Blog de cotidiano, fofocas, informação e entretenimento

31 de janeiro de 2014


memória da imprensa!

O DIA QUE A CIDADE PAROU



Quarta-feira, dia 29 de janeiro,2014, porto alegre parou. não vi um onibus na rua....já vi muitas greves de onibus em porto alegre, mas sempre tinha um que outro onibus nas ruas....
a ultima vez que vira uma greve total de onibus, que eu lembre, foi em 1982, numa das primeiras greves pós ditadura militar.

naquela vez havia um congresso de transporte na capital gaúcha e um ônibus saiu com os congressistas. levaram uma pedrada que acabou tirando um olho de um engenheiro paulista.

depois disto nunca mais tinha visto a capital gaúcha totalmente vazia.
dia 29 foi a vez....já hoje,dia 30 os onibus voltaram...


A SALVAÇÃO DA LAVOURA


FORAM OS LOTAÇÕES QUE SALVARAM A PATRIA NO DIA DA GREVE SELVAGEM E CRUEL NOS TRANSPORTES DA CAPITAL.


A GREVE SELVAGEM

NO DIA EM QUE A GREVE OU TERÁ SIDO UMA GREVE PATRONAL DEIXOU O PORTOALEGRENSE SEM ONIBUS, ELE TEVE QUE IR DE LOTAÇÃO MESMO. NA FOTO A PRAÇA PAROBÉ, TOTALMENTE SEM ONIBUS AS 5 DA TARDE. CENA RARA....


no dia da greve, passageiros recorreram ao lotação!


filas e mais filas nos terminais dos lotações no dia da greve de onibus


COLEGUINHAS

odiento

paulo santana também é um sujeito odiento. nos dias que ele vai no sala - terças e quintas -o seu desafeto david coimbra não põe os pés lá. é que santana já sabe que quando ele morrer o coimbra vai pegar seu espaço....

*
ayres cerutti anda em clima de love....amor pra cá, amor pra lá....

e isto que um ano atrás eu ouvi com estes ouvidos que a terrra vai comer de uma coleguinha que o gringo nunca acharia uma namorada porque só fala de trabalho....

*

fernando eichemberg, o dinho dos amigos é tri amigo de david coimbra. quando está em porto alegre se hospeda na casa do amigo.

*
david coimbra pode fazer uma ponte e conseguir uma entrevista com o chico buarque porque o ' dinho' é tri amigo do autor de a banda...

*

andei lendo as cronicas de adriana calcanhoto no globo nos domingos. não são ruins, não...ela começou no porto de elis, an protásio nos anos 90....o tititi carioca é que ela está namorando uma filha do vinicius...bom, como isto hoje em dia não tem mais mistério, fica o dito pelo não dito.

*
li o globo todos os dias na temporada carioca....é um bom jornal. cobre bem a cidade e brasilia.

*
o reporter do glob o do sul é o flávio ilha, que andou fazendo boas matérias no caso KISS.

*


o boca torta....

quando carlos bastos se irritava com o santana nas discussões sobre o gremio, ele chamava o amigo de 'boca torta'...tudo por causa de uma cirurgia que o pitanguy foi fazer no santana e teria cortado um nervinho....

santana se carrega pela bengada....e pior ele não é tãov elho assim...tem setenta e poucos.


SANATANA X MAZZARINO



PODE-SE IMAGINAR O SEGUINTE DIALOGO

MAZZA:

SANTANA QUANDO TU MORRER VAIS DEIXAR EU FAZER TUA COLUNA?

SANTANA:
OLHA EU ATÉ DEIXAVA MAS O DAVID COIMBRA AQUELE FDP....JÁ SE ADONOU DO ESPAÇO E TEM O MOISES MENDES QUE EMBORA ME PUXE O SACO, EU NÃO VOU DEIXAR.


política

o ch DISSE QUE HELENA CHAGAS FICA NO GOVERNO. JÁ O TERRA DE HJ DIZ QUE O NOVO PORTA VOZ SERA THOMAS TRUMANN QUE JÁ CUIDA DAS REDES SOCIAIS DA PRESIDENTA DILMA


bar veloso



este era o veloso quando eu o conheci em 1972 em ipanema...aliás a ipanema de hoje não tem nada de 1972...naquele ano era quase que um local interiorano.lembro das pessoas cruzando pra ir a praia,descontraidas. hoje aquilo ali virou um point de turistas. no veloso e na frente dele inventaram um bar chamado vinicius bar...aquilo lá e tudo caça niquel...só se ve europeu e gringo ...tudo brancão....

tá certo que 1972 era ano do médici a ditadura impunha respeito em tudo. mas se fumava maconha no arpoador,sim....

estava recém terminando a guerrilha....urbana e o regime ainda caçava comunistas. só em 74 é que geisel começou a lenta e gradual....


caneas do bar veloso na montenegro com prudente de morais...hoje ali é tudo vinicius de morais.


GRANDE LIVRO



PEGUEI ATIRADO NUMA PARADA DE ONIBUS....

COMECEI A LER ENÃO PAREI. A ROSANA EXPÕE AS VISCERAS NOS SEUS RELACIONAMENTOS, CONTA O ALZHEIMER DE SUA MÃE, A DEPUTADA ECLEA FERNANDES E FALA DA SEPARAÇÃO COM UMA CRUEZA MONUMENTAL....LI MADRUGADA ADENTRO...PARABENS A ESTA NOVA AUTORA QUE VEIO PRA FICAR.

trecho dolivro da rosana guazzelli

' entretanto cuidava as panelas e meditava: a casa já está ficandov elha . e eu quase tãovelha quanto ela.quando chovia gotejava por tudo. Como se chorasse....."

como o livro é edição do autor, naosei onde vcs vão encontrar. eu achei atirado numa parda de onibus. aliás tinha lá 3 exemplares. já dei todos.


Do Comunique-se

Jornalista brasileira quer exame de DNA para provar que Hitler morreu no Brasil

No livro “Hitler no Brasil – Sua Vida e Sua Morte”, fruto da dissertação de mestrado em jornalismo de Simoni Renée Guerreiro Dias, uma nova versão para a morte do ditador é apresentada. A pesquisadora defende que o nazista teria forjado o próprio suicídio para escapar da invasão soviética a Berlim em 1945, após a execução de milhares de judeus, e que teria fugido para a América do Sul, onde acabaria vivendo e morrendo na cidade de Nossa Senhora do Livramento, a 42 km de Cuiabá.


Autora aponta semelhanças físicas entre homem da foto e Hitler; Ela supõe que a relação com a mulher negra seria para manter o disfarce (Imagem: Reprodução/Simoni Guerreiro Dias)

Para comprovar a tese, a pesquisadora pretende realizar um exame de DNA para comparar os restos mortais de um estrangeiro que morreu em território mato-grossense com um suposto parente de Hitler localizado, segundo Simoni, em Israel. Em entrevista ao G1, a própria mestranda contou que não acreditava na história. “Eu zombava, dava risada, dizia que era blefe”, comenta. A pesquisa começou a partir de boatos contados na região.

Simoni achou estranho que um idoso estrangeiro vivesse na década de 80 na cidade de Nossa Senhora do Livramento, hoje com pouco mais de 11 mil habitantes. Conhecido na pela vizinhança como “Alemão Velho”, Adolf Leipzig seria o nome adotado pelo nazista em território brasileiro, segundo a autora do estudo, que recolheu objetos, restos mortais e relatos sobre o homem.

No livro, ela apresenta a versão de que o Vaticano teria oferecido o mapa para localização de um tesouro jesuíta ao ditador. A fortuna estaria escondida desde o século XVIII em uma caverna em Nobres, cidade turística a 151 km de Cuiabá. Após procurar sem sucesso, o austríaco teria morrido na região.

Críticas
O trabalho, ainda em desenvolvimento, já recebeu críticas de acadêmicos como o professor de História Política e Contemporânea da Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT), Cândido Moreira Rodrigues. Além da não existência de evidências de que Hitler tenha sobrevivido à invasão soviética, ele apontou a falta de rigor científico e de apuração historiográfica na tese.


dos leitores

Ué capincho, tu acha que fui ao rio passear? fui a negócios(olides)

De: letier12@hotmail.com
Enviada: Quinta-feira, 30 de Janeiro de 2014 10:23
Para: olidescanton@bol.com.br
Assunto: RE:

Tu virou até corretor de imóveis no Rio?
Colocou anuncio de apto para alugar no site....
que figura....
Baita turco!


DMLU inicia fase de divulgação do novo Código de Limpeza Urbana


Ação será realizada no Largo Glênio Peres

O Departamento Municipal de Limpeza Urbana (DMLU) inicia nesta segunda-feira, 3, a etapa de sensibilização e divulgação do Novo Código Municipal de Limpeza Urbana. O ato de início da ação ocorre às 10h, no Largo Glênio Peres. Até o dia 7, estará à mostra no local a exposição dos quatro principais tipos de descarte irregular de resíduos encontrados na cidade: mistura de materiais nos contêineres de resíduos domésticos, pneus do Arroio Dilúvio, caliça de vias e áreas públicas e latas de tinta.

Equipes da Assessoria Comunitária, do Serviço de Assessoria Socioambiental (Sasa) e do Serviço de Fiscalização (Sefis) permanecerão no Largo das 8h30 às 18h, orientando a população quanto ao novo Código e aos cuidados com os resíduos. Será montado um gazebo com materiais informativos e o ônibus de educação Socioambiental estará aberto à visitação ao longo de toda a semana. Ainda durante a próxima semana será divulgado o calendário com as ações do mês de fevereiro para as demais regiões da cidade.

Principais pontos do Novo Código:

- Não faz qualquer referência à palavra “lixo”, utilizando o conceito de resíduo e adequando-se à Política Nacional de Resíduos Sólidos.

- Concede maior autonomia e agilidade na aplicação de notificações e autos de infração pelos fiscais. O agente poderá fazer uso de qualquer prova material, bem como de informações oriundas de equipamentos eletrônicos, de audiovisual ou outros meios tecnológicos disponíveis, como as câmeras de segurança do Centro Integrado de Comando (Ceic).

- Prevê incremento nas atividades educativas: 20% da receita arrecadada com multas será destinada a ações de educação socioambiental.

- Esgotados os prazos administrativos, os valores de multas não recolhidas serão inscritos em dívida ativa.

Como será a fiscalização?

A fiscalização será feita por cerca de 33 fiscais e será organizada por bairros, começando pelo Centro HIstórico. Havendo o flagrante, o fiscal se dirige ao cidadão que tocou o lixo no chão, e pedirá o seu RG e CPF e logo a seguir ele receberá a via para pagamento da multa.

Infrações:

- Leve: não deposite, lance ou atire nos passeios ou logradouros públicos papéis, invólucros, embalagens ou assemelhados; não realize triagem ou catação no resíduo disposto em logradouros públicos; o volume dos sacos plásticos para acondicionamento dos resíduos orgânicos a serem recolhidos não deve ser superior a 100 litros; os veículos destinados à venda de alimentos de consumo imediato deverão ter recipientes de resíduos orgânicos e recicláveis, com capacidade para comportar sacos de no mínimo 40 litros.

O descumprimento destas regras é considerado infração leve com multa de multa de 90 UFM’s (cerca de R$ 263,82).

- Média: acondicione corretamente os resíduos em sacolas plásticas antes da coleta; separe os resíduos domiciliares em resíduo orgânico e resíduo reciclável; os estabelecimentos comerciais deverão colocar à disposição dos clientes recipientes próprios que garantam a separação dos resíduos; bares, lanchonetes, padarias, confeitarias e outros estabelecimentos de venda de alimentos deverão disponibilizar recipientes para resíduos orgânicos e recicláveis em locais de fácil acesso ao público; feirantes, artesãos, agricultores ou expositores deverão manter permanentemente limpa a área de atuação, acondicionando corretamente os resíduos em sacos plásticos.

O descumprimento destas regras é considerado infração média com multa de 180 UFM’s (cerca de R$ 527,65)

- Grave: os resíduos sólidos orgânicos e recicláveis deverão ser apresentados para a coleta nos dias e turnos estabelecidos pelo DMLU; o gerador não deverá apresentar o resíduo à coleta após a passagem do veículo coletor; não é permitido o depósito de resíduos sólidos recicláveis no interior dos contêineres destinados exclusivamente à coleta automatizada de orgânicos; não depositar, lançar ou atirar, em quaisquer áreas públicas ou terrenos, de propriedade pública ou privada, resíduos sólidos de qualquer natureza (até 100 litros); não varrer para os logradouros públicos resíduos do interior de prédios,


Tudo pronto para os festejos de Nossa Senhora dos Navegantes

A Festa acontece neste domingo, dia 2 de fevereiro. A manifestação de fé começa às 7 horas, com missa na Igreja do Rosário.

A procissão de retorno da imagem ao santuário, terá início às 8 horas. Os devotos percorrerão cerca de 5km, saindo da Rua Vigário José Inácio e seguindo pela Avenida Otávio Rocha, Rua Dr. Flores, Praça Rui Barbosa, Av. Mauá, Av. Presidente Castelo Branco até chegar na Igreja Nossa Senhora dos Navegantes.

O Governo do Estado Tarso Genro confirmou presença na Romaria, assim como o prefeito de Porto Alegre José Fortunati e os presidentes da Assembléia Legislativa do Estado, Pedro Westphalen, e da Câmara Municipal de Vereadores, Professor Garcia. A missa campal está marcada para às 10 horas e será celebrada pelo Arcebispo de Porto Alegre, Dom Jaime Spengler. Após a celebração, os fiéis poderão chegar próximo a imagem da Santa para as suas orações. Às 20 horas, o Décimo Primeiro Batalhão da Brigada Militar irá retornar com a imagem de Nossa Senhora dos Navegantes ao seu local de origem, no interior do santuário. Para animar o público, está previsto, das 20hr30min ?as 22hr15min, shows com uma banda sertaneja e a outra de pagode, na área externa ao santuário. O encerramento dos festejos está previsto para ?as 23horas. Para um melhor aproveitamento das comemorações, segue alguma orientações:

1. Usar roupas folgadas e calçados confortáveis.
2. Levar garrafinhas com água. No calor e durante a caminhada é importante hidratar o corpo. (Após o consumo, descarte as garrafinhas nos locais apropriados (lixeiras).
3. Usar boné ou chapéu para proteger-se do sol.
4. Não fazer a procissão descalços! O asfalto é muito quente e queima os
5. Muito cuidado com crianças, que deverão estar sempre juntas dos seus pais ou responsáveis, de mãos dadas para evitar se perderem.
6. Coloquem no bolso da roupa das crianças e pessoas idosas um papel com o endereço e telefone de um familiar ou pessoa responsável, orientando eles que caso se percam procurem o policial militar mais próximo. A Brigada Militar estará com um grande efetivo de policiais para garantir uma caminhada tranquila e segura para todos os devotos.
7. Na chegada em Navegantes, após a missa presidida pelo Arcebispo, a imagem milagrosa da Virgem dos Navegantes ficará na praça central. Todos terão oportunidade de chegar próximo a imagem para suas orações. Uma equipe da Irmandade e voluntários estará junto a imagem organizando a entrega de velas e flores.


De: eng.antoniocardoso@gmail.com
Enviada: Quarta-feira, 29 de Janeiro de 2014 23:13
Para: egonbrazcardoso@gmail.com,arquitoca@gmail.com,fernandobcardoso@hotmail.com
Assunto: adivinha quem pagou?
Para:



Esta está muito boa com as garrafinhas na mão.

observe as garrafas de vinho que o cara incluiu na conta.


A VOLTA AOS TEMPOS DA NOMEAÇÃO DE PREFEITOS

por Carlos Chagas

Dizia o saudoso dr. Ulysses que ninguém mora no país nem no estado. Moramos no município. Na cidade. Sendo assim, morador há 45 anos em Brasília, de quando em quando vale dedicar espaço à terra que me adotou. Quando da inauguração era fácil de administrar, com 100 mil pessoas. O presidente da República nomeava um prefeito que se apoiava nas estruturas da Novacap, empresa pública responsável pela construção de Brasília. Bastava-lhe designar uns poucos secretários, cuidar da segurança ainda capaz de ser cuidada, do trânsito incipiente e dos serviços de água e luz.

Juscelino Kubitschek e os sucessores, inclusive os generais- presidentes, mantiveram o modelo, mas o crescimento do Plano Piloto e das cidades-satélites ultrapassou as previsões de Lúcio Costa e Oscar Niemeyer. Era para no ano 2000 Brasília abrigar 500 mil habitantes mas rompeu o milênio com três milhões. Vai facilmente para os quatro. Muita gente chegou por necessidade, como os funcionários públicos para cá transferidos, ainda que a maioria dos prestadores de serviços e similares desembarcasse embalada pelo sonho de uma vida mais amena e economicamente mais proveitosa. Como em todas as comunidades, cresceram aqui os aventureiros.

Mesmo assim, como casa do presidente da República, prevalecia a figura do prefeito escolhido pelo chefe do governo federal, com o adendo de caber ao Senado legislar sobre temas locais.

O problema é que com o aumento populacional multiplicaram-se as antes modestas cidades-satélites, com suas reivindicações e necessidades. Já tinham aparecido antes, mas vicejaram a partir daí malandros e vigaristas, fazendo pressão para valer-se do voto popular em nome da representação das comunidades. Apresentou-se à escolha popular gente de todos os tipos, sérios e abnegados, alguns, mas outros, em maioria, dispostos a sair atrás das benesses e vantagens do poder público. Não demorou para que os prefeitos virassem governadores, de início ainda nomeados, mas nenhum governo conseguiu sofrear a onda para a formação de uma Assembléia Legislativa singular, denominada Câmara Distrital, como também a eleição de oito deputados federais e três senadores, privilégio dos estados menos populosos.

Já estávamos no governo José Sarney e, de lá para cá, estabeleceu-se também a eleição de governador. O diabo é que boa parte dos políticos locais afirmou-se através de raízes distorcidas. Seus métodos de atuar basearam-se no aproveitamento pessoal das facilidades do poder, na demagogia, até em religiões de ocasião, em grau maior do que na maioria das demais unidades da federação. O eleitorado brasiliense tornou-se presa fácil por conta da distribuição de favores, como lotes e casas populares na periferia, oferta de empregos e de vagas nas escolas e nos hospitais – tudo sempre insuficiente, servindo como moeda de troca para apoio político. E para votos.

Jamais um governo local conseguiu responder aos anseios gerais por serviços públicos compatíveis. Quase tudo o que se implantou nos diversos setores geridos pelas administrações locais envolveu negócios pouco claros, propinas, enriquecimento ilícito e formação de verdadeiras quadrilhas, tanto faz se nos transportes urbanos, dos ônibus ao metrô, na construção civil, na educação, na saúde, no saneamento e onde mais que se queira observar.

Por conta dessas distorções, um senador foi cassado, outro renunciou para não ser, e até um governador foi preso e perdeu o mandato. Para não falar nos deputados distritais processados e atingidos.

Pois não é que essas figuras, e outras de igual periculosidade, andam se reunindo para disputar as eleições de outubro? Pior ainda: lideram as pesquisas eleitorais. Seria preferível retornar aos tempos da nomeação de prefeitos?


CONVITE ATO DE RECONHECIMENTO EM SERAFINA CORREA/RS

Serafina Corrêa, 30 de Janeiro de 2014.

Boa tarde! É com grande alegria que convidamos os colegas para a Sessão Ordinária da Câmara de Vereadores de Serafina Corrêa, na próxima segunda-feira, 03 de Fevereiro de 2014, às 19h30, no Plenário Darcy Sobreira Soccol.

A Sessão terá a coordenação do Presidente Nelson Mezzomo e contará com Ato de Reconhecimento ao Prefeito Ademir Antonio Presotto que, no ano passado, esteve na Assembleia Legislativa do Estado, sendo um dos vencedores da 12ª edição do Prêmio Gestor Público 2013, pela execução do projeto Orquestra de Flauta Doce de Serafina Corrêa Os Serafins. O Ato de Reconhecimento promovido pela Câmara de Vereadores de Serafina Corrêa acontecerá antes da Sessão Ordinária.

Contamos com a participação de todos!

Ato de Reconhecimento promovido pela Câmara de Vereadores ao Prefeito
Ademir Antonio Presotto - Prêmio Gestor Público 2013
Quando: 03/02/2014 - SEGUNDA-FEIRA
Horário: 19:30
Onde: Plenário Darcy Sobreira Soccol - Avenida Arthur Oscar - Serafina
Corrêa/RS.
www.serafinacorrea.rs.gov.br


Carnaval: credenciais de imprensa podem ser solicitadas até terça

Está aberto o período para solicitação de credenciais de imprensa para o Carnaval de Porto Alegre 2014 que vai até terça-feira, 4 de fevereiro. Este ano são duas as novidades para o credenciamento de imprensa. A primeira é que ele será feito através do e-mail carnaval2014poacredenciamento@gmail.com.

A segunda novidade é que as credenciais de imprensa serão concedidas a quem for reconhecido como profissional de imprensa por entidade de classe, conforme o disposto no regulamento transcrito abaixo.

Como solicitar credencial

O mais importante é comprovar que o solicitante é uma profissional de imprensa reconhecido por entidade de classe. Basta enviar a digitalização (escanemanto) da carteirinha profissional (Fenaj, Arfoc, Sindicato dos Jornalistas, ou DRT na carteira de trabalho) para o e-mail carnaval2014poacredenciamento@gmail.com. Aprovada a solicitação de credencial o solicitante recebe um e-mail de resposta com mais orientações.

Veja a portaria que regulamenta a emissão das credenciais em http://lproweb.procempa.com.br/pmpa/prefpoa/cs/usu_doc/portaria_conjunta.doc.


Brechó em prol de animais abandonados será neste domingo

O final de semana reserva uma ocasião para os amantes dos animais se encontrarem e ajudarem os 150 cães e gatos amparados por uma tradicional ONG gaúcha. A Bichos & Amigos promove neste domingo, dia 2 de fevereiro, um brechó beneficente com a intenção de levantar fundos e saldar dívidas. A entidade colocará à venda roupas, livros, bijouteria, LPs raros, CDs, sapatos, acessórios, equipamentos, enfeites - tudo em bom estado, e muita coisa é nova, sem uso. Preços de ocasião. Os visitantes também podem fazer doação de ração, o que é muito bem-vindo.

O evento acontece na Zona Norte de Porto Alegre, mais precisamente na rua Aliança, 289, transversal da Assis Brasil, entre o Bourbon Wallig e o Shopping Lindoia. O horário de atendimento será das das 10h às 17h. Mais informações podem ser obtidas pelo telefone 51-8461-5077 ou pelo email bichoseamigos@bichoseamigos.org.br. Os animais agradecem.

 

30 de janeiro de 2014


GREVE DE RODOVIÁRIOS DEVE IR ATÉ TERÇA FEIRA....

SEGUNDO COMENTAVA-SE NOS LOTQÇAÕES HOJE, DIA DA PARALISAÇÃO TOTAL EM PORTO ALEGRE.

MAIS PAREECE UM GREVE PATRONAL, CUJO NOME NÃO ME RECORDO AGORA. NÃO HÁ UM ONIBUS CIRCULANDO. TÁ TUDO MUITO COMBINADO ISTO AÍ.

NO CENTRO, NUM RESTAURANTE DO MERCADO PUBLICO, COMENTAVA-SE QUE O SINDICATO PATRONAL TERIA PAGO UMA CHURRASCADA PROS RODOVIÁRIOS...SABE-SE LÁ AGORA....

o que tá em jogo são as concessãos, as licitações dos onibus. pelo menos era o que se comentava hoje no centro. mais do que o preço da passagem os donos dos onibus de porto alegre estão preocuapdos é com as licitações, uma carta na manga que o ministério publico tem na mão.

muita água vai rolar embiaxo desta ponte e pode ser que tenhamos a maior greve(patronal?????) de onibus da história da cidade.


Greve dos rodoviários prejudica mais de 1 milhão de pessoas

Mesmo com decisão do Tribunal Regional do Trabalho (TRT), que acatou pedido da Prefeitura de 70% da frota de ônibus nas ruas nos horários de pico, os rodoviários paralisaram em 100% a circulação do transporte coletivo na cidade nesta quarta-feira, 29, com prejuízo para cerca de 1 milhão de passageiros diários, principalmente para os moradores das vilas e bairros mais populares. A EPTC está comunicando ao TRT os relatórios referentes ao não cumprimento da medida judicial pela categoria dos rodoviários. De acordo com decisão do TRT, o não cumprimento da decisão implica em multa diária de R$ 50 mil para o sindicato, pela ilegalidade da grave. Uma nova reunião está marcada para esta quinta-feira, 30, no TRT, entre o sindicato patronal, sindicato dos rodoviários, Ministério Público do Trabalho e representantes da prefeitura.

Depois de reunir-se durante a manhã de hoje na EPTC, para avaliar o movimento grevistas dos rodoviários e suas consequências na vida dos porto-alegrenses, o prefeito José fortunati disse que a prefeitura de Porto Alegre está tomando todas as providências que estão ao seu alcance para garantir o transporte coletivo para todos os cidadãos que dele necessitam. "Nossa preocupação, é especialmente com aquelas pessoas que moram em áreas mais afastadas e que não estavam sendo contempladas pela escala mínima de 30% dos ônibus. Esse esquema só conseguia atender os eixos estruturais, não entrando nas vilas e deixando sem transporte justamente a camada mais necessitada da população. Nós esperamos que motoristas e empresas cheguem a um acordo o mais rápido possível, para que o sistema volte à normalidade o quanto antes", disse ele.

Desde o início da greve, a EPTC prossegue com seus agentes de fiscalização nas ruas, com orientações à população em geral. Houve a decisão de liberação dos corredores para a circulação dos lotações, com passageiros em pé. Foi liberado o corredor da Av. Cavalhada aos veículos em geral nos horários de pico.


Atendimento do 156 é afetado por greve geral dos transportes

A greve geral do transporte público em Porto Alegre está comprometendo o serviço 156 – Fala Porto Alegre, que recebe demandas da população. Apesar dos esforços da coordenação do serviço para tentar assegurar o deslocamento de servidores ao local de trabalho, o 156 funcionou com cerca de metade de atendes na segunda-feira, 27, e na terça-feira, 28. Nesta quarta-feira, 29, dos mais de 30 funcionários que atuam nos horários de pico do 156, apenas nove haviam conseguido comparecer à repartição. Por outro lado, também houve queda no número de ligações efetuadas ao 156.

Na segunda-feira, das 2.937 ligações feitas ao 156, 1.739 foram atendidas. Na terça, o total de ligações caiu para 2.286, com atendimento de 1.651. Nos dois dias, o número de atendentes foi de 18 pessoas no turno de pico. Nesta quarta-feira, até as 13h, 978 chamadas haviam sido feitas ao 156, com atendimento de 411.

Fala Porto Alegre - O serviço unifica o atendimento telefônico de demandas da população pelo número 156, disponível todos os dias da semana nas 24 horas, conforme o serviço. As demandas são registradas através do Fone 156 e podem também ser registradas pelo Formulário Web. Esse sistema qualifica o atendimento à população, com a ampliação do número de atendentes e a agilização do encaminhamento dos serviços. Atualmente, são atendidas 100 ligações simultaneamente, enquanto há capacidade para outras 100 em espera.


LAMAS 31 ANOS

POIS SABADO FUI AO LAMAS. TINHA ESTADO LÁ HÁ 31 ANOS ATRÁS, NUMA NOITE MEMORÁVEL EM QUE HOUVE A DESPEDIDA DO ANTONIO OLIVEIRA, OSMAR TRINDADE(FALECIDO) E OUTROS GAÚCHOS QUE MORAVAM NO RIO....

LICINIO EMBARCARIA COM O TRINDADE E O ANTONIO NO DIA SEGUINTE PRA MAPUTO, MAS OS DOIS ESTAVAM ENROSCADOS COM O EPISÓDIO DA COOJORNAL. HAVIA O TEMOR DE QUE FOSSEM GRAMPEADOS PELA PF NO GALEÃO...E BEBERAM TODAS NO LAMAS, NAQUELA NOITE. SAIRAM DE LÁ,PRO APE PRA PEGAR AS COISAS E IR PRO GALEÃO.

MINHA FILHA RENATA, AGORA MÃE , ESTAVA LÁ NAQUELA NOITE E FOI TAMBÉM AO GALEÃO...

COMO O ' DESBOCADO' DO LICINIO TINHA ENSINADO A ELA MUITOS PALAVRÕES, NA HORA DO EMBARQUE, ELA GRITYAVA DO LADO DE FORA DA SALA DE EMBARQUE:

CIAO LICINIOE PAU NO CU DO POVO....

É QUE ELE TINHA ENSINADO A CRIANÇA O PALAVRÃO QUANDO ESTIVERA LÁ EM CASA!

POIS NEM LEMBREI ISTO A RENATA NO SABADO, O AMBIENTE ESTAVA MAIS FAMILIAR DO QUE NUNCA PRA SE DIZER PALAVRÃO DESTE TIPO!


Memorias do rio

BAR VELOSO( HJ É GAROTA DE IPANEMA´- parte 1

Botequim da rua Montenegro, 49(hoje Vinicius de Morais)

Quando o comerciante português Raul Veloso a abriu, em 1945,na esquina da Prudente de morais com Montenegro,era umaa merceari a comum que vendia de sabão a pirulitos. O nome era o Botineiro. Mas continha também um balcão,onde se vendia pinga e cerveja. A birita passou a sair mais QUE OS OUTROS PRODUTOS.
MESAS FORAM COLOCADAS , a calçada foi sendo tomada aos poucos, e finalmente, o bar engoliu a mercearia. ninguém jamais o chamou de Botineiro, mas de Veloso mesmo.

Raul Veloso No entanto não tinha alma de dono de bar , função que exige compaixão e paciência para tolerar clientes já com 15 ou 20 copoos acima do nível do mar.

Brigava-se muito ali e entre os brigões estava esatvam os alunos do capoeirista sinhozinho, com seus bíceps e punhos assutadores.- uma flexão de músculos de um deles derrubava várias cadeiras.
Raul Veloso sofria com as queixas dos frequentadores e,m em 1950, paSSOU O PONTO A armênio Oliveira e seus filhos.

de alguma forma , eles pacificaram o bar , que continou a vender bebida e ser chamado de Veloso, mas atraiu um contingente mais tranquilo:fgamilias que iam tomar sorvete,atletas de esportes silenciosos, como a pesca ou o mergulho, e boêmios que preferiam trocar idéias a bofetes.

O Veloso tornou-se tão fanaticamente família que , naquyeles anos 50, um de seus clientes, o jovem antonio carlos jobim foi convidado a parar de tocar violão no recinto. A alegação era de que, onde havia violão, havia gente desclassificada.

Claro que umdia o Veloso iria rever essa opinião....(prossegue....texto de Ruy Castro)


Proposta defende exigência de sprinklers em boates e clubes

Foto: Ederson Nunes

Fernanda e Ruas defendem proibição de espumas como isolamento acústico

A Câmara Municipal de Porto Alegre está analisando projeto de lei complementar que exige a instalação desprinklers (difusores de água) em boates, clubes noturnos e sociais, salões de baile, locais de diversão e assemelhados. O texto, que altera a Lei Complementar 420, de 25 de agosto de 1998 (Código de Proteção contra Incêndio), também pede a proibição do uso de espumas inflamáveis no isolamento acústico. A proposta, que está tramitando na Casa desde maio de 2013, foi apresentada pelos vereadores Fernanda Melchionna e Pedro Ruas, ambos do PSOL.

A intenção do projeto, segundo os autores, é ampliar a segurança nos estabelecimentos. “A tragédia ocorrida em Santa Maria, em 27 de janeiro de 2013, trouxe à sociedade mundial, especialmente à gaúcha, diversos questionamentos referentes à segurança nos locais de lazer privados”, afirmam. “Dessa forma, deve-se pensar em propostas para que haja maior segurança dos frequentadores desses locais.”

Os dois vereadores pedem a aprovação do projeto alegando que é dever do Legislativo “criar mecanismos para coibir a possibilidade de que novas tragédias ocorram, investindo na prevenção de acidentes”. Em substituição aos materiais inflamáveis, uma alternativa para o isolamento acústico sugerida por Fernanda e Ruas são as espumas de material antichama, eficazes na absorção sonora e no controle de reverberação.


Do Comunique-se

Record News investe em cenários e aposta em telejornal "menos formal"

Desde que foi inaugurada, a Record News mantém a mesma identidade visual, algo que mudará neste 2014. A partir de fevereiro, quem acompanha o canal de notícias vai conhecer novos cenários, slogans e vinhetas. Ancorado por Heródoto Barbeiro, o 'Jornal da Record News' promete ter ambiente "menos formal".


Programa apresentado por Heródoto Barbeiro ganhará novo cenário (Imagem: Reprodução)

O novo estúdio, onde serão gravados os programas gerados em São Paulo, como o 'Hora News', 'Zapping' e outros, será inaugurado pelo 'Jornal da Record News', em edição ao vivo. Com a proposta de aproximar os profissionais da emissora dos telespectadores, o telejornal perderá a bancada e ganhará poltronas. Heródoto poderá se movimentar diante de um videowall (equipamento montado com diversos monitores), o que permitirá a exploração de novas mídias no noticiário.

Na próxima semana, slogans também começarão a ser divulgados. Na TV, será veiculado “Record News, a líder em notícias”. Para o mercado publicitário, foi desenvolvido o slogan “Record News, o canal de notícias mais assistido pelos brasileiros”. As frases, segundo o canal, foram feitas em referência à pesquisa Ibope MW 9 Mercados com Pay TV sobre os resultados da audiência da emissora em 2013.

Novas apostas
Exibido pela emissora em 2012, o talk show de David Letterman voltará para a grade. A atração legendada começará a ser apresentada a partir de fevereiro. No Brasil, o late show irá ao ar dois dias depois de ser transmitido pela TV norte-americana CBS.


Posse de Novos Conselheiros do Conselho Municipal do Idoso

O Conselho Municipal do Idoso é muito importante pois, dentre suas atribuições, procura estimular os idosos para que participem da formulação da Política Municipal do Idoso, busca sensibilizar os Poderes Públicos Municipais quanto às responsabilidades no atendimento das demandas do segmento em conformidade com as políticas públicas do idoso, além de procurar parcerias e estimular a organização de idosos e sua efetiva participação social, visando sua integração e exercício da cidadania.

Na quarta-feira, 29 de Janeiro de 2014, a Prefeitura Municipal, através da Coordenação dos Conselhos Municipais, realizou importante reunião, onde o Vice-Prefeito Francisco Bernardo Mezzomo deu Posse aos novos conselheiros do Conselho Municipal do Idoso:

Representantes do Governo Municipal
Conselheiro Titular Conselheiro Suplente Representação
Daniela Conde Reis Luciana Tissot Lemes Da Silva
Secretaria Municipal de Saúde
Roselaine Casteli Sandro Roberto Ferreira Marques
Secretaria Municipal de Indústria, Comércio e Turismo
Roberto Ivo Soccol José Dick
Assessoria Jurídica
Lucilene Regina Bressiani Bataglia Lucinda Chiarello Maccari
Secretaria Municipal de Educação
Gabriela Assoni Grechi Adriana Franco Vilar
Secretaria Municipal de Assistência Social

Representantes da Sociedade Civil
Conselheiro Titular Conselheiro Suplente Representação
Creuza Lopes Gomes Geni Dalla Rosa de Oliveira
Sindicato dos Trabalhadores nas Indústrias da Alimentação
Sandra Elisa Manteze Thanabi Bellenzier Calderan
ASCAR/EMATER
Lírio Luiz Oldoni Claudir Bortolini
Sindicato dos Trabalhadores Rurais
Élia Paludo Helena Costenaro
Grupo de Convivência do Idoso
Arlides Scorsato Maria Faé
Grupo de Convivência do Idoso

É essencial que os membros do Conselho entendam o funcionamento deste processo democrático, sendo o Conselho um espaço de diálogo entre governo e sociedade civil. O desenvolvimento de novas políticas depende da participação de todos. Em seguida, foi eleita a mesa diretora que ficou assim composta:
Presidente: Arlides Scorsatto
Vice-Presidente: Élia Paludo
Secretária: Gabriela Assoni Grechi

O Conselho Municipal do Idoso informa toda a população que violência contra o idoso é crime, denuncie: 54 9974 2580. Faça a sua parte!


Na próxima segunda-feira tem Sessão Ordinária na Câmara de Vereadores

Reencontro dos Vereadores com a comunidade terá coordenação do Presidente Nelson Mezzomo e contará com Ato de Reconhecimento

Após o período de recesso parlamentar, os trabalhos ordinários serão retomados na Câmara Municipal de Vereadores de Serafina Corrêa. Na próxima segunda-feira, 3 de fevereiro, a comunidade é convidada a acompanhar a primeira Sessão Ordinária de 2014, que será realizada a partir das 19 horas e 30 minutos, no Plenário Darcy Sobreira Soccol.

Mais de vinte Projetos de Lei já estarão em pauta para futura deliberação dos Vereadores e ao que tudo indica, a exemplo do ano passado, este será um ano de grande volume de trabalho legislativo para os nove Vereadores. Esta é a expectativa da nova Mesa Diretora, que foi eleita em 16 de dezembro do ano passado e que tem a missão de coordenar todas as atividades ao longo deste ano. “Queremos dar continuidade aos trabalhos para contribuir com o desenvolvimento do Município, mantendo o clima de harmonia e de contribuição de todos”, destaca o presidente Nelson Pedro Mezzomo. Antes da Sessão será realizado um Ato de Reconhecimento ao Prefeito Ademir Antônio Presotto, que no ano passado esteve na Assembleia Legislativo do Estado, sendo um dos vencedores da 12ª edição do Prêmio Gestor Público 2013, pela execução do projeto Orquestra de Flauta Doce de Serafina Corrêa Os Serafins.

Para saber mais: OS SERAFINS

A Orquestra de Flauta de Serafina Corrêa Os Serafins foi criada, através de Lei Municipal, no ano de 2009 com o objetivo de proporcionar o desenvolvimento musical dos estudantes através da experimentação, reflexão, criação e execução de arranjos e composições coletivas, utilizando a flauta doce. Com iniciativa, desenvolvimento e acompanhamento de Xyko Mestre, a orquestra tem o nome “Os Serafins” com intuito de destacar o nome do município de Serafina Corrêa e ao mesmo tempo lembrar os Anjos Serafins, cujos cantos são de criação e celebração. Além disso, o nome possui dupla interpretação na ideia de “ser afim” com o intuito de mostrar que todas as pessoas possuem alguma semelhança e que a música pode uni-las e harmonizá-las.


Sistema de Informação da Atenção Básica

O Ministério da Saúde decretou que, obrigatoriamente, todas as Secretarias Municipais de Saúde instalem um novo Sistema de Informação da Atenção Básica - o SISAB, com o objetivo de melhorar a qualidade da informação em Saúde e seu uso pelos gestores, profissionais da saúde e pelos cidadãos, permitindo o acompanhamento da cada usuário atendido, assim como as ações desenvolvidas por cada profissional da equipe. Para a instalação desse Sistema, deve ser realizado um cadastro. Em Serafina Corrêa, na Primeira Etapa as Agentes Comunitárias de Saúde estão realizando Visitas Domiciliares e fazendo a Coleta de Dados para esse cadastro, que está dividido em duas partes:
1) Cadastro do Domicílio e;
2) Cadastro Individual.

Na Segunda Etapa de implantação do Sistema de Informação da Atenção Básica, serão feitos os cadastros das áreas não cobertas pelas Visitas das Agentes Comunitárias de Saúde. A Secretaria de Saúde de Serafina Corrêa informa que todos os esforços de reestruturação do Sistema só serão completos e objetivos com o envolvimento de todos, por isso, a Prefeitura Municipal pede a colaboração da comunidade serafinense para que tenham, ao seu alcance, o Cartão SUS quando as Agentes Comunitárias de Saúde solicitarem e também o NIS para os beneficiários do Bolsa Família. O Sistema de Informação da Atenção Básica será um grande avanço na área da saúde do município de Serafina Corrêa, por isso, a Secretaria Municipal de Saúde conta com a colaboração de todos.

29 de janeiro de 2014


Estou de volta...aos pagos....

pontualmente faltando 5 pras meia noite o avião da gool, que fez um belo voo, taxiou no salgado filho.

o aeroporto estava vazio, só nos ali....

mas achei o galeão também bastante vazio no embarque....

agora o rio tá cheio que não cabe mais....

e meu ultimno dia carioca foi com a passarela que caiu e matou 4.

uma pena..agora vou ter que le o globo na internet....


do rio

estive ontem no rio com o fotografo ERNO SCHNEIDER, AQUELE QUE FEZ A FOTO DOS PES TROCADOS DE JANIO QUADROS. MORA EM COPACABVAANA PERTO DA PRAIA, MAS NUNCA VAI LÁ. VAI NUM BOTECO AO LADO TOMAR CEVA....

ERNO CONHECEU TODA A TUMRA DOS VELHO JORNALISMO DO RIO...OUTRO DIA EU CONTO...


do rio



no sabado fui no café lamas com minha filha, neta e ghenro....!

comemos bem e não gasgtamos tanto.;;;;;;


este reporter e o garção que no satendeu no café lamas.


O BAR VELOSO, HOJE GAROTA D IPANEMA!!!!

LÁ NASCEU A FAMOSA MUSICA ' Garota de Ipanema"!

CENAS INTERNAS DO BAR DO VELOSO!

paredes do bar do veloso, em Ipanema!


do rio

O HOTEL ARENA FICA AQUI DO LADO ONDE ME HOSPEDEI...

ME LEMBREI DA ARENA DE SERAFINA QUE DAVA PAU NOS MDB de lá.


do rio


a feira de frutas na praça gal Osírio, das terças....


feira na praça general Osório,hoje, terça-feira, no rio!!!!!


roteirio do findi

'Night Club, o musical' no Porto Verão Alegre 2014


TRANSPORTE ESCOLAR 2014

A SECRETARIA MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO DE SERAFINA CORRÊA COMUNICA QUE OS PAIS OU RESPONSÁVEIS DOS ALUNOS QUE UTILIZARÃO TRANSPORTE ESCOLAR NO ANO DE 2014 DEVERÃO, OBRIGATORIAMENTE, COMPARECER NO TELECENTRO, LOCALIZADO NA PREFEITURA MUNICIPAL, AVENIDA 25 DE JULHO, N° 202, CENTRO, COM A FINALIDADE DE REALIZAR A ATUALIZAÇÃO OU NOVO CADASTRO DOS ALUNOS.

O PERÍODO PARA CADASTRO SERÁ DE 27 DE JANEIRO A 14 DE FEVEREIRO DE 2014, DAS 8:30 ÀS 11:30 E DAS 13:30 ÀS 17:00. AOS ALUNOS QUE JÁ UTILIZAVAM O TRANSPORTE, É NECESSÁRIO QUE APRESENTEM SOMENTE A CARTEIRINHA REFERENTE AO ANO LETIVO DE 2013, JUNTAMENTE COM O COMPROVANTE DE RESIDÊNCIA ATUALIZADO. AOS ALUNOS QUE NÃO POSSUEM A CARTEIRINHA, É NECESSÁRIO APRESENTAR OS SEGUINTES DOCUMENTOS:
1 (UMA) FOTO 3X4 DO ALUNO;
CÓPIA DO COMPROVANTE DE ENDEREÇO ATUALIZADO (CONTA DE LUZ, ÁGUA,
TELEFONE OU INTERNET);
CERTIDÃO DE NASCIMENTO.

28 de janeiro de 2014


do rio

encerro hoje meus 11 dias de rio. só peguei sol...sol....sol....

cheguei com sol e estou voltando com sol....

só não fui a praia um unico dia...

conheci o instituto Moreira Salles, aquele onde está a obra do erico verissimo, voltei ao Lamas, fui ao la mole, ao baixo gávea,enfim aqueles lociais que eu acho o rio. não fui ao cristo nem ao pão de açucar.

mas o rio está caro. na praia hoje só tinha argentino tomando mate e italianos...os cariocas tavam no basquete.


do rio


sabado ultimo estive no centro no CCBB...fazia um calor de quase 45 graus...mas o calor daqui é suportável...o carro no entanto parecia que ia pegar fogo....sinceramente....

fui tentar entrar na igreja da candelária, a famosa igreja do comício das diretas Já, 30 anos atrás, e tava fechadinha,fechadinha....tinha também duas turistas chinesas que queriam entrar. que nada, fechada....

church is closed in Brazil, consegui lhe dizer no meu parco inglês.

daí que depois fomos ao velha café LAMAS, no flamengo almoçar....mesmo com todo aquele sol estava lotadão....


do Comunique-se

Entrevista: Monica Iozzi, de repórter do ‘CQC’ a “ombudsman” do ‘BBB’

por Nathália Carvalho

Monica Iozzi começou 2014 com uma certeza: de que investiria mais na carreira de atriz. Desejo que expressa desde o ano passado, quando conversou com a reportagem do Comunique-se e ainda era integrante do 'CQC', na Band, a jovem precisou tomar decisões importantes para que as coisas se concretizassem. Mesmo sem ter novas propostas, deixou, então, a reportagem e o humor do programa em que trabalhava desde 2009. "Eu achava que neste início de ano faria apenas o filme para o qual já estava contratada", conta.

Fora da Bandeirantes, ela foi contratada pela Globo. Por ora, trabalhará como "ombudsman" do Big Brother Brasil 14. Depois do reality show, está cotada para ‘Búu’, novela de Daniel Ortiz dirigida por Jorge Fernando. Para falar sobre todas essas mudanças e a expectativa com a fase, Monica conversa com a reportagem do portal. Ela afirma que é delicioso criticar o programa apresentado por Pedro Bial, mas que considera maravilhoso ter espaço na dramaturgia da emissora.

Veja, abaixo, o bate-papo com a atriz:

Como foi a sua saída da Band?
Foi muito tranquila. Sair foi uma escolha minha. Quero voltar a trabalhar como atriz e a rotina do ‘CQC’ tornava isso impossível. Eles foram muito compreensivos, sempre mantivemos uma ótima relação. Fiquei no programa por quatro anos. Aprendi muito! Tenho orgulho do que fiz por lá.

Você já tinha proposta de ir para a Globo?
Saí da Band sem nada encaminhado. Não havia recebido convites de nenhuma outra emissora, nada. Eu achava que neste início de ano faria apenas o filme para o qual já estava contratada (‘Super Pai’, com direção de Pedro Amorim, filmagens em fevereiro). Mas, logo depois de anunciar meu desligamento da Band, propostas começaram a surgir. Fiquei surpresa e feliz.

Como será o novo desafio?
A ideia é que eu seja uma espécie de ombudsman do ‘Big Brother’, mas sem nenhuma formalidade.

Por enquanto, você atuará no ‘BBB’. Como será?
Terei uma participação semanal. Todas as terças-feiras, terei um espaço para criticar, satirizar o programa.

E após o término do reality show? Quais serão suas funções?
Fui contrata para o ‘Big Brother’ nas funções de redatora e apresentadora. Só após o final do programa é que devo começar a trabalhar na área de dramaturgia. Meu contrato de atriz com a Globo vai até dezembro de 2015.

Como você vê a oportunidade?
Estou muito feliz com tudo o que vem acontecendo. A possibilidade de poder voltar a trabalhar como atriz me deixou muito contente. Não vejo a hora! Mas por enquanto me divirto no ‘BBB’. É delicioso criticar o programa. O pessoal que está confinado é exagerado, meio tosco, engraçado mesmo. Parece uma novela mexicana permeada por provas malucas.

Como a sua experiência em TV vai ajudar nesta fase?
Fiz faculdade de Artes Cênicas, venho do teatro. São linguagens muito diferentes. O que sei de televisão hoje, devo ao ‘CQC’. Além do conhecimento da parte técnica e de produção, o trabalho como repórter do ‘CQC’ sempre me obrigou a trabalhar improvisando. Tudo isso me ajuda muito hoje. Foi essencial.

Quando conversamos em março de 2013, você comentou que gostaria de investir na carreira de atriz. Quais são as expectativas para atuar na dramaturgia da Globo?
Sim, sim. Como eu havia comentado, fiz bacharelado em Artes Cênicas na Unicamp. Minha formação é esta, mas nunca me senti engessada. Tenho várias áreas de interesse: sou atriz, já trabalhei como repórter, produtora, continuo escrevendo a minha coluna sobre política na revista Status. Mas agora sinto que tenho que voltar ao ofício de atriz. PRECISO voltar! E, além do teatro e do cinema, a Rede Globo está me dando a oportunidade de também atuar na TV. E isso não é maravilhoso? Pelo menos pra mim, sim!

Monica no BBB: veja o vídeo de estreia em http://globotv.globo.com/rede-globo/big-brother-brasil/v/assista-em-video-bem-humorado-monica-iozzi-comenta-o-bbb14/3093776/.


Mas o Cristo de serafina me recebe de braços abertos(olides)

De: mazzarino@pannet.com.br
Enviada: Segunda-feira, 27 de Janeiro de 2014 09:48
Para: olidescanton@bol.com.br
Assunto: e

Prezado Dromedário!

O Cristo, do Rio, chora tua despedida. O Cristo, de Guaporé, ri ao vê-lo
passar rumo ao pólo regional de Serafina. E dirá: “Pô, os cariocas da Zona
Sul não aguentaram estes caras de Linha 11!”

Balaustre Jr.


do Comunique-se

Polícia investiga relação de jornalista preso com atentado a promotor

A Polícia Civil de Minas Gerais divulgou em coletiva de imprensa na tarde dessa quarta-feira, 22, que encontrou indícios da participação do proprietário do site Novojornal, Marco Aurélio Flores Carone, no atentado contra o promotor de Justiça André Luís Garcia, que teve o carro incendiado em dezembro passado em Belo Horizonte.


Jornalista se definiu como vítima de ações políticas e recebeu o apoio de parlamentares mineiros

O jornalista Carone foi preso nessa segunda-feira,20, por decisão da juíza Maria Isabel Fleck, da Segunda Vara Criminal da capital mineira, acusado de usar o site para intimindar e prejudicar a imagem de autoridades políticas e da Justiça, além de fazer parte de uma quadrilha que criava promissórias falsas para cobrar indenizações milionárias.

De acordo com o delegado Guilherme da Costa Oliveira Santos, titular da Delegacia de Investigação de Falsificação, Sonegação Fiscal e Crimes contra a Administração Pública (Delegacia de Fraudes), no momento da prisão de Carone, os policiais recolheram todos os pertences do acusado e encontraram anotações de dados particulares do promotor.

Documentos impressos com endereços, celulares, placas e outros detalhes dos carros do promotor foram recolhidos e entregues à Divisão de Operações Especiais (Deoesp), que ficará responsável pela verificação dos indícios. Carone foi encaminhado ao Centro de Remanejamento do Sistema Prisional (Ceresp) da Gameleira, onde permanece preso.

Novo Jornal continua no ar
A juíza Maria Isabel Fleck determinou a retirada do site Novojornal do ar, mas o site o ainda continua disponível. Com um tarja “estamos censurados”, o veículo exibe matérias denunciando a ser alvo de "censura judicial". Para o delegado Santos, a situação não foi resolvida porque a página está hospedada em um domínio dos Estados Unidos e precisaria de uma decisão judicial norte-americana para ser o endereço ser retirado da web.


do germanorigotto.com.br

China produz quase metade do aço mundial

A China manteve seu protagonismo na produção mundial de aço, em 2013. O gigante asiático foi responsável por nada menos do que 48,5% do total produzido pelos 65 países considerados no levantamento da World Steel Association. O volume chegou a 779 milhões de toneladas, o que representou um crescimento de 7,5% sobre 2012. O Brasil ficou com a nona posição entre os maiores fabricantes, com 34,2 milhões de toneladas, e queda de 1% na produção.


OS COMPANHEIROS, COITADOS, ACABARAM EM DAVOS

por Carlos Chagas

Já estava previsto, não poderia ter sido diferente, desde que ela decidiu ir a Davos. Desembarcou de chapéu na mão, atrás de investimentos que, deixou claro, são imprescindíveis para a sobrevivência do governo do PT. Para evitar nossa imersão numa crise dos diabos, só com dinheiro estrangeiro. Outra razão não havia para Dilma expor nossas entranhas, mesmo sob o rótulo de nos constituirmos num paraíso para a aplicação de recursos externos. Dourou a pílula, enaltecendo o combate à inflação, o câmbio flutuante, as contas do governo equilibradas e o respeito aos contratos, mas na verdade garantiu mais favores, privatizações, remessas de lucros e isenções fiscais.

Como conseqüência, ouviu o inevitável: os donos da economia mundial querem mais: o fim das barreiras alfandegárias ainda existentes, reformas como a supressão dos direitos trabalhistas que restaram, abertura completa ao capital especulativo e sempre mais importações do que exportações. Numa palavra, a volta aos tempos do Brasil-colônia, do encilhamento de nossa economia e da subordinação total.

Convenhamos, não poderia ter sido diferente. Quem entra no covil dos leões não deve esperar senão servir de refeição para presas e garras afiadas.

A pergunta é sobre o porquê dessa oferta subserviente, e a resposta surge óbvia: se a presidente quer garantir a reeleição, precisará aproveitar todos os mecanismos capazes de ajudá-la. Um deles é o alinhamento aos interesses do mercado internacional, em condições de despejar aqui alguns bilhões para enfeitar o modelo que Fernando Henrique costurou, o Lula vestiu e ela continua usando. Neoliberalismo? Quase.

Contrabalançando a evidência dessa subordinação maquiada de convite para os investidores ganharem mais dinheiro às nossas custas, no seu regresso da Suiça Dilma fará uma parada em Cuba. Certamente enaltecerá os irmãos Castro, a colaboração do Brasil com o governo socialista e o envio de mais médicos cubanos ao nosso país.

Quando voltar não deixará de exaltar o sucesso do périplo internacional. Poderá ter reforçado sua candidatura ao segundo mandato, receberá loas e congratulações. Mas ficará uma dúvida que jamais será tornada pública: foi para isso que o Partido dos Trabalhadores chegou e quer permanecer no poder? Os companheiros, coitados, acabaram em Davos…

INSUFICIÊNCIA E INGRATIDÃO

Difícil de entender foi a manifestação de Gilberto Carvalho no Forum Social Temático realizado em Porto Alegre, uma espécie de reverso da medalha contraposto ao Forum de Davos. Porque o secretário-geral da presidência da República admitiu que o modelo de governar do PT dá sinais de desgaste e precisa ser substituído por um novo projeto. Reconheceu como insuficientes as conquistas de inclusão social e falou da perplexidade diante das manifestações populares de junho do ano passado. Terá sido ingratidão do povo?

Carvalho destaca-se no palácio do Planalto pela contundência de suas opiniões, mas dessa vez exagerou. Nem suas estreitas relações com o ex-presidente Lula deverão livrá-lo de uma reprimenda de Dilma.


da Carta Maior

Contra a indústria da medicina para idosos

por Léa Maria Aarão Reis, autora do livro Novos velhos - viver e envelhecer bem (Ed. Record)

A vida saudável no Brasil é cara. Há sempre um remédio a ser vendido ao idoso, que acaba hipermedicado. Prometem curar até a infelicidade.

“Dizer ‘coma de forma saudável’ em um país subdesenvolvido soa como uma piada. Significa comer frutas quatro vezes por dia, folhas, alimentos orgânicos, sem agrotóxicos. É um discurso que se deve fazer, sim, para alertar as pessoas, mas a prática é difícil. De qualquer modo, o Brasil está comendo melhor, as pessoas fazem mais exercícios e isso é parte da prevenção secundária de doenças.”

A observação é do médico Ernani Saltz, chefe do Serviço de Oncologia do Hospital Federal Cardoso Fontes do Ministério da Saúde, no Rio de Janeiro. Ele atende a um grande número de mulheres e homens idosos por força da sua especialização, que trata do câncer, hoje considerado uma moléstia “crônico-degenerativa” por conta da longevidade esticada, como ele lembra.

Saltz coordenou a Campanha Nacional de Combate ao Câncer incluída na Campanha Nacional de Combate ao Fumo e comenta também: “A vida saudável é cara; há sempre um medicamento para vender ao idoso e um laboratório oferecendo remédio para tudo. O idoso acaba hipermedicado. Ora, não existe experiência médica sobre uma pessoa que toma seis, sete remédios ao mesmo tempo; ela ainda não foi realizada e não se sabe qual o resultado da interação desses diversos medicamentos no organismo.” Ele ressalta: “A indústria farmacêutica está vendendo a ideia de que, para cada transtorno, inclusive para a infelicidade, temos um remédio. Às vezes, as pessoas estão tristes por causa de um fato muito concreto, mas a sociedade não aceita.”

Na virada do século 19 para o 20, ele lembra, a expectativa de vida no Brasil era de 35 anos. As pessoas morriam de infecções e de acidentes. Hoje, no sul e no sudeste do país essa expectativa é igual à da Bélgica. “O país passou da fase da mortalidade infantil para a da doença crônico-degenerativa.”

As linhas entre meia idade, juventude, envelhecimento e velhice começam a se apagar. Muita gente madura atua com energia e vitalidade e vive conforme suas expectativas. Já as novas gerações dão mais atenção à saúde preventiva – o que não ocorria antes. Para garantir um futuro confortável para os novos velhos de agora é importante promover campanhas e ações educativas para desconstrução de estereótipos, para a valorizar e estimular a participação deles na sociedade. Vale lembrar que, segundo relatório recente do Banco Mundial do fim de 2013, a produtividade nos mercados de trabalho pode aumentar em até 25% com a inclusão dos idosos no processo.

Da parte da sociedade é preciso reivindicar e estimular a criação de centros de convivência para os mais velhos e o aprofundamento das políticas públicas de saúde existentes, embora elas tenham dado um passo adiante no Brasil, de onze anos para cá, com as diversas ações inclusivas do governo. També é necessário resistir à indústria da doença, que despreza a preservação da saúde e cuja clientela preferencial é composta pelos idosos, mais vulneráveis à dependência da figura do médico onipotente e às drogas químicas.

O programa Farmácia Popular que distribui medicamentos de uso contínuo aos idosos é um exemplo. Outro, a inclusão obrigatória nos planos de saúde privada de determinados tratamentos necessários à grande maioria dos mais velhos - fisioterapia em geral, fisioterapia cardíaca, RPG.

Mas é necessário mais: apoiar, por exemplo, a prática dos chamados cuidados de longa duração. O estado tem obrigação, segundo a Organização Mundial de Saúde, de fornecê-los, assim como apoio social para as pessoas com alguma limitação severa. Considerado pela OMS como direito humano fundamental, esta prática tem sido formalizada em acordos internacionais. A responsabilidade dos cuidados de longa duração, serviço que já faz parte do sistema de seguridade social em países desenvolvidos, deve ser “compartilhada entre estado, família e mercado privado”, assinala a demógrafa Ana Amélia Camarano no volume ''Cuidados de longa duração para a população idosa / um novo risco social a ser assumido?'' (Ipea/2010.)

O estado deve aumentar os investimentos no desenvolvimento de programas domiciliares e comunitários eficazes, de custos mais baixos, para atender à população necessitada, é o que registra Camarano. “Qualidade de vida desperta anseio por mais qualidade de vida, por mais e melhores serviços”, acaba de lembrar a presidenta Dilma Roussef em seu discurso em Davos.

Outro aspecto de saúde pública relacionado aos idosos é apontado pelo neurologista e psiquiatra Marco Aurelio Negreiros, com vasta clientela de indivíduos de mais idade, no Rio de Janeiro. Ele chama a atenção para o fato de, às vezes, ser o próprio paciente idoso quem busca as tais “soluções mágicas” através de pílulas. O próprio paciente reforça a cultura da indústria médica da hipermedicalização.

“As substâncias que causam dependência e contidas em tranquilizantes, benzodiazepínicos e medicamentos com tarja preta, quando receitados de forma exagerada - para dizer o mínimo - são muito usadas pelos idosos. Proporcionam conforto químico, mas tornam o idoso dependente. Acalmam e aplacam a ansiedade, mas não tratam o distúrbio. Geram depressão e distúrbios da memória,” ele diz. O uso excessivo de benzodiazepínicos, típico da cultura brasileira, no entender de Negreiros, é caso de saúde pública. Eles não são mais tão usados na Europa nem nos Estados Unidos, onde o assunto vem sendo discutido cada vez mais amiúde apesar do lobby agressivo da indústria farmacêutica.

Os benzodiazepínicos têm efeitos prejudiciais cognitivos que ocorrem com frequência nos idosos e também podem piorar um quadro de demência. Em 2012, um estudo concluiu que a utilização de benzodiazepínicos por pessoas com 65 anos ou mais está associada ao aumento de aproximadamente 50% no risco de demência.

O psiquiatra americano Peter Breggin, da Universidade de Ithaca, estado de Nova Iorque, reforça: ”Atualmente, as pessoas usam estas drogas para a ansiedade, para a obesidade, para a menopausa, para tudo. Elas são as mais complicadas na hora de abandoná-las. É mais difícil deixá-las do que a sair do vício do álcool ou de opiáceos.''

No Brasil, segundo Negreiros, há até pessoas físicas vendendo essa medicação. “Certa vez, um paciente me contou,” diz ele, “que comprava benzodiazepínicos sem receita médica com alguém que os vendia em seu apartamento. Como se fosse uma boca de fumo de benzodiazepínicos.”

“A opinião corrente, infelizmente,” diz por sua vez Ernani Saltz, “é a de que os remédios e os exames são mágicos. Na medicina, o exame mais sofisticado é hoje relegado ao segundo plano: o exame físico. Poucos médicos examinam de fato o paciente. As pessoas se referem a esta prática como a dos ‘médicos de antigamente’ e isso é terrível.”

“Temos que examinar e apalpar os pacientes; mas a prática caiu em desuso. Há uma fantasia corrente de que os exames radiológicos e de laboratório vão resolver tudo – e não resolvem. Há uma falsa segurança das pessoas ao se submeter a eles. Ouvir e examinar, apalpar os pacientes e, eventualmente, encontrar alguma lesão precoce, apenas a mão experiente do médico e o seu conhecimento são capazes de descobrir.”

Houve um movimento de alegada falta de equipamentos médicos em cidades do interior do país, por parte de alguns profissionais da saúde, ano passado, quando se iniciou o programa Mais Médico que se inclui com destaque nas ações públicas da saúde favorecendo também os novos velhos brasileiros: seis mil e 600 profissionais atuando em mais de duas mil cidades do país e beneficiando 23 milhões de indivíduos. Em março próximo, 13 mil médicos atenderão a 45 milhões de pessoas – crianças, moços e idosos. São os dados apresentados pela presidenta Dilma Rousseff no seu discurso de fim de ano.

Se por um lado há situações em que há falta de equipamentos – como mamógrafos, por exemplo - por outro, em alguns locais distantes de centros urbanos, não existem técnicos nem médicos capacitados para operar as máquinas com eficiência e analisar com precisão os exames.

Os estrangeiros e os brasileiros contratados para o Mais Médicos são orientados para trabalharem na saúde da família e na medicina geral. É o que ocorre em Cuba, por exemplo, onde os estudantes se formam apesar da carência de recursos materiais. O oposto de alguns jovens médicos – nem todos eles, é claro - formados nas universidades brasileiras os quais, em seguida, com a prática vigente, acabam sendo parceiros da indústria farmacêutica no mercantilismo da saúde (principalmente da saúde dos idosos e das crianças) e no desinteresse pelo paciente.

Nos recentes resultados do exame de suficiência aplicado pelo Conselho de Medicina de São Paulo quase 60% dos formandos foram reprovados. Segundo o próprio Cremesp a deficiência se deu na “solução de eventos frequentes no cotidiano da prática médica.” Muitos desses jovens médicos demonstraram não conhecer o diagnóstico ou tratamento adequados para situações comuns e problemas de saúde tais como pneumonia, tuberculose, hipertensão e atendimento de urgência – vários deles, distúrbios que atingem com frequência os mais velhos.

E 67% dos formandos não souberam afirmar que o grau de redução da pressão arterial é o principal fator determinante na diminuição do risco cardiovascular em paciente hipertenso – geralmente pacientes mais idosos.

Atualmente, há uma procura maior por parte dos estudantes de Medicina, no país, pela especialidade da Geriatria. “Investir” no idoso, adotando expressão mercantil própria do sistema neoliberal, se torna “bom negócio”. Que seja assim desde que o negócio beneficie ricos e pobres em atendimento adequado e digno. Todos os indivíduos, ricos e pobres, desejam envelhecer ativos, com saúde e reivindicam qualidade de vida.

Como anota Saul Leblon nesta página, “a desigualdade continua obscena, mas as placas tectônicas se movem.” Isto se aplica à velhice dourada dos bairros elegantes e dos condomínios de luxo aos idosos das favelas e das comunidades dos conjuntos populares. Aos velhos pacientes do SUS e aos dos planos privados de saúde.

A professora de Psicologia Social da PUC-RJ, Teresa Creuza Negreiros, costuma descrever a nossa época como o mundo do “aperta botão e passa cartão”. Um mundo que pode ser vivido pelo idoso com maior dificuldade, como ela diz, o que não significa que a maioria deles se furte a ele: “O velho não é mais o estorvo que era no passado; não é um cidadão de segunda classe e não deseja se ver excluído.”


SINDICATO DE LOUÇAS CONFRATERNIZA COM A ÁREA DO TRABALHO

O Sindicato do Comércio Atacadista de Louças, Tintas e Ferragens de Porto Alegre deu continuidade nesta quinta-feira (23) à série de encontros que vem promovendo com autoridades do Executivo, Legislativo e Judiciário. O presidente da entidade, Leonardo Ely Schreiner, observou que a iniciativa visa o intercâmbio de informações e o aprofundamento do diálogo entre o setor público e a classe empresarial na busca de soluções comuns para os problemas que afetam a categoria. A reunião teve caráter informal e foi realizada na sede do Sindiatacadistas, em Porto Alegre. Estiveram presentes Ruth Coelho Monteiro, Secretária da Cidadania e Desenvolvimento Humano – Força Sindical de São Paulo; Maria Helena Oliveira, presidente da Comissão Tripartite Paritária do Emprego do RS (CTPE); Luis Muller, diretor de Inclusão Produtiva do Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome; Ricardo Franzoi, supervisor técnico do DIEESE RS; Rosane Maia, coordenadora do Projeto Informalidade do DIEESE e Valdir Lima, diretor do Sindicato dos Comerciários de Porto Alegre. Além do presidente Leonardo Ely Schreiner, também compareceram ao encontro integrantes da Diretoria do Sindicato.


CuIDE DO MEIO AMBIENTE!

A Prefeitura de Serafina Corrêa convida a população a proteger e recuperar o meio ambiente, usando de maneira sustentável os recursos naturais. No Projeto Serafina Mais Verde, centenas de árvores foram plantadas no município, deixando o ambiente mais verde, proporcionando qualidade do ar, arborização e proteção ao meio ambiente. A Prefeitura pede aos moradores que protejam as árvores plantadas, que amarrem as mudas se necessário e, em caso de necessidade de poda, dirijam-se ao Departamento de Meio Ambiente, na Prefeitura Municipal, ou pelo telefone: 3444 8122.

O lixo também deve ser bem embalado e só colocado nas ruas para o recolhimento nos dias em que há o serviço. Isso faz com que a cidade fique cada vez melhor, com limpeza e qualidade de vida! Cuide do meio ambiente, acondicione corretamente o lixo, não desperdice água, preserve as árvores, faça a sua parte!


Inicia mais um Circuito SESC Futebol de Areia em Serafina Corrêa

A Odisseia do Carreiro é um dos eventos esportivos mais expressivos do município de Serafina Corrêa, pois conta com programação voltada ao esporte, saúde, lazer e qualidade de vida da população. Na terça-feira, 21 de Janeiro de 2014, teve início mais um Campeonato de Futebol de Areia ? Circuito Verão SESC de Esportes.

O Sistema Fecomércio-RS/Sesc tem programado para 2014 uma intensa agenda esportiva, em dezenas de cidades gaúchas, movimentando o cenário esportivo do Rio Grande do Sul. As ações têm a finalidade de estimular a prática dos hábitos saudáveis e incentivar o bem-estar da população. Em Serafina Corrêa, o Circuito Verão SESC de Esportes ? Categoria Futebol de Areia conta com a participação de 17 equipes que disputam os jogos na quadra do Camping Carreiro, às terças e quintas-feiras, a partir das 19h30. Participe!

Promoção e Realização: - SESC/RS e Prefeitura Municipal de Serafina Corrêa: Secretaria Municipal de Indústria, Comércio e Turismo; Departamento de Esportes; e Departamento da Juventude. Apoio: Conselho Municipal de Esportes.


Alistamento Militar para o ano de 2014

O Alistamento Militar é obrigatório a todos os brasileiros do sexo masculino nascidos no ano de 1996, que completaram ou irão completar dezoito (18) anos de idade no decorrer do ano de 2014. Também válido para os cidadãos brasileiros que residem no exterior. O período regular para o Alistamento iniciou-se no primeiro dia útil de janeiro e segue até o último dia útil de junho, ou seja, até o dia 30 de junho de 2014 e deve ser realizado na Junta de Serviço Militar do município de residência do cidadão. Em Serafina Corrêa o Alistamento Militar é realizado na Junta de Serviço Militar, localizada na Rua Orestes Assoni, 370, sala 5 ? Centro, de segunda a sexta-feira, nos seguintes horários: das 08h30min às 11h30min e das 13h30min às l7h30min. Telefone: 54 - 3444 1197.

Documentação necessária para o alistamento:
· Certidão de Nascimento ou Certidão de Casamento, original ou cópia
autenticada;
· Certidão de Naturalização ou Termo de Opção (para os brasileiros
naturalizados ou por opção);
· Carteira de Identidade e CPF (para quem possui).
· Duas (2) fotografias tamanho 3x4, frontal; sem data; fundo claro;
cabeça e orelhas a descoberto; recente e sem uso; sem acessórios
(óculos, piercing, colar, brincos). O uso de camiseta regata também
não é permitido.

O processo do alistamento é gratuito. Após ter-se alistado, o cidadão receberá seu Certificado de Alistamento Militar (CAM). Nesse Certificado constará o local e a data de apresentação para Seleção Geral. Todos os jovens alistados na JSM de Serafina Corrêa - TRIBUTÁRIA desde 2013, serão submetidos a Seleção Geral, que será realizada no município no mês de outubro. Se aptos, os jovens serão designados para incorporação no ano de 2015 no quartel do 6º Batalhão de Engenharia de Combate no município de São Gabriel ? RS. Informações: O ano de nascimento é identificado como a classe do cidadão. Por exemplo, no ano de 2014 alistam-se os cidadãos nascidos em 1996, denominada Classe 1996. Classes Anteriores são todas as classes que não se alistaram no período certo. Estão fora do prazo e pagarão multa ao efetuar o alistamento. A obrigação para com o Serviço Militar, em tempo de paz, perdura até 31 de dezembro do ano em que o cidadão completar quarenta e cinco (45) anos de idade.

OBSERVAÇÕES: É muito importante estar em dia com as obrigações militares, uma vez que estas situações são solicitadas para assumir cargos no serviço público, matrículas em universidades, requisição de passaporte, emprego com carteira assinada, obtenção do título de eleitor, financiamentos, entre outros. Mais informações: 54 3444 1197.

27 de janeiro de 2014


DO RIO

ONTEM PASSEI DE CARRO PELO TUNEL MAJOR VAZ. PENA QUE MINHA MAQUINA ENGUIÇOU. O MAJOR VAZ É AQUELE QUE FOI MORTO NO ATENTADO DE TONERO EM 5 DE AGOSWTO DE 1954 ER QUE DESENCADEOU NO SUICIDIO DO PRESIDENTE VARGAS.


do rio


dei uma pernada e fui até ipanema, hoje, de manhã, sexta.

chegando fui até o bar GAROTA DE IPANEMA, aquele antigo veloso.

entrei, os garçãos estavam todos limpando....ninguém me disse nada. fiquei lá o quanto quis.

nas paredes só temas dos autores da musicia...é um bar que virou casa niquel.


do rio

na volta do jogo do Flamengo X Duque de caxias, pelo campeonato carioca( 2 x 2 ) pegamos o metro. gente na parada.....até que nem tinha tanta, muito turista estranja no jogo.


do rio

omaracanã pronto pra copa.aqui no jogo do mengo e do duque no sabado passado.


o novo Maracana!


mais maracanã!


Estação primeira da Mangueira....aos fundos, o Morro da Mangueira.


torcida chegando ao Maraca


o maraca pelos fundos


toricida do mengo indo ao jogo


bar da Tijuca


minha neta escreve no computador....


bares da Tijuca....na zona norte...do rio.


do rio

COPACANANA ME ENGANA!!!



EU SEI, É O NOME DE UM FILME....

ESTÁ TERMINANDO MINHA TEMPORADA CARIOCA....
DEPOIS DAQUI SIGO PRO RIO CARREIRO, LÁ SERÁ BEMMAIS PRAZEROSO.

O RIO É MUITO CHEIO DE FUTILIDADES, TEM MUITA COISA BOA PRA FAZER E ISTO ME CANSA. O RIO CARREIRO SÓ TEM QUE LEVANTAR O COPO PRA TOMAR A CEVA E VER O POR DO SOL. DEPOIS QUE ME APOSENTEI, ATÉ PEGAR ONDA DO MAR ME DÁ PREGUIÇA.

ALIAS, COMO O RIO É CHEIO DE CARIOQUISES....TENHO DESPREZO POR ELAS. OS CARIOCAS SÃO MUITO BABÕES, FALAM PRO TUDO, DISCUTIEM TUDO, ATE´O LOCAL PRA MONTAR A BARRACA NA PRAIA É TUDO PARLAMENTADO ENTRE ELES. HAJA SACO....

FUI-ME TERÇA VOLTO PRA MINHA QUERIDA PORTO...E DEPOIS SERAFINA!

VOLTAREI PRO RIO NO INVERNO, DIZ MINHA FILHA QUE DE ABRIL A OUTUBRO É A MELHOR TEMPROADA. E SEGUNDO MEU GENRO QUANDO FAZ 20 GRAUS ELES COLOCAM CASACO DE PELE, TOMAM FONDUE PORQUE AKI ISTO É INVERNO. CHEGA DE FUTILIDADES, A´TE O FUTEBOL CARIOCA ANDA FUINHA.


memoria da imprensa

BRIZOLA X RADIO!

sempre que caminho ai em frente do pre´dio onde morou o Brizola aki na av. Atlantica, me lembro de um fato que o falecido Amir Domingues, da rádio Guaíba, me contou.

uma manha no programa agora, se não me engano, eles ligaram pro brizola no rio. ele era goverrnador.brizola tinha que ir ao palácio porque o esperavam. amir disse:
- governador, só cinco minutos pro rio grande!
brizola não resisitia quando era pra falar pro sul e pela guaíba, a rádio que ele tomara na mão grande do Breno durante a legalidade(depois pagou pelo espaço,em todos os casos)

amir me contou que ele não falou 5 minutos, falou uma hora e meia direto. não deixava nem que amir fizesse perguntas.
diante de tanta eloquencia, amir chegou a sair do estúdio e ir fumar um cigarinho na sacada do prédio da vleha caldas. quando voltou brizola continuava sua prédica no rádio.
e isto que ele havia dito que tinha apenaws 5 minutos porque o estavam esperando urgente no palácio. o velho caudilho não podia ver um microfone, que saia a falar. e brizola era dorádio. não da teve. por isto que ele pe3rdeu a eleição em 89 pro lula que eramais digamos atualizado que o ex-governador.


do Comunique-se

Colunista diz que “homossexualismo” é “doença que sempre existiu”

"Minha coluna de ontem 'deu pano para manga' no Brasil inteiro". É assim que se posiciona o colunista Adroaldo Streck sobre texto de sua autoria que diz que o "homossexualismo" é "uma doença que sempre existiu, desde que o mundo é mundo". Publicada na quinta-feira, 23, no jornal O Sul, de Porto Alegre, a opinião criticava à TV Globo por trazer personagens gays para a teledramaturgia.

Jornalista publica colunas de de terça a domingo no jornal O Sul (Imagem: Reprodução)De acordo com Streck, a emissora termina a novela 'Amor à Vida' com "a maior quilometragem de homossexuais por metro quadrado". "Repito: não tenho nada contra o homossexualismo. Uma doença que sempre existiu, desde que o mundo é mundo. O que não me parece pertinente é a maneira como uma poderosa rede de TV insiste no tema".

Desde maio de 1990, a Organização Mundial de Saúde (OMS) tirou o "homossexualismo" da lista internacional de doença. No Brasil, por meio do Conselho Federal de Psicologia, a orientação sexual deixou de ser vista como patologia ainda em 1985.

A coluna divulgada pelo O Sul causou indignação em veículos e associações ligadas ao movimento LGBT. Por meio de sua página no Facebook, o 'Programa Gay - Ipanema 94,9' repudiou o texto de Streck e considerou a veiculação como "desinformação". "O preconceito reacionário do colunista nem nos comove mais - o que nos tira do sério é um jornal dar espaço para um colunista que escreve tamanho absurdo".

O site da revista A Capa noticiou o caso e lembrou que o colunista é, também, advogado e político gaúcho, tendo ocupado o cargo de Deputado Federal pelo Rio Grande do Sul de 2003 a 2007 pelo PSDB.

Com denúncia formalizada, representantes do Movimento LGBT e dos Direitos Humanos, como o Grupo Somos - Comunicação, Saúde e Sexualidade, solicitaram retratação, além do direito de resposta.

O Comunique-se tentou contato com a direção do jornal O Sul, mas ainda não obteve retorno.

Veja, abaixo, imagem da coluna publicada por Streck no Jornal O Sul em 23 de janeiro de 2014:


Foto da coluna publicada por Streck nesta semana (Imagem: Reprodução/A Capa)

Nesta sexta-feira, 24, o jornalista voltou a falar sobre o assunto. Veja a íntegra:

Minha coluna de ontem "deu pano para manga" no Brasil inteiro. Algumas reclamações que ouvi são de pessoas que não leram o texto. O que está escrito na coluna é que ninguém pode ser tão poderoso usando um veículo contundente de formação da opinião pública propagandeando procedimentos que existem desde que o mundo é mundo, como absolutamente normais. Ou seja, e repito, não tenho nada contra o homossexualismo. O que não me parece oportuno é a forma como uma grande rede de TV trata do assunto.

Confira o texto das entidades com pedido de retratação

CARTA ABERTA E NOTA DE REPÚDIO A ADROALDO STRECK E AO JORNAL O SUL

Em sua coluna de hoje, quinta-feira, 23 de janeiro de 2014, no jornal O Sul, de Porto Alegre, o jornalista Adroaldo Streck escreve:

“A Rede Globo de Televisão está terminando uma novela com a maior quilometragem de homossexuais por metro quadrado. Repito: não tenho nada contra o homossexualismo. Uma doença que sempre existiu, desde que o mundo é mundo. O que não me parece pertinente é a maneira como uma poderosa rede de TV insiste no tema. Estão querendo ‘homossexualizar’ o País na marra?”

As palavras emitidas por Streck configuram um claro discurso de ódio, preconceito e discriminação. Além de reacionária, a formulação de seu pensamento se baseia em desinformação ao relacionar a homossexualidade à doença. Para informação do colunista, faz mais de 20 anos que a Organização Mundial da Saúde (OMS) retirou a homossexualidade da lista de doenças, reconhecendo-a como uma das inúmeras possibilidades de manifestação da sexualidade humana. Portanto, a designação correta para o termo é homossexualidade, à medida que o sufixo ismo designa doença.

Mesmo que ainda de forma tímida, a mídia vem oportunizando e dando visibilidade, ao poucos, a outras formas de vivência da sexualidade que diferem do padrão heteronormativo, ou seja, daquele que compreende a heterossexualidade como norma e padrão para a sexualidade. Além disto, a visibilidade de forma positiva e retratando a diversidade da sexualidade através de personagens em espaços como novelas de grande acesso popular, é um potente meio de redução de estigma e preconceitos, pois oportuniza que pessoas gays, lésbicas, bissexuais, travestis e transexuais se reconheçam e possam se constituir também através de outros referenciais. Acreditamos que a novela mencionada por Streck tem cumprido um papel de grande valor social, ao contrário da utilização feita pelo colunista no jornal O Sul, em que ocupa o espaço para desvalorizar cidadãos e cidadãs e imprimir ódio e preconceito, baseados em desinformação, ignorância e má-fé.

Cabe aos Governos se dedicarem à formulação e à implementação de Políticas Públicas que diminuam o preconceito e à discriminação contra pessoas LGBT e não fazer controle e censura baseados em um posicionamento fundamentalista e moralizante.

Desta forma, a partir de denúncia formalizada pelo Programa Gay - Ipanema 94.9, os grupos Somos - Comunicação, Saúde e Sexualidade, G8-Generalizando e Igualdade-RS, representando as vozes e as forças do Movimento LGBT e dos Direitos Humanos, repudiam a postura do jornalista Adroaldo Streck e do Jornal O Sul, bem como solicitam retratação do colunista e do veículo e direito de resposta, por ser papel de todos e todas que lutam contra quaisquer formas de preconceito e que acreditam na possibilidade de uma sociedade mais igualitária e plural.


Diretas Já

De: letier12@hotmail.com
Enviada: Sexta-feira, 24 de Janeiro de 2014 12:35
Para: olidescanton@bol.com.br,henriquecella@hotmail.com
Assunto: Diretas Já

Maior movimento popular da história do Brasil, Diretas Já completa 30 anos

Campanha que levou milhões às ruas do País em 1984 é marco da democracia. "O povo deixou de ser objeto"

Politizado, pacífico, objetivo e marcado por uma febre de rebeldia e civismo que contagiou todas as classes, a campanha pelas Diretas Já completa 30 anos como o maior e mais consequente movimento de massas do Brasil.

"Jamais passou pela cabeça do Dante que a emenda se transformaria num fantástico movimento de massas", revela a ex-deputada Thelma de Oliveira, viúva do deputado federal Dante de Oliveira, autor da Proposta de Emenda Constitucional (PEC) de 2 de março de 1983 que estabelecia eleições diretas para presidente e seria o estopim do movimento.

Segundo ela, a presença de lideranças, a pauta objetiva e o caráter pacifista (não há registro de que uma lixeira sequer tenha sido virada) despertaram a forte participação popular. "A emenda representou o desejo de mudanças. O objetivo era trocar a ditadura, o inimigo comum, por um presidente eleito”, lembra Thelma, com uma pitada de saudosismo: “É preciso resgatar o espírito da campanha das Diretas.”

"O povo deixou de ser objeto para se tornar sujeito da história e, se não conquistou a democracia direta que poderia ter vindo, pela primeira vez autorizou a elite política a recorrer ao Colégio Eleitoral para promover as mudanças", disse ao iG o ex-deputado Domingos Leonelli, coautor, ao lado de Dante de Oliveira, do livro "Diretas Já: 15 meses que abalaram a ditadura".

A campanha propriamente dita só passaria a valer e pegaria fogo a partir de 25 de janeiro de 1984, no célebre comício da Praça da Sé, em São Paulo, onde 300 mil pessoas ilharam o heterogêneo palanque e tiraram da zona do medo uma oposição que, traumatizada pela violência de 20 anos de arbítrio, ainda resistia em ousar.

Ao fixar os olhos na multidão, Carlos Castelo Branco, um dos mais importantes analistas políticos da época, profetizou: "Pode mudar a história, desde que seja o ponto de partida para outros iguais."

Castelinho sabia do que falava: o governo, sob o comando do general João Batista Figueiredo, tinha o domínio da máquina e das armas, a linha dura militar conspirava ameaçadoramente para perpetuá-lo, o povo ainda andava "falando de lado e olhando pro chão" e o medo assustava inclusive os 16 governadores que a oposição, empanturrada de votos, elegera dois anos antes, na mais importante concessão da abertura política.

25 anos: Constituição se adapta a mudanças sem perder conquistas sociais

Relembre os principais legados dos presidentes da era democrática

Eleger o presidente da República, depois do mais longo ciclo de militarismo republicano, era um sonho distante. Qualquer mudança não seria fácil em um país sem tradições de rupturas.

Marco dos acontecimentos cívicos que se proliferariam nos quatro meses seguintes, o comício da Sé levaria o povo às ruas por uma única causa e, de quebra, uniria, em uma imagem rara, uma esquerda historicamente dividida.

O retrovisor da história mostra uma foto estranha aos brasileiros de 30 anos: o sociólogo Fernando Henrique Cardoso e o líder metalúrgico Luiz Inácio Lula da Silva, de mãos dadas e punhos erguidos, gritando pela mesma causa. Futuros tucanos e novos petistas eram os parceiros mais íntimos no cenário político da época.

A escalada dos comícios

As manifestações iniciaram com a reunião de cem pessoas em Abreu e Lima, região metropolitana do Recife, organizado por vereadores do PMDB no dia 31 de março de 1973, uma provocação ao golpe. Depois, em 27 de novembro, no primeiro ato organizado, não mais que 15 mil pessoas se concentrariam na Praça Charles Müller, em São Paulo. O ânimo ainda estava baixo.

A partir do comício da Sé, a campanha se agigantaria, levando outras 300 mil pessoas à Praça Afonso Pena, em Belo Horizonte, 250 mil (um quarto da população) em Goiânia, um milhão à Candelária, no Rio, em 10 de abril, e, no encerramento, seis dias depois, 1,5 milhão no Anhangabaú, em São Paulo.

A expectativa dos brasileiros (130 milhões pelo senso da época) era pela aprovação da emenda apresentada pelo jovem deputado Dante de Oliveira, egresso dos quadros do MR-8. A poucos instantes do encerramento do jogo, no entanto, o regime apelou. Medidas de emergência editadas às vésperas da votação, que se deu em 25 de abril, espalharam tropas pelas ruas de Brasília, os veículos de comunicação foram censurados e a Câmara, com uma maioria subserviente aos militares, acabou capitulando. Faltaram míseros 22 votos para concluir a revolução pacífica que promoveria a ruptura pela via democrática.

Organizado nas pranchetas dos generais, o placar seria definido pelo grande número de deputados situacionistas que, embora presentes na Câmara, usaram a estratégia de se ausentar do plenário – como fizeram o próprio candidato do regime no futuro Colégio Eleitoral, Paulo Maluf, e o ministro das Minas e Energia, Edison Lobão.

Se o povo nas ruas não derrubou imediatamente a ditadura, pelo menos apressou seu fim. Ao eleger um presidente civil no mesmo Colégio Eleitoral que "aclamava" os generais, forçou a convocação da Constituinte e, sete anos depois, estaria de pé e firme para exigir o primeiro impeachment de um presidente democraticamente eleito, derrubado em uma época em que a ética na política tinha forte apelo político e popular.

A campanha das Diretas sepultou o Colégio Eleitoral, afastou os militares da política e, depois das ruins experiências de José Sarney e Fernando Collor, abriu caminho para a esquerda, em duas linhagens de DNA muito semelhantes, chegar ao poder e nele permanecer em igual período ao regime de 1964. Mas pelo voto direto.

O papel da imprensa

A mesma imprensa que três décadas antes se deixara envolver em conspirações antidemocráticas – como os movimentos que deram no suicídio do presidente Getúlio Vargas, na deposição João Goulart e no apoio ao golpe civil-militar de 1964 – aproveitaria a campanha das diretas para se redimir.

O primeiro veículo a encampar a Emenda Dante de Oliveira foi a Folha de S. Paulo, seguida por duas emissoras de televisão, a Bandeirantes e a extinta Manchete.

A dimensão do Comício da Sé e a percepção de que a população apoiava incondicionalmente a eleição direta e o fim do regime levariam, de roldão, os demais veículos, e até mesmo a recalcitrante Rede Globo, que até então acompanhava o movimento, mas não noticiava.

O comício uniu os 16 governadores de oposição, artistas e intelectuais – boa parte deles do elenco da Globo – numa época em que internet e redes sociais eram meros exercícios de ficção. A Globo o incluiu discretamente entre os atos de comemoração dos 430 anos de São Paulo, mas depois, forçada pelas vaias e pelo instinto de sobrevivência, se rendeu.

"A convocação era feita por panfletos", lembra o jornalista Ricardo Kotscho, que trabalhava na Folha de S. Paulo e teve a ideia de sugerir ao comando da redação que o jornal se envolvesse na campanha.

"A Folha foi o único veículo que se engajou. O jornal publicava até o roteiro dos comícios. Os outros noticiaram quando não dava mais para segurar", diz Kotscho, que trabalhou sem folgas nos quatro meses mais intensos da campanha.


DE SÃO BORJA


calor infernal!

De: escritor.israellopes@bol.com.br
Enviada: Sexta-feira, 24 de Janeiro de 2014 07:59
Para: olidescanton@bol.com.br
Assunto: Re: 28 GRAUS DE MADRUGADA

AMIGO OLIDES

EU ME LEVANTEI ÀS 5H40MIN E ESTAVA EM 28 GRAUS. NÓS TEMOS AR CONDICIONADO. CASO CONTRÁRIO, NAO DÁ PARA DORMIR.TEM FEITO TODOS OS DIAS UMA BASE DE 42 GRAUS. É SUAR O TOPETE.

ABRAÇOS
ISRael


de são borja

pra ver que eu não invento nada!

De: letier12@hotmail.com
Enviada: Sexta-feira, 24 de Janeiro de 2014 10:22
Para: olidescanton@bol.com.br
Assunto: RE:

Hoje tem mais uma sessão de piscina e china no frente fria


MAIOR DESAFIO É A DEMOCRACIA
NO LOCAL DE TRABALHO

O grande desafio hoje é a conquista da democracia no local de trabalho, elevando o trabalhador à condição de cidadão pleno, passando a ter participação direta no processo de gestão das empresas. A análise foi feita hoje (23) pelo ex-deputado federal gaúcho Vivaldo Barbosa no debate promovido pela Confederação Nacional das Profissões Liberais – CNPL, na Usina do Gasômetro, durante a programação do Fórum Social Mundial Temático, que focou o tema Democracia e o Acesso aos Movimentos Sociais.

Segundo o ex-parlamentar, esta efetiva participação nas decisões do ambiente laboral é inerente ao próprio conceito de democracia, pois esta deve ocorrer em todas as instâncias.

Também comentou a importância de se equacionar a incorporação às políticas de estado e de governo das demandas da sociedade, como por exemplo as apresentadas pelos participantes legítimos das manifestações de rua ocorridas no ano passado no Brasil.

Igualmente, preconizou que o poder econômico tem que ser enfrentado – inclusive no financiamento privado nas eleições e considerou questionável o direito dos proprietários de shopping centers de impedir o acesso dos “rolezinhos” com base no direito de propriedade.

Já o ex-governador Alceu Collares, que foi o segundo palestrante do evento, afirmou que vive-se hoje, em escala mundial, o que definiu como um momento muito perigoso, caracterizado como um fim de ciclo, em que todas as instituições estão sendo abaladas - até o Vaticano, salientou.

Destacou que a atual crise é pior que a de 1929 porque ela é globalizada, provocada pelo capital financeiro especulativo internacional. E as rebeliões e protestos que ocorrem em diversos países – inclusive nos Estados Unidos – são um sintoma evidente de tal descompasso que penaliza principalmente os jovens que são as maiores vítimas do desemprego até mesmo em economias do Primeiro Mundo, como a Espanha, entre outros.

Apontou como única saída viável o engajamento de toda a sociedade nos partidos políticos para que seja viabilizado o atendimento dos direitos da maioria da população.


Verão Saúde 2014!

No domingo, 19 de Janeiro de 2014, a Secretaria Municipal de Saúde, através da equipe da Vigilância em Saúde de Serafina Corrêa, esteve participando da primeira edição do Encontro de Som e Carros Rebaixados promovido pela Prefeitura Municipal, Secretaria de Indústria, Comércio e Turismo. Na oportunidade, a equipe da Vigilância em Saúde fez a distribuição de centenas de folders e adesivos da Campanha Verão Saúde, orientando os participantes e visitantes sobre o uso do protetor solar, de bonés e chapéus, evitando a exposição ao sol, especialmente das 10h às 16h. Cerca de 3 mil pessoas circularam pelo Camping Carreiro durante o dia quente de sol, sendo que a equipe da Vigilância em Saúde do município atingiu as metas previstas, prevenindo o câncer de pele com muita informação.

O sol é importante para a saúde, mas é preciso ter cuidado com o excesso. Algumas dicas importantes: Use sempre proteção adequada, como boné ou chapéu de abas largas, óculos escuros e filtro solar com fator mínimo de proteção 15. O protetor solar deve ser reaplicado a cada duas horas, durante a exposição solar. Evite exposição ao sol nas horas mais quentes do dia. A Vigilância em Saúde de Serafina Corrêa recomenda: Não importa a sua praia, das 10 às 16 horas, salve a sua pele! Verão Saúde 2014!


SEM PULO - TÚNEL DO TEMPO - 25.01.2014


MOVIMENTOS LANÇAM NO RS PLEBISCITO POPULAR PELA CONSTITUINTE EXCLUSIVA


Plenária do Plebiscito aprova também o Calendário de Organização da campanha no estado:

- Dia 25/01: I Curso sobre o Plebiscito em Caxias do Sul

- Dia 30/01: Plenária do Comitê Estadual (18h30, no Memorial do RS)

- Dia 15/03: I Curso de Formação de Formadores - Porto Alegre

- Fevereiro e Março: organização dos Cursos de Formação de Formadores no interior e organização dos Comitês locais e municipais

- Abril e Maio: organização dos Cursos Massivos sobre o Plebiscito

- Junho e Agosto: multiplicação e estruturação dos comitês locais do Plebiscito

- 1º a 7 de Setembro: Coleta de votos do Plebiscito Popular

http://www.jb.com.br/pais/noticias/2014/01/25/movimentos-querem-plebiscito-sobre-constituinte-pela-reforma-politica/

 

24 de janeiro de 2014


DO RIO DE JANEIRO,POR OLIDES CANTON

Brizola é ESQUECIDO

no estado onde foi 2 vezes governador!

não vi uma homenagem pública - pelo menos o OGLOBO de hoje não deu uma linha - do pDT a Leonel de Moura Brizola na quarta, dia 22.01.2014, dia que completaria 92 anos.

aqui no RJ terra em que foi 2 x governador do estado.

carlos lupi, presidente do pdt nacional, foi a porto alegre inaugurar um busto de brizola na frente da praça da matriz.

brizola depois de 10 anos de morto está ficando restrito ao povo gaúcho. vai ver que o caudilho sabia que isto iria acontecer e por isto pediu pra ser enterrado em São Borja.

Em são borja(RS) onde Brizola está sepultado no jazigo da familia Goulart - por causa de sua ex-exposa - houve sessão solene na camara devereadores e após um ato público na Praça XV de Novembro, onde há um busto do caudilho e ex-governador gaúcho.

Brizola nasceu em Cruzinha(RS),então distrito de Carazinho em 22.01.1922. Sua ex-esposa, dona Neusa Goulart nasceu em SBorja no dia 22.01.1921.


sem entrevistas

A ex-companheira de Leonel Brizola,Marilia Guilhermina Martins Pinheiro não dá entrevistas.


de são borja


recebo do sempre atento letier Vivian este registro da homenagem pelos 92 anos de Leonel Brizola.

De: letier12@hotmail.com
Enviada: Quinta-feira, 23 de Janeiro de 2014 11:24
Para: olidescanton@bol.com.br
Assunto: RE:

No Rio houve uma missa em homenagem a ele.
Segue abaixo o Link da notícia.

http://www.pdt.org.br/index.php/noticias/no-rio-missa-na-igreja-de-s-benedito-dos-homens-pretos-lembra-os-92-anos

memoria das praias

ZEAGA PEGA NO PÉ DO SESSIM


GOZAÇÃO COM BURACO NA RUA PRA CIMA DO PREFEITO

AINDA NO COMECINHO DOS ANOS 80, ZEAGA COMEÇOU A PEGAR NOS PÉS DO SESSIM, PREFA DE ENTÃO. ERA O CHEFÃO DA SUCURSAL O CAKOLECZA QUE COMEÇOU A NOTAR OBRAS FARAONICAS NA CAPITAL DAS PRAIAS GAUCHAS.

DAI A PEGAR NO PÉ DO HOMI, FOI UM TAPA!

SESSIM DEPOIS TEVE TODOS AQUELES PROBLEMAS A QUE GENTE SABE, TEVE PRESO E NÃO SEI O QUE MAIS. MAS QUE FOI UM PREFEITO ARROJADO PRO TEMPO DELE. FOI

LEVOU PRA SEU ASSESSOR DE IMPRENSA O DONO DA RÁDIO LIBERDADE E AI TINHA ENTRADA NA IMPRENSA DA CAPITAL.

MUITOS COLEGUINHAS SE DIVERTIAM FAZENDO O SESSIM DE ' BOCÓ' MAS ELE NÃO ERA BOCO, COISA NENHUMA. ATÉ A ALDA SOUZA -FALECIDA - UMA VEZ INVENTOU UM TREM LIGANDO PORTO ALEGRE A TRAMANDAI. MAS ISTO NÃO FOI COM O SESSIM, FOI COM UM INTERVENTOR. OUTRO DIA CONTO ISTO...

O SESSINZÃO MARCOU O GOVERNO DO SESSIM EM TRAMANDAÍ. MAS QUE ELE AGITOU,AGITOU.E O CARLOS NOBRE TAMBÉM TAVA POR TRÁS DESTAS GOZAÇÕES TODAS. FAZIAM TUDO COMBINADINHO!


SESSINZÃO CHAMOU A ATENÇÃO DA IMPRENSA


PAU E PAU NO SESSIM!


Mulheres sempre enfeitaram a cobertura de praias na zeagá.


seo dario kras Borges, o ' radialista' da beira da praia de tramanday beach....


seo Mauricio Sobrinho e Fernando Ernesto Correa comparecem a posse militar no III Exército!


mAIS UMA ' BELA DA PRAIA' DA ZEAGA.....


bUM BUM PRA DELICIA DOS LEITORES....TODOS IAM A TRAMANDAI BEACH VENDO ESTAS FOTOS....PUBLICADAS GERALMENTE DURANTE A SEMANA....


a quebra do correio do povo

O ex-governador amaral de Souza reage a nota de Breno Caldas que o chamou de ' palmo e meio' publicando uma nota na capa da Zero no dia seguinte a nota do Correio...começou ai a execução e o fim do Correio do Povo.

esta nota que somente saiu na zero é um desfecho importante do assunto.

não a tinha visto, nem está citada no livro do Valter Galvani. a encontrei na zero por acaso....

o banrisul diz nela porque executou a caldas Jr....


ERA COSTUME ASSINAR A COBERTURA DAS PRAIAS NA ZH....


CARLOS NOBRE FEZ UMA CAMPANHA PRA QUE TIVESSE MICTÓRIOS PÚBLICOS EM TRAMANDAÍ.NO DIA EM QUE FORAM ANUNCIADOS ELE ' COMEMOROU' MIJANDO NUM POSTE....

O NOBRE SE PRESTAVA....PRA GOZAR TRAMANDAÍ. VIVIA NA TABERNA DO WILLY, ONDE COSTUMAVA CHEGAR LÁ PELAS ONZE DEPOIS DE ENTREGAR SUA COLUNA NA REDAÇÃO,SEMPRE COM UM GRAMPO PRA SER ENVIADA A PORTO ALEGRE.

DIZEM QUE ELE NUNCA FOI VISTO NA BEIRA DA PRAIA....IA A TRAMANDAÍ PRA DESCANSAR, TOMAR OS TRAGOS DELE E CURTIR UMAS QUE OTRAS...


QUANDO A ZH NÃO CHAMAVA A DITADURA DE ' ANOS DE CHUMBO'. ENCONTRO DE MAURICIO SOBRINHO COM O PRESIDENTE JOÃO FIGUEIREDO, NUMA DAS VINDAS DO ULTIMO PRESIDENTE DA EPOCA DA DITADURA A PORTO ALEGRE...


Especial: a atualidade do pensamento de Lênin

Em 21 de janeiro de 2014, completaram-se 90 anos da morte de Vladimir Ilitch Ulianov, ou Lênin, como é conhecido. "A análise concreta da situação concreta é a alma viva, a essência do marxismo". Essa advertência, que reaparece mais de uma vez feita pelo intelectual Luciano Gruppi, parece-nos caracterizar o modo pelo qual Lênin se situa diante do marxismo. Leia mais em http://grabois.org.br/portal/revista.php?id_sessao=9&id_publicacao=220.


do mironneto.com

Recolhimento de lixo é, de novo, alvo de reclamações

Crescem nas redes sociais as reclamações sobre o serviço de recolhimento de lixo, especialmente nos bairros Planalto e Piratini, onde o intervalo chega a ser de uma semana. O assunto não é novo, mas desde que a Prefeitura anunciou que faria a terceirização do recolhimento, a qualidade do serviço baixou drasticamente. Não por desleixo dos funcionários, mas por falta de equipamentos adequados. Nem a locação de um caminhão novo da empresa Geral foi suficiente para regularizar a coleta.
O recolhimento de lixo é, hoje, disparada a maior dificuldade que enfrenta a atual administração na prestação de serviços.


Projetos permitem identificação de vias pelo nome popular

Foto: Ederson Nunes

Vereador Guilherme Socias Villela

por Carlos Scomazzon

Está em tramitação, na Câmara Municipal de Porto Alegre, dois projetos do vereador Guilherme Socias Villela (PP) que propõem que os logradouros públicos de Porto Alegre possam ser identificados, nas placas indicativas, tanto pela sua denominação oficial (legal) quanto pelo seu nome mais comumente referido pela população.

O primeiro Projeto de Lei Complementar proposto por Villela altera a Lei Complementar nº 320, de 2 de maio de 2004, propondo que as placas indicativas de logradouros que tenham recebido nova denominação possam conter, abaixo dessa indicação, uma menção ao nome consagrado pelo uso. A proposta, desta forma, permite que as ruas sejam reconhecidas tanto pela nova nomenclatura como pela antiga.

No outro Projeto de Lei Complementar apresentado por Guilherme Socias Villela, ele abre a possibilidade da mesma iniciativa ser tomada em relação às placas indicativas de logradouros já denominados. A proposta altera a Lei nº 10.165, de 23 de janeiro de 2007, facultando ao Executivo Municipal a decisão de sinalizar essas placas de logradouros já denominados, por meios legais ou de costume, com nomes consagrados pelo uso.

"Em que pese sugestões meritórias quanto a possíveis homenageados em logradouros já denominados, convém ressaltar que alguns nomes encontram-se consagrados pelo uso em meio à comunidade porto-alegrense. É o caso da Rua dos Andradas, que ainda é referida por sua antiga denominação Rua da Praia, assim como a Praça Marechal Deodoro, a qual ainda é citada como Praça da Matriz.", ressalta Villela.

Com exemplos de logradouros denominados por lei, Villela menciona: a Avenida Neusa Goulart Brizola (Lei nº 7.385/93), conhecida como Neusa Brizola; a Avenida Wenceslau Escobar (Lei nº 654/51), referida como a Wenceslau; Avenida Tenente Coronel Aparício Gonçalves Borges (Lei nº 1.848/1958), conhecida como Coronel Aparício Borges; Avenida Benjamin Constant Botelho de Magalhães (Lei nº 3.553/71), popularmente referida como Benjamin Constant; Rua Doutor Oscar Muniz Bittencourt (Decreto nº 51/1939), a Oscar Bittencourt; e Avenida Joaquim Pedro Salgado Filho, mais conhecida como Avenida Senador Salgado Filho (Lei nº 641/51).

E como exemplo de logradouros denominados pelo costume, o vereador cita mais alguns nomes já consagrados pela população: a Rua Coronel Bordini, popularmente chamada de Bordini, a qual rende homenagem ao Coronel João Carlos Augusto Bordini; a Rua Hilário Ribeiro de Andrade e Silva, conhecida como Hilário Ribeiro; Ruas Dona Laura e Mostardeiro, as quais rendem homenagem, respectivamente, a Laura Mostardeiro e Antônio José Gonçalvez Mostardeiro; Rua José Montaury, que homenageia o Doutor José Montaury de Aguiar Leitão; Avenida Ganzo, que homenageia a Juan Ganzo Fernandez; Rua Casemiro de Abreu, que presta homenagem a Casemiro José Marques de Abreu; e a Rua Felicíssimo de Azevedo, cujo homenageado é o porto-alegrense Felicíssimo Manoel de Azevedo.


dos leitores


( e ambos pobres, pra não esquecer.hehehhe Olides)

De: mazzarino@pannet.com.br
Enviada: Quinta-feira, 23 de Janeiro de 2014 10:08
Para: olidescanton@bol.com.br
Assunto: rj

Dromedário!

Feliz é o prefeito Eduardo Paes.

Só recebe visitas ilustres. Um argentino papa e um serafinense santo. Como dizem os cariocas: "Tudo sangue bom!"

Balaustre Júnior


Obrigado por agir para ajudar a Síria

De: valdir.d@hotmail.com
Enviada: Quarta-feira, 22 de Janeiro de 2014 17:04
Para: mafacruz4@hotmail.com
Assunto: Obrigado por agir para ajud...

Vamos aderir?
Abs,
Valdir

Cara comunidade da Avaaz,

Nasci em Homs, na Síria -- uma cidade sitiada, onde crianças e bebês são torturados e vêem bombas caírem sobre suas cabeças. É o inferno na terra e um lugar difícil de se ter esperança. No entanto, agora vejo uma chance para mudar isso, e escrevo este email para pedir a ajuda urgente de todos vocês.

Em 24 horas, pela primeira vez na história, grandes potências por trás desta guerra vão se reunir para negociar a paz. Eles dizem que querem atender as demandas do povo sírio e mostrar aos cidadãos de seus próprios países que estão fazendo alguma coisa. Faremos com que nossas vozes sejam ouvidas: vamos realizar uma pesquisa de opinião com cidadãos sírios, transmitir online seu apelo e apresentar as exigências da população diretamente para os países na mesa de negociação. E, além disso, vamos juntar um milhão de vozes para apoiar um pedido de cessar-fogo.

Foi preciso três anos de derramamento de sangue para que essa conferência pudesse acontecer, e agora temos pouco tempo para sermos ouvidos. Se unirmos nossas vozes, fizermos um apelo global pelo cessar-fogo, e comparecermos em massa na conferência – por meio de nossas assinaturas e do vídeo com as vítimas –, poderemos dar um fim a esta carnificina. Quanto mais de nós nos unirmos, mais atenção chamaremos, e maior pressão colocaremos sobre os envolvidos no processo de paz. Clique aqui e junte-se ao pedido de cessar-fogo na Síria agora:

http://www.avaaz.org/po/syria_ray_of_hope_loc/?tfBoIeb

Por muito tempo, o mundo inteiro não fez nada enquanto crianças eram mortas, milhares de pessoas desapareciam, cidades inteiras eram bombardeadas até virarem apenas escombros e dez milhões de refugiados deixavam suas casas (o equivalente a toda a população da Grécia!). Agora, finalmente, os envolvidos nesta guerra vão se reunir para negociar a paz, mas, se não mostrarmos a necessidade de mais humanidade, eles vão se enfurnar em disputas geo-políticas e não tomarão medidas reais para acabar com este terror.

Vamos ser honestos: essa é uma guerra contra civis. O regime de Assad não apenas usou armas químicas em grandes comunidades, como também ocupou regiões inteiras do país, como a em que eu nasci, bombardeando-as diariamente e impedindo a entrada de alimentos. Várias famílias na minha cidade natal estão morrendo de fome, enquanto grandes potências da região, o Irã e a Arábia Saudita, enviam armas e dinheiro para os combatentes de ambos os lados. Estes países transformaram uma revolução popular e pacífica em um pesadelo, uma guerra por procuração alimentada por radicais. Meu antigo lar agora é um campo de batalha, e meus vizinhos e amigos são as vítimas.

Para mim, é difícil engolir uma negociação com um regime criminoso, mas se não apoiarmos o diálogo para conseguirmos um acordo de cessar-fogo, a guerra pode durar décadas. Essa conferência é a única esperança que temos, e, com a pressão certa, há uma chance de diminuir a tragédia. Precisamos começar a construir a paz urgentemente -- clique aqui para apoiar o cessar-fogo agora:

http://www.avaaz.org/po/syria_ray_of_hope_loc/?tfBoIeb

Eu me juntei à equipe da Avaaz há mais de um ano, quando a comunidade fez uma campanha de arrecadação de recursos e comprou equipamentos para ativistas sírios se comunicarem. Ainda me lembro do incrível sentimento de gratidão pela comunidade, que fez com que nosso pedido de ajuda chegasse ao resto do mundo. Mais uma vez estou pedindo sua ajuda urgente para meus compatriotas sírios, e para garantir que o mundo entenda que a maior parte do meu povo quer apenas comer, dormir com tranquilidade e construir um projeto que possa nos levar à paz e à democracia

Com esperança,

Mais e a equipe da Avaaz


Livro de ficção sobre a noite boêmia de Jaguarão nos anos 30

De: saul@gilcardoso.com.br
Enviada: Quarta-feira, 22 de Janeiro de 2014 14:07
Para: olidescanton@bol.com.br
Assunto: Livro de ficção sobre a noi...

Olides,

Ainda que se tratando de uma obra de ficção, presumo que esse livro pode ser uma leitura interessante para ser levada em conta na composição
do pano de fundo de teu livro sobre a noite portoalegrense do Século XX. Já leste?

Abrs.

Saul

Fonte: http://palavraria.wordpress.com/tag/aldyr-garcia-schlee/

“Poderá parecer que estes contos, rompendo com um silêncio cúmplice e conivente sobre as misérias da chamada“vida fácil”, não passem da retomada de um passado distante.

Contudo, restritos aos limites do imaginável, situam-se no plano de uma mesma e permanente realidade que, se não se esquece e se oculta deliberadamente, tem sido abordada com os prejuízos e preconceitos característicos de uma sociedade conformada por suas próprias mazelas.

O tema relativo ao mercado prostibulário e, especialmente ao tráfico de mulheres foi sempre desenvolvido através de estereótipos, no plano do melodrama de folhetim e do convencionalismo conformista, através de um discurso moralizador de grande poder emocional que o deturpa e que encontra eco na pregação de certos religiosos e reformadores sociais.

Por tudo isto, as histórias de mulheres e homens de vida fácil, girando em torno da sedução barata, da violência gratuita e da perversidade maniqueísta, não têm lugar aqui.”


Aldyr Garcia Schlee

Capão do Leão, verão de 2013

aldyr garcia schlee 1Aldyr Garcia Schlee (Jaguarão, 22/11/1934) é escritor, jornalista, tradutor, desenhista e professor universitário. Doutor em Ciências Humanas, publicou vários livros de contos e participou de antologias, de contos e de ensaios. Alguns livros seus foram primeiramente publicados no Uruguai pela Ediciones de la Banda Oriental. Traduziu a importante obra Facundo, do escritor argentino Domingos Sarmiento, fez a edição crítica da obra do escritor pelotense João Simões Lopes Neto. Foi professor de Direito Internacional da Faculdade de Direito da Universidade Federal de Pelotas – UFPel, por mais de trinta anos, onde foi também pró-reitor de Extensão e Cultura.

É torcedor do Brasil de Pelotas, clube que chegou a ser tema do conto “Empate”, publicado em “Contos de futebol”. Criou o uniforme verde e amarelo da seleção brasileira de futebol, mais conhecido como Camisa Canarinho. Recebeu duas vezes o prêmio da Bienal de Literatura Brasileira e foi cinco vezes premiado com o Prêmio Açorianos.

Aldyr Garcia Schlee, que atualmente vive em um sítio em Capão do Leão, município vizinho de Pelotas, é convidado destaque da Jornada Literária de Passo Fundo, com sua obra original e singular como o mais destacado autor brasileiro de linguagem de fronteira. Aliás esse é o tema de suas palestras agendadas, a convite, em março de 2014 na Université de Paris Sorbonne Nouvelle, Université de Rennes e Maison de l’Amerique Latine em Paris.


CONTOS DA VIDA DIFICIL
ALDYR GARCIA SCHLEE
Contos – (NOVO) 2013
ISBN 978-85-62984-30-3
edições ardotempo – 2013
Valor: R$ 35,00

Fonte: http://wp.clicrbs.com.br/mundolivro/2013/09/14/uma-incursao-pelos-cabares/?topo=13,1,1,,,13

Uma incursão pelos cabarés

Texto de Klécio Santos

O cenário é Jaguarão, à época em que a fronteiriça cidade vivia a epopeia da construção da ponte internacional Mauá, inaugurada em 1930. O agito durante o dia, de marinheiros e operários, contrasta com a noite, quando a cena é dominada pelas prostitutas e a cidade submerge até o amanhecer em um silêncio cúmplice dos segredos de alcova. É nesse passado boêmio que o escritor, tradutor e professor Aldyr Garcia Schlee mergulhou para escrever Contos da Vida Difícil (Editora ARdoTEmpo, 184 páginas, R$ 35), seu mais recente livro, lançado na centenária Bibliotheca Pública Pelotense.

A cidade era rota do tráfico de mulheres provenientes de Montevidéu e Buenos Aires. Uma escala enquanto aguardavam o embarque para o Rio de Janeiro por meio do porto de Rio Grande. É pelos cabarés de luxo que fizeram a fama das cidades siamesas que os personagens de Schlee transitam. Ou mesmo pelos pardieiros – chamados de “peixe” – na orla da praia, junto à curva do rio Jaguarão. As histórias estão interligadas por certa dose de melancolia, impedindo a separação entre um conto e outro. Schlee muitas vezes recorre,com um exagero proposital, à repetição de trechos como forma de prender o leitor aos detalhes e à nostalgia daqueles tempos em que a prostituição era assunto proibido. Histórias que o perseguiam desde a infância e o começo da adolescência, como a do tio que largou tudo e se enfiou no chinaredo de uma cafetina uruguaia para viver com a louca Ignez. Sobre a cama, palco do tórrido romance, a faixa carnavalesca com os dizeres: “Viva eu, viva ela, viva o rabo da cadela”. Em outros momentos, Schlee recorre a personagens de antigos contos como Artigas Guinchón, que aparece em Linha Divisória, também ambientado na fronteira.

Em Contos da Vida Difícil, famosos proxenetas, mafiosos e cafetinas ganham nome e sobrenome graças à tese da historiadora Yvette Trochon: Las Rutas de Eros – La Trata de Blancas en el Atlántico Sur. Argentina, Brasil y Uruguay (1880 – 1932). A obra, impressa em Montevidéu (Taurus, 2006), serviu para Schlee enriquecer o imaginário em torno daquelas mulheres polacas com rosto de bonecas de louça, frequentadoras do cabaré do Tomazinho. O lugar é o palacete com sacadas para a rua, porta em relevo e platibanda ornada que hoje é sede do Clube Instrução e Recreio, no centro de Jaguarão.

Mas não há glamourização do tema. Pelo contrário. As misérias da chamada vida fácil estão latentes em contos como R.S., em que a decadente Sara vive sozinha, velha e embriagada, agarrada em uma garrafa de licor de anis Carabanchel, cultivando apenas a lembrança do seu grande amor, Ruby, adolescente americana que, como ela, trabalhava como corista pelos cabarés do Brooklyn. Um tempo, como diz o autor, em que a “clandestinidade do gim libertava a paixão de mulheres por mulheres”. Ruby se tornou uma estrela de Hollywood, uma imagem que Sara só podia ver na tela quando cruzava a ponte Barão de Mauá para ir ao Cine Rio Branco. Schlee não diz de forma explícita, mas, ao listar filmes como Noites da Broadway e Mulher Sem Algemas, revela que a atriz é Barbara Stanwyck, nascida Ruby Stevens.

O livro é um convite para penetrar no universo dessas mulheres. Há desde a traída pelo marido que resolve se prostituir no famoso Mangacha, em Rio Grande, até a atriz decadente, uma misteriosa ruiva que se apresentou no Teatro Esperança, interpretando um tango sofrível e que, nas horas vagas, era oferecida para uma sessão de sexo privê. Enfim, um retrato fiel de um tempo que o autor testemunhou, mesmo que com a inocência do guri que comia cascudo e um dia tropeçara nas pernas de uma diva. Ao final, Schlee engata em sequência três contos em homenagem à musica, ao teatro e ao cinema, com personagens como Violeta, que soam como pastiche de alguma marafona gorda da Broadway citada em Longa Jornada Noite Adentro,de Eugene O’Neill, ou como remissões de um filme de Pietro Germi, Seducida y Abandonada, que o autor aproveita para discutir o tabu da virgindade. Prestes a completar 79 anos, em novembro, Schlee vem produzindo em um ritmo frenético desde o romance épico Dom Frutos (2010), história do caudilho uruguaio José Fructuoso Rivera (1784 – 1854) narrada em mais de 500 páginas. Lançou, em 2009, Os Limites do Impossível, a partir da ideia estarrecedora de que o nascimento de Carlos Gardel ocorreu em Tacuarembó, no Uruguai, fruto de incesto e estupro. Neste ano, teve reeditada a coletânea de contos O Dia em que o Papa foi a Melo.

Atualmente, Schlee divide seu tempo ora com palestras sobre a obra de Simões Lopes Neto, ora se divertindo ao comparar várias versões – até o original latino – de A Arte de Amar, do poeta romano Ovídio. Já estão a caminho dois outros livros, um deles, Contos com Espelhos, um ambicioso diálogo com a ficção de Jorge Luis Borges, a partir de uma referência da passagem do famoso escritor por Jaguarão. Desde a publicação de Dom Frutos, contudo, se diz mais seguro, com os personagens sob sua rédea, ou melhor, controle, uma luta que encara com prazer em seu sítio no Capão do Leão, nos arredores de Pelotas, diante de uma imensa maquete de zinco da ponte Mauá, presente que ganhou aos 10 anos.

23 de janeiro de 2014

do rio

MINHAS MEMORIAS CARIOCAS


praça Osório....
sta entra nas minhas memórias dos anos 70,quando em 1972 vivi dois meses em Ipanema, nem sei por obra e graça de quem... sei que ali era olocal dos hippies. hoje nem vestigios deles....

CAMINHANDO ONTEM EM IPANEMA, NO RIO, TENTEI REENCONTRAR OS LOCIAIS QUE FREQUENTEI QUANDO MOREI DOIS MESES NO VERÃO DE 1972. TENHO O COMPROVANTE DESTE TEMPO PORQUE TRABALHEI UM TEMPO NUMA FIRMA CHAMADA EMPRRENDIMENTOS LISBOETA, QUE FICAVAM EM COPACABANA. QUANDO TERMINEI MEU DINHEIRO FUI ATRÁS DE EMPREGO E ACHEI TRI FACIL PORQUE ERA ANA EPPOCA DO MEDICI E TODO MUNDO TINHA EMPREGO.

COMO CHEGUEI AO RIO NÃO LEMBRO. SEI QUE VIM PE.A RODOVIÁRIA E IA EM BUSCA DO JORNAL O PASQUIM, OU O JA DO TARSO DE CASTRO. ATÉ PROCUREI EM COPACABANA A REDAÇÃO, MAS ACHO QUE NÃO A ACHEI.

SEI QUE UMA ALMA BOA, UM PUBLICITÁRIO QUE MORAVA EM IPANEMA, ME DEU GHUARIDA E MOREI UNS TEMPOS LÁ. IA TODO FIM DE TARDE VER O POR DO SOL NO ARPOADOR. ERA A EPOCA QUE A GAL COSTA IA LÁ PORQUE CHAMAVAM AQUILO DE DUNAS DO BARATO.
O RUY CASTRO CONTA ISTO SOBRE SEU LIVRO SOBRE IPANEMAA.

DAQUELA MINHA TEMPORADA CARIOCA TENHOV AGAS LEMBRANÇAS. LEMBRO QUE TINHA UMA CALÇA, APENAS, E QUE UM DIA FUREI PRA VER A PEÇA HOJE É DIA DE ROCK, NO TEATRO IPANEMA.A PEÇA ERA DO ZE VICENTE...

QUANDO MEU DINHEIRO TERMINOU TOTALMENTE E NÃO TINHA NEM PRUM COMPLETO ,FUI PROCURAR EMPREGO E COMO DISSE ACHEI...MAS A VIDA NO RIO DE TRABALHAR DAS 8 ATÉ AS 18 HORAS ME PARECEU MUITO ABORRECIDA. UM DIA PEDIU DEMISSÃO, NEM MAIS LEMBRO SE FIZ ISTO E VOLTEI PRO SUL. O QUE LEMBRO FOI QUE VOLTEI PRO MEU MESMO QUARTO DA JUC-5 , ONDE MORAVA SOZINHO, PORQUE MORAR SOZINHO NA JUC-5 ERA UM STATUS...

MEU IRMÃO VALMOR JÁ MORAVA NA JUC-5 POR ESTA EPOCA...DEPOIS ELE VEIO MORAR NO RIO,ONDE CASOU.ONTEM PROCUREI EM IPANEMA ALGUNS RESQUICIOS DAQUELES ANOS, MAS ACHEI IPANEMA MUITO MAIS INTERNACIONAL, ME PARECEU UM BAIRRO FRANCES..ALGO ASSIM.

NA MINHA EPOCA, IPANEMA ERA MAIS UMA COISA AMADORA, MAIS FAMILAIR.EMBORA MORANDO LÁ TUDO SEJA MAIS FAMILIAR.

MAS ATENÇÃO QUE TUDO NO RIO SÃO MODISMOS....TEM A BANDA DE IPANEMA, TEM NÃO SEI O QUE DE IPANEMA, COMO SE FOSSE A PADRE CHAGAS.

O QUE TOU GOSTANDO DAQUI SÃO OS PES SUJOS DE COPACABANA ONDE TOMO CERVEJA A SEIS REALL....E AKI TOMAM MUJITA ANTARTICA...



O PARAIBA, BOTECO FULEIRO ONDE VOU TOMAR UMA CEVA. TEM ALMOÇO TAMBÉM. É UM PE SUJO TIPICO DOS CARIOCAS. TUDO BARATINHO....


PRAÇA CHEIO DE VEINHOS JOGANDO XADREZ...COMO TEM VEIOS EM COPACABANA. ACHO QUE MAIS DE 40 POR CENTO É DE VELHOS E APOSENTADOS.


a rua do 'quase-quase" na divisa de copacabana com ipanema....entenderam porque o apelido podeira ser colhóes do caralho...é bem a piadinha do carioca....


ipanema no centro do turismo...vi muito turista de tardezinha em ipanema. e tudo ali soa a bossa nova. nos bares tem fotos da bossa nova, tudo é tom e vinicius pra pegar a turistada de fora que vem em busca disto....


MORRO DOIS IRMÃOS, QUANDO VAI ALTA A MADRUGADA....CANTA CHICO BUARQUE NUMSAMBA....


AQUI NO POR DO SOL VISTO DA VIEIRA SOUTO


AS FAMOSAS ILHAS CAGARAS, AO FUNDO DE IPANEMA....


predio onde viveu brizola


a placa no predio onde morou brizola. na av. atlantica,3210/70

na av. atlantica, 3210/701 viveu brizola depois que voltou do exilio. entrou por são borja, mas foi viver no rio, onde se elegeu duas vezes governador.

brizola no rio ainda é muito conhecido entrre o povão a classe média o detestava...

ele fazia coiass pras favelas, dizem que negociou uma tregua com o jogo do bicho e com os traficantes. dai adviriria a expressão em 1982 de briza na cabeça, ou seja, uma alusão ao jogo do bicho.

no pr´pedio, o zelador não queria me deixar entrar até que mostrei minha identidade. ai deixou eu fotografar uma placa que colocaram la;;;

o zelador, ou porteiro me disse que o ape onde viveu brizola foi vendido. mas ele não quis muito papo, não.

e tambérm não vi nenhuma banca de revista na frente do prédio, que diziam onde teria começado a vida o carlos lupi, atual presidente nacional do pDT.

isto tudo é ledna, como sempre.!!!!!

o predio onde morou brizola até morrer em junho de 2004 na av. atlantica. ele teve outra companheira carioca, mas não se sabe se moravam juntos ou não. o fato é que ela depois dele morto provou união estável e hoje recebe pensao do falecido governador. segundo o jornal o globo, em torno de 46 mil reais mensais. a ex-companheira de brizola nunca foi apresentada ao rio grande, como brizola gostava de dizer. mas amigos mais chegados, ele a apresentava como sua companheira.


a placa no predio onde morou brizola. na av. atlantica,3210/701


mais por do sol em Ipanema!

o por-do-sol na praia de Ipanema....deve ser um dos maiores cartões postais do planeta...o que tinha de chines, paulista etc e tal,frances vendo naõ tava no gibi.


turistas na praia de Ipanema observam o por do sol, que é geralmente aplaudido!!!!


os botecos cariocas com seus frequentadores....e de-lhe turistas!


os resqucios dos protestos de junho numa parada de onibus em copacabana....


av. nossa senhora de copacabana, uma das mais conhecidos do bairro


barata ribeiro,outra av. muito popular no bairro de coapacabana. ele se não me engano é pai de agildo ribeiro e participou da intentona comunista em 1935!


RIO E SEUS PROBLEMAS

UM TREM DESCARRILHOU NA CENTRAL DO BRASIL. PROBLEMAS DE TRANSSPORTE.

HOJE NO SUPER PÃO DE AÇUCAR VI OS GUARDAS TIRANDO DOIS GURIS QUE TINHAM ROUBADO QUEIJO. TIRARAM O QUEIJO DEBAIXO DA CAMISA DELES....

ESTE É O RIO REAL...E O CARIOCA APLAUDE O LINDO POR DO SOL DO ARPOADOR, COMO FOI O DE HOJE, POR EXEMPLO.

Terça passada ao meio dia o pessoal do lixo aki do rio recolheu 40 ton do mesmo na praia de copacabana.resultado do feriado de segunda.

o rio está cheio de turistas. e vi ontem de noite que o carioca aplaude o por do sol em ipanema.

mas o tema recorrente aki são os dedos do cristo afetados por raios na quinta passada.hehehheh

do rio de janeiro por olides canton


RUA TONELERO

RUA HISTÓRICA. AQUELA DO ATENTADO CONTRA O JORNALISTA CARLOS LACERDA EM 5 DE AGOSTO DE 1954 QUE DETONOU A REPUBLICA DO GALEÃO....

COMANDADO PELO TENENTE GREGÓRIO FORTUNATTO, O ATENTADO ACABARIA COM O SUICIDIO DE VARGAS EM 24 DE AGOSTO DE 1954.

PROS MORADORES, UMA RUA QUALQUER, MAS PRA MIM DE UMA GRANDE IMPORTANCIA HISTÓRICA.


do rio

O GLOBO DE HOJE PUBLICA INTERESSANTE ESTATISCA.

O SISTEMA DE TRANSPORTE DO RIO TEM SEGUNDO O ANUNCIO UM DOS MAIORES

INDICES DE MOBILIDADE ( VIAGENS / HABITANTE ) DE TODAS AS CIDADES DO BRASIL.

TRANSPORTA 5,4 MILHÕES DE ESTUDANTES GRATUITAMENTE POR MES

INVESTE NOS ONIBUS MODERNOS DO SISTEMA BRT, QUE IRÁ TRANSPORTAR MAIS DE UM MILHÃO DE PASSAGERIOS/DIA QUANDO FOR CONCLUÍDO.

LEVA QUASE 9 MILHÕES DE IDOSOS POR MÊS PARA PASSEAR,VISITAR FAMILIA E AMIGOS OU MESMO TRABALHAR SEM QUALQUER CUSTO.

FAZER A SEGUNDA VIAGEM EM ATÉ DUAS HORAS SEM CUSTO ADICIONAL, POR MEIO DO BILHETE ÚNICO, USADO POR 25% DOS PASSAGEIROS PAGANETES DO RIO.

TRANSPORTA ' ADEQUADAMENTE" QUASE 4 MILHÕES DE DEFICENTES FISICOS POR MES E SEUS ACOMPANHANTES NOS MAIS DE 6 MIL ONIBUS ADAPTADOS.

ANDA NOS CERCA DE MIL ONIBUS URBANOS COM AR CONDICIONADO,SEM QUALQUER VALOR ADICIONAL.


carregadores voltam da praia, com centenas de cadeiras que alguaram durante o dia na praia.


este é um dos negocios mais rentáveis a beira mar no rio.alugar cadeiras.é assim qu4e o povão se vira...


memória

De: saul@gilcardoso.com.br
Enviada: Quarta-feira, 22 de Janeiro de 2014 19:11
Para: olidescanton@bol.com.br
Assunto: Andradas, 1234 - Um endereç...

Andradas, 1234 (Edifício Santa Cruz) - Um endereço com história

Olides,

Lembro que antes de virar farmácia, o local Rua da Praia nº 1234 endereço do atual Edifício Santa Cruz, vivenciou uma trajetória que se superpõe a do período aúreo do próprio centro de Porto Alegre, principalmente no que se refere ao ramo de bares e cafés.

De certa forma, a própria construção do ainda hoje edifício mais alto da cidade com seus 32 andares, foi que marcou o início da decadência do local como ponto de entretenimento e alimentação no centro da Capital, principalmente em razão do número de anos durante os quais a construção de arrastou, abrangendo a segunda metade da década de 50 e a primeira da década de 60.

É paradoxal que tenha havido essa demora na construção, pois a opção pioneira em Porto Alegre por estruturas metálicas tinha como motivação principal a rapidez na edificação vis a vis o emprego de estruturas em concreto armado. A única decorrência positiva de tal retardo construtivo, foi ter permitido que sucessivas turmas de alunos da Escola de Engenharia da então URGS pudessem ter aulas práticas sobre construção predial metálica no local.

Quando o novo prédio se tornou habitável, o térreo no lado da Rua da Praia passou a ser ocupado pelo Rian, que era café na parte da frente e uma grande lanchonete atrás, esta com com uma sequência de balcões dispostos em U. O Rian fechou aí por volta de 1976, ano que deve ter sido também o da morte do saudoso Matheus da Praça da Alfândega, parte do processo de desvirtuamento progressivo na ocupação humana do eixo Rua da Praia - Praça da Alfândega, determinado principalmente pela invasão bancária que migrou da Rua 7 de Setembro.

Antes de ser isolada a área para a longa construção do Ed. Santa Cruz, o ponto era ocupado pela Indiana, uma agradável confeitaria / café / lanchonete que ali funcionou entre o final dos anos 50 e início de 60. A Indiana, aberta após uma reforma feita no local, foi sucessora do Café Marrocos. No Marrocos, havia também café na parte da frente e um bar nos fundos, separados por uma meia-parede. Como atrativo peculiar à época, quando a influência portenha era muito presente em Porto Alegre, o ambiente do bar era animado por uma orquestra típica tocando seus tangos e milongas para um público que transitava pela Rua da Praia no usufruto da vida social de então, constituída pela frequência aos cinemas e restaurantes, ou simples aproximações em aglutinações de conversa variadas, ligadas a temas como política, namoro, futebol, turfe ou negócios.


Academia da Saúde no Bairro Gramadinho em fase final

Iniciada em 2013, a obra da Academia da Saúde no Bairro Gramadinho proporcionará educação, saúde, cultura, lazer e qualidade de vida. O Programa do Governo Federal tem o objetivo de contribuir para a promoção da saúde da população a partir da implantação de polos com infraestrutura, equipamentos e quadro de pessoal qualificado para a orientação de práticas corporais e atividade física e de lazer e modos de vida saudáveis.

Localizada na Rua Piratini, em frente à Unidade Básica de Saúde do Bairro Gramadinho, está em fase final, com uma construção de 401,31 m² e investimentos que passam R$ 114 mil. Mais saúde, prevenção, lazer e qualidade de vida para todos. Nesta semana, a Prefeitura Municipal de Serafina Corrêa está fazendo a colocação das calçadas no entorno da Academia da Saúde do Bairro Gramadinho.


dos leitores

De: olidescanton@bol.com.br
Enviada: Quarta-feira, 22 de Janeiro de 2014 10:55
Para: letier12@hotmail.com
Assunto: Re:

o que de perereca rapada na praia aki não é mole. e tudo à mostra....vem pro rio,capincho, vem pro rio. não vai a capão....

Capincho, não vou vir pro rio pra ir atrás da filha do renato gaucho...

tem muita carioquinha de minitanga na praia...olha pra aquelas paisagens....todas...

quanto ao xopi, tenho tomando antarctica a 6,50 nos pés sujos daqui(Olides, do rio, especial pro capincho de são borja)

De: letier12@hotmail.com
Enviada: Quarta-feira, 22 de Janeiro de 2014 12:42
Para: olidescanton@bol.com.br
Assunto:

Como está a filha do Renato Portaluppi?
E tu? Bebendo muito chopp nas areias cariocas??


Justiça mantém condenação de Azenha por danos morais a Ali Kamel

por Comunique-se

A 8ª Câmara Cível do Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro manteve, de maneira unânime, a decisão de primeira instância que condena o jornalista Luiz Carlos Azenha a pagar indenização por danos morais ao diretor geral de Jornalismo e Esporte da TV Globo Ali Kamel. A única mudança foi a redução do valor, anteriormente fixado em R$ 30 mil, para R$ 20 mil.

No processo, Kamel alegou sofrer perseguição pessoal em uma campanha difamatória, em que sua imagem teria sido prejudicada por publicações do blog Viomundo, mantido por Azenha, que também é repórter da Record. Na página, o nome do executivo global foi relacionado como ator do filme pornográfico “Solar das Taras Proibidas”, em informação replicada do site Cloca News, que também foi condenado em primeira instância pela mesma razão. O diretor da Globo conseguiu provar que o nome do ator era Alex Kamel -- não passando nem sequer por um homônimo.

Azenha argumentou que apenas exerceu o direito de liberdade de expressão, mas a juíza Juliana Benevides de Araújo, magistrada da 43ª Vara Cível responsável pela sentença de primeira instância disse que “as críticas perpetradas contra o autor [Ali Kamel] exacerbaram o limite salutar do debate de opiniões, que visa o aprimoramento da democracia, e alcançou a seara da ofensa à honra”.

De acordo com o site Consultor Jurídico, cabe recurso ao Superior Tribunal de Justiça. A relatora do caso no TJ-RJ foi a desembargadora Monica Maria Costa Di Piero, acompanhada de Norma Suely Fonseca Quintes e Adriano Celso Guimaraes.


dos leitores

capincho não é maraja...

De: letier12@hotmail.com
Enviada: Quarta-feira, 22 de Janeiro de 2014 12:56
Para: olidescanton@bol.com.br
Assunto: RE:

Não sou marajá do INSS...
Sou um operário... não tenho condições de me rebuscar por ae
Hehehehe


NEM EFICIÊNCIA NEM EFICÁCIA OU NEM TROMBONES NEM TROMBETAS

por Carlos Chagas

Principal conselho dado pelo Lula à presidente Dilma, segunda-feira, a respeito da reforma do ministério: não deixar um só dos partidos da base do governo sem agrado. Em suma, atender as reivindicações dos aliados, mesmo precisando fazer passes de prestidigitação para atender a todos. Assim, ficaria mais fácil vencer as eleições no primeiro turno, fruto de mais tempo de televisão no horário da propaganda eleitoral gratuita. Ministérios para todos, é a palavra de ordem.

E a performance do governo? Essa que se dane, pois o essencial é preservar o poder nos próximos quatro anos…

Trata-se de uma distorção profunda da lógica, pois o segundo mandato estaria muito mais garantido caso todos os ministérios funcionassem a contento. O problema é que Dilma nem pensa em descumprir conselhos do antecessor. A palavra do Lula é lei.

O resultado é a confirmação da prática verificada desde que o PT conquistou a presidência da República: contanto que apoie o governo no Congresso, qualquer partido, grande ou pequeno, ganha acesso à caverna do Ali Babá. Recebe um ou mais ministérios onde seus representantes podem tudo, desde nomear correligionários aos montes até manipular verbas em favor de seus interesses. Eficiência e eficácia não vem ao caso.

Agripino Grieco, o maior dos críticos literários que o país já teve, vivia há anos atormentado pelo seu barbeiro. Toda vez que ia cortar o cabelo ouvia o mesmo pedido, para que lesse os originais daquele que seria o grande romance da literatura nacional de todos os tempos, escrito pelo mestre da tesoura. Grieco dava sempre uma desculpa mas o barbeiro não desistia. Um dia, veio a alternativa: “Se o senhor não tem tempo de ser a minha obra, dê-me pelo menos a honra de sugerir o título do romance”. Vislumbrando a oportunidade de livrar-se para sempre do impertinente autor, veio a resposta:

“O seu livro tem trombones?”

“Não senhor”.

“Tem trombetas?”

“Também não”.

“Então aí está o título: Nem Trombones Nem Trombetas…”

FALTA A LISTA

Em menos de uma semana a família de José Genoíno conseguiu reunir mais de 700 mil reais em doações para pagamento da multa a que foi condenado pelo Supremo Tribunal Federal. Um verdadeiro milagre operado pelo PT. Seria bom, no entanto, que a lista dos colaboradores fosse divulgada. Os companheiros doadores terão sido humildes operários, cada um contribuindo com uns poucos reais multiplicados pela solidariedade ou foram umas poucas empreiteiras ligadas ao partido?


Assinatura de Contrato com a CORSAN

O Prefeito do município de Serafina Corrêa Ademir Antonio Presotto esteve em Porto Alegre na terça-feira, 21 de Janeiro de 2014, para a assinatura do contrato de Programa para Prestação de Serviços de Abastecimento de Água e Esgotamento Sanitário com a Companhia Riograndense de Saneamento ? CORSAN.

O contrato diz respeito à prestação de serviços de abastecimento de água e esgotamento sanitário, compreendendo a exploração, execução de obras, ampliações e melhorias com a obrigação de implantar, fazer, ampliar, melhorar, explorar e administrar com exclusividade os serviços de abastecimento de água potável e esgoto sanitário, na área urbana e áreas contínuas, incluídas, incluindo a captação, adução de água bruta, tratamento, adução de água tratada, distribuição e medição do consumo de água, bem como a coleta, transporte, tratamento e destino final do esgoto, sua cobrança e arrecadação, atendimento ao público usuário dos sistemas, controle de qualidade da água e cadastro de consumidores, atendidos os princípios da conveniência social, ambiental, técnica e econômica e, ainda, a Política Estadual de Saneamento, obedecendo o Plano Municipal de Saneamento Básico.

Há previsão de penalidades à CORSAN em caso de descumprimento das condições estabelecidas no Contrato. Além disso, as prioridades devem ser cumpridas por ordem do Plano Municipal de Saneamento Básico, o qual deverá ser revisado, no mínimo, a cada quatro anos. Dentre os principais benefícios da assinatura do Contrato, está a previsão de que até 2033 o município de Serafina Corrêa deverá ter 100% das residências da área urbana com ligação à rede de esgoto e abastecimento de água potável e todas as moradias da área rural deverão ter água tratada e esgotamento sanitário.

O município de Serafina Corrêa já tem assegurados recursos na ordem de R$ 8 milhões, PAC 2, para a implantação do Sistema de Esgotamento Sanitário, sendo que sem a assinatura do contrato com a CORSAN, esses recursos retornariam à União. A assinatura do contrato contou com a presença do Prefeito Ademir Antonio Presotto, do Diretor Presidente da CORSAN, Tarcísio João Zimmermann, do Diretor de Operações Antônio Carlos Martins, do Superintendente de Relações Institucionais André Beltrão Finamor e do Secretário Municipal de Finanças Odeni Castro. O Contrato tem prazo de vigência de 25 anos, prorrogável por igual período. A parceria entre o município e a CORSAN é de longa data: desde 1974 a Companhia atua em Serafina Corrêa/RS.

 

22 de janeiro de 2014

do rio

é carioca aplaude mesmo o por do sol no arpoador e em Ipanema. mas muito turista mesmo observando o espetaculo, ontem um dia lindo de verão aqui.

Muito chines, muito argentino e muito paulista....

o calor ontem estava demais. mesmo em dia de semana, muita gente na praia! nao tanto quanto na segunda.os veranistas deixaram 40n toneladas de lixo apenas em copacabana.


LIXO EM COPACABANA

A GURIA DA TV GRAVAVA ao meio dia no posto 4 da praia de copacabana:

- o carioca foi a praia no feriado deixando 40 toneladas de lixo...
é verdadeo que tinha de lixo pra recolher e a prefeitura fez toda uma encenação chamou a imprensa pra mostrar o quanto de lixo é jogado na praia.

o pessoal é bem porco mesmo. descem aquelas favelas que tem atrás aqui do bairro e a praia fica uma imundice, apesar das lixerias que tem.

A REVISTA DO GLOBO DE DOMINGO TROUXE UMA MATERIA SOBRE A POPZUDA....VALESCA NÃO SEI DAS QUANTAS..ERA UMA FRENTISTA, O CARA PASSOU LÁ, VIU QUE A BUNDA DELA ERA ENORME E ELA VIROU FUNKEIRA E MULHER DELE. MAS HOJE VIROU SUCESSO NACIONAL.

*

NO FERIADO, SAI PRA FOTOGRAFAR, DEPOIS DA PRAIA...PASSEI NA PAULA FREITAS, UMA RUA AKI DO LADO ONDE TEM UM PÉ SUJO QUE EU LOGO VI QUEM O FREQUENTAVA. VI ISTO NO PRIMEIRO DIA...NÃO VOU DIZER AKI QUE NÃO SOU TROUXA...
FUI FAZER UMA FOTO E SAI...CAMINHANDO..QUANDO TAVA A DUAS QUADRAS, ENCOSTA EM MIM UMA MULHER BONITA, NEGRA E AO LADO O MACHO DELA...QUERIAM SABER O MOTIVO DA FOTO...DELETEI NA HORA NA FRENTE DELES. NÃO QUERO ENCRENCA COM T....DE MORRO LOGO EU QUE TOU DE FERIAS AKI NA VELHACAP...

**

O RIO É UMA MISTRUA DE MALANDRAGEM,E SPERTEZA E DE SOBREVIVENCIA.
E ME IMPRESSIONA COMO PERMANECEM OS RESQUICIOS DA ESCRAVIDÃO NA SOCIEDADE CARIOCA. NEGROS SÓ SOBEM PELA ELEVADOR DE SERVIÇO....ISTO É MAIS CLARO DO QUE NO SUL, POR EXEMPOLO...

*

COMO CONHEÇO UM POUCO OS CARIOCAS - MOREI AKI 2 MESES NO VERÃO DE 1972, EM MANJO LOGO ELES...ONDE QUEREM CHEGAR. POR EXEMPLO, O PORTEIRO AKI DO PRÉDIO AO ME ABRIR NO DOMINGO,DEU A SENHA:

O CARNAVAL VEM AI....
ELE QUERIA UMA GORJETA.CLARO QUE NÃO DEI...NÃO VOU VICIAR MALANDRO.

*

UMA PADARIA AQUI A DUAS QUADRAS TEM EXCELENTE VITAMINAS. ALI ME ALIMENTO.

*

E TEM UM BAR CHAMADO DE PARAIBA, BEM NA FRENTE, ONDE A ANTARTICA CUSTA 6,50 O RIO SABENDO PEDIR NÃO É CARO. MAS NÃO VA A LOCAIS DE TURISTA QUE AÍ TE TOCAM A FACA....

*

O QUE PRA SÃO PAULO É BAIANO, AKI NO RIO É PARAIBA,OU SEJA, NORDESTINO.


Depois de um feriadão, o carioca voltou ao basquete na, terça.

na segunda o rio foi toda as praias. me impressionou o povão no aropoador.

quando eu frequentava o rio nos anos 7o,80 não se viam tantos negros na praia, como eu vi ontem. quando digo negros, digo pobres, gengte da favela...eles usam o metro pra se deslocar.

algumas pequenas observações do rio: tem muita obra da copa e das olimpiadas. o prefeito derrubou um viaduto tempos atrás junto ao cais na parte antiga pra fazer obras pras olimpiadas.

volto com mais noticias amanha,..abs olides canton


memoria da imprensa



QUANDO NASCEU, NO COMEÇO DOS ANOS 80, A RÁDIO ATLANTIDA, HOJE UM SUCESSO DAS CLASSES C E D ERA UMA RÁDIO MAIS ELITISTA. TOCAVA ROCK AND ROLL...

ERA A RÁDIO DO PEDRINHO,SEGUNDO DIZIAM....PORQUE O FILHO DO PATRÃO GOSTAVA DE ZOAR, QUERIA UMA RÁDIO E O PAI LHE DEU A GAUCHA FM...

DAI QUE SEGUNDO CONTA LAURO SCHIRMER, NÃO ACHAVAM O NOME DA RÁDIO. UM OPERADOR LEMBROU PEDRINHO:
- AQUELA PRAIA DE VOCES, PORQUE NÃO POE O NOME NA RÁDIO

E ASSIM SE FEZ A ATLANTIDA FM, QUE ERA ANTIGA GAUCHA FM....

memoria da imprensa



O CADERNO DE TURISMO DA ZERO HORA AJUDOU MUITO A DESCOBRIR AS PRAIAS DE SANTA CATARINA....

NINGUÉM SABIA ONDE FICAVA A PINHEIRA, GAROPABA E AFINS NO FINAL DOS ANOS 70, COMEÇO DOS 80. E OS CATARINAS FICAVAM PUTOS PORQUE SABIAM QUE COM A REPORTAGEM A GAUCHOLANDIA IRIA TODA PRA LÁ.



EU MESMO NUMA DESTAS VIAGENS, SEMPRE FEITAS NA PRIMAVERA, FUI COM O ADOLFO ALVES, JÁ FALECIDO, PERCORRENDO TODO O LITORAL DE SANTA CATARINA. UM PUTA TRABLHO. TINHA QUE IR NASECRETARIA DE TURISMO PEGAR DADOS. MAS OS CATARINAS DE MANHA IA A PRAIA, PRINCIPALMENTE EM FLORIPA. SÓ DEPOIS DAS DUAS É QUE IAM TRABLHAR. QUEM CONHECEU FLORIPA DAQUELES ANOS NÃO CONSEGUE IMAGINAR O QUE ERA. UMA PEQUENA CIDADE DO INTERIOR, COM 43 PRAIAS. HOJE NÃO SE ANDA MAIS DE TANTO CARRO QUE TEM LÁ.

HJ PREFIRO O RIO A FLORIPA. PELO MENOS AKI DO SEU JEITO AS COISAS FUNCIONAM....



EM TRAMANDAI SEMPRE TINHA ROLO. ESTE É COM UMA CONSTRUÇÃO QUE DESABOU O ONIPOTENTE PREFEITO QUERIA RESPONSABILIZAR ALGUÉM....


MEMORIA DAS PRAIAS



SEO DARIO, QUEM NÃO O CONHECEU A BEIRA DA PRAIA DE TRAMANDAÍ,DANDO RECADOS, ACHANDO CRIANÇAS PERDIDAS...
ERA MUITO AMIGOS DOS JORNALISTAS...SEGUIDAMENTE ERA CONVIDADO PRA CHURRASCOS, MAS ELE NÃO IA....



O FAMOSO SESSINZÃO TRAZIA DORES DE CABEÇA PRO SEU CRIADOR, O PREFEITO ELOI BRAZ SESSIM!


patcy ceccato em pois é vizinha



vi de novo a pois é vizinha. na noite que fui tava lotadão. foi embora gente!

a peça peca pela sobriedade. todo o cenário é um quadro de uma foto de um casamento. a atriz brilha sozinha no palco!


SEMELHANÇA



CHAMA A ATENÇÃO A SEMELHANÇA FISICIA ENTRE OA TUAL PRESIDENTE DO GRUPO RBS, EDUARDO MELZER E O FUNDADOR DO GRUPO, NO CASO SEU AVÓ, MAURICIO SOBRINHO.


Projeto do jornal O Liberal leva reportagens às escolas e vira material didático no Pará

por Nathália Carvalho

Há 19 anos, o Grupo Organização Romulo Maiorana (ORM), que publica O Liberal, de Belém do Pará, teve a ideia de levar jornais para a sala de aula. A proposta era orientar professores a utilizarem o impresso como recurso pedagógico de incentivo à leitura e de apoio ao ensino dos conteúdos escolares. Deu certo! Com 3.495 escolas públicas e privadas participantes, 424.927 alunos, 24.305 professores e 2.848.988 exemplares distribuídos, o programa trouxe resultados otimistas à educação. O Comunique-se foi em busca desta história e mostra como a iniciativa é vista por estudantes e educadores.

Chamado "O Liberal na Escola" e distribuído semanalmente, o programa leva os jornais às salas de aula das instituições cadastradas, que são manuseados por grupos formados por cinco crianças. Além deles, os professores recebem o exemplar e criam atividades pedagógicas que trabalham leitura, interpretação de texto e formação de opinião.

Responsável por oferecer aos professores - tanto da rede pública como privada - oficinas que os ajudem a introduzir o material em sala de aula, a Coordenadora Pedagógica da Secretaria de Educação de Capanema, no interior do estado, Kelly Savana, garante que os estudantes estão lendo e escrevendo melhor depois te ter contato com o impresso. "Usamos o jornal em projetos de música, na elaboração de paródias que têm as notícias como matéria-prima e interpretação. Os alunos entendem qual é a forma e o conteúdo de um artigo e o que o diferencia de uma crônica ou texto opinativo".

Com a palavra, as professoras

Professora da Escola Municipal de Ensino Fundamental Maximiana Menezes, Milde Pereira comenta que viu no jornal a ferramenta "perfeita para que educadores desenvolvam com alunos atividades com o objetivo de transformá-los em leitores críticos". "Aos que se dedicam conhecer profundamente o jornal e os cadernos, é notável a independência e confiança no momento em que os alunos dominam a leitura. Sempre comento que os livros didáticos são importantes, mas encontro no jornal interdisciplinaridade que não vejo motivo para não usá-lo nas aulas".

Dayse Clea, professora da Escola Municipal de Ensino Fundamental Jorge Travassos, revela que o projeto influenciou de maneira positiva na leitura e compreensão de texto. "A presença do jornal em sala de aula cria hábito de leitura, os alunos se envolvem em realizar atividades propostas".

Na Escola Municipal de Ensino Fundamental Desembargador Inácio Guilhon, a educadora Raimunda Nonata encontrou caminho motivador para as aulas. "Auxiliou no despertar dos meus alunos para a leitura, o aumento da autoestima. Pude notar claramente o avanço que tiveram após lerem o jornal. Estão a cada dia mais empenhados. Ler é buscar e dar sentido a um texto, compreender o que se lê". A professora conta que consegue realizar atividades incluindo, inclusive, o caderno de classificados e charges.

Com a palavra, os alunos

Kennede Willian é estudante da Escola Municipal Maximiana Menezes e explica que por meio do projeto pode conhecer a estrutura do diário. "Hoje, sei que o jornal é formado por cadernos e que a primeira página é denominada como vitrine por estampar todas as manchetes principais". Aluna da mesma escola, Raissa Vitória diz que já escolheu seus cadernos favoritos: 'Magazine' e 'Polícia'. "Aprendi a ler com mais autonomia. A professora sempre reúne a gente e pede que cada um escolha uma manchete que vem na primeira página e me sinto mais à vontade para ler o que eu mais gosto".

Na Escola Municipal Jorge Travassos, Adriely Ferreira revela que o trabalho com o impresso ajudou a vencer a timidez. "Aprendi a ler melhor, me envolver no estudo em grupo e melhorar a escrita. Agora, fico menos tímida na hora da apresentação dos trabalhos".


PROFISSIONAIS LIBERAIS DISCUTEM PERSPECTIVAS DO SEU MERCADO DE TRABALHO NO FÓRUM SOCIAL MUNDIAL

O universo dos trabalhadores profissionais liberais do país estará representado nos debates da edição 2014 do Fórum Social Mundial Temático em realização em Porto Alegre. A Confederação Nacional das Profissões Liberais – CNPL, sediada em Brasília, promoverá duas oficinas durante o evento quando serão discutidas as perspectivas desses trabalhadores tanto no Brasil quanto no mundo.

A participação da Confederação se dará em torno de dois eixos de extrema importância para as diversas categorias que compõem a entidade: Democracia e Crise Capitalista.

A oficina sobre Os Impactos da crise capitalista nas economias emergentes será realizada nesta quarta-feira (22) às 9h, na Usina do Gasômetro e terá como palestrantes o professor de Economia da UFRGS, Fernando Ferrari Filho; Ernesto Germano Pares, escritor, professor e consultor sindical; e André Santos, jornalista e assessor parlamentar do DIAP.

Já a oficina que abordará o tema A Democracia e o acesso aos movimentos sociais ocorrerá na quinta-feira (23), às 14h, também na Usina do Gasômetro, com palestras a cargo do ex-governador Alceu Collares e de Vivaldo Barbosa, ex-deputado federal pelo RS.

A CNPL é presidida pelo gaúcho Carlos Alberto Schmitt de Azevedo e congrega 15 milhões de profissionais de todo o país. Segundo o dirigente, a participação da entidade no Fórum, pelo segundo ano consecutivo, é da maior importância no sentido de contextualizar o papel do trabalhador profissional liberal em relação às políticas sociais e trabalhistas, tanto no Brasil como em escala global.


dos leitores

De: mazzarino@pannet.com.br
Enviada: Terça-feira, 21 de Janeiro de 2014 13:07
Para: olidescanton@bol.com.br
Assunto: rj

Prezado Dromedário!

Fico imaginando a emoção de Drummond, a estátua, ao encontrar um monumento andante de Serafina, personagem típico da Linha 11, tentando localizar-se na Zona Sul.
Balaustre Júnior


Encontro foi um sucesso na Odisseia do Carreiro

No último domingo, 19 de Janeiro, o Camping Carreiro, em Serafina Corrêa, foi palco da primeira edição do Encontro de Som e Carros Rebaixados, iniciando a Odisseia do Carreiro 2014. O dia ensolarado e quente foi um convite às centenas de pessoas que lotaram o Camping Carreiro. Segundo a Brigada Militar, com informações do Tenente Claudir Bittencourt, estima-se que cerca de 3 mil pessoas participaram do evento, apreciando os carros rebaixados e as máquinas com seus equipamentos de som.

O evento iniciou às 10 horas e teve encerramento às 17h, contando com a empresa de segurança contratada para auxiliar na manutenção da ordem do evento. Muitos municípios da região estiveram presentes, como Guaporé, Casca, São Domingos do Sul, Nova Araçá, Nova Bassano, Nova Prata, Vanini, União da Serra, Montauri, Veranópolis, Vila Maria, Passo Fundo e Marau, além de jovens de Serafina Corrêa. A inscrição no evento era facultativa, mesmo assim, mais de 60 veículos inscreveram-se, tendo direito ao certificado e camiseta de participação.

A Prefeitura de Serafina Corrêa, através da Secretaria Municipal de Indústria, Comércio e Turismo agradece o apoio da Brigada Militar, através da Operação Golfinho, e Grupo Rodoviário de Casca, que, através de ação preventiva, não registrou nenhum acidente e nenhuma ocorrência policial. A Secretaria Municipal de Saúde, através da Vigilância em Saúde, também esteve presente, fazendo a distribuição de material informativo sobre o Verão Saúde e a importância da proteção e prevenção ao câncer de pele. A Secretaria Municipal de Indústria, Comércio e Turismo agradece também a compreensão dos moradores que residem próximo ao Camping Carreiro devido ao volume do som, que foi atípico nesse domingo, e que a tranquilidade que todos estão acostumados foi retomada ainda naquela tarde, com o encerramento do evento.


4º Laboratório Coral FECORS

A quarta edição do Laboratório Coral da Federação de Coros do Rio Grande do Sul aconteceu de 12 a 18 de Janeiro de 2014, em Nova Petrópolis. A imersão musical contou com a participação de 130 coristas do Rio Grande do Sul, Santa Catarina, Paraná, São Paulo, Rio de Janeiro e Minas Gerais. Durante uma semana, os participantes tiveram oficinas com regentes, preparador vocal e diretor cênico. A capacitação foi promovida pela FECORS e conta com o financiamento do Pró-Cultura/RS. O evento é patrocinado pela Orquídea, Piá, Lojas Taqi, Arroz Rei Arthur, Santa Clara e Pan Fácil.

Na sexta-feira, 17 de Janeiro, aconteceu o encerramento com show na Sociedade Cultural e Esportiva Linha Brasil. No sábado, 18, foi a vez de Porto Alegre receber o show, no Auditório Dante Barone da Assembleia Legislativa. Buscando a capacitação e aprimoramento dos trabalhos com Projetos Sociais e Grupos Artísticos do município, a Prefeitura de Serafina Corrêa incentivou a participação do Professor e Maestro Xyko Mestre, bem como de integrantes do Coral Municipal, no 4º Laboratório Coral FECORS novamente neste ano. Mais uma importante iniciativa que promove o conhecimento, troca de experiências, aprimoramento e qualidade de vida para o município através da arte do canto.


21 de janeiro de 2014

do rio....

FOI UM FERIADO DE PRAIAS CHEIAS. 30 GRAUS...

NO ARPOADOR ONDE FUI DE MANHA E SAI AS 2 DA TARDE,O POVÃO TOMOU CONTA DA PRAIA. COMO SE DIVERTIRAM....

ELES CHEGAM DE METRO DO SUBURBIOS....

A TARDE VADIEI PELAS RUAS DE COPACABANA....FIZ FOTOS DE ' PES SUJOS' DEPOIS MANDO!


Verão com Vida PDT

Capincho, impresssioante como teu lider brizola éra popular aki no rio. perguntei aghora vindo da praia do arpoador, - onde por sinal tinha um povo que vou te contar, vindo da zona norte do rio, de metro -onde morava obrizola prum servente do transito. o cara me deu a dica correta,perto do hotel othon( olides)

De: letier12@hotmail.com
Enviada: Segunda-feira, 20 de Janeiro de 2014 14:30
Para: olidescanton@bol.com.br
Assunto: Verão com Vida PDT 12

O deputado Vieira da Cunha, acompanhado de dezenas de militantes da Juventude do PDT-RS, promoveu grande caminhada neste final da semana (dias 18 e 19/1) no balneário gaúcho de Capão da Canoa, um dos preferidos de Leonel Brizola, dentro do tradicional projeto “Verão com Vida” que entrou em seu 10° aniversário. Criado em 2004 pelo então deputado federal Pompeo de Matos, “Verão com Vida” tem por objetivo conscientizar as pessoas da importância da preservação do meio ambiente.
Representando São Borja estiveram presentes o Secretário Geral da JS PDT RS Letier Vivian, o Presidente do PDT local, Helder Piegas, o Vereador Tiago Cadó e a Secretária do Partido Flávia Casarolli.
Os militantes da Juventude do PDT gaúcho - entre eles seu presidente estadual, João Henrique Cella, com presidentes e coordenadores do Litoral, como José Olavo Bisol (Presidente da JS/Tramandaí) e Romildo Bolzan Neto (coordenador da JS/ Litoral Norte) - também distribuíram sacolas oxibiodegradáveis aos banhistas.
Além dos integrantes da JS-PDT também participaram da caminhada o deputado Vieira da Cunha, o vereador Flavio Corso, de Tramandaí; o candidato a senador do PDT-RS, Lasier Martins, o presidente do PDT gaúcho, Romildo Bolzan Júnior, e vários militantes dos diretórios municipais do PDT de Tramandaí e de Capão da Canoa.


Do mironneto.com

EGR passa no primeiro teste do polo de pedágio

A Empresa Gaúcha de Rodovias (EGR) passou no primeiro teste depois que assumiu a administração das estradas da região. O trabalho de recapeamento da RS-235, no bairro Carazal, onde vinham ocorrendo acidentes em dias de chuva, foi rapidamente feito.
Desde sexta-feira, o trecho de 1,5 quilômetro está recapeado com um asfalto mais abrasivo e devidamente sinalizado.


Da Serra

Protesto na RSC-470

Imagens da manifestação por melhoras nas estradas da Serra, na RSC-470, entre Veranópolis e Vila Flores, na última sexta-feira, 17 de janeiro. Dois caminhões atravessados faziam os motoristas reduzirem a velocidade e transitarem pelo acostamento. Fotos de Marcio de Almeida Bueno e Ellen Augusta Valer de Freitas.


Artigo

Minha rua, minha casa

por Christopher Goulart, vice-presidente da FASC

Publicada recentemente em Zero Hora a matéria jornalística com o título “Moradia às margens do dilúvio”, portando intensa carga de um verdadeiro drama do nosso cotidiano, a população em situação de rua desperta atenção especial.

Estes seres humanos que dividem os bancos de praças, calçadas, viadutos e demais espaços públicos, usando-os para dormir e outras finalidades, entre elas o consumo de drogas, são a resultante de uma dura constatação: nossa incapacidade de construir uma sociedade plenamente amparada nos valores da justiça social.

Ao depararmos com estas pessoas desafortunadas, em extrema situação de vulnerabilidade social, podemos até enxergar o reflexo do nosso egoísmo. Para muitos são como párias vagando, esquecidos pelo sistema à margem da sociedade. Ocorre que estas pessoas têm rosto, têm um nome e têm uma história. E a culpa é nossa! É nossa obrigação encontrar as soluções para as mazelas enraizadas de um sistema excludente, obviamente repelindo a idéia cruel de quem sustenta uma “faxina social”. Pasmem, há quem pense nesta solução.

O grande desafio da Administração Pública reside justamente na conciliação entre a atenção obrigatória dos direitos, deveres e liberdades individuais e a necessidade de fortalecer cada vez mais a política inclusiva para os excluídos. Existe aqui um visível conflito entre o interesse público e privado a ser equacionado.

Com a implementação no Brasil do Sistema Único de Assistência Social - SUAS - no ano de 2005, e seu constante aperfeiçoamento em todas as cidades, esta situação de “sofrimento urbano” restou contemplada pelo Poder Público. Podemos citar como exemplo disso o aumento constante dos trabalhos de Abordagem e Atendimento Social de Jovens e Adultos, pessoas que vivem na rua ou que estão temporariamente nelas.

Mas ainda há muito por fazer. Atingir um resultado satisfatório na condução deste complexo problema social depende fundamentalmente da articulação entre outras esferas dos Poderes Municipais. De nada vale aumentar o número de vagas dentro dos acolhimentos institucionais, tais como abrigos e albergues, se não existir o encaminhamento de saúde para o usuário com dependência química, doenças clínicas e pessoas com deficiências, enquanto não existir uma educação de qualidade e oportunidades de crescimento para todos.


Da Serra

Terra da Longevidade completa 116 anos

Imagens do aniversário dos 116 anos de Veranopolis, no último domingo. Fotos de Marcio de Almeida Bueno.


dos leitores!

De: lazaritur@hotmail.com
Enviada: Segunda-feira, 20 de Janeiro de 2014 16:10
Para: olidescanton@bol.com.br
Assunto: Aniversário

Oi Olides. Faz dias que não acompanho teu blog. Hoje entrei e soube que você fez aniversário. Parabéns guri.
Guri no bom sentido. Melhor do que chamar de "nono".
"Fá judicio in tel Rio de Janeiro"
Abraço


Dos Leitores!

------- Mensagem encaminhada -------
De: Neuza Penalvo npenalvo@yahoo.com.br
Para: deolhoseouvidos1@terra.com.br
Data: 20/01/2014 16h36min13s UTC

Oi Canton!
Loko, desculpe mas não tinha lido o blog até a hora q falamos no cel.! Havia acabado de chegar da campanha como dizemos por aqui e esqueci que era teu aniversário!!! FALHA NOSSA!!! Perdi a oportunidade de te cumprimentar p/ tão significativa data! Afinal, não é qualquer dia que nasce um ser tão intrigante, extremamente sincero (fala, depois pensa) como tu. Mas vai lá então meu abraço e desejo de muita saúde, paz e realizações em tua vida! Aproveita o passeio c/as meninas! Abraço. Neuza


20 de janeiro de 2014


MEU NIVER



FOI COMEMORADO NO GAMBRINUS. NO FIM DAS CONTAS, GANHEI ATÉ UM VINHO PORTUGUES DO BETO, MEU AMIGO DONO DO BAR. É LÁ QUE VOU LANÇAR MEU LIVRO SOBRE A NOITE, PORQUE O FALECIDO DONO, O ANTONINHO SEMPRE QUERIA QUE FOSSE LÁ.

FORAM LÁ ALGUNS AMIGOS E TODOS CONVERSAMOS ATÉ A HORA DE FECHAR O MERCADO. SEM ESTRESSE.

RECORDEI UM ANIVERSÁRIO DE QUANDO MORAVA NA ANTONIO PARREIRAS....FOI A ZERO INTEIRA NO MEU NIVER. LEM BRO DO FALECIDO OLYR ZAVASCHI NO NIVER, DO MAFALDA E DA IMARA....AQUELA FOI PUNK...MESMO .ERA UM LOCAL ONDE ENCIMA MORAVA O BETO CALLAGE A VANIA. NO VERÃO, NOSSO PEQUENO HALL AMANHECIA CHEIO DE GARRAFAS DE CERVEJA QUE CAÍAM LÁ DE CIMA PORQUE ELES SEMPRE TINHAM AMIGOS QUE OS VISITAVAM...QUANDO UM CASAL TEM MUITOS AMIGOS É BOM SINALL....COMEMORAVAM A NOITE TODA...LÁ VI NASCER O MÁRCIO, QUE HOJE ANDA AI NA PROPAGANDA...IA SEMPRE LÁ O VELHO CALLAGE, COMUNISTÃOD AS ANTIGAS....

O ROQUE,IRMÃO DO BETO, AS VEZES TINHA QUE ENTRAR LÁ EM CASA PORQUE O BETO E A VANIA NÃOE STAVAM EM CASA E ELE TINHA TOMADO UMAS QUI OUTRAS.


RIO, CIDADE MARAVILHOSA...

estou hospedado aqui, escreven do com a brisa do oceano atlantico que bate em mim...a janela do primeiro andar da av. atlantica, em copa
caba deixa uma brisa muito boa entrando. agora há pouco na praia um vendedor de picole, dizia:

seu picolezeiro não deixa voce sozinho num sabadão tão maneiro...mas bota maneiro.

Fazia muitos anos que não vinha ao rio....

acho que 15 ou mais. mas o taxista que me trouxe do galeão veio passando por todo o centro e me descrevendo:

- aqui são aqueles deputados engravatados que não fazem nada.

quando passou em frente ao Tribunal de Justiça, disse:

- aqui os homens da capa preta chegtam de helicoptero....

ele e um crente....deixa a igreja porque a ex-mulher se amaziou com um obreiro. mudou-se pra outra. bom papo, e quando me disse que era de igreja, levei fé. paguei 60 pilas do galeão até a av. atlantica, dentro do preço.

vou ficar alguns diAS no rio.hoje tá fresquinho, mas dizem que vem calorão por aí. engraçado o calor daqui não sufoca como o de porto alegre. é que aqui na beira da praia tem a brisa do mar....

vou querer levar minha neta ao pão de açucar, porque seus pais nunca o fizeram....

e quero ir também ao corcovado. o rio visto do alto é muito bonito, pra mim é a cidade mais linda do mundo. Não conheçol joanesburgo, na africa, mas o rio me extasia.

outra coisa: não sei se sou eu, que achok, mas eu acho o carioca muityo gentil, principalmente com quem vem de fora. eles logo vem que é de fora.

aqui hora é epoca de grandes transatlanticos, contei uns 5 na parte antiga da cidade hoje, quando vinha do galeão....

que por sinal está em obras....

medo de avião

depois de velho, dei pra sentir medo de avião, mas esperao que agora tudo passe.


RIO DOS TRANSATLANTICOS!

NO SABADO DE NOITE, DA JANELA INDISCRETA DO APE ONDE ESTOU FOTOGRAFEI ESTA TRANSATLANTICO CRUZDNDO NA FRENTE D APRAIA DE COPACABANA. PROVAVELMENTE IA EM DIREÇÃO A SANTOS!


DOMINGO NO RIO....

NO SABADO DE NOITE, AINDA FOTOS DO TRANSATLANTICO CRUZANDO POR COPACABANA....E NO DOMINGO DE MANHÃ A PRAIA DE IPANEMA CHEINHA POR CAUSA DO VERÃO CARIOCA!


MAIS CENAS DO DOMINGO BONITO DO RIO DE JANEIRO!


CENAS DOMINICAIS NAS PRAIAS CARIOCAS!


cenas do domingo carioca!


RIO TEU NEGOCIO É SER RIO!


DOMINGÃO BEM CARIOCA. SEGUNDA AQUI É FERIADO, DIA DO PADROEIRO SÃO SEBASTIÃO MAIS PRAIA!!!


DOMINGÃO MANEIRO NO RIO, COM SOL DE 30 E POUCOS GRAUS MAS DIZEM QUE VEM CALORÃO POR AI....


CENAS DO DOMINGO CARIOCA!!!!a beira da praia!


são chico...

bah,a té o comandante do voo que vim hoje pro rio quando subimos no salgado filho e alcansamos boa altura começou a dizer...

- vamos cruzar encima de são chjico de paula, lá está o itaimbezinho, depois passaremos pela serra de santa catarina, por cima de garopaba e depois sobre o oceano..

depois desta não dá pra guentar o fiol del zator, até os comandantes da gol está sinalizado sua são chico..quanto EGO....!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!


De São Borja

Letier Vivian esteve em Porto Alegre, num voo rasante, pra ver problemas da Juventude do PDT


Da Assembléia Legislativa do RS


O deputado Marcelo Morais(PTB) teria dito ao programa do Motta, da Record, que ele não dava presentes de Natal....

* Já quando o repórter Sacomoni, da Record, perguntou ao deputado Paulo Odone se ele dava presente aos pobres, ele deu 200 reais que tinha acabado de sacar do caixa do Banrisul. o repórter disse que queria presente, não dinheiro.


OPERAÇÃO TARTARUGA

na quinta de noite, dia 16, a avani stein, que mora aqui do lado, estava indo pro centro . ficou na parada das 6 até quase sete da noite...

ai pegou um lotação na protásio.....não vinha onibus pro centro...na linha 430....operação tartaruga disfarçada.....na carinha da EPTC e ninguém faz nada....


novo catamara poa-guaiba



APRESENTAÇÃO DO NOVO CATAMARÃ PRA LIGAÇÃO POA-GUAIBA

foi apresentado na 6 f,dia 17.01 o novo catamarã da empresa ouro e prata pra entrar na linha poa-guaiba.

o presidente do grupo, hugo fleck, ciceronou as autoridades e os jornalistas. não houve regabofe. apenas uma aguinha mineral dentro do novo catamarã.

uma viagem experimental foi feixa ida e volta, que durou apenas 60 minutos.

o novo barco,totalmente construído aqui, vale 4 milhões de reais e tem capacidade para 140 lugares, com equipamentos alemães de navegação do que existe de mais moderno.Luana fleck, filha do dono, e possivelmente a que substituira hugo no comando das empresas também esteve no evento. outros diretores do grupo, como bernaud, do catsul e roberto elwanger, da ouro e prata tambémm foram convidados. o prefeito em exercicio sebastião mello compareceu ao evento que começou as 9 e meia e 10 e meia tinha terminado.pontualidade germanica.


AUTORIDADES MUNICIPAIS,ESTADUAIS E OS DONOS DO CATAMARÃ TODOS FOTOGRAFADOS NO ARMAZÉM B3 DO CAIS DO PORTO

este reporter acompanhou a viagem e pode constatar que o conforto é absoluto. não se sabe,porém, como é navegar em dias de grandes turbulencias. os tecnicos dizem que não há perigos.

o barco que liga poa a guaíba transportou neste dois anos 1 milhões e meio de passageiros. seu custo é de 7 reais. não há isenções.

Pra copa do mundo será seguramente um grande serviço de turismo até porque se passa ao largo do beira rio e de lá se pode ver o estádio que sediará os jogos da copa do mundo em junho que vem.

aliás ao atravessar de barco e passar pelo beira rio me lembrei que dois dirigentes ligados ao transporte estão envolvidos nisto. giovani luigi, presidente do inter, que é da rodoviária e hugo fleck, que é hoje presidente do grupo ouro e e prata.

(olides canton)


RS PODE VIRAR POLO DE FABRICA DE CATAMARÃ

O presidente da Ouro e Prata, hugo Fleck, disse na manha da ultima sexta, que o Estado poderá virar polo de construção de novos catamarãs,igual ao Cat V que estava sendo testado naquela manhã.

- em 3 meses um barco como este pode ficar pronto,disse ele. no entando o barco que estava sendo entregue levara um ano e meio pro seu fabrico, todo no RS.

O secretário do interior, Luiz Carlos Busatto disse que um barco semelhante deverá entrar na ligação entre são josé do norte e rio grande.

- estamos vendo a licitação,disse busatto,sem no entanto dar data de quando ela ficará concluída.

o barco que foi testado na sexta passada, desenvolve uma velocidade de 90 km hora se fosse comparada a um au

tomóvel.Hugo Fleck estava entusiasmado:
- Nem nos meus sonhos mais delirantes nunca imaginei que um dia conseguissemos fazer um barco como este, disse o presidente do Grupo Ouro e Prata.A navegação tapajós do grupo que faz transporte hidroviário na região amazonica tem encomenda de 10 barcos como o que foi apresentado na sexta.

na região amazonica, as distancia são enormes, lembrou Fleck. cerca de 500 km de uma localidade a outra.
alguns dados do barco que foi entregue:

peso: 24 ton
39 ton com 120 passageiros
tem radar, GPS,AIS e ecobatimetro.
160 coletes salva vidas.
3 botes infláveis,com capacidade para 160 pessoas,
poltronas estofadas, ar condicionado, wireless, 6 monitores de tv,
1 camara na proa transmite imagens para um monitos de 60 polegadas no interior do catamarã como se o passageiro estivesse no convés do barco.
estrutura: casco de fibra de vidro,convés de aluminio naval dimensões 22,78 ,m de comprimento por 7,10 m de largura. anda a 45 km por hora. 138 poltronas com duas para cadeirantes.

A convocação pra apresentação do novo barco foi feito pela Fundação Metropolitana de Planejamento(Metroplan).


Rescaldos do evento



* Jornalistas não puderam deixar seus carros no cais Mauá...alguns estavam buzinas com isto, como a reporter do JC.

* Luis Carlos Busatto disse que seu candidato a vice de Tarso Genro é o secretário LARA, mas que o mesmo não quer.

* O problema do Cisne branco, que não querem mais no porto local, ocupou muito a imprensa que foi no evento do catamarã. Busatto deu muitas explicações sobre isto.

* Alguns ' paparazzos' de eventos sociais se metem nestas ocasiões como se fossem repórteres e donos da festa....tão ficando chatos, isto sim...

* Tá certo que sempre tem quem goste de uma fresta num programinha de tevê no c....da madrugada...mas estes paparazzos viraram verdadeiros picaretas da noticia...

* tão desacredidanto os profissionais sérios....


DO RIO DE JANEIRO

AS PESQUISAS DAQUI NÃO DÃO A DILMA MUITO BEM COLOCADA,NÃO NA SUCESSÃO. HOJE NA BEIRA DO MAR FIZ MINHA PESQUISA COM OS VENDEDORES. TODOS ME DIZIAM : TAVA BOM NO TEMPO DO LULA...

E AQUI PERTO DE ONDE ESTOU AO MEIO DIA VI UM CARA NA RUA DANDO UM DISCURSO:

- TUDO CORRUPTO, GRITAVA O CARA, EM SEGUIDA DEU UM BOLO EM VOLTA DELE.

DILMA NÃO ESTÁ BEM COTADA NAS PESQUISAS PORQUE ELA É LINKADA COM O GOVERNADOR SERGIO CABRAL DO PMDB QUE ESTÁ ABAIXO DO C....DO CACHORRRO AQUI....DIZEM ATÉ QUE ELE ABRIRIA MÃO DE CONCORRER AO SENADO PRA ABIR UM VAGA PRO PT PRA FAZER UMA COMPOSIÇÃO, OU SEJA, QUE O PT =LEIA-SE SENADOR LINDERBERG FARIAS - DEIXE O PEZÃO, VICE DE CAB RAL, CONCORRER E ELE NÃO CONCORRA. ATENÇÃO. O RIO É O TERCEIRO MAIOR COLEGIO DO PAIS.

ainda politica

ex-ministra do STF, Ellen Greice não confirma nem desmente as informações que os jornais tão dando de que poderia ser vice de Aecio Neves.

A pessoas próximoas do Rio, ela confidenciou que tem sabido disto apenas pela imprensa.

comno faz em todos seus aniversários, a ex-ministra do STF - hoje advogando - está afivelando as malas pra passar seu niver em fevereiro na Europa. ela costuma comemorar seu niver no Velho Mundo!


PL 155/2013

Pozzobom destaca rigor da lei de prevenção de incêndio

O deputado estadual Jorge Pozzobom (PSDB) prestigiou juntamente com os deputados Valdeci Oliveira e Adão Villaverde, entre outros parlamentares, o ato de sanção do projeto de lei 155/2013 pelo governador do Estado, Tarso Genro, ocorrido na manhã da quinta-feira (26), no Palácio Piratini. A Lei que passa a vigorar estabelece normas sobre segurança, prevenção e proteção contra incêndios nas edificações e áreas de risco de incêndio no Estado do Rio Grande do Sul. O parlamentar destacou que a Lei foi elaborada a partir da união e da dedicação de todos os deputados da Assembleia Legislativa com o apoio de instituições, entidades e da sociedade. Pozzobom, que foi autor de emendas visando garantir a aplicação dos dispositivos com rigor, destacou que a lei visa, acima de tudo, preservar a vida. Uma de suas proposições reduziu o prazo de três para um ano para que os municípios modernizem as suas leis. “Era nosso dever dar uma resposta séria, responsável, contundente e eficaz ao que aconteceu em Santa Maria, ou seja, uma lei rigorosa. Somente desta forma também haverá rigor na liberação dos alvarás, que é o primeiro ponto que a cidade de Santa Maria nos pede todos os dias. Acima das diferenças, mostramos que temos compromisso com Santa Maria e com o Rio Grande”, afirmou.


De: ramaoaguilar@yahoo.com.br
Enviada: Quinta-feira, 16 de Janeiro de 2014 14:22
Para: silodonn@terra.com.br,jnc1944@hotmail.com,olidescanton@bol.com.br,luisborck@hotmail.com,edsonarce@yahoo.com.br,viniciusescultor@hotmail.com
Assunto: Enc: Artigo no Jornal da Noite

ENCAMINHO:

Em , Ramão Aguilar <ramaoaguilar@yahoo.com.br> escreveu:

Parabéns amigo Israel.
Excelente a matéria do Jornal da Noite, recomendando teu livro aos seus leitores, com uma qualidade jornalística impressionante e uma crítica que dispensa comentário, quando diz: "O trabalho do pesquisador Israel Lopes em Pedro Raymundo e o Canto Monarca é um documento imprescindível para quem quer conhecer um momento muito significativo da música que se faz no sul do Brasil".
Publicação, como esta, é importante para divulgar a obra e ajudar a formar um público leitor.
Grande abraço.
Ramão Aguilar.

Em Quinta-feira, 16 de Janeiro de 2014 19:00, escritor.israellopes <escritor.israellopes@bol.com.br> escreveu:

Amigo Ramão Aguilar

Digitalizei a página do JORNAL DA NOITE, de Porto Alegre, edição de de Janeiro de 2014 que publicou um excelente artigo sobre o meu livro. Foi a matéria que o Don Olides, havia lido.
Acho que dá pra ti olhar de tela inteira.
Abraços
Israel Lopes


Retornado a Querência...

Ramão voltou a são borja. fimd e férias,a gora só piscina. vamos ao basquete, ramão!

De: ramaoaguilar@yahoo.com.br
Enviada: Quinta-feira, 16 de Janeiro de 2014 17:23
Para: olidescanton@bol.com.br
Assunto: Retornado a Querência...

Amigo Olides:
De volta a Terra Natal desde segunda.
Abç.
Ramão Aguilar

dos leitores

De: jpauloc2.estancia@hotmail.com
Enviada: Segunda-feira, 20 de Janeiro de 2014 00:21
Para: olidescanton@bol.com.br
Assunto: aniversário

Ola malão,na verdade não lembrei do teu níver não,estava vendo teu blog, e vi que a mãe te parabenizou logo cedo...Então queria te desejar tudo de bom,muitas coisas boas,saúde,grana e belas morenas...Feliz aniversário,um abraço. Paulo

dos leitores

De: madamadinha@gmail.com
Enviada: Quinta-feira, 16 de Janeiro de 2014 23:57
Para: olidescanton@bol.com.br
Assunto: Fwd:

Oi Olides,

Pena que só abri minha caixa de emails agora, tarde demais para poder prestigiar teu aniversário. Mas, de qualquer forma, agradeço o convite e te desejo muito saúde e felicidades.
Bjs. e um grande abraço.

Madalena.

---------- Mensagem encaminhada ----------
De: <olidescanton@bol.com.br>
Data: 16 de janeiro de 2014 08:30
Assunto:
Para: "madamadinha@gmail.com" <madamadinha@gmail.com>

MADALENA TOU DE NIVER HJ. ESTAREI NO GAMBRINUS NO FIM DA TARDE. TU SÓ PAGA O XOPI. O PETISCO É COMIGO. VAI LÁ. ABS OLIDES

------- Mensagem encaminhada -------
De: m-rocha@upf.br
Para: deolhoseouvidos1@terra.com.br
CC: m-rocha@upf.br
Assunto: niver
Data: 17/01/2014 22h46min11s UTC

OLIDES !

PARABÉNS PELOS 62, EU EM NOVEMBRO, SE DEUS QUISER, TAMBÉM CHEGO LÁ.

ALÉM DA MINHA PESSOA, OUTROS AMIGOS TEUS, TAMBÉM REFERIRAM A EVOLUÇÃO
DE TEU BLOG, PERMITINDO QUE NÕS, HABITUÉES, POSSSAMOS FAZER UMA
LEITURA MAIS LEVE E PRODUTIVA.
FALANDO EM PRODUTIVA, NA EDIÇÃO DE ONTEM 16.01 LI, COM ALEGRIA E
SATISFAÇÃO, EXCELENTE MATÉRIA ENVIADA PELO CONTERRÂNEO, SAUL GIL, NÃO
CONFUNDIR COM RUAL GIL, POIS O PESSOAL DE SÃO CHICO TEM TALENTO
!!!!!!!!!!ALGUNS DIRIA !!!!!!!!.

PELA PRIMEIRA VEZ VIZ ALGUÉM, COM PRECISÃO E CLAREZA, DESCREVER AS
CAUSA DO ATRASO VIVIDO POR MIHA TERRA NATAL. O SAUL GIL FOI FUNDO NA
ANÁLISE, FAZENDO-ME VER, ALÉM DOS ASPECTOS REFERENTES AOS
COLONIZADORES DO MUNIC´PIO, A INFLU~ENCIA GEOGRÁFICA DO ATRASO, DE
FORMA ESPECIAL, O DIÁSPORA DAS POPULAÇÕES DO INTERIOR DE SÃO CHICO,
CUJOS DISTRITOS, SÃO MAIS PRÓXIMOS DE CAXIAS OU SÃO MARCOS, DO QUE DA
SEDE.

FALO ISTO COM PROPIREDADE POIS, MEUS AVÓS SÃO ORIGINÁRIOS DO DISTRITO
(AINDA HOJE EXISTE) D TAINHAS, EM FUNÇÃO DE SER BANHO POR UM RIO QUE
LHE EMPRESTA O NOME, E QUE NÃO FICA TÃO DISTANTE DE LAGEADO GRANDE -
ONDE RESIDIU MEU BISAVÔ E DO JOSÉ ALBERTO ANDRADE, TEU
COLEGA-,CONHECIDO COMO "JUCA DA RATA"-JOSÉ DOS SANTOS-, E NEM DE
CAZUZA FERREIRA, DE ONDE É ORIGINÁRIO O SAUL. ALIÁS, NESTE DISTRITO,
NA DÉCADA DE CINCOENTA, QUANDO AINDA NÃO HAVIA SOFRIDO COM A MIGRAÇÃO
E O CICLO DA EXTRAÇÃO DA MADEIRA, MEU PAI FAZIA MUITOS VOTOS PELO PTB,
ELEGENDO-SE VEREADOR EM DUAS OCASIÕES.

SÃO FRANCISCO, COMO DIZ A MÚSICA REPODUZIDA NA MATÉRIA DO GIL, FOI UM
DOS MAIORES MUNICÍPIOS DO ESTADO E, PELA PROXIMIDADE DE CAXIAS, PERDEU
ALGUNS DISTRITOS, SENDO "CRIÚVA", A PERDA MAIS SIGNIFICATIVA POIS, LÁ
NASCERAM OS IRMÃOS BERTUSSI- HONEYDE E ADELAR-. HOJE, EM FUNÇÃO DO
PROCESSO EMANCIPATÓRIO, CRIÚVA PERTENCE A SAO MARCOS. NEM POR ISSO OS
BERTUSSI RENEGAM O LUGAR ONDE NASCERAM, MAS TAMBÉM ELES, POR ESTAREM
MAIS PERTO DE CAXIAS, VISLUMBRARAM MAIORES PERSPECTIVAS PARA CARREIRA
ARTÍSTICA, APROXIMANDO-SE DA GRINGOLÂNDIA, NO QUE ESTAVAM,
ABSOLUTAMENTE, CORRETOS E A HISTÓRIA ASSIM PROVOU.

A LOCALIZAÇÃO DA SEDE DO MUNICÍPIO, EM UM DE SEUS EXTEMOS GEOGRÁFICOS,
DEETERMINOU QUE NÃO HOUVESSE A DEVIDA ATENÇÃO AOS DISTRITOS,QUE
FICARAM CARENTES DE ESTRADAS E SERVIÇOS DE SAÚDE, O QUE OCORRE ATÉ
HOJE, INFELIZMENTE. DOIS DISTRITOS TOMARAM OUTROS RUMOS- CAMBARÁ DO
SUL E JAQUIRANA-, MAS NEM POR ISSO PODE-SE DIZER QUE SE DESENVOLVERAM.
CAMBARÁ NÃO EXPLORA BEM O TURISMO CON SEUS CANYONS,TODOS MUITOS LINDOS
COMO ACIDENTES GEOGRÁFICOS, QUANDO A CERRAÇÃO( VIRAÇÃO COMO OS
SERRANOS A CHAMAM)PERMITE OS TURISTAS DE APRECIÁ-LOS, MAS COM DIFÍCIL
ACESSO. ACHO QUE TAL POSTURA É DE PROPÓSITO POR PARTE AUTORIDADES,QUE
PERDEM DIVISAS COM ESTA POSTURA RETRÓGADA.

POR OUTRO LADO, É PRECISO DIZER , QUE SÃO CHICO NUNCA SOUBE EXPLORAR
BEM, O QUE A NATUREZA LHE DEU. É UMA CIDADE, NESTE ASPECTO,
DIFERENCIADA EM BELEZES NATURAIS MAS, ACREDITO, QUE FALTOU MARKETING
DE SUAS POTENCIALIDADES TURÍSTICAS, ALIADO A UMA VISÃO MIOPE DE SEUS
GOVERNANTES QUE, MUITO EMBORA ALGUNS BEM ESCLARECIDOS- É TRADIÇÃO
MÉDICO SER PREFEITO EM SÃO CHICO-. FORAM ENVOLVIDOS PELA BURGUESIA
RURAL, BAM COMO PELA CRÔNICA FALTA DE RECURSOS.

PARA FINALIZAR E NÃO CUSTA RECONHECER, ONDE HÁ MAIS DESENVOLVIMENTO
EM SÃO CHICO- EMPRESAS ETC-, TEM A PARTICIPAÇÃO DE ITALIANOS OU
ALEMÃES. ALGUNS PÊLO DURO TAMBÉM CRESCERAM MAS COMO EM TODAS AS
COMUNIDADES, MUITOS JOVENS BUSCARAM OPORTUNIDADES EM OUTROS HORIZONTES.

PARABÉNS AO SAUL GIL PELA BELÍSSIMA ANÁLISE FEITA. VOU IMPRIMIR E
RELER, QUANDO A SAÚDADE DOS PAGOS FOR DE MATAR, E EU ME SENTIR
ACABRUNHADO, COM VOLTADE VOLTAR, SEGUNDO OS BERTUSSI.

MA TE SE ! MI SON , ANCA DE LA UNDEZE !!!!!!

UM ABRAÇO !!!

MAURO ROCHA

Prof. Mauro Santos Rocha
UPF PALMEIRA - DIRETOR
deolhoseouvidos1@terra.com.br

18 de jan (2 dias atrás)

para m-rocha, mim
dio can te me ve venher su le ostreghe. te parli sora de sãoc hico(Olides) traduzindo: DEus cão(blasfemia de gringo) tu me faz ficar puto da cara, na tradução não literal, mais ou menos adaptada.

------- Mensagem encaminhada -------
De: Ines Pessetti inespessetti@hotmail.com
Para: deolhoseouvidos1@terra.com.br deolhoseouvidos1@terra.com.br
CC:
Assunto: Olides!!
Data: 17/01/2014 18h36min48s UTC

Quando vi essa mensagem.... legal é a tua cara, apesar desse teu jeito durão...
Parabéns ..Felicidades.

Clique aqui para ver a animação em PPS.


ÀS AUTORIDADES DA REPÚBLICA

por PERCIVAL PUGGINA – ZERO HORA – 12/01/14

Excelências. Li, de capa a capa, o volumoso livro de Romeu Tuma Júnior que leva o sugestivo título "Assassinato de reputações". A obra ganhou uma espécie de lançamento nacional através da revista Veja, no início de dezembro último, e consta entre as mais vendidas no país. Presumo, por isso, que milhares de cidadãos a estejam lendo. Assim como eu, hão de estar perplexos e alarmados com as denúncias que faz.

É na condição de cidadão que redijo esta carta. Parece-me conveniente fazê-lo assim, aberta, para tornar pública a inquietação da maioria dos leitores que já percorreram as exaustivas páginas desse livro. Dirijo-a às autoridades porque são várias as que podem agir neste caso. Não alinharei, aqui, as acusações e denúncias descritas em "Assassinato de reputações". De um lado porque muito pouco sei sobre o autor e, como simples cidadão, não tenho como averiguar a autenticidade do que dele se diz e do que ele relata. De outro, porque a honra alheia não encontra em mim alguém disposto a assassiná-la. A prudência exige que sobre ela só se emita juízo público negativo após sentença transitada em julgado.

No entanto... milhares estão lendo esse livro. Como eu, se fazem perguntas civicamente inquietantes. Por que persiste, decorrido um mês inteiro de seu lançamento, o perturbador e coletivo silêncio de quantos deveriam agilizar-se para contestá-lo? Por que, mais grave ainda, as próprias instituições tão fortemente atacadas e apontadas como objeto de aparelhamento político-partidário não bradam em sua própria defesa? As denúncias são graves e, se verdadeiras, descortinam a gênesis de um Estado policial e totalitário. Há crimes noticiados no livro. E o de prevaricação não me parece o maior deles.

Em meio ao inquietante silêncio de quem deveria falar, as solitárias reações que encontro ao explosivo texto são disparos laterais dirigidos ao seu autor, que se apresenta, na obra, como uma das vítimas dos assassinatos em série que menciona. Convenhamos que desacreditar o livro com uso do argumentum ad hominem, mediante ataque pessoal ao autor, não é satisfatório ou suficiente ante a torrente de denúncias que formula, relatando episódios que diz ter pessoalmente vivido. Aos cidadãos brasileiros interessa saber se o que está dito no livro é verdade ou não. E quais as providências adotadas por quem as deve adotar. Inclusive contra o autor se for o caso. Num Estado de Direito, os fatos descritos exigem investigação e cabal esclarecimento. Não podem ser varridos para baixo do espesso tapete do tempo. Não são, também, prevaricação, o silêncio de quem deveria falar e a omissão de quem deveria agir?

Bem sei que a promiscuidade entre as funções de governo e as de Estado decorre do vício institucional que as vincula ao mesmo centro de poder. Nosso lamentável presidencialismo faz isso. É tentador, nele, confundir os espaços partidários (por isso provisórios) próprios do governo, com os espaços permanentes (e por isso não partidários) da administração pública e do Estado. No entanto, por mais que o modelo favoreça o aparelhamento das instituições, não é aceitável a ideia de que vivemos num país onde algumas delas servem para investigar ou não investigar, dependendo do lado para onde sopra o vento das más notícias. Gerar dossiês por encomenda política é coisa de Estado policial, totalitário.


Mandela e Lula, a conciliação e o confronto

por A. P. Quartim de Moraes - Jornalista - OESP – 16/JAN/14

Ecoam no mundo as homenagens que enaltecem a memória daquele que é considerado uma das maiores personalidades da política do século 20, Nelson Mandela, o homem que conseguiu acabar pacificamente com a segregação racial legal e reconciliar seu país consigo mesmo. O êxito de Mandela na luta contra o apartheid e para lançar as bases da democracia na África do Sul deveu-se à sua capacidade de convencer, principalmente a imensa maioria negra, ao lado da qual lutava, de que o sangrento conflito racial que mantinha o país preso ao passado só poderia terminar no dia em que negros e brancos se reconhecessem mutuamente, para além de suas profundas diferenças, como cidadãos iguais perante a lei. E que, como tal, se respeitassem.
Se é fácil imaginar a carga de preconceito que os brancos precisaram superar para aceitar a conciliação com os negros, mais fácil ainda é entender até que ponto o absolutamente compreensível rancor de uma imensa maioria negra historicamente perseguida e oprimida se apresentava como um obstáculo aparentemente intransponível ao projeto de conciliação defendido por Mandela. Mas uma inabalável convicção e uma inquebrantável perseverança mantiveram o grande líder firme e determinado mesmo nos momentos, certamente muitos, em que se viu confrontado pelo ceticismo e pelo inconformismo, quando não pela desconfiança de seus companheiros. Mandela, genuíno homem público, sabia que existe uma enorme diferença entre convencer e agradar e que muitas vezes é preciso pagar o preço das verdades duras, dos argumentos ásperos, para colher mais adiante o bem comum. Mandela, definitivamente, não era um populista.
Já no Brasil...
Em contradição com tudo o que Nelson Mandela pregou e realizou, aquele que se considera o nosso maior e mais importante líder político, Luís Inácio Lula da Silva, incorpora o mais refinado figurino populista do cenário latino-americano. Refinado, explico, apenas por conta de que Lula consegue ser o grande ilusionista que é num país onde, por questões históricas peculiares, as instituições democráticas são mais sólidas do que as daqueles em que a falácia do "bolivarismo" sustenta a liderança de populistas simplesmente patéticos.
Mandela dedicou a vida à conciliação dos sul-africanos. Lula prega o confronto entre os brasileiros. Nosso eterno líder sindical se convenceu, desde sempre, de que na política só existem "nós ou eles" e esse mantra segue sendo a síntese de seu, digamos assim, pensamento político, muito especialmente em períodos eleitorais.
Durante os primeiros 20 anos de existência do PT Lula foi o ferrabrás que era contra "tudo isso que está aí". Para se eleger em 2002 converteu-se provisoriamente em "Lulinha paz e amor", o que incluía desdizer quase tudo o que sempre dissera nos palanques. Mas, eleito e estimulado por índices estratosféricos de apoio popular, gradativamente voltou a ser o velho Lula rancorosamente hostil com os "inimigos" e pragmaticamente impositivo tanto na ação governamental quanto na partidária.
Lula exige que sua palavra seja lei. E a lei de Lula manda, primeiro, privilegiar ações de governo populistas, como um bolsismo necessário, mas incompetente e de viés claramente demagógico, e, depois, lançar a culpa de tudo o que não funciona ou dá errado sobre os ombros de um inimigo difuso, jamais denominado, que tanto podem ser as "elites" quanto todo e qualquer vivente que ouse a ele se opor. Por inspiração do Grande Chefe e com o toque de glamour fornecido pelo marketing, o discurso e a ação do governo baseiam-se hoje num tripé: a promessa, a versão e o porrete. Promessa de inesgotáveis bondades de grande apelo popular, versão edulcorada - ou puramente mendaz - dos desacertos provocados por sua própria incompetência de gestão e porrete no lombo da tigrada inimiga.
Haverá quem afirme que qualquer governo faz o mesmo, no mundo inteiro. É uma generalização talvez um tanto depreciativa, mas, enfim, governos são os homens que os integram e todos sabemos que o homem está longe de ser a obra mais perfeita do Criador. Tudo, porém, tem um limite, como diria o conselheiro Acácio. E em política o limite de tolerância para os malfeitos dos políticos - imperdoável corrupção à parte - é o da traição aos princípios que sempre defenderam. Nelson Mandela foi um exemplo de coerência. Lula traiu suas origens ao fazer, por apego ao poder, o Brasil ressuscitar com toda a força o secular patrimonialismo estatal que transformou o estamento burocrático em verdadeiro dono do poder, conforme Raymundo Faoro diagnosticara muito antes do advento do lulopetismo.
O próprio Lula revelou-se, ele mesmo, lá do pináculo de sua onipotência, um patrimonialista tão irredimível quanto os tradicionais coronéis da política aos quais se aliou, ao demonstrar que não distingue o público do privado: ao apagar das luzes de seu governo, teve o caradurismo de mandar distribuir passaportes diplomáticos para seus petizes e dias depois, já ex-presidente, refestelou-se com a família em aprazível propriedade da Marinha no Guarujá, para um merecido descanso à custa do erário. Exemplos aparentemente sem maior importância, mas suficientes para desnudar o rei.
Neste ano eleitoral, o tripé petista está armado de modo a garantir para a turma de Lula e seus aliados de mão grande mais quatro anos de patrimonialismo explícito, defendido na base da porretada, até mesmo contra o Judiciário. Dilma Rousseff aparentemente já conseguiu conciliar essa estratégia com seu próprio passado, simplesmente olhando para o outro lado, enquanto Lula decide o que deve ser dito nos palanques e quais devem ser os alvos da artilharia pesada. O recente e feroz ataque ao ex-aliado Eduardo Campos é uma pequena amostra do que vem por aí.
Tudo a demonstrar que entre Lula e Nelson Mandela c'è di mezzo il mare...


SEM PULO - TÚNEL DO TEMPO - 18.01.2014


TRANSLADO DA IMAGEM DE NOSSA SENHORA DOS NAVEGANTES ACONTECE NESTE DOMINGO

recado pras assessorias d airmandade(mandem fotos do translado da nossa padroeira)

------- Mensagem encaminhada -------
De: Irmandade Navegantes
Assunto: TRANSLADO DA IMAGEM DE NOSSA SENHORA DOS NAVEGANTES ACONTECE NESTE DOMINGO
Data: 18/01/2014 12h07min35s UTC

TRANSLADO DA IMAGEM DE NOSSA SENHORA DOS NAVEGANTES ACONTECE NESTE DOMINGO

Acontece neste domingo, 19 de janeiro, `as 17 horas a abertura oficial da Festa de Nossa Senhora dos Navegante pelo Presidente da Câmara de Vereadores – Vereador Prof. Garcia. Uma missa de despedida da Imagem marca o momento do translado para a Igreja do Rosário no centro de Porto Alegre.

A procissão sairá da Igreja dos Navegantes `as 18 horas e seguirá a pé percorrendo o seguinte trajeto:

Av. Sertório, Av. Pres. Franklin Roosevelt;

Av. Visconde do Rio Branco (cruza a Av. Farrapos);

Av. Cristóvão Colombo;

Av. Alberto Bins;

Rua Otávio Rocha;

Rua Vigário José Inácio até a Igreja do Rosário.

Em decorrência, conforme a Empresa Pública de Transporte e Circulação as linhas de transporte coletivo que operam no percurso da procissão terão seus itinerários alterados de acordo com o ponto de passagem do cortejo, obedecendo o seguinte esquema de trânsito:

BLOQUEIO

Av. Sertório entre a Ponte sobre o Rio Guaíba (Travessia Régis Bitencourt) e Av. Farrapos;

Av. Presidente Franklin Roosevelt entre a Av. Sertório e a Av. Farrapos;

Durante a passagem do cortejo, em todo o seu trajeto, haverá bloqueios momentâneos operacionalizados por Agentes de Fiscalização de Trânsito.

As LOTAÇÕES que tem itinerário pela Cristóvão Colombo, sofrerão o mesmo desvio dos coletivos.

As LOTAÇÕES que tem terminal na Alberto Bins e Dr. Flores durante a chegada da procissão farão seu embarque/desembarque, na Dr. Flores ao lado do CPC.

As alterações nas linhas de ônibus desta região encontra-se em oficio anexado a este release.

 

17 de janeiro de 2014


NIVER

MAE SABE O QUE CUSTA PARIR UM FILHO...POR ISTO QUE ELAS TANTO VÃO AOS PRESÍDIOS...
NO MEU CASO MINHA MAE ME LIGOU AS 6 E MEIA DA MATINHA, HOJE, DIA DO MEU NIVER. PENSEI. SÓ MAE MESMO....

O MAIS ENGRAÇADO ERA OUVIR A VIVO E A CORES OS GALOS NO FUNDO CANTANDO. AMANHECIA EM SERAFINA. DESEJEI UM BOM CHIMARÃO PROS VELHOS E PRONTO.


coleguinhas

O Laurinho e a Rosa mandaram um belo presente de niver...uma graninha pra mim torrar em teatro no Rio...diz que tem lá um musical da elis imperdivel. como sou veio, minha filha nem sabia que eu tinha passado dos 60, vou pelo desconto. quero ver também a peça da maria callas, interpretada pela silvia feifer, aquela que na novela falava com uma voz fanha....é o unico caso de top model - o laurinho diz que top model é o c....são modelos mesmo....que virou atriz e boa atriz...

* descobri um caso rarissimo. o PCFlores, que eu chamei de Farias, mora no ITU SABARÁ. não conheci nenhum colega que morasse naquela bairro da zona norte, sem o menor glamour...eu sou pobre mas moro perto da pracinha da encol, num pardieiro brabo onde a gente ouve os gemidos das camas( e de quem está encima) e o cheiro da comida que tão fazendo no andar debaixo. mas deus deve ter guardado alguma coisa boa pra mim, embora eu não me queixo, estou apenas registrando....


MORDIDAS NO AR

MENDELSKY PERDEU A CERIMONIA E HOJE DEU UMAS MORDIDAS EM ANUNCIANTES DE CARROS NO AR. DISSE QUE QUANDO ELES ANUNCIAREM, ELES VÃO FALAR DOS PRODUTOS. TIPO A CHEROKEE....


A Magda detona Maria Ieda Vargas e Bira Valdez!



ME SURPREENDEU A ENTREVISTA DA COMUNICADORA MAGDA BEATRIZ NA PRESS.

ELA DETONA COM A YEDA MARIA VARGAS
- magda tu estás velha, tu tens que te dar conta que tens que dar lugar pra outros!!!!!

estas também seriam frases que o Bira Valdez, na Band, lhe disse.

Espertinha esta Magda: ele detona com a primeira que estaria com Alzheimer(segundo se diz por aí...e mora hoje em Gramado. A Donna fez uma matéria com ela dizendo que ela está super bem....) Já o bira Valdez, todos sabem morreu fazendo,dizem, aquilo que ele mais gostava....esteira....em SP.


EDIÇÃO 99 DO JORNAL DIZ


Clique na imagempara ler a edição em PDF


MEMORIA DA IMPRENSA

morte de garrincha!



Em 20 de janeiro de 1983, 31 anos atrás, eu estava no Rio, na casa onde morava o Caco barcellos então.

Passava férias lá. O Caco então era casado com a fotografa Avani, hoje minha vizinha.

La estavam ainda os pais do Caco-Antoninha e Nércio(falecido) e o Caco voltou todo empolgado da cobertura que tinha feito da morte de Garrincha. Mas ele descrevia pro pai, principalmente,a pobreza de Mané.

- Pai, ele tinha apenas umas flamulas, morava num quartinho!


Caderno de Turismo



A Zero fazia sempre, antes do verão, o chamado Caderno de Turismo.

Percorriamos litoral,serra,santa catarina, atrás de dados.

e alguns vendedores ' espertos' da zero iam atrás do repórter, camuflados. quando o repórter terminava a entrevista, ele entrava e ' vendia' o anuncio....


MAIS SHOW DO RC NA COBERTURA DO LITORAL!


COBERTURA DE PRAIAS

ANOS 80


peixes mortos,sempre um assunto que no começo dos anos 80 dava Ibope, estávamos começando a era da ecologia. Não se esqueçam que Gabeira tinha vindo do exílio e em 1979 inaugurou o verão da tanga no rio....


matérias sobre o presente e o passado de Tramandaí. Outro assunto predileto dos pauteiros, quando não tinha nada do dia a adia...

comentários do show do roberto carlos, geralmente que ia muito a capital das praias se apresentar. geralmente quem cobria pra zero era o gilberto leal, da confiança absoluta da direção da empresa( leia-se eles não queriam rolo com o rei, que é tri cheio de manias )


XUVISCO FICOU MEIO TRANCADO NO SIMERS



CONTAM QUE NOS ANOS 70, O REPÓRTER XUVISCO- LUIS FONSECA - FOI ENTREVISTAR O PRESIDENTE DO SIMERS. LIGADO A JAIR SOARES, CARLOS SÁ TERIA FEITO UMA ESPÉCIE DE INTERROGATÓRIO AO XUVISCO PRA SABER SE AFINAL COM AS PERGUNTAS QUE ELE FAZIA NÃO ERA LIGADO DO ' PARTIDÃO'. ELA NÃO ERA, MAS O SEU INSEPARÁVEL AMIGO DIABÃO O ERA,SIM. TANTO QUE DEPOIS NO GOVERNO DE SARNEY, DIABÃO PEGOU UMA BOQUINHA NA EBN EM FLORIPA. MORAVA NO SANTINHO E IA TRABALHAR NO CENTRO DE FLORIPA, DIARIAMENTE, SEM FOLGAS...MESMO NO FIM DE SEMANA.

HOJE DIABÃO ESTÃO MORANDO EM SÃO JOSÉ DO NORTE, TENDO DEIXADO O SANTINHO, ONDE VIVEU NA DECADA DE 80,90 E PARTE DE 2 MIL.


a quebra do Correio do Povo

( por Carlos Reverbel)


Breno Caldas ergue a TV 2 Guaiba nos altos do Morro Santa Tereza

O caso é que esta intimidade toda com o governo militar rendeu para a Caldas Jr. não uma,mas três concessões de canais de tevê. Antes da instalação da TV Guaíba,a empresa já tinha recebido duas concessões que haviam terminado por caducar. Dr. Breno ainda estava em dúvida quanto à viabilidade do negócio na época que talvez fosse a mais apropriada pra entrar com canal de televisão no Rio Grande do Sul.Quando veio a terceira concessão, dr. Breno finalmente decidiu-se a levar adiante a empreitada e para tanto tomou os conhecidos empréstimos em dólar para financiar os equipamentos da emissora da empresa.
Não era o momento apropriado para uma aventura tão arriscada:o mercado já estava ocupado e o dr. Breno não entendia o suficiente de televisão para propor uma alternativa viável aoque já existia.
Ele recorria eventualmente a assessores técnicos, mas na prática só fazia aquilo que achava que estava certo.Na base de toda esta autoconfiança e da insistência em montar a emissora de televisão,estava a história de sucesso da Rádio Guaíba. A bem - sucedida instalação da Rádio Guaíba só confirmou ao patricarca da Caldas Jr. sua tese de que tinha poderes e habilidades suficientes para tocar todo aquele império sozinho.
Ele imaginava que , de certa forma como tinha idealizado a rádio conforme as idéias próprias que tinha sobre o veículo,iria conseguir instalar a televisão sozinho, sem precisar pedir palpites a ninguém.

Entre o pessoal que trabalhava na Caldas Jr.era corrente a opinião de que aquilo era uma temeridade.Lembro de um conhecido funcionário da Rádio Guaíba que me contou que recusara o convite de ir para a televisão porque sabia que aquela era uma aventura destinada ao fracasso. Apesar deste zumzumzum dos corredores ,ninguém tinha coragem de falar abertamente ao dr. Breno sobre o assunto.
A sua personalidade centralizadora ,acentuada pelos anos,o impediria de dar ouvidos a qualquer opinião divergente.
O desastre que se anunciava estendeu-se a toda a organização, atingindo ao próprio patricarca, que,sozinho, contemplou o desmoronamento do seu império e o comprometeimento de parte considerável de seus bens pessoais.
Para mim foi muito doloroso assistir àquilo tudo. o fechamento do jornal que tinha sido minha escola e minha casa durante tantos anos , o sofrimento do homem a quem eu devia tanto como amigo e profissional. Além disso, sempre fui um pouco fraco diante de emoções mais fortes.Dr. Breno, ao contrário, portou-se como um verdadeiro herói shakespeareano, suportando um final de vida dramático sem jamais perder a dignidade de que um dia havia sido o homem mais poderoso do Estado fora da classe política.(final)


TUDE VIVE HOJE EM VIAMÃO



TUDO MUNHOZ UM EXCELENTE FOTOGRAFO DOS ANOS 70 NA ZERO SAIU DO MERCADO E HOJE VIVE EM VIAMÃO(rs). UM DOS PRMEIROS FOTOGRAFOS LIGADOS AO NATIVISMO - DEPOIS VIERAM OUTROS, COMO LUIZ AVILA, EMILIO PEDROSO - TUDE ERA MUITO AMIGO DO BORGHETINHO, PELO MENOS ELE DIZIA QUE ERA.

NASCIDO EM DOM PEDRITO, ERA UM FOTOGRAFO FARRISTA. FESTA ERA COM ELE.

NUNCA TEVE GRANDE DESTAQUE. INDIADA ERA COM ELE. ESTA FOTO POR EXEMPLO FOI DE UMA CAVALGADA QUE ELE E JUAREZ FONSECA FIZERAM COM CAVALARIANOS DE PORTO ALEGRE A BAGÉ....

UMIRMÃO DO TUDE FOI DONO DO PULPERIA, UM BAR NA CIDADE BAIXA UMA CATEDRAL DO NATIVISMO.

FAZ MUITOS ANOS QUE NÃO VEJO O TUDE...ELE ESTÁ SUMIDO DO MERCADO.


ERRATA

EU CHAMEI O PCFLORES DE PCFARIAS...DESCULPE COLEGA....É QUE, DEIXA PRA LÁ....(OLIDES)

------- Mensagem encaminhada -------
De: PC Flores paulo@pcflores.com.br
Para: contato@deolhoseouvidos.com.br
CC:
Assunto: Alô, Olides.
Data: 16/01/2014 11h47min43s UTC

Alô, amigo Olides.

Eu sou “PC Flores”, o “PC Farias” já morreu. Com um detalhe: eu sou PC Flores antes do PC Farias virar noticia. E obrigado por citar o furo de reportagem. Me visita, vai - www.demalaecuia.net

Grande abraço ao amigo. E te vejo por ai!

Abs

PC FLORES


DOS AMIGOS LEITORES

De: salomaojacob@yahoo.com.br
Enviada: Quinta-feira, 16 de Janeiro de 2014 02:38
Para: olidescanton@bol.com.br
Assunto: dia do seu aniversario

ola
tudo bem
parabéns , parabéns , saúde e felicidade
um grande abraço
salomão


De: letier12@hotmail.com
Enviada: Quinta-feira, 16 de Janeiro de 2014 10:34
Para: olidescanton@bol.com.br
Assunto: RE:

Parabéns pelo aniversário!
Muita grana, cerveja e mulher!!


Ficando velho....

Po Julinho, estou chegando perto de vocês, os velhuscos. qualquer dia tu me coloca naquele time que se encontra sempre lá num restaurante do Menino Deus, que tu chamas de os ' cardeais' , não sei bem se é isto. Mas sei que ficam trovando, entre eles está o celestino valenzuela, quando vem da da praia.(olides canton)

------- Mensagem encaminhada -------
De: julio.pacheco@redevida.com.br
Para: contato@deolhoseouvidos.com.br
CC:
Assunto: Ficando velho....
Data: 16/01/2014 16h42min02s UTC

Grande Olides.
Parabéns, muitos anos de vida e muita felicidade.
Um grande abraço.
Júlio César


Bom dia Olides

Feliz aniversário!

Liguei na tua casa mas não atendeu. Já devias estar caminhando.

Um abraço

Ana


Flagrante

o arco-iris no fim de tarde...num dia de chuva no fim de tarde saiu o sol. e daí deu um belo arco-iris!


Recebo do capincho de são borja!

Curioso uma barbaridade!!!
Boa viagem... coloca mais umas bundas da zero hora no teu blog


DE SÃO BORJA


FELIZES COMO GANSO EM AÇUDE CHEIO

' CAPINCHO' E FRENTE FRIA NÃO QUEREM VIDA MELHOR. DEPOIS DO EXPEDIENTE DO PRIMEIRO, QUE AFINAL AINDA PRECISA TRABALHAR, ELES VÃO PRA CHURRQASCARIA MISSÕES. LÁ ENTORNAM ALGUMAS. DEPOIS COM UMAS ' CHINIHAS ' QUE O CAPINCHO ARRUMOU VÃO PRA PISCINA DO FRENTE FRIA. TODOS OS DIAS....É UMA ROMARIA....

É QUE TÃO APROVFEITANDO QUE A DONA DA CASA ESTÁ DE VACACIONES. DEU UM TEMPO PRO FRENTE FRIA!


DO BLOG DO MIRON NETO

Borrachudo, o adversário inesperado do Internacional

Na cidade desde a noite de domingo, os jogadores do Internacional não esperavam por um adversário extra na pré-temporada: os borrachudos. O problema é tão sério que o repórter Glauco Paza, da RBS TV, durante a coletiva na Vila Olímpica, chegou a perguntar ao atacante Caio o que era mais difícil: a disputa por uma posição no ataque, o trabalho sem bola ou os mosquitos de Gramado?
O problema dos borrachudos - que se repete ano a ano, reflete a incompetência da área de Saúde municipal, que sempre anuncia programas de combate, mas que normalmente resultam em nada.


Cena antológica do cinema é revivida em Gramado

Quem gosta da sétima arte com certeza vai lembrar daquela imagem de 1984, quando uma linda mulher vestindo vermelho passa sobre um jato de ar quente que vem do metrô e tem reveladas suas coxas e a calcinha igualmente vermelha. A elogiada cena é do filme A Dama de Vermelho, com Gene Wilder e a atriz Kelly LeBrock, que oferece esta cena antológica. A música, quem não lembra, é I Just Called to Called to Say I Love You, de Stevie Wonder. Pois nesta quarta-feira (15), pouco após as 16 horas, uma loira maravilhosa que caminhava pela avenida das Hortênsias, foi surpreendida por um vento forte e teve seu vestido azul elevado, mostrando uma calcinha também azul. Mas em vez de tentar disfarçar e cobrir as coxas roliças seguiu em frente e causou um rebuliço no trânsito. Muitos motoristas reduziram a velocidade e outros até pararam, provocando um engarrafamento. Mas assim como surgiu caminhando, a bela entrou em uma loja e desapareceu. (Gilberto Michaelsen)


Artigo

Urbanismo equivocado: um elemento para a insegurança

por Adeli Sell, vereador de Porto Alegre por 16 anos

Nos dias que correm, uma das grandes preocupações das pessoas é, sem dúvida, o problema da segurança urbana. Muitos acreditam que um posto policial por si só é garantia de uma vida mais tranquila. Ledo engano. É certo que a insegurança aumentou em nossas cidades, mas não apenas pelo crescimento do consumo de drogas, como o crack, uma das calamidades mais alarmantes, ou pela desigualdade social e econômica. A violência urbana cresceu especialmente em decorrência da péssima arquitetura das grandes cidades, das calçadas mal conservadas e do urbanismo equivocado.

Questões estas que os governantes e os empreendedores fazem questão de não discutir. Sabem que este modelo exclui de todas as formas. Quanto mais carros, avenidas amplas e edifícios altos, mais lados sombrios e iluminação inadequada, logo uma cidade menos segura.

Não é de hoje que estudiosos do urbano, especialmente arquitetos, vem se debruçando sobre o assunto e dando contribuições valiosas para o seu enfrentamento. Por isso, é interessante explorar quais fatores espaciais podem contribuir para diminuir a violência.

Jane Jacob já defendia décadas atrás a presença de desconhecidos como importante. Ela também acreditava que a manutenção da segurança não é feita apenas pela polícia, mas pela rede intrincada de controles e padrões de comportamento espontâneos presentes em meio ao próprio povo e por ele aplicados. Ou seja, espaços onde o morador é o olheiro e o comerciante conhece as pessoas do entorno são um atestado de que ali fica mais difícil um meliante aprontar alguma ou um abusador atacar uma estudante na calada da noite.

Cidades com calçadas amplas também desempenham papel fundamental para a manutenção da segurança. Explico por que. As próprias pessoas que usam e transitam pela rua acabam exercendo uma vigilância natural. Ruas desertas dificilmente atrairão a atenção de quem está dentro das edificações, o que acaba acentuando a sensação de insegurança. Vou além. Calçada mal cuidada não só atrapalha quem caminha, mas impede o sujeito de olhar a vitrine, apreciar uma bela arquitetura ou cumprimentar alguém no café. Um passeio público descuidado faz com que as pequenas distâncias, como uma ida à padaria ou à farmácia, sejam percorridas de carro, e não mais a pé como antigamente. Observe, reflita, isto acontece.

Esquinas com obstáculos tipo "fradinhos" para carros não subirem na calçada são o maior absurdo, atrapalham, tiram a atenção das pessoas, dificultam a vida dos idosos e cadeirantes. Um banco de praça quebrado, sujo, sem pintura é mais um elemento para a insegurança, porque as pessoas não sentarão ali para conversar, tomar mate, viver a vida.

Mas a insegurança se dá com um discurso e atitudes que clamam por segurança. Nossos planos diretores de 59 e 79 segmentaram Porto Alegre. Com o discurso da modernidade a la Niemeyer e Lúcio Costa, que seguiam Le Corbosier, dividiram a cidade em espaços residenciais, comerciais e industriais. O certo seriam cidades miscigenadas, com comércio e pequenas praças, para que estes locais possam ser acessados a pé ou de bicicleta. Cidade onde poucos caminham ou pedalam são inseguras.

Assim como na Idade Média, quando se construía as muralhas ao redor das fortalezas para se proteger do inimigo, na atualidade construímos gigantescos paredões que nos isolam da rua - que acaba sendo propriedade de ninguém e, desta forma, marginais e violentas. Por outro lado, quando permitimos a abertura das janelas das nossas casas à cidade estamos compartilhando o espaço com toda a sociedade, deixando o isolamento e enfrentando em parceria os bons e maus momentos.

Por isso, estou certo que arquitetura e urbanismo adequados podem minimizar o problema da insegurança pública ao intensificar a vivência urbana, diminuir a segregação espacial e melhorar a qualidade de vida dos cidadãos.


Plenário

Projeto prevê segurança particular em eventos ou ressarcimento à BM

por Claudete Barcellos

Está em tramitação, na Câmara Municipal de Porto Alegre, projeto de lei complementar (PLC) da vereadora Sofia Cavedon (PT) que torna os organizadores de eventos esportivos, culturais e de entretenimento particulares responsáveis pela garantia da segurança dos participantes nos espaços utilizados. Conforme a vereadora, seu objetivo é preservar as funções principais da Brigada Militar (BM) e estabelecer as obrigações dos organizadores de eventos que oneram o Poder Público em prejuízo da população em geral, entre eles os jogos de futebol.

Pelo projeto, que muda o Código de Posturas (Lei Complementar 12, de 7/1/75), os organizadores dos eventos deverão dispor de agentes em quantidade e qualificação estabelecidas pelos órgãos de segurança pública e de licenciamento. Poderão utilizar segurança privada ou firmar convênio com a BM, desde que haja ressarcimento das horas extraordinárias do efetivo empregado e do custeio do serviço. O descumprimento das normas implicará penalidades, que variam de multas à suspensão do alvará de funcionamento. Os recursos de eventuais multas serão destinados à BM.

Déficit

Na Exposição de Motivos do projeto, Sofia lembra que não há, no ordenamento jurídico existente, a obrigatoriedade de a BM garantir a segurança dos frequentadores de atividades privadas. “A Lei 10.671, de 15 de maio de 2003 (Estatuto do Torcedor), é clara ao estabelecer que a responsabilidade pela segurança do torcedor em evento esportivo é do clube mandante e de seus dirigentes”, diz.

A vereadora destaca o déficit de 10 mil brigadianos e a dificuldade do Estado em suprir a demanda. “Além de equipamentos e estruturas adequados, faltam policiais para garantir a segurança da população”, frisa. “A carência é agravada em dias de futebol, quando um grande contingente é mobilizado para garantir a segurança do evento, com evidente prejuízo da população desatendida.” Sofia afirma que, às vezes, mais de 300 policiais militares trabalham em evento privado.

“Não obstante a renda gerada pela venda de ingressos, não há ressarcimento dos custos despendidos pela segurança prestada”, prossegue a vereadora. “Mais inacreditável é a situação se levarmos em conta o montante movimentado no futebol, os contratos de patrocínios, a venda de produtos, as cotas de televisão, que revertem exclusivamente aos organizadores.”


r oteiro do findi

SEXO, MENTIRAS e GARGALHADAS volta a Porto Alegre para apenas três apresentações no PVA 2014

SEXO, MENTIRAS e GARGALHADAS volta a Porto Alegre em curtíssima temporada, somente três apresentações no Porto Verão Alegre 2014 no Bruno Kiefer da CCMQ, sempre às 21h.

Durante setenta minutos os três atores se revezam em tipos cômicos que transitam pelo universo do sexo, como a apresentadora de televisão e sexóloga Shana, o nerd Rogério com suas dicas e investidas no mundo virtual, a surpreendente idosa Isolina na sua radical mudança de estilo de vida, o ingênuo garoto de programa Joselito em sua busca pelo estrelato nos palcos da noite, a fogosa mulata e madrinha de bateria Rosimar e suas aventuras pelo mundo e o aspirante a cantor Stevenson do Cavaco no lançamento de seu primeiro CD.

Com suas divertidas histórias e mentiras, estes carismáticos tipos, garantem muita diversão e muitas gargalhadas, num espetáculo totalmente leve, inovador e muito divertido, que tem no encerramento um grande número musical feito ao vivo pelos três atores, com música, coreografias, gelo seco e efeitos especiais de iluminação.

SERVIÇO

O que? SEXO, MENTIRAS e GARGALHADAS
Quando? Dias 31/01, 01 e 02/02 às 21h
Onde? Teatro Bruno Kiefer da CCMQ
Quanto? R$30,00 (local) R$25,00 (antecipado nos pontos de venda)
Informações: WWW.portoveraoalegre.com.br
Produção: (51)91764045
https://sites.google.com/site/sexometirasegargalhadas/
Imagens no youtube
http://www.youtube.com/watch?v=sJ2RwJ_GHFA

 

16 de janeiro de 2014


Coleguinhas

AYRES CERUTTI FOI ' MORDER' UM ANUNCIO NO CISNE BRANCO E DESCOBRIU QUE A DONA TINHA RECEBIDO UMA INTIMAÇÃO PRA SE MANDAR DE ONDE ESTAVA. COLOCOU NO FEICE E VIROU NOTICIA.

DEU NA ZERO, NO DIARIO GAUCHO. MAS QUEM O PROCUROU PRIMEIRO FOI O PCFARIAS, QUE TEM UM SITE AQUI.

* O MAZZARINO E O JUREMIR DE ENCANTADO LANÇARAM UMA REVISTA. A ASSIM. CLARO QUE O MAZZA VEIO DE PAULO SANTANA NA PRIMEIRA EDIÇÃO.

* O MELHOR DA REVISTA, ALÉM DO TALENTO DE QUEM A CRIOU E A FEZ É QUE É IMPRESSA EM SERAFINA. QUALIDADE NOTA DEZ NA SERAFINENSE.

* LAURO DIECKMANN DIZ QUE HOJE SÓ CONVIVE COM JOVENS ACADEMICOS. LARGOU A VELHARADA QUE SÓ QUER MEMORIAS, DOENÇAS E AFINS. TÁ CERTO ELE.

* POIS PRA COMEMORAR MEUS 62 ANOS, QUEM DIRIA,HEIN, VOU TOMAR UNS XOPIS E COMER UNS PETISCOS NO FIM DE TARDE NO GAMBRINUS. LÁ O AMBIENTE É TRANQUILO. E O BETO É GARANTIA DE BOM ATENDIMENTO. MAS SE FOSSE NUM SABADO DE MEIO-DIA NEM PENSAR PORQUE TEM FILAS E MAIS FILAS NO GAMBRINUS.

* FIQUEI VELHO E NÃO PERCEBI. SO QUANDO ME CHAMAM DE SENHOR NO ONIBUS ME DOU CONTA...MAS ATÉ QUE GOSTA DA REGALIA.


Governo de Cuba nega visto ao repórter Fabio Pannunzio

do Comunique-se

Jornalista da Band, Fábio Pannunzio pretendia arrumar as malas e viajar para Cuba a fim de cobrir a visita da presidente Dilma Rousseff ao país. No entanto, ele precisou mudar os planos após ter o visto negado. "Do ponto de vista pessoal, não perdi grande coisa. Mas o prejuízo profissional não foi pequeno". Pannunzio falou sobre o assunto em texto publicado nesta manhã no site Acta Diurna.

O repórter, responsável por matérias sobre ditadura e situação de Cuba, acredita que só voltará ao país quando cair o regime dos irmãos Castro. "Estive lá uma única vez, há exatos dois anos, para realizar uma série de reportagens para o 'Jornal da Band'. Foi isso que determinou o presente veto".

No relato, Pannunzio citou as reportagens que fez para falar sobre a economia, privação de alimentos e liberdade de imprensa. Ele lamenta não poder cobrir in loco a ditadura do país.

Veja, abaixo, a íntegra do texto:

O governo de Cuba negou-me um visto de entrada naquele país. Do ponto de vista pessoal, não perdi grande coisa. Mas o prejuízo profissional não foi pequeno. Eu iria àquela ilha anacrônica para cobrir a visita da presidente Dilma Rousseff. Não pude. Os ditadores locais e seus asseclas são dados a chiliques.

Creio que só conseguirei voltar a Cuba quando cair a ditadura dos irmãos Castro. Creio, portanto, que não deve demorar muito. Estive lá uma única vez, há exatos dois anos, para realizar uma série de reportagens para o Jornal da Band. Foi isso que determinou o presente veto.

Explico. Como todo mundo sabe, Cuba é uma ditadura das piores — nem digo mais “das maiores”, “das mais duradouras”, porque isso é muito óbvio e não exprime o que eu realmente gostaria de transmitir. Ainda mantém pelo menos 50 cidadãos encarcerados como presos políticos por delitos de opinião. Isso sim ilustra bem o que vem a ser uma ditadura.

Quando estive lá, fiz uma série mostrando como é aquele enclave stalinista renovado. Uma economia destroçada (pelo embargo americano); privação de alimentos; zero de liberdade de imprensa, opinião e crítica; prostituição epidêmica (por dez dólares você come até uma prima distante do Fidel); falsificação descarada de charutos; corrupção endêmica; etcétera.

Em 2012, franquearam-me o direito de permanecer em Havana por oito dias. No terceiro, assim que a presidente Dilma se foi, um policial — isso mesmo, policial — do departamento de imprensa (deveria se chamar departamento de censura) do governo disse que eu deveria deixar o país imediatamente. Respondi que não, que permaneceria até a expiração do visto, o que efetivamente ocorreu.

Mas não sem enfrentar muita coação — velada e explícita — para sair de Cuba. Nosso motorista era araponga. A gerente do hotel era araponga. Todo mundo em Cuba é araponga. Tentaram de tudo para nos constranger — a ponto de ‘plantarem’ uma puta no nosso hotel para nos induzir ao cometimento de um crime (lá, apesar de ser a segunda profissão mais numerosa, perdendo apenas para o serviço público, a prostituição é crime).

Se ferraram. A prostituta não passou do bar no saguão do hotel. Não ‘conseguiu’ subir ao meu apartamento para configurar a situação ‘delituosa’. Ficou possessa, bebeu litros de rum 7 Años, tomou um tombo e, no final, ainda figurou anonimamente como personagem de uma das matérias que produzi.

Só para registrar (como uma curiosidade periférica): a puta usava saia balonê branca, sapatinho branco e meias rendadas três-quartos. Parecia uma gorda colegial da década de 50, fazendo bom par para o BelAir que a deixou na porta do nosso hotel.

Mas as putas, que também fazem dobradinha como arapongas, não são o cerne do problema. Por 20 dólares americanos, elas até sentem que te amam. Os caras do governo, não. Pode dar 200 dólares pra eles que eles vão te odiar de jeito nenhum. Porque é moda desde os anos 50 detestar jornalistas que não batem continência para El Comandante. Estes, os jornalistas do Granma e congêneres, que também dobram o turno como arapongas, são fiéis e monogâmicos: amam só (e tudo) o que os ditadores seus patrões fazem.

Quem já esteve lá sabe muito bem o que estou dizendo. Quem não teve a oportunidade pode ver minhas matérias aqui, aqui e aqui. Elas estão bem atuais.

De resto, há apenas uma coisa a lamentar. Não vou poder acompanhar in loco o ocaso da ditadura Castro.

Que pena!


Recomendação de Leitura

O Najar me ligou dizendo que "tava" escrevendo suas memórias. eis ai parte delas(Olides)

------- Mensagem encaminhada -------
De: Agência Carta Maior admin@cadastrocartamaior.com.br
Para: Olides Canton contato@deolhoseouvidos.com.br
CC:
Assunto: Recomendação de Leitura
Data: 15/01/2014 06h33min22s UTC

Olá Olides Canton,

O Seu amigo najar tubino está recomendando a leitura do seguinte texto: Memórias de um repórter: uma homenagem aos desaparecidos
Recomendo a leitura deste texto.

Atenciosamente, Carta Maior - O portal de esquerda


Memórias de um repórter: uma homenagem aos desaparecidos

Faz muito tempo que penso em escrever algumas histórias que vivi, quando trabalhei como repórter investigativo no período de 1976 até 1982.

por Najar Tubino

Porto Alegre - Faz muito tempo que penso em escrever algumas histórias que vivi, quando trabalhei como repórter investigativo no período de 1976 até 1982, quando comecei a buscar outra área de trabalho. As matérias foram publicadas no COOJORNAL – órgão da cooperativa de jornalistas de Porto Alegre – na revista ISTO É, então comandada por Mino Carta e no Jornal de Brasília, através da Agência de Notícias da COOJORNAL. A primeira investigação começa com o desaparecimento do traficante conhecido como “Nego Lula”, que bancava um grupo grande de policiais gaúchos, incluindo aqueles da Delegacia de Tóxicos. Nesta época ameaçou denunciar o esquema à Polícia Federal. Sumiram com ele, antes disso. Seu corpo nunca foi encontrado.

Assim começou a minha história de repórter investigativo. Conheci o cunhado do traficante, João Rebimba Tavares, conhecido como João Louco, que havia fugido para Curitiba, quando os policiais mataram “Nego Lula”. João me apresentou para diversas fontes, todos bandidos, é óbvio. Queria descobrir quem eram os policiais responsáveis pela morte e sumiço do corpo. Enfim, queria escrever a matéria completa. Desde então conheci outro traficante, conhecido como “Amigo”, que fora junto e acompanhou as torturas na central de polícia em POA, onde fica o conhecido Palácio da Polícia, à beira do riacho Dilúvio.

Carteira de visitante

Outro personagem descoberto em seguida. Os policiais usaram um preso como motorista da Kombi, que levou o corpo até o litoral. O apelido dele era “Catarina”.

Depois do episódio, ele fugiu para São Paulo. A irmã dele trabalha como cozinheira em um restaurante conhecido no centro da capital. O caso nunca foi esclarecido. O ponto máximo que consegui saber é que quatro policiais foram enterrar o corpo.

Depois dois voltaram e ainda mudaram de local. Esta foi uma prática comum usada durante a ditadura militar, para encobrir assassinatos, não somente de presos comuns, mas também de presos políticos.

Pouco tempo depois comecei a fazer visitas aos presídios do estado, tanto ao Presídio Central, como na Penitenciária do Jacuí, em Charqueadas, onde hoje funciona um complexo de prisões. O Presídio Central virou notícia internacional, por ser considerado o pior do país, com 4.500 presos. Visitava não como jornalista.

Consegui uma carteira de visita, como se fosse “primo” do Amigo. Documento que ainda guardo no meu arquivo. Durante seis anos fiz esta rotina, contando ainda com o apoio da advogada Clecy Fogliatto, especializada na área criminal, e que anos depois casou com Ênio Amador dos Reis, conhecido como Manecão, certamente o preso considerado mais perigoso do sistema. O casamento ocorreu no Presídio Central, tendo como testemunhas eu e o jornalista Airton Muller, que tem dois irmãos delegados, um deles, Wilson Muller é o presidente da Associação dos Delegados de Polícia do RS.

O esquadrão gaúcho

Com os contatos e as informações que obtinha dos bandidos, comecei a esbarrar com um esquadrão gaúcho formado por policiais das delegacias de roubos e furtos e de assalto. Que resultou na matéria publicada na ISTO É “Esquadrão Falcão ataca no Sul”. A Escuderia Falcão, como eles denominavam, era formada por um grupo de policiais que se achava acima da lei, praticava todo tipo de crime, incluindo mortes, execuções e extorsões. Tinha como espelho a Escuderia Lequoc, que atuava no Rio de Janeiro, mas a sede era no Espírito Santo. Por outro lado, acabei me envolvendo em outra história bastante conhecida, na área política. Tinha um relacionamento grande com o advogado e escrito, Décio Bergamaschi Freitas, procurador da república cassado, exilado em Montevidéu, que liderou a campanha para trazer a brasileira Flávia Schilling, presa no Uruguai, de volta ao Brasil.

Primeira tentativa de guerrilha

Certo dia, já em 1978, Décio disse que havia recebido um telefonema do sargento Alberi Vieira dos Santos de Rondonópolis (MT), comunicando que ele e o coronel Jefferson Cardim Alencar Osório, queriam dar uma entrevista e contar a famosa “Operação Três Passos”, a primeira tentativa de guerrilha no Brasil, ocorrida em março de 1965, quando um grupo de 23 guerrilheiros, exilados em Montevidéu, invadiram a pequena cidade de Três Passos. Foram presos pelo Exército no Paraná, na cidade de capitão Leônidas Marques. A Operação também envolve uma remessa de dólares de Cuba.

A entrevista foi acertada na Cooperativa dos Jornalistas, que pagou as despesas para os dois se deslocarem a Porto Alegre, fato ocorrido em outubro de 1978. O depoimento foi publicado no mês seguinte e repercutiu intensamente, até hoje é citado em vários livros e teses sobre os episódios daquela época. Alberi e Jefferson confirmaram a remessa do dinheiro cubano – cerca de dois milhões de dólares – e acusaram Leonel Brizola de desviar os recursos e não dar apoio aos guerrilheiros, que eram do chamado Movimento Nacionalista Revolucionário (MRN).

Che Guevara no sofá do Décio

São informações conhecidas e já publicadas. Ocorre, que no meio da discussão e da ação de exilados políticos brasileiros, estava Che Guevara, que acabou capturado na Bolívia no dia 8 de outubro de 1967 e um dia depois executado com seis tiros no peito. O plano da guerrilha brasileiro, que contou com o apoio cubano era instalar focos ao longo da fronteira brasileira, que na época não tinha vigilância alguma. E os guerrilheiros queriam realizar uma ação antes do primeiro ano do golpe militar. Neste contexto é que foi definida a ida de Che Guevara para a Bolívia. O historiador Décio Freitas – autor de um clássico chamado Palmares a guerra dos escravos -, me contou mais de uma vez que Che Guevara dormiu no sofá da sala do apartamento, onde ele morava em Montevidéu. Che estava gordo, justamente para acumular energia, porque ia para o mato.

Depois da entrevista, no dia 11 de fevereiro de 1979, o sargento Alberi Vieira dos Santos foi assassinado. Seu corpo foi encontrado em uma estrada deserta, no município de Medianeira (PR), com quatro tiros. Ele investigava a morte do irmão caçula, José Soares dos Santos, ocorrida em janeiro de 1976. Alberi já tinha perdido o irmão, Silvano Soares dos Santos, que foi jogado do segundo andar do Batalhão de Fronteiras, no dia 26 de junho de 1970. Além de perder também um tio, que estava na “Operação Três Passos”. O caso de Silvano Soares está registrado no livro “Retrato da Repressão Política no Campo no Brasil no período de 1962 até 1985”, publicação oficial, editada pelo Ministério do Desenvolvimento Agrário e a Secretaria de Direitos Humanos, em dezembro de 2010.

O assassinato de Alberi

Uma citação de outro livro – “A ditadura envergonhada”, de Élio Gaspari: “Alberi era um dos exilados mais corajosos e faladores de Montevidéu”.

Alberi e o coronel Jefferson permaneceram pouco mais de uma semana em outubro de 1978. As gravações do depoimento renderam 17 horas. Fui o responsável por tirar as fitas, ou como se diz atualmente, pela degravação.

Conversei mais com Alberi. Ele disse que estava em Rondonópolis com 92 famílias, que haviam sido expulsas de Foz do Iguaçu, para a construção de Itaipu.

Produziam, discutiam política e treinavam tiro. Fez um convite para visitá-los.

Também falou sobre os contatos que tinha na América Latina. Conhecia todos os grupos guerrilheiros que atuavam nesse período. Tinha um ódio visceral contra Leonel Brizola, pois o considerava responsável pela perda dos dois irmãos e do tio.

Era um militar treinado, inclusive com documentação falsa – mostrou uma carteira de inspetor de quarteirão do Paraná-, isso quando os exilados estavam voltando ao Brasil. Ele não confiava no projeto da anistia de mão dupla, que também privilegia os torturadores.

Sequestro dos uruguaios

Logo em seguida aconteceu em Porto Alegre o sequestro dos uruguaios Lilian Celiberti, e os dois filhos, e Universindo Díaz. A COOJORNAL estava mobilizada porque os dois visitaram a entidade, tinham como contato o recém-falecido jornalista Osmar Trindade, que na época era chefe de reportagem. Outro contato era o conhecido militante do PCB, João Aveline, que trabalhou muitos anos na RBS.

Como os dois uruguaios não apareceram nos “pontos” marcados, os companheiros começaram a ligar de São Paulo avisando que algo havia ocorrido. O sequestro aconteceu numa sexta-feira, quando o jornalista e chefe da sucursal da VEJA, Luis Cláudio Cunha e o fotógrafo JB Scalco, foram ao apartamento na Rua Botafogo, no bairro Menino Deus, e encontraram um grupo de policiais.

Porém, a informação só chegou para Osmar Trindade na segunda-feira, quando ele foi até a sucursal da revista e Luis Cláudio contou a história. A esta altura, os filhos de Lilian ainda estavam sequestrados. Minha parte foi buscar os autores, quem estava envolvido. Nesse período convivia muito com o tenente da Aeronáutica, Mário Ranciaro, que era um obstinado por esclarecer a morte e o desaparecimento de um sargento do Exército chamado Hugo Kretschoer, envolvido no “Caso Mão Amarradas”- a morte do sargento Manoel Raimundo Soares, cujo corpo foi encontrado no rio Jacuí, com as mãos amarradas.

Ranciaro identificava os agentes na rua

Ranciaro chegou a ser preso pelo 5º Comando da Aeronáutica e levado para o Hospital Central no Rio de Janeiro para passar por um exame de sanidade mental.

Ele era reformado, mas por ter um leve problema de desritmia. Ele conhecia os agentes da repressão. Não somente isso. Andava pela “Rua da Praia” – a Rua dos Andradas, no centro da capital, apontando os caras. Fiz isso muitas vezes com ele.

Ele gritava: “como vai coronel Frota”, e dizia, esse é da segunda seção do Exército, aquele outro trabalha para a Marinha, e assim por diante. Com o sequestro, ele se empenhou em descobrir quem estava envolvido. Fomos à casa de um agente da Divisão Central de Informações, na Rua Guilherme Alves, bairro Partenon. Ele tinha três irmãos conhecidos na Polícia Civil gaúcha: Leônidas Reis era o Superintendente, o irmão Marco Aurélio Reis era diretor do DOPS, e outro irmão, o inspetor Altamiro também trabalhava no DOPS.

Acabei publicando esta história, dos irmãos Reis, numa edição especial da ISTO É, com a capa “sequestro no Cone Sul”, matéria de Ricardo Kotscho, e com um box meu sobre “as histórias do velho casarão”, uma referência a sede da Polícia Civil, que na época também englobava a Secretaria de Segurança.

Voltando ao agente do DCI. Ele contou para o Ranciaro, que me apresentou como estagiário do escritório de advocacia do sobrinho dele, que haviam montado um “bureau”, que haviam chegado dois majores do Uruguai e que o DOI-CODI, participara da execução, junto com a equipe do DOPS, comandada pelo delegado Pedro Seelig, conhecido como “Fleury dos Pampas”, amigo do coronel Brilhante Ustra – ele que levava erva-mate para o Ustra em São Paulo.

Alta fonte da secretaria de segurança

Saí dali, fui direto para a sucursal da VEJA onde o pessoal estava reunido, incluindo Osmar Trindade e Luis Cláudio Cunha. Contei o que havia ouvido. A informação abriu a matéria da revista sobre o caso. Depois distribuída pelas agências. Citava uma “alta fonte da Secretaria de Segurança”. Na segunda-feira o delegado Edgar Fuchs, da Polícia Federal ligou para a COOJORNAL atrás de mim. Disse ele:

“- Tubino, tu vens aqui amanhã às nove horas, ou queres que eu te mande um convite”.

Fui é óbvio. O Luis Cláudio Cunha havia confirmado para ele que a informação era de um free-lance. Permaneci sob fogo cerrado de dois delegados da Federal, que volta e meia consultavam o coronel Maksen de Castro, o superintendente, e também do advogado do Sindicato dos Jornalistas, Werner Becker, que concordou com os policiais, eu deveria cooperar e dar a fonte. Não dei coisa nenhuma. Depois disso as coisas ficaram difíceis para o meu lado. O Esquadrão Falcão me condenou à morte, colocaram uma foto minha com uma cruz na testa no mural da Delegacia de Assalto e disseram que em uma semana, eu morreria. A direção da COOJORNAL entrou em contato com os assessores do governador Amaral de Souza. E o coronel Job, recém- empossado na Secretaria de Segurança, mandou me chamar.

Não tem como segurar os loucos

Perguntou se por um acaso eu não poderia trocar de área por um tempo “porque eu não tenho como segurar esses loucos aí de baixo”- o gabinete dele ficava no primeiro andar. Contei que estávamos organizando uma viagem à Amazônia – junto com o jornalista Caco Schmitt e o fotógrafo José Neto. Comuniquei que havia uma derradeira matéria para o COOJORNAL, era um perfil do delegado Pedro Seelig, e se ele dava autorização para entrevistá-lo. Ele concordou. A reportagem “Um delegado acima da lei”, feita em parceria com Caco Schmitt, foi publicada. O problema não era o perfil, mas o escandaloso caso da morte de um menor de idade – Arébalo -, nas dependências do DOPS. E o menor era filho da empregada doméstica de Pedro Seelig. O Caco foi até Alegrete e entrevistou o pai do Arébalo.

A versão oficial dizia que ocorrera um acidente – o guri morreu com pneumonia. Na verdade ele trabalhava na associação do bairro, onde Pedro Seelig era o presidente. E estava aprontando. Resolveram “dar um susto” no guri, e convocaram logo o inspetor Itacir, conhecido como Mão de Ferro, e o inspetor Nilo Hervelha, dois torturadores reconhecidos por vários presos políticos. O pai do Arébalo disse que seguidamente o filho pegava carona com o pessoal do DOPS, o que dá margem a pergunta: seria ele testemunha de alguma coisa? O fato é que Pedro Seelig não sabia de nada e quase enlouqueceu com a história.

Vou parar por aqui, em outra ocasião prossigo.


A HIPOCRISIA E O ESTIGMA DA “LEI DE GERSON”

por Archimedes Marques, Delegado de Policia no Estado de Sergipe e escritor

Vivemos em um país em que muitas vezes os valores se invertem, cidadãos imorais se tornam paladinos da moralidade, enquanto cidadãos de ilibada moral e reputação caem na vala comum. Até herói vira bandido e vice-versa. É dentro desse contexto que agora refuto – de tanto cansar de esperar pelo tempo e por mudança de comportamento popular em vão – o estigma, a injustiça, a cruz que carrega o cidadão Gerson Oliveira Nunes, o meia Gerson, também conhecido como “canhotinha de ouro”, grande maestro do tricampeonato mundial conquistado pela seleção brasileira de futebol, na memorável campanha no México, em 1970, profissional irrepreensível e cidadão exemplar, que teve a infelicidade de estrelar um comercial de cigarro com frases impensadas, não calculadas, mas nunca maldosas no seu sentido mais amplo, muito menos frases criminosas.

Estávamos na década de 70, na recém conquista da copa pela seleção encantadora dos nossos sonhos, estávamos também ainda vivenciando a ditadura e dentro das propagandas perniciosas que se faziam era também permitida a de cigarros, que para dizer a verdade, na dita época:“fumar era chique, fumar estava na moda”. Entretanto, o infeliz vídeo/comercial gravado por uma empresa de propagandas e apresentado nas redes televisivas e radiofônicas iria mudar para sempre a trajetória moral do notável Gerson.

O dito filme propaganda é iniciado associando – com justiça – a imagem de Gerson como "Cérebro do time campeão do mundo da Copa do mundo de 70" sendo narrado pelo entrevistador de terno e microfone em mão. Tal cena se passa em um sofá de uma sala de visitas, oportunidade em que odito entrevistador pergunta ao herói atleta o porquê da sua escolha pela marca Vila Rica, recebe um cigarro de Gerson e o acende enquanto ouve a resposta, que é finalizada com a frase que “fulminou” para sempre a sua moralidade:"Por que pagar mais caro se o Vila me dá tudo aquilo que eu quero de um bom cigarro? Gosto de levar vantagem em tudo, certo? Leve vantagem você também, leve Vila Rica!".Pronto isso bastou, isso ressoou como sendo uma confissão explicita que o nosso herói era um homem sem princípios ou escrúpulos, um imoral, um salafrário, um fraudador, um corrupto, enfim um criminoso dessa espécie capaz de fazer de tudo para obter vantagem nos seus intentos.

Reconhecendo o erro de interpretação popular causado, o produtor propagandista posteriormente refez o comercial na tentativa de obter mudança de comportamento com um segundo anuncio gráfico que dizia: “levar vantagem não é passar ninguém para trás, é chegar na frente”. Mas essa frase não pegou, a primeira já estava grudada tal qual uma desgraçada sanguessuga a sugar a moralidade do ilustre Gerson. E o pior, tais frases foram imaginariamente transformadas em lei popular, a lei dos inescrupulosos.

Assim, o grande Gerson, carrega, desde então, o estigma da suposta lei que enunciou, deturpada, talvez no inicio, pelo seu conteúdo subliminar de incentivo ao vício do cigarro, mas logo usada para exprimir traços bastante característicos e pouco lisonjeiros do caráter midiático nacional, associados à disseminação da imoralidade e ao desrespeito a regras de convívio para a obtenção de vantagens.

A lei de Gerson funciona como mais um elemento na definição da identidade nacional e o símbolo mais explícito da nossa falta de ética. Na arraigada cultura brasileira, a famigerada lei de Gérson é uma norma não-escrita, não oficial, segundo a qual a pessoa que gosta de levar vantagem em tudo segue-a no sentido negativo de se aproveitar de todas as situações em benefício próprio, sem se importar com questões éticas, morais ou legais.

Francamente arrependido das suas palavras Gérson tentou por muito tempo se desvencilhar da fama de patrocinador dos espertalhões, patrono dos corruptos, professor dos desonestos, propagandista dos canalhas... Mas não teve jeito. A lei de Gérson pegou, grudou e ficou. Crucificaram-no, como antes já crucificaram outros inocentes. Cravaram-no em uma cruz pelas suas palavras, não pelos seus atos. Atos esses já devidamente comprovados, que são e sempre foram de um homem honrado, moral, cumpridor dos seus deveres, das verdadeiras leis vigentes e também preocupado com o bem estar e com o futuro daqueles mais necessitados.

O cidadão Gerson (para os hipócritas, insensatos, maledicentes, ignorantes...) execrado e crucificado como sinônimo de ardil, na verdade, além de ser defensor da moralidade e dos bons costumes é Diretor do “Projeto Gerson” e Presidente de Honra do Instituto Canhotinha de Ouro,com sede na cidade de Niterói (mas atuante noutros municípios do Rio de Janeiro), e atende cerca de 3.000 crianças e adolescentes que vivem em situação de risco social,por vezes tirando-os das ruas, dos sinais de trânsitos a esmolar, das marquises, das drogas, fornecendo-lhes esportes, alimentação, planos médico e odontológico, acompanhamentos pedagógico, nutricional e psicológico.

Tais planejamentos e projetos, sem dúvidas, além de tudo, ocupam o tempo ocioso das crianças e adolescentes que deles fazem parte. Fornece-lhes cidadania, e também dá oportunidade do primeiro emprego aos jovens maiores de 16 anos de idade, vez que há convênios entre o citado Instituto e várias empresas dos municípios onde atua, enfim, oferece-lhes uma nova oportunidade para as suas vidas que quase sempre descambariam para a criminalidade. Além desses pontos positivos que só merecem aplausos e reverências de todos, o Instituto Canhotinha de Ouro, há cinco anos consecutivos, vem realizando um intercâmbio sócio-esportivo com grupos de meninos e meninas, vindos de Utah , nos Estados Unidos da América, o que tem proporcionado aos seus alunos uma troca de experiências e contatos com outros povos e culturas, ou mesmo o alcance de futuras e melhores oportunidades técnicas e profissionais a tais brasileirinhos.

Precisamos então enterrar de vez a famigerada lei de Gerson, resgatá-lo dessa cruz. Colunistas, jornalistas e fazedores de opinião pública em geral deveriam se unir, parar de usar a desnecessária e sem sentido “lei de Gerson”. Deveriam trocá-lo por sujeitos que realmente tenham contas a acertar com a Justiça, pois esses inexpressivos cidadãos, na verdade seguem o conceito alienígena de Maquiavel, não do triunfante Gerson que além de ser detentor de todos esses elencados atributos altamente positivos, é nosso glorioso herói/maestro do tricampeonato da paixão maior dos brasileiros. Seus passes longos, precisos e milimétricos cantaram e encantaram o mundo e nos fizeram viver alegrias em tempo de triste ditadura.


Coquetel para imprensa marca o inicio da divulgação dos festejos da Festa de Nossa Senhora de Navegantes

Olha ai, meu site já foi descoberto até pelos igrejeiros(Olides)

------- Mensagem encaminhada -------
De: Irmandade Navegantes irmandade.nsnavegantes@gmail.com
Assunto: Sugestão de Pauta
Data: 15/01/2014 14h06min51s UTC

Na próxima sexta-feira, dia 17, `as 10 horas será realizada uma coletiva para apresentar `a imprensa a programação da Festa de Nossa Senhora de Navegantes, edição 137.

A temática deste ano trata sobre a história da chegada da Santa trazida pelos açorianos, imagem original que até hoje permanece no Santuário.

No mesmo momento da coletiva estará acontecendo a ornamentação do andor da Nossa Senhora, que se deslocará no domingo para a Igreja do Rosário.

Aguardamos sua presença!!

O quê: Coquetel para imprensa para divulgar os festejos da 137ª edição da Festa de Nossa Senhora de Navegantes
Quando: Sexta-feira, dia 17, 10 horas da manhã
Onde: Igreja Nossa Senhora dos Navegantes, Porto Alegre


É PRECISO MUDAR TUDO

Confirmados pelo próprio governo, números divulgados pela turma do “Impostômetro” revelam que o cidadão comum paga 46% de tudo o que recebe, por ano. Quer dizer, trabalha de janeiro ao final de julho para o poder público, seja nacional, estadual ou municipal. Claro que as grandes empresas encontram artifícios para escapar, da mesma forma como os especuladores e demais integrantes da quadrilha há décadas empenhada em burlar o fisco e a nação.

Se ao menos esse dinheiro arrecadado servisse para minorar as agruras dos menos favorecidos ou contribuir para o aprimoramento social, político e econômico, ainda valeria aceitar o sacrifício. O problema é que o governo ainda precisa fazer mágicas para equilibrar suas contas. Ou dizer que equilibra.

Chocou todo mundo o furo da revista “Isto É”, do fim de semana, denunciando a mais nova tramóia daqueles que pensam deter o poder, mas iludem-se porque representam apenas o papel de bobos. A Caixa Econômica Federal, para fugir do vermelho, apropriou-se indebitamente de 719 milhões de reais das contas de cadernetas de poupança de pessoas que trocaram de endereço, esqueceram seu CPF ou digitaram errado seus dados pessoais. Haverá, também, entre eles, aqueles que já morreram, esqueceram suas economias e até dão de ombros para suas poupanças.

O resultado é que quando a denúncia estourou, a Caixa jogou a culpa no Banco Central e em mil outros artifícios tão a gosto das confusas instituições econômicas que nos regem. A presidente Dilma precisou acionar os decibéis de sua indignação, mas o mal já tinha sido praticado: mais um capítulo na novela dos malfeitos verificados na administração pública.

Cada vez mais, torna-se necessário mudar tudo. Até aqueles que se aproveitam dos recursos nacionais para enriquecer ou manter-se nas boas graças de quantos pensam estar governando o país.

Francisco Alves: Quem mais comentouÉ a apropriação indébita que o pt costuma fazer com o que não é dele. Vide MENSALÃO com o R$ publico do Banco do Brasil.bonapolas

Só que os gritos de indignação foram medidos em PMPO (Potência Medida Para Otário) e não em RMS.

carlos siqueira veras: Este comportamento è típico da Turma do PT.


São Francisco é terra boa...

Carucaca em telhado serrano em S. Chico

Pois é Olides,

Conforme te falei, passei 2 semanas recarregando as baterias geoafetivas na querência que me viu nascer, isso há mais de 3/4 de século. A casa onde nasci, hoje tapera, ficava às margens do rio Lajeado Grande e os meios obstétricos, à época, eram supridos por parteira experiente, a Siá Luiza, que era buscada a cavalo quando os sinais da chegada de um novo serrano começavam a se fazer sentir.

Não obstante esse realidade hoje ter sido inteiramente modificada, ainda há bastante a perceber-se daquela feição ancestral que marcou minha infância, pelo menos nas paisagens que deslumbram os olhos, em que pese uma expressiva substituição das esplêndidas araucárias nativas pelo exótico e monótono pinus. Chamou-me também a atenção o avanço da agricultura nos campos, substituindo de forma expressiva a realidade da criação de gado como maior riqueza, que os Irmãos Bertussi tão bem expressaram na toada (http://www.youtube.com/watch?v=cImMIT60FWY) de 1955 que até hoje constitui o hino não oficial da São Francisco de Paula de Cima da Serra.

Nesse avanço agrícola, o soja já traz um novo tom de verde às canhadas de campo aberto e coxilhas a campo fora que margeiam a Rota do Sol e outros roteiros, se fazendo notar também algumas iniciativas industriais, como uma em final de construção na Rota do Sol, próximo à sede do distrito de Lajeado Grande. Há décadas São Chico vem sendo o primo pobre entre os abastados Caxias do Sul e Canela/Gramado, servindo de lenitivo apenas a circunstância de que na outra margem do rio das Antas Bom Jesus é também outro integrante modesto da desigual família municipal do nordeste gaúcho. O que pode ser considerado como uma frustração de parte desses 2 municípios é que nos primórdios, aí pela segunda metade do século 18, eles pareciam fadados ao desenvolvimento. À época, Cristóvão Pereira de Abreu havia desbravado e estabelecido a Estrada das Tropas, ligando Viamão a Sorocaba, percurso que acabou se tornando o eixo de um importante fluxo comercial e arrecadatório de tributos, como no recolhimento que era feito no Passo de Santa Vitória, próximo ao local de travessia a vau do rio Pelotas. Com a circulação de riquezas e pessoas que esse caminho propiciou, o planalto serrano assimilou bastante da pujança e dos costumes que São Paulo já detinha, levando à incorporação de influências que ainda são perceptíveis, na alimentação e no linguajar.

Ao longo de mais de 5 décadas, a condição de município tradicionalmente carente vem dando margem a uma espécie de canibalização do território franciscano, outrora um dos maiores municípios do estado, em parte proporcionando a criação de novos municípios, como Jaquirana e Cambará do Sul mas, muito também, mediante o avanço de Caxias do Sul sobre S. Francisco, do que resultaram anexações como as de Vila Oliva, Vila Seca e Criúva. Depois de vã tentativa frustrada de aglutinação e emancipação de distritos, como foi o caso dos de Lajeado Grande e Cazuza Ferreira, que objetivava a constituição de uma nova comuna, estes distritos e mais o de Juá estão em campanha aberta, há cerca de dois anos, para também se transferirem para o domínio de Caxias.

A grande queixa de uma parte das populações desses distritos é com a falta de presença nesses distritos dos serviços municipais de S. Chico, principalmente no campo da saúde e das vias de acesso pavimentadas. Em grande parte é uma ação que tem muito de ruidosa, sendo protagonizada por defensores muitos dos quais há um bom tempo já foram de mudança para Caxias e nem mais são eleitores em condições de opinar no plebiscito que se pretende convocar. Políticos oportunistas, também em sua maioria de Caxias, fazem coro a essas manifestações, implementando-as e amplificando-as na mídia caxiense. As fracas administrações municipais que se sucedem em S. Francisco fornecem bastante "munição" para o movimento de desmembramentos e anexações, situação agravada pelo fato de a sede municipal ter uma localização totalmente excêntrica, adjacente ao município vizinho de Taquara.

Ainda que não alardeando isso de forma explícita, a grande ambição de Caxias nesse vai e vem de interesses é com a possibilidade de internalizar o rio Lajeado Grande no seu território e, assim, poder buscar nesse manancial o desafogo para o estrangulamento que a segunda economia do estado gaúcho enfrenta no seu abastecimento dágua. Fazendo coro a esse jogo de interesses, o que irá provavelmente ocorrer caso as anexações se consumem, é que a "noiva" constituída pelos distritos objeto da intenção de anexação irão entregar o "dote" do rio Lajeado Grande sem nenhuma contrapartida concreta de parte do "nubente". Como poder político e econômico, Caxias não apresenta nenhum retrospecto confiável às novas "noivas distritais", pois a anexada anterior, Criúva, levou meio século para conseguir uma ligação pavimentada até a Rota do Sul e, além disso, Caxias manobrou para que um grande presídio que deveria abrigar os delinquentes majoritariamente de seu território, fosse construído na localidade de Apanhador, pertencente a S. Chico, poluindo visualmente e com essas presenças indesejáveis uma das mais belas paisagens dos Campos de Cima da Serra. Como se isso não bastasse, Caxias se mostra totalmente intransigente quando a iniciativa é oposta, o que ficou patente com o obstáculo que criou à intenção de emancipação do seu rico distrito de Ana Rech, uma comunidade com todas as condições de caminhar com vida própria. Se as administrações municipais de S. Chico fossem menos obtusas, o que poderia ser feito seria agirem politicamente para "vender" o acesso de Caxias à água do Lajeado Grande, usando os recursos advindos dessa facilitação para implementar melhorias efetivas nos distritos que estão propensos a migrar para outro município.

Um desses distritos candidatos a trânsfuga, o de Cazuza Ferreira, é um exemplo de como a falta de exercício de uma política adequada pode desvirtuar uma comunidade. Apesar do apelido nordestino, o meu trisavô Cazuza Ferreira (José Ferreira de Castilhos), tio do caudilho positivista Julio de Castilhos que governou com mão de ferro o nosso RS, era natural de Santo Antonio da Patrulha. Foi ele quem, como cessionário da sesmaria constituída pela Fazenda da Enxovia, doou a área onde se assentou o futuro distrito de Capela do Lajeado, nome anterior e mais bonito do referido distrito. Como povoação, Cazuza Ferreira deve ser mais antiga que a própria Caxias do Sul cuja colonização teve início em 1875. Até o final dos anos 40 e início dos anos 50, o território do distrito era povoado por uma razoável elite de pecuaristas, uma quase aristocracia rural bastante unida e solidária, que apoiava e valorizava a sede do distrito. No plano social, foi constituído por eles em 1922 o clube Sociedade Recreativa Independência. A paróquia de Santa Maria do Belo Horizonte, abrigando na torre da igreja seu sino de timbre inigualável, contava com vigário residente permanente e organizava várias festas anuais com grande brilho e afluxo de moradores. Em paralelo com as festividades religiosas, eram realizados bailes na Sociedade, sendo usual que o baile principal, nas noites de domingo, fosse aberto pelos casais trajados a caráter e dançando a polonaise. Era comum os moradores do meio rural possuírem casas em Cazuza, utilizadas principalmente durante as festas, que duravam 4 dias. Quem não dispusesse de casa própria na vila, poderia se hospedar num dos 2 excelentes hotéis então existentes, ou mesmo em barracas. A vila dispunha de um grande médico, o Dr. Joaquim Botovchenco, um ucraniano que ali chegou nos anos 30, como refugiado das perseguições do soviético Stalin. Havia também dois dentistas práticos e duas farmácias de manipulação, havendo ainda uma terceira farmácia na localidade de Mato Queimado, distante cerca de 5 km da sede distrital. Defronte a esta última farmácia havia um pinheiro que era utilizado para amarrar os cavalos dos clientes enquanto estes adquiriam os medicamentos. Por ocasião da Gripe Espanhola, que dizimou a população de outubro a dezembro de 1918, o afluxo de buscadores de remédio na farmácia do Mato Queimado era de tal ordem que, no contorno do tronco do pinheiro referido, o patear dos cavalos amarrados abriu um sulco circular.

A vila contava também com serviços de funilaria, de taxi, de ferreiro e de barbearia, além de várias bodegas e bares. Nos anos 30 foi construída uma usina hidrelétrica no rio Tomé que abastecia a vila com energia. Com a eclosão da 2ª Guerra Mundial a usina se tornou precária pela falta de peças de reposição e acabou desativada. Com isso Cazuza somente passou a contar de novo com energia elétrica quando já ia avançada a década de 50.

O que induziu, fundamentalmente, a decadência de Cazuza como centro urbano, foi o efêmero ciclo industrial de serrarias, que culminou na exaustão das reservas de araucárias. Grande parte dos proprietários vivenciou então uma "bolha" econômica decorrente da venda dos pinheiros para os madeireiros. Quando os pinheiros terminaram, as próprias terras passaram a ser vendidas e os vendedores se mudaram para Caxias, em parte em busca de educação para os filhos, mas muito também em busca de atrações urbanas, como a nascente televisão que passou a transmitir aí pelo final dos anos 50. Já os empregados rurais que tinham obtido trabalho com carteira assinada nas serrarias, também migraram para Caxias e foram favelizar a periferia da cidade, passando a atuar como operários ou engrossar o rol de desempregados.

Estando distante dos contrafortes e vales profundos da serra, Cazuza Ferreira conta com um clima ótimo, substancialmente melhor que, p. ex., os de Caxias do Sul, Gramado e S. Francisco de Paula que estão próximo à borda da serra e apresentam invernos inóspitos, com variações bruscas das condições meteorológicas. Com essa condição, caso Cazuza recebesse uma melhoria urbana compatível, poderia se constituir em excelente local de moradia para idosos.

Outros serviços que davam qualidade de vida aos serranos nos anos 40 eram, p. ex., os de distribuição de correspondência. Havia um estafeta, de nome Zeferino, que semanalmente e a cavalo percorria o percurso S. Francisco - Cazuza, distribuindo e coletando correpondências, jornais e revistas. Zeferino montava um burro e carregava na garupa enormes pessuelos nos quais a correspondência era acomodada. A casa de meu avô Athanazio José Pacheco, assinante pioneiro do Correio do Povo, era um dos locais de pousada do Zeferino. Em paralelo com o que transportava, Zeferino era ele próprio um repositório e propagador de notícias colhidas no percurso.

Atualmente Cazuza não conta com praticamente mais nada desses serviços. A única melhoria, em décadas, foi o abastecimento de água, que hoje é feito a partir de um poço artesiano. Nem mesmo de pároco residente a paróquia da vila dispõe. Para agravar a situação, a comunidade de Cazuza Ferreira, ao invés de se unir e pleitear de forma organizada junto aos poderes constituídos, melhorias para a vila, vem há algum tempo sofrendo uma clivagem nas opiniões sobre o que é melhor para a referida comunidade, ficando assim ainda mais vulnerável à manipulação por partre de interesses que vem de fora. Um dos aspectos em que isso ficou patente, foi em relação à concessão que o distrito detinha de construção de uma Pequena Central Hidrelétrica - PCH no rio Lajeado Grande o que poderia constituir uma expressiva fonte de receita destinada a possibilitar inversões na melhoria do distrito. Com a dissenção havida, o que acabou prevalecendo foi o repasse da concessão para uma cooperativa de eletrificação com sede em outro município, que até o presente não implantou a PCH, até porque sem os incentivos tarifários que havia antes, através do programa governamental PROINFA de janeiro de 2009, esses empreendimentos perderam muito da competitividade.

Apesar desses percalços e recaídas a impressão é que, como um todo e apesar dos políticos, São Francisco de Paula progride. Embora "anos-luz" atrás do que promoveram Gramado e Canela, a sede municipal vem apresentando melhorias para atrair visitantes e turistas, seja na rede hoteleira, seja em iniciativas culturais, como a notável livraria Miragem, da professora serrana Luciana Olga Soares.

Ações como as da Profª Luciana, que acumula a condição de livreira e autora literária, talvez consigam superar a "maldição do padre", que o folclore serrano aponta como obstáculo ao desenvolvimento dacidade. Segundo esse delicioso relato, por ocasião dos primórdios da colonização de S. Chico, a circunstancial e rara presença de um padre no local deu oportunidade a que uma missa fosse programada e seu culto iniciado. Ocorreu que, durante a prática, "vazou" entre os (in)fieis que estava ocorrendo a presença nas imediações de uma vara de porcos do mato. Com a notícia, uma parte substancial dos presentes à missa se retirou para a caçada aos porcos. Percebendo o que estava ocorrendo e irritado, o ministro do Senhor teria rogado a sua praga fatal e aplastante: "Esta tera nunca haverá de ir para a frente..."

Abrs.

Saul Gil

P. S.: Enquanto não chegam o momento e a oportunidade possibilitando morrer feliz, rsrs..., vai adiantada abaixo a íntegra da letra do "hino".


São Francisco é Terra Boa – (Honeyde Bertussi - Adelar Bertussi)

Com licença meus amigos, vou falar da minha terra
Vou contar de São Francisco dos campos de cima da serra
Eu sou filho daqueles pagos terra boa e sem luxo
É o coração serrano no Rio Grande o mais gaúcho

São Francisco é terra boa gente forte e hospitaleira
Todo serrano é pachola e a serrana é faceira
Muito gado na coxilha no bolso muito dinheiro
Prá cantar de improviso serrano não tem parceiro

São Francisco é um município entre os maiores do estado
E a sua maior riqueza é a criação do gado
Canhadas de campo aberto coxilhas a campo fora
Onde canta o quero-quero e onde o minuano chora

Quando chega fim de setembro, na saída do verão
O serrano então demonstra de gaúcho a tradição
Montando no seu cavalo ou nas lidas de galpão
Da ilhapa até a presilha o serrano é campeão

Quando estou longe dos pagos a saudade é de matar
Eu me sinto acabrunhado com vontade de voltar
O serrano é um homem triste vivendo em outra terra
O serrano só morre feliz morrendo em cima da ser



15 de janeiro de 2014


A COBERTURA DE PRAIAS DOS JORNAIS

Era uma festa no começo dos anos 80 ser destacado pra ir ao Litoral Nort4e cobrir a temporada de verão.Bundas na praia, ( bom pros homens)caipirinha, joguinho de futebol no campinho do hotel Beira-Mar, tudo isto fazia com que motoras, fotografos e repórteres deixassem a familia em Porto ( naquele calorão) e se mandasse pra praia. Sobrava umas diariazinhas,também. No fim do veraneio, alguns casamentos eram desfeitos, porque sempre tinham que se apaixonasse...

Fui dar uma olhada na coleção da zero e separei estes temas do começo dos anos 80, lá por 82 e 83...ah, quando o Roberto Carlos ia cantar em Tramandaí, a Zero se excitava toda porque com contrato apenas com a Globo, só os reporteres da RBS tinham acesso. Mas o Paulo Dias, então fotografo da Folha da Tarde, da Caldas Jr. um dia meteu os pés e entrou no show, alegando que estava lá fazendo cobertura.

Tenho mais episódios que vou contando aos poucos.


ZH se preocupa com as estradas que dão pras praias gaúchas


O jornal da Praia como é chamado dá enfase a famosa capital das praias, ou seja, tramandaí.


RC combina com povão e povão combina com Tramandaí Beach, como dizia o gozador do Carlos Nobre!


Em 1983, a censura já amainara e a ZH da-lhe bundas de fora...isto faz a festa de quem não está na praia. Todo mundo se manda pra lá no findi atrás destas bundas.


bundas e mais bundas na cobertura da zero


RC sempre em Tramandaí...



Uma ' propaganda' muito bem bolada....a bela da praia.....sempre com patrocinio de um grande magazine.

Sei algumas historinhas sobre como eram escolhdias estas mulheres....os fotografos geralmente as levavam pra cama....era condição sine qua non.....


Mais cobertura de RC


O famoso SESSINZÃO, que oficialmente tinha por nome CENTRO MUNICIPAL DE CULTURA....


Sessim pede verbas a Amaralzinho. tipica noticia de praia...


Coleguinhas

Será no dia 31/01 as 14 horas a audiência de conciliação entre Ataídes Miranda e a Rede Record,dona da rádio Guaíba, na Justiça do Trabalho.

Ataídes pede horas extras e equiparação.

A tendência é que saia um acordo.

* João Carlos Terlera foi o primeiro repórter a dizer que tudo indicava que com a desistência de Sérgio Zambiazi,Kelly Morais poderia ser a vice na chapa de Tarso, a reeleição. Mas ainda tem alguns quiproquós a desfazer pra que ela seja mesmo a indicada.

Kelly, ex-esposa do deputado federal Sergio Morais, de Santa Cruz do Sul, vive hoje em Lajeado.

* Nesta época são escassas as notícias. Coleguinhas em férias, os do esporte apenas agora voltam, sedentos pra dizer bobagens como costumam fazer nas rádios. fosse eu dono de uma rádio ia estabelecer multa pra cada bobagem que dissessem...

* Pergunta que não quer calar: onde anda GIOVANI GRIZZOTTI???foi pra geladeira????

* Ataides Miranda, depois que saiu da Guaíba - sairam-no - foi vender passagens e turismo. É um lutador. na hora do almoço saia pra panfletear nas casas comerciais. Agora está no Jornal Floresta, junto com um colega.

* Cesar Tasca, dono do Agapio, teve uma surpresa, no sábado passado.
Quando se deu conta, estava o Ayres Cerutti, dono da revista Programa, fotografando seu local de lanches.

* " O gringo" não perde tempo. De dia é nas casas de lanches, de noite é pela Farrapos, atrás dos clientes. só assim mesmo pra manter uma revista como ele há mais de 30 anos.


de serafina

acidentes na RS-129

colaboração rádio rosário!

Um acidente por volta das 18h15min desta terça-feira envolveu dois caminhões no km 156, da ERS-129, na comunidade de Evangelista, em Serafina Corrêa.

Segundo informações preliminares da Polícia Rodoviária Estadual, um caminhão com placa de Marau teria invadido a pista contrária e colidido contra uma carreta que carregava óleo vegetal. Os dois veículos pegaram fogo.

A polícia confirma mortes mas ainda não sabe o número de vítimas. Equipes dos bombeiros de Guaporé e da Polícia Rodoviária Estadual trabalham no local. O trânsito está interrompido nos dois sentidos.


dos leitores

De: lazaritur@hotmail.com
Enviada: Terça-feira, 14 de Janeiro de 2014 23:43
Para: olidescanton@bol.com.br
Assunto: RE: acidente

vio o teu blog antes, fazia dias que não olhava, mudou tudo ficou muito bom mais pratico e organizado
valeu


Carreiro

Vou me esforçar pra estar no carreiro dia 2 de fevereiro....(Olides)

-- Mensagem encaminhada -------
De: Ines Pessetti inespessetti@hotmail.com
Para: deolhoseouvidos1@terra.com.br deolhoseouvidos1@terra.com.br
CC:
Assunto: carreiro,Olides estou aqui com um casal de festeiros e.....
Data: 14/01/2014 12h19min08s UTC

Os festeiros juntamente com a comunidade do Povoado zanetti, agradecem o espaço que voce usou para o convite a festa no dia 2 de fevereiro 2014 e aproveita para convidá-lo já que voce gosta do local. Será bem recebido,e saiba vai ser muito bonito,devido a chegada da Nossa Senhora na balsa e os caiqueiros que vem de cidades vizinhas. O que nos faz recordar que antigamente era o unico meio usado para a travessia.


Lançamento da Revista Estudos Legislativos e Perfis Parlamentares


Futebol de Areia terá 17 Equipes

A Secretaria Municipal de Indústria, Comércio e Turismo de Serafina Corrêa, juntamente com o SESC Bento Gonçalves, realizou importante reunião na noite de segunda-feira, 13 de Janeiro de 2014. Estiveram presentes representantes de 17 equipes que participarão do Circuito Verão SESC de Esportes - Categoria Futebol de Areia - Etapa Serafina Corrêa, na Odisseia do Carreiro deste ano. Na ocasião, estiveram presentes também o Gerente da Unidade do SESC de Bento Gonçalves Jaques Fachinelli e Cassiano Somensi, além do Diretor do Departamento de sportes Sandro Marques e do Técnico Esportivo Davide Santin para organizar o Campeonato que inicia no próximo dia 21 e passar as instruções aos representantes das equipes quanto ao regulamento e à disciplina.

As 17 equipes foram divididas em 4 chaves, sendo a Chave A com 5 equipes, Chaves B, C e D com 4 equipes cada. O Campeonato contará com representantes de vários municípios da região como Guaporé, Casca, Nova Araçá, entre outros. Participe, Odisseia do Carreiro 2014, Futebol de Areia - Circuito Verão SESC de Esportes inicia no dia 21 de Janeiro, a partir das 19h30.


Festival de Chamamé na TVE

A TVE está transmitindo desde o dia 9 deste mês o 24º Festival de Chamamé, que acontece em Corrientes -Argentina, até dia 19.

Confira o horário das transmissões.

15/01 - Quarta-feira - 23h30min
16/01 - Quinta-feira - 0h30min
17/01 - Sexta-feira - 23h30min
18/01 - Sábado - 23h30min
19/01 - Domingo - 23h

Chamamé - palavra de origem guarani que significa trabalho feito de improviso, sem esmero - é um gênero musical tradicional na província de Corrientes, na Argentina, mas também apreciada no Paraguai e Rio Grande do Sul. De acordo com Silvio de Oliveira e Valdir Verona, autores de “Gêneros musicais campeiros no RS - ensaio dirigido ao violão”. “Seguindo uma tendência previsível, o chamamé que se passou a praticar no nosso Estado apresenta algumas peculiaridades, tanto em relação à música, quanto à dança. Quem quiser saber mais sobre Chamamé pode acessar a tese de doutorado de Fernanda Marcon para a Universidade Federal de Santa Catarina, “Soy El Chamamé: os desdobramentos do conceito de gênero musical a partir da etnografia sobre o Chamamé na mesopotâmia argentina e grande Buenos Aires http://www.igtf.rs.gov.br/wp-content/uploads/2014/01/Chamam%C3%A9-Entre-Rios-a-Buenos-Aires.pdf.

 

14 de janeiro de 2014


Entretenimento

BARRANCO VAI PROS 45 ANOS EM ABRIL



Uma das churrascarias mais antigas da capital, a Barranco, completa 45 anos de fundação em abril. Da família fundadora, só ficou Chico Tasca, filho de Vicente, o último dos quatro irmãos - Santo,Ernesto e Albino os outros três - que saíram de Linha Agussu, no interior de Sarandi e fundaram a casa.

A churrascaria deixou ricos os atuais proprietários; Chico Tasca, por exemplo, passou o fim de ano em Miami, pra onde sempre vai nas férias.

Os filhos dos demais fundadores saíram da sociedade, que foi comprada pelo gerente Elson Furini, hoje sócio majoritário da casa.

- A Elza( mulher do fundador Santo) tinha como sonho na vida faze ruma viagem pra fora do país. O Santo,seu marido, nunca a levou a não ser pra Capão da Canoa, conta um ex-funcionário da casa, hoje ele próprio dono de uma casa de comida.

O Barranco deu certo desde a primeira noite. Talvez o ' mato" - a parte de fora da casa - tenha impulsionado este sucesso,principalmente na primavera e no verão quando hordas iam pra lá pra tomar cerveja.

Durante alguns anos, o Barranco teve a fama de uma casa onde os ' garçãos costumavam roubar na conta'.

Muitos fregueses não iam ao Barranco com medo da ' mordida' na conta final.

Em parte isto foi solucionado, com o controle da casa.

Outra fama que ajudou a aumentar o público masculino foi o da ' cassação', principalmente durante o verão quando os maridos em férias iam pra lá pra pegar alguma gata.E elas ficavam nas mesas dando banda...até que...deu....

O mundo do futebol foi outro que frequentou muito a casa. Gremistas e colorados enchiam a cara pra comemorar vitórias ou pra esquecer derrotas dos seus times.

Hoje o Barranco está consolidado e apresenta um público diverso. Mas atraiu em volta de si muitos competidores. Como o Bar Pedrini, que abriu próximo e tem até churrasco.

Outro local perto do Barranco é um uruguaio na Nilópolis, esquina com Amélia Teles.

Junto com o Garcia's na Cidade Baixa, o Barranco é uma casa que está sempre aberta. Só fecha depois das 2 da manhã e as 11 da matina você já pode ir lá comer um churra que ele estará pronto...
Ah, o carrinho de saladas é outra cópia bem feita que deu certo: quem primeiro o usou foi a churrascaria Rancho Alegre, na Cristovão Colombo. O Barranco, onde é chamado de ' celtinha' o colocou e apesar de alguns fregueses não gostarem porque na rua pega poeira, é um sucesso. A casa teve que aumentar o preço da salada porque muita gente ia lá apenas pra comer saladas e tomar um chopp....que não é nada barato, na casa, não....


o ' mato'


Um dos fatores que fez o Barranco ficar tão longevo foi o mato, como é chamada a parte externa da casa. ali, ao ar livre, o pessoal adora degustar um churra e tomar um chopp!


O ' MATO ' - A PARTE EXTERNA DA CHURRASCARIA QUE ATRAI MUITA GENTE PRUM CHOPINHO AMIGO!


SADI PENDUROU AS CHUTEIRAS!


SADI QUANDO SERVIA NA CHURRASCARIA DA PROTASIO!

nO ANO PASSADO, UM DOS MAIS ANTIGOS GARÇÃOS DO BARRANCO, APOSENTOU-SE. JORGE SAI DE OLIVEIRA, NATURAL DE OSÓRIO, TORCEDOR DO GREMIO, FOI PRA CASA ONDE AGORA SÓ DESFRUTA DE NÃO FAZER NADA.

SADI ESTAVA LOUCO PRA SE APOSENTAR.

ESTAVA NO BARRANCO DESDE 1976.eLE ENTROU NA CASA MEIO QUE POR ACASO. FOI FAZER UNS BICOS DO SEU TRABALHO NOS CORREIOS E VIU QUE NA CHURRASCARIA DAVA MAIS DINHEIRO.

EM 1978 FOI CONVIDADO PRA SE MUDAR DEFINITIVAMENTE PRA CHURRASCARIA.

UM DOS GARÇÃOS MAIS CONHECIDOS DOS ANTIGOS FREQUENTADORES, SADI FEZ MUITOS CONHECIDOS NA CASA.

- REALMENTE EU CONHECI MUITA GENTE NO BARRANCO.QUANDO PRECISO DE UM PROFISSIONAL, SEMPRE TEM ALGUÉM QUE ME ATENDA.


XUMBINHO MORREU DEIXANDO SAUDADES NOS COLEGAS



Ate 2008, o garção "Xumbo"- Antônio Carlos Vieira - era o único que trabalhava na casa desde abril de 1969, data da fundação da churrascaria.

Algum tempo depois ele teve complicações e veio a falecer, deixando um vazio entre seus colegas, principalmente os mais antigos.

Xumbo era frequentemente visto pela manhã varrendo a frente da casa. Natural de Erechim, onde nasceu em 1943, Xumbo havia se aposentado em 2004, mas continuava no batente. No começo dos anos 90, ele teve um derrame e se recuperou.Sobre seu longo tempo de Barranco, disse numa entrevista, recuperada por este repórter:
- Eu sempre fiz isto, gosto do que faço e não me imagino fazendo outra coisa!


Radio da Urgs

sempre ouço o boletim das 9 da manhã da rádio da Urgs. eles fazem uma boa sintese, bem escrito e a locutora lê a noticia sem se engasgar, tipo Osiris Marins, que parece que tá sempre anunciando o fim do mundo.

eles devem ter lá uma redatora que faz um resumão dos jornais e a gente fica sabendo das princiapis coisas que rolam ai. é mais ou menos como faziam antigamente os assessores de imprensa que taxavam a imprensa. nem sei se ainda tem isto, mas era a melhor coisa que tinha por ai. tudo muito sintético.


memoria politica

O POLEMICO PREFEITO DE SANTA MARIA!

O jornal a Razão de sabado, dia 11/01 trouxe interessante matéria sobre o prefeito(falecido) Evandro Behr,de Santa Maria da Boca do Monte. Mais precisamente sobre sua eleição em 1988.

Carlos Alberto Kolecza, colega que trabalhou naquela campanha pra Renan Kurtz, um dos candidatos mais fortes, este pelo PDT- Evandro era do PDS,atual PP -lembra que Evandro era um ' ilustre desconhecido' do meio político quando entrou pra campanha." Ele nem titulo eleitoral tinha em Santa Maria.Transferiram o titulo num dos últimos dias de prazo, ' lembra ov eterano repórter que muitas campanhas políticas cobriu no Estado. Evandro vinha sim com a indicação de Santa Cruz do Sul, na verdade onde conhecera o atual prefeito de lá, Telmo Kirst, que indicado secretário dos transportes de Jair Soares o levou pra chefia geral do DAER, tendo lá permanecido durante os quatro anos de governo de Soares.

O colunista da Razão lembra que durante a campanha a prefeito de 1988 pra Santa Maria todas as pesquisas indicavam que a disputa estava entre o ' malufista' Osvaldo Nascimento, do PMDB e Renan Kurtz, do PDT, um dos políticos tidos como mais de esquerda do partido de Brizola.

Mas houve um incidente paroquial - Kolecza não consegue recordar bem o que - que levado ao horário eleitoral provocou enorme bate-boca entre Kurtz e Osvaldo. Aquilo pegou mal na população a poucos dias da eleição.

Ao invés do candidato do PT, Marcos Rolim capitalizar pra sim a insatisfação do eleitorado, foi se meter na briga dos dois concorrentes mais fortes: resumo da ópera: Evandro com seu jeito ' manso' e propositivo papou a eleição, tornando-se uma grande zebra das eleições municipais daquele ano.

Durante seu governo de Santa Maria, o ' manso' Behr depois se viu que não era bem isto. Ele brigava com Deus e todo o mundo. Muito teimoso, construiu o viaduto Norte-Sul,entre outras obras, que hoje leva seu nome.

Behr faleceu prematuramente de problemas cardíacos em 27 de agosto de 1997. Foi enterrado em sua terra natal, Santa Maria da Boca do Monte, mais precisamente no cemitério de Camobi. Morto aos 54 anos, deixou aq viúva e três filhos.Carolina,Fernando e Evandro. Carolina vive hoje em Brasília onde trabalha com marketing políico.


A quebra do Correio do Povo ( memórias de Carlos Reverbal, em Arca de Blau)

" Quando se é chefe unipessoal de uma empresa por quase cinquenta anos, é inevitável que a certa altura comecem a aparecer vulnerabilidades.

Dr. Breno havia sempre centralizado as decisões importantes dentro da caldas Jr.o que de certa forma impediu que se criasse na empresa o ambiente para a formação de elementos executivos.Se existiam na redação do Correio do Povo casos de duas ou até três gerações de uma mesma familia, na maioria das vezes sem que o neto tivesse herdado o talento do avô, no setor administrtivo não era diferente. Os critérios pra seleção de pessoas que deveriam assessorar o dr. Breno muitas vezes eram mais de fidelidade à casa do que de competência profissional.

Como a história da Caldas Jr.era uma história de sucesso, dr.Breno nunca achou tempo pra se preocupar com estes assuntos.

O Correio do Povo sempre foi muito apreciado e respeitado pelas altas esferas dos goverrnos militares pós-64, pois mesmo os presidentes que não eram gaúchos tinham alguma espécie de relação com o Rio Grande do Sul( Castelo Branco e João Figueiredo fizeram sua formação militar inicial no Colégio Militar de Porto Alegre.) Breno Caldas tinha acesso facil a todos eles.que também tinham interesse em ficar de bem com ele.A unica vez que o jornal teve problemas com a censura ,o que ocasionou a apreensão de uma edição,foi por iniciativa de escalões inferiores da ditadura,sem maiores consequencias para a imagem do Correio do Povo.

O Governo Militar sabia que podia confiar no CP.. Ao contrário do Estado de São Paulo, por exemplo, que em vários momentos principalmente na era getulista assumiu posições oposicionistas,por defender, acima de tudo,os interesses da elite paulista,o Correio nunca se envolveu com as causas das politicas locais.

A comparação com o Estadão se justifica porque tanto o jornal paulista quanto o gaúcho foram extremamente influentes durante uma certa época em seus estados, a ponto de a USP ter sido criada a partir da influência de Júlio de Mesquita Filho, dono do Estadão.

A diferença entre os dois jornais é que o Correio sempre procurou manter uma posição equidistante dos conflitos,sem a ambição de se tornar o porta-voz dos gaúchos. Não Gosto muito da expressão ' em cima do muro". Prefiro acreditar que o dr.Breno,seguindo a tradição de neutralidade imposta por Caldas Jr.na fundação do jornal, acreditava realmente que o Correio do Povo podia se manter neutro e sem comprometimentos(Carlos Reverbel) - prossegue....


PASSARINHO SEM ALPISTE NÃO CANTA

por Carlos Chagas

Poucos duvidam de que o Supremo Tribunal Federal decidirá, em fevereiro, proibir as doações de empresas privadas e públicas nas campanhas eleitorais. Dos onze votos de seus ministros, quatro já foram exarados, todos nesse sentido. A proibição não valerá para as eleições de outubro, tendo em vista o princípio constitucional de que qualquer alteração no processo eleitoral deve ser feita até um ano antes do dia da votação. Mesmo assim, registra-se nos meios empresariais uma tendência salutar: boa parte das grandes empresas prepara-se para fechar as portas de seus cofres, tanto por economia quanto por cautela. Estarão sob o crivo da opinião pública, que apoia em gênero, número e grau a provável sentença definitiva da mais alta corte nacional de justiça. Claro que doações serão feitas, mas reduzidas. A farra será menor, neste presumível último ano de distribuição indiscriminada de recursos de origem pouco clara.

Candidatos de todas as espécies começam a sofrer antecipadamente da falta de fundos, podendo o sofrimento contribuir para a aprovação, ainda neste primeiro semestre, do financiamento público das campanhas. Preparam-se os partidos para o futuro, valendo-se daquela máxima do Barão de Itararé, de que “passarinho sem alpiste não canta”. O uso do dinheiro público por certo será bem mais fiscalizado do que as doações particulares.

OPORTUNIDADE EXCEPCIONAL

Confirma-se a vinda dos presidentes da Rússia, China, África do Sul e Índia, em julho, para reunião dos Brics, aqui em Brasília, sob a direção da presidente Dilma. De tabela, antes assistirão, no Rio, a partida final da Copa do Mundo, no domingo anterior. Claro que com direito à presença de inúmeros outros presidentes e primeiros-ministros do mundo inteiro. Dúvida, por enquanto, é Barack Obama, mas tanto lá como cá, trabalha-se para que também compareça ao Maracanã.

Melhor oportunidade não haveria para tentar-se, através do esporte, uma integração capaz de apontar novos rumos da Humanidade. Aliás, a ideia não é nova, pois foi por aí que Nelson Mandela conseguiu unificar seu país. Ao Brasil, como anfitrião, caberia função de excepcional significado, mesmo limitada ao simbolismo de um jantar ou recepção reunindo todos.

Aproveitaremos a chance?


Prefeitura assina contratos para obras de mobilidade

Foto: Anselmo Cunha/PMPA

Prefeitura assina contratos para obras de mobilidade nesta terça

O prefeito de Porto Alegre, José Fortunati, e o secretário municipal de Gestão, Urbano Schmitt, assinam, nesta terça-feira , 14, às 9h30, no canteiro de obras do futuro Viaduto Bento Gonçalves, próximo à Igreja São Jorge, os contratos de financiamentos com a Caixa Econômica Federal dos valores de contrapartida necessários às obras de mobilidade urbana no município, vinculados ao Programa de Aceleração do Crescimento (PAC). Ao todo são oito contratos de importantes obras para a cidade no valor de R$ 424.682.362,89. Com este aporte financeiro, o ritmo das grandes obras na Capital será intensificado.

COMO CHEGAR - Para acessar o canteiro de obras do Viaduto Bento Gonçalves - local onde acontece o evento - entre pela avenida Ipiranga no acesso ao lado da sede da Associação Médica do Rio Grande do Sul (Amrigs).


13 de janeiro de 2014


memoria

verão

a professora Leda Saraiva em sua obra Imbé,Tramandaí, resgata um pouco o que foi a ocupação do nosso litoral,sempre com seu mar ' chocolatão'.

ir a praia no RS,depois de que ficou pronta a freeway foi um tapa. é quase uma cidade da região metropolitana. porém não eram assim antes. eu mesmo conheci a estrada de santo antonio da patrulhar. iamos de carona e levávamos quase um dia saindo de manhã cedo pra pegar carona, passando por gravatai,santo antonio e afins....

aqui vão algumas imagens de veraneios antigos.


VERANEIOS ANTIGOS

COMO SURGIU O BONDINHO EM TRAMANDAÍ

FOI EM 1927,SEGUNDO A PROFESSORA LEDA SARAIVA, QUE SURGIU O BONDINHO EM TRAMANDAI.

UMA EMPRESA DE BONDES PASSA A RECOLHER OS PASSAGEIROS NA FRENTE DOS HOTEIS E OS DEIXA NA BEIRA DA PRAIA.
O BONDINHO CORTAVA A AV. EMANCIPAÇÃO - CENTRO DE TRAMANDAI - PASSANDO NA FRENTE DE TODOS OS HOTEIS.

FOI EM 1930, COM A CONSTRUÇÃO DA RS-30, QUE COMEÇARAM OS TRANSPORTES COLETIVOS PRAS PRAIAS.

outros detalhes dos veraneios antigos

na temporada, as familias de pescadores, faziam de tudo.

os homens eram garçons em hoteis e restaurantes, as mulheres cozinheiroas ,camareiras, copeiras.

quem não fosse garção, ia ser carpinteiro,eletricista, pedreiro,ajudante de pedreiro,cortador de grama.

no verão, valia a profissão do ' faz tudo'.
as familias que não conseguiam emprego colhiam marisco na praia e capturavam siri no rio.

Estes frutos do mar, tão frescos,muito apreciados pelos veranistas, e caprichosamente preparados e vendidos de porta em porta, acondicionados em um prato, coberto por um pano alvejado.

Mães de familia de pescadores faziam pastéis de siri,de camarão,doces de banana, puxa-puxa,cocada, pé de moleque,merengada, colocavam estes produtos em balaios de palha,forrado e coberto por um guardanapo bem alvejado.

Os filhos de pescadores saíam pra vender os produtos,alardeando:
- Olha o siri, olha o pastel de siri, olha o puxa-puxa!

Lá por 1945, outra atividade surgiu pros moleques,entre 14 e 15 anos.

Viraram ' maleiros'.

Faziam carrinhos especiais de madeira, para carregar as malas da rodoviária até os hotéis da praia.quando o onibus encostava na rodoviária, estes ' maleiros' se penduravam nas janelas dos mesmos oferecendo seus préstimos:
- maleiro, malas....

Como as familias dos pescadores eram numerosas, e os pais passassem o dia fora, no final do veraneio a mortalidade infantil era enorme.Crianças menores cuidavam das menores.

Terminado o verão, os veranistas se iam,fechando casas e os donos dos hotéis somente voltavam no ano seguinte.

a baixa temporada no litoral era uma penúria pra quem ficava.
para pássar o tempo, a população nativa se reunia em botecos para jogar conversar fora.
Os homens consertavam redes e faziam tarrafas e espinhéis.

muitos viviam da ilusão de que na próxima temporada fosse melhor do que anterior.( com a colaboração da professor Leda Saraiva)


O DELEGADO DA PF ROUBOU O COPO DE SUCO DO TRAFICA

O DELEGADO FERNANDO FRANCHICINI CONTOU COMO CHEGOU NO JUAN CARLOS ABADIA. ELE SABIA QUE O TRAFICA ESTAVA NO HOTEL MAIS CARO DE GRAMADO.COM A FAMILIA, COMO QUALQUER CIDADÃO QUE CUMPRE A LEI.A FINAL DINHEIRO DE TRAFICANTE É MUITO BEM ACEITO ATÉ POR HOTEIS DE CINCO ESTRELAS....

O DELEGADO FOI PRA LÁ, VIU O TRAFICA ENTRAR NO CAFÉ DA MANHÃ E ROUBOU O COPO QUE O CARA TINHA TOMADO SUCO.

COM AS IMPRESSÕES DIGITAIS DO COPO CHEGOU NO CARA QUE HOJE CUMPRE PRISÃO PERPETUA NOS USA.

-EM TEMPO. ESTOU LENDO O NOTICIA DE UM SEQUESTRO DO GGMARQUES ONDE ESTÃO ESTES CASOS DE TRAFICAS E SEUS SEQUESTROS NA COLOMBIA.


Cirugia

Será nesta segunda,dia 13.01, o procedimento a que o ex-governador Olívio de Oliveira Dutra se submeterá pra extração de um câncer na próstata.

Olivio não deve concorrer a nenhum cargo eletivo em 2014.


CORRENDO NA FRENTE

O GALPÃO CRIOLLO ESTÁ FAZENDO CONVENIOS COM ARGENTINOS PRA ATENDIMENTO NA COPA DO MUNDO!


LA VAI O BANDEIRA PRO RIO

EMBARCA NESTA SEGUNDA, DIA 13 PRO RIO PRUMA TEMPORADA DE 20 DIAS O NOSSO COLABORADOR AABANDEIRA....O ADVOGADO TEM O COSTUME DE PASSAR O JANEIRO NO RIO HÁ MAIS DE 20 ANOS.SEMPRE ALUGA APARTAMENTO. NESTA TEMPORADA FICARA NA BARATA RIBEIRO.

O BANDEIRA É UM ADVOGADO MUITO CONHECIDO, FOI DA CRT, ENTRE OUTRAS MISSÕES DA VIDA. PERTENCE A LOJA MAÇONICA.


Vida mundana

Por 7,5 milhões de reais a churrascaria GARCIAS comprou quase todo o quarteirão ao lado. Ela fica aberta praticamente 24 hs ao dia.

A gaRCIA repete o fenomeno que foi a Itabira nos anos 70, quando era o antro de jornalistas, intelectuais em geral, artistas de teve e de teatro, puxadores de fumo, vendedores de perventin, policiais, traficantes, prostitutuas e taxistas. fim de noite é tudo ali.


SEM MEDO DA RBS

em geral as autoridades politicas se pelam de medo da RBS. Mas pelo visto o prefeito de Caxias, Alçceui Barbosa(PDT) não entrou nesta.

na coletiva do fim de ano - e isto é registrado pelo Pioneiro, da RBS - não deu exclusiva ao jornal da empresa. José Ivo Sartori e Pepe Vargas sempre davam uma coletiva ao jornal Pioneiro,depois falavam pros demais.


Memória da Imprensa

A QUEBRA DO CORREIO DO POVO

O fechamento do Correio do Povo,anunciado pelo próprio Breno Caldas - 16 de junho de 1984 - teve muitas versões contadas de forma diversa.

Um dos que se arriscaram palpitar sobre o assunto foi o cronista Carlos Reverbel em sua ARCA DE BLAU publicada em 1993, pela Artes e Oficios -. Diz assim o velho Reverbel:

-" Os primeiros sinais de que alguma coisa não ia bem na Caldas Jr. começaram a ser percebidos a partir do fechamento da Folha da Manhã(28 de março)- tratarei da Folha da Manhã, ou a Folhinha num outro capitulo -Aqueles que vinham acompanhando o Correio do Povo há décadas,como eu,sentiam que o clima geral estava longe de ser o normal.

Sabia-se que o dr. Breno Caldas fizera operações financeiras de risco, ao mesmo tempo que ainda mantinha uma filosofia administrativa de carater estritamente familiar.
Alem disto, já começaram as especulações sobre o futuro do jornal na mão dos sucessores do Dr.Breno Caldas. A Folha da Manhã havia sido uma espécie de estágio probatório de treinamento do herdeiro natural da Caldas Junior, Francisco Antônio, o único filho homem do dr. Breno.

Como diretor da Folha da Manhã, Francisco Antônio montou um jornal avançado para a época muito bem feito por uma geração brilhante de jovens jornalistas que começavam a sair das faculdades de Comunicação. Mas a ousadia da Folha da Manhã e sua simpatia por idéias de esquerda, não tardaram a incomodar alguns dos tradicionais assinantes do Correio do Povo ,acostumados com a sobriedade e aneutralidade do velho matutino.

( A Folhinha passou a circular em 12 de novembro de 1969 e em 30 de outubro, havia tomado posse o mais duro general dos 21 anos do Regime Militar, Emilio Garrastazu Médici).

Originada a partir de uma edição matutina da Folha da Tarde, que saía às segundas com os resultados das partidas dos fins de semana, a Folha da Manhã tornou-se um diário em 1969, no auge da censura.

Mas não foi o Governo Militar que rejeitou a Folha da Manhã,mas sim os próprios assinantes do Correio do Povo, que ameaçavam cancelar suas assinaturas se a Caldas Jr. continuasse mantendo um jornal como aquele.

Criou-se um conflito evidente entre a Folha da Manhã e os leitores dos outros dois jornais , que se sentiam traídos pela liberalidade de uma empresa que mantinha publicações de caráter tão diverso. Dr. Breno manteve-se distante do problema até que um dia em que inesperadamente entrou na redação da Folha da Manhã para um anúncio lacônico: " o jornal está fechado"!.

Todos nós sabíamos que o motivo do fechamento do jornal não era econômico e sim ideológico, mas aquela súbita alteração de rotina ,inédita na história da Caldas Jr.me soou como um primeiro sinal de desarticulação da empresa ,principalmente porque estavenvolvido naquele fracasso o nome da pessoa destinada a herdar o império do dr. Breno. Nessa época,quando já me preparava para a aposentadoria, comentei com um amigo chegado:" A coisa vai estourar, só não marco hora"!.

Naquele momento ainda era maluquice questionar a solidez do Correio do Povo . Meu amigo riu muito do meu alarmismo,como provavelmente ririam a maioria dos gaúchos.

Pouco mais de quatro anos depois,quando a Rádio Guaíba anunciou o fechamento do Correio e da Folha da Tarde,esse meu amigo me telefonou apavorado,ainda lembrando de minha sinistra previsão(continua...por Carlos Reverbel).


de são borja

LIVRES, LEVES E SOLTOS NA PISCINA DO "FRENTE FRIA"

CAPINCHO está feliz como ganso em açude cheio....a mulher do seu amigo ' frente fria' - não me perguntem porque o apelido - viajou e eles tomaram conta da piscina da casa. dizem até que levam umas 'tchangas' pra lá...pra fazer companhia, senão eles ficam muito tristes só com o ' tonelão' do capincho cheio de latão.....


JANGO GOULART

Obirgado,amigo Ramão. sobre as fotos, anotei isto:

1) tu continuas usando a camisa que usavas no dia do reveillon e são borja. Po, como a Katia aguenta o cheiro...tá na hora de mandar lavar.

2) aqueles cabelos a la Neymar do Alencar, até parece coisa de jogador de futebol. mas o alencar só gosta de contar moedas...ele deve estar fazendo as contas de quanto vai ganhar com seus coqueteis em são borja neste ano. assim este guri vai longe

3) obrigado pelas fotos. aqui neste calorão de porto alegre a gente chega a sentir o cheirinho da brisa do mar, olhando estas fotos(olides canton)
em tempo: depois desta temporada sem fazer nada ai em camboriu vamos pegar duro no livro do jucaõ, antes que alguém of aça....

De: ramaoaguilar@yahoo.com.br
Enviada: Quinta-feira, 9 de Janeiro de 2014 17:07
Para: olidescanton@bol.com.br
Assunto: JANGO GOULART

Amigo Olides:
Em anexo, as fotos do Jango.
Esta foi a maneiro que a cidade de Balneário Camboriú encontrou para homenagear o Presidente Jango, ele que elegeu BC como sua praia preferida. Eis aí na foto o Presidente Jango com os filhos Denise e João Vicente, quando eram crianças em plena avenida Atlântida, na Barra Sul.
Ramão Aguilar.


ROSEANA BOTA O P....NA MESA E MOSTRA QUEM MANDA NO MARANHÃO...

LEIO NO GLOBO DE HOJE, DOMINGO, QUE A MINISTRA DOS DIREITOS HUMUNOS, MARIA DO ROSARIO FOI VETADA PRA IR AO MARANHÃO. oRA ROSENA QUE DE BOBA NÃO TEM NADA, SABIA QUE A MINSITRA DE DILMA FARIA UM ENORME MARKETING PESSOAL ENCIMA DAQUELA TRAGEDIA DO PRESIDO DE PEDRINHAS....

EM SÃO BORJA ELA PINTOU E BORDOU EM TERMOS DE MARKETING. FALO DA EXUMAÇÃO DO JANGO. MAS NO MARANHÃO OUTRA MULHER É QUE MANDA. E SE FAZ ENTENDER. DA-LHE MINHA MUSA, ROSEANA SARNEY


ROSEANA SARNEY, UMA MULHER DIFERENTE NA POLITICA

Roseana Sarney,governadora do Maranhão,voltou à baila com as noticias de uma possivel intervenção em seu estado, por causa de brigas entre gangues em presídios estaduais.

Sobrevivente de não se sabe quantas cirurgias, esta figura ímpar da política nordestina, é realmente a filha política do senador que um dia ocupou por destino a presidência da República.

Roseana parece perseguir o destino do pai, quer ser também presidente da República. Em 2002 estava quase lá,ponteando pesquisas. Mas um caso, o caso Lunus - a tirou da jogada, fazendo-a retirar a candidatura pelo então PFL. Era considerada pelo senador Jorge Borhanusen, do PFL, a bola da vez da politica nacional.

Não era a sua vez...

( Caso Lunus: 1, 34 milhão de reais em dinheiro vivo apreendido pela PF em 1 de março em São Luis, no escritório do marido de Roseana, Jorge Murad).

Dizem que neste episódio, o pai, Sarney, ficou por aqui com o presidente Fernando Henrique. Ligou pro FH:
- Sarney, eu não sabia, alegou FH
- Como você não sabia?você não é o presidente da República?
-Mas o presidente da república nãot em obrigação de saber disto.
- Como não tem ? Você acha que invadem o escritório de um candidato à presidência e você não sabe? Eu fui presidente, Fernando, eu sei que uma coisa dessas não acontece sem o presidente saber.
- Mas você foi presidente no tempo da ditadura.
- E você foi o lider da ditadura.

Ato continuo Sarney bateu o telefone e desligou.

Pois é.....

Roseana é uma figura interessante da politica brasileira. gostaria de poder votar pra ela pra presidente da República. Nela e no Gabeira. Mas acho que passarei sem isto.(O.C)


Peru

Vivi no Peru nesta fase que o Lhosa fala, em 1974. Lembro do general alvarado na teve dando discursos e a sua claque em volta o aplaudindo usando um refrão de que não esqueçoEL APRA E LA CIA SON UNA PORCARIA...a toda hora o sinistro general era interrompido na teve com este bordão. Mas atenção: o governo esquerdista dealvarado levou muitos jornalistas de esquerda pro Peru naqueles anos, muitos brasileiros, inclusive(olides canton)

------- Mensagem encaminhada -------
De: Lauro Dieckmann antares55@hotmail.com
Para: Deolhos... deolhoseouvidos1@terra.com.br
CC:
Assunto: Peru
Data: 12/01/2014 22h01min51s UTC

Cuando, en julio de 1974, la dictadura del general Juan Velasco Alvarado estatizó todos los diarios y canales de televisión en el Perú, explicó que hasta entonces en el país sólo había habido libertad de empresa y que a partir de ahora, al pasar los medios de comunicación de sociedades capitalistas al “pueblo organizado”, comenzaría a existir la verdadera libertad de prensa. La realidad fue distinta. Los diarios, radios y canales expropiados se dedicaron a ensalzar todas las iniciativas del régimen, a difamar y silenciar a sus críticos y, además de desaparecer toda libertad de información, el periodismo peruano alcanzó aquellos años unos extraordinarios niveles de mediocridad y envilecimiento. Por eso, cuando, seis años después, al ser elegido presidente, Fernando Belaunde Terry devolvió los diarios y demás medios estatizados a sus dueños, una gran mayoría de peruanos celebró la medida.
Creo que a partir de entonces buena parte de la opinión pública en el país aceptó —algunos con alborozo y otros a regañadientes— que la libertad de prensa era inseparable de la libertad de empresa y de la propiedad privada, pues, cuando estas desaparecían, con ellas se esfumaba la información independiente así como toda posibilidad de criticar al poder. Por eso, la dictadura de Fujimori y Montesinos utilizó una manera menos burda que la estatización para asegurarse una prensa adicta: la intimidación o repartir bolsas de dólares entre periodistas y dueños de medios de comunicación.

Ahora bien, que haya una economía de mercado y se respete la propiedad privada no bastan, por sí solas, para garantizar la libertad de prensa en un país. Esta se ve amenazada, también, si un grupo económico pasa a controlar de manera significativamente mayoritaria los medios de comunicación escritos o audiovisuales. Es lo que acaba de ocurrir en el Perú con la compra, por el grupo El Comercio, de los diarios de Epensa, operación que le asegura el control de poco menos que el 80% de la prensa escrita en el país. (El Comercio posee también un canal de cable y el más importante canal de televisión de señal abierta del Perú). Esto ha generado un intenso debate sobre la libertad de información y de crítica, algo, me parece, sumamente útil porque el tema desborda el ámbito nacional y afecta a buena parte de los países latinoamericanos.

Ocho periodistas han presentado una acción de amparo al Poder Judicial pidiendo que anule aquella compra, pues, alegan, transgrede el principio constitucional prohibiendo que los medios sean “objeto de exclusividad, monopolio ni acaparamiento”. Por su parte, El Comercio sostiene que el modelo de compra que ha efectuado con los diarios de Epensa sólo concierne a su impresión y distribución, y preserva su línea editorial. Sin embargo, según precisó Enrique Zileri Gibson, uno de aquellos ocho periodistas, ni uno solo de los diarios de El Comercio y de Epensa informó que el Poder Judicial había dado trámite a la acción de amparo en contra de la fusión. ¿Esta unanimidad en el silenciamiento era puramente casual?
Elaborar una ley de medios para evitar el monopolio es un remedio peor que la enfermedad

Ningún país democrático admite que un órgano de prensa acapare porcentajes elevados del mercado de la información, porque, si lo admitiera, la libertad de prensa y el derecho de crítica se verían tan radicalmente amenazados como cuando el poder político se apropia de los medios para “liberarlos de la explotación capitalista”. La pregunta clave es: ¿cuál es la mejor manera de impedir el monopolio, privado o estatal, de la información? ¿Una ley de medios, discutida y aprobada en el Parlamento? Es lo que ha anunciado que presentará un congresista, Manuel Dammert, proyecto que contaría con el apoyo de dos de los partidos que sostienen al Gobierno del Presidente Humala.

Este sería, en mi opinión, un remedio peor que la enfermedad. En vez de garantizar la diversificación informativa, pondría en manos del poder político un arma que le permitiría recortar la libertad de prensa y hasta abolirla. Es verdad que en varias democracias avanzadas hay leyes específicas contra el monopolio y organismos de Estado que verifican su cumplimiento, como la española Comisión Nacional de la Competencia. Son organismos de Estado, no de Gobierno. Esta distinción sólo es real en las sociedades desarrolladas. En el mundo del subdesarrollo la diferencia entre Estado y Gobierno es retórica, pues, en la práctica éste último coloniza el Estado y lo pone a su servicio. Por eso, todas las leyes de medios que se han dado en los últimos años en América Latina, en Venezuela, en Argentina, en Bolivia, en Ecuador, han servido a gobiernos populistas o autoritarios para recortar drásticamente la libertad de información y de opinión y hacer pender, como una Espada de Damocles, la amenaza del cierre, la censura o la expropiación, a los órganos de prensa indóciles y críticos de su gestión.

¿Cuál es, entonces, la salida? ¿Aceptar, como mal menor, que un órgano de prensa controle más de tres cuartas partes de la información y creer los sofismas de los valedores de El Comercio sosteniendo que la fusión carece de connotaciones políticas y resulta únicamente de la eficacia y talento con que han sabido vender su “producto” en el mercado informativo? Para semejante razonamiento, no hay diferencia entre un órgano de prensa y “productos” como las cacerolas o los jugos de fruta. La realidad es que cuando una cacerola derrota a sus competidores y se queda dueña del mercado lo peor que puede pasar es que el precio de las cacerolas suba o que “el producto” empiece a deteriorarse, porque el monopolio suele producir ineficiencia y corrupción. En cambio, cuando un órgano de prensa anula a los competidores y se convierte en amo y señor de la información, ésta pasa a ser un monólogo tan cacofónico como el de una prensa estatizada y con ella no sólo la libertad de información y de crítica se deterioran, también la libertad a secas se halla en peligro de eclipsarse.
Que el caso llegara a la Corte Interamericana es una buena cosa porque es independiente y capaz

La manera más sensata de conjurar este peligro es, creo, la que han elegido los ocho valientes periodistas que se han enfrentado al gigante: recurrir al Poder Judicial a fin de que determine si la fusión transgrede el principio constitucional contra el monopolio y el acaparamiento, como creemos muchos demócratas peruanos, o es lícita. Este proceso, con las inevitables apelaciones, puede llegar hasta las más altas instancias judiciales, desde luego, e, incluso al Tribunal Constitucional o a la Corte Interamericana de Derechos Humanos, de San José. A mí me gustaría que llegara hasta allí, porque ésta es una institución verdaderamente independiente y capaz, de modo que su fallo tiene más posibilidades de obtener el asentimiento de la opinión pública peruana.
Nada semejante ocurriría si llega a prosperar la iniciativa —inoportuna y profundamente perjudicial para un Gobierno que, hasta ahora, ha respetado las instituciones democráticas— del congresista Manuel Dammert. Por desgracia, el Congreso tiene muy poca autoridad moral e intelectual en el país —en todas las encuestas es una de las instituciones peor valoradas— y no hay posibilidad de que este debate fundamental sobre la libertad de prensa se lleve a cabo allí de la manera serena y alturada que requiere un asunto esencialmente vinculado a la supervivencia de la democracia.

Una ley de prensa sólo es aceptable si ella nace del consenso de todas las fuerzas democráticas de un país, como ocurre en Estados Unidos, el Reino Unido, España o Francia, algo que, en las actuales circunstancias, en el Perú, donde la vida política está fracturada y enconada hasta extremos absurdos —precisamente en el momento en que su economía marcha mejor, la democracia funciona, crece la clase media, progresa la lucha contra la pobreza y la imagen exterior del país es muy positiva—, jamás se produciría y la fractura y el encono aumentarían en un debate donde los argumentos legales y principistas serían arrasados en la incandescencia del debate político.

Pero, aún si se produjera aquel consenso, yo creo que una ley de medios es innecesaria cuando existe un dispositivo constitucional tan claro respecto a la necesidad de mantener el carácter plural y diverso de la prensa, a fin de que los distintos puntos de vista encuentren cómo expresarse. Es mejor que cuando se susciten casos como el que nos ocupa, se recurra al Poder Judicial, de manera específica, en busca de una solución concreta al asunto materia de controversia. Es un procedimiento más lento, sin duda, pero con menos riesgos en lo que concierne al objetivo primordial: preservar una libertad de opinión y de crítica sin la cual la democracia se desmorona como un castillo de naipes.
© Mario Vargas Llosa, 2014.
© Derechos mundiales de prensa en todas las lenguas reservados a Ediciones EL PAÍS, SL, 2014.


Política Para Políticos está de volta


dos Leitores!

De: carlosferreirajf@gmail.com
Enviada: Sábado, 11 de Janeiro de 2014 13:25
Para: olidescanton@bol.com.br
Assunto: Livros

Nobre escritor,

Já recebi os livros encomendados e publiquei os resumos deles aqui no blog:
http://carlosferreirajf.blogspot.com.br/

São nove livros publicados?

Att,

Carlos Ferreira
Juiz de Fora-MG


DEBORA FINOCHIARO BRILHA EM PEÇA SOBRE OPRESSÃO FAMILIAR

TEM 20 ANOS A PEÇA POIS É VIZINHA. FUI VER DE NOVO AGORA A POUCO. QUEM NÃO VIU DEIXARÁ PRA OUTRA PORQUE A PEÇA SAIU DE CARTAZ DOMINGO DE NOITE. ESTAVA DENTRO DO PORTO ALEGRE VERÃO EM CENA.

DEBORA FINOCHIARIO BRILHA NA PEÇA COMO A DONA DE CDASA SOLITÁRIA,SENDO ASSEDIADA PELO CUNHADA PARALITICO CUJO UNICO PRAZER QUE AINDA TEM NA VIDA É SE MASTURBAR NA FRENTE DA CUNHA E O MARIDO, UM GAÚCHAO MACHISTA, OPRESSOR E INSENSIVEL.

CLARO QUE A COMÉDIA TERMINA NUMA TRAGEDIA....

20 ANOS DEPOIS A PEÇA CONTINUA OTIMA E A ATRIZ MELHOR AINDA.(o.c.)


SEM PULO - TUNEL DO TEMPO - 11.01.2014


Natal

Meio tarde,mas chegou só agora(Olides)

De: ferronato@camarapoa.rs.gov.br
Enviada: Sexta-feira, 10 de Janeiro de 2014 13:34
Assunto:

Espero que o Natal tenha sido muito Feliz junto com teus familiares. Desejo-te também uma novo ano venturoso e feliz, com muita saúde, paz e realizações para ti e para todos os teus familiares.

Um abraço

Airto Ferronato e família


Festa de Nossa Senhora dos Navegantes

Os festeiros, juntamente com a Comunidade Navegantes, Povoado Zanetti, Nova Bassano, convidam para a Festa em honra à Nossa Senhora dos Navegantes que será realizada no dia 02 de Fevereiro de 2014. Confira a programação:

09h45 - Procissão com caiqueiros e motorizada, acompanhando Nossa Senhora dos Navegantes pelo Rio Carreiro. Início: Igreja Nossa Senhora da Paz - Serafina Corrêa em direção ao Rio Carreiro.
10h30 - Missa Campal. Após a celebração, procissão até a Igreja Nossa Senhora dos Navegantes onde será realizada a bênção da garganta.
12h - Almoço. (Cardápio: churrasco, leitão, frango, massa, maionese e saladas.) - Reservas com os festeiros: Jandir Segalin 54-3444 9532 / Narciso Carissimi 3444 9536 / Avelino Chiella 3444 9537 / Salão da Comunidade (sábados e domingos) 3444 9564.


Hidroginástica para a Terceira Idade

No dia 06 de Janeiro de 2014, segunda-feira, a Prefeitura Municipal de Serafina Corrêa deu início, mais uma vez, às aulas gratuitas de Hidroginástica para os Grupos de Convivência de Idosos do município. As aulas acontecem todas as segundas-feiras, na sede campestre do Clube Social e Cultural Gaúcho, Capela São Pedro, na parte da tarde. Com a orientação do Professor de Educação Física Gean Grisa e a coordenação da Orientadora de Atividades da Terceira Idade, Gabriela Assoni Grechi. A Secretaria Municipal de Saúde é parceira desse projeto, sendo que uma Enfermeira esteve presente na segunda-feira para fazer o acompanhamento dos idosos durante as aulas de hidroginástica, aferindo a pressão e fazendo intervenções, quando necessário. A Hidroginástica é uma das atividades que mais eleva a qualidade de vida, é uma ótima opção de exercício físico, onde todos os músculos e articulações são movimentados debaixo d'água, garantindo maior flexibilidade, força muscular, resistência e bem-estar. A prática desse tipo de exercício físico oferece, além dos benefícios estéticos, vantagens para o organismo, pois combate e previne inúmeros problemas de saúde como a pressão alta, diabetes, doenças cardiovasculares e osteoporose, doenças comuns do envelhecimento. É extremamente divertida e prazerosa, ajuda a melhorar a circulação sanguínea e fortalece as articulações, pois é uma atividade de baixo impacto. Esse projeto é mais uma das atividades desenvolvidas pela Prefeitura Municipal de Serafina Corrêa, através da Secretaria de Assistência Social, promovendo bem-estar, lazer, saúde e qualidade de vida para os idosos.


10 de janeiro de 2014


memória da imprensa


o gordo franco pegava a grana do cinema da familia

Quemconheceu o gordo Franco, como eu, nos anos 70, na redação da Zero, lembra dele chegando do turfe, com seu pequeno bloco de notas debaixo do braço,sempre quieto, indo pra editoria de esportes, comandada pelo Coi Lopes de Almeida pra redigir suas notas.

Acontece que o gordo Franco foi parar lá meio que por uma casualidade: estavam um dia no bar Brahms, n o Moinhos de Vento, o Fernando Whesphalen, turfista, Coi Lopes de Almeida, Adalberto Castilh0(Beto Canarinho) e um quarto integrante.

Coi convidou Adalberto Castilho pra es crever sobre turfe na Zero. Beto não levou muito a sério, mas um outro integrante indicou o gordo Franco, que não estava no bar naquele dia, pro Coi.
Assim ele virou cronista de turfe na zero.

Só que o Gordo Franco era dono de um haras, na zona sul. criador de cavalos e nascido em berço de ouro. Sua família era dono do prédio onde ficava o cinema Moinhos de Vento,depois cine Coral, na rua 24 de Outubro.

Quando terminava a sessão, o gordo Franco, como os amigos o chamavam, ia lá e passava a mão na féria do cinema pros seus vicios, entre os quais estava as corridas de cavalo.


O Calvário dos Pessetti(3)

O dia que foram prender JACOB PESSETTI

O episódio mais dramático do calvário da família Pessetti, que teve suas terras cortadas pela rodovia que liga Serafina ao Balneário Carreiro, foi no dia que o secretário de Obras, Ewaldo Carlos Pessetti ficou sabendo que o dono da terra teria impedido os maquinistas de continuarem a obra, quando a Justiça já tinha liberado sua construção.


FAMILIA ATRAVESSA DIARIAMENTE O GADO QUATRO VEZES AO DIA PRA TIRAR O LEITE.

- Apareceram lá em casa pra prender meu pai. Nós ainda eramos pequenas e nosso pai era muito importante pra gente, recorda hoje, a farmaceutica do Estado, Ines Pessetti, que vive no Balneário Rio Carreiro.

Ela lembra do constrangimento que as 4 filhas de Jacob e de Antônia passaram e do medo que sentiram.


RODOVIA NESTE ÉPOCA TEM MUITA MOVIMENTAÇÃO E REPRESENTA PERIGO!

- Meu pai não estava em casa, tinha ido a Guaporé falar com o nosso advogado, relembra Inês. Ela informa que o episódio da tentativa de prisão do seu pai, foi o que deixou a família mais traumatizada.

- Até hoje minha mãe e minha irmã Marines não querem falar disto.

De fato, o assunto teria se dado desta forma: um maquinista que trabalhava no trecho queixou-se ao secretário Ewaldo,este telefonou ao prefeito Sérgio Massolini, que prontamente deu orientação pra que fosse comunicada a Policia de que o agricultor não estaria deixando que uma ordem judicial fosse cumprida. A familia Pessetti nega peremptoriamente que estivesse impedindo que as máquinas fizessem seu trabalho.

Os dois policiais - Ines não recorda se eram brigadianos ou da Policia Civil, retiraram-se da propriedade depois que não localizaram Jacob Pessetti.

Este,quando regressou de Guaporé , teria sido inquerido pela mulher, Antônio Pessetti, porque ele estaria tomando aquela atitude(de não deixar passar os maquinistas)

- Eu não,disse ele, eu estava fora.

Jacob Pessetti procurou um vizinho, Alfredo Canton, que se dispôs a testemunhar, se fosse o caso, de que ele não estava em casa, nem impedindo o trabalho das máquinas.

O assunto não andou e as patrolas da Cintea, que foram as que abriram a nova rodovia, continuaram derrubando cercas, arvores e construindo a rodovia.

Perguntei ao secretário Ewaldo Cervieri sobre isto mas ele não lembrou bem do episódio. Apenas disse que o prefeito Sergio Massolini tinha a determinação de concluir aquela rodov ia vicinal.

- O pai dele tinha feito a ponte sobre o rio Carreiro e ele queria passar o asfalto.(Olides canton)


CAMINHADA



por Antonio Augusto Bandeira

Sempre digo que não se pode parar. Dia 13 estarei embarcando para o Rio de Janeiro,repetindo o que faço há mais de vinte anos...

Não busco o turismo e sim meus amigos. O Rio, para mim, é uma cidade maravilhosa que conheço,arriscaria dizer, bem.

A Lapa, antiga zona de prostituição, hoje está tomada de casas musicais, onde dou destaque para o Rio Cenário.

Na praia de Copacabana gosto de ir perto da Barraca do Miguel (argentino de Rosário) onde ficam os amigos.

Rever o Bernardo, o João Bonatto, a Mineira, a Marlene, a Carla,o Romero, o Verissimo, o Sergio, e paro de citar nomes para não fazer a deselegância de esquecer algum, justifica a caminhada.

Quando chove é até bom,pois vou ao cinema,caminho pelas livrarias nos shoppings...Existem musicais para serem vistos e a natureza que cerca o Rio de Janeiro, faz dele uma cidade maravilhosa.

Também descanso da INTERNET , não de escrever pois sempre levo um caderno para rabiscar palavras.

Tomar picolés da Moleka em plena praia, é voltar a uma infância há muito desaparecida.

O importante é que vou dar uma caminhada!


COMUNICADO BOLSA FAMÍLIA

A Prefeitura Municipal de Serafina Corrêa informa a população que recebe o benefício do Bolsa Família que deve procurar o Centro de Referência de Assistência Social, CRAS, até o dia 31 de Janeiro de 2014, para atualizar seu cadastro. É indispensável apresentação de xerox da documentação de todo o grupo familiar. Essa atualização é
fundamental para manter o benefício do Bolsa Família. Mais informações: 54 3444 3814.


------- Mensagem encaminhada -------
De: m-rocha@upf.br
Para: deolhoseouvidos1@terra.com.br :
Assunto: Re: Re: Enc: PARABÉNS
Data: 08/01/2014 23h21min25s UTC

OLIDES !

HOJE, DECORRIDOS 36 ANOS DE MINHA FORMATURA, ESTOU CONVICTO QUE DEVERIA TER CURSADO DIREITO. MEU PAI, INÚMERAS VEZES , ME CHAMOU ATENÇÃO PARA ESTA "VOCAÇÃO NATURAL", ENTRETANTO, A IRREVERÊNCIA JUVENIL, ASSOCIADA À BURRICE,: MEDICINA VETERINÁRIA-PALMEIRA LEGENDÁRIA , E O RESTO CONSEQUÊNCIA.

OUTRO RAMO FAMILIAR( UMA TIA),SEMPRE ME DISSE, E CONTINUA DIZENDO, QUE PODERIA EU TER DERIVADO PARA COMUNICAÇÃO-JORNALISMO-. TAMBÉM ACABEI ME CONVENCENDO QUE PODERIA DAR CERTO POIS, LÁ SE VÃO 27 ANOS DE RADIOJORNALISMO, TANTO NAS EMISSORAS DA CENTENÁRIA E ESPARTANA PALMEIRA, QUANTO EM PASSO FUNDO.

COMO NÃO TEM COMO MUDAR A REAIDADE, RESTA-ME ESTIMULAR MINHA FILHA, ADVOGADA QUE, RECENTEMENTE, ABRIU ESCRITÓRIO NA PALMEIRA, A EXERCER A PROFISSÃO DO AVÔ, QUE TANTO A ESTIMULOU, E ATÉ PATROCINOU PARTE DE SEUS ESTUDOS.

FICO FELIZ COM O RECONHECIMENTO DOS AMIGOS QUANDO ME OUVEM PELA RÁDIO DIFUSORA , NO PROGRAMA "SALA DE VISITAS", TODAS AS QUARTAS, OU LEEM MINHAS MAL TRAÇADAS LINHAS.

CONFESSO QUE SOU FELIZ NA UPF, ONDE FUI PROFESSOR POR 11 ANOS, E COMPLETAREI EM 04 DE ABRIL PRÓXIMO( DIA DO CAMPEÃO DE TUDO), 20 ANOS DE CASA. E SE O GRANDE ARQUITETO DO UNIVERSO PERMITIR, E O REITOR QUISER, CONTINUAREI À TESTA DA DIREÇÃO DO CAMPUS PALMEIRA DA UPF( QUE, ALIÁS, ESTÁ INSTALANDO UMA EMISSORA EM FM NA PALMEIRA, COMO DIZ O ALDO PINTO, FILHO DESTA TERRA) RESUMINDO ; O GIGIÃO TEM RAZÃO !! UM ABRAÇO A ELE.

E A ARENA ? IM FINAL COMO DIRIAM LÁ NO POSTO DO PACASSA, DE QUEM É MESMO ?

MAURO ROCHA, QUEL QUE PARLA MASSA !!!!!!!!!!!!!!!!!!

Citando deolhoseouvidos1@terra.com.br:

o guihggon dissse que pelo teu papo tinhas que ser advogado, como tu padre.....concordo com ele.

Em Qua 8/01/14 15:58, m-rocha@upf.br escreveu:

Quelque giorno !!!!! nas minhas férias quero ir à la undeze e aí te aviso.

mauro.

Citando deolhoseouvidos1@terra.com.br:

quando andemo a la undeze manhar bigoli



9 de janeiro de 2014


Gelson Farias

Missa dos 30 dias do falecimento do Gelson Farias. Fui estava lá a esposa e a filha. O filho é piloto na Nova Zelandia.

A missa foi na Igreja Cristo Redentor, na zona norte de Porto alegre, onde o gelson viveu a vida toda.


RS ABATE 8 MILHÕES DE SUINOS POR ANO

O RS, um dos estados maiores criadores de suinos do Brasil - não se diz mais porco, agora só se fala em suino - tem um rebanho de 6 milhões de cabeças, mas abate cerca de 8 milhões por ano. Isto segundo o gerente do Sindicato da Industria de Produtos Suinos do Estado, Rogério Kerber.

Um suino é abatido quando chega entre a idade de 5 a 6 meses, com uma média de 120 kg. O estado que mais cria suinos no Brasil é SC

O vale do Taquari é grande produtor de suinos. Municipios como Capitão, que fica ao lado de Estrela, a própria Estrela, são grandes produgtores de suinos. A BRF, antiga Perdigão, tem um frigorifico de abate de suinos em Lajeado. Outro local de abte de suinos e Marau. Serafina Correa hoje não abate mais suinos, apenas aves.

Mas o municipio gaúcho que mais produz suinos fica no Noroeste do Estado: Nova Candelária, ao lado de Santa Rosa.

o RS também é grande produtor de aves, com o produto sendo exportado para vários paises do mundo todo. Os portos usados são Itajai, em SC e Rio Grande no RS. Mas mais de 60% do que é exportado em frango, sai por Itajai(por Olides Canton)


COMUNICADO

A Prefeitura de Serafina Corrêa comunica a toda a população que a Secretaria Municipal de Agricultura está atendendo, a partir de Janeiro deste ano, junto à Secretaria Municipal de Obras / Parque de Máquinas, Rua Porto Alegre, Linha Décima. A Prefeitura comunica também que o Departamento de Meio Ambiente continua o atendimento, normalmente, no Centro Administrativo. Informamos que todos os agricultores que necessitarem dos serviços da Secretaria de Agricultura durante o ano, deverão dirigir-se ao Parque de Máquinas para fazer o cadastro. Mais informações, ligue para 54-3444 2408 ou 3444 1130.


------- Mensagem encaminhada -------
De: m-rocha@upf.br
Para: deolhoseouvidos1@terra.com.br
CC: m-rocha@upf.br
Assunto: Enc: PARABÉNS
Data: 07/01/2014 22h53min40s UTC

NANTRA VOLTA !


MAURO

----- Mensagem encaminhada de m-rocha@upf.br -----
Data: Mon, 06 Jan 2014 20:18:58 -0200
De: m-rocha@upf.br
Endereço para Resposta (Reply-To): m-rocha@upf.br
Assunto: PARABÉNS
Para: deolhoseouvidos1@terra.com.br
Cc: m-rocha@upf.br

OLIDES !

PRIMA QUERO DESEJAR "BOM PRINCÍPIO" AO AMIGO E FAMILIARES, DE MODO ESPECIAL, AO NONO E A NONA CANTON, A QUEM QUERO VISITAR IN LA UNDEZE, NANTRA VOLTA. NESTA VIDA TUDO MUDA, ATÉ O VISIUAL DO BLOG DO OLIDASSO. QUE AGRADÁVEL SURPRESA QUANDO, HOJE À TARDE, AO FAZER O PRIMEIRO ACESSO DO ANO, VISLUMBREI A POSITIVA MUDANÇA- QUEM SERÁ A MUSA QUE TE CONVENCEU A ROMPER COM TUA POSTURA JURÁSSICA E TE MODERNIZAR UM POUC ?

INCLUSIVE NO VISUAL PESSOAL( CLARO, NO TEU CASO, NEM PITANGUY, NOS SEUS MELHORES DIAS DE MANEJO DO BISTURI, PODERIA FAZER ALGUMA COISA- ELE ERA OU É CIRUGIÃO, NÃO MILAGROSO !!!!!!!!!).MAS , ENFIM, MUDANÇA PARA MELHOR. NÓS ÉRAMOS OBRIGADOS A CONVIVER COM TUA FACHIA DE PUNHE,
TUTTI GIORNI,E O QUE ERA PIOR: COM TUA FORMA DE SCREVER( NÃO O CONTEÚDO), INCOMPATÍVEL COM O BRILHANTE ALUNO DE GINÁSIO, DE MODO ESPECIAL NA DISCIPLINA DE PORTUGUÊS,ORGULHO DE TODOS NÓS- SEI QUE NÃO
GOSTAS DE ELOGIOS-, NO GINÁSIO NOSSA SENHORA DO ROSÁRIO, NO SÉCULO PASSADO( 1965/66/67 E ANCA 68.

CONTINUAS ESCREVENDO BEM, PARA GAUDIO DE TUA NETA( VE SE NÃO EXPLORA DE MAIS A IMAGEM DA CRIANÇA!!!!), ENTRETANTO, GOSTARIA DE ENTENDER ESTA "PAIXÃO" POR SÃO BORJA, MENOS MAL QUE VALORIZAS A TERRA DOS
PRESIDENTES DO PTB DO TRABALHISMO ! LOGO TU QUE FOSTES CRIADO DEBAIXO DA SAIA DA ARENA!!!!!!QUEM DIRIA !!!!!!MELHOR ASSIM DO QUE FAZER APOLOGIA DA DITADURA (CUJO GOLPE COMPLETA 50 ANOS EM 2014).

PERMITA-ME QUE TE SUGIRAS EXPLORAR ESTE TEMA - DITADURA - GOLPE QUE LEVOU A ELA-PAPEL DA IMPRENSA NA INSTALAÇÃO DA MESMA - , POR ACHAR QUE TAIS TEMAS SERÃO RECORRENTES NA IMPRENSA DO RIO GRANDE E DO PAÍS.

DE FORMA ESPECIAL, PELOS ATORES QUE TIVEMOS NVOLVIDOS NESTE TRISTE EPISÓDIO- COM DESTAQUE PARA O DR. BRIZOLLA E O PRESIDENTE JANGO -,ENTENDO QUE TENS UM FARTO MATERIAL A EXPLORAR ,PARA DELEITE DE TEUS
LEITORES ASSÍDUOS. SÓ EM SÃO .BORJA ENCONTRARÁS MUITO MATERIAL, PRINCIPALMENTE COM DONA NEUSA PENALVO.

TALVEZ IN LA UNDEZE POSSAS COLHER ALGUM DEPOIMENTO SOBRE O MOVIMENTO E SUAS CONSEQUÊNCIAS. SERIA ÓTIMO QUE ALGUM SERAFINENSE, TAMBÉM, SE PRONUNCIASSE.

COMO TU ÉS UM TALENTOSO JORNALISTA, CERTAMENTE, ESTA IDÉIA DE FOCAR O GOLPE EM SEU ANIVERSÁRIO DE 50 ANOS, JÁ DEVE ESTAR NO PRELO.

RECEBA MEU PRIMENTOS PELO NOVO BLOG. FICOU MAIS LEVE AO ABRIR E TEMBÉM PARA LER.

NA LEGENDÁRIA, CENTENÁRIA E ESPARTANA PALMEIRA DE "LEONEL ROCHA", CONTINUAMOS ALERTA E ATENTOS, COMO OS INTEGRANTES DO VALENTE "PÉ NO CHÃO".

MAURO ROCHA

Prof. Mauro Santos Rocha
UPF PALMEIRA - DIRETOR


Concurso público


Clique para ampliar a imagem


8 de janeiro de 2014


MISSA PELOS 30 DIAS DA MORTE DO GELSON FARIAS


HOJE, DIA 8.01 OCORRE A MISSA DOS 30 DIAS DA MORTE DO COLEGA GELSON FARIAS. VAMOS SEMPRE NOS LEMBRAR DO QUERIDO COLEGA QUE PARTIU ANTES DO ESPERADO.

MAS QUEM SOMOS NÓS PRA DIZER QUANDO É A HORA..???
ENTÃO HOJE, NA IGREJA CRISTO REDENTOR, NA AV. ASSIS BRASIL, PERTO DO HOSPITAL CRISTO REDENTOR, AS 19 HORAS A MISSA PELO 30 DIA DE FALECIMENTO DO COLEGA GELSON FARIAS.

COMO DIZ O TERLERA,SEMPRE ' QUE DEUS O TENHA NA SANTA GLORIA"!

DE SERAFINA

FERIAS NO RIO CARREIRO!



ESTAVA DEMAIS O SAB ADO PASSADO NO RIO CARREIRO. ALÉM DE TUDO, NÃO TINHA NINGUÉM. E UM FRIOZINHO QUANDO SE SAÍA DA AGUA....


O FUSQUINHA E A DISCÓRDIA



CLECI FELLINI É UM POTE DE MÁGOA. TUDO PORQUE ELA NÃO CONSEGUE FAZER A PARTILHA DO FUSQUINHA QUE SEU FALECIDO MARIDO, NADIR ZANATTA,DEIXOU. ELE MORREU NO INVERNO DE 2011. SEGUNDO CLECI, ELA TEM OS PAPÉIS PRONTOS PRA PARTILHA COM OS 3 FILHOS DE NADIR DE OUTRO CASAMENTO- ELES APESAR DE JUNTOS 30 ANOS NÃO TIVERAM FILHOS - E ELA NÃO TEM CONSEGUIDO CHEGAR A BOM TERMO.



O FUSCA DE NADIR, QUE AGORA 'APODRECE' NA GARAGEM, É DE 1974. SEU FALECIDO MARIDO TINHA TANTO CARINHO POR ELE. O LIMPAVA E O DEIXAVA SEMPRE A MÃO PRA IR PASSEAR.

ESTES DIAS UM COLECIONADOR DA CIDADE, CLAUCIR PICCOLI, TERIA OFERECIDO PELO CARRO 10 MIL REAIS. MAS CLECI NÃO OBTEM O CONSENTIMENTO DOS 3 FILHOS PRA NEGOCIAR O AUTOMÓVEL.

- ELE QUE APODREÇA AÍ,ENTÃO, DESABAFA ELA.


Sequelas.

A morte do marido deixou sequelas na segunda viuva que ficou em Serafina. A ex-mulher de Nadir, que vive em Caxias do Sul, com a filha mais velha, Nadilce, nem compareceu ao velório:
- Nem era bom que viesse, diz Cleci, antevendo que teria havia ' entrevero' no velório.


A casa onde nascemos na capela são pedro, hoje virou um sitio de lazer. Está com o incorporador imobiliário Cella que a mantém como sítio de fim de semana.

Com uma relação dificil com as filhas do casamento anterior, principalmente com Nadilce, Cleci diz que sempre que o marido adoecia ela tinha a preocupação de avisar aos filhos, principalmente ao filho homem que vive em Curitiba e a outra filha, que mora em Passo Fundo.sEGUNDO Cleci, Nadir Zanatta foi para o hospital com um dedo infecionado e de lá foi levado a Passo Fundo porque a situação se agravara.

- Ele morreu me pedindo pra rezar aquela oração a Nossa Senhora, conta Cleci,entre mágoas, recordações e tristeza.
Na noite do falecimento, na UTI do Hospital São Vicente de Paulo, em Passo Fundo, Cleci não estava com o marido. Quem havia feito o plantão fora uma das filhas.


Na Rua Tobias Barreto, a casa onde vivia dona Ercilia Gasparin, foi derrub ada. deverá virar um prédio, como outros que estão surgindo aos magotes em Serafina.


de serafina


SErafina se expande pelos morros que ficam em volta.


Os idosos jogando cartas no domingo de tarde, no salão Paulo VI.


a gruta de Lurdes, onde as mulheres vão pagar promessas. diz a versão que a gruta de Lurdes é dos pobres, dos negros. Já a NOssa senhora do Rosário, é dos brancos, dos italianos. até nas santas há divisão de devoções...


de serafina

LOTEAMENTOS DERRUBAM MORROS DE SERAFINA



OS LOTEAMENTOS QU EXPANDEM AS MORADIAS ESTÃO DERRUB ANDO MORROS AO REDOR DE SERAFINA. É O PREÇO DO PROGRESSO!


progresso destroi natureza em serafina

os loteamentos estão ocupando e se expandindo nos morros que ficam em volta da cidade. a expansão traz novos moradores, novos empregos, mais circulação de renda, mas também traz a destruição de vários morros que ficavam em volta da cidade. o segredo é saber conviver com o progresso sem tanta destruição. O arquiteto Marieto Migliavacca , um dos fundadores do PV em SErafina, observa a paisagem de um destes morros, no caso do Morro do Cristo Rei.


de serafina

da assessoria de imprensa da PMSC

Posse da Diretoria do Sindicato dos Trabalhadores Rurais de Serafina Corrêa

Na noite de sábado, 04 de Janeiro de 2014, centenas de associados, autoridades e convidados participaram da solenidade de Posse da nova Diretoria do Sindicato dos Trabalhadores Rurais de Serafina Corrêa/RS. O evento aconteceu no Salão Paulo VI, centro do município, e contou com a presença do Prefeito Municipal, Ademir Antônio Presotto, do Vice-Prefeito, do Deputado Estadual Heitor Shuch, do Presidente da Confederação Nacional dos Trabalhadores na Agricultura, Alberto Broch, representantes da FETAG, da EMATER, Coordenador Regional Sindical, Secretaria da Mulher Trabalhadora da CTB, Presidente da Câmara de Vereadores, do Padre Mauro e demais lideranças.

O Sindicato dos Trabalhadores Rurais de Serafina Corrêa, fundado em 12 de Abril de 1967, hoje é uma das entidades mais importantes do município, contribuindo com o progresso, desenvolvimento e organização dos empreendedores rurais. Com cerca de 900 associados, o Sindicato destaca-se pela liderança e atuação, contribuindo com o município e região. Lírio Oldoni foi reeleito e está na Presidência do Sindicato, com uma equipe de associados comprometida e que faz parte também da Diretoria. O Presidente da CONTAG, Alberto Broch, empossou a nova Diretoria e salientou que este ano foi decretado pela Organização das Nações Unidas como o Ano Internacional da Agricultura Familiar. O objetivo, segundo ele, é continuar fortalecendo a agricultura familiar, valorizando as pessoas do campo.

O PRESIDENTE DO SINDICATO RURAL, LIRIO OLDONI E O PREFA BICO BRANCO, ANTES DO EVENTO, NO SALÃO PAULO VI EM SERAFINA. O MOMENTO POSTERIOR É A HORA QUE A DIRETORIA ASSUME E OS ASSOCIADOS FICAM EM PÉ.


de serafina

DOIS MOMENTOS DE SERAFINA. NA RUA TOBIAS BARRETO, NO DOMINGO DE MANHÃ ...DIFERENTE DO FERIADO DO NATAL, A CIDADE ESTAVA VAZIA....ESTAVAM TODOS NO CARREIRO,ACAMPADOS, OU NAS PRAIAS....


Festival de música incentiva participação da mulher

As cantoras interessadas em participar do 2º Festival Mulher em Canto têm até o dia 20 de janeiro para fazer as inscrições. A linha poética musical versará sobre a mulher e a musica livre em toda a sua linguagem, seus ritmos e suas motivações, dirigido única e exclusivamente para intérpretes femininas de todas as modalidades musicais, que poderão ser instrumentais ou cantadas desde que falem da Lei Maria Penha ou temas livres sobre a mulher.

A grande final do festival será no Auditório Araújo Viana, em Porto Alegre, no dia 8 de março - Dia Internacional da Mulher. O objetivo do evento é reafirmar intérpretes e instrumentistas consagradas, oportunizar o surgimento de novos valores locais e regionais e divulgar, através dessas composições, a musicalidade, a tenacidade e a feminilidade da mulher gaúcha.

O Festival é uma promoção da Danna Produções com o apoio da Fundação Instituto Gaúcho de Tradição e Folclore (FIGTF ) e Associação Rota Açoriana (ARA). Mais informações no site http://www.mulheremcanto.com.br.


Reunião prepara inspeção no Conduto Álvaro Chaves-Goethe

A empresa Recuperação Serviços Especiais de Engenharia Ltda, que fará a inspeção no Conduto Forçado Álvaro Chaves-Goethe, tem reunião nesta terça-feira, 7, às 14h30, com técnicos e direção do Departamento de Esgotos Pluviais (DEP). Também participarão do encontro, na sede do DEP, na rua Lima e Silva, 972, representantes do Ceic e da EPTC. .

O objetivo desta primeira reunião é traçar o planejamento de entrada no Conduto Forçado, melhor local de acesso, data com previsão de tempo seco e perímetro da inspeção. O trecho do Conduto a ser inspecionado tem uma extensão de três quilômetros, onde o Conduto é forçado, na região das ruas Cel. Bordini, Quintino Bocaiúva e Dr. Timóteo. O valor do contrato é de R$ 147,5 mil.

A empresa Recuperação foi contratada, mediante licitação, para inspecionar a obra do Conduto e avaliar a necessidade de intervenções corretivas.

7 de janeiro de 2014


ALBUM DE FAMILIA!

FUI VER O FILME TÃO FALADO...a Merly Streap seguramente vai levar laguns Oscars com seu desempenho.

quanto ao filme, bom, dizer que é uma comédia é brincadeira....

não sobra pedra sobre pedra na estrutura familiar. todos tem seus podres,


O FIM O VELHO CORREIÃO

Carlos Reverbel, no seu livro, ARCA DE BLAU, que completou 20 anos de edição no ano passado - conta um pouco dentro de suas memórias, o que era o velho CORREIÃO DIRIGIDO pelo dr. Breno Caldas, como os aulicos( pra não dizer puxa-sacos) o chamavam:

ais um pouco de suas memórias

1) Nós, diz o cronista, chamávamos o CP de " casa de Caldas Jr".

Reverbel ainda revela:

havia os amigos da casa, ' os interesses da casa" e mais que tudo ' o dono da casa"...O jornal no qual ele, reverbel trabalhou 46 anos nunca superou o modelo adminsitrativo familiar. Talvez isto tenha explicado o sucesso e mesmo sua morte ocorrida em 1984(junho).

Reverbel diz que o fim do Correião não foi apenas o fim do jornal fundado pelo Caldas Jr. foi também o fim de uma época da imprensa da imprensa do RS." Foi,segundo Reverbel, uma época que deve muito às ideias e o temperamento de um homem, Breno Caldas,filho do fundador do jronal e seu chefe unipessoal durante 49 anos"


de serafina

* Bico Branco, o prefeito, deu longa entrevista na rádio rosário, no sábado. alguns que a ouviram acharam que o prefa está chiando como carioca...mas que o prefa gostou da latinha dos sabados, gostou. ele ocupa meia hora...quando o apresentador quis corta-lo no fim, ela ainda pediu mais 5 minutinhos pra se despedir. ah, que uma latinha viciai,vicia, ou será que o o poder e que vicia????

* Não vi a adri,assessora atenta do bico branco na posse do sindicato rural no sábado de noite....ela tá grávida, deve estar se cuidando mais....

* domingo de tarde, percorri muitos loteamentos de serafina, a bordo do fusquinha mágico do meu amigo marieto migliavacca....depois eu conto o que vi, inclusive muito morro sendo escarpelado pelas patrolas. fiz fotos....

* Melhor programa que ir ao carreiro no verão nãot em...nem as praias cariocas. principalmente quando não tem ninguém. fica-se lá lendo um livrinho,tomando uns banhos no açude do carreiro....viva o rio Carreiro....ainda compro um terreninho por lá...

* os ônibus semidiretors não vão mais por canoas. agora usam a RODOVIA DO PARQUE, fugindo dos congestionamentos de Canoas...mas quem descia na praça do avião se f.....bonitaço. uma guria dentro do onibus,q ue mora em canoas, disse que um taxi da rodov iária de porto alegre até onde ela mora, custa 80 real....


DE SÃO BORJA

O INFERNO ASTRAL DE MARIOVANE WEIS

NOS DIAS QUE ANDEI POR SÃO BORJA, NÃO VI O EX PREFA. ME DISSERAM QUE ELE POUCO VAI A PREFEITURA.

AGORA É QUE O FARELO COMEÇA A GOVERNAR...UM ANO DEPOIS....

MAS NÃO SE ILUDAM: O MARIOVANE WEIS AINDA É MUITO OUVIDO DENTRO DO PDT.

ME CONTARAM QUE ELE PROCUROU O EX-PRESIDENTE DO PDT, CLAIR RIBAS E QUE ESTE NÃO QUIS ASSUNTO COM ELE.

ROMPERAM QUANDO DA PRIMEIRA ELEIÇÃO DO MARIOVANE....

CLAIR ACHA QUE FOI ELE QUE ' ELEGEU' MARIOVANE...DEPOIS O PREFEITO TERIA VIRADO O COXO...

HOJE CLAIR ESTÁ MUITO PRÓXIMO DO PT DE SÃO BORJA.


SÃO BORJA

Prezado Wilson:

não fiz a viagem, mas prometo que ainda vou comer aquela terra vermelha. me arrependi de não tê-la feito.é que fiquei com preguiça, e também não sabia se haveria onibus de volta....mas estou programado pra ir. me conte ai como era esta viagem???abs olides canton

------- Mensagem encaminhada -------
De: Vilson Soares bugremissioneiro@outlook.com
Para: contato@deolhoseouvidos.com.br contato@deolhoseouvidos.com.br
CC:
Assunto: SÃO BORJA
Data: 06/01/2014 13h16min43s UTC

Bom dia Sr. Olides.
Casualmente estava em São Borja no dia que o senhor visitou a Rádio Cultura e estava ouvindo ( por isso descobri o blog ) e o Sr. mencionou que faria uma viagem a Garruchos de ônibus, chegou a fazer? Pergunto porque tambem viajava nesse ônibus ( morava ali perto do Manuã) e no verão era terrível a viagem.
Abraço

 

6 de janeiro de 2014


Volta a Poa

Cheguei agora de serafina. tava tri bom lá, fresquinho. uma pena que hoje não deu pra ir ao Carreiro. Fico sabendo que o Carreiro quer se emancipar.... acho que não vai dar um quilo! no sabado visitei a ines pessetti lá e tomamos um chima.....


coleguinhas

' Meméia' pode emplacar em 2014!


Ana Amélia Lemos, quando era do Correio da Manha.

Nascida em 23.03.1945,em Lagoa Vermelha, filha de João Laureano de Lemos e Celene Daros de Lemes,a atual senadora pelo PP(Partido Progressita) aparece nas pesquisas de intenção de votos de alguns institutos na cabeça dos gaúchos como a mais lembrada. Tem no atual governador Tarso, seu oponente mais próximo, pelo menos no momento,ainda segundo as mesmas pesquisas.

Ana Amélia foi do Correio da Manhã quando tinha sucursal em Porto Alegre, localizada na av. Borges de Medeiros.

Lá como repórter conheceu quem seria seu futuro esposo, o então secretário de Economia do governo Ildo Meneghetti e deputadodo Partido Libertador(PL) Otávio Cardoso, que seria futuro senador bionico.(nomeado).

Ana Amélia trabalhou ainda no JC como reporter de economia e depois foi posta na TV Difusora,atual Band TV, pra fazer comentários sobre economia. Foi lá que um dia,segundo a versão oficial, Mauricio Sobrinho a teria visto tendo um desempenho brilhante numa entrevista com o então todo poderoso czar da economia do pais, o ministro Antônio Delfim Netto. Mauricio pensou logo em leva-la pra TV Gaúcha pra fazer comentários economicos.

Nos anos 70, Ana Amélia Lemos, que sempre que pode agradece a Leonel Brizola por ter-lhe dado estudos numa escolinha ' Brizoleta", foi deslocada para Brasília, onde assumiu a chefia da sucursal,tendo ficado até se desligar e tornar-se na última eleição, senadora do PP pelo RS.Se a senadora Ana Amélia se eleger governadora, será a segunda vez que o Estado tem um jornalista a dirigir seus destinos. O anterior foi Antônio Britto, que havia passado também pela RBS. Este venceu pelo PMDB(Olides Canton)


de Serafina

POSSE NO SINDICATO RURAL

Foi empossada na noite do sábado, dia 4.01. numa solenidade no salão paroquial Paulo VI a nova diretoria do Sindicato dos Trabalhadores Rurais. À frente da mesma, continua Lídio Oldoni. Ele já vinha ocupando o cargo e foi reeleito. Faz 15 anos que Oldoni ocupa o principal posto do sindicato rural.

Com uma solenidade na qual estiveram presentes cerca de 500 associados, o salão Paulo VI ficou totalmente lotado.Houve muito discurso e o jantar só foi servido lá pelas 22 horas. Mas valeu a espera pois um galeto,porco, massas e muitas saladas acompanharam. O sindicato rural de serafina correa tem cerca de 900 associados.

Oldoni vai para seu terceiro mandato.

Elton Weber, presidente da Fetag(Federação dos Trabalhadores da Agricultura) não compareceu ao evento.

Estiverem presentes autoridades regionais,além do prefeito de Serafina, Ademir Presotto, o Bico Branco.O prefeito foi breve na sua intervenção.

Um dos representantes da Contag,( Confederação Nacional dos Trabalhadores da Agricultura) Alberto,disse que nos próximos dias se reunirá em Dubai, nos Emiradores Arabes, com outras autoridades do planeta pra discussão das prioridades da agricultura durante 2014.O deputado estadual Heitor Schuck(PSB) - um alemão de Santa Cruz do Sul, que no fim do seu pronunciamento arriscou uns termos em dialeto veneto( em Serafina e na região, os colonos ainda o falam,embora nos ultimos 30 anos a redução da utilização do idioma dos imigrantes italianos tenha sido muito acentuada)- enalteceu a liderança de Oldoni em meio aos pequenos trabalhadores da agricultura de Serafina.

Ao falar, por último, o presidente do sindicato rural lembrou que no começo dos anos 90, quando começava sua atividade de liderança sindical, foi a Brasilia pela primeira vez, de ônibus. Tomou o ônibus em Passo Fundo e dentro dele não conhecia ninguém. Depois de viajar mais de 30 horas, chegou ao seu destino.

Serafina é hoje um municipio que está calcando sua economia principalmente na indústria. Mas ainda subsiste a agricultura familiar com os produtores rurais produzindo principalmente leite. A mecanização da produção do leite é muito acentuada e já existem duas cooperativas: uma a mais conhecida é a Cooperlate e a outra foi criada recententemente pelo ex-vereador Jorge Tecchio.

A técnica na produção do leite chegou ao meio rural. Vacas de grande produção de leite são mantidas confinadas em ambientes climatizados 24 horas.

Mas ainda se criam porcos em Serafina. Os agricultores que os produzem os vendem principalmente ao frigorifico da Dalia, localizada em Encantado(RS).

Não se pode esquecer que o meio rural serafinense produz muito frango pra abate no frigorifico da BRF, aqui conhecido ainda por Perdigão. Esta unidade industrial abate em média 200 mil frangos por dia que são exportadores principalmente para os países do Oriente Médio. A produção destes frangos, ou galetos, como são chamados aqui, é feita no meio rural. Mas a Perdigão abate frangos produzidos em toda a região, não apenas no municipio.


De serafina

4.1.2014 - Manhã hibernal!

Estou aqui neste sábado porque vim prestigiar a posse do presidente do sindicato rural.

Mas fazia um bom frio quando cheguei na sexta de noite. estranho porque no Natal o calorão mandava ver.

Hoje, seguramente, não tem ninguém indo ao Carreiro pra tomar banho. a cara da manhã,nublada,tá pra mais pra outono do que pra verão.

Na rodoviária, ontem de noite, havia um táxi esperando uma passageira. Pegou mais duas corridas, a minha e de um casal com uma criança de colo. São apenas 6 taxis em Serafina. O prefeito vai ter que encarar este assunto, embora ele esteja tergiversando, porque membros de uma familia, Zanini, que tem tres placas.

Será um assunto que o prefeito vai ter que encarar, mais dias, menos dias....o quanto antes o fizer, será melhor.conselho de quem mora fora do municipio.


De Serafina

Heitor Schuck, deputado estadual do PSB vai dar um tiro mais longe.será candidato a deputado federal neste ano

FARA DOBRADINHA COM ELTON WEBER, PRESIDENTE DA FETAG, QUE SERÁ O CANDIDATO A DEPUTAÇÃO ESTADUAL.

O PSB tem presença forte em Serafina. O vice prefeito é Chico Mezzomo, deste partido.


De: escritor.israellopes < escritor.israellopes@bol.com.br >
Enviada: Sábado, 4 de Janeiro de 2014 07:55
Para: olidescanton@bol.com.br < olidescanton@bol.com.br >
Assunto: Re: Confira no site De Olhos e Ouvidos

Amigo, Jornalista OLIDES CANTON

Recebi o e-mail do Márcio Bueno. Admirei, esse documentário que tu fizeste sobre a História de São Borja. Meus parabéns. Continue sempre divulgando a nossa terra.
Não sabia que estavas em São Borja. Apesar que, nós, minha esposa, meu filho e eu, estávamos em Santana do Livramento. Somente, ontem, retornamos.
O Ramão Aguilar e família, pelo que li, estão em Santa Catarina, na Terra do Pedro Raymundo!
Um feliz 2014!
Abraços
Israel Lopes


estão roubando computadores
dentro de onibus-leito da ouro e prata!

atenção...buemba...buemba....

ao sair de são borja, na noite do dia 1 de janeiro de 2014, o motorista que conduziria o onibus até soledae -depois ele passou prum outro colega - avisou que cuidassem dos computadores que os passageiros colocam no bagageiro que fica encima dos bancos.

- Roubaram dois há pouco tempo, disse o motora...

e falou em são luiz gonzaga e são borja. não entendi o que ele queria mesmo dizer...se tinham roubado de um passageiro de são luiz e outro de são borja.

a que ponto chegam as coisas!!!! tão roubando laptop enquanto os caras dormem....e são passageiros. a empresa, advertiu o motora, não tem nada a ver com isto.


Helena dirigindo no rio....


Velho mazza

tive um tempinho e dei uma olhada no site do velho mazzarino. ele cobre bem uma região , a do vale do taquari.sem querer me meter em seara alheia, se ele não se estender muito,ficará marcado com a atuação local e isto é bom pra ele. se estender muito ele perde, porque o correio e a zero tem mais alcanse que ele...

fica o conselho ao velho amigo que até me mandou uma mensagem de Natal, coisa que poucos tiveram o saco de fazer, eu também não tive...


de são borja

QUEM TEM MEDO DE DECO ALMEIDA....EU NÃO!!!!

Tenho uma boa relação com o diretor da rádio Cultura de são borja. Mas estranhei no ultimo dia 30.12 quando ia começar a entrevista do prefeito farelo, aliás,irmão do entrevistador, deco.

ele de forma indireta pediu que não ficasse no estúdio porque não estava acostumado a perguntar com muito auditório...

acho até que o deco não foi mal nas perguntas feitas ao prefeito-irmão, pra quem ele trabalha. mas deco trabalhou já com muitos outros prefeitos de são borja, porque ninguém é louco de tirar o colunista social do emprego na prefa. e vi depois na prefeitura como os colegas o temem. Uhm....não gosto muito quando os colegas temem o superior....prefiro quando o respeitam pela sua competencia. eU ACHO QUE O CRONISTA SOCIAL É COMPETENTE,SIM. ELE SE MANTÉM NOS POSTOS PELAS RELAÇÕES QUE TEM - POR CAUSA DOS CARGOS QUE OCUPA - MAS CHEGOU LÁ PELO SEU ESFORÇO. FALAM MUITO DO DECO EM SÃO BORJA. A MIM ME INTERESSA UMAS PIVICAS O QUE DIZEM DELE...

AGORA VOU IR MAIS A SB PRUMA PESQUISA SOSBRE O JUCAO ALVAREZ. E O DECO SEGURAMENTE VAI SER UMA FONTE MUITO BOA. ELE CONVIVEU COM O CAUDILHO DE SÃO BORJA QUE DEU DE RELHO NOS CARAS DO PTB,EMBORA TENHA PERDIDO UMA ELEIÇÃO PRO MARIO WEIS E UMA PRO FILHO, MARIOVANE WEIS...

a fotografa que acompanhou o prefeito na entrevista me pediu pra não cita-la no blog. Ué, medo de que????EU TOU ACHANDO QUE O DECO NÃO ASSUSTA TANTO, OS COLEGUINHAS DA PREFA TEM MEDO SIM ´´E DO FARELO QUE PELO QUE VEJO É UM MUSSUM EMSABOADO....(o.c)


De: Rudimar Thomas < rudimarthomas@yahoo.com.br >
Enviada: Sábado, 4 de Janeiro de 2014 12:10
Para: Olides Canton < olidescanton@bol.com.br >
Assunto: SEM PULO - TÚNEL DO TEMPO - 04.01.2014

Olá Olides,
Permita-me remeter a Sem Pulo e Túnel do Tempo
deste sábado que escrevo na Folha Popular de Teutônia.
Abraços
Rudimar Thomas


Clique nas imagens para ver ampliado


memoria da imprensa

A quebra do correio do povo

O JORNAL DO BISPO!


RENATO RIBEIRO SALVOU O FIM DO CORREIO DO POVO!

Foi Renato Bastos Ribeiro, um empresário do ramo da soja, quem comprou o Correio do Povo, depois que ele havia fechado em 1984.

Num depoimento que deu a Valter Galvani, Bastos Ribeiro contou que comprou o Correinho pra se defender

- Foi então que casualmente, sem saber o que fazer, alguns conhecidos me disseram que eu tinha que fazer uma publicidade em jornal.que este problema seria sanado.

Ribeiro prossegue:

-Eu havia comprado, dois anos antes, uma fazenda do dr. Breno em Viamão. com a campanha difamatória que eu estava sofrendo, tive um estalo.Lembrei do dr. Breno insistindo pra me vender, rádio,jornal e teve.

A decisão foi rápida. Havia um leilão em andamento.Era o dia 4 de maio de 1986. O leilão do predio da caldas jr. estava marcado pra dois dias depois.

o encontro entre Breno Caldas e Ribeiro deu-se na casa do primeiro, intermediado por Paulo Alberto Pasqualini. No domingo à noite, já tinham fechado o negocio.

Ribeiro disse a Valter galvani que entre tudo, ele gastou uns ' 20 milhões de dolares'. havia muitos débitos,impostos atrasados, quando o correio voltou, tinha 55 mil assinantes..quando as assinaturas baixaram pra 45 mil, ribeiro decidiu tomar uma medida:foi ai que reduziu o tamanho do veiculo.quando foi reduzido o tamanho do jornal, as assinaturas e a tiragem cresceram. O numero de exemplares chegou a 200 mil. Hoje está berm menor.

Renato ribeiro que salvou o correio de sair de circulação, o venderia 20 anos depois ao bispo edir macedo, da rede record. Por isto que hoje os jornalistas dizem que ele é o jornal do ' bispo"


DE SÃO BORJA

DRAMA NA RODOVIÁRIA

A CENA PODERIA PARECER PEQUENA, SEM A MENOR EXPRESSÃO, MAS O DRAMA SE DESENROLAVA ALI NA MINHA FRENTE, ASSIM COMO QUANDO A GENTE VE UM CASAL BRIGANDO( ATENÇÃO: DIZ O DITADO QUE EM BRIGA DE MARIDO E MULHER, NINGUÉM METE A COLHER)

QUANDO CHEGUEI NO DIA 1 LA PELAS 9 DA NOITE NA RODOVIÁRIA DE SB PRA VOLTAR PRA PORTO,TINHA UM SUJEITO, MAGRINHO, SENTADO ALI NO BANCO. SENTEI DO LADO...ELE PARECIA RESOLUTO E TRISTE...UM PERSONAGEM DAQUELES FILMES DOS OUTSIDERS NORTE-AMERICANOS QUE A GENTE JÁ VIU TANTO NA VIDA...

POUCO DEPOIS CHEGARAM DUAS GURIAS, DE CARA AMARRADA...VI LOGO QUE A COBRA IA FUMAR...

- PAI, VOLTA PRA CASA, PAI VOLTA PRA CASA....DIZIA UMA DELAS, A MAIS CONSTRANGIDA COM A FUGA DO PAI...

- NÃO, VOCES VÃO VER, AS 10 E MEIA VOU EMBORA PRA PORTO...

- NÃO, PAI, O TIO VEM TE BUSCAR, MELHOR TU VOLTAR PRA CASA...

ME LEVANTEI PORQUE NÃO QUERIA CONTINUAR VENDO AQUELE CENA TÃO TRISTE ENTRE AS DUAS FILHAS TENTANDO DEMOVER O PAI DE IR EMBORA...

O PAI TAVA MEIO MALTRAPILHO, MAS AS GURIAS, DE UNS 15 ANOS, TINHAM AS ROUPINHAS LIMPINHAS, MANTINHAM SUA DIGNIDADE...

ME RETIREI PRUM LADO E NÃO PUDE CONTER O CHORO...

TERMINOU COM AQUELA CENA TÃO DEPRIMENTE E TRISTE MEUS QUATRO DIAS DE DESCANSO EM SB ONDE SÓ TINHA ME ACONTECIDO A PAZ, SEM NENHUMA BRONCA, DE QUEM FUJO COMO O DIABO DA CRUZ....

EU VIM EMBORA AS 10 HORAS, NÃO SEI COMO TERMINOU AQUELA MUVUCA...(OLIDES CANTON)


de são borja

memoria

ITAIPU, ONDE ESTAVAM OS ' PERDIDOS' DE 1979

sempre que caminho na frente do hotel Itaipu me lembro do episódio aquele do kolecza, do falecido Telminho Curcio e de mais um colega da folha da tarde.

foi o seguinte em rápidas pinceladas: Carlos Kolecza preparou todo um esquema pra vir de Assunção no Paraguai junto com Leonel brizola, que vinha do exílio. A Zero n'ao locava avi'ao naqueles anos ent'ao o kolecza arrumou um do deputado Chiapetta, de s'ao Gabriel.Naquele treco - sem o menor menosprezo pelo teco-teco - o piloto era bom,voava sempre com o deputado - foram esperar brizola em Assun;'ao. Mas se eprderam no meio do caminho,sabe-se l[a o que houve e tiveram que descer em Corrientes, no Pampa argentino. L[a, pra dar explica;'oes aos gendarmes n'ao foi mole...Vira e mexe, quando disseram que eram periodistas piorou mais ainda. Queriam mandar todos eles a Buenos Aires. Era 1979,setembro, e a argentina ainda tinha problemas com terroristas.

At[eque as horas iam passando, os dias tamb[em, eles foram transladados pra outra cidade, de avi'ao deles e finalmente foram liberados. mas quando chegaram a Uruguaiana em Porto Alegre eram dados por sumidos, ou desaparecidos...torrentes de telex jorravam derntro da reda;'ao da zero e o que mais esperavam era uma noticia do kolecza e do telminho mas ela nunca vinha.

at[e que finalmente ela chegou. os homens tinham regressado,s'aos e salvos...na volta a Uruguaiana ainda houve um problema na aterrissagem...

foi um alivio geral...mas o Itaipu ficou l[a como testemunha daqueles idos.

Kolecza voltou l[a anos atr[as mas n'ao encongtrou a dona, ela tinha ido a praia...

agora me informaram que faleceu.

em tempo? Brizola j[a tinha dado seu discurso na Pra;a XV de Novembro, quando os carros que tinham vindo ve-lo regressavam a Uruguaiana, Kolecza, Telminho e o coleguinha vinham vindo em dire;'ao a S'ao Borja. era noite fechada do dia 7 de setembro de 1979.


janguistas x brizolistas

não convidem dona celeste penalvo pra fazer campanha pra descendentes de jango...nao quer nem ouvir falar....

passou pro lado dos brizolistas, no caso, vai pedir votos pra deputada juliana brizola, que é candidata a reeleição.

*o chamado ' reenterro de jango' levou de volta a terra natal a ex-primera dama dona maria teresa goulart. parece que nenhum oficial de justiça chegou perto dela.

*falar neste reenterro, que foi dia 6 passado, pedro simon, como senador, esteve lá. 37 anos depois que ele foi ao enterro verdadeiro de jango. ele que nunca foi visitar jango no exilio.

*mas pedro simon foi ofuscado pela presença de lasier martins, candidato pelo pdt a vaga de simon. e pelo visto lasier vai papar a vaga porque foi o mais paparicado pelo publico, o que mais tirou fotos.

*teve uma hora que os alunos da unipampa começaram a gritar: lasier vem pro povo, vem pra fora(ele estava dentro do cemiterio) ele foi e falou com os guris, todos apoiadores da candidata ao senado a ministra maria do rosário...

*então estamos combinados. no dia 6 de dezembro, pra reenterrar o presidente jango foram lá 3 candidatos ao senado:simon, que é, embora ele diga que não, maria do rosário e lasier martins.

*parece que são borja gosta de reenterrar seus presideentes. os dois ,getulio e jango,tiveram reenterros.

*teve um caso interessante durante o reentero do jango dia 6 passado: uma funcionária da prefeitura deu-se poderes excelsos e mandou que os brigadianos impedissem o ingresso do povo no cemitério,...o povo devidamente comandado pelo vereador pedetista celso lopes, veio pro portão at´-e que a ministra maria do rosário ordenou que o portão fosse aberto e todos pudessem entrar...

* a bombeira karina, que estuda politica na univerisade de sao borja, fez a união do util ao agradável...encima do caminhão dos bombeiros, filmou todo o reenterro do jango. tem um documento interessante pra história.

*muitos perguntam:afinal qual o resultado da exumação???ficou só nos HOLOFOTES????


Empossada a Mesa Diretora da Câmara Municipal para 2014

Foto: Elson Sempé Pedroso

O
bservado por Melo (e) e Thiago (d), Garcia (c) assina termo de posse

A Mesa Diretora 2014 da Câmara Municipal de Porto Alegre tomou posse nesta quinta-feira (2/1) em cerimônia no Plenário Otávio Rocha do Palácio Aloísio Filho, sede do Legislativo da Capital. O vereador Professor Garcia (PMDB) assumiu a presidência da Casa. O vereador Alberto Kopittke (PT) é 1º vice-presidente e Delegado Cleiton (PDT), o 2º vice-presidente. Guilherme Socias Villela (PP), Any Ortiz (PPS) e Márcio Bins Ely (PDT), ocuparão a 1ª, 2ª e 3ª secretarias, respectivamente.

Na sessão especial também foi dada a posse à nova composição das seis comissões permanentes da Câmara Municipal e da Comissão Representativa. A Casa legislativa porto-alegrense tem as seguintes comissões permanentes: Comissão de Constituição e Justiça (CCJ); Comissão de Economia, Finanças e Orçamento (Cefor); Comissão de Urbanização, Transportes e Habitação (Cuthab); Comissão de Educação, Cultura e Esporte (Cece); e Comissão de Saúde e Meio Ambiente (Cosmam). Já a Comissão Representativa reúne-se, sempre nas quartas e quintas-feiras pela manhã, nos períodos de recesso de 17 julho a 31 de julho e de 23 de dezembro a 31 de janeiro.


noticias do atlantico sul, da praia de camboriu!!!!

"Amigo Olides:

Após 12 horas de viagem chegamos a Cidade Maravilha do Atlântico Sul, com um público móvel de mais de um milhão de veranistas. Embora das previsões de abastecimento de água, está faltando, pois o número superou as espectativas da Prefeitura, dito pelo Prefeito de Balneário Camboriú.

Neste momento com um borrego no fogo deixando correr o mes por trinta dias. Hahahaha.

Grande Abraço!

Ramão Aguilar"


3 de janeiro de 2014


De São Borja

Fotos do cemitério


o tumulo de Gregório Fortunatto no cemitério Jardim da Paz como a memória do Anjo Negro


O zelador Luis Carlos, do cemitério jardim da Paz, de são borja, diz que nunca viu uma familiar de Gregória ir na sepultura. e pergunta ao repórter: será que foram todos embora seus parentes? em SB, ninguém sabe de nada.


O mausoleu dos Goulart. a recente exumação do corpo de Jango trouxe luzes sobre o local.ali está sepultadas nove pessoas,entre eles Vicente e o coronel Vicente Goulart, pais de Jango e de Neusa.


Luis Carlos, zelador do cemitério de são borja, do jardim da paz


a sepultura do tenente Gregório. a placa foi ' roubada' ( alguns dizem que foi um lance de marketing) pra que fosse colocada uma nova. quem assina a nova é do historiador Ibere , que foi fonte de Juremir Machado pra escrita do livro Jango, da LPM


o mausoleu dos goulart com flores


Dona Neusa Goulart Brizola. a ordem dos caixões é esta: Jango, dona Neusa, brizola e a filha de ambos, Neusa Maria


Brizola e Jango que nunca se aturaram em vida, estão no mesmo mausoleu


a placa colocada pela prefeitura dias antes da exumação do corpo de jango

O GAUCHAO DE SÃO BORJA

Na calorenta manhã da segunda ultima, dia 20.12 estava saindo da prefeitura,quando vi este típico gaúchão de são borja atravessando a XV de Novembro. Pedi a ele que posasse ao lado da estatua de Getulio. eis a foto.

O BAIRRO DO PASSO

Raramente vou ao Passo, quando estou em SB. Fico pelo centro. ando a pé, por isto minhas caminhadas são mais próximas ao hotel onde fico. mas o bairro do Passo é muito falado. eis aí um tempo em que a balsa ainda existia pra ir a santo tomé. não sei quem me emprestou esta foto, mas a tenho comigo.(O.C)

de são borja

Na manhã do dia 1 de janeiro, na frente do hotel, os hóspedes tomam seu mate tranquilamente...

a outra foto mostra a sinalização existente nas ruas,indicando museus e outros sítios históricos.

de são borja

JEITOS DIFERENTES DE COMEÇAR O ANO

OS JOVENS TOMAM AS SAIDEIRAS NUM POSTO DE GASOLINA LÁ PELAS NOVE DA MATINA,ENQUANTO UMA TURMA DE AMIGOS TOMA MATE,TRANQUILAMENTE, NOS FUNDOS DA CASA...

DE SÃO BORJA

NAS PARADAS DOS ONIBUS, TEM ATÉ TEVE E COMPUTADOR. E FOI O MARIOVANE WEIS QUEM COLOCOU....

a casa das 3 mulheres

Nesta casa , localizada na rua General david Canabarro, 527, em são borja, vive Celeste,Neuza , mãe e filha e a neta da primeira, Lara.... Aqui nesta foto, elas conversam na manhã do dia 1 do ano com um vizinho que parou pra bater um papinho. Celeste está com idéia de fazer um livro dos seus tempos de exílio,quando morou no Uruguai em companhia do falecido marido, Percy. E a filha Neuza, tem um dos mais completos arquivos do trabalhismo em SB.

O MUSEU DO JANGO

VISTO POR TRÁS, ESTA É A CASA DA AV. GETULIO VARGAS, TRANSFORMADA EM MUSEU DO JANGO. ALÉM DO MUSEU PROPRIAMENTE DITO - ESTAVA FECHADO NESTE FIM DE SEMANA - ELE ABRIGA CONCERTOS MUSICAIS E ATIVIDADES LITERÁRIAS. TEM UM BELO FUNDO, ONDE A PREFEITURA USA PRA SECRETARIA DA EDUCAÇÃO.

429

Eram 6 da matina quando cheguei de são borja. Peguei na frente da rodoviária da capital o 429 pra ir pra casa. mas o cobrador não resistiu. tombou de sono....

2 de janeiro de 2014

De São Borja

Memória politica

COLLOR DA UMA BANANA PRA NEUZA PENALVO!

em 1989, fernando collor de mello esteve fazendo um comicio pelo PRN em São Borja. depois teria um jantar no Clube Comercial. mas os pedetistas armaram uma manifestação contra a presença do principal inimigo de Brizola.

Juca Alvarez era o prefeito da cidade que apoiava Collor de Mello. Como o pedetista Percy Penalvo colocou uma bandeira do PDT na sua casa, onde está hoje o Museu do Jango, o prefeito jucão alvarez mandou que ele a retirasse senão corria bala....assim são as coisas em são borja...

a monotomia de são borja, como sempre, só é quebrada a tiro de revólver.... pois Percy Penalvo que não se mixava por qualquer coisinha - fora do MST de Itaqui antes de morar no exilio no Uruguai - colocou um 38 na cintura e ficou na janela esperando...(depois eles ficariam até amigos, tanto que foi jucão que desapropriou a casa de jango onde vivia Percy e familia e adquiriu uma casa onde a familia de Percy vive até os dias atuais -)QUANDO COLLOR de mello saiu do clube comercial, Neuza que estava na janela levantou uma blusa e mostrou a camiseta costomizada mostrando a figura de brizola nela desenhada. collor saiu dando uma banana pra neuza penalvo, mas foi acalmado pelo seu assessor Sebastião Nery, que conhecia os Penalvo, pois estivera na casa dos mesmos, em outras oportunidades...Neuza lembra que seu filho Gonzalo era pequeno naquele ano e que ele estava com muito medo naquela passeata em que ela o levou pra protestar contra o chamado protedido da rede globo a presidente do brasil(olides canton, de são borja)

de são borja

exclusivo....

OLIVIO ESTÁ COM CANCER E NAO CONCORRE!

Será no proximo dia 13 a cirurgia que o ex-governador Olivio Dutra fará em Porto Alegre.ele vai extrair um tumor na prótasta que já foi diagnosticado. olivio passou o natal em são luiz gonzaga na companhia da esposa, dona judith dutra. foi visitado por amigos da região que foram lhe prestar solidariedade.

portanto olivio dutra não concorrerá a nenhum cargo em 2014.Sai pra fotografar cenas dee são borja hoje de manhã. vi muito jovem bebado, chegando em casa...completamente gambá. e vi rolos na delegacia, gente chegando de manhã,sangrando. também vi jpvens bebendo em postos de gasolina. fim de festa...Reveillon em são borjapassei o reveillon em companhia de amigos em são borja. foi tudo legal...

de são borja

filha de silva rillo volta a viver em são borja

a médica veterinária cynara rillo, filho do compositor silva rillo, voltará a morar em são borja depois de 31 anos ausente. ela mora em porto alegre.

colocou no seu feice que a decisão foi muito bem pensada.

assisti uma palestra dele em são borja anos at´ras em que ela deixava claro que não tinha pena dos bichinhos, com cachorros e gatos. ela diz que os bichos não tem sentimentos com nenhum ser humano.
placas do trabalhismo é que não faltam em são borja...

na frente do predio da prefeitura, chamado de palácio joão goulart,os dois ' cabeção' como o falecido prefeito juca alvarez se referia a getulio e jango

de são borja

PRAÇA XV DE NOVEMBRO

DOIS MONUMENTOS A GETULIO...O MAUSOLEU ONDE ESTÁ ENTERRADO GETULIO E UM LOCAL ONDE SE PODE TIRAR FOTOS PRA POSTERIDADE AO LADO DOS DOISEX-PRESIDENTES!


1º de janeiro de 2014

SÃO BORJA É DE TARSO

NA PREFEITURA DE SÃO BORJA, ALÉM DA PLACA DE INAUGURAÇÃO DO PRÉDIO - NA VERDADE PALÁIO PRESIDENTE JOÃO GOULART - O GOVERNADOR TARSO GENRO EMPLACOU, COM O PERDÃO DO TROCADILHO, DUAS PLACAS. uMA DE QUANDO VISITOU PELA VEZ PRIMEIRA COMO GOVERNADOR A TERRA NATAL - ALGUNS SÃOBORJENSES DIZEM QUE TARSO OMITE QUE É DAQUI, QUE MAIS PARECE ELE SER DE SANTA MARIA - E A OUTRA PLACA DE QUANDO FEZ A INTERIORIZAÇÃO DO GOVERNO EM SÃO BORJA. PELO NUMERO DE PLACAS, SEGURAMENTE O GOVERNADOR, SE CANDIDATO FOR, SE REELEGE....MAS AS PLACAS NÃO DIZEM TUDO....TEM OBRAS ESPERANDO NA CIDADE QUE ESPERAM PELO ULTIMO ANO DE GOVERNO DO SÃOBORJENSE TARSO FERNANDO HERTZ GENRO.

de são borja

EXUMAÇÃO DE JANGO AUMENTA VISITAS AO CEMITÉRIO


o mausoleu dos goulart com flores

SEGUNDO O VIGIA DO CEMITÉRIO JARDIM DA PAZ, ONDE ESTIVE AGORA A POUCO, NESTA MANHÃ TREMENDAMENTE QUENTE DE SÃO BORJA NO DIA 31 DEDEZEMBRO DE 2013, AUMENTOU MUITO O NUMERO DE VISITANTES AOTUMULO DE JANGO, APÓS A EXUMAÇÃO E REENTERRO, OCORRIDOS RESPCTIVAMENTE EM 13 DE NOVEMBRO E 6 DE DEZEMBRO ULTIMO.


Brizola e Jango que nunca se aturaram em vida, estão no mesmo mausoleu

- iH, VEM MUITO MAIS GENTE AI,AGORA, ME DISSE O LUIS CARLOS, QUE JÁ CONHECE OS REPÓRTERES QUE VÃO AO JARDIM DA PAZ.


Dona Neusa Goulart Brizola. a ordem dos caixões é esta: Jango, dona Neusa, brizola e a filha de ambos, Neusa Maria

- TU NÃO ESTIVESTES AQUI NO DIA 6, NÉ, OBSERVOU ELE, QUE FICOU IMPRESSIONADO COM A MOVIMENTAÇÃO DA IMPRENSA NO DIA 13 DENOVERMBRO PASSADO. TINHA ATÉ DOIS REPÓRTERES DA AMAZONIA, IMPRESSIONA-SE LUIS CARLOS, QUE SE PROTEGE DO SOL DE 40 GRAUS, EMBAIXO DE UM CHAPEU DE FELTRO.


Luis Carlos, zelador do cemitério de são borja, do jardim da paz

AS FOTOS QUE FIZ E QUE PUBLICO SÃO DA ALAMEDA HISTORICA DO CEMITÉRIO, ONDE ESTAVA ENTERRADO GETULIO VARGAS, ONDE ESTÃ ENTERRADO O TENENTE GREGÓRIO FORTUNATTO, O ANJO NEGRO, QUE RECEBEU UMA FOTO DO HISTORIADOR IBERE no tumulo porque a anterior fora roubada, onde está sua mulher também e finamente o tumulo agora mais famoso do cemitério, onde descansam dona Neusa Goulrt, sua filha Neusinha Brizola, a ' neuza mintchura dos anos 80',Leonel de Moura Brizola,Jango Goulart e outros cinco familiares dosGoulart.


o tumulo de Gregório Fortunatto no cemitério Jardim da Paz como a memória do Anjo Negro O tumulo lembra pelas flores depositadas que houve movimentação nos ultimos tempos. Agora o cemitério não tem mais aquela movimentação dos dias da exumação e do dia do reenterro...


O zelador Luis Carlos, do cemitério jardim da Paz, de são borja, diz que nunca viu uma familiar de Gregória ir na sepultura. e pergunta ao repórter: será que foram todos embora seus parentes? em SB, ninguém sabe de nada.


MUSEU FECHADO

Se os turistas que foram ao cemitério puderam ir ao tumulo de Jango,o mesmo não aconteceu com quem foi ao Museu Jango Goulart, na avenida Presidente Vargas, bem no centro da cidade. O Museu - que normlmente está aberto até aos domingos - ficou fechado no domingo, dia 29, na segunda, dia 30, na terça dia 31 e ficará tambem no dia 1. assim turista que esteve na cidade não pode ir a este museu.


O mausoleu dos Goulart. a recente exumação do corpo de Jango trouxe luzes sobre o local.ali está sepultadas nove pessoas,entre eles Vicente e o coronel Vicente Goulart, pais de Jango e de Neusa.

O do Presidente Getulio Vargas, localizado mais adiante um pouco, está fechado pra reformas, porque os cupins estavam comendo o acervo.


a placa colocada pela prefeitura dias antes da exumação do corpo de jango

São Borja tem um problema com seus museus e sitios históricos. Como fica muito longe da capital - 600 km - o turismo historico é raro. Mas quem vem a cidade, não deixa de se interessar pela história dos dois presidentes aqui nascidos. Quando se caminha pela praça XV de Novembro, no centro, passa-se por v ários bustos de Getulio, além do mausoleu construindo pelo arquiteto Oscar Niemeyer.


a sepultura do tenente Gregório. a placa foi ' roubada' ( alguns dizem que foi um lance de marketing) pra que fosse colocada uma nova. quem assina a nova é do historiador Ibere , que foi fonte de Juremir Machado pra escrita do livro Jango, da LPM

Personalidade do ano em Veranópolis

Vivânia Caser Bueno, fundadora e presidente da Associação Protetora dos Animais São Francisco de Assis - APAVE, de Veranópolis, foi escolhida a personalidade do ano em enquete do jornal O Estafeta. Vivânia é sogra da blogueira Ellen Augusta, que cuida deste site, e mãe do jornalista Marcio de Almeida Bueno, ex-assessor de Imprensa do SINDJORS. A curiosidade é que a escolhida ficou à frente do prefeito municipal e de Aline Postal, jovem daquela cidade que saiu nua na revista Playboy.



ARQUIVO DO BLOG

2007
           
 Set
 Out
2008
2009
2010
2011
2012
2013
2014
Jan
                     



ESPAÇO DOS LEITORES

pelo rekern!!!

De: Renato Kern < rekern@me.com >
Enviada: Terça-feira, 7 de Janeiro de 2014 20:46
Para: olidescanton < olidescanton@bol.com.br >
Assunto: Blog ficou mais "leiturável"

Muito bom, Olides. Ficou claríssimo para se ler teu blog.

 

Envie sua colaboração para contato@deolhoseouvidos.com.br



OLIDES CANTON - JORNALISTA E ESCRITOR

Nascido em 16 de Janeiro de 1952 na cidade de Serafina Corrêa-RS, Olides Canton passou nesta cidade toda a sua infância. Mudando-se para Porto Alegre, cursou a Escola Julio de Castilhos, tornando-se Bacharel em Comunicação Social pela FABICO/UFRGS em 1982. Trabalha como Jornalista desde 1970. Trabalhou na Companhia Jornalística Caldas Júnior, Jornal Zero Hora. No Jornal do Brasil e Revista Carga e Transporte atuou como free-lancer. Editor do Jornal de Bordo e Revista Fitness. Possui 9 livros publicados. Ganhou quatro prêmios de Jornalismo, um do Badesul, dois do Setcergs e um da ARI. Registro no Sindicato dos Jornalistas RS: 2776 - Registro Jornalista - Mtb 4959.

Telefone: (51) 3330-6803
e-mail: contato@deolhoseouvidos.com.br

Autor de inúmeros livros, Olides Canton firmou-se como um
exímio contador de histórias contemporâneas.
Conheça agora as obras do autor
© "de Olhos e Ouvidos"  -  Todos os direitos reservados
Os textos e imagens publicados neste site são de inteira responsabilidade de Olides Canton.

 



EDIÇÕES DO FITNESS

Edição 167
Edição 166
Edição 165
Edição 164
Edição 163
Edição 162

Edição 161
Edição 160
Edição 159
Edição 158
Edição 157
Edição 156
Edição 155
Edição 154
Edição 153
Edição 152
Edição 151
Edição 150
Edição 149
Edição148
Edição 147
Edição146
Edição145
Edição144
Edição143
Edição 142

Edição 141
Edição 140
Edição 139
Edição 138
Edição 137
Edição136
Edição135
Edição134
Edição 133
Edição132
Edição 131
Edição 130
Edição129
Edição128
Edição127
Edição 126
Edição125
Edição 124

Edição 123
Edição 122
Edição 121
Edição 120
Edição 119
Edição 118
Edição 117
Edição 116
Edição 115
Edição 114
Edição 113
Edição 112
Edição 111
Edição 110
Edição 109
Edição 108
Edição 107
Edição 106
Edição 105
Edição 104
Edição 103
Edição 102
Edição 101
Edição 100
Edição 99


PUBLICIDADE




ANUNCIE NO SITE

Entre em contato conosco

Edições Anteriores do Blog



LINKS QUE RECOMENDAMOS

Aceg
Agência Edison Castêncio
Assembéia Legislativa
RS

BlogdoPlanalto
Cloaca News
Comuniquese
Correio Do Povo
Claudio Humberto
Diário da Fronteira

DAiário Popular
Ecoagencia.com.br
Enfato
Folha de São Borja
Governo do Estado do RS
Informativo
RedeCidade
RSUrgente
RenePT
KaduNew
Jornal A Hora
Jornal do Comércio
Jornal do Mercado
Jornal O Sul
Jornal Panorama Regional
José Luiz Prévidi

Laura Peixoto
Lauro Dieckmann
Políbio Braga
Prefeitura de Porto Alegre
Prefeitura Serafina
Correa

Ricardo Noblat
Rosane Oliveira
Sindicato dos Jornalistas
SUL21
VidaSustentável
Vide Versus
Zero Hora

REPORTAGENS ESPECIAIS

Veja em "Memória"