tem o linguajar e a cultura da campanha.
Começou na RBSTV de Bagé, depois de Pelotas como entrevistadora e depois veio pra capital.
É solteira.


NOVA BANDEIRA



NOVA BANDEIRA DO BRASIL, DE ACORDO COM O LIVRO AQUELE QUE DIZ QUE O ERRADO ESTÁ CERTO.

http://www.contraovento.com.br/wp-content/uploads/2011/05/Mec-gif.gif

SERGIO OLIVEIRA
CHARQUEADAS - RS

 

LIVRO DOS ERROS II



" Eçe livro é um abçurdo", escreveria, creio, a autora do livro, caso o livro não fosse de sua autoria.

SERGIO OLIVEIRA
CHARQUEADAS - RS

 

Carta O BERRO PARA QUE NÃO SE ESQUEÇA, PARA QUE NUNCA MAIS ACONTEÇA. Convite da exposição - Porto Alegre - PUCRS

MIGRAÇÃO PARA O MERCOSUL
É NOVA AMEAÇA À INDÚSTRIA

Após a ameaça da desindustrialização principalmente pela
concorrência chinesa e o problema cambial, agora assombra o setor industrial
a ida de empresas brasileiras para países do Mercosul, à procura de
competitividade, aproveitando benefícios fiscais e menores custos. A
afirmação foi feita pelo presidente da Associação Brasileira da Indústria de
Máquinas e Equipamentos " Abimaq -, Luiz Aubert Neto, que veio a Porto
Alegre para falar hoje (quarta-feira) na sede da Fiergs, sobre as perdas
crescentes de representatividade da indústria, no Brasil. O País "está
voltando a ser colônia", com a predominância de commodities,na exportação e
importação de produtos industrializados, comparou. Citou o caso do algodão
em que lideramos na produção mundial e ao mesmo tempo vemos quase
desaparecerem as fábricas brasileiras de têxteis.
O diretor regional da Abimaq, Mathias Elter, disse que o Rio
Grande do Sul será um dos mais prejudicados, pela proximidade, com a
tendência de empresas brasileiras procurarem vantagens competitivas ao se
instalarem em países do Mercosul. Citou como exemplo as máquinas agrícolas e
outras empresas que utilizam aço, que se forem para o exterior, recebem a
matéria-prima das siderúrgicas brasileiras, com custo 35% menor pela isenção
na exportação e ainda podem vender ao Brasil com benefícios alfandegários e
um prêmio de 14% do chamado "reintegro", se for na Argentina.
Aubert Neto criticou o governo pela "falta de vontade" em
proteger mais a indústria nacional e diminuir o chamado custo Brasil. "Temos
um custo de produção maior que a Alemanha e um industrial alemão paga o
mesmo que um brasileiro na conta de energia elétrica, a mais cara do mundo",
acentuou.

Todt Comunicação


FOTO DE BIN LADEN NO MOMENTO EM QUE FOI ENCONTRADO


Olha aí a gozação, vale tudo, mesmo!!!!!

 

Do evento da Abimaq


1) Guilherme Sociais Villela, conselheiro da Agergs, presente no evento.foi chamado de " ex-governador" pelo cerimonial.

2) Governador Germano Rigotto(PMDB) é o novo diretor político da Abimaq....foi ele que colocou a entidade no CONSELHÃO DO LULA, do qual a entidade ainda pertence..

3) Rigotto, presente ontem na Fiergs, é madrugador...e corre todas as manhãs..

4) Dizem por aí que Rigotto tentará se eleger prefeito de Caxias, pra onde voltou depois de não ter se eleito senador.

5) ManoChanges foi ontem de noite pra Brasília.Hoje será recebido pelo ministro Fernando Pimentel, do Desenvolvimento Vai tratar de assuntos do Mercosul.

6) Fernando Pimental, que pelo que se sabe está em alta com a presidenta Dilma.

7)Em palestras de empresários, dois países são os citados regularmente; COREIA E CHINA... E UM TERMO que é maldito é o CUSTO BRASIL!

Brasília bombando...

Assessoria de deputado Mano Changes só conseguiu,ontem, hotel pra ele em TABATINGA, há 40 km de Brasília. Movimento de GLS tomou conta dos hotéis da capital federal.

 

CANDIDATOS INSSOSOS, AMORFOS E INODOROS


Por Carlos Chagas


Faz tempo que começou, mas de algumas semanas para cá tornou-se ostensiva a briga de foice em quarto escuro pela prefeitura de São Paulo. A um ano e quatro meses da eleição, operam partidos e candidatos para manter-se à tona e, afinal, conquistarem as indicações.

No PT, partido obstinado na tentativa de retomar o controle da capital, surgem Fernando Haddad, apoiado pelo ex-presidente Lula, Rui Falcão, presidente nacional do partido, Marta Suplicy, ex-prefeita derrotada em recente tentativa e Aloísio Mercadante, outro colecionador de fracassos eleitorais. Nenhum deles é para valer, ao menos por enquanto, ainda que todos sonhem com a consolidação futura. Se os companheiros querem desde já ter certeza da vitória, só um nome existe para tanto: o próprio Lula, na hipótese de apoiar um segundo mandato para a presidente Dilma Rousseff. A candidatura do ex-presidente a prefeito configura hipótese impossível, hoje, mas capaz de constituir-se em solução desesperada para 2012. E para quem julgar uma diminuição tornar-se prefeito quem já foi e pretende ser de novo presidente da República, é bom lembrar o episódio Jânio Quadros.

O Alto Tucanato vive buscando uma fórmula para sair da confusão em que se meteram seus principais líderes, até antes da derrota de José Serra para Dilma Rousseff, ano passado. A solução para a unidade e a tentativa de conquistar a presidência da República em 2014 passa, para o PSDB, pela candidatura de Serra à prefeitura, devendo Geraldo Alckmin concorrer à reeleição no governo do estado, abrindo-se ampla avenida para Aécio Neves disputar a cadeira que o avô conquistou. Mesmo visando o palácio do Planalto, Serra poderia meditar no adágio popular de que mais vale um pássaro na mão do que dois voando. Se eleito alcaide paulistano, tudo o mais que acontecesse seria lucro, por conta do imponderável.

Gilberto Kassab não pode reeleger-se, está criando o PSD para poder concorrer ao palácio dos Bandeirantes em 2014, mas precisará, para tanto, eleger o sucessor na prefeitura. Entre diversos pretendentes, destaca-se Guilherme Afif.

O PMDB conseguiu seduzir Gabriel Chalita pelas artimanhas de Michel Temer, parecendo óbvio que será lançado candidato a prefeito, ano que vem.

À exceção de uma quase impossível candidatura do Lula, os demais pretendentes à prefeitura enfrentam um fator que, com todo o respeito, só faz nivelá-los por baixo: nenhum consegue sensibilizar o eleitorado sob a égide da renovação, da liderança popular ou do inusitado. Talvez por isso todos tremam ao ouvir falar no deputado Tiririca...

AINDA VAI RENDER

Apesar de a presidente Dilma considerar superado o episódio que revelou haver o ministro Antônio Palocci aumentado em vinte vezes o seu patrimônio, no espaço de quatro anos, acima e além de a Comissão de Ética da presidência da República ter decidido não investigar a denúncia – mesmo assim há fogo sob as cinzas. Escorregou o ministro Gilberto Carvalho ao declarar que sobre o passado de cada um de seus colegas de ministério não cabe ao governo qualquer tipo de investigação. Cabe sim, dependendo do que possa ser revelado. Até porque, presume-se, antes de nomeados todos os ministros passaram pelo crivo formal ou informal de investigações. A Abin foi acionada, antes do primeiro dia de janeiro. Estaria imobilizada?

SERIA BOM SALTAR DE BANDA

Reuniu-se o ex-presidente Lula, segunda-feira, com dirigentes e líderes do PT e de outros partidos, para continuar examinando a reforma política. Seria bom o companheiro ir saltando de banda, mesmo devagarinho. Porque se o Congresso chegar a alguma conclusão, será para aprovar perfumarias. Nenhuma das propostas de mudança radical será aprovada, sequer o financiamento público das campanhas. O sentimento corporativista de deputados e senadores supera o fascínio de reformas profundas. Os prejuízos são maiores para a maioria parlamentar do que os benefícios setoriais para este ou aquele grupo. O risco do ex-presidente é engajar-se em propostas afinal rejeitadas.

FÓRMULAS ENFRAQUECIDAS

A lambança encenada pela performance sexual do diretor-gerente do FMI, Strauss-Kahn, acaba de gerar um refrigério para os trabalhadores de Portugal, Grécia, Irlanda, Espanha outras nações envoltas pela crise econômica. Ficam enfraquecidas as fórmulas que o fauno das finanças internacionais vinha sustentando, como desemprego em massa, redução de gastos com políticas públicas, aumento de impostos e sucedâneos. Kahn era o maior arauto dessas maldades, esteve até no Brasil para defendê-las, ainda que estejamos fora do arco de crises. Nem ele mesmo, na prisão em Nova York, estará pensando muito em como aplicar a receita impopular.

Histórias de la Undeze

O SAPATEIRO JOGOU

O RÁDIO NO RIACHO FEIJÃO CRU....


1) Domingo ao sair de serafina, passei na av. Otávio Rocha e uma equipe deoperários trocava as redes elétricas ...que abastecem a Perdigão...e a população em geral.

Na passagem, minha irmã sinalizou que "aqui morava o sapateiro"!

Naõ era ali, era um pouco mais adiante, a corrigi. Era onde agora situa-se a Padaria Vallar e pouco antes passa o arroio Feijão Cru...a lembrei de que o sapateiro Guilherme Nodari trabalhava nos fundos, numa salinha e que ficou famosa
a história de uma vitória do PSD em Serafina, que irritou o sapateiro, petebista fanático. Ele atirou ao riacho, uns dizem que foi o rádio, outros que foi o sapato que ele consertava....

Foi na casa de madeira do velho Nodari que enxerguei pela primeira vez na janela de sua casa, umas propagandas políticas, dos candidatos do PTB. Muito modestas, como eram naqueles anos....

Meu pai votava sempre no PSD( Perachi Barcellos,Ildo Meneghetti) no governo do EStado, e antes de cada eleiçãoia se aconselhar na casa canônica com o padre...pra ver as interferências da Igreja na politica....

Lembro ainda que um conselho que meu pai levou foi votar contra a volta do presidencialismo, em 6/01/1962 9 ERA A VOTAÇÃO DO SIM E DO NÃO) mas que ele chegou em casa se consolando:

- é pra votar,assim, mas está perdido!


Caro Olides
Mutata, mutata. Mutreta, mutreta

Nada como o latim para explicar um conceito. O mutata, mutata era cantado a cada troca de poder pelos romanos, sabiamente balançando os ombros. Traduzindo para nosso corriqueiro português seria: mudou, mudou. Nada mais sábio.

Com a segunda eleição do nosso querido presidente Lula, o poder troca definitivamente de mãos. E com ele o dinheiro que o acompanha também começa a mudar de cofres. A falência das oposições de hoje, não são nada mais que reflexos de suas finanças esvaziadas.

Empresários como Gerdau se aproximam do PT. As consultorias antes encomendadas a participantes dos governos militares, do PMDB e do PSDB são agora encaminhadas aos que possuíram cargos no governo Lula. Nem sempre os conselhos dos ex-ministros são o buscado, mas para muitos já chega a proximidade com que são vistos ante o novo governo.

Alijados do poder, corporações se revoltam, e cantam mutreta, mutreta, se esquecendo que foram exatamente numa mudança que chegaram ao poder. Com o Golpe Militar de 1964, Folha de São Paulo, Rede Globo e Abril assumem a liderança empresarial nos meios de comunicação. Para continuar no poder apoiaram as mutretas do Collor, depois as do Fernando Henrique e então se acharam os donos do poder. Mutata, mutata.

Remindo Sauim, de Canoas

Caro Olides
O português correto

Poucas pessoas falam e escrevem um português correto aqui no estado do Rio Grosso do Sul. Para sermos entendidos temos que saber um pouco de português moderno, português arcaico, latim, guarani, espanhol, alemão e italiano, fora a linguagem chula que usamos contra os desafetos. E esta mistureba é o que escrevemos e falamos por aqui. Mas bastou o MEC lançar um livro valorizando o ensino do linguajar do povão, que toda nossa grossura se levantou em defesa da pureza da língua. Ninguém escreve ou fala este português e, se o governo cobrasse uma taxa por erro de fala e escrita, estaríamos na miséria, menos os mais ricos e claro, que contratariam porta-vozes e escribas para escaparem a dureza da lei.

Sobre o uso do português correto conheço a história de dois primos que brigaram por que um falava vergamota e o outro bergamota, cada um mais cheio da razão que o outro. A briga ficou tão feia, que o patrono da família contratou um lingüista para tirar a dúvida, nordestino e professor emérito pela Universidade do Ceará. Ao pegar a fruta foi logo afirmando que nem um dos dois tinha razão, a fruta era uma simpática e apetitosa mexerica. Para quem quiser saber mais, o nome da fruta em português correto é tangerina e seu nome científico é Citrus Reticulata, existindo diversas variedades atualmente. E pasmem o maior produtor da nossa vergamota é a China com mais da metade da produção mundial.
Tangerina em chinês é ??.
Arigato para todos.

Celso Lopes se reune com prefeito para a compra do Hospital São Francisco



O Presidente da Câmara de vereadores, Celso Lopes (PDT), esteve reunido com o Prefeito Mariovane Weis para tratar da aquisição das instalações do Hospital São Francico de Borja. A lei para a compra da propiedade, que hoje é de posse da Fundação Ivan Goulart, já foi aprovada pela Câmara de Vereadores. Agora com a decisão de que a Unidade de Pronto Atendimeto será instalada no Hospital São Francisco essas trativas são importantes para a saúde pública de São Borja. “Ainda estamos na luta para que no antigo “hospital dos pobres” seja instalado um hospital regional e que sua federalização seja realizada. Além da nossa cidade vários municípios vizinhos também necessitam de atendimento médico e temos que aproveitar a excelente estrutura que o São Francisco oferece”, declarou Celso Lopes.
--
Assessoria de Imprensa Câmara Municipal de Vereadores de São Borja/RS

Por Remindo Sauim, o Isento, de Canoas pro Mundo!

 

Me admira a ingenuidade do Serginho de Charqueadas, achar que as consultorias nas altas esferas financeiras são cobradas a mixurucas 200 reais a hora. Pareceres financeiros ou de perspectivas de negócios são faturadas a 200 mil reais os mais simples, chegando-se outras, as casa dos milhões. Lembre-se o caro amigo, que o que estão em jogo são em alguns casos bilhões de reais. Tente, Sergnho, pedir uma assessorai a um ex-ministro do Supremo. Vais ter que vender as casas, os carros, tirar financiamento em bancos e empenhar seu futuro. Aho que como eu não tens este dinheiro para ser cliente destas assessorais, mas centenas de empresas e bancos, não só tem o dinheiro, como o consideram grandes investimentos. Serginho, de que mesmo vive o senhor José Serra, atualmente desempregado e que viaja de um lado para o outro do país. E o senhor Aécio Neves, que dirige carros de 300 mil reais e faz festas regadas a vinho.

 

Olha aí o Charqueadas estrilando!

Uma questão:

Eu, para questionar, responder, ou nem tanto, algo que é publicado no blog tenho que esperar o outro dia. A bióloga responde, comenta, concomitantemente ao que a gente envia para o blog.

?????????????

SERGIO OLIVEIRA
CHARQUEADAS - RS

LIVRO DOS ERROS



A respeito do tal livro com erros, indicado pelo Ministério da Educação

Um craque da literatura liquida a questão
O escritor e professor universitário Deonísio da Silva, um craque da literatura brasileira que sabe tudo de língua portuguesa, precisou de 45 palavras para liquidar a questão:
Perguntinha básica para o MEC, mais uma vez centro de polêmica que revela o rebaixamento de seus quadros. Se os alunos podem continuar a falar e a escrever "os livro", "nós vai" etc, o que é que eles e os professores estão fazendo na escola?


SERGIO OLIVEIRA
CHARQUEADAS - RS


MEMORIA DA IMPRENSA

SEMPRE QUE VEJO O FLÁVIO SCAF NO JORNAL ME LEMBRO QUE ELE TRABALHOU NA ZH NO COMEÇO DELA E QUE MILITOU NA ESQUERDA NOS ANOS 60. POIS EM 1976, SUA EMPRESA DE CONSTRUÇÃO, A EDEL LANÇOU O LOTEAMENTO DOS MORROS UIVANTES, OU SEJA, UM LOTEAMENTO EM MORRO DOS CONVENTOS E LÁ SE FOMOS NÓS , UM FOTOGRAFO PRA FAZER MATÉRIA NO DIA EM QUE O PREFEITO FOI RECEBIDO PELO ENTÃO JOVEM EMPRESÁRIO.

O JOAO AVELINE,VELHO COMUNA, QUE ERA MEU CHEFE, ME LEVOU ATÉ A PORTA DA ZH JUNTO DO FLAVIO PORQUE O VELHO CONHECIA O PASSADO COMUNA DO EMPRESÁRIO E QUERIA AGRADA-LO.

LÁ SE FOMOS NÓS VIAJANDO NUM GALAXIE, QUANDO ESTÁVAMOS ACOSTUMADOS A ANDAR NAQUELES FUSQUINHAS CAINDO AOS PEDAÇOS DA ZH.
QUE DIFERENÇA.

NA VOLTA, APENAS MATERIA REGALITO COMO DIZIA O VELHO JOÃO AVELINE, OU CHAPA BRANCA. PORQUE A EDEL COM SEU MORRO DOS VENTOS UIVANTES,( NOME DE FILME,EVIDENTE) ESTAVA PATROCINANDO O RODAPÉ DA ZH NA COBERTURA DE PRAIAS DAQUELE ANO.

Pedagogia


O que merece ser escrito, merece ser bem escrito

Escrito por Michelson Borges

O escritor português José Saramago, que está prestes a publicar um livro com os artigos que escreveu em seu blog, diz acreditar que com o crescimento desse tipo de espaço na internet ?está se escrevendo mais, embora pior?. ?A prática do blog levou muitas pessoas que antes pouco ou nada escreviam a escrever. Pena que muitas delas pensem que não vale a pena se preocupar com a qualidade do que se escreve?, disse Saramago em entrevista publicada pelo jornal argentino Clarín. O escritor português reuniu os artigos publicados durante os seis primeiros meses de sua atividade como blogueiro em Caderno de Saramago, um livro vetado na Itália por Silvio Berlusconi e que reflete o espírito crítico de seu autor.

?Pessoalmente cuido tanto do texto de um blog como de uma página de romance?, completou o Nobel português, de 86 anos e que apresentará o livro em um encontro com blogueiros aberto a internautas de todo o mundo no próximo dia 25 em Lisboa. Quanto a seu blog, o escritor disse que não destina ao espaço ?nenhuma ideia em particular?, para depois expressar que ?os sismógrafos não escolhem os terremotos, reagem aos que vão ocorrendo, e o blog é isso, um sismógrafo?.

?Aqueles que me leem sabem que podem encontrar-se a cada dia diante de algo totalmente inesperado?, reforçou Saramago, que respondeu às perguntas do diário argentino por e-mail da Espanha, onde mora.

[Saramago] avaliou que ?se o blog é um espaço para a reflexão, não deve surpreender que ilumine aquele que o escreve?.

Nota: Concordo com Saramago que se deva tratar o texto com carinho, não importa se se escreve um livro, uma postagem num blog ou um simples e-mail. Faz parte da boa educação pelo menos reler o que se escreve, antes de publicar/enviar (quanto à correção/precisão de um texto, um colega editor mais experiente sempre me dizia: tenha certeza de suas dúvidas e duvide de suas certezas). Quem se aventura na arte de escrever, deveria procurar aprimorar a capacidade de redação lendo alguns manuais (aliás, lendo de tudo um pouco e muito) e praticando bastante. Os leitores merecem ? e você cresce.[MB]

SERGIO OLIVEIRA
CHARQUEADAS - RS


TRÊS ASSUNTOS


Então tá; o livro que preconiza que os alunos podem falar errado está certo; então tá certo; "assim alguém dirá que, com isto, - nóis fumo para o fundo do poço ".
Claro que, ao chegar à Escola, o aluno pode falar errado; mas os professores têm a obrigação de alertá-lo, ensinando-o a falar corretamente.
No vestibular, na redação, se escrever errado, como fala errado, como será? Num concurso?
Quanto ao Saramago:
Será verdade que José Saramago, em entrevista ao jornal Clarín, entre outras coisas, tenha dito que, em relação aos blogues, que ?está se escrevendo mais, porém pior?. E o escritor completa: ?A prática do blog levou muitas pessoas que antes pouco ou nada escreviam a escrever. Pena que muitas delas pensem que não vale a pena se preocupar com a qualidade do que se escreve?. E ele fala que as pessoas utilizam blogues para escrever coisas rápidas e sem a linguagem correta, e diz ainda que tem o mesmo cuidado com um texto em seu blogue que tem com uma página de um romance.
Nos governos do PT a coisa é diferente: não há greve de professores, de funcionários públicos. Claro, os sindicados, principalmente o CEPERS, são comitês do PT.
Só fazem greve quando os Governos não são do PT, mesmo que as condições sejam as mesmas.
Quanto ao enriquecimento do Palocci, "com o alto faturamento dele dando consultoria", podemos ler este comentário de um outro blog:



Palocci acha que a gente é imbecil.


Antonio Palocci, ministro da Casa Civil, ganhou mais de R$ 6 milhões em dois anos, comprou dois imóveis e aí mudou o objeto da empresa de consultoria para administração de imóveis que comprou com o dinheiro da consultoria. Que meigo! Que sublime! Ninguém ganha R$ 6 milhões em consultoria em dois anos, a não ser que tenha uma super estrutura. Que seja uma Deloitte. Uma KPMG. As principais empresas de consultoria cobram cerca de R$ 200 a hora. Grandes projetos, enormes projetos, imensos projetos, faraônicos projetos, demandam 10.000 horas, chegando a R$ 2 milhões. Palocci, sozinho, teria trabalhado algo como 30.000 horas em dois anos. Um absurdo. Uma senhora invenção. Palocci está chamando todo mundo de imbecil. Mas como ele já foi o dono da Receita Federal e feitor do Ministério da Fazenda, ninguém vai investigar. É um escândalo. Tráfico de influência, lobby, esquemão, consultoria mudou de nome no Brasil ( blog Coturno Noturno).

Será que os cálculos do blog estão corretos? Os petistas dirão que não.
E NINGUÉM INVESTIGA ISTO? SE O CARA FOSSE DA OPOSIÇÃO A RECEITA FEDERAL, A POLÍCIA FEDERAL, ETC. JÁ TERIAM INVESTIGADO E, DE REPENTE, O CARA JÁ ESTARIA PRESO.

SERGIO OLIVEIRA
CHARQUEADAS - RS

TRÊS ASSUNTOS

Avisa o Sr Charqueadas que eu concordo com ele, não sou do PT, e embora seja professora e tenha consciência de que há essa visão de que não há errado na língua, os erros dos blogues (especialmente o Orkut, onde tem predominância do Brasil e Índia) são manifestações de uma geração que não liga mais para a norma culta. Não sei se isso é bom ou ruim. Eu li livros magníficos com erros de português e sinceramente são os melhores livros que eu já li. (o autor do livro não liga para isso e é criticado por isso).
Na época das eleições, recebi muitos e-mails com calúnias, mentiras, crendices e preconceitos fortes como racismo, xenofobia e muitos erros de português... e curiosamente não eram só do PT, eram da “oposição” e vice versa.

Quando escrevo meus artigos que publico em dois portais, um deles uma agência de notícias, nunca corrijo. Tem uma revisora em um deles. Tenho consciência de que errar é feio e pega mal. Mas meu negócio é escrever, não revisar.
Já teve gente que leu só o título de um artigo e veio com mil críticas ao meu texto. Descobri que a pessoa não tinha lido o texto por que o título propositalmente dizia o contrário do que eu tinha escrito ali.
Ou seja, não só não há mais preocupação com a norma oficial, como as pessoas mal conseguem ler um artigo até o fim.

Ellen Augusta, bióloga

Foto Neuzinha Brizola

A pequena Neuzinha e sua mãe Neuza Brizola recebendo o pai em uma das muitas das suas chegadas no aeroporto Salgado Filho, a foto mostra um dos raros momento que os políticos dedicam a suas famílias..
Foto de José Abraham


Como surgiu a expressão Tchê!


Sotaques e regionalismos na hora de falar são conhecidos desde os tempos de Jesus. Todos na casa do sumo sacerdote reconheceram Pedro como discípulo de Jesus pelo seu Jeito "Galileu" de se expressar.
No Brasil também existem muitos regionalismos. Quem já não ouviu um gaúcho dizer: "Barbaridade, Tchê"? Ou de modo mais abreviado "bah, Tchê"?
Essa expressão, própria dos irmãos do sul, tem um significado muito curioso.
Para conhecê-lo, é preciso falar um pouquinho do espanhol, dos quais os gaúchos herdaram seu "Tchê".
Há muitos anos, antes da descoberta do Brasil, o latim marcava acentuada presença nas línguas européias como o francês, espanhol e o português. Além disso, o fervor religioso era muito grande entre a população mais simples.
Por essa razão, a linguagem falada no dia, era dominada por expressões religiosas como: "vá com Deus", "queira Deus que isso aconteça", "juro pelo céu que estou falando a verdade" e assim por diante.
Uma forma comum das pessoas se referirem a outra era usando interjeições também religiosas como: "Ô criatura de Deus, por que você fez isso"? Ou "menino do céu, onde você pensa que vai"? Muita gente especialmente no interior ainda fala desse jeito.
Os espanhóis preferiam abreviar algumas dessas interjeições e, ao invés de exclamar "gente do céu", falavam apenas Che! (se lê Tchê) que era uma abreviatura da palavra caelestis (se lê tchelestis) e significa do céu.. Eles usavam essa expressão para expressar espanto, admiração, susto.. Era talvez uma forma de apelar a Deus na hora do sufoco. Mas também serviam dela para chamar pessoas ou animais.
Com a descoberta da América, os espanhóis trouxeram essa expressão para as colônias latino-americanas. Aí os Gaúchos, que eram vizinhos dos argentinos e uruguaios acabaram importando para a sua forma de falar.
Portanto exclamar "Tchê" ao se referir a alguém significa considerá-lo alguém "do céu". Que bom seria se todos nos tratássemos assim. Considerando uns aos outros como gente do céu.

 


Nadilce Beatriz
www.escrevendootempo.zip.net


VEREADOR CASSAFUZ FAZ AVALIAÇÃO POSITIVA DE SUA IDA A BRASÍLIA



O vereador Valério Cassafuz participou de 10 a 12 de maio, da XIV MARCHA A BRASÍLIA EM DEFESA DOS MUNICÍPIOS, acompanhando o prefeito Mariovane Weis, juntamente com os vereadores Roque Feltrin e Celso Lopes. O Objetivo principal da Marcha é o diálogo entre os Municípios, Congresso Nacional e a sociedade civil organizada, que teve como pautas principais a redistribuição dos royalties do petróleo, a regulamentação da Emenda Constitucional nº 29 (que obriga o Governo Federal aumentar o percentual de investimento na Saúde brasileira), a reforma tributária e política brasileira e a liberação imediata dos “restos a pagar” para os municípios. Na ocasião, Cassafuz participou de importantes audiências em diversos Gabinetes Parlamentares. Como resultado da marcha, a comitiva de São Borja, conseguiu liberar cerca de R$ 600.000,00, destinados a obra do Horto Florestal da Vila Cabeleira e Parque General Vargas. Além disso, o Congresso Nacional firmou compromisso, através do Presidente da Câmara Federal, Dep. Marco Maia e do Presidente do Senado Federal, Senador José Sarney, dentro de um curto prazo, resolver, definitivamente, as pautas pendentes, colocando os referidos projetos urgentemente em votação.
As ações do Vereador e comissão samborjense representaram, verdadeiramente, uma marcha em busca de investimentos para São Borja, que cumpriram agenda nos gabinetes dos parlamentares gaúchos Dep. Vieira da Cunha (PDT), Dep. Giovani Cherini (PDT) Dep. Paulo Pimenta (PT) e Dep. Luis Carlos Heinze (PP), conseguindo resultados muitos positivos, como a liberação de R$ 500.000,00, emenda parlamentar do Dep. Paulo Pimenta, que visa um Not book, para cada professor municipal; liberação de recursos para duplicação da Av. Leonel Brizola, entre o trevo da BR, 285 e trevo de acesso a Mercovia; recursos para as praças VX de Novembro, Marcírio Goulart Loureiro e praça de Nhú-Porã; recursos para implantação de um ESF na comunidade de Nhú-Porã, além de intervenção do Deputado junto ao Secretário de Agricultura do RS, Sr. Mainardi, no sentido de resolver o impasse da classe orizícola nacional.

Solicitação ao Ministro Carlos Lupi (MTE), de 1.400 vagas para o projeto “Pró-Jovem”, e para a permanência da Agência do Ministério do Trabalho, em São Borja. Reunião no Ministério das Cidades com Sr. Luis Carlos Bueno, Secretário Nacional de Mobilidade Urbana, para liberação de financiamento de mais de R$ 28.000.000,00 para calçamento/asfaltamento de aproximadamente 300 quadras. Também liberações de recursos para pórticos de entrada da cidade e asfalto das Ruas Venâncio Aires, General Marques e Cabo Pedroso.

Encaminhamento junto ao Ministério do Esporte de programa para financiamento do Complexo Esportivo na Vila Cabeleira, que visa a construção de 4 campos de futebol onze e estrutura para execução de campeonatos amadores de futebol. Investimento este, já monitorado pela Secretaria de Planejamento do município, em torno de R$ 800.000,00.

No Ministério da Saúde, liberação de recursos da UPA – Unidade de Pronto Atendimento, informações sobre projeto de academias públicas de Ginástica, projeto de qualificação da saúde pública e programa “Rede Cegonha”, que visa dar suporte integral a todas as gestantes.

Reunião com o Sr. Paulo Wollinger, diretor de Regulação e Supervisão da Secretaria de Educação Superior do Ministério da Educação, sobre a instalação do curso de Direito na Unipampa local. De acordo com o diretor, “São Borja está cumprindo de forma positiva o processo para implantação do curso e tem excelentes chances de sua implantação, devido a proposta de ser um curso de Direito com especialidade diferente dos demais.”

“É em Brasília, no Congresso Nacional, que ocorrem os grandes debates e decisões sobre a vida econômica e política do Brasil. Nossa vinda, abre oportunidades para que outros colegas vereadores venham a Capital Nacional, e através de seus políticos busquem recursos para o desenvolvimento de nosso município.” enfatiza o vereador Valério.

Nomes para colocar abaixo da foto: Ver. Feltrin, Secretário Luiz Carlos Bueno, Pref. Mariovane Weis, Ver. Valério Cassafuz e Fábio Bandeira
--
Assessoria de Imprensa Câmara Municipal de Vereadores de São Borja/RS

EXCLUSIVO

PORQUE PORTO ALEGRE

NÃO TEVE A PRESENÇA DE GABITO( GABRIEL GARCIA MARQUES)

Além dos Rolling Stones, outra celebridade mundial esteve quase com os pés em Porto Alegre: trata-se nada mais, nada menos do que o escritor GABRIEL GARCIA MARQUES, prêmio nobel de literatura ganho pelo livro CIEN ANOS DE SOLEDAD....

Conta uma fonte da Câmara Riograndense do Livro que o problema do patrocínio - 60 mil dólares - estava resolvido. A Copesul bancaria. aí surgiu mais um pequeno detalhe: ele não tinha agenda na época da feira do livro de porto alegre.

Agora a Câmara perdeu a esperança de trazê-lo porque éstá muito velhinho.
Ah,em tempo: a grana Gabito a queria deposita em Havana, destinada a uma escola de cinema que ele mantém.

Já José Saramago, prêmio nobel que morreu anos atrás, esteve em Porto Alegre, mas como não podia vir na época da feira, veio fora desta época: e deu uma palestra no teatro da Ospa....a exigencvia pro ingresso era um livro. " As pessoas chegavam com braçadas de livros" conta esta fonte.

Eugênio Dutra Preocupado com a Obras Inacabadas em Nosso Município.


O vereador Eugênio Dutra (PP), está protocolando Câmara Municipal de Vereadores pedido de informações à Prefeitura Municipal no sentido de que esclareça o motivo porque as obras públicas em nosso município sempre tem um início e nunca um fim, tais como, Parque General Vargas, Calçamento da Alberto Benevenuto (Unipampa), Canil Municipal, rótula, revitalização da Venâncio Aires, Praça Assis Brasil, Prédio do Copro de Bombeiros, ciclovia, Pórticos, entre outras obras
O Vereador se diz preocupado porque as obras que são iniciadas e que não são concluídas tem um custo elevado ao nosso Município, tanto na conservação e manutenção do que foi iniciado, dependendo do tempo para retomada da obra.
Informa o Vereador que a fiscalização dos atos do Executivo é uma das prerrogativas do Vereador.

Fonte: Assessoria do Vereador Eugênio Dutra


Celso Lopes participa de reunião em Santo Tomé sobre a Fenaoeste 2011



O Presidente da Câmara de Vereadores, vereador Celso Lopes (PDT) esteve na segunda –feira, 16 de maio, em Santo Tomé, juntamente com o Presidente do Sindicato Rural, Dirceu Dornelles Filho, para uma reunião com o Intendente da cidade vizinha, Fabián Palo Oliver, buscando apoio para Fenaoeste 2011. Também estavam presentes o Chefe de Gabinete do Prefeito de São Borja, Edson Almeida, e a representante da Secretaria de Desenvolvimento Rural,.
Em reunião ficou acertado o apoio de Santo Tomé a Feonoeste 2011. “Foi uma reunião de trabalho bastante proveitosa. Precisamos destas parcerias entre as duas cidades para fomentar o turismo e as relações”, destacou Celso Lopes.
--
Assessoria de Imprensa Câmara Municipal de Vereadores de São Borja/RS

ENSINO TÉCNICO

Zulke sugere força-tarefa para ampliar o acesso do RS a recursos federais

Deputado está articulando vinda do Secretário de Educação Profissional e Tecnológica do MEC, Eliezer Pacheco, ao Estado nos próximos dias

Audiência com o secretário estadual de Educação, José Clóvis de Azevedo, realizada nesta segunda-feira (16) com representantes de municípios da Região Metropolitana de Porto Alegre trouxe à tona a situação do ensino técnico no Rio Grande do Sul. Proponente da reunião, o deputado federal Ronaldo Zulke (PT) lançou a proposta de se constituir força-tarefa com o objetivo de realizar o mapeamento da realidade do ensino técnico no Estado e potencializar o acesso dos municípios gaúchos junto aos programas federais Brasil Profissionalizado e PRONATEC.

“Neste sentido, já estamos articulando a vinda do Secretário de Educação Profissional e Tecnológica do Ministério da Educação (MEC), Eliezer Pacheco, ao Estado nos próximos dias”, anuncia Zulke. De acordo com o deputado, a ideia é debater os programas do MEC com foco nos municípios da Região Metropolitana. “Vivemos um momento de grande desenvolvimento econômico no País – acompanhado pelo Rio Grande – com geração de empregos e renda e os diferentes setores da indústria estão a exigir mão de obra qualificada”, justifica.

O secretário Zé Clóvis afirmou que a rede de ensino profissionalizante no Estado está sucateada e que o plano da pasta é recuperá-la. Segundo ele, recursos da ordem de R$ 32 milhões, oriundos do governo federal, visam garantir melhorias em 60 escolas da rede estadual, além de R$ 7 milhões para a criação de uma nova escola em Alvorada. “Queremos recuperar a rede dobrando o número de vagas para atingir 50 mil estudantes matriculados nos próximos quatro anos”, afirmou.

O secretário disse que é parceiro do governo federal para ampliar os recursos por meio de projetos. Zé Clóvis salientou que seriam necessários mais de R$ 200 milhões para recuperar esta rede na totalidade. O deputado Zulke incentivou a busca de recursos por meio de projetos e classificou como discrepante a diferença entre os recursos conquistados pelo Rio Grande do Sul e demais Estados junto ao Brasil Profissionalizado nos últimos anos. Enquanto Estados como Paraná e Minas Gerais atingiram, respectivamente, mais de R$ 200 milhões e R$ 150 milhões, o RS garantiu apenas R$ 32 milhões.

FORÇA-TAREFA

Com o objetivo de buscar os recursos disponíveis, Zulke sugeriu a criação de um grupo de trabalho a fim de realizar o mapeamento da realidade da rede de ensino dos municípios e um estudo sobre como potencializar o acesso das cidades ao PRONATEC e ao Brasil Profissionalizado. O deputado propôs também que uma força-tarefa integrada por engenheiros seja contratada emergencialmente para dar conta dos projetos aprovados, mas que se encontram represados na secretaria estadual de Obras.

Participaram da reunião a prefeita de Gravataí, Rita Sanco, os deputados estaduais Daniel Bordignon, Ana Afonso e Luís Fernando Schmidt, do PT, vereadores e representantes de instituições de ensino.

Foto: Ana Garske

Uma crônica a mais...



De Buenos Aires
Gelson Farias

Enfrentar uma cidade como Buenos Aires -- a terceira maior aglomeração urbana da América Latina -- com uma população de mais de 13 milhões de habitantes, pode-se dizer natural, para muitos e para outros um barulho infernal. Buenos Aires é considerada uma cidade global alfa pelo inventário de 2008 da Universidade de Loughborough, Bélgica.
É verdadeiramente impressionante olhar para um mar de gente à nossa volta, uns trocados de almas – a maioria jovens cuja a idade média é de 25 anos -- de vários sexos, idades e estratos sociais, e ter dificuldade em identificar quem acabamos de conhecer, através da altura, peso, tipo e cor de cabelo ou de olhos!!
Talvez pelas razões acima, são inúmeros os jovens que tentam assemelhar o seu estilo ao dos jovens ocidentais, através de cortes de cabelo mais ousados, ondulações permanentes, tintas ou gel, com resultados mais ou menos bem sucedidos, das suas (melenas) cabeleiras. Quanto às roupas, especialmente dos rapazes, fazem lembrar um estilo "Duran Duran" dos anos 90 - blusões curtos, de mangas arregaçadas e ombros muito largos, preferencialmente com uma abundância jeitosa de prateados, calças de boca muito justas com aqueles coturnos usados pelos militares.
O s jovens tem uma mania inata ( ter que seguir a moda) especialmente, copiar, produtos já existentes, dos mais elementares aos mais tecnologicamente avançados, de uma forma orgulhosamente assumida e divulgada. Os jovens são essencialmente do mesmo jeito, no mundo todo.
Mas o que mais me espanta nos jovens é a total falta de educação. Eu ainda acredito – eu tenho dois filhos e seu como é isso – mas se tem que educá-los para vida – a estrutura familiar que devido à política de controle da natalidade responsabiliza os filhos únicos da cidade pelo sustento dos mais velhos na província, ou, que em casos mais sortudos, responsabiliza os mais velhos, que conseguiram sair da província, pela educação dos netos únicos.
Mudando o assunto vou falar sobre o trânsito nestas cidades. Perfeita loucura, com milhões de veículos nas ruas e estradas, cujos principais instrumentos de navegação são, ao mesmo tempo, os retrovisores, o pisca e a buzina, numa condução digna de qualquer gincana profissional, tanto pela esquerda como pela direita, tanto na mão como na contramão, em rotundos, cruzamentos ou entroncamentos, a velocidades que nos deixam colados aos bancos e a pensar na tão distante. “Não corra, não mate não morra”!




Quando eu chegava a Buenos Aires, primeira vez


Algumas fotos no café Tortoni



Centro Buenos Aires, Avenida Corrientes, ao fundo o Obelisco



Cemitério da Chacarita, Túmulo de Carlos Gardel


O amor de cada um...


Palavras que chegam a ondas, envoltas no cheiro da maresia

O amor não esmorece com o tempo, não se vai com o vento, não se apaga com a chuva. Se há amor, há uma infinidade de sonhos e desejos que se renovam a cada dia. Há sempre um encanto no sorriso, um brilho no olhar, um carinho a cada toque, uma palavra exata no momento certo.
Porque o amor... O verdadeiro amor não se desgasta, pelo contrário, é fortalecido dia após dia. Há quem diga que os anos retiram a paixão e o encanto. Penso que não. O que acaba com isso são as rotinas e o pensar que já está tudo feito no caminho a dois. Encarar as coisas como adquiridas é um erro grave e responsável pela perda de interesse na vida comum. Todo o dia tem de encontrar formas de alimentar o amor. Não são precisas jóias, nem casacos de peles, nem perfumes caros. São precisas coisas muito mais valiosas que isso. O quê? Cada um de nós é que sabe. O amor não tem modelos, nem fórmulas, nem guias de orientação. O amor de cada um é único.
O amor pede sempre mais, mas quem ama tem sempre esse mais para dar. Quem ama consegue sempre surpreender.
O amor, o amor...
O amor transforma a nossa vida e enche o nosso lar.

Gelson Farias
Jornalista


De São Borja

Ferve o caldeirão no Palácio João Goulart!

Segundo os boletins da rádio corredor, é grande o rolo entre o prefeito Mariovane Weis(PDT) e seu vice, Jefferson Olea Homrich(PTB), o Quico, que até este momento é também o Secretário da Saúde do município.

Os informes dizem que Quico se considerava o sucessor natural de Mariovane, mas que o atual ocupante da mesa principal do Palácio João Goulart teria deixado transparecer que pra ele natural só iogurte...

E há um agravante na situação nesta rota de colisão: como Quico está titular da Secretaria da Saúde, o atendimento nos postos não está sendo considerada plausível....E todos sabemos como é sensível esta questão da saúde. Dizem que as 23 horas já se pode ver gente fazendo fila na Secretaria da Saúde localizada na Travessa Albino Pfeiffer, a mesma que se localiza a Biblioteca Municipal.

Há quem diga que o projeto do Quico em ser candidato a Prefeito de São Borja, embora seja cunhado de Weis, já nasceu morto, porque o prefeito Mariovane não entregaria de bandeja a prefeitura para um concorrente, já que pretende no futuro se candidatar a deputado estadual e tem pela frente um concorrente que hoje é um "aliado", o deputado estadual Cassiá Carpes. Aliás, Quico esqueceu que "cunhado não é parente".

Embora esteja a 630 km de São Borja, no gabinete deste deputado se sabe passo por passo,diariamente, o que acontece na prefeitura que faz divisa com a histórica Santo Tomé.


Respostas

1)ninguém me disse nada no hotel

2) aguardo os jornais do " estafeta" do pedro ernesto denardim e do lasier martins

3) o findi foi bom e a pqp....

Prezado Dromedário!

01) - Deixei recado no hotel que não iria.
02) - Mando jornais esta semana.
03) - Como foi o "findi"?

mazzarino


MOVIMENTO DE JUSTIÇA E DIREITOS HUMANOS/Brasil INFORMA:

Bah,mas que belo documento o MJDH me mandou.

O sabujo do Assis já tava lambendo as botas dos milicos já no início da Redentora!(ele e outros por aí que agora se referem a ela como ANOS DE CHUMBO,uma inclusive aqui nos pagos...)


MOVIMENTO DE JUSTIÇA E DIREITOS HUMANOS/Brasil INFORMA:

HISTÓRIA COMPROVA A DATA DE 1º DE ABRIL COMO O DIA DO GOLPE QUE INTITUIU A DITADURA A PARTIR DE 1964.
A REVISTA O CRUZEIRO DAVA RESPALDO A GOLPISTAS E CRITICAVA CHAMANDO DE “COMUNISTA” O PRESIDENTE
DEMOCRATICAMENTE ELEITO.


EDIÇÃO ESPECIAL DE “O CRUZEIRO” EM APOIO AO GOLPE DE 64 – em anexo


PARA LER, REPASSAR E ARQUIIVAR!!!

clique aqui para ler.


MOVIMENTO DE JUSTIÇA E DIREITOS HUMANOS/Brasil INFORMA:



CARTA A CANCILLERES DEL MERCOSUL

clique aqui para ler.

Montevideo, 17 de mayo de 2011
A Todos los Señores Cacilleres del MERCOSUR
Ministerio de Relaciones Exteriores


De nuestra mayor consideración:

Le escribimos en nombre del Comité Uruguayo de Solidaridad con el Pueblo de Honduras a los efectos de manifestarle nuestra preocupación por los dichos del Secretario de Estado Adjunto de Estados Unidos para Asuntos del Hemisferio Occidental, Arturo Valenzuela, quien en ocasión de los festejos por el Bicentenario de Paraguay, abogó a favor de que se reincorpore a Honduras a la Organización de Estados Americanos (OEA).
Valenzuela planteó al presidente de Uruguay, José Mujica, que existe un “relativo cambio institucional” en la situación de la República de Honduras y la necesidad de ayudar a este país a encontrar una salida, “porque de lo contrario puede ser peor para la evolución institucional de ese país".
Quien siga las noticias que sobre Honduras que a diario nos brinda la prensa, está enterado que la asunción del señor Porfirio Lobo no ha solucionado la crisis democrática que padece el país desde el golpe de estado del 28 de junio de 2009. Por el contrario, la violencia, la persecución y el hostigamiento son moneda corriente.
Además, la intervención de Valenzuela se produce fuera de lugar y contexto -debería haber considerado que Paraguay está festejando el bicentenario de su independencia y que utilizar esta oportunidad para un planteo que se entromete con la soberanía de un país es un acto muy poco diplomático- por lo que será necesario recordarle:

1) Que el señor Lobo fue electo en un proceso electoral no reconocido por la comunidad internacional, viciado por la militarización del país, la violación a las libertades fundamentales -entre ellas la libertad de prensa- y la utilización desde el Estado del crimen y la persecución política. A lo que hay que sumarle la abstención de más del 60 por ciento del electorado.


2) Que en su calidad de presidente del Partido Nacional, Lobo influyó para que los diputados de este partido respaldaran el golpe.


3) Que Lobo y su partido contribuyeron a otorgarle el título de diputado vitalicio al golpista Roberto Micheletti.
Wilson Ferreira Aldunate 1229 of. 201 | CP. 11.100 | Montevideo - Uruguay Tel/Fax (+598 2) 900 7473 | csphonduras.blogspot.com | csphonduras@gmail.com Facebook: “Comité de Solidaridad con el pueblo de Honduras”

4) Que en su primer acto de gobierno, Lobo firmó un decreto estableciendo la amnistía para los involucrados en el golpe y en el gobierno surgido del mismo. Su afinidad con los subversivos se puso de manifiesto cuando designó director de la Empresa Hondureña de Comunicaciones (Hondutel) a uno de los cabecillas del golpe: general Romeo Vásquez Velásquez.


5) Que el gobierno de Lobo enfrenta actualmente serios cuestiona-mientos por la violenta represión contra la oposición y por el terrorismo de Estado perpetrado mediante grupos paramilitares que actúan impunemente. También ha sido denunciado ante la Comisión Interamericana de Derechos Humanos por la destitución de cuatro jueces críticos al golpe. La denuncia se basa en que “en Honduras no existe la posibilidad de un debido proceso”.


6) Que el “relativo cambio institucional” puede medirse tomando en cuenta que el pasado 11 de mayo fue asesinado el periodista Héctor Francisco Medina Polanco y que es el duodécimo periodista asesinado en Honduras desde que Porfirio Lobo tomara posesión del cargo en enero de 2010.

Por lo anteriormente expuesto, solicitamos a usted y al resto de las cancillerías de los países del MERCOSUR, mantener la decisión de no reconocer el gobierno despótico de Porfirio Lobo.
Con la más alta consideración, saluda a usted el Comité de Solidaridad con el Pueblo de Honduras.

Borghetinho usa gaita paulista

E depois a gaucholândia fica aí se gabando de tudo. Sabiam que as gaitas do Borghetinho são Paulistas? pois ora só, vejam,então.



PIONEIRO DÁ NOTICIAS

NO SABADO, ZH NO DOMINGO

PELO MENOS NO ULTIMO SABADO LI ANTES NO PIONEIRO DUAS MATERIAS QUE DEPOIS TAVAM NA ZH DE DOMINGO. UMA DO PODER DO PALOCCI, OUTRA DA DOENÇA DA PRESIDENTA DILMA.

ORA, SÓ , VEJAM. UM JORNAL DO INTERIOR, FURANDO A MATRIZ DA CAPITAL.


MEMORIA

PONTE PASSO DE LOS LIBRES

OS ARROZEIROS QUERIAM FECHAR A PONTE DE PASSO DE LOS LIBRES,ontem. POIS ESTA FOTO AÍ FEITA NOS ANOS DE 37 OU 38 DOSECULO PASSADO,EVIDENTE, FOI NO DIA QUE O GEGE, OU GETULIO VARGAS, SE HOSPEDOU NA CASA DO CORONEL FLODOARDO MARTINS SILVA, QUE VEM A SER SOGRO DO LEOCÁDIO ANTUNES( AVO DO DEPUTADO FREDERICO)GEGE TINHA VINDO A URUGUAIANA PRA ASSINAR JUNTO DO PRESIDENTE ARGENTINO A PEDRA FUNDAMENTAL DA PONTE QUE ONTEM OS ARROZEIROS AMEAÇAVAM FECHAR.

NESTE DIA, HOUVE UM PEQUENO DISCURSO DE GETULIO NA SACADA DA CASA DO CORONEL. ERA UM DIA DE SEMANA, E QUE CHUVISCAVA, LEMBRA JOSE NELSON GONZALEZ, QUE ESTEVE PRESENTE AO ATO.


NOTICIAS QUE EU COMENTO!

A FSB REPERCUTIU AINDA A JOGADA DE ALTO RISCO QUE FEZ...imaginou três correspondentes no casamento real e fez uma pagina sobre isto...

De minha parte, acho isto uma jogada de alto risco...

quem vai me garantir que na próxima vez alguém vai acreditar....

Em jornalismo, algumas coisas há que se ter o cuidado...isto é que nem eu abrir o rádio e ouvir uma notícia. passo a acreditar naquele fato. cuidado sempre com a credibilidade.


Eu acho que quando se quer fazer uma brincadeira, tem que dizer que é ficção..enfim, isto é tema prum longo debate...


Noticias que comento (2)


Já no house interno do Correinho leio que um presente da record foi massagens pros jornalistas no seu dia. boa idéia....

Coleguinhas


Convidado a ir a serafina tomar um café ou comer um lauto almoço no findi passado, adriano mazzarino, o genial criador do GUAXO, omitiu-se....

MOVIMENTO DE JUSTIÇA E DIREITOS HUMANOS/Brasil INFORMA:


Discurso : “Todos temos que lembrar, clique aqui para ler.


Política & Cia
Universidade de Brasília concede título de “Notório Saber” a jornalista defensor dos direitos humanos

O jornalista Luiz Cláudio Cunha recebendo o título de Notório Saber: "Fico irritado com o discurso de que buscar a verdade é revanchismo"

Amigos, um dos grandes jornalistas brasileiros e defensor incansável dos direitos humanos recebeu merecidamente da Universidade de Brasília ontem, segunda, 9, a titulação de Notório Saber em Jornalismo.
Reproduzo abaixo texto da agência de informação da universidade, a UnB Agência, escrito por Leonardo Echeverria, da Secretaria de Comunicação da UnB, ao qual se segue entrevista com Luiz Cláudio. “O que não pode mudar é a desconfiança da imprensa em relação ao governo. Nunca podemos confiar no poder”, diz ele, a certa altura. “O que faz bem ao governo é uma imprensa crítica. Não podemos desistir nunca disso. Devemos perguntar, fustigar, incomodar.”
Recomendo também fortemente que, no link indicado no texto, vocês leiam o extraordinário e corajoso discurso que Luiz Cláudio proferiu na solenidade em que recebeu o título. Agora, o texto de Echeverria sobre o jornalista:

O jornalista Luiz Cláudio Cunha levou 42 anos para receber um diploma de jornalismo. Nesse tempo de vida profissional, faturou os principais prêmios do jornalismo brasileiro, como o Esso e o Vladimir Herzog, além do prêmio Jabuti, um dos maiores na área literária, com o livro-reportagem Operação Condor: o seqüestro dos uruguaios — uma reportagem dos tempos da ditadura (L&PM Editores, 2008, 472 páginas).

Trabalhou nas mais importantes redações do país: Zero Hora, VEJA,IstoÉ, Jornal do Brasil, O Estado de S.Paulo, O Globo, Playboy,Realidade, Correio Braziliense e Rede Globo. Em Brasília, comandou as redações de Veja, IstoÉ, Jornal do Brasil, Zero Hora, Afinal e Diário da Indústria e Comércio. Nesta segunda-feira, 9 de maio, sua trajetória profissional exemplar foi reconhecida com o título de notório saber, concedido pela Faculdade de Comunicação da Universidade de Brasília (UnB) e entregue pelo reitor José Geraldo de Sousa Junior.
“O bom jornalismo se faz e se constrói com boas perguntas. O jornalismo de excelência se faz com excelentes perguntas”, disse Luiz Cláudio em seu discurso. Caçador implacável de boas histórias e personagens melhores ainda, fez questão de reafirmar seu compromisso profissional. “Todos precisamos lembrar. Eu, como jornalista, tenho o dever de contar”.
Em frente a um auditório lotado, criticou redes de TV financiadas por dogmas religiosos, senadores que sequestram gravadores de repórteres, juízes que permitem o acobertamento da verdade e governos militares que não suportam a liberdade. Lembrou das lutas de Darcy Ribeiro, Anísio Teixeira, Honestino Guimarães e milhares de jovens que souberam dizer “não” à violência e ao medo (neste link, com a íntegra desta reportagem, há um link para a íntegra do discurso).

“Jornalista dos mais competentes, Luiz Cláudio se notabilizou como um grande militante dos direitos humanos”, disse o professor Luiz Gonzaga Motta. De fato, Luiz Cláudio desafiou a autoridade tacanha de coronéis e generais não só no Brasil, mas também no Uruguai e na Bolívia, com reportagens avassaladoras sobre assuntos que a caserna fazia questão de esconder. “Nossa profissão nunca foi tão desafiada, e a trajetória de Luiz Cláudio aponta um campo fértil para a prática jornalística: apostar nos direitos humanos como um paradigma transdisciplinar e universal”, afirmou Motta.
A homenagem foi acompanhada pelos senadores Pedro Simon (PMDB-RS) e Ana Amélia Lemos (PP-RS); pelos professores Zélia Leal Adghirni, David Renault, Luiz Martins, Maria Jandyra Cunha e Hélio Doyle; e pelos jornalistas Eliane Catanhêde, Tales Faria e Edgar Lisboa. Na entrevista a seguir, Luiz Cláudio fala de como recebeu esse reconhecimento acadêmico e dos desafios da profissão de jornalista.
UnB Agência: Depois de ganhar os principais prêmios da imprensa brasileira, como é ter sua trajetória profissional reconhecida também pela Academia?
Luiz Cláudio: É um reconhecimento de alto nível que a universidade me concede, de forma espontânea. É fantástico, me deixa muito tocado. Não foi em função de uma prova, um vestibular. Pegaram a minha vida e acharam que aquilo tinha algum valor em termos de experiência. É a culminância de uma vida de trabalho de 40 anos. Eu não esperava isso. Na hora em que a UnB se dá a esse trabalho de reconhecer o notório saber, pela primeira vez na área de jornalismo, é para deixar qualquer um bobo, como é o caso agora. De um lado você tem o reconhecimento dos colegas, por meio dos prêmios de jornalismo, do outro o reconhecimento de um centro de reflexão, que discute como fazer, como pensar. Juntando os dois pedaços, dá uma sensação de completude. Fechei o circuito.

UnB Agência: O professor Luiz Gonzaga Motta destacou que, além da excelência técnica, sua vida profissional é marcada pelo forte seu envolvimento com as questões políticas. Como o senhor enxerga essa inquietação que guiou seu trabalho?
Luiz Cláudio: Em qualquer atividade humana, jornalismo ainda mais, a indignação é uma obrigação moral. Contra a ditadura, contra censura, contra a violência, contra a prepotência. Essa não é uma obrigação só do jornalista, eu acho que todo mundo tem que fazer isso. Uma atitude criativa e crítica em relação ao processo político é brigar para que o mundo seja melhor do que é. Eu não posso concordar com um mundo que tenha meias-verdades, cinismo, hipocrisia. Eu tive a sorte de fazer isso como jornalista. Tem gente que gosta mais de escrever sobre economia ou cultura. Eu gosto de escrever sobre política. Por azar nosso, sobre uma política nas últimas décadas marcada pela tentativa de restauração democrática do Brasil. Fui jogado nessa briga e poderia ter ficado quieto. Mas acho que o jornalismo exige essa crítica. Eu tentei ser leal a esse compromisso.

UnB Agência: O senhor já critica o autoritarismo há 30 anos, mas ainda hoje temos exemplos decepcionantes, como a manutenção da Lei de Anistia pelo Supremo Tribunal Federal. O senhor não fica desanimado às vezes?
Luiz Cláudio: Fico chateado com a inércia e a apatia do Brasil em relação aos direitos humanos. Fico irritado com o discurso de que buscar a verdade é revanchismo.
O Uruguai acaba de revogar a lei de anistia promulgada no governo militar. Essas leis foram feitas para anistiar os torturadores. Quando vejo nosso caso, fico envergonhado de ser brasileiro, aqui a gente continua se enganando. Fico espantado que no Congresso, nas ruas, não haja um levante contra isso. É natural que não esperássemos isso na época da ditadura, mas na democracia? Passamos por Sarney, Collor, Itamar, FHC, Lula e não acontece nada!
Agora a presidente Dilma Rousseff, que passou pela luta armada, foi presa e torturada, tem o dever moral, na carne e no sangue, de escarafunchar isso. É a única garantia de que não vai se repetir no futuro. Eu não quero botar ninguém na cadeia, mas eu quero que a Justiça aponte e diga: “O senhor foi torturador, isso vai ficar na sua ficha, na sua biografia”. A Justiça nos deve isso como sociedade civilizada. Para virar uma página, é preciso lê-la. Até lá, vou continuar um cara indignado.

UnB Agência: Mas valeu a pena todo esse esforço, mesmo sem o resultado esperado?
Luiz Cláudio: Eu ficaria muito infeliz se não tivesse feito assim. Como disse Darcy Ribeiro: “somei mais fracassos que vitórias em minhas lutas, mas isso não importa. Horrível seria ter ficado ao lado dos que me venceram nessas batalhas”. Tem certas derrotas que nos engrandecem. Se eu não consegui o que quis em termos de revelar a verdade, pelo menos tenho consciência de que fiz o bom combate. Falei tudo o que achei que deveria falar.

UnB Agência: O jornalismo mudou muito nos últimos anos. As tecnologias, o mercado, a prática profissional. Na sua opinião, o que ainda permanece no jornalismo, o que não pode mudar?
Luiz Cláudio: O que não pode mudar é a desconfiança da imprensa em relação ao governo. Nunca podemos confiar no poder. O que faz bem ao governo é uma imprensa crítica. Não podemos desistir nunca disso. Devemos perguntar, fustigar, incomodar. Segundo, uma coisa que estamos em pleno processo de modificação é essa tecnologia massacrante. O volume de informações traz um sério risco de perdermos a noção do que é importante e do que não é. Acaba sendo meio boboca. É aquela coisa que o Gay Talese (jornalista norte-americano, um dos pais do novo jornalismo) falou: com a facilidade do Google, do twitter, o jornalista não sai da cadeira. Isso pode levar de roldão o jornalismo de relevância. Essa volúpia tecnológica pode estar sufocando o nosso ponto de reflexão. O mais importante no jornalismo não é a resposta, é a pergunta.

UnB Agência: Se o senhor estivesse começando hoje na profissão, para quais perguntas estaria buscando respostas?
Luiz Cláudio: Que pergunta é essa, hein? [risos] Uma boa seria aquela que o coronel Jonas, do Centro de Informações e Segurança da Aeronáutica (CISA), poderia responder: onde está Honestino Guimarães? Essa é uma pergunta que interessa à universidade, à juventude brasileira e à História. Todas as perguntas não-respondidas continuam pairando sobre as cabeças das pessoas. O jornalista tem a obrigação moral de ficar repetindo essas perguntas. O que houve? Por que aconteceu? Quem fez isso? Enquanto eu puder fazer perguntas, vou estar aqui na luta.

Ver. Admar Pozzobom Parabeniza

Admar Pozzobom - Vereador
Lider da Bancada do PSDB
Vice-Presidente
Câmara Municipal de Vereadores
Rua Vale Machado,1415 - CEP: 97010 530 - Santa Maria - RS Cel: (055) 9641-4545 (055) 9641-4545 Fone: (055) 3220 - 7232 (055) 3220 - 7232 ou (055) 3220 - 7236 (055) 3220 - 7236
E-mail: admarpozzobom45@gmail.com / admarpozzobom45@camara-sm.rs.gov.br
BLOG: www.admarpozzobom45blospot.com

Zulke e Ballin discutem ampliação de pistas no viaduto de Sapucaia

O deputado federal Ronaldo Zulke (PT) e o prefeito de Sapucaia do Sul, Vilmar Ballin, reuniram-se com o diretor do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes, Hideraldo Luiz Caron, nesta quinta-feira (12) com o objetivo de discutir o processo de construção do viaduto de Sapucaia do Sul, na BR-116. De acordo com Zulke e Ballin, em junho deste ano deve ser lançado novo processo de licitação contemplando as obras de alargamento do viaduto com a previsão de três pistas ao invés de duas, como constava no projeto anterior.

Coleguinhas


*Café do espanhol no prédio da ARI meio carinho pra bolso de jornalistas...em todo caso!!!! cada um escolhe o que cabe pro seu bolso....


*ARI vai ou não mudar de presidência este ano?

Pra mim, não faz a mínima....pode ficar como está....


*Jayme Copstein e jornal O SUL recorrem de uma sentença judicial de que foram condenados...Jayme, pela sentença, tem que pagar 5 mil reais e o Sul 10 mil reais..

*Nelson Moura elogiou muito foto deste blog feita por Neuza Pinto Penalvo, de um cachorro solitário no cemitério no dia do enterro de Neusa Maria Brizola, em São Borja.

*Campanha publicitária da ATM(Associação dos transportadores metropolitanos) e da RTI( onibus do interior) é da Novacentro....

 

*77 anos do JC será comemorado no dia 25 próximo na Fiergs. Jornal nasceu como boletim impresso em mimeógrafo no porto de porto alegre, por causa do movimento dos navios.

 

INFRAESTRUTURA


Segunda ponte ligando Brasil ao Uruguai é discutida com Dnit


O deputado federal Ronaldo Zulke (PT) intermediou audiência realizada nesta quinta-feira (12) com o diretor do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes, Hideraldo Luiz Caron, e o prefeito de Jaguarão, Cláudio Martins. Na pauta da agenda, a construção de uma segunda ponte ligando o município gaúcho à cidade de Rio Branco, no Uruguai.
O processo, segundo o prefeito, tramita no Dnit e, de acordo com o órgão, a licitação deve ser aberta em julho de 2011.

Coleguinhas

*Deve nevar nos próximos dias em Porto Alegre: o Monteirinho se coçou nesta sexta, 13/05 e comprou um exemplar do livro do Alcindo, que estou vendendo.

*Ayres Cerutti, que " modernizou" o predio da ARI, também tem pintado no serpentário....

*O presidente atual da entidade, pelo que se sabe, tira grana do bolso pra sustentar algumas despesas da ARI. Nada de novo, Antoninho Gonzales fazia isto e Alberto André também..

*Batista Filho está fazendo de tudo pra ser o próximo presidente da ARI. se vai levar, não se sabe.


*Zelador Adolar, da ARI, anuncia aposentadoria no final do ano. Esteve de férias em Porto Seguro, no Arrail da Ajuda e quer ir pra lá morar com a filha e o neto que moram lá...


*Da extinta COOJORNAL, saíram três empresários: Jorge Polidoro, que é arquiteto(diagramador) Bicudo e Vieirinha....


*Bicudo é da JA EDitores, Vieirinha da Coletiva.net e Polidoro da revista Amanhã....

 

RIGOTTO MADRUGADOR

Na sexta passada, Germano Rigotto tuitou na rádio Guaíba as seis da matina,quando Mendeslki abria o programa. Era ainda noite fechada e o ex-governador estava saindo pra correr...

Rigotto sempre foi muito ativo. ...

No tempo que era candidato, percorria quilômetros e quilômetros num automóvel que tinha.

MEMÓRIA POLITICA


Schirmer trocava fraldas

da filha no próprio gabinete do legislativo estadual


O comentarista político da Razão ,Claudemiro Pereira, prevê uma batalha pra eleição do ano que vem em santa maria....Cesar Schirmer dever concorrer novamente, mas terá duros concorrentes: o do PT e Pozzobon, do PSDB.

Schirmer começou cedo na política: em 1974 elegeu-se pela primeira vez deputado estadual. E também fazia trabalhos "domésticos",dentro da própria Assembléia Legislativa:sua mulher Fátima lhe levava a primeira filha, em 1981, pra ele trocar as fraldas no próprio gabinete que ocupava no legislativo estadual.

E Schirmer sofria com sua inabilidade em lidar com troca de fraldas, recorda uma jornalista que o viu um dia em apuros na tarefa doméstica.

Um dos quadros mais notórios do PMDB, o ex-secretário de estado( da fazenda no governo simon e da agricultura no governo Britto) é conhecido por as vezes fazer pronunciamentos fortes.

Uma vez teria dito que o "PT vai é pra cova rasa" numa das tantas disputas entre Britto e Olívio ao governo do Estado.

Schirmer tem uma casa na zona sul de Porto Alegre.

E na primeira metade da década de 90, do século passado, disputou contra Tarso Genro a prefeitura de Porto Alegre. O mesmo Tarso que ele recebeu na sexta passada, na interiorização do governo do estado.


Cezar Schirmer


Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.

Cezar Augusto Schirmer (Santa Maria, 23 de fevereiro de 1952) é um advogado, professor universitário e político brasileiro, sendo desde janeiro de 2009 o prefeito de Santa Maria.
Estreou na política em 1972, filiado ao MDB, como vereador em Santa Maria. Foi deputado estadual por cinco mandatos e eleito deputado federal em três ocasiões: 1998, 2002 e em 2006, pelo PMDB.
Em 2000 e 2004 disputou a prefeitura de Santa Maria, sendo derrotado pelo petista Valdeci Oliveira. Em 2008 foi eleito prefeito de Santa Maria com votação histórica (80.989 votos), tendo como vice José Farret.
Em 2010 foi o centro da polêmica sobre o aumento da tarifa do transporte público, pois, ao invés de iniciar um processo de licitação, resolveu prorrogar o contrato das mesmas empresas que sempre prestaram esse serviço. Schirmer, além disso, se comprometeu em ir a uma Audiência Pública sobre o assunto, mas não compareceu. A audiência foi a maior da história da cidade e superlotou a Câmara Municipal.
Schirmer e Valdeci atualmente são investigados por improbidade administrativa devido à falta de licitação do transporte público.

SOBRE O COMPLEXO DE VIRA-LATA


Por Carlos Chagas


Para espantar a urucubaca de hoje, sexta-feira, 13, só lembrando Nelson Rodrigues, o mais supersticioso dos brasileiros, para quem tudo o que acontecia no seu tempo estava escrito há dois mil anos. Longe de ser apenas um reacionário, o genial cronista intercalava textos de submissão aos poderosos com momentos de exacerbada independência e nacionalismo. Veio dele o conselho de que precisávamos perder rapidamente o complexo de vira-lata, inflando o peito e demonstrando a força inerente à nossa condição de país continental.

Passou muito tempo de sua partida, o Brasil mudou, afirmou-se no cenário internacional e avança para ser incluído no clube das nações mais importantes do planeta.

Só que de vez em quanto ainda sofremos certas recaídas caninas. Tome-se a empáfia com que somos tratados por certos importadores de nossos produtos. Dia sim, outro também, a Rússia suspende as remessas de carne que recebe para matar a fome de seu povo, como se estivesse fazendo um favor em importar o produto de nossos rebanhos e a modernidade de nossos frigoríficos. É precisamente o contrário. Sem a carne brasileira, sofreriam os russos, nossos maiores fregueses. No entanto, impõem exigências descabidas e fiscalizações exageradas, quando fica óbvio que se parassem de importar, nós sobreviveríamos, mas eles iriam para o buraco. O que acontece, porém, é o oposto. De chapéu na mão, submetemo-nos às suas determinações, quase imploramos para continuar alimentando o povo das estepes.

Multiplique-se esse relacionamento por outros países e outros produtos que mandamos para fora. Dos frangos à carne de porco, da soja ao minério de ferro, tem-se a impressão de estarmos na dependência da caridade externa para continuarmos a exportar, quando na realidade somos nós a fornecer o que eles precisam. E nem se fala, hoje, dos preços a nós impostos, quando seu valor deveria ser estabelecido aqui, não nessas bolsas de commodities funcionando lá fora.

De quando em quando alguns bissextos meios de comunicação denunciam o escândalo do nióbio. Detemos mais de 90% das reservas mundiais de um mineral imprescindível à mais sofisticada indústria do planeta, de foguetes a naves espaciais e sucedâneos. Apesar disso, exportamos nióbio a preço de banana podre, somos explorados por multinacionais e governos variados. Mas o nióbio, assim como a carne, a soja e minério de ferro são nossos, estão aqui, devem-se à natureza e ao esforço nacional. Vale repetir, são os outros que precisam importar, apesar dos óbvios prejuízos que teríamos caso parássemos de exportar. Diga-se, porém, outra vez: sobreviveríamos. Eles, não...

A MAIS NOVA CAVERNA DO ALI BABÁ

De tempos em tempos somos surpreendidos com a descoberta de maracutaias monumentais, praticadas através dos anos sem conhecimento da nação. Já foram os tais cartões corporativos, assalto ao erário praticado por montes de governantes. Há pouco, soubemos da existência dos tais bônus semestrais pagos a diretores de empresas estatais, valores bem superiores à soma de seus vencimentos anuais. Um escândalo, porque se igualam aos dirigentes de empresas privadas que distribuem o que é deles, enquanto nas estatais, refestelam-se no que é público.

Pois agora acaba de ser exposta outra caverna do Ali Babá, também daquelas abertas há décadas nos planos municipal, estadual e federal. São os tais conselhos de empresas públicas e até da administração direta, para os quais são nomeados secretários, ministros, altos funcionários e até protegidos e amiguinhos de prefeitos, governadores e presidentes da República. Recebem, os felizardos, polpudos jetons a pretexto de participarem de bissextas reuniões nas empresas para as quais foram aquinhoados.

Na prefeitura de São Paulo levantou-se apenas a ponta do tapete. No país inteiro é a mesma coisa, nos três planos administrativos. Os conselhos servem para reforçar os vencimentos dos detentores do poder, ou para acudir a falta de caixa de seus aliados. O diabo é que tudo se faz com dinheiro público, sem a contrapartida de estarem contribuindo para a melhoria da administração das empresas estatais e sucedâneos.

PONTO PARA AÉCIO

A Comissão de Constituição e Justiça do Senado acaba de aprovar relatório do senador Aécio Neves, limitando um pouco mais o poder de os governos editarem medidas provisórias. O ex-governador de Minas conseguiu o milagre de reunir, em seu texto, governistas e oposicionistas. Não foi o ideal, que para muitos seria a pura e simples extinção desse expediente parlamentarista em pleno sistema presidencialista. Pelo menos, se depois aprovado pelo Congresso, o projeto de emenda constitucional acabará com os chamados “bodes” das medidas provisórias: baixadas a respeito de um determinado tema, elas tem recebido muitos outros na forma de emendas, sem o menor relacionamento entre estes e aqueles. Pelo menos, interrompe-se a farra dos éditos do trono que não possuem caráter de urgência nem de relevância.

Haverá que aguardar o pronunciamento do plenário do Senado e, depois, da Câmara, tendo-se presente que nenhum partido abrirá mão das medidas provisórias. Os que estão no poder atuam para manter a prerrogativa. Os oposicionistas sonham chegar lá.

QUEM SERÁ O MONTGOMERY?

No auge da reação dos Aliados contra a dominação do mundo por Adolf Hitler, destacou-se o general Bernard Montgomery, comandando os exércitos ingleses no Norte da África, na Sicília, na Itália e, depois, na invasão da França e da Alemanha. Competente ao máximo, era também um poço de vaidade. Durante parte de sua atuação, tinha um superior em Londres, o general sir Alan Broke, que certa vez queixou-se ao rei Jorge VI: “acho que o Montgomery anda atrás do meu emprego”. Resposta do monarca: “pensei que fosse atrás do meu...”

A historinha se conta a propósito de uma pergunta feita na Esplanada dos Ministérios: quem será que busca ocupar as funções de comando do ministro Antônio Palocci?

Deve cuidar-se, mesmo, a presidente Dilma Rousseff, pois se o nosso Montgomery caboclo obtiver sucesso, não se contentará com a chefia da Casa Civil...

De S. Borja


Caldeirão da prefa ferve(1)

Depois de ter passado ausente da prefa desde janeiro - muitos o davam por doente - o prefa Mariovane WEis voltou ao seu dia a dia querendo resultados. e Para ranto quer mudanças em secretarias do PMDB,PSDB,PPS, partidos com os quais está coligado.

Muitas cabeças já estão rolando por aquela escadinha laterial que se sobe ao segundo andar do gabinte do prefeito na prefa de são borja e outras parecem que vão rolar.

( Caldeirão(2)

Mariovane quer resultados. No ano que vem tem eleições..e pra fazer o sucessor em são borja, o pdt vai ter que ralar e muito....O PT não quer perder a prefeitura da terra natal do atual governador.

Já o PP anda um pouco desalentado, pelo menos pelas conversas que tive com o vereador André.

De Serafina

O prefeito Ademir Presoto encontrou uma solução prática pra sua assessoria de imprensa: descon tente com ademir antonio bacca( que vinha de bento,assessorá-lo) e de uma outra colega que tinha posto, tirou a aline, sua secretária e a colocou a cuidar da imprensa. se vai dar certo, o tempo dirá.

Não se sabe se isto pode, legalmente, porque pelo que sei ela não é jornalista.

 

Fogaça e Manoela


Almoçaram na sexta,dia 13/05 no Copacabana, em porto alegre. Na mesa, o cardápio foi a sucessão municipal da capital no ano que vem....

Manu, como é conhecida, é disparada a favorita pra eleição. Se ela não for, deixará de montar o cavalho que está passando encilhado.

 

DEsafetos

Não eram, mas viraram...não convidem pro mesmo jantar o deputado do pdt,adroaldo loureiro e o ex-federal, Pompeo de Mattos: motivo: a recente eleição da Famurs...

 

Coleguinhas

Terlera, que está aposentado, vai diarimente a assembléia legislativa, onde ocupa uma mesa, nos fundos da sala de imprensa. Pois não é que o presidente, adão villaverde, com quem tem ótimas relações, agora lhe deu uma tarefa....como diz o ditado, soldado em quartel, quer trabalho.

ah....e ainda tem a núbia silveira que às vezes lhe passa umas pautas pro site sul21....


Cristão novo no serpentário

Ayres cerutti, que implantou um café no térreo da ari, não tomou até hoje um cafezinho lá. é que o gringo não põe a mão no bolso assim tão fácil.

mas é visto quase todos os dias no serpentário, onde tem frequentado com assiduidade....

 

São Borja em efervescência



Quem conhece São Borja sabe que a cidade, ao contrário de outras, não restringe seu interesse por política apenas aos períodos eleitorais. Na Terra dos Presidentes até eleição para clube de futebol vira embate político-partidário. Imagine-se então o quanto o meio político local está fervilhando diante da informação de que o prefeito Mariovane Weis entrou em rota de colisão com o seu vice Quico Olea, até há pouco seu pupilo dileto. As causas da desinteligência são desconhecidas, mas há indícios de que o rompimento definitivo está perto. Até uma sindicância na pasta da Saúde, comandada por Olea, teria sido determinada por Weis. Há quem diga que Mariovane tenta se reaproximar do PT, sendo sua intenção oferecer aos petistas a candidatura a vice na eleição do ano que vem. Nesse caso, o PTB de Quico seria um impecilho, havendo a necessidade de defenestrá-lo da prefeitura.

Cassiá nega. Mas...

De outra parte se diz que o PTB estaria em negociações com o PP, visando a uma coligação. Há comentários de que o deputado Cassiá Carpes seria o candidato a prefeito, com o empresário Celso Rigo (o homem mais rico de São Borja) de candidato a vice. Cassiá nega as tratativas, mas não descarta a possibilidade de disputar o pleito, "dependendo do que vier a acontecer na política de São Borja nos próximos meses".
Outro fator que estaria levando Mariovane Weis a se reaproximar do PT é a necessidade que tem de mais um voto na Câmara Municipal para poder aprovar ou desaprovar, se for o caso, qualquer parecer do Tribunal de Contas em relação às contas de sua administração. Nesse caso, estaria tentando cooptar o vereador petista Carmelito do Amaral, que já foi adversário visceral de Weis mas que agora poderia ser até mesmo o candidato a vice, caso viesse a acontecer uma nova coligação PDT/PT. Nessa equação, resta a pergunta: mas o vereador do PTB, Beto Souza, continuaria fiel à administração municipal ou, preterido, "chutaria o balde"?

Correndo por fora

Enquanto isso o lojista Gilberto Prado confirma que pretende disputar a prefeitura são-borjense pela legenda do PSB. Ex-tucano, Prado está à frente do processo de fortalecimento da sigla no município.

 


Colonada e a ecologia

Sou descendente de europeus, meu Sauim original levava uma trema na letra u que se perdeu numa geração anterior a minha, e Remindo vem de remind que é lembrar que é o que estou fazendo agora. Estes primeiros alemães que chegaram aqui por volta de 1820 conseguiram sobreviver graças ao desmatamento. Com a madeira resultante faziam suas casas e vendiam o excedente. Tudo isto feito na junta de boi e serra manual. Donde tiravam o mato, a lavoura e o pasto dos boizinhos se instalavam. Hoje, olhando no Google Earth, dá para ver que nem 5% da área é coberta por florestas, originais ou já replantadas. Em meio ao tapete de remendos verdes, que é a zona de plantação de soja, aparecem alguns capõezinhos verdes nas divisas das terras e outros serpentiando cursos d'água. Não sei se a colonada fez certo ou errado, mas sobreviveu durante mais de um século graças a estas práticas não muito ecológicas.

Remindo Sauim

Recebo da LIbretos

Agende-se! Lançamento de Livro e DVD do Projeto Coojornal em junho.


Amigos,
Nos próximos dias 9 e 10 de junho estaremos fazendo o lançamento do livro e DVD do Projeto Coojornal.
Agende-se. Tua presença é fundamental.
Local:
Assembleia Legislativa, Teatro Dante Barone e Vestíbulo Nobre Erico Verissimo.

Dia 9 de junho
Às 19h, haverá apresentação do documentário no Teatro Dante Barone.
Às 20h, no Vestíbulo Nobre, haverá a abertura da Exposição de Capas do Coojornal e a sessão de autógrafos do livro “Coojornal – um jornal de jornalistas sob o regime militar”, com uma seleção de reportagens publicadas no jornal ao longo de seus sete anos de existência..
A exposição será mantida no local, até 15 de junho.

Dia 10 de junho
Às 19h, também no Teatro Dante Barone, haverá nova apresentação do documentário, seguida de debate com a presença de ex-coojornalistas.

Aguarde. Enviaremos convite.
Apoio: Assembleia Legislativa do Rio Grande do Sul
Patrocínio: Caixa Econômica Federal e Petrobras
Realização: Libretos
Acesse www.coojornal.com.br.

Falcão ganhou o GRENAL de olho no Barça e no Santos


Por Luiz Oscar Matzenbacher


O Internacional deixou de ser o Belo Antônio e passou a ser Marcelo Mastroianni, o ator principal. Foi ao Olímpico e se transformou no Roma de Falcão, no Inter de Minnelli, no Inter de Falcão ou o Inter de Abel Braga, Campeão do Mundo, Campeão de Tudo. Aquele que manda em casa, até quando a casa é a do principal rival, o valoroso Grêmio.
O Corinthians quer pagar R$ 4 milhões para jogar com o Barcelona. O Internacional vai ser pago para jogar com o Barcelona em julho, na Copa Audi, na Alemanha. Os colorados campeões de tudo, representam a América do Sul e vão ganhar um milhão de euros, no torneio da Audi e da FIFA sucessora da Copa Toyota. Quem pode pode, quem não pode se sacode.
Mas não nos iludamos, o Inter de Falcão parecia mesmo O Belo Antonio, filme franco-italiano estrelado por Marcelo Mastroianni. O enredo é o mesmo do time de Falcão. O Belo Antonio era um tipo que agradava, fazia bonito, bem falante. As mulheres babavam por ele, mas ele era muito tímido na hora da definição e não se defendia com eficiência. Tinha muita postura mas pouca ou nenhuma produção.
Já o genial Federico Fellini fez o filme" Roma de Fellini", cidade da qual Falcão foi um dos reis.
Mas o Inter de Falcão nem de longe era o Roma de Falcão.
Em julho, em torneio amistoso aprovado pela FIFA, que vai reunir os campeões continentais, o Inter de Falcão vai enfrentar o Barcelona, que deve jogar umas cinco vezes mais que o Grêmio, o Peñarol e o Mazembe. O Barça joga bonito, mas gosta de fazer gols.
Sem zagueiros e laterais natos e sem um cabeça-de-área típico, o Inter de Falcão parecia que iria ter que contratar pelo menos o Messi, para ser feliz.
Mas vale lembrar que ao final do filme O Belo Antonio se revela um verdadeiro garanhão. Como o Inter de Falcão, o Rei de Roma se revelou garanhão criollo no domingo no Olímpico. Não fosse a arbitragem francamente errada, teria sido Inter 3X0 Grêmio!

Da cor do lenço do GEGB/Sogipa

Amiga Maria Alice e amigo Carlos Bantel:
Eu sou fã da AGAPAN que ajudei a criar como repórter e sou fã do Greenpeace. Bem como sou aprendiz ouvinte de vocês na área de Engenharia Florestal e Agronomia. Portanto, fico em dúvida sobre quem tem razão. Por isso foi certo terem prorrogado o prazo de votação do Código Florestal. Todo o Brasil tem imensas dúvidas sobre o tema.
O mundo, pelo menos nos lados Ocidental e Extremo Oriental, caminha para a plena aceitação da diversidade ideológica/cultural e convivência dos modelos econômicos/sociais diversos.
Abraços. Servir.


Luiz Oscar Matzenbacher


Falta a capa número 2 do Coojornal

alguém que tiver a capa dois, ajudem então a clô neste trabalho meritório de resgatar a coojornal!


Só falta a capa número 2 do Coojornal para completarmos a coleção de capas.
Alguém tem essa "figurinha rara"?.
Entre em contato com Clô Barcellos
Fones: (51) 3233.3804 e (51) 9388.0224


Livro usado pelo MEC ensina aluno a falar errado


Livro usado pelo Ministério da Educação
Livro didático de língua portuguesa adotado pelo MEC (Ministério da Educação) ensina aluno do ensino fundamental a usar a "norma popular da língua portuguesa".
O volume Por uma vida melhor, da coleção Viver, aprender, mostra ao aluno que não há necessidade de se seguir a norma culta para a regra da concordância. Os autores usam a frase "os livro ilustrado mais interessante estão emprestado" para exemplificar que, na variedade popular, só "o fato de haver a palavra os (plural) já indica que se trata de mais de um livro". Em um outro exemplo, os autores mostram que não há nenhum problema em se falar "nós pega o peixe" ou "os menino pega o peixe".
Ao defender o uso da língua popular, os autores afirmam que as regras da norma culta não levam em consideração a chamada língua viva. E destacam em um dos trechos do livro: "Muita gente diz o que se deve e o que não se deve falar e escrever, tomando as regras estabelecidas para norma culta como padrão de correção de todas as formas lingüísticas".
E mais: segundo os autores, o estudante pode correr o risco "de ser vítima de preconceito linguístico" caso não use a norma culta. O livro da editora Global foi aprovado pelo MEC por meio do Programa Nacional do Livro Didático.
Atualizado às 16h20: Em entrevista ao iG, uma das autoras do livro, a professora Heloísa Ramos, declarou que a intenção era deixar aluno à vontade por conhecer apenas a linguagem popular e não ensinar errado.
Pequeno comentário sobre a notícia: Que coisa, hein? " Acim as crianssa vão ficar na ignorassia; iço é um abçurdo."


SERGIO OLIVEIRA
CHARQUEADAS - RS



Livro usado pelo MEC ensina aluno a falar errado

O LIVRO ESTÁ CERTO. A linguagem é viva e há correntes dentro das letras que defendem essa e outras idéias.
Fiz faculdade de Biologia e dentro dela cadeiras de latim. Mas isso eu já sabia bem antes da faculdade, na verdade é um conceito bem velho. Basta vermos que há escritores que se lixam para isso, exemplo maior é Saramago e aqui no Brasil, o Ezio Flavio Bazzo.
Não se trata de ensinar a falar errado, mas mostrar que existem adaptações e mudanças na linguagem. Meu pai por exemplo, falava barrer, em vez de varrer. Depois conversando com professores com doutorado no assunto, fui descobrir que esta e outras formas de falar “errado” vem do português arcaico, das nossas origens de Portugal e da mistura cultural toda.
Como diz Ezio Flavio Bazzo, o Brasil está cheio de obsecados pela lingüística. Mas a linguagem popular segue mudando. E conforme essa idéia não há "errado" em se tratando de linguagem.
O Bazzo, fez um livro sobre o João do Rio e manteve todos os erros e grafias de sua escrita e da época. Além de que em seus livros faz críticas interessantes sobre essa obsessão em “escrever corretamente”.
Se escrever e falar corretamente fosse sinal de lucidez, haveria muito mais gente livre da ignorância, mas isso só não basta. Abraços,

Ellen Augusta

 

Livro distribuído pelo MEC defende errar concordância



Esta faltando só 'mais isto' para nossa atual, avançada e progressista educação.

Nadilce Beatriz Zanatta



Livro distribuído pelo MEC defende errar concordância - O linguista Evanildo Bechara, da Academia Brasileira de Letras, critica.

Faz poucos dias vi uma matéria onde uma especialista em mercado de trabalho afirmava que está faltando mão-de-obra no Brasil e o problema é sério, pois segundo ela muitos advogados e engenheiros não sabem escrever corretamente. E agora vem mais essa...

4/05/2011 - 09h08
Livro distribuído pelo MEC defende errar concordância
DO RIO
Um livro didático para jovens e adultos distribuído pelo MEC a 4.236 escolas do país reacendeu a discussão sobre como registrar as diferenças entre o discurso oral e o escrito sem resvalar em preconceito, mas ensinando a norma culta da língua.
Material e portal do MEC têm erros de ortografia
Professor americano defende uma nova sociologia da infância
Conselho quer informação sobre obra de Lobato para rever parecer
Um capítulo do livro "Por uma Vida Melhor", da ONG Ação Educativa, uma das mais respeitadas na área, diz que, na variedade linguística popular, pode-se dizer "Os livro ilustrado mais interessante estão emprestado".
Em sua página 15, o texto afirma, conforme revelou o site IG: "Você pode estar se perguntando: 'Mas eu posso falar os livro?'. Claro que pode. Mas fique atento porque, dependendo da situação, você corre o risco de ser vítima de preconceito linguístico".
Segundo o MEC, o livro está em acordo com os PCNs (Parâmetros Curriculares Nacionais) --normas a serem seguidas por todas as escolas e livros didáticos.
"A escola precisa livrar-se de alguns mitos: o de que existe uma única forma 'certa' de falar, a que parece com a escrita; e o de que a escrita é o espelho da fala", afirma o texto dos PCNs.
"Essas duas crenças produziram uma prática de mutilação cultural que, além de desvalorizar a forma de falar do aluno, denota desconhecimento de que a escrita de uma língua não corresponde inteiramente a nenhum de seus dialetos", continua.
Heloísa Ramos, uma das autoras do livro, disse que a citação polêmica está num capítulo que descreve as diferenças entre escrever e falar, mas que a coleção não ignora que "cabe à escola ensinar as convenções ortográficas e as características da variedade linguística de prestígio".
O linguista Evanildo Bechara, da Academia Brasileira de Letras, critica os PCNs.
"Há uma confusão entre o que se espera da pesquisa de um cientista e a tarefa de um professor. Se o professor diz que o aluno pode continuar falando 'nós vai' porque isso não está errado, então esse é o pior tipo de pedagogia, a da mesmice cultural", diz.
"Se um indivíduo vai para a escola, é porque busca ascensão social. E isso demanda da escola que lhe ensine novas formas de pensar, agir e falar", continua Bechara.
Pasquale Cipro Neto, colunista da Folha, alerta para o risco de exageros. "Uma coisa é manifestar preconceito contra quem quer que seja por causa da expressão que ela usa. Mas isso não quer dizer que qualquer variedade da língua é adequada a qualquer situação."

http://www1.folha.uol.com.br/saber/915795-livro-distribuido-pelo-mec-defende-errar-concordancia.shtml

VEJA O PORQUE O MEC ADOTOU UM LIVRO EM QUE O ERRADO ESTÁ CERTO



VEJA O PORQUE DE O MEC TER ADOTADO UM LIVRO EM QUE O ERRADO ESTÁ CERTO.

http://www.contraovento.com.br/wp-content/uploads/2011/05/nova-gramatica-gif.gif

SERGIO OLIVEIRA
CHARQUEADAS X- RS

Gozação do Carlos do ciber...olha o que dá perder um Grenal!

O que sou obrigado a aturar numa segunda. Mas valeu a gozação
Na semana passada, fui eu que fiquei torrando!

Realmente vc tinha razão. o inter sofreu um apagão.

Mas time bom sempre tem um gerador...

"de vitorias"

Saudações coloradas

Inter - Campeão Gaúcho de 2011

 

Os leitores do Correinho se manifestam!


O CORREINHO DE TERÇA PASSADA , DIGAMOS, QUE IURDIZOU...SE É QUE ME ENTENDEM ( VEM DE IURD.....)
É verdade; por acaso comprei este tal Correio, jornalzinho muquirana, e ao ver esta notícia, pensei a mesma coisa: o PRB é o partido da tal Igreja ( Igreja? Casa Comercial para faturar; Buteco da Fé a altos preços ).

SERGIO OLIVEIRA
CHARQUEADAS - RS

O direito ao prazer inclui praticar a sexualidade


TJ gaúcho determina que o Estado do RS forneça - enquanto for necessário - injeções para que um jovem, com paraplegia congênita, consiga a penetração durante o ato sexual. Julgado aplica o princípio da dignidade da pessoa humana.

Do Espaço Vital

Histórias de La Undeze


QUANTI CASSONI, QUANTI CASSONI...


( QUANTOS CAIXÕES, QUANTOS CAIXÕES...)

Foi com esta expressão meio que macabra que meu velho pai, de 83 anos, chegou em casa no último sábado,lá pelas 5 da tarde,d e um dia chuvoso e frio( parecia mesmo um dia de inverno) depois de ter ido com minha mãe, de bengala, assistir a missa dos idosos,que no sábado teve a benção dos enfermos.

Diz minha irmã, Alenir, que estava em casa que minha mãe disse que eles dois eram os campeões de magnane( doenças em geral) que estavam na missa. Se não tivesse outra coisa que fazer - fui caminhar - teria ido nesta missa, embora ainda não esteja na época de receber a benção dos enfermos.

O que meu pai disse foi de uma forma sincera que havia muita gente ali que iria morrer logo. Visto por outro lado, havia muita gente ali que em outros tempos, quando o SUS não atendia todo mundo gratuitamente( e deve-se a Salete Cadore,quando foi secretária da saúde, sua implantação no município) já estaria no casson!( no caixão)...

As cidades do interior também se tornaram um celeiro de muitos idosos que ssobreviveram nestes anos todos e aposentados vivem jogando suas cartinhas no seu dia a dia...em serafina, que eu conheço, existem muitos idosos e aposentados.

O clube ,ou o porão do clube paroquial é um dos locais onde eles vão se distraír jogando uma cartinha....ou então em outros locais da cidade, onde também se jogam cartas e outros jogos.

A vida é assim : tem época pra tudo....teve época pra cantorias , teve época pra festas, teve época pra trabalho!

Agora, no caso dos meus pais, é a época da benção dos enfermos!

Mas não é só com eles:

Sábado visitei o Nadir Zanatta, el taxista, ele teve a primeira placa de táxi da cidade e foi também caminhoneiro durante muitos anos. Ele, que tem 84 anos, mancava de uma perna, mas ainda se distraía nos fundos de sua casa, na TObias Barreto, e seu fusca estava guardadinho na garagem. Sei também que ainda fabrica sua cerveja preta, cujos ingredientes lhe são levados por uma filha...


ENTREVISTA COLETIVA COM O
PRESIDENTE DA ABIMAQ

O presidente da Associação Brasileira da Indústria de Máquinas e
Equipamentos ? ABIMAQ, Luiz Aubert Neto, concederá entrevista coletiva à
imprensa às 11h desta quarta-feira (18) na Fiergs. Ele virá a Porto Alegre
para fazer palestra durante reunião-almoço da Regional do Rio Grande do Sul
da entidade, às 12h, no Salão de Convenções da Fiergs, quando abordará o
tema "Brasil: Potência ou Colônia". Na coletiva, apresentará os dados
referentes ao desempenho do setor de máquinas e equipamentos do País e o
processo de desindustrialização que atinge a atividade, devido à crescente
importação de produtos estrangeiros provocada por fatores como a
desvalorização cambial e o chamado Custo Brasil. Também falará sobre as
iniciativas da ABIMAQ para a obtenção de medidas do governo visando a
solução do problema.

Todt Comunicação

EXPOSIÇÃO TRATA SOBRE O PADRE INVENTOR LANDELL DE MOURA



O Memorial do Rio Grande do Sul receberá de 16 a 27 de maio a exposição “Do Confessionário ao Wireless”, que remete à figura controvertida de Roberto Landell de Moura, padre e cientista. No ano de 2011 comemora-se os 150 anos de seu nascimento, ocorrido em 21 de janeiro de 1861.
Trata-se de atividade da cadeira Práticas de Exposições Museológicas , dos alunos do 7º semestre do Curso de Museologia da UFRGS – Universidade Federal do Rio Grande do Sul e conta como parceiros a Prefeitura Municipal de Porto Alegre, a Câmara Municipal de Porto Alegre, o IHGRS – Instituto Histórico e Geográfico do Rio Grande do Sul. a FABICO – Faculdade de Biblioteconomia e Comunicação e o Museu da UFRGS.
Personalidade controversa, Roberto Landell de Moura esteve ligado ao catolicismo por toda a sua existência, mas notabilizou-se pela série de inventos como da telefonia com e sem fio; e projetor, também de forma precursora da transmissão de imagem, além de outros avanços técnicos com a transmissão por ondas contínuas, por meio de luz e por ondas curtas. Falece em 1928 sem o reconhecimento da sociedade por suas criações.

Serviço

O que –Exposição intitulada “Do Confessionário ao Wireless”
Quando- Abertura dia 16 de maio às 19h.
Visitação De 17 a 27 de maio de 2011
Onde – Sala de Múltiplos Usos. Memorial do Rio Grande do Sul. Com horário de visitação de terça a sábado, das 10h às 18h. Rua Sete de Setembro, 1020, Praça da Alfândega. Centro Histórico. Porto Alegre. RS
Agendamento de escolas - falemuseu-educativo@yahoo.com.br
Quanto – Entrada franca
Assessoria de imprensa – Jeanice Dias Ramos. Jorn. Prof. Diplomada MTb 3993 -

Jornal: patrimônio de Palocci multiplicou por 20 em 4 anos


O ministro da Casa Civil, Antonio Palocci (PT), multiplicou por 20 seu patrimônio em quatro anos, de acordo com matéria da Folha de S.Paulo deste domingo. Segundo o jornal, o político comprou um apartamento no valor de R$ 6,6 milhões e um escritório no valor de R$ 882 mil, ambos em área de nobre São Paulo, entre 2009 e 2010.
Os imóveis foram adquiridos por uma empresa, da qual o ministro possui 99,9% do capital. Em 2006, quando se elegeu deputado federal, Palocci declarou a Justiça Eleitoral patrimônio estimado em R$ 375 mil. Ainda segundo a Folha Palocci recebeu R$ 974 mil brutos nos quatro anos em que exerceu o cargo público.
Palocci acha que a gente é imbecil.
Antonio Palocci, ministro da Casa Civil, ganhou mais de R$ 6 milhões em dois anos, comprou dois imóveis e aí mudou o objeto da empresa de consultoria para administração de imóveis que comprou com o dinheiro da consultoria. Que meigo! Que sublime! Ninguém ganha R$ 6 milhões em consultoria em dois anos, a não ser que tenha uma super estrutura. Que seja uma Deloitte. Uma KPMG. As principais empresas de consultoria cobram cerca de R$ 200 a hora. Grandes projetos, enormes projetos, imensos projetos, faraônicos projetos, demandam 10.000 horas, chegando a R$ 2 milhões. Palocci, sozinho, teria trabalhado algo como 30.000 horas em dois anos. Um absurdo. Uma senhora invenção. Palocci está chamando todo mundo de imbecil. Mas como ele já foi o dono da Receita Federal e feitor do Ministério da Fazenda, ninguém vai investigar. É um escândalo. Tráfico de influência, lobby, esquemão, consultoria mudou de nome no Brasil ( blog Coturno Noturno).

E NINGUÉM INVESTIGA ISTO? SE O CARA FOSSE DA OPOSIÇÃO A RECEITA FEDERAL, A POLÍCIA FEDERAL, ETC. JÁ TERIAM INVESTIGADO E, DE REPENTE, O CARA JÁ ESTARIA PRESO.

SERGIO OLIVEIRA
CHARQUEADAS - RS

Olha o ISENTO AI GENTE!!@!!!


A Folha ataca de novo

A Folha de São Paulo faz mais uma das suas, inimiga ferrenha do PT e de Antônio Palocci, desde que teve seus pedidos de ajuda financeira negados pelo governo, ataca mais uma vez o agora Chefe da Casa Civil. Diz em MANCHETE que o petista multiplicou por vinte seu patrimônio desde 2006. Antônio Palocci Filho foi Ministro da Fazenda e a Folha maldosamente OMITE que todos ex-ministros da Fazenda (no Brasil e em todo mundo) ganham mensalmente rios de dinheiro dando consultorias em empresas próprias ou de outros. Também a Folha não diferencia o que se deve declarar em pessoa jurídica e em pessoa física, mas aí até pode ser ignorância do repórter.

Inter

O inter ganhou o Gaúchão, com os vovôs no time, o que dificultará a renovação pretendida pela direção colorada. Agora é esperar o Brasileirão para ver se os vermelhos vão se sair melhores que os de azuis neste ano. Campeão, nenhum dos dois será, pois suas preocupações maiores são com os estádios, um reformando e o outro construindo uma Arena aqui encostadinha de Canoas, do outro lado do rio que nos divide.

O nosso governo

Cá entre nós, governo do PT é outra coisa. Não tem greve de professores, não tem bagunça de servidores púbicos. Nada como o diálogo entre governantes e governados. Pode não ser o ideal, mas está décadas a frente dos anteriores da oposição.

Remindo Sauim, de Canoas


PARA ATRAIR PASSAGEIROS, PRIMEIRA CLASSE
TAMBÉM NO TRANSPORTE RODOVIÁRIO

Mais empresas adotam diferentes classes de serviço
nas viagens intermunicipais e internacionais


Caxias do Sul(RS), 16 de maio de 2011 - Para atrair mais passageiros e elevar o já alto padrão de sofisticação e conforto do transporte rodoviário, as empresas operadoras intermunicipais e internacionais têm adquirido, cada vez mais, ônibus com diferentes classes de serviço. O objetivo é oferecer conforto e comodidades comparáveis às da primeira classe de voos internacionais e proporcionar viagens ainda mais agradáveis e produtivas.

A Marcopolo tem aumentado a produção para clientes brasileiros de ônibus com duas classes de serviço, com itens de conforto, sofisticação e tecnologia, não disponíveis normalmente. Segundo Walter Cruz, gerente de Estratégia e Marketing da Marcopolo, a empresa já produz veículos assim há vários anos. ?Faz algum tempo que fabricamos ônibus com padrão de alto luxo, inclusive superior ao do transporte aéreo internacional. O que ocorria é que esses veículos eram, em sua grande maioria, exportados, mas agora, com a evolução do transporte rodoviário brasileiro e sul-americano, os operadores estão oferecendo classes de serviço diferenciadas.?


Os últimos lançamentos - o Paradiso Double Decker 1800 e o Paradiso Low Driver 1600 da Geração 7 - contam com poltronas mais largas, que reclinam 180 graus e são feitas com espuma viscoelástica, que se molda ao corpo do passageiro. ?Além disso, já produzimos veículos com monitores de vídeo individuais, conexão de internet wireless e saídas individuais de áudio e ar-condicionado, entre outros itens para tornar a viagem mais agradável e produtiva para quem quer aproveitar o tempo do deslocamento para trabalhar?, comenta Walter Cruz.

As inovações dos ônibus Marcopolo proporcionam maior conforto e ergonomia para os passageiros. As portas mais largas e as escadas com desenho inédito para os degraus tornam a operação de entrada e saída mais fácil e agradável. A segurança também é garantida pelos corrimãos posicionados de forma mais acessível e iluminação em LEDs por meio de sensores de presença que acendem e apagam as luzes automaticamente.

Com o crescimento do setor de turismo e a aproximação dos eventos esportivos da Copa do Mundo de Futebol, em 14 cidades brasileiras, em 2014, e dos Jogos Olímpicos, no Rio de Janeiro, em 2016, a Marcopolo prevê que os operadores vão investir ainda mais na aquisição de veículos com padrão diferenciado de conforto, sofisticação e tecnologia. ?Nossos clientes estão investindo para atender essa demanda e pretendemos aumentar em até 20% a produção dos modelos com maior valor agregado, como os Paradiso 1800 DD e 1600 LD?, finaliza o executivo.


Secco Consultoria de Comunicação

Do site do Lauro Dieckamnn..Lauro não perdoa nem os guris da Pop Rock...

A Pop Rock tentando explicar o inexplicável


A Pop Rock emitiu nota, num português mal escrito, onde diz que "o objetivo da mudança é otimizar a comunicação com os universitários e aproximar a emissora", para justificar o seu retorno para o câmpus da Ulbra em Canoas.


Conversa fiada. Por que simplesmente não dizem que retornaram porque o prédio que ocupavam em Porto Alegre foi tomado pelo Governo para o pagamento de dívidas?


Ou então, que não dissessem nada. Quem se interessa pela localização, da Pop Rock, se fica aqui ou acolá?


E ainda imitam a Guaíba, denominando o novo estúdio de Estúdio de Cristal.


Talvez tanta besteira se explique por ser a nota produzida pelo responsável pelo 'marquetingui'.
Postado por Lauro Dieckmann às 12:12 0 comentários Links para esta postagem
Cinema em Casa


Oficina de Teatro-Fórum
Para Atores e Não Atores


Oficina com 20 horas de duração onde são experimentados jogos e exercícios teatrais do Método do Teatro do Oprimido, criado por Augusto Boal. Os participantes da oficina montarão um teatro-fórum baseado em algumas experiências que viveram de opressão, essa peça-fórum poderá ser levada a público se for vontade dos participantes. E o espect-ator poderá intervir nos rumos dessa história, porque no teatro-fórum é assim, você assiste à peça e no final pode interferir na história tentando solucionar os conflitos.
Local: Casa de Cultura Mario Quintana - sala C2 em Porto Alegre
Datas: De 6 a 29 de Junho
Horários: Das 19h às 21: 30h - Segundas e Quartas
Com Celso Veluza
Organização: NETO – Núcleo de Estudos do Teatro do Oprimido
Últimos temas apresentados pelo teatro-fórum: Conceitos Ecológicos, Casos de Família, A Saúde Em Cena, Bullying, Homofobia, Racismo, Comercio de Drogas, Loucura, Discriminações e Preconceitos, Opressões Internas, As Varias Faces da Opressão.

O Teatro do Oprimido nasceu em 1971 no Brasil, sob a forma muito jovem de Teatro Jornal e com o objetivo específico de lidar com problemas locais — rapidamente, passou a ser usado em todo o país. O Teatro Fórum veio à luz no Peru, em 1973, como parte de um Programa de Alfabetização; pensamos que seria bom apenas para a América do Sul — hoje é praticado em mais de 70 países. Continuando a crescer, o TO desenvolveu o Teatro Invisível na Argentina, como atividade política, e o Teatro Imagem, para estabelecer um diálogo entre as Nações Indígenas e os descendentes de espanhóis na Colômbia, na Venezuela, no México... Hoje, essas formas são usadas em todos os tipos de diálogos.
Na Europa, o TO se expandiu e veio à luz o Arco-Íris do Desejo— inicialmente para entender problemas psicológicos, mais tarde para criar personagens em quaisquer peças. De volta ao Brasil, nasceu o Teatro Legislativo, para ajudar a transformar o Desejo da população em Lei — o que chegou a acontecer 13 vezes. Agora, o Teatro Subjuntivo está, pouco a pouco, vindo à luz.
Nós descobrimos que todas essas formas, independente de onde foram criadas, poderiam ser desenvolvidas em todo o mundo, porque são simplesmente uma Linguagem Humana.
O TO era usado por camponeses e operários; depois, por professores e estudantes; agora, também por artistas, trabalhadores sociais, psicoterapeutas, ONGs... Primeiro, em lugares pequenos e quase clandestinos. Agora, nas ruas, escolas, igrejas, sindicatos, teatros regulares, prisões...
O Teatro do Oprimido é o Jogo do Diálogo: nós jogamos e aprendemos juntos. Todos os tipos de Jogos devem ter Disciplina — regras claras que devemos seguir. Ao mesmo tempo, Jogos têm precisão absoluta de criatividade e Liberdade. O TO é a síntese perfeita das antitéticas Disciplina e Liberdade. Sem Disciplina, não há Vida Social; sem Liberdade, não há Vida.
A Disciplina do nosso Jogo é nossa crença de que devemos re-estabelecer o direito de todos viverem dignamente. Acreditamos que todos nós somos mais e muito melhores do que pensamos ser. Nós acreditamos em solidariedade.
Nossa Liberdade é inventar meios de ajudar a humanizar a Humanidade, livremente invadindo todos os campos das atividades humanas: social, pedagógico, político, artístico... O Teatro é uma Linguagem e, por isso, pode ser usado para falar de todas as preocupações humanas, não ficando limitado ao próprio teatro.
Nós acreditamos na Paz, não na Passividade!
Augusto Boal


Investimento: R$ 130,00 (20 horas = Oito encontros de 2h e 30 minutos)
A Casa de Cultura Mario Quintana - CCMQ, oferece 4 vagas sociais. Interessados devem enviar carta de intenções, até dia 04/06, para participar da seleção das vagas.
Inscrições: 9161. 5014 ou celso.veluza@gmail.com
Credito das Fotos:
1. DSC00044: (oficina com o Núcleo do Teatro do Oprimido) Arquivo
pessoal de Celso Veluza
2. ufrgs frente a medicina
Arquivo pessoal de Celso Veluza
3. michele-rolim
credito: Michele Rolim
4.quem vê calça não vê coração - Celso Veluza
5.cartaz - Jomar Millioli



"O mundo encurta, o tempo se dilui: o ontem vira agora; já está feito.
Tudo muito rápido. Debater o que se diz e o que se mostra e como se
mostra... parece-me algo cada vez mais importante". (Paulo Freire)

 

TRIBUNA DA
IMPRENSA


Quem lhes deu o direito?


Carlos Chagas


De vez em quando é bom olhar para fora. À margem da lambança executada para matar Bin Laden, cruel e inexplicável parece o bombardeio da Líbia, prestes a completar um mês, por forças ditas de uma coalizão internacional onde pontificam, mesmo, os Estados Unidos. Quem deu a eles o direito de matar a população instalada em Trípoli e arredores, quando o pretexto seria ajudar as forças rebeldes lá do outro lado do país, em Bengazi? Não escondem a intenção de implodir Muahmar Kadaffi e seus palácios, apesar de atingirem mesmo a sua família? Já sacrificaram um filho e netos do ditador e continuam tentando desconstruir um governo que até pouco cortejavam e dele auferiam lucros.

Os grupos que se insurgem contra Kadaffi são os que, por coincidência, assentam-se nas regiões mais ricas de petróleo, cuja produção não foi interrompida, abastecendo precisamente países da coalizão, com a Itália puxando a fila. Se é para depor regimes ditatoriais, em nome da democracia, faz tempo que deveriam estar jogando bombas e mísseis na Arábia Saudita e em quantos outros países do planeta? Parece que em Bonga-Bonga e Songa-Monga também há ditaduras. Inatacáveis, mesmo, são os aliados que fornecem petróleo.

Da mesma forma que a defunta Liga das Nações, no seu tempo, as Nações Unidas mostram-se impotentes para conter as agressões. Antes foi com Mussolini, agora é com Obama, com todo o respeito à sua ascensão ao poder, diversa do Duce. Mas o efeito da ação da comunidade internacional é o mesmo, ou seja, zero.

Não demora muito a destruição da Líbia, e a gente pergunta o que virá depois.

MEA CULPA?

Um dos postulados fundamentais do jornalismo é reconhecer o erro, quando erramos, tornando público o reconhecimento, através de retificação.

Escrevemos, outro dia, a respeito da pálida performance dos atuais dirigentes dos maiores partidos, que o senador Waldir Raupp, de Rondônia, presidente nacional do PMDB, não havia reunido uma só vez a executiva nacional, desde que assumiu em janeiro deste ano.

Não é verdade. Seis reuniões já aconteceram desde então para tratar de assuntos de interesse do partido, uma com relação às eleições municipais de 2012, quando ficou estabelecido que só terão candidaturas liberadas os candidatos que frequentarem o Curso de Formação Política ministrado pela Fundação Ulisses Guimarães. Esse curso, abrangendo também o tema da gestão pública, é ministrado nos diversos estados, sendo que o senador Raupp já visitou os diretórios regionais do Rio Grande do Norte, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Rio Grande do Sul e Minas Gerais. Estará em Curitiba no fim de semana, para participar da abertura dos trabalhos e discutir novas filiações.

Entre os projetos apresentados pelo senador está o que procura fazer cessar o desmatamento na Amazônia Legal, prevendo a concessão de incentivos na gestão sustentável das florestas. Suas atividades envolvem 513 pronunciamentos da tribuna do Senado e 133 projetos de lei.?

Fica aqui o registro, paralelamente ao reconhecimento do erro e as devidas desculpas.?

SEMANA ESMAECIDA

Com o presidente da Câmara, Marco Maia, na Coréia, o presidente do Senado, José Sarney, no Paraguai, e o vice-presidente da República, Michel Temer, na Rússia, cada um acompanhado de deputados e senadores, inclusive líderes partidários, destina-se esta semana parlamentar à prática de enxugar gelo e ensacar fumaça. Salvo inusitado, nada se discutirá ou decidirá de importante, a começar pela votação do Código Florestal.

Poderão as atenções estar voltadas para o Supremo Tribunal Federal, se os quatro ministros que voaram semana passada para os Estados Unidos já tiverem retornado. A situação jurídica do italiano Batistti está em pauta, mas quanto ao julgamento dos mensaleiros que eram 40 e agora são 39, não há sinal de nada.

Resta saber quem a presidente Dilma Rousseff receberá, recuperada da pneumonia de que dias atrás foi acometida.


O VOO DA MORTE


Cinco mulheres foram jogadas vivas de um avião no mar durante a ditadura argentina (1976-83).

De Buenos Aires
Gelson Farias

Olides.


Lembra da matéria que fiz, junto com a Enriqueta, no ESMA, ano passado, (A VIDA VENCENDO A MORTE). Pois é. Agora, foram presos três dos militares que no período da ditadura jogaram ao mar cinco mulheres vítimas da repressão. E tudo estava naqueles documentos que me foram retirados das mãos por um segurança militar da ESMA. Quando estive nos porões da ESMA, acreditava como jornalista que visitar o lugar, fosse estimular um espaço criado para a memória. Mas o que, li naqueles documentos me deu arrepios. Trata-se de uma pequena, mas significativa possibilidade de romper o "pacto de silêncio" que se estabeleceu entre os militares e civis que participaram da repressão. Os civis (médicos, enfermeiros, cozinheiros, guardas, jornalistas, serventes, técnicos, pedreiros, engenheiros, secretárias) que trabalharam ou passaram pelo local, internacional que tiveram participação crucial no regime: empresas multinacionais, mídia corporativa, (não é só no Brasil que uma entidade do setor agrário representa o que há de mais atrasado, reacionário e antidemocrático na sociedade…). A verdade às claras e em público (II): a marca d'água do painel é uma lista em construção dos nomes de parte dos 5 mil seqüestrados que passaram pela ESMA - dos quais apenas cerca de 200 sobreviveram Na Argentina, há um padre preso por participar da repressão (houve párocos que repassavam aos militares informações ouvidas no confessionário). Há processos contra um médico, um ex-ministro da Economia, um juiz e, como dito antes, a dona de um dos oligopólios de comunicação do país. Ou seja, apuram-se os crimes contra a humanidade cometidos no período e as investigações atingem o andar de cima da sociedade.




Nesta foto (acima) tirada por Enriqueta, com um celular escondido foi um instante em que se descuidaram da guarda, sobre nós, na sala. Eu estava fazendo a leitura de um documento que me foi tirado das mãos por um dos guardas do local. Posso te garantir Olides, nunca tinha visto nada igual, nem ai no Brasil. O local é cuidado por vários policiais do governo, alunos da ex-ESMA. Eu estava com o documento onde tinha os nomes e as fotos deste caso que agora vou relatar para o teu blog. Fotos repressores que atuaram na ESMA, durante o regime militar, aqui da argentina. Pena que não deu para se tirar reproduções destes documentos originais. Pena.

Três oficiais da Guarda Costeira foram detidos sob acusação de participar de um 'voo da morte' no qual uma freira francesa e outras quatro mulheres foram jogadas vivas de um avião no mar durante a ditadura argentina (1976-83).
"As três pessoas detidas, que eram da Prefeitura (Guarda Costeira), uma delas atual piloto de voos internacionais da Aerolíneas Argentinas, seriam aqueles que pilotaram o voo" no qual foram jogadas no mar a freira francesa Léonie Duquet e quatro integrantes da organização humanitária Mães da Praça de Maio. O juiz federal Sergio Torres, encarregado do caso, também ordenou a detenção de um advogado e de um integrante da Marinha de Guerra, ambos na província de Mendoza (oeste).


As vítimas da ditadura: Azucena Villaflor, e a francesa Léonie Duquet

Os corpos das cinco mulheres, entre eles o da fundadora do grupo Mães da Praça de Maio, Azucena Villaflor, foram encontrados em 2005 enterrados como indigentes no cemitério de uma cidade litorânea, depois de terem sido encontrados em uma praia para onde foram levados pelo mar no final de 1977.
Centenas dos 5.000 detidos-desaparecidos do campo de extermínio da Escola de Mecânica da Marinha (ESMA, em espanhol) eram seqüestrados e jogados vivos no mar nos chamados 'voos da morte', segundo denúncias de organizações defensoras dos Direitos Humanos.
"O juiz os acusa, além disso, de outros 20 casos de 'voos da morte'", afirmou a fonte judicial. A fonte identificou os detidos como Alejandro Domingo Dâ?Agostino, Enrique José de Saint Georges e Mario Daniel Arru. Todos eles eram oficiais de Guarda Costeira no momento do crime investigado. Arru é hoje comandante na companhia aérea argentina. Cerca de 30.000 pessoas desapareceram durante a ditadura.



Jogadas vivas no mar. Susana Miranda, Ariel Morandi e Hilda Cardozo.

Em 14 de dezembro de 1977, sete horas -no período da tarde aqui em Buenos Aires – as mulheres sequestradas foram levadas para os porões da ESMA. La foram fotografatos por Alice Domon e Leonie Duquet, ambos Montoneros. A imagem das cinco mulehres é a última prova de vida do grupo Mães da Plaza de Mayo, sequestradas quando estavam saindo da igreja de Santa Cruz. Naquela mesmo dia, por volta das 21h30, uma quarata-feira, as mulehres foram "transferências" na ESMA, para o Aeroporto Jorge Newbery, centro de Buenos Aires. 22horas naquela noite. As mulehres, com capuz na cabeça são colocadas no avião PA-51 Skyvan pertencente a Prefeitura Naval Argentina. Não demorou muito o avião de fabricação irlandesa com boa capacidade de carga, e uma rampa na traseira. decolou.



Avião PA-51 Skyvan pertencente a Prefeitura Naval Argentina.

A carta de voo, era que estavam transportando passageiros, como se fosse uma linha normal com duração de três horas e dez minutos. Seis horas mais tarde o avião retornou para o ponto de partida. Onze dias depois, nas praias de São Bernardo e Santa Teresita, começacaram a aparecer corpos trazidos pelo mar a bira das praias. Aas vítimas foram identificadas e os documentos com a identificação dos nomes foram retidos pelos militares e levados para os arquivos da ERSMA. A antropologa forense Soledad Arrigas, da equipe do governo, morreu de causas misteriosas meses depois do caso. Agora, o juiz federal Sérgio Torres, depois de receber todas as informações sobre o caso, que ficou conhecido como “o voo da morte”, mandou prnder os acusados para interrogatório na corte suprema, Enrique José de Saint Georges, Mario Daniel Alejandro Domingo Arru e D'Agostino. A decisão sobre o seu futuro depende do justiça federal Argentina.

A primeira testemunha do Skyvan (avião) contribuíu muito nas investigações judiciais. O Inspector Rodolfo Fernandes, dise no seu depoimento. "Eu ouvi o tenente Georges – ele estava se referendo ao Santis Georges, um dos presos – dizer que o avião da Prefeitura Nacional Naval estava pronto para o transporte e libertação de reféns presos políticos", disse ainda que; “ Os corpor foram atiradsos por muma rampa existente na traseira do avião", disse ele.
Outra importanate ajuda foi uma carta assinada pelos "jovens oficiais e não-corruptos da Guarda Costeira", na na época tentaram reprimir a insurgência dentro e fora da ESMA. A carta confirma os dados sobre Skyvan( o avião) e um fato chamou a atenção dos membros da Corte Suprema e que tudo foi filmado e fotografado de dentro da avião quando as mulhetres eram atiradas ao mar. A carta acusa o Hilario Ramon Farina. Farina esta vivo com 82 anos. Numa entrevista para o Pagina/ 12, Farina, disse que” "De tudo o que é dito ser de cinqüenta por cento da verdade e outros cinqüenta fantasia."

O juíz Sérgio Torres, ouviu outros envolvidos no caso, mas eus nomes não foram revelados, somente o que disseram. Um deles, disse...". Disse que enviou um carta para o Rafael Videla contando sobre a sua participação em dois vôos, ambos do aeroporto doméstico. "Os primeiros treze prisioneiros estavam a bordo do avião da Prefeitura", disse ele. "O sistema para eliminar elementos subversivos era orgânico. Usa-se o avião e não se move uma força armada ", disse ele. “Em uma placa do cassino dos oficiais ESMA esta os nomes dos carrascos”. Contou no depoimento que viu os reféns, ( as mulheres) no caminhão rumo ao aeroporto. “Eu estava com meu chefe, o tenente Vaca”. Identificado mais tarde nas investigações como Torres Lima de Tolosa, provincia de Tolosa, de Buenos Aires. "Estávamos tão convencidos de que ninguém questionou, não havia escolha. Altos oficiais, suboficiais, os médicos deram apoio moral ".
"Saindo do Aeroparque é dado um plano de vôo: a base naval de Punta Indio. Chegando em Punta Indio estava carregando para o mar ", disse ele. "Eles foram despidos e consternado quando o comandante deu a ordem foi baseada onde o avião, abriu a porta e jogou-os nus, um por um", disse ele. "No Skyvan, pela porta traseira que abre de cima para baixo. É um grande rampa, mas posições intermediárias. É fechado ou é aberto, ele permanece na posição aberta. O oficial entrou na porta, uma espécie de porta da garagem, assim que foram 40 centímetros buraco no vazio. Então eles foram jogadas para o mar um a um . Eu estava muito nervoso, quase cai passando por um vácuo na aeronave", disse ele ".
. A investigação sobre os vôos, no entanto, nunca foi ativada. Em 2005, o juiz Julián Ercolini declarou-se incompetente para investigar o caso e enviou o processo para Sérgio Tores. O juíz também investigou os aviadores e técnicos de aviação decorado por Massera por sua atuação em "operações de combate" (sic), como membros do Grupo de Trabalho 3.3, capitães Hugo Roberto Ortiz, Rodolfo Alberto Guido Paolini e Bogart. Até o arguido Carlos Capdevila, entre outros cujo os nomes mantem em absoluto sigilo. O gatilho para a investigação do Skyvan era um relatório das técnicas de vôo" que inclui informações valiosas, como o nome do comandante, data, origem, destino e duração de cada vôo. No final de 2009 os dados já estava no tribunal de Torres.
Após a emissão do relatório, no Canal 13, U. S. advogado Michael Osorio, que está a investigar as transferências de reféns como parte da Operação Condor caso, que tomou depoimento do jornalista, discutiu as irregularidades que surgiram a partir dos registros e documentação solicitada pela justiça. Ao contrário da Marinha, que diz não ter mais as provas( as fotos) tiradas de dentro do avião, e de outros documentos( registros) e gravações entre 1976 e 1978, além das informações contidas no livro da aeronave, tais como horários, a tripulação e finalidade. Segundo uma testemunha, os registros foram guardados por oficiais num cofre. Nestes voos o nome dos passageiros não foram registrados. Dizem os oficiais da marinha que os voos eram destinados a “ instrução militar”. Apenas um, a de 14 dezembro de 1977, tem um objetivo diferente: "Navegação noturna" De acordo com o voo de regresso, a PA-51 voou três horas e dez minutos, sem passageiros, liderado por De Saint Georges, D'Agostino e Arru.


Edson Brum alerta sobre aumento disfarçado de ICMS


O deputado Edson Brum (PMDB), presidente da Comissão de Constituição e Justiça da Assembleia, alertou, nesta sexta-feira (13), de que a anunciada revisão e atualização da base de cálculo do ICMS sobre os combustíveis, é um aumento disfarçado. “É uma revisão de cálculo pra cima. Pode chamar de outro nome, mas é aumento. O governo Tarso (PT, PSB, PcdoB, PDT, PRB, PTB) está lançando mais um duro golpe no bolso do contribuinte”, disse o deputado.

A Secretaria da Fazenda justifica dizendo que o valor está “muito” defasado em relação ao preço médio do combustível. “Já não bastasse o boom dos preços nos últimos dias. E, quando o governo Federal anuncia uma redução para amenizar um pouco o impacto, vem o governo estadual dizer que vai aumentar o ICM? Cadê a tão propagada sintonia que o Tarso dizia que iria acontecer, caso o PT governasse a União e o Estado?”, questionou Edson Brum.

 

Histórias de La Undeze


QUANTI CASSONI, QUANTI CASSONI...


( QUANTOS CAIXÕES, QUANTOS CAIXÕES...)

Foi com esta expressão meio que macabra que meu velho pai, de 83 anos, chegou em casa no último sábado,lá pelas 5 da tarde,d e um dia chuvoso e frio( parecia mesmo um dia de inverno) depois de ter ido com minha mãe, de bengala, assistir a missa dos idosos,que no sábado teve a benção dos enfermos.

Diz minha irmã, Alenir, que estava em casa que minha mãe disse que eles dois eram os campeões de magnane( doenças em geral) que estavam na missa. Se não tivesse outra coisa que fazer - fui caminhar - teria ido nesta missa, embora ainda não esteja na época de receber a benção dos enfermos.

O que meu pai disse foi de uma forma sincera que havia muita gente ali que iria morrer logo. Visto por outro lado, havia muita gente ali que em outros tempos, quando o SUS não atendia todo mundo gratuitamente( e deve-se a Salete Cadore,quando foi secretária da saúde, sua implantação no município) já estaria no casson!( no caixão)...

As cidades do interior também se tornaram um celeiro de muitos idosos que ssobreviveram nestes anos todos e aposentados vivem jogando suas cartinhas no seu dia a dia...em serafina, que eu conheço, existem muitos idosos e aposentados.

O clube ,ou o porão do clube paroquial é um dos locais onde eles vão se distraír jogando uma cartinha....ou então em outros locais da cidade, onde também se jogam cartas e outros jogos.

A vida é assim : tem época pra tudo....teve época pra cantorias , teve época pra festas, teve época pra trabalho!

Agora, no caso dos meus pais, é a época da benção dos enfermos!

Mas não é só com eles:

Sábado visitei o Nadir Zanatta, el taxista, ele teve a primeira placa de táxi da cidade e foi também caminhoneiro durante muitos anos. Ele, que tem 84 anos, mancava de uma perna, mas ainda se distraía nos fundos de sua casa, na TObias Barreto, e seu fusca estava guardadinho na garagem. Sei também que ainda fabrica sua cerveja preta, cujos ingredientes lhe são levados por uma filha...

O fone do taxista era 13!

A NOTICIA COMO EU A VI....


FUTEBOL DO INTERIOR

MORREU FAZ TEMPOS...

UMA vez, alguns anos atrás, estava em S. Borja e num domingo de tarde, houve um Grenal...me espantei com o foguetório, com as rixas...parecia que tivessem disputando um clássico local....

Tamb ém leio semanalmente a FSB e na coluna mais prestigiada do jornal,sempre tem comentário ssobre a chamada dupla...

O que faz lembrar uma tese que tenho há algum tempo: o futebol do interior morreu e junto dele a imprensa do interior, que não fala mais dos seus times.

Vejam o exemplo do Pioneiro do último sábado que mostrou reportagem com grupo de médicos, numa clínica. eles não torcem mais pra Juventude e Caxias, mas sim pra Gremio e Inter...

Sera que sempre foi assim, eu não me dava conta ou isto é um fenômeno moderno?

E que boa pauta prum chamado jornal grande???

Podem copia-la a vontade. Não me importarei....


Sucessão municipal:

O cardápio da "esquerda"
A intuição deste saiteiro é que depois que a deputada Manoela foi convidada a Comandatatuba, está aberto seu caminho com aval e tudo pra ser o poder...

MAIS FATOS & MAIS FOTOS

Manuela com os vereadores do PT (Foto: Divulgação)
Eleição no cardápio
O tradicional restaurante Copacabana, em Porto Alegre, foi palco de uma prévia do que pode ocorrer nas eleições no município. Em um dos salões, a deputada federal Manuela D’Ávila (PC do B) conversava com a bancada de vereadores do PT. Em outro ambiente do mesmo restaurante, almoçavam peemedebistas e pedetistas. No encontro de petistas com a deputada, a conversa foi uma análise do cenário político da cidade, e a definição de uma agenda comum que incluirá uma série de seminários para discutir a cidade para além da Copa do Mundo. “Há um consenso sobre os problemas da cidade. Queremos construir uma opinião comum sobre soluções e alternativas”, afirmou Manuela. Sobre a coincidência, o secretário titular da Smic, Valter Nagelstein (PMDB), escreveu em sua conta no Twitter: “Todo o PT e a deputada Manuela em uma sala e nós e boa parte


Vingança, não justiça!


Leonardo Boff


Alguém precisa ser inimigo de si mesmo e contrário aos valores humanitários mínimos se aprovasse o nefasto crime do terrorismo da Al Qaeda do 11 de novembro de 2001 em Nova Iorque. Mas é por todos os títulos inaceitável que um Estado, militarmente o mais poderoso do mundo, para responder ao terrorismo se tenha transformado ele mesmo num Estado terrorista. Foi o que fez Bush, limitando a democracia e suspendendo a vigência incondicional de alguns direitos, que eram apanágio do pais. Fez mais, conduziu duas guerras, contra o Afeganistão e contra o Irã, onde devastou uma das culturas mais antigas da humanidade nas qual foram mortos mais de cem mil pessoas e mais de um milhão de deslocados.

Cabe renovar a pergunta que quase a ninguém interessa colocar: por que se produziram tais atos terroristas? O bispo Robert Bowman de Melbourne Beach da Flórida que fora anteriormente piloto de caças militares durante a guerra do Vietnã respondeu, claramente, no National Catholic Reporter, numa carta aberta ao Presidente:"Somos alvo de terroristas porque, em boa parte no mundo, nosso Governo defende a ditadura, a escravidão e a exploração humana. Somos alvos de terroristas porque nos odeiam. E nos odeiam porque nosso Governo faz coisas odiosas".

Não disse outra coisa Richard Clarke, responsável contra o terrorismo da Casa Branca numa entrevista a Jorge Pontual emitida pela Globonews de 28/02/2010 e repetida no dia 03/05/2011. Havia advertido à CIA e ao Presidente Bush que um ataque da Al Qaeda era iminente em Nova York. Não lhe deram ouvidos. Logo em seguida ocorreu, o que o encheu de raiva.

Essa raiva aumentou contra o Governo quando viu que com mentiras e falsidades Bush, por pura vontade imperial de manter a hegemonia mundial, decretou uma guerra contra o Iraque que não tinha conexão nenhuma com o 11 de setembro. A raiva chegou a um ponto que por saúde e decência se demitiu do cargo.

Mais contundente foi Chalmers Johnson, um dos principais analistas da CIA também numa entrevista ao mesmo jornalista no dia 2 de maio do corrente ano na Globonews. Conheceu por dentro os malefícios que as mais de 800 bases militares norte-americanas produzem, espalhadas pelo mundo todo, pois evocam raiva e revolta nas populações, caldo para o terrorismo. Cita o livro de Eduardo Galeano, "As veias abertas da América Latina", para ilustrar as barbaridades que os órgãos de Inteligência norte-americanos por aqui fizeram. Denuncia o caráter imperial dos Governos, fundado no uso da inteligiência que recomenda golpes de Estado, organiza assassinato de líderes e ensina a torturar. Em protesto, se demitiu e foi ser professor de história na Universidade da Califórnia. Escreveu três tomos "Blowback" (retaliação) onde previa, por poucos meses de antecedência, as retaliações contra a prepotência norte-americana no mundo. Foi tido como o profeta de 11 de setembro. Este é o pano de fundo para entendermos a atual situação que culminou com a execução criminosa de Osama Bin Laden.

Os órgãos de inteligência norte-americanos são uns fracassados. Por dez anos vasculharam o mundo para caçar Bin Laden. Nada conseguiram. Só usando um método imoral, a tortura de um mensageiro de Bin Laden, conseguiram chegar ao seu esconderijo. Portanto, não tiveram mérito próprio nenhum.

Tudo nessa caçada está sob o signo da imoralidade, da vergonha e do crime. Primeiramente, o Presidente Barak Obama, como se fosse um "deus" determinou a execução/matança de Bin Laden. Isso vai contra o princípio ético universal de "não matar" e dos acordos internacionais que prescrevem a prisão, o julgamento e a punição do acusado. Assim se fez com Hussein do Iraque,com os criminosos nazistas em Nürenberg, com Eichmann em Israel e com outros acusados. Com Bin Laden se preferiu a execução intencionada, crime pelo qual Barak Obama deverá um dia responder.
Depois se invadiu território do Paquistão, sem qualquer aviso prévio da operação. Em seguida, se sequestrou o cadáver e o lançaram ao mar, crime contra a piedade familiar, direito que cada família tem de enterrar seus mortos, criminosos ou não, pois por piores que sejam, nunca deixam de ser humanos.

Não se fez justiça. Praticou-se a vingança, sempre condenável."Minha é a vingança" diz o Deus das escrituras das três religiões abraâmicas. Agora estaremos sob o poder de um Imperador sobre quem pesa a acusação de assassinato. E, a necrofilia das multidões nos diminui e nos envergonha a todos.

Leonardo Boff é teólogo e escritor. do site do rene....ribeiro!!!!

Coleguinhas


*Chico Izidro, do Correinho, carregava no bolso a bandeira do Grêmio neste domingo, antes do jogo....


*Ilgo Winck ,funcionário da UFRGS, está fabricando cerveja preta de marca MAZEMBE...é que é gremista fanático...


*Cores clubísticas: os jornalistas que vieram de Montevideo transmitir o jogo do PENHAROL contra o Inter, queriam vestir camisetas do time uruguaio. Aí a ACEG não deixou mas eles ficaram narrando e torcendo pro clube...

Bom, aí até que pode, né!

COLEGUINHAS NO TRIBUNAL


Tanto a Empresa Jornalística Pampa Ltda. como o jornalista Jayme Copstein estão recorrendo de uma sentença proferida pelo juiz Eduardo João Lima Costa em 13.04.2009 que condenou a empresa, que edita o jornal O SUL a pagar 10 mil reais de danos morais a Fernando Flores Cabral Junior( juiz de direito) e o jornalista redator da materia condenado ao pagamento de 5 mil reais como danos morais pelo que escreveu.A sentença saiu em 13.10.2009.

Jayme escreveu em sua coluna de O Sul que " data vênia e com todo o respeito, o Judiciário deve providenciar com urgência assinaturas de jornais e acesso a internet a todos os seus juízes.

Para que não se repita o caso do titular da Vara de Execuções Criminais de Porto Alegre, que não sabia o que todos os jornais noticiaram em machete à época em que Carlos Antônio da Silva, o Balengo, foi preso com 40 comparsas,quando a quadrilha cavava um túnel para furtar dinheiro do Banrisul e da Caixa Econômica.

Balengo já tem condençaões de sobra fora do Rio Grande do Sul , mas o seu alentado currículo não era sabido do juiz que lhe concedeu o regime semi-aberto, após cumprir a sexta parte de pena de sete anos por tentativa de furto"

O autor da ação - que tramita na Comarca de Porto Alegre- também é Juiz de Direito da Vara de Execuções Criminais.

 

De São Borja


Terminou na sexta passada a semana cultura na câmara municipal. sempre com bom público prestigiando as promoções. Celso Lopes tá deixando sua marquinha no legislativo sãoborjense...

( Alguns dizem que é por que é bem assessorado....)


Coleguinhas

Jornal Pioneiro, de Cazias, apresentou boa matéria neste sábado: foram fazer reportagem com personagens com mais de 100 anos que o censo do IBGE catalogou no municipio.

Pioneiro sempre com razoáveis matérias. bom jornal pro Interior.

 


piadista..

Flávio Soccol continua o piadista dos anos 60,quando éramos colegas no ginásio. Me apresentou a uma árvore que cultiva no jardim e disse que ela é a mais sexy: nasceu no pau, vive no pau e morre chupando. ESte é o Flávio...só a Adelina pra guentar ele tanto tempo!

 


De Serafina

Na casa do Flávio Soccol, fui apresentado ao fundador e dono da Credeal, o Carlinhos, ou Carlão Alban....Fez transplante de coração( a doadora é uma mulher) e vive uma nova vida. reside em Floripa no seu terceiro casamento.Tem 69 anos de idade. Vendia pastel nos jogos do Gaúcho,quando era jovem e foi garção da churrascaria Alban, na antiga rodoviária.

Carlinhos sempre gostou de morar em praias porque gosta de mar. No Rio,quando lá morou nos anos 80, vivia num apê na Barra da Tijuca, no mesmo prédio do jogador Bebeto,aquele que inventou o embalo em criança, quando fazia um gol pela seleção brasileira.


Livro usado pelo MEC ensina aluno a falar errado


Livro usado pelo Ministério da Educação


Livro didático de língua portuguesa adotado pelo MEC (Ministério da Educação) ensina aluno do ensino fundamental a usar a "norma popular da língua portuguesa".
O volume Por uma vida melhor, da coleção Viver, aprender, mostra ao aluno que não há necessidade de se seguir a norma culta para a regra da concordância. Os autores usam a frase "os livro ilustrado mais interessante estão emprestado" para exemplificar que, na variedade popular, só "o fato de haver a palavra os (plural) já indica que se trata de mais de um livro". Em um outro exemplo, os autores mostram que não há nenhum problema em se falar "nós pega o peixe" ou "os menino pega o peixe".
Ao defender o uso da língua popular, os autores afirmam que as regras da norma culta não levam em consideração a chamada língua viva. E destacam em um dos trechos do livro: "Muita gente diz o que se deve e o que não se deve falar e escrever, tomando as regras estabelecidas para norma culta como padrão de correção de todas as formas lingüísticas".
E mais: segundo os autores, o estudante pode correr o risco "de ser vítima de preconceito linguístico" caso não use a norma culta. O livro da editora Global foi aprovado pelo MEC por meio do Programa Nacional do Livro Didático.
Atualizado às 16h20: Em entrevista ao iG, uma das autoras do livro, a professora Heloísa Ramos, declarou que a intenção era deixar aluno à vontade por conhecer apenas a linguagem popular e não ensinar errado.


Pequeno comentário sobre a notícia: Que coisa, hein? ? Acim as crianssa vão ficar na ignorassia; iço é um abçurdo.?


SERGIO OLIVEIRA
CHARQUEADAS - RS


Sem Pulo e Túnel do Tempo


clique na imagem para ampliar


clique na imagem para ampliar


Permitam-me remeter a Sem Pulo e Túnel do Tempo
que escrevo na Folha Popular de Teutônia, deste sábado.
Abraço e bom final de semana
Rudimar Thomas

Me desculpe o Tarso 1

que deu no Isento que escreveu tanto!!!


Esta inspeção veicular está fadada a ser apenas uma medida arrecadaria, para pegar uma graninha daqueles carros velhos que não pagam IPVA. Para os proprietários de Mercedes, BMWs, Toyotas Corollas e Honda Civics tanto faz gastar mais 60 reais, mas para os felizes proprietários de Fuscas, Chevettes, Corcéis, Monzas e Opalas da década de 80 este troquinho pesa, e ainda mais somado ao custo das reformas que seus outrora flamantes carrinhos vão necessitar para passar na inspeção.

Me desculpe o Tarso 2


A tentativa de cobrar a mais da previdência dos altos salários dos funcionários públicos só vai dar em dívidas futuras para o Estado. Dezenas de advogados gaúchos já estão estudando os pareceres da justiça paranaense sobre este assunto. Lá o estado fez esta bobagem e milhares de funcionários públicos entraram com processos e conseguiram liminares para não pagar o mais, outros estão deixando para mais tarde e assim terem de volta o que já pagaram acrescido de juros, correção monetária e outras coisas que se consegue indo aos tribunais. A solução é a partir de agora só contratar pela CLT e assim acabar com a dualidade de brasileiros, o funcionário público e o cidadão comum. Quem quiser na aposentadoria ganhar um pouco (ou muito) mais que o teto da Previdência que faça um plano de aposentadoria particular, e além disso faça uns biquinhos que mantém o corpo e a mente em
atividade.

Tarso tem toda razão
Não entendo por que, quem já têm milhões precisa dos incentivos do governo. Já é vício do empresariádo. Se pegássemos todo o dinheiro que demos a GM, a Gerdau, a Ford (é, levou uma grana do Britto, nano se instalou aqui e até agora nano devolveu a mixaria). Com tanto pobre precisando, como é que o governo vai ajudar a quem não precisa. É só cortar estes incentivos e que só venha aqui para o RS quem estiver atrás de um grande público consumidor.

Peninha da EPTC
Do jeito que está a tranqueira no trânsito aí da capital, a empresa dos azuizinhos deve estar multando muito menos por excesso de velocidade, pois está difícil andar a mais de 35 por hora nas principais avenidas. Com os vidros escuros e a tecnologia buletooth também deve ter diminuído muito as multas por uso do celular ao volante.

Remindo Sauim, de Canoas


Cristão novo no serpentário

Ayres cerutti, que implantou um café no térreo da ari, não tomou até hoje um cafezinho lá. é que o gringo não põe a mão no bolso assim tão fácil.

mas é visto quase todos os dias no serpentário, onde tem frequentado com assiduidade....


O que fazer no findi!

Tem Grenal no OLímpico!!!!

Final de gaúchão Coca Cola. pros amantes do futebol,tudo a ver...

Noticias que eu comento....


Seo Valter Gomes foi reeleito segundo o Jornal da Noite, pra CIC...

Seo Valter ajudou a levantar ou fazer da Marcopolo o que ela é....

Foi ele que junto com Nelson Sbabo deu impulso pra que a Rota do Sol não ficasse pelo caminhão.

Daqui apenas desejo uma boa gestão no segundo mandato ao Valter Gomes Pinto, um RP nato....



Leio também no JN que o Cascatinha que faz a pagina 3 do JC ficou possesso com a ESPM porque botaram apenas meia página pra homenagear jornalistas nos outros jornais e uma inteira na ZH. Mas o Cascata - como é conhecido entre os amigos - não sabe que o valor quem tem é o veículo, não o jornalista??

Pô o cara teve dos dois lados do balcão e ainda não aprendeu isto?

NOTICIAS QUE EU COMENTO!

O CORREINHO DE TERÇA PASSADA , DIGAMOS, QUE IURDIZOU...SE É QUE ME ENTENDEM ( VEM DE IURD.....)

A Rádio Pop Rock FM volta ao campus da Ulbra em Canoas

 

Notas:
Pop Rock volta pro campus da Ulbra

Tenho especial afeição pela Pop Rock. Minha filha Ana, quando fazia a residência médica no Clínicas,sempre parava pra ouvir o CAFEZINHO. Hoje a guria está no Clínicas, em Sampa....viu gurizada...falem dela....

 

Boa tarde Olides

A Rádio Pop Rock FM volta ao campus da Ulbra em Canoas

Depois de quase quatro anos, a rádio Pop Rock FM volta definitivamente para o campus da ULBRA em Canoas. A partir desta sexta-feira, 13 de maio de 2011, toda a transmissão ocorre no prédio 11, onde a rádio já tem um estúdio, na entrada do saguão.
A Pop Rock é a única rádio FM com concessão comercial, com sede dentro de uma universidade, da Grande Porto Alegre. Por isso, o objetivo da mudança é otimizar a comunicação com os universitários e aproximar a emissora - tanto em termos de programação, quanto de atividades – da comunidade acadêmica ULBRA.
O programa de maior audiência da emissora, Cafezinho, que já tem quase 10 anos de existência, já será transmitido do Estúdio Cristal amanhã, a partir das 12h e 30 min.
Foram quase quatro anos de programação ao vivo na sede da ULBRACOM, no Centro Histórico de Porto alegre. A Pop Rock agradece a hospitalidade e convida todos para conhecer o novo estúdio da emissora, no prédio 11, na ULBRA Canoas.


OBRIGADO PORTO ALEGRE!
Contatos da Pop Rock, em Canoas

Os contatos para os programas continuam os mesmos.

Twitter: @poprockfm
@cafezinhos
@nabanheirapoprock
@cafesdas7
@maquinadocafezinho

Site: www.poprock.com.br
Facebook:: Rádio Pop Rock


Obrigado pela atenção.


Fernando Pisoni Queiroz
marketing e locução

 

Câmara dos Deputados presta homenagem aos 35 anos da FAMURS


Homenagem aconteceu durante a Marcha dos Prefeitos, em Brasília
A Câmara dos Deputados homenageou, nesta terça-feira, 10, a Federação das Associações dos Municípios do Rio Grande do Sul (Famurs) pelos seus 35 anos de fundação. A entrega da medalha dos 50 anos de Brasília, pelo presidente da Casa, deputado Marco Maia (PT), durante expediente no Salão Nobre da Câmara simbolizou o ato.

A condecoração foi recebida pelo presidente da Famurs, Vilmar Perin Zanchin, que agradeceu em nome dos 496 Municípios do Estado e ressaltou a importância do papel da Federação para a sociedade gaúcha. "Agradeço a homenagem e reforço nosso compromisso com o municipalismo gaúcho, pois nossas lutas não dizem respeito somente aos prefeitos e seus Municípios, mas a todos os cidadãos", exaltou.

O Grande Expediente foi aberto pelo autor da proposta de homenagem, deputado federal Jerônimo Goergen, que destacou a importância do papel da Famurs no fortalecimento dos Municípios e na melhoria dos serviços prestados às comunidades. Presentes à solenidade, o ex-presidente da Federação, deputado federal Alceu Moreira, o representante da Assembleia Legislativa do Rio Grande do Sul, deputado estadual Altemir Tortelli (PT), e os presidentes da Federação dos Trabalhadores na Agricultura do RS (Fetag-RS), Elton Weber, e da Federação dos Trabalhadores na Agricultura Familiar da Região Sul (Fetraf-Sul), Celso Ricardo Ludwig.

Também representando a Famurs, participaram da solenidade os três vice-presidentes da entidade, prefeitos Valdir José Zasso (de Alpestre e 1º vice), Tarcísio Zimmermann (de Novo Hamburgo e 2º vice) e Irineu Orth (de Tapera e 3º vice), assim como, o prefeito de São Borja, Mariovane Weis, futuro presidente da Federação.

Do site do PMDB

 

 

Trabalho sobre furo jornalístico rende prêmio a estudante

Aluno da Ulbra conquistou premiação com episódio envolvendo dois diários de Porto Alegre

Entre os artigos científicos vencedores do primeiro Prêmio José Marques de Melo, organizado pela Rede Alfredo de Carvalho (Alcar), está um trabalho gaúcho. O estudante de Jornalismo da Ulbra Carlos Eduardo Andrade Garcia conquistou o terceiro lugar com o trabalho ‘Quando o Diário furou o Correio: a morte do Papa Pio XI na imprensa porto-alegrense em 1939’. O reconhecimento foi entregue durante o 8° Encontro Nacional de História da Mídia, realizado no Paraná.

A peça inscrita por Garcia foi seu trabalho de conclusão do concurso, em julho do ano passado. A pesquisa, orientada pela professora Jamile Dalpiaz, apresenta um resgate histórico e esclarece questões acerca da cobertura da morte do Papa Pio XI na imprensa da Capital à época. Para esclarecer se, de fato, o Diário de Notícias furou jornalisticamente o Correio do Povo, o artigo contextualiza o desenvolvimento do jornalismo gaúcho nas primeiras décadas do século XX, resgata a história dos dois jornais envolvidos e detalha os desdobramentos do episódio.

Carlos enfatiza a importância de conquistar o reconhecimento: “É um incentivo para eu continuar pesquisando. O prêmio Marques de Melo é uma excelente iniciativa e o meu artigo estava disputando com trabalhos ótimos, não esperava ser escolhido entre os melhores”.

O primeiro colocado foi ‘Comunicação e História: a imprensa de Belém no alvorecer do século XX’, de Phellippe Sendas, da Universidade Federal do Pará, e em segundo ficou ‘Reconstruindo uma trajetória: a história da televisão em Guarapuava’, de Luciana Grande, da Unicentro, do Paraná.

da coletiva.net

 

Serpentário mais calmo...

Nota-se nos últimos tempos que a mesa das serpentes do café da Uruguai estão mais calmas....


O que será que houve?

 

 

NO banco dos réus...


O fotógrafo espanhol encaminhou documentação pra pedir na Justiça reparação pelo PMDB local ter utilizado fotos suas em folhetos divulgados pouco tempo atrás.

 

 

Historias de la Undeze!


Roberto Montanari, conhecido por " quatro rodas" - falecido há uns dois anos em Pelotas- deixou pouco patrimônio, mas mesmo assim os 3 filhos disputam na justiça o que o pai deixou.

O apelido " quatro rodas " tem duas versões...uma, dos maldosos, é que ele rodou quatro vezes no vestibular de Medicina. Já sua irmã Adelina, que esteve de niver no último dia 5/05,diz que quatrorodas era porque ele gostava muito de automobilismo...

 

 

Eugênio Dutra Preocupado com a Saúde em Nosso Município


O vereador Eugênio Dutra (PP), está protocolando Câmara Municipal de Vereadores pedido de informações à Prefeitura Municipal no sentido de que esclareça o motivo porque a Secretaria Municipal da Saúde não está disponibilizando enfermeira ou auxiliar de enfermagem para acompanhar as pessoas que realizam consultas, exames ou cirurgias de catarata em Santana do Livramento.
O Vereador disse que este atendimento por profissional de enfermagem ou técnico em enfermagem é de suma importância no sentido de dar assistência, segurança e tranquilidade para as pessoas.
Informa o Vereador que a fiscalização dos atos do Executivo é uma das prerrogativas do Vereador.

 

Fonte: Assessoria do Vereador Eugênio Dutra

 

Ressaca da 4ª FestiPoa Literária acontece neste sábado

 

A quarta edição da FestiPoa Literária, além de um considerável crescimento na sua programação, obteve um importante acréscimo de público em relação às edições anteriores. A produção do evento contabilizou mais de 4.000 pessoas presentes nas mais de 30 atividades oferecidas durante os 11 dias do evento.

Em alguns momentos, como o debate de Zeca Baleiro e Vitor Ramil, e de Antonio Cicero, Frank Jorge e Felipe Azevedo, o público foi de mais de 200 pessoas. As livrarias Palavraria e Letras & cia também receberam muitos interessados em participar das atividades. A Casa de Teatro esteve superlotada no dia 07, sábado, durante a mesa Humor sempre humor com os cartunistas Adão Iturrusgarai e Laerte e o escritor Xico Sá: o público foi de mais de 400 pessoas.

Outra ocasião em que o público foi bastante expressivo foi na festa de encerramento no domingo, dia 08, no Beco, quando mais de 300 pessoas assistiram aos shows e ao espetáculo A timidez do monstro, apresentado por Paulo Scott e convidados.

No próximo sábado (dia 14 de maio) acontece a Ressaca da 4ªFestiPoa Literária. Na programação, o painel Os novos nomes do Jornalismo em Quadrinhos, marcado para as 18h, na Letras & Cia e, às 19h30, na Livraria Cultura, o show Tamburilando canções, de Felipe Azevedo.


14 de maio, sábado

18h, na Letras & Cia (av. Osvaldo Aranha, 444)


Painel: os novos nomes do Jornalismo em Quadrinhos
com Augusto Paim

ENTRADA FRANCA


Mais de 15 anos após o jornalista maltês Joe Sacco ter cunhado o termo Jornalismo em Quadrinhos, uma nova safra internacional de HQ-repórteres faz o gênero crescer no mundo inteiro. São dezenas de autores, veículos, projetos e eventos em diferentes países. Quem são esses novos nomes do Jornalismo em Quadrinhos? Onde e como publicam? De que forma trabalham? Quais são as vantagens e desvantagens de se fazer jornalismo usando a linguagem dos quadrinhos? Qual é a repercussão em meio acadêmico? Essas são algumas das questões que serão respondidas durante a atividade.

19h30 - Livraria Cultura (Av. Túlio de Rose, 80 - Loja 302)

SHOW TAMBURILANDO CANÇÕES - FELIPE AZEVEDO - VIOLÃO COM VOZ

Participações especiais: Simone Rasslan e Ayres Potthoff

ENTRADA: 1 kg de alimento não perecível

Felipe Azevedo lança seu quarto e novo álbum intituladoTAMBURILANDO CANÇÕES – FELIPE AZEVEDO – VIOLÃO COM VOZ, projeto financiado via Bolsa de Estímulo à Criação Artística (Categoria Música Popular) da Fundação Nacional das Artes (FUNARTE), RJ.

Gravado em formato Violão com Voz, no ano de 2009, o álbum conta ainda com as participações de quatro artistas convidados: Bebeto Alves (Voz), Ayres Potthoff (Flauta Transversal), Pedro Franco (Bandolim) e Adriana Marques (Voz).

O projeto agrega ainda a publicação de um livro que deverá ser lançado no segundo semestre deste ano, um hot site trilingue (português, espanhol e inglês) interativo, além da estréia da nova página do artista na web, portanto um projeto triádico: Cd +Hot site interativo +Livro.

No show de lançamento deste novo álbum, Felipe Azevedo contará com a presença de alguns destes artistas, Ayres Potthoff (Flauta Transversal) e Simone Rasslan que gentilmente substituirá a cantora Adriana Marques, falecida um mês e pouco após sua participação no cd.

Assessoria de Imprensa:
Simone Lersch

 

Audiências de Celso Lopes em Brasília garantem recursos para São Borja

O Presidente da Câmara de vereadores, Celso Lopes (PDT), esteve está semana em Brasília tratando de algumas questões relevantes para a população de São Borja.

No Ministério da Saúde,o Presidente do Poder Legislativo esteve levando as revindicações de São Borja e recebeu a notícia de que a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) será construída no antigo Hospital São Francisco de Borja e que a primeira parcela para a obra, que custará R$ 1.400.000,00 (um milhão e quatrocentos mil reais), já está depositada na conta da Prefeitura. Outra informação importante na área da saúde é que a Unidade Básica de Saúde de Nhu – Porã também teve o projeto aprovado e já está a disposição da Prefeitura a primeira parcela para a construção. A obra da Unidade de Saúde em Nhu – Porã terá o valor total de R$ 200.000,00 (duzentos mil reais). O próximo passo é iniciar os processos de licitação para ver quais as firmas serão responsáveis pelas obras. “Nossa luta quanto a utilização do espaço do Hospital São Francisco é antiga e muito importante essa decisão de colocar a UPA lá. Teremos uma melhora considerável na saúde de São Borja com essas duas obras. Ainda precisaremos avançar muito, mas estamos colhendo alguns resultados”, declarou Celso Lopes.

No Ministério do Trabalho Celso Lopes esteve em audiência com o Ministro Carlos Lupi para solicitar a intensificação do Programa ProJovem com mais bolsas de estudo para a região e São Borja. Já no Ministério da Agricultura o vereador protocolou no gabinete do Ministro uma carta pedindo a intervenção na crise do Arroz. Também junto com o Deputado Paulo Pimenta participou de audiência para buscar formas de equalizar a diferença do preço mínimo praticado no mercado com o preço que cobre a produção do arroz para que esta diferença seja paga aos produtores.

Também junto ao Deputado Paulo Pimenta, que assumiu a Coordenação da Bancada Gaúcha na Câmara Federal, foi garantido recurso para a duplicação da Avenida Leonel Brizola no trecho compreendido entre o trevo de acesso a cidade até a Cotrisal.


Assessoria de Imprensa Câmara Municipal de Vereadores de São Borja/RS

 

Brasil precisa de Estado 'meritocrático e profissional'


foi dito pela Dilma. Aqui no Estado o PT era contra.
SERGIO OLIVEIRA
CHARQUEADAS - RS

" os guerrilheiros também amam"

 

Quem já conhece a história do Gabeira, como eu conheço,porque sou fã dele ( gostaria de votar nele pra presidente) fica vendoo cara tietando a filha em campeonato de surf e imediatamente pensa: " os guerrilheiros também amam"

"Tiete", Gabeira apoia filha Maya em etapa carioca do Mundial

Fernando e Maya Gabeira fazem "reunião familiar" antes da competição
Foto: Wagner Meier/Fotoarena/Divulgação

 

No dia de sua estreia no Rio Pro, quinta etapa do circuito mundial de surfe, a tetracampeã mundial em ondas gigantes Maya Gabeira recebeu um apoio especial. Seu pai, o ex-deputado federal Fernando Gabeira, compareceu à praia da Barra de Tijuca para torcer pela filha, convidada para o evento.

» Maya cai para repescagem no Rio Pro

No mar, porém, o desempenho de Maya não foi espetacular. Acostumada a surfar ondas enormes, a carioca se deparou com "marolas" bem menores e pegou apenas duas ondas. Com notas de 1,43 e 2,13, ela terminou em terceiro na bateria e caiu para a repescagem da competição.

A vencedora foi a havaiana Carissa Moore, líder do circuito mundial, com um somatório de notas de 8,30. Já a segunda posição ficou com a australiana Jessi Miley-Dyer, com 5,00 pontos no total.

 

Existe um 'anapradismo' no ar

A cantora e compositora uruguaia Ana Prada vem conquistando cada vez mais popularidade e importância na música latino-americana contemporânea, no Brasil também já conta com um bom número de fãs e entusiastas de seu trabalho.

Atualmente Ana está em turnê Internacional com o seu mais recente CD "Soy Pecadora", cujos shows têm tido lotação sempre esgotada. Ademais, a cantautora recebeu na quarta-feira, 11 de maio, três indicações ao Prêmio Graffiti da Música Uruguaia 2011. Foi indicada nas categorias de: Melhor Clipe, (clipe Soy Pecadora), Melhor Música do Ano (Soy Pecadora) e Melhor CD de Folclore (CD Soy Pecadora)

Em janeiro, a apresentação de Ana Prada lotou o teatro do SESC Vila Mariana em São Paulo.

No Brasil onde é produzida com exclusividade pela MS2 Produtora, Soy Pecadora será lançado no segundo semestre de 2011 com show no Theatro São Pedro. Aguardem !!!

Ana Prada (entrevista- Factor S 90)


Original por Azul Cordo Foto: Bárbara Corneli

Tradução livre: Guto Villanova

Bônus

Soy pecadora tem dois bonus track fora do disco, duas canções que “fecham” com precisão um disco caracterizado pela mais fina ironia: Mandolín, um clássico do lendário compositor uruguaio Gustavo ‘El Príncipe’ Pena (1955-2004), “Uma canção que sempre que canto em shows na Espanha gera um ótimo feedback por parte do público”, conta Ana; e “Sal y água”, “Uma das tantas cumbias que dançávamos em Paysandú” (terra natal da ‘Pecadora’). Dois temas bem aceitos, junto de todo o resto do CD, entre distintos públicos como o argentino, onde tenho grande aceitação desde o primeiro disco e que lota os teatros onde toco; o uruguaio, “crítico, fiel e respeitoso”; o brasileiro, “espontâneo e alegre, entusiasta de qualquer improvisação”, e o espanhol.
O terceiro bônus do disco não é musical, mas a arte do encarte do CD que narra em ritmo de HQ os castigos que uma mulher recebe por decidir fazer o que bem quiser da sua vida. Se permite costurar, cantar e sair por aí a se divertir; mas às suas costas; perderá partes de seu corpo e por fim terá roubada sua livre mobilidade pelo mundo. Estas ilustrações foram todas criadas pela artista espanhola Rosalía Banet (www.rosaliabanet.blogspot.com), cuja obra fascinou Ana numa exposição em Madrid.

--
Guto Villanova - Jornalista
Assessor de Imprensa +51 9274.8609

MS2 Produtora
+51 3024.2409 | 9923.0819 | 9609.1716

"A boa gerente que há 8 anos está sendo enrolada"


Muito interessante a nota publicada, ontem, sob o título "Paciência no limite", por Renata Lo Prete na coluna "Painel", da Folha de S. Paulo.
Dá conta da contrariedade da presidente Dilma Rousseff com a Infraero, agora comandada por Gustavo Valle. Renata escreveu que em recente reunião sobre aeroportos, Dilma, por mais de uma vez, foi ríspida com os diretores Jaime Parreira (Engenharia) e João Márcio Jordão (Operações).
Dilma disse assim a certa altura do encontro:
- Vocês estão me enrolando há oito anos.
Em outro momento, dirigindo-se a Gustavo Valle, afirmou:
- Quando chamei o senhor para o cargo, sabia que não entendia de aeroportos. Mas se passaram semanas.
O episódio contraria a fama de gerente eficiente angariada por Dilma.
Como um gerente eficiente pode ser enrolado durante oito anos? E como nomeia para um cargo alguém que sabe de antemão que não entende do traçado?
Interessante.

Fonte: "Blog do Noblat"

SERGIO OLIVEIRA
CHARQUEADAS - RS

MOBILIDADE URBANA

Zulke acompanha prefeitos em reunião no Ministério das Cidades


O deputado federal Ronaldo Zulke (PT) acompanhou o prefeito de Porto Alegre, José Fortunati, de Sapucaia do Sul, Vilmar Ballin, e representantes das demais prefeituras da Região Metropolitana em reunião técnica no Ministério das Cidades nesta quinta-feira (12). Na pauta do encontro, os projetos gaúchos em tramitação no PAC da Mobilidade Urbana.


Segundo Zulke, a reunião foi importante porque, além de apresentar os projetos do Rio Grande do Sul para a equipe do Ministério, discutiu a preparação dos mesmos para posterior análise de mérito. “A comitiva apresentou o projeto de construção do metrô de Porto Alegre e o projeto do governo do Estado que propõe diversas obras de integração do transporte coletivo nos municípios da Região Metropolitana de Porto Alegre”, ilustra Zulke.

ZH 47 ANOS...

O SHCUBERT, QUE QUEBRAVA

O GALHO DE TODOS...PRINCIPALMENTE

NAS SEPARAÇÕES!


Schubert, o coleguinha que quebrava o galho da turma!!!!
Schubert está de barba e óculos...na redação do jornal....é o primeiro que aparece....alguns dos colegas que estão na foto já morreram,outros como o Nilson Souza, Gilbertinho Leal, ainda estão no jornal...a foto é da segunda metade dos anos 70,quando a redação ficava no primeiro andar....

hAVIA um advogado dentro da redação da Zh, na primeira metade dos anos 70, que quebrava o galho dos colegas que casavam, separavam ou tinham que tirar o fundo de garantia por qualquer coisa. Ele era o editor da Nacional, mas fora do expediente, de manhã e de tarde, atendia num escritório.Seu nome Flávio Schubert. Nunca usei os seus préstimos, mas muitos coleguinhas recorriam ao Schubert pra fazer os ditos trâmites advogatícios de que precisavam. E como a turma era pelada mesmo, ele não cobrava honorários.

 

FALECIMENTO


RS perde um militante político e social. Morre, aos 60 anos, Carlos Alberto Tejera De Ré
Antonio Oliveira - DRT-RS 3403 | Agência de Notícias
08:23 - 11/05/2011

Militante político e social filiado ao PDT, Carlos Alberto Tejera De Ré, 60 anos, funcionário da Assembleia Legislativa, morreu de câncer na madrugada desta quarta-feira (11) no Hospital Mãe de Deus. De Ré atuou na luta armada contra a ditadura militar, tendo sido preso e barbaramente torturado.

DE São Borja, Neuza Pinto Penalvo mandou este bilhete:

- condolências a toda VANGUARDA TRABALHISTA dos anos 80! Devemos muito ao MINHOCA( APELIDO PELO QUAL cARLOS DE rÉ ERA CONHECIDO). As primeiras reuniões, antes mesmo do retorno do Dr. Brizola ao Brasil, já tinhamos o CARLOS ALBERTO TEJERA DE RÉ como um dos organizadores /debatedores para reorganizar o trabalhismo com os primeiros seminários da jUVENTUDE TRABALHISTA aqui em São Borja no antigo Cine Theatro Municipal ( atual Câmara de Vereadores e na Granja São Vicente) . Fica seu exemplo de lealdade e combativo companheiro.


Na Câmara Municipal de Porto Alegre, ao abrir a sessão ordinária de ontem, o vereador Mauro Zacher (PDT) fez um emocionado pronunciamento sobre o passamento do militante pedetista. Disse que ele fora seu companheiro nas horas boas, é más.

E pediu um minuto de silêncio em homenagem ao Minhoca.

De minha parte, comecei a ouvir falar no MINHOCA NOS ANOS DE 1969,1970, quando um colega do Julinho, do Clássico noturno, o Emilio Chagas, que militava no movimento secundarista, muito mencionava seu nome, mas aos sussuros porque ele sabia que Minhoca tinha caído na luta armada como se dizia naqueles anos...
Depois perdi seu nome de vista, até na criação do PDT voltei a ouvir seu nome novamente sendo mencionada entre seus militantes.

 

Neuza informa ainda que votou nele quando" Minhoca" foi candidato a deputado estadual.

 

O vereador Pedro Ruas(Psol) foi ontem à tarde no velório do Minhoca.

HISTORIAS DE LA UNDEZE!!!!

o caminhoneiro galã

ficou mais conhecido como o taxista

da cidade...


No século passado, na segunda metade, existiu um taxista muito conhecido em SErafina, que tinha uma barata...Voia de laurar,poca( vontade de trabalhar, pouca...)

Quando jovem, ele era do tipo galã.A primeira esposa, mãe dos seus filhos, engravidou logo. Homem não fica em casa embalando filho, né, como todos sabem...Ele ia pras festas dele e a mulher, como era evidente, começou a cobrar a sua conduta porque ele voltava bêbado. A raça era de chuchetoni(bêbados..)

Pior: ele queria colocar as duas filhas a trabalhar no frigorífico Ideal( hoje Perdigão)E era na parte domatadouro que ele queria vê-las dando duro. Mandou que as filhas jogassem fora os cadernos porque havia chegado a hora de ajudar, não mais de estudar...

Um prefeito, já falecido, deu a uma das duas filhas uma escola municipal pra filha trabalhar. Ficava na capela SãoPaulo, na linha treze,depois ela foi transferida pra capela santo antônio,lá para os lados dorioCarreiro( nota do autor: fica a oito km do centro da cidade). ESta filha do taxista ia de ônibus e voltava a pé( coisa muito comum em professoares de escolas municipais no interior,antigamente). ESta professora resolveu prestar um concurso na Ascar, hoje Emater e deixou então de lecionar.

Como o casamento do taxista não ia bem, ficaram marcas das brigas nos filhos( duas mulheres e um homem). A mulher dele só falava em se matar( se nunca o fez é porque era chantagem).As filhas lembram das chantagens da mãe porque elas tinham uma idade tenra, entre 5 e 6 anos.

Ficou um trauma, claro.

Uma das filhas tinha tanto medo do pai, que com 9 anos, quando ele a olhava ela se urinava toda de medo.Isto hoje seria considerado crime...

A mulher do taxista é bem neurótica, e ao invés de resolver os problemas em casa ia lavar a roupa suja nas comadres da vizinhança( nada de novo, nisto...)O que gerava todo tipo de falatório...( imagina em serafina, com meia dúzia de casas....)Apesar de que as queixas da mulher até podem ser consideradas um pouco verídicas.


As filhas viram muitas vezes os vizinhos darem comida pra mãe fazer pros filhos, porque o marido, caminhoneiro,antes de taxista, chegava de viagem,como muitos outros serafinenses, sem um tostão no bolso. Todos os demais motoristas chegavam com grana, menos ele.

Contavam seus colegas que lá no NOrte, nordeste, pra onde viajavam, o caminhoneiro ia pros puteiros e pras jogatinas( nada de anormal, tri comum em caminhoneiro) Bom, uma vez numa viagem o caminhoneiro empenhou o relógio e a aliança...

E as filhas suspeitam que ele tenha deixado herdeiros, pelo Norte/Nordeste.

Pelo menos eles nunca bateram em SErafina, atrás de patrimônio.

DEpois destas viagens pelo Norte, o motorista ficava em casa meses,sempre fazer nada, com os filhos pequenos. Dormia e bebia, o nosso personagem. Uma das filhas, supersensível, torcia pros pais se separarem. Pouco tempo depois uma das filhas foi estudar em Guaporé para fazer o segundo grau,porque em SErafina não havia, e um dos filhos, homem, foi para P.Fundo.

Uma das filhas ficou em casa, de pena, ora da mãe , ora do pai...

Os irmãos finalmente se reuniram em PFundo e os pais resolveram se separar.

O modo de pensar, dos dois, ainda são os mesmos de quando se separaram. Ele casou denovo, ela não.

Ele vive em SErafina, ela na Pérola das Colônias...depois de ficar muitos anos em P.Fundo.
Aos oitenta e tantos anos, o motorista de táxi continua o mesmo....Mas escreveu sua pequena grande história...

 

 

Coleguinhas


Marcelo Campos, da Guaíba, está pesquisando sobre o Clube dos Caçadores que existiu no centro de porto alegre. Parece que vai sair um livro...Lá era onde rolava a vida mundana da capital no começo do seculo passado. Parece que ainda era local muito frequentado pelo Flores da Cunha, aquele que no fim da vida atribuiu a mulheres ligeiras e cavalos lerdos seu infortúnio financeiro. Flores morreu pobre,depois de ter nascido fazendeiro.

Coleguinhas

Comentários que o EugênioBortolon faz na Guaíba, no programa noturno, sobre a edição do Correinho dodia seguinte são muito bons. É que ele fala ao vivo da redação,vai comentando os fatos, e fica muito bom de se ouvir...sem aquelas papaguaieces costumeiras e muitos trololós pra dizer o obvio ululante...

Já sugeri a ele ter um programete na Guaíba, mas me disse que não quer...

 

Semana da Cultura

Em São Borja chegou a surpreender a quantidade de público na última quarta, pra abertura da semana cultural da Câmara MUnicipal. Lotou literalmente o plenário do Palácio Presidente Vargas.

Dizem as más línguas que até o advogado Israel Lopes, que levou 18 anos pra fazer a biografia do Teixeirinha, chegou em tempo pro evento. Ele que enquanto caminha na rua fica dando " audiências" pros clientes que o param pra saber como vão seus processos.

Já opresidente da Câmara, Celso Lopes,que está em Brasília, acompanhou tudo via fone...

E Màrio Barbará no final do encontro fez um pequeno showzinho, que se estendeu por várias músicas.

Viva São Borja,então!!!!!

 

ECOS DA ELEIÇÃO DA FAMURES


1) A avó do prefeito EDuardo Loureiro, de Santo Angelo, já contava como favas certas a eleição do neto pra Famurs. Não deu. deu empate e levou o Mariovane de S. Borja.

2) Mariovane, que por sinal, fez um carnaval na imprensa da cidade sobre sua ida pra Famurs...


3) E isto que o haviam dado por morto, que estava doente, retirado do cargo..

4)DEpois da eleição da Famurs, quem botou as barbas de molho foi o deputado Adroaldo Loureiro. Tinha gente que já estava preparando a bagagem pra ir com ele pro TCE. Agora puxaram o freio de mão, porque nomeaçãodepende do governador, né....atual ocupante do PPiratini.

 

VISITA À FOLHA DE SÃO PAULO

Na coluna Painel, do Jornal Folha de São Paulo, consta que o Governador do Estado do Rio Grnde do Sul esteve em visita ao jornal.
Perigo, perigo, perigo, como dizia o robô da série Perdidos no Espaço.
Alguém esqueceu de avisá-lo de que o jornal faz parte do perigosissimo Consórcio Veja/Folha/O Globo.
Diante do perigo que correu, ante alguma ameaça, o nosso Governador teria ficado sem ajuda, quando perguntasse "e agora quem há de me salvar?"
Uma falha imperdoável do Chapolin.

SERGIO OLIVEIRA
CHARQUEADAS - RS

 

Edegar Pretto pede apoio de ministro a renegociação de dívidas de pequenos agricultores

Em Brasília para acompanhar a Marcha dos Prefeitos, o deputado Edegar Pretto (PT) conversou, nesta terça-feira (10), com o ministro do Desenvolvimento Agrário, Afonso Florence, sobre o endividamento dos pequenos agricultores com o governo federal.

Ele levou ao ministro o documento com a pauta comum dos movimentos do campo do Rio Grande do Sul – Via Campesina, Fetag e Fetraf-Sul. “Viemos pedir que o ministro seja também um parceiro no governo federal para negociar a pauta dos pequenos agricultores e assentamentos”, disse Edegar Pretto.

De acordo com a proposta, todas as pendências de contratos agrícolas com o governo federal serão reunidas em uma única cobrança, facilitando sua execução. A partir daí, seria feita a repactuação do saldo devedor, e os agricultores teriam 15 anos para a quitação das dívidas, com dois anos de carência e a remissão de até R$ 12 mil por família. A proposta inclui ainda 30% de bônus para quem pagar em dia a parcela anual, juro zero e a individualização das dívidas contraídas em grupo ou com aval solidário. A repactuação da dívida não inviabilizaria, segundo a proposta, a contratação de novos financiamentos.

 

Sarau no Solar desta semana apresenta espetáculo do duo Rock, Blues e Cia.


Lara Flores - MTB 11.890 | Solar dos Câmara


Nesta quinta-feira (12), o Sarau no Solar apresenta um espetáculo do duo Rock, Blues e Cia., composto por Paulo Lata Velha (saxofone e clarinete) e Iben Ribeiro (guitarra e voz), interpretando baladas internacionais. A entrada é franca

Pô, Paulo Lata Velha, tudo de bom!!!!

 

 

 

Não adiantaram as nossas orações

 


Morreu nesta manhã o Carlos Alberto Tejera De Ré. Para os amigos, o Minhoca. De um maldito câncer, aos 60 anos.
Um cara especial, daqueles que estava sempre de bem com a vida.
Era impossível falar sério com ele mais do que 10 minutos. Pelo menos, comigo era assim. Adorava uma abobrinha, assim como se dobrava de rir com uma mera fofoquinha.
Ainda muito guri lutou contra a ditadura. Foi preso e torturado.
Mas não era daqueles caras que vive falando desse tempo triste.
Ajudou a fundar o PDT, em 80. Amigo do peito de Carlos Araújo e, claro, de dona Dilma.
Foi casado com a Celina, jornalista, filha da Neuza Canabarro.
Está sendo velado no Crematório Metropolitano de Porto Alegre e às 18 horas será a cerimônia de despedida.
Hoje estou muito triste.
A foto é do Marco Couto.

Do blog do Cabeça....

 

Mazelas Porto-Alegrenses - Praça Eng. Guilherme Gaudenzi


Um dos lugares públicos que tem mais trânsito de pessoas em Porto Alegre é a pracinha que fica entre a OAB-Serviços e o Fórum Central. São milhares de servidores, magistrados, advogados, pessoas envolvidas em processos judiciais e público em geral, que passam por ali todos os dias. Mas é um dos lugares públicos mais feios e mal cuidados da cidade, embora tenha até uma placa de "adoção". Este povo não merece tanto descuido e descaso

do blog do Lauro Dieckmann!

 

Correinho, a Guaíba e o Falcão


0 que o Correinho e a Rádio Guaíba estão pegando no pé do Falcão não é brincadeira. Só porque ele andou trabalhando na concorrência - na Globo e na Errebeesse.

Pega mal! Será que eles não se dão conta de que os leitores, os mais lúcidos pelo menos, se dão conta da mesquinharia que estão cometendo?

É bom que se lembrem que quando a Caldas Júnior deu com os burros n'água o pessoal que trabalhava lá acabou desaguando para as margens do Arroio Dilúvio, como aconteceu com os atuais medalhões que transitam pela Casa dos Sirotsy.

Mais que serem prepostos do Edir Macedo, eles são sobretudo jornalistas, ou como tal deveriam se comportar.

Vestir a camiseta da empresa, se entende, embora eu ache isso uma grande bobagem, pois quando o patrão se aperta a primeira coisa que faz e dar um pontapé no assalariado, vestir a camiseta, continuo, não significa morrer estupidamente abraçado com as "bandeiras" equivocadas do patrão.

Neste caso da hostilidade ao Falcão, a impressão é até de que estão sendo mais realistas do que o rei, o que não é incomum em tais situações.

do blog do Lauro Dieckmann!!!!

 

 

Pinga fogo!


*Adeli Sell(PT) ocupou a tribuna ontem na colenda pra colocar algumas denúncias: o T-7 da Carris tá sempre lotado( e demorado digo eu,porque uso a linha também)


*João Dib e Airton Ferronato, o primeiro do PP, o segundo do PSB, trocaram farpas sobre o DEP....


*Adeli aproveitou também pra elogiar o fato do governador Tarso ter procurado em sampa deputados tucanos e o ex-candidato José Serra, em SP.

 

 

Coleguinhas


*Uma fonte da Guaíba me informa que o ambiente anda bem menos tenso lá dentro depois que mudou a direção e que Solange Calderon, que é jornalista, natural de Cachoeira, assumiu a rádio. " a anterior era pedagoga" disse a mesma fonte.

É o que sempre se diz: jornalismo não é fábrica de pregos...tem que entender sua linguagem...e jornalista não tem horário....

*Rogério Boelkcke fez um acordo e voltou ao plantão da rádio Guaíba. Não ganha mais do que ganhava na rádio ABC do grupo Gusmão, mas ao que se sabe prefere estar na emissora do bispo.....

 

 

Edegar Pretto apoia quilombolas em encontro com governador


O deputado estadual Edegar Pretto (PT) acompanhou nesta quarta-feira (11) movimentos e entidades representativas da causa quilombola durante audiência com o governador do estado, Tarso Genro. No encontro, realizado no Palácio Piratini, em Porto Alegre, os quilombolas entregaram uma pauta de reivindicações contendo dez pontos, em que se destacam quatro temas: regularização de territórios, moradia, saúde e segurança.

Na abertura da reunião, que foi intermediada pelo deputado, ele ressaltou seu comprometimento com a causa quilombola, em especial o reconhecimento de comunidades remanescentes de quilombos, e a disposição do Executivo em receber o movimento. “A presença dos quilombolas no Palácio Piratini é um ato simbólico”, frisou.

O governador do estado garantiu a constituição de um grupo de trabalho (GT) permanente, envolvendo representantes do governo, das comunidades quilombolas e suas entidades representativas, destinado a discutir e solucionar demandas relativas ao tema. Segundo Tarso Genro, o GT deverá promover um trabalho integrado de diversas secretarias para atuar na avaliação e enfrentamento das necessidades das populações remanescentes de quilombos existentes no RS.

A disposição do governo em efetivar e dar agilidade ao encaminhamento da pauta foi elogiada pelo deputado Edegar Pretto. “A criação deste GT é a expressão prática de que a pauta vai sair do papel”, avaliou.

As entidades presentes destacaram a necessidade urgente da construção de casas para cerca de mil famílias, viabilização do acesso à saúde, principalmente em comunidades localizadas no interior do estado, e a garantia de segurança às famílias expostas à violência. Os quilombolas ressaltaram ainda a importância da criação do Instituto da Terra. O órgão, de acordo com as entidades, serviria como mecanismo para que o estado atue diretamente no processo de regularização dos territórios.

O grupo de trabalho, que será coordenado pelo gabinete do governador, deverá reunir-se em 15 dias para sua primeira reunião preparatória.

Também participaram da audiência o vice-governador, Beto Grill, o chefe de gabinete do governador, Vinícius Wu, os secretários de estado da Segurança Pública, Airton Michels, da Saúde, Ciro Simoni, da Habitação e Saneamento, Marcel Frison, o secretário-adjunto do Desenvolvimento Rural, Pesca e Cooperativismo, Ronaldo Franco, entre outros representantes do governo.

 


Os 47 anos de ZH !


Adélia Porto e colegas da revista Veja

Quando o " copi" tinha um

papel preponderante na redação!

O " copi" era o terror dos focas que entravam na redação de ZH, no começo dos anos 70! Com texto atabalhoado, numa época que era questão de honra ter-se um bom texto, quanto mais literário, mais perto do céu, os copis pegavam nossas laudas semi rasuradas e faziam o texto todo de novo.
Mas o repórter, muitas vezes, ficava melindrado com isto.


Na editoria de Polícia, o próprio Sérgio Becker, em 1973,quando iniciei na ZH, se encarregava de pegar nossos textos e dar uma garibada, não quando precisava ser todo reescrito.

Já na Geral do jornal, onde se concentrava a nata dos repórteres, havia dois copis, cujos textos eram considerados primorosos.Eram o Ademar Vargas e a Dedé, ou Adélia Porto. Ficavam no fundo do jornal,separados dos repórteres e ali morriam todos os textos dos repórteres, ou seja, recebiam uma reescrita.

Com o tempo, os repórteres foram se aprimorando e aprendendo a fazer seus textos, embora alguns sempre fossem meio sofríveis.
Quando ingressei no jornal, havia uma certa competição sobre quem tinha o melhor texto: o do Caco Barcellos, na Folhinha da manhã ,era muito elogiado.

Outro texto muito bom era de um repórter do segundo caderno, o do Giba....era uma espécie de menina dos olhos do editor do segundo caderno, Juarez Porto.

Mas havia também os que sofriam com esta história de ter que escrever bem. Na Folhinha, o Erni Quaresma não sabia escrever dua slinhas...por isto chegava na redação e ficava de mesa em mesa,conversando, até que o editor Trindade, mandava ele ditar o que tinha levantado nas delegacias prum copi...
Quaresma não tinha texto, mas era o melhor repórter de Polícia que conheci, superior até a alguns medalhões que se tornaram famosos nacionalmente depois. Hoje o Quá-quá retirou-se do jornalismo e vive em Nova Iorque.

 

 

CPI do ProJovem ouve sócia da Fundação Pensante

Denise Natchtigall Luz será a próxima a comparecer na CPI do ProJovem, instalada na Câmara Municipal de Porto Alegre. Ela é sócia da Fundação Pensante, empresa que prestou consultoria à Secretaria Municipal da Juventude (SMJ), e deverá se manifestar na manhã desta quinta-feira (12/5), às 9 horas no Plenário Otávio Rocha da Casa. Os trabalhos serão conduzidos pelo presidente da CPI, vereador Luiz Braz (PSDB) e acompanhados pelos vereadores que compõem a comissão.

Regina Andrade (reg. prof. 8423)

 

 

Estão abertas as inscrições de ocupação dos Teatros Municipais

para o segundo semestre de 2011.

A Secretaria Municipal da Cultura - PMPA torna público e comunica aos interessados que estará recebendo no período de 01 a 13 de junho de 2011, pedidos para ocupação do Teatro Renascença, da Sala Álvaro Moreyra e do Teatro de Câmara Túlio Piva visando datas que serão oferecidas no 2° semestre do ano de 2011, para temporadas de teatro para público adulto, teatro para público infantil, projeto Novas Caras, projeto Teatro Aberto, Dança e Música.

O regulamento está em anexo pode ser obtido também no site www.portoalegre.rs.gov.br/smc.

Ou excepcionalmente, na Coordenação de Artes Cênicas, no Centro Municipal de Cultura - Av. Érico Veríssimo, 307.

INFORMAÇÕES:

Coordenação de Artes Cênicas: (51) 3289 8061 e 3289 8064

Att.

DIVULGAÇÃO

---
Coordenação de Música
Secretaria Municipal da Cultura
Prefeitura de Porto Alegre

---
tel. (51) 3289 8119
e-mail: cm2@smc.prefpoa.com.br
site: www.portoalegre.rs.gov.br/cultura
Endereço: Centro Cultural Usina do Gasômetro
Av. Pres. João Goulart, 551, sala 606 - 6º andar.

 

SE BIN LADEN ESTIVESSE NO BRASIL


Por Carlos Chagas


Vamos supor, só para argumentar, que em vez de descoberto, vigiado e assassinado na cidadezinha de Abbotabad, próximo da capital, Islamabad, Osama Bin Laden tivesse sido detectado em Ceilândia, perto de Brasília. Ou em Petrópolis, a um pulo do Rio. Quem sabe em São Bernardo, ao lado de São Paulo? Possíveis essas hipóteses seriam, dadas as redes de proteção que hoje favorecem os bandidos em todo o planeta.

Teriam feito o quê, os Estados Unidos? Não se duvide, a mesma coisa que acabam de fazer no Paquistão: montariam em segredo excepcional esquema de vigilância, organizariam uma equipe de assalto e, depois da execução e do sumiço do cadáver, diriam-se desconfiados do apoio do Brasil ao inimigo público número 1 da Humanidade. Para justificar a quebra da soberania brasileira e o sigilo da operação, nada como lançar depois o boato da cumplicidade de grupos locais, até integrantes do governo. Por isso Dilma Rousseff não teria sido avisada...

Não se trata do teatro do absurdo, mas de um real e abominável expediente capaz de confirmar Nietsche e seus seguidores: verdadeira é a versão do mais forte. Ético, justo e até bonito é o vencedor, importando menos quantas leis internacionais possam ter sido quebradas.

JOGO SUJO

Fica evidente a relação de causa e efeito entre a “operação Bin Laden” e a sucessão presidencial americana. Porque se desde 2009 a CIA tinha detectado a presença de Osama Bin Laden próximo da capital do Paquistão, porque só agora desencadeou-se a operação para o seu assassinato? Justo na hora em que despencava a popularidade do presidente Barack Obama e quando parece prestes a se abrir a temporada sucessória nos Estados Unidos?

Nossas oposições e seus porta-vozes na mídia acabam de desencadear intensa campanha contra o Lula. Divulgam o quanto aumentou, em 2010, a distribuição de publicidade governamental, assim como quantas obras do PAC foram anunciadas nos meses anteriores à eleição de Dilma Rousseff. Chegam a ligar a perspectiva de aumento da inflação ao comportamento do ex-presidente na campanha, enquanto acham plenamente justa a manobra de Obama para pleitear um seguindo mandato.

VOTAR NUM E ELEGER O OUTRO

Em artigo de inequívoca oportunidade o senador Francisco Dornelles acaba matar dois coelhos num tiro só. Fulminou o atual sistema de votação em deputados federais, que pelo expediente das coligações partidárias não raro dá a vitória a quem teve menos votos, derrotando os mais votados. Mas também estraçalhou a proposta de votação em listas elaboradas pelos caciques dos partidos, com a proibição de o eleitor escolher o seu candidato personalizado. Para o representante do Rio, a solução está no chamado “distritão”, quer dizer, cada estado formaria um único distrito eleitoral, elegendo-se simplesmente os candidatos que recebessem mais votos.

Sobra lógica no raciocínio, ainda que certamente venham a faltar votos no Congresso para a aprovação desse óbvio ululante.

PARTIDO FANTASMA

Ao contrário do que poderia parecer, enfraquecem-se o prefeito Gilberto Kassab e o seu PSD a cada dia que conquistam mais um deputado ou um vereador. A razão é simples: chamados de trânsfugas pelos partidos que vem abandonando, os novos adeptos vão ingressando naquele nevoeiro característico de filmes de vampiro. A nova legenda surge amorfa, insossa e inodora, na medida em que possui filiados mas não possui doutrina nem ideologia. É marcada apenas pelo açodamento da adesão. No caso, adesão ao governo Dilma Rousseff, já que sem exceção seus quadros formam-se com oriundos da oposição. O que sustentam em termos de política econômica, financeira, social, ambiental, de desenvolvimento ou de soberania nacional? Apenas aquilo que o governo adota. Nenhuma contribuição surgiu até agora do PSD, sequer seu programa parece esboçado. Uma pena.

Brasil precisa de Estado 'meritocrático e profissional'


Aí, aqui no Estado, quando no Governo anterior cogitava a meritocracia, CEPERS e PT eram contra.

E agora ?

SERGIO OLIVEIRA
CHARQUEADAS - RS

Beto Souza recebe a Associação dos Arrozeiros de São Borja

O vereador Beto Souza recebeu em seu gabinete, pela manhã do dia 11 de maio, comissão representativa da Associação dos Arrozeiros de São Borja. Entre os assuntos tratados foi feito o convite para a audiência pública que irá acontecer dia 17 de maio, ás 8 horas da manhã, na Pastoril em Uruguaiana, coma presença da Fetag, Fedarroz e Federasul. O Presidente da Associação dos Arrozeiros de São Borja, Magno Bastiani, explicou que o movimento é estadual e é importante a participação dos produtores e de toda comunidade envolvida com a lavoura de arroz na busca de soluções para a crise do setor orizícola. Beto Souza garantiu seu apoio ao movimento.

--
Assessoria de Imprensa Câmara Municipal de Vereadores de São Borja/RS
www.camarasaoborja.com.br
Twitter: camarasaoborja
Telefone: (55)34314150
Rua Olinto Arami Silva, 1043
São Borja/RS

Fellini não fez Belos Antonios

O Inter e o Rei da Roma de Fellini
Amigo Olides:


O Inter de Falcão parece mesmo O Belo Antonio, filme franco-italiano estrelado por Marcelo Mastroianni. O enredo é o mesmo do time de Falcão. O Belo Antonio era um tipo que agradava, bonito, bem falante. As mulheres babavam por ele, mas ele era muito tímido.
Já o Federico Fellini fez o filme" Roma de Fellini", cidade da qual Falcão foi um dos reis.
Mas o Inter de Falcão nem de longe é o Roma de Falcão. Vai ter que melhorar muito, se quiser figurar entre os três quatro do topo da clasificação do Brasileirão.
Em julho, em torneio amistoso, mas aprovado pela FIFA, que vai reunir os campeões continentais, O Inter de Falcão vai enfrentar o Barcelona, que deve jogar umas cinco vezes mais que o Grêmio e o Peñarol e umas dez vezes mais que o Mazembe. Estou prevendo uma catástrofe contra o Barça, que joga bonito, mas gosta de fazer gols.
O pior defeito do Internacional é a defesa lenta, na qual jogam quatro volantes de origem. Nenhum deles é zagueiro de origem. Quem jogou futebol sabe a diferença entre a visão de jogo do volante e o domínio do tempo de bola de zagueiros natos.
Saudações Esportivas.


Luiz Oscar Matzenbacher

Futebol e nostalgias

 

Caro Olides


Teu amigo e jornalista Luiz Oscar Matzenbacher nos deu ontem uma classificação Fifa e o dá os vermelhinhos da beira do Guaíba em quinto. Pois eu dou a atual classificação deles na lista atualizada daqui do Sul: Segundinho da Silva.


A Vulcabras (Azaléia) foi se embora atrás de baixos salários e incentivos fiscais lá no extremo oriente. Acho que o Brasil devia cobrar uma taxa extra de uns 100% nos produtos destes fujões quando quisessem importa-los para o Brasil.


Quem aqui no sul ainda usava os vulcabrás. Eu calçava eles na década de 50. Dou até o figurino: sapato pretinho Vulcabrás, camisa branca Volta ao Mundo, brincoringas Far-West (jeans brasileiro da Alpargatas). Tudo isto embaixo de um guarda-pó branco, uniforme dos grupos escolares da época. Por baixo, cuequinha samba-canção e camiseta Hering.


O Inter dispensou o Aoid Cunha, ex-aluno da dona Yeda. Depois do déficit zero participou do títulos zero.


Memória da Imprensa


" O sr. faz o que aqui,mesmo???"


Encontrei ontem na rua o Clóvis Ilgenfritz da Silva, um dos primeiros petistas do Estado e já candidato ao governo do Estado pelo partido em suas primeiras edições....

Quando integrava a Agergs, Clóvis foi convidado pela direção da Guaíba a participar do programa de debates políticos que passava logo depois da uma hora da tarde.Um dia, o produtor do programa convidou Clóvis prum debate e ele chegou um pouco atrasado, por causa de seus compromissos.

Entrou no estúdio Cristal, quando o debate ia em pleno calor de uma discussão. Clóvis viu que o apresentador, Armando Burd, ficou com cara de poucos amigos, por causa do atraso, mas fez que não viu...

Assim que um dos debatedores deu tempo, Clóvis quis dar sua opinião sobre o tema, afinal fora convidado pra isto pela produção. Estava também no debate o dono da Construtora Pelotense que fora chefe da casa civil de José Sarney .

Quando Clóvis ia falar, Armando Burd aparteou:

- O SR FAZ O QUE MESMO/ QUEM O CONVIDOU PRO PROGRAMA?

Isto a vivo e a cores....

Clóvis não sabia onde se enfiar, mas o construtor fez o papel de algodão entre os cristais e acalmou o ambiente.

Findo o programa, Clóvis subiu pro segundo andar,atrás da direção da rádio, pra tomar conhecimento do motivo pelo qual ele fora assim tratado.

Espera até hoje....

 

O Inter de Falcão é o Belo Antônio, sem Fellini.

É muito cedo, Matz...calma( opinião do editor...)

Por Luiz Oscar Matzenbacher.

Em futebol se perde, se empata e se ganha. Mas o Internacional de Falcão só tem perdido ultimamente. A defesa não defende. A intermediária não antecipa. A meia-cancha não joga bola e o ataque não chuta. O Inter de Falcão é um vulgar Belo Antônio, um filme pastelão, longe do talento de Federico Fellini.

 

NOTICIAS QUE EU COMENTO....

AO LER ONTEM DE MANHA ESTA NOTICIA DO CORREINHO, DUAS COISAS ME VIERAM IMEDIATAMENTE A MENTE...

1) o lixo que se acumulou em Porto Alegre no fim da gestão de Alceu Collares que o sindicato dos municipários comandou...o lixo se acumulava nas ruas da capital, provocando um fedor insuportável. foi chamada de greve selvagem contra o collares e foi mesmo. Alguns acusaram o PT, de estar incrustado no sindicato dos municipários...mas como naqueles tempos tudo era atribuído ao PT, não se soube mesmo quem estava por trás da greve...

2) me lembrei ainda do capitulo do Ricardo Amaral em seu livro Vaudeville em que ele fala que a máfia comanda o setor em NY. Ei-lo

" O lixo"

Por Ricardo Amaral

Ainda durante a obra,tive de contratar uma empresa para retirar o entulho, a qual, posteriormente, seria a mesma que retiraria nosso lixo diariamente.Eu fui avisado de que nesse setor atuava a máfia,e, na hora de colocar a palaca da obra, apareceria alguém para falar comigo.

E não apareceu um, apareceram seis e me entregaram seis cartões. Todos com sobrenomes italianos. Uns mais agressivos,outros mais gentis.

Eram fortes,altos, meio parecidos fisicamente, todos com um cabelo igual, cheio de gel fixador.

Consultei nosso advogado, um americano, Kevin MCGrath, que me disse para não contratar nenhum deles.Ele preparou uma carta para eu mandar aos seis. A carta dizia algo como: " Além da sua empresa, eu recebi o contato das empresas tais e tais e terei o maior prazer em fazer negócio com aquela que que tiver a melhor disponibilidade para atuar nesta região", ou seja, em outras palavras: entendam-se e me procurem. Quatro dias depois recebi a visita de um sujeito chamado Cameo, para me dizer que ele é que faria o serviço. Ele fazia o tipo agressivo-carinhoso, propôs um valor muito alto, e eu não disse nem sim, nem não.

O advogado,então,sugeriu fazer uma pesquisa na região para saber quanto custava de fato o serviço.

Não era propriamente o lixeiro que eu desejava como meu cliente.A idéia era atacar um público mais sofisticado, mas tive de fazer esta concessão de largada e não me arrependi.

Foi o mafioso mais ligth que tive na minha vida. Ele foi poucas vezes lá com a família: comportando ilibado,correto,sem agressão,além de dar altas gorjetas - embora essa fosse uma característica dessa gente.

E mais: a familinha era bem bonitinha, e ele, arrumado e perfumado( põe perfume nisto!) dava pra enganar legal.

Quando a obra estava quase pronta, eis que houve a segunda aparição dos " italianos": toda a lavagem de toalhas comerciais está na mão da Máfia.

Vieram quatro lavanderias candidatas: uma delas mais próxima e outra mais industrial.

Ficamos com a da First Avenue.

No começo funcionou direitinho.
Um dia, nosso fornecedor, um jovem mafioso magrinho e simpático, avisou-nos de que a partir da semana seguinte não iria mais prestar o serviço em razão de uma "resolução interna", e disse que, daquela data em diante, outra empresa, já determinada é que faria o serviço. E assim foi."

 

NOTICIAS QUE EU COMENTO!

a fsb FEZ UMA SIMULAÇÃO E NO ÚLTIMO SABADO VENDEU MUITO JORNAL,SEGUNDO ME INFORMAM...Inventaram que o jornal tinha mandado três representantes no casamento real e criaram um suspense na cidade...Na edição do último sábado,6/05, deram uma página sobre o assunto e o jornal vendeu faltando exemplares,segundo me contaram.

 

CAZIAS , CAZIAS,

QUANDO TERÁS UM NOVO AEROPORTO?

uMA LEITORA DESTE BLOG FOI NO ÚLTIMO SÁBADO RECEBER UM IRMÃO QUE CHEGAVA DE CURITIBA. oLHA ESCREVEU O SEGUINTE:

- TU CONHECE O AEROPORTO DE CAXIAS?

SÁBADO FUI BUSCAR MEU IRMÃO QUE VEIO DE CURITIBA.

QUE VERGONHA!!!!!!!

NÃO SEI ONDE O PILOTO ARRUMA TETO PRA DESCER.
OLHE ESTAS FOTOS QUE BATI, DO LADO DE FORA DA CERCA, NEM HAVIA CONDIÇÕES DE SUBIR PRA APRECIAR A CHEGADA , UMA PIADA....COISA DE ROÇA MESMO...

RODEADO DE CASEBRES...

DIZEM QUE SERÁ CONSTRUÍDO UM NOVO E JÁ ESTÃO ESTUDANDO AS ÁREAS POSSÍVEIS.


 

Coleguinhas


*Wolmer Jardim deixou aqui na salinha JCTerlera seu novo jornal MENSAGEIRO RURAL....


*A salinha JCTERLERA RECEBEU ONTEM a visita de dona Celeste Penalvo e de sua irmã..

Dona Celeste "convidou " este redator pra próxima feira do livro de São Borja. Irei com o máximo de prazer....se ela for realizada, o que esperamos que aconteça...

Top less

Este site não ia ficar pra trás...O LFV estes dias falou dela e nós aqui enciumados, não falamos, só publicamos esta foto da irmã da Kate. Nós aqui do povaréu queremos é a plebe mesmo.Viva a PIppa!

 

Os 10 mais.

Classement Mondial des Clubs
by IFFHS

Top (1st May 2010 - 30th April 2011)

1. (2.) FC Barcelona España/4 300,0
2. (3.) Real Madrid CF España/4 298,0
3. (4.) FC do Porto Portugal/3 278,0
4. (6.) Manchester United FC England/4 269,0
5. (1.) FC Internazionale Milano Italia/4 250,0
6. (5.) SC Internacional Porto Alegre Brasil/4 238,0
7. (10.) Villarreal CF España/4 236,0
8. (12.) Manchester City FC England/4 228,0
9. (8.) FC Zenit St. Petersburg Russia/3 217,5
10. (14.) Paris Saint-Germain FC France/4 216,0

Aproveito para informar aos usuários desportistas que a Classificação Mundial da IFFHS/FIFA considera os resultados obtidos em jogos oficiais de campeonatos ou torneios nacionais e internacionais, por todos os clubes de futebol do mundo, nos últimos 12 meses.
A atual lista considera os resultados de 01/01/2010 a 31/04/2011.
O único que figura entre os dez mais é o Internacional.
Procurem IFFHS em qualquer buscador. É fácil.
Saudações esportivas.


Luiz Oscar Matzenbacher

 

BARES DO PASSADO...

O BONFA DOS PUNKS


Estou chegando a pouco do Bonfa de guerra, onde na lancheria do Parque fiz uma rázoável entrevista com o dono, ou melhor, ex dono do ESCALER...lembram dele, o TONINHO DO ESCALer QUE FOI CANDIDATO A VEREADOR PELO PV depois de ter namorado o PT, com quem brigou e feio,depois...
toninho me contou umas que outras, pra não dizer cobras e lagartos, mas entre tantas mágoas ficou a recordação de que ele poassou 20 anos de sua vida no Bonfa, no velho mercadinho que era um centro de peixarias, quando eu cheguei em porto alegre em 1969. Eram todas bancas de peixes da prefeitura que depois foram transformadas em bares e afins....hoje tem muitos restaurantes v egetarianos, porque o bom fim ficou transfigurado depois das batidas que a polícia e a BM deram nos anos 80 e 90 por causa das denúncias da Igreja católica( santa terezinha) e do vereador Isaac Ainhor, que tinha seu eleitorado entre os moradores do bairro dos judeus em Porto Aelgre.

Toninho voltou a sua velha profissão de embarcado. Trabalha para rebocadores da Petrobrás, está bem de vida, mas quer escrever um livro sobre aqueles tempos, que ele chama de anos 80 e 90 no Bom fim...eu no lugar dele escreveria como fez o que publicou recentemente o Ricardo Amaral. São testemunhos de quem protagonizo0u a cena, no caso do Toninho, que é de Pelotas, num bairro que muitas polêmicias rendeu.

Toninho acha que o Bo0m Fim foi muito judiado, que correram o público de lá que agora mudou-se todo pra Lima e Silva.

Também conversei muito com ele sobre os punks que habitavam este bairro, todos de baixa classe media, tomavam cachaça e sómente se locomoviam de trensurb proque a grana era escassa.

Mesmo assim, acho que faltou muito do que o Toninho sabe...não consegui enxugá-lo como dizia o velho e saudoso Aveline. Tem muito mais coisa pra contarf. Quem sabe ele escreve então o seu livro, sobre o escaler, o cais, outro bar que abriu por ali e afins....

ah, e poucos sabem: eles até um time de futebol tiveram que jogava de madrugada à luz dos refletores nos campos da redenção.


MARCOPOLO PRODUZ 6.852 ÔNIBUS NO PRIMEIRO TRIMESTRE

Resultado representa crescimento de cerca de 12%

Caxias do Sul (RS), 9 de maio de 2011 - A Marcopolo divulgou hoje (9 de maio) o resultado obtido no primeiro trimestre deste ano. A empresa produziu 6.852 unidades em suas operações em todo o mundo e registrou receita líquida de R$ 761,3 milhões, com crescimento de cerca de 12% em relação ao mesmo período do ano passado.

O desempenho é resultado da ampliação dos negócios no mercado brasileiro, nos segmentos de ônibus urbanos e rodoviários, e também do maior volume de produção obtido pelas fábricas fora do Brasil, com destaque para Argentina, Colômbia e México. De acordo com José Rubens de La Rosa, diretor-geral da Marcopolo, foram produzidas 2.293 unidades no exterior, 14,4% a mais do que no primeiro trimestre de 2010. “Esse resultado demonstra que os mercados latino-americanos seguem fortes e com demanda crescente pelos nossos produtos. No México, em especial, apesar do grande aumento nas vendas, os volumes ainda continuam abaixo do ritmo que tínhamos, em 2007, antes da crise econômica mundial”, comenta de la Rosa.

Para o ano de 2011, a Marcopolo mantém suas perspectivas positivas para atingir receita líquida consolidada de R$ 3,15 bilhões, com a produção de 29.300 ônibus nas unidades do Brasil e do exterior. A prorrogação das linhas de financiamento oferecidas pelo BNDES, através da FINAME-PSI (Programa de Sustentação do Investimento), até dezembro próximo, e a antecipação de demanda proveniente da nova motorização EURO-5, que entrará em vigor a partir de 2012, deverão impulsionar a demanda no mercado interno brasileiro no segundo semestre.

Secco Consultoria de Comunicação

 

De saída da AL, rumo a TVE

Amigos e colegas:
Para informar que, a convite do Pedro Osório e da Marta Kroth, estou indo para a TVE, chefia de jornalismo. Estou assumindo nesta terça-feira (10/5). A médio prazo, deverei migrar para a Programação, área cultural, meu desejo pessoal e profissional desde sempre. Acho que tenho condições de realizar um bom trabalho lá. Focar na comunicação pública, plural, evitar ao máximo o postura oficialesca, o jornalismo 'chapa branca', é o objetivo maior.
Agradeço a todos pelo carinho e pela agradável convivência nestes quase seis anos de ALRS (não ininterruptos, portanto sem o direito a licença prêmio, que seria completada em junho próximo). Espero um dia retornar à Casa.
Também serei colaborador do jornal todo dia online, do Robson Barenho, que entra no ar nesta segunda-feira (9). Vou escrever na área de Arte & Cultura.
Estarei sempre à disposição de todos.
Abraços.
Gilmar Eitelwein

 

De São Borja

O caminho das Missões completa 10 anos. Há tempos quero fazê-lo...depois dele, o de santiago de compostela. mas por ora não consigo fazer os 16 km entre serafina e o rio carreiro. é que fico no meio pra tomar trago num boteco....

Caminho das Missões completa 10 anos de atividades


Um grupo de 10 peregrinos começou nesta segunda-feira (09/05) a percorrer o Caminho das Missões. A atividade deste ano, chamada Caminhada Solidária, inicia as comemorações de dez anos do Caminho. Além de conhecer a região, o grupo realizará plantio de árvores e também palestras nas localidades ao longo do percurso.

No início da manhã, eles foram recebidos na Secretaria de Turismo, Esporte, Eventos e Juventude. De acordo com o sócio proprietário do Caminho das Missões, Romaldo Melher, o mês de maio foi escolhido pois na época das missões era a época de reconstrução. “Todas as comunidades se preparavam para a chegada do frio intenso. O gado era trazido para próximo, as casas eram ajustadas e a lenha era estocada”.

O grupo é composto por pessoas de Minas Gerais, Santa Catarina e do Rio Grande do Sul. Alguns já realizaram o percurso e outras, como Carlos Mauricio Gonçalves, participaram pela primeira vez. Carlos esteve uma vez apenas no estado há 25 anos e adotou um hábito gaúcho: o chimarrão. “Eu conheci Porto Alegre e a partir disto comecei a simpatizar com o estado. Já fiz caminhadas em outros locais e agora conseguirei fazer o caminho da Missões. Tenho certeza que será um prazer andar pela natureza junto com pessoas que estou conhecendo agora”, enfatiza.

Professora da Universidade Federal do ABC, em São Paulo, Viviane Silva é a única mulher do grupo. Para ela, o percurso de 355 km não será um obstáculo, mas uma experiência que agregará muito conhecimento. “É necessário dedicar alguns momentos de nossas vidas para o bem estar. Uma das melhores formas para isso é conhecendo um lugar novo, tendo contato com a natureza e a cultura local”.

As saídas para o Caminho das Missões são realizadas em datas programadas com antecedência e em grupos de no mínimo cinco pessoas. Durante o percurso os peregrinos têm a companhia de um guia que os conduz no caminho e, caso necessário, contam com apoio médico. Os viajantes pernoitem em fazendas no caminho, integrando com a população local.

A caminhada pelas missões jesuíticas também pode ser feita de bicicleta, com duração de cinco dias. Outras informações sobre os pacotes do Caminho das Missões podem ser obtidas no site www.caminhodasmissoes.com.br.

 

Correção...

`Prezado Goulart. Fui eu que escrevi. e obrigado pela correção. quarenta anos de jornalismo e ainda ferindo a língua de Camoões!

Alguém escreveu no teu blog, dias atrás, que a Zero Hora dos anos 60-70 nem nas delegacias de polícia era aceita como brinde, porque diziam que se "exprimisse" saía sangue... Será que ele não quis dizer "espremesse", que é o correto?
Goulart

 

Recebo do A. Goulart

 

O DR. BRENO E SUA FACA DE CHURRASCO

Na semana passada, andaste divulgando algumas historinhas do dr. Breno Caldas. Desta eu fui testemunha presencial. No início da década de 70, o então governador do RS, Euclides Triches, aproveitando uma visita do presidente Médici, que o havia indicado para o cargo, promoveu um churrasco no Galpão Ciroulo do Palácio Piratini. Foram convidadas as principais personalidades do Estado.
Todos compareceram de terno e gravata ou devidamente fardados. O único que apareceu destoando por inteiro foi Breno Caldas: jaqueta clara, sem gravata e com uma vistosa faca prateada na cintura. Sob o olhar de estranheza da segurança e do grupo cheio de formalidades, o ainda todo-poderoso dono da Caldas Júnior foi logo explicando, com sua habitual franqueza:
- Ué! Fui convidado para um churrasco num galpão. Como gaúcho, vim de acordo com a regra e... já prevenido - acrescentou - batendo com a mão na cinta.
Claro que foi aceito. E os primeiros a abraçá-lo foram o Triches e o Médici.

 

Livro reúne biografias de médicos imigrantes no século XX

Lançamento: dia 19 de maio, às 19h


Em "Doktors" – Contos de Memória, o médico Claus Michael Preger apresenta um relato minucioso e afetivo sobre a chegada ao Estado de médicos da Alemanha, da Áustria e da Hungria, principalmente no período localizado entre as duas guerras mundiais. No livro, editado pela Libretos, o autor conta sobre as origens, os estudos, a viagem à terra brasileira, as dificuldades de adaptação e a importância destes doutores pioneiros na qualificação da Medicina gaúcha.

O interesse de Claus se concentra nos doktors, maneira como eram popularmente chamados os médicos estrangeiros. Os clientes da “colônia” chamavam o médico estrangeiro, de “herr Doktor”, numa referência a sua origem, e ao brasileiro aqui formado, de “o Doutor”. Como foram muitos os que clinicaram no interior do Rio Grande do Sul, o autor denominou a obra pelo plural aportuguesado de Doktors, entre aspas, um neologismo anômalo para a forma Doktoren, que seria o plural germânico mais adequado, porém menos alusivo.

O livro reúne a história de vida de 32 médicos, além das reminiscências do autor, desde a sua infância, sua família até a formação médica e a experiência da profissão. A relação dos biografados inclui seu próprio pai, Alexandre Preger, um renomado médico em Porto Alegre.

A obra retrata a realidade da imigração daquele período histórico. “É a crônica de uma época, dos reflexos de uma história que se inicia na Europa e que se reflete no Brasil, especificamente em Porto Alegre, e em diferentes cidades do interior do Rio Grande do Sul”, observa a médica e doutoranda em História, Leonor Baptista Schwartsmann, em seu prefácio.

Durante dois anos de intensa pesquisa, o autor recorreu, entre outras fontes, a documentos oficiais, registros médicos, testemunhos escritos e orais de familiares ou de pessoas que estiveram próximas, fotografias, diplomas, emprestando coerência ao texto. Entre os depoentes, estão familiares, esposas, filhos, netos e pacientes dos médicos.

O lançamento acontece no dia 19 de maio, no Goethe Institut Porto Alegre (Rua 24 de Outubro, 112). Às 19h haverá uma palestra com o autor, além de uma apresentação de fotos da época. Logo após, às 20h, começa a sessão de autógrafos. A obra tem apoio cultural da AMRIGS e Goethe Institut Porto Alegre.

“Doktors” – contos de memória

Claus Michael Preger

Libretos, 2011

328 p., ilustrado, 23 cm.

ISBN 978-85-88412-47-7

Preço R$ 40,00


Assessoria de Imprensa:
Simone Lersch

 

Convite para o lançamento de “Doktors” – Contos de Memória

 

Mineirinho de Ipanema


Carolina Bahia revela em sua coluna da Zero Hora o apelido do Aécio Neves. Em vez de estar em Brasília fica correndo pela famosa praia só com seu calçãozinho e sua barrigudinha de bom burguês, o bom vivant podia labutar um pouco em Brasília em favor dos tucanos mineiros que votaram em sua rica figura. Pelo menos correndo a pé, não corre o risco de ter que recusar um bafômetro.


Remindo Sauim, de Canoas

 

 

O cusco e a procissão....

Olha lá vai passando a procisssão

se arrastando que nem cobra pelo chão....

é o que dizia a letra da música de Gilberto Gil, com a qual ganhou um festival da Record....

Pois aí está o cusco que ficou olhando, contrariado, a procissão que levava o esquife com o corpo de Neusa Maria Goulart Brizola para " a última morada...."

As fotos são de outra Neuza, esta a Pinto Penalvo, cujo nome homenageia justamente a mãe da que estava sendo enterrada. Fecha-se,assim, um ciclo....

Coleguinhas


O HUMOR ACIDO

QUE COMPLETARIA 80 ANOS!


Sampaio

SE VIVO ESTIVESSE O CHARGISTA PAULO DE SAMPAIO, O CONHECIDO SAMPAULO TERIA FEITO DIAS ATRAS 80 ANOS. PRA LEMBRAR DE SUA MEMÓRIA SUA IRMÃ gêmea convidou amigos e amigas para um chá da tarde...

Foi ocasião de lembrar-se algumas coisas da vida deste genial carturnista, que primava pelo mau humor...

Sampaulo faleceu de um câncer em fevereiro(acho que foi no dia 2) de 1999 e foi enterrado no S.Miguel e Almas. Foi uma exigência sua, porque dizia que ficaria o resto dos seus dias secando o Grêmio, a quem odiava...

No futebol, Sampaulo tinha um vasto campo do seu trabalho.
Quando o Inter perdia, sua charge da segunda, sempre era imperdível. É que ali ele destilava todo seu amor ao Inter, em forma de fel, de ódio...

Uma vez, lembrou
estes dias seu amigo Wanderley Soares, o Inter vinha perdendo seguidamente do Goiás. E havia mais um jogo entre os dois. Sampaulo fez a seguinte charge: um negro saindo de casa,indo pro jogo e sendo consolado pela patrõa, também uma negra, que lhe dizia:
- nego, vai tranquilo, um raio não cai cinco vezes no mesmo lugar.
É que o Inter tinha perdido quatro vezes seguido pelo Goiás.

VASTA OBRA

sÃO POUCAS as linhas q escrevo pra falar do chargista. Ele tinha uma aversão especial por um político notório, a quem chamava de Bundão de Bagé....Uma vez o político entrou na redação do jornal onde Sampaulo fazia a charge do dia seguinte, parou na frente e ficou olhando. O cartunista quase foi às alturas com o cara....


Wanderley Soares conta uma obra boa do Sampa, como era chamado entre os colegas. Sampaulo era muito amigo de boteco do diagramador Ademir Fontoura, o XIMBA...ERAM COLEGAS DE TRAGO, porque o Sampaulo passava o maior tempo dentro de bares do que em redaç