"O Blog dos Colegas"

 

50 anos da Legalidade(eventos)

AMORIM E BRIZOLA

NETTO TROCAM FIGURINHA

DURANTE DEBATE DA LEGALIDADE

Dois autores de dois sites - Tijolaço do deputado federal Brizola Netto, do RJ e Paulo Henrique Amorim, do Conversa Afiada e comentarista da Record trocaram figurinhas ontem de noite30.08 num dos primeiros debates sobre os 50 anos da Legalidade realizado no Memorial do Legislativo estadual, numa promoção do poder legislativo pela passagem dos 50 anos do movimento.

Paulo Henrique Amorim falou principalmente contra a Rede Globo, de quem é desafeto histórico. Não se sabe o motivo.Henrique Amorim é autor de um livro, o Plim Plim que denuncia o quase roub o da eleição de governador do Rio a Brizola pela empresa apuradora a Proconsult que estaria,segundo ele, mancomunada com a Globo.


- Eu trabalhei na rEDE gLOBO, DISSE AMORIM. La dentro se comentavam dias frases do dr. Roberto Marinho: uma era:

- O BONI PENSA QUE ISTO AQUI É UM CIRCO, ISTO AQUI É UMA FABRICA DE FAZER POLITICA e a outra frase seria

- O IMPORTANTE É O QUE NÃO DOU NO JORNAL NACIONAL, NÃO O QUE DOU....

fALANDO DE FORMA CONTUNDENTE, mas num estilo atraente, Amorim atraiu mais a atenção do razoável público que foi ao Memorial onde ficou por duas horas.A conversa foi encerrada por o comentarista teria que regressar a SP ainda onde de noite.

ELOGIOS A PRESIDENTA

DILMA

o DEPUTADO FEDERAL Brizola Netto - que ficou na suplência mas que agora foi chamado a assumir o cargo - só teceu elogios a presidenta Dilma Roussef dizendo que ela está fazendo a ponte com o travalhismo histórico. Tanto elogios desagradou a uma senhora, já de idade, que na saída confessou a este repórter que não estava gostando dos herdeiros do Brizola porque eles " tão elogiando muito o PT""".

E saiu pela rua Duque de Caxias descontente....
- Eu aprendi a fazer política com a dona Neusa, com o Brizola ....estes aí(disse referindo-se ao neto) estão elogiando muito o PT...

aMORIM LEMBROU a luta de Brizola contra a TV Globo, luta que segundo alguns dos participantes do debate que tiveram a chance de falar o impediu de chegar a presidente da República, seu maior sonho.

Apesar da Oposição que o dono da maior televisão brasileira sempre lhe fez, Brizola chegou duas vezes a governador carioca.

-- E ele mudou o panorama urbano da cidade, deixando que os pobres pudessem subir e descer os morros, acrescentou a socióloga Lucia Peres, presente ao encontro.

Brizola Netto também desferiu petardos contra o Globo, dizendo que o jornalista Merval Pereira uma vez colocou na capa do Globo uma foto do Governador cumprimentando um lider comunitário de uma favela, taxando este de traficante.
Queria dizer que a imprensa estáva mal intencionada com o governador carioca da época.

Hoje Merval é colunista daquele jornal e tem um blog.

Brizola Netto também aproveitou para criticar a reportagem da VEja desta semana que divulga e escancara o poder que o ex-ministro Zé Dirceu ainda tem em Brasília...

Várias intervenções foram feitas após a palestra, mas dela ainda se conclui que os pedetistas não engoliram a edição do Jornal Nacional de 1989 em que segundo a versão deles, Lula foi prejudicado e perdeu para Collor de Mello.

Mas o que o PDT tem a ver com Lula?

É que hoje o PDT faz parte da base gov ernista.

E a presidenta é uma ex-PDT.
No final do encontro, Amorim ainda fez uma critica ao PT, dizendo que o PT acha que o ESpartaco, do império romano, era petista....

Já o engenheiro Roberto de Azevedo e Souza contribuiu com um depoimento histórico. Ele em 19 de abril de 1977 esteve com grupo de prefeitos, fundadores da Famurs, com o presidente Geisel que os aconselhou a ' NÃQO DEIXAR O BRIZOLA VOLTAR". E os advertiu:
- Eu fiz minha parte,agora isto cabe a vocês.

Coincidência porque pouco tempo depois Brizola foi expulso do Uruguai e foi para os USA.Amorim ainda lembrou que a Procuradora Sandra Cureaux tentou fechar seu blog, o do Amigos do presidente Lula e do Mino Carta.Lamentou o episódio.

Todo o debate de ontem foi gravado pela TV Assermbléia e deverá ir ao ar tanto nesta emissora, como na TVE.


O QUE LI NOS JORNAIS

DEPOIS DE PRESIDIR O AUMENTO DOS COLEGAS, A VEREADOR SOFIA CAVEDON(pt) ESTEVE NA NOITE DE SEGUNDA,DIA 29.08 NA PRAÇA PAROBÉ PRESTIGIANDO UM ATO EM FAVOR DAS LÉSBICAS, PROMOVIDO PELA UNIÃO BRASILEIRA DAS LÉSBICAS. HOUVE UM SHOW MUSICAL....

PIRES DE MIRANDA

DA PAULADA NOS PREÇOS DO BAMBRINUS

NO JC DA ULTIMA SEXTA, UMA VIRULENTA COLUNA DO COLEGA PIRES DE MIRANDA SOBRE OS PREÇOS DO GAMBRINUS.

DIZ UM GARÇÃO QUE OS PREÇOS SÃO PUBLICADOS NO CARDÁPIO. JÁ OUTRO, QUE TEM 31 ANOS DE PROFISSÃO, LAMENTOU QUE A FOTO ENALTECEU A FACHADA CARCOMIDA DO RESTAURANTE...

ENTRE MORTOS E FERIDOS, O BETO, DONO, OU SÓCIO, RESOLVEU DEIXAR POR ISTO MESMO....

TIMES DO INTERIOR

ESTÃO DESAPARECENDO

É MUITO ESFORÇO DE ALGUNS ABNEGADOS DIRIGENTES PRA REERGUER O futebol do interior. nesta foto estão Silmar,mano, Aguiar, Clovis, da costa e flávio e agachados vadinho, enio costa( jogou no estrela f.c.)ilo, canega, e Miler..

o local é o antigo campo do são borja. a foto é do chita, do bar La Barca.

o time do são borja foi o primeiro a jogar no estádio do Maracaná, em 1981. Mas ultimamente, como os demais times do interior, está bem desaparecido.

Rosane Tremea

A colunista contou sua experienca de ser assaltada na ZH do último sábado. Uma coluna bem contundente...o que não é comum neste jornal...que costuma contemporizar com tudo.

A Rosane foi demitida em 1992 junto com aturma em que o repórter que escreve o foi...Mas depois me contou um repórter que ficou lá, viram que fora uma trapalhada do seu editor,Eugênio Bortolon. Isto porque ela teria dito que tinha outro emprego e o Eugênio a incluiu nos demitidos...

Aí sabe o que ocorreu: demitiram o Eugênio e dizem até hoje que esta trapalhada dele teria sido uma das causas...

A Rosane foi readmitida no dia seguinte e tanto queriam que está no jornal até agora.


Coisas da redação numa grande mudança que ocorreu em 1992.

Se a ZH tem mania de não tomar muito partido, comportando-se olimpicamente - jornalismo deste modo com o tempo encontra dificuldades - o DG, do grupo RBS( que mais parece a ZH dos anos em que exprimia-se e saía sangue...) deu um pau na falta de segurança na famosa BOnja, ou seja a Vila Bom Jesus. Aí me lembrei que pouco tempo atrás lançaram lá uma UPPs e que parecia que este assunto estaria amainado. Mas parece, pelo menos diz o jornal dos pobres, que não o está....Jornalismo é isto: denuncia.

Ecos do meu bate-papo em São Borja

O escritor Israel Lopes, que está pesquisando sobre um músico, manda duas cartas. Uma pra mim e a copia do que mandou prum amigo....eis seu teor....

São Borja, 30 de agosto de 2011

Amigo, Jornalista Olides Canton

Segue Mensagem Original, de uma Carta que enviei ao amigo Ramão Aguilar, sobre a tua excelente Palestra.
Olides, veja que o General Eurico Dutra foi um Ditador. Pois ele perseguiu os comunistas. Foi um "entreguista" de carteira assinada, continuando a nefasta política da Boa Vizinhança do Getúlio com os Estados Unidos.
O Dutra, em 1947 botou o Monteiro Lobato na cadeia, com a publicação do "Zé Brasil", quando o escritor havia se redimido com o sofrido Jeca Tatu, pois compreendera que lhe faltava assistência social. Lobato, com isso, deu razão ao escritor Cornélio Pires, que dizia que o caipira não era preguiçoso, mas lhe faltava assistência.
Lobato, nesse folheto, elogiava o P restes e dizia que o caipira necessitava de terras, que fossem sua. Aquilo que o Cenair Maicá, depois veio dizer na milonga Homem Rural, que "enxada na terra alheia, nunca traz dia melhor!"
Depois, ainda em 1947 durante a Constituinte, Lobato rompeu com o PCB e com Luiz Carlos Prestes, por este ter se aliado a Getúlio, que entregara Olga Benário, aos seus algozes.
Esse era o Lobato!
Abraços

Israel Lopes

EM TEMPO: Através do Correio, seguem os jornais daqui, destacando aquela Noite Memorável da tua Palestra, permeada com a do Coronel.


Amigo Ramão Aguilar


Ontem à noite, fui à Câmara e falei ao Olides, que o amigo já havia firmado um outro compromisso, por isso não se fez presente. Pois o Cel. Fernando Vargas Souto, sobrinho neto de Getúlio, foi quem representou a Família Vargas. Ele disse que no Estado Novo, o Getúlio não implantou Ditadura, mas sim um Governo Democrático. Disse que o General Dutra foi escolhido por Getúlio, o que é um equívoco, pois o Getúlio é que teve que apoiar o Dutra para não ficar totalmente fora do Poder. O Olides falou que o Maneco Vargas disse que o Getúlio não escreveu a carta, mas fez um bilhetinho, e que foi melhorado pelo Maciel Filho, que era um jornalista que preparava os Discursos do Velho. O Cel. Fernando, por sua vez, confirmou que o Luthero lhe afirmou que o Getúlio só fez o bilhetinho, que não escreveu a Carta. Alguns pedetistas, ficaram piscando miudinho, com essas afirmações e confirmação do que há muito ja se falava, pelo jornalista Paulo Duarte, principalmente. E, agora, essa confirmação, através de um sobrinho neto do Getúlio. Olides perguntou ao Coronel, se havia se formado uma animosidade entre Protásio, que ficou no PSD e Getúlio no PTB, e ele disse que não! Aí, o Olides disse que o Maneco contou que os adeptos do PTB meteram balas no Diretório do PSD, aqui em São Borja, e o Cel. informou que o Ivan dizia que eram uns fazedores de arruaças e que, posteriormente, mandou-os para o Rancho Grande. Aí eu disse ao Clemar, baixinho, é claro, ser? ? que não era o Seu Geraldo Rodrigues, avô do Ramão Aguilar, que furou à fala a sede do inimigo? O Clemar riu bastante. O Coronel confirmou o que o Maneco disse ao Olides, que o Gregório dormia aos pés da cama do Getúlio, como um verdadeiro cão de guarda. Também que até um feijão, antes do Getúlio saborear, o Gregório tinha que experimentar primeiro. Deu a entender que se fosse envenenado, o negro morreria primeiro. O Coronel falou aquele preto ..., o que muitos estudantes de Jornalismo, se olharam, pois hoje é discriminação falar em preto, em vez de negro. Os estudantes de jornalismo, riam, quando o Cel. elogiava os Estados Unidos na Segunda Guerra Mundial e falava do perigo comunista. Olha, sairam pérolas sobre a política getuliana! Tu perdeste, esse espetáculo!
Foi excelente, um revolucionário e um conservador, falando sobre o Getúlio. Os dois lados da moeda, como afirmou o Juremir, no artigo de ontem.
Um grande abraço
Israel


De Serafina

A lotérica Cervieri, da Marina Cervieri, iria ser vendida, mas parece que pediram muito: teriam solicitado 400 mil reais.
É verdade que o terreno é num ponto nobre da cidade.

Texto do blog em 2010.

Finalmente a loterica foi vendida. Quem assume é Rafael Gasparotto, filho do finado Renato Gasparotto e neto do finado Sabino, cabeça no frigorifico ideal. Este foi como forasteiro para a Itália, foi garçom e outros mais. Voltou para a terra natal. É irmão por parte de pai do Jáco, funcionário antigo da loterica.
Quem está magoada com a história é familia do Teguina. Sua filha, Greici que morava a muitos anos fora daqui tinha negocio fechado com a Marina e o dinheiro arranjado para a compra. Veio de familia, mala e cuia para serafina para comprar e tocar o negócio. os Cervieri deram pra trás e não queseram mais vender a loterica deixando-os na mão. Tiveram que voltar de onde vieram, de familia, mala e cuia novamente. Agora vendem a loterica e por um preço até abaixo do que seria pago. A marina empura o rolo para o Quiqui, e este empura para a Marina. Netos do Fioravante.

oculto

 

MATRIZ


O QUE É UM BANCO DE DADOS?
É UMA COLEÇÃO ORDENADA DE INFORMAÇÕES.
O QUE É UMA TABELA?
É UMA MATRIZ CUJAS LINHAS CORRESPONDEM A REGISTROS E
AS COLUNAS CORRESPONDEM A CAMPOS DE DADOS.
REGISTRO É UM CONJUNTO DE CAMPOS.
UM CAMPO CORRESPONDE A UM DADO.
Aí, dentro daquilo que determinado grupo, querendo ser diferente, passou a escrever, falar – os enquanto, conjunto, demanda, cuidador, etc., de uns tempos para cá inventaram a tais de “matriz salarial”, “matriz tributária”, “matriz orçamentária”. São diferentes.
Quando é dito/escrito “alterar a matriz salarial”, significa “alterar a tabela de salários”.
“Alterar a matriz tributária” = “alterar a tabela dos impostos”.
Quando se fala/escreve “matriz orçamentária”, está sendo feito referência ao orçamento, que é uma tabela.
É uma maneira de ser diferente dos outros, pois sempre se utilizou a expressão “tabela”.
No Aurelião, nas definições de matriz, pelo que li, nenhuma delas contempla a maneira como ela é utlizada em relação a salários, impostos, orçamento.
Ou será que eu estou errado?


SERGIO OLIVEIRA
CHARQUEADAS - RS

MOVIMENTO DE JUSTIÇA E DIREITOS HUMANOS/Brasil INFORMA:

Segue o link da Petição Pública contra o monumento que será erigido em homenagem ao general Golbery do Couto e Silva,
na cidade de Rio Grande/RS.

http://www.peticaopublica.com.br/PeticaoVer.aspx?pi=P2011N13643

Acontece que no domingo, dia 21 de agosto, o prefeito de Rio Grande e o comandante do 6º GAC lançaram a pedra fundamental do monumento que pretende homenagear o Golbery do Couto e Silva. Na base do pedestal que receberá o busto, enterraram uma cápsula com uma biografia do general, uma cópia da lei que cria o monumento e mais alguma coisa (ouvi dizer que seria uma cópia da "Geopolítica..."), tudo devidamente lacrado para a posterioridade das gerações vindouras.

O monumento estava previsto desde dezembro de 2009, quando foi aprovado praticamente sem resistências (só um vereador votou contra) numa véspera de Natal, pela Câmara de Vereadores de Rio Grande.

Nunca pensamos que fossem ter coragem de pôr essa barbaridade em prática.

No Jornal Agora - o único da cidade - há notícias sobre o monumento. Dentre elas, há também uma carta de Moacir Rodrigues (o desconheço, mas creio que seja do próprio elenco do jornal, pois possui email do mesmo) louvando a iniciativa da cidade como uma "dívida de gratidão".

O artigo é este aqui: http://www.jornalagora.com.br/site/content/noticias/detalhe.php?e=5&n=16272

O monumento será instalado na Praça Tamandaré, a principal da cidade, onde ficam, em frente, a Beneficência Portuguesa e a Igreja do Salvador.

Revoltado com esses fatos, nosso companheiro, o historiador Francisco Cougo, escreveu um texto que está sendo bastante divulgado.

Está em seu blog, neste endereço: http://memoriasdochico.wordpress.com/2011/08/24/golbery-e-a-cidade-surreal/

Lembro que não é a primeira iniciativa em prol da memória do Golbery.
No início do ano, a Academia Rio-Grandina de Letras escolheu 2011 como o "Ano Golbery do Couto e Silva".
Tempos atrás, a Associação Comercial dos Varejistas criou um prêmio de mesmo nome.
Na praça do GAC, já existe um memorial louvando o mesmo crápula.

Contamos com a adesão de todos(as) os/as companheiros(as).

Um forte abraço,

Jair Krischke


MOVIMENTO DE JUSTIÇA E DIREITOS HUMANOS/Brasil INFORMA:

“Revolución social/
estudiantil en Chile”
Manifiesto de Historiadores
“promesa irrenunciable de la modernidad,
a pesar de cualquier post/modernidad.

Las calles, plazas y puentes de todas las ciudades a lo largo de Chile se han transformado en las arterias donde fluyen y circulan miles de estudiantes y ciudadanos, entonando y gritando las demandas por cambios estructurales en la educación los que, a su vez, exigen cambios sustanciales en el paradigma económico, en el carácter y rol del Estado y en su conjunto, en el pacto social constitucional del país. Desde hace meses las movilizaciones no han cesado, recuperándose y adaptándose algunas consignas de antaño, cantándose nuevas que apuntan críticamente al corazón del modelo social y económico financiero neoliberal actual: el mercado, el crédito, el endeudamiento, el lucro, la inequidad social y educativa.

Y si bien inicialmente parecía que se hubieran abierto, al fin, las Alamedas, marcando la llegada de la hora histórica anunciada por el discurso final de Allende, el desarrollo de los acontecimientos con el recrudecimiento de la represión policial, las amenazas y amedrentamiento a los/as dirigentes estudiantiles por parte de adherentes oficialistas y la actuación provocativa de policías encapuchados infiltrados de civil, nos recuerdan que estamos en un régimen político dirigido por la derecha chilena, heredera de las prácticas de la dictadura militar y verdadera fundadora del régimen neo-liberal que busca resguardar. Y mientras los jóvenes copan el cuerpo de Chile y la represión enfurece, suenan los cacerolazos del apoyo ciudadano, recordando el tiempo de las protestas.

Si no ha llegado aún el tiempo de las alamedas, ha brotado con fuerza la voluntad de poder de la nueva generación para presionar sobre ellas hasta lograr su verdadera Apertura histórica.

Los que realizamos el oficio de historiar nos preguntamos acerca del carácter de este movimiento y del significado de su irrupción histórica. ¿Se trata de una fase más del movimiento estudiantil post-dictadura? ¿Corresponden sus demandas a reivindicaciones básicamente sectoriales? ¿Cuál es la forma de hacer política de este movimiento? ¿Qué relación tiene este movimiento con la historia de Chile y su fractura provocada por el golpe armado de 1973? ¿Cómo se articula este movimiento con el camino y orientación de la historicidad secular de Chile? ¿Qué memoria social y política ciudadana ha activado la irrupción callejera y discursiva estudiantil?

Si bien es arriesgado responder a estas preguntas cuando se trata de un movimiento en marcha, los que aquí firmamos lo hacemos como una necesidad de aportar desde la trinchera de nuestro oficio, con la plena convicción de que estamos ante un acontecimiento nacional que exige nuestro pronunciamiento, sumándonos a tantos otros que se han realizado y se realizan cotidianamente desde distintos frentes institucionales, gremiales y civiles.

1. Consideramos, en primer lugar, que estamos ante un movimiento de carácter revolucionario anti-neoliberal. Las demandas del movimiento estudiantil emergen desde la situación específica de la estructura educativa del país, basada en el principio de la desigualdad social; una transformación a esta estructura -como bien lo dicen los gritos callejeros-exige un cambio sistémico en el modelo neo-liberal, que hace del principio de desigualdad (fundado en la mercantilización de todos los factores y en la consiguiente capacidad de compra de cada cual) la clave ordenadora de las relaciones sociales y del pacto social. Correspondiente con este principio de ordenamiento, la figura política del Estado neo-liberal se perfila como un aparato mediador, neutralizador y garante, a través de sus propias políticas sociales, de dicho principio des-igualitario; estructura económico-política sustentada en la escritura de una carta constitucional legitimadora de dicho principio.

No es de extrañar, así, que el movimiento estudiantil actual encuentre un tan amplio respaldo ciudadano: en la categoría dicotómica de “deudores” respecto de un grupo legalmente abusivo y corrupto de “acreedores”, se encuentra la mayoría de los chilenos que grita y cacerolea su apoyo a los estudiantes: porque los estudiantes no son solo “estudiantes” sino que son ellos mismos en tanto deudores. Porque no sólo los estudiantes viven en el principio de la desigualdad, sino la mayoría social chilena actual lo sufre en carne propia. Lo social particular y lo social general se auto-pertenecen y se auto-identifican mutuamente en una unidad que se construye y se concientiza sobre la marcha.

Así, el movimiento estudiantil, aparentemente sectorial, constituye un “movimiento social” que, al tocar el nervio estructurante del sistema, irradia e identifica a la sociedad civil ampliada, reproduciendo socialmente la fuerza de manifestación de su poder, descongelando el miedo y aglutinando los discursos y las prácticas fragmentadas.

Es decir, el movimiento estudiantil actual tiene un carácter radical en cuanto busca revertir el principio neoliberal de la desigualdad que construye la sociedad actual, por el principio de la igualdad social (basado en un sistema de “derechos sociales ciudadanos”), promesa irrenunciable de la modernidad, a pesar de cualquier post/modernidad; principio que, desde la esfera educativa chilena, se propaga como fragancia de nueva primavera a todas las esferas de la sociedad.


2. Este movimiento ha comenzado a recuperar lo político para la sociedad civil, poniendo en cuestionamiento la lógica de la política intramuros, y con ello el modelo de seudo-democracia y legalidad que no ha cortado el cordón umbilical con la dictadura.

Se trata de una política deliberativa en el más amplio sentido de la palabra, que trasciende los esquemas partidarios (a pesar de las militancias personales de algunos dirigentes). El movimiento muestra cómo, a través de la orgánica de las bases movilizadas, con el apoyo de las redes comunicacionales (“política en red”), se ejerce el poder de las masas en el escenario público, presionando por la transformación de las estructuras. Este hecho está replanteando los fundamentos del cambio social histórico, cuestionando las modalidades verticalistas y representativas, propias de la premisa moderna, propiciando activamente formas de democracia directa y descentralizada.

Por otra parte, respecto de la relación del movimiento con el sistema político y el gobierno actualmente imperante, este movimiento corresponde a un nuevo momento de su trayectoria histórica posdictadura, en el cual la vinculación con la institucionalidad se realiza básicamente desde la calle, no habiendo entrado a la negociación institucional dada al interior de los recintos gubernamentales. Desde esta perspectiva, lo nuevo de este movimiento es la “política abierta” o “política en la calle” que, al mismo tiempo que permite mantener el control del territorio propio de la sociedad civil, difunde y transparenta su discurso, su texto y sus prácticas a plena intemperie, ante toda la ciudadanía. La política clásica de los gobiernos concertacionistas de “invitación al diálogo” se ha vuelto una trampa ineficaz, manteniendo el movimiento social actual la fuerza de sus propias prácticas de poder.

Así, las movilizaciones estudiantiles y sociales que hoy se desarrollan a partir de las demandas por la educación, no sólo ciudadanizan lo educativo y lo sitúan como base fundamental del proyecto de sociedad, sino que dan cuenta de la crisis del sistema político, cuestionando y transgrediendo la “democracia de los acuerdos”, consagrada como principal herramienta para neutralizar y postergar las demandas sociales.

Esta nueva política encuentra su expresión manifiesta en un tipo de protesta social que rompe los marcos impuestos tanto por la cultura del terror de la dictadura, como la del “bien mayor” de la transición. A través de una incansable apropiación del espacio público y, en general, a través de prácticas corporales de no-violencia activa, el movimiento ha generado múltiples acciones culturales en un lenguaje rico, plástico, inclusivo y audaz que interpela el cerco de la represión policial y de los medios que criminalizan la protesta.

3. Si bien este movimiento corresponde a un momento nuevo de la política y de la historia social posdictadura, este sólo puede comprenderse desde la perspectiva más amplia de la historicidad siglo xx en Chile. En el curso de ésta, la equidad educacional junto a las limitaciones legales impuestas al capitalismo anárquico, habían alcanzado una maduración estructural en los años ‘60 y ‘70, siendo este proceso abortado con el golpe del ’73 en su fase de plena consolidación. El movimiento social estudiantil actual es expresión de la voluntad y del acto de recuperación de esa hebra rota de nuestra historicidad. Es la irrupción del brote de la semilla que fue pisada y soterrada por la bota dictatorial y el neoliberalismo. Es el renacimiento, en la nueva generación, del sueño y voluntad de sus padres de fundar una sociedad basada en la democracia, la justicia social y los derechos humanos fundamentales, de los que la educación es uno de sus campos más fértiles.

En efecto, el pacto social educativo alcanzado en los ’60 y ’70 fue el fruto de una larga lucha dada por muchas generaciones desde mediados del s. xix. Proceso y lucha que consistió básicamente en la voluntad política progresiva de arrancar los niños proletarizados en el mercado laboral, para escolarizarlos, como una vía hacia una sociedad más equitativa y como un camino de emancipación social y cultural.

Este trayecto histórico, que involucró a toda la sociedad, alcanzó a producir semillas que fructificaron en las décadas del ’60 y ’70 cuando el Estado y la sociedad civil hicieron del pacto social educativo uno de sus más caros proyectos de construcción de nueva sociedad democrática. Es ese proceso el que hoy irrumpe nuevamente en el discurso y en la práctica del movimiento estudiantil. Se trata de una generación que no acepta volver a ser objeto de mercado al que deban proletarizarse sin mas, ya por la vía del endeudamiento o de una educación de mala calidad. Lo que está en juego y que hoy se encarna en este movimiento, es el “proyecto y pacto social educativo republicano/democrático” chileno, como principio ético-político de igualdad social.

Aquí radica la densidad histórica de este movimiento, produciendo, a su paso, una irrupción de memoria histórica en el seno de la ciudadanía: la memoria de los padres y abuelos que marchan y cacerolean su apoyo a la nueva generación que está recogiendo y tejiendo a su modo la hebra de nuestra historicidad.

Así, en su triple carácter dado por su alcance revolucionario anti-neoliberal, por la recuperación de la política para la sociedad civil y por su conexión con la historicidad profunda del movimiento popular de Chile contemporáneo, el actual movimiento ciudadano que los estudiantes de nuestro país aparecen encabezando con fuerza, decisión y clara vocación de poder, recoge y reinstala las dimensiones más consistentes que la frustrada transición chilena a la democracia sacrificó.

A través de estas breves reflexiones este grupo de historiadores/as chilenas, con el apoyo de mucho/as, saludamos al movimiento estudiantil y adherimos a las reivindicaciones estructurales que ellos han instalado sobre la política chilena. Saludamos y nos sumamos a las demandas de Asamblea Constituyente.

Al mismo tiempo, invitamos a no ver a este movimiento actuando en la sola coyuntura de este gobierno de derecha, sino a tomar conciencia de que este es un momento de un proceso histórico ya en marcha, cuyo principal fruto sin duda será dejar instalada definitivamente la demanda de las reformas estructurales al neoliberalismo, como irrenunciable voluntad de poder de la ciudadanía y como agenda indispensable de los proyectos políticos inmediatos y porvenir.

MARCOPOLO CONQUISTA PRÊMIO MÉRITO
AMBIENTAL HENRIQUE LUIZ ROESSLER

Empresa é reconhecida por promover diversas
iniciativas de preservação do meio ambiente
Caxias do Sul (RS), 30 de agosto de 2011 - A Marcopolo, uma das maiores fabricantes de ônibus do mundo, conquistou, em agosto, o Prêmio Mérito Ambiental Henrique Luiz Roessler, instituído pela revista Ecologia & Meio Ambiente RS. A companhia foi distinguida por suas iniciativas que promovem a preservação, a recuperação e a melhoria do meio ambiente.

Entre essas ações, a Marcopolo investe em novas tecnologias para minimizar os impactos ambientais decorrentes de sua atividade e no treinamento de seus colaboradores para conscientização e extensão das boas práticas ambientais também na comunidade. A empresa foi pioneira na região na instalação de uma unidade de processamento de resíduos (UPR) própria. Licenciada pelo órgão ambiental, tem como finalidade agregar valor aos materiais descartados, identificar possibilidades de reuso, promover a comercialização adequada dos materiais recicláveis e o acondicionamento final em células de aterro para os resíduos não recicláveis.

A conscientização em relação à preservação do meio ambiente se destaca como uma das principais ações para a consolidação do desenvolvimento sustentável da Marcopolo, que possui as mais importantes certificações, como ISO 14001, OHSAS 18001 e SA 8000, entre outras.

Programas voltados às questões ambientais fazem parte da política de gestão da empresa. O programa Reciclagem com Reuso, desde a sua adoção, em outubro de 2001, possibilita a reciclagem anual de mais de 250 toneladas de resíduos de papel com tinta, preservando cerca de 7 mil árvores. O projeto, distinguido com os prêmios Expressão de Ecologia 2002 e Top de Ecologia ADVB 2002, permite reciclar todo o resíduo de papel com tinta gerado nos processos de isolamento para pintura das carrocerias.

O Gerenciamento Continuado de Resíduos Sólidos é outro programa da Marcopolo voltado para o meio ambiente. Desde 1999, permite reduzir em até quatro vezes o passivo ambiental, além de recuperar um terço dos materiais que anteriormente eram descartados. A empresa trata os efluentes gerados no processo produtivo com eficiência garantida por laboratório próprio, cadastrado no órgão ambiental. Também é realizado o monitoramento anual de emissões atmosféricas, completando assim o ciclo do Sistema de Gestão Ambiental.

Em sua segunda edição, o Prêmio Mérito Ambiental Henrique Luiz Roessler tem como objetivo divulgar as iniciativas das principais empresas gaúchas, especialmente para os gestores municipais de meio ambiente. Com isso, pretende promover uma nova cultura e o engajamento individual e coletivo para a mudança de hábitos, com a difusão de ações sócioambientais e de Produção e Consumo Sustentável (PCS).


Secco Consultoria de Comunicação
Tel. 11 5641-7407 | secco@secco.com.br

De S. Borja

Debandada

No dia 24.08, Pompeo de Mattos mandou dizer que não poderia ir na sessão solene em homenagem a Getulio Vargas promovida pela Câmara Municipal...tinha outros compromissos em Brasília.


Debandada 2

Juliana Brizola, neta do ex-governador Leonel, também " fugiu" de S. Borja. Não compareceu a inauguração do busto do seu avo na Praça XV de Novembro ato ao qual compareceu o próprio governador.

Debandada 3

Cristhopher Goulart, neto de Jango, compareceu ao evento da inauguração do busto de Brizola no dia 25.08. Mas ele será candidato na eleição do ano que vem.

De Serafina Corrêa


MORRE

FILHO DO

MAIS RICO INDUSTRIAL


DO MUNICIPIO!


A casa de granito onde viveu a familia de Miguel Soccol

Ontem, em Serafina Correa, cidade a 230 km de Porto Alegre, no Norte do Estado, comentava-se muito mais a situação de penúria financeira em que morreu Rui Soccol, do que propriamente o fato em si, já que a sua morte era meio que esperada porque ele andava adoentado. Rui Soccol morreu aos 79 anos, na cidade de Medianeira, no Paraná cidade que junto com seu irmão Pedro ele ajudou a fundar nos anos 40,50 do século passado. Seu corpo foi trazido para Serafina Correa, onde foi enterrado no opulento mausoleu da família, no cemitério municipal as 16 horas e 30 minutos.

Pouco antes do meio dia os moradores de Serafina ouviram pela " sonora" - na verdade a rádio Rosário, dos padres - porque sonora era o alto-falante da torre da Igreja que era onde transmitiam,antes da rádio, a notícia da morte de algum municípe.

Rui Soccol, filho de Miguel Soccol e de Natalina Brandalise tinha 79 anos anos. Dos 9 filhos vivos que o casal teve - sua mãe era tão discreta que poucos a conheceram porque raramente saía de casa apenas 3 ainda vivem: os dois formados dentistas, Dino e Roni e a Diva, que vive em Milão na Itália. A casa onde a família viveu continua intacta e muitos acham que ela deveria ser tombada pra que se transformasse num museu temático de Serafina Corrêa.
Os que visitaram Rui nos últimos anos em Medianeira ficaram estarrecidos por um filho do mais rico industrial do municipio - que depois vendeu o frigorífico - estar na completa miséria, vivendo na verdade de um auxilio chamado LOAS, dado pela Previdência Social, a quem nunca contribuiu.

- Comenta-se muito aqui hoje( ontem) que ele morreu na completa miséria. Quem o viu disse que ele estava pobre e morando num casebre de chão batido e quem ultimamente o ajudava com comida era o Serafim
DEllapascoa, irmão do Pedro, que é um dos diretores da rádio Rosário, informou um morador de Serafina.

O LOAS pago pela Previdência não dá direito a 13 sálário.

Os comentários em Serafina ontem era muitos principalmente nas bodegas, junto ao bar Marucus,no posto Gheler, - que fica do lado da casa onde Miguel viveu com a família mas muita gente já não sabia nem que quem se tratava. Só que era lembrado porque é filho do industrial fundador do frigorifico Ideal e que hoje mata 180 mil frangos por dia, nas mãos da Perdigão...

- Pai rico, filho nobre, neto pobre, lembrou outro serafinense, formado advogado e cujo pai foi um dos braços direitos do Miguel Soccol no frigorífico quando os Soccol eram venerados na cidade, principalmente pelas padres....


O convite de enterro feito pela rádio Rosário dizia que irmãos, cunhados e sobrinhos comunicavam o falecimento de Rui Soccol ocorrido de madrugada, em Medianeira, no Paraná.

GAUCHO

Rui era muito lembrado como um grande jogador do Gaúcho, um time que nos áureos tempos do Frigorifico Ideal de Miguel Soccol chegou a disputa a primeira divisão de Amadores e num ano chegou a campeão.

DEpois o Gaucho foi desaparecendo junto com aperda de poderia econômico do Frigofico que praticamente o sustentava.

Serafinenses que tinham algumas posses em Medianeira, como Armando Boni, encontravam-se com Rui Soccol em Medianeira e ele sempre os levava aos cassinos em Ciudad del Leste, no lado paraguaio.

Dizem moradores como Armando Boni, um dos que iam a Medianeira, que viram Rui perder muito dinheiro na roleta
nos cassinos do lado paraguaio...

Os parentes de Armando que moram em Medianeira o informavam disto...

O outro irmão de Rui, Pedro, praticamente considerado fundador de Medianeira, está também enterrado em Serafina, no mausoleu da familia no cemitério municipal.

Estes tempos o prefeito de Medianeira queria levar os restos mortais dele para Medianeira como uma homenagem, mas a familia dele não permitiu.

Em Medianeira,há uma rua com o nome de Pedro Soccol.

AVENIDA MIGUEL SOCCOL

aTÉ OS ANOS 80, a atual av. Miguel Soccol, a principal de Serafina Corrêa, era chamado Dr. Julio Campos - um médico de Guaporé - mas quando Sergio Massolini foi prefeito mudou o nome para Miguel Soccol. Ele foi o principal industrial que teve no municipio e responsável por muitos empregos.

Miguel Soccol, um visiionário, como sabia que os colonos não prestavam pro serviço industrial, trazia gente de fora. E foi criando vilas em volta de Serafina, como uma em que ele mandou construir umas casas modestas pros seus operários chamada justamente de Itapuca, PORQUE A MAIORIA DOS OPERÁRIOS que ele trouxe pra trabalhar eram da região de Soledade e de Itapuca...

Rui era solteiro e aos 79 anos deixou apenas 3 irmãos vivos. Os demais todos faleceram.E todos estão no mausoleu de Serafina.
Roni, dentista aposentado, não estava ontem em Serafina. EStava em Fortaleza viajando com sua segunda esposa, Lucia.


A GRANDE FARSA CONTINUA


Por Carlos Chagas


Presumindo-se que nenhuma reforma política ou eleitoral de vulto venha a ser aprovada no Congresso até outubro, e há quem preveja muitos outubros, não apenas o próximo, a conclusão é de que as eleições municipais do ano que vem transcorerão conforme as regras atuais do jogo. Resultado: continuarão ilimitadas as contribuições do empresariado para candidatos e partidos; o caixa dois seguirá incólume engre as candidaturas; permanecerão as coligações partidárias; lançarão candidatos os partidos de aluguel para negociar apoio nos segundos turnos; entre os candidatos a vereador prevalecerá o “cada um por si e Deus por todos”.

Nada vai mudar, ou seja, em especial nas grandes cidades, onde se multiplicam obras públicas de toda espécie, as empreiteiras estarão atentas para colaborar com os possíveis eleitos e, depois, reclamarem sua parte nos contratos, sinecuras e superfaturamentos. Os partidos menores cobrarão participação nas administrações, na base do fisiologismo. Os vereadores, em maioria, assumirão desvinculados de compromissos partidários, estabelecendo canais diretos e perigosos com os prefeitos.

O ensaio geral do próximo ano faz prever a repetição dos mesmos vícios nas eleições gerais de 2014. Ao Congresso, que poderia alterar o quadro, interessa que ele permaneça. E aos partidos, também. A grande farsa continua, mesmo sob debates e discussões a respeito da reforma político-eleitoral.

AS ARMAS, DE ONDE VIERAM?

Para não dizer que as lambanças se restringem ao Brasil, vale olhar para fora e verificar o que acontece na Líbia. As telinhas estão repletas de imagens mostrando o avanço e a vitoria dos rebeldes. Não dá para ignorar o armamento sofisticado que eles utilizam. Obuses, quer dizer, canhões, de útima geração, podem ser vistos vomitando petardos sucessivos. Manobrando-os estao cidadãos sem farda, mas armados com submetralhadoras modernas. Mesmo ficando em terra, abstraindo-se os mísseis e foguetes lançados pela Otan, a pergunta que se faz é como esses dissidentes conseguiram recursos para adquirir armamento de primeira linha? E de onde vieram os canhões, as metralhadoras e os veículos de transporte, se na Líbia não há produção nem indústria bélica?

Claro que tujdo provém dos países empenhados em afastar o ditador Kadaffi. Se forem examinadas com lupa, as fotografias mostrarão, entre os amotinados, certas figuras também em trajes civís, mas sem semelhança com com a massa rebelada. São os instrutores, eufemismo para designar oficiais e técnicos americanos, ingleses, italianos e franceses, encarregados de conduzir a guerra. No fundo, os contratos de petróleo.

TEM MAIS GENTE

Mário Negromonte, das Cidades, e Pedro Novais, do Turismo, não são os únicos que começam a esvaziar gavetas, aguardando o fim do ano com resignação. No Congresso, admite-se que mais seis ministros encontram-se na linha de tiro da reforma ministerial. Fulaniza-los seria maldade e até correr o risco de referências a quem não merece, ou omissõs de quem merece. A impressão é de que 2012 começará sob nova direção em oito ou mais ministérios. Nos partidos da base oficial, responsáveis por muitas indicações, o clima não é de pânico, mas de expectativa: a promessa é de que manterão os ministérios, mesmo precisando indicar gente de maior competência.

A VERDADEIRA CAUSA

As sucessivas escaramuças verificadas entre PMDB e PT transcendem a votação de projetos de interesse do governo, na Câmara. No fundo está a futura eleição para a presidência da casa, que deve ser decidida em meados do próximo ano, mas já envolve cálculos e ambições. Pelas regras anteriores, o cargo passaria ao PMDB, já que o atual presidente é do PT. Esse troca-troca na dependência, é claro, de haver a mesma alternância no Senado, onde o PMDB deu o presidente e o PT aguarda a vez.

O problema é que José Sarney tem direito a mais um biênio, no caso de 2013-2014,sendo o PMDB amplamenta majoritário entre os senadores. Se o partido não quiser entregar a presidência ao PT, a reação virá da Câmara, que também não entregará a dele, mesmo com pafrte dos companheiros inclinados a substituir Marco Maia.

No PMDB, o candidato antes selecionado por seus deputados era Henrique Eduardo Alves, atual líder. Como ele tem criado sucessivos casos com o palácio do Planalto e até com a presidente Dilma, é possível que os dissidentes da bancada optem por outro candidato tirado de sua cúpula. Em suma, pacificação, só depois de solucionada essa dúvida.

De S. Borja


MAIS CENAS DA COLOCAÇÃO DO BUSTO DE LEONEL BRIZOLA NA PRAÇA XV DE NOVEMBRO QUE FOI PRESTIGIADA PELA PRESENÇA DO GOVERNADOR TARSO GENRO E DO PRESIDENTE DO LEGISLATIVO ESTADUAL, ADÃO VILLAVERDE.

FOTOS DE NEUZA PINTO PENALVO

DE SÃO BORJA


A CAMARA MUNICIPAL DE SÃO BORJA NÃO COLOCOU ENTRE OS PALESTRANTES O NETO DE JANGO, CRISTHOPHER GOULART. MESMO ASSIM, ELE ESTEVE NA CIDADE NO DIA 25.08 DIA EM QUE INAUGURARAM UM BUSTO DE BRIZOLA NA PRINCIPAL PRAÇA DA CIDADE, A XV DE NOVEMBRO

Legalidade


Deputados gaúchos embarcando para Brasilia em 30.08. 1961

A ULTIMA HORA E A LEGALIDADE


o LIVRO golpe Mata Jornal, de JEFFERSON BARROS, TRAZ fotos de capas do jornal e depoimentos interessantes sobre a Legalidade.

Eis alguns.


50 anos da legalidade

Os ESQUECIDOS


Não tenho visto falarem do capitão e do coronel aviador ALFREDO RIBEIRO DAUDT...Foi ele que impediu que que os aviões da base aérea de Canoas bombardeassem o Piratini.


Ele foi o principal responsável pelo episódio dos pneus furados nos aviões da Base Aerea.

Os ministros militares haviam determinado que os caças Gloster Meteor fizessem voos rasantes sobre o Piratini e no caso de Brizola resistir bombardeassem o Palácio amotinado.

Daudt morreu em 15 de março de 2007 de uma doença degenerativa, o Mal de Alzheimer, aos 84 anos. Foi também um esportista,corredor de carro e fez curso de piloto navl nos USA na SEgunda Grande Guerra.

É avo da deputada estadual Juliana Brizola(PDT)

Comentario de um maledicente

ontem, dia 30.08 ao ver na coluna do Juremir Machado loas a Brizola.

- Não se sabe se o Juremir está elogiando o Brizola em carne e osso, se o personagem, ou se está promovendo a venda do seu livro!!!

Alguém lembrou então da famosa tirada de Candido Norberto, quando deputado estadual
O estado era dono do Preto Hotel, na Salgado Filho. Um deputado que morava de graça neste hotel, estava defendendo o governador Ildo Meneghetti e o ferino do Candido disse:
- Deputado o senhor está defendendo o item 4 ou o seu quarto?

De S. Borja

A PERGUNTA QUE NÃO QUER CALAR

E a denuncia do advogado Lucas Lopes de que "a imprensa de S. Borja não divulga a verdadeira história da contratação da Cooperpasso porque tem um contrato de 500 mil reais por ano com a Prefeitura" ficou por isto mesmo???

ROUBO DA HISTÓRIA

Em 30.08, ouvindo o Omar Ferri na Rádio Pampa, ele mencionou que uma pessoa havia lhe dito que estava com nojo, pois o PT estava roubando a história do trabalhismo, nas comemorações da LEGALIDADE.
Correto. Os pestistas sempre foram contra Brizola e o trabalhismo
Lula, em 21 de setembro de 1977, numa entrevista à revista Isto É: “Não temos compromisso com ninguém, com esquerda, direita ou centro. Só com a classe trabalhadora. No passado, a classe trabalhadora foi usada pelo Partido Trabalhista Brasileiro, e farei de tudo para evitar que seja novamente usada”.
Dois parágrafos da Carta de Princípios do PT, de 01.05.1979, detonam o trabalhismo:
“ Cientes disso também é que setores das classes dominantes se apressam a sair a campo com suas propostas de PTB. Mas essas propostas demagógicas já não conseguem iludir os trabalhadores, que, nem de longe, se sensibilizaram com elas. Esse fato comprova que os trabalhadores brasileiros estão cansados das velhas fórmulas políticas elaboradas para eles. Agora, chegou a vez de o trabalhador formular e construir ele próprio seu país e seu futuro. Nós, dirigentes sindicais, não pretendemos ser donos do PT, mesmo porque acreditamos sinceramente existir, entre os trabalhadores, militantes de base mais capacitados e devotados, a quem caberá a tarefa de construir e liderar nosso partido. Estamos apenas procurando usar nossa autoridade moral e política para tentar abrir um caminho próprio para o conjunto dos trabalhadores. Temos a consciência de que, nesse papel, neste momento, somos insubstituíveis, e somente em vista disso é que nós reivindicamos o papel de lançadores do PT.
As tentativas de reviver o velho PTB de Vargas, ainda que, hoje, sejam anunciadas “sem erros do passado” ou “de baixo para cima”, não passam de propostas de arregimentação dos trabalhadores para defesa de interesses de setores do empresariado nacional. Se o empresariado nacional quer construir seu próprio partido político, apelando para sua própria clientela, nada temos a opor, porém denunciamos suas tentativas de iludir os trabalhadores brasileiros com seus rótulos e apelos demagógicos e de querer transformá-los em massa de manobra para seus objetivos. “
Na época Brizola ainda não tinha perdido a sigla do PTB e estava tentando reorganizá-lo.
O ex-deputado Sinval Boaventura, em entrevista ao Jornal OPÇÃO,de Goiânia,de outubro de 1995, ante a pergunta:
É verdadeira a história de uma reunião na casa do então deputado Simões da Cunha, na qual a deputada Ivete Vargas (PTB) teria contado que saíra de um encontro com o general Golbery e este revelou que ia projetar o sindicalista Lula para ser o anti-Brizola ?, respondeu:
A Ivete Vargas disse que tinha estado com o ministro Golbery, na chácara dele, e que ele dissera que precisava trazer o Brizola para o Brasil porque ele estava se tornando um mito muito forte fora do país. Que era melhor ele voltar e disputar eleição, porque assim perderia o prestígio político. Fui ao Golbery e ele confirmou a conversa com Ivete. Explicou que sua estratégia era estimular a imprensa para projetar o Luiz Inácio da Silva, o Lula, um grande líder metalúrgico de São Paulo como uma liderança inteligente e expressiva, para ser preparado como o anti-Brizola. Sou testemunha dessa tese do general Golbery.
O marido de Ivete Vargas, Paulo Martins, trabalhava com Golbery.
Temos mais este depoimento:
“A primeira certeza dessa tarefa confiada ao ex-líder metalúrgico de São Bernardo ele teve pouco depois de voltar do exílio. Alguns deputados da esquerda do MDB articularam uma visita de Brizola a Lula, lá no sindicado, no início dos anos 80.
Segundo Cibilis Viana, que participou de visita ao Lula, disse que este deixou Brizola chocado e muito amargurado. Ao recebê-lo em sua sala, o presidente do Sindicato sequer levantou-se da cadeira para abraçá-lo. Aquilo já foi uma ducha de água fria.
Lula recebeu-o secamente e, para azedar o encontro, passou a desancar o antigo sindicalismo, que “era controlado por pelegos do PTB”. A coisa ficou feia quando ele, que já devia ter tomado alguma, começou a falar mal do presidente Vargas, ensejando um bate-boca que só não foi mais inflamado devido a providencial intervenção da turma do deixa disso. Mas nessa hora, o líder trabalhista interrompeu a conversa e foi embora sem maiores formalidades.”
Ainda Cibilis Viana::

“Eu o acompanhei na maioria das visitas, inclusive ao Lula. Esse primeiro encontro com Lula, de que fui testemunha, não foi nada amistoso. Chegamos à sede do Sindicato dos Metalúrgicos de São Bernardo, Lula, nos aguardou sentado em sua mesa de trabalho; quando Brizola falou nas tradições trabalhistas, em Getúlio, Lula o interrompeu, dizendo, “Getúlio ferrou o trabalhador”. A partir daí, o ambiente foi constrangedor, Brizola o contradisse em seguida nos retiramos. Lula não teve a gentileza de nos acompanhar até a saída, permaneceu sentado em sua mesa.”
Lá na década de 80 Lula dizia que ''a CLT é o AI-5 dos trabalhadores''. CLT – Consolidação das Leis Trabalhistas, criada em 1943 por Getúlio Vargas, com os direitos dos trabalhadores.
No dia 07.08.1994 a Folha de São Paulo publicou texto de Clovis Rossi intitulado BRIZOLISMO VIVE OCASO NA REGIÃO SUL, quando Brizola, sendo candidato a Presidente, perdia até para o Enéas nas pesquisas ( ficou atrás do mesmo nas eleições ). Duas opiniões que foram dadas para este ocaso.
OLÍVIO DUTRA : O discurso dele envelheceu, como todos os discursos tradicionais.
Olívio atribuiu o ocaso do brizolismo também ao desgaste inevitável de quem exerceu dois mandatos no Rio, “um Estado complicado”, e à contaminação da má imagem do atual governador do Rio Grande, Alceu Collares (PDT).
TARSO GENRO: acha que o fato de o PT ter criado em Porto Alegre o chamado “Orçamento Participativo” cortou na jugular do populismo, característica central do brizolismo.”
E muito mais se poderia mencionar.
Agora são todos mesuras com o PDT, o trabalhismo, Brizola, Legalidade. E o PDT não se manca.

SERGIO OLIVEIRA
CHARQUEADAS - RS

Coleguinhas

Nelson Burd que faz um doutorado em Israel é leitor deste blog. Abraços a ele....


*Pelo que se viu no debate de ontem à noite, com a presença de estrelas nacionais, o PDT está ficando um partido que quase cabe numa kombi.....


*O PT definitivamente pegou pra ele os 50 anos da Legalidade.

ROTH E APITO 2 x 1 Bicampeão da RECOPA

Bah, mas só o Matz pra ter visto este jogo aí que ele comenta abaixo....

DEus que me perdoe, mas torcedor não enxerga um palmo na frente do nariz. é torcedor mesmo, ou como diz o termo, TORCEEEEE TUDO.....( O EDITOR, UM GREMISTA QUE NÃO FOI AO JOGO...)


ROTH E APITO 2 x 1 Bicampeão da RECOPA

Por Luiz Oscar Matzenbacher

Árbitros 2 x 1 Internacional.
Retranca 2 x 1 Internacional.
Garra 2 x 1 Salto Alto.
Celso Roth 2 x 1 Dorival Júnior.
RESUMO DO GRENAL: "Aos 34min, o lance que decidiu o resultado do clássico. Escudero invadiu a área e atirou-se ao chão após encostar em Índio. O árbitro Marcelo de Lima Henrique marcou pênalti, que foi convertido por Douglas. 2 a 1."
O Internacional jogou o GRENAL com menos quatro jogadores e terminou com menos cinco.
Simplesmente o Tinga, o Andrezinho, o Oscar e o Leandro Damião se arrastavam em campo e não jogaram e o Ilsinho entrou deslocado e não jogou. O técnico campeão da Recopa Sul-Americana parece que estava em Minas Gerais, ou descansando com a família. Dorival não viu o jogo. Só quem "viu" o jogo foi o árbitro carioca, que arumou um pênalti ao finalzinho para o Grêmio, depois de ter amarelado todo o time colorado.
Se todos clássicos foram apitados por árbitros das federações locais, não é suspeito que o GRENAL tenha sido o único apitado por árbitro de federação alheia?

Morre coleguinha que enganou Maurício Sobrinho...


Olha que enganar o MAO-MAO, como os empregados chamavam o dono e fundador da RBS, Maurício Sobrinho, não éra pra qualquer um....Mas em 1968,1968, Valmor Bergesch, natural de Estrela conseguiu enganar o patrão, como conto em meu livro Pauta, o Avesso das Redações.

Acontece que como me contou o Julinho Pacheco, Valmor tinha sido contatado pra ir trabalhar com os freis na TV Difusora...e ele estava na TV Gaucha. Deu um drible em Mauricio e disse que precisava tirar umas férias porque precisar ir pescas, descansar um pouco....Mas Maurício viu depois que o seu empregado tinha ido mesmo pra Nova Iorque comprar equipamentos pra nova emissora, a TV Difusora. Aí quando o fundador da RBS descobriu a enganação que o empregado lhe aplicou, mandou-o embora e ainda colocou um aviso na capa da ZH que já era sua;

- O SENHOR VALMOR BERGESCH NÃO TRABALHA MAIS NESTA EMPRESA....


MUIT0 TEMPO DEPOIS Mauricio foi convencido pelo Fernando Ernesto Correa a deixar a mágoa de lado e Bergesch voltou a RBS. Foi ele que escreveu o livro sobre a história da TV do Rio Grande do Sul lançado pouco tempo atrás, numa grande festa....



Morre outro pioneiro da tevê em cores no Brasil

Do site Espaço Vital

O jornalista, radialista e empresário Walmor Bergesch morreu no início da madrugada desta segunda-feira no Hospital Moinhos de Vento, em Porto Alegre. Walmor tinha 73 anos e - doente havia quase um ano - estava internado desde o dia 7 de julho lutando contra um câncer raro nos rins.

O enterro ocorrerá nesta segunda-feira, às 17h, no Cemitério da Comunidade Evangélica de Porto Alegre.

Ele foi um dos profissionais que atuou na instalação e na inauguração das primeiras emissoras de tevê de Porto Alegre. Foi um dos pioneiros - junto com José Salimen Júnior, falecido em 30 de julho último - no surgimento da tevê em cores no Brasil, implantada pela Tv Difusora (atual Band) em Porto Alegre, em 1972.

Walmor Bergesch nasceu em Estrela (RS), em 10 de abril de 1938. Em 1955, se transferiu para Porto Alegre, passando a trabalhar na Rádio Farroupilha. O jornalista foi um dos 16 profissionais selecionados a pedido de Assis Chateaubriand, diretor dos Diários e Emissoras Associados, para ir ao Rio de Janeiro realizar um curso sobre televisão.

Passou cerca de seis meses na TV Tupi aprendendo sobre a nova mídia, que já operava desde 1950 e 1951 em São Paulo e no Rio. De volta ao Estado, integrou a equipe que instalou e inaugurou a TV Piratini em dezembro de 1959.

Em 1962, a convite de Maurício Sirotsky, foi chamado para atuar na inauguração da TV Gaúcha como chefe de programação. Em julho de 1969 transferiu-se para a Tv Difusora, inaugurada em 10 de outubro daquele ano. Em 1975 retornou à RBS, onde se aposentou em 1998, mas continuou exercendo o cargo de vice-presidente da área de TV por assinatura até o ano 2000.

Walmor tinha três filhos do primeiro casamento, todos residentes em Santa Catarina. Ele era casado, em segundas núpcias, com a lojista Marilene Bitencourt.

 

Urariano Mota: a história viva dos anos da ditadura

O livro “68 a geração que queria mudar o mundo” é um calhamaço de 690 páginas que, em vez de assustar pelo peso e volume, deixa em toda a gente um fascínio. Explico, ou tento explicar. De agora em diante, ele será um volume de consulta obrigatória, para que não se cometam mais tantos atentados à história e à verossimilhança em telenovelas, peças e filmes no Brasil, quando o assunto for ditadura.

Por Urariano Mota

Organizado por Eliete Ferrer, editado pela Comissão de Anistia do Ministério da Justiça, no livro participam 100 autores em 170 relatos. Em mensagem coletiva no grupo da internet “os amigos de 68”, Eliete informa que nele se encontram “histórias reais ocorridas desde 1964 até a abertura política - nas reuniões, na militância, nas manifestações, nas discussões, na prisão, nas ações armadas ou não, nos treinamentos, na clandestinidade, no Brasil ou no exterior, no exílio. O diferencial do nosso livro caracteriza-se pela revelação do lado humano e afetivo daqueles que não aceitaram a prepotência do Golpe de 64, concebido e engendrado nos Estados Unidos”.

De fato, se em alguns relatos individuais as angústias e o heroísmo de militantes socialistas nem sempre se acham realçados, na maioria dos textos e no seu quadro geral se depreende uma história rica da vida de jovens, de homens e mulheres na última ditadura, que, setores à direita queiram ou não, está na agenda do mundo político do Brasil. O livro vem numa luta que exige resposta da civilização brasileira aos assassinatos até hoje encobertos. Mais precisamente, na batalha incansável dos familiares dos mortos que continuam a busca dos corpos dos filhos, pais e irmãos. “68 a geração que queria mudar o mundo” é parte ativa da consciência do país que deseja uma punição exemplar para crimes contra a humanidade, que são imprescritíveis por todas as convenções internacionais do Direito.

O melhor e mais agradável em “68 a geração que queria mudar o mundo” é que ele não é um volume de teses. Em seu conjunto lêem-se relatos plenos de frescor, isso quer dizer, de sangue vivo, da hora, recuperado com o frescor da memória. É um livro necessário, porque nele estão as chamadas fontes primárias, as pessoas fora dos arquivos, contando o que viveram, penaram ou mesmo imaginaram nos anos do terror da ditadura brasileira. Delas vêm os documentos primários da luta dos malditos anos. É um livro urgente, para ser lido e divulgado.

Nele hão de se debruçar historiadores, roteiristas, cineastas, teatrólogos e jovens de todo o gênero e escolas para que compreendam o mundo que ainda lhes é desconhecido, de pessoas iguais a eles, que viveram, morreram ou escaparam por um triz, em situação-limite. São relatos da vida clandestina, de acontecimentos inimagináveis de “expropriações revolucionárias”, ou como a repressão as chamava, de assaltos a bancos por terroristas. Histórias de treinamento de guerrilha no Brasil, um documento vivo e inédito, e de amor, do amor que sobrevivia entre as porradas e tensões.

O curioso, para muitos, é que nele há também lugar para o humor, pois que os tempos eram duríssimos, mas os homens além do terror e crimes sofridos, também possuíam ou procuravam motivos para rir. Como neste caso, digno de Stanislaw Ponte Preta, o grande humorista que desmontou o ridículo da ditadura brasileira. Copio trecho do depoimento de Emílio Myra e Lopez:

“Um colega seu de ofício (do advogado Lino Ventura) defendia uma mulher e durante o seu processo ocorre o fato, verídico e registrado em seus autos. O advogado de sua defesa inquire o sargento, sua testemunha de acusação.

- Senhor sargento, por que o senhor acusa minha cliente de ser subversiva?

- Pelo material apreendido em sua casa – responde.

- Mas, especificamente, que material?

- Umas cartas...

O advogado prossegue.

- Sargento, seriam estas castas, às quais se refere?

- Sim, senhor, são estas cartas.

- Mas sargento, estas cartas estão escritas em idioma francês, o senhor tem conhecimento do idioma francês?

- Não senhor – responde o sargento para espanto e risos no plenário.

Insiste o advogado.

- Senhor sargento, se o senhor não conhece o idioma francês, como pode, por estas cartas, acusar minha cliente de ser subversiva?

- Mas é claro – prossegue convicto o sargento – eu li nas entrelinhas”.

Há outros, muitos outras histórias, casos, depoimentos, poemas, entre o drama, o trágico e a comédia. Há pelo menos 169 outros relatos. Mas tenham pena deste digitador. Leiam o livro.

Agenda de lançamentos:

24 de agosto – Brasília , no Ministério da Justiça

25 ou 26 de agosto – Porto Alegre

15 de setembro – Rio de Janeiro – ALERJ

24 de setembro – São Paulo – Memorial da Resistência

30 de setembro – Recife

NINGUÉM EXPLICA PORQUE


Por Carlos Chagas


Ou ELE pode e não quer, ou ELE quer e não pode. Falamos do Ser Desconhecido, às vezes Supremo, tanto faz seu nome ou até, em alguns casos, sendo chamado de Sem Nome. Padre Eterno, Jeová, Alá, Tupã, Odim, Zeus, Júpiter e que tantas outras denominações lhe temos dado, bem que deveria, se quisesse ou se pudesse, ter evitado mais essa.

No caso, a morte de Rodolfo Fernandes, no auge da capacidade e disposição para criar e oferecer. E amar, também. Esse desabafo é feito em homenagem ao pai dele, mestre Hélio Fernandes, que como muitos veteranos estará indagando porque levaram seu filho e não ele. São coisas desse mundinho insignificante e perdido em meio ao universo que os modernos telescópios e as sondas espaciais mostram como caótico e desordenado.

O culto à notícia honesta e verdadeira foi a grande fixação de Rodolfo, como repórter, editor e diretor de redação. Aprendeu e ensinou a importância do grande objetivo da imprensa, de transmitir à sociedade tudo o que se passa nela de bom e de mau, de certo e de errado, de ódio e de amor. Será apenas conhecendo-se que a sociedade terá condições de se aprimorar. Jamais discutir com a notícia. Apresenta-la, sempre da melhor forma capaz de ser encontrada. Junto com conhecimento, Rodolfo distribuía sabedoria. A ele deveram-se as sucessivas reformas que transformaram O Globo no exemplo que é.

Do fundo de sua dor, o pai estará se indagando porque. Os mais velhos estamos sempre preparados para partir. Mas os jovens, aqueles potencialmente ainda plenos de contribuições a dar, por que?

DESGASTE

Por motivos óbvios, ninguém no governo contesta a estratégia da presidente Dilma de evitar novas demissões no ministério, precipitadas ou necessárias. Permanecendo a faxina, nenhum ministro se sentiria garantido de alguma sujeira não ser encontrada debaixo do seu tapete, mesmo acumulada por seus antecessores. Agradou a todos a decisão da presidente de recolher a vassoura, a não ser, é claro, que se confirme a existência de montes de lixo ainda oculto na Esplanada. Mudanças na equipe de governo virão, provavelmente no fim do ano, mas decorrentes da necessidade de retificação e aprimoramento na máquina pública, não como caça às bruxas. Mesmo diante da evidência de que elas existem e continuam dançando ao redor do caldeirão.

Parte da mídia contribui para esse refluxo por conta de exageros. Uma coisa, mesmo errada, é tomar carona no jatinho de algum empresário, outra muito mais grave será beneficiar empresas, ONGs e funcionários com recursos do tesouro.

Haverá desgaste para o palácio do Planalto se novas e graves denúncias de corrupção vierem a público, mas ficar acusando ministros por terem bissextamente voado nas asas de alguma empreiteira não recomenda demissões e desgasta a luta contra a corrupção.
SEM ATRIBUIÇÕES

Tancredo Neves antipatizava com Fernando Henrique, tanto que jamais cogitou de faze-lo ministro das Relações Exteriores, como ele pretendia. Num gesto de esperteza ou de maldade, porém, convidou o sociólogo para líder do governo no Congresso. A recusa não demorou, porque não haveria função determinada para o cargo. Importantes eram as lideranças do governo na Câmara e no Senado, não no Congresso, cujas reuniões conjuntas de deputados e senadores eram e continuam raras.

Não se explica, assim, essa nova tertúlia entre PMDB e PT para o lugar até agora ocupado pelo deputado Mendes Ribeiro, novo ministro da Agricultura. Ele não fazia nada, como não fará quem vier a sucedê-lo. Brigam sem sentido os dois partidos, a menos que seja para usufruírem o carro oficial do líder.

O CORREIÃO NO DIA DA RENUNCIA DE JANIO QUADROS

Hoje, por sinal , o Valter Galvani contou na Guaíba que a volta do Jango pra assumir, depois que fora despachado pra China - Janio queria vê-lo longe dele - criou mal estar em algumas redações, principalmente da Caldas Jr. onde a turma era meio conservadora. Mas Breno Caldas, como bom fazendeiro, confiava em Jango, seu colega...

E um jornalista dentro do Correio, contou Galvani a Juremir Machado, disse que o Jango não lhe cheirava bem ao que o Breno, com seu humor ferino, mandou o sujeito tapar o nariz....

Colaboração de Sérgio Oliveira

 

Enviada pelo Charqueadas de Oliveira....

A IMPRENSA E A LEGALIDADE....DE NOVO O VELHO CORREIÃO SE MANIFESTANDO

Colaboração de Sérgio Oliveira

Mais uma da Legalidade...atenção para o termoconstitucional que a imprensa usava muito referindo-se ao presidente que assumiria....

Colaboração de Sérgio Oliveira

De S. Borja


Mais instantâneos da colocação do busto de Leonel Brizola no último dia 25/08/2011


Na Praça XV de Novembro, no centro da cidade, até um protesto contra a privatização da água no município levada a cabo pelo prefeito Mariovane Weis(PDT).

 

SENADORA ANA AMÉLIA ESTÁ ENTRE AS FINALISTAS DO PRÊMIO CONGRESSO EM FOCO. PARTICIPE DA VOTAÇÃO

A senadora Ana Amélia (PP/RS) foi indicada como finalista em duas categorias do Prêmio Congresso em Foco. Na primeira etapa, a parlamentar gaúcha foi apontada como uma dos cinco principais defensores dos municípios e também entre os 11 senadores que, na avaliação dos jornalistas, que votaram nesta fase, melhor exerceram o mandato neste ano.

Estreante na política, Ana Amélia foi a mais votada pelos jornalistas entre os senadores que incluem na sua pauta as questões econômicas de interesse dos municípios do seu Estado.

 

O " herói" anônimo das Missões

Na ZH de sábado passado, o cartunista IOTTI expressou todo seu horror a mais uma tragédia na rodovia gaúcha....


No acidente da madrugada do dia 24 para 25 passado, na BR-285, entre S.Luis Gonzaga e Entre-Ijuis, eu seria possivelmente um dos mortos,além dos quatro que o foram, infelizmente, não fosse um herói anônimo, que saiu ileso do acidente.: o motorista do terceiro caminhão, do comboio, que vinha no sentido contrário ao do caminhão que provocou a tragédia: 4 mortos( na hora ali, se falava que havia uma criança também, o que depois não ficou confirmado)...

- Quase entrei na traseira do ônibus, confessou outro caminhoneiro, que também viajava acompanhado, quando amanheceu- o acidente foi pouco depois da meia-noite . O onibus no caso era o que este repórter viajava, que havia saído de S. Borja, às 22 horas e que deveria estacionar no box da rodoviária de Porto Alegre, as 6 da manhã, como faz diariamente.( Acabamos chegando as 16 horas do dia 25, graças a Deus sãos e salvos....)

Nesta tragédia das estradas gaúchas, mais uma, quatro dias depois não se toca mais no assunto....A dor fica com a família ceifada....A lembrança será sempre nas datas em que os mortos fazem aniversário de nascimento, de casamento....

Mas não fosse o motorista do terceiro caminhão, que vinha no comboio dos dois que morreram, a tragédia seguramente teria tido proporções alarmantes, pois duas carretas estavam a nossa frente...e o onibusembora leito, estava praticamente lotado.Seguramente ele teria entrado nas carretas sinistradas no meio da pista e todos talvez teriamos morrido....

Segundo um jornal de circulação estadual, o nome do motorista do terceiro caminhão é José Carlos da Silva Martins, de 35 anos...

Pois, o motorista Machado, da Ouro e Prata, que conduzia nosso ônibus disse que foi o motorista da terceira carreta que vendo os dois colegas já mortos, partiu pra evitar mais mortes e ficou no meio da pista da BR-285, em plena noite, sinalizando com as duas mãos para que não prosseguissem. Este pequeno-grande gesto seguramente salvou a vida de muita gente...Foi,então este herói anônimo das Missões, que evitou que muito mais gente morresse em mais uma das tragédias que levou a vida de quatro jovens, três motoristas( dois deles colegas da mesma transportadora) e um outro que ia levando arroz aqui dos pagos para Minas Gerais.

Lucro das operadoras de telefonia aumenta

O lucro líquido das operadoras de telefonia que atuam no Brasil aumentou 28,1% no segundo trimestre. Nesse período, as teles listadas em bolsa (Telefônica, Oi, TIM, Net e Embratel) tiveram, em conjunto, um ganho de R$ 2,2 bilhões - no mesmo período de 2010 o lucro somado foi de R$ 1,7 bilhão.

O aumento no lucro, mesmo que bastante expressivo, é decorrência do aumento da competição no mercado, que reduziu o desempenho operacional do setor. Como conseqüência, a melhora dos indicadores financeiros contribuiu mais para o resultado final do que a atividade comercial das empresas.

Coleguinhas


Finalmente, Batista Filho foi emparedado e assumiu que é candidato a presidente da ARI....


A vetusta entidade terá alguém do ramo do futebol a geri-la.....Se ganhar...ou se o atual presidente não voltar atrás de sua decisão de não mais concorrer...

IMPERDIVEL...

AINDA ESTÁ EM PORTO ALEGRE O FILME DA DIRETORA FLÁVIA DE CASTRO....SEGUNDO O CRITICO DE ZH É UMA DAS MELHORES E MAIS EMOCIONANTES CRONICAS DO EXILIO....A FSP E O VALOR ECONOMICO DESTE FINAL DE SEMANA TAMBÉM ELOGIARAM O FILME QUE ESTREOU NO CENTRO DO PAÍS....

BRIZOLA NOS PORÕES DA LEGALIDADE

aSSIM CHAMADO O TÃO INCENSADO PORÃO DA LEGALIDADE - na verdade onde hoje funciona a imprensa - LEONEL BRIZOLA VOLTOU PARA LÁ PARA SER HOMENAGEADO EM 2003, NO AGOSTO DAQUELE ANO, QUANDO RECEBEU DO ENTÃO GOVERNADOR GERMANO RIGOTTO UMA PLACA REPRODUZINDO O MICROFONE DA RÁDIO GUAÍBA...

ENTRE OS QUE FORMARAM A ILUSTRE COMITIVA, ALCEU COLLARES, INDIO VARGAS,CARLOS BASTOS,NEY ORTIZ BORGES, O PROPRIO GOVERNADOR DA EPOCA, DEPUTADO KALIL SEBHE, DEPUTADO ADROALDO LOUREIRO,DEPUTADO VIEIRA DA CUNHA...BRIZOLA PARECE SATISFEITO COM SEU ' BRINQUEDO"!

O FOTOGRAFO ESQUECIDO!


DE TODOS OS NOMES DE JORNALISTAS LEMBRADOS DURANTE OS 50 ANOS DA LEGALIDADE UM DOS QUE PARTICIPOU COMO FOTOGRAFO E QUE ESTÁ TOTALMENTE FORA DO NOTICIÁRIO É ASSIS HOFFMANN...ELE FOI UM DOS QUE FOI PELA UH A MONTEVIDEO E SOB ORDENS DE SAMUEL WAINER, SÓ PODERIA REGRESSAR NO AVIÃO DO JANGO...FOI O QUE ELE FEZ....

NÃO DISSERAM UMA PALAVRA SOBRE O ASSIS, QUE AQUI O VEMOS DOIS ANOS DEPOIS DA LEGALIDADE, CAÍDO PORQUE APANHARA DAPOLICIA DURANTE UMA MANIFESTAÇÃO CONTRA CARLOS LACERDA....A FOTO É DE 20 DE JULHO DE 1963....

De Serafina Correa

Jornada de Literatura

A 14ª edição da Jornada Nacional de Literatura aconteceu em Passo Fundo de 22 a 26 de agosto de 2011. O encontro de escritores e leitores, o espetáculo das letras, dos livros, cultura, tecnologia e conhecimento completa 30 anos, levando uma legião de participantes a cada edição.
Com iniciativa da Secretaria Municipal de Educação, professores da rede municipal e estadual de ensino participaram da Jornada, dos debates, apresentações e estiveram visitando o Circo da Cultura em Passo Fundo. A abertura, na segunda-feira, teve a presença da Ministra da Cultura, Ana de Hollanda, sendo a primeira vez que o titular dessa pasta comparece à Jornada.
A 6ª Jornadinha Nacional de Literatura também reuniu milhares de estudantes, do 1º ao 9º ano, promovendo a leitura, a integração e o conhecimento. Os alunos da Escola Municipal Leonora Marchioro Bellenzier participaram da Jornadinha, em Passo Fundo, no dia 25 de agosto. Atividades de leitura, proximidade com os autores e contato com os livros fazem com que o ato de ler se torne prazeroso, promovendo o aprendizado.

Por: Adriana Sabadin – Assessora de Imprensa
Prefeitura Municipal de Serafina Corrêa – RS.

 

O QUE LI NOS JORNAIS

O CORREINHO FEZ NO SABADO BOA MATERIA SOBRE A TOMADA DA RADIO GUAIBA...E UM DOS PROTAGONISTAS DA TOMADA VOLTOU AO LOCAL...MATERIA TIPICA DESTES ACONTECIMENTOS TANTOS ANOS DEPOIS, TIPO O FULANO VOLTA AO LOCAL DA TRAGEDIA....

 

O QUE LI NOS JORNAIS

EDSON ARCE, NA FSB COMENTA A PRESENÇA DE BRIZOLA NA TERRA DOS PRESIDENTES. JÁ DISSE PRA ELES LÁ QUE ISTO DAVA UM LIVRINHO...MAS PRA ISTO TEM QUE MOTIVAR ALGUNS ALUNOS DO JORNALISMO E IR A CAMPO....


NO SABADO, NA COLUNA DA TALINE, DO CORREINHO, ALTOS ELOGIOS PRO GOVERNO DO ESTADO SOBREOS 50 ANOS DA LEGALIDADE...É QUE O DITO CUJO FOI O PAItrocinador DE TODA A COBERTURA DO CORREINHO...QUEM PODE, PODE....

Na ZH de domingo, no fim de sua coluna, Flávio Tavares dá a informação de que não estará falando em Porto Alegre atribuindo a responsabilidade ao Palácio Piratini...Ué, esta eu não entendi....!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

 

FESTIVAL DE TANGO 2011: UM MAR DE SENSUALIDADE EM BUENOS AIRES

De Buenos Aires
Enriqueta Sollares


Na cidade de Buenos Aires considerada a Capital do Tango por excelência, recebe no mês de agosto, os melhores e mais renomados dançarinos de Tango de todas as partes do Mundo para competir pelo aclamado prêmio de melhores dançarinos de tango de 2011. Na 9ª edição do Festival de Tango mais de 500 casais estarão disputando o torneio. O evento está sendo organizado pelo Ministério da Cultura da cidade de Buenos Aires que prevê que mais de 350.000 pessoas passarão pelo evento para apreciar as danças e os movimentos dos casais que estiverem competindo.


Tango “Tradição”.
O torneio se divide em duas categorias: “Tango Salón”, que terá mais em conta a dança como uma prática de autêntica tradição portenha, e o “Tango escenario”, que tem o objetivo de enriquecer a dança desde uma concepção coreográfica vinculada com o espetáculo.


Tango “ Show”


Podemos dizer que o primeiro é o “Tango Tradição” e o segundo é mais o “Tango Show”. Durante os diversos eventos do Festival, o público poderá também apreciar autênticas milongas, aulas temáticas gratuitas, apresentações de dança e o trabalho atual das escolas de tango mais prestigiadas. As apresentações do Festival se realizarão em diferentes lugares da cidade. O cronograma oficial com todas as datas e os lugares das performances está publicado na página do evento.

Foto com os ladrões

Charqueadas, Charqueadas, porque me persegues????repetindo o feito bíblico, teria dito um dos que estão na foto.

o que li nos jornais


O CORREINHO DE SEXTA TAMBÉM DEU A TRAGÉDIA DA BR-285 NA MADRUGADA DE QUINTA, DIA 25.08....MAS SEM FOTOS...


LEGALIDADE


o HISTORIADOR keffel lançou um livro sobre a participação da Guaíba na LEGALIDADE. ONDE SE CONSEGUE ESTE LIVRO?

Alexandre Postal participa de reuniões partidárias




O deputado Alexandre Postal participa na noite desta sexta-feira(26) do 1º Encontro Intermunicipal do PMDB, em Carlos Barbosa. Além dos peemedebistas do município, participarão lideranças e representantes da sigla de Garibaldi, Boa Vista do Sul, Coronel Pilar, Bento Gonçalves, Farroupilha, Barão, Monte Belo do Sul, São Vendelino e São Pedro da Serra. A expectativa é de uma expressiva presença de filiados, vereadores, vice-prefeitos, prefeitos e do Diretório Estadual.

O LOCAL DA TRAGEDIA

DOS CAMINHONEIROS NA BR-285


A BR-285, PERIGOSISSIMA, PRINCIPALMENTE A NOITE COM CAMINHÕES CARREGADOS é um convite a umatragédia, como a que este repórter presenciou - e graças a Deus dela não participou junto com os demais passageiros do OURO E PRATA QUE SAIRa as 22 de sao borja em direção a Porto Alegre. Tinhamos passado 50 km de são luiz gonzaga, quando na famosa CURVA DOS CASTELHANOS, como a chama, demos de frente com tres caminhões sinistrados e depois viu-se quatro mortos. o motorista MACHADO, da ouro e prata, que dirigia o nosso onibus viu no caminhão o motorista morto dentro da cabine. E ele teve tempo de ligar o pisca-pisca e o motor ficou ligado. Naqueles instantes entre a vida e a morte pelo visto ele tomou consciência do que lhe estava sucedendo,até morrer.

Ali me disse na sexta o CAPINCHO( LETIER VIVIAN) morreu no ano passado, num desastre de carro, a assessora de imprensa da Câmara Municipal de S. Borja.

Ainda hoje, domingo,dias depois, tenho a sensação de vir as ambulâncias indo e vindo no meio da noite,enquanto os passageiros do onibus dormiam....Só se importaram em saber o que realmente tinha acontecido quando amanheceu...aí cada um foi tomar sua providência...Mas foram 9 horas que ficamos ali retidos....

a Zero Hora, com estrutura em todo o EStado,deu uma boa matéria sobre o acidente....

mas é muito diferente a gente ler no jornal, vendo que o reporter só chegou lá quando amanheceu, do que ter passado e visto tudo quando amanheceu....

Li toda a matéria até porque sei muito mais dramas do acidente do que a ZH( não conheço o repórter que esteve no local) conseguiu levantar. A matéria que mais esteve próximo, foi a retranca em São Borja mas aí o trabalho foi mais fácil porque já era dia.

Por exemplo, quando amanheceu, um carro tentou ultrapassar o local do acidente para seguir em direção a Santo Angelo mas a Policia Rodoviária não permitu. Quando ele estava voltando, ele parou o carro e contou pro motorista Machado, da Ouro e Prata,que era cunhado de um dos dois motoristas da transportadora de Ijui ( ah, não vi o nome citado na ZH,nem no Correio) mas é um nome que nunca ouvira falar...

Ele contou mais: o cunhado estava há apenas 25 dias na transportadora e morreu ali, naquela famosa CURVA DOS CASTELHANOS, DA BR-285....

E LAMENTAVA O cunhado no carro: eles ficaram em Ijui( vinham carregados de Minas Gerais, em direção a Argentina) mas ficaram esperando um colega e seguiam num pequeno comboio de 3 carretas quando dois deles faleceram ali na tragédia que marcará por tempos que viu as cenas...

O que assusta principalmente é o pouco tempo que estes motoristas tem pra cumprir roteiros de mais de mil quilômetros. Por isto viajam à noite. E o que desgovernou( não vou dizer provocou o acidente, porque ninguém sabe ali se perdeu os freios, ou se perdeu o controle do caminhão) viajava acompanhado de uma namorada de Passo Fundo.

Como disse a presidente Dilma quando houve aquele tiroteio com as crianças da escola mortas:
- São 4 brasileirinhos que perderam a vida nas tragédias das rodovias do Brasil!

O QUE LI NOS JORNAIS


A BELEZA DO Pôr- DO- SOL

AS MARGENS DO URUGUAI!!!

Na seção de fotos do jornal missioneiro!

Fofocas de Brasilia


O ex-presidente Lula da Silva estaria se preparando pra concorrer a prefeito de S.Paulo no ano que vem....

O QUE LI NOS JORNAIS

NA COLUNA DA ROSANE DA SEXTA PASSADA,

UM RECADINHO PRO GOVERNO DO ESTADO!!!

De Serafina Correa

AVISOS IMPORTANTES:


A SECRETARIA MUNICIPAL DE ASSISTÊNCIA SOCIAL COMUNICA QUE OS BENEFICIÁRIOS DO BENEFÍCIO DE PRESTAÇÃO CONTINUADA DA ASSISTÊNCIA SOCIAL (BPC), DEVEM COMPARECER NA SECRETARIA PARA EFETUAR O CADASTRAMENTO ATÉ O DIA 31-08-2011.

OUÇA O PROGRAMA VIVA COM QUALIDADE, RÁDIO ROSÁRIO, DE SEGUNDA A SEXTA-FEIRA, ÀS 11h25min. TODAS AS TERÇAS-FEIRAS, OUÇA O PROGRAMA VIVA A FAMILIA, DA SECRETARIA MUNICIPAL DE ASSISTÊNCIA SOCIAL .ÀS QUARTAS-FEIRAS, CONFIRA O PROGRAMA VIVA COM LEITURA, DA SECRETARIA MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO. TODAS AS QUINTAS-FEIRAS, OUÇA O PROGRAMA VIVA COM SAÚDE, COM A PARTICIPAÇÃO DA NUTRICIONISTA NÁDIA ZANINI.


O MUNICÍPIO DE SERAFINA CORRÊA REALIZARÁ EDITAL DE PROCESSO SELETIVO PÚBLICO DE PROVAS PARA PREENCHIMENTO DE VAGAS DE AGENTE COMUNITÁRIO DE SAÚDE. AS INSCRIÇÕES PODEM SER FEITAS DE 08 A 31 DE AGOSTO DE 2011. INFORMAÇÕES PELO SITE: www.eticaconcursos.com.br, www.serafinacorrea.rs.gov.br E NO QUADRO MURAL DO CENTRO ADMINISTRATIVO MUNICIPAL.

Atenciosamente,
Adriana Sabadin - Assessora de Imprensa
Jornalista - MTE 15791

Coleguinhas

Parabéns aos colegas,então!

Agência Radioweb é homenageada no Senado

Esta semana está sendo muito especial para nós. Temos recebido centenas de manifestações pelos 10 anos da Agência Radioweb, comemorados nesta terça-feira, 23.
A Senadora Ana Amélia Lemos nos rendeu uma homenagem no Plenário do Senado. Ela ressaltou a força da Agência, que alcançou duas mil emissoras afiliadas em todo o Brasil. Na Assembléia Legislativa do Rio Grande do Sul o Deputado Frederico Antunes foi à Tribuna para destacar a data e o pioneirismo da Agência Radioweb.
Na Câmara, o Deputado Federal Henrique Fontana protocolou requerimento solicitando uma sessão de homenagem aos 10 anos da Agência, em data a ser definida.
410 mensagens de Rádios Afiliadas
Outro fato que nos orgulha muito é a relação que temos com as emissoras afiliadas. Recebemos 410 mensagens de rádios que utilizam nosso conteúdo. As mais criativas farão parte do livro comemorativo que a Radioweb lançará em outubro.

De S. Borja


Tive o privilégio, como diria o finado Mendes Ribeiro de ter palestrado neste evento como autor de um livro, não como colunista de jornal nenhum....

Câmara de Vereadores encerra comemorações da Legalidade com visita de Tarso Genro

No dia 25 de agosto, quinta feira, a Câmara de Vereadores encerrou as comemorações dos 50 anos da Legalidade. Iniciando o último dia da semana comemorativa, São Borja recebeu a visita do Governador do Estado, Tarso Genro. Como primeiro compromisso da agenda, Tarso recebeu no Plenário a comunidade realizando a primeira edição do 'Governo no Interior: encontros para o Desenvolvimento'. O governador ouviu reivindicações nas áreas de infraestrutura, saúde, educação e desenvolvimento regional. Além do governador, também estavam presentes os secretários João Motta (Planejamento), Luiz Fernando Mainardi (Agricultura), Afonso Motta (Gabinete dos Prefeitos) e o presidente da Assembleia Legislativa gaúcha, Adão Villaverde. Tarso lembrou a recuperação do preço da saca do arroz, as obras no quartel do Corpo de Bombeiros (que receberá cerca de R$ 370 mil para conclusão da reforma), as obras rodoviárias e a revitalização da UERGS na região.
Na Praça XV de Novembro Tarso Genro inaugurou o busto de Leonel Brizola juntamente com o Presidente do Legislativo Municipal, Celso Lopes, o Presidente da Assembleia Legislativa, Adão Villaverde e o Prefeito de São Borja, Mariovane Weis. Na inauguração do busto a Banda Municipal Tusnelda Lima Barbosa se apresentou e alunos representando a 35ª Coordenadoria de Educação leram um artigo sobre a Legalidade.
Para encerrar os eventos, na Câmara de Vereadores, foi entregue a premiação do concurso de redação promovido pela casa. Em primeiro lugar no concurso foi premiada a redação “Legalidade 50 anos” do aluno João Pedro Santiago Nunes, 13 anos, da Escola Estadual Getúlio Vargas. João recebeu o troféu, o certificado e um notebook. Em segundo e terceiro lugar as redações premiadas foram de alunas da Escola Municipal Vicente Goulart, Lidiane Martins de Moura e Carine Dias Martins.
Em seguida houve a palestra do jornalista Carlos Bastos. Bastos era jornalista setorial de política do Jornal Última Hora, na época da Legalidade, e relatou como foi sua experiência e vivência naqueles dias de agosto de 1961. Estavam presentes no evento o Deputado Estadual Cassiá Carpes, O Secretário Estadual do Gabinete dos Prefeitos, Afonso Motta, o Diretor de Esportes da Secretária Estadual de Esporte e Lazer, Christopher Goulart, o Presidente da Câmara de Vereadores, Celso Lopes, e os vereadores Roque Feltrin e Valério Cassafuz.

Assessoria de Imprensa Câmara Municipal de Vereadores de São Borja/RS
www.camarasaoborja.com.br

MALFEITOS


Charqueadas, podes nominar o outro site, por favor. Aqui dou nome e sobrenome. Sem dar nomes, todo mundo faz....

Dilma, ao se referir aos atos de corrupção de seus ministros, assessores, etc., denunciados PELA MÍDIA, usa a palavra MALFEITOS.
Aí um comentarista, noutro blog, teve esta sacada:
Ora, ela chama de malfeitos porque, se os roubos fossem bem feitos, não seriam descobertos.

SERGIO OLIVEIRA
CHARQUEADAS - RS

UM ESBULHO EM GESTAÇÃO


Por Carlos Chagas


A Comissão de Constituição e Justiça do Senado examinou esta semana, no bojo da reforma política, proposta de votação para deputado federal, estadual e vereador em lista fechada. A questão ficou inconclusa, dispondo os senadores de mais algum tempo para meditar a respeito.

Significa o quê, essa sugestão? Nada menos do que cassar do eleitor o direito de escolher seus representantes. Aprovada a proposta, restaria ao cidadão votar apenas num partido cujos candidatos constariam de lista única. Preparada pelos caciques partidários, ou seja, a eles caberia elaborar a relação de candidatos, claro que colocando-se nos primeiros lugares. Trata-se de um esbulho, porque de acordo com a votação dada a um determinado partido, serão considerados eleitos quantos pretendentes à Câmara Federal, Assembléias Estaduais e Câmaras de Vereadores caibam no conjunto de votos recebidos, de acordo com os quocientes estabelecidos pela Justiça Eleitoral. Traduzindo: o eleitor gostaria de ver Manoel na Câmara, por isso vota no partido que o apresentou, mas ele está lá no fim da lista fechada. Como o Joaquim encontra-se no começo, vira deputado com os votos do Manuel. Pouco importa que o eleitor abomine o vencedor.

Essa aberração prcisará ser votada na CCJ, depois no plenário do Senado, indo em seguida para a Câmara, onde se repetirá o mesmo processo. O diabo é que contempla os interesses das cúpulas dos partidos, felizes por poder eleger-se sem fazer força. Bastará colocar-se no topo da lista fechada.

QUEM CONTROLARÁ O DINHEIRO?

Outra polêmica discussão envolve o financiamento público das campanhas. A idéia é salutar, pois visa acabar com a farra do “caixa dois” e com as contribuições privadas para candidaturas que, se vitoriosas, assumirão devendo benesses aos doadores. O problema está na distribuição do dinheiro do contribuinte aos candidatos, a ser feito através das direções dos partidos. Nem adianta argumentar que a lei poderá estabelecer quantias iguais para todos os que disputarão eleições. Na prática, não é assim que as coisas funcionam. Quem parte e reparte fica com a melhor parte, diz o refrão popular. Novamente os caciques controlarão o resultado das eleições, favorecendo quem bem entendam. Com o adendo de que as contribuições privadas para candidatos não ficarão rigidamente proibidas. Poderão ser feitas aos partidos, cujos donos se encerregarão de distribuí-las. Para quem?

É preciso tomar cuidado com a reforma política, ainda que os mais experientes concluam ser tudo enganação. Deputados e senadores só aprovarão aquilo que os beneficie. No caso de controvérsias, fica tudo como está.

EXAGEROS

Será democrática a prerrogativa de as câmaras de vereadores poderem depor os prefeitos sem que a Justiça os tenha condenado pela prática de algum crime? As injunções políticas permitem que se eventualmente majoritários, frustrados com a falta de receptividade para suas postulações, grupos partidários de vereadores se vinguem afastando prefeitos. Mesmo quando eleitos por significativa massa de votos, os prefeitos ficam subordinados a interesses nem sempre respeitáveis.

DESARTICULAÇÃO

Reconheceu o senador Fernando Collor que as atividades de inteligência, no Brasil, encontram-se desarticuladas e dispersas por diversos órgãos federais e estaduais. O resultado é que a presidente da República não recebe, como seria necessário, todas as informações necessárias ao melhor desempenho de suas funções.

Tem razão o ex-presidente da República, que deve ter sentido a mesma dificuldade enquanto ocupou o palácio do Planalto. Abin, Gabinete de Segurança Institucional, ministério de Assuntos Estratégicos, ministério da Defesa, Serviços de Inteligência do Exército, Marinha e Aeronáutica, Itamaraty, Receita Federal, Polícia Federal, serviços de informação das Polícias Militares estaduais e quantos instrumentos a mais existem batendo cabeça? Na Inglaterra, é rotina que uma vez por semana reúnam-se os dirigentes do MI-5, MI-6, Scotland Yard e serviços das forças armadas. Trocam informações, chegam a conclusões uniformes e informam o primeiro-ministro. Tem dado certo...

Coleguinhas

NADA PESSOAL, COMO DIRIA O FINADO MELCHIADES STRICHER!


Mas como fala mal, se expressa mal esta menina, a Fernanda Coiro, na Guaíba. Ela fala um português não muito conveniente pra quem fala sobre cultura. Qualquer dia ela vai sair com um erro grosseiro. Tou só esperando. Jornalistas não estudam mais português. Falar correto não é feio...um chefe deles precisa dizer pra eles..

AH!AH!AH!AH!

Esta é demaaaaaiiissss, como diria Pedro Ernesto. Luis Augusto Fischer, na Zero Hora de 27.08.2011, escreveu um texto intitulado Cinco Legalidades. A de número cinco? O PT.
O PT do mensalão, dos aloprados, dos dólares na cueca, da Bancoop, e tantas outras safadezas? Aí é ILEGALIDADE.

SERGIO OLIVEIRA
CHARQUEADAS - RS

 

ITAMAR E JESUS


Itamar chegando, merecidamente, ao Céu, parecia orgulhoso.
São Pedro estranhou e questionou.
Porque essa cara de felicidade?
E Itamar respondeu:
- Pedrão, superei o Mestre. Quando Ele morreu, tinha só dois ladrões ao lado...
E Pedro, surpreso:
- E onde está a superação, Itamar?
- Olha aqui a foto do meu velório:

De São Borja


Mais fotos da chegada e da colocação do busto do ex-governador Leonel de Moura Brizola na Praça XV de Novembro, inaugurado dia 25.08 pela comitiva do governador Tarso.

O busto foi feito pelo Rossini, escultor. SEu custo foi de 10 mil reais e como o PDT nacional não o custeou, foi pago pelos cofres do município de São Borja. A Câmara Municipal, que fez uma longa programação dos 50 anos da Legalidade, encerrou na quinta toda o evento com a inauguração deste busto. Ele fica bem em frente a atual sede do Banrisul, que dizem, deverá abrigar, no futuro, o Museu Leonel Brizola.

As fotos são da Neuza Penalvo


 

De S. Borja

Mais fotos da inauguração do busto de Leonel Brizola no dia 25.08.2011

A presença do governador do estado, Tarso Genro(abraçando dona Celeste Penalvo) o presidente do legislativo municipal, vereador Celso Lopes(PDT) do prefeito Mariovane WEis....

No meio da praça, uma placa mostra a indignação de alguns moradores com a chamada " privatização" da água....

Fotos tiradas e mandadas pela Neuza Penalvo


Pronto! Viabilizaram a Ulbra TV!

Depois que a Record escorraçou a produção local que era veiculada pela TV Guaíba, alguns conseguiram se albergar na Pampa. Mas, por também integrar uma destas redes nacionais de quinta categoria (a Record também é de quinta) não tem espaço para acolher a todos. Sobrou para Ulbra TV! Da tarde para a noite é um programa atrás do outro, tudo produção local. Com a vantagem de não terem aquele aspecto pasteurizado das produções Marinho/Sirotsky.

Em tempo 1: Até o Kadu, o pior apresentador de Esportes dos pampas, foi para a Ulbra TV (o cara é uma Magda Beatriz de calças). Menos mal que programas como o dele (e dela) salvam-se pelo desempenho dos convidados.
Em tempo 2: Faltou criatividade e empenho para os "herdeiros" do falecido Clóvis Duarte. Tinham que ter reformulado tudo, se queriam continuar com o programa. Não dava para continuarem "tudo como dantes no quartel de Abrantes". A Laura, nos Guerrilheiros, conservou boa parte da bancada, mas mudou todo o ambiental.
Em tempo 3: E o P.S. Pinto deu sorte: herdou boa parte dos participantes do falecido Flávio. Assim, conseguiu montar uma bancada que, com os próprios méritos, jamais conseguiu. Esse PSP é outro a faz a "linha" Kadu/Magda: muita ousadia (ou pretensão) e pouco tutano.

Do blog do Lauro Dieckmann

Não tenho o tempo do lauro pra ver tevê, seguramente muia gente que via a Guaíba se mandou pra Ulbra. tá na cara, sempre tem espaço pros locais....embora os dois maiores criadores, que são o Flávio e o Clóvis estejam mortos, os herdeiros vão saber o que fazer..

E convenhamos o Lauro é meio frustadinho em tevê, porque teve um programa local sobre Economia, na Pampa, que ele não levou adiante. Senão teríamos o nosso Joelmir Betting dos Pampas, até fazendo merchandig do BRADESCO....seria,digamos, o Renato Rossi da Economia, ou melhor do jornalismo economico!!!!!!!!

roteiro do findi....

Cinema bom é no sindibancários, santander e na casa de cultura, além do showxinho de fim de tarde de domingo no santander, pra quem não for ao Grenal....

Bah, gremistas estão todos se borrando....

Lançamento de livro


nossas rodovias:

cenário de guerra e destruição....


Aprendi com o Bicudo que uma reportagem não se conta pros coletas, se escreve. Isto me aconteceu uma vez que voltei super estresseado de uma ida ao mar pra salvar um navio...Repórter ve tudo pelo lado da noticia....

Pois faz pouco mais de meia hora - agora é quinta, dia 25/8 e em São Borja, onde estava ontem,dia 24/8 estão inaugurando um busto do Brizola na Praça XV de Novembro....

Poderia ter ficado lá pra esta solenidade mas assim que terminei a minha palestra na câmara sobre getúlio Vargas, auxiliado pelo Fernando Vargas Souto, um parente do falecido presidente, fui pra rodoviária pra tomar o onibus leito da Ouro e Prata e me mandar de volta porque hoje, quinta, tinha basquete em Porto....

Nem bem o onibus saiu, e cansado, peguei no sono....

Nem vi quando ele entrou em seguida em S. Luis Gonzaga pra tomar os demais passageiros e rumar a Porto Alegre onde a chegada deveria ser as 6 da manhã.

Mas não aconteceu nada disto. Agora são 16 horas e acabo de chegar aqui na salinha JCTerlera onde faço este site e escrevo estas linhas.

Foi uma madrugada de horror....

Me acordei com o ônibus parado e desconfiei que ele estava há muito tempo parado pra ser a estação de são luis...

Olhei pra fora e camionetes indo e vindo, indo e vindo, barulhos, pessoas falando....mas a noite não deixava ver nada do que ocorrera ali...

Fui na frente e uma passageira me disse apenas:

- E um acidente, estamos há muito tempo aqui....

Bom pra sintetizar, saimos dali onde estávamos na BR-287 apenas as 9 da manhã. O onibus ficou nove horas parado....

Uma tragédia de proporções atingiu 3 caminhoneiros, uma mulher e parece uma criança( sobre esta criança havia duvidas....)

Simplesmente depois de 50 km de S. Luis, na BR-287, um caminhão que ia de São Borja, carregado de arroz, levando o cereal para Betim, perdeu o controle bateu num outro caminhão de um transportadora de Ijui, que vinha no sentido contrário, matou o motorista( carregava componentes automotores para a Argentina) ato continuo matou outro motorista da mesma transportadora. Os dois motoristas da transportadora de Ijui eram de S. Borja, um deles estava na empresa há apenas 25 dias....

Um terceiro motorista da mesma transportadora, - cujo nome, perdãoque estou meio sonado, não consigo recordar - foi quem impediu que o onibus no qual vinhamos não se envolvesse no acidente.Este motorista bancou o herói. Vendo seus dois colegas mortos e os do caminhão que provocou o acidente também, ficou no meio da pista, sinalizando com os braços para quem vinha e simplesmente poderia entrar nas tres carretas batidas e provocar uma tragédia de muitas proporções, ou muito maior, com mais mortes.

Lamento as mortes...mas esta madrugada vi os horrores das rodovias do país...Uma coisa é ler no jornal, outra é vivenciar ali. O motorista da Ouro e Prata foi orientado pela sua base de Soledade a esperar a liberação da pista e não retornar, até porque atrás do onibus já se formou uma fila de carros e caminhões, eis que era meia noite e pouco.

Machado, o motorista da Ouro e Prata, calcula que o nosso onibus chegou ali não mais do que dez minutos após tudo ter ocorrido...

DE MANHÃ, QUANDO começou a clarear, começaram a chegar os lindeiros todos pegando sacos de arroz pra levar pra casa. Alguns chegaram de carro mesmo....

Os corpos foram recolhidos ao IML de Santo Angelo que fica a 20 km do local do acidente, porque ele ocorreu perto de Entrte Ijuis, a 50 km de S. Luis Gonzaga....

Ia contar muito mais, mas lembro agora do motorista Machado contando como viu os cadáveres dos coleguas mortos sendo levados...O de um caminhão morreu na cabine mesmo, atingido pela madeira da carreta que estava com o arroz e que provocou todo o acidente.

As 9 horas que ficamos ali detidos pra liberação da pista foram um longo e penoso silência...Tão cedo não vou esquecer aquelas luzes piscando no meio da noite. Eram duas....eu olhava pela janela e ficava esperando o momento que o motor do Onibus arrancasse para irmos embora...

Lá pelas 4 da madrugada, quando segundo me contou o Machado depois, iam liberar o nosso onibus, acharam o corpo da mulher embaixo de um caminhão e ali fizeram retornar toda a pericia de novo....

Ah, como andam nossas rodovias...Não precisa ir a Libia pra ver os horrores da guerra..esta madrugada eu e os demias passegiros a vimos de perto ali na Br- 287, entre são luis e entre ijuis...

Em tempo: diz o motorista Machado que demorou pra chegar os socorros, embora ali não adiantasse mais nada!

Recebo e publico

(O autor pediu pra ficar no anonimato)

deu certo a tua campanha de fustigação. as tuas críticas certamente pesaram na decisão. li, no 'o sul' de hoje, alentada matéria informando que o atual presidente da ari não pretende se perpetuar no cargo, com uns e outros fizeram anteriormente. faz bem, afinal, estamos vivendo tempos em que não há mais lugar para kadafis, mubaraks etc... até o sarney e o ricardo teixeira estão sendo contestados. e uma entidade que pretende representar jornalistas, ter um presidente que se permetua é o fim da picada. espera-se que os que vão suceder o atual sigam a mesma cartilha: um ou dois mandatos e deu.
abraço

HORROR NA NOITE

O ACIDENTE QUE PRESENCIE- E QUE CONTA AQUI HOJE - VOLTANDO DE SÃO BORJA ESTA MADRUGADA( 25.08) PARECE QUE ESTAVA ESCRITO....QUASE DESMARQUEI ESTA MINHA IDA DUAS OU TRES VEZES...ESTAVA COM PRESSENTIMENTO RUIM....

NÃO É QUE MEUS PRESSENTIMENTOS MAIS UMA VEZ BATERAM!!!!!

A noite dos horrores I


Nesta minha viagem de são borja a porto alegre em que fiquei retido 9 horas entre são luis e entre ijuis,chamou-me a atenção alguns fatores da falta de segurança nas rodovias brasileiras: motoristas estão entregues a própria sorte, a polícia rodoviária federal demora a chegar e o socorro muito mais....


Fazer o que? Não viajar???

 

A NOITE DOS HORRORES II


SOBRE O ACIDENTE EM QUE INTERROMPEU A BR-287 EM SÃO LUIS E ENTRE IJUIS:

1) DUAS JUIZAS QUE VINHAM FAZER UM CURSO E VOLTARIAM ONTEM, ACABARAM DESISTINDO. VOLTARAM AINDA PELA MANHÃ CEDO PRA CASA.

2) UM ADVOGADO QUE ESTAVA NO ONIBUS IA ONTEM JANTAR COM A NAMORADA EM CAMPO GRANDE...iA


3) UM PROMOTOR QUE TINHA UMA AUDIENCIA EM PORTO ALEGRE, ASSIM QUE AMANHECEU FOI LEVADO A SANTO ANGELO E DE LÁ PEGOU OUTRO ONIBUS

4) UMA CRIANÇA FICOU AS 18 HORAS DENTRO DO ONIBUS..NO MEIO DA MADRUGADA AINDA CHORAVA UM POUCO, MAS DEPOIS SE CALAVA.

5)UM PASSAGEIRO RESOLVEU VIR ATE PORTO ALEGRE PORQUE PRECISAVA COMPROVAR SUA CHEGADA A CAPITAL. RETORNARIA AINDA ONTEM. SENÃO NÃO TIRARIA A DIÁRIA, TERIA QUE DEVOLVER...

6) CADA UM COM SEU DRAMA....E OS CELULARES NO LOCAL DO ACIDENTE POUCO PEGAVAM....

CLARO QUE O MOTORISTA D AOURO E PRATA, O SEO MACHADO, RLEMBROU O ACIDENTE EM QUE UMA CARREATA ENTROU NUM ONIBUS DA EMPRESA, HÁ 3 ANOS, EM FAZENDA VILA NOVA, PERTO DE ESTRELA E MATOU 15 PASSAGEIROS E O MOTORISTA...ESTES ACIDENTES DEIXAM TRAUMATIZADOS MOTORISTAS EM GERAL.

De São Borja


O prefeito Mariovane Weis, do PDT, voltou a são borja, na quarta-feira, dia 24, pela Ouro e Prata. sempre viaja no Leito e ainda teve que aguentar a gozação de um passageiro que lhe disse:

- Ah, vi o senhor NO JORNAL DO ALMOÇO.

Referia-se ao noticioso da prefeitura de são borja, que está tomando conta dos noticiários.

Ontem,dia 25/08, prometiam fazer uma passeata pedindo a saída de Mariovane da prefeitura de São Borja.

PODEROSA?


Antes que alguém venha com a lenga-lenga.
Segundo a revista Forbes a Dilma é a terceira mulher mais poderosa do mundo.
Bah ! Que coisa, hein !
Dilma, que eu chamo de Iscariotis, pois em 2000 traiu o PDT por bem mais que trinta dinheiros, embora Brizola tenha sido bonzinho, dizendo que ela, além de outros, se venderam por um prato de lentilhas.
Ela, que tinha sido indicada pelo PDT, quando este passou a fazer parte do governo Olívio, para ocupar um cargo de CC, Secretária. Aliás, CC no PDT foi, ao longo de sua permanência no partido, uma constante. Concorrer a cargo eletivo nunca.
Aí, indo para o PT e, depois, no governo Federal, foi alçada como candidata à Presidência, uma vez que Lula não podia concorrer ao terceiro mandato. Na verdade, a votação que ela obteve não teve nada com ela, mas sim com Lula, pois, através dela, votaram nele pela terceira vez.
Se na época, 2000, quando o PDT saiu do governo Olívio, ela não tivesse cargo algum, ela teria saído do mesmo? Incógnita. Se não tivesse saído do partido e este a tivesse lançado, em 2010, como candidata à Presidência, qual teria sido sua votação? Respondo: mísera; pouquíssimos votos. Qual teria sido seu percentual de votação? Respondo: ínfimo.
Poderosa? Forçando a barra, se animais pudessem ser eleitos para cargos eletivos, e uma exemplar da raça canina tivesse sido eleita presidentE do Brasil, esta também estaria na relação das poderosas.
Quem tem poder?
Eu exemplificaria com a Folha de São Paulo, que ao denunciar o Palocci, fez com que a Dilma o demitisse.
Como é que é?
- Ele pediu demissão, diria um aprendiz de humorista qualquer.
Acreditar nisto é a mesma coisa que acreditar em mula-se-cabeça, boitatá, Negrinho do Pastoreio, Saci Pererê.
Outra poderosa é a revista Veja, que, ao apresentar as falcatruas do Ministério dos Transportes, DNIT e Ministério da Agricultura, fez com que a Dilma demitisse os ministros e alguns de seus asseclas.
- Eles pediram demissão, desinformado, diria outro aprendiz de humorista qualquer.
Tem também as denúncias do Ministério do Turismo, de onde já saíram muitos, inclusive pestistas, embora o ministro continue, por enquanto, creio; Ministério das Cidades; Paulo Bernardo; Ideli Salvati (revista Isto É). Daqui a pouco ela é obrigada a usar a vassoura e outros produtos , para continuar sendo obrigada, pela mídia, a fazer faxina.
Poderoso, no governo Dilma presidentE, creio, é o Consórcio Veja/Folha de São Paulo/Globo. Isto É, também aderindo ao mesmo.

SERGIO OLIVEIRA
CHARQUEADAS - RS

JUSTIÇA, AINDA QUE TARDE


Por Carlos Chagas


Já se encontra na mesa da presidente Dilma Rousseff, para sanção, projeto de lei aprovado semana passada no Congresso, concedendo ao ex-vice-presidente Pedro Aleixo o status de ex-presidente da República. Trata-se de uma reparação ao esbulho praticado contra ele em 1969, quando uma Junta Militar usurpou o poder, impedindo a posse do vice-presidente diante do impedimento do presidente Costa e Silva, acometido por uma trombose cerebral. Em vez de ocupar o palácio do Planalto, Pedro Aleixo foi preso pelo almirante Augusto Rademaker, o general Lyra Tavares e o brigadeiro Marcio Mello. Ficou impedido de deixar o apartamento da filha, no Rio, e mais tarde viu extinto seu cargo, por Ato Institucional assinado pelos ministros militares.

É a segunda vez que o Congresso dá a condição de presidente da República, com direito a inscrição nas galerias da História, a quem não pode exercer o cargo. O primeiro foi Tancredo Neves, anos atrás, eleito mas não empossado por motivo de doença.

Em 1969 o país vivia um de seus momentos mais baixos, explicando-se a usurpação pelo fato de que Pedro Aleixo convencera Costa e Silva da necessidade de extinguir o Ato Institucional número 5 e reabrir o Congresso, então posto em recesso. Seria a constitucionalização, depois de sete meses de exceção truculenta. O velho marechal-presidente concordara plenamente com seu vice, acentuando que não passaria à História como ditador, como mais um militar que golpeara as instituições. Estava disposto a enfrentar as resistências em seu próprio pano de fundo, mas não resistiu às pressões e caiu sem voz e sem movimentos quando faltava uma semana para revogar a legislação ditatorial.

Pedro Aleixo havia sido a única voz dissidente, no governo, quando da assinatura do AI-5, pelo Conselho de Segurança Nacional. Todos os ministros optaram pela volta à ditadura dos tempos do ex-presidente Castello Branco. Ao exprimir sua opinião, a 13 de dezembro de 1968, dada a agitação desenmvolvida pelas esquerdas radicais, o vice-presidente optou pela decretação do Estado de Sítio, remédio constitucional para enfrentar crises institucionais. Foi interrompido pelo ministro da Justiça, Gama e Silva, que maliciosamente indagou “se ele desconfiava das mãos honradas do presidente Costa e Silva, a quem caberia aplicar o AI-5”. Como professor de democracia que era, Pedro Aleixo respondeu que das mão honradas do presidente, jamais duvidaria, mas tinha medo do guarda da esquina. Na hora da votação, Costa e Silva ainda pediu para a argumentação de Aleixo ser repetida, sinal de que resistia, mas adiantou pouco. Por unanimidade os ministros apoiaram a volta à exceção do período presidencial anterior, sob o argumento de que Costa e Silva seria deposto pelos militares caso não cedesse.

Depois, foi o que se viu. Não apenas o guarda da esquina, mas montes de generais, coronéis e civís espertalhões usaram e abusaram do Ato, censurando, prendendo, legislando e reprimindo a população, sem limites. Seis meses depois, em maio de 1969, Costa e Silva pede a Pedro Aleixo para conduzir o processo de volta à normalidade constitucional , o que é planejado em detalhes. Fixou-se o dia 7 de setembro para a assinatura da extinção do AI-5 e a reabertura do Congresso. Faltando uma semana, dá-se a tragédia.

Ao conduzir o vice-presidente à presença deles, os ministros militares argumentam que o presidente Costa e Silva podia obrigá-los a aceitar o fim da exceção, como superior hierárquico, mas ele não. Assim, “assumiam” o governo e o poder. E ainda faltaram com a verdade, dizendo que Costa e Silva havia concordado com a solução. Ora, naqueles dias o presidente estava em estado de coma, sem poder decidir coisa alguma.

Nada mais justo, assim, que a presidente Dilma sancione o projeto unanimente aprovado por senadores e deputados, concedendo postumamente a Pedro Aleixo a condição de ex-presidente da República.

NÃO DEMITE, MAS...

Quando a presidente Dilma Rousseff informa o PMDB e demais partidos da base oficial que não pretende demitir mais ministros, está deixando algumas lacunas. Porque se vierem a público denúncias comprovadas e escabrosas de corrupção em outros ministérios, ninguém deve esperar que ela pretenda encobri-los. A natureza seguirá seu curso. Da mesma forma, os partidos que apoiam seu governo foram e continuarão sendochamados a fazer indicações, mas não detém o poder de manter ou afastar ministros. Essa prerrogativa é dela.

Em suma, a disposição da presidente é de prestigiar os partidos, mas jamais de ser tutelada por eles. Se precisar demitir, demitirá.

DÚVIDAS MINEIRAS

Diz a Constituição mno artigo 14, parágrafo 5, que poderão reeleger-se o presidente da República, os governadores e os prefeitos, e quem os houver sucedido ou substituído no curso dos mandatos poderão ser reeleitos para um único período subsequente. Isso significa que Antônio Anastasia, de Minas, não poderá reeleger-se em 2014? Porque, como vice-governador, ele sucedeu a Aécio Neves, que renunciou para candidatar-se ao Senado. Assim, o atual governador já exerceu o cargo no mandato anterior. Concorrer outra vez não seria um terceiro período? Há controvérsias, mas para quem gosta de prospectar o futuro, eis aí uma questão fascinante. Quem os tucanos mineiros dispõem como rexerva para disputar o palácio da Liberdade e enfrentar o ministro Fernando Pimentel, do PT, em franca campanha? Deixando solto o cavalo branco da imaginação, por que não o próprio Aécio Neves, caso o candidato à presidência da República, daqui a três anos, venha a ser o Lula?

AGORA NÃO DÁ, MAS DEPOIS...

Assusta qualquer observador estrangeiro que venha ao Brasil o farto número de ministros evoluindo em torno da presidente da República. Serão 39, com a próxima criação do miniustério da Pequena e Média Empresa. Não só atribuições redundantes complicam o funcionamento da máquina, mas ambições partidárias, também.

Claro que a hora política seria até mesmo da ampliação do número de ministérios, para satisfazer a goela aberta de quantos aderiram e estão por aderir ao governo. Mas a médio e longo prazo, porém, seria bom a presidente Dilma ir pensando numa ampla reforma administrativa, capaz de enxugar sua equipe de ministros. Não dá para acompanhar 39 atividades e o mesmo número de susceptibilidades, complicações e interesses. Nem mesmo para saber o número e o nome dos filhos e netos dos ministros.

No passado, os ministros eram poucos, e quando começaram a crescer, quem tentou dar um freio de arrumação foi Fernando Collor. Reduziu a administração federal a setores maiores, como infraestrutura, economia e questões sociais. Mas precisou dar o dito pelo não dito quando as coisas começaram a apertar para o lado dele, voltando a recriar pastas suprimidas.

GRUPO CLARÍN PERDE MAIS UMA PARA CRISTINA KIRCHNER


De Buenos Aires
Gelson Farias

Os dois principais grupos de comunicação da Argentina perderam em mais uma frente de batalha contra o governo de Cristina Kirchner. A Corte Suprema rejeitou recurso apresentado pelas empresas controladoras do Clarín e do La Nación, os dois jornais de maior circulação do país, contra a medida da Secretaria de Comércio Interior que obriga a prática de preço igualitário na venda do papel utilizado em publicações. Os dois veículos, ainda controlam a Papel Prensa única empresa responsável pela distribuição do papel-jornal na Argentina, entendem que o governo de Cristina, agora também acionista da corporação, não tem competência para determinar tal medida. A mais alta corte do país, no entanto, entende que não pode julgar uma questão cujo mérito ainda está em aberto, uma vez que a transferência de controle da Papel Prensa não foi avaliada.



Para o secretário de Comércio Interior, Guillermo Moreno (foto), a diferença de preços praticada pela empresa, tornando mais barato o papel vendido a Clarín e La Nación, funciona como um mecanismo de exclusão dos veículos de menor porte. “As médias e pequenas companhias, que pagam preços não competitivos pelo papel, se vêem obrigadas a diminuir a quantidade de páginas que publicam, e por conseqüência o conteúdo como um todo”, advertiu Moreno em sua resolução, tomado há dois anos. Apesar da contestação judicial, desde o ano passado os acionistas privados da Papel Prensa começaram a cumprir a determinação. O governo federal, no entanto, quer que sejam ressarcidos os valores gastos pelos veículos no período anterior.
Histórico

Prsidente Cristina Kirchner em entrevista ano passado na Casa Rosada
A briga entre o grupo mais poderoso de mídia da Argentina, e os Kirchner remonta ao período da gestão de Néstor Kirchner, ex-presidente falecido no último ano. Após um tempo de boa convivência, Néstor e os donos do conglomerado se desentenderam, dando início a uma forte disputa que culminou na tomada de uma série de medidas que visam a democratizar a comunicação no país. O ponto alto foi à aprovação da Lei de Meios, que tenta impor limite à concentração de veículos de comunicação nas mãos de poucas empresas. A presidente Cristina Fernández de Kirchner acusou os jornais Clarín e La Nación de terem comprado ilegalmente ações da empresa Papel Prensa S.A. em 1976.
A Papel Prensa fornece papel de impressão para cerca de 170 jornais argentinos. A empresa é de propriedade do Clarín (49% das ações), do La Nación (23%) e do governo (27,5%). A presidente argentina, Cristina Fernández de Kirchner, revelou que depois do golpe de estado de 24 de março de 1976, representantes do conglomerado Graiver, que era proprietário da Papel Prensa, foram forçados pela ditadura militar a vender a empresa para a Fapel S.A., que na época era composta pelos jornais Clarín, La Nación e La Razón.
Cristina Fernández de Kirchner declarou, durante discurso em cadeia nacional, que os acionistas assinaram contratos que "pareciam legais e legítimos, mas na realidade não (eram)."
Ano passado, durante uma entrevista n Casa Rosada, a presidente da Argentina, Cristina Fernández de Kirchner, disse que depois do golpe de estado de 1976 a ditadura militar obrigou o conglomerado Graever a vender a Papel Prensa.

David Graiver e sua esposa Lidia Papaleo
A venda da Papel Prensa em 2 de novembro de 1976 aconteceu cerca de três meses depois da morte do diretor do grupo, David Graiver, num acidente de avião no México. Graiver era suspeito de controlar as finanças dos Montoneros, grupo guerrilheiro argentino que atuava naquela época. Entre março e abril de 1977, o pai de David, Juan, sua mãe, Eva, seu irmão, Isidoro, sua mulher, Lidia Papaleo e seu colaborador próximo, Rafael Ianover, estavam entre as pessoas ligadas à sua empresa e supõe-se que foram presos ilegalmente e torturados pelo governo militar.


Operação orquestrada pela ditadura
Mas há divergências sobre as razões da detenção dos parentes de Graiver. O governo argentino afirma que as empresas proprietárias dos jornais Clarín, La Nación e La Razón faziam parte de uma operação orquestrada pela ditadura para comprar a Papel Prensa. Os jornais têm negado essas acusações, destacando que a aquisição da Papel Prensa foi uma transação legal e pública, não estando sujeita à ação ou intervenção do governo. Eles também alegam que membros do conglomerado foram detidos meses após a conclusão da negociação, com base no suposto vínculo de David Graiver com os Montoneros.
As duas versões se baseiam em relatos verbais e testemunhos escritos pelas vítimas. Enquanto Lidia Papaleo mantém ter sido forçada pela ditadura militar a vender a empresa, Isidoro Graiver diz que a transação ocorreu de forma livre e sem coerção.

O La Nación detém 23% da Papel Prensa
Cristina Fernández de Kirchner baseou suas acusações no relatório de 233 páginas elaborado pelo governo, "Papel Prensa, a verdade". O documento deverá ser entregue à justiça para auxiliar nas investigações relacionadas às informações nele contidas.
"Lá (no relatório) estão provadas, sem deixar margem a dúvidas, as ações ilegais dos jornais que participaram das transferências acionárias. Ao mesmo tempo, [o relatório] permite que a verdade sobre a Papel Prensa S.A. seja conhecida de forma incontestável", disse Alberto González Arzac, conselheiro que representa o estado na Papel Prensa, minutos antes do discurso da presidente argentina.
O deputado pelo partido Geração para um Encontro Nacional (GEN), Gerardo Milman, disse à que as acusações fazem parte de um plano do governo para tirar o poder da Papel Prensa, o que daria ao governo mais controle sobre o principal insumo da indústria gráfica.

Gerardo Milman
"Eu acredito que o desejo de Kirchner é montar um cenário com pouca liberdade de expressão e manipulação da história", declarou Milman.
A presidente disse ainda que um projeto de lei para controlar a produção, distribuição e comercialização de papel de jornal será enviado ao Congresso, o que também está sendo questionado pela oposição.
"O que nos preocupa é saber que há algo por trás disso", declarou a deputada pelo partido Afirmação para uma República Igualitária (ARI), Alicia Terada, à Infosurhoy.com. "A submissão da liberdade de expressão é um sentimento que todos nós cidadãos compartilhamos. O que está em jogo aqui é a liberdade e o direito das pessoas de conhecer a verdade sobre o que está acontecendo neste país."



Comissão ouvirá autoridades e segmentos ligados à Copa 2014

Matéria e fotos: Celso Bender


Deputados aprovaram audiências públicas e plano de trabalho

Os deputados integrantes da Comissão Especial de Acompanhamento dos Investimentos da Copa 2014 aprovaram na manhã desta quinta-feira(25), na Assembleia Legislativa, durante a primeira reunião presidida por Alexandre Postal (PMDB), o plano de trabalho a ser desenvolvido nos próximos quatro meses.

Conforme frisou Postal, “a finalidade da Comissão Especial é recolher avaliações e pareceres técnicos que mostrem de forma transparente e objetiva a situação dos projetos e obras planejados e pretendidos para a Copa em Porto Alegre e no Estado”. O peemedebista comemorou os resultados do encontro inicial, definindo-os como muito positivos e práticos.

“Os 24 requerimentos apresentados na ordem do dia foram aprovados por unanimidade, fato que não é comum nesta Casa, com destaque às visitas técnicas a autoridades e segmentos ligados à Copa e o debate junto às representações dos municípios que estão indicados como sedes ou subsedes no Estado”, explicou, ressaltando a presença de 11 parlamentares. Informou que um cronograma de atividades deverá ser repassado já na terça-feira aos integrantes da comissão.
Alexandre Postal acrescentou que pedidos de informação vão ser remetidos a órgãos dos governos federal e estadual, às diretorias do Sport Club Internacional e do Grêmio de Foot-Ball Porto-Alegrense, à CBF e Federação Gaúcha de Futebol. Igualmente deverão ser ouvidos organismos de fomento e apoio financeiro e instituições de acompanhamento e controle, como Tribunal de Contas do Estado, Ministério Público Estadual e Federal e Ministério Público de Contas.
Também foi proposto que jornalistas e comunicadores venham a relatar suas experiências em Copas do Mundo, como forma de agregar informações e sugestões.
Além de Postal e do relator Paulo Odone, participaram das atividades da Comissão Especial, na sala professor Sarmento Leite, 3º andar do Parlamento, os deputados Alexandre Lindenmeyer (PT), Giovani Feltes (PMDB), Frederico Antunes (PP), Lucas Redecker (PSDB), Valdeci Oliveira (PT), Álvaro Boessio (PMDB), Maria Helena Sartori (PMDB), Alceu Barbosa (PDT) e Jurandir Maciel (PTB).


Celso Luiz Bender
Assessor de Comunicação

Governador Tarso Genro participa da reunião estadual do PT


Dirigentes do PT gaúcho reúnem-se dia 27 de agosto, na sede do PT de Porto Alegre, para debater conjuntura nacional e estadual, eleições 2012 e o Processo de Eleições Diretas do partido em calendário extraordinário. O governador Tarso Genro participa do debate de conjuntura na parte da tarde.
Na pauta, o debate das eleições de 2012, que o PT/RS antecipa e vem aprofundando o tema com suas lideranças através do Grupo de Trabalho Eleitoral em todo Estado. Entre as tarefas do GTE está o mapeamento preliminar do quadro político e da realidade local de município que vão definir as táticas do partido para o ano que vem.


PAUTA:
MANHÃ:
9 horas:
1) PEDEX – Processo de Eleições Diretas Extraordinários
2) Encontros Setoriais
3) Reforma Estatutária
4) Comissão de Recursos do Diretório Estadual
5) GTE – Grupo de Trabalho Eleitoral e resoluções
6) Finanças
TARDE
14horas:
Conjuntura – com a presença do governador Tarso Genro
Serviço:
Reunião Diretório Estadual
Data: 27 de agosto – sábado
Início: 9 horas
Local: Sede do PT POA – Av. João Pessoa, 785

LEITORES,TRAGO-VOS NOTICIAS

HOJE NÃO PORQUE ESTOU MUITO CANSADO, MAS NA MINHA IDA NO DIA 24/08 A SÃO BORJA BOTEI A MÃO NUM PRECIOSO DOCUMENTO SOBRE UM GOVERNADOR QUE NESTE MOMENTO ESTÁ SENDO MUITO INCENSADO...ATÉ VI AGORA QUE VINHA PRA CÁ, NA AV. MAUA OS MUROS TOMADOS DE CARTAZES

- BRIZOLA, VIVE!!!!!!

Pois senhores, como dizia o Antônio Britto, trago-vos boas notícias, ...pros leitores, não tem nada mais agradável do que ler temas interessantes e inéditos. Este é o trabalho de garimpagem....Pois,então aguardem...

COLEGUINHAS


MORREU ONTEM NO RIO DE JANEIRO O COLEGA RIOMAR TRINDADE. TINHA 65 ANOS . FEZ SUA VIDA PROFISSIONAL ENTRE BRASILIA E O RIO DE JANEIRO, ONDE TRABALHOU PRINCIPALMENTE NA GAZETA MERCANTIL, DE HERBERT LEVY.

ELE FOI ENCONTRADO MORTO PELA EMPREGADA,QUANDO ABRIU O APARTAMENTO
TRINHA 65 ANOS.

HÁ 3 ANOS ATRÁS JÁ FALECERA SEU IRMÃO TAMBÉM JORNALISTA, OSMAR TRINDADE, AOS 72 ANOS.

Coleguinhas

Edson Arce, da rádio Cultura de são borja, não é bobo. só divulga as mensagens do político Rene Ribeiro desde que ele mande por email. Tem como provar depois que são do Rene, não dele...ou seja, gato escaldado tem medo de água fria....

O QUE LI NOS JORNAIS

EM SÃO BORJA, ONDE ESTIVE, GOSTARAM MUITO DESTA CRONICA DO JUREMIR...

O COLEGUINHA VENDEU TÃO BEM LÁ QUE A EDITORA DEIXOU OS CINCO EXEMPLARES QUE ESTÃO NO MUSEU DO JANGO DE GRAÇA, PRO MUSEU COMERCIALIZAR E FAZER FUNDOS( EM TEMPOS: O MUSEU ESTÁ MUITO BONITO, MUITO BEM CUIDADO PELA PROFESSORA JAQUELINE( ESPOSA DO VEREADOR VALÉRIO CASSAFUZ) E COM O TEMPO ESTÁ RECEBENDO MAIS ACERVOS...

E JÁ CONTA UMA PEQUENA BIBLIOTECA....

O JUREMIR DEU PAU NA FALTA DE CUIDADOS COM O MUSEU DO GETULIO, NÃO PROPRIAMENTE DE CUIDADOS QUE A PROFESSORA VERONICA SE ESMERA ATÉ DEMAIS( SERIA UMA GRANDE INJUSTIÇA DIZER ISTO) MAS É PORQUE ANDA ESCASSEANDO A GRANA...

BOM ARTIGO DO O SUL, AQUELE QUE NÃO TEM NORTE, SEGUNDO OS PIADISTAS DE PLANTÃO....

NELE CONSTA UM NOME QUE ESTÁ TOTALMENTE ESQUECIDO NESTES 50 ANOS DE LEGALIDADE E QUE PRESTOU GRANDE SERVIÇOS AO JORNALISMO NAQUELE ANO DE 1961. O FOTÓGRAFO ASSIS HOFFMANN....

NÃO É MAIS PRA HOJE A INAUGURAÇÃO DO MONUMENTO AO SARGENTO DO eXÉRCITO mANEOL rAYMUNDO SOARES. ficou pro dia 2 de setembro a inauguração porque a ministra Maria do Rosário foi chamada pela presidenta Dilma...

A assembléia legislativa prozudiu um bom livreto, um bom perfil do caso, visto pelo ponto de vista da CPI que se instaurou na época...

Me lembro deste caso porque em 1973,quando comecei no Jornalismo, ainda se falava do "Caso das Maos Amarradas," como era denominado pelos jornalistas, que tem o costume de simplificar tudo....


De S. Borja

Minha palestra - ou relato - sobre Getulio Vargas foi muito ajudada pela presença do major Fernando Vargas Souto, que foi testemunha ocular da história e que estava em são borja no dia do enterro do seu parente.

Diz ele que a cidade ficou tão cheia que não havia onde hospedar tal multidão. Chegaram mais de 30 aviões, e mais de 10 trens que foram levados para um terminal ferroviário que havia naquele tempo no bairro do Passo...

Lucido e interessante debate que o major Fernando me auxiliou a fazer principalmente quando entramos nas brigas de dois Vargas, Getulio e seu irmão Protásio....

Fernando sabe muita coisa. Eo aconselho a ditar um livrinho de memórias, ou então gravar, porque senão isto se perde.


E até a memória em S. Borja está ficando escassa,embora a cidade corra o risco de ser a CAMPEA ESTADUAL DE MUSEUS. SENÃO VEJAMOS. TEM DO JANGO, DO GETULIO, DOS ANGUERAS, DAS MISSÕES JESUI TAS E AGORA ESTÃO FALANDO QUE A SEDE ATUAL DO BANRISUL SERÁ TRANSFORMADA NUM MUSEU DE BRIZOLA....E QUE POR ISTO O BUSTO ONTEM INAUGURADO NA PRAÇA XV DE NOVEMBRO FICA BEM DEFRENTE AO PRÉDIO DO BANRISUL, ESTE QUE PODERÁ SER MUSEU EM TEMPOS BREVES.

Pronunciamento de Celso Lopes

Meu bate-papo com o Major Fernando Vargas Souto teve que ser interrompido porque era hora do pronunciamento do presidente Celso Lopes....

Mas o presidente estava gostando da conversa...tanto que havia se esquecido de fazer o pronunciamento que fora preparado pela manha por sua assessoria...


*Ontem , depois de um coquetel, o legislativo de são borja, encerrou as comemorações dos 40 anos da Legalidade....

Fizeram bonito e bem temático: colocaram sacos de arroz na entrada, simulando o Palácio Piratini....foi idéia da dona Jane, que assessora o presidente Celso Lopes.

BRIZOLA EM SÃO BORJA

FOTOS DO ACERVO DE LETIER VIVIAN, FEITAS POR MARIO AGUIAR

CORPO DE BRIZOLA CHEGA PARA SER ENTERRADO EM SÃO BORJA EM 23 DE JUNHO DE 2004,DEPOIS DE EXÉQUIAS NO RIO E EM PORTO ALEGRE.NO AEROPORTO JOÃO MANOEL, O CAUDILHO, QUE TANTO O VISITAVA EM VIDA, CHEGA NO CAIXÃO PARA SEU ULTIMO REPOUSO. ENTRE OS PRESENTES PODE-SE DISTINGUIR FRUTUOSO BRIZOLA, IRMÃO DO FALECIDO,JOSE FORTUNATTI,ATUAL PREFEITO DE PORTO ALEGRE,CASSIA CARPES, DEPUTADO ESTADUAL DO PTB, CARLITO BRIZOLA,ENTRE OUTROS.

EM 02.11.2003 bRIZOLA E SEU INDEFECTIVEL CASACO EMBAIXO DO BRAÇO..OS DEMAIS SÃO O ATUAL PREFEITO MARIOVANE WEIS,O PRIMEIRO DA ESQ. PARA A DIREITA, LETIER VIVIAN, POMPEO DE MATTOS, UM ENCOBERTO E O FILHO DE BRIZOLA JOÃO OTÁVIO,ENGENHEIRO.

SUGERI AOS MEUS CONHECIDOS NESTE 24.08 QUE FAÇAM UM APANHADO E MONTEM UM LIVRINHO SOBRE A PRESENÇA DE LEONE. BRIZOLA EM SÃO BORJA, ONDE, POR SINAL, ACABOU SENDO ENTERRADO, POR SEU PROPRIO PEDIDO....O PRATO FINO, OU SEJA, EDUARDO BELMONTE, QUE SEMPRE ACOMPANHAVA AS ANDANÇAS DE BRIZOLA PELA TERRA DOS PRESIDENTES DIZ QUE ELE ia pelo menos duas vezes por ano a S. Borja, depois que ficou viuvo, de dona Neusa Goulart, em 1993. Uma era sempre a data da morte de sua esposa, em 7 de abril e a outra ficava entre o dia 24 de agosto( morte de Getulio Vargas) e às vezes ia também no dia do aniversário de Jango, seu cunhado, dia 1 de março, ou então no dia 6 de dezembro, dia da morte do ex-presidente.

Dizem os repórteres que tratavam com o caudilho em são borja que ele era um sujeito afável,entrava em qualquer lugar, cumprimentava a todos e muito simples, ao seu estilo. Estava sempre na casa do seu amigo Percy Penalvo, onde costumava se hospedar:
- Eu passava ali e geralmente estava ele e seo Percy, na frente da casa( onde hoje está o Museu João Goulart)e o cumrpimentava chamando de comandante. ele sempre me respondia, lembra o poeta Clemar Dias que reside também na av. Presidente Vargas, onde está o Museu.


Os colegas gostam de lembrar uma feita em que depois de um almoço na casa do seu anfitrião, o colunista DECO ALMEIDA, da folha de são borja, perguntou a Brizola onde ele gostaria de ser enterrado. Fazendo ares de mau humor, o ex-governador sentenciou:
- Olha Deco, sabes que isto eu ainda não pensei....

Brizola sempre tinha uma desculpa para ir S. Borja: diziam que ia recarregar as baterias....ou seja, pegar energia....

Comunidade lota plenário da Câmara para assistir ciclo de debates da Semana da Legalidade


Durante a programação da Semana da Legalidade, que está sendo promovida pela Câmara de Vereadores de 19 a 25 de agosto, foi realizada na terça-feira, 22/08, um ciclo de debates sobre a legalidade no Estado, o rádio na legalidade e a internet na mobilização popular atual. Estiveram compondo a mesa principal, Plínio Ivar da Rosa, Wolmer Jardim, Newton Falcão e Antônio Degrazia. Os trabalhos tiveram a mediação da professora Jandira Lopes, da Urcamp.
O plenário do Legislativo esteve lotado de estudantes, acadêmicos e demais pessoas da comunidade interessadas no assunto. Também se fizeram presentes na atividade o vereador Presidente da Câmara, Celso Lopes e os vereadores Roque Feltrin (PDT), Valério Cassafuz (PDT), Farelo Almeida (PDT) e Carmelito do Amaral (PT).
Os convidados expuseram seus relatos, conhecimentos e também emitiram opiniões sobre o período da legalidade, as possibilidades de mobilização popular nos dias de hoje através da internet e a atuação da imprensa no movimento liderado por Leonel Brizola para garantir o cumprimento da Constituição Federal. Em seguida, os componentes da platéia também puderam se manifestar com comentários e questionamentos.
O Presidente do Legislativo destacou que a participação do público enriquece o debate. “Eu acredito que a Câmara cumpre o seu papel de ser um lugar de discussões e que a Semana da Legalidade está tendo uma resposta muito positiva da comunidade, que lota o plenário todas as noites para assistir as pessoas que aqui estão, dando a sua contribuição no resgate desse importante momento histórico que, para mim, é o período mais significativo da nossa história política depois da revolução de 30”, enfatizou.
Ao final da noite, todos os convidados receberam o troféu alusivo aos 50 anos da Campanha da Legalidade, como uma lembrança da Câmara e uma forma de agradecimento pela participação na semana. Na continuidade do evento, hoje à noite, a partir das 19hs, será realiza sessão solene pelos 57 anos de morte do Presidente Getúlio Vargas com palestra do Jornalista Olides Canton e do Ex Deputado Federal, Pompeo de Mattos.

Túnel do Tempo

Olá Olides,
Remeto matéria do Antonio Carlos Porto(Talo) na época em
que vestia a camisa do Estrela F.C. Depois foi para o Rádio
onde por muitos anos foi comentarista esportivo nas rádios da Capital,
tendo inclusive feito cobertura de Copa do Mundo.
Atualmente reside em Estrela.
Abraço
Rudimar Thomas

 

Voltou a ronha

Atenção voltou a ronha entre o Serginho de Charqueadas e o Remindo Sauim. O editor está apenas mediando. Nada a ver....


DISSE O APRENDIZ DE HUMORISTA, SEM GRAÇA, CLARO:
Tu tá achando a vida muito fácil, cara, acho que tu é um aposentado(o editor) estes que coçam o dia todo e ainda reclamam do governo!
COMENTO: APOSENTADOS QUE JÁ TRABALHARAM E, DENTRO DAS REGRAS DO JOGO, ESTÃO APOSENTADOS. ESTA OPINIÃO DELE É UMA OPINIÃO FERNANDO HENRIQUIANA, QUE TERIA CHAMADO OS APOSENTADOS DE VAGABUNDOS.
Alguém, pelo amor de Deus, avisa o Serginho de Charqueadas que a eleição já terminou e como não tem mais oposição, o Serra foi para Miami e o Aécinho só quer festa no Rio, a Dilma já está reeleita e, em 2018 e 2022, vamos ter Lula novamente.
COMENTO: QUANDO O LULA NÃO GANHAVA ELEIÇÃO ALGUMA, OS RASTAQUERAS DO PT FICAVAM O TEMPO TODO RECLAMANDO DO GOVERNO, CRITICANDO. AGORA QUE GANHARAM OS OUTROS NÃO PODEM CRITICAR. ELES ACREDITAM, PIAMENTE, QUE FORAM OS INVENTORES DA HONESTIDADE (MENSALÃO, ALOPRADOS, DÓLARES NA CUECA, BANCOOP E OUTRAS ROUBALHEIRAS). ERAM, LÁ NO INÍCIO, OS DEFENSORES DA ÉTICA (AINDA SE ACHAM). DEPOIS DE TODA A ROUBALHEIRA DELES PODEMOS CONCLUIR QUE ERA TUDO ?ILUSÃO DE ÉTICA?.
Já notaram que a tal ?faxina da Dilma?, que também pegou pestistas com a mão na cumbuca, foi feita em função das denúncias da Folha de São Paulo e Veja,ambas do Consórcio Veja/Globo/Folha de São Paulo, para, creio, desgosto do aprendiz de humorista?


SERGIO OLIVEIRA
CHARQUEADAS - RS

De Serafina

Ainda a falta de recolhimento do lixo....

COMUNICADO

A EMPRESA RESPONSÁVEL PELO RECOLHIMENTO DE LIXO COMUNICA QUE, POR PROBLEMAS OPERACIONAIS, O SERVIÇO DE COLETA ESTÁ ATRASADO EM SERAFINA CORRÊA, MAS A POPULAÇÃO PODE FICAR TRANQUILA, POIS NO DIA DE HOJE O CAMINHÃ PASSARÁ PARA RECOLHER O LIXO.

 

As 100 melhores dos Beatles


A revista norte-americana "Rolling Stone" publicou um ranking com as 100 melhores canções dos Beatles. Publicamos a lista completa e vídeos das 10 primeiras e da centésima. Confira a lista e faça a sua, se discordar da seleção. Clique no link ou acesse o blog e roda a trilha.


Paulo Bettanin


http://urbanascidadespoa.blogspot.com/

 

DE São Borja


Getúlio é ignorado


em sua propria

terra natal!

A manhã fria e nublada de hoje (escrevo neste dia 24.08)aqui em S. Borja nada faz lembrar aqui a morte de Getúlio Vargas. Engraçado porque a cidade se prepara mesmo para a vinda, hoje,dia 25.08, do governador Tarso, que inaugurará uma estatua de Leonel Brizola, pelo encerramento das comemorações dos 50 anos da Legalidade....

São Francisco de Borja já se acostumou com a presença de Getúlio desde que foi enterrado aqui em 1954. Os que viram aquele enterro estão praticamente todos falecidos. Um que outro ainda relembra mas é raro como mosca branca....

Na Praça XV de Novembro, onde está o mausoléu com os restos mortais de Getulio que para lá foram transportados em 2004, os poucos populares que estavam por lá faziam tempo, e alguns funcionários da prefeitura variam o lixo...

É que a presença maior do público ficou para hoje mesmo...ontem Getúlio, lá do seu mausoléu deve ter espiado pra fora e pensado:
- O que há hoje que não me trouxeram flores?

Porque geralmente neste dia os pedetistas de São Borja levavam flores ao seu túmulo, ou então onde está a carta testamento.


São Borja recebe 1ª edição do Encontros para o Desenvolvimento

GOVERNO ESTADUAL

Crédito Caco Argemi/Palácio Piratini

Em fevereiro foi realizada em São Borja a segunda interiorização do governo do estado


Uma reunião de trabalho nesta quinta-feira (25/08), em São Borja, marcará a primeira edição do Governo no Interior: Encontros para o Desenvolvimento. A iniciativa propiciará um amplo debate com as lideranças políticas e empresariais da região sobre os desafios para a redução das desigualdades e ações para a promoção do desenvolvimento. O encontro terá, ainda, uma prestação de contas sobre o andamento dos compromissos firmados durante a interiorização de Governo realizada em São Borja, no mês de fevereiro.
A reunião ocorrerá na Câmara de Vereadores e se dividirá em duas etapas. Na parte da manhã, a partir das 10h30, secretários e técnicos do Governo se reúnem com os convidados da comunidade para o ajuste das pautas que serão abordadas na parte da tarde. Às 14h30, o governador Tarso Genro coordena o encontro com a participação de prefeitos, vereadores, Corede Fronteira, associações comerciais e sindicatos, ocasião em que serão trabalhados diferentes temas de interesse de São Borja e região. A atividade é aberta à comunidade e imprensa.
O governador participa, ainda, da solenidade de inauguração do busto de Leonel Brizola, em celebração aos 50 anos do movimento da Legalidade.

Fonte: Governo RS

Diário de S. Borja


*Funcionários da prefeitura municipal de são borja limparam ontem , dia 24.08, o mausoléu do presidente Vargas na Praça XV de Novembro...pra homenagens que hoje,dia 25.08 deverão ser feitas....


*Ontem,dia 24.08, nem PDT nem ninguém levou flores ao mausoléu do Presidente Vargas na Praça XV de Novembro.

*Hoje as homenagens devem ser prestadas na inauguração do busto do Dr. Brizola, na praça XV de Novembro. O busto, por sinal,até ontem não tinha sido colocado. Ele fica defronte a agencia bancária do BARNRISUL que será desativada. Ali provavelmente será construido um museu de Brizola.


*O governador Tarso Genro entregou importante documentação da anistia politica de Brizola, que está guardado no Museu de Jango, em S. Borja.


*Bar do Chita, ou la Barca, é o antro da fofoca futebolística e da corneta em S. Borja


*Alguém deveria escrever um livrinho sobre as vindas de Brizola a S. Borja....Ele cotumava vir sempre em 7 de abril, aniversário de morte de sua esposa, Neusa Goulart e no dia 24 de agosto. Era pessoa conhecida na cidade. Entrava normalmente como qualquer cidadão em qualquer lugar...


*Há bastante material sobre estas vindas de BRIZOLA A S. Borja....Alguém deveria juntá-lo e patrocinar um livro. O PDT não se habilita...???


*Não era mentira: Letier Vivian convidou este repórter ontem a degustar um dourado na sua casa...Coisa fina....


*Nas comemorações dos 50 anos da Legalidade que encerram hoje com a visita do governador Tarso e inauguração de busto de Brizola, ficou patente o interesse da comunidade. Lotou sempre o que significa que foi um sucesso. e muitos participantes dos debates ficaram até o final, mesmo se deslocando da capital até aqui só pra isto, como foi o caso do Juremir Machado ( vendeu muito livro tanto que fez doação de 5 exemplares para o Museu do Jango) e do Wolmer Jardim.

*Na Câmara Municipal de S. Borja, funcionários já falam na eleição de Farelo pra prefeitura no ano que vem como favas contadas.


VOZES DA LEGALIDADE!

A Neuzinha Penalvo manda fotos da presença do escritor Juremir Machado na palestra do dia 19 passado.


Fotos de Neuza Penalvo


A presença do escritor Juremir Machado no dia 19.08 na Camara de S. Borja quando autografou seu livro VOZES DA LEGALIDADE!

MEMORIAS

O DIA QUE OS SOLDADOS SALVARAM

A GRAFICA DA TRIBUNA GAUCHA
( JORNAL DO PARTIDÃO....)

A MORTE DE GETULIO


Hoje 24 de agosto de 2011 completam-se 57 anos da morte de Getúlio Vargas. Suicidou-se...ainda tem gente que tem na cabeça claramente como foi aquele dia....

Por exemplo, o dentista José Nelson Gonzaleznascido em 1926 lembra que ele tinha 28 anos e era um dos principais responsáveis pela gráfica da Trtibuna Gaúcha localizada na rua sete de setembro, pouco depois de onde fica hoje a casa de cultura Mário Quintana. Ela evitou de ser "empastelada" - é uma gíria de redação que quer dizer ter as máquinas quebradas e não poder circular, ou melhor,imprimir o jornal - poruq e os soldados do III EXército se postaram na rua, com metralhadoras, prontos para atirar na turba que pouco depois do meio-dia vinha quebrando tudo o que encontrava, revoltada com o suicidio de Vargas.

- Eu vinha saindo e vi aquela turma vindo emdireção a Tribuna. Pensei:agora vão quebrar tudo porque a Tribuna, que era o jornal do PCB, não era " queremista"( expressão que designada quem queria Getúlio de volta ao poder em 1950).

Nelson lembra que o PCB depois até fez a autocritica desta sua posição, mas que naquela 24 de agosto de 1954 ele sentiu tremerem as pernas.

- Minha sorte foi que uns 8 soldados armados resolveram vigiar a rua porque pensaram que a turma iria quebrar os quartéis. E os manifestastantes que já tinham quebrado outros prédios, deram meia-volta quando viram as metralhadoras a postos para atirar e regressarem em busca de outros alvos, relata Nelson, com a memória privilegiada mesmo depois de 57 anos dos fatos.

Nelson diz que naquele dia foram empastelados os jornais Diário de Notícias, que tinha posições anti-Vargas( era de Assis Chateaubriand ) quebrada a sede do Citi Bank, que se localizava na esquina da Sete de Setembro com Uruguai
DEpois os manifestantes, comandados por algumas lideranças, foram em direção do jornal O ESTADO DO RIO GRANDE, QUE PERTENCIA AO PL, OU SEJA, O PARTIDO LIBERTADOR, também Oposição de Getulio.


Este jornal tinha sua redação na rua da Praia, bem perto das oficinas gráficas da Tribuna Gaúcha.

Quando viu a turma de manifestantes que vinha enfurecida dando meia volta na sete de setembro, Nelson diz que sentiu um alívio e que hoje aos 57 anos sente um sentimento de gratidão por aqueles soldados que puseram nos tripés umas oito metralhadoras prontas pra abrir fogo.

- Não fosse aquilo, a turma teria quebrado tudo, inclusive a Tribuna Gaúcha e não sei se eu estaria vivo para contar esta história, rememorou o veterano jornalista.


CARTA TESTAMENTO

QUEM É MESMO SEU AUTOR


Transcrevo trecho de um depoimento do jornalista Mauro Santayanna dad para o livro dos porta-vozes do Palácio do Planalto:

' NO GOVERNO GETULIO VARGAS LOURIVAL FONTES E MACIEL FILHO EXERCIAM ESTA FUNÇÃO( PORTA VOZ) FAZENDO ALGO CMO UMA DOBRADINHA"

Pois é, pra mim, em depoimento, o filho de Getúlio, Maneco Vargas meio que garantiu - tenho a gravação - que a carta testamento não é obra literária do seu pai...

O redator teria sido justamente este misto de intelectual e jornalista que andava pelo Catete trabalhando para o presidente.
Mas a lenda conta como se Getúlio tivesse entregue umacópia para o seu predileto João Goulart e teria dito:
- Vai pro Sul e se me acontecer algo, divulga no Sul ou na Argentina.

Jango não estava no Catete quando Getúlio se matou. Estava no Sul, porque a mulher, Maria Thereza estava de aniversário no dia 23 de agosto.


A Carta Testamento do Presidente Getúlio Vargas!


"Mais uma vez, a forças e os interesses contra o povo coordenaram-se e novamente se desencadeiam sobre mim. Não me acusam, insultam; não me combatem, caluniam, e não me dão o direito de defesa. Precisam sufocar a minha voz e impedir a minha ação, para que eu não continue a defender, como sempre defendi, o povo e principalmente os humildes.
Sigo o destino que me é imposto. Depois de decênios de domínio e espoliação dos grupos econômicos e financeiros internacionais, fiz-me chefe de uma revolução e venci. Iniciei o trabalho de libertação e instaurei o regime de liberdade social. Tive de renunciar. Voltei ao governo nos braços do povo. A campanha subterrânea dos grupos internacionais aliou-se à dos grupos nacionais revoltados contra o regime de garantia do trabalho. A lei de lucros extraordinários foi detida no Congresso. Contra a justiça da revisão do salário mínimo se desencadearam os ódios. Quis criar liberdade nacional na potencialização das nossas riquezas através da Petrobrás e, mal começa esta a funcionar, a onda de agitação se avoluma. A Eletrobrás foi obstaculada até o desespero. Não querem que o trabalhador seja livre.

Não querem que o povo seja independente. Assumi o Governo dentro da espiral inflacionária que destruía os valores do trabalho. Os lucros das empresas estrangeiras alcançavam até 500% ao ano. Nas declarações de valores do que importávamos existiam fraudes constatadas de mais de 100 milhões de dólares por ano. Veio a crise do café, valorizou-se o nosso principal produto. Tentamos defender seu preço e a resposta foi uma violenta pressão sobre a nossa economia, a ponto de sermos obrigados a ceder.

Tenho lutado mês a mês, dia a dia, hora a hora, resistindo a uma pressão constante, incessante, tudo suportando em silêncio, tudo esquecendo, renunciando a mim mesmo, para defender o povo, que agora se queda desamparado. Nada mais vos posso dar, a não ser meu sangue. Se as aves de rapina querem o sangue de alguém, querem continuar sugando o povo brasileiro, eu ofereço em holocausto a minha vida.

Escolho este meio de estar sempre convosco. Quando vos humilharem, sentireis minha alma sofrendo ao vosso lado. Quando a fome bater à vossa porta, sentireis em vosso peito a energia para a luta por vós e vossos filhos. Quando vos vilipendiarem, sentireis no pensamento a força para a reação. Meu sacrifício vos manterá unidos e meu nome será a vossa bandeira de luta. Cada gota de meu sangue será uma chama imortal na vossa consciência e manterá a vibração sagrada para a resistência. Ao ódio respondo com o perdão.

E aos que pensam que me derrotaram respondo com a minha vitória. Era escravo do povo e hoje me liberto para a vida eterna. Mas esse povo de quem fui escravo não mais será escravo de ninguém. Meu sacrifício ficará para sempre em sua alma e meu sangue será o preço do seu resgate. Lutei contra a espoliação do Brasil. Lutei contra a espoliação do povo. Tenho lutado de peito aberto. O ódio, as infâmias, a calúnia não abateram meu ânimo. Eu vos dei a minha vida. Agora vos ofereço a minha morte. Nada receio. Serenamente dou o primeiro passo no caminho da eternidade e saio da vida para entrar na História." (Rio de Janeiro, 23/08/54 - Getúlio Vargas)

 

A MORTE DE GETULIO

POR FLAVIO ALCARAZ GOMES


MEU plantão no jornal é às sextas-feiras, mas naquele final de agosto de 1954 há um remanejamento e passei a trabalhar às segundas-feiras. E foi às 10 horas da noite de segunda-feira, 23 de agosto, que entrei na redação.Apesar do mês ,o clima é de verão. O jornal está praticamente pronto, com a manchete composta em nove colunas. letra de fora e duas linhas ao alto da última página; O LIDER DA UDN, AFONSO ARINOS APELA AO PRESIDENTE VARGAS QUE RENUNCIE"

As coisas andam brabas no Rio,desde que a Aeronautica, assumindo as investigações para descobrir os assassinos do major Ruben Vaz, que voluntariamente servia de guarda-costas a Carlos Lacerda, apurou ter sido mandante o tenente Gregório Fortunato, o anjo negro de Getúlio e chefe da sua guarda pessoal. Homem de vergonha, o caudilho são-borjense dissolveu a guarda e disse duas frases que revelaram seu estado de espírito: Há um mar de lama sobr o Catete"( então palácio do governo do Brasil) e " do " Catete só saio morto".

Sozinho na imensa redação deserta, brigo com um rádio americano sobre de guerra que, para falar, tem que ser colocado do lado de fora, em cima da sacada que dá para a Rua da Praia. Depois de muita luta, consigo sintonizar a Rádio Nacional do Rio de Janeiro e captar o " Repórter Esso".

A porta de vai e vem da redação se abre. É o Júlio Duarte, chefe das oficinas:

- Podemos fechar?

- Aguenta um pouquinho mais.

Uma hora da madrugada. Lá fora, na rua deserta, o bonde fantasma é engolido pela noite.

Agora as noticias se precipitam, com a Nacional sucedendo suas edições extraordinárias. Ora dizem que Getúlio vai resisitr, ora que será deposto, ora que vai renunciar. Por três vezes mudo a manchete da capa, com rdagens sucessivas. Àquela altura já acordei e chamei à redação o Breno Caldas e o Arlindo Pasqualini.,diretores do Correio e da Folha.

Fumamos pesado, nervosos e preocupados.

Clareia o dia, a cidade começa a movimentar-se e nós a preparar a extra. No teletipo, nenhuma novidade. Na Nacional, musica. De repeente, a característica do Esso e a voz emocionada do Heron Domingues.." E atenção, muita atenção,ouvintes. Rio de Janeiro, urgente- O presidente Getúlio Vargas acaba de suicidar-se com um tiro no coração! Junto ao seu corpo foi encontrado um bilhete: À sanha dos meus inimigos, deixo o legado da minha morte..." e atenção qeu vamos repetir a notícia:" Olhamo-nos atônitos, petrificados. Tenho formas ainda de caminhar para a minha máquina, onde tento bater a notícia. Não consigo. Encosto então a cabeça no teclado e começo a chorar convulsivamente"( Por FLAVIO ALCARAZ GOMES...


A MORTE DE GETULIO


clique na imagem para ampliar


A CRONICA DE SÉRGIO JOCKMANN QUE MARCOU ÉPOCA VIU-SE DEPOIS QUE ERA UM PLÁGIO!

A MORTE DE GETULIO - 57 ANOS

a folha da tarde, da Caldas Jr. registrou o quebra-quebra pós morte de Vargas....Aqui a foto é da Rádio Farroupilha, que ficava na Duque de Caxias e foi incendiada....O homem que está pendurado na parede, registra a edição da Folha da Tarde, acabou caindo....

Sofreu ferimentos graves.

A MORTE DE VARGAS - 57 anos

A sede da rádio Farroupilha( do grupo dos Diários Associados) localizada na av. Duque de Caxias, já no fim do incêndio, quando os b omb eiros já haviam debelado parcialmente o incêndio. O registro e da Folha da Tarde.

A MORTE DE VARGAS - 57 anos

A QUEBRADEIRA JUNTO AO JORNAL O ESTADO DO RIO GRANDE, DO PARTIDO LIBERTADOR, NA RUA DA PRAIA....

A morte de Vargas, 57 anos


UMA FOLHA DA TARDE ORIGINAL ENTREGUE AO MUSEU DE CARAZINHO QUE FOI ACHADA POUCOS DIAS ATRÁS NUMA LIXEIRA....( ALGUÉM A TINHA A BOTOU FORA SEM SABER O VALOR QUE TINHA)


A MORTE DE GETULIO

O MAUSOLEU NA PRAÇA XV DE NOVEMBRO!


NA PRAÇA XV DE NOVEMBRO,EM SÃO BORJA, DESDE 2004, JAZEM OS RESTOS MORTAIS DE GETULIO DORNELLES VARGAS.INAUGURADO NO ANO DE 2004, QUANDO DOS 50 ANOS DA MORTE DE GETULIO, O MONUMENTO REPRODUZ A CARTA TESTAMENTO. hOJE VIROU UM LOCAL ONDE OS JOVENS VÃO EXERCITAR-SE FAZENDO SKATE....POR ISTO DEVERÁ SER CERCADO BREVEMENTE.

NA FOTO, GRUPO DE PEDETISTAS NA FRENTE DO MAUSOLEU DE VARGAS. DA ESQUERDA PARA A DIREITA, O REPORTER EDUARDO BELMONTE, DA RÁDIO CULTURA, O ENTÃO DEPUTADO FEDERAL POMPEO DE MATTOS, O DEPUTADO ADROALDO LOUREIRO, O VEREADOR DE SÃO BORJA, FARELO DE ALMEIDA.E DOIS JOVENS MILITANTES DO PDT, NUM ANIVERSÁRIO DA MORTE DE LEONEL BRIZOLA NUM JUNHO RECENTE.

GETULIO VARGAS - 57 ANOS


o dia que OS SOLDADOS SALVARAM

A GRAFICA DA TRIBUNA GAUCHA


aOS 85 ANOS, jOSÉ nELSON gONZALEZ É UM DENTISTA APOSENTADO...MAS JÁ FOI MILITANTE DO PARTIDÃO E GRAFICO E REPORTER DA TRIBUNA GAUCHA, O JORNAL DO PCB...

NO DIA DA MORTE DE GETULIO VARGAS - 24.08.1954 , LOGO APOS O MEIO-DIA, ELE FOI ATÉ AS OFICINAS GRAFICAS DA TRIBUNA GAUCHA, QUE FICAVAM NA SETE DE SETEMBRO, DUAS CASAS DEPOIS DE ONDE FICA HOJE O PRÉDIO DA MARIO QUINTANA.

LOGO DEPOIS DO MEIO DIA, DEPOIS QUE OS REVOLTOSOS COM A MORTE DO PRESIDENTE TINHAM QUEBRADO OUTROS JORNAIS E INCENDIADO PREDIOS, ALÉM DE FAZER ESCARAMUÇAS NO PREDIO DO CITY BANK, QUE FICAVA NA ESQUINA DA SETE COM A URUGUAI, ELES, CERCA DE 100, LIDERADOS POR VÁRIOS MANIFESTANTES FORAM EM DIREÇÃO AO PRÉDIO DA TRIBUNA GAUCHA E NELSON SUPÕE QUE INCENDIARIAM AS GRAFICAS PORQUE A TRIBUNA TINHA UMA POSIÇÃO ANTI-QUEREMISTA, OU SEJA, NÃO ERA PROPRIAMENTE PARTIDÁRIA DE GETULIO, QUE ACABARA DE MATAR-SE NO RIO DE JANEIRO.

MAS QUANDO OS MANIFESTANTES FORAM CHEGANDO PERTO DE ONDE FICA HOJE A CASA DE CULTURA MÁRIO QUINTANA, NA SETE DE SETEMBRO, ENCONTRARAM CERCA DE OITO METRALHADORAS COLOCADAS SOBRE OS TRIPÉS PRONTAS PARA SEREM DISPARADAS PELOS SOLDADOS QUE SE DEITARAM EM POSIÇÃO DE TIRO CONTRA QUEM VINHA A FIM DE QUEBRAR TUDO.

- ALI ERA E É A REGIÃO DOS QUARTÉIS. OS SOLDADOS SAÍRAM PRA DEFENDER OS QUARTÉIS E ATRIBUNA FOI SALVA POR ESTA COINCIDENCIA DE ESTAR PERTO DELES...

NELSON RECORDA QUE FICOU COM MEDO QUANDO FICOU A TURBA VINDO FURIOSA E QUE DESCONFIOU QUE DESTA VEZ O ALVO DELES ERA A GRAFICA DA TRIBUNA...

ELE RELATA QUE QUANDO OS MANIFESTANTES VIRAM OS SOLDADOS EM POSIÇÃO DE TIRO DERAM UMA PARADA E EM SEGUIDA, UMA MEIA VOLTA E FORAM PROCURAR OUTRO ALVO.

OUTRA CONDICID~ENCIA É QUE O JORNAL O ESTADO DO RIO GRANDE QUE VIZINHAVA COM A OFICINA GRAFICA DA TRIBUNA GAUCHA SOFREU GRANDES DEPREDAÇÕES NO DIA DA MORTE DE GETULIO, PELA REVOLTA DOS POPULARES QUE NÃO SE CONFORMARAM COM A MORTE DO PRESIDENTE.

de São Borja

50 anos da Legalidade: depoimentos dos locais


de São Borja


Na segunda, dia 22.08, foi a vez dos locais serem homenageados pelos 50 anos da Legalidade!


Convite Legalidade


clique na imagem para ampliar

São Borja

VIAJEI ONTEM DE NOITE PRA SÃO BORJA ONDE HOJE, PARTICIPO, NA CAMARA MUNICIPAL DA SESSÃO EM HOMENAGEM A GETULIO VARGAS....

AO MEIO DIA, TEREMOS UM DOURADO NA CASA DO CAPINCHO, VULGO LETIER VIVIAN, REGADO A COCA-COLA....

SOBRE MINHA PALESTRA, OU PAPO, VOU CONTAR BASICAMENTE COMO ME APROXIMEI DO SEU FILHO MANECO, EM 1993 E CONSEGUI DELE UM LONGO DEPOIMENTO. NADA DEMAIS, NENHUMA REVELAÇÃO ESTARRECEDORA....

Duas da legalidade contadas pelo Serginho Ross


A primeira delas é que uma turma chegou do interior pra se alistar pra defender o movimento. Mas na hora da inscrição e de receber o revólver e a municão apenas dois ou três o fizeram. Ai alguém quis saber o que os outros faziam:
- Essa turma aí é da dança do pezinho! respondeu o camarada.


*Jair Calixto, primo de Leonel Brizola, mandava telegramas do interior, de Nonoai, ameaçando trazer uma grande turma pra invadir Porto Alegre.Pra acalmar o sujeito, Brizola enviou num teco-teco dirigido pelo Ercilio Caleffi( que segundo o Serginho tirou o brevê junto com ele....) quatro pessoas entre as quais o Cel Neme pra irem a Nonoai acalmar o Jair Calixto.

Chegaram, desceram num campo de pouso....brabo...

Jair Calixto e uma tropa a cavalo esperavam o enviado de Brizola.

Jair chemaou o Cel Neme de um lado, mas alguns cavaleiros acompanharam o prefeito de Nonoai...

- Quem são estes aí perguntou Neme?
- Estes aí são a minha segurança, disse Calixto.

Serginho Ros jura que ele estava junto nesta....

 

50 ANOS DA LEGALIDADE

a legalidade e a Imprensa!

A rádio da Legalidade transmite em onda curta. Homero Simon, o engenheiro que a colocou no ar aumenta a potência dos transmissores que ela passou a chegar aos USA e a Europa. De noite é transmitida também em espanhol,inglês,frances e alemão e até mesmo em árabe.
Todos seus redatores são voluntários. Um dos principais locutores da Legalidade é NALDO FREITAS.... mas o nome mais conhecido como radialista ligado ao movimento é o do radialista LAURO HAGEMANN....


*Em primeiro de setembro depois de ficar dois dias em Montevideo Jango viaja a Porto Alegre. Há um medo generalizado de que a FAB- FORÇA AEREA BRASILEIRA - derrube o avião do presidente. Aí Leonel Brizola aplica uma boa:

ampliou a potência da rádio da Legalidade( Guaíba, Gaúcha) e Antônio Carlos Porto e Almir Ribeiro berravam no microfones:
- Há poucos minutos o carro do presidente João Goulart entrou em território brasileiro na fronteira do Rio Grande do Sul. A informação era uma pegadinha. No anoitecer um caravelle da VARIG trazendo Jango chega no SALGADO FILHO com o presidente. Um jornalista do jornal LE FIGARO protestou junto a Brizola:
-o senhor nos enganou!!!

- Não,diz Brizola, eu enganei os recalcitrantes da FAB

*Em 1955, o redator Florianinho Soares era do CLARIM, o jornal de Leonel Brizola.

Em agosto de 1961, na Legalidade, estava nos porões do Piratini como representante do jornal Ultima Hora, ao lado de Hamilton Chaves, Carlos Contursi, Carlos Bastos, Wuilde Pacheco.

Do Remindo Sauim....

O nosso querido cronista do Correio do Povo, Juremir lembra o antigo vilão dos quadrinhos do Capitão Mervel, o Dr. Silvana. Com cabelo já fica parecido, se carecar fica igualzinho. Envio as imagens dos 2 para comprovares minha tese. Nada como uma boa bobagem para realizar a gente. Benção e perdão ao Juremir.

 

Tu tá achando a vida muito fácil, cara, acho que tu é um aposentado(o editor) estes que coçam o dia todo e ainda reclamam do governo!

Alguém, pelo amor de Deus, avisa o Serginho de Charqueadas que a eleição já terminou e como não tem mais oposição, o Serra foi para Miami e o Aécinho só quer festa no Rio, a Dilma já está reeleita e, em 2018 e 2022, vamos ter Lula novamente.


Remindo Sauim, louco de alegria


E eu fui abrir a correspondência e trocaram o cadeado. tou sem ler os jornais do alto taquari!

Gringo sacana!

Na sexta-feira, seguiram três envelopes com jornais.
Estou pensando em alugar uma Kombi paqra fazer a linha direta.

Viva Serafina!

Abraço,

mazzarino


PRATO FINO


DE S. Borja

O Prato fino, apelido do repórter Eduardo Belmonte, também levou um exemplar do Juremir no mol.....

Fotografia é história
Solitário Ulysses

Deputado Ulysses Guimarães. 1988

Como foi – Há dois caminhos para ilustrar com fotografias uma matéria. Uma deles é colher do fato uma imagem sem que se interfira nele em nenhum momento. Outro é, ao contrário, construir intencionalmente uma situação e dela captar a cena de maneira que facilite ao leitor compreensão fácil e rápida da relação do personagem com o tema. Carece da espontaneidade, mas tem a força da verossimilhança. Ulysses Guimarães acumulava a presidência da Câmara dos Deputados e da Constituinte. Era, ao lado do presidente José Sarney, o grande nome da política. Encarregado de resolver a ilustração para uma matéria que abordava a ameaça ao caráter democrático que se esperava daquela Constituição, o procurei e “desenhei” para ele a foto que eu precisava fazer. Ele pensou, pensou e disse-me, com a voz firme e camarada dos sábios: - Meu caro, o papel de um homem público vai muito além do discurso e do pensamento. Passa também pela imagem. Às sete da manhã, tal como havíamos combinado, lá estava o doutor Ulysses no meio da Esplanada dos Ministérios, em frente ao Congresso, pensativo e preocupado. Orlando Brito.

 

Vou dar meu título pra esta foto:

A SOLIDÃO DO PODER (O EDITOR)

O que estraga o dia de uma pessoa...


Sobrou um tempinho entre a academia e a hora do almoço. Em vez de aproveitar para ler a FSP pela internet, caí na asneira de pegar um jornal local em papel. O que li logo na pag. 3 me deixou indignado: o registro de que uma inexpressividade gaúcha vai receber "apoio financeiro" da Petrobras para divulgar suas composições (de graça) pela internet! Que praga esta moda dos tais incentivos culturais! Tomam o dinheiro da gente para patrocinar quem não consegue um tostão furado por conta própria!
Estragaram o meu dia.
Em tempo: O falecido avô do contemplado deixou um exemplo bem ao contrário. Com uma obra de qualidade discutível, não consta que alguma vez tivesse se valido de qualquer tipo de ajuda do governo ou de empresa pública para sobreviver ou para custear a sua produção. Só a comprava quem queria, tirando dinheiro do próprio bolso e não das burras oficiais.
Agora, toda vez que for abastecer o carro vou lembrar desta pessoa, que, até então, me era uma satisfação desconhecer.

do blog mais " azedo" que anda por aí e por isto mesmo o melhor....

Lauro Dieckmann


Coleguinhas

 

SÉRGIO É FÃ

DE UM BORREGO


NO ULTIMO JORNAL DO MERCADO, SERGIO DA COSTA FRANCO FAZ UM LONGO ELOGIO a carne de ovelha. Uma vez um colega o encontrou na rodoviária de Porto alegre esperando um " toco" de um leitor que estava lhe mandando um borrego porque ele elogiara a carne de ovelha numa cronica publicada na capital....

coleguinhas o BAIANO é de o debarba, marios em barba


BAIANO
queria doar um rim pro neto....

O PAULO RICARDO MORAES( O baiano) estará nesta próxima sexta lançando seu livro sobre João Candido em Salvador, na Bahia, onde tem uma filha que mora....
Nosbares do centro de Porto Alegre, onde anda muito. pode ser identificado pela longa cabeleira....
Seu neto nasceu com um problema num dos rins e ele chegou a aventar a possibildiade de doar um rim pro neto, mas foi desaconselhado pelo médico. Paulo, ou Baiano,- QUE É NASCIDO EM PORTO ALEGRE EM 20.02.1959. Filho de José Flávio de Moares e de Iolanda Soares já trabalhou na rádio Farroupilha, na Capital, na Zero Hora, entre outros.É funcionário da Prefeitura Municipal de Porto Alegre.


O COPY QUE NÃO MEXIA NOS TEXTOS

DOS REPÓRTERES

O copy de texto perfeito, hoje vive em Floripa há muito tempo.Mário Pereira nasceu em 21.07.1941 filho de João Batista Pereira e Geny Pereira. Já residiu na av. Alberto Bins, 628/1304.

Além de copy, foi subsecretário de redação da Zero Hora, nos anos 70, quando Armando Burd era editor geral.

Elegante no seu jeito de ser,não no vestir não é disto que falo - uma raridade em redações -Mário negava-se a mexer em textos de repórteres que saíssem assinados. O livro de memórias de João Aveline conta uma vez em que ele não mexeu num texto de Vilmo Medeiros porque seria assinado.

O QUE LI NOS JORNAIS

NA ZERO HORA DE ONTEM, 23.08, NA PAGINA 3, A NOTA QUE TANTO MAL FEZ AO FIGADO DO LAURO DIECKMANN....ELE POSTOU UMA NOTA NO SEU BLOG, SEM PORTANTO DAR OS NOMES.....

Ainda carroças no centro?


Clique na imagem para ler

 

OS CASOS MAIS INTRINCADOS ENVOLVENDO A FAMÍLIA MENEN

De Buenos Aires
Gelson Farias

Olides.
A história de escândalos envolvendo a família do ex-presidente Carlos Menen vai ser transformada em um filme. Por enquanto tudo passa por tratativas preliminares dos produtores chilenos Henrique Solano e Felipe Echeverria. Aqui em Buenos Aires, toda a semana aparecerem novos casos envolvendo os Menen. Desde bem antes de se tornar político, Carlos Menen, quando jovem, participava de provas automobilísticas e já aparecia nas manchetes dos jornais por causa de seus casos amorosos. Os anos foram passando e de governador a presidente ele foi acumulando outros casos de amores não resolvidos, de infidelidade e de promessas não cumpridas com as mulheres que namorou, casou ou simplesmente foi amante.
Por conta disso, seu filho Carlos Nair é a continuação explicita do pai. Ele é como dizem por ai... Filho de tigre nasce pintado. Vira e mexe e lá esta o nome de Carlos Nair nas manchetes por conta de acidente de trânsito ou envolvido com mulheres casadas. Mais a coisa não para por aí não. Os escândalos se multiplicam e vão muito além de nossa imaginação. Qual caso poderá estar acontecendo agora...
Carlos Nair Menem, filho do ex-presidente argentino Carlos Menem, foi hospitalizado nesta quinta-feira em Buenos Aires com ferimento à bala em uma perna, um episódio confuso, informaram fontes policiais. O filho do ex-governante, de 28 anos, foi internado no hospital de Los Arcos, no bairro de Palermo. Em declarações ao canal de televisão C5N, o motorista de um caminhão afirmou que o jovem disparou acidentalmente na própria perna após brigar com ele em plena via pública.

Ex-presidente Menen durante entrevista na saída do hospital.
"Eu dirigia meu caminhão quando surgiu subitamente na minha frente um carro mal estacionado. Buzinei (para que o motorista saísse com o carro). Nesse momento, percebi saindo de um restaurante uma pessoa sobressaltada, prepotente e alcoolizada", contou o motorista em alusão a Carlos Nair Menem ( foto).


"Começamos a discutir. Tentei acalmá-lo, mas ele seguiu insistindo em entrar no caminhão para me bater. Tirou uma pistola de seu carro, subiu na porta do caminhão e apontou a arma contra mim na altura das costelas. Quando lutávamos percebi que ele disparou na própria perna direita", relatou o motorista, que se identificou como Ariel. O homem relatou que correu para buscar ajuda ao ver o jovem caído no chão, mas quando retornou Menem não estava mais no local. "Fiquei várias horas na delegacia e não soube mais nada. Mas temi muito pela minha vida", completou.

Marta Meza
Carlos Nair é filho de Menem, que governou a Argentina de 1989 a 1999, e da ex-deputada Marta Meza, que cometeu suicídio em 2003, e foi reconhecido pelo pai depois de uma disputa de paternidade em 2006. Pouco antes das eleições. Menem ainda era presidente quando a notícia da revista Página 12, - em 1994 e 1995 - publicou duas notas sobre a sua relação com Martha Meza e um suposto filho que teve com mulheres. Incomodado com os artigos, Menem iniciou um processo que atingiu os mais altos tribunais. Em Março de 1998, Sala H da Câmara Civil revogou uma decisão de primeira instância e condenou o editor da revista. A Suprema Corte confirmou a sentença. Carlos Nair, filho de menen com Marta, nos dois últimos anos, ele foi hospitalizado por mais de uma vez por envolvimento em acidentes com veículos.



O Ministério Público argentino pediu oito anos de prisão para o ex-presidente Carlos Menem (foto), por alegado tráfico de armas durante os seus dois mandatos (1989-1999), informou fonte judicial. Neste processo, iniciado há dois anos, Menem é acusado de ter ordenado o envio clandestino de armas, no valor de 400 milhões de pesos (76 milhões de euros), entre 1991 e 1995, para a Croácia e o Equador. Além de Menem, 80 anos, atualmente senador da oposição, estão para serem julgadas no mesmo processo mais 17 pessoas, incluindo antigos ministros, militares na reserva e fabricantes de armas.



Explosão do centro judaico Amia, em julho de 1994.


A Justiça Federal da cidade autônoma de Buenos Aires confirmou nesta segunda-feira (22) o processo contra o ex-presidente Carlos Menem, por envolvimento na explosão do centro judaico Amia, que matou 85 pessoas e feriu mais de 300 em julho de 1994. A notícia vem à tona no dia em que a presidente Cristina Kirchner faz uma visita ao Peru, chamada por ela de "reparação histórica", devido às suspeitas de que o governo de Menem teria feito venda ilegal de armas ao então governo peruano do ex-presidente Alberto Fujimori. Munir Menem, irmão do ex-presidente peronista, também é citado no processo, assim como o ex-juiz Juan José Galeano e do ex-chefe da Polícia Metropolitana portenha, Jorge "Fino" Palacios, além de outros dois aliados de Menem.
O tribunal de Buenos Aires confirmou a sentença dada em outubro do ano passado por um juiz de primeira instância, que decretou o processo contra Menem e seus companheiros por "instigar os delitos de ocultamento, falsidade ideológica, violação de provas e abuso de autoridade".
Além de todas estas acusações o ex-presidente teve na semana passada outra má notícia da justiça. Tudo aconteceu por conta do recente divórcio entre ele e a ex-Miss Universo Cecilia Bolocco. Por causa de uma ação de divórcio ficou estabelecido que Menen deve depositar cada mês mais de US $ 1 milhão para custear as despesas de seu filho, Max, hoje com sete anos. O juiz Gladys Carminati, definiu esta soma igual a um quarto de sua anuidade de pensão presidencial (35.556 pesos).


Ao longo da História argentina a existência de amantes presidenciais foi farta e variada. Carlos Menem (foto e Bolocco) (1989-99) era famoso por seus affaires quando ainda era governador de La Rioja. Depois, quando presidente, intensificou ainda mais seus contatos extramatrimonio, fato que causou a ira de sua mulher, Zulema Yoma, que em vingança entrincheirou-se na residência oficial de Olivos e confiscou a faixa e o bastão presidencial. O casal – que também tinha abundantes diferenças políticas – separou-se oficialmente na seqüência. Menem já havia tido aventuras extramatrimoniais com descendência incluída em 1981, época em que Menem (que havia exercido entre 1973 e 1976 seu primeiro mandato como governador), por ordem do regime militar, que o havia detido, passou meses em prisão aberta no vilarejo de Las Lomitas, Formosa.
Foi durante este período que o presidente Carlos Menen, conheceu a jovem Marta Meza – filha de um caudilho local – que ficaria grávida. Menem, na época, estava casado. Mas, prometeu a Marta que reconheceria o menino. Os anos passaram e a promessa não se cumpria. Em 1989 Menem foi eleito. Nesta ocasião, prometeu que reconheceria seu filho quando deixasse o poder. Essa promessa tampouco foi cumprida. Nesse intervalo a mãe de Carlos Nair foi eleita deputada federal. No ano 2003, Marta Meza suicidou-se em circunstâncias misteriosas (bebendo herbicidas). Carlos Nair foi vítima de atentados e de ameaças que lhe indicavam que deixasse de insistir com seu pedido de reconhecimento.
Mais os casos de amor do ex-presidente não para por ai... Este ai é mais novo caso de amor de Carlos Menen que esta nas manchetes dos jornais e revistas de fofocas de Buenos Airtes. Alejandra Pradon e o relacionamento mais recente de Menito, como eçe é chamado. Filho de uma família rica, Menen nem se preocupa com dinheiro. Gasta muitos dolares comprando e vendendo mansões por toda a argentina. O dinheiro aliado a fama e com o título de ex-presidente da república acaba por atrair as mulheres bonitas que querem mudar a rotina. Para muitos Menen é conhecido por fazer promessas e não cumpri-las. Os próprios amigos do ex-presidente costumam dizer que...
“O que Menito diz não se escreve”.

Alejandra Pradon
Outro escândalo envolvendo a família Menen esta dando o que falar na Argentina. Ocorre que o jovem playboy Carlos Nair, foi visto várias vezes com a modelo Wanda Nara. Segundo as revistas de fofocas argentinas, as mulheres que namoraram Carlos Nair, dizem que ele tem o maior pênis do mundo. Este atributo do jovem que é conhecido por “A Anaconda argentina” é responsável pelo assédio de muitas mulheres.


Carlos Menen e Wanda Nara...


De acordo com a imprensa argentina, foi descoberto um vídeo onde aparece à jovem Wanda fazendo sexo oral em Carlos Nair. O tal filme, teria sido gravado em uma boate, em 2007, um ano antes de se casar com o atacante do Catania-ITA, com quem tem dois filhos. O vídeo foi o suficiente para que começassem a brotar na Argentina comentários sobre uma possível infidelidade. Wanda é irmã de Zaira Nara, que se separou recentemente do atacante uruguaio Diego Forlán, e respondeu sobre o vídeo polêmico apenas pelo Twitter. Ela considera os autores do vídeo “mal intencionados” e que estão “falando mil mentiras para fazer acreditar qualquer coisa”.

Wanda Nara

O fato curioso é que a modelo, recentemente, revelou ter colocado um detetive atrás de Maxi López, tamanho é o assédio das “marias-chuteiras” em torno dos jogadores na Itália. Segundo as revistas de fofocas da argentina, o jogador Maxi Lopez, não agüentava amais ver o nome de sua esposa todos os dias nas páginas de jornal e revistas.

Morte em acidente aéreo

Outro filho de ex-presidente Menen e de Zulema Yoma, Carlos Menem Junior piloto de prova automobilística morreu num acidente aéreo em 15 de marco de 1995. O jovem estava em plena ascensão profissional quando aconteceu o acidente. Com Carlitos estava no Helicóptero Silvio Oltra, colega de corrida, que também morreu. Para saber o que realmente teria ocorrido para queda da aeronave, o advogado da família fez várias petições a justiça para que as investigações prosseguissem. Até um pedido para o FBI foi feito, mas a agência de inteligência americana se negou a participar do caso. O que restou a mãe Zulema Yoma, foi pedir ao governo da Costa Rica, onde argentina é signatária de um acordo sobre abusos judiciais, ratificado pelos dois países em 1975 na cidade de San Jose.



Zulema Yoma e seu filho Carlos Menen Junior.

"Estamos fazendo uma apresentação em St. Nicholas novamente para ver se podemos de alguma forma desarquivar a causa", disse Yoma à Rádio Mitri de Buenos Aires.
A mulher, divorciada do ex-presidente Menem admitiu, porém, que é provável que o caso "prescrito, possa ao menos mostrar quem foram os criminosos de meu filho. Segundo ela este é o pedido e o direito de uma mãe. Segundo ela, quer saber como e porque eles mataram seu filho.
"Eu não estava interessado nas relações internacionais e locais, basta procurar o direito de saber como eles o mataram e, assim, encontrar a paz para o meu filho e a mim como uma mãe", disse Yoma. Amorte de seu filho fora o terceiro ataque perpetrado durante o reinado de seu marido, depois dos bombardeios da Embaixada de Israel em 1992 e os judeus argentinos Mutual Association (AMIA) em 1994.

A investigação judicial sobre a morte de Carlos Menem Junior foi arquivado em 2003 e um ano depois, a Suprema Corte rejeitou um pedido para reabrir o caso. As pesquisas iniciais indicaram que o helicóptero atingiu os fios conectados às linhas de alta tensão, mas esta versão foi contrariada pelos estudos periciais da Gendarmerie National, que provou a existência de buracos de bala na aeronave. Além disso, pelo menos 13 testemunhas-chave e especialistas morreram desde o início do processo judicial. Zulema Yoma apresentou em 2003 uma denúncia à Organização dos Estados Americanos (OEA) para ordenar a Argentina de reabrir o processo judicial.

MEMORIA DA IMPRENSA


clique na imagem para ler

O NASCIMENTO DA COOJORNAL

rEUNIDOS NA SALÃO NOBRE DA ASSOCIAÇÃORIOGRANDENSE DE IMPRENSA( ARI) no dia 23 de agosto de 1974 , portanto 37 anos atrás, um grupo de jornalistas, a maioria dissidentes da "Folhinha" como era conhecido o jornal FOLHA DA MANHÃ DA CIA JORNALISTICA CALDAS JR.- ENTRE ELES BICUDO, ( ELMAR BONES DA COSTA) O PRIMEIRO PRESIDENTE DA ENTIDADE, VIEIRINHA, entre outros fundaram o que seria,ou o que se tornaria, uma grande alternativa de trabalho para os jornalistas dos anos 70/80.
A Coojornal chegou a empregar mais de 100 jornalistas e teve um quadro de 314 associados.Produziu várias publicações
para terceiros e principalmente destacou-se pelo combativo O COOJORNAL que agora teve publicação da Libretos, de um livro e um DVD contendo 33 reportagens publicadas naquele conceituado mensário.

O COOJORNAL circulou de novembro de 1976 e dezembro de 1982.

O final da Coojornal foi trágico.

Alguns colegas marcharam com seus próprios imóveis, avalistas que foram de um empréstimo feito pela Cooperativa. Outros ficaram pagando o aluguel atrasado durante anos e alguns, como o Carlos Karnas, pagou várias notas promissórias que ele havia assinado por sugestão do Antoninho Gonzalez, uma das principais vitimas deste processo todo.

A verdade é que se a COOJORNAL fez um grande produto, também deixou um legado triste: depois dela, toda iniciativa associativa de jornalistas, pelo menos no Sul, foi vista com olhar desconfiado e bem desconfiado.

"Crítica e Afago"


http://criticaeafago.blogspot.com/

Criei este blog para desaguar textos, artigos, opiniões e recados.

Faço o convite para visitá-lo. Ele está à disposição para causas meritórias.

Carlos Karnas

O ESQUECIDO PRESTES DISCURSANDO NO PAÇO MUNICIPAL DURANTE A CAMPAPNHA DAS DIRETAS JÁ EM 1984

Foto de Espanhol

O titulo desta foto é do próprio autor dela

LUIS CARLOS PRESTES, o Cavaleiro da Esperança,autor da famosa Coluna Prestes - uma marcha de 5 mil km pelo interior do Brasil - ainda teve forças para atuar fortemente na campanha das Diretas Já....ele que vira tanta coisa....

Quando vinha a Porto Alegre, hospedava-se na zona sul, na casa do Tonico Pinheiro Machado, que fora deputado comunista em 1947.

E lá mantinha um regime espartano de vida: acordava cedo, lia todos os jornais - exigia o Jornal do Brasil - entre outros afazeres. Tomava seu café da manhã e saía para seus compromissos públicos.

Por causa de Prestes, acabei fichado no III Exército.

Fizeram uma reunião no apartamento onde eu residia na dona Laura, com Mariante( na verdade Mariante 200, apartamento 6 ) e os serviços secretos de então foram ver em nome de quem o apartamento estava alugado. Sobrou pra mim. Depois quando a ZH foi credenciar-me pra cobrir a inauguração da duplicação da travessia do Rio Guaíba, no governo Figueiredo - o presidente viria, acabou não vindo - negaram a credencial no EXército. No jornal, ninguém me disse nada....

Fiquei sabendo disto muito tempo depois. No meu lugar, foi a Imara Stalbaum...

Hoje não acho nem uma glória, nem uma desfeita o fato. Mas o Prestes me deve esta!!!!

Estamos entrando na semana dos 50 anos da Legalidade...

Aí vão duas histórinhas do Serginho Ros...

Diz ele que no Mata-borrão( era chamado assim porque parecia sim um mataborrão) localizado na Borges foi instalado o tal centro de recrutamento pra combater na Legalidade. Vinha gente de todo lado,. Numa manhã chegou uma tropa todos pilchados, a cavalo, mas apenas dois gaúchos foram se credenciar pra poder pegar um revólver.

Aí quem estava fazendo a inscrição protestou:

- e os outros não vão se alistar?

- Não disse o gaúcho, os outros são da dança do pezinho....

*Primo de Leonel Brizola, então o governador que comandou a Legalidade, Jair Calixto, governava um município no Norte do EStado, ao que parece Nonoai....

Começou a mandar telegramas pro Brizola dizendo que iria invadir Porto Alegre com suas tropas...Disse a Brizola que marcharia sobre Porto Alegre com sua turma...

Sabendo o tamanho da loucura do primo, Brizola mandou o coronel chefe da Casa Militar, Neme pra lá. Num teco-teco brabo seguiram quatro pessoas rumo a Nonoai, pilotados pelo saudoso comandante Ercilio Caleffi.

Desceram num campo de pouso brabo e quando viram o prefeito estava a postos o aguardando. Mas atrás havia uma tropa meio esfarrapada, pronta pra lugar, todos de a cavalo, como gostam de dizer...


Nme e Calixto foram prum lado do potreiro pra conversar...a sós...

E a quela tropa toda seguindo o Calixto.

Ai o coronel Neme quis saber :

- quem é esta turma
- Eles são todos da minha segurança, disse o maluco do Calixto.

Afirma o Serginho Ros que ele esteve junto no teco-teco.l Eu não acredito.

 

Memórias de coleguinhas

Nas caminhadas matinais que faço com o colega Alberto Blum, vamos rememorando coisas de redação....ele que já não cozinha na primeira fervura tem muitas. esta por exemplo....


Como editor de esportes da Folha da Tarde Alberto não gostava de demitir ninguém. Mas teve que demitir Odon Rodrigues( um cara da Brigada Militar) bom repórter esportivo, amigo do ERico Sauer, plantonista da Guaíba e além de tudo cobria o Gremio.

Aconteceu que Valter Gonçalves dos Santos fora demitido da Folha da Tarde porque Odon fora entregar o colega ao dono, Breno Caldas.E quando Alberto assumiu a editoria teve que demitir Odon, pelo que fizera com Valter. Mas Odon nem arrependimento demonstrava. Argumentava tudo a favor do que fizera e que provocara a demissão de Valter, deixando ainda mais o editor Alberto furioso. Não adiantou nem a interferência de EDmundo Soares.

Até onde sei Odon está vivo. Se ele quiser dar sua versão da história, é só mandar que publicaremos....o espaço está garantido.


*Ataídes Ferreira era chegado num Chaveco, como diz o colega Alberto Blum. Sempre que um colega viajava, lá vinha o Ataídes encomendando isto, encomendando aquilo....

*Numa viagem, Alberto Blum trouxe uma encomenda para o Eugênio Bortolon, chamado na redação da Folhinha de " Bebe chorão".

Só que a mulher do Alberto gamou, como se dizia, pelo objeto que Alberto trouxera.

- Olha, só na próxima. Minha mulher ficou com a tua encomenda, disse Alberto ao colega.


DE São Borja


JUREMIR AUTOGRAFA

E FALA DE

VOZES DA LEGALIDADE


1) a cAMARA MUNICIPAL ENCHEU PRA OUVIR O cornista do Correinho

2) Ele autografou 34 livros depois da palestra

3) Comos 100 que a prefeitura lhe comprou, fez uma boa venda na terra dos presidentes


4) Deverá voltar para a feira do livro. Prometeu

5) quando disseram que são borja fica a 600 km da capital, consolou-se:

assim quando tiver que andar 300 km vou achar perto


6)O pessoal gostou da palestra. Contou episódios da Legalidade,até trapalhadas do movimento


7) O cronista, que foi acompanhado do editor, voltou ainda na sexta a aporto alegre

8)na frente da Camara Municipal foram colocados sacos de arroz, simulando os sacos de areia do palácio piratini e um telão transmitiu fotos de Brizola e a sua voz.

9)Eduardo Belmonte, repórter da rádio Cultura esteve lá e fez suas tradicionais fotos.

10) acreditem, incrível mas é verdade: O CLEMAR DIAS, CRONISTA FAMOSO DA FOLHA DE SÃO BORJA FILOU UM LIVRO....NAO É POR NADA QUE O CHAMAM DE MEIO QUILO( QUANDO VAI A UM CHURRASCO SÓ LEVA MEIO QUILO DE CARNE)

HISTORIAS DE LA UNDEZE

Fotos do acervo do autor

Fotos do acervo do autor

Fotos do acervo do autor

A NEVADA QUE FEZ HISTÓRIA!

NO SABADO ULTIMO, DIA 20 DE AGOSTO, COMPLETARAM-SE 46 ANOS DA GRANDE NEVADA QUE ATINGIU TODA A REGIÃO NORTE DO ESTADO, SERAFINA INCLUSIVE.NA VERDADE A NEVE COMEÇOU A CAIR LÁ PELAS10 HORAS DA NOITE DE QUINTA, DIA 19 E NEVOU A NOITE TODA ATÉ O AMANHECER DO DIA 20.

eRA UMDIA DE SEMANA, MAIS PRECISAMENTE UMA QUINTA E FAZIA MUITO FRIO PRA QUE ALGUÉM LÁ DA MINHA CAPELA, OU LINHA SE AVENTURASSE A IR A FILÓ, COMO OS COLONOS COSTUMAVAM FAZER NESTE DIA DA SEMANA....NO VIZINHO DO LADO DEBAIXO,E M DIREÇÃO A SÃO PEDRO, A FAMILIA DE PIERIN DE COSTA, ESTAVA COM AS PORCAS POR DAR CRIA E UM DOS FILHOS, CUJO NOME NÃO LEMBRO AGORA, FICOU DE PLANTÃO PARA QUE OS PORQUINHOS NÃO FOSSEM PISOTEADOS. FOI ESTE COLONO QUE ACABOU VENDO POR PRIMEIRO A GRANDE NEVE CAINDO DE NOITE.

COMO NA REGIÃO NINGUÉM ESTAVA ACOSTUMADO COM NEVE, TUDO FOI MUITO ESTRANHO....DORMIMOS A NOITE TODA MAS QUANDO ERA MADRUGADA EU NOTEI QUE NO PÉ DE NOZES QUE HAVIA AO LADO DA CASA, HAVIA UMAS COISAS BRANCAS PENDURAS QUE NÓS ACHÁVAMOS QUE RUGE( NA VERDADE, PENSÁVAMOS TRATAR-SE DE LAGARTAS...PENDURAS AOS MONTES NOS GALHOS) NÃO ERA NÃO,VERÍAMOS DEPOIS QUANDO AMANHECEU....

MINHA PRIMEIRA PREOCUPAÇÃO FOI COM MEUS COELHOS QUE EU CRIAVA NUM PEQUENO CAIXÃO QUE FIZ DENTRO DO CHIQUEIRO. FIQUEI COM MEDO QUE MORRESSEM DE FRIO...

QUANDO MEU PAI ACORDOU, OLHOU PARA FORA E VIU AQUELA BRANCURA, MAS NÃO LHE CAIU A FICHA, NÃO...
ELE ACHOU QUE ERA O RESPLENDOR DA LUA CHEIA QUE HAVIA....

QUANDO FUI ESCREVER MEU LIVRO COSI LA ZE STATA RECOLHI MUITAS VERDADES E MUITAS LENDAS DAQUELA NEVADA.

MAS ELA NÃO ATINGIU SÓ SERAFINA, ATINGIU TODA A REGIÃO....

DEMOROU DOIS DIAS PARA QUE A NEVE DERRETESSE TODA PORQUE ATINGIRA EM ALGUNS CASOS QUASE UM METRO DE ALTURA. É VERDADE QUE ELA FOI PRECEDIDA DE UMA GRANDE ENCHENTE, AQUELA QUE ACABOU DERRUBANDO A PONTE DO PASSO DO SOCRRO,ISOLANDO O RIO GRANDE DO SUL DO RESTO DO BRASIL....

SEMPRE QUE AGOSTO CHEGA COM ELE, A LEMBRANÇA DESTA GRANDE NEVADA QUE VIVI....

E ME TOCOU FAZER UMA REDAÇÃO QUE A FREIRA GOSTOU MUITO E COLOCOU NA ENTRADA DA SALA DE AULA...AFREIRA SÓ NÃO GOSTOU DO FINAL, QUANDO EU PEDIA A DEU PRA NÃO MAIS MANDAR NEVE...É QUE EU VIRA OS COLONOS ASSUSTADOS COM A CHANCE DOS TELHADOS DESABAREM.....

CONTAM MUITAS LENDAS DA NEVADA. UMA DE QUE PROCURARAM MUITO UM CAVALO E NO MEIO DO POTREIRO O COLONO SUBIU NUM PEQUENO MONTE, QUE ELE PERCEBEU PRA OLHAR ONDE ESTAVA O BICHO. erA O PRÓPRIO, CONGELADO E JÁ MORTO....

ENFIM, ALGUMAS SÃO CERTAMENTE LENDAS, OUTRAS VERDADES DA GRANDE NEVADA....

DE AGOSTO E QUE COMPLETOU NESTES DIAS 46 ANOS....

Cena Carioca

Em Copacabana, grupo de aposentados joga cartas na praia enquanto outra galera se diverte em uma partida de vôlei. Manhã de sábado, Rio de Janeiro.

Como foi – Com os amigos fotógrafos Antônio Milena, que mora em São Paulo, e Evandro Teixeira, residente da Gávea, eu estava caminhando pelo calçadão que vai do Leblon e Ipanema a Copa. Parei por um instante para fazer essa foto aí. Milena, irônico como ninguém, sorriu e comentou que eu estava retratando a principal atividade dos cariocas, a boa vida à beira-mar. Evandro, defensor ferrenho do Rio, na hora corrigiu. Disse haver uma pesquisa que aponta os cariocas com carga de trabalho semanal superior aos paulistas, 41,1 contra 40,7. Não sei quem tem razão, mas uma coisa e certa: mineiro de nascimento e morador de Brasília, eu adoraria cruzar por esse cenário diariamente. Orlando Brito.


DE SÃO BORJA


OLHA AÍ A RONHA DA GRANA DA PREFEITURA!
AGORA É O DONO DO JORNAL O REGIONAL QUE QUER ESCLARECIMENTOS. e O CARA AINDA FALA EM TRIBUNAL DE CONTAS...ISTO É COMO FALAR DE CORDA EM CASA DE ENFORCADO.( O EDITOR)

Bom dia Lucas
Ficamos surpresos com o valor que a Prefeitura investe na imprensa local. Achamos que é coisa para Tribunal de Contas verificar. Nós, do Jornal O Regiona, até pelos espaços ocupados com anúncios da Administração, seria impossível recebermos tal quantia. Posso afirmar também que a Rábio Butuí não recebe valor algum. Então, é preciso verificar isto para dar a informação completa.
Mas estamos à disposição para ajudar a esclarecer isso daí.
Grande abraço
Newton Falcão

Esta semana começam as homenagens pelos 50 anos da LEGALIDADE...

NA SEXTA EM SÃOBORJA, FIZERAM ATÉ BARRICADAS DE ARROZ NA FRENTE DA CAMARA MUNICIPAL,LEMBRANDO OS EPISÓDIOS DE 50 ANOS ATRÁS.

SE PREPAREM PORQUE VAI SER UMA OVERDOSE DE MATERIAS. SÓ A ZH ONTEM TINHA 4 PAGINAS E A VEJA TAMBÉM VEIO COM A RENUNCIO DO JANIO QUE FOI DIA 25 DE AGOSTO DE 1961, PORTANTO 50 ANOS ATRÁS. O LOCO TOMOU UMA BORRACHEIRA E RENUNCIOU. SÓ QUE QUANDO ACORDOU DO TRAGO, VIU QUE A COISA ERA SÉRIA...É O QUE FALAM, MAS ISTO DEVE SER LENDA...O JANIO DE LOUCO NÃO TINHA NADA....

do blogo do Lauro Dieckamnn

O 'Diarinho', como o povo já o está chamando carinhosamente, deu um show de capa neste sábado. Como os poderosos só dão atenção à ZH, o DG fica livre para fazer algo mais próximo de um jornalismo verdadeiro, mais dinâmico e mais ao encontro dos interesses dos leitores. Simples e direto, livre das pretensoes literárias da garotada da ZH, que não tem estofo para tanto, o DG caiu no gosto popular.


Não é pra me gabar mas pensei mais ou menos o mesmo quando vi o DG - na verdade deveriam chamar Diário Popular - na banca da Praça da Alfandega na manhã deste ultimo e friorento sábado....

E me lembrei da ZH quando diziam que esprimia e saía sangue.....

Esta matéria da ZH de sábado é de amargar! Montaram o texto 'entrevistando' dois repórteres da Gaúcha e um comentarista da RBSTV. A que ponto chegaram! Era uma coisa banal: fazer uma resenha apresentando a preparação do Grêmio para o jogo de domingo. Mas, na ânsia de enfeitar a jogada, não bastou simplesmente o repórter relatar o que viu durante a semana. Não! Teve de 'ouvir' os coleguinhas. Uma estupidez que merece registro para a posteridade, pois, se a gente conta, ninguém acredita.
doblog do Lauro Dieckmann!!!!!

Eu que estou colando esta ma´teria no domingo, acho que de amargar é o Paulo Odone e sua catrefa....

ESTE É O LIVRO DO OLIDES

Renovação versus corrupção


Carlos Chagas


Uma indagação começa a ser feita nas cúpulas dos partidos da base parlamentar do governo: que reflexos terá a presente luta contra a corrupção nas eleições municipais do ano que vem e nas eleições gerais de 2014? Presumindo-se, é claro, que a campanha não se interrompa e que a presidente Dilma não reflua.
De início, desponta uma possibilidade promissora, de que haverá mais renovação. Primeiro na escolha dos prefeitos e vereadores, depois do Congresso e das Assembléias. Os políticos tradicionais sofrerão a concorrência de gente desvinculada das práticas hoje comuns no trato da coisa pública. Haverá injustiça e precipitação por parte do eleitorado, já que nem todos os atuais detentores de mandato devem ser nivelados aos vigaristas. Na crista da onda moralizante, porém, uns e outros poderão ser confundidos. É possível que os índices de renovação cresçam bastante.
O teste da disputa pelas prefeituras, em especial das capitais, deverá ser decisivo, capaz de prejudicar lideranças tradicionais. Quem se apresentar em nome da mudança de costumes levará vantagem. Os partidos sabem disso e já estarão tratando de buscar alternativas.
É cedo para maiores projeções, ninguém garante que a luta contra a corrupção se estenderá até 2012 e 2014, mas não será por falta de corruptos nem de corruptores…
MAIS UM?
Grave mesmo foi a denúncia contra o ministro das Cidades, Mário Negromonte, feita pela revista Veja. Conforme a publicação, deputados da bancada do PP estariam sendo convidados a apoiar o grupo do ministro, numa disputa interna, mediante um novo mensalão de 30 mil reais. Os convites seriam feitos numa sala ao lado do gabinete ministerial, por outros deputados do partido.
Só um desmentido não basta para encerrar a questão. Cabe ao presidente do PP, senador Francisco Dornelles, abrir inquérito no âmbito partidário, ouvindo os 41 deputados. Se verdadeira a informação, não será difícil investigar de onde vem os recursos para mais essa lambança. Dinheiro público ou, mais provavelmente, dinheiro privado, de empresas contratadas pelo ministério? Silenciar é que não dá.

Colunista do Correio do Povo lança livro durante a Semana da Legalidade




Na noite de 19 de agosto a Câmara Municipal de Vereadores de São Borja realizou a abertura oficial da Semana da Legalidade, através de uma sessão solene. A semana está sendo promovida pelo Legislativo Municipal em comemoração aos 50 anos da Campanha da Legalidade. O evento se estende até o dia 25 de agosto com programações diárias.
Durante a abertura das atividades houve a inauguração do hall de acesso ao plenário do Legislativo que agorá passará a chamar-se “Espaço Legalidade 50 anos – Um levante pela democracia”. Na mesma noite aconteceu o lançamento municipal do livro “Vozes da Legalidade”, seguido de palestra do autor, o jornalista e escritor Juremir Machado da Silva, que é colunista do jornal Correio do Povo.
Também foi realizada pela Câmara uma homenagem ao escritor com um espaço para exibição de suas crônicas publicadas no jornal, sobre a temática do cinquentenário do movimento. Durante a solenidade, Juremir falou sobre sua obra para dezenas de pessoas que compareceram ao evento, e logo após o final da cerimônia participou de uma sessão de autógrafos.
O Presidente do Legislativo de São Borja, Celso Lopes enfatizou a importância de relembrar esse momento da história política do país e ressaltou que “a Campanha da Legalidade garantiu a posse de Jango. Mas, mais do que isso, ela mostrou a força de um estado”. Lopes seguiu afirmando que “é um enorme prazer ter recebido o jornalista Juremir Machado da Silva, que é lido por milhares de pessoas todos os dias no nosso estado e que certamente engrandeceu o nosso evento com seu conhecimento sobre a Legalidade.”

MOVIMENTO DE JUSTIÇA E DIREITOS HUMANOS/Brasil
CONVIDA


clique na imagem para ampliar

DE São Borja


CLEMAR DIAS

LEVA LIVRO DE GRAÇA


DO JUREMIR


Pois o chamado "Meio Quilo" - uma alusão a seu pão durismo - o poeta Clemar Dias usou de toda sua manha e levou um exemplar do livro do Juremir no mol na sexta passada....

LEGALIDADE X IMPRENSA


cOMO ESTAMOS NA SEMANA DA LEGALIDADE,

AÍ VÃO ALGUNS TÓPICOS INTERESSANTES.


A CADEIA DA LEGALIDADE - no inicio apenas com a requisição da rádio Guaíba, um dia depois foram adicionadas as rádios Farrroupilha e Gaúcha - foi criada num sábado( dia 25 era uma sexta ) dia 26 de agosto e foi noticiada apenas pelo jornal DO DIA, que era dos padres. O jornal atrasou sua edição enquanto o Correio do Povo circulava cedo sem a informação conta a repórter Núbia Silveira na edição do Clarim, dos 25 da Legalidade,portanto 25 anos atrás.

*Porque que a rádio Guaíba acabou requisitada


Flávio Alcaraz Gomes contou a repórter Núbia Silveira que o diretor da rádio Gaúcha, Maurício Sobrinho foi chamado ao Palácio Piratini pelo governador Brizola que o abraçou e disse:
- Maurício, temos que botar a rádio no ar.

- É impossível, gov ernador.
Retiraram o " cristal" dos transmissores e sem cristal a rádio não opera.

- Mas não há outra maneira? quis saber Brizola...

Maurício, pensativo,num lampejo teve a idéia:
- Há,sim governador. Porque não requisita a Guaíba-

- Excelente idéia, indio velho, respondeu Brizola.

E virando-se para o Dr. Francisco Brochado da Rocha,secretário do Interior e Justiça
- Prepare o decreto doutor Chico.

Horas depois com os microfones nos porões do Palácio a Guaíba começa a ser ouvida.


Flávio Gomes contou ainda a Núbia Silveira que que o decreto requisitando a Guaíba foi entregue a Breno Caldas pelo chefe de Polícia Joaquim Vilanova.

O quarteirão onde se localiza a Guaíba ficou coalhado de policiais com metralhadoras.

- O Breno( Caldas) entregou a rádio com a condição de que ela não fosse operada lá. Neste momento ficou decidido que um estÍ dio seria instlado nos porões do Piratini... . O engenheiro Homero Simon, da Guaíba, se encarregou desta operação.

 

FALTA CAPACIDADE OU CORAGEM AOS ÁRBITROS?


Por Luiz Oscar Matzenbacher


Um erro grave de arbitragem aqui, outro acolá, outro ali, assim o Internacional vai sendo alijado da disputa do título do Brasileirão 2011. O Departamento de Árbitros e a CBF querem a transformação do Campeonato Brasileiro em Torneio Rio-São Paulo?
O zagueiro do Flamengo tirou a bola com a mão aos 48' do 2º tempo. Era vôlei? Menos dois pontos para o Inter na conta dos árbitros.
Mas o futebol com arte de Damião, Andrezinho e D'Alessandro vai mostrando a diferença. E agora, com o Oscar de volta, os árbitros vão ter que errar muito mais para tirar o Inter da Libertadores/2011.

 

DE SERAFINA

O ESCLARECIMENTO DA PREFEITURA

SOBRE OS PROBLEMAS COM O LIXO

 

NOTA DE ESCLARECIMENTO


A PREFEITURA MUNICIPAL DE SERAFINA CORRÊA COMUNICA QUE O RECOLHIMENTO DO LIXO ESTÁ SENDO REALIZADO ATRAVÉS DE CONTRATO EMERGENCIAL COM UMA EMPRESA TERCEIRIZADA.

O SERVIÇO, ENTRETANTO, NÃO ESTÁ SENDO FEITO DE ACORDO, SENDO QUE A PREFEITURA MUNICIPAL DE SERAFINA CORRÊA ESTÁ TOMANDO AS PROVIDÊNCIAS EM RELAÇÃO ÀS RESPONSABILIDADES DA REFERIDA EMPRESA.

PEDIMOS A COMPREENSÃO DOS MORADORES, NO SENTIDO DE TEREM PACIÊNCIA ATÉ O PROBLEMA SER SOLUCIONADO PARA O BEM-ESTAR DE TODOS!

ADEMIR ANTÔNIO PRESOTTO
PREFEITO MUNICIPAL

 

niver

dona Maria Thereza completa hoje,23 de agosto, 73 anos. nesta entrevista ela fala umpouco de sua vida


Maria Thereza Fontella Goulart: Memórias do exílio


Ela guarda mais lembranças do que a fama de primeira-dama mais bonita do Brasil. Maria Thereza Goulart relembra a vida fora do país, mas também os dias de glamour antes do Golpe de 1964
Flávia Ribeiro | 01/03/2008 00h00
Foram alguns meses de tentativas por intermédio, primeiro, da filha, Denize, 50 anos; depois, do filho, João Vicente, 51 anos, até que fosse marcada a entrevista com Maria Thereza Fontella Goulart, 70 anos, viúva do ex-presidente João Goulart. Segundo o filho, Maria Thereza não gosta de dar entrevistas. Mas foi com extrema simpatia que a primeira-dama mais bonita que o Brasil já teve recebeu a equipe de História, no apartamento de Denize, na zona sul do Rio de Janeiro. Ao lado dos dois herdeiros e das netas Isabela e Bárbara, ela relembrou seu passado e deu vivas ao presente. “Hoje vivo para os meus oito netos”, diz.
Cercada de porta-retratos, a matriarca chamou a atenção para a foto do ex-presidente segurando o neto mais velho, Christopher, no colo, apenas dois meses antes de morrer, em 6 de dezembro de 1976. “Ele mostrava esse retrato para todo mundo, estava muito feliz por ser avô”, contou ela, sentada ao lado da famosa fotografia em que está junto do marido no comício da Central do Brasil, no Rio, em 13 de março de 1964, poucos dias antes do golpe que depôs Jango e instaurou a ditadura militar no Brasil.
Nessa entrevista, Maria Thereza rememora o início do namoro com Jango, ainda na adolescência, quando tinha apenas 14 anos. Revela que ele morria de ciúme dos namorados da filha, fala da solidão do marido no exílio e comenta as vezes que ela própria foi presa no exterior e no Brasil. Durante o encontro, ela não quis falar a respeito das circunstâncias da morte do ex-presidente, porque o assunto a deprime. Só admitiu a dúvida sobre a causa mortis do marido em outra ocasião, por telefone. Foi nesta segunda longa conversa com a repórter que ela fez as confissões que estão na reportagem de capa.
História – O que a senhora mais lembra do comício da Central do Brasil?
Maria Thereza – Participei de outros comícios, na campanha de 1962, mas aquele foi o comício das reformas de base, um marco daquele momento da política nacional. Até me assustou de tão grande, tão intenso. Eu sabia que era um momento difícil, havia avisos de atentados. O médico dele tinha proibido aquele comício, Jango tinha problemas no coração. Os militares já haviam tentado negociar o fechamento do Congresso e a prisão de líderes sindicais e políticos em troca de se manter no poder. Mas meu marido era um democrata, nada o faria se afastar de seus princípios. “Presidência é destino”, ele dizia. Preferiu cair, mas cair de pé. Esse dia, o do comício, eu vou levar comigo para sempre. Foi ali que aprofundei minha admiração pelo caráter do meu marido, que entendi que o Brasil o merecia. Foi ali que ele se tornou um mártir da democracia no nosso país.

Como foi aquele 31 de março de 1964?
Foi um dia difícil. Não somente para nós, mas para todo o povo brasileiro. Meus filhos não sentiram de perto, eram pequenos. Somente mais tarde entenderam a situação difícil, principalmente para seu pai. Cresceram no exílio, em outras terras, longe dos amigos e de sua pátria.
De que forma o exílio os abalou?
Para Jango, que dedicou a vida a uma causa, o desterro foi a solidão. Ele teve que conviver com isso até a morte. Até hoje não consigo passar perto daquela ponte em Uruguaiana [na fronteira do Brasil com a Argentina]. Lembrar-me de meu marido passando ali dentro do caixão me traz à memória velhas imagens difíceis de recordar. Para mim o exílio foi mais ameno. Eu tinha que me dedicar aos meninos. Não senti tanto. Meus parentes iam me visitar, as irmãs de Jango também. Amigos, só os políticos exilados lá, Darcy Ribeiro, Waldyr Pires... Formamos uma tribo de exilados. E fomos bem acolhidos pelo povo uruguaio, que tinha orgulho de ter dentro de seu país o presidente do Brasil. O Uruguai se tornou nossa segunda pátria.
Como era a vida no exílio?
Jango dizia uma frase que a gente lembra sempre: “O exílio é uma invenção do demônio”. No começo, a tranqüilidade democrática do Uruguai nos protegeu e nos sentimos em paz. Mas os golpes sucederam-se em outros países latino-americanos, inclusive no Uruguai. A perseguição tornou-se então implacável.

Por que a senhora foi presa?
Fui presa em tudo quanto é lugar, Uruguai, Argentina, Brasil... Na primeira vez fiquei detida três dias no Uruguai. Lá existia a Lei da Veda, que proibia durante 15 dias de cada mês o comércio e o consumo de carne, para sobrar mais para a exportação. Meu marido tinha um frigorífico em Maldonado. Uma vez fui da fazenda para Montevidéu com 6 quilos de carne no carro, colocadas por um empregado. Passava de meia-noite e policiais me mandaram parar: “O que tem aí?”, perguntaram, armados. “Nada”, eu disse. Mas viram a carne. Fiquei num posto da polícia em La Floresta. Já era época da ditadura. Da outra vez, no Uruguai, fui levar uma amiga da minha filha, Denize, em casa, e me pararam. Tinha esquecido os documentos em casa, aí me levaram para a delegacia. Foi rápido, um dia só. Na Argentina, um amigo foi preso e estava dirigindo um carro no meu nome. Fui chamada e passei algumas horas detida. No Brasil foi pior. Foi por ser mulher dele. Em 1970, época mais complicada da ditadura, meu pai estava muito doente. Vim visitá-lo. Viram meu nome no passaporte e me prenderam. Passei por muitos interrogatórios, “tira a roupa, bota a roupa, tira a roupa, bota a roupa”. Fiquei três dias incomunicável.

Mas a senhora foi torturada?
Não tocaram em mim. Tortura, só mental. Mas foi muito cruel. Muito.

Vocês achavam que voltariam logo para o Brasil?
Certa vez Jango me disse: “Teca (era assim que ele me chamava desde que me conheceu), às vezes acho que tu vais voltar para o Brasil viúva e avó”. Foi o que aconteceu!

Como era o Jango marido e pai?
Ele era supercarinhoso com os filhos. Um amigo na época até comentou: “Já reparou como toda vez que o Jango está com os meninos abre sempre um sorriso enorme?” Ele era grudado com o João Vicente. E com Denize, depois que ela ficou mais velha, ele era muito ciumento. Não conheceu um namorado dela, não admitia! Ele não era nada romântico. Até mandava flores, dava presentes, me elogiava... Mas tinha aquela coisa do gaúcho de determinar como as coisas deveriam ser. Era muito conservador.

Quando a senhora voltou para o Brasil?
Dia 6 de dezembro de 1976, para enterrar meu marido. De vez, só em 1980.
É verdade que a senhora teve que lutar para receber pensão?
Sim, foram 12 longos anos. Entrei na Justiça junto com dona Sarah [Kubitschek] e com Yolanda [Costa e Silva]. Há seis anos consegui começar a receber.
Durante o exílio, seus bens foram confiscados? Seus objetos foram recuperados?
Os bens patrimoniais do meu marido foram confiscados por meses, até terminarem os inquéritos instaurados pelos militares. Tiveram que lhe devolver tudo. Jango nunca teve empresas ou ações em seu nome ou no de terceiros. Como ele disse numa entrevista, “podem investigar à vontade, pois meu patrimônio é límpido como o céu do Rio Grande”. Sua declaração de renda sempre foi na pessoa física. O mais hilário nos processos de malversação de fundos contra ele, que ainda respondia quando morreu, é uma parte sobre mandar pintar nosso apartamento com em torno de 30 litros de tintas Novocap. Isso é que é corrupção, né? Não tinham nada para falar dele.Agora, os meus pertences sumiram todos: carro, jóias, roupas... Viajei com meus filhos para o exílio com pouco mais que a roupa do corpo. Perdi tudo, nunca mais tive notícia de nada.
A senhora gosta de ser lembrada como a primeira-dama mais bonita do Brasil?
Quando a gente é jovem, tudo é bonito. O governo era formado por homens muito jovens, era cheio de glamour. Jango era um homem lindíssimo! Waldyr Pires, Darcy Ribeiro, Celso Furtado, todos eram bonitos. Era um governo de gente jovem.

Mas e a senhora, dona Maria Thereza?
Olha, eu era muito jovem... É claro que me sentia lisonjeada com os elogios. Imitavam meu penteado, aquele coque, então... Como eu já disse antes, o Brasil vivia um momento de mudanças na moda, cinema, música... Eu procurava estar à altura de meu marido, que tentava mudar o país.
Jango completaria 89 anos dia 1º de março. Como a senhora imagina que ele avaliaria o Brasil?
Com tristeza, sem dúvida. O Brasil que ele sonhava era justo e solidário. Talvez seja possível, mas ainda está longe de ter oportunidades para todos, de maneira igual, como ele imaginava.

Na época do golpe, Jango chegou a ser informado da presença da CIA no Brasil?
Esse é o meu grande desafio, dos meus filhos e dos meus netos, para contar e recontar essa triste passagem de nossa história, para restaurar a verdade dos fatos. A grande atitude de Jango foi não ter resistido ao golpe. Ele não quis derramar sangue dos irmãos brasileiros para se manter no poder. Ele sabia que existia uma frota americana em águas brasileiras, equipada com armas, mísseis e marines. Certamente não era para proteger meia dúzia de cidadãos americanos na embaixada. A esquerda radical o chamava de titubeante e a direita, de despreparado. Ele foi, isso sim, um mártir da democracia. Teve peito e consciência para trazer para si o ato de não resistir. Foi o único presidente a morrer no exílio sem trair suas convicções democráticas. Sou orgulhosa dele!
A senhora começou a namorar Jango aos 14 anos. Ele já era ministro do Trabalho. Como foi isso?
Isso dá um filme. Eu morava do lado dele, em São Borja, mas só o conhecia de ouvir falar e ver de longe. Ele já era um político importante, uma personalidade. Minhas amigas comentavam, “oh, como ele é lindo!” Foi quando, a pedido de um amigo comum das famílias, fui à casa amarela, onde os Goulart moravam, entregar uma carta para ele. Ele perguntou: “Como é que eu nunca tinha visto uma moça tão bonita tão perto da minha casa?” Foi aí que o conheci, mas só começamos a namorar depois, em Porto Alegre, onde eu estudava. Minha tia era casada com um irmão do doutor Getúlio [Vargas], o Spartaco. Eu era interna no colégio e só tinha autorização para ir à casa dela. Quando ela se mudou para o Rio, passei a ter autorização para ir à casa de um outro político, que o Jango também freqüentava. Os encontros aumentaram e surgiu o namoro. Quando ele ia ao meu colégio, minhas amigas ficavam de longe: “Aí vem o homem, aí vem o homem!” Ele ficou sendo “O Homem”. Nós tínhamos uma parede onde colamos fotos de Gregory Peck, Elvis Presley... Aí elas colaram a dele! Dancei a valsa com ele na minha festa de 15 anos, no Rio de Janeiro. Já namorávamos. Na primeira e memorável campanha a vice-presidente da República, nos casamos. Eu já tinha 17 anos. Naquela época se votava separadamente para presidente e para vice.

Quando a senhora soube que seu marido assumiria o país, tinha noção do que era ser primeira-dama e das obrigações do presidente?
Jango sempre dizia que a presidência da República não era vontade, e sim destino. É bom que eu repita isso, porque naquele momento ele exercia pela segunda vez – relembro às novas gerações, pela segunda vez eleito com toda a legitimidade constitucional – sua tarefa de vice, havendo inclusive derrotado o senador Milton Campos, que era o candidato da chapa do Jânio. Era presidente do PTB, que elegera a maior bancada do Congresso Nacional. Naquele momento, mesmo jovem, me preparei para estar sob os holofotes, que viriam a ficar ainda mais fortes sobre a mulher de um presidente jovem e nacionalista. Jango representava o pedido das classes populares de transformação, mudança, esperança de um país jovem que desejava sua emancipação. Isso era uma coisa muito importante na personalidade dele, e eu gostava muito disso. Ele era uma pessoa profundamente preocupada com a área social, com coisas das quais se fala até hoje. Isso me encantava.

Saiba mais
Livro
O Governo João Goulart – As Lutas Sociais no Brasil (1961-1964), Luiz Alberto Moniz Bandeira, Revan/ UnB, 2001
Baseado em farta documentação e em entrevistas, o autor analisa a presidência de João Goulart e sua deposição.


DE São Borja


No dia 26, sexta que vem, o deputado Cassiá Carpes, do PTB, estará em sua terra natal. Provavelmente a sucessão em costura.....


*Dia 25/08, dentro da semana da Legalidade, o governador Tarso Genro estará em S. Borja, inaugurando um busto do Leonel Brizola.

de são borja


as fotos são da assessoria do PDT de S. Borja.


50 ANOS DEPOIS,

NOVAMENTE AS BARRICADAS, DESTA VEZ NÃO DE AREIA, MAS DE ARROZ


PRA QUE TUDO sugerisse, ou lembrasse a Legalidade, a Câmara de São Borja se esmerou no dia 19, quando Juremir Machado foi palestrar. Botaram até uns sacos de arroz na frente do prédio, pra lembrar os sacos de areia que haviam sido colocados 50 anos atrás em frente ao Palácio Piratini.


por estar enterrado em S. Borja, Brizola está sendo lembrado nesta data em que se comemora 50 anos do movimento que deu posse a Jango Goulart na presidência.

 

A BARRICADA AUTENTICA....

Há 50 anos, os brigadianos guardavam o Palácio Piratini, que sofria ameaças de bombardeio!

 

O QUE LI NOS JORNAIS

"Zero" ignora seu ex-repórter!!!

A "ZERO" NÃO DEU NADA, MAS O CORREINHO DEU ONTEM NA SUA SEÇÃO DO INTERIOR UMA BOA MATERINHA SOBRE A COMEMORAÇÃO DA LEGALIDADE EM SÃO BORJA QUE COMEÇARAM NA SEXTA, DIA 19, COM A SESSÃO DE AUTÓGRAFOS DO COLUNISTA JUREMIR MACHADO, DO LIVRO VOZES DA LEGALIDADE.SÃO BORJA ESTÁ COMEMORANDO DESTA FORMA OS CINQUENTA ANOS - NA QUINTA, DIA 25 ESTARÃO LÁ O GOVERNADOR, O PRESIDENTE DO LEGISLATIVO ESTADUAL INAUGURANDO UM BUSTO DO EX=GOVERNADOR BRIZOLA, QUE É O SIMBOLO DA LEGALIDADE, QUEIRA-SE, GOSTE-SE DELE, OU NÃO...

MAs por trás de toda esta comemoração, está um BRIZOLISTA EMPEDERNIDO, O ATUAL PRESIDENTE DO LEGISLATIVO SÃOBORJENSE, O VEREADOR CELSO LOPES, PEDETISTA E BRIZOLISTA DE QUATRO COSTADOS...

ELE DEU CARTA BRANCA A SEUS ASSESSORES PARA FAZER UM GRANDE EVENTO E ESTÃO FAZENDO MESMO. TENTARAM TRAZER ATÉ O DEPUTADO CRISTOVÃO BUARQUE, ESTRELA LUZENTE DO PDT NACIONAL, MAS O PARLAMENTAR ALEGOU QUE NÃO TINHA AGENDA...

A IDA DO GOVERNADOR A SÃO BORJA PRA INAUGURAÇÃO DO BUSTO É UM GESTO NO MÍNIMO DE SENSIBILIDADE POLÍTICA. LOGO A TERRA QUE TEM A FAMA DE SER O MUNICIPIO MAIS POLITIZADO DO ESTADO, E QUE SE ORGULHA DE TER JÁ DADO DOIS PRESIDENTES BRASILEIROS ,IRÁ INAUGURAR JUSTAMENTE NO DIA QUE INICIOU HÁ 50 ANOS A LEGALIDADE, UM BUSTO DO PRINCIPAL PROTAGONISTA DO EVENTO.

 

ROUBADA NA POUSADA


A COLEGUINA REGINA LEMOS - que agita todas - foi fazer um FANTUR EM FLORIPA E ADJAC~ENCIAS. NO HOTEL ,OU POUSADA VIDA SOL E MAR FOI ROUBADA EM 300 REAIS QUE ESQUECEU....


É UMA VIDA SOL E MAR MESMO!!!!

COMO DIZ O MENDELSKI, É UM BANANÃO!

TITULO

SERÁ QUE DEPOIS DO TITULO DE CIDADÃO PORTOALEGRENSE QUE A CAMARA ENTREGA HOJE, DIA 23/08 POR NOSSO PRESIDENTE DA ARI ELE SE TOCA E DEIXA OS OUTROS MANDAREM UM POUCO LÁ? OU SERÁ OUTRO ANDRÉ QUE FICOU 30 E PICOS ANOS NA ENTIDADE AO PONTO QUE ERA CONFUNDIDO COM A PRÓPRIA. E DEPOIS É SÓ O KADAFI QUE NÃO QUER LARGAR A RAPADURA...

de São Borja!


SACOS DE ARROZ

NA VERDADE DE CASCA DEARROZ

Foram 50 sacos de casca de arroz colocados defronte ao prédio da Camara Municipal pra simular uma réplica do que fo a Legalidade 50 anos atrás...

A casca de arroz tem uma história, como tudo: tinha quem queria que a Câmara comprasse do Celso Rigo, o famoso PRATO FINO, tinha gente que queria que pedissem pro quartel ( mas aí um assessor do Celso Lopes achou deboche demais...principalmente porque o movimento da época era briga de Brizola com os militares) e a dona Jane, que está ajudando na elaboração das festividades achou a solução: casca de arroz da COTRISAL....


O CRISTO REI

Vitorio Macari, Deolindo Guisolfi, Genovino Migliavacca, Leo Assoni, Roberto Brusamarelo, Secondo Bordinhon, Fioravante Magon, João Magon,José Gonzato, Denir Fleck, Facco, Angelo Facchi, Arlindo Guisolfi.

Esta turma aí é do início da construção do Cristo Rei. A pesquisa é de José Gonzatto.


fOI EM 1957 que construíram o CRISTO, como é chamado em Serafina, o monumento ao Cristo Redentor. Inaugurado em janeiro do ano seguinte, ele consumiu muito trabalho dos colonos que "davam" uma sexta-feira por mês para o trabalho voluntário."As pessoas vinham do interior em jipes pra trabalhar" conta um destes remanescentes do monumento.

O terreno foi doado por Genovino Migliavacca, um dos homens fortes do Pe. Chico( Francisco Lollato) que era o vigário quando a obra foi feita.

Genonivo´- el que vende scoe( o que vendia vassouras)era o que se chamava em Serafina um " basabanqui"( beija banco) na tradução livre, o que quer dizer, um dos ajudantes mais próximos do pároco local.

Acabou se suicidando depois de um período de depressão depois que foi envolvido na falência da Cooperativa Vitivinicola Guaporense, que ficava no bairro Gramadinho.

Coleguinhas


Rodimar Oliveira está com o deputado Noé, do PSB, que entrou na vaga de Beto Albuquerque.

RELATORA DA ONU

A relatora da ONU Raquel Rolnik,que criticou a preparação de moradias em Porto Alegre, numa entrevista que deu à revista aU Arquitetura e Urbanismo, da Editora Pini, ante a pergunta:
o seu trabalho sempre esteve muito ligado ao PT, respondeu:
- Eu tenho uma ligação com o PT desde o começo do partido, em 1981, sempre como assessora no que se refere aos temas de moradia, política urbana e do urbanismo. Em 1985, a bancada do PT na Assembléia era formada por Luiza Erundina, Celso Daniel, José Machado que depois foi prefeito de Piracicaba , José Dirceu e Clara Ant. Eles montaram uma assessoria coletiva e fui trabalhar com a líder da bancada, que era a Luiza Erundina. Eleita prefeita, ela me convidou para assumir a Diretoria de Planejamento Urbano da Secretaria do Planejamento, cujo secretário era o Paul Singer. Na Secretaria, começamos a discutir o Plano Diretor e os novos instrumentos de política urbana que, na época, eram necessários para a cidade. Quando terminou a gestão da Erundina passei a trabalhar na Câmara, também assessorando vereadores da bancada do PT. Logo em seguida fui trabalhar no Instituto Pólis, uma ONG que fundamos em 1988, só que, como fui para a Prefeitura, não tinha chegado a trabalhar lá.
Segundo consta ela estava acompanha de Pedro Ruas e Maria Celeste.
Obviamente que, se a Prefeitura fosse do PT, ainda, a opinião dela seria diferente, creio.


SERGIO OLIVEIRA
TESOUREIRO DO PDT
CHARQUEADAS - RS

FAXINA DE DILMA?

Ouve-se, lê-se, que a Dilma está 'fazendo uma faxina'. Será? Ou ela está sendo obrigada a fazê-la, tendo em vista as denúncias feitas pela mídia?
Vejamos:
Saída do Palocci, que já havia saído do Governo Lula, diante das denúncias sobre a quebra do sigilo da conta do caseiro:
Segundo a Folha de S.Paulo, o patrimônio de Palocci cresceu pelo menos 20 vezes enquanto ele exerceu mandato de deputado federal, entre 2006 e 2010, passando de R$ 375 mil para cerca de R$ 7,5 milhões. Os ganhos, diz Palocci, foram auferidos por sua empresa, a Projeto, por meio de consultorias na área econômica. Somente em 2010, ano em que Palocci chefiou a campanha de Dilma Rousseff à Presidência, a empresa teria faturado R$ 20 milhões, segundo a Folha(07.06.2011).
A mídia denunciou. Diante da renúncia:
"A Presidenta da República, Dilma Rousseff, recebeu na tarde de hoje carta em que o ministro Antonio Palocci solicita demissão da chefia da Casa Civil da Presidência da República. A Presidenta aceitou e lamenta a perda de tão importante colaborador. A Presidenta destacou a valiosa participação de Antonio Palocci em seu governo e agradece os inestimáveis serviços que prestou ao governo e ao país. Também hoje, a Presidenta convidou a senadora Gleisi Hoffmann para ocupar a chefia da Casa Civil da Presidência da República"(07.06.2011).
A Dilma LAMENTOU sua saída. Ela fez a faxina, ou foi obrigada a fazer, diante da denúncia da Folha de São Paulo?
Saída de Alfredo Nascimento:
A revista Veja publicou em sua Edição Semanal, neste sábado, 02/07/2011, uma reportagem denunciando atos de corrupção no Ministério dos Transportes, que envolvem o Ministro Alfredo Nascimento, assessores próximos e o Presidente do PR, Dep. Valdemar da Costa Neto, que despacharia no próprio Ministério cobrando propina de empreiteiros.
Aí a Dilma, num almoço com as bancadas de quatro partidos, em 17.07.2011, volta ao assunto, conforme publicou a mídia:
Durante almoço com lideranças do PTB, PP, PSC e PRB, a presidenta Dilma Rousseff firmou que o senador Alfredo Nascimento precipitou-se ao pedir demissão do cargo de ministro dos Transportes. "Ele tinha meu apoio", disse Dilma, de acordo com relato de participantes do encontro realizado no Palácio do Planalto com duração de quase três horas (17.08.2011).
Ela fez a faxina, ou a Veja, com as denúncias, obrigou que Dilma a fizesse?
Saída de Nelson Jobim, que saiu por ser 'boca grande'; ele, que já tinha sido ministro de FHC, de Lula e, agora, de Dilma.
Aí, quando ele saiu, a mídia publicou, entre outras coisas, isto:
Em seguida, fez considerações sobre o agora demitido Nelson Jobim. ?Reconheço o grande trabalho que ele deu ao País, a contribuição nas questões da Defesa. Infelizmente esgotamos uma etapa, viramos a página e estamos com o ministro Celso Amorim e tenho certeza que vai continuar o trabalho e acrescentar um reforço especial?, defendeu?(04.08.2011).
Faxina de Dilma ?
Saída de Wagner Rossi:
A edição de VEJA que chega às bancas neste sábado (30.07.2011) levanta indícios de que mais um esquema de desvio de recursos e dilapidação do patrimônio público corroi o Planalto. Desta vez, os escândalos envolvem o Ministério da Agricultura, tendo a Companhia Nacional de Abastecimento, a Conab, como posto avançado, e o ministro Wagner Rossi, do PMDB, como virtual comandante do esquema.
Aí, quando Wagner Rossi pediu demissão, a mídia publicou isto:
Depois de receber a carta de demissão do peemedebista Wagner Rossi, no início da noite desta quarta-feira, a presidente Dilma Rousseff, lamentou a saída do ministro da Agricultura e agradeceu sua contribuição ao governo. A presidente saiu em defesa do ex-auxiliar, lamentando que ele "não tenha contado com o princípio da presunção da inocência, diante de denúncias contra ele desferidas". O secretário-executivo José Gerardo Fonteles, assumirá interinamente o Ministério da Agricultura(17.08.2011).

Ela LAMENTOU sua saída. Ela fez faxina ou, novamente, foi obrigada a fazer pelas denuncias da mídia?

Pelo que se vê, a tal faxina só está sendo feita diante das denúncias da mídia. Se a mídia não as tivesse feito, a limpeza teria sido (ou estaria sendo?) feita?

SERGIO OLIVEIRA
CHARQUEADAS - RS

Contador de causos

Do site Espaço Vital http://www.espacovital.com.br

Por Afif Simões Neto,
juiz de Direito (RS)

Lembrei-me, num fim de tarde garoento que andou fazendo esses dias, do Bruno José Ferreira, lá de São Sepé (RS).

Não sei por que cargas d’água, mas a figura do Ferreirinha apareceu fúlgida à minha frente, rosto vermelho tangido pelo álcool, pernas cambotas conduzindo um corpo invariavelmente trôpego, e óculos de grau desproporcional à moldura da face, cobrindo boa parte da testa avantajada. Era amigo pessoal e eterno eleitor do Dr. Alceu Collares, de quem foi colega nos duros tempos dos Correios e Telégrafos.

Pois tem uma “tirada” do Bruno que já pertence, por demasiado espirituosa, ao melhor do anedotário sepeense.

Solteirão irretratável, amiudou as visitas ao cabaré da Comadre Iris, até porque lá batia ponto uma morena cobiçada, a Marinelva, com quem ele já havia se envolvido tempos atrás em demandas de lençol.

Numa noite, vendo a libertina desacompanhada e mascando o freio no salão do bordel, traçou o Ferreirinha um plano de governo. O projeto era não beber muito – pois andava atorado dos trocos – e ir logo pro leito pra se libertar do atraso.

Acertado o cachê, combinou-se que a parte dela seria alcançada no final do mês, quando o Bruno recebesse os proventos da aposentadoria. Só tinha um porém: o dinheiro do quarto, destinado à proprietária do estabelecimento comercial, deveria ser entregue logo depois do programa.

Negócio fechado, lá se foi a fome e a vontade de comer juntar os corpos em brasa na tepidez da suíte do lupanar.

O problema é que a peladura do Bruno era tão grande que não tinha sequer a verba destinada ao pagamento do cômodo. Por isso, após o conúbio sexual, esperou a Marinelva pegar no sono e abriu a porta bem devagarinho, na intenção de ir embora e consumar o “beiço”.

Só que o sono da morena tinha aprendido a ser leve, circunstância imposta pelo rangido da velha fechadura.

E gritou de toda goela a rapariga:

- Bruno, e o quarto?

A resposta veio seca, enquanto o meu saudoso amigo tratava de sair de manso da casa de tolerância à procura do breu das ruas:

- Pinta de verde!

FALTA ALGUÉM EM NUREMBERG


Por Carlos Chagas


Em 1945, o restabelecimento da democracia no Brasil aconteceu pouco depois do término da Segunda Guerra Mundial. Na Alemanha e no Japão iniciaram-se os julgamentos dos derrotados, responsáveis por crimes hediondos. Aqui, passou-se uma esponja no derrotado Estado Novo e ninguém foi à barra dos tribunais por haver participado dos excessos praticados desde 1937.

O tribunal que mais atenções despertou reuniu-se em Nuremberg, com os princioais líderes nazistas sendo conednados à forca, prisão perpétua e penas variadas. Aqui, tolerância e a leniência foram oferecidas aos derrotados, até porque, não perderam o poder. O general Eurico Dutra, sustentáculo militar da ditadura, foi eleito presidente da República. O ditador, Getúlio Vargas, viu-se eleito senador por dois estados e deputado federal por seis.

Levantou-se uma voz, na imprensa, escrevendo na revista “O Cruzeiro” uma série de reportagens sob o título “Falta Alguém em Nuremberg”. David Nasser, polêmico jornalista, dedicou-se a levantar os horrores praticados durante o regime anterior, centrando as denúncias em Filindo Muller, ex-chefe de polícia e também bafejado pelas urnas, eleito senador por Mato Grosso. A campanha deu em nada, em termos penais, mas emocionou a opinião pública.

Por que se faz essa lembrança? Porque, guardadas as proporções, algo parecido está acontecendo. O julgamento de Nuremberg, versão brasileira e atualizada, já atingiu Antônio Palocci, Alfredo Nascimento e Wagner Rossi. E mais uma centena de altos e baixos funcionários e associados. Só que falta gente para ser denunciada e punida pelo menos com a demissão. Outros ministros e assessores encontram-se na alça de mira da Polícia Federal, do Ministério Público, da CGI e entidades afins. Sem falar da imprensa, funcionando como fator maior de investigação. Falta alguém em Nuremberg, cidade, aliás, com excepcional estrutura de Turismo...

ESTRATÉGIA CORRETA

A presidente Dilma tem revelado compreensão para com os ministros afinal defenestrados. Demitir, mesmo, só Nelson Jobim, de quem ela exigiu carta de demissão. Quanto a Antônio Palocci, Alfredo Nascimento e Wagner Rossi, ela assistiu o desmonte de suas estruturas políticas e morais sem sugerir que se demitissem. Deixou o leite azedar sem mexer no fogão, até manifestando apreço e confiança em cada um, mas sabendo de antemão que não se aguentariam.

Acresce que as investigações, as denúncias e as prisões aconteceram na esfera do Executivo, do Ministério Público e até do Judiciário, responsável pela autorização de prisões, congelamento de bens e apreensão de documentos.

Alguém cometerá a ingenuidade de afirmar que Dilma desconhecia as investigações? O fato dela ter-se insurgido contra excessos, como algemas e fotografias nas operações, não afasta sua participação em todo o processo.

Na medida do possível, procurou evitar crises partidárias e poupar aliados, mas deixou que a natureza das coisas seguisse o seu curso.

JOGADA DE RISCO

Arriscou-se o vice-presidente Michel Temer quando na noite de quarta-feira, a pedido da presidente Dilma Rousseff, aceitou indicar o novo ministro da Agricultura. Tirando Mendes Ribeiro da bancada do PMDB, demonstrou que a pasta permanece na cota do partido, até porque, o novo ministro é figura ilibada e competente. O problema é se surpresas sobrevierem, não da parte do deputado gaúcho, mas de assessores que ele levará ou deixará nos cargos. Um raio não cai duas vezes no mesmo lugar, diz o refrão popular, desmentido pela física. Seria o que de pior poderia acontecer ao vice-presidente, já preocupado com a evidência de ser muito difícil manter Pedro Novais no ministério do Turismo.

Michel não pode queixar-se de haver sido atropelado por Dilma, mas se ficar no meio da rodovia, em especial em algum cruzamento, corre o risco de receber trombadas.

TIRO NO PÉ DE QUEM?

O ex-presidente Lula não levou 24 horas para reagir à arapuca armada por seu ex-ministro do Planejamento e atual ministro das Comunicações de Dilma Rousseff. Paulo Bernardo, em entrevista à televisão, levantou dúvida sobre quem seria o candidato do PT ao palácio do Planalto, em 2014, se o antecessor ou a sucessora. Sabe-se lá porque mteu a mão em casa de marimbondo, talvez por ingenuidade, quem sabe pela importância de posicionar-se. Lula acusou a impropriedade do assunto ao afirmar que considerá-lo agora equivaleria a um tiro no pé.

Resta saber no pé de quem. Mesmo em período de alta e explícita exposição política, o ex-presidente não pode dar a impressão de ser candidato, ainda que possa vir a ser. A atual presidente precisa cuidar-se para evitar comparações entre o governo dela e o anterior, um desastre daqui a dois anos e meio, imagine-se agora. Importa evitar que fique todo mundo mancando, não obstante os pés que vem saindo dos sapatos.

O QUE LI NOS JORNAIS

Trabalhadoras na construção civil já chegaram ao interior. O Correinho registrou estas da foto fazendo obras civis em Alegrete. Segundo o sindicato da construção civil do Rio Grande do Sul, ainda é diminuto o número de mulheres que trabalham em obras civis.

O QUE LI NOS JORNAIS

eUGÊNIO bORTOLON PRODUZIU OUTRA BOA MATÉRIA DE TURISMO NO CORREINHO DURANTE SUA RECENTE VIAGEM A COLÔMBIA, SEGUNDO ELE, PAGA DO PRÓPRIO BOLSO( JORNALISTAS GERALMENTE VIAJAM A CONVITE...) NESTE CASO, DAS GORDINHAS QUE SÃO A CARACTERISTICA PRINCIPAL DE UM PINTOR COLOMBIANO MUITO POPULAR POR AQUELAS PLAGAS.

a VEJA DA SEMANA PASSADA PRODUZIU BOA MATERIA SOBRE O JUIZ EUGENIO ZAFARRONI, DA CORTE SUPREMA DO VIZINHO PAÍS..e ELE PLEITEAVA A VICE NA CHAPA DA PRESIDENTA QUE VAI PRA REELEIÇÃO. ENGRAÇADO O APELIDO QUE AS MENINAS QUE SE PROSTITUEM SÃO CHAMADOS EM BUENOS AIRES: CARAMELITOS....


NA CAPA DA ÚLTIMA EDIÇÃO DO JORNAL DA NOITE, HÁ UM TEXTO EXALTANDO A CHEGADA AOS VINTE E CINCO ANOS...NÃO É MOLE MANTER UM JORNAL EM CIRCULAÇÃO TANTO TEMPO, NUM ESQUEMA QUASE QUE AMADOR. É O GORDO UCHA QUE FAZ TUDO ALI, ELE E O ARIORINHO....O JORNAL VAI COMEMORAR O NIVER MAS ESTE REPÓRTER NÃO FOICONVIDADO. NÃO FAZ MAIL...GOSTO É DE RECEBER O JORNAL E LE-LO SEMPRE QUE CHEGA A MINHA CASA.

ucha conta que o JN nasceu porque ele fazia uma seção na ZH chamada de Noite e que sentiu que os músicos da noite e demais trabalhadores estavam totalmente abandonas pela mídia.Claro raramente este setor produz anúncios na midia...

A coluna do Ucha naZH fez sucesso e os donos de bares e restaurantes passaram a exigir que ele fizesse um jornal. Alguns dos apoiadores estão com ele desde o primeiro numero.

Quando nasceu, o JN não tinha sede, nem nada....E nasceu dentro da sala da assessoria de imprensa que Ucha ocupava na Federasul.

SAIU NA NOVA SEÇÃO DO CORREINHO, O PREZA....GOZAÇÃO PRA CIMA DOS DEPUTADOS QUE SE INCOMODARAM COM A MÚSICA QUE PASSARIA DESPERCEBIDA SE O DEPUTADO CHERINI NÃO TIVESSE PROPOSTO UMA AÇÃO. aGORA INES É MORTA E TONHO CROCO,SEM QUERER, VIROU CELEBRIDADE...

o CARTUNISTA SANTIAGO PODE SER ENCONTRADO TODAS AS TERÇAS DE NOITE, NO MEIO DE UM MONTE DE "GALETOS"
- QUE EXPRESSÃO ANTIGA, UFA! - NO VIADUTO DA BORGES DE MEDEIROS,NA FRENTE DO BAR TUTTI GIORNI...É QUE ALI SE REUNIA ANTIGAMENTE A ENTIDADE DOS CARTUNISTAS,CHAMADA DE GRAFAR....ISTO FOI SE ESPALHANDO,SE ESPALHANDO, E AGORA PRA SE CONSEGUIR UMA CEVA ALI SÓ NO TAPA....OS GURIS E GURIAS, DOS MAIS DIFERENTES TRIBOS, COMEÇARAM A PEGAR CEVA ATÉ NO BAR DO VILA MARIA, OU SEJA, DO RENATO, QUE FICA ALI NA DUQUE, ONDE SÓ TEM BEBUM TIPO PUDIM, DIARIAMENTE. MAS O RENATO QUANDO CHEGA AS NOVE DA NOITE FECHA SEU BOTECO DE PÉ SUJO ALTO E VAI PRO CARREFOUR FAZER AS COMPRAS DO DIA SEGUINTE, PORQUE GRINGO NÃO PERDE PROMOAÇÃO E DEIXA DE VENDAR PRO PESSOAL DO TUTTI GIORNI...MAS O QUE QUERO MESMO É DIZER SE ALGUÉM AINDA LEMBRA DO MACUNADO TAURINO, PERSONAGEM RURAL, QUE O SANTIAGO CRIOU, PRA REVISTA AGRICULTURA E COOPERATIVISMO....

' a testemunha Dra. Élida Costa informa que um repórter de jornal ULTIMA HORA, que atendia pela alcunha de " Gaguinho" que sofreu espancamentos e que gritava deforma que foi ouvida por todos os presos"

Este relato foi DESCOBERTO PELO COLEGA ANTONIO MANOEL DE OLIVEIRA, NUM DEPOIMENTO DE JUNHO DE 1967 NUMA SESSÃO DA ASSEMBLÉIA LEGISLATIVA DO ESTADO.

ANTONIO DIZ QUE GAGO SEMPRE CONTAVA QUE APANHOU TANTO NO DOPS QUANDO FOI PRESO QUE SE ESQUECEU ATÉ DO ENDEREÇO DO MOCÓ QUE OS POLICIAIS QUERIAM QUE ELE ENTREGASSE, EMBORA NAQUELE MOCÓ JÁ NÃO EXISTISSE MAIS NENHUM SUBVERSIVO...GAGUINHO...ESTES DEPOIMENTOS FORAM FEITOS QUANDO O PODER LEGISLAITVO ESTADUAL INVESTIGAVA A MORTE DO SARGENTO MANOEL RAIMUNDO SOARES, MORTO PELA REPRESSÃO E QUE AGORA DEVERÁ TER UM MONUMENTO EM PORTO ALEGRE. A ASSEMBLÉIA LEGISLATIVA PREPARA UM PEQUENO PERFIL DO SARGENTO MORTO DURANTE OS ANDOS DA REPRESSÃO POLITICA.

Na foto que aqui publico de autoria de Fernando Gomes, feita em 1982, na frente do PORTA LARGA, o famoso bar da Erico Verissimo onde os repórteres e editores de ZH iam tomar todas, gaguinho de barba, toca violão junto de Paulinho da Viola, após comerem um peixe.... EStão na foto Eugênio, chamado de Chininho, uma espécie de ajudante do donos do bar, sentados também os colegas Xuvisco( Luis Fonseca) de barba e decostas o próprio Antônio Manoel de Oliveira. Em pé, atrás de Gaguinho, de barba e calvo, o repórter de música, Juarez Fonseca....

Agradeço a ajuda que o Mazza pra esta este jornal virtual....

FC Santa Cruz

Centenário descrito em palavras

Galo lança o projeto para a confecção de um livro que conta a
história do
clube, com detalhes contados por protagonistas

Santa Cruz do Sul – O FC Santa Cruz lançou na noite de ontem mais uma
etapa
do processo de planejamento do seu centenário, que ocorre em março de
2013.
Trata-se da pesquisa que resultará num livro histórico, que começa
agora e
tem previsão para o seu encerramento no final de 2012, com o respectivo
lançamento.

O coquetel com a imprensa ocorreu na Beerside, com a presença ainda de
conselheiros do Galo. O presidente Décio Gassen fez uma explanação das
atividades propostas no início do ano e realizadas ao longo do primeiro
semestre de 2011. “Nosso objetivo era criar uma agenda positiva e
traçar
estratégias de chegar ao centenário com um clube viável. E é isso que
estamos prosseguindo. O projeto do livro é mais um passo dentro
disso”,
salienta Gassen.

Dentro da proposta, alguns itens foram atendidos como a organização
gerencial, as melhorias no patrimônio e o estímulo às categorias de
base –
em andamento com a estruturação do juvenil. “Ficou em aberto a
questão do
futebol no segundo semestre, algo que não se concretizou por falta de
apoio
financeiro e a constituição de um fundo pró-centenário”, acrescenta
o
presidente.

Na área do marketing, o vice-presidente de Marketing, Paulo Roberto
Jucá,
lembra que o plano apresentado no início do ano previa a criação e
manutenção de um site para o Galo, etapa que está concluída. Já os
itens que
prevêem o resgate histórico do clube, a valorização da marca,
confecção da
camiseta com selo comemorativo e campanhas promocionais, estão em
andamento.

Pesquisa

Jucá fez uma apresentação de como funcionará a captação das
informações da
história do FC Santa Cruz, que ficará a cargo da Case Marketing, com
pesquisa, captação de dados e redação do jornalista Jacson Miguel
Stulp. Ele
disse que a ideia é organizar o livro em dez capítulos reunindo as
décadas.
“Queremos posicionar um pouco o leitor e o torcedor traçando um
paralelo
entre a história do clube, com a local e mundial, tornando uma fonte de
leitura não apenas cronológica de fatos, mas agradável, recheado com
alguma
crônica ou fato pitoresco da época”, salienta Jucá.

O jornalista Jacson Miguel Stulp acrescenta que será importante a
participação de personagens para deixar o livro o mais agradável
possível
para o leitor. “São muitas pessoas que podem compartilhar
informações
importantes da história do FC Santa Cruz e que muitas vezes não foram
contadas pelas fontes oficiais. Mas que são de uma riqueza muito grande,
o
que vai valorizar a publicação”, completa.

Um ato simbólico marcou o início das pesquisas. Egídio Thier fez a
entrega
de algumas fotos pertencentes ao acervo familiar. Seu sogro, falecido,
Edgar
Hart, jogava no FC Santa Cruz e tem um rico acervo de grande parte da
história do Galo.

 

Crédito: Jacson Miguel Stulp/CaseMKT

De São Borja


O Letier Vivian( vulgo Capincho) manda dizer na sexta passada, dia 19/08 andou ciceroneando o prof. Juremir Machado que andou palestrando em S. Borja.Juremir, pelo que sei, fazia muito sucesso em São Borja quando dava pau na governadora Yeda, a favor do Cpers. Vi várias colunas dele afixadas nas paredes da sede da entidade na Fronteira Oeste.

Levaram o professor Juremir ,almoçar....no Passo.

De noite, ele proferiu sua palestra na Câmara dos Vereadores.

Juremir levou junto seu editor que além do livro que foi lançar levou outros dele....

E Juremir não cobra cachê, mas condiciona à compra de exemplares dos seus livros. É uma forma de pressionar as autoridades a comprarem livros...


Boa tarde Olides!
Estive a manhã toda acompanhando o Professor Juremir aqui em São Borja.
Falou muito bem de ti quando viu que virá no dia 24 para a Sessão do Getúlio.
Abraço!

Letier

O QUE LI NOS JORNAIS

ZH IGNOROU GREVE

DE METRO?

O DIÁRIO GAUCHO, CORREINHO,O SUL,NH,DIARIO DE CANOAS produziram boas capas sobre a greve do metrô, do dia 18.08. Mas a ZH ignorou o assunto na capa, PELO MENOS NA CAPA. SAIU COM FOTO DE UM GAUCHO QUE DISPUTA O FREIO DE OURO...ISTO TUDO NA EDIÇÃO DO DIA 19.08....

CORREIO DO POVO DO DIA 18.08 DÁ NOTICIA SOBRE AMANTE QUE PERDEU AÇÃO DE UNIÃO ESTÁVEL ....O CORREINHO NÃO DÁ NOME PORQUE ISTO CORRE EM SEGREDO DE JUSTIÇA

conheço uma outra ação de pedido de União estável, realizada pela amante deum famosissimo dirigente de futebol, já falecido....ela também requereu União estável e perdeu na Justiça. A unica prova que produziu durante todo seu envolvimento que foi de 1996, até a morte do companheiro em dezembro de 2001, foi uma fotografia do carro dele estacionado na calçada embaixo do seu apartamento.

Ela perdeu a ação na Justiça.

Este caso que conheço, do dirigente do futebol, também ligado ao ramo de combustíveis e casas lotéricas, teria iniciado em Torres.

Na petiçao que seus advogados fizeram ao Juiz alegavam que ele sustentava tanta ela como sua filha financeiramente.Depois do amante morto, a mulher tentou junto ao INSS pensão do falecido, que era casado de papel passado, como se diz.

Mas a autora do pedido de união estável perdeu a ação.


SEMELHANÇAS.

COMO SÃO SEMELHANTES, FISICAMENTE FALANDO, O PRSIDENTE DA ASSEMBLÉIA LEGISLATIVA DO RIO GRANDE DO SUL, DEPUTADO ADÃO VILLAVERDE E O COMENTARISTA ESPORTIVO DA RÁDIO GAÚCHA, NANDO GROSS....


De São Borja

que eu saiba a sucessão em são borja no ano que vem está mais ou menos nesta linha

1) o candidato do atual prefeito é o vereador Roque Feltrin. Todo mundo, até as pedras do rio Uruguai, sabem que Farelo, o mais popular vereador do PDT, não come pela mão do Mariovane...

2) Sandre Heize será candidata pelo PP...é esposa do deputado federal Luiz Carlos Heinze mas observaores atentos locais chamam atenção que Heinze não está mais com esta bola toda em São Borja. No último pleito baixou 7 mil votos.


3) O deputado Cassiá vai pras cabeças se o candidato for Roque Feltrin, do PDT. Se for o vereador Farelo, está disposto anegociar uma coligação com o PDT, aliás, a mesma que o PTB, partido de Cassiá, tem hoje( eles tem o vive, Kiko Homrich e mais o abacaxi da secretaria da saúde, também nas mãos do Kiko.,...)

4) Recentemente o prefeito demitiu o secretário da agricultura que é genro do dono da Folha de São Borja....

5) Não se tem o nome do candidato do PT,ainda. A presença do governador Tarso, na próxima quinta, dia 25 de agosto, é mais um afago no PT local.

6) Fala-se que em S. Borja, as cartas do PT passam pela mão do deputado federal Paulo Pimenta, cuja esposa, por sinal é de São Borja...

MEMORIAS DA IMPRENSA

O "AMBIENTAL"

QUE MENDELSKI ESCREVEU

NA FOLHA DA TARDE, MESMO NÃO

TRABALHANDO LÁ.....


ROGERIO MENDELSKI, o atual apresentador do BOM DIA, na Guaíba....foi um dos principais articuladores/criadores do personagem PEDRO BALAUSTRE( UM DIA TERÃO QUE FAZER UM LIVRO SOBRE ESTE EPISÓDIO....) e até o enxertou numa matéria na Folha da Tarde, da Cia Jornalistica Caldas Junior.


O jovem repórter Alberto Blum foi encarregado num fim de tarde/começo de noite a percorrer as ruas de Porto Alegre pra fotografar e fazer o famoso ambiental da chegada do Inter que ganhara um jogo em Pelotas e chegava de lá campeão....Alberto pegou a velha kombi e um fotógrafo, cujo nome nem lembra mais e saiu a percorrer as ruas de Porto Alegre, foi até a ponte do Guaíba mais deu-se mal...pegou pouco movimento, ou nenhum....

Como repórter cu de ferro,atento apenas aos fatos,bLUM VOLTOU DE MÃOS VAZIAS DE MATERIA e muito menos de fotos.

Desesperados, os editores não tinham como preencher as paginas abertas da Folha da Tarde, principalmente pra segunda, dia de grande venda de jornal por causa do futebol( Antoninho Gonzalez, que era editor de polícia do mesmo jornal, dizia que o futebol era o ganhã pão da imprensa, ou teria sido esta frase do Juca Chaves???)

não houve dúvida: entregaram a tarefa pro visitante da Folha da Tarde, Rogério Mendelski, que trabalhava na sucursal do EStadão fazer. Não teve problemas. com sua farta imaginação Mendelski colocou até o personagem PEDRO BALAUSTRE ( UMA INVENÇÃO DELE E DE COLEGAS ) NO MEIO DA MATERIA DANDO DECLARAÇÕES SOBRE O JOGO.

- Resultado de tudo isto: pros editores foi bom porque tiveram material pra fechar as paginas. Mas o Bluem se queixa até hoje que do de que escrevera não saiu nada, só o que o Mendelski escreveu.

O apresentador da Guaíba que tem o saúdavel hábito de retornar consultas dos colegas, manda dizer sobre isto

Claro que lembro do epísódio. Eu nem trabalhava na Folha da Tarde Eutinh aido buscar o Roberto Appel( hoje na Tv Globo) e o Zé Antonio( atual Anonimus Gourmet) para jantar e o Blum estava apressado e naquela época o reporter entregava a matéria pra copydesquei . Como Appel e Pinheiro estavam atarefados,( pelo visto os dois eram os copis) eu me ofereci para dar uma olhada no texto. Ai enxertei o PEDRO BALAUSTRE COMO UM POPULAR QUE ESTAVA ESPERANDO A CHEGADA DO INTER QUE TINHA VENCIDOD NO INTERIOR NO CAMPEONATO GAUCHO E CONQUISTADO O TITULO. SAIU TUDO COMO ESCREVI...( rOGERIO MENDELSKI).


Roteiro do findi

Então vamos tomar uma ceva por conta do corresponsal de B. Aires.....que forma a filha na PUC...a filha do Gelson é agora FILHA DA P.....

Olides. O restaurante ficana José do Patrocínio, 253.

A festa esta marcada para ás 20 horas, acrdito eu que por vota de 10h é que o pessoal começa a chegar para a janata, ok. Vamos nos encontrar lá para tomat aquela... Bem gelada, pela pasagem da formatura da minha filha.
Um abraço Gelson.

Roteiro do findi 2

1) domingo, no santander, show musical as 18 horas....

e pra quem ainda não viu, o filme do sindibancários....sobre o guerrilheiro morto na santo inácio.

No santander também estão passando bons filmes...bom proveito,então.

 

O QUE LI NOS JORNAIS

ROGÉRIO MENDELSKI ESTÁ COM UMA COLUNA NO VETERANO JORNAL O NACIONAL, DO MUCIO DE CASTRO FILHO, DE PASSO FUNDO. MENDELSKI ABORDA GENERALIDADES E POLÍTICA EM SEU NOVO ESPAÇO.

E O JORNAL MANTEM UMA COLUNA CHAMADA DE FONTES EM OFF....QUE É UMA PANORAMICA GERAL DO MUNICIPIO....O TITULO DA COLUNA JÁ FOI USADO EM OUTRAS PUBLICAÇÕES MAS COMO EM JORNALISMO NADA SE CRIA, TUDO SE COPIA, VALE O ESPAÇO....

ANDAVAM TOMANDO O CAFEZINHO DOS COLEGUINHAS DA REDAÇÃO DA AGENCIA DE NOTICIAS NA ASSEMBLÉIA E UM BUROCRATA ENCHEU DE RECADOS, MANDANDO OS ABUSADOS EMBORA....NÃO SE SABE CONTUDO SE O AVISO, ESPALHADO EM VÁRIOS LOCAIS, PRINCIPALMENTE ENCIMA DAS GARRAFAS DO CAFÉ FEZ O EFEITO DESEJADO DE QUEM CONTROLA O CAFÉ DA AGENCIA DE NOTICIAS...

Sim, em MUÇUM, TERRA DO TERLERA E QUE OS REDATORES DO COMENDADOR BALAUSTRE TINHAM ATÉ INVENTADO UM JOGO ENTRE O FORTES E LIVRES, TEMIDO TIME DOS ANOS 50 E 60 CONTRA A SELEÇÃO BRASILEIRA( ALGUEM TERIA QUE CONTAR NUM LIVRO ESTA HISTÓRIA....)EXISTE UM JORNAL CHAMADO PRINCESA DOS VALES QUE É O CODINOME DE MUÇUM....

O JORNAL DESTA SEMANA QUE SAI QUINZENALMENTE, TRAZ UMA BOA REPORTAGEM, UM " RESCALDO" EM GIRIA DE REDAÇÃO DO QUE FORAM AS ENCHENTES DE JULHO QUE QUASE FIZERAM MUÇUM DESAPARECER...

DIZEM, MAS ISTO É MALDADE, CLARO, QUE ALÉM DE CAPITAL NACIONAL DAS PONTES( NÃO SE SABE PORQUE MUÇUM TEM ESTE EPITETO, SE SÓ TEM UMA GRANDE PONTE...DA FERROVIA DO TRIGO) MUÇUM TERÁ OUTRO GRANDE LETREIRO NA ENTRADA: CONHEÇA MUÇUM ANTES QUE O TAQUARI A LEVE PRA SEMPRE!!!

 

O INSEPARÁVEL AMOR DE PEDRO SIMON

E DONA MIRIAM FONSECA

foto do espanhol, também conhecido por " hijito"!


O título é do próprio autor da foto, o espanhol e foi feita numa cerimônia de aniversário de morte de Getúlio Vargas, junto a carta testamento, na Praça da Alfandega.

Dona Miriam Fonseca é uma história triste....em 1998 me contaram muita coisa sobre estes fatos, mas não se sabe o que é fato e o que versão dos fatos. Sei que onde está Simon, lá está ela...

Disseram uma vez que ela se grudou no senador, quando ele estava entrando em casa e que ele começou a grita rpor socorro dos familiares. Ele estava saindo da missa da igreja são sebastião,q uando isto teria acontecido...
as vezes Simon perde a paciencia com ela. Durante a campanha de 1998, estava num churrasco em São Chico, quando dona Miriam entrou. Foram chamar o senador, dizendo que era uma pessoa importante que queria vê-lo. quando notou que era dona Miriam, ele teve um gesto de que não gostou...

Mas geralmente suporta o assédio calado....

É que segundo algumas más línguas, ele teria culpa no cartório no sentido de que quando o assédio da dona Miriam começou, ainda era casado com dona Tânia Schanan. E um dia para se ver livre da dona Miriam, ele teria dito:
- SE EU FICAR VIUVO CASO CONTIGO.

Não é que ficou mesmo! E não casou com dona Miriam...

Mas são versões que se espalharam ao longo do tempo...Hoje ela nem mais acompanha os passos do senador porque está bem velhinha....

 

As cores do Mazembe assustaram o Roth


Por Luiz Oscar Matzenbacher


Já começo a considerar que o Sport Club Internacional estará na Copa Libertadores de 2012. Mas temo que os meus sobrinhos gremistas venham a conviver com a Série B. Não quero que eles sofram, mas o Celso Roth continua o mesmo retranqueiro de sempre. Repararam que o Ceará tem as camisas iguais ao Mazembe?
E o esquema do novo técnico colorado, o Senhor Júnior, está mais para Ênio Andrade do que para Vicente Feola. Ofensivo ma nom troppo.

 

Recebo e publico


Oie,son qua con le braghe in man, Dio fa codogni!!!!!!!!!!!!!!!
Verdade que fiquei doente, passei 15 dias de febre, problema de brônquios, me aguentei o qto pude mas tive que ir para médicos, perdi uns 4 kg, febre tira vontade de se alimentar. Mas melhorei.
Nem imaginas como está minha vida aqui com minha mãe!!!!
É meu tempo integral.
Só vanti in drio com médicos...
Agora vai ter que fazer uma cirurgia de um ombro. Além da gastança quem vai (e o que vai cobrar) uma pessoa pra ficar em tempo integral. Não darei conta de atender tudo.
To triste.
Foi ver o túmulo do meu pai?
Visitou a Cleci? Acho que agora ela se revelou (de verdade) uma madrasta. Até com ela a gente está se incomodando, senhor. Ma tazi su.
'Abandonei' muitos contatos nestes dias, mais de um mês, eu acho.
Ontem qdo fui olhar meus meils fiquei com vergonha qdo li o teu.
Não estou emburrada, nem incomdada, meu amigo, ando sem sossego, preocupada com os problemas da minha mãe. Não dá pra largar de mão. Eu acho que nasci pra carregar a mala dos outros dentro da minha.
Hoje fui comvocada para uma reunião da UBT (União Brasileira de Trovadores).
Sempre estou recebendo convites.
Fiz um esforço fora do comum, mas fui. Valeu a pena pq saí um pouco e me animei.
Obrigada pela foto. Tu sabe que eu me lembro daquele dia? A irmã Isolina era um 'sargento'. Como fazem falta estas educadoras nas escolas!! Nunca mais.
Prometo que vou voltar para meus contatos, e claro, um deles,é tu.
Grande abraço.

Nadilce Beatriz

DE SERAFINA


O PROGRESSO TRAZ GENTE E GENTE PRODUZ LIXO E LIXO PRECISA SER RECOLHIDO E TRATADO....EM SERAFINA, HÁ UMA CRISE DE RECOLHIMENTO DE LIXO QUE DURA MESES...UM MORADOR MANDOU ESTA FOTO, O EDITOR.


eleitor e apoiador do prefeito presotto está revoltado com a situação e envia foto do lixo em frente a escola nos aredores de a sua residencia e diz
assim não dá mais, uma semana sem recolher o lixo?

MANUELA É CANDIDATA DE QUEM?

a DEPUTADA FEDERAL DO PCDOB, que ontem, dia 18/08 completou 30 anos, é candidata a prefeita de Porto Alegre. Não se sabe,. contudo, quem a apoiará. Se o PT, ou outros partidos, como PMDB e PP. O tempo dirá.

Alfonso Abraham Blog

www.espanholfotos.blogspot.com


OS COLEGUINHAS

E A ALCOVA....


Num estúdio de televisão, o entrevistado e a entrevistadora,deixam vazar - como no episódio de Rubens Ricúpero - uma conversa íntima:

Mais ou menos assim:

- Depois o lugar de sempre!!!!


O que era uma suspeita, virou certeza, porque gravaram e espalharam pra todo mundo....


*Outra de alcova...

Bom, esta muita gente ficou sabendo: um chargista andava de história com uma chefe de uma redação recém separada de um colega.....só que ela achava que ele deixaria a matriz por ela...a mesma história de sempre....

até que um dia, dando-se conta que o garanhão só queria o bem bom,,,deu nele de bolsa na entrada do prédio do jornal....foi contida pelos parcos seguranças que estavam ali, mais pra cuidar de que algum maluco não subisse pro segundo andar do prédio onde um programa esportivo de grande audiência sempre recebia umas visitas de loucos...

depois de uma festa onde estavam os patrões e onde o chargista levou a legítima, a colega fez uma bafafá na festa aí a patroa se irritou e fizeram a colega ir embora para Brasília....

Próximos capitulos, numa outra ocasião!

MINIÔNIBUS VOLARE ESCOLTA É APRESENTADO NA INTERSEG 2011



Modelo foi desenvolvido exclusivamente para atender
o segmento de segurança pública

Caxias do Sul (RS), 18 de agosto de 2011 - A Volare, líder brasileira na produção de miniônibus, desenvolveu um veículo para uso exclusivo no segmento de segurança pública. O lançamento do novo modelo, o Volare Escolta, vai ocorrer na Interseg 2011 - Feira Internacional de Tecnologia, Serviços e Produtos para a Segurança Pública, que será realizada entre os dias 21 e 23 de agosto, no Rio de Janeiro.

O Volare Escolta será produzido em duas configurações: um com capacidade para 20 detentos, motorista e um auxiliar; e outro para 12 detentos, sete agentes de segurança e motorista. O veículo possui equipamentos exigidos pela legislação, como sinalização externa de acordo com normas do Detran e do Inmetro, indicação sonora e visual para abertura da porta de segurança da cela, sistema de monitoramento por câmeras e quebra-mato, dispositivo que proporciona maior segurança em caso de colisão frontal ou para ultrapassar bloqueios.

Equipado com rádio de comunicação, alarme de marcha à ré, sistema de ar-condicionado e desembaçador, o miniônibus possui motor MWM 4.10 TCA - Euro III, com potência de 115 cv a 2.400 rpm e torque de 392 Nm a 1.500 rpm.

A 11ª edição da Interseg, maior evento de negócios do segmento de segurança pública da América do Sul, será realizada no Centro de Convenções Riocentro, no Rio de Janeiro. A feira oferece aos profissionais de segurança pública a oportunidade de conhecer e tirar dúvidas sobre novas metodologias e equipamentos destinados à modernização e melhor operação de suas organizações.

Serviço:
Feira Internacional de Tecnologia, Serviços e Produtos para a Segurança Pública
Data: 21 a 23 de agosto de 2011
Local: Centro de Convenções Riocentro - Rua Salvador Allende, 6.555 – Barra
da Tijuca – Rio de Janeiro – RJ

Crédito da foto: Diesica Andrade
Secco Consultoria de Comunicação

DILMA E A SAÍDA DOS QUATRO MINISTROS, POR ENQUANTO

"A Presidenta da República, Dilma Rousseff, recebeu na tarde de hoje carta em que o ministro Antonio Palocci solicita demissão da chefia da Casa Civil da Presidência da República. A Presidenta aceitou e lamenta a perda de tão importante colaborador. A Presidenta destacou a valiosa participação de Antonio Palocci em seu governo e agradece os inestimáveis serviços que prestou ao governo e ao país. Também hoje, a Presidenta convidou a senadora Gleisi Hoffmann para ocupar a chefia da Casa Civil da Presidência da República."
Durante almoço com lideranças do PTB, PP, PSC e PRB, a presidenta Dilma Rousseff afirmou que o senador Alfredo Nascimento precipitou-se ao pedir demissão do cargo de ministro dos Transportes. "Ele tinha meu apoio", disse Dilma, de acordo com relato de participantes do encontro realizado no Palácio do Planalto com duração de quase três horas.
Em seguida, fez considerações sobre o agora demitido Nelson Jobim. "Reconheço o grande trabalho que ele deu ao País, a contribuição nas questões da Defesa. Infelizmente esgotamos uma etapa, viramos a página e estamos com o ministro Celso Amorim e tenho certeza que vai continuar o trabalho e acrescentar um reforço especial", defendeu.?
Depois de receber a carta de demissão do peemedebista Wagner Rossi, no início da noite desta quarta-feira, a presidente Dilma Rousseff, lamentou a saída do ministro da Agricultura e agradeceu sua contribuição ao governo. A presidente saiu em defesa do ex-auxiliar, lamentando que ele "não tenha contado com o princípio da presunção da inocência, diante de denúncias contra ele desferidas". O secretário-executivo José Gerardo Fonteles, assumirá interinamente o Ministério da Agricultura.

SERGIO OLIVEIRA
CHARQUEADAS - RS


HISTÓRIAS MUNDANAS DE JORNALISTAS


Antoninho Gonzalez mandava uma rama que só vendo....Tomava destilados. Foram festejar um fim de ano na churrascaria Moinhos de Vento, perto do Parcão e ele encheu a cara de uísque. Na hora de ir embora, os coleguinhjas da Folha da Tarde queriam que ele deixasse o carro na garagem e fosse de táxi. Teimoso como era,saiu dirigindo mas seu carro ziguezagueava, lembra Alberto Blum, seu colega de Folha e que esteve na festa.

Coleguinhas


Há rumores de que a apresentadora Maria do Carmo estaria sendo sondada para ir assumir a vaga do falecido comunicador Clóvis Duarte na Teve Pampa.


Historias Mundanas de Jornalistas....

Um repórter Gerson Anzolin, solteiro, duas coleguinhas e um empresário saíram de uma entrevista ....Estavam pra noite...

Lá pelas tantas, empresário sugerem para ir a um PUB, que ele conhecia o dono patatipatatá.....Anzolin queria ir mesmo era pra Padre Chagas, porque ele tava a fim de " matar"(no sentido sexual mesmo, nada de carnificina) uma das coleguinhas. Mas quando achou que todos partiriam pro chopp que aí o caminho seria meio andado, uma delas - hoje paresentadora de uma tevê não de circuito comercial - pediu um chazinho....

Quando os dois colegas da mesa se afastaram, Anzolin disse pra coleguinha:
- Tem paciência, tou indo embora. Tu me pede chazinho em pub???!!!

E largou fora.....

*Gerson Anzolin era solteiro e andava "matando " uma funcionária de um servente de cafezinho de uma instituição onde ele fazia assessoria de imprensa....

Como a mulher era casada, os dois se encontravam de manhã, num motel no centro da cidade. Um dia, fazia calor e ele saiu do motel, botou óculos escuros pra disfarçar e como o motel fica na João Manoel, perto da Guaíba, passou uma coleguinha que o reconheceu:
- Oi, Anzolin, o que tu fazes aqui a esta hora da manhã, quis saber a abelhuda....

A MORTE DO MACIEL


Sobre a ida de Dorneu Maciel ao Palácio das Hortênsias nos anos 90,quando Antônio Britto Filho era governador devo esclarecer que ele chegou acompanhado do então deputado João Luis Vargas , do PDT,e que um fotografo do próprio governo do Estado bateu a foto de sua chegada ao Palácio das Hortênsias. No dia seguinte, saiu na famosa pagina 10, do colunista José Barrionuevo, em ZH.

Depois desta digamos adesão de João Luis Vargas, foi dificil controlar a bancada do PDT que de certa forma se revoltou com a adesão do futuro conselheiro do Tribunal de Contas do Estado(TCE) que acabou em 2007 aparecendo como envolvido na Operação Rodin, um escandalo que desviou 44 milhões de reais do Detran.

DE SERAFINA

DA ASSESSORIA DO GABINETE DO EXECUTIVO

Lançada a 9ª Campanha de Repovoamento da Araucária


O município de Serafina Corrêa sediou, no dia 17 de agosto de 2011, o lançamento da 9ª Campanha de Repovoamento da Araucária. O evento aconteceu na Escola Municipal Leonora Marchioro Bellenzier e reuniu cerca de 250 pessoas. Representando a Secretária Estadual do Meio Ambiente, Jussara Cony, esteve presente o Diretor do Departamento de Florestas e Áreas Protegidas, Roberto Magnos Ferron. Participaram também do evento o Prefeito Municipal, Ademir Antônio Presotto, o Diretor de Contas da RGE, Gilmar Pavinato, o Coordenador da Campanha, Carlos Costella, o Secretário Municipal de Agricultura e Meio Ambiente, Lidenor Giliotto, Prefeitos da região, Vice-Prefeitos, Vereadores, Sindicatos de Trabalhadores Rurais, Emater, representantes do DEFAP, Departamento de Florestas e Áreas Protegidas, professores, estudantes, imprensa e demais pessoas da comunidade.
Realizada pela RGE, Rio Grande Energia, e SEMA, Secretaria Estadual do Meio Ambiente, a Campanha de Repovoamento da Araucária acontece desde 2002 e busca estimular o plantio da espécie, distribuindo mudas e sementes, além de cartilhas educativas. Após a composição da mesa, houve pronunciamento das autoridades, destacando a importância do repovoamento do pinheiro brasileiro, sua história e o significado dessa ação.
Após o lançamento oficial da 9ª Campanha de Repovoamento da Araucária houve apresentação do Coral Os Canarinhos de Serafina Corrêa e de uma peça teatral pelos alunos da Escola Municipal Agrícola. No local, houve distribuição de aproximadamente 5.000 mudas de araucárias e também de 1.000 quilos de sementes exclusivamente para o plantio. No saguão da escola houve também uma exposição com o tema Floresta de Araucária.
Durante o dia, houve o plantio de uma araucária no Loteamento Bella Vista, simbolizando o compromisso do município de Serafina Corrêa no sentido de promover o plantio e a preservação do pinheiro brasileiro.

Por: Adriana Sabadin – Assessora de Imprensa
Prefeitura Municipal de Serafina Corrêa – RS.

Rústica homenageia Getúlio Vargas

A secretaria de Esporte e Juventude está com as inscrições abertas para a Rústica Getúlio Vargas, que acontece neste domingo (21/08). Os atletas podem se inscrever gratuitamente até esta sexta-feira (19/08) no Departamento de Esporte. O início da rústica está marcado para às 9h com saída do Cais do Porto.

A rústica Getúlio Vargas vai distribuir medalhes e troféus para os competidores que chegarem até a quarta colocação. As inscrições podem ser feitas para as categorias mirim, infantil, infanto-juvenil, especial, além de das categorias para veteranos, juvenil e adulto.

Prefeitura de São Borja

ROLO EM SÃO BORJA

EMAIL DE ADVOGADO

PROVOCA REAÇÃO DA FOLHA DE SÃO BORJA E DA RÁDIO CULTURA....


o ADVOGADO Lucas Eduardo Olea Lopes está sendo solicitado a dar os nomes das empresas de comunicação que segundo um email dele mandado a jornalistas de são borja e outros ( este site recebeu o email) teriam um contrato com a prefeitura no valor de 500 mil reais.

Ontem, os diretores da Folha de São Borja e da rádio Cultura, - Grupo AndresAnelise Andres e Humberto Anddres enviaram uma carta ao advogado Lucas solictando que " nominasse qual a empresa que tem este contrato, tudo visando a transparência nas comunicações via e-mail, uma vez que a tua mensagem é genérica e por isto pode vir a afetar a credibilidade de uma empresa que está há 40 anos no mercado.

HOJE, QUINTA, NÃO HAVERÁ METRÔ

ESTARÁ EM GREVE. POR APENAS UM DIA!!!!

Recebo e publico!

DORNE MACIEL

Prezado Olides !

Fiquei chateado ao ler hoje no blog o que contas sobre o comentário de algumas pessoas sobre o Maciel. Que tinha seus pecados, como todos nós, tinha.
Mas daí as pessoas vuibrarem com a morte ou o sofrimento, é coisa de deixar a gente meio de cabelo em pé com a raça humana.

Nunca pertenci ao grupo do Maciel no PP. Aliás, mais divergi do que concordei com ele ao longo do tempo, mas recoheço que ele fez muito pelo partido.
Efetivamente, creio que muito mais gente deveria ter ido ao enterro dele, até mesmo para agradecer o muito que ele fez e os tantos galhos que quebrou para muitos. Inclusive gente de outrros partidos que não o meu.

Fui ao enterro, rezei opor ele e acho que, certamente, se tem contas a prestar, vai fazê-lo agora no local onde a justiça impera, onde não precisa coletar provas nem contratar advogados.

Quanto a sua pobreza, posso testemunhar que é verdade.
Não tinha dinheiro sequer para pagar os remédios que diminuiam seu sofrimento nos ultimos meses ( o plano de saude não cobria) .
Por mais de uma vez, ajudei a arrecadar dinheiro para isso. E o fiz sem qualquer constrangimento, pois afinal, nas horas difíceis é que a gente vê quem são os amigos.

Como diz o Evangelho: "Tive sede e me destes de beber, tive fome e me destes de comer, tive preso e me visitastes...... "

No mais um abraço. O site continua ótimo e leio-o (como diria o Janio) com prazer diariamente.]

hermes dutra


OS ESTACIONAMENTOS SUBTERRÂNEOS DE BUENOS AIRES E SUAS HISTÓRIAS

Buenos Aires
Gelson Farias


Olides
Li num jornal de Porto Alegre que o prefeito Fortunati, solicitou aos engenheiros e arquitetos da ESMOV, a elaboração de um projeto arquitetônico para a implantação de estacionamentos subterrâneos na capital. Ao ler a notícia, lembrei da matéria de fiz ano passado de Buenos Aires sobre os inúmeros estacionamentos subterrâneo que existem por lá, assim como os metros que foram construídos desde o início do século passado. Esta idéia não é nova. O prefeito Telmo Thompson Flores, logo depois da inauguração do Túnel da Conceição, teve a idéia da construção de estacionamentos subterrâneos na capital. O prefeito Thompson tinha de fato uma visão futurista assim como teve o também prefeito Loureiro da silva ao construir a Avenida farrapos. Nestas coisas que envolvem dinheiro público sou como São Tomé... Ver pra crer. Pode ser que com muita força política a coisa anda.

A cidade de Buenos Aires iniciou um importante desenvolvimento a partir de 1880, ano em que foi designada capital da Nação Argentina pelo presidente Júlio Argentino Rocca.


A Avenida nove Julio, situada no bairro portenho de Montserrat, foi o primeiro bulevar que teve a cidade de Buenos Aires a coluna vertebral do centro histórico e cívico. Nasceu opulenta e majestosa e se transformou com o tempo em símbolo argentino cenário de todas as manifestações sociais portenhas. Foi à primeira Avenida da República e de toda América do Sul. Começa na Rua Bolívar e seu traçado de leste para oeste corre entre as laterais Hipólito Yrigoyen e Avenida Rivadavia.
Foi inaugurada em 1894 com o pretexto de que servisse de pulmão da população que se concentrava dentro do sector central da urbe e fora a vitrine de apresentação da cidade ao mundo. Seu planejamento foi muito debatido e resistido, pois requereu a expropriação e demolição de construções pertencentes à alta sociedade, além de considerar-se sumamente custoso. Converteu-se no grandioso cenário da vida pública de princípios do século XX e as frentes de seus sofisticados edifícios, constituíram o magnífico marco de recepção dos ilustres visitantes estrangeiros. É talvez o melhor exemplo urbano da prosperidade da Argentina de princípios do século XX: debaixo dela circula o primeiro metrô subterrâneo que está no Hemisfério Sul.
Nela se receberam como heróis muitos argentinos, tais como o popular Jorge Mewbery e onde o povo presenciou com tristeza o desfile lento dos cortejos fúnebres de mortos ilustres na argentina, como Gardel, Perón e Evita. A administração da capital argentina diz que a iniciativa tenta promover uma mudança cultural, para que os
"cidadãos se envolvam na resolução dos problemas da cidade e não deixem tudo na mão do Estado".
As pessoas precisam começar a rever seus conceitos em relação ao uso do carro. Por mais que as metrópoles estejam planejadas em relação aos automóveis, os centros urbanos não agüentam mais tantos carros. (Para você ter uma idéia, em 1904 (ano em que foi criada a Inspetoria de Veículos) de Buenos Aires) existiam apenas 84 automóveis na capital. Já em 1920 esse número cresceu para 5.596 veículos e hoje a cidade possui mais de seis milhões de carros circulando pelas ruas... é muito carro! Assim, a solução para as grandes metrópoles é a construção de estacionamentos subterrâneos, para que se possa desafogar o trânsito e as ruas das cidades, no carro Buenos Aires.
BICICLETA

Andar de bicicleta nos dias de hoje é se libertar dessa bolha egoísta que é o carro. É chegar mais rápido aos seus compromissos. É humanizar a relação do cidadão com sua própria cidade. É dar bom dia para as pessoas que você nunca viu na vida e receber um sorriso em troca, é perceber cada detalhe da arquitetura urbana e perceber o quanto de detalhes maravilhosos você deixa de ver quando está dentro de um carro. Andar de bicicleta é torná-lo mais vivo e saudável. É libertar suas endorfinas e se importar com o planeta que vivemos. É começar uma transformação dentro de si e conseqüentemente das pessoas e da sociedade que te rodeia.

O patrimônio é a herança que toda geração recebe de seus antepassados. É tangível e intangível. Mas não existe um sem o outro. O patrimônio construído é um dos documentos históricos notáveis para compreender nosso passado e construir nossa identidade. Para preservar esses documentos vivos do passado, em nosso país se criou em 1940 a Comissão Nacional Monumentos e Lugares Históricos que rapidamente se incumbiu da tarefa de determinar quais eram os monumentos mais significativos da história argentina. Viver em uma sociedade civilizada é respeitar suas leis, respeitando e preservados seus monumentos e praças para sempre. Foi por causa disso, que a prefeitura de Buenos Aires resolveu construir estes estacionamentos subterrâneos, sem, no entanto, destruir praças da cidade. Um dos primeiros exemplos a ser destacado por essa normativa, foi a primitiva Praça Central, Plaza de Mayo, Lugar Histórico Nacional por Decreto n° 122.096 de 9 de junho de 1942. Para o prefeito da cidade, a Plaza de Mayo, não é exclusivamente dos portenhos. É de todos os argentinos.

A imagem que vive no inconsciente coletivo argentino já há quatro gerações é a da Praça de Mayo atual: a remodelação de Carlos Thays quando se abriu a Avenida de Maio em 1894 e precisamente essa foi à imagem a preservar quando foi declarada Lugar Histórico Nacional. Não é verdade que esta seja a Praça de Cacciatore. A conservação do patrimônio deve atender não somente ao bem em seu estado originário, mas à memória coletiva.

Este estacionamento subterrâneo localizado sob a Plaza de Mayo, centro de Buenos Aires, foi utilizado pelo alto escalação do Exército Argentino, para ser uma base estratégica, durante ditadura militar. Na realidade o estacionamento era uma prisão.
Segundo relatos de parentes das vítimas, muitos dos presos, foram torturados e mortos dentro do estacionamento. Outros, também torturados, não morreram ali, foram levados e jogados de avião no rio da Prata. Outros presos permaneceram ali, durante o período que durou a ditadura militar. Os que morriam, e decorrência das torturas, eram levados e enterrados em valas comuns num terreno baldio em Córdoba.
Graças a Deus que este tipo de covardia e autoritarismo não existe mais. Hoje, os argentinos, podem utilizar este estacionamento subterrâneo, não mais como prisão, mas sim como um meio de desafogar o trânsito em Buenos Aires.


Além dos estacionamentos subterrâneos, também vi muito comércio em nível abaixo da rua. Mas o mais surpreendente e inovador é que em muitos destes estacionamentos o motorista não paga nada para deixar seu carro ali. Em um dos bairros mais congestionados, a Recoleta, (foto abaixo) de Buenos Aires, existe a figura do guarda que é funcionário da prefeitura que fica ali, cuidando dos veículos.


Na foto, como são os locais por onde saem ou entram os motoristas nesse estacionamento. Cada conjunto desses dispõe, além da escada, de um elevador, para o uso de deficientes físicos, idosos, mulheres grávidas, etc.


A Praça das Nações Unidas (foto), do ladinho da Faculdade de Direito, que é belíssima, tem uma bela flor metálica situada sobre um espelho d’água que recebeu o nome de flor alis genérica. A flor abre e fecha automaticamente as pétalas dependendo da hora do dia e da condição do tempo. Durante o dia as pétalas são mantidas abertas e a noite fechadas, porém em algumas datas comemorativas as suas pétalas se mantêm abertas durante toda a noite. Sob esta praça, existe um estacionamento subterrâneo, um dos maiores de Buenos Aires, para os estudantes deixar seus carros sem pagar nada.



Na foto, como ficam os carros estacionados nesses espaços. A Rua está exatamente sobre o que podemos chamar de teto do ambiente.

Remindo ataca denovo!!!

Falar em ARI me contaram uma boazinha da nossa vetusta entidade que parece vai trocar o seis pela meia dúzia, ou seja, o ERCY PELO BATISTA....

no s´bado passado, a ABRAJET, que o maldoso do santarosa chama de ABRAJANTA, marcou encontro na ARI. CHegaram lá pelas 9 e meia da manhã, mas o nosso zelador, sempre zeloso, não queria deixar a turma entrar. É que o presidente Ercy não o comunicara de que a turma iria se encontrar lá naquele prédio.


Outra da ARI: o espanhol, que abriu um bar lá, está caindo fora....pouco movimento, não era o que ele esperava....

ele tá passando o bar adiante. Procurem o espanha que ele vende o tão propalado café da imprensa....

 

O link da revista não era para ser publicado. Se teus leitores octogenários da ARI o abrirem, vais ter que subir a rampa do cemitério para algumas despedidas. Abraços

A SESSÃO DOS SONHOS IMPOSSÍVEIS


Por Carlos Chagas


Dos 81 senadores, só 9 se comprometeram a integrar a Frente Nacional contra a Corrupção, liderada por Pedro Simon, formalizada segunda-feira. Jamais se viu burrice tão grande quanto a manifestada pelos outros 72. Porque agora serão tidos como membros da Frente Nacional pró-Corrupção. Bastaria terem aderido na hora. Como resultado, tomariam do senador gaúcho a liderança do movimento e poderiam conduzir o processo como bem entendessem, quem sabe indicando Renan Calheiros ou Romero Jucá como dirigentes maiores...

Faltou massa encefálica no Senado. Poderiam ter-se lembrado de episódio acontecido em Minas, logo que Tancredo Neves foi eleito governador, em 1983. Secretário de Planejamento, Ronaldo Costa Couto procurou Tancredo para transmitir uma péssima notícia: parte da bancada mineira na Câmara havia assinado proposta para a criação do Estado do Triângulo, separando-se das Gerais. Em vez de ficar preocupado, o novo governador riu maliciosamente e disse estar resolvido o problema. “Como?” “Ora, no dia seguinte à aprovação do projeto, nós pedimos para aderir...”

Mesmo minoritário e impotente, o grupo recém-formado vai dar trabalho. Quando cada um de seus integrantes ocupar a tribuna para apoiar a presidente Dilma e a campanha contra a corrupção, o que farão os 72? Não poderão retirar-se do plenário, como fizeram há dois dias. Muito menos pedir apartes para enaltecer a corrupção. O silêncio, terceira opção, será tão cruel como as duas anteriores. Bem feito!

Quanto a esperar conseqüências do Exército Brancaleone que acaba de se constituir, é outra história. Nada de concreto sobrevirá de sua retórica. Nem a CPI se formará, muito menos será desmanchado o clima de má vontade das bancadas governistas diante da presidente Dilma, se ela persistir na prática de afastar corruptos e até de demitir ministros envolvidos nas denúncias de irregularidades nos setores a eles entregues. Mesmo correndo o risco de vir a ser tida como a Segunda-Feira dos Sonhos Impossíveis, valeu a recente sessão do Senado.

Para ficar registrado esse instante em que um raio fugaz iluminou o Congresso, vai o nome dos 9 senadores que se opuseram à corrupção: Pedro Simon, Cristóvam Buarque, Paulo Taques, Randofe Rodrigues, Jarbas Vasconcelos, Ricardo Ferraço, Ciro Miranda, Ana Amélia e Eduardo Suplicy.

CRONOGRAMAS

Perdeu o líder do PMDB na Câmara, Henrique Eduardo Alves, excelente oportunidade para cobrar da presidente Dilma Rousseff detalhado cronograma a respeito da realização das obras do PAC. Ou de uma relação de planos referentes ao combate à inflação. Quem sabe uma lista sobre as próximas iniciativas para impulsionar o crescimento econômico?

Ao invés disso, o deputado potiguar exigiu o cronograma da liberação de verbas para as emendas individuais ao orçamento apresentadas pelo PMDB...

A VEZ DAS CLAQUES

Ontem e hoje houve inflação de ministros depondo nas comissões da Câmara e do Senado. Paulo Pires, dos Transportes, nas duas casas. Pedro Novaes, do Turismo, também. E mais Mário Negromonte, das Cidades, e Isabeli Teixeira, do Meio Ambiente.

Um denominador comum marcou os depoimentos: cada ministro levou sua claque. Mesmo diante de bissextas indagações incômodas, estavam todos preparados. A conclusão é de que do mato ministerial não saem coelhos. Os indagados a respeito de irregularidades em seus setores disseram desconhece-las. Todos reafirmaram sua confiança na presidente Dilma. Em suma, aplausos para o dr. Pangloss, aquele professor para quem o mundo era tão perfeito e funcionava tão bem que os narizes haviam sido feitos para acomodar os óculos, e as pernas, para vestir meias...

VELHO MUNDO NOVO

Nem haverá que duvidar de estar a violência em franca ascensão, entre nós. Talvez só perca para a corrupção. Basta atentar para o noticiário apresentado nas telinhas, de manhã, de tarde, à noite e até de madrugada. Nossos telejornais dedicam cada vez mais tempo a assassinatos, estupros, seqüestros, assaltos, roubos, contrabando e tráfico de drogas. Muito mais do que informações a respeito de políticas públicas, desempenho dos governos, vazios sociais e crises econômicas. Mesmo a falência dos sistemas de educação e saúde perde para o sangue que espirra dos cada vez mais sofisticados aparelhos de TV. Não há nada a opor ao conteúdo jornalístico oferecido à população, em especial por dar audiência e reverter em publicidade, mas, convenhamos, o Brasil não é só isso.

Dona da Magazine Luiza estuda 'com carinho' convite de Dilma


Laryssa Borges
Direto de Brasília
A empresária Luíza Helena Trajano, dona da rede varejista Magazine Luiza, disse nesta quarta-feira estar "lisonjeada" com o convite feito pela presidente Dilma Rousseff (PT) para que ela se torne ministra das Micro e Pequenas Empresas. Por meio de seu perfil pessoal no microblog Twitter, ela informou que pediu um tempo para decidir se aceita integrar o primeiro escalão do governo federal e afirmou que analisa o convite "com carinho".
Ela explicou que não há pressa em sua definição pessoal se irá ou não ser ministra pelo fato de o Congresso Nacional ainda não ter aprovado a criação da Secretaria da Micro e Pequena Empresa, cujo projeto tramita em regime de urgência. Promessa de campanha da então candidata Dilma Rousseff na corrida presidencial, a secretaria englobará funções hoje sob responsabilidade do petista Fernando Pimentel, ministro do Desenvolvimento.
"A secretaria ainda não foi criada, por isso, nem é necessário dar uma resposta agora. Ainda não decidi e pedi um tempo à presidente, pois estou estudando com muito carinho. Estou lisonjeada com o convite feito para a Secretaria da Micro e Pequena Empresa. Incentivar o desenvolvimento da micro e pequena empresa sempre foi minha missão pessoal", disse Luiza Trajano.

Zulke acompanha IBTeC em agendas em Brasília

O deputado federal Ronaldo Zulke (PT) acompanhou nesta terça-feira (16), em Brasília, o presidente do Instituto Brasileiro de Tecnologia do Couro, Calçado e Artefatos (IBTeC), Rui Guerreiro, em agendas com o objetivo de buscar recursos para a ampliação do instituto. Eles se reuniram com o secretário-executivo do Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior (MDIC), Alessandro Teixeira, e com o secretário-executivo do Ministério da Ciência e Tecnologia (MCT), Luiz Antônio Elias.

MARCOPOLO E OJSC KAMAZ FORMALIZAM
MEMORANDO DE ENTENDIMENTOS

Objetivo é realizar estudo de viabilidade
de operação conjunta na Rússia

Caxias do Sul (RS), 17 de agosto de 2011 - Atenta aos mercados da Rússia e da CEI e contando com a presença do presidente da República do Tartaristão, Rustam Minnichanov, em visita ao Rio de Janeiro, a Marcopolo formalizou com a empresa russa OJSC KAMAZ um Memorando de Entendimentos pelo qual as partes se comprometem a conduzir um estudo de viabilidade para, conjuntamente, analisarem a possibilidade de formar uma joint venture na Rússia, voltada à comercialização de carrocerias Marcopolo montadas sobre chassis KAMAZ, que atendam aos padrões de emissões "Euro-4" e superiores. Em que pese tratar-se de um compromisso não vinculante, as partes desde já acordaram que, se efetivamente os estudos levarem à conclusão de viabilidade do projeto, a JV deverá ser formada numa base paritária.

Informações:

O OJSC "KAMAZ" é a maior empresa automobilística da Rússia, constituída por 96 empresas, das quais 13 são subsidiárias principais. Em seu quadro de funcionários existem 59 mil pessoas. A rede de serviços abrange todos os países da Rússia e da CEI, bem como mercados tradicionais. Possui cerca de 130 dealers e mais de 100 centros de serviços automotivos. Os principais produtos da OJSC "KAMAZ" são caminhões de GVW 14-40 toneladas, com motorização a diesel e a gás. Os veículos da KAMAZ são operados em mais de 80 países da CEI, Europa, Ásia, África e América Latina.

Marcopolo S.A. – Fabricante de ônibus brasileira, fundada em 1949, uma das maiores produtoras de ônibus do mundo. Hoje possui quatro fábricas no Brasil, bem como unidades no México, Argentina, Colômbia, África do Sul, Egito, Índia e China e emprega mais de 14 mil pessoas. A Marcopolo produz ônibus de todos os segmentos e exporta seus produtos para mais de 100 países.



Secco Consultoria de Comunicação

Empresário de Maringá tem condenação penal por postar na Internet fotos da ex-namorada

Do site Espaço Vital http://www.espacovital.com.br

O empresário Eduardo Gonçalves da Silva, de Maringá (PR), foi condenado por injúria e difamação por ter veiculado na Internet fotos íntimas da ex-namorada, a jornalista e apresentadora de TV Rose Leonel. Em decorrência da publicação, Rose perdeu o emprego. O filho mais velho não suportando a carga que passou a sofrer na cidade, mudou-se para Londres.

O empresário terá que prestar serviços comunitários e pagar uma indenização durante um ano e onze meses no valor de R$ 1.200,00 mensais. A decisão foi em segunda instância. Não há trânsito em julgado. Cabem recursos aos tribunais superiores.

De acordo com informações Tribunal de Justiça do Paraná, o casal namorou por três anos e o homem não teria aceitado o fim do relacionamento.Por isso, decidiu divulgar as fotos. Além de encaminhá-las, por e-mail, a diversas pessoas, ele também publicou as imagens (algumas eram fotomontagens, segundo a vítima) em diferentes saites nacionais e internacionais de conteúdo pornográfico.

A propagação do material, facilitada pelo alcance da Internet, alcançou aproximadamente 200 mil endereços, em vários países, sem contar os milhares de acessos diários ao blog. Muitas dessas fotos ainda estão disponíveis na Internet.

A relatora do processo, desembargadora Lilian Romero, afirmou que "há provas fartas e robustas de que o empresário foi o autor da publicação das fotografias".

Segundo julgado, "a gravidade da conduta se evidencia não apenas pela extensão da propagação do material como também pelo fato de o apelante ter sido previamente alertado, via notificação e também na ação ajuizada no Juizado Especial Criminal, e mesmo assim postou e divulgou o material, de forma reiterada e continuada, com a clara intenção de arrasar com a reputação e atacar a dignidade da apelada, devassando a intimidade dela e atingindo inclusive terceiros inocentes, como os filhos dela", declarou a desembargadora Romero. (Proc.n.º 756367-3 - com informações do TJ-PR).

Jornalista pede R$ 1 milhão de indenização pela exposição pública e pelo massacre

Do site Espaço Vital http://www.espacovital.com.br

O Diário de Maringá

O drama vivido pela apresentadora Rose Leonel deve virar livro. Pelo menos essa é a intenção dela, que desde 2006 escreve crônicas e poesias que contam o sofrimento pelo qual passou. "Eu fui assassinada moralmente e perdi tudo, menos a fé", desabafa Rose, que é evangélica.

"Homens me ligavam para marcar programas. Perdi o emprego, troquei de telefone várias vezes. Eu sofri um assassinato moral. O telefone não parava de tocar, era um inferno".

Em entrevista ao jornal O Diário, de Maringá (PR) ela revela que "fazer as fotos era uma fantasia do Eduardo e uma condição para que ficássemos juntos. Eu gostava muito dele e depois de um tempo eu cedi. Pensava: Cada louco com a sua mania, né?"

O Diário - Como você conheceu o empresário Eduardo Gonçalves da Silva?

Rose Leonel - Eu tinha um programa na televisão e fui oferecer divulgação do shopping (ele era da diretoria do Shopping Avenida Center). Eu o conheci e começamos a conversar.

O Diário - Como o relacionamento comercial se transformou em namoro?

Rose - O trabalho de divulgação que fazíamos começou a se tornar mais frequente. Eu era casada e fiquei viúva. Passei por um período difícil, sofri muito com a perda do meu marido (ela ficou casada sete anos e o marido faleceu de infecção no coração) e o Eduardo se mostrou bastante prestativo. E assim o relacionamento comercial tornou-se amizade e a gente acabou namorando.

O Diário - Como era o namoro de vocês ?

Rose - Ele era uma pessoa muito reservada. Foi um namoro como todos os outros, quase.

O Diário - Você estava apaixonada?

Rose - Sim. Ele apareceu na minha vida em um momento em que eu estava vulnerável e acabei me apegando muito a ele. Namoramos por três anos e meio e tínhamos praticamente uma relação estável. Iríamos casar.

O Diário - Ele se dava bem com seus filhos?

Rose - Com o tempo, a relação dele com meus dois filhos (Rose é mãe de dois adolescentes) ficou difícil e tive dúvidas sobre o namoro. Ele teve divergências com meus filhos. Achei que seria complicado passar o resto da vida com ele. Aí resolvi dar um tempo. Ficamos um mês separados. Depois, falei que não teria volta. Sofri muito em me separar. Disse que embora estivesse sofrendo e o amasse, o melhor a fazer seria terminar. Ele se descontrolou e não aceitou.

O Diário - Ele ficou muito nervoso com o fim do namoro?

Rose - Ficou descontrolado. Eu nunca o tinha visto daquele jeito. Ele me ligou, gritando, dizendo que iria acabar com a minha vida se não voltássemos. Fiquei com medo.

O Diário - Você disse que seu namoro era quase normal...

Rose - Eu descobri que ele grampeou o telefone da minha casa. Ele era persecutório e essa era uma das coisas que me preocupavam. Por causa disso, brigamos e terminamos. Eu não tinha nada a esconder e me senti muito invadida com a atitude dele. Só que depois nós voltamos. Essas coisas foram tirando a minha paz.

O Diário - Você flagrou troca de e-mails entre Eduardo e o técnico de informática, né?

Rose - Sim. Ele tinha a senha do meu e-mail e eu a do dele. Quando já estávamos separados, vi e-mails que ele mandou para um técnico dizendo que queria divulgar as minhas fotos na Internet. Ele queria que a minha vida acabasse. Eu peguei os e-mails e levei a um advogado, que me aconselhou a fazer uma notificação em cartório. Fizemos e o Eduardo assinou. Isso foi no final de 2005. Nesse tempo, sofri e chorei muito. Pedi uma orientação a Deus. Como o crime ainda não tinha acontecido, o que foi possível fazer eu fiz.

O Diário - Como você ficou sabendo que as fotos foram parar na Internet?

Rose - Em janeiro de 2006, eu tirei férias e viajei para Foz do Iguaçu. Lá, recebi ligações de amigos dizendo que estava acontecendo uma loucura em Maringá. Todo mundo estava recebendo e-mails com fotos minhas nuas. Foi aí que começou o meu martírio. Eu fiquei arrasada. Ele chegou a mandar as fotos para o e-mail do hotel onde eu estava hospedada. Ele foi sádico e cruel. Fazia capítulos das fotos e soltava as imagens aos poucos. Eu fui sendo torturada com esse sadismo. Como ele divulgava os meus telefones nos e-mails, homens me ligavam para marcar programas. Perdi o emprego, troquei de telefone várias vezes. O telefone não parava de tocar, era um inferno. Sofri um assassinato moral. Ele gravou CDs e distribuiu em prédios, imprimiu as fotos e entregou no comércio.

O Diário - E os seus filhos?

Rose - Meu filho chegou a falar: Mamãe, troca de nome. Um dia, minha filha ligou e disse: Mãe, vem me buscar porque eu estou escondida no banheiro. As meninas descobriram as fotos na internet e estou com medo. (Rose chora). Os dois trocaram de colégio e o meu filho foi morar em Londres (onde está até hoje). O meu filho brigava todo dia na escola. Eu tinha que deixá-lo a um quarteirão do colégio, porque ele não queria que soubessem que eu era a mãe dele.

O Diário - De quem foi a ideia de fazer as fotos íntimas?

Rose - Dele. Ele me pedia insistentemente. Fazer as fotos era uma fantasia dele e uma condição para que ficássemos juntos. Eu gostava muito dele e depois de um tempo eu cedi. Pensava: Cada louco com a sua mania, né? Só que eu quero deixar claro que 70% das fotos que estão na Internet não são minhas, são montagens.

O Diário - Pensou em sair da cidade?

Rose - Várias vezes. Sofri processo de exclusão social aqui. Fui banida da sociedade, penalizada, julgada e condenada a ficar longe dela. Eu decidi ficar em Maringá e lutar pelos meus direitos. Eu não era a criminosa, e sim a vítima. Eu queria provar que jamais quis me expor. Depois do escândalo, me reservei, fiquei em casa e parei de ir a eventos.Tinha vergonha.

O Diário - Está namorando?

Rose - Sim, há dois meses. Fiquei esse tempo todo sozinha. É traumatizante amar uma pessoa que se mostrou um canalha.

O Diário - A sentença foi justa?

Rose - De certa forma foi branda porque o cúmplice foi absolvido, mas não deixou de ser um alívio moral. Ele me queimou viva e essa condenação é o meu registro de nascimento.

O Diário - Muitos dizem que você se aproveitou da exposição. O que tem a dizer sobre isso?

Rose - Isso seria uma atitude infeliz, pobre e ignorante da minha parte. Eu jamais gostaria de ter uma publicidade dessas.

O Diário - Você move processo de danos morais contra o Eduardo. Quanto quer de indenização?

Rose - R$ 1 milhão é pouco.

Exclusivo!
Conheça a íntegra da sentença que permite os sinos noturnos da igreja de Nova Petrópolis

Do site Espaço Vital http://www.espacovital.com.br

Sujeita a recurso a ser examinado por uma das Turmas Recursais dos JECs do RS, a decisão que decidiu a curiosa lide entre um morador de Nova Petrópolis (RS) e a Igreja Evangélica de Confissão Luterana no Brasil, ali sediada há60 anos, está sendo disponibilizada hoje pelo Espaço Vital.

Pela sistemática do JEC da turística cidade serrana, as sentenças não são disponibilizadas na íntegra na Internet. E o DJ Online publica apenas a síntese do julgado, para fins de início da contagem do prazo recursal.

Em síntese, as teses são duas. Busca o autor a suspensão do badalar do relógio da igreja durante o período da noite, alegando que "o mesmo toca de 15 em 15 minutos, acarretando poluição auditiva em sua residência, fazendo inclusive tremer o prato que segura nas mãos".

A Comunidade Luterana alega que "o pedido é juridicamente impossível, uma vez que a legislação municipal nada prevê sobre a emissão de ruídos provenientes de sinos e ou relógios de igrejas". Conclui dizendo que "os sinos soam há mais de 60 anos, fato que jamais importunou o sono dos moradores da região periférica".

O juiz leigo, ao decidir, ponderou que "em que pese o descontentamento de uma minoria, existe uma esmagadora maioria que reconhece e cultiva a história, tanto que constam dos autos mais deseis mil assinaturas à favor do badalar do relógio".

Há uma singularidade do exercício profissional da Advocacia neste processo. O juiz leigo da causa é o advogado Josué Drechsler (OAB-RS nº 48.120), presidente da Subseção da OAB em Nova Petrópolis. A defesa da comunidade evangélica está a cargo do advogado João Haas (OAB-RS nº 17.417) tesoureiro da mesma Subseção. Mas esses são apenas detalhes que, evidentemente, não resultam em qualquer tipo de impedimento ou suspeição.

Leia a íntegra da sentença

Comarca de Nova Petrópolis - Juizado Especial Cível
Parecer do Processo nº 114/3.11.00000042-3
Obrigação de Fazer
Autor: Walter Ricardo da Cunha Freese
Ré: IECLB – Igreja Evangélica de Confissão Luterana no Brasil.

Walter Ricardo da Cunha Freese, já devidamente qualificado, ingressou com Ação de Obrigação de Fazer contra a IECLB – Igreja Evangélica de Confissão Luterana no Brasil, igualmente já qualificada, buscando a condenação da requerida a suspender o badalar do relógio da Igreja durante o período da noite.

Os depoimentos pessoais foram dispensados, passando-se a oitiva de três testemunhas.

É um sucinto relatório nos termos do artigo 38 da Lei nº 9.099/95.

Busca o autor a suspensão do badalar do relógio da Igreja durante o período da noite, alegando que o mesmo toca de 15 em 15 minutos, acarretando poluição auditiva em sua residência, fazendo inclusive tremer o prato que segura nas mãos.

A Igreja por sua vez, pugna inicialmente pela complexidade da causa, uma vez que necessário um maior embate em torno da produção de prova pericial, ao que o sistema do Juizado Especial Cível não se prestaria. Prossegue com seus argumentos alegando pedido juridicamente impossível, uma vez que a legislação municipal nada prevê sobre a emissão de ruídos provenientes de sinos e ou relógios de Igrejas. Conclui dizendo que os sinos soam a mais de 60 anos, fato que jamais importunou o sono dos moradores da região periférica da Igreja, enaltecendo o aspecto social e cultural que possui o relógio e o sino da Igreja, chamando a atenção para a repercussão do fato no município de Nova Petrópolis, pelo qual faz a juntada de um abaixo assinado com mais de 6 mil assinaturas de munícipes favoráveis aos badalos do relógio.

A presente ação não inaugura o debate sobre a tradição do badalar do relógio da igreja, também como liberdade de culto e manifestação religiosa, reconhecidos pela Constituição Federa em seu artigo 5º, inciso VI, que conflita com o direito ao sossego, também constitucionalmente reconhecido, mas no artigo 225 do mesmo diploma.

Não restam dúvidas de que genericamente, deve-se buscar a coexistência dos bens jurídicos constitucionalizados, evitando-se o sacrifício total de um em relação do outro. Mas, de qualquer maneira, não podemos perder de vista as motivações individuais das partes e as características de cada caso, sempre no interesse local.

Partindo desse último pressuposto, temos que a cidade de Nova Petrópolis, conhecida por seu forte cultivo às tradições, legitima-se como importante ponto turístico do Estado do Rio Grande do Sul, tanto pelas já mencionadas tradições, como por suas características peculiares que a diferenciam, pelo menos por enquanto, das demais cidades.

Nesse sentido, destaca-se que o próprio Estado do Rio Grande do Sul é conhecido pela manutenção de suas tradições, que são motivo de orgulho à todos os gaúchos.

Ocorre, que um movimento de descaracterização da cidade, vez ou outra se materializa, fazendo a presente discussão parte dele. Mal sabem seus defensores, que a médio, longo prazo, a cidade, conhecida por suas características marcantes, poderá estar fadada ao anonimato e possível decadência de seu setor turístico.

Essa afirmação parece um tanto dramática, mas tomando por base outras cidades sem um perfil turístico e que buscar incessantemente diferenciar-se de outras para atrir uma das maiores fontes de recursos que é o turismo, também conhecida como a “fábrica sem chaminés”, a temos como perfeitamente possível.

A descaracterização também se verifica pela facilidade com que as tradições são abandonadas, uma vez que sempre existem argumentos apresentados por pessoas sem uma bagagem cultural, que se mostram contrários a sua manutenção. Não é caso de fazer apologia a tradições que ferem o senso comum, mais sim, de analtecer certo hábitos que identificam determinada comunidade.

Mas, em que pese o descontentamento de uma minoria, existe uma esmagadora maioria que reconhece e cultiva sua história, e não é senão por esse motivo, que constam dos autos mais de 6 mil assinaturas à favor do badalar do relógio.

Guardadas as devidas proporções, tenho que a alegação de que o relógio perturba o sono do autor é infundada, ainda mais quando relata que seu prato treme em suas mãos quando o relógio soa.

É óbvio que à religião não legitimado praticar atos lesivos à higidez física e mental de vizinhos por conta de suas manifestações, mas a referida alegação não se reveste de verossimilhança.

O autor junta aos autos laudo emitido pela Patram, onde resta concluído que os níveis sonoros registram parecer não aceitável aos padrões estabelecidos pelas normas da ABNT, utilizado no presente caso, como parâmetro, diante da alegada ausência da legislação estadual ou municipal.

Como referido, o laudo utilizou-se desse parâmetros para concluir pelo desrespeito aos limites sonoros lá estabelecidos, ocorre, que o código Estadual do Meio Ambiente (Lei 11.520/2000), prevê em seu artigo 227, apenas a utilização dessas normas, em caso de ausência de regramento estadual ou municipal relativa à matéria, o que não é o caso, uma vez que temos regra específica para os casos de atividade em templos religiosos no Estado do Rio Grande do Sul, conforme artigo 1º da Lei 13.085 de dezembro de 2008, senão vejamos:

Art. 227 – Consideram-se prejudiciais à saúde e ao sossego público os níveis de sons e ruídos superiores aos estabelecidos pelas normais municipais e estaduais ou, na ausência destas, pelas normas vigentes da Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT) sem prejuízo da aplicação das normas dos órgãos federais de trânsito e fiscalização do trabalho, quando couber, aplicando-se sempre a mais restritiva (Lei 11.520/2000).

Art. 1º - A propagação sonora, no ambiente externo, durante as atividades realizadas em templos de qualquer crença, localizados no Estado do Rio Grande do Sul, não poderá ultrapassar, medidos em decibéis, durante o dia, os seguintes limites: zona industrial: 85, zona comercial: 80, zona residencial: 75 e, à noite, 10 decibéis a menos, para cada umas das respectivas áreas (Lei 13.085/2008).

Utilizando-se dos níveis medidos pela Patram, constantes do laudo, e os confrontando com os níveis estabelecidos pelo artigo 1º da lei 13.085/2008, temos que diferentemente do concluído, os níveis não ultrapassam os parâmetros legais.

No laudo, foram medidos na sala, 65,9dB no período diurno, com os ruídos provenientes da rua e com a ação do sino, que sequer é objeto da presente demanda, uma vez que estamos falando apenas da ação do alerta das horas cheias, e no período noturno. Essa aferição, portanto, não serve a presente ação.

Já no item horas cheias, especificamente, foi medido o nível sonoro entre 52dB e 56dB com a janela aberta e de 46dB com a janela fechada.

O que se conclui pelos índices trazidos pelas normas já referenciadas, é que a diferença em decibéis, do parâmetro aceitável para o medido, é extremamente baixo quando falamos da ABNT, com 8dB de média acima do limite, e, inexistente quando comparado a tabele constante da lei Estadual 13.085/2008, ficando muito aquém dos limites nesta última aceitos.

Além disso, mencionada Lei exige a participação da entidade religiosa no momento da medição sonora, o que não ocorreu no presente caso, ferindo o princípio do contraditório e da ampla defesa. Ademais, essa lei estabelece alguns critérios para a medição, obtendo-se como resultado uma média de emissões sonoras, o que também não foi observado, senão vejamos:

Art. 2º - As medições da propagação sonora pelas autoridades ambientais deverão contar com representante indicado pela direção da entidade religiosa onde se fizer a medição.

§ 1º - Para a constatação do excesso deverão ser feitas três medições, com intervalo mínimo de quinze minutos entre elas, resultando na média, que será o número considerado para a conclusão da existência ou não do excesso.

De qualquer maneira, o que se deve ponderar aqui é se esses níveis medidos do alerta de horas cheias (relógio), que foram de 56dB, 52,0dB, 46dB e 48dB, causam efetivamente um dano à saúde ou simplesmente um mero desconforto tolerável, identificando-se, eventualmente, um nexo causal entre eles.

Ora, por esses níveis medidos, não estamos diante de um som capaz de trazer danos à saúde ou, que se mostra insuportável, como alega o autor, até mesmo porque, segundo a OMS, o limite tolerável ao ouvido humano é de 65dB, e que somente acima disto é que o nosso organismo sofre de estresse.

Nesse sentido, o autor também não comprova os incômodos por ele sofridos, como alterações em sua rotina, ou mesmo em seu sono, e que consequentemente teriam gerado alguma disfunção orgânica atribuível aos sons emitidos pelo alerta do relógio.

Inclusive, temos nos autos, além das mais de 6.000 assinaturas de munícipes aprovando o som do relógio e do sino, três depoimentos de pessoas que residem ao lado da igreja, que afirmam que tanto o relógio como o sino não lhes causa qualquer perturbação.

É de ressaltar ainda, que o nível de ruído do relógio da igreja em questão, pelos níveis medidos, pode ser comparado a uma conversas tranquila, que pode variar em média entre 40dB e 50dB(1).

De notar-se que na esquina oposta à igreja, existe um restaurante, que emite aproximadamente 70dB(2), ou seja, um nível muito superior ao do relógio, e que para o autor não faz diferença alguma.

É certo que pelos estudos até hoje apresentados, os ruídos de 56dB a 75dB podem até incomodar, mas definitivamente não causam malefícios à saúde(3). O que dirá então, sobre os níveis na faixa de 50dB como é o caso.

Corroborando com esses índices referidos, vejamos a seguinte tabela relativa à tolerância a níveis de ruído:

TABELA DE IMPACTO DE RUÍDOS NA SAÚDE

Até 50dB

Confortável (limite da OMS)

Nenhum

Rua sem tráfego

Acima de 50dB

O organismo humano começa a sofrer impactos do ruído

De 55 a 65 dB

A pessoa fica em estado de alerta, não relaxa

Diminui o poder de concentração e prejudica a produtividade no trabalho intelectual

Agência bancária

De 65 a 70 dB (início das epidemias de ruído)

O organismo reage para tentar se adequar ao ambiente, minando as defesas

Aumenta o nível de cortisona no sangue, diminuindo a resistência imunológica. Induz a liberação de endorfina, tornando o organismo dependente. É por isso que muitas pessoas só conseguem dormir em locais silenciosas com o rádio ou Tv ligados. Aumenta a concentração de colesterol no sangue.

Bar ou restaurante lotado

Acima de 70Db

O organismo fica sujeito a estresse degenerativo além de abalar a saúde mental

Aumentam os riscos de enfarte, infecções, entre outras doenças sérias

Praça de alimentação em shopping centers, ruas de tráfego intenso

Fonte: http://www.bauru.unesp.br/curso_cipa/4_doencas_do_trabalho/4_ruido.htm

Por derradeiro, é digno de nota, de que a duração do alerta sonoro do relógio não ultrapassa alguns segundos, ou seja, trata-se de um som não contínuo.

Assim, diante da inexistência de qualquer elemento capaz de demonstrar os prejuízos alegados pelo autor, deve receber a presente demanda, um juízo de não acolhimento, até porque o simples fato que de os parâmetros da ABNT foram ultrapassados, não pode significar por si só um prejuízo à saúde do autor, ainda mais nos níveis identificados.

O suposto desconforto alegado pelo autor, se é que existiu, não passou de mero incômodo, que não acarretou conseqüências de maior gravidade, como problemas de saúde, pelo menos não existem elementos nesse sentido.

Sendo assim, a situação narrada não enseja qualquer intervenção estatal, pois restou demonstrado que as emissões sonoras do relógio não ultrapassam os limites da legislação atinente à questão (Lei Estadual), apenas ultrapassando minimamente a média dos parâmetros da ABNT, mas ainda abaixo do recomendável pela OMS.

Portanto, seria necessária a demonstração de um prejuízo concreto para que se reconhecesse um dano físico ou psíquico infligido ao autor, sendo imperiosa a ocorrência de consequências substancialmente gravosas, que implicassem em ofensa a algum de seus atributos.

Na situação em análise não se vislumbra tais infortúnios, razão pela qual deve ser indeferida a pretensão.

Diante disso, na forma do artigo 40 da Lei nº 9.099/95, opino:

a) pela improcedência da Ação de Obrigação de fazer ajuizada por Walter Ricardo da Cunha Fresee contra IECLB – Igreja Evangélica de Confissão Luterana no Brasil, diante do não cumprimento do disposto no artigo 333, inc. I do CPC.

b) sejam dispensadas às partes da condenação aos ônus sucumbenciais e pagamento das custas processuais, nesta instância, por força do artigo 54 c/c 55 da Lei nº 9.099/95.

Submeto a presente decisão ao Meritíssimo Juiz de Direito para fins de homologação, substituição ou determinação de atos probatórios.

Nova Petrópolis, 28 de julho de 2011.

Josué Dreschsler
Juiz leigo

De São Borja

recebo do advogado Lucas a inicial contra o prefeito Mariovane Weis. O prefeito tem o mesmo espaço para sua defesa.

Clique aqui para ler a Ação Civil Pública

A Verdadeira história da contratação da COOPERPASSO está na inicial do Ministério Público Federal.

Por que a Imprensa de Sâo Borja não divulga? Simples, pq tem um contrato com a Prefeitura de mais de 500 mil reais por ano.

Mariovane acertou tudo com a COOPERPASSO em MArço de 2005, ajustou os valores um mês e meio antes e no dia 01/07/2005 fez todo o procedimento.

No mesmo dia foi elaborada toda essa FARSA - DIA 01/07/2005. Foi editada ainda, SUMULA DE DISPENSA DE LICITAÇÃO E EDITAL DE DISPENSA DE LICITAÇÃO. Caiu a FARSA! Mariovane Weis ainda vem dizer que Salvou Vidas? Ajustou com a COOPERPASSO em MARÇO DE 2005 A CONTRATAÇÃO. EM 15/05/2005 ACERTOU O VALOR A SER PAGO. Deixou os contratos vencerem e depois num único dia (01/07/2005) pediu o parecer da situação de emergência, recebeu o parecer da situação de emergência, decretou a situação de emergência, emitiu portaria para contratar empresa da área da saúde, emitiu sumula dispensando a licitação, edital dispensando a licitação e CONTRATOU A COOPERPASSO.

E o Fundamento foi a Enchente do RIO URUGUAI.

Acorda Povo e vamos a luta, vamos ecoar o Grito dos Bons por toda São Borja.

Atenciosamente.

Lucas Eduardo Olea Lopes
Advogado - OAB/RS 59.132

SOBRE OS LEITORES


detesto elogios. Tenho pavor....sou o anti-marqueteiro, mas cartas , retorno como o que o dr. Hermes Dutra me deu ontem, envaidece qualquer um. Perdão pelo pecado da vaidade....


Mas continuaremos fazendo o que sabemos , precariamente, fazer....( o editor)

CENSO

NA CONSTRUÇÃO CIVIL

MOSTRA MENOS ENTUSIASMO....


Sessenta por cento(60%) dos apartamentos que são comprados em Porto Alegre estão abaixo da faixa de 280 mil reais, informou ontem, dia 16.08,em coletiva no plaza hotel, o presidente do Sinduscon, aulo Garcia.

Ele relatou que o primeiro semestre do ano na capital teve o setor muito prejudicado pelo que chamou de Greve de engenheiros e arquitetos da prefeitura municipal, que começou em abril e somente terminou em junho. No começo, disse o dirigente, era uma espécie de greve branca, mas depois ficou mais forte. Isto prejudicou,segundo ele, a liberação das licenças para a construção civil.

Outro destaque da coletiva do setor da construção foi a revelação de que 83% dos empreendedores da construção civil ainda o são em até dois empreendimentos, ou seja, são quase artesanais.
Os dirigentes informaram ainda que regressaram de recente encontro em são paulo, onde foi dado um panorama da cosntrução civil no país. Pelos dados trazidos de lá, o Brasil precisa de 25 milhões d enovas moradias para os próximos 12 anos.

Os dirigentes do sinduscon revelaram também que os grandes compradores de imóvies no momento são jovens casais na faixa até 35 anos.
E que os edificios que mais vendem são os " cluberizados" como são chamados os que apresentam áreas de lazer.

Os maiores compradores ,informa o censo do sinduscon são os chamados integrantes da Classe C.

 

Zulke e Ballin reúnem-se com chefe de gabinete de Dilma



Acompanhado do deputado federal Ronaldo Zulke (PT), o prefeito de Sapucaia do Sul, Vilmar Ballin, participou de audiência com o chefe de gabinete da presidente Dilma Rousseff, Gilles Azevedo, nesta quarta-feira (17). Na pauta, o projeto de urbanização do assentamento Colina Verde e as propostas para instalação de oito Unidades Básicas de Saúde (UBS), em tramitação no Ministério da Saúde. Também estiveram presentes o secretário municipal de Habitação, Tita Nunes, e o secretário geral adjunto, Gilnei Santos.


Assessoria de imprensa
Lucidio Bordignon Gontan

Túnel e Pulo do Tempo

 

RECEBO E PUBLICO

O BICO BRANCO ARRUMOU UMA DEFENSORA!


Boa tarde Sr. Olides Canton. Primeiramente quero apresentar-me. Me chamo Márcia Oliveira, sou natural de Joinville, estado de Santa Catarina e por lá trabalho como promotora de vendas de uma renomada empresa de metal mecânica. Estou em ferias e coincidentemente por um breve período no seu município de origem, Serafina Corrêa. Tenho uma filha, Joana que reside e trabalha nesta linda cidade. Minha filha por ser como o senhor diz, forasteira em uma passagem por uma revistaria viu um livro sobre Serafina Corrêa, adquiriu um exemplar, este, do escritor com quem falo que conta fatos e historias do município para conhecer um pouco mais sobre a cidade. Nesses dias que estou aqui tive o prazer de o ler e o considero encantador pela sua literatura falando das origens e de curiosos acontecimentos do seu povo. Tive em vista o endereço do seu blog "de olhos e ouvidos", pelo qual o acessei sendo que venho acompanhando a alguns dias, com temas muito interessantes.
A cidade me encantou pela sua tranquilidade, beleza das paisagens e lugares, seu povo acolhedor, religiosidade. Minha filha gosta muito de morar nesta cidade más em breve será transferida para Limeira, no estado de São Paulo. Comenta que sentira falta deste lugar.
Li no seu blog de hoje a respeito da coleta de lixo nas ruas da cidade. Acompanhada de meu cachorrinho durante esses dias que estou aqui caminhei muito pelas ruas e percebi que o problema é pontual, não se estendendo por toda cidade. Na rua em que minha filha mora, próximo ao Cristo de Ferro, a pouca quantidade de lixo. Próximo ao Ginásio Poliesportivo há uma quantidade razoável acumulada. Conversando com Joana e com alguns moradores, estes me diziam que quem efetua a coleta é um empresa especializada de outro município, contratada pelo poder publico e que o problema começou a alguns meses e vem se estendendo até agora. Tirei muitas fotos da cidade e não me dei por atenção em tirar uma foto do lixo onde podia ser enviada para publicação. As coisas bonitas da cidade se sobrepõem. Acredito que pela exemplar organização da cidade, considerada uma das melhores em qualidade de vida em breve este problema será resolvido. Já trabalhei muitos anos como funcionária pública e sei que os problemas não se resolvem imediatamente, como sempre gostaríamos que fossem. Amanhã estarei retornando a Joinville. Espero voltar muitas vezes a Serafina Corrêa.
Meus sinceros agradecimentos pelo seu bom trabalho e continuarei o acompanhando pelo seu blog.

Atenciosamente
Márcia Oliveira

Memórias e indignação

- "Difícil é andar sobre o fio de uma navalha, árduas são as veredas da salvação" (S. Maugham)
do blog do Lauro Dieckmann!
quarta-feira, 17 de agosto de 2011


Flagrantes Porto-Alegrenses - Farrapos e São Pedro


Dois locais de Porto Alegre que já tiveram muito mais importância na vida da Cidade: a Av. Farrapos a Rua São Pedro, que se cruzam no IV Distrito.


Na Farrapos, pista sem congestionamentos. Depois que abriram a Castelo Branco, a Farrapos praticamente morreu como gande via de tráfego


A Igreja São Geraldo e o Prédio da antiga agência de Crédito Rural do Banco do Brasil. Durante muitos anos, esta e a central foram as duas únicas agências que o BB tinha na Capital

Tipo de arquitetura urbana muito comum nos anos 40/50


Exemplo de prédio moderno dos anos 40/50. Alinhado com os estilos mais atuais da época. Como o anterior, está maltratado pelos pichadores que, em certas regiões da cidade, atual com uma virulência inusitada


O BB e a igreja banhados pelo sól de metade da tarde

Uma ida ao Fórum do IV Distrito na tarde de bela e quente tarde de ontem rendeu estas fotos com o iPhone

 

Coleguinhas


*Gerson Anzolin foi convencido pelo produtor OTTO BEDE a entrar as 7 e meia ao vivo no programa do Mendelski. Mas já se arrependeu porque tem que acordar cedo....." tenho que me aprontar antes, senão falo com voz de sono" diz o repórter....que já acordou cedo em outros tempos pra trbalhar na Band..


*Nilson Souza, chefe do setor de Opinião da Zero Hora, é quem escreve os discursos do presidente da RBS, Nelson Pacheco Sirotsky.


*Claudio Dienstamann estaria fazendo um livro sobre um jogo histórico dos anos 70, em Porto Alegre.


*Jornal da nOite, do gordo Ucha, faz 25 anos. Mas convites são para poucos. A comilança será numa pizzaria. Este blogueiro não ganhou convite, mas deseja toda sorte ao gordo....

Arena do Grêmio receberá visita de vereadores nesta quinta

A Comissão Especial de Acompanhamento e Apoio à Copa do Mundo de Futebol de 2014 em Porto Alegre, do Legislativo da Capital, visitará, na manhã desta quinta-feira (18/8), as obras da Arena do Grêmio, no bairro Humaitá. Os integrantes da comissão, presidida pelo vereador Airto Ferronato (PSB), sairão às 9h30min da Câmara. Informações: (51) 3220-4343.

Claudete Barcellos (reg. prof. 6481)

Legalidade e Copa do Mundo em destaque nesta quinta

Os 50 anos da Legalidade serão marcados pela Câmara Municipal de Porto Alegre na sessão ordinária desta quinta-feira (18/8). O jornalista Juremir Machado da Silva deverá ocupar o período de Comunicações Temáticas da sessão, às 14 horas, para discorrer sobre esse evento. Juremir é colunista do jornal Correio do Povo, professor da Famecos da PUCRS, e autor de diversos livros entre os quais Vozes da Legalidade - Política e imaginário na era do rádio.

Também na quinta-feira, à noite, a professora Raquel Rolnik deverá palestrar sobre o tema A Copa do Mundo e o desrespeito aos direitos de cidadania. Raquel, professora da Faculdade de Arquitetura da USP e relatora da ONU para Moradias Dignas, falará a partir das 18h30min. Ambos os eventos terão por local o Plenário Otávio Rocha do Palácio Aloísio Filho, sede do Legislativo municipal, na Avenida Loureiro da Silva, 255.

Assessoria de Imprensa CMPA

Reminiscências

Caro Olides!


Recebo regularmente o teu Jornal virtual. Nele vejo que estás a garimpar a história, em seus mínimos detalhes, de nossa amada Serafina Corrêa.. Inclusive, percorrendo as capelas do interior do município. Através dos teus relatos retornamos a um passado nostálgico e feliz. A maioria das pessoas vivas ou mortas fazem parte, também da minha e tua história. Noto, também, que os assuntos estão ficando escassos. Assim, se te interessa mando uma pequena contribuição, falando na 3ª. pessoa, que sou eu.Se achares conveniente podes publicar. Eis:
Benjamim Antônio Gregianin, nasceu no então distrito de Montauri, hoje município. Filho de Venuto Angelo Gregianin e de Italvina Bazzo Gregianin. Aos quatro anos a família mudou-se para Serafina Corrêa, na Linha São Pedro, onde hoje mora a família Ferronato, que possuem no local uma serraria.Ali viveu até aos seis anos. A terra era pouca e “magra”. Na época O Sr. Ricardo Vivian, da Linha 12, representava uma Companhia que vendia terras no Oeste Catarinense. Muitos colonos venderam as suas terras magras e cheias de formigas e compraram naquela município, onde o solo era e é muito fértil. Isto foi por volta do ano de 1.946. Para lá já haviam migrado, entre outros, a numerosa família Marcon, da então Vila Oeste. No mais era mata virgem composta por rica fauna e flora. O nosso personagem é portador de deficiência física nos pés, o que dificultava, em muito sua locomoção e trabalho na roça. Aos 20 anos, seminalfabeto e sem saber falar português, retorna à Serafina Corrêa para estudar, já que naquela época estava sendo implantado o Curso Ginasial. Foi residir na Linha São Pedro, na casa do seu tio Lindo Bazzo, vindo dois anos depois tornar-se professor naquela comunidade, onde participou e foi personagem de passagens pitorescas e gratificantes. Olides aqui faço uma pausa, se resolveres publicar continuarei, com outro artigo. Podes corrigir, resumir e alterar o texto ao teu gosto.
Abraços
Benjamim


P.S.: Na sexta-feira dia 05 estive no enterro da minha tia Maria Gregianin, lá linha São Paulo. Era viúva de Pedro de Marco, completaria 90 anos no dia 08 de novembro. Era a última dos irmãos. Sábado fui jogar quatrilho lá linha São Pedro, com o tio Telvo, Benvegnu e um Giombelli. Matei a saudade dos velhos tempos.

Benjamim Antonio Gregianin

De São Borja


EXCLUSIVO

O DEPUTADO ESTADUAL DO PTB CASSIÁ CARPES afirmou ontem a este repórter que vai transferir seu título eleitoral que é de Porto Alegre para sua terra natal agora em setembro. O prazo final para concorrer a prefeito é dia 6 de outubro próximo.

- Dependendo da coligação, vou concorrer,sim, reafirmou.

Cassiá acha que a candidatura de Sandra Heinze, pelo PP, não embola o meio de campo da sucessão sãoborjense.

- Nas pesquisas feitas até agora, quem está na frente é o vereador Farelo, isto quando não colocam meu nome. Quando meu nome é colocado, eu fico em primeiro, disse o deputado petebista.


O candidato do prefeito Mariovane Weis é o vereador do PDT, Roque Feltrin.

KIKO SAI

ATÉ SETEMBRO, por orientação de Cassiá, o atual vice-prefeito Kiko Homrich, deverá deixar a secretaria da saúde do municipio. Vai ficar apenas na vice-prefeitura.

GREVE NO METRÔ


Hoje tem greve no metrô.

A MORTE DO MACIEL


Sobre a ida de Dorneu Maciel ao Palácio das Hortênsias nos anos 90,quando Antônio Britto Filho era governador devo esclarecer que ele chegou acompanhado do então deputado João Luis Vargas , do PDT,e que um fotografo do próprio governo do Estado bateu a foto de sua chegada ao Palácio das Hortênsias. No dia seguinte, saiu na famosa pagina 10, do colunista José Barrionuevo, em ZH.

Depois desta digamos adesão de João Luis Vargas, foi dificil controlar a bancada do PDT que de certa forma se revoltou com a adesão do futuro conselheiro do Tribunal de Contas do Estado(TCE) que acabou em 2007 aparecendo como envolvido na Operação Rodin, um escandalo que desviou 44 milhões de reais do Detran.

Coleguinhas


Há rumores de que a apresentadora Maria do Carmo estaria sendo sondada para ir assumir a vaga do falecido comunicador Clóvis Duarte na Teve Pampa.


*Historias Mundanas de Jornalistas....

Um repórter Gerson Anzolin, solteiro, duas coleguinhas e um empresário saíram de uma entrevista ....Estavam pra noite...

Lá pelas tantas, empresário sugerem para ir a um PUB, que ele conhecia o dono patatipatatá.....Anzolin queria ir mesmo era pra Padre Chagas, porque ele tava a fim de " matar"(no sentido sexual mesmo, nada de carnificina) uma das coleguinhas. Mas quando achou que todos partiriam pro chopp que aí o caminho seria meio andado, uma delas - hoje paresentadora de uma tevê não de circuito comercial - pediu um chazinho....

Quando os dois colegas da mesa se afastaram, Anzolin disse pra coleguinha:
- Tem paciência, tou indo embora. Tu me pede chazinho em pub???!!!

E largou fora.....

*Gerson Anzolin era solteiro e andava "matando " uma funcionária de um servente de cafezinho de uma instituição onde ele fazia assessoria de imprensa....

Como a mulher era casada, os dois se encontravam de manhã, num motel no centro da cidade. Um dia, fazia calor e ele saiu do motel, botou óculos escuros pra disfarçar e como o motel fica na João Manoel, perto da Guaíba, passou uma coleguinha que o reconheceu:
- Oi, Anzolin, o que tu fazes aqui a esta hora da manhã, quis saber a abelhuda....

HISTÓRIAS MUNDANAS DE JORNALISTAS


Antoninho Gonzalez mandava uma rama que só vendo....Tomava destilados. Foram festejar um fim de ano na churrascaria Moinhos de Vento, perto do Parcão e ele encheu a cara de uísque. Na hora de ir embora, os coleguinhjas da Folha da Tarde queriam que ele deixasse o carro na garagem e fosse de táxi. Teimoso como era,saiu dirigindo mas seu carro ziguezagueava, lembraq Alberto Blum, seu colega de Folha e que esteve na festa.

Exclusivo

Nos " bastidores" da A Legislativa, funcionários

"comemoram" morte de ex-superintendente

" Vi vários funcionários ontem ( segunda, dia 15.8) comemorando e vibrando pela morte do Maciel",disse-me ontem um antigo e fiel frequentador da Assembléia Legislativa do Estado. Vibravam, no caso, pela morte do sex-superintendente Antônio Dorneu Maciel, morreu, de cancer no estomago, no domingo, em São Chico de Paula, onde morava, aos 64 anos, depois de ter sido o " todo-poderoso" da Assembléia Legislativa nos anos 90, quando Britto( ex-governador Antônio Britto Filho) foi governador do Estado.

Os desafetos que Maciel deixou pela vida não esqueceram seu rigorismo ao administrar o poder legislativo e "comemoraram" sua morte.Mais do que isto, a vingança foi tão maligna que comemoraram seu sofrimento pela doença, um câncer que o consumiu até o último dos seus dias.


Um dos denunciados na Operação Rodin, que investigou o desvio de 44 milhões de reais no Governo de Yeda Cusius, Maciel , quando estourou o escandalo pela Policia Federal, em 2007, não chegou a ser algemado. Seus ad vogados, lembrou ontem um experinte observador da cena política, negociaram com os policiais para ele não aparecer algemado e se entregar quando foi detido.

"PODEROSO"

Muitos dos que o conheceram, nos áureos tempos, lembraram,ontem, terça-feira, um dia depois do seu enterro em São Chico de Paula, o poder que Maciel teve no legislativo estadual, quando o PP adminsitrava a casa.

- Ele costumava ir no helicóptero do DAER nos finais de semana para seu sítio em São Chico de Paula, lembrou um veterano funcionário do legislativo estadual.

Isto acontecia quando era governador Antônio Brito e o secretário dos transportes era José Otávio Germano, atual deputado federal, denunciado no STF pelo envolvimento na Operação Rodin.

Antônio Dorneu Maciel entrou pra política pelas mãos do deputado-federal Claudio Strassburger, que foi deputado federal e vice-governador na gestão Jair Soares.

Concorreu a deputado estadual uma vez disputando votos com o deputado João Fischer, o Fixinha,. do mesmo partido. Maciel fez 28 mil votos. Apesar desta disputada, na segunda passada, Fichinha esteve no enterro de Maciel em São Chico de Paula.

O " poder" do cargo de superintendente da Assembléia Legislativa do Estado, que ocupou durant eoito anos fez de Maciel um sujeito paparicado e influente. De uma feita, durante o governo Brito, um repórter que andava por Canela viu um helicóptero taxiando ao lado da casa do governador. Dali ele largou a folga e foi conferir. Viu Maciel descendo do helicóptero acompanhado do então presidente da Assembléia Legislativa, João Luiz Vargas(PDT) a caminho do Palácio das Hortências.

- Eles pegaram um carro preto, placa fria e seguiram pro Palácio das Hortênsias. Foram se encontrar com o governador para negociar a aprovação de projetos do interesse do Executivo na Assembléia Legislativa. Isto depois deu um " bode" no meio do PDT,lembrou este observador da cena politica que acrescenta: A assessoria de Brito acabou divulgado a foto dos dois chegando lá e deu um baita problema porque aquela visita era para não ser tornada pública, lembrou ontem para este site, uim repórter que acompanha a vida do dia a dia da politica riograndense.


POUCOS "AMIGOS" NO ENTERRO

Como acontece com quem cai em desgraça, poucos políticos do tempo de poder foram ao velório e enterro de Maciel. José Otávio Germano não foi.Estava em Brasília, como deputado federal que é.

Os que compareceram foram João Luiz Vargas, Flávio Vaz Netto( um dos denun ciados pela juiza Simone Barbisan na Operação Rodin)o deputado Frederido Antunes( do PP, também envolvido na Operação Rodin)e Claudio Strassburger,

Ontem, alguns jornalistas comentavam o fato de alguns coleguinhas, colunistas políticas, noticiarem a " pobreza" franciscana atual de Maciel como uma forma de se penitenciar de tanto pau que deram na época de sua prisão.

Há quem ache que Maciel morreu pobre, porque gastou muito com a doença. Outros acham outra coisa....

Um coleguinha, ontem de manhã antes da coletiva do sinduscon, no plaza, comentava que Maciel, quando era diretor da CEEE no governo Yeda " mandava" carros solicitados pela secretaria de Minas e Energia:

- Ele tinha poder sim, disse este jornalista, que ocupa um importante cargo num jornal de muita circulação.

Recebo do Remindo

Que andava sumido. Agora sei, tava pesquisando....e o resultado tá aí!

Apesar de não te mandar uns textinhos, continuo leitor do teu blog.
Só que as vezes não identifico quem escreve o que. Para ficar mais claro aos teus leitores, acho que poderias colocar sempre um título, embaixo um por fulano e finalmente mais embaixo o texto.
Para te mostrar que não apenas cobro como também presenteio, vai abaixo um link de uma capa de revista para te fartares.
Mas cuida com o coração.
Abraços


http://www.hotimg.com/direct/uB7NX6f


Remindo Sauim

UM PODIA, NÃO QUIS; OUTRA QUER, NÃO PODE...


Por Carlos Chagas


Lula podia evitar a corrupção, e não quis, e Dilma quer, mas não pode. Os oito anos de leniência praticada pelo ex-presidente rendem agora frutos no governo Dilma. Querer, ela quer, mas não está podendo, ao menos como desejaria. Insurgem-se os partidos da base parlamentar oficial, com o PMDB à frente, chantageando o palácio do Planalto com greves na Câmara e ameaças à governabilidade. Quem abriu as portas para o partido que outrora derrubou a ditadura e agora derruba a ética? Com todo o respeito, foi o próprio Lula. Aceitou, ou melhor, estabeleceu as regras do jogo, permitindo que os partidos que o apoiavam ocupassem fatias da administração federal como se fossem capitanias hereditárias. Por isso, em vez de dispensar Wagner Rossi do ministério da Agricultura, a presidente da República obriga-se a renovar-lhe confiança e prestígio. Com o ministro do Turismo é só um pouquinho diferente: a lambança agigantou-se quando a pasta era administrada pelo PT e estendeu-se ainda mais ao ser entregue ao PMDB. Pedro Novais tem atrás dele José Sarney, como Wagner Rossi dispõe do vice-presidente Michel Temer.

Fazer o quê, no caso de Dilma Rousseff? Afinal, o ministério foi-lhe em grande parte imposto, pelo Lula ou pelos partidos que respaldam seu mandato. Resta-lhe assistir a imprensa investigando e denunciando, em paralelo aos órgãos de denúncia e investigação, como a Policia Federal, o Ministério Público e a CGU. Entre eles e a presidente existe um contrato não escrito mais ou menos na base do “vocês vão em frente e eu assisto”, mas não parece a solução mais eficaz. Para fazer tremer os corruptos e limpar a máquina pública seria vital que Dilma se encontrasse à frente das tropas, jamais na retaguarda, como se encontra.

INOPERÂNCIA E INEFICIÊNCIA

Os atuais líderes dos partidos governistas no Congresso entendem tanto de política quanto seus antecessores, isto é, absolutamente nada. Em vez de estarem barganhando cargos, nomeações, liberação de verbas e blindagem de seus ministros, deveriam estar elaborando planos e projetos para o país enfrentar a crise econômica e até levando o governo a alterar posturas e práticas administrativas. Seria a melhor forma de obrigar o Executivo a acoplar-se às suas concepções e interesses, em vez de ficar chantageando atrás de migalhas do poder.

Sabem quando começarão a trabalhar juntos a presidente Dilma, de um lado, e o PMDB, PT, PP e penduricalhos, de outro? Só quando o Sargento Garcia prender o Zorro, quer dizer, nunca. O resultado está sendo um governo em parte inoperante e um Congresso, no todo, ineficaz.

OS MELHORES DANÇARINOS

Voltaire sugeriu a Luís XV a melhor forma de compor um bom ministério: botar todos os candidatos a ministro para dançar e escolher os melhores dançarinos. Perguntado porque, explicou que antes de ingressar no salão os possíveis futuros ministros deveriam atravessar, desacompanhados, um corredor onde se acumulariam os tesouros reais, como pedras preciosas e moedas de ouro. Na hora da dança, os melhores dançarinos seriam os mais leves, os que tivessem abastecido menos os seus bolsos.

Caso a presidente Dilma decida mesmo reformular o ministério, lá para o fim do ano, melhor faria selecionando cidadãos sem o peso de inquéritos, processos e condenações, assim como desvinculados de ligações perigosas com grupos econômicos e partidos políticos. Senão mais competentes, seriam pelo menos mais leves na hora de gerir a coisa pública.

OLHAR PARA A CHINA

Insurge-se o senador Aécio Neves com o número elevado de ministros no atual governo: são 37, podendo chegar a 39 no fim do ano. Lembra que os Estados Unidos tem 15, e a França, 17. Não deixa de ter razão, em se tratando de desperdício de dinheiros públicos, mas seria bom que lembrasse dispor a China de 68 ministérios, nem por isso deixando de se constituir na economia que mais cresce no planeta. O número de ministros não é proporcional à eficácia dos governos, nem para cima nem para baixo. Melhor seria ficar nos critérios para a nomeação de cada um.

 

Dilma veta ganho real para aposentados e pensionistas que recebem mais de um salário mínimo.

Orçamento 2012: Dilma vetou o artigo que assegurava recursos orçamentários necessários ao atendimento da política de ganhos reais para as aposentadorias e pensões acima do salário mínimo.

A desculpa é sempre a mesma: falta de recursos.
Mentira deslavada.
Repetindo o que escrevi no texto da semana passada:
A Constituição de 1988 criou o Sistema de Seguridade Social, que compreende a Assistência Social, a Previdência Social e a Saúde. As receitas da Seguridade Social são:
- Receita Previdenciária Líquida (RGPS);
- Cofins Contribuição para o Financiamento da Seguridade Social ( Lei Complementar nº 70, de 30.12.1991);
- CSLL Contribuição sobre o Lucro Líquido (Lei 7.689, de 15.12.1988, que no seu artigo 1º diz que " fica instituída a contribuição social sobre o lucro das pessoas jurídicas, destinadas ao financiamento da seguridade social?)
- PIS/PASEP;
- Parte das contribuições sobre concursos de prognósticos; - Outras contribuições diversas;
- Recursos próprios do Ministério do Desenvolvimento Social;
- Recursos Próprios do Ministério da Previdência Social;
- Recursos próprios do Ministério da Saúde;
- Recursos próprios do FAT;
-Taxas de Órgaõs e Entidades;
- Contrapartida do Orçamento Fiscal para EPU Encargos Previdenciário da União.
Até 2008 havia a CPMF, que foi extinta.
Em 2008 o total destas receitas atingiu R$ 377.079.000.000,00 (bilhões, viu?), em números redondos. As despesas totalizaram R$ 310.779.000.000,00 (bilhões, viu?) tendo havido, portanto, um superávit, uma sobra de R$ 66.300.000.000,00 (bilhões, viu?).
Em 2009 as receitas atingiram a soma de R$ 392.826.000.000,00 (bilhões, viu?) , ao passo que as despesas totalizaram R$ 359.886.000.000,00 (bilhões, viu?), resultando num superávit de R$ 32.940.000.000,00 (bilhões, viu?).
Em 2010 tivemos estes números: Receitas R$ 458.626.000.000,00 (bilhões, viu?); despesas R$ 400.517.000.000,00 (bilhões, viu?); superávit R$ 58.109.000.000,00 (bilhões, viu?)
Onde foi parar o superávit?
Já ouviram falar na DRU? Desvinculação das Receitas da União? DRU esta que tem como finalidade contribuir para a formação do superávit primário, a economia para pagar os juros da dívida.
De 2005 até 2010 foram retirados do Sistema de Seguridade Social, via DRU, R$ 228.743.000.000,00 (bilhões, viu?).
Dinheiro este que poderia ir para a Assistência Social, Previdência Social (dando aumento maior para aposentados e pensionistas quem ganham mais que o mínimo, pois, na marcha que vai, em breve todos estarão recebendo apenas um salário mínimo) e Saúde.
A defasagem, a perda, das aposentadorias, em relação aos que recebem acima de um salário mínimo, no governo FHC foi de 18,77%.
No governo Lula foi de 42,27%.
No governo Dilma, em 2011, o aumento do salário mínimo foi de 6,86%, ao passo que os que recebem mais que o mínimo tiveram 6,47% de aumento, ocorrendo, mais uma vez, embora pequena, uma defasagem de 0,39%.
E em 2012, como será? Segundo o eterno enrolador de aposentados, Paulo Paim (não conseguiu nada de importante nos oito anos do governo Lula, do PT, seu partido), para quem ganha até um salário mínimo o aumento será entre 13% e 14%. Para os demais, que ganham acima do mínimo, se não houver negociação, ficará pela metade, ou seja, aumentando a defasagem.

CORRUPÇÃO: De acordo com o relatório Corrupção: Custos Econômicos e Propostas de Combate, do Departamento de Competitividade e Tecnologia da Federação das Indústrias de São Paulo (Fiesp), de 13/05/2010, atualizado em 10/04/2011, o preço da corrupção custa para o Brasil entre R$ 41,5 e R$ 69,1 bilhões por ano.

Como citei lá em cima, os superávits da Seguridade Social ficaram, nos três últimos anos, entre R$ 32,9 bilhões e R$ 66,3 bilhões. Comparemos com os valores da corrupção e veremos que, se não ocorresse esta roubalheira toda, tudo seria melhor, havendo dinheiro suficiente para a saúde, aumento real das aposentadorias, etc.

SERGIO OLIVEIRA
CHARQUEADAS - RS

Legalidade e Copa do Mundo em destaque nesta quinta

Os 50 anos da Legalidade serão marcados pela Câmara Municipal de Porto Alegre na sessão ordinária desta quinta-feira (18/8). O jornalista Juremir Machado da Silva deverá ocupar o período de Comunicações Temáticas da sessão, às 14 horas, para discorrer sobre esse evento. Juremir é colunista do jornal Correio do Povo, professor da Famecos da PUCRS, e autor de diversos livros entre os quais Vozes da Legalidade - Política e imaginário na era do rádio.

Também na quinta-feira, à noite, a professora Raquel Rolnik deverá palestrar sobre o tema A Copa do Mundo e o desrespeito aos direitos de cidadania. Raquel, professora da Faculdade de Arquitetura da USP e relatora da ONU para Moradias Dignas, falará a partir das 18h30min. Ambos os eventos terão por local o Plenário Otávio Rocha do Palácio Aloísio Filho, sede do Legislativo municipal, na Avenida Loureiro da Silva, 255.

Assessoria de Imprensa CMPA

Romance forense
|
Do site Espaço Vital

Esta aconteceu na Zona Sul do Estado. Trabalhador de um pequeno município das redondezas, ingressou com reclamatória na 1ª Vara do Trabalho de Pelotas, requerendo direitos referentes a dez anos de trabalhos remunerados com "perna de anão". Foi vitorioso na sentença, houve recursos do reclamado até o TRT e o TST, protelando o desfecho por sete anos. Até que, na execução, foram depositados os valores, algo próximo dos R$ 15 mil.

O advogado do reclamante recebeu o alvará, mandou correspondência para seu cliente informando, e marcou data para entrega dos valores, já descontados os justos honorários.

- "Gostaria de receber em dinheiro e não em cheque, porque não tenho conta bancária" - pediu o reclamante, por telefone.

No dia marcado, 11 e meia da manhã, foi feita a entrega do dinheiro com a recomendação de que o cliente se cuidasse e fizesse bom uso do justo valor que recebera. Depois de muitos agradecimentos, o homem saiu para usufruir do seu ganho, não sem antes mostrar ao advogado que distribuíra o dinheiro em quatro bolsos e numa carteira-capanga.

Saiu dali e foi comemorar almoçando num dos bem freqüentados restaurantes da cidade.

Por volta das 15h. do mesmo dia, o trabalhador muito assustado, vestindo outra roupa (precária - dava para perceber) retornou ao escritório do procurador, e nervosamente falou:

- Doutor, fui roubado! Levaram todo meu dinheiro.

O advogado pediu que o cliente se acalmasse e contasse o que acontecera.

- Pois é, doutor, depois que recebi o dinheiro, fui almoçar e, na hora de pagar a conta, tirei o maço de dinheiro que estava num dos bolsos e paguei no caixa. Quando eu estava saindo veio uma moça bonita. Disse que achava que me conhecia. Falou que me achava simpático e que ela estava muito carente. E me convidou para ir em um hotel perto, pra gente conversar mais intimamente.

O advogado ficou embasbacado e fez cara de pena. O cliente puxou fôlego e continuou o relato:

- Logo que chegamos no quarto, demos uns amassos, eu comecei a ficar suado. A moça pediu que eu tirasse a roupa e falou para que eu fosse no banheiro tomar uma ducha. Disse que eu caprichasse no banho e voltasse bem cheiroso pra ela. Chegou a me dar um vidrinho de perfume, que tirou da bolsa.

Nesse ponto, o relato é interrompido por choro. A secretária traz um copo d´água e ajuda o cliente para prosseguir.

- E daí, o que aconteceu depois? - questiona o advogado.

- Tomei ´aquele banho´, abri a porta e no quarto não ´tavam´ nem a moça, nem minhas roupas e nem meu dinheiro. Ela chegou a levar os meus sapatos e me deixou só as meias. Chamei o pessoal do hotel, contei o caso, ficaram com pena de mim e conseguiram estas peças usadas para que eu viesse até aqui.

Pediu, então, ao advogado, apenas o dinheiro da passagem para voltar à sua terra. O profissional condoído acedeu e ainda acompanhou o cliente a uma loja, onde lhe comprou dignas e novas peças de roupa.

Visivelmente constrangido o homem agradeceu, foi embora, e nunca mais voltou.

O advogado conta que, até hoje, tem uma dúvida: o que o seu cliente terá dito para a esposa?

Nos anais do escritório de Advocacia ficou uma história: o caso do reclamante duplamente pelado - sem roupa e sem grana.

De S. Borja

recebo do colega Arce este recado tipico de redação

" requentando" = pegando dados de outra matéria e reescrevendo...


Estou requentando matéria para esta quarta-feira da programação da Câmara dos 50 anos da Legalidade em que o amigo e colega é palestrante. Espero prestigiá-lo em mais esta sua visita à São Borja. Acredito que tem muito a falar sobre Getúlio, Jango e a Legalidade. Boas vindas dia 24 de agosto!
Edson Arce MTb 15015 - Folha de Sao Borja

Museu e biblioteca do IGTF reabrem as portas


A Fundação Instituto Gaúcho de Tradição e Folclore, instituição vinculada à Secretaria de Estado da Cultura, vai aproveitar as comemorações do Dia Internacional do Folclore, que ocorre dia 22 de agosto, para reabrir o Museu do Som Regional Edson Otto e a Biblioteca Glaucus Saraiva. O retorno das atividades permitirá o acesso do público à memória cultural que contribuiu para a formação da identidade do Rio Grande do Sul.
Fechados à visitação nos últimos anos, a reativação exigiu a contratação de funcionários qualificados, que trabalharam na organização e catalogação de todo o acervo da instituição.
Satisfeito com a reabertura, o presidente do IGTF, Rodi Pedro Borghetti, salienta que o museu e a biblioteca são o resultado do empenho de várias diretorias e dos servidores que souberam valorizar e conservar esse material com o cuidado técnico adequado.
Já o diretor técnico do IGTF, Claudio Knierim, adianta que as novidades não param por ai. Ele explica que a idéia é modernizar, agilizar e facilitar a pesquisa do nosso folclore e cultura através da digitalização dos conteúdos da biblioteca e das músicas do museu.
Localizados na sede da FIGTF, o museu e a biblioteca têm como finalidade atuar na área da pesquisa e divulgação da cultura popular sul-riograndense. Através do acervo de livros, monografias, LPs, CDs e outros materiais, a instituição objetiva continuar facilitando o trabalho de artistas, pesquisadores, acadêmicos, produtores, programadores e público em geral.
Museu do Som Regional Edson Otto ? Inaugurado em 1999, disponibiliza um acervo com cinco mil títulos da discografia de grupos e conjuntos, músicos e interpretes, festivais nativistas, folclore platino, etno-música e diversas seleções musicais. São CDs, LPs, fitas cassetes, DVDs e vídeos relacionados à música regional e memória da produção do folclore, dança e artes em geral. O espaço possui documentação sobre os festivais, como recortes de jornais, ficha de inscrição, letras das músicas, cartazes, folders, regulamentos, fichas técnicas e informativos. Entre os destaques do museu, o disco Danças Gaúchas, de Inezita Barroso, lançado em 1954 em 10 polegadas pela gravadora Copacabana, além de LPs de José Mendes, Teixeirinha, Cenair Maicá e Noel Guarani, entre outros. Coordenação Marco Araujo.
Biblioteca Glaucus Saraiva - Oferece quatro mil exemplares dedicados ao folclore e tradicionalismo, com destaque para a cultura, dança, costumes, vestimentas, música e informações sobre escritores e artistas. A hemeroteca dispõe de matérias publicadas em jornais e revistas sobre esses assuntos. Além disso, o espaço herdou o acervo da antiga Faculdade de Música Palestrina. São três mil monografias do curso de Arte e Folclore. A Glaucus Saraiva possui obras interessantes e algumas raridades como o Dicionário do Folclore do Brasil, de Luis Câmara Cascudo, de 1962 e o Manual de Dança Gaúcha, de Barbosa Lessa e Paixão Côrtes, de 1962 e La Música en El Uruguay, de Lauro Ayestarán, de 1953. Responsável técnica bibliotecária Jeanice Ramos.
Endereço FIGTF - Centro Administrativo Fernando Ferrari, sala 10 ? Avenida Borges de Medeiros, 1501, Porto Alegre. Telefone (51) 3228.1711. Email presidência.igtf@via-rs.net.
Horário de atendimento - De segunda-feira à sexta-feira, das 9h às 17h30min.
Glaucus Saraiva - 1921/1983 - Natural de São Jerônimo, poeta músico, compositor e professor de folclore. Ao lado de Paixão Cortes e Barbosa Lessa foi fundador do 35 CTG e elaborador da Carta de Princípios do Movimento Tradicionalista, do qual organizou toda a nomenclatura. Ideólogo do tradicionalismo, idealizou o IGTF, sendo seu primeiro diretor técnico.
Edson Otto - 1937/2004 - Natural de Carazinho, cantor, poeta e compositor nativista. Ex-diretor do IGTF, primeiro presidente da Confederação Brasileira de Tradição Gaúcha, ativo colaborador do MTG, foi um dos fundadores da Califórnia da Canção Nativa de Uruguaiana. Em 1979 ganhou a Calhandra de Ouro como intérprete da música ?O Esquilador?.

Rita Escobar - Mtb 6079
Assessoria de imprensa IGTF

De São Borja

Saúde – A localidade de Mercedes vai ganhar uma unidade básica de saúde que será instalada na região de Antonio Molina Weber e contará também com gabinete odontológico. O atendimento será prestado pela equipe móvel do ESF 13. A inauguração do prédio será dia 23 de agosto, as 10 horas da manhã. Para a construção foram investidos cerca de R$ 20 mil para pintura e reforma do prédio. A unidade vai garantir o atendimento à 250 famílias que moram na região.



Senadores pregam ‘ética’, mas não assinam CPI


Senadores de vários partidos reiteraram ontem o compromisso com a ética, até pregaram uma “frente anticorrupção”, mas, na prática, a teoria é diferente: convidados a assinar a criação de CPI para investigar as irregularidades que criticam, os senadores Cristovam Buarque (PDT-DF), Paulo Paim (PT-RS), Kátia Abreu (DEM-TO), Pedro Simon (PMDB-RS) e Zezé Perrela (PDT-MG) desconversaram.
do blog do CH

é o tal do batom em cueca( comentário do editor deste site)

Do blog do Lauro Dieckamnn


Mazelas Porto-Alegrenses - O descaso com a população


A segunda-feira não foi fácil para quem mora pelo entorno da João Pessoa e Venâncio Aires. De manhã, a confusão era na João Passsoa. Onze horas e o corredor de ônibus estava fechado para fazerem remendos no asfalto. Na Venâncio, a coisa começou pelas duas da tarde. Ora, a cidade anda com trânsito caótico a qualquer hora do DIA, pois não adotam nem soluções paliativas para dar conta do aumento do número de veículos que aconteceu nos últimos anos. Não é nada exagerado, mas como nunca houve preocupação dos administradores, um leve aumento na frota acarreta os problemas que estão ocorrendo. Diante desta situação, pelo menos deveriam efetuar os consertos na pavimentação durante a noite, pois a partir das 20h a cidade morre (fora a Lima e Silva nas quintas, sextas e sábados, quando faz bom tempo). Sim, a mão de obra à noite custa mais caro, mas, frente a situação de caos total no trânsito durante o dia, é um custo que tem ser suportado pela Prefeitura (aquela história da cigarra que não fez o que devia no verão etc....
As fotos a seguir são do desastre de segunda-feira:


Na Venâncio Aires, no início da tarde


Na João Pessoa, no fim da manhã (desviaram os ônibus para as pistas laterais, ficou um horror!)

Do correspondente ( informal e sem vinculo empregatício Adriano Mazzarino, até porque a matéria é produzida pela assessoria das prefeituturas) - o editor

Manifestação pró-duplicação da BR 386 no trecho Lajeado - Tio Hugo
mobiliza região

FOTO DE RAFAEL SCHEEREN GRÜN

LAJEADO - A manhã da segunda-feira (15), foi marcada por mais uma
mobilização de autoridades do Vale do Taquari com o intuito de chamar a
atenção do Governo Federal para a necessidade de duplicação do trecho
de 134 km de extensão da BR 386, ente os municípios de Lajeado e Tio
Hugo. Reunidos, prefeitos, secretários municipais, vereadores,
representantes de sindicatos e entidades de classe, como Associação
Comercial e Industrial de Lajeado (Acil) e Câmara de Dirigentes Lojistas
(CDL) de Lajeado e região, levantaram faixas pró-duplicação em frente
ao posto da Polícia Rodoviária Federal (PRF) no município.
Participando da manifestação e ajudando na entrega de folhetos
informativos e adesivos pró-duplicação, o secretário de Governo de
Lajeado, Isidoro Fornari Neto, destacou a importância da obra
reivindicada, tanto do ponto de vista econômico quanto da segurança.
"Queremos salvar vidas", afirmou Fornari, lembrando que há vários
pontos críticos na extensão a ser duplicada e em Lajeado está o
segundo ponto mais crítico em acidentes no país. Além disso, ressaltou
a importância da rodovia para o escoamento de boa parte da produção do
Estado.

"Essa manifestação é fundamental para mobilizar a população em favor
da duplicação da rodovia mais importante do Estado", afirmou o prefeito
de Fazenda Vilanova e presidente da Comissão Pró-Duplicação, José
Luiz Cenci. Segundo ele, a duplicação do trecho de 134 km de extensão
da BR 386, entre os municípios de Lajeado e Tio Hugo, beneficiaria
direta e indiretamente 238 municípios do Estado do Rio Grande do Sul.
"É quase metade do Estado. Vocês, da imprensa, também são
indispensáveis para buscarmos o engajamento de todos", frisou Cenci.
Mesmo que a manifestação de uma hora tenha contrubuído para tornar
mais lento o tráfego nas proximidades do posto da PRF, era visível a
aprovação de caminhoneiros, motoristas de veículos leves e
motociclistas para o ato. Com o dedo polegar erguido, muitos deles
demonstraram seu apoio no engajamento pela duplicação.

Assessoria de Comunicação Social Prefeitura de Lajeado

Do correspondente informal (sem emprego formal) Mazzarino, desde o Vale do Taquari

Duplicação da BR 386

Foto Iasmine Schwingel

Foto Iasmine Schwingel

Cinco locais mobilizam os motoristas pela causa da duplicação

A campanha de duplicação da BR 386, no trecho de 134 quilômetros entre
Lajeado e Tio Hugo, ganhou a força da população nesta segunda-feira,
dia
15. Isto porque cinco municípios situados à beira da rodovia (Lajeado,
Soledade, Carazinho, Tio Hugo e Iraí) realizaram simultaneamente, a
partir das 10h, movimentos de adesivação nos veículos com a campanha
"Duplicação é a Solução" e distribuíram juntos, cerca de 5.650
adesivos.

Em Lajeado, cerca de 30 lideranças locais e regionais, entre prefeitos,
secretários municipais, presidentes de entidades, imprensa e inclusive
da deputada estadual Zilá Breitenbach, reuniram-se em frente ao posto da
Polícia Rodoviária Federal (PRF) para distribuir adesivos e folders
informativos. De acordo com o presidente da Comissão Pró-Duplicação,
José Luiz Cenci, foi gratificante perceber a receptividade dos
motoristas. "Nós entregávamos os adesivos da duplicação e eles nos
respondiam: 'É isso aí! Tem que duplicar esta rodovia!' ", destaca.
Cenci lembra ainda que entre vários motivos de duplicar este trecho da
BR 386, está o número de acidentes. "Solicitei um relatório da PRF em
que consta que, de janeiro de 2007 até junho de 2011 aconteceram 1.992
acidentes com 71 mortes no trecho Lajeado -- Tio Hugo", justifica.

Em Iraí, o quilômetro 01 da BR 386 recebeu cerca de 20 lideranças que
adesivaram aproximadamente 500 veículos, no Posto Fiscal. A
coordenação
foi da prefeitura e o movimento seguiu até às 13h30. Na cidade de Tio
Hugo, os cerca de 40 servidores da prefeitura participaram do movimento,
que distribuiu 350 adesivos, aproximadamente, e seguiu até às 11h30. O
Sindicato dos Transportadores de Carazinho foi o responsável pela ação
na cidade, que reuniu prefeitos, vereadores, presidentes de entidades e
imprensa, seguiu até às 12h e distribuiu cerca de 300 adesivos. Já em
Soledade, a Administração Municipal mobilizou aproximadamente 1000
pessoas em frente à PRF local, sendo que foram distribuídos cerca de
2500 adesivos. O movimento foi até às 12h.

Iasmine Schwingel
Assessoria de Comunicação Social
Prefeitura de Fazenda Vilanova


Instalada Comissão da Copa, presidida por Postal

Esta o correspondente do Vale do Taquari mandou também.
É que lá é região do deputado Postal e ele recebeu pra colocar na sua prestigiosa coluna de vários jornais...Já sei o Mazza é o nosso carlos chagas.


FOTOS Vinícius Reis

Instalada a Comissão Especial de acompanhamento das obras da Copa do
Mundo de 2014

Agência de Notícias da Assembleia Legislativa

O presidente da Assembleia Legislativa, deputado Adão Villaverde (PT),
instalou e deu posse aos integrantes da Comissão Especial de
acompanhamento das obras da Copa do Mundo de Futebol de 2014, no final da
tarde de segunda-feira (15), no Salão Júlio de Castilhos. A criação
da comissão especial, proposta pelo parlamentar Alexandre Postal (PMDB),
foi aprovada em plenário no dia 2 de agosto. Na cerimônia, o chefe do
Legislativo estadual destacou a relevância do órgão técnico na
preparação do evento. "Esta iniciativa representa a compreensão de que
o Parlamento tem um papel importante neste processo, como fiscalizador e
facilitador, para que o Rio Grande do Sul, não somente entre, mas
também saia deste evento, como uma grande referência", afirmou
Villaverde.
Autor do requerimento, Alexandre Postal será o presidente da comissão,
que terá como vice, o deputado João Fischer (PP) e como relator Paulo
Odone (PPS). "Não quero que Porto Alegre seja a cidade mais adiantada
nem a mais atrasada. Precisamos estar prontos em 2013, para recebermos a
Copa das Federações. Queremos ser o elo de ligação das prefeituras e
dos governos estadual e federal. Na primeira reunião faremos o
levantamento do trabalho, das audiências e das vistorias, para que em
dezembro possamos apresentar ao povo gaúcho os resultados", enfatizou
Postal.
Em seu pronunciamento, o secretário Municipal da Copa, João Bosco Vaz,
lembrou das exigências feitas pela Fifa para a Copa ser realizada no
Brasil. "A Fifa exige apenas duas coisas: estádios e aeroportos. Se
nenhuma obra ficar pronta, ainda assim a Copa sairá em Porto Alegre. As
obras de mobilidade urbana formam o chamado legado que ficará para as
cidades", explicou Vaz. Já o secretário de Estado de Esporte e Lazer,
Kalil Sehbe, definiu a Copa de 2014 como o evento dos desafios e
oportunidades. Também pronunciaram-se o deputado e presidente do Grêmio
Foot-Ball Porto Alegrense, Paulo Odone; e o presidente Sport Club
Internacional, Giovanni Luigi.
Composição
São membros titulares da comissão os deputados Alexandre Leindemeyer
(PT), Daniel Bordignon (PT), Nelsinho Metalúrgico (PT), Alexandre Postal
(PMDB), Giovani Feltes (PMDB), Frederico Antunes (PP), João Fischer
(PP), Dr. Basegio (PDT), Gilmar Sossella (PDT), Cassiá Carpes (PTB),
Lucas Redecker (PSDB) e Paulo Odone (PPS).
São suplentes os parlamentares Luis Lauermann (PT), Valdeci Oliveira
(PT), Raul Pont (PT), Álvaro Boessio (PMDB), Maria Helena Sartori
(PMDB), Adolfo Brito (PP), Mano Changes (PP), Alceu Barbosa (PDT),
Juliana Brizola (PDT), Jurandir Maciel (PTB), Adilson Troca (PSDB) e
Luciano Azevedo (PPS).
Presenças
Também estiveram presentes no ato de instalação os deputados Jurandir
Maciel (PTB), Cassiá Carpes (PTB), Lucas Redecker (PSDB) e Valdeci
Oliveira (PT); secretário de Estado do Esporte e Lazer, Kalil Sehbe;
representante do Ministério Público, promotor César Luís de Araújo
Faccioli; prefeito de Santo Antônio da Patrulha, Daiçon Maciel da
Silva; representante do Tribunal de Contas, Gerson Fonseca; vereador de
Porto Alegre, Reginaldo Pujol; e representantes de outros órgãos
públicos e privados.
Funcionamento das comissões especiais
Conforme o Regimento Interno da ALRS, as comissões especiais têm o
propósito de analisar matéria relevante não prevista entre as
competências das comissões permanentes. A criação do órgão técnico
deve ser aprovada pelo plenário. O prazo para o funcionamento é de 120
dias, sem prorrogação, contados a partir da instalação. A indicação
dos membros titulares e suplentes é feita pelos líderes das bancadas
com representação na Casa. Ao final dos trabalhos, a comissão especial
deve apresentar um relatório com vistas a regular legislativamente a
matéria analisada ou encaminhar sugestões ao órgão competente.

Celso Luiz Bender

Assessor de Comunicação

Gab. Dep. Alexandre Postal

DE SERAFINA

PREFEITO CONTRATA EMPRESA
PRA RECOLHER LIXO

NO FINDI, QUE ESTIVE EM SERAFINA, O LIXO SE ACUMULAVA ....AOS MONTES POR TODA A CIDADE....SÓ SE VE SAQUINHO DE PLASTICO NA RUA, COMENTAVAM. NA FRENTE DO EGIDIO CHIARELLO, EX-PREFEITO, NA RUA ORESTES ASSONI, HAVIA UMA LIXEIRA QUE MERECIA UMA FOTO DE TANTO LIXO QUE TINHA DENTRO. IA SER PRA CONCURSO.

MAS O PREFA HAVIA PROMETIDO QUE ACABARIA COM ISTO, 15 DIAS ATRÁS NO SEU PROGRAMA DA RÁDIO ROSÁRIO, AOS SABADOS....

E JÁ ESTÁ CONTRATANDO UMA EMPRESA PARA TAL, PORQUE A QUE FAZIA ESTAVA ROMPENDO O CONTRATO. ERA UMA EMPRESA DE MARAU, SE NÃO ME ENGANDO.

O QUE LI NOS JORNAIS

PÔ, A REVISTA AMANHÃ CONSEGUIU TROCAR AS LEGENDAS DE UMA MATERIA 500,OU SEJA, DA CASA. FIZERAM A CORREÇÃO NA PRESENTE EDIÇÃO...ISTO GERALMENTE DÁ DEMISSÃO...

O que li nos jornais


clique na imagem para ler

AMANHÃ COMPLETOU 25 ANOS DE UMA EXISTÊNCIA. SEMPRE EDITADA PELA PLURAL, ELA NASCEU DENTRO DA fiergs, COMO CONSEQUENCIA DE UM SEMINÁRIO FEITO NA ENTIDADE. iNICIALMENTE ERA UMA PEQUENA REVISTINHA, FEITA PELO BICUDO( ELMAR BONES) E PELO pOLYDORO( OS DOIS FORAM COLEGAS NA COOJORNAL).

nA VERDADE, A AMANHÃ É UM FRUTO DA COOJORNAL, EMBORA SEU PUBLISHER, NO CASO O POLYDORO, NÃO GOSTE QUE SE DIGA ISTO. MAS ELA NASCEU COMO DECORRÊNCIA DE TODO UM TRABALHO FEITO NA COOJORNAL.

PARABENS A REVISTA AMANHÃ PELOS SEUS 25 ANOS.

E NESTE NÚMERO TEM UMA MATÉRIA MUITO BOA SOBRE O FUNDADOR DE UMA COOPERATIVA, NO PARANÁ.


O QUE LI NOS JORNAIS

NO OPINIÃO MANDADO PELO MAZZARINO, UM TIPICO JOGO DE FUTEBOL DO INTERIOR. NO BARRO MESMO. ME LEMBREI DAS PELADAS DO GAUCHO DE SERAFINA, ONDE O SERGINHO ROS IA JOGAR PELO FORTES E LIVRES E NUNCA LEVAVA. PERDIA SEMPRE....

TODOS OS HOMENS DO ANTONINHO....

O CELSO ROSA MANDOU DIZER QUEM SÃO OS COLEGUINHAS AÍ DA FOTO. MAS NÃO MANDOU DIZER O LOCAL, QUE EU SUSPEITO SEJA A SEDE DA ACEG, QUE NUNCA CONHECI....EMBORA AGORA SEJA SÓCIO...

ENTÃO DA ESQUERDA PARA A DIREITA, O ANTONINHO, CELSO ROSA jORGE OLAVO CARVALHO, ESTANISLAU( O DE CHAPÉU, NÃO CONHECI O COLEGA) ERNI QUARESMA, O FAMOSO QUA-QUA DO ROMANCE DO SCOTTO, - NESTA EPOCA O QUARESMA ERA DA FOLHINHA, UMA RIVAL DA FOLHÃO DA TARDE, MAS ESTAVA NA FESTA, COMO " DIREITOSO" QUE SEMPRE FOI, ADROALDO BACHIERI, TIBÉRIO VARGAS RAMOS, JOÃO ALBERTO PINTO.

ATENÇÃO LEITORES: HAVIA UMA SUBSTANCIAL DIFERENÇA, A MEU VER, LÓGICO, ENTRE O MODO COMO A FOLHA DA TARDE TRATAVA AS MATERIAS DE POLICIA E A FOLHA DA MANHÃ, QUE TINHA DIGAMOS UM CONTEUDO MAIS SOCIAL, EMBORA NÃO DEIXASSE DE SER JORNALISTICO, SENDO ESTE SEMPRE O CRITÉRIO. MAS NÃO FOI POR ACASO QUE 20 E TANTOS JORNALISTAS SAIRAM DA FOLHINHA DA MANHA EM 1975 POR CAUSA DE UMA MATERIA DO CACO BARCELLOS EM QUE ELE CONTAVA QUE NUMA DELEGACIA DE POLICIA DA GRANDE PORTO ALEGRE - ALVORADA OU CANOAS - OS POLICIAIS JOGAVAM BOLA COM A CABEÇA DE UM PRESO( JÁ MORTO, CLARO) E QUE O FOTOGRAFO QUE ACOMPANHAVA O CACO NÃO QUIS FAZER A FOTO PREVENDO QUE DARIA ROLO NO III EXERCITO, CLARO.

HAVIA UMA GRANDE DIFERENÇA ENTRE COMO A FOLHA DA TARDE E A FOLHA DA MANHÃ, EMBORA DOS MESMOS DONOS, TRATAVAM OS ASSUNTOS POLICIAIS.

VALTAIR SANTOS, DA COLETIVA NET.


Por Poti Silveira Campos

Aos 67 anos, Valtair Santos mantém uma excelente memória. Relembra partidas ocorridas há cinco décadas, repete escalações, a equipe médica e os bandeirinhas. Se facilitar, aponta até mesmo quem teriam sido os gandulas. Além da capacidade mental para recordar nomes e acontecimentos, foi testemunha e personagem importante da cobertura de futebol no Estado nos últimos cinquenta anos. Profissional de três mídias – jornal, rádio e TV –, ele se diz aposentado, mas, certamente, ainda tem história muito para contar – e não só de futebol.

No dia 31 de agosto de 1963, por exemplo, Valtair tinha 19 anos e era locutor, desde 1960 – ele começou aos 16 anos –, na Rádio Santa Cruz. Naquela tarde, chegou ao estúdio da emissora sem imaginar que assistiria a um dos mais rumorosos crimes já ocorridos no Estado – o assassinato do deputado estadual Euclydes Kliemann (PSD). O político, que ainda vivia a dor da morte da mulher – a bela Margit também havia sido assassinada, pouco mais de 14 meses antes, no dia 20 de junho de 1962 –, levou um tiro de calibre 38 no peito. O autor do disparo foi o vereador Floriano Peixoto Karan Menezes (PTB), o Marechal. No microfone da Rádio Santa Cruz, o trabalhista discursava palavras ofensivas a Kliemann, que invadiu o estúdio, mão esquerda erguida – como quem diz “pare” – e proferindo as últimas palavras – “Essa não”. Marechal levantou da cadeira, sacou o Smith & Wesson e atingiu o coração do deputado.

“Euclides Kliemann teria sido governador do Estado”, avalia Valtair, que acredita que o crime foi premeditado, ao contrário do que afirmava a defesa do vereador – um ato instintivo de defesa, ao supor que o adversário político pretendia atacá-lo fisicamente. Valtair conversava com Kliemann em outro recinto da rádio quando o parlamentar decidiu invadir o estúdio. “Não tive nem tempo de dizer ‘deputado, onde o senhor vai?”, relata. Mais tarde, naquele mesmo sábado, a pedido do jornalista Dilamar Machado, morto em 2001, o jovem locutor Valtair, em boletim na Rádio Gaúcha, noticiou ao Rio Grande do Sul o crime que testemunhara.

O pão que o diabo amassou

O trabalho chegou cedo à vida de Valtair. “Sou de família pobre. Comi o pão que o diabo amassou”, diz o mais jovem dos cinco filhos do casal José Rodrigues dos Santos e Maria Enedina dos Santos, funcionários de uma fábrica de fumo em Santa Cruz do Sul. José Rodrigues era capataz. “Acima dele, na fábrica, somente os donos.” Mais tarde, depois de presenciar e testemunhar sobre ato de violência contra um colega, o pai deixou o emprego e se tornou agricultor. Tempos difíceis para Valtair, que logo partiu em busca de emprego. A Rádio Santa Cruz foi a primeira oportunidade.

Ficou até 1965 na terra natal. Veio para Porto Alegre em 1965, por recomendação do jornalista Estevam Romano, que trabalhava na Rádio Difusora, hoje Band. E lá se foi Valtair para a Difusora. Mais cinco anos. No período, no entanto, também ingressou em Zero Hora – em 1967. Três anos depois, foi para a Rádio Gaúcha a convite de Jorge Alberto Mendes Ribeiro (1929-1999). Naquele mesmo ano, porém, Maurício Sirotsky decidiu praticamente fechar a editoria de esportes da emissora. Valtair foi, então, encarregado de cuidar da cobertura esportiva (leia-se futebol) da TV Gaúcha, hoje RBS TV. Ele era a equipe de um homem só. Acima estava o chefe da programação, José Antônio Daudt (1940-1988).

Assim como a rádio, a TV Gaúcha não transmitia jogos na época – exceto para um público muito, muito especial. Nada menos que o general Emílio Garrastazu Médici (1905-1985), presidente do Brasil entre 1969 e 1974, num dos períodos mais duros da ditadura militar. Médici e o então ministro da Casa Civil, João Leitão de Abreu (1913-1992), eram gaúchos e gremistas. Quando havia jogos do time tricolor no Estado, a TV Gaúcha fazia uma gentileza muito especial para os mandatários. Valtair tinha de se desdobrar para dar conta do trabalho, que incluía reportagens, comentários e, evidentemente, locução. O problema é que não havia locutor.

Com microfone, mas sem dinheiro

“No primeiro jogo, o Mendes Ribeiro não apareceu para fazer a locução”, relembra – havia, naquele momento, um desentendimento entre Mendes e Sirotsky. A solução veio com um locutor que trabalhava, então, para a Rádio da Universidade – Celestino Valenzuela. “Dinheiro não tem, mas tem microfone para ti na rádio”, disse Valtair a Celestino, depois de receber carta branca de Sirotsky para convidar o funcionário federal – desde que não houvesse despesa, é claro. Celestino foi, ficou e, com a retomada da cobertura de futebol nas emissoras da Gaúcha, acabou se tornando um dos maiores narradores esportivos do Estado.

Valtair ficou 10 anos na Rádio Gaúcha. Saiu de lá em 1980 para trabalhar na TV Difusora, que havia sido adquirida pelo Grupo Bandeirantes. Na emissora, além de microfone, havia dinheiro. “Eu ganharia cinco vezes mais”, relembra o profissional, que assumiu a chefia de esporte. A casa reunia nomes de muito prestígio, como Daudt, Tatata Pimentel, Renato Pereira, Cláudio Britto, Lauro Quadros, Larry Pinto de Faria, Sérgio Schueller, José Fontela, Magda Beatriz, Sérgio Jockymann, Tânia Carvalho e José Fogaça. Em 1982, Valtair deixou a emissora e Zero Hora para se dedicar a uma atividade até então pouco desenvolvida no setor de comunicação no Estado: assessoria de imprensa.

No caso, ele iria assessorar a Federação Gaúcha de Futebol (FGF) e um dos mais notórios presidentes da entidade, Rubens Hoffmeister, morto em 2001. “O salário era bom, e a responsabilidade, alta”, diz Valtair. Bem alta. Além de cuidar das coisas de comunicação – nesse sentido, Valtair vinha colaborando com Hoffmeister desde 1977 –, o jornalista acabou cuidando inclusive de questões administrativas da federação e até mesmo da Confederação Brasileira de Futebol (CBF) – foi supervisor das categorias de base da instituição nacional entre 1983 e 1986.

Cartolinha, mas com muito orgulho

Para colegas de imprensa, a aproximação de Valtair com a FGF e com a CBF era motivo de críticas. “Havia quem me chamasse de ‘Cartolinha’, mas eu me orgulho de ter sido um dos pioneiros em algo que hoje dá emprego para muita gente, que é a assessoria de comunicação profissional na área esportiva”, destaca Valtair. Cartola ou cartolinha, o jornalista voltou às emissoras de rádio e de TV em 1986, desta vez na Rádio Farroupilha. Depois, passou algum tempo envolvido em um negócio mal-sucedido com a Rádio Tupi, de São Paulo. Aposentado, foi convidado a organizar a assessoria de comunicação das Centrais de Abastecimento do Rio Grande do Sul S.A (Ceasa RS), no governo Pedro Simon (1987-1990). A tarefa, contudo, logo evoluiu para algo bem maior.

Pouco depois de chegar à Ceasa, Valtair foi levado para a comunicação da Secretaria da Agricultura. Na pasta, um dos primeiros desafios, praticamente o batismo de fogo na nova função, foi enfrentar uma invasão da sede da secretaria, no Bairro Menino Deus, em Porto Alegre, por agricultores de Capela de Santana. “Dei uma de macho. Cheguei lá e dei cinco minutos para desocuparem o prédio”, relata. Depois, negociou e se saiu bem. Tão bem que acabou se tornando titular da Secretaria do Funterra no Estado – o equivalente a um secretário de reforma agrária.

Hoje, é um empresário. Dedica-se ao ramo de turismo desde 2001, quando decidiu abrir uma pousada. A ideia original era se estabelecer em Santa Catarina, mas, orientado por um empreendedor do ramo no Estado vizinho, acabou optando pela Serra Gaúcha: comprou uma área de terra de 13 mil metros quadrados em Canela. A construção das instalações demorou três anos até ser concluída. A operação durou de 2007 a 2010. Recentemente, vendeu o negócio: “Dá dinheiro, mas também dá muito trabalho”.

Um cara dedicadíssimo à família

Casado há 41 anos com a dentista Elvira Maria Kaizer dos Santos, Valtair diz ser “um cara dedicadíssimo à família”. O casal tem três filhas – Cristina, 40 anos, Suzana, 36, e Denise, 33 – e vive num casarão no Bairro Santo Antônio, pois não admite morar em apartamento “de jeito nenhum”. Tem hábitos simples: gosta de ver TV, torcer pelo Internacional e de assar churrasco. “Não tem domingo que eu não faça churrasco para minhas filhas”, confessa. A carne preferida? Costela. Depois, vazio. E diz novamente: “Comi o pão que o diabo amassou. Gosto de tudo”.

Nos planos para o futuro, Valtair cogita a possibilidade de escrever livros: o caso Kliemann – o assassinato de Margit, não solucionado até hoje, completa 50 anos em 2012 – e a história da FGF estão entre os planos. Na avaliação de Valtair, a produção sobre a entidade de futebol seria uma publicação polêmica e, por isso mesmo, mais difícil de ser realizada. “Acho que iria dar muito processo”, diz.

PORTINHO

Já tinham anunciado a morte do antonio carlos porto, o portinho, o famoso TALO DO ESTRELA F.C. MAS AINDA NÃO FOI A HORA DELE....


De Serafina


TOMBAMENTO DA CASA DO MIGUEL SOCCOL

 

Tem muita gente achando que a casa do velho Miguel Soccol vai pra banha, ou seja, se ela não for tombada a dona, ou seja, a unica filha que mora em Milão, vai mandar por abaixo e ali surgirã mais um espigão, tipo aquela na frente da cantina da sociedade estrela, tipo aquele que será feito no local do velho casarão do Dionisio Assoni e afins....

Ontem, um leitor deste blog, que pediu pro nome não ser revelado me mandou uma carta a respeito do casarão, porque leu aqui que um sobrinho da dona está querendo que ele seja demolido. eis o teor da carta

HÁ MUITOS ANOS ATRÁS QUANDO FUI A SERAFINA PRA NEGOCIAR COM O DALY ZANETTI,ENTREI NA COZINHA VI UMA SALA NO ANDAR INTERIOR QUE ME IMPRESSIONOU FOI A ORIGINALIDADE DE TUDO AQUILO LÁ DENTRO. O ACABAMENTO,OS MOVEIS EM MADEIRA, OS QUADROS, AS CADEIRAS,AS CORTINAS,. HÁ UM FOGÃO A LENHA NA CASA MUITO ANTIGO. FLORIADO E COM ACABAMENTO TODO TRABALHADO EM METAL E INOX MUITO GRANDE. NUNCA TINHA VISTO UM ASSIM. DEVE TER SISTEMA DE AQUECIMENTO POR SERPENTINA. TUDO PERFEITAMENTE CONSERVADO,ORGANIZADO E EXTREMAMENTE LIMPO, UM PALACETE. NORMALMENTE UM DIA POR SEMANA ABREM TODAS AS JANELAS E DA RUA É POSSÍVEL VER UMAS PARTES LÁ DE DENTRO. RARAS AS CASAS ASSIM, PARECE QUE O TEMPO PAROU LÁ DENTRO.....

Informou ao meu leitor que o casarão do Miguel soccol, foi erguido sob o comando do engenheiro Maximiliano Cremosnese e que as pedras vieram todas do rio Carreiro, basalto. algo assim

mas acho que aquilo vai virar sucata, como a riqueza da familia virou.....

De Serafina

A SECRETARIA DO MEIO AMBIENTE, JUSSARA CONY, ESTARA HOJE EM SERAFINA, LANÇANDO O PROGRAMA DE REFLORESTAMENTO COM ARAUCÁRIAS.

De Serafina

será lançada hoje, dia 17.8 a campanha de reflorestamento da araucária em serafina. foto Michel Alban.

HISTORIAS DE LA UNDEZE...

SO O MARIETO MIGLIAVACCA MESMO PRA TER ESTA FOTO DA IRMÃ ISOLINA, DOS TEMPOS QUE A FREIRA DAVA AULA NO JARDIM DA INFANCIA..
o DONO DA FOTO CONSEGUIU IDENTIFICAR BOA PARTE DAS PESSOAS QUE ESTÃO NA FOTO...

O COLEGIO É O NOSSA SENHORA DO ROSÁRIO( HOJE RAINHA DA PAZ) O ANO CERCA DE 1956. O LOCAL A SALA ONDE HOJE FUNCIONAM OS PROFISSIONAIS LIBERAIS.

DA ESQUERDA PARA A DIREITA FORAM IDENTIFICADOS.


FILHA ADOTADA DO GIRARDI,SANDRA PASQUALOTTO, ODETE CADORE, ZAIRENE FEDATTO, ROQUE CALZA ENIO MASSOLINI,ROBERTO IVO SOCCOL, ODILON CADORE,DUARTE ROTTAVA, ALTAMIR( mIRE) ARROQUE, MÁRIO JOSE MIGLIAVACCA( DONO DA FOTO) PAULO MAROCCO, ROBERTO MONTANARI, CAMPAGNA, NELTA ZANATTA, NADILCE ZANATTA, DOIS FILHOS DO ALFIERI BONI, JOSE CELLA( NETO DO cELLA DA CURVA, LUIZ ALBERTO ALBAN, O JOÃO BOLINHA.

ATRAS HÁ UMA GRANDE VITROLA ONDE OS ALUNOS OUVIAM AS HISTÓRIAS DOS TRES PORQUINHOS.

INTER DE DORIVAL COM O NOVO VELHO 4-2-4


Por Luiz Oscar Matzenbacher

Omatz se entusiasmou com o dorival...ele não gosta de coadjuvante....


A escalação no primeiro treino do Inter de Dorival Júnior foi o clássico 4-2-4 de Feola na Seleção em 1958 - Nei, Bolivar, Moledo e Zé Mário; Elton e Guiñnazu; D'Alessandro, Andrezinho; Jô e Damião.
Pois o Andrezinho é um meia-atacante, mais ou menos como jogava o Didi. E o D'Alessandro é um "enganche" que joga pela ponta como um ponta, mas não é o Garrincha, Mas o Jô será o Pelé? E o centroavante Damião é melhor que o Coutinho?
Quem será o Zagallo do Inter de Dorival? Sem um volante clássico não é arriscado? Nesta quarta-feira o Botafogo nos responderá, no Beira-Rio.

CRISTINA KIRCHNER: O PERONISMO VENCE OUTRA VEZ NA ARGENTINA


"Quero convocar todos para que pensemos grande. Se conseguimos não discutir sobre o que já está resolvido e escutar o que dizem as urnas, vamos conseguir errar um pouco menos", disse.

De Buenos Aires
Enriqueta Sollares

Com temperatura em torno de 10 graus na maior parte do território, a Argentina promoveu no último domingo eleições primárias para a escolha dos candidatos à Presidência da República e aos cargos de deputado e senador. Em algumas zonas eleitorais, por causa das chuvas, que atrapalharam o transporte de presidentes de mesas de votação, houve atrasos de até 40 minutos, mas nas demais os argentinos puderam votar a partir das 8h. É a primeira vez que ocorrem eleições primárias na Argentina. Elas foram instituídas no país com a nova Lei Eleitoral aprovada no fim de 2009.

Cerca de 28 milhões de pessoas estavam habilitadas a votar. As eleições primárias são obrigatórias a todos os cidadãos e todos os partidos políticos que queiram competir nas eleições nacionais, que serão realizadas no dia 23 de outubro deste ano. Os argentinos escolheram entre duas ou mais listas de cada partido. Para seguir na disputa e concorrer às eleições de outubro, o candidato deve obter pelo menos 1,5% dos votos. Os principais candidatos foram às mesas de votação no período da manhã. A presidente da Argentina, Cristina Kirchner, obteve 48,8% dos votos segundo números parciais divulgados pela Justiça Eleitoral. As eleições primárias são inédita na história argentina. Foram criadas por uma lei de 2009. O objetivo é fazer com que os partidos ofereçam mais de um candidato por vaga e que os eleitores escolham quem deve concorrer à eleição.


A presidente argentina Cristina Fernandez de Kirchner votou em uma escola pública em Rio Galegos.


Como todos os partidos já tinham definido seu candidato à presidente, porém, as primárias acabaram servindo como uma espécie de termômetro para o que pode acontecer na votação oficial, em 23 de outubro. Nas primárias, Cristina, candidata à reeleição pela coligação peronista Frente para a Vitória, confirmou seu favoritismo diante da oposição. Ricardo Alfonsín (UCR) estava em segundo lugar (com 13,30%).



O santinho
Ricardo Alfonsín (UCR)

Este es un mensaje especial a los afiliados radicales de la Provincia de Buenos Aires.
El domingo 6 de junio se eligen delegados para el Comité Nacional, autoridades del Comité de la Provincia de Buenos Aires y los Comités de Distrito.
Ricardo Alfonsín es el candidato de la Lista 27 a delegado al Comité Nacional. Miguel Bazze es candidato a presidente del Comité Provincia.
Por este medio convoco a todos los afiliados radicales a que vayan a votar.
Moreau, Storani, Nosiglia y Posse están unidos contra Ricardo Alfonsín. El “aparato” enfrenta al “Cambio”. Ricardo Alfonsín, un hombre honesto con los principios radicales históricos, representa el Cambio a los dirigentes que gobiernan la provincia a base de procedimientos reñidos con la auténtica Democracia.
Es necesario que los nuevos y viejos radicales se movilicen y fiscalicen. Que los afiliados vayan a votar. Es la única forma de vencer a los obsoletos aparatos. Es la única forma de perfilarnos como un partido capaz de ganar la provincia de Buenos Aires y el país, en 2011.
VAMOS TODOS POR Y CON ALFONSÍN!!!!!!!!!!!
Eduardo Duhalde (União Popular) estava em terceiro (12,09%) e Hermes Binner (Frente Ampla Progressista) em quarto lugar (11,11%).

 


Eduardo Duhalde (União Popular)
Segundo a Justiça Eleitoral, houve um comparecimento de 75% dos eleitores, índice semelhante à última eleição, há quatro anos. Os números sugerem que Cristina pode obter uma vitória ainda mais expressiva do que quando se elegeu, em 2007. Na ocasião, ela obteve 45,29% dos votos. Caso não haja aliança entre opositores, ela tem grandes chances de vencer já no primeiro turno. Para ganhar a eleição no primeiro turno, Cristina precisa receber mais de 40% dos votos e ter uma vantagem de 10% em relação ao segundo colocado.
Emocionada
Após a votação, Cristina se reuniu com integrantes do governo em um hotel de Buenos Aires. "Não esperem de mim nenhuma palavra de confronto, quero apenas agradecer o feito histórico destas eleições primárias", disse Cristina, que se emocionou ao recordar de Néstor Kirchner, ex-marido e ex-presidente que morreu em outubro de 2010.



Presidente Cristina faz o V da vitória.

O QUE LI NOS JORNAIS

NA FOLHA DE SÃO BORJA, MEIO JÁ REQUENTADA, LI QUE O GURI DE URUGUAIANA FOI DIVERTIR OS SÃOBORJENSES. MEU DEUS, NÃO TEM HUMORISTA EM SÃO BORJA. E O PRATO FINO???


NA REVISTA VOTO DESTE MES LI QUE A HELENA CHAGAS, FILHA DO NOSSO COMENTARISTA DAQUI, NAS HORAS DE FOLGA GOSTARIA DE TIRAR OS SAPATOS E CORRER PELA GRAMA DOS JARDINS DO PALÁCIO DO PLANALTO. ENTÃO QUE O FAÇA.

A HELENA AOS DOMINGOS, SEGUNDO ME INFORMA UM FOFOQUEIRO DA CORTE, ALMOÇO COM SEU PAI EM FAMÍLIA, MAS É PROIBIDO LEVAR TRABALHO PRA CASA. SERÁ????


E NO GAZETINHA - A GAZETA REGIONAL , DE SERAFINA CORREA, QUE VAI PRO SEU QUINTO ANO DE PUBLICAÇÃO, LI QUE HÁ UM BOM DOCUMENTÁRIO SOBRE AS CONDIÇÕES DE TRABALHO DOS EMPREGADOS DOS FRIGORIFICOS QUE MATAM FRANGO A 20 GRAUS ABAIXO DE ZERO. MUITOS DELES NÃO AGUENTAM O FRIO E DESISTEM DO EMPREGO. OUTROS MAIS PERSISTENTES AGUENTAM O TIRÃO....

Recebo do coleguinha

Celso Rosa: ( peço, por gentileza, que me mande o email do famoso CATARINA, este conhece muitas histórias do Gaguinho e preciso compartilhar com o Antônio Manoel de Oliveira....)


Olá Olides,

Recebi, semana passada, via Facebook, uma nota que tu colocou em teu blog (acho). Foi via Catarina (Valdir da Silva, ex-diagramador). E respondi:
Celso Rosa
Surpreendente esta nota, bem a cara do Olides daqueles bons tempos do século passado. Surpresa por me fazer portador de "bombas" que atingiam os concorrentes e mais ainda pela riqueza de informações familiares, inclusive endereços por onde passei em poa. Só errou o nome da minha mulher, Doroti. Bem, se ele ler esta, saiba que andei pela Bahia, sim, e depois cai na colônia alemã (já não tão alemã assim), Blumenau. E com esta, vai um abraçao.


De fato, foi uma generosa nota essa tua. Décadas depois descubro que causava, eventualmente, alguma preocupação na concorrência. Bons tempos aqueles, em que os veículos de comunicação tinham repórteres e, melhor do que isso, repórteres na rua, buscando informações. Pois é, sai de Porto em 1986, fiquei três anos em Salvador, onde trabalhei como chefe de reportagem de um jornal local, depois montei editoria de economia, especializei-me em petroquímica. No último ano fui, também, repórter de O Globo, na sucursal baiana. Resolvi, então retornar para o Sul e parei em Santa Catarina. Depois de trabalhar no Jornal de Santa Catarina, no Diário Catarinense, novamente no Jornal de Santa Catarina (então adquirido pela RBS), mudei para assessoria de imprensa: na prefeitura local, quando o PT ocupou o governo. Encerrei na Assembléia Legislativa, como coordenador da Divisão de Imprensa e depois assessor de um deputado. Agora estou aposentado. Eventualmente ainda faço alguma assessoria ou produção de textos. Há, e para ampliar meu currículo com "ista", um curso de eletricista, no Senai.rsrs

Aproveito para identificar (bom hábito esse), a foto que publicaste em teu blog com a equipe de polícia da Folha da Tarde:


Pela ordem, o saudoso e eternamente amigo Antonio Gonzale, eu, Jorge Olavo, Estanislau (de chapéu), Erni Quaresma (que então trabalhava na Folhinha), Adroaldo Bacchiei, Tibério Vargas e João Pinto.

Abraço cordial e obrigado pela lembrança. Fez bem ao ego!
Celso Rosa

Fotografia é história

A PEDIDO DO MAZZARINO DOU ESTA COLHER PRO SERGINHO ROS....O DIA QUE ELE ABRIR O ARQUIVO FOTOGRAFICO DELE, NUNCA ANTES NESTE PAÍS


Fotografia é história
O último amistoso


Pode não parecer, mas essa foto tem muito significado. Registra um momento importante da vida política do Brasil: o fim do bipartidarismo, implantado no País pelo Golpe de 1964. Foi a última peleja entre os parlamentares da ARENA e do MDB, partidos de apoio e de oposição aos governos militares. Brasília, 1979.

Como foi – O jornalista Sérgio Ros era diretor da extinta semanal Manchete e achou que distante do Congresso os políticos podiam ter um diálogo mais ameno e discussões menos acaloradas. Convidou deputados e senadores dos dois únicos partidos admitidos pela lei para uma partida de futebol no gramado da revista. Fotógrafo do Globo, não perdi a chance de registrar esse momento. Entraram em campo vários expoentes da política. Por exemplo, os jovens Roberto Freyre e Álvaro Dias atacando pelo MDB, que aparecem aí na foto. Defendendo a ARENA, Paulo Lustosa, Carlos Wilson – recentemente falecido – e até o então ministro Jair Soares, da Previdência Social. Não me recordo do placar final do amistoso. Mas sei que poucos dias depois, quando a Emenda Constitucional número 25 permitiu a criação de novas agremiações partidárias, todos os “atletas” procuraram siglas agora permitidas. Uns mudaram para o novo PMDB ou para o PDS, a antiga ARENA. Outros para partidos criados com a volta dos exilados depois da anistia e a redemocratização do Brasil. Orlando Brito.

 

Jango em 3 Atos no Cinema em Câmara

Na próxima terça-feira, 16/08, o Cinema na Câmara exibe Jango em 3 Atos, documentário de Deraldo Goulart. A sessão começa às 19h, no Teatro Glênio Peres (Av. Loureiro da Silva, 255 - 2º andar).

O filme retrata a vida política de João Goulart, um dos fundadores do PTB em São Borja, eleito deputado estadual em 1946. Em 1960, foi eleito vice-presidente na gestão de Jânio Quadros. Com a renúncia de 1961, houve o risco de um golpe militar, mas a Campanha da Legalidade (que completa 50 anos neste mês de agosto) assegurou a posse de Jango. Permaneceu na presidência até março de 1964, quando um novo golpe militar instaurou o regime de ditadura no Brasil. Em 1976, depois de ter ficado em exílio no Uruguai, morreu na cidade de Mercedes, na Argentina. A versão oficial diz que Jango sofreu um ataque cardíaco, mas o documentário traz um depoimento de um ex-agente do serviço secreto uruguaio afirmando que o ex-presidente foi envenenado a pedido do governo brasileiro.

Jango em 3 Atos é uma promoção do Teatro Glênio Peres e do Memorial da Câmara Municipal de Porto Alegre.

Marta Resing (reg. prof. 5405)
Assessoria de Imprensa da Presidência

Do Espaço Vital

http://www.espacovital.com.br

Morre Antonio Dorneu Maciel, ex-diretor geral da Assembléia Legislativa gaúcha
AL-RS

Antonio Maciel, o "56º deputado"

Morreu ontem (14), às 23h em São Francisco de Paula (RS) , o ex-diretor-geral da Assembleia Legislativa e ex-tesoureiro do PP Antonio Dorneu Maciel. Ele estava com câncer no fígado e fora internado na sexta-feira (12) em um hospital da cidade.

Em novembro de 2007, Maciel esteve entre os presos pela Operação Rodin, que apurava a fraude milionária no Detran. A voz dele aparece em vários diálogos com suspeitos de envolvimento no esquema.

A Polícia Federal acreditava ainda que era em um flat onde Maciel residia que era feita a partilha dos supostos valores oriundos da corrupção.

Na ocasião da prisão temporária era um dos diretores da Cia. Estadual de Energioa Elétrica, de onde foi afastado por decisão judicial.

A saúde de Maciel vinha se fragilizando no último ano, quando as internações por conta do câncer se tornaram mais frequentes. A morte ocorreu por volta de 23h. O velório e o sepultamento ainda não tiveram seus horários definidos pela família do ex-diretor, mas o enterro deverá ser realizado em São Francisco de Paula, terra natal de Maciel.

Apesar de ter tido trajetória fortemente ligada à política, sua vida pública foi travada em sua maior parte nos bastidores. Foi vereador em sua cidade entre 1968 e 1973. Concorreu a deputado estadual na década passada – sem eleger-se.

Como diretor-geral da Assembleia ganhou os apelidos de “deputado sem mandato” e “56º deputado”, já que o Parlamento gaúcho tem 55 cadeiras.

RICARDO NOBLAT EM O GLOBO DE 15.08.2011

Ué, o Ricardo Noblat, que produziu um livro tão bom, como reportagem - ASSIM MORREU TANCREDO - pela editora JB, agora vem mostrar surpresa pelo estilo da presidenta:::::mas a corte não sabia que ela era assim: ela ficou oito anos em Brasília e um repórter tarimbado destes agora vem mostrar surpresa. Ora, bolas, como diria o CID PINHEIRO CABRAL...tão se fazendo!

Aqui mesmo no RS, quando a agora presidenta era secretária de Minas do Governo Alceu Collares, do PDT, ela cansava de peitar o governador. Tem inúmeras histórias dela aí....é só se informar...agora tão se fazendo, os cronistas da Corte...( oe ditor )


Por Sérgio Oliveira

RICARDO NOBLAT EM O GLOBO DE 15.08.2011


Um dos donatários do Poder, ocupante de amplo e luxuoso imóvel numa das áreas mais nobres de Brasília, registra com letra miúda em um caderno de capa preta dura os relatos que lhe chegam regularmente sobre memoráveis reprimendas aplicadas por Dilma Rousseff em seus auxiliares desde que tomou posse há oito meses como presidente da República.
Não. Não peçam que eu revele o nome do (a) aplicado (a) cronista da Corte. Ele (a) cumpre sua missão com gosto, paciência e de olho na posteridade.
Adianto apenas que é partidário (a) de Dilma. E que a ajuda vez por outra. Jamais foi alvo de uma descompostura presidencial. Não teria cabimento.
E pronto. Mais não digo.
O 'Caderno das Reprimendas de Dilma Rousseff', inaugurado em fevereiro último, reúne 16 histórias até agora. Acompanha cada uma delas uma espécie de ficha técnica com data, hora, local e personagens.
Três histórias seguem contadas aqui de forma resumida, suprimidos ou trocados alguns dos seus termos menos elegantes.
Dilma despacha com Maria do Rosário, ministra da Secretaria de Direitos Humanos da Presidência da República. Em discussão, a Comissão da Verdade a ser criada pelo Congresso para esclarecer casos de violação de direitos humanos durante a ditadura militar (1964-1985).
Diante de algo que a ministra diz, Dilma perde a paciência:
- Cale sua boca. Você não entende disso. Só fala besteira.
Dilma despacha com Ideli Salvatti no dia seguinte à sua nomeação para o ministério das Relações Institucionais. Leitora atenta de jornais, ela sabia o que Ideli dissera na véspera aos jornalistas. E não gostara.
Queixou-se: ?Na primeira coletiva que você dá vai logo dizendo bobagem... Imagine nas próximas".
Dilma despacha com Antonio Patriota, ministro das Relações Exteriores. Quer saber em que pé andam as discussões na ONU sobre países fornecedores de insumos nucleares.
Lá pelas tantas, irritada, interrompe Patriota e o adverte: "Ou você e sua turma dão um jeito nisso ou então demito toda aquela itamarateca".
Sarney foi um presidente de fino trato. Assim como FH. Collor era formal. Contrariado, ficava pálido. Mas não estourava com seus auxiliares.
Lula estourava, sim. Não o constrangia destratar Gilberto Carvalho, seu assessor mais próximo, em meio a uma reunião ministerial. Depois pedia desculpas.
Por ora, não há registro de pedido de desculpas feito por Dilma. Nem mesmo ao ministro Cezar Peluso, presidente do Supremo Tribunal Federal.
Outro dia, Peluso telefonou duas vezes para Dilma. Que não lhe deu retorno. Devia estar muito ocupada, suponho. Ou sua assessoria falhou.
O estilo Dilma tensiona o governo e assusta os políticos em geral. A maioria deles está convencida de que ela enveredou por um caminho perigoso. Qual?
O de posar de guardiã do interesse público em oposição a uma classe política que só pretende dilapidá-lo. O governo é bom. O Congresso está repleto de vilões.
De mãos postas, o ex-ministro José Dirceu nega a autoria de uma previsão que circulou em Brasília na semana passada: ?Se Dilma continuar assim, correrá o risco de não concluir o mandato?.
Mas a frase que ele não disse está na boca de políticos de partidos que apoiam o governo. Eles só não têm coragem de repeti-la em voz alta.
Estão acuados por uma presidente que não disfarça seu desprezo por eles, que os mantém à distância, que resiste a atender aos seus pedidos por cargos e dinheiro para pequenas obras, e que, por último, parece gostar de se exibir fantasiada de ?faxineira ética?.
É verdade que a faxina estancou às portas dos redutos do PMDB...
Os partidos que apoiam o governo não querem briga com Dilma. Querem o que tiveram em todos os governos: fatias do poder, respeito e afagos.
Dispensam beijo na boca.
Se não forem capazes de se entender com Dilma mesmo assim não a abandonarão. Não têm para onde ir.
De resto, 2014 é logo ali. E Lula... Ah, Lula, suspiram os partidos da base aliada! Que falta você faz!

Política


Dilma: no meu jatinho, não

Blog de Lauro Jardim
A falta de paciência de Dilma Rousseff para paparicar parlamentares ganhou um novo episódio há duas semanas. Dessa vez, o protagonista foi o senador baiano João Durval (PDT), responsável pela CPI do Dnit morrer na praia, ao retirar sua assinatura da requisição para a instalação da comissão. Três dias depois de atender ao pedido do Planalto, Durval quis uma carona no jatinho presidencial que levaria Dilma à Bahia. A resposta foi 'não'.


SE FOI VERDADE, BEM FEITO. SER SERVIL OU VASSALO NÃO SIGNIFICA QUE O(A) SENHOR(A) GOSTA DO(A) SERVO(A).


SERGIO OLIVEIRA
CHARQUEADAS - RS

 

Audiência no Iphan debate destinação de espaço para o Memorial João Goulart

A senadora Ana Amélia (PP/RS) foi recebida na tarde desta terça-feira (9) pelo Superintendente Regional do Iphan-DF, Alfredo Gastal para apresentar ao órgão responsável pelo patrimônio histórico e artístico nacional as preocupações do Instituto João Goulart pela substituição do espaço reservado ao Memorial do Ex-Presidente da República.

Originalmente foi pensado em disponibilizar uma área na Esplanada dos Ministérios, próximo a Rodoferroviária. Porém, informou o superintendente regional, a área reservada pelo Iphan é a do Bosque dos Constituintes. No local, que integra a Praça .

 

PTB do Getulismo ao Reformismo 1945-1964



ISBN: 9788536118260
Editora: LTR
Edição: 2 º Edição
Acabamento: brochura
Formato: 14x21 cm
Paginas: 280
Autor(s): Lucília de Almeida Neves Delgado
Ano Publicação: 2011


JORGINHO SABE TUDO...

GAFE NOS 40 ANOS DO SALÃ DE REDAÇÃO


CLAUDIO BRITO DIZIA QUE O PROFESSOR RIBEIRO ESTAVA MORTO

Ao contrário do Serginho Ros, Jorginho Mendes, que cuidou da ACEG cerca de 50 ano s- sem eles a aceg já estaria muito tempo fechada - me contou ontem que foi ele que fichou um monte de coleguinhas pela UDN(União Democrática Nacional) e que acabaram depois entrando pra política, ou seja, concorrendo. Um deles foi o falecido Jorge Beck Mendes Ribeiro que começou a carreira política como vereador.

- Eles queriam que eu fosse candidto. Eu não quis e disse a eles que tinha um c ara pra ser, que era o mENDES, CONTOU ELE ONTEM,

jORGINHO mENDES esteves dias foi com o comentarista esportivo João Nassif,da Gaucha nos 40 anos dO sALA NO boURBON cOUNTRY.

Lá chegando, Claudio Brito, o mestre de cerimônias ia apresentar o Prof. Ribeiro( irmão do Jorge) como falecido, quando se aprese4ntou o deputado RIBEIRO FILHO dizendo que estava lá representando o tio que fora dos quadros do SALA HÁ MUITOS ANOS ATRÁS....

O FICANTE que se diz parente do CACO BARCELLOS

Atenção eu morro e não terei visto tudo: tem um cara, que reside em Montauri, de sobrenome BARCELLOS, que anda aplicando nas gurias. Diz pras suas ficantes, que ele é parente do famoso repórter da TV Globo. Me contaram este em Serafina e quem me contou tem autoridade pra isto, porque o cara aplicou pra cima dela....

Teve um cara que fez até um trocadilho:

ESTE FICANTE É UM CACO ( referencia ao nome do Caco Barcellos)

COLEGUINHAS

VICENTE ROMANO, ASSESSOR DO pp, AQUI NA aSSEMBLÉIA LEGISLATIVA, ONTEM, DIA 15.8 ANDAVA RECLMANDO DE EXCESSO DE OBITUÁRIOS QUE TEM QUE APRONTAR NOS ÚLTIMOS DIAS. NA SEMANA PASSADA, FOI DO MÉDICO JOSÉ WESTHAPEN CORREA, DE CRUZ ALTA, E ONTEM DO MÁRIO VANIN( EX PREFEITO DE CAXIAS) E DO dORNEU MACIEL, EX-SUPERINTENDENTE DA ASSEMBLÉIA LEGISLATIVA DO ESTADO, FALECIDO EM SÃO CHICO DE PAULA.

OBITUÁRIOS


JORNALISTA ADORA UM OBITUÁRIO DE ADIANTO. OS VELHINHOS QUE SAIRÃO NO JORNAL NOS PRÓXIMOS TEMPOS, ESTÃO COM TODOS ELES PRONTOS.....

UMA VEZ UM POLÍTICO, DESCONFIADO DE QUE ESTAVA GRAVEMENTE DOENTE, MAS QUE OS MÉDICOS ESCONDIAM SUA DOENÇA, LIGOU PRO JOÃO CARLOS TERLERA E LHE SOLICITOU UM FAVOR ESPECIAL:
DESCOBRE AI SE JÁ FIZERAM MEU OBITUÁRIO.

TRES MESES DEPOIS ESTAVA MORTO

SILVIA SULLER:“SILVIO SOLDAN É GAY”

“Ele tinha um conteúdo escondido...”


De Buenos Aires
Gelson Farias

Olides.

Na realidade, o que parecia verdadeiro ficou ‘real’, diante das declarações da ex-vedete Silvia Suller onde afirmou categoricamente em uma entrevista para o Crónica, um jornal sensacionalista aqui de Buenos Aires que seu ex-marido, não é mais aquele... Olha a cabeleira do Zezé/Será que ele é/Será que ele é... Quem pensa que aqui não acontecem estes casos, esta redondamente fora da casinha. O nome dele por aqui este mais sujo do que pau de galinheiro.

Silvia sempre faz declarações polêmicas. Desta vez, ela falou sobre a sexualidade de seu ex-parceiro, o apresentador e locutor de rádio e televisão Silvio Soldan, com quem tem um filho. "Soldan não está namorando qualquer garota. Quando o conheci era um cara normal, mas ao longo dos anos mudou, e hoje apesar de eu não acreditar, Soldan é gay. Segundo ela, ele tem um parceiro que está sempre com ele, um careca chamado Miguel". Ela falou tudo isso e muito mais numa entrevista com o diário sensacionalista aqui da argentina, o Crónica. Contou cobrar e lagartos de sua vida íntima com o ex- marido dando inclusive os detalhes da suposta relação:
"Ele tinha encontros com em um apartamento no centro de Buenos Aires com jovens de 17 ou 18 anos. Para falar a verdade não sei ao certo o que ele realmente faz, nas relações, pois é ativo e passivo... Para mim ele é um verdadeiro louco!”
Quando descobri estas ‘coisas’ nele, procurei um advogado e entrei com um processo de separação judicial. “Confesso que tive medo pela vida de meu filho”. Disse ele durante uma audiência na corte familiar. Perguntada se ganhou dinheiro do ex- marido, ela diz que o que ganhou foi por determinação da justiça. E que o dinheiro foi para pagar o sustento do seu filho até maior idade.


... E a vedete, Silvia Suller em 1980

Silvia Sullen estreou na televisão em 1980, como secretária de Silvio Soldan no programa valores “Grande do Tango”. Nesta época, surgiu o romance e anos mais tarde, os dois casaram. O casamento com o “homem show” da televisão argentiana lhe deu a oportunidade de compartilhar com ele no microfone para a Juventude no domingo. Em 1989, Juan Carlos Calabro se juntou ao elenco do Calabromas e em 199, ela estreou no Teatro vedette revista que acompanha Jorge Corona. Ela também dividiu o palco com outros atores, Tristan, Anchart Alberto, Luis José Gioia, César Bob, Ayos Monica e Velez Nazareno, entre outros. Com forte depressão, em 2007, tela tentou o suicídio e ficou internada em um hospital neuropsiquiátrico. Para os amigos, ela dizia que estava cansada das mentiras de Silvio e queele mantinha uma dupla personalidade. Dizi ainda que depois de muitos anos de casada com ele, começou a ver que Silvio tinha momentos de homem/mulher.

O casal com o filho de Soldan e Silvia
“ Ele ficava eufórico quando transavamos e somente falava em nome de homens mais bonitos e de fama na argentina. Eu já não aguanetava mais ficar com ele na cama”. Comentou ela.
“Não deve ser nada fácil para uma mulher ficar escutando estas coisas estranhas do marido durante a relação sexual. Se fosse comigo... Eu não queria mais saber dele. Eu na cama, prefiro ficar e sentir que o meu parceiro é realmente homem, com “H” maiúsculo. Não gosto nada pela metade”, declarou uma das entrevistadas por uma emissora de rádio de Buenos Aires.

O diário Crónica
Por se tratar de um caso polêmico os paparazios não davam trégua a moça. Emissoras de rádio, de televisão e jornais estavam sempre a postos para fazer uma entrevista com Silvia Suller. Segundo as “fofocas”, ela teve medo nem pudor de abrir a sua boca para contar a sua história de amor vivida entre quatro paredes. Suas declarações eram audiência certa na TV e no Rádio. Por sua vez, or jornais e revistas ganharam muito dinheiro publicando suas histórias. Ela diz que da imprensa não ganhou nenhum tipo de cache. Falou por sua inteira vontade. Foi para um jornal detes sensacionalista que ela deu a entrevista mais “BOMBASTICA” de todas... Aliás, para quem tinha alguma dúvida, sobre a masculinidade do cajo, depois das declarações de Silvia, pode dormir tranquilo. O público delirava diante das declarações de Silvia. E com isso, as revistas vendiam muito com as declarações da ex- esposa do homem forte da televisão argentina. A maioria das mulheres entrevistatadas por jornias e emissoras de rádios, ficavam indignadas com o que o ouviam da mulher. Os comentárioos era, de que Silvia fora corajora em contar tudo sobre a vida íntima que tinha com o marido. “ Isso para mim é um nojo...” Diziam as entrevistadas. Para Silvia o que mais a deixava deprimida era o fato de ele mentir para ela. Segundo ela, ela passava dias sem aparecer em casa. E quando retornava, fazia de tudo para criar um clima de guerra com ela. O que ele queria era um pretexto para voltar para a rua, para fazer as suas atrapalhadas, disse. “ Ele estava disposto a não querer falar comigo”... “Ele me desprezava”.
Foi por este tempo que Silvia recebeu um telefonema anonimo falando que seu marido estava de caso com mulher, loira que supostamente “seria” médica. A situação tomou vulto e ela acabou desbrindo um caso amoroso em que estaria envolvido seu marido com uma mulher conhecida por Giselle Rímolo Sullen. Foi com a ajuda de pessoas de sua amizade que Silvia conseguiu saber que a tal mulher, era processada por fraude, e prática ilegal de medicina e o pior. Fornecia drogas perigosas.
No processo, Giselle, era acusada de morte. O advogado da falsa médica teria conseguido na justiça e suspensão do julgamento, e pediu para internar sua cliente numa clínica para doentes com distúrbios depressivos. Com toda esta brincadeira, segundo Silvia, seu marido teria gasto com horários advocatícios cerca de US $ 500,00. O caso, depois de onze anos, corre pela justiça e segundo as previsões mais otimistas, a falsa médica dificilmente vai escapar de ser condenada a prisão por prática ilícita de medicar.



Giselle Rímolo Sullen

Para o povo as declarações de Silvia Sullen foram sempre a vontade de botar para fora o que a estava deprimindo sua vida. Falar a verdade nas entrevistas foi o mais sensato meio que ele utilisou para reguardar a integridade moral, sua e de seu filho. Muitos pensaram que as as acusações de Silvia contra o marido e a namorada dele, -- a falsa médica Giselle Rímolo -- eram meramente o produto de um amor não correspondido. O que parecia ser um comentário de uma mulher desprezada, terminou em um processo judicial por "tráfico de drogas seguida de morte" e o pagamento de muitos dólares por indenização.

Cabelo, loiros longos e características airbrushed, Giselle, nunca queria passar despercebida. Ela ganhou fama nas mãos de Soldan, com beijos inesquecíveis e noitadas onde ele gastou muitos dólares em jantares e compra de roupas para a namorada. Giselle acabou sendo apresenta na sociedade como uma médica que também iria fazê-lo feliz, iria ajudá-lo a perder peso. Com isso, ela fez apresentações na TV e ajudou as pessoas com suas pílulas "100% natural", que na verdade ram placedo. Para muitos, Silvio Soldan queria mesmo era obter vantagem da falsa médica. Mas estes detalhes, levar vantagem, não foram revelados. Acredita-se que a mulher era para ele uma simples amiga... Por outro lado, para os fofoqueiros de plantão, sexo... Nem pensar. Será?



Monica Cristina María Rímolo ou Giselle Rímolo Sullen

No entanto, como o provérbio diz: nem tudo que reluz é ouro. Com uma câmera escondida, reporteres do Telenoche 2001, descobriu-se que as maçãs do rosto, de Giselle eram falsas, como seu nome e seu diploma médico. Monica Cristina María Rímolo era na verdade seu nome verdadeiro. Além de estar praticando ilegalmente a medicina Giselle, estava sendo acusada em outras províncias da argentina e no Uruguai, em vários casos, cerca de 70 processos de fraudes que é ainda mais grave. Ela utilizava o tráfico de drogas perigosas dizendo que ra bom para a saúde, e em muitos casos resultou na morte de um de seus pacientes.
Lilian Diaz, 41, morreu 30 de junho de 2001 depois de tomar cinco meses pílulas de dieta. Parece que as pílulas homeopáticas fornecidas por Giselle, eram na verdade medicamentos misturados com diazepam, mazindol, fenolftaleína e cafeína, entre outros, que teria produzido um desequilíbrio metabólico Lilian Diaz teria sofrido um ataque anafilático que levou à morte. Para a justiça Silvio Soldan também estaria sendo acusados de co-autoria de morte por dar guarida a falsa medica. Po causa disso e pelo escândalo que o caso montou, Silvio Soldan, acabou sendo demitido de seus trabalhos na TV e nas Rádios da argentina. Giselle, teve que pagar cem mil pesos. Ela atualmente responde o processo em liberdade condicional. Seu julgamento poderá ocorrer ainda este ano.

Soldan... Biografaia.

William Silvio Soldan ( nasceu na província de Belgrano, Santa Fe, 26 de março de 1935) é um orador popular, apresentador de televisão, ator e cantor na Argentina. Soldan começou sua carreira em sua cidade natal como um locutor de rádio. Mais tarde, ele foi locutor na TV. Em 1964 apareceu pela primeira vez no cinema no patrimônio cinematográfico. Em 1971 ele se aventurou como cantor para gravar dois temas familiares Isso é Buenos Aires e vamos sonho de amor. Em 1973 ele retornou ao cinema no filme eu ganhei o prode ... e você?.
Em 1974 ele organizou dois episódios de alta comédia (Noite e as árvores morrem de pé). Dois anos depois, estrelou em que eu preciso de você, amor, e em 1981, em Great Value na faculdade de medicina, com a estrela de Adriana Aguirre. Em 1982 ele gravou seu último filme, Buenos Aires Tango.
Em 1976, por sua vez, fez a sua aterrissagem como apresentador de TV no programa dominical famoso Happy, um ciclo no qual vários grupos de adolescentes estavam lutando para libertar uma viagem de formatura. Foi o programa que deu fama especial, e continuou dirigindo até o final dos anos 80. Depois disso, começou a conduzir um programa chamado Grande valores do tango onde conheceu Silvia Sullen.
Em 1992 se separou de Silvia Sullen.
Por algumas semanas em 2005 levou a nova edição do Domingo Feliz, entregando a liderança pouco depois de David Kavlin. Atualmente Silvio Soldan, produ e apresenta um programa no Canal 26 na TV a cabo na noite de domingo, chamado Segure Tango. Escrever poemas é um dos passatempos. Soldan vai realizar um programa de entretenimento na TV Argentina, a partir de 06 de outubro.

ROLO NA RECORD/CORREINHO


SEGUNDO UMA FONTE MUITO SEGURA, DEU ROLO, DOMINGO NA RECORD/CORREINHO. NÃO TENHO DETALHES PROPRIAMENTE DO QUE FOI, MAS SEI QUE DEU....


E POR CIMA O GREMIO NÃO TINHA POSTO ANUNCIO DO DIA DOS PAIS NO CORREINHO, QUE TEM A SEGUNDA CIRCULAÇÃO NO ESTADO E TINHA POSTO NO OSUL....AQUELE QUE OS MALDOSOS DIZEM QUE NÃO TEM NORTE...


MAS O QUE VALE É O DINDIN NO CAIXA E ISTO O PAULO SÉRGIO SABE BUSCAR....

 

QUERIAM CORTAR UMA HORA DO DOROTEO...


Hoje tou dando furo na concorrência: o André Machado queria papar pro Jornalismo uma hora do programa GALPÃO DO NATIVISMO - entre 2 a 3 milh~eos de ouvintes - nos domingos de manhã, na Gaucha,entre 6 e 9 horas.

Mas os gaudéiros resisitiram(leia-se tem anuncios, rende grana)

E com a saída do Ruy Ostermann,deram meia hora diária pro André falar de cultura.Era isto que ele queria fazer nos domingos de manhã.

 

PIMENTA DO REINO EM PÓ

Texto original de Cláudio Levitan
Direção e adaptação de Suzi Martinez

em curta temporada no Teatro Renascença

Os personagens da obra infantil “Pimenta do Reino em Pó”, de Cláudio Levitan saltarão do livro para o palco do TEATRO RENASCENÇA. Agora a criançada poderá acompanhar, ao vivo e a cores, as aventuras de Matias, Alice, Tiago e seus amigos Búldrios pelo Reino em Pó, embrenhando-se em galerias e túneis subterrâneos para salvar seu avô e a Terra da garra da Bruxa dos Cinco Narizes e de seu terrível Exército do Mal.

TEATRO RENASCENÇA
20 de agosto a 04 de setembro
SÁBADOS E DOMINGOS
16 HORAS

FICHA TÉCNICA
ELENCO
Ariel Santos
Carla Elgert
Maite Felistoffa
Manuela Albrecht
Rossano Gastaldo
Rebecca Wenck
Vitório Beretta
Wagner Wiprich

PARTICIPAÇÃO ESPECIAL: Rogério Beretta, Zé Victor Castiel e Álvaro Rosacosta (voz)
CANÇÕES ORIGINAIS: Cláudio Levitan
DIREÇÃO MUSICAL, ARRANJOS E TRILHA: Simone Rasslan
EQUIPE CENOGRÁFICA:
PINTURAS : Zorávia Bettiol
ANIMAÇÃO: Roberto Scherer (apixel)
ILUSTRAÇÕES: Carina Levitan
ELEMENTOS: Suzi Martinez
FIGURINOS E MAQUILAGEM: Cláudio Benevenga
COREOGRAFIAS: Sayonara Sosa
ILUMINAÇÃO: Anilton Souza
FOTOS: Betânia Dutra
ASSESSORIA DIGITAL: Mari Groth e Manuela Albrecht
PRODUÇÃO EXECUTIVA: Rossano Gastaldo
PRODUÇÃO E DIVULGAÇÃO: Rogério Beretta e Zé Victor Castiel
DIREÇÃO E ADAPTAÇÃO: Suzi Martinez
REALIZAÇÃO: Mezanino Produções

Acesse o site para conhecer o nosso PROJETO PEDAGÓGICO e tenha o espetáculo na sua escola!

www.pimentadoreinoempo.com.br

DE Serafina


*Neste domingo passado, o delegado Carmelo almoçou na casa do Flávio Soccol e da Adelina Montanari..

O Flávio teve apenas um pequeno problema: farghe intacar al fogo( fazer o fogo arder) tocou dezenas de litros de querosena,até conseguir, porque a chuva er amuito grande e tudo era umidade


*O médico Paulo Massolini me disse que não ha´nenhuma crise no hospital local. " Os padres justamente não querem abrir mão do hospital, não querem municipalizar" falou ele, com a autoridade de quem conhece o assunto. Além de lá atender seus pacientes, ele foi secretário da saude municipal.


*PACHU, ator de teatro e de cinema, filho do Nelson Assoni, foi quem deu o empurrão para que o pai topasse derrub ar o casarão de Dionizio Assoni que deverá,segundo dizem ser reconstruido encima da cantina da Guaporense, no Gramadinho.

No local, onde há um buson(buraco) já começaram as primeiras tratativas para a construção de um espigão que serão eerguido ali...


ATENÇAO MOVIMENTO PRESERVACIONISTA DE SERAFINA

DOU AQUI EM PRIMEIRA MÃO

OS SOBRINHOS DA DONA DA CASA DO MIGUEL SOCCOL, SUA FILHA QUE MORA EM MILÃO, QUEREM QUE A TIA VENDA A CASA PRA SER DEMOLIDA E ALI SER FEITO UM PREDIO...

AOS POUCOS, A AV. MIGUEL SOCCOL SERÁ TOMADA DE PREDIOS.

É QUESTÃO DE POUCOS ANOS.

E A PREFEITURA NÃO TEM COMO SEGURAR O DESMANCHE DA CASA DO MIGUEL SOCCOL??? Ela não é parte do patrimonio historico cultural do municipio...???

DE Serafina


No dia 5 de julho, fazia muito frio em La Undeze. Eis aí o registro!

MOVIMENTO DE JUSTIÇA E DIREITOS HUMANOS/Brasil INFORMA:


Clique na imagem para ampliar

 

CARTAS DE AMOR DE FIDEL

Olides
Enriqueta se pierda la poesía y me envía un informe que nos dice acerca de la carta que Fidel escribió a su amada Natty Revuelta, 31 de enero de 1954.

Gelson…
El no lloran
Y no someterse a la difusión
La vida en el cielo, el amor brilla
La paz reina en santa paz…
Te amo demasiado mi amor …


Aquí em portugués..

Gelson…
O não chorar
E o não sofrer se alastrando
No céu da vida, o amor brilhando
A paz reinando em santa paz...
Te amo muito meu amor...

Olides.
Vamos falar sério meu caro amigo... A coisa ta pegando vulto... Vou ter que morar na Patagõnia.. Ha, ha, ha..
Um abraço Falamos semana que vem num café, ok.

Gelson Farias

CARTAS DE AMOR DE FIDEL

Minha cara Natty Revuelta, Janeiro 31 de 1954

De Buenos Aires
Enriqueta Sollares

Tuas cartas breves são também muito bonitas, e como elas vêm com mais freqüência eu as prefiro. A alegria de uma carta não consiste só no conteúdo quando a gente está presa, mas também na chegada de um envelopinho conhecido que esperamos com carinho e impaciência. Todas as tuas cartas são sempre amenas, interessantes e gratas; incansavelmente prazerosas. As formas delas são variadas como essas estrelinhas que parecem brilhar com uma luz diferente a cada dia.


Fidel Castro

Mas se você escrevesse um mesmo parágrafo cem vezes, eu gostaria do mesmo jeito da última do que da primeira. Olha, já que eu falei de estrelas: qual a diferença entre um raio de luz e outro raio de luz? Nenhuma. Porém, neles sempre há uma cor diferente. Um beijo é igual a outro beijo, mas os amantes não cansam nunca. Há frases que são beijos, há um mel que jamais enjoa. Esse é o segredo das tuas cartas. Fazia dias que eu estava por te pedir para que de vez em quando deixasses a máquina e escrevesses à mão. Você pode fazer com as mais curtinhas para não levar muito tempo. Adoro os traços da tua letra delicada, feminina, inconfundível (...). Não interessa que eu demore mais em te dar um abraço apertadíssimo, tão forte que eu te esprema como uma flor entre as mãos, não foi preciso te ver para que agora eu deseje mais do que faz meses, tão só através da maravilhosa graça e o aceso carinho das tuas cartas, breves ou longas.


Natalia Revuelta e a filha Alina

Quando ainda era um jovem com idéias revolucionárias, Fidel Castro viveu uma grande paixão com Natalia Revuelta, conhecida como Natty. A história foi secreta, pois Fidel estava preso após a tentativa frustrada de assalto ao Moncada e Natty estava casada com um membro da burguesia cubana.
Com uma escrita poética, ao gosto de Che Guevara, ou seja, "sin perder la ternura jamás", o futuro comandante expressa o seu amor através de metáforas sobre o comprimento das cartas e o estilo da letra da mulher amada.
Do relacionamento nasceu em 1953 Alina Fernández Revuelta, que depois virou inimiga do pai e foi para Miami. Natty continua morando na ilha.

 

O VOLUNTARIADO DO BEM, SEMPRE


"O que fazemos por nós mesmos morre conosco, o que fazemos pelos outros permanece e é eterno."
No mundo atual, moderno pela tecnologia de informação, muitas atividades ganham uma dinâmica melhor se os produtos e serviços tiverem, além da original seriedade, uma abrangência infinita de parceiros.
Pela internet é possível se nutrir de redes de voluntariado, cuja finalidade é propiciar uma variedade de atividades com enfoque absoluto ao bem-estar da humanidade. Na medida em que uma ferramenta de primeiros socorros ou rápidas informações é disponibilizada economiza-se energia e se ganha tempo na resolução dos problemas.
De fácil manipulação e utilização, o Planeta Voluntários nasceu com a premissa de fortalecer parcerias, agregar conhecimento e disseminá-lo, seja no eixo social, cultural, científico ou beneficente.
Cada atividade é desenvolvida com a determinação de se buscar caminhos retos e rápidos, com o propósito de atuar na imediata resolução, pois muitas vezes, uma resposta, uma alternativa ou mesmo ou uma sugestão, por simples que seja, pode estar a quilômetros de distância. Com os parceiros e colaboradores se forma um expressivo banco de dados e em poucos minutos se pode atuar na prática através da permuta comunitária. É a forma instantânea de agir e reagir.
Na última década grandes avanços se consolidaram pelas atuações da mídia eletrônica. Muitos casos considerados difíceis foram resolvidos. Encontraram-se pessoas há muito tempo procuradas; dividiram-se ajudas coletivas em prol de vítimas de catástrofes e consegui-se repassar à boa e importante informação. É bem verdade que há muitos instrumentos servindo várias populações hoje em dia. No caso do Planeta Voluntários, além de se caracterizar como uma organização que prima pela absoluta benevolência, há na espinha dorsal dos objetivos um imensurável potencial profissional, utilizando a rede para ser e não para ter.
Paradoxalmente muitas pessoas acreditam que a internet e suas derivações servem para afastar as pessoas. O PlanetaVoluntários não. Nossa missão é aproximá-las para com efeito somatório dividirmos o que de bem se precisa para que as pessoas tenham dias melhores, anos melhores, uma vida melhor.

Marcio Demari é Empresário em Londrina, Pr. Além de fundador e Presidente do Portal Planeta Voluntários.
Porque ajudar faz bem !
http://www.newsdoplaneta.com.br
A maior Rede Social de Voluntários e ONGs do Brasil !!!

 

SACOLAS PLÁSTICAS

Parecer de Zulke deve considerar a preocupação ambiental, empregos e praticidade

Deputado seguirá orientações da Política Nacional de Resíduos Sólidos

As 22 propostas de diferentes deputados de todo o País serão objeto de análise do deputado federal Ronaldo Zulke (PT/RS), que coordenou nesta quinta-feira (11) seminário sobre o polêmico tema das sacolas plásticas. “Vamos construir um parecer que considere a preocupação ambiental, a geração de empregos, e praticidade dos usuários e que siga as orientações estabelecidas na recente lei, sancionada em 2010, que estabelece a Política Nacional de Resíduos Sólidos”, afirmou o parlamentar.
“É preciso constituir um marco regulatório nacional que observe as diferentes realidades dos municípios brasileiros, que estimule o consumo consciente, a coleta seletiva e a reciclagem e que represente um grande acordo entre todos os setores envolvidos”, declarou. Segundo ele, a logística reversa (ciclo de reaproveitamento dos materiais) no uso das embalagens precisa ser implantada.


Assessoria de imprensa
Lucidio Bordignon Gontan

Diário de Serafina

Sai na quinta pra serafina e deu uma zebra na rodoviária na hora de sair: o bus ficou 20 minutos esperando por alguém, até que os passageios, principalmente uma senhora, meio velhota, do tempo que o repórter viajava na Leal, também, se levantou e disse:

- NOS DE GUAPORÉ ESTAMOS SENDO MALTRATADOS POR ESTA EMPRESA. BOM ERA NO TEMPO DA LEAL...

a leal era a antiga empresa de onibus, do OSMARINI....


mas tem notícia boa, também: A BENTO, a empresa de õnibus, cortou o lanche naquele LAGUINHO onde tudo custa o olho da cara....

agora o onibus que vem e vem a porto e serafina só para na rodoviária de Lajeado. Graças a Deus ou ao bom senso....

Diário de Serafina

Nesta foto, o BICO BRANCO, ( Ademir Presoto) prefeita de serafina, cercado pela suplente de senador ( de Guaporé) - ela é suplente do senador Paulo Paim do PT - e da sua assessora de imprensa Adriana Sabadin.

Cortesia PMSC.

De Serafina

Duas imagens do tempo em que a escola era Stela Maris( normal) nos anos 60, do século passado. Vê-se o colégio das freiras e atrás o Hospital Paroquial. Atrás,ainda, tudo descampado. Hoje está totalmente urbanizado.Foi um dos locais onde funcionou o cemitério em serafina corrêa. As fotos são do acervo de Rosa Brusamarelo.

DE SERAFINA

Crise no hospital local


Embora ninguém queira falar sobre o assunto, mas o hospital NSenhora do Rosário vem se agravando nos últimos tempos por conta do pouco repasse de verbas da prefeitura municipal, acusam quem administra o hospital. Já o prefeito Ademir Presotto nega que haja qualquer divergência entre ele e o administrado do hospital Agelio Zadia, que está no cargo há 30 anos.

Agélio já teve que enfrentar a escassez de recursos várias vezes, mas o hospital sempre sobreviveu.

O prefeito Ademir diz que não há espaço para criação de um outro hospital local. " Num município de 14 mil habitantes, isto é impensável. Só um louco o faria".

Pensando bem, muita gente em 1957 deve ter achado o padre Chico louco por querer construir um cristo redentor num morro elevado e hoje é um dos polos de atração truistica da cidade.

A assessores muito próximos Ademirf acha que a voracidade de dinheiro do hospital é muito grande e teria confidenciado que se fosse atender tudo o que o hospital pede teria que entregar a prefeitura a eles.

De qualquer forma, a crise na saúde de serafina correa é bem visivel. Doentes que recebiam remédios via judicial estão sem porque no SUS local dizem que não está chegando.O atual secretário da saúde é o ex-prefeito Salvi.

Os casos mais graves que chegam no hospital de serafina são encaminhados a P.Fundo.

DIRETOR SE DEMITIU

dePOIS DE 26 anos a frente da direção clínica do hospital paroquial o médico Roberto Arroque pediu demissão este ano. No seu lugar, entrou o médico Enio Massolini.

E o administrador do hospital chamou para um cargo o ex-prefeito de serafina, Sérgio Massolini, irmão de Enio.

O que se comenta ainda no município é que Sérgio, do DEM, que na última eleição coligou com o PP/PT a chapa que está na prefeitura, na eleição do ano que vem, estaria propenso a fazer outro coligçaão, com outros partidos, quem sabe o PMDB, de quem sempre foi nimigo politico ferrenho.


UMA GREVE VERGONHOSA

Por Carlos Chagas


Para a imagem e até a sobrevivência do Congresso, pior não poderia ser a decisão dos líderes dos partidos da base do governo na Câmara do que paralisar a votação de projetos de interesse do palácio do Planalto como represália ao combate à corrupção efetuado em ministérios do PMDB, PR, PT e penduricalhos. Apesar do exagero da utilização de algemas pela Polícia Federal, nos episódios da prisão de suspeitos, não há justificativa para a decisão dos líderes. Em especial porque a greve terminará na hora, se o governo liberar verbas relativas às emendas individuais ao orçamento e, de tabela, nomear alguns indicados pelos partidos oficiais para mais uns tantos cargos de segundo escalão na administração federal.

Um descalabro. Uma vergonha. Os tempos são outros, o país conseguiu superar a ditadura e promover uma democracia razoável, mas, se o Congresso desaparecesse, pouca gente lamentaria. A instituição Poder Legislativo está acima das lambanças praticadas por seus integrantes, ainda que a sucessão de evidências fisiológicas possa desembocar na fusão entre o todo e as partes.

Acresce que desde o início da atual Legislatura nenhuma atenção foi dada por deputados e senadores para os grandes problemas nacionais. Faltam até discursos sobre a crise econômica e o vazio social, quanto mais projetos e programas destinados a desatar nós que o governo, sózinho, mostra-se incapaz de resolver.

Em suma, vive-se um período amargo onde os valores se inverteram. Eficiente é o partido que mais sinecuras realiza nas fatias de poder postas à sua disposição. Aí estão os ministérios da Agricultura e do Turismo para não deixar ninguem mentir. Aliás, se também desaparecessem, ninguém notaria, exceção dos vigaristas que neles se locupletam.

LÁ NÃO USAM ALGEMAS

Em setembro de 1969, quando a primeira leva de presos políticos chegou ao México, logo em seguida ao sequestro do embaixador dos Estados Unidos, um grupo de policiais daquele país entrou no Hércules logo que aterrissou. A aeronave estava sob os cuidados da Polícia Federal brasileira e todos os presos tiveram que viajar longas horas algemados. Assim estavam. Quando um dos carcereiros voadores sugeriu ao colega mexicano que José Dirceu, Wladimir Palmeira, Gregório Bezerra, Apolônio de Carvalho e tantos outros desembarcassem com as algemas, ouviu frase de arrepiar qualquer esbirro policial: “Neste país não se usam instrumentos medievais!”

Não vamos chegar a tanto. Algemas, às vezes, são necessárias, como decidiu o Supremo Tribunal Federal. Mas só em casos excepcionais, quando o preso tenta fugir, põe em risco a vida do captor ou pode atentar contra a própria vida. Nenhum desses casos se enquadrou nos 36 detidos e algemados pela Polícia Federal nas investigações sobre roubalheira no ministério do Turismo. O episódio deslustrou a louvável operação anti-corrupção. Tem gente precisando fazer um estágio no México.

PENSANDO LONGE

Falta muito para 2014 mas o velho provérbio árabe continua valendo: bebe água limpa quem chega primeiro na fonte. A vez será da presidente Dilma disputar um segundo mandato, já que reforma política alguma ousará extinguir o princípio da reeleição. Empecilhos poderão aparecer, é claro. O maior deles se o ex-presidente Lula for convencido a disputar o palácio do Planalto, caso a popularidade de sua sucessora estiver na baixa.

Esse enigma queima o cérebro dos tucanos. Disputar com Dilma é a opção deles. Já com o Lula, nem tanto. Para a primeira hipótese, posiciona-se Aécio Neves. Para a segunda, faltam pretendentes. José Serra deve buscar abrigo na prefeitura de São Paulo, que disputaria ano que vem, ficando de sobreaviso mas sem nenuuma vontade de enfrentar o primeiro-companheiro. Geraldo Alckmin dificilmente trocará o certo pelo duvidoso, ou seja, em seus planos estará um segundo mandato no palácio dos Bandeirantes. Há quem eomece a falar, apesar de seus oitenta anos, na possibilidade de Fernando Henrique enfrentar o Lula pela terceira vez. Afinal, já ganhou duas. E ele aceita.

BOLA DE CRISTAL CEARENSE

Não faz muito o governador do Ceará, Cid Gomes, abriu contundente destampatório contra o então ministro Alfredo Nascimento, que logo depois caiu. Dias mais tarde seu irmão, ex-governador Ciro Gomes, desceu tacape e borduna em Nelson Jobim, em seguida defenestrado do ministério da Defesa. Por conta dessa premonição os ministros Wagner Rossi e Pedro Novais deram ordens peremptórias em seus gabinetes: nas viagens pelo país, é proibido até sobrevoar o Ceará. Descer em Fortaleza, nem por milagre...

DE SERAFINA

a crise do hospital de serafina é a crise dos hospitais chamados filantropicos.

O SUS paga pouco, as prefeituras tem outros objetivos e assim vai a saúde do povo brasileiro.

Mas o hospital paroquial cumpriu e cumpre uma grande função social. disto ninguém tem dúvida.

*Eleições

O atual Vice, flávio BREDA, do PT, está louquinho pra por as mangas de fora e ir pra cabeça no ano que vem. nÃO SE SABE SE o partido tamb ém quer.

*O certo é que steremos elições embatucadas por aqui em 2012.


*O problema da atual administração, pelo que se ouve nas ruas, é a saúde e o lixo. Pode o bico branco mandar fazer uma pesquisa que verá que é isto.


*Briga de bares em serafina: O OPEN ESTÁ MATANDO O MARUCUS.....

 

Museu referencia ato histórico 'Cadeia da Legalidade'

O Memorial João Goulart está realizando durante este mês uma vitrine temática sobre os 50 Anos da Legalidade. Durante todos os dias há exibições de documentários sobre a Legalidade e da primeira entrevista dada por João Goulart após a posse como presidente da República. Também está ocorrendo nas escolas a palestra “João Goulart e Leonel Brizola no Movimento da Legalidade”, ministrada pela professora especialista em história, Jacqueline Cassafuz.
A coordenação do museu estima que 20 mil pessoas que, desde a inauguração do Memorial em outubro de 2009, já visitaram a casa onde Jango passou sua infância e juventude. Deste total, 3500 são estudantes do ensino fundamental, médio e superior, que procuram a instituição para visitas de estudo, entrevistas e pesquisas.
O horário de visitação ao museu é de terça a sábado, das 9h às 12h e das 14h às 17h e aos domingos, das 9h às 12h. Excursões, escolas, universidades e outras instituições que desejarem visitação monitorada devem realizar o agendamento através do telefone 3431-5730.

A Cadeia da Legalidade
Foi um movimento liderado por Leonel Brizola, na época governador do Rio Grande do Sul, para garantir a posse de João Goulart na Presidência da República, após a renúncia de Jânio Quadros em 25 de agosto de 1961. Mesmo sob a ameaça de intervenção militar, a resistência se ampliou, contagiando o país, transformando-se em uma grande mobilização popular. Através dos transmissores da rádio Guaíba, instalados nos porões do Palácio Piratini, Brizola fazia pronunciamentos a todo o país, conclamando o povo a defender a legalidade constitucional.


Prefeitura de São Borja


MEMORIA DA IMPRENSA

do acervo familiar

ASSIS HOFFMANN, fotógrafo da UH( Ultima Hora) recebera uma missão especial do editor do jornal Tarso de Castro. Em Torres, fotografar a Barbara Openheimer, que ele andava cortejando, mas que ela não dava bola. E num fim de semana Assis trouxe para seu editor a foto que ele pedia: resultado, segundo conta o veterano fotógrafo, na segunda a foto com a Barbara estava na capa da Ultima Hora. Barbara e Tarso acabaram casando, seguramente não por causa da foto, e depois participaram da aventura que foi fazer o Pasquim, nos anos 60/70, um jornal que marcou época no Brasil.

DE SERAFINA

Nelson Assoni, quase aos 80 anos, comprou terras para os lados de Nova Bassano: dizem que pagou cerca de 1 milhão de reais.

Sua irmã, Zenaide,está doente, aos 82 anos.

Nelson é remanescente dos emancipacionistas e foi homenageado quando dos 50 anos da emancipação municipal.

Pertence a uma das tradicionais familias de serafina, de pioneiros.


*Não convidem Nelson Assoni e Sergio Massolini para o mesmo coquetel: e isto que são primos-irmãos.

DE SERAFINA

Crack e outras drogas

O delegado Carmelo, um carioca, que está na delegacia local, costuma ir a bailes e outros eventos pra descobrir de onde vem a contravenção. Depois de dezoito anos sem delegado local, ele tem muito trabalho por aqui.


Diz um morador que nos finais de semana, as balas correm soltas entre polícia e bandidagem pelos lados do Gramadinho, que é o bairro mais popular da cidade.

em outra época, era o bairro dos operários que vinham de fora trabalhar no frigorifico.

MOVIMENTO DE JUSTIÇA E DIREITOS HUMANOS/Brasil INFORMA:


MAS DE TREINTA Y DOS MIL DENUNCIAS POR VIOLACIONES A LOS DERECHOS HUMANOS EN CHILE


La Comisión de Verdad suma casos por tortura
Por Adrián Pérez


Un documento elaborado por la Comisión de Verdad sobre Prisión Política y Tortura en Chile, que incluye 32 mil denuncias por violaciones a los derechos humanos, será entregado al presidente Sebastián Piñera el próximo miércoles.
El informe Valech incluye testimonios de víctimas de la dictadura que no habían sido difundidos en la presentación de junio de 2005, enviada al entonces presidente Ricardo Lagos. Ese documento incluyó 29 mil casos, 87 de ellos relacionados con niños y niñas víctimas de la represión entre el 11 de septiembre de 1973 y el 10 de marzo de 1990. Esta investigación cierra el proceso iniciado con el informe Rettig de la Comisión de Verdad y Reconciliación, que había establecido un total de 2279 detenidos, desaparecidos y ejecutados políticos durante la dictadura de Augusto Pinochet.
En diálogo con Página/12, Claudio Herrera, secretario general de la Comisión Valech, señaló que el objetivo de esta versión definitiva será entregar la reparación del Estado a aquellas personas que no fueron ingresadas en el período anterior y reconsiderar aquellos casos que no fueron tenidos en cuenta. El informe que el presidente Piñera recibirá de manos de la comisión determina cuáles de las exposiciones recibidas, entre febrero y agosto del año pasado, se ajustan a las categorías de víctimas de prisión política y tortura, por un lado, y detenidos desaparecidos y ejecutados políticos. La comisión tuvo un año para investigar y analizar los antecedentes remitidos por los demandantes. Si bien durante el proceso de resolución se registraron 32 mil denuncias, Herrera señala que el total de casos considerados en esas dos categorías es menor. “Por ley estamos impedidos de adelantar antecedentes o información provisoria porque el receptor final del informe es el presidente de la República, que lo dará a conocer oportunamente a las víctimas”, señaló el secretario general.
Con la tarea de evaluación y clasificación finalizada, las conclusiones se conocerán el miércoles. Ese mismo día vence el mandato de la Comisión Valech. El 10 de diciembre de 2009, la ley 20.405 creó la Comisión de Derechos Humanos y el Instituto Nacional de Derechos Humanos. En su reglamento, esa normativa determina un plazo de seis meses para que la comisión reciba los testimonios de las víctimas del terrorismo de Estado. Una vez entregado el informe, esa misma normativa establece la disolución de la Comisión de Derechos Humanos.
Se estima que la inversión estatal destinada a los beneficiarios en salud, previsión y educación podría llegar a los 1500 millones de dólares, entre familiares de detenidos desaparecidos, ejecutados, exonerados políticos y víctimas de tortura. Se estima que cada víctima recibirá 121 mil pesos por haber sido afectado por la acción de la dictadura militar. Para homenajear al obispo Sergio Valech –fallecido en noviembre de 2010 y que sólo alcanzó a encabezar un par de reuniones organizadas en su casa–, se decidió que el cargo de presidente de la comisión quedara vacante.

De Serafina


Valcir Segundo REGINATTO, O POLACO,SÓ NÃO SERÁ candidato porque está com problemas na Justiça eleitoral. Suas contas não foram aprovadas na camara municipal. Se se livrar disto, será candidato,sim, segundo tem dito. E diz que politicamente o atual prefeito Ademir, está mal.

- Ele tem dado muito coice, comenta Polaco.


DE SERAFINA


O PAI DO CASEMIRO


VINHA CAMINHANDO PELA CAPELA SANTANA, DE VOLTA DE UMA LONGA CAM INHADA, E QUANDO VI JÁ AO ANOITECER, COM UMA LUA GRANDE NASCENDO, ATRAVESSOU NA ESTRADA DE CHÃO BATIDO UM SENHOR IDOSO.

PERGUNTEI SE ELE CONHECIA ALGUM PARENTE DO CASEMIRO MIOR, O LATERAL ESQUERDO DO GREMIO.

- PARENTE NÃO, MAS EU SOU O PAI.

CONHECI,ENTÃO O ANTONIO MIOR, QUE AOS 88 ANOS,ainda corta pasto pras vacas. Mora na roça, ao lado da capela e é ele que toca o sino ainda nos dias festivos.


Teve três filhos jogadores. Danilo, que hoje mora em Encantado, Casemiro , que vive em Porto Alegre e Armando, morto de um aneurisma, aos 23 anos.

De Serafina


Formou-se a Natália, filha do Nestor Magon e da Lucimar.

A festa aqui no hotel varou a madrugada. Parabéns a ela,então.


*Faleceu o Alcides Meneghatti, filho do Salvador e da Teresa Cella. Fomos vizinhos, quando morávamos todos na Capela São Pedro.

Falei na bodega da capela no sábado: pessoal, morreu o Alcides. Ninguém parou o jogo de cartas pra pedir mais detalhes.

*Fui até a capela são joão e depois regressei pela capela Santana. Esta linha, como chamam aqui, está dizimada. Não tem mais crianças. foram os jovens para a cidade e só ficaram os velhotes, como pai do casemiro.

*- Gane solque due tre que va a la capela rezar( tem só dois ou três que vão a capela rezar) me disse o velho Toni Mior.

 

FALTA MEDICAMENTOS

NO SUS DE SERAFINA


O SENHOR ALFREDO CANTON,APOSENTADO,83 ANOS, TEM DIREITO A 3 TIPOS DE COLÍRIO ...POR DECISÃO JUDICIAL.ELE OS RECEBE NO SUS. MAS NOS ULTIMOS MESES TEM RECEBIDO APENAS UM TIPO DO COLÍRIO..ALEGAM NO SUS QUE NÃO CHEGARAM OS OUTROS DOIS COLIRIOS.

E EMBORA TENHA DIREITO AO MEDICAMENTO POR DECISÃO DA JUSTIÇA, ELE TEM QUE COMPRA-LOS. APOSENTADO DO inss NÃO TEM POSSES PARA ESTAS AQUISIÇÕES

RECLAMAR PARA QUEM?

 

Roteiro do findi


1) filme da morte do ex-guerrilheiro que está no sindibancários é imperdível...


2) no final do domingo, no santander, sempre tem um bom show musical.


3) Este vivente estará em Serafina, pra almoçar no domingo, com meu pai, que aos 83 anos, ainda vive..Vou pedir que me ensine como cortar as parreiras, porque sei que é por este tempo que se deve fazê-lo...

4) Almoço do Dia dos Pais

Na Sociedade de Engenharia do RS, SERGS, Zona Sul.
Avenida Coronel Marcos, 163
Pedra Redonda, Porto Alegre - RS, CEP 91760-000
Telefone para Reservas: (51) 3222.4318

Dia dos Pais....


No segundo domingo de agosto,sempre se comemora o dia dos pais....

Mando aqui o meu abraço a todos os que já não tem pai, ou que nunca o conheçaram. De minha parte, tive um pai, uma referência,com todos os defeitos e virtudes que uma pessoa possa ter.


Tive outros "pais", pais politicos, pais jornalisticos. a eles também rendo minha homenagem.

Encontro Música na Escola


discute a implementação do conteúdo de música no currículo da Educação Básica
O GRUPO TÉCNICO MÚSICA NA ESCOLA, em parceria com a FAMURS e UNDIME/RS (União Nacional dos Dirigentes Municipais de Educação), realizará no dia 18 de agosto (quinta-feira) o encontro Música na Escola: legislação e orientações. A data é comemorativa aos três anos da assinatura da Lei Federal 11.769/2008, que torna obrigatório o conteúdo de música no currículo da Educação Básica.
O encontro tem por principal objetivo propor políticas educacionais que favoreçam o cumprimento da Lei. Entre elas está a realização de concurso público para o cargo de professor de música, formação de professores, investimentos em instrumentos musicais, materiais pedagógicos, criação de espaços apropriados para o ensino de música, fomento de grupos musicais e realização de festivais de música no âmbito escolar. A recém-criada Lei Estadual 13.669/2011 também estará na pauta.
Participarão do evento secretários de educação dos municípios, representantes das CREs/SEDUC, representantes dos Conselhos Municipais de Educação e representantes de várias instituições como SINEPE, SINPRO/RS, CPERS, CEE, Instituições de Ensino Superior entre outras. Durante o evento serão realizadas apresentações musicais de grupos vinculados a Educação Básica.
O encontro será gratuito, das 9h às 17h, tendo por local o Auditório da FAMURS, sito à Rua Marcílio Dias, 574 – Bairro Menino Deus, Porto Alegre. Informações e inscrições pelo telefone 3230-3164 (FAMURS).
GRUPO TÉCNICO MÚSICA NA ESCOLA
O Grupo Técnico Música na Escola foi criado em 23 de março de 2010, na audiência pública realizada pela Comissão de Educação, Cultura, Desporto, Ciência e Tecnologia, da Assembléia Legislativa/RS. É constituído por professores de música, músicos, representantes da Secretaria de Estado da Educação e das Secretarias Municipais de Educação, representantes de Instituições de Ensino Superior em Música/RS e das Associações Brasileiras e Internacionais de Educação Musical, ABEM e ISME (International Society of Music Education); representantes de associações e ONGs, entre outras.

Assessoria de imprensa:
Simone Lersch (51) 3029.6390 / 9803.4420

LOGO ESTARÃO APLAUDINDO DILMA ROUSSEFF


Por Carlos Chagas


É bom prestar atenção nas sucessivas manchetes de um jornal editado em Paris, assim que chegou a notícia da fuga de Napoleão da Ilha de Elba:

“O Monstro Corso escapou!”
“O Usurpador está na Baía de São João!”
“O Canibal marcha sobre Grasse!”
“O general Bonaparte ocupa Lyon!”
“Napoleão I aproxima-se de Fontainebleu!”
“Sua Alteza Imperial chega Amanhã à sua Amada Paris!”

Nesses termos tem sido a reação do PMDB às providências tomadas pelo governo para coibir a corrupção nos miniustérios da Agricultura e do Turismo. A exoneração de um secretário-excecutivo e de outros altos funcionários, mais a prisão de outro, junto com mais de trinta servidores, mereceram explosões de indignação dos líderes do maior partido nacional. Terça-feira, falavam em inabilidade da presidente Dilma e em desmonte da máquina pública. Coisa atabalhoada. Governo descontrolado. Perseguição ao PMDB. Necessidade de revide nas votações no Congresso.

Ontem, os adjetivos minguaram, substituídos por afirmações lógicas de que tudo precisa ser apurado e que quem tiver culpa deve pagar. Foi o que se viu na reunição da ptresidente Dilma com os presidentes dos partidos da basde oficial. Hoje, sem dúvida, virão declarações de que o PMDB, o PT e oenduricalhos não podem ser confundido com erros de seus integrantes. Amanhã, estarão aplaudindo a presidente da República por seus cuidados e sua inflexibilidade na defesa do patrimônio público.

MAIS ATORES NO PALCO

Nesse festival de lambanças verificadas em alguns ministérios, vinham e continuam faltando medidas capazes de identificar e, sendo o caso, punir as empreiteiras especializadas em distribuir propinas e comissões para funcionários corruptos, no ministério da Agricultura. Agora, por conta das irregularidades no Turismo, mais um ator entra no palco: as ONGs, usadas para receber dinheiro oficial e transformá-lo em dinheiro sujo para irrigar as contas bancárias de uns tantos malandros.

Seria hora de acabar com a farra dessas entidades que, dizendo-se não governamentais, cada vez mais se locupletam de recursos do governo, para não falar na publicidade que recebem de empresas estatais. Existem ONGs necessárias, que prestam bons serviços ao país. Mas aumenta em ritmo geométrico o número das fajutas, em grande parte constituídas por servidores públicos indicados pelos partidos da base parlamentar do palácio do Planalto. Prestam serviços inexistentes e faturam vastas parcelas dos recursos provenientes dos impostos pagos pelo cidadão comum. Que tal levar a faxina às ONGs?

MELHOR SAIR LOGO

Todo mundo conhece o episódio do motorista de taxi que encontrou um pacote nobanco de trás de seu carro, depois que o passageiro desceu. Abriu e verificou tratar-se de um milhão de reais, quantia capaz de garantir-lhe uma vida tranquila. Em vez de guardar o dinheiro, foi à delegacia para devolver. Era dinheiro roubado. A imprensa saudou o honesto cidadão, publicando sua fotografia e entrevistando sua família e os vizinhos.

Passaram-se os anos e quando o motorista tentou trocar de carro, candidatando-se a um empréstimo, vcio a negativa. Quis saber porque e ouviu a resposta: “você não é aquele cara envolvido no roubo de um milhão de reais?”

Todo mundo é inocente até que se lhe prove a culpa. Não dá para concluir que os ministros da Agricultura e do Turismo tenham participado das maracutaias praticadas à sua volta. Agora, não apenas daqui a alguns anos, porque hoje mesmo, para a opinião pública, estão os ministros envolvidos com as tramóias e vigarices de seus auxiliares, pelo simples fato de serem ministros. Melhor fariam se pedissem para sair.

AMORIM TERÁ CORAGEM?

Corre em Brasília que uma das promessas feitas pelo novoministro da Defesa, Celso Amorim, foi de cuidar do problema do nióbio. Problema? Melhor seria dizer escândalo, porque o Brasil detém 90% das reservas desse precioso mineral, namaior parte localizado nas reservas indígenas dos Ianomani e da Raposa-Serra do Sol. O nióbio é exportado, ou explorado, por empresas dominadas pelo capital internacional, mas sai daqui a preço de banana podre. Disciplinar a produção e valorizar o preço é reivindicação histórica das forças armadas, mas até hoje nenhum governo ousou tanto. Quem sabe agora, em se tratando de questão ligada à nossa soberania?

 

Fotografia é história


O candidato PG

Em 1989, após três décadas sem votar para presidente, o povo brasileiro voltava às urnas. Vinte e dois candidatos concorreram ao Palácio, entre eles Lula e Collor, o vencedor. Mas o mineiro Paulo Gontijo, do Partido Popular, foi um dos que mais chamou a atenção da mídia. PG prometia ultrapassar as realizações do conterrâneo Juscelino fazendo em cinco anos as obras de um século.

Como foi – Trabalhando em Veja, eu cobria a campanha de todos os candidatos. Depois de fotografar Gontijo, fiquei por quase uma hora a ouvi-lo detalhar suas idéias para governar. A primeira delas era construir milhares de represas na bacia do Rio São Francisco para amenizar os efeitos da seca. A segunda, uma rodovia ligando as cidades de Xique Xique e Benjamin Constant, o sertão da Bahia ao coração da Amazônia. E a terceira: a construção de pontes que uniriam Manaus a Miami, Natal a Paris e Porto Alegre a Santiago do Chile. As promessas de PG, no entanto, não caíram no agrado do eleitorado. Dos 75 milhões de votantes, apenas 198.719 confiaram em seu plano de metas. Ficou em 14º. lugar. Orlando Brito.

DO BLOG DO CLAUDIO HUMBERTO!

LEGALIDADE

SEM A EX PRIMEIRA DAMA

UMA COMISSÃO DA CAMARA MUNICIPAL DE PORTO ALEGRE ESTAVA SELECIONANDO DIAS ATRÁS NOMES PARA PARTICIPAR DE UM COLÓQUIO SOBRE O EVENTO....QUE COMPLETA 50 ANOS.

ALGUE´M SUGERIU CONVIDAR A EX PRIMEIRA DAMA MARIA THEREZA GOULART. UM DOS INTEGRANTES DA COMISSÃO ESPANTOU-SE

- MAS COMO SE ESTA MULHER NEM ESTAVA AQUI QUANDO HOUVE A LEGALIDADE.

COMO CONVÉM REFRESCAR A MEMÓRIA, DONA MARIA THEREZA ESTAVA EM PARIS QUANDO JANGO DESCEU EM PORTO ALEGRE E SEGUIU PARA BRASILIA PARA TOMAR POSSE....

Chegou o Dimensão Cosmopolita - Um novo periódico cultural

Oi Olides! Como estás camarada? Não esqueci da entrevista do Rafael, viu? COmo solicitado, vou providenciar a entrega do material bruto ao eminente "produtor" e "entrevistador" a quem estou escrevendo agora, e a entrevista com o Rafa, pauta COOJORNAL, rolará em duas ou três partes muito em breve (acho que consigo editar e pôr algumas músicas de protesto pra semana que vem, parte I), embora não prometa ainda 100%, ok? EM anexo te mando minha mais recente iniciativa profissional, dá uma olhada e faz algum comentário que achares pertinente. O periódico cultural que idealizei, OLIDES, é acima de tudo uma necessidade que tenho de me expressar, e tentar fazer algo com um viés um pouco diferente do que existe por aí em termos culturais. É um piloto, mas é pra valer! Abração
Guto
DIA: na noite de 03 de setembro, um sábado, faremos um "lançamento oficial", mas sem aquela ONDA que tu sabes nunca fez minha cabeça, do DIMENSÃO COSMOPOLITA ali na CASA DE TEATRO na Garibaldi,que considero o lugar mais cosmopolita e plural da Província hoje. Terá show da banda Borboleta Groove. Abração e obrigado

DIMENSÃO COSMOPOLITA
Chegou o novo periódico cultural de Porto Alegre. Da "Província" para o "Mundo". Online em PDF e impresso (tiragem limitada em alguns lugares-chave da cidade).Confira! Anuncie!
Guto Villanova
Jornalista
Editor do DC
http://ms2produtora.wordpress.com/
Apresentador e produtor do Sonoridades (ano 8)
Quartas, 20h30min, Rádio da Universidade 1080 AM
http://www.ufrgs.br/radio/
PS: o segundo número será mais rechonchudo e enfocará iniciativas de caráter cosmopolita que ocorrem aqui em POA.

Blog: http://dimensaocosmopolita.blogspot.com/
Twitter: http://twitter.com/#!/DIMENSOCOSMPOLI

Recado de Guto Villanova

Porra sai pra lá! hahaha
Depois dessa do câncer do Gianechini, até parei de fumar. A BRUXa tá solta, os caras entram no hospital pra ver uma coisa e aparece uma outra pior, e alguns nem saem mais de lá. Tô fora! Quem procura acha, já dizia o velho bRIZOLA. E aí que acho do jornalzinho do teu colega? TÔ começando, né? Mas pelo menos a biografia do Roberto Marinho jamais farei hahahahaha

SINDUSCON/RS APRESENTA O XIV CENSO
DO MERCADO IMOBILIÁRIO DA CAPITAL


O presidente do Sinduscon/RS, eng. Paulo Vanzetto Garcia, apresentará na próxima terça-feira (16.8) durante café da manhã para a imprensa o XIV Censo do Mercado Imobiliário de Porto Alegre. O evento será realizado às 9h45min, no Hotel Plaza São Rafael. O Censo vem sendo elaborado desde 1998 pela entidade, com o objetivo de dimensionar a oferta e a demanda de imóveis novos na Capital para subsidiar o processo decisório dos incorporadores e construtores. Neste ano, foram identificados 354 empreendimentos em 193 empresas, totalizando 6.573 unidades novas em oferta. A área total em oferta é de 710,21 mil m². O desempenho do mercado imobiliário de Porto Alegre apresenta significativas mudanças, como por exemplo, o incremento de imóveis à venda. O levantamento identificou também a liderança da oferta de apartamentos de dois dormitórios bem como o incremento na oferta de imóveis de valor até R$ 157 mil. O Censo inclui mapas de distribuição espacial dos empreendimentos imobiliários, elaborados através da técnica de geoprocessamento das informações. Na coletiva, o presidente do Sinduscon/RS também comentará a situação atual e as perspectivas no setor imobiliário tendo em vista o novo contexto econômico em função da crise dos mercados mundiais.

Todt Comunicação

LEGALIDADE


O PRESIDENTE DO LEGISLATIVO DE SÃO BORJA, VEREADOR CELSO LOPES FOI RECEBIDO ONTEM, DIA 11.08 EM AUDIENCIA PELO GOVERNADOR TARSO. foi convidá-lo para comparecer aos eventos da Legalidade que se realizam em são borja.


LEGALIDADE

no reino animal....


NA VISITA QUE FEZ ONTEM AO GOVERNADOR TARSO GENRO, O PRESIDENTE DO LEGISLATIVO DE SÃO BORJA, CELSO LOPES, DO PDT, O POPULAR CAMUNDONGO, ESTAVA ACOMPANHADO DO SEU ASSESSOR LETIER ,VIVIAN POPULAR CAPINCHO. ONDE SE DEDUZ QUE EM SÃO BORJA TUDO É LIGADO AO REINO ....ANIMAL.

CASO DAS MÃOS AMARRADAS


A ASSEMBLÉIA LEGISLATIVA, ATRAVÉS DE SUA ASSESSORIA DE IMPRENSA, PREPARA UM LIVRETO CONTANDO A HISTÓRIA DO CASO DAS MÃOS AMARRADAS, O FAMOSO CASO DO SARGENTO MANOEL SOARES, QUE TERÁ UM MONUMENTO AGORA. QUANDO ENTREI PRO JORNALISMO EM 1973, AINDA HAVIA UMA CPI EM ANDAMENTO SOBRE ESTE ASSUNTO.

O JORNALISTA ANTONIO DE OLIVEIRA COORDENA A FEITRA E A PESQUISA DESTE LIVRETO.

Presidente do legislativo de são borja visita o governador

O PRESIDENTE DA CAMARA MUNICIPAL DE SÃO BORJA ESTEVE ONTEM DIA 11.08 ENTREGANDO UM CONVITE AO GOVERNADOR TARSO GENRO PARA QUE PARTICIPE DAS COMEMORAÇÕES DA LEGALIDADE EM SÃO BORJA.
CELSO LOPES ESTEVE ACOMPANHADO DO SECRETÁRIO DE ASSUNTOS MUNICIPAIS DO GOVERNO DO ESTADO, AFFONSO MOTTA.

AS FOTOS SÃO DE LETIER VIVIAN....



DIA DO PENDURA

ONTEM,D IA DO ADVOGADO, FOI TAMBÉM O DIA DO PENDURA...MAS É UMA TRADIÇÃO QUE CAIU EM DESUSO PORQUE MUITOS RESTAURANTES FECHAM NESTE DIA, POR CAUSA DOS CALOTES.


O EX-GARÇÃO DO BARRANCO, NA PROTÁSIO, CESAR TASCA, SOBRINHO DOS FUNDADORES, LEMBRA QUE UMA VEZ CHEGOU UM CARA DE SARANDI, SUA TERRA NATAL COM CERCA DE 20 PESSOAS PARA JANTAR NUM DIA DO PENDURA NO BARRANCO. COMERAM DO BOM E DO MELHOR E O GARÇÃO PERGUNTOU SE ELES ERAM PENDURA...

NEGARAM QUE FOSSEM...

O DONO DO BARRANCO, ELSON FURINI PERGUNTOU AO GARÇÃO SE ELES NÃO ERAM PENDURA. CESAR ALEGOU QUE ELES ESTAVAM DIZENDO QUE NÃO...

QUANDO FORAM VER, ELES DERAM O CALOTE.

- SE PEGAREM NO PAU COM O ELSON, MAS EU COMO GARÇÃO SAI FORA, RECORDOU ONTEM CESAR.

ELE DISSE QUE NO BARRANCO QUANDO ESTA TRADIÇÃO ERA RESPEITADA - ESTUDANTES DE DIREITO NÃO PAGAM NO DIA DO ADVOGADO - HAVIA ATÉ UMA SALA DESTINADA PARA OS COMENSAIS QUE NÃO PAGARIAM NO DIA DO ADVOGADO. MAS QUE A TRADIÇÃO FOI QUEBRADA PORQUE MUITOS OPORTUNISTAS SÓ APARECIM NA CHURRASCARIA NESTE DIA.

CARTAS DE DOR....


clique na imagem para ampliar

O FILME DA FLÁVIA É IMPERDIVEL. EIS AÍ UMA DAS CARTAS DO SEU PAI, ANTES DE MORRER( AS VERSÕES SÃO DESENCONTRADAS) ....

PROGRAMA É VER O FILME NO SINDIBANCÁRIOS.

Eugenio Bortolon em terras colombianas

uma boa matéria do " bebe chorão" como o Bortolon era chamado na Folhinha da Manhã, quando trabalhava no esporte. Eugênio que sempre andou pelo " turismo" dos jornais onde trabalhou, esteve em Cartagena...e produziu uma otima reportagem sobre a terra onde viveu e trabalhou no jornalismo GGmarques....o nob el de literatura...

O ODEON ESTÁ BOMBANDO...


AGORA TAMBÉM AOS SABADOS, O BAR ODEON, NA ANDRADE NEVES ABRE. COM MUSICA AO VIVO E DE JAZZ PRUM SÁBADO.
FICA ALI NA ANDRADE NEVES. TEM UM GARÇÃO NEURÓTICO, O BETO, MAS ESTE SÓ FICA DE DIA, DE NOITE QUEM ATENDE É O DONO, O TINO E OUTRO GARÇÃO.

AH, EM TEMPO. NÃO CHAMEM O BETO DE GARÇÃO, ELE SE OFENDE. ELE DIZ QUE É GERENTE...ENTÃO TÁ. FICA DE GERENTE MESMO.

MAS O BETO MAIS QUE UM GARÇÃO É UM APRECIADOR DA NOITE. CONHECEU A MAIORIA DOS BARES DE PORTINHO, QUE ESTÃO DESAPARECIDOS.

Martha Medeiros

alguns " maldosos" dizem que FELIZ POR NADA, o livro que ponteia a lista dos mais vendidos da VEJA deveria se adaptar a vida da escritória, que estaria feliz por nada, no sentido de que o escreve é nada....a literatura da martha é assim mesmo,...um tititi com seus leitores, mas assim ela vende livro que é o que interessa. Na verdade, ela está tomando o lugar da Lya Luft.

 



NÃO CONHEÇO O AUTOR DESTA FOTO, MAS TÁ NA CARA QUE É DO TEMPO DO AI-5,QUANDO OS CASSETETES COMEÇARAM A MANDAR NO PEDAÇO. VE-SE QUE ERA BEM A EPOCA DAS MINISAIAS E DA PE MANDANDO VER....

DESCONHEÇO O LOCAL DA FOTO, OU O QUE ESTAVA ACONTECENDO....PARECE A REITORIA DA UFRGS, MAS NÃO TENHO CERTEZA SE É OU NÃO....

MEMÓRIA DA IMPRENSA

15 ANOS SEM O ANTONINHO


O ANTONINHO E SUAS' LOUCURAS"!!!!


Bem do Antoninho: no dia da missa de sétimo dia, na capela da PUC, a " filial" chorava mais que a matriz....


*O ex-presidente da ARI, que morreu há 15 anos - 8.8.1996 - tinha um costume exótico diante de suas crises de coração: dava fortes socos no coração e dizia pros colegas:

- Ela tá bem, agora consegui acertar ele.

É que estancava a taquicardia com fortes socos que se dava no peito...


*Um dia em sala de aula ( ele era diretor e professor da Famecos, da PUC) a Regina Lemos ( depois repórter da RBS TV) perguntou ao Antoninho o que cairia na prova. Ele respondeu:
- toda a matéria

aí ela disse: mas professor, vai entrar tudo!
e antoninho, com aquele seu ar malicioso, repetia

- mas vai entrar tudo...."


*Clarice Aquistapace, sua colega de infortúnio da Coojornal( perderam bens porque foram fiadores de um empréstimo da Caixa Economica Estadual(CEE) se declara:
- eu e o antoninho só soubemos da dívida da Coojornal por um oficial de Justiça. Já com problemas de coração, ele parava no meio da rua e se enchia de socos para aliviar a dor...

*EM 1996, ele foi meu testemunha num processo.Levei o processo pra ele ler, porque quis ver. O Antoninho metia o bedelho em tudo, queria saber de tudo....

Mas chegando no seu apê, ele me recebeu de sunga - era um domingo muito calorento - e na sala sua esposa, a Mirtes, recebia uma visita. ela andava pela casa de cuecas e suando em bicas. Quis ir pro escritório e mandou ver numa cerveja....

Gozador como era, quando viu no processo a palavra SODOMIA, não resistiu:

- SODOMIA É QUE É BOM,DISSE ELE, SARCÁSTICO.


*NA REVISTA PLAYBOY, A FAMECOS,QUANDO ELE ERA DIRETOR, CHEGOU A SER CITADA COMO UMA DAS MELHORES FACULDADES DE JORNALISMO DO PAÍS. ELE ANDAVA COM A REVISTA NA PASTA E MOSTRAVA PROS IRMÃOS MARISTAS QUE FICAVAM TODOS ENCABULASOS DIANTE DAS FOTOS DAS MULHERES PELADAS....

O CONVITE DO GELSON

É PRA GURIA QUE SE FORMA...

PARABENS A ELA, PELA CONQUISTA!


Zulke aposta em parecer equilibrado ao PL das sacolas plásticas



Não será fácil a tarefa do deputado federal Ronaldo Zulke (PT) de construir o parecer ao projeto de Lei nº 612/2007 e suas 20 propostas apensadas, objeto do seminário por ele proposto nesta quinta-feira (11) na Comissão de Desenvolvimento Econômico, Indústria e Comércio da Câmara dos Deputados. No entanto, o parlamentar aposta que, com diálogo, será possível encaminhar um parecer que equilibre a preocupação com o meio ambiente e a fabricação das sacolas. Ao final do evento, Zulke solicitou a todos sugestões por escrito para a elaboração do parecer.

“Os depoimentos que ouvimos hoje reafirmaram a complexidade do problema”, declarou. Para ele, o parecer precisa encaminhar uma solução acordada para que o Brasil seja, inclusive, referência no assunto. "Saímos daqui falando de todas as embalagens plásticas e não apenas das sacolinhas. Isso dificultará a minha tarefa”, confessou. A ideia partiu do representante do Ministério da Justiça, Danilo Almeida, que defendeu uma discussão mais ampla, abrangendo não só a utilização do plástico nas sacolas, como nas embalagens em geral.

A secretária de Articulação Institucional e Cidadania do Ministério do Meio Ambiente, Samyra Crespo, estima que sejam consumidas 33 milhões de sacolas por dia no Brasil. Ela destacou a campanha de conscientização desenvolvida pelo governo federal e a construção de uma solução em sintonia com a lei de resíduos sólidos. Esta lei propõe acordos setoriais para aplicação da logística reversa com fortalecimento da coleta seletiva e da reciclagem, observando as diferentes realidades dos municípios brasileiros.


O presidente do Instituto Sócio-Ambiental dos Plásticos (Plastivida), Miguel Bahiense, acredita que o problema esteja no descarte inadequado. Ele sugeriu que sejam lançadas campanhas de educação e programas para o consumo responsável junto ao consumidor - começando pelas escolas públicas - para que este mude seu comportamento e descarte as sacolas plásticas adequadamente. “O vilão do meio ambiente não é a sacola plástica, mas sim o desperdício e o descarte inadequado”, defendeu.

O diretor da Associação Brasileira da Indústria do Plástico (ABIPLAST), Alfredo Schmitt, informou que a sacola plástica representa 0,2% do total de resíduos sólidos descartado. Ele defendeu a liberdade de escolha e disse que esta relação deve se estabelecer entre o consumidor e os mercados.

Mesmo posicionando-se contrariamente a uma lei que proíba o uso, o presidente da Associação Brasileira de Supermercados (ABRAS), Sussumo Honda, afirmou que pretende reduzir em 30% o uso das sacolas plásticas até 2013. Ele também defendeu uma mudança de comportamento do consumidor. “Cada vez mais as redes de supermercados estão utilizando as sacolas retornáveis”, ponderou. Para ele, a substituição das sacolas vem sendo feita devido à conscientização da população.

Belo Horizonte

Sussumo Honda informou que em Minas Gerais 48 municípios estão aderindo à proposta de banir as sacolas e que Belo Horizonte foi a primeira capital brasileira a proibi-las. Presente no seminário, o secretário municipal de Meio Ambiente de Belo Horizonte Sérgio Lima Braga, apresentou a campanha “Sacolas Plástica Nunca Mais” e garantiu que a proibição das sacolas plásticas no município foi discutida com a população, que foi favorável.

O chefe da Divisão de Metrologia Química do Instituto Nacional de Metrologia, Normalização e Qualificação Industrial (INMETRO), Valnei Smarcaro da Cunha, declarou que as sacolas plásticas devem ser feitas com materiais que não prejudiquem a saúde da população e que a missão do órgão, nesse sentido, é a fiscalização.

Política de resíduos sólidos

O deputado Ronaldo Zulke lembrou que estão previstas em lei as diretrizes para trabalhar o tema e que todos deveriam se apropriar das orientações contidas na Política Nacional de Resíduos Sólidos, “uma importante conquista para a população brasileira.

O projeto de Lei

O PL nº 612/2007, de autoria do ex-deputado Flávio Bezerra, dispõe sobre o uso de sacolas plásticas biodegradáveis para o acondicionamento de produtos e mercadorias a serem utilizados nos estabelecimentos comerciais em todo o território nacional. O texto pretende obrigar todos os estabelecimentos comerciais do País a substituírem as sacolas plásticas convencionais por sacolas plásticas oxibiodegradáveis. Acompanham o PL 20 propostas apensadas.

Assessoria de imprensa
Lucidio Bordignon Gontan
Reg.prof.: 9389

O 'MARTIR" DA legalidade


Em Estrela, onde vivia e trabalhava na época, João Carlos Terlera lembra que a Legalidade foi pouca coisa. No interior, não teve muita coisa, nem jornalisticamente falando, diz o veterano repórter.

Mas houve um episódio com um colega da rádio Alto Taquari, o João Vilmar Borges de Quevedo...O colega depois de umas que outras, foi participar d eum comício, mas no meio do caminho, na praça de Estrela, teve uma queda e esfolou os cotovelos...que ficaram sangrando.

Quando chegou no palco, o radialista - pai do Paulo Quevedo, dono da Folha de Estrela - entusiasmado, mostrou os cotovelos sangrando e no microfone foi dizendo:

- ATE MEU SANGUE ESTOU DANDO PELO RIO GRANDE!


VALNERI ANTUNES,

UM VEREADOR LUTADOR

O FILME DO SINDIBANCÁRIOS, DO CELSO CASTRO, OU MELHOR DA FLÁVIA, A FILHA, LANÇA LUZ SOBRE UM VEREADOR DE PORTO ALEGRE QUE MORREU DURANT EUM ACIDENTE MUITOS ANOS ATRÁS, MAS QUE ERA UM VEREADOR DE UM MANDATO DE LUTAS POPULARES, LOGO APÓS A REDEMOCRATICAÇAÕ...

VALNERI IA PRA LINHA DE FRENTE DASLUTAS POPULARES, COMO MOSTRA A FOTO EM QUE LIDERA UMA PASSEATA CONTRA AUMENTO DO PREÇO DE PASSAGENS.

Tribunais


Fotografia publicada dentro do contexto jornalístico e informativo da notícia, mesmo sem autorização do fotografado, não constitui abuso do direito de informação. Detalhes: http://www.jornaldaordem.com.br/noticia_ler.php?id=22862
Mas, em outro caso, a Veja se deu mal, como se vê a seguir.
"Revista ressarcirá mulher por publicar dados pessoais sem autorização
A matéria de âmbito nacional publicou nome completo, CPF, identidade e assinatura da consumidora que, por conta disso, chegou a ser vítima de falsários.


A Revista ISTOÉ foi condenada pela Justiça a pagar indenização de R$ 20 mil, por danos morais, em virtude de publicação indevida dos dados pessoais de uma mulher em reportagem da revista. A 4ª Turma do TJDFT manteve decisão da 2ª Vara Cível.
Os dados pessoais da mulher, tais quais nome completo, CPF, identidade e a assinatura dela, foram divulgados na revista de âmbito nacional, sem que houvesse autorização para isso. No Tribunal, ficou comprovado que, por conta dessa publicação, a autora sofreu danos ao ter seu nome incluído nos serviços de restrição ao crédito pela atuação de falsários que utilizaram seus dados pessoais para aplicar golpes no comércio.
A revista se defendeu sob a justificativa de que reproduziu a verdade dos fatos e que a reportagem se baseou em documento público. Afirmou que só fez referência à autora para explicar que, na época, ela exercia a função de Coordenadora da Administração da Polícia Federal e que teria assinado um contrato que estava sendo questionado pelo Tribunal de Contas da União. Sustentou que o contrato, estampado na reportagem e que continha sua assinatura, foi utilizado para demonstrar a veracidade da notícia.
A 4ª Turma do TJDFT confirmou a decisão da 2ª Vara Cível, pois entendeu que embora o conteúdo da matéria tenha se pautado no dever/direito de informar a sociedade sobre os fatos ali descritos, houve excesso. Segundo os julgadores "a divulgação dos dados pessoais, destaque-se, juntamente com a assinatura da autora, em revista de circulação nacional, representa violação da intimidade e vida privada da requerente a ponto de ensejar a concessão da presente indenização". Os magistrados também chamaram atenção para a inscrição, nos cadastros de devedores, do nome da autora por utilização fraudulenta de seus documentos. Não cabe mais recurso. (Nº. do processo: 20060110223584/TJDFT)"

do blog do LAURO DIECKMANN!!!!


Ellen Gracie: a trajetória de uma década da primeira mulher a integrar o STF

Até maio de 2000 uma mulher sequer podia frequentar as dependências da Suprema Corte brasileira trajando calça comprida. A tradição da exigência do uso de saias ou vestidos no vestuário feminino durou vários anos, mas em uma quarta-feira, dia 3 de maio de 2000, essa regra caiu. Em sessão administrativa, os ministros do Supremo Tribunal Federal permitiram o uso de calça comprida pelas mulheres, desde que acompanhada de blazer.
A mudança já vislumbrava um novo tempo na Corte e a preparava, de certa forma, para receber a primeira mulher a se tornar ministra do Supremo. Em 23 de novembro daquele ano, o então presidente da República, Fernando Henrique Cardoso, nomeou a magistrada carioca Ellen Gracie Northfleet para uma vaga no STF. Vinte e um dias depois, a magistrada de estilo discreto e elegante nas palavras e nos gestos, e firme em suas decisões, se tornou a primeira mulher a compor a Suprema Corte brasileira.
“O ato de escolha de Ellen Gracie para o Supremo Tribunal Federal – além de expressar a celebração de um novo tempo – teve o significado de verdadeiro rito de passagem, pois inaugurou, de modo positivo, na história Judiciária do Brasil, uma clara e irreversível transição para um modelo social que repudia a discriminação de gênero, ao mesmo tempo em que consagra a prática afirmativa e republicana de igualdade”. A afirmação é do decano da Corte, ministro Celso de Mello, na publicação “Notas sobre o Supremo Tribunal Federal”, de sua autoria.
Linha sucessória
A vaga ocupada por Ellen Gracie na Suprema Corte era decorrente da aposentadoria por idade do ministro Octavio Gallotti, que alcançara 70 anos no dia 27 de outubro daquele ano. Em seu livro, o ministro Celso de Mello classificou a nomeação de uma mulher para o STF no início do século XXI como “gesto emblemático, um ato denso de significação histórica e pleno de consequências políticas”.
A cadeira ocupada pela ministra Ellen Gracie a partir de 14 de dezembro de 2000, foi criada em 1965, por meio do Ato Institucional número 2 (AI-2). Ao longo da história da Suprema Corte foram várias alterações a respeito das vagas de ministro. No início da República, quando da instalação do STF, o Tribunal contava com 15 ministros.
Já em 1931, houve redução para 11. Este número foi novamente alterado para 16 com a edição do Ato Institucional nº 2 de 1965. Por fim, o AI-6, de 1969, reduziu outra vez para 11 o número de ministros e esta composição se mantém até hoje. A cadeira que a ministra Ellen Gracie ocupou até o início deste mês, pertenceu, respectivamente, aos ministros Octavio Gallotti, Soares Muñoz, Eloy da Rocha e Carlos Medeiros.
A aposentadoria da ministra foi publicada no Diário Oficial da União nesta segunda-feira (8), em decreto assinado pela presidenta Dilma Rousseff em 5 de agosto.
Julgamentos históricos
Mensalão – Durante sua gestão foi levado a julgamento um dos maiores processos em volume e repercussão da história da Corte: o inquérito (Inq 2245) do Mensalão, que inicialmente envolveu 40 acusados pelo Ministério Público Federal. O julgamento que concluiu pelo recebimento da denúncia durou cinco dias. Ao final, os ministros acolheram a denúncia do MPF para transformar os acusados em réus e o inquérito, dias depois, foi transformado em Ação Penal (AP 470).
A última sessão plenária presidida pela ministra Ellen Gracie, em 16 de abril de 2008, foi classificada como “um marco impregnado de profunda significação histórica”, pelo decano da Suprema Corte, ministro Celso de Mello. Segundo o ministro, “a ascensão de Ellen Gracie à presidência rompeu barreiras culturais e ideológicas que, ao longo de séculos, teriam marginalizado arbitrariamente a mulher no Brasil”.
Pensão por morte – Em 9 de fevereiro de 2007, sob o comando da ministra Ellen Gracie, o Plenário do STF julgou de uma só vez 4.908 processos relacionados ao pagamento de pensão por morte pelo INSS.
O julgamento conjunto dos recursos extraordinários que tratavam do tema foi feito por iniciativa da então presidente do STF, ministra Ellen Gracie, e só foi possível após a alteração instituída pelo artigo 131 do Regimento Interno do STF, que alterou o tempo de sustentação oral para os advogados presentes interessados na causa.
A ministra disse à imprensa após a decisão que “não faz sentido algum para o cidadão jurisdicionado que alguém receba uma decisão num sentido e que um vizinho ou um colega de trabalho receba uma decisão diferente sobre a mesma matéria. Decisões como esta economizam muito tempo de trabalho dentro das instâncias administrativas e judiciárias do Tribunal”.
Caso Goldman – O voto da ministra Ellen Gracie no julgamento do chamado Caso Goldman (ADPF 172) também teve destaque no plenário do STF. A ministra defendeu o respeito à Convenção Internacional da Haia de Combate ao Sequestro Internacional de Crianças.
O julgamento do caso no STF envolvia a disputa pela guarda de um menino de cinco anos, filho de pai norte-americano e mãe brasileira. Como a mãe da criança havia morrido, a família dela passou a pleitear o direito à guarda da criança. O pai alegou que a mãe havia sequestrado o menino para o Brasil e tentava reaver o filho na Justiça.
O tema ligado ao sequestro internacional de crianças desperta a atenção da ministra que, durante sua gestão na presidência do STF, criou um Grupo Permanente de Estudos sobre a Convenção da Haia de 1980. Composto por representantes dos órgãos públicos envolvidos no tratamento do tema, o grupo tem o objetivo de fomentar estudos e pesquisas sobre o assunto entre os operadores do Direito dentro e fora do Brasil.
Clique aqui para ler sobre outras decisões relevantes com a participação da ministra Ellen Gracie.
Agilidade e eficiência
Essa foi a marca que a ministra Ellen Gracie procurou dar à sua gestão durante o biênio 2006/2008 em que presidiu a mais alta Corte do país. Ao longo de seus dois anos de gestão, a ministra adotou uma série de medidas a fim de tornar a máquina judiciária mais ágil e eficiente para os operadores do Direito e para o cidadão que busca a Justiça.
A busca incansável da ministra pela modernidade, rapidez e eficácia administrativa na Justiça brasileria também foi levada por ela ao Conselho Nacional de Justiça (CNJ), do qual foi presidente também entre 2006 e 2008.
A condução independente, firme, sóbria e eficiente dos trabalhos na Corte foram pontos marcantes da gestão da ministra, na visão de Celso de Mello, que lembrou ainda a importância dada pela ministra à implementação de práticas processuais mais modernas no Judiciário.
Foi durante a gestão da ministra Ellen Gracie na Presidência do STF que teve início a certificação digital, a qual serviu de base para a tramitação do processo eletrônico no Tribunal e as discussões mais efetivas de meios jurídicos para racionalizar a tramitação de processos na Corte.
Institutos como a Súmula Vinculante e a Repercussão Geral começaram a ser utilizados ainda na gestão Ellen Gracie, inclusive com a edição das três primeiras súmulas vinculantes do Tribunal. Quando a ministra assumiu o cargo havia uma concentração de demanda em torno de 200 mil processos e a ministra apostava que com a adoção dos dois institutos essa demanda poderia cair entre 60 e 80 por cento.
Os projetos que tratam da Repercussão Geral (PL 6648/06), da Súmula Vinculante (PL 6636/06) e do Processo Virtual (PL 5828/01) que regulamentavam a chamada Reforma do Judiciário (EC45/2004) foram sancionados pelo presidente Luiz Inácio Lula da Silva em 2006, cerimônia da qual a ministra Ellen participou como presidente do STF.
O empenho da ministra surtiu efeito e hoje a demanda de processos diminuiu significativamente a partir da Súmula Vinculante e da Repercussão Geral. Em 2007 eram 100 mil agravos de instrumento e recursos extraordinários autuados no STF, sendo que em 2010, já com os dois institutos consolidados a demanda desses recursos caiu para 63 mil.
A ministra também sempre defendeu a conciliação e a mediação como formas alternativas de resolução de conflitos para desafogar a máquina judiciária. Segundo Ellen Gracie, é importante “criar uma cultura de paz, de aproximação e de resolução pacífica das controvérsias”.
A ministra lançou em 2007 o Dia Nacional da Conciliação, quando quase 84 mil audiências foram realizadas em todo o país, com um índice de acordos alcançados superior a 55,36% dos casos.
Rigor
Com atuação discreta, porém firme na defesa de seus argumentos, a ministra Ellen Gracie se destacou não só em Plenário, no período em que presidiu a Corte, mas também em decisões monocráticas ou proferidas nas Turmas do STF. Conhecida pelo rigor com que trata matérias criminais, a ministra é firme na aplicação da lei penal frente aos argumentos de violação de garantias individuais dos réus.
A ministra Ellen também é conhecida por somente em casos excepcionalíssimos afastar a Súmula 691 do STF para analisar algum pedido de liminar em que não haja decisão definitiva de instância anterior. O mesmo rigor ela aplica para relaxar pedidos de prisão preventiva fundamentados no artigo 312 do Código de Processo Penal. Em 2006 ela votou contra a progressão de regime para crimes hediondos.
Hediondo – Em seu primeiro ano de atuação no STF a ministra participou de um julgamento em que seu voto foi crucial para que a Corte mudasse seu entendimento em relação à tipificação do crime de estupro simples e a equiparação do mesmo com o crime de atentado violento ao pudor. Em 17 de dezembro de 2001 o Plenário da Suprema Corte decidiu, por 7 votos a 4, incluir o crime de estupro simples no rol dos crimes hediondos.
A nova jurisprudência ficou consolidada pelo julgamento do Habeas Corpus (HC) 81288, quando foi negada a redução de pena a um pai condenado por manter relações com filhas menores de idade durante um período prolongado. Até então, a interpretação do Supremo para a Lei dos Crimes Hediondos (Lei 8.072/90) era a de que só se aplicava essa classificação ao estupro qualificado, ou seja, aquele do qual resultem lesões corporais graves ou morte.
Nardoni – A ministra foi relatora de alguns pedidos de habeas corpus sobre casos de grande repercussão nacional e comoção pública, como o do casal Alexandre Nardoni e Ana Carolina Jatobá, pai e madrasta, acusados de matar a menina Isabella Nardoni, em março de 2008. Ao analisar o pedido de habeas corpus deles (HC 95344) a ministra aplicou a Súmula 691, que impede o STF de julgar habeas corpus contra liminar de tribunal superior.
Segundo a ministra, a decisão do relator do caso no STJ estava devidamente fundamentada, não havendo “flagrante ilegalidade ou abuso de poder” que permitiriam a superação da Súmula 691.
Richthofen – Rigorosa também com relação à tramitação dos processos, a ministra negou, por razões processuais, um pedido de habeas corpus formulado pela defesa de Suzane Von Richthofen no Habeas Corpus (HC) 89218. A decisão foi tomada em julho de 2006, durante o recesso judiciário. Acusada de matar os pais Manfred e Marísia von Richthofen, Suzane, à época, estava recolhida no Centro de Ressocialização de Rio Claro (SP), à espera do julgamento.
Na decisão, Ellen Gracie rejeitou o pedido de Suzane com um argumento processual: como o acórdão da decisão da 5ª Turma do Superior Tribunal de Justiça (STJ), que anteriormente havia negado o relaxamento de prisão da jovem ainda não fora publicado no Diário Oficial de Justiça. “O acórdão, ora impugnado, não foi publicado. Não é possível o confronto entre as alegações dos impetrantes e os fundamentos da Turma Julgadora”, afirmou a ministra.
Abdelmassih – Em agosto de 2009 chegou ao STF o pedido de habeas corpus do médico especializado em reprodução humana, Roger Abdelmassih. No HC 100429, a defesa do médico pedia a concessão de liberdade provisória, uma vez que ele estava preso sob a acusação de atentado violento ao pudor e estupro contra ex-pacientes.
O processo foi distribuído à ministra Ellen Gracie que negou o pedido de liminar feito pela defesa. A decisão da ministra foi fundamentada na Súmula 691. Para a ministra, a análise do pedido em favor do médico configuraria supressão de instância. Assim, o pedido foi arquivado.
Em fevereiro deste ano a Segunda Turma analisou um outro pedido de Habeas Corpus de Abdelmassih. Ao julgar o HC 102098, os ministros da Turma acompanharam, por maioria, o voto da relatora, ministra Ellen Gracie. Este HC é anterior à sentença, de novembro de 2010, que condenou Abdelmassih a 278 anos de prisão pelos crimes de estupro e atentado violento ao pudor cometidos em sua clínica de fertilização entre 1995 e 2008.
Bicentenário
Durante sua gestão na presidência do STF a ministra Ellen Gracie criou e coordenou a Comissão Organizadora dos Festejos do Bicentenário do Judiciário Independente no Brasil. A data foi comemorada em 10 de maio de 2008, dias depois que a ministra deixou a presidência da Corte, e simboliza a elevação da Relação do Rio de Janeiro (antigo órgão judiciário que funcionou entre 1751 e 1808) à condição de Casa da Suplicação do Brasil. Desde então, os processos passaram a tramitar exclusivamente no país, sem precisar passar pela suprema corte em Portugal.
A Comissão organizadora do Bicentenário promoveu, ao longo de um ano, diversas atividades como palestras, exposições, lançamento de livros, concurso de monografias, seminários, congressos e recuperação de documentos em parceira com o arquivo nacional, com o objetivo de fazer um resgate histórico e cultural da Justiça do país.
Decênio
Ao completar uma década no Supremo Tribunal Federal, a ministra Ellen Gracie foi homenageada em plenário pelos colegas. Para o presidente da Corte, ministro Cezar Peluso, a vinda da ministra Ellen Gracie para a Suprema Corte “representa uma grande conquista de gênero e serve de modelo para o país”.
Na ocasião, ao agradecer a homenagem, a ministra Ellen Gracie destacou a presença de mais uma magistrada na Corte, referindo-se à ministra Cármen Lúcia, “e, quem sabe, de outras, no futuro. De modo que esta barreira que se cruza é uma barreira que facilita que se vençam outros preconceitos, não só os de gênero, mas de outras naturezas”, disse a ministra.
Integrante da Segunda Turma da Corte, a ministra também foi homenageada por aquele colegiado. Presidente da Turma, o ministro Gilmar Mendes destacou a presença de Ellen Gracie “não só por ser a primeira mulher a exercer o cargo de ministra e presidente, como também pelos magníficos e judiciosos votos proferidos no Plenário e nesta Turma, além da perene elegância e cordialidade mesmo nos debates mais calorosos”.
Mendes lembrou que na gestão da ministra na presidência do STF teve início a tramitação eletrônica de processos e começaram a ser utilizados os institutos da repercussão geral e da súmula vinculante na Corte. “Dispensável ressaltar o alcance e o significado da modernização implementada. E nós hoje estamos colhendo esses frutos”, afirmou o ministro.
Também integrante da Segunda Turma, o ministro Ayres Britto qualificou a ministra como uma “profissional de fino trato pessoal, competência profissional que salta aos olhos, sensibilidade social, senso de realidade, compromisso com essa conciliação que todo magistrado contemporâneo deve buscar entre segurança jurídica e justiça material”.
A ministra frisou a importância do cargo ao destacar que no STF se faz a justiça para o Brasil. “Aqui se constrói o Brasil no seu aspecto jurisdicional, de modo que eu não acredito que possa haver honraria maior para alguém que trilha as letras jurídicas do que integrar esta Casa e contribuir de alguma forma para a formação da sua jurisprudência”.
Biografia
Ellen Gracie Northfleet é carioca, nascida a 16 de fevereiro de 1948, mas iniciou sua formação acadêmica e profissional no Rio Grande do Sul. Graduada em Ciências Jurídicas e Sociais pela Faculdade de Direito da Universidade Federal do Rio Grande do Sul, em 1970, e pós-graduada em Antropologia Social pela mesma universidade em 1982.
No início de sua carreira, atuou como advogada vinculada à Ordem dos Advogados do Brasil no Rio Grande do Sul (1986/87), foi diretora-fundadora da Escola Superior da Advocacia da OAB/RS e no ano seguinte chegou a vice-presidente do Instituto dos Advogados do RS, também tendo trabalhado como procuradora da República.
Já na magistratura, Ellen Gracie integrou o Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF4); o Tribunal Regional Eleitoral do Rio Grande do Sul; participou da Comissão Permanente de Magistrados do Centro de Estudos Judiciários do Conselho da Justiça Federal (1993/94) e exerceu na mesma Corte a vice-presidência e a presidência (1997/99), pouco antes de ser nomeada para o Supremo Tribunal Federal, presidiu ainda a 1ª Turma do TRF4.
Ellen Gracie se tornou a primeira mulher a integrar a Suprema Corte Brasileira em 14 de dezembro de 2000, cargo que ocupou até 8 de agosto de 2011.
Durante a década que integrou o STF, a ministra Ellen Gracie também atuou no Tribunal Superior Eleitoral (2001) e presidiu o STF e o Conselho Nacional de Justiça (CNJ) entre 2006 e 2008.
Vida acadêmica
Ellen Gracie é professora licenciada de Direito Constitucional da Universidade do Vale do Rio dos Sinos (RS); presidente-fundadora da Associação de Diplomadas Universitárias do Rio Grande do Sul; e foi bolsista da Fundação Fullbright (EUA) entre 1991 e 92, com dedicação ao tema “Administração da Justiça”.
Membro do conselho consultivo da Global Legal Information Network (GLIN); jurista em residência da Biblioteca do Congresso dos EUA (1992) e membro da International Association of Women Judges (AWJ).
AR,VP/EH


Publicado decreto de aposentadoria da ministra Ellen Gracie

Está publicado no Diário Oficial da União desta segunda-feira (8) o decreto da presidenta da República, Dilma Rousseff, pelo qual concede aposentadoria a Ellen Gracie Northfleet do cargo de ministra do Supremo Tribunal Federal (STF). Ellen Gracie foi a primeira mulher a integrar a Suprema Corte brasileira, onde permaneceu por 10 anos e oito meses.
A ministra presidiu o Tribunal no biênio 2006/2008, quando conduziu um dos maiores julgamentos da história do STF – o recebimento da denúncia do Ministério Público Federal contra 40 réus no Inquérito (Inq 2245), conhecido como o processo do Mensalão. O julgamento durou 35 horas ao longo de cinco dias e resultou na instauração da Ação Penal (AP) 470, transformando os denunciados em réus.
A ministra Ellen Gracie foi indicada pelo então presidente da República, Fernando Henrique Cardoso, em 23 de novembro de 2000, e tomou posse no STF em 14 de dezembro daquele ano, em vaga decorrente da aposentadoria por idade do ministro Octavio Gallotti.
Ellen Gracie Northfleet é carioca, nascida a 16 de fevereiro de 1948, mas iniciou sua formação acadêmica e profissional no Rio Grande do Sul. Ela é graduada em Ciências Jurídicas e Sociais pela Faculdade de Direito da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (1970) e pós-graduada em Antropologia Social pela mesma instituição (1982).
AR/JR
Confirma a íntegra do decreto presidencial:
SUPREMO TRIBUNAL FEDERAL
DECRETO DE 5 DE AGOSTO DE 2011
A PRESIDENTA DA REPÚBLICA, de acordo com os arts.
84, inciso XIV, e 101, parágrafo único, da Constituição, e 3o da
Emenda Constitucional no 47, de 5 de julho de 2005, e tendo em vista
o que consta do Processo no 08025.000719/2011-35, do Ministério da
Justiça, resolve
CONCEDER APOSENTADORIA
a ELLEN GRACIE NORTHFLEET, no cargo de Ministra do Supremo
Tribunal Federal.
Brasília, 5 de agosto de 2011; 190º da Independência e 123º
da República.
DILMA ROUSSEFF
José Eduardo Cardozo

Fina Estampa também terá loteria

Elenco reunido: Christiane Torloni ao lado do diretor da trama, Wolf Maya, e de Lília Cabral (Foto: Alex Palarea/Agnews)
A atriz Lília Cabral conversou com a imprensa nesta quinta-feira (4) sobre sua personagem, Griselda, a protagonista de "Fina Estampa", novela de Aguinaldo Silva que substituirá "Insensato Coração".
A trama, escrita por Aguinaldo Silva, vai levantar a discussão sobre aparência e caráter, questionando o que vale mais nos dias de hoje. Lilia interpreta uma mulher simples e sem vaidades, que sustenta a família fazendo pequenos reparos domésticos na vizinhança. Depois de anos fazendo apostas diariamente, Griselda ganha na loteria e passa a sentir as mudanças que o dinheiro provoca em sua vida.
"A personagem troca telhas, pinta paredes, faz serviços e manutenções gerais. O que a torna masculinizada", explicou o autor Aguinaldo Silva. Griselda será duramente discriminada pelo filho, José Antenor, o vilão de Caio Castro. Mas a personagem de Lilia Cabral em Fina Estampa vai ganhar na loteria e terá uma nova vida. "É um novelão tradicional, que fala sobre caráter e aparências com realismo e muita paixão".
Vergonha
Na trama da novela, o filho de Griselda sente vergonha da mãe e vai contratar uma atriz decadente para se passar por ela, depois que começar a namorar Patrícia, filha da vilã Tereza Cristina de Velmont (Christiane Torloni). Griselda decide, então, contratar o professor de boas maneiras Renê Velmont (Dalton Vigh), marido de Tereza, para que ele a transforme numa lady. No entanto, nesse processo de mudança, Griselda descobre que ao mudar, perderá a identidade, se tornando outra pessoa. Esse é o principal tema discutido por Fina Estampa: o que vale mais para um ser humano, a aparência ou o caráter?
"Nunca joguei na loteria, mas ganho todos os dias"
"Como o dinheiro pode ajudar, também pode atrapalhar. Os meus amigos de hoje dizem que eu tenho o mesmo comportamento que tinha aos 20 anos. Nunca joguei na loteria, mas acho que eu ganho todos os dias. Tenho saúde, faço o que eu gosto, tenho minha família meu trabalho, minha filha", comentou Lilia Cabral durante a entrevista coletiva.
Comento
Os jogos de azar invadiram a telinha. Em Insensato Coração da TV Globo, o autor Gilberto Braga aproveitou duas mazelas do setor dos jogos de azar para ilustrar seus personagens através de Leo/Gabriel Braga (operador ilegal de máquinas de caça-níqueis) e depois Kleber/Cássio Gabus Mendes por seu vício em jogos de azar.
Em “Vidas em Jogo” da TV Record dez pessoas ganham R$ 200 milhões num bolão e dividem o prêmio, mas a bolada muda radicalmente com a vida de todos.
Em “O Astro”, Miriam/Mila Moreira é dona de um cassino clandestino e Adolfo/Reginaldo Faria é um bon-vivant e jogador irrecuperável.
Definitivamente, jogos de azar dá audiência...

Candidata a ministra

Misabel Derzi
Petistas mineiros enfrentam dificuldades para indicar a ex-procuradora-geral de Minas Misabel Derzi, à vaga de Ellen Gracie no Supremo Tribunal Federal. A presidenta Dilma já recebeu informação de que a Justiça mineira recentemente mandou notificar dirigentes da GTech do Brasil, a ex-procuradora e ex-presidentes da Loteria Mineira por supostas irregularidades em contratos com o governo. O Ministério Público Estadual quer a devolução de R$ 414,9 milhões ao Erário.
Quebra de sigilo
Os promotores pediram a indisponibilidade de bens e a quebra do sigilo bancário dos acusados, mas a Justiça ainda não se manifestou.
Velha conhecida
A GTech também foi acusada de irregularidades em contratos com a Caixa nos governos FHC e Lula, apuradas no TCU e CPI do Bingos. (Claudio Humberto)


Sistema de gestão on-line do BET da Zitro é um sucesso na Espanha


A ZITRO, líder mundial em jogos de videobingo, mostrou mais uma vez que está na vanguarda da tecnologia de ponta, com o sistema de gestão online do Bingo Eletrônico. Depois de dois meses de experiência na Comunidade de Castilla y León, a empresa do brasileiro Johnny Ortiz, já instalou a sala de monitoramento para novas Comunidades de Aragão e Madri, que nos próximos meses estarão incorporadas ao sistema BET.
A sala de monitoramento da ZITRO, composta por várias telas para várias telas para dar suporte a todas as Comunidades que serão incorporadas e localizadas na sede central da empresa de Madri, permite o monitoramento do correto funcionamento do sistema. Desta forma e em tempo real, a tecnologia permite adiantar qualquer resolução de incidência que poderá ocorrer em qualquer das salas afiliadas. Zitro, coloca especial ênfase sobre a qualidade do seu capital humano e, portanto, tem sala virtual cabeças presentes em todas as reuniões que sentem o calor de cada uma das câmaras e como fez o quarto tradicional chefes pode, devido à sua posição, introduzem itens especiais com prêmios mais elevados.
“Investimos no toque de qualidade humana e na inovação tecnológica. São claramente os dois elementos que nos definem e onde vamos continuar trabalhando. No caso do BET tem um aval tecnológico de referência que nos oferece confiabilidade e solvência, além de contar com pessoas experientes para continuar oferecendo esse valor do diferencial humano, que são fundamentais para nós”, comentou Johnny Ortiz, presidente da ZITRO.
Ainda segundo o empresário, "estamos satisfeitos com o resultado obtido nestes primeiros meses e estamos confiantes que o Bingo eletrônico na Espanha vai ter uma grande turnê para que seja incluído em todas as Comunidades Autônomas", sentenciou.
Garantia tecnológica
A qualidade habitual tecnológica de seus produtos e a constante busca da excelência tecnológica, levou a ZITRO a escolher a Telefónica de Espanha como parceira, por oferecer maior solvência operacional e técnica como provedor de telecomunicações. Desta forma, a proposta tecnológica da Zitro se apóia em soluções de TIC (Tecnologias de Informação e Comunicação) de vanguarda, que garante não só o presente, mas também a evolução de rigorosos padrões de redes, segurança física e lógica de Data Centers, Cloud Computing, ASP (Application ServicesProvider), internet, e-Payments, g-Mobile (jogo móvel), entre outras vantagens. Além de garantir os melhores preços de mercado.


No seu quarto Brasil, Guignoni sentiu emoção de principiante


Treinador dos mais vitoriosos do país e quatro vezes vencedor do GP Brasil (G1), com Straight Flush, Queen Desejada, Potri Road e, agora, Belo Acteon, Dulcino Guignoni afirmou ter sentido uma emoção única: “Por mais acostumado que estejamos com as conquistas, ganhar um Brasil é uma emoção sem igual. Dessa vez ainda maior, pois foi a primeira vitória do menino, o Henderson Fernandes e por muitas pessoas não acreditarem no Belo Acteon. Mas, eu sabia que com os trabalhos que ele realizou no CT Mondesir, sua chance era real”.
Segundo o treinador, Belo Acteon, um filho de Acteon Man e Back For Godd, por Ghadeer, de criação de Aluizio Merlin Ribeiro e propriedade do Stud H&R, o alazão irá permanecer no Brasil e depois de um merecido descanso o rumo de sua campanha será definido. (JCB - Fernando Lopes – Foto Davi Oliveira)


Site de apostas Betfair usa código QR em biquínis para publicidade


Quanto mais vista, mais efetiva é a publicidade. Seguindo o estilo da Axe, que escolheu um local de bastante visibilidade durante a copa do mundo de futebol de 2010, a empresa de apostas online Betfair cruzou a ideia com um pouco de tecnologia: irá usar publicidade com código QR, na parte de trás dos biquínis de uma dupla de volei de areia feminina.
Os códigos Quick Response (QR) vem se tornando populares em smartphones, por tornarem ágil a cópia de textos ou URLs, bastando apontar a câmera por pouco segundos para o desenho. O código "na parte traseira" do uniforme das britânicas Zara Dampney e Shauna Mullin irá encaminhar a pessoa ao link da empresa de apostas.
"Há um grande interesse no vôlei de praia, e queremos garantir que nossa campanha publicitária seja lembrada pelo maior número de fãs possível", afirmou a empresa, através de um representante. Até aí tudo bem, difícil é explicar, para possíveis namoradas/esposas, o motivo de você apontar a câmera de seu celular e tirar uma foto em "close" do bumbum das jogadoras.
A dupla britânica está na trigéssima segunda posição no ranking internacional, e devem participar das olimpíadas do ano que vem, em Londres. A publicidade faz sua estreia nesta terça-feira(09), com um campeonato preparativo para os Jogos Olímpicos de 2012, no Horse Guard's Parade de Londres. (Kerber - Adrenaline.com.br)


Empresas fazem acordo para produzir caixas eletrônicos


A NCR Corporation e Scopus Tecnologia, subsidiária do Bradesco, anunciaram a formação de uma aliança estratégica para a produção e desenvolvimento de caixas automáticos no Brasil. A Scopus vai assumir uma participação acionária de 49% na NCR Manaus, operação brasileira de fabricação e engenharia da NCR. Simultaneamente, o Banco Bradesco assinou um acordo para 30 mil caixas automáticos, tornando a NCR sua fornecedora preferencial pelos próximos cinco anos, incluindo um pedido inicial de mais de 6 mil caixas da NCR Manaus. Os termos do acordo não foram revelados. A NCR, que também produz caixas registradoras e quiosques self-service em aeroportos e cassinos, registrou uma recuperação da demanda de seus principais clientes de serviços financeiros após uma queda acentuada durante a crise financeira. (Agencia Estado - Clarissa Mangueira)

Mago Comunicação

DE CAVALGADAS E PICHULEIOS....

*Durante uma cavalgada, a turma foi recebida pelo prefeito de Canguçu. Na saída da cidade, os gaudérios pararam numa casa de agropecuária e compraram um monte de equipamentos para os bichos...areios e outros...num total de 7 mil e picos de reais.

e deixaram a conta pra prefeitura pagar....

*Esta mesma turma que faz cavalgadas, na Argentina, deixaram pra trás um cozinheiro, que caiu do cavalo e quebrou o pé. eles seguiram, o cozinheiro ficou e voltou depois.

*Um integrante desta turma costumava comprar numa livraria de porto alegre, muito conhecido por vender livros raros sobre assuntos gaúchos. A conta chegou em 3 mil reais. Nunca a pagou, porque simplesmente ele alegou que tinha pago para um funcionário....balaus pros pilas da livraria....

Coleguinhas

*José Carlos Torves, ex-presidente do sindicato dos radialistas e dos jornalistas(duas vezes) andou aí na quarta...esteve no sindicato e lá recordou com o Márcio Bueno,JORNALISTA DO SINDICATO DOS JORNALISTAS E EDITOR DO VERSÃO, as redações de jornais do interior do estado: principalmente de como " fediam" os chefes destes jornais.


*Torve,s,quando presidente do sindicato dos jornalistas, sempre que lhe telefonavam, respondia:

- TOU AQUI TRANCREDEANDO....ISTO ERA O SINONIMO DE ENROLANDO ALGUÉM, OU CONCILIANDO EM ALGUM ACORDO...

Segurança no transporte público será discutida nesta quinta-feira


A Câmara Municipal de Porto Alegre, realizará amanhã (11/8), às 19 horas no Plenário Otávio Rocha, audiência pública com objetivo de discutir a segurança no transporte público no município. A reunião é aberta ao público.

Regina Tubino Pereira (reg. prof. 5607)

MINELLI REZA NO BEIRA RIO!

A foto é de autoria do fotógrafo SERGIO ARNOUD, hoje líder de associações de funcionários públicos.

a foto foi inscrita para prêmio ARI e saiu na FOLHA DA mANHÃ, ANTIGO JORNAL DA CIA JORNALISTICA CALDAS JUNIOR.
Minelli tinh auma arma secreta pra decidir partidas quando estavam encruadas: colocava o centroavante ESCURINHO, que geralmente, de cabeça matava a partida...

Hoje, Rubens Minelli, que veio do São Paulo FC para o Inter de Porto Alegre, onde fez época, está aposentado e vivendo em São Paulo, seu estado Natal. Vez que outra aparece em programas de tevê para falar de futebol. Nunca treinou a Seleção Brasileira, talvez pelo seu forte temperamento.

BETO BOTEGA E O DEPUTADO SERGIO ZAMBIAZI, NA ENTREGA

DE UM PREMIO, QUANDO O COMUNICADOR PRESIDIA O LEGISLATIVO GAÚCHO...


Beto Bottega, hoje dono da Replay Comunicação, já ralou muito na vida....eu o conheci quando era um estágiario na Secretaria Municipal dos Transportes, hoje EPTC e ele era uma espécie de " boy" que me levava os releases escritos pelo " frei" Elvio Remussi e que falavam principalmente da grande revolução do transporte coletivo de Porto Alegre, em fins dos anos 70, começo dos anos 80. Foi a época da instalação dos corredores dos ônibus, sem os quais hoje em dia Porto Alegre, ou seu trânsito,seria um caos...

Depois o Beto subiu na vida, casou com uma mulher muito bonita - embora ele seja feio - e principalmente o sogrão, Humberto Ruga, muito bem relacionado, lhe abriu caminhos e portas para ele ter seu voo próprio, ou seja, sua própria empresa.
Mas antes Beto , que hoje aos 53 anos ainda mantém o humor de um jovem, ralou bastante em outros empregos, principalmente em programas de rádio sobre automobilismo e rádios com pouca audiência.

Também foi da TVE, Zero Hora e Jornal do Comércio.

A LISTA DOS MAIS VENDIDOS


Clique na imagem para ampliar

sEMPRE TENHO um pé atrás de lista de livros mais vendidos, mas é um expediente que vende livro. Uma conhecida, gerente de uma livraria no Quinta Avenida Center, - já fechou - me contou como isto funciona.

As editoras oferecem os livros para as livrarias, mas sempre em forma de " venda casada", ou seja, o livro que vende com mais facilidade e aquele que vende menos. Isto até fábrica de refri faz...é tri comum...

Mas as editoras entregam, por exemplo, dez exemplares de um livro que está saindo muito e estes que foram pra livraria, já são contabilizados como " vendidos". Aí a obra sobre pro topo dos mais vendidos. e isto "ajuda" porque muita gente compra livro que ponteia listas.

Na feira do Livro de Porto Alegre, depois de muita polêmica, a lista foi abolida. Só é dado o resultado depois que a feira encerra.

O QUE LI NOS JORNAIS

O EDITORAL DE VEJA DESTA SEMANA

BATE FORTE E É DE UMA VIRULENCIA POUCO VISTA EM EDITORIAIS

SOBROU PRO LUIS NASSIF, SEM DAREM O NOME???!!!!!

O QUE LI NOS JORNAIS

martha paz e amor


A CRONICA DA MARTHA MEDEIROS DE ONTEM, DIA 10.8, EM ZERO HORA, SAIU DO TRIVIAL...

AS VEZES É ASSIM: COM ESTE SEU LERO-LERO, ELA PONTEIA A LISTA DOS MAIS VENDIDOS DA VEJA DESTA SEMANA

É A CRONISTA DO DIA-A-DIA...

SENDO SIMPLES, AS VEZES, É GENIAL....


 

SAUDADES DO GUAXO

eNQUANTO o adriano Mazzarino se dedica a outros afazeres, como o TV ZUEIRA, os leitores estão com saudades do GUAXO, um jornal que saia de vezm em quando.

só o Mazza pra ficar colecionando o que chamam ....bom, deixa pra lá....era a cultura popular do Mazzarino que sem o Guaxo, perdemos....

 

coleguinhas

Fofoquinhas de jornalitas: Ellen Braun, no BOM DIA, na Guaíba, acabou revelando o que ficou sabendo em São Paulo: os da linha de frente da RECORD NÃO ENTRAM NA GLOBO...

Como dizia o comentarista aquele, que agora foi " aposentado": nossa....quanto preocupação com isto...é motivo de perder o sono mesmo...

*Juremir Machado anunciou,ontem, 10.8, uma boa idéia: que se cante o HINO DA LEGALIDADE num grenal proximo...pra lembrar dos 50 anos do episódio. Não é má idéia, não!

COLEGUINHAS

jana está de niver


Janice Ramos

Neste domingo, dia 14.08, a Janice Ramos, a Jana dos amigos, completará 58 anos. Nascida em Porto Alegre, ela vai comemorar com os amigos, na segunda, no boteco, como está anunciado neste site.
Janice formou-se na Famecos, na PUC. Filha de Antônio Cardoso Ramos e de Maria Ruth Dias Ramos, ela já residiu na av. Bastian,489/15.

Trabalhou em vários locais, como Feplan,INSS,entre outros. Participa do movimento negro do sindicato dos Jornalistas-RS. É bibliotecária formada eatualmente está na assessoria de imprensa do Instituto Gaúcho de Tradição e Folclore(IGTF).
Foi casada com Celso Viola que é pai do seu filho Alexandre Augusto(28.02.1979).

Tem uma histórinha engraçada: quando ela morava com o Celso, num apartamento do Higienópolis, um dia apareceu lá o Caco Barcellos( hoje repórter da TV Globo) que andava a procura de um apartamento para alugar. Como o apê da Jana e do Celso estava todo " louco" - nos anos 70 era assim mesmo - o Caco perguntou se quando eles saíssem ia ficar assim mesmo. Ela ficou surpresa pela pergunta do Caco, tanto que lembra até hoje.

FATIMA TRABALHA

COM ASSUNTOS ECONOMICOS


Fátima Torri

a dona de uma empresa de comunicação empresaria, Fátima Torri, nasceu em Santa Maria da Boca do Monte em 29.04.1953. Filha de Antônio Victor Torri e de Modesta R. Torri ela já morou na rua Lopo Gonçalves,543/1005.

Trabalhou na Folhinha, como chamavam a antiga Folha da Manhã, da CJCJ de repórter.

DEpois também foi da editoria de Economia de ZH.

Hoje possui uma empresa de assessoria de imprensa.

Coleguinhas

EX-REPORTER DA RÁDIO ESPERANÇA, LARA COLOCOU UM STENT NO INSTITUTO DE CARDIOLOGIA. PASSA BEM....

DIA DO PENDURA


ATENÇÃO, hoje, dia 11 é o famoso DIA DO PENDURA....OU DIA DO ADVOGADO.....

Preços das passagens de Buenos Aires Para Lima/Peru

Gelson Farias


Olides. Como te disse estes são os,preços das passagens de Buenos Aires Para Lima/Peru. Nos vôos diretos, existem diferenças de preços para os vôos em escala para outros, países. Aqui estou apenas dando um exemplo.

Passagens Buenos Aires Lima
Será que quis dizer Passagens Lima ou Passagens Buenos Aires ou Passagens Lima - Buenos Aires
Opiniões Buenos Aires - Lima
Companhia aérea Número de opiniões Avaliação geral Avaluação avião Check-in e embarque Gestão de bagagem

Voos Pistarini - J Chavez Intl
Taca Intl Airlines
1 opinião 5.0 4.0 4.0 4.0
Média de todas as companhias 3.8 + 20% ou mais acima da média - 20% ou mais abaixo da média
Compare preços de voos baratos Buenos Aires - Lima
Busque voos de última hora Buenos Aires Lima? Reserve passagens baratas com apenas 3 horas de antecedência com e Dreams. Busquem em todas as companhias aéreas, inclusive as de baixo custo.


Sábado 27 Ago
Saída: Buenos Aires (pistarini) EZE
Chegada: Lima (j chavez intl) LIM
08:30
20:35
R$ 755,23
Saída: Buenos Aires (pistarini) EZE
Chegada: Lima (j chavez intl) LIM
10:20
18:15
R$ 709,09
Saída: Buenos Aires (pistarini) EZE
Chegada: Lima (j chavez intl) LIM
19:00
22:25
R$ 878,18
Domingo 28 Ago
Saída: Buenos Aires (pistarini) EZE
Chegada: Lima (j chavez intl) LIM
07:20
10:10
R$ 938,03
Saída: Buenos Aires (pistarini) EZE
Chegada: Lima (j chavez intl) LIM
10:05
18:15
R$ 719,76
Saída: Buenos Aires (pistarini) EZE
Chegada: Lima (j chavez intl) LIM
19:00
22:25
R$ 557,59
Saída: Buenos Aires (pistarini) EZE
Chegada: Lima (j chavez intl) LIM
19:00
22:25
R$ 891,19

Aqui outras opções de viagem com preços diferenciados.
Voos de baixo custo de Buenos Aires para Lima
Companhias áreas tradicionais
Nenhuma companhia aérea de baixo custo opera com voos directos de Buenos Aires para Lima. Mas, existem voos directos oferecidos por campanhias áereas tradicionais. Recomendamos que verifique os custos dos bilhetes das companhias aéreas tradicionais antes de procurar voos com escala nas companhias aéreas de baixo custo.
SELECIONAR
Buenos Aires Jorge Chavez International

LAN Airlines Buenos Aires (EZE) » Jorge Chavez International (LIM)

SELECIONAR
Buenos Aires Jorge Chavez International

TACA Buenos Aires (EZE) » Jorge Chavez International (LIM)

Voos de Buenos Aires (todos os aeroportos) para Lima (todos os aeroportos) para os quais é apenas necessário um bilhete para fazer o percurso. Regra geral são voos directos, mas, também, podem ser incluídos voos multi-escala, se a companhia aérea os vender como uma única viagem - i.e. é da responsabilidade da companhia aérea garantir que há tempo suficiente para mudar de avião etc. Para mais informação, tais como mapas e indicações sobre os pontos de origem e destino, consulte Buenos Aires (cidade) e Lima (cidade).

Companhias Aéreas
- LAN Airlines
- TACA
Países
- Argentina
- Peru
Cidades
- Buenos Aires
- Lima
Aeroportos
- Aeroparque Jorge Newbery (AEP)
- Buenos Aires (EZE)
- Jorge Chavez International (LIM)

Olides. Aqui o preço de passagem de Porto Alegre Lima/Peru. A companhia quem escolhe é o passageiro. Estespagamentos podem ser pagos em longos seis e até 36 vezes com praticamente todos os cartões de crédito.

De:

Para:
Data de partida:

Data de regresso:

Ida Volta
Moeda: dólares americanos
Adultos: Crianças: Bebês:

Voos para Lima de outros países:
América
Argentina - Vuelos
Bolivia - Vuelos
Chile - Pasajes
Colombia - Vuelos
Costa Rica - Vuelos
Ecuador - Vuelos
EEUU - Boletos
México - Boletos
Nicaragua - Vuelos
Paraguay - Pasajes
Perú - Vuelos
Puerto Rico - Vuelos
Uruguay - Vuelos
Venezuela - Vuelos
Copa Airlines tem passagens internacionais partindo de Porto Alegre por R$498 ida e volta
24/03/2011 às 10:10h
Quem acompanha o Melhores Destinos já sabe que a Copa Airlines começará voar para Porto Alegre dia 15 de junho. A novidade é que a empresa está com uma grande promoção de passagens nos voos partindo de Porto Alegre para 22 destinos nos Estados Unidos, Canadá, América do Sul, América Central e Caribe.
Tem passagens pro Caribe por menos de R$900 ida e volta! Para os Estados Unidos tem por R$1000 e para vários outros destinos os preços estão excelentes.
Os voos precisam ser realizados até o dia 15/11/2011.
Os valores informados não incluem as taxas e podem mudar a qualquer momento. No site da Copa Airlines os valores são listados já com as taxas.
Porto Alegre – Aruba R$855 ida+volta
Porto Alegre – San Juan R$901 ida+volta
Porto Alegre – Havana R$1180 ida+volta
Porto Alegre – Santo Domingo R$997 ida+volta
Porto Alegre – Toronto R$768 ida+volta
Porto Alegre – Panamá R$984 ida+volta
Porto Alegre – San Salvador R$1314 ida+volta
Porto Alegre – Guatamala R$1314 ida+volta
Porto Alegre – San Andres R$1010 ida+volta
Porto Alegre – Bogotá R$871 ida+volta
Porto Alegre – Cali R$1014 ida+volta
Porto Alegre – Cartagena R$1015 ida+volta
Porto Alegre – Caracas R$529 ida+volta
Porto Alegre – Quito R$718 ida+volta
Porto Alegre – Lima R$498 ida+volta Veja este preço como te falei.... Ida e volta, mas estes preços são promocionais...
Porto Alegre – México R$976 ida+volta
Porto Alegre – Cancun R$1020 ida+volta
Porto Alegre – Miami R$1000 ida+volta
Porto Alegre – Orlando R$1215 ida+volta
Porto Alegre – Nova York R$1057 ida+volta
Porto Alegre – Washington R$1083 ida+volta
Porto Alegre – Los Angeles R$987 ida+volta
Abaixo tem uma tela do site da Copa, com o trecho Porto Alegre – Los Angeles por US$595 que dá R$987.

AO SAUDOSO AMIGO ANTÔNIO FIRMO DE OLIVEIRA GONZALES


Olides.
Em março de 1979, eu trabalhava na rádio Farroupilha como repórter policial. Fui trabalhar na Farroupilha através dos jornalistas Mauro Sagoia o (Goia) e Ony Nogueira. Durante o período em que fique na Farroupilha, trabalhando na rua com um velho “fusca de guerra” com o motorista “FITT”, o ‘Abala’, eu dava furo na Zero Hora e nos jornais da Empresa Jornalística Caldas Júnior.
Numa manhã, encontrei o jornalista Renato Pannatieri junto no plantão da antiga Área Judiciária da Polícia Civil, na Ipiranga. Durante a conversa ele me disse que o Wanderley Soares queria falar comigo. No outro dia, me dirigi até a redação da Folha da manhã e falei com o Wanderley. Para não me alongar muito, sai dali empregado na Caldas Júnior. Com o passar do tempo, fui trabalhar como repórter da Folha da Tarde. Foi neste tempo que conheci o Antonio firmo de Oliveira Gonzales. Daquele dia, não consegui esquecer aquela bondade de ser humano que era Antoninho. Na Folha eu trabalhava ao lado da mesa de Ontoninho e junto com o editor de Polícia o também saudoso e amigo Bachieri Lucas. Hoje, meu caro Olides, ao lembrar o aniversário da morte de Antonio Gonzales, o faço com muita saudade de um homem íntegro, sincero, leal e verdadeiramente amigo dos amigos. Ele mesmo dizia que: “Se eu puder ajudar... Liga-me”. Posso dizer sem medo de errar que aprendi muito com o saudoso e amigo Antoninho Gonzales.

Jornalista Gelson Farias

Lurdinha

Lurdinha era a metralhadora do Tenório Cavalcanti.
Nos textos sobre Brizola é citado que ele andava com uma metralhadora INA.

SERGIO OLIVEIRA
CHARQUEADAS - RS

 

Inundações atingem novamente o município de Encantado

Do corresponsal desta coluna do Vale do Taquari, a anta do Mazzarino!!

Encantado - Cerca de 25 famílias tiveram que deixar suas casas hoje (9)
devido a cheia do Rio Taquari, que atingiu os bairros Lago Azul, Vila
Moça e Santa Clara. Os trabalhos de apoio aos desabrigados e o
monitoramento do avanço das águas, principalmente no Bairro Navegantes,
foi coordenado pela Defesa Civil local. As secretarias municipais de
Obras e da Assistência Social prestaram atendimento aos atingidos.

Os municípios de Nova Bréscia, Coqueiro Baixo, Vespasiano Correa,
Doutor Ricardo, Relvado, Anta Gorda e Capitão destinaram caminhões para
ajudar na remoção das famílias, caso o nível das águas obrigasse a
retirada de mais famílias. Duas famílias foram levadas ao Parque
Municipal João Batista Marchese e as demais estão abrigadas em salões
comunitários ou residências de familiares.

Fotos: Eliane A. Fachinetto



INDÚSTRIA DO AÇO RECEBE BEM
AS MEDIDAS DE PROTEÇÃO

Crédito da foto - AARS


O presidente da Associação do Aço do Rio Grande do Sul (AARS), José Antonio Fernandes Martins avaliou hoje que se o plano de proteção à indústria nacional que acaba de ser anunciado pelo governo "não é absolutamente completo" representa um ?início promissor pois, pela primeira vez, se fala em desoneração da produção brasileira, o que antes jamais fora admitido". Considera o dirigente que o conjunto de providências foi adotado em resposta aos alertas sobre a crescente desindustrialização que se verifica no País e que inclusive foi objeto de manifestação da Associação do Aço perante o Conselho de Desenvolvimento Econômico e Social do Rio Grande do Sul, que foram levadas à presidente Dilma Rousseff pelo governador Tarso Genro. "As medidas que constituem o Plano Brasil Maior são um excelente começo para melhorar a nossa competitividade, abrindo um novo panorama para combater a desindustrialização e a guerra fiscal em um futuro que julgamos possa ser de curto a médio prazo", resumiu Martins. O presidente da AARS fez ainda questão de destacar a ação do governador gaúcho e do CDES/RS pela persistência em obter providências que proporcionam 'escudos de proteção' às indústrias locais diante da crescente invasão de produtos estrangeiros, especialmente dos procedentes da China e de outros países asiáticos.

Todt Comunicação

LIBERDADE DE EXPRESSÃO: NÃO PODEMOS CRITICAR OS ARTISTAS.


prezado CHARQUEADAS, COMO DIZIA OU ACONSELHAVA O DR. GETULIO AO JOSÉ VECHIO. NÃO TE METE EM POLÍTICA, VECHIO, FAZ COMO EU!!!! RA RA RA RA!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!( O EDITOR )

LIBERDADE DE EXPRESSÃO: NÃO PODEMOS CRITICAR OS ARTISTAS.

Critiquei o tal Tonho Crocco em comentário noutro espaço. Aí recebi a seguinte resposta.

Seu Sergio, só vou me ater a sua observação sobre o Crocco ser famoso ou não.
É uma pena que grande parte da gauchada não conheça e não valorize os seus artistas!
Se o sr. procurar no google a banda Ultramen, vai encontrar muita coisa. Crocco era o vocalista da banda, antes de iniciar, no ano passado, sua carreira solo.
p.s. perdão pela falta de crase, estou com um braço quebrado.
Provavelmente, como a maioria, o sr. só conhece os "queridos" da RBS!
Há muita música boa sendo feita no RS, fora do circuito nativista e do que a RBS mostra!

Fui procurar no Google e achei:

09.07.2011: Camarote TVCOM apresentou no seu programa a banda Ultramen e o elenco da série Grenal é Grenal.
TV COM é da RBS.
Império da Lã, Tonho Crocco, Jonathan Correa e Rafael Malenotti são algumas das atrações do Estação Gramado 2011, por Vanessa Franzosi em 27/06/2011.
O Estação Gramado é uma promoção do Grupo RBS em parceria com a prefeitura de Gramado.
Serão Tonho Crocco e a Banda Ultramen 'queridos' da RBS?

SERGIO OLIVEIRA
CHARQUEADAS - RS

De São Borja

Quarta-feira é dia de participação popular


Será realizada em todo o Rio Grande do Sul nesta quarta-feira (10/08) a Participação Popular e Cidadã, que substitui a Consulta Popular. Através dela, a população poderá escolher quais os investimentos prioritários do Estado em São Borja e na Fronteira Oeste no próximo ano. Serão disponibilizadas aproximadamente 30 urnas em diferentes pontos da cidade em também em Nhú Porã e na Timbaúva. A votação também acontecerá pela internet através do endereço www.participa.rs.gov.br. Para votar basta apresentar um documento de identidade com foto ou o título de eleitor.

São Borja está incluída em 9 das 11 demandas para a região. O eleitor poderá escolher quatro prioridades, sendo elas nas áreas da agricultura, saúde, educação e segurança. Quando houver mais de uma demanda por área, o eleitor poderá escolher apenas uma de cada. A votação nas urnas fixas será das 8h às 20h e pela internet das 8h às 24h.

Confira as demandas que São Borja está incluída:

Demanda 1: Pecuária familiar – R$ 1,619 milhão para os 13 municípios da Fronteira Oeste.
Demanda 2: Rede hospitalar – R$ 1,4 milhão para Alegrete, Itaqui, Rosário do Sul, São Borja, Santana do Livramento, São Gabriel e Uruguaiana.
Demanda 3: Reaparelhamento da segurança pública – R$ 2,128 milhões para os 13 municípios da Fronteira Oeste.
Demanda 4: Ampliação dos espaços escolares – R$ 1,599 milhão para os 13 municípios da Fronteira Oeste.
Demanda 5: Frentes Emergenciais de Trabalho – R$ 1,245 milhão para os 13 municípios da Fronteira Oeste.
Demanda 6: Fortalecimento da UERGS (ensino e pesquisa) – R$ 400 mil para Alegrete e São Borja.
Demanda 7: Atenção Básica em Saúde: Alegrete, Barra do Quarai, Itaqui, Itacurubi, Maçambará, Manoel Viana, Quarai, Santana do Livramento, São Borja, São Gabriel, Santa Margarida do Sul e Uruguaiana.
Demanda 8: Água nas propriedades – R$ 1,690 milhão para os 13 municípios da Fronteira Oeste.
Demanda 10: Cobertura e reformas de quadras poliesportivas – R$ 1,6 milhão para Manoel Viana, Maçambará, São Borja, São Gabriel e Uruguaiana.


Inscrições para o concurso público encerram nesta quarta-feira
Lista dos candidatos isentos está disponível no site da empresa

Os candidatos tem até esta quarta-feira (10/08) para efetuar as inscrições para o concurso da prefeitura de São Borja. A lista com os nomes que receberam a isenção do pagamento da taxa de inscrição estará disponível no endereço www.msconcursos.com.br a partir desta terça-feira à tarde. A Secretaria de Administração e Fazenda recebeu 892 pedidos de isenção e foram encaminhados para análise à empresa MS Concursos.

De acordo com o presidente da comissão organizadora do certame, Anderson Felício, 45 pessoas não se enquadraram nos critérios e terão de pagar a taxa de inscrição. Os boletos deverão ser pagos até esta quinta-feira (11/08) na rede bancária ou nas casas lotéricas.

O concurso será utilizado para o provimento de 202 vagas em diversos cargos de ensino fundamental, médio, técnico e superior com salários de até R$ 1.761,00. As inscrições são realizadas somente no endereço www.msconcursos.com.br até as 23h59 desta quarta-feira (10/08).


Executivo altera quatro secretarias

Após a aprovação pela Câmara de Vereadores, o Poder Executivo alterou a denominação e atribuição de quatro secretarias municipais. A partir do desmembramento da Secretaria de Turismo, Esporte, Eventos e Juventude, as áreas de Turismo e Esportes ganham estruturas específicas.

A Secretaria de Esporte e Juventude (SMEJ) vai trabalhar a política desportiva e lazer, enquanto isto, a Secretaria de Turismo e Cultura (SMTC) vai gerenciar duas áreas importantes do município, além de envolver também o Departamento de Assuntos Culturais - DAC. A antiga Secretarias de Serviços Urbanos e Obras passa a se chamar Secretaria Municipal de Infra Estrutura (SMIE) e terá a atribuição nos serviços na cidade e interior bem como o reparo das vias rurais. A Secretaria de Educação (SMED) torna-se em uma pasta exclusiva.

As novas denominações não alteraram os titulares seguem Odilon Bilhalva da Silva (SMIE), Ana Cláudia Gattiboni Dutra (SMED) e José Luis Ozório (SMEJ).


Prefeito empossa secretária de Turismo e Cultura

Crédito imagem: DECOM/PSB


O prefeito Mariovane Weis nomeou nesta segunda-feira (08/08) Carmem Iara Leal Corin para titular da recém criada Secretaria Municipal de Turismo e Cultura. O ato contou com a presença dos demais secretários, da coordenadora de educação Ângela Costa, dos presidentes dos diretórios locais dos partidos PT e PDT, Paulo Ibairro e Janot Oliveira. Também estiveram os vereadores Roque Feltrin e Farelo Almeida.

Junto com ela, outros quatro servidores tomaram posse na administração municipal. São eles: Eduardo Aquino Martinez, como coordenador na secretaria de educação; Viviane Pimenta, como diretora de trabalho na secretaria de assistência social; José Juraci da Silva, diretor de vias rurais na secretaria de infra estrutura e Ronaldo Loureiro, diretor de contabilidade na secretaria de administração e fazenda.


Prefeito nomeia integrantes da AGESB

Crédito imagem: DECOM/PSB

Conselho da agência conheceu as instalações da sede localizada no palácio João Goulart

O prefeito Mariovane Weis nomeou nesta segunda-feira (09/08) o conselho diretor da Agência Municipal de Regulação dos Serviços Públicos Delegados (AGESB). A agência foi criada no ano passado e será responsável pela fiscalização das concessões do município, entre elas transporte público e saneamento. O conselho será composto por Josemim de Lima Guerreiro, Flávio Antônio Genro Lamana, Júlio César Valduga, Manoel Antônio Pinheiro e Tânia Denise Massaia. Os nomes foram propostos pelo executivo e passou pelo crivo da Câmara de Vereadores.


Festa do peixe potencializa turismo no município

Crédito imagem: DECOM/PSB


A segunda festa do peixe ocorrida no último fim de semana reuniu centenas de pessoas no Cais do Porto. A realização foi da Colônia Z-21, Associação dos Pescadores, Emater e Prefeitura através da secretaria de Desenvolvimento Rural. Um dos destaques da festa foi o jantar baile do peixe que aconteceu no Clube Fraternidade, reunindo cerca de 200 pessoas que saborearam oito tipos de pratos a base de pescado.

De acordo com a extensionista da Emater, Naira Cardoso, responsável pela elaboração do cardápio, o jantar serviu pratos inéditos que não são oferecidos em bares e restaurantes convencionais. “Trabalhamos muito com o reaproveitamento do pescado, utilizando até a cabeça e a carcaça, por exemplo. Procuramos oferecer pratos nobres bem aproveitados e outros tradicionais como o peixe frito”, explica Naira.

O sabor do peixe de São Borja também ultrapassou as divisas do estado. Um desses casos foi do advogado Celso Lucca, que viajou mais de 400 km desde Palmitos, sudoeste de Santa Catarina. “Também somos ribeirinhos, mas os peixes servidos aqui são de muito boa qualidade, bem temperados (...) A festa está ótima”, aprovou o visitante. Lucca integrou uma excursão composta de 40 passageiros que vieram conhecer a festa.

Outro ponto forte da festa do peixe foi a corrida de chalanas. Ao todo 11 competidores saíram do porto de Formigueiro, no lado argentino, enfrentaram a correnteza na travessia de cerca de um quilômetro no Rio Uruguai para chegar ao Cais do Porto de São Borja. Pescador há 12 anos, Ageu Lazarri da Silva, foi o bi campeão da prova e ganhou uma chalana construída durante a festa.
Para a secretária de Desenvolvimento Rural, Maria Alice Souza, a festa é importante por vários aspectos, entre eles, a valorização dos pescadores. Outro viés do evento era o de aproveitar a potencialidade turística, melhorando a apresentação do cais do porto e criando alternativas para agregar renda. “Em nome da Prefeitura faço um agradecimento especial às 43 empresas e instituições que colaboraram com a realização da festa, contribuindo com brindes, materiais e funcionários”, completa a secretária.

Resultados dos concursos:

Corrida de chalana
1º lugar: Ageu Lazzari da Silva – prêmio: uma chalana
2º lugar: Oscar Marques da Silva – prêmio: um pano de rede
3º lugar: Nicolas Telles da Silva – prêmio: uma vara telescópica, um molinete e três jogos de linha
4º lugar: Jocelino Rodrigues – prêmio: um fardo de arroz

Concurso de contos
1º lugar: Valtair da Silva Rocha – prêmio: um colete salva vidas
2º lugar: Maturino Ferreira – prêmio: uma caixa de isopor
3º lugar: Ramão Nunes dos Santos – prêmio: um fardo de arroz.


TRÂNSITO

Prefeitura substitui lâmpadas das sinaleiras

Crédito imagem: DECOM/PSB


A Secretaria de Segurança Pública e Trânsito começou na última semana a instalação das novas sinaleiras em São Borja. A colocação de lâmpadas de LED aumentará a visibilidade dos motoristas, principalmente nos dias de sol. O primeiro local que passou pela troca foi no entrocamento da ruas Borges do Canto com a Cândido Falcão. Durante a instalação a placa que faz controle dos semáforos queimou e a que estava no estoque também apresentou defeito. Nesta segunda-feira (08/08) a empresa que fornece o material realizou o reparo e o trânsito já está normalizado.

Nesta terça-feira (09/08) a troca começará no trecho da avenida Presidente Vargas com a Cândido Falcão. De acordo com o secretário Elcio Carvalho, todos os semáforos serão trocados e também serão reativadas as sinaleiras de pedestres.



Achutti,

Parabens pela conquista!

Estarei lá.

Abraços,

Rosa Maria Levandovski

 

FLAMENCURA JAZZ no Espaço Cultural 512

Flamencura 01_cred Rafael do Canto.jpg (123.3 Kb) attached Flamencura 02_Rafael do Canto.jpg (111.9 Kb) attached
A banda FLAMENCURA lança um novo projeto neste domingo (dia 14 de agosto), no Espaço Cultural 512, com alguns dos melhores músicos do Flamenco e do Jazz em Porto Alegre. O grupo além de apresentar clássicos de ambos estilos, também promove uma fusão de ritmos latinos.

A Flamencura, surgida na Escola e Cia de Dança Tablado Alndaluz (em pleno reduto flamenco), possui a seguinte formação:

Pedro Fernández – voz e baile flamenco
Giovani Capeletti – guitarra flamenca
Rafael Melo – cajón e percussão
Gustavo Percussa - percussão
Giovanni Barbieri – teclado
Everson Vargas – baixo

Flamencura Jazz
Quando: 14 de agosto (domingo)
Horário: 21h
Onde: Espaço Cultural 512 – João Alfredo, 512
Quanto: R$ 5,00 (ingresso)

MARCOPOLO INICIA NOVO PROGRAMA DE INVESTIMENTOS PARA ELEVAÇÃO DE COMPETITIVIDADE E CAPACIDADE PRODUTIVA

Empresa quer se antecipar e estar preparada
para novo ciclo de crescimento

Caxias do Sul (RS), 10 de agosto de 2011 - Para dar continuidade ao programa de crescimento de suas operações em todo o mundo, com ênfase no Brasil e no continente americano, a Marcopolo inicia um novo ciclo de investimentos. A empresa vai aplicar em torno de R$ 350 milhões, até 2016, para o lançamento de novos produtos, elevação ainda maior dos padrões de competitividade e produtividade em todas as suas fábricas e no desenvolvimento de tecnologia e inovação.

De acordo com José Rubens de la Rosa, diretor-geral da Marcopolo, o novo programa tem por objetivo preparar a empresa e suas operações mundiais para um novo ciclo de crescimento. “Nossa expectativa é que a demanda no Brasil continue aquecida nos próximos anos, em todos os segmentos. No exterior, a estabilização de importantes mercados e a recuperação de outros significativamente afetados pela crise de 2008 deverão impulsionar as atividades em nossas unidades. Precisamos estar preparados, tanto em capacidade de produção quanto em competitividade e eficiência”, salienta de la Rosa.

Para o diretor-geral da Marcopolo, a companhia precisa, como fez entre 2008 e 2010, antecipar-se e preparar as suas operações. “No ano passado, concluímos um importante programa de investimento de R$ 330 milhões que nos permitiu crescer e atingir resultados recordes. Agora, nossa perspectiva é consolidar a presença nos mercados nos quais atuamos e dar um novo salto. A demanda por ônibus em todo o mundo deverá aumentar, não de maneira linear e nem em todas as regiões e, por isso, precisamos ser eficientes e competitivos para ter o produto certo para cada mercado em expansão”, afirma.

Como no programa do triênio 2008/2010, a maior parte dos recursos será destinada para as unidades brasileiras, que representam 2/3 do volume total produzido pela empresa no mundo. “Vamos seguir investindo enfaticamente em tecnologia e inovação, tanto de produtos quanto de processos produtivos para sermos cada vez mais competitivos. Queremos também aumentar a nossa capacidade produtiva no Brasil, hoje em torno de 100 unidades/dia nas três plantas de Ana Rech e Planalto, em Caxias do Sul, e Ciferal, no Rio de Janeiro", afirma de la Rosa.

Segundo ele, a empresa está preparada para atender à demanda dos clientes e responder às perspectivas de crescimento para o mercado brasileiro nos próximos cinco anos. “Nosso foco está direcionado para duas frentes distintas: na expansão que será necessária para o transporte coletivo urbano, com a implementação de sistemas BRT (Bus Rapid Transit) em diversas capitais nacionais, e na renovação e ampliação da frota do segmento rodoviário, sobretudo devido ao crescimento do turismo”.

Atualmente, as duas unidades de Caxias do Sul, Ana Rech e Planalto, estão produzindo em torno de 55 unidades/dia, entre rodoviários, urbanos e micro/miniônibus. Já a Ciferal, localizada em Xerém, Rio de Janeiro, atingiu a produção de 25 unidades/dia.

A Marcopolo prevê produzir 29,3 mil unidades e atingir a receita liquida de R$ 3,15 bilhões, em 2011. Deste total, cerca de 19,5 mil ônibus deverão ser fabricados no Brasil e os demais 9,8 mil nas fábricas da África do Sul, Argentina, Colômbia, Egito, Índia e México.



Secco Consultoria de Comunicação

INAUGURADOS NOVOS VOOS DA AEROLINEAS ARGENTINAS PARA O AEROPORTO DE LIMA/PERU

De Lima


Gelson Farias


Olides.
Viajando por estes países, fico com inveja dos aeroportos. Confesso que gostaria de ver o nosso aeroporto Salgado Filho, receber o selo de qualidade mundial como o de Lima/Peru. Tomara que para a Copa do Mundo alguma coisa possa realmente ser feita no salgado Filho. Dizem que a esperança é a última que morre! Mas do jeito que vai, vamos ter de esperar sentados para não cansar.

O aeroporto internacional de Lima (Jorge Chávez ) é o principal do Peru, concentrando a maioria dos vôos domésticos e internacionais do país. O aeroporto de Lima serviu quase 8,8 milhões de passageiros em 2009, com vôos para todos os principais pontos da América e da Europa. O aeroporto está em constante expansão.


Inauguração: 1960.
Site web oficial: www.lap.com.pe
Tel: +51 (0)1 517 3100
Localização.
O aeroporto está localizado 16 km (nove milhas) ao nordeste do centro de Lima.
Número de terminais - um - um grande terminal seccionada de acordo com voos nacionais ou internacionais.

Transporte Público
Os passageiros podem ser alcançados até o centro de Lima por ônibus, micro-ônibus e táxis. A partir do aeroporto há várias linhas de autocarros que vão até as principais avenidas do centro, mas as paradas estão localizadas fora do complexo. O serviço de táxi na área dos voos internacionais é feito através de empresas que estacionam seus veículos dentro de uma área definida, em frente ao terminal. Há também serviços de táxi Vip (remises) e mini-autocarros. Por questões de segurança, recomenda-se utilizar só táxis autorizados pelo aeroporto.

Serviços
Existem balcões de locação de automóveis das mais reconhecidas companhias (Budget, Hertz e Dollar).
O aeroporto também oferece serviços bancários, caixas
Hotéis - Dentro vai encontrar o Hotel Ramada Costa del Sol, em frente ao edifício do terminal. Nos arredores, existem vários hotéis de padrão internacional, e alguns oferecem transporte para os convidados.
O Aeroporto Internacional Jorge Chávez (IATA:, ICAO: SPIM) é o aeroporto internacional e doméstico principal de Lima, servindo sobre oito milhões passageiros por ano (8.2 milhões passageiros em 2010). Situa-se em Callao, cidade localizada a 10 quilômetros (seis milhas) de Lima. Callao é a cidade portuária agora integrada inteiramente com Lima, a capital da nação. O Aeroporto Jorge Chávez é um dos mais modernos e com maior tráfego de passageiros da América Latina. Sua estratégica localização no médio da costa oeste da América do Sul tem convertido num importante hub do subcontinente. Destacam pelo enorme futuro nas ligações de voos entre as Américas, Asia-Pacífico e a Europa o que tem como conseqüência um crescimento sustenido no movimento de passageiros, carga e correio.

Aeroporto Jorge Chávez ( lima/Peru ) com selo de qualidade.
Atualmente é o centro de operações para América do Sul da companhia de El Salvador TACA com a associada peruana TACA Peru e da chilena LAN com a associada peruana LAN Peru. Mais duas companhias aéreas importantes no mundo tem solicitado ao Ministério de Transportes e Comunicações (MTC) avaliar a possibilidade de ter um espaço no aeroporto pela privilegiada localização, comparando com outros aeroportos sul-americanos é um dos aeroportos melhor conectados com o resto do continente americano (voos internacionais), superando inclusive outros com maior volume de passageiros. Há pouco foi indicado no ano 2009 o Melhor Aeroporto da América do Sul pela Skytrax Research, uma companhia consultora de estudos de mercado, especializado em temas referentes a aeroportos e localizado em Londres, que todos os anos realizam uma encosta via Internet a mais de 8.6 milhões de passageiros de 95 nacionalidades, e usuários de pelo menos 190 terminais aéreos no mundo, os quais indicam seus aeroportos favoritos. O título de melhor aeroporto do mundo foi para o Aeroporto Changi, de Singapura, denominado Aeroporto do Ano 2010, tendo recebido também os títulos de Melhor Aeroporto em áreas de lazer e amenidades e de Melhor Aeroporto da Ásia.
Igualmente tem sido indicado como o Aeroporto Líder na América do Sul nos 2009 pela "The World Travel Awards", considerado como os prêmios "Oscar" do turismo e viagens, onde participam companhias de viagens em todo o mundo. Nesta oportunidade votaram mais de 167, 000 agentes de 160 países, que indicaram o aeroporto de Lima como o melhor da região sul-americana. Na atualidade tem a categoria 4E da OACI, e é qualificado um aeroporto para receber grandes aviões como o Boeing 747, 777 e ou 737 300. Adicionalmente trabalha-se para obter a categoria 4F que considera aos aviões A 380. O Complexo foi idealizado em 1960 para substituir o aeroporto localizado no distrito de San Isidro e já cercado pelas novas zonas residências de Lima. O aeroporto é nomeado em homenagem ao piloto peruano pioneiro Jorge Chávez Dartnell, primeiro homem a cruzar os Alpes em um monoplano em 1910. Foi privatizado em 2001 e é controlado agora pela empresa Lima Airport Partners (LAP), um consórcio formado por empresas americanas e alemãs. O controle acionário da LAP pertence atualmente a Fraport AG com 70% das ações. A Internacional Finance Corporation e o Fundo de investimentos em Infra-estruturara, Serviços públicos e recursos naturais administrado pela AC Capitais SAFI S.A são sócias minoritárias com 20% e 10% respectivamente.

Um Boeing 737-300 da Aerolíneas Argentinas que faz viagem para Santiago / Lima.

Com o fim de converter o aeroporto em um dos melhores aeroportos mundiais o Lima Airport Partners, a Aerolineas Argentinas inaugurou o dia 1º de julho mais três vôos com saídas do Aeroporto de Ezeiza com escala em Santiago do Chile até Lima/Peru. Com isso a companhia entra novamente no serviço área que já realizava nos anos 90. O aeroporto Jorge Chaves de Lima recebe um grande número de passageiros fazendo o maior índice de crescimento na América Latina e continua a reforçar sua missão de conectar pessoas e destinos diariamente.
Marino Recalde presidente da Aerolíneas Argentinas esteve presente ao encontro destacando o orgulho da companhia argentina em contribuir imensamente para o desenvolvimento da aviação internacional, além de fortalecer Lima/Peru como destino e centro de conexões preferencial de todo o continente. "A Aerolíneas Argentinas transporta mais de cinco milhões de passageiros anualmente, gerando milhões de dólares em atividade econômica e impulsionando a economia do Peru.".


Mariano Recalde presidente da AA e representantes do Ministério do Turismo de Lima/Peru e diretores da LAN e COPA.
"É um prazer para a AA gerar divisas para a economia nacional Peruana com impactos diretos na ocupação hoteleira, em restaurantes, tour, no comércio, entre outras atividades ligadas ao turismo", reforça Fernando Du Pra sub-administrador geral da AA.
"Estamos contentes em operar mais vôos um país que se converteu em símbolo de eficiência e conectividade", relata o diretor executivo da AA, Alex de Mirtte.
Hoje, o Peru é considerado um país seguro, pacífico e próspero. É um país que conta com um centro bancário internacional, centros comerciais privilegiados, uma magnífica diversidade cultural, riqueza ecológica invejável e próspera indústria turística.
A Aerolineas Argentinas que tem como subsidiárias as empresas Autral, JetPoq, AeroHolding e Optar é uma empresa líder no transporte de passageiros e de carga na América Latina. Os aviaõs da AA operam em mais de 160 voos diários para 49 destinos em 25 países da América Latina, do Norte, Central do Sul ,Caribe e Oceania. Além disso, a AA garante acesso a vôos para mais de 120 destinos internacionais Em atendimento e pontualidade.


Aeroporto Jorge Chávez o mais moderno e com maior tráfego de passageiros da América Latina.

No aeroporto de Lima, a AA fez um projeto de ampliação e remodelação do terminal de passageiros que conta com escritórios para atender passageiros com destinos a outros destinos como Nova York, Los Angeles, Miami, Dubai, Paris, São Paulo, Porto Alegre e Rio de Janeiro / Lima. O terminal da AA no aeroporto de Lima, conta com quatro portões de embarque. Em janeiro de 2009 foi inaugurada a segunda parte da reforma que deixou o aeroporto de Lima/Peru, com 28 portões de embarque, 19 pontes de embarque e 63 lojas, além do aumento da imigração. Em 2015 serão concluídas a reforma da terceira pista e a abertura de novas vagas para as aeronaves. As obras da construção da segunda pista, paralela a pista atual, já começaram e sua inauguração está prevista para 2014.


Nossa saída de Lima rumo a Buenos Aires.

Olides.

Este pessoal ai, embarcando neste avião que viajamos para Lima/Peru faz parte da equipe de funcionários precursores da Aerolíneas Argentinas. Este é um jato da Autral/subsidiária da AA. Eu estou quase entrando no avião levando meu casaco de couro no braço como sempre com medo de andar de avião . Logo abaixo esta a Enriqueta, o Fernando e a mulher dele Solange. Ficamos fazendo hora no aeroporto de Lima onde só embarcaríamos a meia noite e meia. Compramos algumas lembranças e perfumes na Dutty Free para matar o tempo. De Lima a Buenos Aires é de 2 horas e meia de vôo de jato, mais o fuso de 2 horas chegou a Buenos Aires as 07h30min. Bem, com a finalização deste ultimo embarque, além da viagem encerro igualmente esta matéria.
Um grande e bom abraço, Olides.

Convite

 

QUEM TE VIU E QUEM TE VÊ


Por Carlos Chagas


Acaba de chegar às livrarias um texto excepcional para a compreensão de boa parte do que foram os anos de chumbo do regime militar. Chama-se “Jornal Movimento – Uma reportagem”, de autoria do jornalista Carlos Ataujo, editado pela “Manifesto”. Através da crônica daquele bravo semanário que resistiu de 1975 a 1982, é oferecida ao leitor uma radiografia do sindicalismo da época, precisamente quando os donos do poder iam e voltavam em suas promessas liberalizantes e em seus atos truculentos.

Tão ou mais importante do que acompanhar desvios e desvãos de todos os movimentos, até do próprio jornal, será verificar como as lideranças evoluem e involuem em suas trajetórias. Tome-se o Lula, personagem quase central da narrativa, e a criação do PT, a 10 de fevereiro de 1980, no Colégio Sion, em São Paulo.

Naqueles idos o já nacionalmente conhecido líder sindical atravessava o rubicão das campanhas salariais e reivindicatórias para ingressar na selva político-partidária. Vale citar alguns conceitos por ele expressos na primeira Convenção Nacional da legenda, em auditorio do Senado Federal:

“O PT nasce da consciência que os trabalhadores conquistaram de que não podem ser massa de manbra de políticos da burguesia. Não seremos, jamais, um partido de crentes ou de ateus. Para nós, a divisão é outra, entre os que estão do lado da libertação e os que estão do lado da opressão. O PT jamais representará os interesses do capital. (...) Qual a ideologia do PT? Sabemos que o mundo caminha para o socialismo. Queremos uma sociedade sem exploradores. Queremos mudar a relação entre capital e trabalho. Queremos que os trabalhadores sejam donos dos meios de produção e dos frutos de seu trabalho. Essa é uma sociedade socialista. (...) O PT não será um partido social-democrata interessado em buscar paliativos para as desigualdades do capitalismo.”

Quem te viu, quem te vê. Tanto o Lula quanto o PT transmudaram-se em ritmo invulgar. Da assinatura da “Carta aos Brasileiros”, renegando os postulados da criação do PT e aderindo ao neoliberalismo, aos tempos atuais, a distância é tão grande quanto os trajetos hoje feitos pelo ex-presidente, ao redor do mundo, em jatinhos de empresários e empreiteiros, para faturar 300 mil reais em cada palestra, das múltiplas que pronuncia. Claro que o Lula é dono dos frutos do seu trabalho, mas não é o de torneiro-mecânico. Seus objetivos ficam longe daqueles anunciados para os trabalhadores. Paliativos para as desigualdades do capitalismo tem sido o bolsa-família e similares, ao tempo em que do lado da libertação ele não parece estar. Talvez do outro, da opressão.

Quanto ao Partido dos Trabalhadores, quanta desilusão. Transformou-se no partido dos mensalões, dos aloprados e dos aferrados aos DAS. Para não falar dos feudos conquistados na administração federal e do gradativo desinteresse de suas bancadas por projetos sociais, fixadas exclusivamente em nomeações e na ocupação de cargos públicos. Talvez por isso os inspiradores do discurso acima referido do Lula já o tenham abandonado faz muito: Francisco Weffort e frei Beto...

TAPANDO O SOL COM A PENEIRA

Vem sendo garfado quem acompanha pela grande imprensa e pelos principais canais de televisão os lamentáveis entreveros, depredações e incendios que assolam Londres. Porque nem textos nem imagens alertam estar a segregação racial na base de tudo. São negros, ainda que muitos cidadãos britânicos, aqueles que queimam quarteirões inteiros, apedrejam vitrinas, explodem carros e enfrentam a polícia. Trata-se de reações inadmissíveis, selvagens, criminosas, mas pela forma de como são apresentadas, o leitor e o telespectador não ficam sabendo de suas causas étnicas e sociais. São vândalos, com certeza, mas vândalos desempregados, discriminados e humilhados. Há muito vivem em guetos parecidos com as aldeias da África de onde vieram seus pais ou eles mesmo. E quem garante não haver nas ruas da capital inglesa árabes, turcos e uma imensa legião de segregados por motivos religiosos? O mundo ocidental brinca com fogo, como demonstrou o tarado da Noruega, dias atrás, e, dizem, como estão raciocinando os integrantes desse abominável Tea-Party, nos Estados Unidos. Rebelam-se as hoje chamadas minorias que um dia desses se tornarão maioria pelo mundo afora. Melhor integrá-las do que mandar chamar o Carlos Martelo...

ME ENGANA QUE EU GOSTO

Quem quiser, fique com as aparências, mas é ingenuidade acreditar que a presidente Dilma Rousseff deu garantias ao PMDB de serem acobertadas lambanças porventura denunciadas e evidenciadas nos ministérios sob o comando do partido. Ninguém está blindado, a começar pelo ministro da Agricultura, Wagner Rossi. Pensar diferente equivale supor cartas prévias de alforria para políticos flagrados em lambanças iguais às que levaram o PR ao abismo.

Brizola e a Legalidade

A Legalidade mais que um levante gaúcho que garantiu a posse de João Goulart, tornou-se a marca da consagração de um homem: Leonel Brizola.

Brizola, com seu sentimento patriótico que lhe era peculiar, além de sua inabalável coragem foi o homem-símbolo deste movimento. Movimento este único na história do Rio Grande, tão marcado pelas divisões políticas e quiçá do País, uma vez que uniu a totalidade da população, indiferente de colorações partidárias, por um único objetivo, garantir o cumprimento da ordem constitucional e a posse do Presidente João Goulart, diante da renúncia do mentecapto Jânio Quadros.

Aquele agosto de 1961 a contragosto dos direitistas e militares golpistas entrou para a história.

A resistência aos atos de tirania e lesa-pátria a partir dos porões do Palácio Piratini, com Brizola ao microfone da Rádio Gauíba, convocando a população a se manifestar contra a imposição de um regime totalitário e a derrocada da democracia, foi mais que um ato de bravura, foi um ato de amor ao País, de alguém que não aceitava, e jamais se calou perante as injustiças contra seu Povo!

O Povo do Rio Grande ouviu de Brizola discursos inflamados, contundentes e que se tomaram uma aula de civismo a todos nós. E a população foi à rua! A população foi acompanhar os acontecimento em frente ao Palácio Piratini, mesmo este ameaçado de um possível bombardeio. E aqui não podemos deixar de fazer referência a uma valorosa personalidade: Dona Neuza Goulart Brizola. Figura ímpar, que não abandonou Dr. Brizola nos momento mais difíceis como este e nos que se seguiram, principalmente a partir de 1964.

Já dizia Alberto Pasqualini: “...Nosso arsenal é constituído apenas de nossas convicções, de nossos ideais, de nossas esperanças...”. Talvez, convicto disso, Brizola resistiu armado com sua rebeldia e sua consciência era o seu escudo.

Ninguém, jamais, se não Leonel Brizola, ousaria tamanho ato de grandeza e defesa das liberadades democráticas, outra singular característica sua.

João Goulart, somente ao chegar no Brasil teve a real visão dos acontecimentos que se passavam. Ele, tachado de comunista por querer fazer, já na década de 60, as reformas necessárias ao pleno desenvolvimento da Nação brasileira. O então vice-Presidente, apoiado pelo Governador Gaúcho, pela Brigada Militar, pelo 3º Exército e pelo povo rio-grandense, viu-se diante de um dilema: ser empossado sem os poderes de Presidente, via regime parlamentarista, votado pelo Congresso a toque-de-caixa; ou resistir ainda mais, ameaçando a segurança de seus apoiadores.

Jango sucumbe às pressões conservadoras e opta por tomar posse através do regime parlamentarista, tendo como Primeiro-Ministro Tancredo Neves.

Este episódio histórico, além de forjar a figura do Governador Brizola, e torná-lo uma liderança respeitada nacional e internacionalmente, também contribuiu de sobremaneira para talhar a personalidade do Povo Gaúcho, que esteve naquela ocasião “de pé pelo Brasil”.

À memória de Leonel Brizola dedico essas palavras, e faço aqui um juramento público : Estaremos sempre aqui, da São Borja histórica, prontos para reafirmar o compromisso com aquele que deixou a vida, entrou na história e está a cada dia mais presente na nossa consciência!

Finalizo com uma passagem do Hino Rio-grandense: “Mas não basta pra ser livre. Ser forte, aguerrido e bravo. Povo que não tem virtude. Acaba por ser escravo”.

Letier Carvalho Vivian
Servidor Público e militante do PDT de São Borja

Campanha de Repovoamento da Araucária

A Araucária, ou Pinheiro Brasileiro, é uma das árvores mais belas e úteis da nossa flora nativa e consta na lista de espécies ameaçadas de extinção. Pode alcançar 50m de altura. As matas de araucárias são encontradas em regiões onde o inverno é rigoroso e o verão é quente.
A 9ª edição da Campanha de Repovoamento da Araucária tem o objetivo de distribuir mudas e sementes dessa espécie, estimular o plantio, conscientizar a população e replantar as florestas de araucária.
O evento acontecerá no dia 17 de agosto de 2011, quarta-feira, às 10h, no auditório da Escola Municipal Leonora Marchioro Bellenzier, Bairro Gramadinho, Serafina Corrêa. Com público estimado em 300 pessoas, entre elas agricultores, silvicultores, escolas e público em geral, a Campanha Plante Pinheiro Brasileiro certamente irá movimentar o município, promovendo a consciência ambiental, o repovoamento da araucária e a preservação do meio ambiente.
A Campanha é uma iniciativa do Governo do Estado do Rio Grande do Sul, através da Secretaria do Meio Ambiente, em parceria com a RGE e a Prefeitura Municipal de Serafina Corrêa. Realizada desde 2002, essa campanha visa aumentar a presença da Araucária no Estado através da distribuição de mudas e sementes. Para maior conscientização, as mudas vêm acompanhadas de cartilhas educativas sobre a espécie. Segundo os organizadores serão distribuídas 30.000 mudas e 10.000 kg de sementes, sendo que o município de Serafina Corrêa e da região serão priorizados.
A Secretaria Municipal de Agricultura e Meio Ambiente está trabalhando na organização do lançamento da Campanha, sendo que pela primeira vez Serafina Corrêa estará sediando tão importante evento.

Por: Adriana Sabadin – Assessora de Imprensa
Prefeitura Municipal de Serafina Corrêa – RS.

MARCOPOLO CRESCE 8,8% NO PRIMEIRO SEMESTRE
E PREVÊ RECEITA MAIOR EM 2011

Empresa revê o seu guidance com base
no desempenho do primeiro semestre

Caxias do Sul (RS), 9 de agosto de 2011 - A Marcopolo S.A. registrou crescimento de 8,8% no primeiro semestre deste ano em relação ao mesmo período de 2010, com receita líquida de R$ 1,531 bilhão e produção mundial de 14.253 unidades. Devido a este bom desempenho, a empresa reviu o seu guidance para 2011 e elevou a expectativa de receita líquida de R$ 3,15 bilhões para R$ 3,25 bilhões e produção global de 29.300 para 30.200 unidades.

O desempenho registrado é fruto do contínuo e sustentado crescimento no mercado interno – 10,1% maior que no ano passado – e também da expansão dos negócios das unidades no exterior – cerca de 6%.

De acordo com José Rubens de la Rosa, diretor-geral da Marcopolo, a perspectiva da empresa para aumento da demanda dos clientes do mercado brasileiro se confirmou e foi o principal fator para o crescimento dos negócios. “Desde 2009, os operadores de transporte vem investindo na renovação e ampliação de suas frotas. Isto tem se convertido em um aumento dos pedidos, inclusive de modelos mais sofisticados, como os rodoviários. Nossa expectativa é que, no segundo semestre, as vendas se intensifiquem ainda mais”, comenta de la Rosa.

As unidades no exterior registraram expansão de 9,4%, com a produção de 4.940 ônibus contra 4.498 no ano passado. Argentina, Colômbia e México mantiveram trajetória de crescimento e fecharam o primeiro semestre com altas em relação ao mesmo período de 2010. Na Argentina o aumento foi de 99,3%, na Colômbia, 46,5% e no México, 44,8%.

“Na Índia, a produção ficou praticamente igual à do primeiro semestre de 2010, com aumento de 0,7%. Montamos 2.953 veículos contra 2.932 no primeiro semestre do ano passado. Na África do Sul e no Egito é que tivemos retração. Na África, de 55,1%, com a produção de 129 ônibus, e no Egito, de 41,3%, com 111 unidades montadas”, explicou de la Rosa.

A Marcopolo prevê fechar o ano com receita líquida de R$ 3,25 bilhões e a produção de 30.200 unidades em todas as suas unidades no mundo. Esse resultado representa crescimento de 9,6% em relação ao desempenho registrado em 2010.


Secco Consultoria de Comunicação

Zero Hora devolverá valor descontado em salário de jornaleiro assaltado

Do site Espaço Vital

A empresa Zero Hora Editora Jornalística S.A. (RBS) terá que devolver o valor descontado do salário de um empregado para compensar prejuízo decorrente de assalto que ele sofreu enquanto vendia jornais em via pública na cidade de Cachoeirinha (RS).

A empresa jornalística sustentou que "não podia ser responsabilizada pela falta de segurança pública na cidade" e ainda tentou mudar, no TST, a decisão das instâncias ordinárias, mas a 5ª Turma do TST negou provimento a seu agravo de instrumento.

Para a ministra Kátia Magalhães Arruda, relatora do agravo de instrumento, "está correta a decisão que negou seguimento ao recurso de revista". A magistrada concluiu que a empresa não conseguiu invalidar os fundamentos que embasaram o despacho do TRT.

A advogada Jaqueline Fabiane Kasmirski atua em nome do reclamante. A decisão transitou em julgado. (AIRR nº 19486-86.2010.5.04.0000 - com informações do TST).

Para entender o caso

* A Justiça do Trabalho da 4ª Região (RS) considerou ilegal o procedimento da empregadora porque, "para que se admita a dedução do valor do prejuízo da sua remuneração, a culpa do vendedor deveria ser plenamente comprovada, o que não ocorreu".

* Apesar do boletim de ocorrência policial apresentado pelo joraleiro, a empresa descontou o prejuízo do seu salário porque não havia testemunhas do assalto. Em sua defesa, a empresa alegou "haver cláusula no contrato de trabalho prevendo a possibilidade de desconto do valor relativo ao dano causado ao empregador, inclusive decorrente do extravio de jornais".

* O procedimento adotado pela empresa - de efetuar os descontos quando o empregado noticia o assalto mas não apresenta testemunhas – “não tem guarida no ordenamento jurídico”, decidiu o TRT-RS, ressaltando que a empregadora não se desincumbiu do ônus de provar que o trabalhador agiu com culpa para a ocorrência do fato, “hipótese que autorizaria o empregador a descontar de seu salário o valor dos prejuízos decorrentes do evento”.

* Segundo o Regional, "se a empresa não pode ser responsabilizada pela precariedade da segurança pública, com muito menos razão se pode imputar ao trabalhador a obrigação de arcar com os prejuízos".

Da decisão que manteve a sentença, a Zero Hora interpôs recurso de revista, cujo seguimento também foi negado pelo Regional, provocando, assim, o agravo de instrumento ao TST.

VOLTANDO AO ASSUNTO

Os 36 deputados contra os quais foi feito o lixo do Tonho Crocco (famoso quem?) votaram pelo salário de R$ 20 mil e pouco; Adão Villaverde e seus companhheiros do PT queriam que o salário fosse aumentado para R$ 15 mil e pouco, ou seja, uma diferença a menor de R$ 4 mil e pouco. Pergunta-se: Villaverde e seus companheiros estão recebendo os R$ 20 mil e pouco? Ou estão devolvendo os R$ 4 mil e pouco? Se estão recebendo na surdina os R$ 20 mil e pouco, o ato de apresentar projeto para que o aumento fosse menor (sabendo que a maioria iria votar pelos R$ 20 mil e pouco) não foi falsidade,hipocrisia, isto é, uma crocodilagem (feminino: (Brasil, informal, pejorativo) agir com falsidade,hipocrisia); ou teria sido uma CROCCOdilagem?
O Cherini protocolou petição no 3º Jecrim informando que não é parte nem representou em seu nome contra Tonho Crocco.
Aí o Crocco comentou sobre isto e, ao final, declarou: "O Processo foi retirado, mas o aumento dos deputados continua. O foco deve ser esse".
Se os deputados, que votaram contra o aumento para R$ 20 mil e pouco, estão recebendo este salário, que, segundo Crocco, continua, ele não deveria refazer sua letra, incluindo o nome dos antes contrários?

SERGIO OLIVEIRA
CHARQUEADAS - RS

Niver da JANA...TODOS LÁ,ENTONCES....

PT-POA divulga nova Resolução Política

A vitória do PT em Porto Alegre passa por um amplo
debate com a militância partidária e com a população
na construção de um programa de governo democrático e
popular, buscando a constituição de uma política de
alianças no campo popular e com os movimentos sociais.
Este é um convite às organizações sociais para
tratar de alternativas ao desenvolvimento da cidade, que
privilegiem as dimensões social e ambiental, além de
encontrar caminhos para enfrentar o colapso da mobilidade
(vias estruturais e transporte coletivo), recuperar a
qualidade dos serviços públicos e das políticas de
saúde, educação, segurança, cultura e infraestrutura
urbana
(Carta a Porto Alegre)

O PT continuará divulgando e debatendo a sua Carta a
Porto Alegre com as organizações e entidades da
sociedade com o objetivo de expor nossa posição frente
ao abandono da cidade, causado pelas forças políticas
que governam a cidade e também para construir as
diretrizes do nosso programa de governo para as eleições
2012.

O Partido continuará realizando atividades partidárias
debatendo a Carta a Porto Alegre, as nossas candidaturas à
Câmara Municipal e ao Paço municipal, bem como as
diretrizes do programa de governo democrático e popular e
a construção das bases da nossa política de alianças
no campo popular e com os movimentos sociais:

- reuniões no mês de agosto nas 10 zonais:

- reuniões nos núcleos de base e setoriais;

- plenárias abertas por regiões da cidade com militantes
e com a sociedade;

- buscará a construção de uma forte nominata de
candidatos (as) à Câmara Municipal;

- até o dia 5 de novembro o (a) filiado (a) que queira ser
pré-candidato a prefeito (a) deve encaminhar seu pedido de
inscrição a Comissão Executiva Municipal do Partido;

- Buscar a unidade partidária, através de um processo de
debate e diálogo internos, para construir a nossa
candidatura à prefeitura de Porto Alegre de maneira
consensual, evitando a realização de prévias;

- A decisão sobre candidaturas e alianças para as
eleições 2012 será tomada pelas instâncias
democráticas do PT de Porto Alegre;

- o PT, por seu acúmulo programático, experiência e
capacidade de gestão pública, por sua trajetória
inovadora, exitosa e revolucionária na administração
municipal, pela sua representação política e social
em Porto Alegre, sendo ainda o Partido que governa a
Nação e o Estado, propõe nome para constituir uma
ampla aliança democrática e popular para construir a
vitória nas eleições 2012 e voltar ao Paço
Municipal;

- neste sentido, o Partido dará continuidade ao diálogo
com todos os partidos que dão sustentação ao Governo
Tarso Genro.

Porto Alegre, 8 de agosto de 2011

Comissão Executiva Municipal do PT de Porto Alegre

Jornais

Seguiram jornais, via Correio. se o correio da dona Dilma não funciona, nada posso fazer.

e além do mais quem mora na GRANDE SERAFINA, tem que ter paciencia e aguardar!

Anta Mafiosa!

01) - Foram jornais, ontem.
02) - Não recebi os teus.

mazzarino


O QUE LI NOS JORNAIS

VERA FISCHER


A ESTRELA DECADENTE....

Aos 59 anos, Vera Fischer, que um dia foi uma estrela cintilante, hoje ocupa as manchetes, pelo lado pior que se tem...ou seja, sua internação para se curar do álcool e das drogas ( a imprensa não diz se é crack ou cocaína...)

Estonteante pela sua beleza, hoje é um arremedo do que foi....talvez sua crise neste momento, seja o envelhecimento.

Há pouco perdeu o seu grande amigo, Perry Salles, que dizem ser o verdadeiro motivo de sua depressão atual.

Os amigos dizem que ela sai de mais esta....

Aí está um personagem para uma grande biografia....não autorizada,evidente....

 

De Serafina

dia de votação do orçamento participativo

 

PARTICIPACÃO POPULAR E CIDADÃ - ORCAMENTO ESTADUAL -RS 2012

Data 10 de agosto (quarta-feira)

Locais de Votacão em Serafina Corrêa ( URNAS FIXAS) ESCOLAS ESTADUAIS,
ESCOLAS MUNICIPAIS, PREFEITURA, CÂMARA DE VEREADORES, CREDEAL, STR,
BRF, CÂMARA DE VEREADORES, COOPERLATE e BIBLIOTECA DAS 8 ÀS 18.


(Requisitos: TÍTULO DE ELEITOR e ou RG-IDENTIDADE)

PELA INTERNET - DAS 8:00 às 24 horas
Requisitos: Num. TÍTULO DE ELEITOR e também num. RG IDENTIDADE)

SITE de Votacão; www.ppp.rs.gov.br e ou, ww.participa.rs.gov.br
Obs. ao ABRIR a página selecione : COREDE-SERRA.

Projetos definidos que abrangem Diretamente o Município de SERAFINA CORRÊA.


Área de Segurança Pública
Projeto num. 05 ( Segurança: Duas viaturas leves)

Área de Infraestrutura e logística

Projeto num. 15 ou 16 - 15 Ampliação de rede trifásica rural ou 16
Trevo de acesso a União da Serra

Área de Habitação e Saneamento

Projeto num. 17 ou 18 (17- Produção habitacional e loteamento) ( 18-
Plano municipal de saneamento)

Área de Educação

Projeto num. 19 (EDUCACÃO) Construção de refeitório na Escola Geni
Pinto Cadore - Bairro Planalto

O voto é livre e democrático.


ATENÇÃo: Vote em um projeto de cada área, pois dois votos na mesma
área um anula o outro.

Isto é uma sugestão, analise todos os projetos e vote conforme sua convicção.


A VERBA é de ..R$ 9.250.000,00 para 31 municipios, ou seja 300 mil em média:

Contamos com a particitapão consciente e cidadã

Flávio José Breda
Vice-Prefeito

JORNALISMO é incomodação, xaropice, o resto é RP

olha o que uma fonte de serafina,diante de uma pergunta, me respondeu, ontem

- MAS TU É XAROPE E UMA SARNA....

melhor elogio impossível!!!!!

Ele tinha que conhecer o Elio Gaspari, que quando era editor da Veja, nas sextas, mandava os reporteres de Porto Alegre acordar o Nelson Marchezan as tres da madrugada porque como presidente da Câmara dos Deputados, era fonte importantissima....

Meu prezado leitor: jornalismo não é pra qualquer um....

 

Especialista em Direito Eleitoral recebe homenagem da Câmara

Por iniciativa do vereador Waldir Canal (PRB), a Câmara Municipal da Capital realiza sessão solene, nesta terça-feira (9/8), para conceder ao advogado especialista em Direito Eleitoral Antônio Augusto Mayer dos Santos o título de Cidadão Emérito de Porto Alegre. Antônio Augusto tem 42 anos e é natural de Porto Alegre. Além de advogado é professor e escritor, sendo autor da obra Reforma Política: Inércia e Controvérsias. A homenagem será realizada a partir das 19 horas, no Plenário Otávio Rocha.

Vítor Bley de Moraes (reg. prof. 5495)

FOFOCAS DA CORTE

DO CLAUDIO HUMBERTO


Ele manda bem
Domingo, o presidente da Câmara, deputado Marco Maia (PT-RS), atraiu olhares de incontida admiração, enquanto jantava no restaurante Amadeus, nos elegante bairro dos Jardins, em São Paulo. Não por ele, mas pela companhia: uma jovem loura, exuberantemente bela.

DE São Borja


ME INFORMAM MINHAS FONTES OCULTAS QUE NO PROGRAMA DA CAMARA MUNICIPAL DE SEGUNDA, DIA 8.8, O PRESIDENTE, VULGO CELSO CAMUNDONGO LOPES, ELOGIOU ESTE ESCRIBA AQUI. SÃO MERAS VELEIDADES DO DIGNO EDIL....

NÃO MEREÇO TANTO....SEMPRE FUI UMA PESSOA MUITO MODESTA E ME DEIXA MUITO TÍMIDO OUVIR ELOGIOS MAS OS TENHO COMO UMA HONRA.....

MOVIMENTO DE JUSTIÇA E DIREITOS HUMANOS/Brasil INFORMA:

Declaración Pública

Ante, la cantidad de propuestas sobre la crisis de la Educación en Chile el Comité Central del
Movimiento de Izquierda Revolucionaria – MIR puntualiza lo siguiente:

1.- Repudiamos, la represión desatada el día jueves 5 de Agosto en contra de los estudiantes y quienes solidarizamos con el justo movimiento.

2.- Rechazamos la propuesta que hace el gobierno en educación por considerar que perpetúa una educación mercantilizada, dirigida selectivamente a los estratos más altos y medios altos, dejando en la desprotección nuevamente a los hijos de los trabajadores. No devuelve la calidad de Estatales a las Universidades llamadas del Consejo de Rectores (Cruch)

3.- Mantiene un injusto sistema de selección para ingresar a las universidades que no considera los intereses de los estudiantes de incorporarse a ella y anula la posibilidad del ingreso automático, aumenta los costos de los mismos estudiantes que deben gastar muchos recursos en los negocios
de preuniversitarios los que finalmente les roban las esperanzas basados en la lógica del presidente Piñera para quién la educación es un bien de consumo

4.- Es inaceptable que el documento del gobierno intente chantajear a la sociedad diciendo que un mejoramiento real en educación iría en desmedro de otras aéreas sociales, como salud, extrema
pobreza etc. Chile es un país muy rico en minerales, tierras cultivables, y mar, su población es pequeña para la potencialidad de expansión de la economía. Ningún chileno puede aceptar que nuestras riquezas básicas estén en manos de multinacionales, y cuatro grupos económicos
nacionales, y que más encima el Estado se haga cargo de la deuda externa de estos grupos económicos, y tenga en Santiago un sistema subvencionado tipo pago compartido en el sistema de transporte, cuando los beneficios van a aumentar las brechas entre ricos y pobres.

5.- La gratuidad expuesta tanto por la CONFECH, el Colegio de Profesores y la CONES, es con elástico, coincidiendo con la Concertación en la Educación privada con participación del Estado, creada en los gobiernos de la Concertación, donde recordamos a los Ministros de Educación Don,
Jorge Arrate, Ricardo Lagos, Sergio Bitar, Mariana Aylwin, entre otras personalidades que “modernizaron” la educación mercantil y profundizaron la brecha discriminatoria, de ingreso a la Universidad, que el sector privado lo aprovecho como nicho financiero activo. Cabe recordar que
fue el Señor Lagos cuando fue ministro de educación el que creó la educación particular subvencionada, para que sus correligionarios de la concertación y algunos que se reclaman de izquierda, sé financiaran a través de ella, con la venia muy participativa de la derecha

6.- Se propone una reforma tributaria, que no tendrá ninguna viabilidad ya que los grupos económicos están acostumbrados a evadir los impuestos y presiona a sus parlamentarios para impedir cualquier ley que los obligue a tributar a favor del país, además que les crearon una serie de alternativas, legales de evasión entre ellos están los aportes a los programas de capacitaciones y otras entregas a beneficios de ONG e Iglesias en general.

7.- Nosotros hablamos de educación digna e integral, lo que significa que el Estado garantice mediante una nueva constitución el derecho a ella gratuitamente, desde la pre -básica- básicamedia científico-humanista como técnica- universitaria y magister. La cual no tenga ninguna discriminación socio-económica, laica para que no se confunda con adoctrinamiento alguno, solidaria, y participativa.

8.- Postulamos que el Estado tiene que destinar el 6% integral del PIB a educación, con esto queda financiada en su totalidad, no estamos pidiendo nada que no tengan nuestros vecinos con los cuales tenemos intercambios culturales y educativos.

9.- Postulamos que las Universidades Estatales suspendan los costos de las carreras universitarias, y que solo se pague una matrícula, esta diferenciada según nivel socio-económico y que los sectores más pobres por ahora tengan el acceso garantizado a este sistema. En la transición, a la generación de este sistema todos los deudores del sistema universitario estatal CRUCH, sean suspendidos definitivamente.

10.- La profunda crisis que atraviesa nuestra educación no puede resolverse en los estrechos marcos del congreso. Menos de 200 personas que reciben buenos sueldos y que tienen condiciones inmejorables para educar a sus hijos no pueden imponer sus criterios a 17 millones de
personas que a lo largo y ancho del país no sólo sufren las malas condiciones de la educación sino que también injusticias sociales y laborales. Lo correcto para avanzar en la solución de la crisis de
la educación es el camino democrático y plebiscitar, por ahora, esta necesidad, es que sea el conjunto de la sociedad chilena quien decida sobre el tipo de educación que quiere. ¿Esto es posible en los actuales marcos? Claro que lo es, si en otros momentos el propio parlamento se ha puesto de acuerdo en resolver leyes en menos de un día perfectamente ahora lo puede hacer por
el futuro de la educación de todos los nacidos en nuestro país, solo se los puede impedir la
intención de mantener los privilegios de unos pocos en contra de los millones de jóvenes de Chile.

Chuva recorde em SC causa estragos e interdita BR-101

Foto: Fabrício Escandiuzzi/Especial para Terra

Campo de futebol ficou alagado com a chegada da chuva no Estado

Fabrício Escandiuzzi
Direto de Florianópolis


Florianópolis bateu o recorde de chuvas nas últimas 24 horas, com 90,3 mm acumulados. O volume superou os 90,1 mm de 10 de agosto de 2005, conforme o Centro de Informações de Recursos Ambientais e de Hidrometeorologia (Ciram) do Estado. A BR-101 foi bloqueada em ambos sentidos no Morro dos Cavalos, região de Palhoça. Um deslizamento de terra ocorreu por volta das 17h e a Defesa Civil municipal interditou a pista. Não há previsão de liberação.
O ponto bloqueado é o mesmo de um deslizamento de 2008 que deixou a rodovia interditada por dois dias. Segundo o major Nelson, da Defesa Civil de Palhoça, já havia sido detectada rachadura no morro à beira da rodovia.
Desde o dia 1º, o índice de chuvas é de 139 mm na capital, já superando a média de todo o mês, de 95,2 mm. Pelo menos 22 cidades informaram prejuízos à Defesa Civil do Estado.
Ainda na capital, no bairro Rio Tavares, algumas ruas estavam cobertas com águas e os moradores precisaram usar galochas para sair de casa. Na rodovia de acesso à praia do Morro das Pedras, um deslizamento de terra bloqueou a lateral da pista. Uma residência localizada no alto do morro ameaçava cair.
A média mensal de agosto também foi ultrapassada nas cidades catarinenses do planalto sul, grande Florianópolis, litoral sul e alto Vale do Itajaí. Em São Joaquim, Urubici e São José, somente a chuva das últimas 24 horas já ultrapassa a média climatológica. Chapecó, Rio do Sul, Criciúma, São José, Piratuba, Celso Ramos, Campos Novos e Lages já detalharam os prejuízos à Defesa Civil. O órgão ainda não concluiu o levantamento de atingidos.
São Joaquim, que na semana passada registrou neve por três dias, contabilizava, até as 12h, 150 mm de chuva. Segundo o Ciram, a média histórica é de 118 mm em todo o mês de agosto. Em Araranguá, sul do Estado, o acumulado ultrapassava 176 mm. A precipitação supera de longe a média da cidade, de 116 mm.
Em Blumenau as chuvas colocaram a cidade em estado de atenção para enchentes. O nível do rio Itajaí Açu estava em 5,2 m às 13h, e subiu para 5,86 m às 15h. Segundo a prefeitura, a partir de 6 m o município entra em estado de alerta e a partir de 8 m as águas já começam a atingir algumas ruas.
Outras rodovias
Na região metropolitana, a BR-282 estava parcialmente bloqueada devido a um deslizamento de terra próximo ao município de Alfredo Wagner. De acordo com a Polícia Rodoviária Federal (PRF), o engarrafamento chegava a 10 km na região e o tráfego era alternado.
Defesa Civil ainda registrava problemas na SC-428 (próximo a Leoberto Leal) e a SC-413, que tinha o trecho que liga Joinville a Guaramirim interditado.
Estragos
A cidade de Campos Novos, que fica a 380 km de Florianópolis, foi atingida por uma ventania na manhã desta terça-feira. Rajadas de até 80 km/h danificaram pelo menos 200 residências, segundo a prefeitura do município.
Na praça Lauro Müller, no centro da cidade, cerca de 20 árvores caíram. Todas estavam condenadas de acordo com o laudo de um engenheiro agrônomo. Segundo a prefeitura, há um projeto de revitalização da praça - ainda em processo de licitação - no qual as árvores condenadas serão substituídas.
O município ainda ficou sem energia elétrica durante toda a manhã, devido a um rompimento da rede elétrica, prejudicando duas torres entre os bairros de Joaçaba e Erval Velho.
A prefeitura também registrou estragos nas sedes das Secretarias Municipais de Obras e de Educação, em escolas e em estradas da região rural do município.
A cidade está em situação de emergência desde o dia 20 de julho, quando foi atingida por um temporal seguido de ventos de até 127 km/h, que danificaram mais de 500 casas e derrubaram 30 árvores.

O QUE LI NOS JORNAIS!

a veja, SEGUNDO O COLEGUINHA LAURO DIECKMANN " CORROSIVA" comenta o topo das paradas de sucesso do livro feliz por nada, da Martinha Medeiros....Se a Martinha chegou lá é porque tem farinha no saco...A guria escreve bem....

O ITU EM ITAQUI...

No caderno de Viagem de Zero Hora, de ontem, dia 9.8, uma boa materinha sobre a fazenda ITU, que foi do presidente Getúlio Vargas.dá dicas de como chegar e fiquei sabendo que é cobrado 5 pilas pra se conhecer e visitar. O espanha, meu amigo fotógrafo, quer ir lá pra fazer uma foto dele sentado na rede do famoso político, que dia 24 próximo completa 57 anos de seu trágico- matou-se com um tiro no coração na manhã do dia 24 de agosto de 1954 depois de uma crise em que seguramente ele teria que depor num Inquérito Policial Militar(IPM).
ah, e a matéria localizou correto a fazenda que fica em Itaqui, mas só não diga isto a um sãoborjense, porque eles são bairristas pra caramba e acham que ITU fica no seu " território"!

 

O CHARQUEADAS MATOU A PAU....

e vale lembrar que o Tenório esteve aqui na Legalidade....passeou dentro do Palácio Piratini e se não estou enganado " deu" uns conselhos para o governador Brizola.

Olides,

Acho que lurdinha é como era chamada a metralhadora do Natalício Tenório Cavalcanti de Albuquerque, lá no Rio de Janeiro.

SERGIO OLIVEIRA
CHARQUEADAS - RS


PO, AGORA VIREI DE NOVA PRATA....

SOU DE SERAFINA, DA VELHA UNDEZE,OU SEJA LINHA ONZE DE GUAPORÉ.

LÁ NOS SOMOS BAIRRISTAS DEMAIS, TCHE....GRINGOS MÃO DE VACA, MAS BAIRRISTAS ATÉ OS OSSOS...

BOLICHO DO TIO VENTURA

Autor: Carlos Moacir Pinto Rodrigues
Interprete: Carlos Francisco Homrich dos Santos
D.T.G. M?A?L?A? de Garupa

Com a altivez de piazote
Montaste o crioulo gateado
E no compasso do trote
Deixaste a estância pra traz.
Com tio Eraldino, no más,
Numa manobra pampiana
Te destapou o cerrito
E chegaste a trotezito
Nas bandas de Uruguaiana.

Trocaste a tua “Boa Vista”
Estância monumental
Pelo bolicho singelo
E com magia de artista
Iniciaste a construção
Com o toque santo da mão
No trabalho artesanal.

Assim por meses a fio
Enfrentaste o desafio.
E com alma, garra e denodo,
Trabalhaste pra valer.
Muito cuera malicioso
Duvidou do teu saber!
Como é que um pia maroto
Iria, a pata de potro,
Dar liga ao barro nativo?
E nele sentar tijolo
Pra que o bolicho crioulo
Surgisse, então, primitivo?

O tempo se encarregou
De provar tua grandeza.
Um ano e meio depois,
Respondeste com a beleza
Da gaúcha construção.
E num aceno altaneiro
Bateste no peito faceiro,
Quebraste o chapéu na testa.
A pampa acordou, em festa,
Curvando-se em comunhão.


Velho bolicho..
Nunca faltou um paisano
Com pompa de castelhano
Querendo cantar invido
Contra flor de vaca mansa
Que se arrastava de pança
Ao grito de um índio xucro
Que contra flor não se invida
È essa a lei da partida,
Numa rodada de truco.

Nos domingos de carreirada,
Os guascas cedito se perfilavam
Ao longo da carreteira.
E os cascos dos matungos
Levantavam e deixavam pra traz
Rastro de poeira no rumo do bolicho.
De longe se ouvia o ronco
Da gaita do tio Carmelo
Num três bugio bem marcado
Daquele que até xirú acabrunhado
Fica se balançando que nem pelincho.
Louco pra entrar no fandango
Querendo sair dançando
Igual índio caborteiro
Entreverado em bochincho.

Bolicho do “Tio Ventura”
Que meu pai ergueu, um dia,
Pensando te ver de novo
Nas campereadas do além
Quero levar-te, também,
No cabresto da lembrança
Monumento deste chão.
E gritar pela querência
Do lombo de um redomão
Que és clarim de esperança
Na alma de uma criança
Reboando pelo rincão.

Até hoje esse bolicho
É pouso de guasca errante.
É consolo de gaudério
Da chinoca desgarrado.
Buscando um choro de pinho
Pra memória em desalinho
Se ajeitar num Dó ponteado.
E quem prefere uma charla
Ou silêncio do mateio,
Pode apear, sem receio,
Que sempre haverá uma acordeona
Floriando um tom milongueado

Pois até o velho “LEÔNCIO”
Que foi orgulho do pago
Pede licença pra o Homem,
Patrão da Estância Maior,
Pra matear e tomar trago
No teu aconchego bagual
Abrigo monumental
Do gaúcho teatino,
Relicário campesino
Que nunca existiu igual.

Afinal o que representas?
Rude bolicho gaudério.
Se existem tantos iguais,
Por ai, esparramados.
Talvez porque sintetizas
O Rio Grande amalgamado
No coração do gaúcho
Sempre agüentando o repuxo
Do índio desabrigado.

Te juro, se o Patrão
Me chamar para o embarque,
Tranqüilo, pego o meu charque
Atiro o pala nas costas
E parto despreocupado.
Já pedi pra os meus piazitos
Que me enterrem no cerrito,
Na porteira do bolicho
Bem perto do teu gateado.

Contigo e com a “Dona Elza”
Quero ficar, lado a lado,
Envolto numa badana
Pra não tirar lichiguana *
Em noites de minuano,
Mas com uma fresta na campa
Volteada pra Uruguaiana.

Pai, nesse bolicho campeiro,
Com teu toque de engenheiro
A gauchada contempla
Teu orgulho de guri.
E por isso, Velho Santo
Uma coisa te garanto,
Que até o tal de João de Barro
Morre de inveja de ti.


N.B.
* - lichiguana = O uso da palavra “lichiguana”, neste caso, não se refere à vespa, mas sim, ao ditado de fronteira “não passar frio.”.

BRIZOLA E SUA LURDINHA NUMA FOTO CLÁSSICA DA LEGALIDADE....


brigadianos defendem o PIRATINI, com os mosquetão, na LEGALIDADE DE 1961....


LEGALIDADE

Desafio para ti, Charqueadas. Porque chamavam de LURDINHA a metralhadora do tio Briza, durante a LEGALIDADE????


Legalidade dois


O povo muito maldoso, andava inventando por aqueles dias da LEGALIDADE. Diziam que Brizola estava gravando um pronunciamento muito sério, no chamado PORÃO DA LEGALIDADE....e que de repente o seu chefe de imprensa, HAMILTON CHAVES,desceu correndo e entrou esbaforrido:

- Dr. Brizola, dr. Brizola, roubaram uma metralhadora.


_ Me chama o Ribeiro, me chama o Ribeiro,reagiu o líder da LEGALIDADE....

 

O JOVEM REPORTER QUE GRAVOU A ENTREVISTA DE JANGO...


Julio Pacheco, com 17 anos, grava entrevista com Jango

Hoje, Julio Pacheco está com 67 anos mas na época da Legalidade tinha apenas 17....e foi o único repórter que levou um gravador para a entrevista que Jango deu no Piratini, depois de fazer de tudo para não falar, porque tinha feito um acordo em Montevideo, costurado por Tancredo Neves, que não falaria...

Julio diz que Jango deu a entrevista pressionado pelos jornalistas, em pé, numa escada do Piratini....Ele tinha esta gravação,feita num GELOSO, QUE LHE FORA cedido pelo Ary dos Santos, chefe dos Esportes da rádio Gaúcha, que ficava no 11 andar do edificio União...

Julio acabou viajando para Brasília acompanhando a comitiva que foi levar Jango para assumir a presidência da república.

- Jango viajou a Brasília num CARAVELLE DA vARIG e outros três aviões seguiram para lá ...Em um deles, eu acabei entrando.

Em Brasília, Júlio Pacheco,( que nos anos 70 comandaria a sucursal da RBS na capital federal, já no regime militar) encontrou num dos corredores do Congresso o governador Mauro Borges, de Goiás, que apoiara a Legalidade, e lhe pediu uma entrevista. O Governador cedeu e de noite Julio foi até o Hotel do Lago, onde obteve uma exclusiva com seu imenso gravador..

De Volta a Porto Alegre, ele a disponibilizou para a rádio Gaúcha.

Já quando a entrevista tumultudada de Jango no Palácio Piratini, dada a contragosto, Julio a cedeu ao Cel. Neme. Espera que ela tenha sido preservada. O Cel Neme era chefe da casa militar de Leonel Brizola.

De Serafina....

CONFERÊNCIA GONÇALVES - RS


Bom dia! A pedido do Gabinete da Primeira Dama do município de
Serafina Corrêa, convidamos para a I Conferência Regional da Mulher
que acontecerá no dia 19 de agosto de 2011, sexta-feira, em Bento
Gonçalves. O evento será realizado no Auditório UCS, Bairro
Universitário, das 8h às 17h. Informações com a Coordenadoria da
Mulher pelo telefone 54 3055 4560.


Adriana Sabadin - Assessora de Imprensa


De São Borja


Saiu a programação da semana da Legalidade....


clique na imagem para ampliar

 

Vinhedos da Quinta produz uvas e entrou, também, na azeitona

A Vinhedos da Quinta é outra importante unidade produtora de uvas em Encruzilhada do Sul. Ocupa a área que foi da Angheben, pioneira na região, e hoje é propriedade dos irmão Bertolini, sob o comando direto de Antonio Bertolini, que foi quem nos recebeu, no sábado, quando visitamos a região. É produtora de viníferas para várias vinícolas conhecidas, como Dal Pizzol, Marson, Ravanello e Chandon, entre outras. No total, são 90 hectares de área, com vinhedos, atualmente, em 23ha, mas projetos dee xpansão em 2011 e 2112. Neste momento, 10h estão em plantação. Basicamente, produz chardonnay, merlot, cabernet sauvignon, teroldego, barbera e alicante bouché, entre outras.
A empresa busca o caminho da produção sustentável. Eliminou o uso de herbicidas e também passou a usar a máquina de calor ao invés de agrotóxicos. Em 2010, produziu 190 mil quilos de uvas, com uma média de 8t por hectare, buscando mais a qualidade que a quantidade. O plantio começou no ano 2000.

Blog do Ucha

O QUE LI NOS JORNAIS


PRESIDENTE DA FAMURS

SOB FOGO CERRADA DA IMPRENSA ESTADUAL

Prezado charqueadas..

Com todo o respeito." jornalizinho é o meu, que tira 750 exemplares. a IURD tira 2.500 mil examplares semanais...."

AUDIÊNCIA DAS TVS

O jornalzinho da IURD fala da audiência das TVs. Fui pesquisar e em julho a audiência média foi:
Globo: 18,6%
Record: 7,5%
SBT: 5,9%
Band: 2,6%
Rede TV: 1,2

Somando as outras dá 17,2% contra 18,6% da Globo. Isto na média. As novelas da Globo e outros programas, em determinados horários, têm indíces altissimos. Não sou fã da Globo, mas a Recópia nunca chegará, creio, aos pés da Globo, pois tenta ser uma imitação, e barata.

SERGIO OLIVEIRA
CHARQUEADAS - RS

Petrobras pode adiar venda de ativos


A Petrobras poderá adiar a venda de participações que possui em empresas, movimento que faz parte do seu plano de desinvestimento de 13,6 bilhões de dólares, devido ao momento ruim do mercado de ações, afirmou o presidente da companhia, José Sergio Gabrielli, nesta segunda (8). Porém, a companhia não prevê alterações devido à turbulência financeira global no montante total do seu plano de investimentos de 224,7 bilhões de dólares entre 2011 e 2015, anunciado no final de julho. Segundo Gabrielli, a estatal tem potencial de atrair recursos, mesmo nas atuais condições do mercado. "Pode ser que tenhamos que modular no tempo de forma distinta ao que tínhamos pensado", admitiu o executivo sobre a venda de fatias que a petroleira possui em diversas empresas. "É evidente, se você vai vender ações (das empresas) e o mercado de ações está desabando, talvez você tenha que esperar outro momento", afirmou Gabrielli a jornalistas, após participar de evento sobre a cadeia de fornecedores de petróleo e gás em São Paulo. Informações da Reuters.

Blog de Claudio Humberto

 

FOFOCAS DE BRASILEIRA

UM PERDIGUEIRO DO PT informou a um perdigueiro desta coluna que dias atrás,houve, em Sampa, um longo colóquio entre duas grandes figuras da cena pública brasileira: LULA, ex-presidente, ex-sindicalista e EDIR MACEDO, bispo e chefão da IURD....

Edir, que não perde um minuto em sua vida e tudo é previamente cronometrado, chegou dos USA, desceu no Congonhas do seu jatinho e entrou num táxi....anddou, andou até o metro paulista. Pegou o metro,andou e depois desceu, pegou outro táxi e foi até uma região de residências nobres onde ficou 5 horas conversando a sós com Lula...

Em Brasília...19 horas, ou melhor, espara-se consequências desta conversa.....

HISTORIAS DE LA UNDEZE


de boné, BERTO ALBAN, dono da loja de armarinho, falecido em 15.8. 1987. Na foto com ele, um vendedor de roupas que visitava a loja e ficava em Serafina, às vezes, uma semana


DONA LOIDE oTILIA miGLIAVACCA aLBAN, FALECIDA NA QUINTA PASSADA..... COM AS TRES FILHAS, ROSA MARIA, ANA MARIA( CASADA COM UM GIRELLI, DE GUAPORÉ) E ELDA, NA LOJA DE ARMARINHOS NA AVENIDA MIGUEL SOCCOL....

Missa de setimo dia pelo passamento de dona loide Otilia será nesta quarta, em Porto Alegre,na igreja santa Terezinha.

Dona Loide era filha de GENOVINO MIGLIAVACCA, o comprador de porcos do Frigorifico Ideal, que andava numa carreta muito grande pelo interior. Sempre que os colonos encontravam um pedaço de estrada de chão toda estragada, comentavam:

Coa el gha passa Genovino com sua mule( aqui passou o genovino com as mulas puxando o carroção...)

 

Justiça livra Zero Hora de pagar indenização de R$ 500 mil


Decisão considerou não haver dano moral em divulgar nome de envolvido em fraude se informação foi divulgada pela polícia
Decisão da 6ª Câmara Cível do Tribunal de Justiça do Rio Grande do Sul livrou o jornal Zero Hora de pagar indenização de R$ 500 mil a ex-diretor-clínico de hospital envolvido em fraude. No entendimento do Tribunal, se os fatos narrados na imprensa estiverem amparados em informações prestadas pela polícia e se não houver abuso, não há que se falar em dano moral. Cabe recurso.

O autor da ação ingressou em juízo contra o jornal do Grupo RBS porque teve o nome ligado à falsificação dos Boletins de Atendimento de Urgência ocorrida entre 1992 e 1993, no Hospital Ipiranga, em Porto Alegre. O crime consistia em falsificar documentos de atendimento, cujos valores eram cobrados do antigo Inamps. O autor ocupava o cargo de diretor-clínico do Hospital e assinava, como conferente, documentos que, mais tarde, a polícia apurou serem falsificados.

da Coletiva net....

 

HISTÓRIAS DE

LA UNDEZE

MORREU ONTEM DE MANHÃ E SERÁ ENTERRADA HOJE, MARIA Aschidamini RAMPANELLI, DE 93 ANOS. Foi mulher do LEONILDO RAMPANELLI que cuidava da praça Pio XII como jardineiro. Leonildo era empregado das laranjinhas dos Montanari - Irmãos Montanari - E QUANDO Amantino Montanari foi eleito prefeito, o levou para a prefeitura municipal, como funcionário. Ali ele ficou como jardineiro da praça principal até morrer.


Dona Maria Rampanelli era de Dois Lajeados.

O protesto da Ellen....


Vou te falar o que eu acho. Só aqui em POA eu vi um povo que anda de nariz empinado até dentro do supermercado. Nas paradas de ônibus, nos prédios, fingem ignorar até mesmo se te conhecem de vista. É a típica população egocêntrica que não quer se envolver em nada.
Caiu uma árvore aqui na frente e fomos os primeiros a ligar. Depois de um tempão(os bombeiros já tinham chegado), alguém mais ligou.
Um apto queimou aqui perto a alguns anos atrás(me contaram esse fato), só um morador chamou os bombeiros. Quando o fogo já estava passando para o segundo apto, alguém perguntou se não era o caso de chamar os bombeiros. Ninguém mais chamou, ninguém avisou ninguém, e tinha gente saindo com sacos de fotografias, a única coisa que podiam pensar no momento.

Claro que a culpa é do povo.
O sistema é bom, e já foi implantado em outras cidades. O lixo é espalhado por que a população não colabora. Já vi motorista de carro xingando os lixeiros, pois eles estão estacionados e os garis passam atravessando a rua e retirando o lixo, que todos querem ver sumir, só quem anda com um rei na barriga não consegue ver como é o modo de trabalho dos lixeiros e ainda se dá o trabalho de buzinar e xingar. Nunca vi isso em outro lugar. Só aqui.

Ellen Augusta, bióloga portoalegrense.

Sobre o artigo 'Mazelas Porto-alegrenses - Ainda o desastre do lixo'.

MEMORIA

A PENSÃO DOS

EXILADOS EM RIVERA


NA FOTO, OS COMPANHEIROS CELESTE PENALVO E SEU MARIDO PERCY E MATHEUS SCHMIDT, COM LEONEL BRIZOLA. TAMBÉM ESTÃO NA FOTO BETO SOUZA( ENTÃO VEREADOR DO PDT, HOJE NO PTB) CARLOS CARDINAL, ROSENDO VIANA, CESAR NEME,ENTRE OUTROS. A FOTO É DE AUTORIA DE GAUDÊNCIO E PERTENCE AO ACERVO DO PDT DE SÃO BORJA....


LOGO APOS A DEPOSIÇÃO DE GETULIO VARGAS, EM 1945,( OU TERIA SIDO DURANTE SEU GOVERNO) O ENTÃO MILITANTE DO pARTICO COMUNISTA bRASILEIRO(pcb) matheus schmidt foi preso vendendo o jornal dos comunistas, a TRIBUNA GAUCHA.


fICOU DOIS MESES NA CADEIA, NA PONTA DO GAZOMETRO.DE LÁ SAIU PARA UM EXÍLIO QUE DUROU UM ANO...

nESTE TEMPO MATHEUS SCHMIDT FICOU MORANDO NUMA PENSÃO EM RIVERA. E CONTOU QUE FOI DIFICIL ESTE TEMPO, PRINCIPALMENTE DURANTE O NATAL E O ANO NOVO....

EM 1964, OUTRO BRASILEIRO QUE TOMOU O CAMINHO DO EXILIO, PERCY QUARTIERO PENALVO E SUA ESPOSA, CELESTE, TAMBÉM MORARAM, POR ACASO NESTA MESMA PENSÃO....

mATHEUS,DEPOIS DE UM ANO, VOLTOU AO BRASIL, FORMOU-SE EM DIREITO E CASOU EM CACHOEIRA DO SUL.

PERCY PENALVO E CELESTE REGRESSARAM DO URUGUAI, DEPOIS DA ANISTA....

DURANTE O GOVERNO ALCEU COLLARES, HOUVE UMA INTERIORIZAÇÃO DO GOVERNO EM SANTANA DO LIVRAMENTO...E ALI, DURANTE CONVERSA, PERCY,Q UE ENTÃO ERA DIRETOR DA CINTEA( COMPANHIA INTERMUNICIPAL DE ESTRADAS ALIMENTADORAS) E MATHEUS,ENTÃO SECRETÁRIO DOS TRANSPORTES, TROCANDO LEMBRANÇAS,DESCOBRIRAM QUE AMBOS NOS TEMPOS DE EXILADOS, HAVIAM MORADO NA MESMA PENSÃO....

VOLARE É O VEÍCULO OFICIAL DO 39º FESTIVAL DE CINEMA DE GRAMADO



Dez veículos farão o transporte dos artistas e personalidades participantes

Caxias do Sul (RS), 5 de agosto de 2011 - O miniônibus Volare foi escolhido como o veículo oficial do 39º Festival de Cinema de Gramado. Dez unidades do modelo W Fly Limousine, recentemente lançado, transportarão as personalidades e os artistas do cinema brasileiro e internacional convidados, entre as cidades de Porto Alegre e Gramado, a partir de hoje, dia 5 de agosto.

A escolha dos veículos Volare se deu devido às suas características de conforto, requinte, segurança e espaço interno. Lançado em abril, o novo modelo W Fly Limousine é o mais sofisticado da marca e foi projetado para aproximar o miniônibus do conceito veicular aplicado nos automóveis, com acabamento superior. Os destaques são a sinalização externa em Full LED, maior utilização de plásticos de engenharia 100% recicláveis nos para-choques, nas laterais e nos revestimentos internos do veículo que absorvem o impacto e colaboram para a preservação ambiental, o desenho limpo com linhas suaves e a sofisticação no interior.

O veículo conta com poltronas modelo Executiva Soft semi-leito, mais largas, com 1.060 mm de largura, revestidas de couro preta com costura dupla aparente na cor laranja, e apoio para a cabeça em espuma viscoelástica, material capaz de se adaptar à estrutura e à altura do passageiro, acomodando-o com o máximo de conforto. Outra novidade da poltrona é que possui porta-copos e descansa-pés integrados.

Alguns detalhes de acabamento interno são de material que imita madeira, inclusive no piso e no painel de instrumentos. A iluminação interna é indireta e feita por LEDs em toda a extensão do salão de passageiros. O W Fly Limousine é equipado com um novo sistema de ar-condicionado “dutado”, que melhora o direcionamento do fluxo de ar, e possui saídas individuais localizadas no porta-focos. Conta ainda com alto falante integrado, plug de fone de ouvido com três canais e controle de volume.

Secco Consultoria de Comunicação

 

humor e ironia

na LEGALIDADE!!!!

Na época da LEGALIDADE, muitos episódios provocaram a ira e humor(mau) dos gaúchos. E as piadas sarcásticas funcionaram como forma de desopilar as tensões daqueles dias em que até num novo 'BOGOTAZO"( O EPISÓDIO DE 1958 EM QUE MORRERAM MILHARES DE PESSOAS NA CAPITAL DA COLOMBIA) ..SE FALAVA, SEGUNDO QUEM VIVEU AQUELES DIAS TENSOS

aí vão algumas histórinhas, verdadeiras ou não, ficaram para serem contadas e recontadas.......


1) UM SECRETÁRIO DE ESTADO que tinha fama de corrupto foi para o Palácio Piratini. Lá pelas cansadas, já era madrugada alta, ele pegou no sono sentado num dos tantos sofás do Piratini.

Chegou uma comissão e esta comissão se apresentou no Piratini. Pediram pra falar com este secretário...

Veio um mordomo do Piratini, que andava por lá e foi acordar o secretário, que ainda sonolento não entendia o que estava acontecendo

- Comissão, que comissão? perguntou

- Uma comissão do DAER, responderam

- Põe na gaveta, põe na gaveta, respondeu o dorminhoco!!!!

Outra piada da época....

AS BALAS CORRENDO NA ALFANDEGA.

Estavam todos tensos no Palácio Piratini.....e algum gaiato sempre dava o alerta:

- Atenção pessoal, tá correndo bala na praça da Alfandega...

É que lá em 1961, tinha os cinemas mais chiques da cidade, Imperial, Guarani....e em volta deles muitos baleiros vendendo balas para quem ia ao cinema...QUANDO UM BALEIRO CAÍA, AS BALAS CORRIAM....

OUTRA DA ALFANDEGA

CHEIO DE PAU....

Esta é por causa dos banheiros públicos...isto que em 1961 havia, hoje estão fechados há anos...

- tá dando muito pau na Alfandega....diziam os engraçadinhos.

ERa que havia muita gente mijando nos banheiros.



LIVROS DA LEGALIDADE


http://www.livrosbrasil.com.br/capas/8573490799.jpg

SERGIO OLIVEIRA

MÚSICA

Neste caso da música Gangue da Matriz, muita gente se apressou em dar apoio ao autor da mesma, alegando liberdade de expressão, inclusive o Presidente da Assembléia, que votou contra o aumento, assim como toda a bancada do PT e o deputado Cassiá Carpes. O salário dos deputados estaduais passou a ser de R$ 20.042,34; a turma