Blog de celebridades, fofocas, opinião e notícias



12 de setembro
de 2014

palestra de mujica na urgs

salada de esquerdas. havia gente defendendo a legalização da maconha, outros fazendo apologia do pt, só não senti nenhum cheiro da marijuana na entrada da urgs na palestra do mujica, ele que tá legando a canabis sativa no uruguai.

o deputado adão villaverde passou no antonio lanches antes de ir ver o mujica...na urgs.

INFELIZ COMENTÁRIO

Ze sartori fez um comentário que não pegou bem no meio nesta quarta na coletiva do simon...quando anunciaram que ele voltaria a falar na federasul, ele apenas disse:

- espero que não caia outro avião....

como se lembra, foi no dia que ele falou lá que morreu eduardo campos....

Ninguém disse nada ao que sartori comentou....

BRIZOLA E OS APELIDOS

BIOP BRANCO: PARA CID MOREIRA , DA GLOBO.

FILHOTE DA DITADURA: FERNANDO COLLOR DE MELLO.

SAPO BARBUDO: PRO LULA.

VASSOURINHA: PRO JANIO QUADROS

CAREQUINHA : TANCREDO NEVES

GATO ANGORÁ: PARA Wellington Moreira Franco.

LELO: ERA SEU APELIDO DE CASA...

de Paris

> O tempo, aqui, está ótimo. Dias radiosos de fim de verão. Movimento intenso na Champs Elysées. Assim como as paulistas adotaram vestir rendas, seguindo a Marina Silva, o q mais se vê por aqui são mulheres de véu ou mesmo todas tapadas, à moda muçulmana. Tem também umas africanas com vestidos tradicionais por toda parte. Se tiver coragem, vou dar uma passada no bairro Goute d' Or, perto da Gare du Nord onde estes imigrantes vivem em massa.

> Da minha parte, estou num hotel q se situa perto de una espécie de Nova Olaria, mas q ñ ficou estigmatizado como "point" gay, pelo contrário, lá é o paraíso dos heteros. Funciona igual ao Olaria, como um shopping a céu aberto, com lojas, praça de alimentação cinemas erc. Era um antigo porto de vinhos à margem direita do Sena, mas veio um grande enchente e acabou com a festa dos bebuns. O local ficou anos abandonado, mas agora esté revitalizado. E nenhuma futura presidente da República andou abrindo lojinha lá.

(Laurinho, de Paris)

RESNAIS ACABOU

por Eron Duarte Fagundes

Amar, beber e cantar (Aimer, boire et chanter; 2014) é a despedida cinematográfica do francês Alain Resnais, morto este ano aos 91 anos. Que se deve fazer na vida senão amar, beber e cantar? Fazer cinema: sem esquecer os dramas íntimos do lado de fora que levamos para o lado de dentro. Passados tantos anos de obras-primas como Hirosihima meu amor (1959) e Providence (1977), Resnais permanece inquieto com a criação artística; o momento atual de Resnais se prende um pouco mais ao teatro, como se viu em Vocês ainda não viram nada (2012), e torna a ser reencontrado em Amar, beber e cantar, que se arrasta um pouco nas experimentações formalistas do cineasta.

Não sei se sou um resnaisiano melancólico. Mas o Resnais que mais amo estacionou em Smoking/ No smoking (1993). O realizador permaneceu procurando caminhos novos para o cinema nos anos seguintes. Mas nunca mais chegou a condicionar tão revolucionariamente a alma de suas personagens a seus mecanismos de linguagem. Amar, beber e cantar é sintomático como filme final. É uma conversa de amigos dentro do filme (André Dussolier está ali e a esposa de Resnais, Sabine Azéma, também) e uma conversa para amigo com o espectador. Aceitamos então o que Resnais pode dar-nos em seu momento pré-túmulo. Aqui e ali podemos irritar-nos com certas reiterações da narrativa. Mas, parece, Resnais pede calma. Lá pelo fim uma mulher tenta controlar seu nervoso homem dando-lhe uma frase: “S’il te plaît, reste calme aujourd’hui”. Pelo menos por agora, faz favor, permaneça calmo: é o recado final do grande diretor de cinema, um homem sem o qual o cinema certamente não seria o que foi.

Programação do Clube de Cinema para o próximo final de semana

No próximo Sábado (dia 13/09/2014) as 10h15min no Espaço Itaú assistiremos ao filme "Se Eu Ficar" (If I Stay-2014). Mia Hall (Chlöe Grace Moretz) é uma prodigiosa musicista que vive a dúvida de ter que decidir entre a dedicação integral à carreira na famosa escola Julliard e aquele que tem tudo para ser o grande amor de sua vida, Adam (Jamie Blackley). Após sofrer um grave acidente de carro, a jovem perde a família e fica à beira da morte. Em coma, ela reflete sobre o passado e sobre o futuro que pode ter, caso sobreviva. Adaptação do livro homônimo, escrito por Gayle Forman. As filmagens de If I Stay aconteceram nas cidades canadenses de Vancouver e Coquitlam.

No próximo Domingo (dia 14/09/2014) as 10h15min na Sala Eduardo Hirtz assistiremos ao filme "A Oeste do Fim do Mundo" (2012). Contaremos com a presença nessa sessão do diretor Paulo Nascimento e a atriz Fernanda Moro, que debaterão o filme com os associados e convidados. Leon (César Troncoso) é um homem introspectivo que vive em um velho posto de gasolina, perdido na imensidão da estrada transcontinental entre a Argentina e o Chile. Seu único amigo é Silas (Nelson Diniz), um brasileiro que volta e meia o visita para trazer peças para consertar a moto dele. Um dia, a paz de Leon é abalada com a chegada de Ana (Fernanda Moro), uma mulher que escapou da tentativa de abuso sexual de um caminhoneiro com quem tinha pego carona. Sem ter para onde ir e no meio do deserto, Ana recebe abrigo de Leon inicialmente para apenas um dia. Só que o tempo passa e ela não consegue sair do local. Para vivenciar e interiorizar seu personagem, a atriz Fernanda Moro trabalhou anonimamente numa vinícola em Bento Gonçalves, participando das tarefas diárias dos trabalhadores do lugar. Ela também teve de fumar pela primeira vez na vida. O diretor e roteirista Paulo Nascimento teve a ideia do filme após ler uma matéria sobre a Guerra das Malvinas, que dizia que 400 dos cerca de 10 mil soldados enviados para o conflito haviam se suicidado.

O filme foi rodado na ordem real em que as ações do roteiro se desenvolvem, para que os atores sentissem mais intensamente o desenvolvimento de seus personagens. Como a luz nas proximidades da Cordilheira dos Andes muda de maneira muito rápida e intensa, todo o filme foi rodado nos horários reais do roteiro, ou seja, as cenas matinais foram feitas efetivamente pela manhã, igualmente como as vespertinas e noturnas, sem a utilização de iluminação especial. O filme foi sendo montado, diariamente, na medida em que as imagens eram captadas. A equipe de produção contou com profissionais brasileiros, argentinos, uruguaios e chilenos. O posto de gasolina onde mora o personagem Leon foi totalmente construído em alvenaria pela produção do filme. Ao final das filmagens, ele foi ofecerido às autoridades locais, e hoje serve como posto de informações turísticas na região de Uspallata, Argentina. Fernanda Moro também cortou, de verdade, seus longos cabelos em cena, e teve de fazê-lo sem a ajuda de nenhum espelho. Como o corte foi real e obviamente a cena não poderia ser repetida, foram utilizadas 3 câmeras simultaneamente para esta cena especifica. Nelson Diniz e César Troncoso aprenderam a pilotar motos para viver seu personagem. Todos os objetos de cena são reais, e foram garimpados em casas e lojas da região de Mendoza e Uspallata, na Argentina.

Em sabatina no CPERS, Vieira diz que fará o possível e o impossível para pagar o piso

Foto: Jefferson Bernardes

O candidato do PDT ao governo do Estado, Vieira da Cunha, foi sabatinado pela direção do CPERS Sindicato nesta quinta-feira. Ele apresentou propostas do seu plano de governo e falou sobre o principal tema tratado pela categoria, que é o cumprimento da lei que institui o Piso Nacional do Magistério.

“Quero reafirmar aqui o que já disse em outras ocasiões: farei o possível e o impossível para cumprir a lei”, disse Vieira.

O candidato afirmou que sua vontade era assumir o compromisso com os professores, no entanto, a situação financeira do Estado não permite que isso seja feito apenas com recursos próprios. Vieira defendeu a mudança no artigo 4º da Lei, para permitir que o Rio Grande do Sul receba complementação financeira da União e, assim, possa cumprir o que diz a legislação.

“Temos que lutar juntos para que venha essa complementação federal. O atual governador enviou um ofício para o ministro da Educação (Henrique Paim), que afirmou que a complementação da União para a integralização do Piso Nacional do Magistério é destinada, exclusivamente, àqueles estados contemplados pela complementação da União ao Fundeb. Então, da maneira como está redigido o artigo 4º, o Rio Grande do Sul foi excluído. Nós temos que dar outra redação ao artigo 4º”, afirmou Vieira.

Como deputado federal, ele criou o Projeto de Lei 7656/14, que obriga o governo federal a repassar recursos para Estados e Municípios que não consigam pagar o piso, que hoje está fixado em R$ 1.697. O projeto já tem, inclusive, relator designado na Comissão de Educação, o deputado pernambucano Danilo Cabral (PSB).

Ao final do encontro, o candidato ainda assinou uma carta com uma série de compromissos com a categoria, entre eles o fim do estorno do vale-refeição.

Chuva impediu ato de campanha
A chuva durante a manhã impediu a mobilização da Coligação O Rio Grande Merece Mais no centro da Capital. A programação previa uma homenagem ao ex-presidente Getúlio Vargas, uma caminhada entre a Praça da Alfândega e a Esquina Democrática (que fica no encontro da Avenida Borges de Medeiros com a Rua dos Andradas) e um comício. A programação foi transferida para o dia 23 de setembro.

A agenda para os próximos dias

12/09/2014 - SEXTA-FEIRA

09:00 - GRAVAÇÃO DE PROGRAMAS DE RÁDIO E TV | Em Porto Alegre.

11:30 - ENTREVISTA PARA O SBT | Em Porto Alegre.

13/09/2014 - SÁBADO

08:30 - ENTREVISTA À RÁDIO DIÁRIO DA MANHÃ | Em Passo Fundo.

09:30 - ENTREVISTA À RÁDIO UIRAPURU| Em Passo Fundo.

13:00 - ALMOÇO E VISITA AO ACAMPAMENTO FARROUPILHA DE ERECHIM | Em Erechim.

15:00 - CAMINHADA PELAS RUAS DE COMÉRCIO DE ERECHIM | Em Erechim.

14/09/2014 - DOMINGO

10:30 - ENCONTRO COM ELEITORES NO BRIQUE DA REDENÇÃO | Em Porto Alegre.

12:00 - VISITA À FESTA DA PADROEIRA SANTA CRUZ | Na Cidade de Deus, em Porto Alegre.

12:30 - VISITA À PARÓQUIA NOSSA SENHORA DO BELÉM NOVO | No Belém Novo, em Porto Alegre.

13:00 - VISITA À ASSOCIAÇÃO ASALA | Na Restinga, em Porto Alegre.

13:30 - VISITA AO CLUBE LAJEADO | Em Porto Alegre.

15:30 - CONCENTRAÇÃO PARA VISITA AO ACAMPAMENTO FARROUPILHA | No Largo da Câmara de Vereadores, em Porto Alegre.

16:00 - VISITA AO ACAMPAMENTO FARROUPILHA| No Parque da Harmonia, em Porto Alegre. Roteiro disponível em http://www.vieiradacunha12.com.br/agenda/visita-ao-acampamento-farroupilha

15/09/2014 - SEGUNDA-FEIRA

09:30 - ENTREVISTA PARA A ZERO HORA | Em Porto Alegre.

15:00 - CAMINHADA NO CENTRO DE CANOAS

16:30 - CAMINHADA NO BAIRRO GUAJUVIRAS, EM CANOAS

20:30 - JANTAR NA IGREJA DE SÃO CRISTÓVÃO DO CANDIDATO A DEPUTADO ESTADUAL DÁRIO | Na Rua Tupi, 228, em Canoas.

Pesquisas apontam crescimento de Sartori nas intenções de voto

Foto: Luiz Chaves

O candidato José Ivo Sartori foi o único que cresceu na pesquisa Methodus divulgada hoje pela revista Voto e o Grupo Bandeirantes: passou de 5,8 (29 de agosto) para 11,8% (11 de setembro). Na simulação de segundo turno entre Sartori e Tarso Genro, a pesquisa aponta vitória de Sartori por três pontos percentuais: 44,5% a 42,7 de Tarso.

Também nas pesquisas Data Folha e Ibope, divulgadas ontem, o candidato da coligação O Novo Caminho para o Rio Grande, cresceu proporcionalmente mais do que os outros concorrentes. No Ibope, Sartori tinha 5% (7 de setembro) e foi para 11% (10 de setembro). A mesma tendência ocorreu na última pesquisa Data Folha, anunciada ontem (10), quando Sartori subiu para 11%, um ponto a mais do que no último levantamento divulgado dia 4 de setembro. Na primeira pesquisa do Vox Populi, veiculada dia 8 de setembro, Sartori consta com 12% das intenções de voto.

O candidato Sartori afirmou hoje (11) que está satisfeito com o crescimento e confia que esta tendência irá aumentar na reta final da campanha. Credita o crescimento ao esforço dos partidos da coligação e espera que esta mobilização aumente cada vez mais até o dia da eleição.

AGENDA DO CANDIDATO JOSÉ IVO SARTORI PARA SEXTA-FEIRA - 12 DE SETEMBRO

SÃO LOURENÇO DO SUL

8 horas - Caminhada com candidatos da coligação O Novo Caminho para o Rio Grande, no Centro da cidade, e café da manhã na Padaria e Confeitaria Degar.

PELOTAS

10 horas - Carreata com candidatos da coligação, desde o bairro Fragata até o Centro. Após, caminhada até o Café Aquarius e almoço por adesão no restaurante Nutri Sul.

13 horas - Entrevista para o programa Treze Horas, da Rádio Pelotas.

RIO GRANDE

15h às 17h - Gravação de rádio e TV para o horário eleitoral gratuito.

17 horas - Caminhada com os candidatos da coligação, desde a Igreja do Carmo até o Calçadão.

18h30 - Ato político com a participação de candidatos da coligação, no Largo Dr. Pio (em frente à Catedral).

Final do Festival Mulher em Canto

Palco do Acampamento Farroupilha recebe as 18 músicas concorrentes

O palco central do Acampamento Farroupilha, no Parque da Harmonia , em Porto Alegre, vai sediar, nesta sexta-feira, 12, a partir das 21h, a etapa final do Festival Mulher em Canto. O festival, que tem apoio da Fundação Instituto Gaúcho de Tradição e Folclore (FIGTF), possui uma linha poética musical que fala sobre a mulher e a musica livre em toda a sua linguagem, seus ritmos e suas motivações, dirigido única e exclusivamente para intérpretes femininas de todas as modalidades musicais que falam da Lei Maria da Penha e temas livres sobre a mulher.

O objetivo do evento é reafirmar intérpretes e instrumentistas consagradas, oportunizar o surgimento de novos valores locais e regionais e divulgar, através dessas composições, a musicalidade, a tenacidade e a feminilidade da mulher gaúcha. O Festival é uma promoção da Danna Produções com o apoio da Associação Rota Açoriana (ARA) e Frente Parlamentar dos Homens pelo Fim da Violência Contra as Mulheres. Mais informações http://www.mulheremcanto.com.br/diario.php?diario=720

Músicas selecionadas

Linha Instrumental

- Ao Rio Jaguari

Autora: Gorete Marques

Cidade- São Sebastião do Caí-RS

- Mi Pasion

Autora: Adriana De Los Santos

Cidade:Porto Alegre-RS

- Mãos De Mulher

Autora Guadalupe Mendes

Cidade: Julio De Castilhos-RS

- Passe Livre

Autora: Eduarda Linhares

Cidade: Capão Da Canoa - Maquiné-RS

Linha Maria Da Penha

- A Voz Da Coragem

Autora: Liziane Brum e Lucas Mendes

Música: Lucas Mendes

Cidade: Soledade -RS

- Luta De Penha

Autor: Marcelo Maresia

Cidade: Alvorada-RS

- Marias Da Paz

Autor: Túlio Souza

Música: Jean Kirchoff e Luciano Rodrigues

Cidade: Uruguaiana-RS

- Pena Da Penha

Autor: Greice Morelli

Cidade: Porto Alegre-RS

Linha Livre

- Aparecida

Autor: Carolinne Caramão

Música: Carolinne Caramão

Cidade: Porto Alegre

- Mulheres Da Guerra

Autor: Flávio Saldanha

Música: Cléber Soares

Cidade: Uruguaiana-RS

- Sem Decote

Autor: Caio Martinez

Música: Cristian Sperandir

Cidade: Osorio-RS

- Acróstico Em Canto

Autor: Brucevaine De Souza Darde

Música: Adriano Sperandir

Cidade: Capão da Canoa-RS

- Fibra Gaúcha

Autor: Binho Pires

Música: Erlon Péricles

Cidade: Porto Alegre-RS

- Sonho Chimarrão

Autor e música: Mário Amaral

Cidade:Capão da Canoa-RS

- Seresta Das Quatro Estações

Autor: Davi Teixeira

Música: Matheus Alves

Cidade: Porto Alegre-RS

- Eu Posso

Autor e musica: Gérson de Souza e Rafael Zinho

Cidade: Porto Alegre

- A Canção Que Você Não Pediu

Autor e musica: Tuny Brum

Cidade: Santa Maria-RS

- Damas Da Luz

Autor e música: Nilton Jr. da Silveira

Cidade: Santo Antonio da Patrulha-RS

de Serafina

Oficina de Reciclagem SENAR

Na segunda-feira, 08 de Setembro de 2014, iniciou o curso de reciclagem no quiosque do artesanato, onde se aprende a reciclar, e transformando em artesanto de ótima qualidade. A aulas foram ministradas pela artesã Mareni Cataneo, contando com o apoio da equipe da Secretaria Municipal de Assistência Social.

Escola Agrícola realiza Oficina de Doces Campeiros

Integrando a programação especial da Semana Farroupilha, aconteceu na tarde da quarta-feira, dia 10/09, na Escola Municipal Agrícola uma Oficina de Doces Campeiros, sob a coordenação da SenhoraMaria Libera Menegatti e auxílio da Senhora Dolores Zanchet.
O principal objetivo da Oficina realizada foi resgatar práticas e saberes tradicionais do nosso Estado, através do repasse de conhecimentos e técnicas, tão sabiamente ministradas pelas mestres da culinária campeira; capacitando e incentivando o surgimento de novos talentos nesta arte. A Escola Agrícola agradece a Dona Maria e Dona Dolores que gentilmente aceitaram o convite, recheando nossa tarde com muito sabor, doçura e generosidade. Mais uma vez comprovamos que a parceria entre Escola e Família é uma receita que dá muito certo. Além do sucesso, nossa Oficina de Doces Campeiros foi uma DELÍCIA!
Receita de Ambrosia da Dona Maria
Ingredientes:
- 1 litro de leite
- ½ Kg de açúcar
- 1 dúzia de ovos
- cravo e canela a gosto
- 1 limão ou gotas de vinagre branco
- 2 laranjas
Modo de preparo:
Coloque o leite na panela, adicione o açúcar, o cravo e a canela, a laranja descascada e partida em quatro pedaços, o suco do limão ou as gotinhas de vinagre branco, e por último, acrescente os ovos batidos no liquidificador. Mexa apenas para misturar os ingredientes e deixe cozinhando em fogo baixo (sem mexer mais no doce) até engrossar e enxugar a calda.


11 de setembro
de 2014

MUJICA FALA NA URGS SEM TOCAR EM MACONHA

o presidente Mujica se disse um presidente pela vida....' no soy um presidente pobre' disse,irritado, sobre sua já fama de pobreza...

- sou um presidente pela vida, sentenciou.

com a urgs totalmente lotada - havia poucos espaços vazios - Muica falou cerca de 50 minutos. arrancando aplausos no meio e no fim do seu bate papo....

* as esquerdas fizeram um festival com a presença de mujica...

* havia propaganda pra todos os gostos, desde legalização da maconha até gente com bandeiras do PT

ASSESSORES DE SIMON JÁ SABEM QUE ELE NÃO VAI SE ELEGER

Alguns já estão pensando o que vão fazer da vida depois de março do ano que vem...quando simon conclui seu mandato no senado.

* o senador tem apenas 14% das intenções de voto ..está atrás de lasier e olivio.

* Mas tem gente que ainda acha que o simon vai buscar nos 45 minutos do segundo tempo.

coletiva do simon



o veio armando burd sempre de canetinha e pintando quando o ' peixe' é grande....

e o gração entrega a cuia e o mate pro ze ivo....

SIMON PREVE TEMPO FEIO PRO LADO DE MARINA

aliado da ex-senadora de primeira hora, o senador pedro simon(pmdb) deixou numa coletiva hoje mais ou menos uma previsão: vem tempo feio pro lado dela de parte do PT....

* Mas simon também deixou uma certeza: ele sabia que isto iria acontecer...

* e disse que beto albuquerque é o primeiro político depois de jango que pode ascender a um alto cargo da república pelo voto direto.


' xuvisco' e renato abreu, assessores do senador.

SIMON X SERRA

SEM QUE NINGUÉM PERGUNTASSE O SENADOR SIMON DISSE HOJE QUE VOTOU EM DILMA NO SEGUNDO TURNO DE 2010....

* COMO SE LEMBRA, O OUTRO ERA JOSÉ SERRA. FOI MARINA QUE LEVOU AO 2 TURNO COM SEUS 20 MILHÕES DE VOTOS.


Otilia, mulher de renato abreu, que praticamente criou os dois filhos mais velhos do senador simon

a hora do mate

Foto: Ivan de Andrade


como bom gringon de cazias, zé ivo sartori não dispensa o chimaron, nem antes do almoço, como fez ontem na federasul....

simon, que foi falar, só observa....

Ufrgs

fabricio carpinejar grava pra tv com no campus da urgs....

BOM FILME

cicatrizes da guerra das malvinas..

gostei do AO OESTE DO FIM DO MUNDO DO PAULO NASCIMENTO.

meio parado, mas tem como fundamento as cicatrizes dos que combateram as guerras da malvina....

indico,sim. vi no sindibancários, que é um belo cinema que temos. (olides)

mais fotos do encontro no porta


o veio friolin, o ' marimbondo' com meu livro pauta, cuja capa é a foto do porta larga....

este livro está esgotado. aind ame pedem mas não tenho mais.

fotos do reencontro no porta alguns anos atrás....

vista da praça parobé....

BARRANCO, A HORA DA ARRUMAÇÃO...

DE MANHÃ é quando não tem ninguém no Barranco. as vezes passo lá pra cobrar o anúncio do chiquinho tasca e tomo um café. sim tem café no barranco, tem outras coisas boas e baratas pra se comer lá. é so olhar o cardápio mas é que todo mundo só pede churrasco.

tinha um cara, casado com a mary teresinha, o ivan trilha que quando ia no barranco como era vegetariano só queria comer verdeura...tinham que abastecer o cara disto....



na foto aparece de oculos o chiquinho tasca, o único da família fundadora que ficou na casa. os demais se mandaram....

não queriam pros netos e filhos ' uma prisão de portas abertas', como o chiquinho chama uma churrascaria...tem que estar sempre lá....o chico as vezes se manda pra miami...onde descansa uns dias com a familia...

aqui fica uma nova geração de garçãos treinados pela casa..(olides canton)

Pelos Caminhos da Rota Romântica

Vieira da Cunha durante caminhada no comércio de Cachoeira do Sul

Foto: Jefferson Bernardes

O candidato a governador do Estado pela coligação "O Rio Grande Merece Mais", Vieira da Cunha durante caminhada no comércio de Cachoeira do Sul.

Sartori visita Eldorado, Barra do Ribeiro, Tapes e Camaquã

O candidato a governador José Ivo Sartori visita nesta quinta-feira (11) quatro municípios. Ao meio-dia, ele estará em Eldorado do Sul, onde irá almoçar no restaurante Minuano, na BR-116, Km 286. Depois, viaja para Barra do Ribeiro, para participar de carreata com candidatos da coligação O Novo Caminho para o Rio Grande, com saída da Avenida Visconde do Rio Grande.

A seguir, o candidato acompanhará carreatas também em Tapes e Camaquã. Em Tapes, a mobilização começa às 15h30, a partir do CTG Província de São Pedro, e em Camaquã, terá início no Trevo da Fortal, às 17h. Ainda em Camaquã, Sartori fará uma visita à diretoria da Câmara de Indústria, Comércio e Serviços (CICS), às 18h, e participará de um ato político, na Rua Luíza Maraninche, 1059, com início previsto para as 18h30. Em todo o roteiro, estarão também candidatos das eleições proporcionais pela aliança O Novo Caminho para o Rio Grande.

AGENDA DO CANDIDATO JOSÉ IVO SARTORI PARA QUINTA-FEIRA – 11 DE SETEMBRO

PORTO ALEGRE

8h30 – Café da manhã com a diretoria da Fecomércio. Local: Sede da entidade.

11 horas – Encontro com a diretoria do CPERS. Local: Sede da entidade.

ELDORADO DO SUL

12h30 – Almoço no restaurante Minuano.

BARRA DO RIBEIRO

14 horas – Carreata com a participação de candidatos da coligação O Novo Caminho para o Rio Grande, a partir da Avenida Visconde do Rio Grande.

TAPES

15h30 - Carreata com a participação de candidatos da coligação, a partir do CTG Província de São Pedro.

CAMAQUÃ

17 horas - Carreata com a participação de candidatos da coligação, a partir do Trevo da Fortal.

18 horas - Visita à diretoria da Câmara de Indústria, Comércio e Serviços do município.

18h30 - Ato político com a participação de candidatos da coligação. Local: Rua Luíza Maraninche, 1.059.

de Serafina

SEMANA DA PÁTRIA

A Comemoração da Semana da Pátria representa uma importante fonte de estímulos ao civismo, propiciando assim, a oportunidade de despertar o sentimento de patriotismo, formar atitude de respeito aos símbolos do Brasil, desenvolver a compreensão do passado histórico e da significação da data “ Sete de Setembro”.

No dia 07/09/2012, às 7h45min, realizou-se o hasteamento das bandeiras e às 14:00 a Caminhada Cívica, com a participação das Escolas Santa Lúcia, Pré-Escolar Castelinho do Saber, Nostri Bambini, Jeito de Criança – Proinfância, Pedacinho de Céu, Cheirinho de Mel, Raio de Luz, APAE, Nossa Senhora de Fátima, Estherina Marubin, Maria Costa Marocco, Leonora Marchioro Bellenzier, João Corso, Agrícola, 1° de Maio, Geny Pinto Cadore, Rainha D' Paz, Carneiro de Campos, Grupos da Melhor Idade, Wizard, Unisoft, Escoteiros Roama, Ctg Galpão da Saudade, CTG Sinuelo da Serra, LIONS, Leo Clube, Rotary, Rotaract e Interact. Abrilhantou o evento a Companhia de Artes Caripaiguarás, a qual fez uma belíssima apresentação de danças. O arriamento das bandeiras realizou-se às 16:00, com a execução do Hino Nacional e a retirada da centelha do Fogo Simbólico que foi entregue pelas mãos do Excelentíssimo Sr. Prefeito Municipal Ademir Antônio Presotto ao Peão Farroupilha, Lucas Roso Rossetto juntamente com os cavalarianos do CTG Sinuelo da Serra, o CTG Galpão da Saudade e o Piquete Espora de Prata, sendo que, a centelha foi conduzida à Brigada Militar, que aguardará o início das atividades da Semana Farroupilha, onde se transformará em Chama Crioula.

10 de setembro de 2014

MUJICA X MACONHA

fui agora pegar uma senha pro mujica, hoje de noite, na urgs....

* mas já tinha só pro telão. peguei,então....

* pra que tanto interesse? vi uma guria perguntando no antonio bar quando fui tomar café...quem é este mujica??

* quase que lhe disse: aquele que liberou unzinho pra todos....

* sem brincadeira, o tupa tá trazendo muito interesse entre a piazada..

* me disse o porteiro que a sete da matina tinha fila. cruz credo também não é pra tanto....

Coleguinhas

fabio marçal tá entrando antes de BSB na guaíba.

* eu desligo na hora do eleitoral e não volto a ligar....

reencontro no porta larga alguns anos atrás...


olides,mário rotta, ivone cassol e valdir friolin...

alguns anos atrás, houve um reencontro de alguns frequentadores do porta larga...



as fotos são do ricardo stricher....



acho que isto faz uns 4, ou 5 anos, ou até mais....

O CUERA QUE MORREU MUITO CEDO...

Foto: Gian/CRL2006


O SAO BORJA FAZ FALTA COM SUAS GAITADAS NA RADIO GAÚCHA. AQUI ELE DE LENÇO BRANCO NUMA TENDA DURANTE UM FEIRA DO LIVRO DE PORTO ALEGRE que montaram pra ele contar causos....

quando saía da rádio gaúcha, nos domingos, sempre dizia...bom dia meu são francisco de borja. ele tinha uma oficina mecanica na azenha que deve estar ainda com seu filho. qualquer dia faço uma visita ao filho e a viuva....



o nome do cuera era paulo sérgio medeiros. era ' cria' de nico fagundes.

de Serafina

SERAFINA SEM RODOVIARIA. ANTONINHO VIDMAR DA BENTINHO TIRA ' BILHETE' NA RUA.....

do DiretodePortoAlegre.blogspot.com

Intervenção urbana na Independência com Santo Antônio

Foto: Marcio de Almeida Bueno

deSB

a parceira do truco..por capincho...

ZERO POR CENTO DO CÉREBRO

por Eron Duarte Fagundes

O francês Luc Besson não tem jeito mesmo. Há quem o idolatre e volte sua ira para qualquer crítica que lhe façam. Estes idólatras estão concentrados basicamente num gueto que adora as facilidades comerciais de um certo cinema, em que Besson é especialista. Lucy (2014), que resgata para a França o brilho e a sedução da estrela norte-americana Scarlett Johansson e traz como sobressalente a bonomia veterana de Morgan Freeman, supera os limites de apelação comercial do realizador.

É curioso que, partindo duma teoria sobre o escasso uso do cérebro pelo ser humano (teoria muito discutível, pois os estudos do cérebro ainda são muito obscuros e não se avançou muito desde Sigmund Freud), Lucy parece ativar muito pouco (senão nada) os neurônios cinematográficos. Põe em campo efeitos especiais em profusão, explosões, correrias e destruições feitas com a maior simplificação possível. Precisa-se de cérebro para isto? Não poderia um artesão da indústria, seguindo a cartilha, fazer quase a mesma coisa?
Besson, bom francês, pousa de autor na planície dos filmes. Mas é um grande enganador. E parece que faz bem suas enganações: tem algumas legiões de vidrados em seu precário cinema.

Quem nomeou Paulo Roberto Costa diretor de Refino e Abastecimento da Petrobras?

De: paulokons1
Enviada: Terça-feira, 9 de Setembro de 2014

Brusque-SC, 9 de setembro de 2014.

Ementa: Quem nomeou Paulo Roberto Costa diretor de Refino e Abastecimento da Petrobras?

Caro Moacir e prezados leitores - Paz e Bem,

Na área dos comentários do texto "Quadrilha está acabando com a Petrobrás", publicado no blog de tua responsabilidade em 8 de setembro corrente, há informações que não conferem com a verdade. Quem nomeia os diretores da Petróleo Brasileiro S/A (Petrobras) é o Conselho de Administração e quem nomeia o Conselho de Administração é o acionista majoritário, o Governo Federal.

Já o presidente da Petrobras é nomeado pelo Governo Federal, na figura do Presidente da República.

Luiz Inácio Lula da Silva nomeou presidente da Diretoria Executiva, em 2 de janeiro de 2003, o petista José Eduardo Dutra e, em 22 de julho de 2005, o também petista Sergio Gabrielli. Já Dilma Rousseff nomeou o petista Sergio Gabrielli, em 1º. de janeiro de 2011, e o trocou pela também petista Maria das Graças Silva Foster, em 13 de fevereiro de 2012, e que permanece na presidência da Diretoria Executiva da Petrobras.

O Conselho de Administração da Petrobras foi presidido de 2003 a 2010 pela petista Dilma Rousseff, por decisão do também petista Luiz Inácio Lula da Silva.

Ao assumir a presidência da República, a petista Dilma Rousseff definiu que o presidente do Conselho de Administração da Petrobrás seria o petista Guido Mantega, que permanece na presidência até a data de hoje.

Assim, sem nenhuma dúvida, QUEM NOMEOU PAULO ROBERTO COSTA diretor de Refino e Abastecimento da Petrobras, foi o Conselho de Administração presidido por DILMA Vana ROUSSEFF (Paulo Roberto Costa foi nomeado para o cargo na Petrobras pelo governo Lula, em 2004, e ficou no cargo até 2012 - já no governo atual).

Fraternalmente,

Paulo Vendelino Kons

Brusque/SC

Vieira mobiliza militância para a reta final da campanha

Foto: Jefferson Bernardes

O candidato a governador do Estado pela coligação "O Rio Grande Merece Mais", Vieira da Cunha durante reunião na sede do PDT

O candidato do PDT ao Piratini, Vieira da Cunha, participou, nesta terça-feira (9), de uma caminhada com apoiadores em Alvorada, na Região Metropolitana. O trabalhista visitou o comércio no centro da cidade e conversou com lojistas.

À tarde, o candidato reuniu-se com presidentes das zonais e de órgãos de ponta do PDT para mobilizar os companheiros de partido para a reta final da campanha eleitoral. Vieira convocou a militância para o ato público na Esquina Democrática, no dia 11, ao meio-dia. Na mesma data, às 11h, será realizada uma homenagem a Getúlio Vargas, junto à carta-testamento, na Praça da Alfândega.

Não há qualquer sentimento de derrotismo entre a militância, que sugeriu diferentes estratégias para colocar o bloco na rua nestes últimos dias de campanha. Vieira agradeceu a intensidade da mobilização:

“Vamos à luta e vamos à vitória! Porque não 'tá morto quem peleia!'”, disse ao ser aclamado pelos companheiros.

Às 19h, o candidato participa de palestra na UNIVATES, em Lajeado, com o tema estratégias para o desenvolvimento do Vale.

>> Confira a agenda de Vieira para quarta-feira (10/09):

09:00 - VISITAS AO JORNAL DO POVO E O CORREIO | Em Cachoeira do Sul.

10:00 - CAMINHADA NO CENTRO | Em Cachoeira do Sul.

13:00 - ALMOÇO NO CTG JOSÉ BONIFÁCIO GOMES | No Parque da Fenarroz, em Cachoeira do Sul.

15:00 - CAMINHADA NA ZONA NORTE | Em Cachoeira do Sul.

17:00 - ENCONTRO COM O SINDILOJAS | Na Rua Saldanha Marinho, em Cachoeira do Sul.

21:00 - JANTAR DE MOBILIZAÇÃO DO CANDIDATO A DEPUTADO ESTADUAL MAURO ZACHER | No Pepsi on Stage, em Porto Alegre.

Sartori expõe a servidores estaduais propostas de valorização da categoria

Foto: Luiz Chaves

A imediata recomposição do quadro de servidores do Estado e a valorização do funcionalismo, sem privilégios para cargos políticos, foram as principais propostas apresentadas pelo candidato a governador José Ivo Sartori, nesta terça-feira (09), a representantes da categoria. Reunido com integrantes de 15 entidades ligadas à Federação Sindical dos Servidores Públicos no Estado do Rio Grande do Sul (Fessergs), Sartori disse que sua formação como gestor é baseada no diálogo e que este será o instrumento que vai direcionar a relação de seu governo com os servidores. “A máquina pública não funciona sem gente. E gente deve ser motivada e valorizada”, afirmou.

Acompanhado do candidato a vice-governador José Paulo Cairoli, Sartori citou o exemplo do conflito recorrente entre o governo estadual e o magistério para reforçar sua disposição de entendimento com todo o quadro funcional. “Na democracia, o governante sempre será submetido a pressão e, portanto, a negociação deve ter a finalidade de encontrar o melhor caminho para atender às necessidades dos servidores e dos cidadãos. O diálogo é sempre a melhor saída”, observou.

Mesmo com um déficit de R$ 7 bilhões à espera do próximo governador do Rio Grande do Sul, Sartori disse que está pronto para enfrentar os problemas financeiros e que fará uma avaliação qualitativa dos quadros de servidores. Destacou que um estudo sobre a isonomia para servidores ativos e inativos, e o levantamento sobre a necessidade de contratações e de concursos públicos também estarão em pauta, da mesma forma que o fortalecimento do IPE. Depois, Sartori compareceu a uma reunião-almoço com membros da Associação do Aço do Rio Grande do Sul.

AGENDA DO CANDIDATO JOSÉ IVO SARTORI PARA QUARTA-FEIRA - 10 DE SETEMBRO

PORTO ALEGRE

8 horas - Visita à Associação dos Servidores da Emater (ASAE).

9h30 - Entrevista a emissoras de rádio.

11h30 - Acompanha o senador Pedro Simon em entrevista coletiva na Federasul.

14h às 16h - Caminhada da coligação O Novo Caminho para o Rio Grande na Avenida Assis Brasil, a partir do Viaduto Ubirici.

18 horas - Lançamento do livro “Andanças”. Local: Chalé da Praça XV.

20 horas - Jantar dos candidatos a deputado federal Márcio Biolchi e a deputado estadual Ibsen Pinheiro. Local: CTG Gildo de Freitas.

de Serafina

Artesãs Serafinenses na Expo Palma 2014

As artesãs da Associação Amigos do Artesanato Linha Onze estiveram participando nos dias 05,06 e 07 de Setembro de 2014 da II Feira de Agricultura Familiar - I Expo Palma, no município de Santo Antônio do Palma - RS, expondo seu melhor artesanto, e mostrando os talentos e artes confeccionadas por elas mesmas, representando assim o município de Serafina Corrêa.

9 de setembro de 2014

DE SB

NOTICIAS DO MARIO BARBARÁ....

A primeira vez que vi o poeta e compositor tive uma grande decepção com ele. foi numa feira do livro em SB. Estávamos uma turma que foi tomar alguma cerveja no Al Manara - é de um turco local e no hotel atual se hospeda o dep federal Henrique Fontana, quando vai a SB...-

Pois era um sábado de noite se não estou enganado e o Mário Barbara chegou com uma namorada castelhana, de Santo Thomé, me parece....

Ele tinha ficado viúvo e andou um tempo muito abatido segundo os comentários da mesa onde eu estava....

O poeta Nelson que fora lançar um livro naquela feira tirou um livro da sacola e mostrou-o a Barbara onde havia um poema a ele dedicado.

Barbará simplesmente não disse nada....não comprou, não perguntou onde tinha pra vender. ficou impassível....

* Seus amigos de SB dizem que ele é quieto assim mesmo....

* No ultimo domingo , Mario Barbará entrou no Galpão este que a teve apresenta...

* Ele mora sim num casarão em frente a Camara Municipal em são borja. Morava com os pais, eles morreram e ele continua lá.

É fazendeiro.....

* Mas dizem que pouco vai a fazenda, quem mais a cuida é o irmao....

* As vezes o vejo pelo La Barca,quando vou a SB, mas tenho ido muito pouco ultimamente.

de sb



em 24.5.1980 o saracusa canta em são borja, no colégio sagrado coraçãod e jesus...

ai é o silvio marques, o mário barbará e o falecido nico nicolaieswsky.. trouxe este recorte este ano de são borja....

Mário Barbará

sugestão do marcio. o barbará tá lá em sb dando ' sopa' como se diz...mas a zh deu uma matéria grande com ele estes tempos ...e tu sabias que o cara é de familia tri rica(fazendeiros) de uruguaiana. em são borja sabem bem da história dele. acho que será um bom material sim...(olides)

De: bueno.escritorio
Enviada: Domingo, 7 de Setembro de 2014 21:12

que pauta o mario barbra. unico que teve culhao de tocar musicas 'gaúchas' fora do esquema grossura-cavalo-trago-chinoca-barranco-homofobia-baile-machismo-bairrismo (tem até um livro do professor TAU GOLIN, da UPF, sobre a obsessao dos bombachudos em só cantar os temas supracitados). cresci ouvindo as musicas do barbara em LP, com tematicas como injustiça social, ecologia, exploracao humana/animal, etc. achei q só eu pensava isso dele, até ouvir na ipanema um cara falando como ele tinha sido corajoso, de enfrentar o BULLYING de seus colegas de festivais, lá nos anos 80, em meio ao dogmatismo da 'tradição'. e nem sabia q ainda estava no RS. taí um caara que vai ser 'resgatado', como se costuma dizer. espero q nao somente depois de morto.

marcio de almeida bueno

CUPINS E TRAÇAS ESPEREM QUE A HORA DE VOCES VAI CHEGAR...

tou já fazendo um levantamento de preços e os próximos passos aqui em casa será matar cupins e traças que infestam meus armários e comem meus livros. esperem a hora de vocês vai chegar.

DA VEJA DESTA SEMANA

ESTA TEM AQUILO ROXO COMO DIZIA O COLLOR....

MANDOU OS ' CACHIMBOS' PRA AQUELE LUGAR(oc)

LEGALIDADE, 53 ANOS DEPOIS.....

Um jornalista de Buenos Aires dormia a sono solto....afundado numa poltrona e com os pés em cima da mesa.

O Hamilton Chaves ,com aquele vozeirão que Deus lhe tinha reservado, falou alto procurando o LUCIDIO CASTELO BRANCO.

O argentino acordou assustado,tentou se colocar de pé e levou o maior tombo.

Saiu rolando e botando a boca no mundo. Estava atacado como bode embarcado.Alguém amarrou os cadarços de seus sapatos cruzando os do pé direito ao esquerdo e vice-versa.

Tinha gente que jurava que FLAVIO TAVARES tinha sido o autor da brincadeira dos pés atados.

( Pelo PORTINHO, já falecido)

PAPI NOVEL EXTEMPORRÂNEO

O seo antonio chegou aqui na lavras hoje com um presente de um papai noel extemporrâneo na forma de um chuveiro eletronico. uma maravilha. já tomei o primeiro banho e adorei. a gente regula a água com uma roletinha,sem precisar mexer em nada....

* claro que o papai noel tem nome, né, o Laurinho....

agradeço penhoradamente!

legalidade 53 anos.....

A matraca do tio briza....



ninguém nunca disse quem é o autor desta foto...a verdade é que ela ficou como imagem de brizola e da legalidade....

quando a legalidade fez 50 anos colocaram a foto na sede estadual do pdt, mas juliana brizola pediu pra tirar....disse que seu avó não gostava dela, porque o ligava a luta armada.....

mas a foto ficou lá no pdt....

RAMÃO AGUILAR...

o poeta esteve hoje em porto alegre,vindo desde SB...

8 horas de planalto, não é mole...

o encontrei no hotel savoy no centro charlando com um cara do quarai, ou itaqui, não lembro bem agora.

ramão vai lançar um livro de poemas da poetisa nívea na feira de sb. ela lhe pediu que o fizesse.

* ramão é autor do saboroso histórias pitorescas de geraldo rodrigues, um avó dele...

* esgotou tudo....

* também o ramão mandou fazer só 100 ex....

* o livro é muito bom, porque é cheio de ironias e de causos do passo, o bairro mais populoso de SB

Eleição: tiros, incêndios, acusações



por Henrique Jasper

O período eleitoral desperta histórias pitorescas que vivenciei. Certa vez permaneci sediado por 15 dias em uma cidade-pólo na região norte do Estado. A tarefa era cobrir em detalhes o pleito nos principais municípios, mas sem descuidar das pequenas comunidades.
No primeiro dia me desloquei à cidade mais próxima. Com fotógrafo a tiracolo cheguei a uma bodega para degustar um sanduíche de mortadela e me atualizar das fofocais locais. De cara recebi um recado curto e grosso:
- Aqui a eleição é briga de foice no escuro apartada a facão! - advertiu um homem possante (como se diz no interior) com farto bigode.
Explicou que dois irmãos disputavam a prefeitura qualquer pudor. As entranhas familiares brotavam em comícios, discussões em bares e a partir do microfone de emissoras regionais.
Advertido procurei o primeiro candidato. Gentil, pilchado, serviu uma cerveja gelada com generosas rodelas de salamito e nacos de queijo provolone. As gentilezas acabaram ali mesmo:
- Meu irmão é um notório ladrão de cavalos. Tinha negócios legais na Fronteira, mas era só fachada porque abigeato (furto de gado), roubo de cavalos e de caminhonetas do Uruguai eram o ganha-pão daquele mão leve! - disparou.

oxoxoxoxoxoxoxoxoxoxp

As acusações envolviam inclusive tráfico de mulheres para dois prostíbulos que seriam mantidos pelo irmão.
Depois de duas horas de entrevista me despedi. Tive medo da obrigação de “ouvir o outro lado” porque temia pela reação do acusado. Minhas preocupações foram em vão. O irmão - mais novo que o rival - se disse acostumado às “mentiras deslavadas” do mano.
- Me admiro da imaginação deste mau caráter. Logo ele, guasca acostumado a forrar a guaiaca com licitações “frias” dos tempos de secretário municipal. Até quando era tesoureiro da igreja ele meteu a mão!
O rol de pretensos crimes do desafeto envolvia até um filho jamais assumido, fruto da relação com uma guria de 14 anos, empregada da família. Sem falar de uma histórica surra perpetrada por um médico cuja mulher fora vítima de assédio.

oxoxoxoxoxoxoxoxoxoxp

Depois de um pente fino em todo o material e da checagem no fórum e na delegacia de polícia, redigi o material e liguei para Porto Alegre para avisar que tudo deveria ser submetido ao departamento jurídico do jornal.
- Não te preocupa. Tudo será revisado e vamos caprichar na edição! - prometeu o editor, raposa felpuda forjada em vários veículos de comunicação. O que me preocupou fora a risada irônica que encerrou nosso telefonema.
O material foi publicado na edição dominical, com “pimenta” e grande repercussão. “Acusações entre irmãos faz eleição pegar fogo!”, foi manchete de capa com duas páginas internas e muitas fotos.
Na madrugada seguinte um tiroteio deixou quatro feridos e deu o tom da campanha eleitoral. No final, o candidato mais jovem venceu. A comemoração foi interrompida por uma briga generalizada. Tiros e facadas resultaram em dois mortos, oito feridos e três veículos incendiados em pleno centro da cidade.

Eleição municipal é assim... um barril de pólvora. Uma faísca mínima pode desencadear explosões, incêndios e muitas vítimas.

HISTORIAS DE LA UNDEZE....

PARA LA VOSTRA RUINA, VO DAR-TE EL ACUA IN COZINA

mEU TIO PASCUAL ZANLUCHI, que morava na capela santana, na 12 - a mesma da Adriana sabadin - era um achador de água que andava pelas colonias procurando locais onde os colonos tinham que furar pra achar o veio. hoje é tudo poço artesiano,embora me parece que tem que ter licença pra isto hoje em dia....

naqueles anos 50,60,70, o veio pascual zanluchi ia achar água...mas como era bom de rama, passava sempre na cantina do colono antes que era pra dar uma experimentada no vinho, pra ver se o vinho era bom, se era da safra, ou o que...na verdad,e ele mandava uma rama braba e me parece que morreu de cirrose.

Lá em casa, ele foi algumas v ezes achar água...como era um monte, havia a chance de se o poço fosse encontrado morro acima, fazer com que a água viesse encanada pra dentro de casa...grande sonho naqueles anos que se sofria tanto com falta de água....

O veio Pascvual zanluchi, que era meio poeta improvisou esta:

- Para la vostra ruina, vo dar-ve el acua in cozina( pra vossa ruina, vou dar a água na cozinha)

Meu falecido pai que o conhecia bem, ria e sempre soube que dali não sairia nem água, nem leite....

Show

FUI NESTE DOMINGO DE TARDE VEM UM SHOWZINHO NO SANTANDER DE UNS CASTELHANOS. COMEÇOU FRACO MAS DEPOIS FICOU BOM...

O ÚLTIMO ESCÂNDALO DA VEJA

Rekern, vi hoje teu ex-chefe caminhando lentqmente na pracina da encol. sabes de quem falo(olides) ele era assíduo no porta -larga, ou eventual????olides

De: rekern
Enviada: Segunda-feira, 8 de Setembro de 2014

O ódio ao PT levou a mídia a inflar a candidata M. para garantir um segundo turno. O tiro saiu pela culatra, Aécio, o queridinho deles é que foi o prejudicado. A ex-senadora assusta a Globo com o avanço dos evangélicos nas comunicações e desgosta Veja e Folha. Agora arranjaram um escândalo para atacar tanto o PT como a candidata M. Se as denúncias do Mensalão não afetaram a eleição de Dilma em 2009, não é esta que vai afetar. Mas, a candidata M é muito mais frágil e o novo escândalo midiático, aliado a seus posicionamentos dúbios, já está fazendo efeito. As pesquisas internas dos partidos já pegaram a queda dela na preferência dos eleitores.

Segundo a própria Veja, parlamentares da oposição, como DEM e PSDB, também foram beneficiados com 2,1 milhões de reais e 2 milhões, respectivamente, pagamentos feitos os fornecedores da Petrobras agora investigados.

Em franca decadência financeira e editorial, a Editora Abril, em um último espasmo suicida tenta novamente se alavancar com mais um escândalo, que se mais nada revela, mostra a decadência da revista.

Renato Kern

de Serafina

segundo um serafinense, serafina voltou ao tempo do veio Assan, quando ele vendia passagens na frente do pequeno espaço que tinha onde hoje há uma lojinha....

hoje o antoninho vidmar, contratado da Bento, vende passagens no ' bloquinho'.as entregas são feitas no deposito da empresa.

quando voltará a ter um posto de venda de passagens? boa pergunta.(OC)

A FALTA DE SUBSTÂNCIA DRAMATÚRGICA NOS FILMES DE PAULO NASCIMENTO

por Eron Duarte Fagundes

A impressão que se tem é que Paulo Nascimento não sabe compor um drama cinematográfico. É como se suas imagens fossem um corpo sem sangue: a pele está mole, flácida, tudo se dissolve num ar constrangedoramente vazio. É o que volta a ocorrer em A oeste do fim do mundo (2013), uma espécie de “navegação cinematográfica” a trancos e barrancos por um cenário desolado, mítico e inóspito, fronteiriço, espanhol-português (é uma coprodução com a Argentina), onde as personagens se deslocam como títeres numa superfície artificiosa. Nascimento parece querer seguir um pouco os passos de metafísica espacial do realizador italiano Michelangelo Antonioni, mas que distância!

Em seu filme anterior, Em teu nome (2009), Nascimento dava alguma esperança de virada em seu modelo de filmar; mas torna a desandar em A oeste do fim do mundo, caindo na falta de jeito para a encenação cinematográfica que caracteriza todo seu cinema, em trabalhos precários como Diário de um novo mundo (2005), Valsa para bruno Stein (2007) e na experiência com o cinema infantil de A casa verde (2009). É pena que a inabilidade diretiva de Nascimento desperdice talentos interpretativos como César Troncoso, Fernanda Moro e Nelson Diniz.
A personagem de César atende o telefone, é uma ligação de seu filho pequeno, mas César só ouve, não consegue expressar-se. A narrativa de Nascimento age bem assim: recebe os olhos do espectador mas não sabe o que dizer a estes olhos. A diferença é que César, após o contato (carnal e afetivo) com a mulher que lhe aparece naqueles cenários remotos emoldurado por um posto de combustível, se modifica, passa a dizer algumas frases ao filho no telefone, enquanto o filme, diante do contato com o observador, não muda nada.

EXPERIÊNCIAS CÊNICAS MULTIMÍDIA do ATELIER INCESSANTE de LIANA TIMM

Começa na quarta-feira, 10 de setembro às 20h no Auditório Barbosa Lessa do Centro Cultural CEEE ERICO VERISSIMO.
Direção: Carlota Albuquerque & Janaina Pelizzon
Interpretação: Lenira Fleck & Liana Timm
Texto: Liana Timm

Sartori defende ICMS justo para estimular o varejo

Fotos: Luiz Chaves

Candidato tomou café da manhã com representantes de entidades

O candidato a governador José Ivo Sartori disse nesta segunda-feira (08), em café da manhã com representantes do setor varejista, que o país precisa com urgência de uma reforma tributária nacional, para preservar a atividade produtiva de pequenos e médios empreendedores. “A reestruturação deve estar de acordo com a realidade atual, com ICMS justo e que atenda aos anseios do movimento lojista”, afirmou.

Com relação ao chamado imposto de fronteira, Sartori lembrou que um decretado editado pela Assembleia Legislativa gaúcha e uma lei que veio logo depois derrubaram a cobrança. No entanto, a legislação não está sendo cumprida pelo atual governo, com a alegação de que o Estado perderia em torno de R$ 200 milhões por ano em receita.

O imposto é defendido pela indústria, que argumenta que a cobrança diminui a concorrência com produtos vindos de outros estados e do exterior. Para Sartori, há três alternativas a serem avaliadas. Uma delas é cumprir a lei já existente e retirar o imposto. Outra é entrar com uma ação direta de inconstitucionalidade (Adin). E a terceira seria reduzir a alíquota interna da indústria, progressivamente, em quatro anos. “É mais um desafio que temos pela frente e que precisa ser vencido com entendimento”, observou o candidato.


Sartori também conversou com eleitores em caminhada na Estação Rodoviária

Também presente ao encontro, o senador Pedro Simon, candidato à reeleição pela coligação O Novo Caminho para o Rio Grande, foi enfático ao se referir à guerra fiscal entre os estados: “A concorrência envolvendo o ICMS torna-se brutal e provoca transferência de investimentos do Rio Grande do Sul para outros estados. Tem que haver um pacto federativo para corrigir isso”, frisou.

Já o candidato a vice-governador José Paulo Cairoli acrescentou que o governo petista mantém um discurso de amparo ao pequeno negócio, mas não cumpre sua parte na questão do diferencial de alíquota para os microempresários. “Está na hora de o Rio Grande do Sul transpor barreiras e direcionar forças para recompor a economia do Estado, sobretudo atendendo ao varejo e às microempresas”, destacou.

Participaram do encontro dirigentes da Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL), do Sindilojas, da Fecomércio, Federasul e Associação Gaúcha para Desenvolvimento do Varejo (AGV). Depois, Sartori e os demais candidatos fizeram uma caminhada na Estação Rodoviária.

AGENDA DO CANDIDATO JOSÉ IVO SARTORI PARA TERÇA-FEIRA - 9 DE SETEMBRO

PORTO ALEGRE

8h30 - Café da manhã com a diretoria da Federação Sindical dos Servidores Públicos do RS. Local: Auditório da sede da entidade.

10h30 - Entrevista para emissoras de rádio.

12 horas - Reunião-almoço com a diretoria da Associação do Aço do RS. Local: Hotel Plaza São Rafael.

À tarde - Gravação de rádio e TV para o programa eleitoral gratuito.

17h15 - Entrevista para a Rádio Pampa.

19 horas - Inauguração de comitê e lançamento de candidatura de Ibsen Pinheiro. Local: Rua Jaraguá, 630.

Vieira da Cunha visita escola que leva o nome de seu tio em Novo Hamburgo

Foto: Jefferson Bernardes

O candidato do PDT ao governo do Estado, Vieira da Cunha, esteve em Novo Hamburgo nesta segunda-feira (08). No início da tarde, o trabalhista visitou a Fundação Escola Técnica Liberato Salzano Vieira da Cunha, que leva o nome de seu tio, ex-secretário de Educação do Rio Grande do Sul, morto em um acidente aéreo em Bagé, em 1957.

Vieira ficou bastante impressionado com os projetos da instituição para o futuro, como a construção do Centro de Referência em Tecnologia Assistiva, que pretende oferecer cursos mistos a pessoas portadoras de deficiência a fim de incluí-las no mercado de trabalho. O candidato parabenizou a equipe do diretor Leo Weber pela gestão da escola, que conta com parcerias com a iniciativa privada, e comprometeu-se a ajudar no que for necessário.

“Nosso plano de governo dá prioridade à educação, e pretendemos investir em escolas como a Liberato, que oferecem turno integral e ensino técnico e profissionalizante. Precisamos que a nossa gurizada tenha um atrativo para não evadir, como ver na escola a sua profissão e o seu futuro”, disse Vieira.

Em seguida, Vieira participou de entrevista coletiva a jornais de bairros de Novo Hamburgo. A educação voltou a ser um dos principais temas abordados, e o candidato se comprometeu novamente com o resgate dos CIEPs e com o ensino de turno integral.

“Na semana passada, eu tive o desprazer de ver como está o CIEP em Camaquã. As janelas estão quebradas, as paredes estão pichadas, o mato está alto. Uma mãe veio a meu encontro e me disse que havia estudado ali, onde teve acesso a um ensino de qualidade e a assistência de saúde. Ela falou que hoje a filha só estuda naquele CIEP porque a família mora na mesma rua, e não foi permitido que a menina trocasse de escola. Tenho dó de ver que um projeto assim esteja abandonado”, lamentou.

O candidato também foi questionado sobre qual candidato pretende apoiar à Presidência da República. Ele afirmou que está estudando os planos de governo e elegerá aquele que oferecer as melhores propostas para o Rio Grande do Sul. Vieira lembrou que há dois candidatos à Presidência na Coligação O Rio Grande Merece Mais, Eduardo Jorge (PV) e Pastor Everaldo (PSC), mas que não descarta votar em Marina Silva (PSB).

No fim da tarde, Vieira respondeu a perguntas da Associação Comercial, Industrial e de Serviços de Novo Hamburgo (ACI). Entre os temas discutidos, estiveram segurança, infraestrutura e segurança jurídica.

Ugeirm apresenta plano de ações para reestrutura a Polícia Civil

Pela manhã, Vieira foi a um café com o Sindicato dos Escrivães, Inspetores e Investigadores de Polícia do Rio Grande do Sul (Ugeirm). Os policiais civis apresentaram um plano de ações para reestruturar o órgão, que possui carência de efetivo e de estruturas adequadas para atender à população.

Eles também fizeram reivindicações de classe, como a verticalidade de salários, a fixação de data-base para a revisão salarial e o fim dos plantões de 24 horas, fixando a jornada em, no máximo, 12 horas. Vieira assumiu o compromisso de encaminhar as questões durante o seu governo.

Outro pedido foi o ingresso em carreira única, para que todos os policiais tenham a possibilidade de se qualificar e alcançar o posto de delegado. Sobre o pedido, Vieira explicou que o assunto carece de uma discussão mais ampla.

>> A agenda para esta terça-feira, 09/09:

9h - Gravação de programas de Rádio e TV | Rua Estevão Cruz, 155, bairro Cristal, Porto Alegre.

14h - Reunião com os presidentes de Zonais de Porto Alegre e Órgãos de Ponta do PDT. Sede estadual do PDT | Rua Félix da Cunha, 311, bairro Floresta, Porto Alegre.

19h - Encontro Estratégias para o Desenvolvimento do Vale, na Reitoria da Univates | Rua Avelino Tallini, 171, bairro Universitário, Lajeado.

de Serafina

duas fotos da velha rodoviária de serafina, onde morou,segundo ele, o fiol del zator em 1966. ele me promteu um texto sobre aquilo, mas não mandou até agora. desconfiou que é pura preguiça...(olides) a foto debaixo é um sete de setembro. a segunda foto é do acervo de Luiza Marin Cervieri.

de serafina...o leitor só lembrou de mandar no domingo. tem que mandar antes, meu amigo(olides)

A ESCOLA MUNICIPAL PROFESSORA ESTHERINA MARUBIN E A
SEMANA DA PÁTRIA

A Semana da Pátria na Escola Municipal Professora Estherina Marubin teve atividades cívicas todos os dias, iniciaram no dia 1º de setembro na Piazzeta San Marco com solenidade de abertura. Durante toda a semana, os professores realizaram diversos trabalhos com as turmas, desde o Pré Escolar até o 5º Ano, como apresentação de vídeos, estudos dirigidos sobre os hinos e símbolos, confecção de paineis e variadas atividades interdisciplinares relacionadas a temática, cultivando nos alunos o sentimento de amor e respeito pela Pátria, contribuindo desta forma para a compreensão do verdadeiro sentido e importância de formar cidadãos conscientes de seus direitos e deveres, para a formação de uma sociedade mais justa e democrática. A escola realiza seu momento cívico todas as segundas-feiras com hasteamento da bandeira brasileira e canto do Hino Nacional, porém ao longo desta semana foram realizadas outras ações pelos alunos homenageando à Pátria com poesias, músicas e jograis, dando ênfase a importância da data “Sete de Setembro”. O encerramento aconteceu no dia 07 de setembro com a Caminhada Cívica organizada pela Secretaria de Educação e Municipal de Cultura.

Grupo de Hipertensos e Diabéticos do Bairro Santin

O grupo de hipertensos e diabéticos reuniu-se no dia 08 de Setembro de 2014, no salão do bairro Santin e teve como palestra esse mês Organização e armazenamento de alimentos com a atendente de farmácia e estudante do curso técnico em nutrição Daiane Leite Cruz, após foi verificado pressão dos participantes e entregue medicamentos.

SERAFINA CORRÊA, UM DOS MUNICÍPIOS QUE MAIS MELHOROU A NOTA DO IDEB NO RS

O Ensino Fundamental gaúcho obteve desempenhos diferenciados na avaliação do Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb), do governo federal.

Divulgado na sexta-feira, 05 de setembro de 2014, o Ideb mostrou que o Rio Grande do Sul avançou como um todo na educação, passando da nona para a segunda posição no país — empatado com São Paulo e atrás apenas de Goiás. Sobre os rendimentos desiguais no Ensino Fundamental, há explicações. O secretário estadual da Educação, Jose Clovis de Azevedo, diz que foi possível investir de forma intensa nos anos iniciais.

Basicamente, foram duas intervenções entre o primeiro e o quinto ano do Fundamental. Foi ampliada a formação dos professores e reformulado o currículo, com ênfase na construção do conhecimento. O Ministério da Educação ajudou com a parceria Alfabetização na Idade Certa, via universidades federais.

O segmento dos anos finais do Ensino Fundamental não atingiu a meta, mas cresceu de 4,1 para 4,2 pontos. O plano, agora, é mudar o currículo da última etapa e reforçar o treinamento dos professores. A proposta está sendo preparada para vigorar a partir do próximo ano, independente das eleições.

A expectativa é de que o investimento nos anos finais do Ensino Fundamental irá beneficiar os alunos do Ensino Médio, onde o Rio Grande do Sul cresceu de 3,7 para 3,9 pontos. Ficou abaixo da meta, que era de 4,3.

O desempenho do município

Serafina Corrêa, destacou-se no ranking do IDEB, na categoria anos finais do Ensino Fundamental, com 5,4 pontos no ano de 2013. Sendo que no ano de 2011, a média era de 4,3, um crescimento de 1,1 pontos.

Grandes são os avanços na Educação de Serafina Corrêa, BUSCANDO APRIMORAR A CAPACIDADE DE OFERTAR EDUCAÇÃO PÚBLICA DE QUALIDADE, realizou e TEM REALIZADO ESFORÇOS NA CONSTRUÇÃO DE MELHORES INDICADORES DE QUALIDADE NA EDUCAÇÃO, INDICADORES QUE AUXILIEM GESTORES, PROFISSIONAIS DA EDUCAÇÃO E COMUNIDADE ESCOLAR A AVALIAR E MELHORAR A QUALIDADE DO ENSINO. Estes resultados estão se confirmando, com a divulgação do Ministério da Educação, na semana passada do índice de desenvolvimento da educação básica, calculado a cada dois anos.

A PRINCIPAL MISSÃO É DE GARANTIR ÀS ESCOLAS DA REDE MUNICIPAL DE ENSINO CONDIÇÕES DE ASSEGURAR AO ALUNO ACESSO, PERMANÊNCIA E SUCESSO NO PROCESSO DE ENSINO-APRENDIZAGEM, diz a Secretaria Morgana áurea rech.

de SB

parceira do truco, por capincho....


8 de setembro
de 2014

cAUSOS SAOBORJENSES....

VELANDO O ZÉ BICCA!

Mario Barbará, musico, vive há muitos anos num casarão na frente da Cãmara Municipal em SB. É visto pela praça e às vezes no café aquele que tem na frente do Executivo Hotel, o Ba barca, onde os fofoqueiros da vida alheia se encontram diariamente pra falar mal de todo mundo que em SB não se paga imposto pra falar mal....da vida alheia...foi lá que de uma certa feita ouvi até um elogio a Jango...apenas um ,porque em seguida veio uma crítica mordaz de um outro presente que estava em mesa não muito distante...de onde partiu o elogio...

Pois o Mário Barbará foi no velório do ZÈ BICCA - José Gonzaga Bicca - um dos fundados do GRUPO OS ANGUERAS, que inventaram o hoje famoso FESTIVAL DA BARRANCVA SEMPRE REALIZADO NA SEMANA SANTA DE CADA ANO...e onde dizem que o atual candidato ao senado o BIGODE, de uma feita teria tomado um trago tão grande que teria caído no Uruguai e foi salvo por quem estava mais próximo mas isto é fofoca do PRATO FINO, o repórter rmais fofoqueiro da Fronteira Oeste....

Lá pelas 3 da madrugada, estando apenas o MARIO BARBARA na frente do caixão do Ze Bicca,isto ainda quando os mortos eram velados em cemitérios, entrou um daqueles notívagos que gostam de ir a velório de todo mundo.Olhando pra cara sonolenta do barbará e pro ' presunto do ' compositor esticado no caixão, o notívago dirigiu-se a BARBARA:

- QUEM É O MORTO..????

-O morto é ele, apontando para o caixão, respondeu de bate pronto Mário Barbará.

( COM A COLABORAÇÃO DE RAMÃO AGUILAR)

Vieira da Cunha durante carreata em Restinga Seca

FOTO: Jefferson Bernardes


Vieirinha avista o CAPINCHO NUMA ' PADARIA' EM RESTINGA SECA:

- MAS O QUE TU FAZ AI CUERA?

QUE NÃO TÁIS EM SÃO BORJA FAZENDO PROPAGANDA PRO LOUREIRO????

LEGALIDADE, 53 anos depois

O que lembro eu da Legalidade....muito pouco....
Morava na Capela Sao Pedro, interior de serafina. tinha apenas 9 anos e acho que já ia ao primário....no colégio das freiras...
Mas lembro do velho GIUSEPIN DE COSTA, que se autointitulava el GALINANA ( um tipo de cobra resistente a morrer )que ia lá em casa e que contava que seu filho de Porto Alegre - Rovílio de Costa, hoje com 82 anos, morando na Cel Bordini - mandava dizer que o Palácio Piratini iria ser bombardeado. O que nunca aconteceu....

Daudt

o predio onde deu-se a morte do jornalista daudt continua intacto na quintino,esquina marques do herval, no moinhos...

nada mudou....

CHINFRIM

muito chinfrim o filme deste sabado do clube de cinema. comediazinha dispensável. e naqueles bancos duros do santander...

* estes ' clubes' são todos a mesma coisa....

* por isto que vira um pingo de gente como neste sábado na sessão do santander. não tinha ninguém, meia duzia de gatos pingados....

* o clube de cinema definha.....

* engraçado que me lembra a ari...morreu o andré, morreu a ari....

BOM FILME

DIFERENTE DAQUELA DROGA DE SABADO, VIMOS UM GRANDE FILME NESTE DOMINGO NA PROGRAMA ....

DO CLUBE DE CINEMA. UM PRE LANÇAMENTO. EVERYDAY UM FILMAÇO QUE TRATA DE CONTEUDO SOCIAL...

UMA FAMILIA CUJO CHEFE ESTÁ PRESO PASSA PELO DRAMA DE TER QUE VIVER SEM O PAI EM CASA.
A MULHER ARRUMA UM AFFAIR - SEGUNDO UMA CONHECIDA QUE VIU O FILME ' ELA BOTOU UM HOMEM DENTRO DE CASA' -
MAS NO FIM QUANDO O CARA SAI DA PRISÃO A ESPOSA DIZ AO MARIDO O QUE OCORREU QUE É A ELE QUE ELA AMA...UM FILMAÇO. NÃO PERCAM. ME PARECE QUE A TRADUÇÃO É TODO DIA...É QUE TODO DIA ELES - A MULHER AS 4 CRIANÇAS - IAM VER O PAI NA PRISÃO.um filme muito sensível e humano...gostei mesmo....

E NA PRISÃO NÃO ERA PERMITIDO TER VISITAS ' INTIMAS'. OLHAR NO DECOTE DA MULHER E OLHE LÁ....

GOSTEI DO FILME, DESTES FILMES EU GOSTO NÃO DAQUELA PORCARIA QUE O CLUBE PASSOU NO SABADO(olides)

batom em cueca??

o site imprensa livre rs aponta o deputado sossella, presidente do legislativo como o futuro mais votado do pdt em 2014..

* na vez anterior foi juliana brizola, que não levou a presidencia da casa, por esta atritada com a direção do pdt...

* é voz corrente que o site é feito nas dependencias da casa....

* será verdade????

* se o for, os processos que os jornalista responsável responde não vão ricochetear no poder legislativo???

* é a pergunta que se fazem alguns coleguinhas...

Ufrgs

o ' intervalo' do almoço na urgs....

PROMESSA DE CAMPANHA

VIEIRINHA DIZ NA TV COM QUE JÁ TEM SEU CANDIDATO A SECRETÁRIO DO LAZER E ESPORTE

Foto: Jefferson Bernardes

SERÁ O CAPINCHO DE SÃO BORJA, O MAIS FIEL BRIZOLISTA QUE ELE CONHECEU DEPOIS DELE....E QUE TODOS CORRERÃO TODOS OS DIAS EM BUSCA DE UMA CEVA NA PADARIA DE SÃO BORJA. (oc)
EM TEMPO. AGORA FALANDO SE´RIO. SÓ O HUMOR PRA GUENTAR ESTES DEMAGOGOS...AI(OLIDES)

Memória

UM DIA ESTAVA NA REDAÇÃO DA ZH SEM TER O QUE FAZER....O EUGENIO BORTOLON ME DEU UMA PAUTA...VAI NA PUC OUVIR UMA PALESTRA DESTE CARA...NEMSABIA QUEM ERA...NINGUÉM NA ÉPOCA SABIA QUEM ERA ALMIR KLINK, O NAVEGADOR...

A PALESTRA DELE FOI MUITO BOA. FIQUEI ATÉ O FINAL EU QUE NÃO TENHO SACO DE OUVIR PALESTRAS...SÃO SEMPRE AS MESMAS LOROTAS, QUEM NÃO SABE FAZER, DÁ PALESTRAS....

DEPOIS O KLINK VIROU FAMOSO E TODOS HOJE SABEM QUEM É O NAVEGADOR...(OLIDES)

Baile do Sindicato dos Jornalistas RS

o sindicato agora virou ' social'...tem que abrir uma colonia de férias também(olides) e botar o cristiano lá de gerente.....

O Sindicato dos Jornalistas Profissionais do Rio Grande do Sul convida para o baile de 72 anos da entidade. A festa será no dia 13 de setembro, sábado, e os ingressos já estão à venda na Sede do Sindicato, nas delegacias regionais e também com os nossos diretores e delegados sindicais. Toda a categoria está convidada a participar (associados ou não). Os ingressos devem ser adquiridos antecipadamente ao preço de R$ 25,00 para sócios em dia e R$ 30,00 para não-sócios. Para casais, havendo um associado, o custo é de R$ 50,00. A entrada dá direito ao jantar e a 4 horas de bebida liberada.
Convide seus colegas e amigos e participe desta festa!

Informações: 3228.8146 | secretaria@jornalisasrs.org | Rua dos Andradas, 1270, 13º andar
www.jornalistas-rs.org.br | facebook.com/sindicato.jornalistas

SEM MAGIA, MAS COM EFICIÊNCIA

por Eron Duarte Fagundes

Magia ao luar (Magic in the moonlight; 2014) certamente não está entre os filmes mágicos do norte-americano Woody Allen, mas se alinha, como Blue Jasmine (2013), seu trabalho anterior, como as muitas narrativas reiterativas e bem feitas que ele tem espalhado ao longo dos anos. Sente-se, em cada plano, que há alguém por trás da câmara que domina seu ofício. A maioria dos filmes, inclusive muitos de que se gosta por aí, são truncados e revelam homens que têm dificuldades em manejar o meio cinematográfico. Com Woody, não: mesmo que ele se torne o mais das vezes superficial e previsível em seu intelectualismo sensível, as coisas funcionam -podem não deslanchar, mas estão em seus lugares devidos.

A específica sensibilidade de Magia ao luar remete a certas performances do Bergman dos anos 50, onde as discussões entre o racional e o irracional, a fé e o pensamento eram vazadas em fantasias visuais elaboradas e agradáveis. O mágico racional e a médium irracional duelam até o romântico final, esperado, conformista, mas executado com a categoria habitual do realizador - outra influência aqui presente, o francês Eric Rohmer. Allen, mesmo em seus mais belos filmes, não me deixa tão apaixonado e satisfeito quanto ao ver um Bergman dos anos 50 ou um Rohmer em que ele se inspire. De qualquer maneira, quantos filmes em cartaz na cidade são efetivamente superiores a Magia ao luar?

sobre guinchamento de carros na expointer o adeli sell manda dizer:

Caso tenham guinchado devem ter estacionado mal. Cuidado. É a primeira vez que ouço isto aqui dentro nesta semana. Muito estranho.

Sugestão

Fica a dica(olides)

Tu ñ foi ver a exposição "Arte Povera" dos teus patrícios no Museu Iberê Camargo? É di grátis. E dá para ir de ônibus. Vai lá prestigiar, senão ñ renovam o teu passaporte italiano.
Em tempo: eu fui e achei bacana.

festere..na pracinha da encol...

nao propriamente na pracinha...mas de um pre´dio das vizinhanças vinha agora sabado pela manhã gritos de DANÇA;;;DANÇA...

ERA O FIM DE UMA FESTA NUM DOS APES VIZINHOS A PRAÇA QUE FICA NUMA ZONA NOBRE DA DAPITAL...

A PIAZADA SE DIVERTE NAS NOITES DE 6 PRA SABADO...AMANHECERAM,NESTE CASO....

RODOVIÁRIA

prezado mauro, meu papel aqui é levantar a bola pros outros chutarem...eu sei disto...vais ver quando a rbs der a matéria, todos vão se mexer, prefeito,daer,agergs,bentinho,unesul etc e tal. por enquanto eles vão deixando aquele povo do gramadinho ao relento. não digo outro nome porque senão me envolvo em problemas, tu sabes quais. obrigado pela força que tais dando ao povo que não tem quem fale por eles. e aqueles vereadores, salete cadore, nega castro, paulo massolini, fazem o que que não se mexem...pura lorota na hora de seelegerem,depois o povo que se lixe...aliás um partido aí que tá pra ser tirado do poder, fez a mesma coisa....(olides)

De: m-rocha
Data: 06/09/2014 00h36min40s UTC

PREZADO OLIDES !

CONTINUO LENDO, DIARIAMENTE, TEU BLOG QUE MELHOROU MUITO( TU É QUE NÃO TENS MAIS SOLUÇÃO !!!!!!!), E TENHO ME DEPARADO COM MATÉRIA SOBRE "RODOVIÁRIA, OU A FALTA DELA, EM SERAFINA CORRÊA. NÃO ACEITO QUE UMA
CIDADE COMO LA UNDEZE, NÃO DISPONHA DESTE SERVIÇO "ESSENCIAL", PORQUANTO, ASSIM O CONSIDERO.

ASSIM, HOJE, 05.09, NOITE DE SEXTA-FEIRA, ENTENDI DE ENTRAR EM CONTATO COM A RBS TV DE CAXIAS( CANALOTO ), ONDE TENHO UM AMIGO - JEAN PRADO -, O QUAL É TEU COLEGA E FOI MEU COLEGA NA RÁDIO DIFUSORA( BRINCO DE
APRESENTADOR E TENHO UM SONHO-I HAVE A DREAM -, APRESENTAR UM BAILE DE DEBUT NO GAÚCHO !!!!!!AQUI NA LEGENDÁRIA VOLTAREI A APRESENTAR MAIS UMA EDIÇÃO EM OUTUBRO, NOS 40 ANOS DO CLUBE CENTENÁRIO!!!!!!!. ENTÃO
FALEI COM O JEAN E INSTIGUEI-O A FAZER UMA MATÉRIA SOBRE O FECHAMENTO DA RODOVIÁRIA E O CONSTRANGIMENTO QUE OS PASSAGEIROS ESTÃO PASSANDO ATÉ ENTÃO. ELE FICOU DE PASSAR A PAUTA PARA A SUCURSAL DA UPF TV
(TVDARÉ !!!!!!), DE BENTO, PARA VER DA POSSIBILIDADE.

CREIO QUE, COM A REPERCUSSÃO QUE AS MATÉRIAS TEM NA RBS, SOMADO AO ESFORÇO DO PREFEITO ADEMIR( É CLARO QUE ELE NÃO ESTÁ PARADO!!!!), UMA SOLUÇÃO SAIRÁ. SE TIVESSE ALGUM RECURSO EU IRIA PARA UNDEZE COLOCAR EM FUNCIONAMENTO A RODOVIÁRIA (ACHO QUE O CONCESSIONÁRIO QUER UMA NOTA PELA EXISTÊNCIA). E SEM PASSE LIVRE PARA OS "SCROCON" DE PLANTÃO, QUE TU BEM SABES QUEM SÃO!!!!!!

NA LINHA DE SUGESTÃO DE PAUTA, GOSTARIA QUE O TALENTOSO JORNALISTA E ARENOSO ARREPENDIDO( VAIS VOTAR NO SIMON É CLARO !!!!!!), PAUTASSE O DIA 09 DE SETEMBRO, FAZENDO UMA ENTREVISTA COM O MÉD. VETERINÁRIO
RODRIGO LORENZONI, SIM FIOL DE ONIX, QUE É O ATUAL PRESIDENTE DO CRMV - CONSELHO REGIONAL DE MEDICINA VETERINÁRIA, PERGUNTANDO A ELE, O PORQUÊ DO CRMV NÃO MANIFESTAR-SE , QUANDO DO EPISÓDIO DA FRAUDE DO
LEITE, OU MELHOR, QUANDO DOS EPISÓDIOS.

AINDA SOBRE O TEMA " RODOVIÁRIA", FAÇA AQUI UM PLEITO DE GRATIDÃO AO SR. JOÃO ALBAN- JOANIN - E FAMILIARES. ESTA FAMÍLIA , QUE TINHA HOTEL, RODOVIÁRIA E CHURRASCARIA COMO TU SABES E BEM, NOS ACOLHEU, EM 1966
QUANDO CHEGAMOS A UNDEZE. MUITO ME VALI DO TELEFONE DA RODOVIÁRIA (RAROS ERAM OS APARELHOS), PARA TELEFONAR PARA AS MOROSA) E ELES, PACIENTEMENTE, ME EMPRESTAVAM. TEMOS O MAIOR RESPEITO PELO SR. NELSON ALBAN E PELO NESTOR, COM OS QUAIS, TIVEMOS MAIOR CONTATO EM NOSSA PASSAGEM POR SERAFINA. FICA O RESGISTRO.

PARA TERMINAR, PARABENIZO-O PELO ESPAÇO DADO EM TEU BLOG, À LEGALIDADE, EMBORA A GRANDE IMPRENSA NÃO TENHA DADO A MERECIDA IMPORTÂNCIA A ESTE MOVIMENTO, CREIO, UM DOS MAIS SIGNIFICATIVOS, EM
PROL DA MANUTENÇÃO DO ESTADO DE DIREITO EM NOSSO PAÍS, PROTAGONIZADO PELA CORAGEM E DETERMINAÇÃO DE BRIZOLLA.( A LEGALIDADE AO MENOS, PROTELOU O GOLPE!!!!!! ). A PROPÓSITO; NÃO ACHAS QUE AS FORÇAS ARMADAS
ESTÃO, DE FORMA SUBLIMINAR MARCANDO POSIÇÃO( LEIA-SE AS PROPAGANDAS EM ALUSÃO AO DIA DO SOLDADO ? POSSO ESTAR VIAJANDO !!!!!!!

E A MARINA ASSUSTA ? E O GRÊMIO PUNIDO INJUSTAMENTE ! A GERAL TEM QUE ACABAR MAS O RACISMO É DIFÍCIL SEGUIR ESTE CAMINHO. LEMBRA COMO DIZIAM LA NA UNDEZE ? NEGRI POCO ZIO !!!!!!, QUANDO AVISTAVAM OU DEPARAVAM
COM UM AFRODESCENTE !!

UM ABRAÇO.

Prof. Mauro Santos Rocha
UPF PALMEIRA - DIRETOR

Presidente Mujica em PoA e UFRGS,10.09.14

Estimados compatriotas,

Tengo el agrado de dirigirme a ustedes a efectos de comunicarles que hemos recibido confirmación oficial de que el próximo día 10 de setiembre visitará el Estado de Río Grande del Sur el Señor Presidente de la República, José Mujica.

Al día de la fecha, la Agenda tentativa está pendiente de confirmación por parte de la Presidencia de la República, la cual incluye múltiples actividades oficiales.

Sin embargo, estoy en condiciones de invitarlos a la charla que el Señor Presidente dictará sobre "Construir el Buen Vivir: Desarrollo Sostenible para la Integración Regional", en la sede de la Universidad Federal de Río Grande del Sur -UFRGS- el día 10 a partir de las 18.30 horas.

Los saludo muy atentamente,

Dra. Karla Beszkidnyak
Cónsul General

do espacovital.com.br

Agressão na "mulher dele"...

Charge de Humberto Araújo

Além do incidente com o jornalista Felipe Recondo que resultou no recente ajuizamento da ação por dano moral - destaque na edição de hoje (05) do Espaço Vital - o saite Wikipedia registra que Joaquim Barbosa teria agredido sua ex-mulher. O fato é de 1985 e ela chegou a registrar boletim de ocorrência numa delegacia. Tal episódio veio à tona mais uma vez em 2008, numa briga entre JB e o então ministro do STF Eros Grau.

No calor da discussão, Barbosa chamou Eros Grau de “velho caquético” e só não partiu para a agressão porque foi contido.

Eros então retrucou, lembrando do antigo episódio: “Para quem batia na mulher, não seria nada estranho que batesse em um velho também”.

O episódio da agressão já era conhecido pelos ministros do STF quando Joaquim Barbosa estava para ser nomeado pelo presidente Lula e se discutiam seus comportamentos pretéritos - procedimento comum a que são submetidos os pretendentes à mais alta Corte do país.

Lula ficou com receio de que Barbosa se transformasse num caso como o de Clarence Thomas, o juiz negro da Suprema Corte dos EUA que, ao ser nomeado para o cargo, foi acusado de assédio sexual, gerando um desgastante escândalo.

Enquanto o governo brasileiro decidia o que fazer, os comentários pipocaram no próprio Supremo.

A ministra Ellen Gracie, então a única mulher da corte, no intervalo entre uma sessão e outra, mostrou-se preocupada. "Vai vir para cá um espancador de mulher?", perguntou ao colega Carlos Velloso.

- "Foi uma separação traumática", conciliou Velloso.

- "Mas existe alguma separação que não é traumática?", interveio o ministro Gilmar Mendes.

Para desanuviar o ambiente, o ministro Nelson Jobim saiu-se com uma brincadeira machista, a pretexto de justificar a agressão:

- "A mulher era dele"...

O governo preocupou-se à toa. Indagado sobre o episódio por Marcio Tomás Bastos, ministro da Justiça, Barbosa explicou que fora "um desentendimento árduo, mas superado".

Dias depois, ele encaminhou ao Gabinete Civil da Presidência da República uma carta, assinada pela ex-mulher, reafirmando que tudo fora superado. Mais que isso, ela abonou o ex-marido - que não voltou a se casar e hoje mora com o filho do casal.

"Na verdade, houve uma agressão mútua. Isso aconteceu num dia de ânimos acirrados. Somos amigos até hoje", disse a ex-esposa de Joaquim à revista Veja.

"Foi uma briga de família provocada por ressentimentos naturais numa separação", explicou Barbosa ao ministro da Justiça. Com isso, o governo completou a indicação ao Supremo, sem temor.

É por isso que, depois do julgamento do mensalão, Lula, Dirceu, Genoíno & amigos se arrependem de, em 2003, terem dado trânsito livre para a unção de Joaquim como ministro do Supremo.

da Folha Popular de Teutônia

Prefeitura implanta Nota Fiscal Eletrônica Conjugada

O prefeito José Fortunati realiza nesta segunda-feira, 8, às 10h, no Salão Nobre do Paço Municipal (Praça Montevidéu, 10 - Centro Histórico), ato que oficializa o regime especial para a utilização de Nota Fiscal Eletrônica Conjugada em Porto Alegre. A medida possibilita aos contribuintes do Imposto Sobre Serviços de Qualquer Natureza (ISSQN), que também exerçam atividade sujeita à incidência do ICMS, emitir a NF-e no município. De acordo com o secretário da Fazenda, Jorge Tonetto, a iniciativa é realizada em conjunto com o governo do Estado e torna o processo ágil, seguro e transparente, reduzindo custos ao contribuinte e trazendo incremento à receita municipal.

Sartori diz que atenção a comunidades carentes terá prioridade em seu governo

Foto: Luiz Chaves

Jardim Leopoldina foi um dos bairros visitados na Zona Norte da Capital

Em caminhada por comunidades da Zona Norte de Porto Alegre, nesse sábado (06), o candidato a governador José Ivo Sartori disse que o Rio Grande do Sul não voltará a ter posição de destaque nacional se não resolver os problemas crescentes nas áreas urbanas. Ele assegurou que um de seus compromissos com as populações carentes, como governador, será lutar por recursos financeiros, junto ao governo federal, para garantir mais habitações e ampliar a oferta de serviços na área social. Junto com o senador Pedro Simon, que concorre à reeleição pela coligação O Novo Caminho para o Rio Grande, e o vice-prefeito de Porto Alegre, Sebastião Melo, Sartori percorreu os bairros Sarandi, Vila Brasília, Jardim Leopoldina, Cohab e Rubem Berta. Participaram também candidatos das eleições proporcionais e apoiadores da aliança.

“Temos que exigir maior participação do governo federal em projetos sociais. A União estrangula os estados e os municípios, que recebem menos recursos federais do que deveriam e assumem encargos além de sua capacidade. Governos estaduais e prefeituras são penalizados com despesas sem contar com as receitas correspondentes para fazer frente a elas”, destacou o candidato.

Em cada bairro, Sartori lembrou sua atuação em favor da Zona Norte da Capital em 1986, na época em que era secretário estadual de Habitação no governo de Pedro Simon. Foi quando intermediou, por meio do diálogo, a negociação com ocupantes do Conjunto Residencial Rubem Berta. “Como daquela vez, é fundamental que se estabeleça sempre a conversação, de modo que se permita o acordo entre agentes políticos, comunidades e opinião pública para promover a inclusão social de quem mais precisa”, afirmou.

Simon enfatizou que Sartori, no Rio Grande, e Marina Silva na presidência da República, tendo o gaúcho Beto Albuquerque como vice, representam uma liderança para trazer grande transformação política e quebrar o continuísmo no governo federal. “Nossa coligação tem posição e propostas para promover renovação. Não tenho dúvida de que essa mudança passa por estes nomes”, reforçou. A agenda em Porto Alegre incluiu também um almoço de mobilização no Partenon Tênis Clube. No domingo, Sartori visitou comunidades em Caxias do Sul.

AGENDA DO CANDIDATO JOSÉ IVO SARTORI PARA SEGUNDA-FEIRA - 8 DE SETEMBRO

PORTO ALEGRE

8h às 10h - Café da manhã com as diretorias da Câmara de Dirigentes Lojistas de Porto Alegre, Associação Gaúcha para Desenvolvimento do Varejo, Federasul e Sindilojas. Local: Restaurante do Hotel Plazinha.

10h30 às 12h - Caminhada com a participação de candidatos da coligação O Novo Caminho para o Rio Grande na Estação Rodoviária.

14h às 18h - Gravação de rádio e TV para o horário eleitoral gratuito.

18h40 - Entrevista para o programa Band Cidade.

20 horas - Jantar de mobilização da candidatura de José Fogaça a deputado federal. Local: Restaurante Betus.

Vieira dedica o domingo aos municípios de Taquari e Venâncio Aires

Foto: Jefferson Bernardes

Vieira da Cunha, candidato do PDT ao governo do Estado, esteve em Venâncio Aires e em Taquari neste domingo. Ele visitou uma Unidade de Pronto Atendimento (UPA), participou das comemorações do Sete de Setembro e inaugurou um comitê de campanha.

O roteiro começou por Venâncio Aires, com uma visita à UPA São Sebastião Mártir. O local é mantido com recursos próprios da prefeitura, e atende diariamente cerca de 150 casos de urgência e emergência. O município também trata seus casos de média complexidade, enquanto as altas complexidades são atendidas no município vizinho de Santa Cruz. Por isso, o atendimento prestado pela administração pedetista é referência no Estado.

Após sair da UPA, Vieira fez uma visita ao prefeito Airton Artus (PDT), concedeu entrevista para veículos de comunicação locais e almoçou com companheiros de partido no Parque do Chimarrão, onde aproveitou para prestar uma homenagem ao fundador do PDT, Leonel Brizola.

“O Sete de Setembro para nós, Brizolistas, é especial. Eu sempre digo que se tivesse que definir o Brizola em uma palavra, diria patriota. Ele amava muito o Brasil. Uma vez, apenas o Brizola e eu no apartamento dele em Copacabana, ele foi mexer numa pastinha em que carregava documentos pessoais e tirou uma bandeirinha do Brasil, pequeninha e toda dobradinha. Ele estendeu a bandeirinha, encheu os olhos de lágrima e me disse: Vieira, esse foi o meu vínculo com a nossa pátria durante os 15 anos de exílio”, contou Vieira, durante o almoço.

Em Taquari, o pedetista participou ao lado do vice-prefeito André Brito (PDT) das comemorações do Sete de Setembro. Vieira também inaugurou um comitê de campanha no centro da cidade.

“Taquari me adotou. Daqui, levo a força e a energia necessárias para enfrentar a etapa final e decisiva da campanha”, discursou Vieira, que no último pleito fez quase 30% dos votos para deputado federal no município.

Pela manhã, a equipe que faz os programas de tv de Vieira já havia gravado depoimentos de pessoas da comunidade.

“As pessoas diziam em suas falas que o Vieira não prometeu, ele fez por Taquari. Em cada obra dessa cidade tem um recurso destinado por ele”, discursou o vice-prefeito em agradecimento.
A agenda para esta segunda-feira, 08/08
10h20min - Semana da Cidadania do Colégio Rosário.Praça Dom Sebastião, 2, Porto Alegre.

14h - Visita à Fundação Escola Técnica Liberato Salzano Vieira da Cunha. Rua Inconfidentes, 395, Novo Hamburgo.

15h30min - Coletiva para jornais de bairro, na sede do PDT. Rua Andrade Neves, 281, Novo Hamburgo.

17h - Encontro na Associação Comercial e Industrial de Novo Hamburgo (ACI).

Rua Joaquim Pedro Soares, 540.

20h - Jantar do deputado estadual Márcio Bins Ely, no Dado Bier. Avenida Túlio de Rose, 80, Porto Alegre.

Debate da TVCOM é marcado por embates duros entre Vieira e Tarso

Sete, dos oito candidatos ao Governo do Estado, participaram na noite desta sexta-feira do debate da TVCOM. Dividido em quatro blocos, o programa teve embates acalorados entre Vieira da Cunha (PDT) e Tarso Genro, que diversas vezes usou ironias e inverdades para atacar o trabalhista.

No primeiro bloco, os candidatos fizeram perguntas entre si, com tema livre. A ordem de participação e a definição sobre quem perguntava a quem foi definida em sorteio prévio. Com isso, Sartori fez o primeiro questionamento a Vieira, e escolheu o tema da educação.

Tanto na resposta, quanto na tréplica, Vieira reforçou seu compromisso com esta que é a bandeira histórica do PDT. Ele falou da retomada das escolas de tempo integral, proposta que terá como ponto de partida a reestruturação dos 94 CIEPs erguidos no Governo Collares, e que hoje funcionam como escolas convencionais, muitas vezes em condições precárias. Vieira também ressaltou a importância da participação das famílias no processo escolar e falou sobre o pagamento do piso dos professores.

“Como deputado federal, criei projeto para alterar o artigo 4º da lei, o que permitirá que o Rio Grande do Sul receba a complementação da União para pagar o piso”, lembrou Vieira.

Logo em seguida, o candidato do PDT perguntou a Tarso sobre a renegociação da dívida do Estado com a União. Ele ressaltou a importância de rever o índice de comprometimento mensal da receita para o pagamento das parcelas, e afirmou ser cético quanto à promessa de votação da proposta no Senado em novembro - a pauta, já aprovada na Câmara dos Deputados, está trancada no Senado devido à pressão do ministro da Fazenda Guido Mantega.

“Nós assinamos um contrato de R$ 7 bilhões, já pagamos R$ 17 bilhões e ainda devemos R$ 50 bi. Mesmo que a dívida seja renegociada, nós não iremos resolver o problema, pois é preciso reduzir o comprometimento mensal para o pagamento da dívida, que hoje é de incríveis 13%”, disse Vieira, ressaltando que, com isso, faltam recursos para investir em melhorias dos serviços prestados.

No segundo bloco, perguntas gravadas com telespectadores eram respondidas. Os candidatos sorteados, por sua vez, escolhiam um oponente para comentar. Estivalete foi perguntado sobre saúde, e chamou Vieira para também falar sobre a questão. O pedetista utilizou o espaço para expor ideias que constam no seu plano de governo.

“Vamos criar o programa Saúde Mais Perto das Pessoas, porque precisamos ter um atendimento de alta complexidade com qualidade, agilidade e resolutividade nas próprias regiões. Hoje, o que vemos é a prática da “ambulancioterapia”, com todo mundo vindo para Porto Alegre em busca de atendimento”, disse Vieira.

Vieira foi o último a ser sorteado, e a pergunta foi sobre como atrair professores para o quadro estadual. Ele respondeu que, para isso, o primeiro passo é cumprir a lei do piso e remunerar bem os profissionais.

Já no terceiro bloco, por sorteio prévio, Vieira perguntou a Estivalete sobre segurança pública, e citou o aumento de 22% no número de assassinatos no Rio Grande do Sul durante o primeiro semestre deste ano, em relação ao mesmo período do ano passado.

“Quando Collares saiu do governo, tínhamos efetivo de 30 mil PMs. Passados quase 20 anos, a população cresceu, as demandas aumentaram e há quase 6 mil policiais a menos. Não podemos agir por espasmos, realizando concursos públicos quando a situação chega ao extremo. Temos que ter concursos anualmente para recompor o efetivo dos órgãos de segurança”, disse Vieira, citando também a carência de profissionais na Polícia Civil, Susepe e Instituto Geral de Perícias.

Logo em seguida, foi a vez de Ana Amélia perguntar ao trabalhista. Ela escolheu o tema da renegociação da dívida, e fez questão de reparar uma injustiça cometida por Tarso contra Vieira, dizendo que como deputado federal o candidato do PDT não havia participado do processo de renegociação da dívida, o que não é verdade. Com bom humor, Vieira também se defendeu dos ataques de Tarso, dizendo que enviaria fotos dele na reunião para o candidato do PT.

No quarto bloco, destinado às considerações finais, Vieira utilizou o espaço, mais uma vez, para responder inverdades ditas por Tarso, que levantou levianamente a hipótese de que há uma aliança de Vieira e Lasier, que são do PDT, com Ana Amélia (PP).

“Quem está agarrado com o PP, do Maluf, é o PT, Tarso”, rebateu Vieira, se referindo à aliança de petistas e progressistas em âmbito nacional.

Vieira se compromete com ampliação de recursos para Polos Tecnológicos

Foto: Jefferson Bernardes

Na única agenda de campanha do dia, além do debate da TV COM, o candidato do PDT ao governo do Estado, Vieira da Cunha, se reuniu com integrantes do Fórum de Pró-Reitores de Pesquisa e Pós Graduação do Estado, o Foprop-RS. No encontro, que ocorreu na sede do Parque Científico e Tecnológico da PUCRS (Tecnopuc), ele se comprometeu em aumentar os recursos para fomento à pesquisa e inovação tecnológica.

Em um documento entregue pelo fórum, há o pedido de cumprimento da lei estadual que obriga a destinação de 1,5% da receita líquida do Estado para a Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Rio Grande do Sul (Fapergs).

“Talvez a situação das finanças do Estado não permita que no meu governo seja cumprido o percentual de 1,5% do orçamento previsto em lei, entretanto, devido à importância da área, me comprometo em aumentar o percentual destinado atualmente para o custeio de pesquisa e inovação”, afirmou Vieira, ao sair do encontro.

Outro pedido dos pró-reitores é para que no próximo governo seja criado um ambiente que permita o desenvolvimento de 11 parques tecnológicos que estão sendo implantados em diferentes regiões do Estado. Cada um deles dialoga com a realidade da região na qual está instalado.

“No Vale do Taquari, por exemplo, o objetivo é potencializar a atividade ligada ao setor do leite, para agregar valor à matéria-prima”, exemplifica Vieira, que em junho já havia realizado uma visita ao Tecnopuc para buscar informações detalhadas sobre o setor.

Além do Parque Tecnológico da PUC, atualmente o Rio Grande do Sul possui outros dois centros já consolidados: o Tecnosinos, gerido pela Unisinos, e o Valetec, ligado à Feevale.

de SB

parceira do truco, por capincho....

5 de setembro de 2014

JANTAR DO POSTAL

FUI NA 4 FEIRA NO JANTAR DO POSTAL....

* até a hora que fiquei, quem falou melhor foi fogaça....

* Simon veio com um papo de prédestinado...na verdade, ele tá mirando o governo marina, um possível, pra pegar uma boquinha. sabe que não vai se eleger....

* O Matusalem é muito esperto....não é por nada que Guazzelli dizia que ele nunca ia pro sacrificio....e não vai mesmo.só surfa na onda....

* E quer é botar o filho na política. logo simon, a vestal da politica gaúcha, que nunca praticou ' nepotismo'. estou sendo ironico, por favor.

* Por ele não votaria na Marina, mas abstraio isto e vou sou marinero, embora ache que a coruja não tá pelada...

so vi um jornalista não chapa branca no jantar do postal, na 4 f....eira.

o cabeça....

mas achei ele muito baba ovo do matusalem...foi correndo atrás do simon na sa[ida pra bater uma chjapa com o chefe...séra???mesmo???

TÃO GUINCHANDO NA EXPOINTER

CESAR TASCA E SEUS AMIGOS TIVERAM O CARRO GHINCHADO HOJE DE TARDE JUNTO AO PORTÃO 15 DA EXPOINTER, JUNTO AO SINDICATO DAS MAQUINAS, O SIMERS....

* nO FIM DA TARDE, QUANDO FORAM PEGAR OS CARROS PRA IREM EMBORA, CADE OS CARROS. TINHA GENTE DO INTERIOR QUE TEVE QUE PROCUCAR HOTEL...

* E SEGUNDO CESAR TASCA ELES FORAM ORIENTADOS PELA MANHA PRA DEIXAR O CARRO ALI PORQUE ESTAVA TUDO LOTADO....

Banheiros

mais recados nas portas dos banheiros do aplicação..da urgs....

nos banheiros do APLICAÇÃO, da urgs. os recados.... dos usuários.


um escreve, o outro usuário manda o recado ou dá o troco...


recado feminista( os banheiros são para ambos os sexos....)


recado machista....(digamos,assim....)

FOGAO NOVO

comprei um fogão novo na ponto frio. vamos ver a entrega...

eles marcam apenas o dia.nem o turno de entrega. e aqui tenho que esperar....

vou mandar embora o velho fogão que serviu durante anos. tá um caquedo...

CASA NOVA, VIDA NOVA....

Não é de fora pra dentro que as coisas acontecem...elas acontecem de dentro pra fora....

Comprei um fogão novo(quase 800 pilas, faltou apenas 1 ) e agora vou trocar de chuveiro....

Seo Antônio trocou hoje no fim da tarde o fogão veio, que deixamos na esquina, pelo novo....

A casa é nova, quando a vida é nova....

Se é que me faço entender....(olides)

LEGALIDADE, 53 ANOS DEPOIS....

MACHADO LOPES IRIA SER PRESO...SE NÃO ADERISSE A LEGALIDADE



Quando chegou a notícia de que o comandante do III Exército iria ao Palácio, lá se fez um esquema de aprisioná-lo a qualquer preço.
Não se sabia o que vinha dizer.
Ele vinha dizer que estava solidário com a Legalidade.
Quinze minutos antes o governador desceu para o porão do palácio e lá, no microfone das rádios fez o discurso que ele vai ouvir trezentos anos e não vai conseguir dizer metade da grandeza do momento que atingiu.

Foi um discurso assim como uma superação de um homem diante da morte e da grandeza de um gesto.

E, inclusive, um discurso de muita boa qualidade literária porque ele dizia aos marinheiros do Minas Gerais: ' venham para o Rio Grande, para exterminar vossos irmãos, mas a lã de vossos fardamentos é do rebanho do Rio Grande!"

Coisas desse tipo, ao saber do improviso.
Ele estava falando e nós tínhamos um pequeno avião que era do comandante Hegers, que tinha ido ao litoral para sondar se realmente o Minas Gerais vinha vindo.

Depois destas palavras em que todo o RS estava ligado, houve realmente o momento mais dramático em que o III Exército naquela manhá tinha feito um plenário e colocado a voto se seriam a favor da Constituição ou iriam solidarizar-se com o golpe.

Então, ele, Machado Lopes, subiu para dizer que o III Exército estava solidário conosco.

Mas depois disto,numa madrugada lá,mesmo o III Exército tendo aderido há um fato estranhissimo.
O Governador Brizola - quem já conviveu com ele sabe que é um homem afável, mas não é um sujeito de grandes verdades, ele é um sujeito que tem um certo formalismo, embora eu,que convivi com ele,o considere um homem educado, não é um temperamental,é um homem contido,incapaz a não ser muito provocado pode estourar mas normalmente um sujeito afável, de larga compreensão - o pessoal de jornal,da Rádio da Legalidade se reuniu fez um coletivo e disse:Dr. Jango não pode mais ficar aqui, o III Exército já definiu, ele tem que ir pra BraSÍLIA(Hamilton Chaves)

' sacanearam o ODILON LOPES'

O JK(Jaime Keunecke) chamou o cinegrafista de lado e disse-lhe:
- VAMOS PRA ASSEMBLÉIA QUE A COISA VAI FEDER!

Era a senha da legalidade....

Lá dentro, lembrou Odilon Lopes, anos depois, em depoimento, era uma zorra total...

Os deputados estavam em ' vigilia'...

(alguns,dizem, iam pra casa dormir, depois voltavam pra ' vigilia')

Odilon registrou um corre-corre no poder legislativo depois de um estrondo que veio do bunker da legalidade, o Palácio.

Muitos deputados e o próprio pularam uma janela, pelo instinto de sobrevivência....

Ele filmou muito dos episódios da legalidade...

Tinha um grande acervo, mas os americanos enrolaram ele direitinho....

ele entregou as imagens que fizera pra TV Piratini a um adido cultural norte-americano.

- Ele sumiu,queixou-se anos mais tarde Odilon Lopes....

O material de Odilon estaria,segundo especulações, na Biblicoteca do Congresso Norte-Americano.(OC)

Em tempo: consta que nenhum outro cinegrafista teria feito as imagens que o Odilon fez pra tv piratini, do grupo associados. ele morreu em 14.2.2002.

IB X TAVARES

IB KERN, que aos 95 anos ainda está com boa memória lembra que como editor político do JORNAL ULTIMA HORA ELE não cobriu a LEGALIDADE....

- TIVE UM PROBLEMA DE COLUNA E FIQUEI ACAMADO, DISSE A ESTE BLOG, ONTEM POR TELEFONE.

IB disse que foi apenas uma vez ao Piratini, durante a legalidade, num dia que saiu de casa pra fazer uma ' infiltração' pras dores na coluna.

No entanto, outro colega seu, Flávio Tavares propala aos 4 ventos que era ele o editor político de UH durante a legalidade.

- Somos amigos, mas ele sabe que o editor político da UH era eu....a amizade entre ambos se estende também nas relações profissionais uma vez que foi Tavares o autor do prefácio do livro de memórias de IB.

Aos 95 anos, IB não sai mais de casa.

- Estou um pouco surdo,s e queixa....

em depoimento a este blog, dado em 15.3.2012 ib kern diz

- O editor de politica da UH era eu que o designei para a cobertura do palácio....(durante a legalidade)Naqueles dias eu estava de cama, paciente de uma crise de ciática.

Diz Ib: Flávio(em livro) conta que uma companhia de tanques , comandada pelo major ETCHEGOY, foi detida pelos populares, na altura do cinema Cacique.

Na realidade, segundo IB, o que houve foi o seguinte:

- A multidão que estava em frente ao palácio dispersou-se em disparada ao ouvir motores de tanques supostamente subindo uma das laterais do palácio.

( A unidade de tanques da Serraria sempre esteve com a Legalidade).

Está no anedotário da legalidade: Danilo Groff,caninamente fiel a Brizola,fora por este enviado ao RJ em busca de apoio aéreo civil voluntário devendo comunicar o resultado de sua missão em código, como se fossem medidas de alfaiate - busto correspondendo ao número de aviões conseguidos e punho correspondendo a pilotos.

Danilo esqueceu o código e telegrafou a Brizola: consegui 32 aves, consigam os pilotos.

Flávio(Tavares) apresenta-se como destinatário do telegrama.

LEGALIDADE, 53 ANOS DEPOIS

" mAS AÍ já tinha caminhado esse negócio do parlamentarismo, e o governador Brizola me chamou e disse:" olha, Hamilton, eu não tou nessa ai.Eu saí fora disso.

Vai para o poder , para evitar a guerra civil, vão os resíduos deste pais. A visão do Brizola era de uma lucidez impressionante.

' Vai pro poder o Jornal do Brasil,vai pro poder o Ibrahim Sued" - disse tudo isso aí - eu estou fora disso aí.Acho até que o Jango está certo talvez não tenha outro caminho.

Nós estávamos há 3 dias sem dormir,ou mais.

Os jornalistas tinham se reunido e decidido que Jango tinha de ir pra Brasília.. Entrei numa sala em que o Presidente Goulart estava numa poltrona. Tinha dormido.Entrei com uma última mensagem,nós tínhamos decidido um negócio dizendo que a Rede da Legalidade precisava de um fato novo.

Ele tinha que tomar a decisão, não podia ficar esperando os caras chamarem de BRasília.Tinha de ir.Aí, com este papel na mão eu dormi defronte a poltrona de João Goulart,na ala presidencial e acordei com o governador Brizola me apertando os joelhos com os joelhos dele para não acordar o Jango.

Vou contar este episódio pelo pitoresco,que nunca relatei a ninguém.(Hamilton Chaves)

HISTORIAS DO MEU PAI

Depois que ficou aposentado, ele passava os dias indo cuidar do seu pequeno parreiral, fazendo pequenos trabalhos em volta de casa, ou mesmo ficando sentado na sacada da casa, olhando o movimento que subia e descia da estrada do Carreiro.

Também tinha inventado um modo de fazer o tempo passar. Como tinha do lado de casa um pequeno galpão onde guardava suas bugigangas, e ali também é depositada a lenha que é consumida pelo fogão a lenha, meu pai se fazia passar o tempo colocando de um lado e de outro a lenha....

Era o modo como o tempo passava, ele se distraía e a tarde ia morrendo, até ser novamente o tempo de entrar dentro de casa e ouvir suas preces pelo rádio.

Também fazia muitas novenas e rezava a São José a forma que ele encontrou de fazer o tempo passar e de amanciar sua solidão.

Me lembrei disto na segunda feira passada quando o escritor Mia Couto contou que seu pai, um ferroviário em Moçambique costumava caminhar pela beira da ferrovia e junta pequenas pedrinhas que as levava pra casa.

E também agora que o tempo está custando a passar no meio desta tarde de quinta, quando estou em casa esperando a loja me entrar um fogão novo que comprei....

Como estou acostumado a sair no meio da tarde, este período está custando a passar....mas é apenas um costume, nada mais...(OC)

dos leitores....

(tendo leitores como o laurinho e manoel de oliveira, tenho que me responsabilizar....)

"A) Gostei do texto do Porta Larga
B) este Mia Couto joga prá mídia mesmo, como prova a citação de Milton Hatoum (ass: Laurinho)"

Dos leitores....

Para: contato@deolhoseouvidos.com.br
Data: 04/09/2014 15h56min26s UTC

Mia Couto....
Não é Cravinho. É Craveirinha.

de Serafina

serafina sem rodoviária. passageiros no escuro e ao relento...

de SB

parceira do truco, por capincho.....

NORMATIVAS CBF PARA BRASILEIRÃO SÉRIE A

recebo da aceg...e publico.

De: acegpoa
Enviada: Quinta-feira, 4 de Setembro de 2014

Prezado Associado.

Recebemos novas regulamentações da FGF/CBF sobre alguns procedimentos que teremos que cumprir nos próximos jogos do Campeonato Brasileiro Série A.
Regras essas que irão influenciar diretamente no trabalho dos repórteres em sua atuação no campo de jogo, entrevistas e zona mista.
Já enviamos anteriormente a cartilha para todas as rádios e agora formalizamos algumas atitudes que deveremos tomar a partir do jogo entre GRÊMIO x ATLÉTICO/PR no dia 10/09 porém já utilizaremos no jogo INTER x FIGUEIRENSE como evento teste.

Seguem algumas delas:

TROCA DE LOCAL ATRÁS DO GOL: Os repórteres deverão ficar atrás do gol, porém do lado oposto as cabines de imprensa, podendo utilizar da trave do gol até a bandeira do escanteio.

QUANTIDADE DE PESSOAS NO CAMPO DE JOGO: Foi reduzido de 60 para 30 profissionais na sua totalidade, devidamente uniformizados com coletes.

PREFERÊNCIAS E DIREITOS: Serão priorizados os repórteres das cidades dos clubes envolvidos na partida. Ex. INT x FIG - preferências para 2 repórteres de cada rádio da capital e mais 2 de cada emissora de SC.

ENTREVISTAS NO INTERVALO E FIM DE JOGO: A reportagem é priorizada para as emissoras de TV que detém os direitos de transmissão e as rádios devem se deslocar para dentro da zona mista para entrevista com os jogadores, não será mais permitido entrevista na beira do campo.

Pedimos a compreensão de todos principalmente na hora das escalas e credenciamento das equipes.

Lembramos que a reportagem poderá ser feita das cabines, das arquibancadas e da zona mista.

Certos de sua compreensão.

Att.
José Pessi
Coordenador ACEG
www.aceg-rs.com.br
(51) 3286.8480

ASSEMBLEIA GERAL EXTRAORDINARIA

De: ARI - BATISTA
Data: 04/09/2014 19h28min08s UTC

Dia 15 de setembro próximo (segunda-feira), às 17h 30min em primeira chamada e 18h em segunda e última chamada, será realizada no Salão Nobre Hipólito José da Costa - 8º andar do Edifício Alberto André a Assembleia Geral Extraordinária para a eleição da Comissão Eleitoral, órgão que ficará responsável por todo o processo eleitoral da entidade (triênio 2014/2017), e debate sobre alteração na composição dos Conselhos e Representações da entidade, conforme edital publicado no jornal Zero Hora de 30 de agosto e no site na ARI .

João Batista de Melo Filho
Presidente

Vieira da Cunha recebe reclamações dos pais sobre as péssimas condições do CIEP de Camaquã

Foto: Jefferson Bernardes

O candidato a governador do Estado pela coligação "O Rio Grande Merece Mais", Vieira da Cunha, recebe reclamações dos pais sobre as péssimas condições do CIEP de Camaquã.

Vieira visita Camaquã e Arroio Grande

Foto: Jefferson Bernardes

O candidato do PDT ao governo do Estado, Vieira da Cunha, visitou municípios da região Sul nesta quinta-feira (4). O roteiro começou por Camaquã, com um almoço na Associação Comercial Industrial de Camaquã (ACIC) e uma caminhada no centro da cidade. No início da noite, o candidato chega a Arroio Grande, onde participa de uma carreata e de um jantar.

Durante cerca de 40 minutos, Vieira expôs propostas do seu plano de governo no evento promovido pela ACIC. Entre os temas elencados, esteve a saúde, considerada prioridade para os gaúchos.

“Vamos implantar o Programa Saúde Mais Perto das Pessoas, para dotar as regiões de estruturas hospitalares que tenham resolutividade para os casos de alta complexidade, evitando a ‘ambulancioterapia’, que é o transporte de pacientes por longas distâncias para buscar atendimento”, explicou Vieira.

O candidato também falou da desestruturação do sistema de segurança pública do Rio Grande do Sul, o que contribui para os altos índices de violência registrados no Estado.

“Temos que ter uma política, planejada anualmente, de recomposição dos efetivos da Brigada Militar, Polícia Civil, Susepe e IGP. Além disso, é preciso investir em tecnologia e ações de integração dos órgãos de segurança”, disse Vieira, citando também dados do Mapa da Violência, que mostram que Porto Alegre registra o dobro do número de homicídios que a cidade do Rio de Janeiro.

Diante das dificuldades financeiras do Estado, Vieira afirmou que a reestruturação dos serviços públicos só será possível se houver uma mudança na forma de relação do Estado com o governo federal, que todos os anos recolhe R$ 54 bilhões em impostos e devolve apenas R$ 12 bilhões em investimentos. O trabalhista também defendeu a renegociação da dívida com a União, com a diminuição do índice de comprometimento mensal da receita para o pagamento da dívida.

Café com o Sulpetro

Antes de partir para o roteiro na Zona Sul, Vieira participou de um café da manhã no Sindicato Intermunicipal do Comércio Varejista de Combustíveis e Lubrificantes do RS (Sulpetro). Durante o encontro, Vieira se comprometeu, mais uma vez, a não ampliar a alíquota de ICMS, que é um dos impostos que encarece o preço dos combustíveis.

CONFIRA A AGENDA DE VIEIRA PARA SEXTA-FEIRA (05/09):

14:00 - ENCONTRO COM O FÓRUM DE PRÓ-REITORES DE PESQUISA E PÓS-GRADUAÇÃO (FOPROP) | Na Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul (PUC), em Porto Alegre. Sala Marie Courie, Propesq, prédio 99, 15º andar.

21:00 - DEBATE NA TVCOM | Em Porto Alegre

Gaúchos querem renovação, diz Sartori ao lado de Marina Silva

Fotos: Luiz Chaves

Ao lado da presidenciável Marina Silva em Porto Alegre, nesta quinta-feira (04), o candidato ao Palácio Piratini José Ivo Sartori reforçou o discurso em defesa da alternância no governo federal e no governo do Rio Grande do Sul. “O Brasil demonstra vontade de renovação, com Marina presidente da República e Beto Albuquerque como vice. E no Rio Grande, não é diferente. Os gaúchos também desejam mudança no Estado”, destacou.

“Não tenho dúvida de que Marina Silva e Beto Albuquerque vão proporcionar um novo rumo para o Brasil. E aqui no Rio Grande do Sul, vamos agora provar que o Sartori é o homem capaz de comandar nosso Estado”, afirmou o senador Pedro Simon, que também acompanhou Marina Silva e Beto Albuquerque.

Pela manhã, Sartori participou também de caminhada pela Rua da Praia e de mobilização na Esquina Democrática, no Centro de Porto Alegre, em companhia de prefeitos e líderes da coligação. Conforme pesquisa divulgada nesta quarta-feira pelo instituto Datafolha, ele é o candidato a governador que mais cresceu no índice de intenção de votos dos eleitores. Os demais candidatos se mantiveram em percentuais estáveis desde os últimos resultados apontados. Sartori é, também, o candidato que apresenta menor rejeição, segundo o Datafolha.

AGENDA DO CANDIDATO JOSÉ IVO SARTORI PARA SEXTA-FEIRA - 5 DE SETEMBRO

PORTO ALEGRE

Manhã e tarde - Gravação de rádio e TV para o programa eleitoral gratuito.

21 horas - Debate entre os candidatos ao governo do Estado na TV COM.

PROGRAMAÇÃO DA FIGTF NO PALCO PRINCIPAL - 05/09 - SEXTA-FEIRA

A agenda cultural da Expointer 2014 desta sexta-feira, 5 de setembro inicia às 18h com apresentação de Raul Quiroga. A partir das 19h será a vez de Fátima Gimenez subir ao palco principal. Essa programação tem direção artística de Marco Araujo, da Fundação Instituto Gaúcho de Tradição e Folclore (FIGTF), realização da Associação dos Amigos da Tradição (AATF) e patrocínio da Petrobras.

18h - RAUL QUIROGA - Natural de Montevidéu, com 30 anos de carreira e dez CDs gravados, Quiroga vem realizando espetáculos com o grupo Americanto em feiras, rodeios e festivais nativistas no Rio Grande do Sul, Argentina, Chile, Uruguai e Paraguai.

19h - FÁTIMA GIMENEZ - Natural de Porto Alegre, Fátima é uma das intérpretes mais solicitadas de nosso Estado. Dona de voz forte e interpretação marcante, a artista eternizou canções como Cabo Toco, vencedora da 5ª Vigília de Cachoeira do Sul, Súplica do Rio e Minha Origem. Consagrou-se por ser a primeira artista a interpretar o Hino Riograndense, registro feito no primeiro de seus três CDs. De sua caminhada artística, destacam-se apresentações no Rio Grande do Sul, Santa Catarina, Paraná, Mato Grosso do Sul, Brasília, São Paulo, Rio de Janeiro, Bahia, Portugal e Espanha.

de Serafina

Mais de R$ 50 milhões é a previsão do orçamento de Serafina Corrêa para 2015


LDO tramita na Câmara com as metas e prioridades para o próximo ano.

A Lei de Diretrizes Orçamentárias, ou simplesmente LDO, é uma importante norma que tem a finalidade de definir as metas e prioridades de uma administração pública, ou seja, de orientar onde e como devem ser gastos os recursos públicos do Município. A LDO é anual e depois de elaborada pelo Poder Executivo, é encaminhada para a Câmara de Vereadores, onde é analisada e votada pelos Vereadores, para então sim, se tornar lei.

Contendo a receita e a despesa prevista para o próximo ano no Município de Serafina Corrêa, o Projeto de Lei nº 117/2017 que dispõe sobre a LDO está em tramitação no Legislativo Serafinense neste momento, sendo que primeiramente é analisado pela Comissão de Orçamento, Finanças e Tributação (COFT) quanto a sua admissibilidade. Depois, será debatido em Audiência Pública, com prazo para apresentação de emendas.

Para 2015 a receita e a despesa prevista do Município de Serafina Corrêa é de R$ 50 milhões e 760 mil. Conforme a Lei Orgânica Municipal, a LDO deve ser votada obrigatoriamente até o dia 30 de setembro.

O Projeto de Lei nº 117/2014 está disponível para conhecimento dos cidadãos Serafinenses e demais interessados no site da Câmara. No endereço www.legisltivoserafina.com.br, selecione o link Processos em Tramitação e conheça o conteúdo desta importante matéria, além de acompanhar o seu processo legislativo.

Sebrae

O SEBRAE/RS apresenta para a comunidade gaúcha sua nova estrutura de atendimento. O Projeto Unidade Móvel Sebrae/RS. É um veículo especialmente adaptado para atender as demandas das micro e pequenas empresas do Rio Grande do Sul. Desta forma, informamos que o município de Serafina Corrêa terá a oportunidade de contar com esta estrutura.

Data: 23/09/2014
Horário: Das 09h às 12h e das 13h às 17h
Local: Calçadão da Praça da Matriz - Serafina Corrêa/RS

4 de setembro de 2014

BRIZOLA TEM MAIS UM BISNETO

NASCEU NA SEGUNDA UM NOVO BISNETO DO BRIZOLA. TRATA-SE DO FILHO DA DEPUTADA JULIANA BRIZOLA, QUE VEM A SER FILHA DO JOSÉ VICENTE BRIZOLA, EX-GUITARISTA....

* juliana fez toda sua campanha grávida.....

* Palpite meu: se elege e bem.....

MORREU ' CATARINA'



Poucos colegas ainda lembra do " Catarina"...

Foi um dos mais assíduos frequentadores do Porta-larga, aquele antro que existia ao lado da zero hora e que virou uma ' espécie ' de sucursal do jornal,tanto que a direção tinha pensado em estender um ramal até o boteco -armazém mas aí acharam que era muito desaforo.

' Catarina ' cujo nome era Valdir da Silva - se chegasse na zh e pedisse pelo nome ninguém sabia quem era. Mas ' Catatina' todos sabiam...

Diagramador que foi trazido de Blumenau(SC) pelo Gaguinho( José Antônio Ribeiro) - falecido há muitos anos - Catarina e Gaguinho trabalhavam juntos no Esporte da ZH, nos anos 70.

Brigavam como cachorro e gato e ainda ressoam na minha memória os gritos do Gaguinho com o Catarina, ao tempo que as redações eram locais em que se brigava e se gritava(hoje é tudo asséptico e com hora marcada...)

Havia mais um complicador. Gaguinho era colorado fanático, Catarina gremista. Também por aí não se entendiam.

É que quando baixava o santo no Gaguinho e ele queria ' baixar' suas matérias, ou seja, da editora, procurava pelo diagramador que normalmente estava no ' porta'. não se dizia porta-larga, se dizia o ' porta'...

Antônio Oliveira também trabalhou com o Catarina e foi editor de esportes, quando ' Catarina" baixava as materias.

' Catarina' era muito eficiente, junto de outra grande equipe de diagramadores: Eraldo, Julieta, Fraguinha, que lembro agora, assim de momento.

BIOGRAFIA

NASCEU EM BLUMENAU, onde vivia, rm 5.5.1956. Morreu com 55 anos vítima de câncer.

Seus pais foram João da Silva e Maria Agostinha da Silva.

Morou em Porto Alegre na rua Peri Machado, 123/01.

Trabalhou 16 anos na ZH.Também trabalhou no Diário Catarinense(DC) quando este foi fundado na segunda metade dos anos 80.

' Catarina' pegou este apelido no tempo que era altamente ' pejorativo' ser catarina no RS.

Era um carimbo que o Gaguinho lhe pôs....


Gaguinho, que nas horas de folga, mandava ver num violão....

Memória

" Catarina' era integrado nas lutas sociais

Segundo o editor Antônio Oliveira, que foi chefe do diagramador ' Catarina" falecido domingo passado em Blumenau(SC) onde vivia, Catarina foi muito ' integrado nas lutas do sindicato e da categoria dentro da redação da ZH".

Oliveira recordou que o diagramador Catarina trabalhou em várias editorias da ZH nos anos 70 e que era ' muito amigo do Gaguinho'....

Fez parte, conforme Antônio de uma geração de diagramadores da ZH onde estava Julieta, Maria da Graça Guindani,Fraguinha,Eraldo Bueno ' ximba',entre outros.

Antônio lembra que Catarina era frequentador do ' porta-larga', o boteco que era uma espécie de desaguadouro das mágoas da redação da ZH.

' O porta '


Juarez Fonseca, de barba, Gaguinho no violão, Paulinho da Viola, Xuvisco , de barba, Antonio de Oliveira, de costas,nos fundos e outros entre eles ' Xinico' - Eugênio - que era o então dono do bar em foto de Fernando Gomes em 1980...

Diz a lenda que um dos principais frequentadores do ' porta-larga', o falecido Pilla Vares, uma noite, no Pedrini, teria desabafado pruma companheira quando ele investindo pesado, teria sido rechaçado por ela que queria conversar. Pilla teria se saído com esta:

- Conversar eu converso com o Xuvisco no Porta Larga...

Ao se referir com tal intimidade ao bar, Pilla demonstrou toda sua alta permanência no buteco, que ainda existe, mas que perdeu a alma dos anos 70/80, quando dizem as más línguas até Mauricio Sobrinho pintava lá nas sextas de tarde apenas pra dar uma passada....

O ex- presidente do Sindicato dos jJrnalistas, José Carlos Torves, foi um dos mais assíduos do Porta, ao tempo que dirigia um programa de esportes na Gaúcha. Diz ainda outra lenda sobre o buteco que foi dali que Wianey Carlet, uma noite, desafiou Pedro Ernesto Denardim, durante um intervalo, quando o programa Show dos Esportes era pura bagaceirice, de dar um peido no ar....Wianey já tinha entornado vários tragos e assegura Torves que na volta do intervalo do programa, ele realmente arriou as calças e fez aquilo que havia prometido no Porta, diante do estarrecimento do comandante do programa, o ' Mortadela".Se é verdade que tal fato aconteceu não se sabe, mas se sabe que o desafio nasceu dentro do porta, ou melhor, nas mesas do porta, onde a cachaça rolava solta, junto com a ceva...

Outro dos mais costumeiros frequentadores do buteco era o falecido Melchíades Stricher, que quando saía de lá ia dormir umpouco no cabaré Regine's que havia do lado pra se refazer do trago. As vezes Melchiades chegava na redação de ZH cheirando a mijo. Eram os gaiatos do Porta que adentravam no quarto que Melchíades tinha alugado junto às putas,mijavam no sapato enquanto ele tirava uma pestana pra se refazer dos copos e copos de conhaque que havia bebido no porta.

Foi também no porta, conta outra lenda que um dia o vereador Reginaldo Pujol chegou um dia, de tardezinha, meio sem querer nada e pediu pra alguém dali bolar um slogan pra sua campanha. Melchíades que estava na mesa, já bom de trago, bolou criativo na hora:

- VOTE NO PUJOL E GANHE UMA CASA NO MOL

( pUJOL FORA DIRETOR DO DEMHAB NO GOVERNO VILLELA)
O porta na verdade, era a sequencia da ' bomba', outro bar que existia na av. ipiranga, perto de onde hoje está a PF...

Gago e sua turma frequentavam A ' BOMBA' , que com o tempo perdeu o espaço pro Porta....O PORTA DARIA um livro, se os que o frequentavam entregassem a um editor apenas uma pequena historinha que vivenciaram ali.

Quando morreu o médico Rui, dias atrás, sentenciaram que ele foi frequentador do Porta. Regina Lemos disse que o Rui nunca foi de ir ao porta.

Wanderley soares tem uma história sobre o porta. diz ele que nos fins de tarde, Gaguinho, o chargista Marco Aurélio e Paulo Santana disputavam numa mesa do porta quem havia puxado mais o saco de Marquinhos Dvoskin naquele dia.Marquinhos era diretor da RBS..

Existem muitas lendas sobre o porta larga, principalmente sobre seus frequentadores. Uma delas diz que uma noite um motorista da zh teria roubado um queijo do xinico - porque ali se vendia de tudo, queijo,salame,arroz, feijão e até cerveja e cachaça....- mas que diante de tanto trago o motora pegou no sono e de repente, quando todos os frequentadores já estavam pra lá de Bagdá o queijo soltou-se de debaixo do casaco do motorista onde ele o teria enfiado pra não ser visto pelo dono do boteco...o queijo foi rolando, rolando pelo chão e ninguém desconfiava de onde ele teria saído....

lendas e mas lendas sobre os frequentadores do porta...hoje alguns já não falam do local, com medo de serem identificados como bebuns porque falar do porta dos anos 70/80 é falar de bebados....(OC)

DE SB



sempre que vou a são borja, ouço comentários sobre a herança do noé....

tem um filho dele que cuida das terras que herdaram do jango...

o processo pra descobrir se noé era filho de jango começou em 10 de março de 1977.jango morreu em 6 de dezembro de 1976. pouco depois,então....

e deu no que deu...
os ' recortes ' são da FSB

MARINA ESTARÁ HOJE NA PRAÇA DA ALFANDEGA

foi o que disse zé ivo sartori agora há pouco no lançamento da candidatura Postal a deputação. Simon também falou e saiu correndo pro aeroporto esperar a candidata que está em segundo lugar nas pesquisas pra presidente da republica.

Sartori disse no seu discurso que Marina Silva fará uma caminhada hoje,5 feira, na praça da alfandega, em porto alegre. depois deverá ir a expointer.

PANTERA

o colega Sergio saraiva, o pantera, anda de novo pelas bandas. andava em Garopaba....

* Uma vez teve a casa da santana assaltada e ele trabalhava no JC, como telexista, receptor de noticias...

* Ele tava mais preocupado em reaver o que os vagos tinham lhe levado do que qualquer outra coisa.

* Pantera foi da LIBELU....

* hoje está na área ' negocial'....

* foi ao encontro de mia couto, na urgs, atrás de uma parceria sobre tecnologia biológica....

* já teve um jornal em Garopaba

Racismo

Este episódio da torcedora racista do Grêmio não é mais do que a gota d'água de um racismo que sempre foi incentivado dentro do clube...

* o resto é hipocrisia....

* Ficam imitando o saci o tempo todo....

* Como se não existissem negros gremistas....

esse negócio do racismo do gremio já torrou as bolas...tem paciencia....

* é explorar muito um assunto....

* a mídia também parece um carancho....

* sempre a procura de carniça....

depois doracismo do gremio, preparem-se...vem a semana farroupilha...mas esta não é mais tanta novidade....

De sb

Hahahahahahahaha
O Vieira "falando" que eu só como em restaurante popular...
boa...

Letier Vivian
São Borja/RS

de serafina

este agricultor que ganhou prêmio na expointer como maior prdotuor de leite é ziliotto.fica na capela são josé, que meu pai chamava de ' la decima' ( a 10)

* Silvino, o patriarca, vai sempre tomar uma cerveja na capela são josé....

* foi Secretário da Agricultura do municipio.

Rescaldo do jogo de domingo...

estádio quase vazio e torcedores entregando ' santinhos' de candidatos.

dos leitores....

De: Trololo Trilili
Para: Olides

bom o texto do mia couto (e texto penteado, sem cacos, ufa!)

GUAIBA

DIANTE DA sangria de audiência, os pastores se mexeram....

* Nando Gross tá mexendo na programação....

* Pelo menos.....

Martha Medeiros

martha medeiros e denise barrela. no aldente durante jantar pela peça trem bala dirigida por julio conte....acervo eleonora rizzo.

no al dente, martha medeiros,denise barella, julio conte e claudinha nochi, do elenco da peça trem - bala baseada no livro da escritora. local al dente. acervo eleonora Rizzo.

Martha medeiros participou do ultimo roda viva da Cultura. Não vi, tava muito cansado e não sei onde dá agora o roda viva. na TVE é que não mais...

na foto Martha aponta pra Julio conte, diretor dapeça ' trem bala' do seu livro, ao lado séria a Claudinha Nochi, que não vejo há muitos anos(OC)
fotos acervo eleonora rizzo.

SOBRE MARIANA KALIL

A Rosinha Lopes que viu a Martha no roda viva não gostou do desempenho da Mariana Kalil no embate...diz que foi chocho...

* Tem gente que não se dá bem em tevê...

* Teve é pra grandes egos...

* Ou pra gente oca, que não é o caso da Kalil....

TERLERA NÃO FOI....

não vi o terlera na assembléia nesta terça.....milagre...ele nunca deixa de ir mesmo depois de ter se aposentado....

* Hj vou tentar conferir...

de Serafina

a rodoviária de serafina continua ao relento....não resolveram nada!

MIA COUTO.

perguntaram um escritor africano e ele disse:JOSE CRAVINHO

e umbrasileiro. ele disse Milton Hatoum....(não sei quem é...apenas ouvir falar....)

de SB

a parceira do truco..por capincho...

AS PRIMAS

por Eron Duarte Fagundes

Quando eu era sombrio (I used to be darker; 2103) é um pequeno filme norte-americano, à margem da grande indústria (em forma e tema), que talvez não tenha a força de passar à posteridade (que mania essa minha de introduzir em teoria do cinema conceitos de literatura!), mas adota uma naturalidade de filmar que exala um encanto para o espectador bombardeado pelas trivialidades comerciais. O primeiro plano do filme é um plano geral muito aberto onde vemos ao longe uma plataforma marítima, mais para o lado uma roda-gigante, tudo cercado por uma areia à beira de um mar que não vemos; a maioria dos planos da narrativa cinematográfica que se segue é fechada sobre as personagens, vai para o lado oposto deste plano inicial que serve a situar um cenário.

O cenário logo depois vai mudar muito. E os assuntos também. A garota que aparece no início do filme perdida entre acompanhantes praianos e, supõe-se entre meias palavras, se descobre grávida vai atravessar o Atlântico, fugir da família e ter à casa de seus tios, onde passa a conviver com uma prima de sua idade. Os conflitos de sua família de parentes interferem no problema da garota, que somente no final ressurge como um confronto de dilemas.

Quando eu era sombrio trata do lado problemático do ser humano. O lado mais escuro, como aduz o título original, que se refere a um tempo em que alguém (eu, “I” em inglês) costumava ser (“used to be”) mais sombrio (“darker”). Este hábito (supostamente pausado) do sombrio afeta o presente da personagem.

Além das garotas, a criatura vivida por Kim Taylor, a vocalista duma banda de rock, e que é a tia da protagonista e está em vias de separação do marido, é uma peça essencial do processo narrativo. Ela vai concluir o filme cantando ao violão, de olhos semicerrados, uma canção dorida.

Programação do Clube de Cinema para o próximo final de semana

No próximo Sábado (dia 06/09/2014) as 10h15min no Espaço Multiuso Santander assistiremos ao filme "O Babá(ca)" (The Sitter-2011). Noah Griffith (Jonah Hill) é um estudante irresponsável que foi suspenso do colégio. Disposto a usar o tempo ocioso para ganhar uma grana, o rapaz decide que vai trabalhar como babá. Logo após aceitar seu primeiro serviço como babysitter, Noah recebe uma ligação de sua ex-namorada prometendo sexo e drogas. Cheio de malícia, Noah coloca as três crianças que deveria cuidar no carro e parte para a farra, porém, acaba se envolvendo em confusões e ficando na mira de dois traficantes assassinos (Sam Rockwell e J.B. Smoov).

No próximo Domingo (dia 07/09/2014) as 10h15min na Sala Paulo Amorim assistiremos ao filme "Todos os Dias" (Everyday-2012). Karen (Shirley Henderson) e Ian (John Simms) são pais de quatro crianças pequenas e se amam profundamente. Eles levam uma rotina pacífica nos subúrbios da Inglaterra, apesar das dificuldades financeiras. O relacionamento dos dois é abalado quando Ian é condenado a cinco anos de prisão por razões que Karen desconhece. Durante todos este tempo ela tenta levar a vida sozinha, cuidando das crianças, trabalhando, visitando o marido e sonhando com o dia em que ele finalmente voltará para casa. Todos os Dias foi indicado ao prêmio de melhor filme nos festivais de Londres e Tallinn, além de ser indicado ao BAFTA na mesma categoria.

Sartori conversa com eleitores e relata projetos para reforçar segurança pública

Foto: Luiz Chaves

A insegurança no comércio varejista e a obrigação do Estado em garantir mais segurança às empresas e à população foi assunto constante nas conversas entre o candidato a governador José Ivo Sartori, comerciantes e pessoas que circularam pela Avenida Azenha nesta quarta-feira (03) pela manhã. Em companhia de Pedro Simon, candidato à reeleição ao Senado, e de José Fogaça, que concorre a deputado federal, Sartori ouviu queixas sobre a ocorrência frequente de assaltos e a ausência de policiamento ostensivo no bairro. “O que defendemos é a redução de tarefas administrativas tanto na Brigada Militar quanto na Polícia Civil, para deslocar mais policiais para as ruas. Os gaúchos estão inseguros, e com razão. Precisamos fortalecer a segurança, tanto na Capital como no Interior”, afirmou.

Sartori disse que a possibilidade de remanejar policiais para áreas onde exista maior incidência de roubos e furtos deve ser estudada. “O certo é que pretendo promover a recomposição dos efetivos da Brigada Militar e da Polícia Civil, e aparelhar as duas forças com tecnologia para combater o crime”, destacou o candidato, lembrando que em Caxias do Sul, quando prefeito, criou as bases de patrulhamento comunitário nos bairros onde havia maior violência. Ele citou ainda a criação da Secretaria de Segurança e Defesa Social e de um programa estruturado para proteção a escolas e grupos de terceira idade. “É preciso que os órgãos públicos trabalhem de maneira integrada”, observou.

A mesma integração, segundo Sartori, será estimulada por ele entre o governo e as entidades representativas do varejo e do atacado. “Os índices de criminalidade que temos hoje exigem que se execute um programa permanente de investimentos em recursos humanos e materiais, envolvendo governo e sociedade. A política estadual de segurança que planejamos será para fortalecer a parceria com as comunidades e as prefeituras em ações de combate e de prevenção ao crime”, explicou. “Isso implicará a instituição de Conselhos Municipais de Segurança Pública, aumento dos efetivos policiais e ampliação da capacidade investigativa da Polícia Civil.”

Por sua vez, o senador Pedro Simon afirmou que irá defender no Congresso mais ações de enfrentamento à violência. "A segurança pública é assunto de competência nacional e exige uma reação firme das autoridades contra o crime, antes que a situação fuja completamente do controle", ressaltou.

AGENDA DO CANDIDATO JOSÉ IVO SARTORI PARA QUINTA-FEIRA - 4 DE SETEMBRO

PORTO ALEGRE

8h30 - Café da manhã com as diretorias da AFISVEC E SINDIFISCO. Local: Hotel Embaixador - Sala Copetinni.

9h45min - Visita à diretoria da AFOCEFE Sindicato. Local: Rua dos Andradas, 1234 - 21º andar.

10h30min - Encontro com prefeitos do PMDB. Local: Sede do Diretório Estadual do PMDB.

11h30 - Caminhada com candidatos e apoiadores da coligação O Novo Caminho para o Rio Grande, da Praça da Alfândega até a Esquina Democrática.

12h30 - Almoço com os candidatos a presidente da República Marina Silva e a vice-presidente Beto Albuquerque. Local: Hotel Plaza São Rafael.

ESTEIO

14h30 - Acompanha os candidatos a presidente da República Marina Silva e a vice-presidente Beto Albuquerque em visita à Expointer.

CAXIAS DO SUL

20 horas - Mobilização da coligação O Novo Caminho para o Rio Grande, com a presença de Marina Silva, Beto Albuquerque e Pedro Simon. Local: Salão dos Capuchinhos - Rua General Sampaio, 161, bairro Rio Branco.

Vieira propõe revisão geral e anual de salários de servidores e novos concursos

Foto: Jefferson Bernardes

O candidato a governador do Estado pela coligação "O Rio Grande Merece Mais", Vieira da Cunha, durante caminhada no comércio de Canoas.

Em café da manhã nesta quarta-feira coma Federação Sindical dos Servidores Públicos do Rio Grande do Sul (Fessergs), o candidato do PDT ao governo do Estado, Vieira da Cunha, defendeu a revisão geral e anual dos salários dos servidores do Estado. Segundo ele, a proposta é completamente viável, já que a arrecadação do ICMS cresce acima da inflação.

“Não há argumento que justifique que os servidores não recebam, pelo menos, a reposição das perdas inflacionárias. O ICMS, por exemplo, subiu 12% no último ano, enquanto a inflação subiu 6%, o que torna o reajuste viável”, argumentou.

Além disso, Vieira defendeu a realização de novos concursos públicos, para combater a defasagem de pessoal em diversos setores. O exemplo dado foi o sistema de segurança pública, que acumula déficit de pessoal em todos os órgãos.

“A Brigada Militar, 20 anos atrás, tinha quase 30 mil PMs. Hoje, tem quase 6 mil a menos. A Polícia Civil tem 1/3 do efetivo necessário, o IGP e a Susepe também sofrem com a falta de pessoal”, disse.

Durante a conversa, Vieira também defendeu a manutenção e o fortalecimento do IPE Saúde, e falou sobre o pagamento dos precatórios.

“A luta deve ser pela federalização da dívida dos precatórios, algo que é previsto na constituição. A União assumiria a dívida, os credores receberiam o que tem direito e a União se creditaria com o Estado”, opinou.

Ao final do encontro, servidores do Departamento Autônomo de Estradas de Rodagem (Daer) entregaram um documento com sugestões para a reestruturação do órgão.

Outros compromissos

Após o encontro com os servidores, Vieira seguiu para Canoas, onde fez uma caminhada pelo Calçadão ao lado do candidato a deputado estadual Dario Silveira, da candidata a deputada federal Valderez da Silva e de militantes do PDT. Durante o resto do dia, ele concedeu entrevistas e gravou cenas para o programa de tv.

A agenda para esta quinta-feira, 04/09

8h30min - Café da manhã com o Sindicato Intermunicipal do Comércio Varejista de Combustíveis e Lubrificantes do RS (Sulpetro). Rua Coronel Genuíno, 210, Centro, Poro Alegre.

12h - Almoço na Associação Comercial Industrial de Camaquã (ACIC). Rua Júlio de Castilhos, 1140, Camaquã.

13h30min - Caminhada em Camaquã. Concentração em frente ao prédio da ACIC.

18h - Carreata em Arroio Grande. Concentração no trevo de acesso ao município.

19h30min - Jantar no Centro de Eventos do Sidata. Rua Baltazar Chagas, 652, Arroio Grande.

Shows de música e dança empolgam visitantes da 37ª Expointer

Quem vai até a 37ª Expointer, que acontece até o próximo domingo, 7, no Parque de Exposições Assis Brasil, em Esteio, tem a oportunidade de ver o melhor do agronegócio e da agricultura familiar e ainda acompanhar a apresentação de diversos espetáculos no palco principal da feira.

Desde sábado, 30, já passaram por lá artistas de vários estilos e ritmos , desde a música campeira, de galpão, nativista, vaneira, fandangueira, bugio, chamamé, valsas, milongas, missioneira, choro, bossa nova, samba, maracatu e maçambique.

Essa diversidade cultural atrai um público que faz questão de aplaudir músicos e dançarinos que sobem ao palco todas as tardes e noites na exposição. E, nem mesmo a chuva que caiu na terça-feira, o vento ou a instabilidade do clima, inibem a participação dos visitantes que costumam cantar e dançar durante os shows.

A Fundação Instituto Gaúcho de Tradição e Folclore (FIGTF), em parceria com a Subsecretaria do Parque de Exposições, é responsável pela coordenação da programação cultural do palco da 37ª Expointer.

PROGRAMAÇÃO DA FIGTF NO PALCO PRINCIPAL - 04/09 - QUINTA-FEIRA

A agenda cultural da Expointer 2014 desta quinta-feira, 4 de setembro inicia às 18h com apresentação de Zé Martins e Grupo Tempero Verde. A partir das 19h será a vez do Tributo a Luis Menezes subir ao palco principal. Essa programação tem direção artística de Marco Araujo, da Fundação Instituto Gaúcho de Tradição e Folclore (FIGTF), realização da Associação dos Amigos da Tradição (AATF) e patrocínio da Petrobras.

18h - ZÉ MARTINS E GRUPO TEMPERO VERDE - Apresentam o espetáculo musical Latinidade, que mostra parte da pesquisa que Zé Martins vem desenvolvendo há mais de 25 anos com a sonoridade e ritmos encontrados no continente sul-americano. Chamamés e chacareiras argentinas, cuecas bolivianas, huaynos peruanos, candombes uruguaios, milongas pampeanas, xotes do nordeste brasileiro e o canto do homem do interior do Brasil desfilam neste show.

19h - TRIBUTO A LUIS MENEZES -

de Serafina

SEMANA DA PÁTRIA

01 de Setembro de 2014, às 8h, na Piazzeta San Marco, iniciaram as comemorações em homenagem à Semana da Pátria. A Secretaria Municipal de Educação e a Secretaria Municipal de Cultura coordenaram o evento, onde estiveram presentes autoridades civis, militares, religiosas, direções, professores, estudantes das Escolas Estherina Marubin, Carneiro de Campos, Rainha D' Paz e APAE, Rádio Odisséia, Rádio Rosário, Rádio Liberdade e comunidade em geral. No ano de 2014, o Tema Nacional é AMAZÔNIA PATRIMÔNIO BRASILEIRO. A Amazônia é uma extensa planície que corresponde a 42% do território brasileiro, com rica hidrografia e vasta floresta pluvial equatorial que se estende por 3,7 milhões de quilômetros quadrados. A Amazônia brasileira compreende toda a Região Norte, englobando os Estados do Amazonas, Pará, Acre, Rondônia, Roraima e Amapá, abrangendo também o oeste do Estado do Maranhão, o Estado do Tocantins e norte do Estado do Mato Grosso. O Tema Estadual é - Lupicinio Rodrigues - 100 ANOS DE DORES AMORES, que nasceu em Porto Alegre, em 16 de setembro de 1914 e faleceu em 27 de agosto de 1974, foi um grande compositor brasileiro. Torcedor do Grêmio, compôs o Hino Tricolor, em 1953. Seu retrato está na Galeria dos Gremistas Imortais, no salão nobre do clube. O Tema Municipal, escolhido por representações do município, Prefeitura, escolas, estudantes e a comunidade, é Serafina Corrêa: Memórias e Histórias. O município de Serafina Corrêa completou neste ano cinquenta e quatro anos de Emancipação Politico e Administrativa. Uma história de bravura, trabalho e conquistas. O objetivo é retratar os feitos dos primeiros moradores desta terra, bem como, resgatar os costumes, crenças e histórias, como por exemplo, desde a simples receita da polenta até o elaborado artesanato da dressa. Além disso, valorizar as outras etnias e culturas que aqui chegaram e que contribuíram para o desenvolvimento de nosso município.

Durante toda a semana, representantes e entidades do município farão o hasteamento e arriamento das bandeiras, culminando no dia 07 de setembro, com a Caminhada Cívica, na Avenida Miguel Soccol, às 14h e finalizando no calçadão com a apresentação do Grupo de Dança Cia de Artes Caripaiguarás. Toda comunidade serafinense está convidada a participar.

Alunos da Escola Agrícola visitam a EXPOINTER 2014

Na terça-feira, dia 02 de setembro, as turmas do 8º e 9º Anos do Ensino Fundamental da Escola Municipal Agrícola, realizaram uma viagem de estudos para a EXPOINTER 2014, na cidade de Esteio RS. É uma tradição da Escola Agrícola proporcionar aos alunos dos anos finais do Ensino Fundamental visitar a EXPOINTER. A viagem organizada pela Direção tem como objetivo além de prestigiar a feira, entrar em contato com as novas tecnologias na área de zootecnia e agricultura, proporcionando aos alunos, a integração dos conteúdos ministrados na Escola com as tecnologias de produção das diferentes criações; possibilitando aos mesmos complementarem seus estudos através de aulas in loco, relacionando a teoria com a prática. Na oportunidade, foi possível conhecer novas tecnologias e lançamentos em diversas áreas do agronegócio brasileiro, especialmente relacionado às máquinas, implementos agrícolas e aperfeiçoamento genético. A viagem favoreceu a integração entre as turmas e professores, os quais tiveram essa excelente oportunidade de conviver e prestigiar uma importante feira agropecuária de destaque nacional e internacional, considerada a maior feira de animais da América Latina; a qual possibilitou também ao grupo a oportunidade de visitar os standers dos expositores serafinenses: Propriedade Giliotto e Cabanha Mussolini.
“O que eu ouço, eu esqueço. O que eu vejo, eu lembro. O que eu faço, eu entendo”. Confúcio

Acampamento Farroupilha 2014

Iniciou nesta semana, os preparativos para o acampamento farroupilha 2014, que acontecerá ao lado do Ginásio Municipal Irceu Antônio Gasparin, iniciando no dia 13 de Setembro a 21 de Setembro de 2014. A equipe das Secretarias de turismo,juventude,esporte e lazer, juntamente com a Secretaria de obras públicas,trânsito e desenvolvimento urbano,estão empenhadas para que a semana farroupilha 2014 tenha um grande sucesso e que os munìcipes e visitantes desfrutem de toda programação. Acompanhe a Programação.Participe!

3 de setembro de 2014

COMIDO PELO LEÃO



Mia couto contou no seu papo na urgs, nesta segunda, que de uma feita estava numa aldeia em Moçambique e foi chamado no meio da noite por um nativo da aldeia...no meio da noite...

- venha ver um homem morto....

ele foi lá e havia apenas parte do homem. o leão que o matara comera parte do pobre diabo e voltaria pra comer o resto,depois da digestão....

mia se cagou de medo, voltou pra sua tenda e começou ali a nascer um dos seus atuais romances...aliás o procuerei na saída mais já tinha esgotado....

talvez depois desta conversa eu me interesse pelos livros do mia couto...

aqui o bate papo na urgs....


sergio pantera propos ' negócios ' a mia couto na área da biologia.....


e os jornalistas na coletiva. so perguntou quem tava agendado...a ' gordinha' que conduziu a coletiva foi fera, não deixou tumultuar...

o escritor moçambicano durante seu papo...sem grandes delongas, foi simples e contou muitas estórias e histórias...um tempo agradável pra quem pode ouvir. eu gostei.

coletiva do mia couto na segunda passada...tentativa de ' invasão' do local por fãs e roger lerina no plenário pra perguntar. achei as perguntas muito fraquinhas, fraquinhas...a unica que se sobressaiu foi de uma guria de pelotas. não sei de onde. ela disse que tinha feito uma tese...sobre mia couto.ai a pergunta tinha base. o resto era puro deslumbramento...pobre, pobre...

plateiA PRA OUVIR MIA COUTO NA URGS NA 2

53 ANOS DA LEGALIDADE

POR JULIO PACHECO....

Depois de muita expectativa por razões de segurança e meteorológicas embarcamos no Curtiss Commander. Destino Brasilia. Jango havia decolado à bordo de um Caravelle da Varig algum tempo antes. Tempo fechado. Deveriam ser 18 horas, mais ou menos, quando aquêle "tanque" voador decola. Foi uma das piores viagens que já fiz. Chuva, vento, turbulência tudo o que poderia fazer o avião jogar. Uma escala para reabastecimento em Campinas (Viracopos) e depois já estabilizados e com melhores condições Brasilia por volta de 22.30 ou 23 horas. Fomos conduzidos ao anexo do Hotel do Lago. No dia seguinte, dia 06, por acaso, converso com uma pessoa no hall do Hotel o qual me pergunta se eu conhecia o Governador Mauro Borges Teixeira, de Goiás. Frente à minha resposta ele me diz ser seu motorista e que o patrão estava no Hotel, do outro lado da rua. O nome não me lembro mas, minutos depois ele retorna e me convida a subir ao apartamento do Governador que me recebe com um grande sorriso.
- Sou meio gaúcho, disse ele, eu servi em São Francisco de Assis e sou casado com uma conterrânea sua.

Gravei uma bôa matéria com ele que manteve uma conversa de quase uma hora comigo. Como ele viria à Pôrto Alegre para o dia 20 de setembro e receber o título de cidadão de Pôrto Alegre, combinamos nova entrevista para ser realizada aqui. Conversamos novamente no Hotel Plaza e fiz um bom papo com ele na transmissão que realizamos o Dilamar Machado e eu do desfile de 20 de setembro na Av. João Pessoa pela Radio Gaúcha naquele ano de 1961.
Mauro Borges Teixeira era militar, filho de Pedro Ludovico líder da revolução de 30 em Goiás e responsável pela mudança da Capital para Goiânia.
No início de sua carreira veio servir no sul casando em São Francisco de Assis com Maria de Lourdes Estivallet. Durante minha estada em Brasilia anos depois mantive um ou dois encontros com ele que faleceu no ano passado, 2013,em março, com 93 anos.

64

TRES ANOS DEPOIS DE GRAVAR A FAMOSA ENTREVISTA DO JANGO NO PPIRATINI, JULIO PACHECO ESTÁ NA FRENTE DOS QUARTEIS, COMO SOLDADO DO EXÉRCITO....

ERA 1964....TUDO ESTAVA MUDANDO....

Protásio


parada do corredor d aprotásio junto a eça de queiroz, onde era porto de elis foi extinta...ninguém sabe porque a EPTC acabou com ela....fica mais de um quilometro agora uma da outra....alô EPTC.....


garção charles, da caverna do ratão...tem mais de 20 anos de casa...saiu e depois voltou...

os clientes pediram ele de volta.

FAMOSO MAU HUMOR

os taxistas que levavam a senadora Ana Amélia do Sheraton pra teve pra fazer seus comentários lembram até hoje do famoso mau humor de quem trabalhou com a senadora....

* que o digam alguns coleguinhas que provaram disto...

CARLOS BASTOS, quando Maurício o mandou cobrir a Constituinte em 88 viu o que é mau humor da hoje senadora e candidata ao governo do estado....

* Serginho Ros, também, quando se meteu a besta na rádio alvorada, em Brasília....

de Serafina

serafina está sem rodoviária. esta imagem é dos anos 70....na av. julio campos, hj miguel soccol.

Vieira da Cunha, durante almoço em restaurante popular de Alvorada.

FOTO: Jefferson Bernardes

Vieira comenta com um popular:

- Isto é o que meu cumpadre CAPINCHO SEMPRE COME EM SÃO BORJA...mas eu não tou acostumado

Histórias do meu pai

O blusão que ele me emprestava

Quando era jovem e ia ao colégio, meu pai sempre me emprestava uma blusa dele....

Às vezes já fazia um pouco de calor, mas eu a pedia emprestada, e ele nunca dizia não....

Era um blusão daqueles de inverno, mas eu gostava de usar...

Quando vi fazerem uma limpa dias atrás do armário dele, me lembrei daquele velho blusão....

A roupa dele foi dada pra quem precisava. Alguns conhecidos dele não quiseram, porque tem gente que tem medo de usar roupa de morto. Pura bobagem....

Coleguinhas

o narrador da Gazeta de Sta Cruz do Sul no domingo no Arena...



ele só falava de São Gabriel, porque é sua terra natal....contava piadas de lá.....

MUITA HORA EXTRA

Licinio Azevedo,hoje cineasta em Maputo, andava numa merda de dar do, em 72/73. Morava num pequeno apê na Getúlio, tinha recém casado - a mulher a Bibiana uma uruguaia que ele praticamente 'sequestrara' de Montevideo porque era menor estava pra parir,ou recém tinha parido a Clarice,e ele precisava faturar um pouco mais como repórter de polícia na ZH( nada a ver com a zh de hoje....era outro jornal chamado de ' expreme e sai sangue' até nas delegacias de policia, onde os delegados preferiam as cortesias da caldas jr, do que a zero hora que a gente levava-ganhávamos 4 exemplares cada repórter pra dar pros ' tiras' )

enfim, na editoria de polícia, Sergio Becker , o sub editor que tinha um saco de filó pra corrigir nossos textos e amaciar nossas broncas ' revolucionárias ' junto ao Lauro Schirmer e Armando Bur( o Felhberg estava então de chefe de imprensa do Médici) e o renatinho pinto da silva, o editor, decidiram que o Licinio seria o repórter pra fazer matérias pra ZH dominical aberta pelo Marcos Faermann( não deu certo, depois foi fechada e voltou mais tarde...) e pra isto fazia horas extras...naqueles anos isto contava muito...e botava conta nisto...naquela pindaíba isto era uma força e tanto...

Quando Bekcer levou pro Lauro abonar as horas extras do Licinio, o Lauro cortou pela metade....

- Não tenho dinheiro pra pagar tudo isto, paga tanto....

( com a colaboração do Sérgio Becker)

sossella não....

alugém ligou pro gabinete do deputado postal e como hoje tem jantar com ele no 35, a funcionária ao ver a confusão dos jantares do seu chefe com o de sossella, aquele dos 2.500,00 explicou:

- não é o do sossella, do sossella não....

Pessoal quer ficar longe da confusão.

o jantar do dep postal hoje no 35 e 25,00 pilas......

Trânsito

um carro desce a rua da ladeira, no meio das motos. ali é proibido.

Tio de volta meu amigo!

De: rekern
Para: olidescanton@bol.com.br

A CANDIDATA M.

O melhor de tudo com a entrada da candidata M. na corrida eleitoral é que decretou o fim do PSDB. Que como partido, vai para o mesmo caminho que o Democratas. Depois da eleição deve acontecer uma debandada geral das aves de arribação daquele partido para outras agremiações políticas.

A candidata M. tudo sabe e sempre tem uma resposta blasé para cada nova indagação dos adversários. Mais uns dois debates e os público vai encher o saco do papinho dela.

A candidata M. já foi a favor do casamento gay, agora é contra. Já foi contra os usineiros nordestinos, agora é a favor. Já foi contra a indústria do petróleo e o pré-sal, agora é a favor, mas amanhã pode mudar. Já foi contra o sistema financeiro, agora é apoiada e financiada por ele.

O que será que a candidata M vaio fazer, se for eleita, para enfrentar a crise mundial que se avizinha por aí. Vai cantar um hino evangélico, plantar um pé de funcho ou dizer que a culpa é das estrelas?

A candidata M. era contra os transgênicos e agora é favor, era a favor da transparência e agora não revela suas fontes de renda. Enquanto ela tenta uma parceria com Deus, seu vice faz acordos do Diabo para conseguir uma base de sustentação eleitoral.

Eu vou votar na Dilma, pelo menos sei no que estou votando.

Rekern

ORGIA E CRIME À BEIRA DO LAGO

por Eron Duarte Fagundes

Como escreveu um articulista francês, Alain Guiraudie põe fogo no lago. Acrescente-se: e no rabo de suas personagens. Um estranho no lago (L’inconnu du lac; 2012) é um choque narrativo e moral. Não é a primeira realização do cineasta. Um de seus filmes anteriores, feito em 2000, tem um título provocativo, insinuante, que inunda nosso cérebro de ideias. Em francês: “Ce vieux rêve qui bouge”. Algo assim: “Este velho sonho que se transforma”. O cinema como um sonho em mutação. É assim também com as imagens de Um estranho no lago: as coisas se vão transformando meio secretamente.

O fogo cinematográfico de Guiraudie não poupa nada. Na França o despudor do realizador e de seus intérpretes causou tanto desconforto e discussões quanto as sequências lésbicas em primeiro plano em Azul é a cor mais quente (2013), de Abdelatif Kechiche. Infelizmente estas percepções que o cinema traz como nenhuma outra arte contemporânea (ver as coisas, mesmo que individualmente, pelo prisma das sensações coletivas diversificadas) não chegaram aqui no caso de Um estranho no lago, pois, ainda por enquanto, as ousadias formais e temáticas que propõe assustam um pouco os exibidores comerciais.

O lado desconcertante e belo do filme de Guiraudie é que se trata duma grande foda à beira de um lago, filmada com grande personalidade plástica, um pouco como se Robert Bresson decidisse pôr diante de suas câmaras uma porção de sacanagem. Claro: esquecendo-se o despojamento, concentrando-se no rigor plástico. A trama se permuta no espaço e no tempo (algo que o vocábulo francês, “bouger”, poderia definir melhor, “ce vieux rêve qui bouge”). O que vemos no princípio? A tranquilidade paradisíaca de um local de águas e matas. Esta tranquilidade é acelerada pelas conjunções corporais de homens/atores que não se poupam no prazer buscado. Há um pouco de Pasolini por aí (como em alguns filmes do brasileiro Sérgio Bianchi). Maldição! Uma crônica de aventuras sexuais homoeróticas? Até o momento em que o andamento cronístico da narrativa propõe um mergulho na atmosfera policial ditada a partir da figura do detetive: esta figura perturba o método inicial do filme. Como afirmou Jean-Luc Godard numa entrevista ao Le Monde este ano à época do Festival de Cinema de Cannes, é preciso ter pelo menos cara de mudar antes que ter cara de nada fazer. “Bouger”, eis a questão: é deste verbo que também se valeu Godard na entrevista aludida, ecoando agora com o título de um antigo filme de Guiraudie. Como uma serpente, Um estranho no lago desliza na mata de suas mutações.

O que vemos no filme? Homossexuais transando. Exceção: há um homem que aparece por ali sem intenções sexuais. Senta-se e põe-se a conversar com um homossexual. É a ocorrência da amizade à beira do sexo. O lago, o sexo. À beira: conversas, necessidades afetivas de compreensão e atenção. Mistérios surgem. Um homossexual é morto. Suspeito aparente: o bonachão homem que conversa e conversa e não quer transar com ninguém. Evolução da trama: o perigoso parceiro do homossexual que dá trela ao desconhecido (aparentemente não-homossexual) que chega por ali somente para conversar e matar a solidão, este parceiro degringola (=transforma-se em, muda para) para a personagem do criminoso que no fim metamorfoseia aquilo que vinha sendo uma orgia de carne numa retaliação de carnes, sobrando inclusive para a criatura do detetive que se pusera a investigar o crime no lago.

Exacerbado. Exagerado. Perigoso. Molestador. Um estranho no lago é um oásis no cinema. Sob qualquer ângulo que se mire. É pena que suas altercações não aportaram por aqui. Precisaríamos dela nestes tempos de hipocrisia moral.

NACIONAL EM CRISE?

PODE SER MERA COINCIDENCIA...O NACIONAL DA CARAZINHO QUE FICOU FECHADO DOIS DIAS, TAVA HJ DE MANHA DANDO APENAS SACOLAS PEQUENAS. SÓ UMA GRANDINHA PRA MINERAL. O RESTO SÓ SACOLA PEQUENA. CRISE A VISTA???

* NA GUERRA DOS SUPER, TOMARA QUE ABRA UM ZAFFARI POR AQUI....

De SB

cenas do rio uruguai, na parceria do truco...do findi que passou...fotos do capincho....

Em Alvorada, Vieira apresenta proposta de recomposição dos efetivos das polícias

O candidato do PDT ao governo do Estado, Vieira da Cunha, esteve em Alvorada nesta terça-feira. Ele fez campanha em lojas da Avenida Getúlio Vargas e almoçou em um restaurante com companheiros da coligação O Rio Grande Merece Mais (PDT, DEM, PSC, PV e PEN).

A agenda previa uma caminhada pelas principais ruas da cidade, mas a chuva atrapalhou os planos. Com isso, o candidato priorizou a conversa com os comerciantes, onde ouviu, principalmente, relatos de sensação de insegurança devido ao alto número de furtos e roubos.

“Os índices de criminalidade chegaram a um nível insuportável. Quando o Collares deixou o governo nós tínhamos 30 mil brigadianos no Estado. Hoje, os problemas aumentaram, os índices de criminalidade cresceram e nós temos 6 mil PMs a menos nas ruas. E não é diferente na Polícia Civil, nos agentes penitenciários, nos peritos. Nós nos comprometemos em fazer concurso todos os anos para a área da segurança pública, e não apenas quando a situação chega a um nível insuportável. Com o Programa Sistema Integrado de Segurança, também vamos investir em tecnologia e integrar os órgãos de segurança”, disse Vieira.

Além da atividade em Alvorada, Vieira utilizou a terça-feira para gravar os programas de rádio e televisão da coligação. No fim da tarde, o candidato vai a Canoas, onde participa de uma entrevista no programa Conexão RS, da Ulbra TV, a partir das 18h.

A agenda para esta quarta-feira, 03/09

7h45min - Entrevista para a Rádio FM Cultura. Rua Corrêa Lima, 2118 - Santa Teresa, Porto Alegre.

9h - Café da Manhã na Federação Sindical dos Servidores Públicos do Rio Grande do Sul. Rua Dr. Flores, 307, 6º andar, Porto Alegre.

11h - Caminhada no calçadão de Canoas. Concentração no início do calçadão, próximo da Estação Trensurb.

14h30min - Gravação de vídeo para o sindicato das Industrias de Material Plástico no Estado do Rio Grande do Sul. Rua General Andrade Neves, 14, sala 801. Porto Alegre.

15h - Entrevista ao Grêmio Estudantil do Anchieta. Rua General Andrade Neves, 14, sala 801. Porto Alegre.

16h - Visita à Paróquia Nossa Senhora da Aparecida, no bairro Restinga. Estrada Barro Vermelho, 535, Restinga.

18h - Reunião da Coligação O Rio Grande Merece Mais. Rua Felix da Cunha, 311, bairro Floresta, Porto Alegre.

Sartori garante apoio a iniciativas contra preconceito

Foto: Luiz Chaves

O combate a preconceitos de cor, religião e orientação sexual, e o fortalecimento de programas sociais para promoção da igualdade de gêneros foram defendidos pelo candidato a governador José Ivo Sartori, nesta terça-feira (02), ao receber representantes da Comissão Especial de Diversidade Sexual da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB-RS), no Comitê de Campanha. Sartori disse ser favorável à manutenção da Coordenadoria Estadual de Diversidade Sexual e à criação de delegacias especializadas para prestar atendimento a casos de violência contra grupos minoritários.

Os integrantes da comissão, que tem como presidente o advogado Leonardo Ferreira Mello, entregaram ao candidato uma pauta com dez itens propostos para a garantia da livre orientação sexual e da identidade de gênero. O objetivo é estabelecer direitos ao grupo de Lésbicas, Gays, Bissexuais, Travestis, Transexuais e Intersexuados (LGBTI), incluindo a criminalização da homofobia através do Estatuto da Diversidade Sexual. Para isso, a comissão está fazendo um abaixo-assinado que será protocolado como projeto de lei popular a partir do momento em que forem atingidas 1,5 milhão de adesões.

Sartori observou que o enfrentamento da homofobia, hoje, vem sendo exercido pelo trabalho coletivo de organizações sociais que acabam substituindo a iniciativa do poder público. “O aparelho político estatal é lento e ainda precisa ser mais atuante para combater a impunidade e represar o preconceito”, afirmou. Segundo ele, a educação também tem papel decisivo para que se crie uma cultura de não-violência e de respeito à cidadania de quem ainda é vítima de preconceito.

AGENDA DO CANDIDATO JOSÉ IVO SARTORI PARA QUARTA-FEIRA - 3 DE SETEMBRO

PORTO ALEGRE

11h30 - Caminhada no comércio da Avenida Azenha, a partir da esquina com a Avenida Ipiranga.

ESTEIO

14h às 16h - Gravação para o programa eleitoral gratuito na Expointer.

PORTO ALEGRE

17 horas - Caminhada pelo bairro Bom Fim, a partir da esquina da Avenida Protásio Alves com Rua Ramiro Barcelos.

20 horas - Lançamento de candidatura do deputado Alexandre Postal. Local: CTG 35.

de Serafina

SEMANA DA PÁTRIA

01 de Setembro de 2014, às 8h, na Piazzeta San Marco, iniciaram as comemorações em homenagem à Semana da Pátria. A Secretaria Municipal de Educação e a Secretaria Municipal de Cultura coordenaram o evento, onde estiveram presentes autoridades civis, militares, religiosas, direções, professores, estudantes das Escolas Estherina Marubin, Carneiro de Campos, Rainha D' Paz e APAE, Rádio Odisséia, Rádio Rosário, Rádio Liberdade e comunidade em geral.
No ano de 2014, o Tema Nacional é AMAZÔNIA PATRIMÔNIO BRASILEIRO. A Amazônia é uma extensa planície que corresponde a 42% do território brasileiro, com rica hidrografia e vasta floresta pluvial equatorial que se estende por 3,7 milhões de quilômetros quadrados. A Amazônia brasileira compreende toda a Região Norte, englobando os Estados do Amazonas, Pará, Acre, Rondônia, Roraima e Amapá, abrangendo também o oeste do Estado do Maranhão, o Estado do Tocantins e norte do Estado do Mato Grosso.

O Tema Estadual é Meu Jeito de Ser Brasileiro - Centenário de Lupicinio Rodrigues que nasceu em Porto Alegre, em 16 de setembro de 1914 e faleceu também em nasceu em Porto Alegre em 27 de agosto de 1974, foi um grande compositor brasileiro. Torcedor do Grêmio, compôs o Hino Tricolor, em 1953. Seu retrato está na Galeria dos Gremistas Imortais, no salão nobre do clube. O Tema Municipal, escolhido por representações do município, Prefeitura, escolas, estudantes e a comunidade, é Serafina Corrêa: Memórias e Histórias. O município de Serafina Corrêa completou neste ano cinquenta e quatro anos de Emancipação Politico e Administrativa. Uma história de bravura, trabalho e conquistas.

O objetivo é retratar os feitos dos primeiros moradores desta terra, bem como, resgatar os costumes, crenças e histórias, como por exemplo, desde a simples receita da polenta até o elaborado artesanato da dressa. Além disso, valorizar as outras etnias e culturas que aqui chegaram e que contribuíram para o desenvolvimento de nosso município. Durante toda a semana, representantes e entidades do município farão o hasteamento e arriamento das bandeiras, culminando no dia 07 de setembro, com a Caminhada Cívica, na Avenida Miguel Soccol, às 14h. Toda comunidade serafinense está convidada a participar.

2 de setembro de 2014

EXCLUSIVO

JULIO PACHECO CONTA COMO FEZ A FAMOSA GRAVAÇÃO DA DISCUSSÃO ENTRE JANGO E OS JORNALISTAS NO PALÁCIO PIRATINI QUANDO ELE RESOLVEU ACEITAR O PARLAMENTARISMO E RECUAR.


identificados na foto...além de jango,carlos contursi, fotografoe um assessor de brizola,Marco aurélio Barbosa, o ' cururu' do Quaraí,Leo Ramos,Naio Lopes de Almeida, sobrinho de Jango,Flávio Gonçalves Dias,da Itaí,Fernando Barros, Julio Pacheco,deputado Milton Dutra. a foto é do Jairo Brandebuskri. o dono da foto, Julio Pacheco, anotou" ainda da chegada de jango ao palácio. O presidente não tinha fósforos".

pOR jULIO CESAR PACHECO...

No dia 02 de setembro de 1961, tendo em vista a possibilidade de viajar para Brasilia, procurei conseguir na Rádio Gaúcha, na época no 11º andar do Edifício União, uma gravadora. Como a rádio estava requisitada somente consegui um gravador "Geloso" do Departamento de Esportes que me foi alcançado pelo Ari dos Santos. Com ele permaneci no Palácio aguardando os fatos. O Jango lança um manifesto por volta de 22 horas informando a aceitação do regime parlamentarista o que provocou grande revolta dos jornalistas. Hamilton Chaves, Carlos Contursi, Carlos Bastos, Flávio Tavares, Tarso de Castro, Norberto Silveira e outros demonstram grande revolta com a nota o que, sem dúvida chegou ao conhecimento do Jango. Brizola não apareceu. Lá pelas 22.40 ouve-se um grande alarido no térreo do Palácio com gritos do Flávio Tavares de que o Jango, " o Presidente sem emenda parlamentarista queria falar com os jornalistas ". Jango estava acompanhado de Nei Brito, Chefe da Casa Civil e do Carlos Contursi. Tive a felicidade de ligar o gravador e guardar a integra dessa conversa, bastante alterada em alguns momentos entre Jango e os jornalistas. A integra destes termos é, hoje 53 anos depois,de domínio público. Recebi a solicitação de um dos participantes do episódio de empréstimo do acetato original o qual nunca me foi devolvido.
Existe uma cópia nos arquivos da Rádio Gaúcha pois forneci quando da comemoração dos 30 anos da Legalidade. No mais, a íntegra, está no livro "Reportagem da Legalidade" do Norberto Silveira (1991). Êste gravador me acompanhou à Brasilia à bordo de um Curtiss Commander da Varig
onde acompanhei a posse do Jango e fiz uma boa matéria com o Governador Mauro Borges de Goiás.

MIA COUTO DIZ QUE GOSTA 'MUITO' DO SEU LADO FEMININO...



O escritor moçambicano, nascido em Beira( se não me engano é a cidade onde o Antônio Oliveira e Teresa moraram em Moçambique) disse hoje na aula magna da UFRGS que perdeu os pruridos do machismo e que agora dá vazão ao seu lado feminino...

- Gosto deste meu lado, contou ele....

Com um auditório totalmente lotado, principalmente de mulheres, Mia Couto discorreu sobre sua vida, de onde vem sua inspiração poética de escritor.

Falou principalmente em sua casa onde morou na infância e falou muito do seu pai - um ferroviário que gostava de juntar pedrinhas ao longo do caminho ferroviário.

Mia, cujo nome é Antônio, é talvez hoje um dos escritores africanos mais conhecidos no mundo. Começou a vir pro Brasil há uns 15 anos e na época era um ilustre desconhecido.

MULHERES EM FRENISI


a urgs recebe mia co uto...

Couto contou que esteve na jornada de Passo Fundo - citou a professora Tânia Rossling - e que das 3.500 pessoas que estavam embaixo ' daquela tenda ' - ' seguramente 3.400' eram mulheres.

- Muitas das perguntas que me enviaram eram do tipo: te espero ali fora....contou ele , demonstrando o assédio feminino.

Particularte gostei do papo do Mia Couto. Achava que pela fama ele fosse mais besta, mas não é nem um pouco. Entendi que ele aprendeu a lidar com a fama e sabe separar muito bem as coisas. Ficou o tempo todo sério e em nenhum momento se mostrou deslumbrado, dando provas de que já aprendeu a lidar com a fama e os fãs....(geralmente uns chatos de galocha...)

Eu não gosto da palavra profissionalismo, mas no caso de Mia ela poderia ser empregada....

Na hora da coletiva da imprensa, até algunas ' guriazinhas deslumbradas' - uma de um grande jornal da capital que tentou demonstrar uma certa ' intimidade' com ele, dizendo ' estamos aqui de novo' -( é que ela tinha feito uma matéria que saiu no jornal que trabalha na edição de segunda)- ele levou numa boa...Não se impressionou, respondeu a todos com respeito,até quando o louco do Sérgio Pantera - outro escritor - pediu pra fazer uma associação , uma parceira proque Mia é biólogo e Pantera quer fazer negócios. Mia não disse nada, respondeu a tudo com respeito, dizendo mais ou menos, depois nós vamos ver isto....



* O aspecto que me chamou a atenção foi que a aula magna da URGS tenha tido um escritor moçambicano a dar, no começo do segundo semestre.

Mas claro que Mia aprendeu a ser um ' produto', ou seja, ele faz o que o ' mercado ' - que ele costuma criticar e criticou hoje - manda que faça. tipo assim como beber uma coca-cola...

Mia Couto contou que os pais queriam que ele fosse médico. Não deu...foi ser biólogo e parece que sempre levou isto muito a sério, embora não se ache um cientista....

(Olides canton)

O AUTOGRAFO DE MIA COUTO



Quis pegar esta autografo do Mia Couto como uma homenagem de um querido amigo, que não vejo há muitos anos...

Quando falei no Licinio Silveira ele riu e demonstrou ser muito seu conhecido. disse até um nome, ou apelido, que não consegui ouvir...

falo isto porque o Licinio quando vinha de Maputo nos anos 70/80 me trazia livros do Mia Couto, acho que procurando tenho ainda lá em casa....

se é que não os joguei fora...espero que não...

Hoje, como uma espécie de redençaõ fui pegar seu autografo e vou guardar....

(Olides Canton)

Churrasco

A PF ouviu hoje funcionários da ALRS sobre o famoso, já,churrasco do presidente Sossella....Foram ouvidos três deles...

* O churrasco é dia 3, no Harmonia....2.500,00 contos é salgado .....

Racismo

PROTESTOS DA TORCIDA DO GREMIO CONTRA O RACISMO. DO LADO DE FORA....

a torcida do gremio pediu domingo no jogo contra o bahia o fim do racismo no estádio...fiz estas fotos na rua, não foi cobra mandada da direção como depois se viu no campo....

TOU CUIDANDO DE MINHA VIDA.

depois de tudo que passei, agora cuido de minha vida...

quando morreu o irceu gasparin, prefeito de serafina, em 1982, meses depois encontrei sua viuva, em torres, com as crianças pequenas...

ela apenas me disse:

-agora tenho que cuidar de mim e de meus filhos....

é isto daí...
como diz o cerutti, que não vejo há tempos, depois do caos vem a ordem....assim deus fez na criação do mundo(não me venham com religião pra cima de mim, a minha fé é no trabalho, foi o legado que meu pai deixoupra nós....)

Ufrgs

LAGARTEANDO NO PATIO DA URGS, NA 6 PASSADA....




a gurizada senta no chão...quando se imaginaria isto nos tempos dos milicos....

O RENEGADO

André Machado é um renegado dentro do PDT. Certos setores do partido torcem pra que ele não se eleja...

* filho de dilamar, histórico brizolista, ao ir pro pcdob é visto como ' comeu e virou o coxo' dentro de setores dopdt, ligados ao "matheuismo",adeptos do falecido líder Matheus Schmidt.

de serafina...

a lista dos votos a favor da emancipação de serafina....

datada de 16.4.1958, da lista só a minha mãe ainda viva dos que assinaram esta lista....

dos leitores

ganha a marina, diz pro alencar que ganha ela. kkkkk olides

do ramão aguilar...de SB

A respeito da Feira ninguém fala nada, tudo parado mesmo que água de poço.
Ramão

A SOLIDÃO MORTAL NO MAR

por Eron Duarte Fagundes

Um filme islandês exibido no Brasil é uma raridade. Mais ainda quando se trata de um lançamento comercial. Sobrevivente (2012), de Baltasar Kormákur, apesar dos aspectos contemplativos do seu estilo de filmar, insistindo no olhar lento e sereno (mesmo diante da adversidade da personagem central), não deve apresentar grandes dificuldades de assimilação para o espectador brasileiro. É uma aventura-limite que poderia lembrar algumas filmadas pelo alemão Werner Herzog: claro que com menos brilho, intensidade plástica e rigor de encenação. Mas é uma narrativa, digamos assim, aproveitável: nos limites dos problemas deste vocábulo.

Ao que se diz extraído duma história real, passada em 1984 no Atlântico Norte, Sobrevivente conta a história dum sobrevivente, um homem que, após o naufrágio do navio pesqueiro em que trafegava (ou navegava) com alguns companheiros de trilhas (ou milhas) marítimas, foi o único a sobreviver. A medicina em torno da criatura se espanta: como pôde ele, um homem pesado, nadar uma distância tão grande? Saltam explicações, uma delas sua própria gordura, que impediria que ele sofresse, no frio do alto mar, de hipotermia.

Fora sua linguagem compassada e a contemplação do isolamento de um ser em águas solitárias, Sobrevivente acaba enveredando para lugares comuns do cinema. Mas não chega a perder o belo rumo que propõe ao espectador.

de São Borja

o truco de são borja....



festearam 3 dias segunda manda dizer e manda fotos o capincho. grande momento.agora o capincho promete 1 mil votos pro loureiro de santo angelo.vamos ver(olides)

De: letier12
Para: olidescanton@bol.com.br

Foi no Pesqueiro da Cerealista Albaruska, deu 34 trios (102 que jogaram) mais o pessoal de apoio num total de 140 mais ou menos, essa foi a 14º edição, ano que vem tem de novo, no terceiro fim de semana de agosto.

Letier Vivian
São Borja/RS

ORESTES X MARCO ANTONIO PEREIRA

tava agora ha pouco no arena, quando no intervalo do jogo o Marco Pereira, da Gaúcha, avistou o orestes de andrade e gritou:

- O nando me disse que tu tá ganhando muito!!!!

- Pra que eu faço é verdade, respondeu o cara da Guaíba....

* Vi o jogo de domingo,parte dele, numa cabine ao lado do colega da rádio Gazeta de Sta Cruz do sul. ele me contou coisas legais sobre rádios do interior...e falou no meu blog ao vivo e a cores...bom colega.

Sartori leva propostas de mobilidade à Região Metropolitana

Foto: Luiz Chaves

A proposta de implementação de projetos de mobilidade urbana para a Região Metropolitana que atendam, de maneira integrada, às demandas dos municípios foi apresentada pelo candidato a governador José Ivo Sartori, nesta segunda-feira (1º) pela manhã, a empresários em Canoas. “Somos favoráveis à ideia de criação de uma autoridade metropolitana para cuidar especialmente das questões locais”, adiantou Sartori, observando que o mesmo está sendo pensado por ele para outras áreas do Estado, como Serra, Grande Passo Fundo e Região Central.

“Precisamos, ainda, fortalecer políticas com metas econômicas e sociais para o desenvolvimento da Região Metropolitana”, afirmou o candidato ao falar para representantes da Câmara de Indústria, Comércio e Serviços (CICS) de Canoas, na sede da entidade. No início da tarde, ele participou também de uma caminhada com militantes e apoiadores pelas ruas centrais do município.

DÍVIDA ESTADUAL - Aos empresários, Sartori disse ainda que a proposta de refinanciamento da dívida do Rio Grande do Sul com o governo federal apresentada para votação pelo Senado não tira o Estado da sangria financeira. Segundo ele, é necessário reduzir os juros e as parcelas da dívida pela metade, para impedir que o Rio Grande do Sul perca quase R$ 3 bilhões por ano, que poderiam ser destinados a investimentos em vários setores.

“O que temos aí é uma proposta que apenas prorroga a agonia e empurra o problema para a frente, sem solução”, defendeu o candidato. Sartori lembrou que o Rio Grande do Sul remete atualmente 12,9% da Receita Corrente Líquida para o pagamento da dívida com o governo federal. “Não dá mais para levar isso adiante”, afirmou, acrescentando que o passivo ficará para ser enfrentado pelo próximo governante. Os caminhos para o equilíbrio fiscal, segundo Sartori, são uma renegociação que alivie de fato o peso financeiro para o Estado, menor endividamento daqui para diante e melhor gestão dos recursos públicos.

AGENDA DO CANDIDATO JOSÉ IVO SARTORI PARA TERÇA-FEIRA - 2 DE SETEMBRO

PORTO ALEGRE

8h20 - Entrevista para emissoras de rádio.

9 horas - Recebe representantes da Comissão Especial da Diversidade Sexual da OAB. Local: Comitê de Campanha - Avenida Paraná, 1488.

11h15 - Entrevista para o programa SBT Rio Grande.

À tarde - Gravação de rádio e TV para o programa eleitoral gratuito.

18h30 - Participa de evento da Associação dos Procuradores do Estado do RS.

Vieira se compromete com implantação de hospital regional no Vale do Sinos

FOTO: Jefferson Bernardes

Vieira da Cunha durante mobilizacao na Esquina Democratica

Um debate no Salão de Atos do Campus 2 da Universidade Feevale, nesta segunda-feira (1º), reuniu os oito candidatos ao governo do Estado em Novo Hamburgo, no Vale do Sinos. O evento foi uma promoção da Central Grupo Sinos de Eleições, Feevale, Associação dos Municípios do Vale do Sinos e Associação dos Municípios do Vale do Paranhana. Os temas escolhidos foram relacionados às principais demandas da região.

A primeira pergunta foi sobre o aumento de efetivo da Brigada Militar e a implantação de sistema de monitoramento eletrônico. Ao responder, Vieira expôs os números assustadores da violência e afirmou que o tema da segurança pública será tratado como prioridade em seu governo.

“Ao contrário do que disse há pouco o governador, o número de homicídios cresceu 22% este ano em relação ao mesmo período do ano passado. É uma insegurança total, e a Região do Vale do Sinos sabe bem do que eu estou falando. Isso é resultado de uma política de segurança que tem uma defasagem de efetivo enorme. Basta dizer que quando o PDT saiu do governo, em 1994, o efetivo da Brigada Militar era de quase 30 mil, hoje, passados 20 anos, a demanda aumentou e temos quase 6 mil PMs a menos. No meu governo irei criar um programa Integrado de Segurança Pública, recompor os efetivos da Brigada Militar, Polícia Civil, Susepe e Instituto de Perícias, integrar os efetivos e investir em tecnologia”, disse Vieira, que foi aplaudido pela plateia, formada por 500 pessoas, em sua maioria estudantes da universidade.

No segundo bloco, o candidato Edson Estivalete Bilhalva perguntou a Vieira se haverá isonomia das polícias e se ele fará segurança de fato. Vieira respondeu que já esteve em contato com as associações de servidores da Brigada Militar, reuniu-se com policiais civis e sabe da realidade dos órgãos de segurança do Rio Grande do Sul.

“O Estado age por espasmos. Nós temos que ter concursos públicos todos os anos para a área da segurança. Não é possível um déficit de 6 mil PMs. Há pouco tivemos suspensa a transferência de presos do Presídio Central, porque eles estavam indo para cadeias sem agentes penitenciários. Os jornais noticiaram recentemente que há 7 mil perícias atrasadas, sabem o que isso significa? Impunidade”, afirmou Vieira, enumerando dados que ilustram o caos na segurança.

No terceiro bloco, foram apresentados temas de saúde para os candidatos, com ênfase em duas questões: a implantação de um hospital regional, e a construção de um centro de especialidades na região. Vieira utilizou o espaço para apresentar seu plano de governo para a área, e firmou compromisso com a implantação de um hospital regional, para atender as comunidades do Vale do Sinos e Vale do Paranhana.

“No meu governo, vou implantar o Programa Saúde Mais Perto das Pessoas, para dar um atendimento ágil e de qualidade nas próprias regiões. Quero também que fique registrado um compromisso público, para que seja construído aqui o hospital regional que os vales do Sinos e do Paranhana precisam. Temos também que aproveitar melhor a estrutura que já existe no Rio Grande do Sul”, respondeu Vieira, que falou também sobre um estudo divulgado recentemente pela Federação das Santas Casas, que aponta a subutilização de 5 mil leitos no Estado, o que evidencia a falta de gestão na área. O trabalhista também se comprometeu em investir os 12% da receita em saúde, o que é previsto por lei.

No quarto bloco, o sorteio definiu que Vieira perguntasse ao candidato Tarso Genro. Vieira citou entrevista recente do secretário da Fazenda, Odir Tonollier, na qual ele disse que o próximo governador “terá de fazer escolhas”, e que o governo do PT optaria por, apenas, pagar a folha de pagamento, o que contrasta com o discurso do governador Tarso Genro de que recolocou o Estado em um patamar de crescimento.

Na réplica, Vieira contestou Tarso, que afirmou que o projeto de renegociação da dívida está em estágio avançado.

“O projeto de renegociação da dívida foi aprovado na Câmara e está engavetado no Senado, a pedido do Ministro da Fazenda Guido Mantega. A Ordem dos Advogados do Brasil ingressou na justiça para reduzir o comprometimento da dívida, o governo do Estado foi notificado para dizer se aderia, ou não, ao polo ativo da ação, e o governador lavou as mãos, deixou a OAB lutando sozinha pelos nossos direitos”, rebateu Vieira, que também afirmou que o Estado não pode comprometer todos os anos 13% da sua receita para o pagamento das parcelas da dívida.

No último bloco, foi pedido aos candidatos que falassem sobre educação, com ênfase no custeio do transporte escolar, e na possibilidade de implantação de, pelo menos, uma escola técnica profissionalizante para atender a demanda do Vale do Sinos.

“Sou brizolista e a Educação está no meu DNA. Então, a educação no meu governo será prioridade, com a retomada do programa de escolas em tempo integral, e a implantação de escolas técnicas”, afirmou.

Vieira reforçou ainda sua posição sobre o pagamento do piso do magistério. Ele lembrou que como deputado federal tem projeto de lei em tramitação para modificar o artigo 4º da Lei do Piso, cujo objetivo é permitir que o Rio Grande do Sul e os outros estados recebam complementação financeira da União para pagar os professores, e afirmou que este é o caminho para cumprir o que diz a lei.

No início da tarde, Vieira conversou com eleitores na Esquina Democrática. Em seguida, concedeu entrevista ao Jornal Metro. A agenda do candidato nesta segunda-feira se encerra com uma caminhada e inauguração do comitê em Bento Gonçalves.

>> Confira a agenda de Vieira para terça-feira (02):

09:00 — ENTREVISTA POR TELEFONE À RÁDIO PLANALTO | Em Porto Alegre.

09:30 — ENTREVISTA POR TELEFONE À REDE VIVA, DE BENTO GONÇALVES | Em Porto Alegre.

11:00 — GRAVAÇÃO PARA O PROGRAMA DE RÁDIO E TV | Em Porto Alegre.

12:00 — CONCENTRAÇÃO PARA CAMINHADA EM ALVORADA | Na Praça da Prefeitura, em Alvorada.

17:50 — ENTREVISTA AO PROGRAMA CONEXÃO, DA ULBRA TV | Em Canoas.

20:00 — LANÇAMENTO DO LIVRO GIGANTE PARA SEMPRE | No Estádio Beira-Rio, em Porto Alegre.

de Serafina

Prefeito Ademir recebe Soberanas de Santo Antônio do Palma

O Prefeito Municipal Ademir Antonio Presotto recebeu, em seu Gabinete, na sexta-feira , 29 de Agosto de 2014, as Soberanas de Santo Antônio do Palma e autoridades daquele município, na oportunidade, divulgaram a I Expo Palma, que acontecerá nos dias 5,6 e 7 de Setembro de 2014, no Município de Santo Antônio do Palma- RS. Além da mostra, uma grande programação artística está sendo preparada:

No dia 05, sexta-feira, a partir das 22h - César Oliveria e Rogério Mello e Banda Quinta Estação,
No dia 06 , sábado, a partir das 21h30min - Diego e Gabriel e Banda Musical Dallas,
No dia 07, domingo, a partir das 19h - Adson e Alana e Impactu` Sound.
Sabores, feira comercial e industrial, agroindústria, shows, cultura e muita diversão. Participe!

Página Senador Simon 151 no Facebook



matusalém entra na era do feice...olha se o simon vai pro feice, ele não arruma nem a propria mala(olides)

Já curtiu a página de campanha do senador Pedro Simon no facebook? Acesse https://www.facebook.com/pages/Pedro-Simon/592719484170909?ref=hl.

Público da 37ª Expointer prestigia estande da FIGTF

Chimarrão à vontade atrai visitantes

A hospitalidade e o ambiente aconchegante do galpão da Fundação Instituto Gaúcho de Tradição e Folclore (FIGTF) montado no Parque de Exposições Assis Brasil, em Esteio, têm atraído a atenção dos visitantes da 37ª Expointer. Quem vai até o espaço tem a oportunidade de conhecer o trabalho desenvolvido pela instituição em prol da cultura popular do Rio Grande do Sul e ainda sorver um chimarrão oferecido pela Escola do Chimarrão.

Além de saborear a tradicional bebida dos gaúchos, o público tem acesso as diversas formas de apresentação do mate, recebe informações e curiosidades sobre o chimarrão, abastece de erva-mate a cuia e de água quente a sua garrafa térmica. De acordo com o coordenador da Escola, Pedro Schwengber, os visitantes também aprendem a preparar de forma rápida e eficaz o chimarrão. Através desse método é possível concluir o preparo da bebida em apenas onze segundos.

Para o presidente da FIGTF, Rodi Pedro Borghetti, o intenso movimento de visitantes no estande , a exemplo dos anos anteriores, acontece graças as atrações no interior do espaço e à parceria com a Escola do Chimarrão e a Prefeitura de Venancio Aires.

História do RS

No estande também estão expostos painéis que contam trechos da história do nosso Estado; manequins com a indumentária do ciclo farroupilha; soque (batedor de erva-mate). Na parte externa, estão colocados bancos rústicos e elementos relacionados à cultura dos gaúchos e uma carruagem do século XIX, que era utilizada nos municípios do Interior.

No espaço, foi organizada uma exposição com oito painéis - cedidos pelo Memorial do RS - que mostra os principais eventos que ocorreram em nosso solo e que contribuíram para a formação da identidade do povo. Além de conter textos simples e diretos, os painéis apresentam ilustrações, mapas e imagens dos principais personagens históricos. A mostra permite conhecer um pouco da trajetória política, social, cultural, costumes e a diversidade étnica do Estado. Os principais temas abordados são a imigração italiana e alemã; gaúchos e tropeiros; negros no RS; Guerra dos Farrapos, entre outros.

Além das atrações desenvolvidas no galpão, a FIGTF está promovendo diversos shows no palco principal da Feira, em parceria com a Subsecretaria do Parque Assis Brasil.

Todas as atividades desenvolvidas no galpão contam com o apoio da Associação dos Amigos do Instituto Gaúcho de Tradição e Folclore (AATF).

1º de setembro de 2014

Banheiro

oultimo pé sujo de porto alegre vive um drama....como os caras gastam muito papel higienico o dono resolveu que vai trancar o banheiro...e parece que já está fechado...os caras saem de casa e pra não gastar papel vão usar o banheiro do renato que estrila....

De SB


resquicios da sessão de 24.8 na CMSB


o gaucho chega de lenço vermelho....


as placas da legalidade....

de um leitor....de SB

Fui nas gurias ontem
Tava a tal Dany Bananinha....
por favor... que mulherão!!!!

Falcão x Ranzolina

Prezado leitor....( a fofoca é muito boa, mas eu não tenho tantos tentáculos....assim....então como fazia o carlos coelho, finjo que sabia da notícia e passo a dar aqui com a tua colaboração...(Olides) em tempo. nem no convescote do ucha ouvi tal fofoca e estava lá tua musa inspiradora BALALA CAMPOS, mas foi totalmente abdusida por uma mesa que digamos é de maior coturno do que este pobre operário da comunicação que passou a noite falando com o paulo velhinho(olides canton)

Para: Deolhos...
Assunto: Falcão x Ranzolina

Tu ñ nos informou q o casal "há tempos ñ divide + o mesmo teto", segundo as boas línguas! E q o Bola-Bola vai voltar para a Itália. Afinal, teu blog ñ é " de celebridade, fofocas" e outras cositas más?

53 anos da Legalidade

a bronca do FLAVIO ALCARAZ

" Aí, de madrugada, houve um diálogo muito azedo entre o Flávio Alcaraz e eu próprio. Tocou o telefone e como eu estava cansado e não tinha mais garganta para ler aquilo, pedi a um funcionário comum que lesse um daqueles manifestos.

Era madrugada,seis horas da manhã,digo: não tem ninguém ouvindo nesta hora. E ele realmente não tinha esta velocidade, este ritmo de locutor e lia de uma forma um pouco estranha o manifesto dizendo assim: 'em nome...das forças populares desse país"...Lia mal, né....

E o telefone era do Flávio Alcaraz Gomes , que era diretor da Rádio Guaíba e dizia aSSIM:

- MAS QUE BARBARIDADE, O QUE TÃO FAZENDO COM A RÁDIO GUAÍBA???? BOTARAM UM ANALFABETO PRA LER ESSES MANIFESTOS???!!!!

Eu disse:

- Olha Flávio, quem sabe tu nos auxilia, porque a requisição da Rádio não foi simplesmente do equipamento, mas do material humano,os locutores, quem sabe tu...

Trezentas pessoas lá dentro ,sacos de areia nas janelas, um pedaço da Brigada e jornalistas que foi a coluna vertebral.

Então, nesse momento, eu me irritei profundamente com o Flávio que era conhecido como publicitário e disse:
- Olha Flávio, se a .......quer morrer pela causa, quem sabe sobe tu e fatura uma
comissão?

- Po, tá me agredindo!!!!

- Não é isso mesmo. Quem sabe vem tu mesmo, lê e ganha uma comissão?

- Pois é, vou perguntar . Se alguém quiser e tal....(Hamilton Chaves)

de SB


na casa do capincho, um encontro com o candidato eduardo loureiro no dia 24.8


Ramão e israel no encontro do domingo, dia 24.8

o israel fala pelos cotovelos....

uma cena em SB...os cavalos cruzam o centro da cidade....



MOIANO

pra quem não sabe quem é o edison moiano, informo apenas que foi o pai da rosane de oliveira. isto basta, perguntem a ela....

* moiano era temido pelo seu mau humor...mas sabendo lidar com ele é gente fina....

* prefiro gente bem informada de mau humor do que chutadores como vi esta semana um na guaíb a dizendo que o aedemorais era médico. bah, isto me torra aquilo....

* Nunca trabalhei com o moiano, mas sei que se tivesse feito, teria me dado bem....

* a núbia também não tinha lá seus bons humores, mas foi com ela que na zh eu mais cresci.

* mas a núbia tirava o couro de todo mundo. é o felipão da redação....

* uma vez estava em floripa, num carnaval e me deu uma caganeira braba, fruto de muito caldo de cana que tomei lá...vim fazer meu plantão abaixo de remédios, mas a núbia não me livro do plantão de carnaval....

HISTORIAS DA GUAIBA


O Edison Moiano, hoje fora da Caldas, nos deve um livro de memórias....

Mas ele me disse na sexta que tem preguiça....enquanto isto vou listando aqui algumas

prisões do Adeli Sell e Cia!

1) Havia um repórter novato na Guaíba que sempre que saía pra cobrir greves, nos anos 70/80 voltava correndo pra redação, espavorrido, dizendo pro Valério Campos, o redator do Renner:

- Prenderam três....

O Campos já atalhava:

- Dois eu sei quem são, o Adeli Sell e o Paulo Grapilha. O outro quem é....???
o Adeli tá ai, o Paulo Grapilha, um estudante de engenharia naqueles anos, faleceu há pouco....

2) Esta é muito boa...estou cansando mas vou escreve-la bem curtinha...

A Suê PEITOU O CORONEL DOS CORREIOS


No Nordeste, um coronel, Edvaldo Botto de Barros, mandava e desmandava nos Correios( aliás, os coronéis na ditadura foram quem apitaram mesmo. Isto seria tema prum bom pesquisador....)

Um dia alguém jogou fora um cesto de cartas e a imprensa denunciou isto...

O coronel veio a Porto Alegre e ia dar uma coletiva - a milicada, de quem o Mendeslky tem tanta saudade , adorava dar coletiva,sim senhor, desde que os jornalistas escrevessem aquilo que eles ditavam....-

Mas o baba ovo do seu assessor de imprensa foi logo recomendando pros repórteres que foram pra coletiva.

- Não toquem no assunto das cartas jogadas fora,senão ele não fala nada....Acordo feito, começou a coletiva..Pro coronel se pavonear, é claro, como eles gostavam de fazer.Sei disto porque participei de muitas entrevistas com eles....

A Suê chegou atrasada,correndo,com trocentas pautas, como sempre e largou o gravador ligado na boca do coronel e lascou:

- Coronel e as cartas jogadas fora.

Diz o Moiano que o coronel jogou longe o gravador, levantou-se e não deu entrevista nenhuma....

3) Paulo Maluf e Suê Duarte mantinham uma relação aspera, sempre que ele vinha a Porto Alegre e ela o entrevistava no Salgado Filho( a Suê foi quem inventou este negócio de dar o tempo nas rádios, quando ela cobria o Salgado Filho, de manhã cedo...mas isto é outra história)

Um dia Maluf foi na Guaíba cumprimentou a todos e no fim não achou graça nenhuma:

- Cadê aquela reporter mal educada que sempre me entrevistava no aeroporto???quis saber não vendo a Suê por lá.

4) Segundo Moiano, isto aconteceu com o veio JBAveline, me parece na ZH. Ele mandou uma repórter fazer uma tragédia e quando ela começou o texto abriu assim( só falta ter sido a Lúcia Uhr, de quem o veio Aveline gostava de pegar no pe...)

" A nossa reportagem ao chegar no local ficou estarrecida..."

O Aveline leu aquilo e pegou no pe´da repórter:

- Vem cá ' estarrecida' tem uma boa pauta pra ti....

5) Moiano lembra que nos anos 70,quando comia o pau nas passeatas da URGS a censura proibia que se desse...então eles encontraram um jeito. Diziam assim:

- O transito na avenida João Pessoa esta complicado. não andem por lá. Era a senha pro ouvinte entender que o pau comia naquelas paragens....

( o livro do rafael conta isto...chama-se Abaixo a repressão)

Teria outras mas por ora só lembro destas que o Moiano me contou....

ah, na parada do onibus, me lembrei que o Moiano disse que o Lupi Martins peitava todos os cartolas, não era nenhum baba ovo , não...(olides)

memórias

umleitor quer que eu conte mais do Peru...mas tenho um livro pronto sobre isto...em tempo. quem trocou as bolas foi o fábio marçal no programa do rogério...chamando antonio ermínio de médico(olides)

> investe nas memórias do peru. (mas cuida para o texto sair caprichado, sem falhas de ditigação. texto sem capricho é o mesmo que o mendelski chamando engenheiro de médico)
> abraço

Sugestão

boa sugestão do lauro. vouprodenciar. com fotos e tudo....(olides)

Para: Deolhos...
Assunto: Sugestão

P q tu ñ faz uns textos descrevendo as paisagens do Peru. Lá é no topo dos Andes, ñ é?
Ou é tudo carrascal brabo q ñ vale à pena ser decrito.
E as praias, como são? Ou como eram naquela época.
Também vale descrever a paisagem humana q então havia por lá.
Tá certo, jornalista, pela presão da objetividade da notícia, tende a deixar estes aspectos de lado, aspecto q os escritores literários sabem aproveitar muito bem. Mas, tu podias explorar a coisa por aí, independente do livro q mencionas ter escrito sobre tua estada no Peru. Isso deve ter ficado fora...

O DOMINGO QUE VIM EMBORA DO PERU...

a FAMÍLIA DA ANGELA QUERIA QUE ELA VOLTASSE porque precisava parir(nasceu a renata, hoje com 37 anos é mãe, morando no Rio....)

e não queria pagar passagem pra mim, só pra ela...ela negociou e o pai dela pagou duas passagens...de avião....

lembro que dormimos na casa da av. lima,104, no bairro de Barranco( o julio zanotta vieira esteve lá anos atrás e disse que a casa, que chamávamos de ' la vieja casona" já não existe e ele nem encontrou mais a familia de dona Rosa....que dava guarida a todos os desgarrados da américa latina que batiam em lima....)

Enfim,entramos no avião da Varig que vinha de Tóquio, isto lembro bem....

quando serviram a comida, pedi repetição de uns tres pratos e as comissárias de bordo me olhavam, me olhavam...

( vinha de Lima, onde nós sobreviviamos fazendo pequenos biscates e não sei mais o que....)

chegamos em SP e no dia seguinte fomos tomar café da manhã, no aeroporto, com o pai da angela, que nos esperou. ele ia pro interior, porque tinha projetos agropecuários por lá....

ainda ficamos um bom tempo na casa do caco barcellos - que nesta época era bem probrezinho, não como hoje que fatura muito bem e que virou grife por seus méritos pessoais - e da avani stein, que tinha largado uma vida farta e comoda em porto alegre porque se apaixonou pelo caco(aliás a única mulher na vida que conheço que fez isto, as demais iriam pedir uma passagem pra europa pro marido e esqueceriam a paixão )-. Depois voltamos de sampa pra porto, num onibus da penha, chegando aqui num domingo de noite. então acho que acabamos ficando uma semana na casa do caco e da avani, em sampa.

a renata nasceu pouco depois em outubro no ernesto dornelles e foi seu médico o dr. nilo luz....o apelido que o avó materno lhe deu foi ' pochocha'...mas na familia ficou conhecida como ' rê',tanto que ela até assina isto nos comunicados dela.

quando voltamos do Peru, ficamos um tempo na casa dos pais da angela e depois viemos morar aqui no mesmo prédio onde mora há 10 anos, no apartamento em frente ao meu atual...(olides)

FALEM DO MEU BAIRRO

não tem cara mais ruim, que este dico reis, mas ele é um patrola. agora, domingo, ele me deu uma noticia que eu queria ouvir. reabriu o nacional da carazinho. ufa, como é bom ouvir falar do seu bairro, daqui do lado. isto é noticia que me inte4ressa.

* aprendi com armando burd que a melhor noticia é aquela que fala da nossa vida, que nos afeta, não o que tá longe.

* o laurinho agora se deu de amores pelo peru. porque tu não vai lá...ao invés dos museus de paris e londres. vai comer aquelas horrorosas comidas dos mercados do peru que eu comi...mas a tua paugta é muito boa...

* o veio aveline que botava apelido em todos e era muito MALDOSO...inventou que quando eu cheguei do peru, eu so dizi tengo hambre, tengo hamb re....

* até que era um pouco verdade....

INTIMIDADES,NÃO

eu não vi mas medisseram estes dias que o frederico que edita um site bem polemico por sinal, numa entrevista com a memeia teria dito:

- eu posso perguntar, nós temos intimidade....

- epa, disse a meméia, intimidade, não!

toing.....

Vieira da Cunha durante visita a Expointer 2014

Foto: Jefferson Bernardes

Vieirinha também chamado em algumas hostes pedetistas que hoje estão inclinadas ao PT de ' deputado CPI' tudo por causa da " CPI da segurança pública que ele moveu durante o governo olivio', olha pra estes bichos e pensa:

- se eu ganhar a eleição, qual deles vou dar pro meu amigo CAPINCHO(oc)

cine,ma

o clube do cinema apresentou dois filmes. vi os dois. o de hoje, antes do inverno, é uma babaquice previsivel. comediazinha micha....sobrevivente é melhor.()olides)

* aquele livro sobre os 50 anos do clube é bem ruinzinho, como diz o laurinho dieckmann,se referindo a uma colega do JC.

mas tem alguns depoimentos bons.como ver a foto da lucia bem novinha, quando eramos colegas na zh...

chantagem do laurinho

o Laurinho que é um conhecido munheca quer ler aqui de graça minhas memórias do Peru...não senhor, vais é comprar o livro quando sair....COMO DIZIA A FILHA DE UMA NAMORADA DE SANTA MARIA QUE EU TIVE,anos atrás - agora ela casou e virou séria -'lauro tu foi com a massa,eu voltei com a pizza"...(olides)

não vou publicar minhas memórias do peru porque são muito boas...mostrei pra alguns leitores que nem leram..só falaram mal delas...por isto acho que vou publicar, mas tenho que tomar cuidado com processos....

De SB

um momento pra vaidade...a colega da TV Uruguaiana passa um batom nos lábios. e olha desconfiada pra minha câmara indiscreta....

a guria pega no trabalho. ela me perguntou quando falei no vieira da cunha: quem é este. seguramente achou que era mais um véio do tempo do getulio, como ela tinha na pauta pra entrevistar...

gravações dos depoimentos

do diretodeportoalegre.blogspot.com

Valeu, márcio mas o fortunatti se elegeu fazendo este apelo gateiro e cachorreiro(olides)

'Candidatos pelos animais': saiba em quem (não) votar

Foto: RSantini

por Marcio de Almeida Bueno

Não, não preciso dizer que esta é a eleição com o maior número de candidatos 'pelos animais' que já vi. Entre idealistas e picaretas, vários são os que aparecem no santinho de papel, ou eletrônico, abraçados a um cachorro. Claro, ninguém abraçaria um porco, uma cochonilha ou uma galinha. Iria provocar risos entre a patuleia, a mesma que é obrigada a apresentar documento e apertar uns botões em uma urna. Ganha um feriado, e assim se faz uma democracia, em tese.

O fato é que um expressivo número de franco-atiradores, digo, candidatos, descobriram o nicho 'animais' - e, obviamente, não falo do setor pecuarista, que já descobriu há muito o nicho 'animais', mas com um sabor diferente, digamos. Há ativistas, protetores/socorristas, vegetarianos e veganos que tornaram pública sua afinidade com os não-humanos na intenção de ganhar simpatia do eleitorado, essa massa disforme que muitas vezes age como lemingues, outras vezes como corais, búfalos ou formigas, e outras vezes como nenhuma das opções anteriores.

No Brasil é obrigatório votar, exceto as exceções, então quem está dentro da causa animal terá um leque de opções vinculadas a seu pensamento para saber em quem depositar seu voto. Este é um farsante? Aquele já fez projeto contra os animais, e agora vi no Facebook uma foto dele com cachorro? Aquela tem trajetória reconhecida na causa, esta é mais ou menos? Que todos tenhamos interesse em descobrir essas respostas, pois serão quatro anos, desdobráveis em outros, com alguém ajudando na defesa, ou ajudando a dinamitar nossas já frágeis estruturas de defesa dos animais não-humanos.

O 'candidato conversinha'.

Quer dizer, é necessário dar uma peneirada geral, uma pesquisada básica - Google não tem taxímetro - e mesmo o diálogo com outros interessados, para não dar um voto a um oportunista 'dos bichinhos' e, ao mesmo tempo, deixar de votar em alguém que tem o culhão necessário para adentrar na política, sabendo que lá dentro a briga é de foice afiada.

Porque também não podemos cair no mantra boca-suja de dizer 'odeio política'. Quem odeia política deve se mudar para a Lua ou para Marte, pois mesmo no meio do mato a política lhe alcançará no dia a dia. Política não é o horário eleitoral na televisão, como já ouvi de alguns eternos desinformados. Não podemos ser ingênuos. O que vestimos, por onde andamos, nossas 'escolhas', dinheiro, saúde, segurança, calçada suja, carroça, 'tadinhas das crianças passando fome', etc, tudo está debaixo desse guarda-chuva chamado política. Que não se resume 'àquela roubalheira lá em Brasília', nem em 'odeio PT' ou 'odeio quem odeia o PT'.

Não podemos ser tão simplórios na maneira de ver, pois há quem realmente faz, fez e/ou fará ações dignas em prol dos animais, quais sejam. Ainda há muito o que fazer, e parece até clichê dizer que é o povo quem escolhe seus líderes - embora às vezes o cenário político pareça uma novela, que conta conosco como meros telespectadores. Ressalto, pois ouço gente dizer que está farto da política, como se fosse um corpo vivo à parte, e não um acordo entre todos. Se há problemas, revejamos esse acordo, ou pensemos porque a maioria tende à apatia moral, à bundamolice ideológica, ao conformismo de quem se abstém de ajudar a preparar o bolo que, lá adiante, terá que comer, também.

O voto pelas minorias humanas tem se solidificado no Legislativo. Falta agora botar, lá dentro, gente raçuda que vai afiar sua foice em prol dos animais. Mas os animais não têm título eleitoral, ainda que submissos, também, aos ditames da política. Você vai votar por eles, ou contra?

A GASTRONOMIA EM CENA

por Eron Duarte Fagundes

Chef (2014) não chega a aborrecer inteiramente. Somente parece estender-se um pouco além da conta, fazendo sua contemplação sobre pratos (comidas) e distendendo demais os liames dramáticos da narrativa. De qualquer maneira é capaz de aqui e ali aguçar o interesse do observador por sua personagem, o chef de cozinha interpretado pelo próprio Jon Favreau. A agitada vida profissional do homem de cozinha é confrontada com sua vida sentimental, a atração por sua colega de restaurante interpretada por uma sempre deslizante Scarlett Johansson, suas ligações com a ex-esposa (a bela Sofia Vergara) e essencialmente sua reaproximação com o pequeno filho que o ajuda na montagem de um trailer que reativará profissionalmente o protagonista. Tudo é razoavelmente costurado pela habilidade do cineasta. Pena que boa parte disto se desmancha com a metragem um pouco excessiva e reiterativa.

de Serafina

A RODOVIARA DE SERAFINA AINDA CONTINUA AO RELENTO...NÃOFIZERAM NADA AINDA...VAMOS VER..OREMOS, COMO DIZIA O FALECIDO CLAUDIO CABRAL QUANDO O INTER IA MAL(olides)

FECHARAM O NACIONAL

DEPOIS DE MUITAS DENUNCIAS, O NACIONAL DA CARAZINHO FOI LACRADO HOJE, SEXTA, PELO PROCON....AS QUEIXAS ERAM SEGUIDAS DOS CONSUMIDORES....

CHURRASCO SALGADO

por capincho, de SB

De: letier12
Para: olidescanton@bol.com.br

Tu viu essa??
Tá na Rosane Oliveira

CHURRASCO SALGADO

O clima ficou tenso na Assembleia por conta da pressão para que detentores de função gratificada comprem convite para um jantar de arrecadação de fundos do deputado Gilmar Sossella, presidente da Casa.

O problema é o valor do churrasco: R$ 2,5 mil por cabeça.

Coordenadores de departamento foram instados a responder hoje, dia do pagamento, quantos convites conseguirão vender.

RETRIBUIÇÃO DE CAMPANHa

Coordenador da campanha de Gilmar Sossella, Artur Souto diz que ninguém está sendo obrigado a comprar convite, mas que é natural pedir a colaboração de quem tem função gratificada:

_ O funcionário concursado que ganha uma FG tem de saber que em ano de campanha será chamado a colaborar.

Sossella resolveu fazer o jantar para compensar a escassez de doadores, queixa de 10 entre 10 candidatos.

Até agora, só conseguiu três doações - uma de R$ 20 mil, uma de R$ 7 mil e a terceira de R$ 5 mil.

Letier Vivian
São Borja/RS

Entrevista com ex-marido da Dilma

"Éramos socialistas. E o sou até hoje"

Por Alexander Thoele


Cláudio Galeno Linhares durante sua passagem pela Suíça. (swissinfo.ch)

O primeiro marido da atual presidente do Brasil, Cláudio Galeno Linhares, tem um longo passado na luta armada durante os anos da ditadura. Foi quando chegou até a sequestrar um avião e fugir para Cuba. Hoje o jornalista prefere ver sua vida como um espelho de um continente conturbado. Em entrevista à swissinfo, passa em revista os motivos que o levaram à clandestinidade.

Nos anos duros da ditadura militar no Brasil, seu casamento com a atual presidenta do Brasil foi apenas um pequeno e curto capítulo na vida dos dois. A biografia oficial de Dilma Rousseff no site da Presidência da República nem chega a citá-lo. Porém o jornalista Cláudio Galeno Linhares não se incomoda com esses detalhes da historiografia oficial ao olhar para trás e se lembrar de uma vida bastante agitada, o suficiente para preencher vários volumes.

Foram anos de participação na luta armada, quando chegou a sequestrar um avião da Cruzeiro do Sul junto com outros guerrilheiros em 1970, os vários anos na clandestinidade e passagem por países em plena revolução como Cuba, Bolívia, Chile e Nicarágua, e anos de exílio na Itália e França, para retornar ao Brasil no processo de democratização e ainda participar de governos. Hoje aposentado e radicado há muitos anos em Manágua, Galeno visita uma vez por ano a filha e as netas em Bienne, uma cidade ao leste da capital Berna. Foi quando recebeu o repórter da swissinfo para conversar sobre o passado de militante. Entre um cigarro e outro, sob o sol do verão na varanda de uma casa geminada nos subúrbios da cidade, o jornalista de 72 anos, não se esquivou de falar do seu relacionamento com a presidenta, com quem tem contato próximo até hoje.

swissinfo.ch: Você é o que podemos chamar de um típico mineiro?
Cláudio Linhares: A minha família paterna e materna é originária de Itabira (100 quilômetros ao leste de Belo Horizonte). Eu nasci em Ferros, uma cidade próxima à Itabira, e passei a minha infância e adolescência nessa região. Meu pai era farmacêutico. Depois fui estudar em um colégio interno em Conceição do Mato Dentro dirigido por padres franciscanos. Foi uma boa experiência de vida. Depois fui para Belo Horizonte para estudar ciências sociais na Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras de Belo Horizonte.

swissinfo.ch: Você começou a militar nessa época?
C.L.: Sim, sou um velho militante, eu e o Bakunin (risos). Eu era militante da Polop (n.r.: Organização Revolucionária Marxista Política Operária), um grupo à esquerda do Partido Comunista. A gente fazia aquelas análises sofisticadas em relação ao caráter da revolução brasileira. Tínhamos muita força no meio estudantil, cultural e alguma expressão operária. Após a renúncia de Jânio Quando, em 1961, e logo depois a tentativa de golpe em 1961, houve então a campanha da legalidade, quando nos incorporamos à ideia do Brizola. Em 1964 fui então preso.

swissinfo.ch: Qual foi o motivo?
C.L.: Devido às minhas atividades clandestinas. A gente estava tentando aglutinar essas forças da marinha e do exército no Rio de Janeiro que haviam sido excluídas e expulsas. No meu caso, fui preso em junho de 1964, alguns meses depois do golpe. Primeiramente fiquei preso no porta-avião Minas Gerais. Depois na Ilha das Cobras e então no 1° Distrito Naval.

swissinfo.ch: E o que ocorreu depois? Quando foi libertado?
C.L.: Foi em novembro, graças a um habeas-corpus impetrado pelo advogado Sobral Pinto. Naquele momento a ditadura ainda não tinha fechado o Parlamento e não estava institucionalizada, ou seja, com todas as suas sutilezas, legais ou ilegais. Em dezembro no mesmo ano, uns agentes da marinha bateram na porta de casa. Por sorte não estava e fui para São Paulo. Aí entrei na clandestinidade. Depois, no final de 1966, regressei à Belo Horizonte. Não fui condenado e o processo acabou sendo arquivado. Então voltei a trabalhar para o jornal Última Hora como jornalista.

Golpe de 1964
Na madrugada do dia 31 de março de 1964, um golpe militar foi deflagrado contra o governo legalmente constituído de João Goulart. O presidente da Câmara dos Deputados, Ranieri Mazzilli, assumiu interinamente a presidência, conforme previsto na Constituição de 1946, e como já ocorrera em 1961, após a renúncia de Jânio Quadros. O poder real, no entanto, encontrava-se em mãos militares. No dia 2 de abril, foi organizado o autodenominado "Comando Supremo da Revolução", composto por três membros: o brigadeiro Francisco de Assis Correia de Melo (Aeronáutica), o vice-almirante Augusto Rademaker (Marinha) e o general Artur da Costa e Silva, representante do Exército e homem-forte do triunvirato. Essa junta permaneceria no poder por duas semanas.Os militares envolvidos no golpe de 1964 justificaram sua ação afirmando que o objetivo era restaurar a disciplina e a hierarquia nas Forças Armadas e deter a "ameaça comunista" que, segundo eles, pairava sobre o Brasil.
Texto: Centro de Pesquisa e Documentação de História Contemporânea do Brasil (CPDOC)

swissinfo.ch: E o que você fazia no jornal?
C.L.: Eu trabalhava em um caderno que saía no final de semana. Eram temas culturais, variedades e outros. Era uma equipe pequena, quase todo mundo de esquerda e que estava refugiada das outras grandes redações. Entre 1966 e 1968 a coisa começou a ficar preta.

swissinfo.ch: Foi nessa época que você conheceu a atual presidenta Dilma Rousseff? Li que vocês começaram a namorar assistindo um filme do Fellini...
C.L.: Sim, ela era militante do movimento estudantil. Não me lembro mais, mas é possível que tenha começado no cinema (risos). A gente frequentava muito o CEC, o Centro de Estudos Cinematográficos, em Belo Horizonte. Era um lugar onde passavam bastantes mostras temáticas como as do Fellini, a Nouvelle Vage francesa e até mesmo filmes japoneses, indianos, poloneses e outros. Coincidentemente, os grupos que frequentavam esse lugar eram de oposição à ditadura.

swissinfo.ch: E por que você e a Dilma decidiram casar? Era o sonho, afinal, de ter uma vida normal, burguesa?
C.L.: A gente se casou como se casa todo mundo: se apaixona, namora e pronto. Mas a minha geração já tinha rompido com essas tradições conservadoras de Belo Horizonte.

swissinfo.ch: Na época você tinha 25 anos e ela, 19. Você seria o teórico e ela a militante que seguia mais suas emoções?
C.L.: Não. Eu era apenas um militante a mais. Nós debatíamos muito. Eu era o mais velho daquele grupo de jovens, do qual fazia também parte o Fernando Pimentel, atual candidato ao governo de Minas Gerais. Como eu já tinha sido preso, talvez fosse como uma espécie de ficha marcada no movimento político da cidade.

swissinfo.ch: E qual era a proposta de seu grupo na época? Instigar uma revolução e instituir no Brasil uma ditadura do proletariado?
C.L.: Nós éramos socialistas de origem - sou até hoje. A gente acreditava que deveria haver uma revolução democrática do país. Tínhamos de mudar a forma de governo.

swissinfo.ch: Mas não através de eleições?
C.L.: Não havia a possibilidade de eleições, pois eles (os militares) as bloquearam. Apoiávamos o Jango. Você pode enfrentar uma ditadura através de uma revolução, como vimos atualmente com a Primavera Árabe. Eu não faço autocrítica disso. Acho que estávamos corretos...

swissinfo.ch: Porém a luta armada de esquerda no Brasil acabou fracassando. Por que ela mobilizou tão poucos brasileiros?
C.L.: Não conseguimos, de fato, mobilizar as pessoas. Éramos uma força muito pequena. Essa é a autocrítica que faço. O problema não foi ter faltado a linguagem, mas sim a força política. Éramos uma vanguarda, que desbravava e chegava a ter sucesso em outros países, mas no Brasil acabou não funcionando. Deu errado. Avaliamos mal a correlação de forças, politicamente e militarmente. Pelos menos, do ponto de vista político, chegamos a sensibilizar a opinião pública e levar a denúncia ao mundo.

1964: Reportagem Especial - 50 Anos Golpe - Trabalhadores do Brasil

swissinfo.ch: E afinal, qual foi o legado?
C.L.: Se você ver todos os personagens dessa época, descobre que muitos representantes da esquerda brasileira tiveram um papel importante na redemocratização e no fortalecimento da democracia após a ditadura.

swissinfo.ch: Porém o regime militar no Brasil justificou a repressão - e o AI-5, por exemplo - como uma resposta aos atos violentos cometidos por esses ativistas, como assaltos a bancos ou sequestros...
C.L.: Quando você está numa opção de luta armada, não pode escolher os cenários de luta, que eram definidos pela própria conjuntura. No nosso caso, do sequestro de avião, o fizemos para salvar a vida de companheiros que estavam presos. Não foi em vão! Na época eles mataram muita gente. E outras ações como as do Carlos Marighella, a Guerrilha do Araguaia, foram tentativas de resistir. É muito difícil rever o passado a partir de uma perspectiva diferente da vivida naquele momento. Era preciso ver o que ocorria nos quartéis, nas prisões, as formas de tortura, as nossas experiências nas prisões e os depoimentos que chegavam até nós. Tudo isso nos levava à conclusão que era precisa fazer algo e romper com o silêncio de cumplicidade dos meios de comunicação. Era preciso fazer coisas se destacar, de tal forma que isso permitisse lançar um manifesto público que fosse conhecido pela população brasileira.

swissinfo.ch: Foi quando você e outras pessoas sequestraram o avião 114 da Cruzeiro do Sul em 1° de janeiro de 1970?
C.L.: Depois desse evento já tive contato com o pessoal da tripulação. Muitos deles ainda estão vivos. Na época, não parecíamos para eles como terroristas. Éramos jovens, pessoas normais e que lhes trataram muito bem, pois não tínhamos nada contra eles. Meu pai, que era um homem muito conservador - não podendo ser considerado alguém de esquerda e que não apoiava essa ação - fez uma declaração, que me impactou na época, dizendo "não, ele está lutando; ele não é um terrorista, bandido". Eu não fico tocando nesse assunto, pois são coisas que passaram.

swissinfo.ch: O que os motivou?
C.L.: Tinha um grupo, do qual fazia parte o Fausto Machado Freire, que havia sido preso na época, mas nenhum órgão da repressão reconhecia essa prisão. Nossa principal exigência era o reconhecimento, por parte da ditadura, de que essas pessoas estavam presas e sendo torturadas e que fosse permitida a visita a eles de membros da família e advogados.

swissinfo.ch: O objetivo foi depois alcançado?
C.L.: Sim.

Observatório da Imprensa especial sobre os 50 anos do Golpe Militar de 1964

swissinfo.ch: E então você quis ficar em Cuba?
C.L.: Não, meu negócio era o Brasil.

swissinfo.ch: Mas depois de uma ação dessas era quase impossível retornar...
C.L.: Mas não se eu fosse ficar na clandestinidade. Tentei retornar através do Uruguai, mas quando estava por lá apareceu um emissário dizendo que não podia mais voltar, pois a situação estava perigosa. Então fui para Bolívia. Quando cheguei, ocorreu logo depois o golpe do Torres (n.r.: Juan José Torres Gonzáles, que se tornou presidente em 7 de outubro de 1970). Cheguei dois dias depois do golpe e decidimos - nosso grupo, o VAR-Palmares, se comunicava entre si - que eu iria para o Chile.

swissinfo.ch: E como foi a vida no Chile?
C.L.: Era um momento muito bom no país. Eleito presidente em 1970 depois da vitória expressiva de um movimento popular, Salvador Allende proporcionava um ambiente muito propício para nós. Eram mais de cinco mil brasileiros que estavam por lá, ou mais. Havia pessoas como o Fernando Henrique Cardoso, a Dona Ruth ou também Darcy Ribeiro. Nós editávamos um boletim informativo chamado Frente Brasileira de Informações, no qual o José Serra era também o meu companheiro de redação. O boletim era apoiado pela irmã do Miguel Arraes que era casada com um diretor do Le Monde na França.

swissinfo.ch: Foi lá que você conheceu a sua atual esposa, uma nicaraguense?
C.L.: Lá conheci a Maira, que era uma líder estudantil na luta contra o Somoza (Anastasio Somoza Debayle, presidente da Nicarágua entre 1967 a 1972, e de 1974 a 1979). Ela havia participado de um ação de massa, ao entrar em um estádio de basebol com uma faixa escrita "No más Somoza". Então ela foi ao Chile estudar e nós nos conhecemos e casamos. Foi no Chile que nasceu depois a nossa filha mais velha.

swissinfo.ch: E vocês depois de alguns anos, assim como vários outros exilados, tiveram que abandonar o Chile após o golpe militar de 1973?
C.L.: Saímos a toque de caixa através do Panamá, vinte dias depois, em uma operação apoiada pelas Nações Unidas. A nossa casa tinha sido invadida por forças de segurança chilenas e tudo foi destruído, inclusive com presença de brasileiros, ou pessoas que falavam o português. Felizmente a gente não estava mais por lá, pois já sabíamos do perigo. Passamos uns dias na casa de um amigo de longa data, o José Aníbal, que saiu há pouco da secretaria de Energia do governo estadual de São Paulo. No Panamá, o presidente era o general Omar Torrijos. O famoso Noriega era o ministro do Interior. Depois nos exilamos na Itália, onde nasceu a nossa segunda filha. Ficamos três anos por lá e depois mais quatro na França.

swissinfo.ch: Durante esse tempo você manteve contato com a Dilma?
C.L.: Ao sair da prisão, ela veio nos visitar na França. Na época já estava casada com o Carlos Araújo, que também é um grande amigo da família. Nosso contato é tão forte que as nossas filhas a chamam até hoje de tia Dilma. Somos avessos às convenções tradicionais. A esquerda não é tão apegada a essas coisas e por isso nosso relacionamento ainda é bastante forte.

swissinfo.ch: E depois da França vocês retornaram ao Brasil?
C.L.: A França nos deu refúgio político oficial. Tínhamos um laissez-passer e toda a documentação francesa como carta de trabalho ou de residência. Só retornamos ao Brasil em dezembro de 1979, alguns meses depois de promulgada a Lei da anistia.

swissinfo.ch: A readaptação no Brasil foi fácil?
C.L.: Passamos alguns anos em Porto Alegre, onde recebi uma oferta de emprego. Depois fui assessor de comunicação durante todo o primeiro governo do Leonel Brizola (1983 a 1987). Depois, quando o Moreira Franco ganhou as eleições, fiquei ainda um tempo trabalhando na Assembleia Legislativa e depois surgiu a decisão de retornar à Nicarágua, que era a grande reivindicação da minha mulher. Foi então que decidi mudar de país e estou até hoje por lá...

swissinfo.ch: Vocês chegaram à Nicarágua em plena guerra civil?
C.L.: Felizmente a guerra não afetava a vida em Manágua. A situação mais complicada era ao norte do país, na fronteira com Honduras.

swissinfo.ch: Você tem contato com a presidenta Dilma? Falam de política?
C.L.: Eu estive em 2011 em Brasília para prestigiar a posse de Dilma na Presidência. Vez ou outra nos falamos, mas não muito, pois ela nem tem tempo. São tantos amigos que, se todos pedissem uma audiência, ela não faria mais nada (risos).

swissinfo.ch: Se você pudesse conversar com ela sobre algo que, a seu ver, deveria ser feito absolutamente no Brasil, o que seria?
C.L.: A reforma política. É um tema muito complexo, que envolveria financiamento de partidos, a fidelidade partidária, o sistema de voto, da representatividade no Congresso e outros.

Letier Vivian
São Borja/RS

do Espaço Vital

"Toque nos meus seios, mas com suavidade"...


Iku Sakuragi está entre as atrizes que serão presumivelmente tocadas por centenas de pessoas neste fim de semana, em Tóquio.

Nove atrizes pornô japonesas estão convidando os fãs a tocar seus seios em campanha contra aids, neste fim-de-semana, em Tóquio. "É por uma causa benéfica: toque, não aperte, doe dinheiro, sejamos felizes'' - é o chamativo da campanha.

Uma das atrizes - Rina Serina - disse a uma rede de tevê que "estou impaciente por ver muitas pessoas brincarem com meus seios, mas agradeceria se, por favor, fossem delicados".

O evento será transmitido ao vivo em um canal para adultos da tevê a cabo, durante 24 horas, a partir das 20h de sábado (horário local).

CORSAN - Mais uma dívida milionária foi herdada

Esta semana o prefeito Luiz Augusto Schneider (PSDB) foi citado de uma ação de cobrança de R$ 70 milhões, indenização dos ativos da CORSAN, antiga concessionária local. Outros prefeitos que pretendem romper contrato, tomem cuidado: façam a nova concessionária assumir a responsabilidade pela indenização da CORSAN. Por quê Felice não incluiu isso no contrato com a Foz, atual Odebrecht, ninguém entende ...
Fernando Alves, secret'ario de Governo/Uruguaiana/RS.

Felice deixou outro rombo em Uruguaiana

Gestão anterior não indenizou a CORSAN

Mais um exemplo da má gestão de Sanchotene Felice na frente do Executivo Municipal pode ser comprovada. Após aumentar em milhões a dívida trabalhista, desvio de mais de R$ 50 milhões do MDE/Fundeb, explosão da dívida com a empresa AES Sul, contrato lesivo ao município celebrado com o escritório Berbardo Vidal (pagou antes do recebimento dos serviços), surge uma cobrança judicial de R$ 70.121.409,66 da CORSAN contra o Município de Uruguaiana. Por meio do Processo nº. 037/14.0003096-5, que tramita na 3ª. Vara Cível da Comraca de Uruguaiana, a CORSAN, que administrou os serviços de coleta, tratamento e distribuição de água e de esgotos até o dia 24 de junho de 2011, buscar ressarcimento pelos investimentos (bens e instalações) realizados na rede e que não foram amortizados quando da privatização dos serviços no Governo Felice. Destaca o Desembargador Francisco José Moesch que “é preciso levar em consideração a existência de disposição contratual expressa prevendo indenização a favor da Corsan para a entrega dos bens, ou seja, das instalações para a consecução dos serviços prestados”. O que deve ser considerado é matéria relativa ao ressarcimento dos investimentos que a Corsan fez. Tal é necessário para evitar que a nova concessionária dos serviços venha a usufruir de toda a infraestrutura sem que o Município nada desembolse à Companhia. Vencida a discussão acerca do dever de indenizar a Corsan, a mesma contratou a empresa ENGEBÊ - Empresa Brasileira de Engenharia Econômica Ltda para produzir Laudo de Avaliação Patrimonial dos sistema de abastecimento de água e esgotamento sanitário e respectivos imóveis pertencentes à Corsan na cidade de Uruguaiana. O referido Laudo tem como data de referência o dia 28 de agosto de 2009 e alcançou o valor de R$ 71.640.400,00. Ressalta-se que no Lauoo apontado já esta prevista a depreciação do patrimônio, sendo o valor apontado o efetivamente a ser ressarcido. Acrescente-se, ainda, que representantes do Município acompanharam a realização do Laudo, sem nenhuma manifestação. Na conclusão é destacado que o Município de Uruguaiana foi beneficiado por um longo período de tempo com os serviços prestados pela CORSAN, bem como pelos vultosos investimentos realizados pela mesma, sendo que, pela ocasião da retomada dos serviços, nada foi ressarcido, apesar da previsão legal e contratual para tanto. A Prefeitura de Uruguaiana tem prazo até o dia 20 de outubro de 2014 para contestar a ação.

--
Fernando Alves
www.blogdofernandoalves.blogspot.com

PROGRAMAÇÃO DA FIGTF NO PALCO PRINCIPAL - 01/09 - SEGUNDA-FEIRA

A agenda cultural da Expointer 2014 desta segunda-feira, 1 de setembro inicia às 14h com apresentação do Grupo Sperandires. A partir das 16h será a vez do Alma Gaudéria subir ao palco principal. Essa programação tem direção artística de Marco Araujo, da Fundação Instituto Gaúcho de Tradição e Folclore (FIGTF) com realização da Associação dos Amigos da Tradição (AATF) e patrocínio da Petrobras.

14h - GRUPO SPERANDIRES - Filhos da cidade de Osório, os músicos Adriana, Adriano e Cristian Sperandir formam uma família de artistas de grande talento. Sua versatilidade musical não se restringe aos limites geográficos de nosso Estado. Em 2011, lançaram o disco Outono dos Sentidos, que resgata o choro, a bossa nova, o samba, o maracatu, maçambique, quicumbis, boizinhos e olarais. Esse disco rendeu a Adriana Sperandir à indicação de melhor intérprete na categoria de MPB no Prêmio Açorianos de música 2012. O grupo participou de diversos festivais de música pelo Estado e País.

16h - ALMA GAUDÉRIA - Com cinco CDs gravados e uma sólida estrutura, o Alma Gaudéria é um dos jovens grupos gaúchos que desponta com diferencial no panorama de nossa música. Valorizando a cultura fandangueira, apresenta um repertório de qualidade e a preocupação com a variação de ritmos em suas apresentações. Formado pelos músicos Beto Rodrigues (bateria), Marcelo Lopes Laguna (baixo), Edson Velasquez (voz), Vinicius Bustamante (Guitarra), Fábio Ortiz (gaita) e a liderança de Fernando Espíndola (violão e voz), o grupo ganhou os palcos de nosso estado, de São Paulo, Paraná e Santa Catarina. Seu último CD conta com a participação especial dos Serranos na vaneira Ah! Eu sou gaúcho.

Além destes shows, a Subsecretaria do Parque Assis Brasil também elaborou uma programação artística no palco principal da feira. A agenda completa está no site www.expointer.rs.gov.br.

PROGRAMAÇÃO FIGTF DO PALCO PRINCIPAL - 30/08 - SÁBADO


Na foto Lucio Yanel e Dorval Dias

A agenda cultural da Expointer 2014 deste sábado, 30 de agosto, inicia às 17h com o show de Lucio Yanel e Dorval Dias. Logo após, será a vez da Moda Gaúcha e de Ricardo Pacheco e seu grupo. Essa programação tem direção artística de Marco Araujo, da Fundação Instituto Gaúcho de Tradição e Folclore (FIGTF) com realização da Associação dos Amigos da Tradição (AATF) e patrocínio da Petrobras.

17h - LUCIO YANEL & DORVAL DIAS - Oespetáculo desses dois grandes nomes do nosso nativismo propõe um olhar introspectivo à cultura popular gauchesca. Lucio reúne através das interpretações de seu violão, a produção musical mais tradicional do Rio Grande do Sul ao lado das composições do folclore argentino, constituindo-se em um elemento de intercâmbio cultural dos povos do Conesul. Dorval representa a poesia de nossos pagos com interpretação forte e definitiva.

19h - MODA GAÚCHA - Grupo musical criado em 2012 leva ao público um baile verdadeiramente gaúcho com um repertório que inclui vaneira, bugio, chamamé, valsas e milongas A banda é formada pelos músicos Fabiano Fontoura (vocalista), Tiago Munari (baixo/voz), Costa Lima (guitarra/voz), Alexsandro Machado (acordeon/voz) e Silvio Junior (bateria/voz). A apresentação tem direção de Costa Lima, reconhecido músico, compositor, arranjador e produtor cultural.

20h - RICARDO PACHECO & GRUPO - Natural de Passo Fundo/RS, é violonista, cantor e compositor. Apresenta-se profissionalmente desde 1985. Com sua voz rouca e peculiar, canta num estilo bastante eclético, com ênfase no cancioneiro latino americano e na música popular brasileira, dentro de uma perspectiva de que a música brasileira exerça um grande poder de representatividade dentro da música latina.

Além destes shows, a Subsecretaria do Parque Assis Brasil também elaborou uma programação artística no palco principal da feira. A agenda completa está no site www. expointer.rs.gov.br.

Debate da Band: Vieira critica falta de experiência administrativa de Ana Amélia

O primeiro debate entre os candidatos a governador exibido em canal aberto de televisão no Rio Grande do Sul, promovido pela Rede Bandeirantes, foi marcado por um embate mais duro entre Vieira da Cunha (PDT) e Ana Amélia. Foi no terceiro bloco do programa, quando os candidatos escolhiam quem perguntaria para eles.

Ana Amélia escolheu ser questionada por Vieira, que pediu que ela comentasse a declaração do candidato a presidente Aécio Neves - que tem aliança com ela -, de que “governar não é para amadores”. Na réplica, o trabalhista lembrou a falta de experiência de Ana Amélia em cargos de gestão.

Na sequência, Vieira devolveu a chance de Ana Amélia perguntar a ele. Ela questionou quais os projetos de Vieira para a área de infraestrutura, especialmente de estradas. O pedetista afirmou que irá reestruturar o Daer e manter a EGR, e que as estruturas do Estado irão conviver com as Parcerias Público Privadas (PPPs) na conservação e melhoria das rodovias gaúchas.

“Eu defendo as PPPs, mas não aquele modelo implantado pelo governador Brito, o qual votei contra como deputado estadual. Nosso projeto será precedido de amplo debate nas comunidades, com transparência e tendo como meta a modicidade tarifária. O cidadão andará por uma estrada de boa qualidade e pagará um preço justo”, disse Vieira.

Primeiro bloco

A primeira pergunta de Vieira foi para o candidato Tarso Genro. Ele escolheu o tema da renegociação da dívida com a União, e criticou a postura do atual governador, que não aderiu ao polo ativo da ação impetrada pela Ordem dos Advogados do Brasil (OAB). No documento, a entidade pede a revisão do percentual de comprometimento da receita para o pagamento da dívida.

Questionado na sequência por Roberto Robaina sobre o piso nacional do magistério, Vieira lembrou que como deputado federal criou projeto para modificar o artigo 4° da Lei do Piso, para permitir que o Rio Grande do Sul receba a complementação financeira da União para pagar os professores.

Segundo bloco

Foi o momento em que jornalistas do Grupo Bandeirantes fizeram perguntas aos candidatos, que, por sua vez, escolhiam um oponente para comentar. Vieira foi questionado pela editora de agronegócio sobre como acabar com a demora nas licenças ambientais, que, segundo ela, levam em média levam 18 meses para serem emitidas pela Fepam. Ele afirmou que a questão é um gargalo na atração de investimentos para o Estado, e que em seu governo irá estruturar a Fepam e a Secretaria do Meio Ambiente, para que elas possam bem exercer suas atividades. Lembrou do período em que foi diretor do Departamento de Limpeza Urbana da Capital, quando acabou com os lixões a céu aberto, organizou cooperativas de catadores e adquiriu experiência para tratar a área com a devida importância.

Chamado para comentar a resposta de outro candidato sobre o tema da saúde, Vieira afirmou que irá criar o Programa Saúde Mais Perto das Pessoas. O objetivo é dotar as regiões de estruturas que tenham resolutividade para os pacientes nas próprias regiões, evitando a chamada ambulancioterapia.

Quarto bloco

Vieira perguntou a José Sartori sobre segurança, e citou os estarrecedores índices de criminalidade no Rio Grande do Sul. Na réplica, apresentou suas propostas na área, que são a realização de concursos públicos para a recomposição do efetivo, a integração das polícias e órgãos de segurança e o investimento em tecnologia e recursos humanos.

Último bloco

Nas considerações finais, os candidatos foram orientados a fazer suas conclusões observando a seguinte frase: Resgate do protagonismo do Rio Grande do Sul no País.

Vieira lembrou a Campanha da Legalidade e o fato de importantes líderes nacionais terem sido forjados em solo gaúcho, como os ex-presidentes Getúlio Vargas e João Goulart, e o ex-governador Leonel Brizola. Concluiu dizendo que quer ser governador para retomar esta história.

Vieira da Cunha durante caminhada no bairro Dunas, em Pelotas.

FOTO: Jefferson Bernardes

O candidato a governador do Estado pela coligação "O Rio Grande Merece Mais", Vieira da Cunha durante caminhada no bairro Dunas, em Pelotas.

Vieira e Lasier visitam Pelotas, São José do Norte e Rio Grande

Fotos: Jefferson Bernardes

Os candidatos do PDT ao governo e ao senado, Vieira da Cunha e Lasier Martins, cumpriram agenda de campanha no sul do Estado nesta sexta-feira (29). Em Pelotas, eles participaram de atos no centro da cidade, concederam entrevistas a três programas de rádio e caminharam no bairro Dunas. Em São José do Norte, a dupla participa de um encontro com a militância. O roteiro acaba em Rio Grande, com um jantar de confraternização.

Após participar de uma entrevista na Rádio Cultura, Vieira seguiu para o Café Aquários, ponto tradicional de encontro dos pelotenses. Do local, o grupo foi até o busto do ex-presidente Getúlio Vargas, onde realizaram uma homenagem pelos 60 anos da morte dele.

No início da tarde, Vieira participou de um encontro com prefeitos da região. A reunião foi transmitida pela Rádio Pelotense, em cadeia com outras emissoras. O pedido principal dos prefeitos foi por melhor infraestrutura de estradas, com a necessidade urgente de concluir os acessos asfálticos de Arroio do Padre, Cerrito e Pedras Altas.

“Nenhuma obra sofrerá interrupção no meu governo, e aqueles que não têm acessos receberão o asfalto”, disse.

Outro pedido foi pela travessia a seco entre Rio Grande e São José do Norte. Atualmente, a ligação entre os dois municípios ocorre através de lancha e balsa.

“Vocês estão falando com alguém que já ligou São José do Norte a Rio Grande. Foi na minha gestão que as torres da CEEE foram erguidas e levaram energia elétrica ao município, desativando a usina que existia a óleo”, lembrou Vieira.

Outro destaque foram as propostas apresentadas para a área da saúde, como o programa Saúde Mais Perto das Pessoas, que irá criar estruturas regionais com resolutividade para os casos de alta complexidade, evitando a chamada ambulancioterapia. Vieira também utilizou o espaço para falar das propostas para a educação, cujo princípio será a retomada das escolas de tempo integral, e segurança, com a recomposição do efetivo e o investimento em tecnologia e inteligência policial.

No início da noite, Vieira participa de uma reunião em São José do Norte com militantes dos partidos que formam a coligação O Rio Grande Merece Mais (PDT, DEM, PSC, PV e PEN). À noite, um jantar em Rio Grande encerra a programação.

Vieira defende que Estado também seja intermediador nas demarcações de terras

Candidato do PDT ao governo do Estado, Vieira da Cunha participou neste sábado de uma sabatina na Casa RBS da Expointer. Durante 20 minutos, ele foi questionado sobre temas do agronegócio pela editora do caderno Campo e Lavoura do jornal Zero Hora, Gisele Loeblein.

Dos cinco principais concorrentes ao Piratini entrevistados, Vieira foi o único a ser aplaudido pela plateia em meio a uma resposta. Foi enquanto ele falava sobre a demarcação de terras indígenas.

“Nunca vi assassinarem dois agricultores, como ocorreu aqui no Estado, e o Ministro da Justiça nem vir aqui. Isso é um absurdo. Os governos federal e estadual precisam assumir seu papel na intermediação desse conflito. É papel do Estado a paz no campo. Direito há dos dois lados, os quilombolas e os indígenas possuem os seus direitos, mas aqueles que estão na terra por gerações também precisam ser respeitados”, disse.

Vieira também falou sobre o papel da pesquisa como base da melhoria da produtividade, e assegurou que o tema será tratado como prioridade no seu governo. Lembrou também da importância de levar educação de qualidade à zona rural.

Outro questionamento importante foi sobre os gargalos na área de infraestrutura, que dificultam o escoamento das safras e ampliam o custo de produção.

“Ontem, o Lasier (Martins, candidato ao senado pelo PDT) e eu nos reunimos com os prefeitos da Zona Sul e eles reclamaram da precariedade das estradas vicinais. No nosso plano de governo há um programa chamado Pró-Vias, que é um conjunto de medidas para reestruturar o Daer, garantir eficiência administrativa à EGR, e fazer editais de licitação para chamar a iniciativa privada a investir na melhoria das nossas estradas. Evidentemente que em um projeto transparente e com modicidade tarifária”, defendeu.

Ele também ressaltou a importância de investir em outros modais, como as hidrovias. Atualmente, apenas 3% da produção é escoada através dos rios.

“Temos que reestruturar a nossa Superintendência de Portos e Hidrovias. Hoje, não temos nem dragas para garantir o calado necessário nas nossas hidrovias. Temos que tornar os nossos rios navegáveis e isso terá um impacto muito positivo na diminuição dos custos de produção”, complementou.

Respondendo a uma pergunta sobre investimentos em armazenagem, Vieira voltou a ressaltar a importância de reestruturar órgãos do Estado, como a Companhia Estadual de Silos e Armazéns (Cesa), e de ampliar a fatia no orçamento das secretarias de Agricultura e de Desenvolvimento Rural. Sobre as questões ambientais, Vieira afirmou que os temas serão tratados de maneira técnica, para gerar desenvolvimento sustentável sem restringir o direito dos produtores de terem acesso a água e energia. Ele também disse que irá manter e ampliar o programa Mais Água, Mais Renda.

Além da participação no painel, ele também caminhou pelo Parque Assis Brasil e conversou com produtores. Neste domingo, ao lado de companheiros da Coligação O Rio Grande Merece Mais (PDT, DEM, PSC, PV e PEN), Vieira fará outra caminhada pela Expointer, a partir das 16h.

Vieira visita Farroupilha e caminha na Expointer

Candidato do PDT ao governo do Estado, Vieira da Cunha esteve neste domingo em Farroupilha, na Serra. Ele participou da inauguração de um comitê do PDT, no Centro, e em seguida almoçou com mais de 300 militantes em um restaurante da cidade.

À tarde, o candidato caminhou pela Expointer no Parque Assis Brasil, em Esteio, onde cumprimentou eleitores e conversou com expositores de animais.

No sábado, durante o Painel RBS sobre Agronegócio, Vieira falou da importância de se investir em infraestrutura para resolver os problemas que ocorrem da porteira para fora, e que causam impacto direto no custo de produção, como a precariedade das estradas para escoamento da produção. Outro ponto destacado foi a irrigação.

“O Rio Grande do Sul, a exceção da lavoura do arroz, tem apenas 2% da sua área plantada irrigada. Eu visitei Israel e naquelas áreas inóspitas eles conseguem produzir, porque tem tecnologia e irrigação. É papel típico do Estado investir em tecnologia no setor”, disse Vieira, que completou dizendo que no seu governo o programa Mais Água, Mais Renda será mantido e ampliado.

À noite, ao lado do vice Flávio Gomes, Vieira irá a um culto na igreja Encontros de Fé, em Canoas. Logo em seguida, no Leopoldina Juvenil, em Porto Alegre, ele participa da entrega do Prêmio Senar - O Sul.

>> Confira a agenda de Vieira para segunda-feira (01/09):

08:15 — DEBATE ENTRE CANDIDATOS A GOVERNADOR NA RÁDIO ABC | Na Rádio ABC, do Grupo Sinos, na Rua Jornal NH, em Novo Hamburgo.

12:00 — ENCONTRO COM ELEITORES NA ESQUINA DEMOCRÁTICA | Em Porto Alegre.

14:00 — ENTREVISTA AO JORNAL METRO | Na Band, em Porto Alegre.

16:30 — VISITA A VEÍCULOS DA IMPRENSA EM BENTO GONÇALVES | Em Bento Gonçalves.

17:30 — CAMINHADA EM BENTO GONÇALVES | Em Bento Gonçalves.

19:00 — INAUGURAÇÃO DO COMITÊ EM BENTO GONÇALVES | Na Avenida Osvaldo Aranha, em Bento Gonçalves.

Vieira da Cunha acompanha o seu vice, Flavio Gomes em culto na Igreja Encontros de Fé

FOTO: Jefferson Bernardes

O candidato a governador do Estado, Vieira da Cunha pela coligação "O Rio Grande Merece Mais", acompanha o seu vice, Flavio Gomes em culto na Igreja Encontros de Fé, em Canoas.

O Rio Grande ganha força com Beto vice-presidente, destaca Sartori

Fotos: Luiz Chaves
CAMINHADA NA REDENÇÃO

“O Rio Grande do Sul ganhará mais força com a presença de Beto Albuquerque em Brasília, como vice-presidente da República”, repetiu o candidato a governador José Ivo Sartori, na manhã desse domingo (31), ao participar de caminhada no Parque da Redenção, em Porto Alegre, promovida pelo PMDB Mulher. “Quero me somar a este esforço e recolocar o Rio Grande no caminho de desenvolvimento de onde nunca deveria ter saído”, ressaltou.

Além de Beto Albuquerque, que concorre a vice-presidente na chapa de Marina Silva, estiveram presentes os candidatos da coligação O Novo Caminho para o Rio Grande a vice-governador, José Paulo Cairoli, e ao Senado, Pedro Simon. Sartori comemorou a adesão do grande número de apoiadores de sua candidatura e de candidatos das eleições proporcionais que se juntaram à mobilização. Disse que esta foi mais uma demonstração da unidade de ideias representada pela coligação, da qual fazem parte oito partidos - PMDB, PSD, PSB, PPS, PHS, PSL, PT do B e PSDC. Empunhando bandeiras e faixas, os participantes encerraram a caminhada com um ato político nas imediações do Diretório Municipal do PMDB, na Avenida João Pessoa.

AGRONEGÓCIO - Em visita à Expointer, nesse final de semana, em Esteio, Sartori sustentou seu apoio à agropecuária e ao agronegócio. Ele esteve no Parque de Exposições Assis Brasil no sábado (30) e no domingo (31) à tarde, quando assistiu à final da tradicional competição Freio de Ouro e conversou com eleitores e representantes do setor, ouvindo opiniões e expondo propostas de governo. “O agronegócio é a principal atividade econômica do Estado. Gera renda e empregos aos gaúchos. Quero trabalhar para criar condições de maior desenvolvimento no meio rural e adotar uma política que traga mais motivação e confiança aos produtores e às empresas deste segmento”, afirmou.

Sartori defendeu também a necessidade de mais investimentos em pesquisas e treinamento para os trabalhadores rurais. “Vamos remodelar o papel da extensão rural no Rio Grande do Sul e oferecer o devido acompanhamento técnico ao produtor, que deve ser cada vez mais qualificado”, disse ele. Para Sartori, a agricultura gaúcha precisa ser mais diversificada, de acordo com as condições de solo, clima e a identidade cultural de cada região. “Dessa forma, poderemos identificar novos mercados e ampliar a geração de renda e empregos”, frisou. Os efeitos das estiagens frequentes no Rio Grande do Sul podem ser enfrentados, segundo ele, com o incremento da política de irrigação e programas de conservação e armazenagem de água e solo.

AGENDA DO CANDIDATO JOSÉ IVO SARTORI PARA SEGUNDA-FEIRA - 1º DE SETEMBRO

NOVO HAMBURGO

8h15 - Debate entre candidatos ao governo do Estado promovido pelo Grupo Editorial Sinos. Local: Salão de Atos da Feevale.

CANOAS

11h20 - Entrevista ao jornal Diário de Canoas.

12 horas - Reunião de Diretoria Ampliada, promovido pela Câmara de Indústria, Comércio e Serviços de Canoas. Local: Salão Nobre da entidade.

14h30 - Caminhada com candidatos e apoiadores da coligação O Novo Caminho para o Rio Grande, a partir do Calçadão.

Sartori recebe Temer no Aeroporto Salgado Filho

Foto: Luiz Chaves

Acompanhado do seu candidato a vice-governador, José Paulo Cairoli, e dos candidatos a deputado federal José Fogaça e Alceu Moreira, José Ivo Sartori esteve nesta sexta-feira (29) pela manhã no Aeroporto Salgado Filho para receber o vice-presidente da República Michel Temer em sua chegada a Porto Alegre. Logo após, Sartori viajou a Caxias do Sul, onde tem agenda de campanha e lançará, neste sábado (30), o livro Andanças, sobre suas origens e trajetória política.

José Fogaça considerou o encontro como um gesto de cortesia e respeito para com o presidente do PMDB. Lembrou que Temer sempre admitiu perfeitamente a alternativa eleitoral da aliança com o PSB. “Pelo respeito que ele teve para com a nossa opção, fomos ao aeroporto lhe dar as boas-vindas ao Estado”, disse Fogaça.

A realidade que vejo é o desejo de mudança, diz Sartori em debate

Foto: Luiz Chaves

“O Rio Grande precisa de um governo que funcione. Chega de transferir responsabilidades e buscar culpados”, afirmou José Ivo Sartori, nessa quinta-feira (28) à noite, durante debate entre candidatos ao governo do Estado realizado pelo Grupo Bandeirantes. Sartori lembrou conquistas de seus dois mandatos como prefeito de Caxias do Sul, para exemplificar o que pretende fazer como governador para buscar resultados em setores do Estado que precisam de soluções urgentes. “Quem necessita de saúde não pode esperar. O mesmo vale para segurança, educação, infraestrutura. Em Caxias, atingimos o menor índice de mortalidade infantil, fomos pioneiros em antecipar o exame preventivo de câncer de mama dos 50 para os 40 anos, com o projeto Vigimama, e terminamos com o analfabetismo”, enumerou o candidato.

Sartori enfatizou que é preciso governar para todos, e não com olhar partidário. “Só fiz uma coisa sozinho até agora: a decisão de não trabalhar só”, disse o candidato, que concorre pela coligação O Novo Caminho para o Rio Grande, formada por oito partidos. “O governo não é o Palácio Piratini. É o posto de saúde, o policial na rua, a professora motivada em sala de aula, o médico e a enfermeira atendendo quem precisa.”

Para Sartori, “o governo [que atualmente ocupa o Piratini] fala muito e faz pouco”. “A realidade que vejo é outra. É o desejo de mudança”, destacou. Ainda sobre o tema saúde, ele reforçou que melhorar a qualidade do atendimento é um dos maiores desafios a serem vencidos. Entre suas propostas, citou a qualificação do sistema de saúde nas regiões, para evitar que um grande número de pacientes tenha de se deslocar para Porto Alegre, e o fortalecimento dos hospitais filantrópicos. Disse também que as grandes cidades precisam de apoio para ampliar o horário de atendimento com postos 24 horas - outra medida lembrada por ele como bem-sucedida em Caxias do Sul quando esteve à frente da prefeitura.

ENDIVIDAMENTO - Em outro momento do debate, Sartori afirmou que o governo do Estado, além de não entregar com eficiência os serviços que os gaúchos necessitam em áreas como saúde, educação, segurança e transporte, ainda provocou um endividamento nunca visto antes. Ao fazer uma pergunta para a candidata Ana Amélia Lemos, recordou a proposta apresentada por ela de cortar cargos em comissão (CCs) e extinguir secretarias para diminuir as despesas estaduais. “Só isso não resolve a crise”, rebateu Sartori, acrescentando que a renegociação da dívida do Rio Grande do Sul com o governo federal (que consome 13% da Receita Corrente Líquida mensalmente) não está sendo conduzida como deveria.

“Defendemos o projeto nacional de Marina Silva [candidata a presidente da República] e Beto Albuquerque [candidato a vice], que é reduzir o comprometimento com a dívida para 7% da receita. Aí teremos dinheiro para investir onde é preciso”, salientou. Outra questão defendida pelo candidato é a reformulação do pacto federativo, para que o governo federal reparta de maneira mais justa com os estados e municípios os recursos que arrecada com a participação de todos.

Ao finalizar, Sartori disse que foi deputado estadual e federal e que, ao entregar a prefeitura de Caxias do Sul, saiu com muito orgulho pelos feitos que deixou. “Sou candidato a governador com José Paulo Cairoli como vice e Pedro Simon concorrendo ao Senado. Vivemos um momento de mudança para o Rio Grande do Sul, fazendo parte do mesmo projeto nacional de Marina Silva, Beto Albuquerque e Eduardo Campos, que nos deixou precocemente neste mês. Quero ser governador para fazer os serviços públicos funcionarem, para fazer a boa política. Não aquela que pensa nos interesses apenas de um partido ou de um grupo. Meu partido é o Rio Grande.”

Andanças reconta história da imigração e de Sartori

Foto: Luiz Chaves

Nem biografia, nem autobiografia. Andanças, lançado nesse sábado (30), em Caxias do Sul, é um livro de 176 páginas, impresso pela Editora São Miguel, que resgata as origens da imigração italiana no Rio Grande do Sul e o ambiente social, econômico e cultural em que se criou José Ivo Sartori. Prefaciada pelo senador Pedro Simon, a obra foi construída em quatro capítulos, divididos em vários episódios. É didática quanto à chegada dos imigrantes em 1875, a formação do povoado e os principais ciclos econômicos de Caxias do Sul, hoje com 124 anos de emancipação política.

A partir desse ambiente, a narrativa se debruça sobre José Ivo Sartori. Revisita os alicerces da família que forjou seus princípios e valores, consolidados no respeito aos professores das instituições onde estudou, incluindo o seminário e a universidade. O magistério seria o seu destino. Tanto que até hoje se orgulha dos tempos de docência. Mas o fato é que havia uma vocação política se revelando desde os tempos de colégio.

Sartori tornou-se um homem público, de reconhecida capacidade de aglutinação e realização. Sua carreira política já ultrapassa os 32 anos, sempre legitimados pelo voto popular para exercer mandatos legislativos e executivos. Assim, se a Igreja perdeu um padre, Caxias do Sul e o Rio Grande do Sul ganharam um dedicado homem público. Nessa linha do tempo, diferentes lideranças, homens e mulheres, ajudaram a desenhar o perfil de Sartori.

Como dizem na apresentação do livro os autores - os jornalistas Marcos Kirst, Paulo Cancian e Antonio Feldmann -, Andanças é uma obra escrita a muitas mãos e incompleta. “São fragmentos de um tempo, da vida de um personagem entrelaçada com a vida de tantas outras pessoas. (...). São testemunhos, contos, narrativas de episódios e de acontecimentos a partir de entrevistas e depoimentos espontâneos”, escrevem eles.

Livro lembra história da imigração italiana e origens de Sartori

As origens da imigração italiana no Rio Grande do Sul e o ambiente social, econômico e cultural onde José Ivo Sartori nasceu e cresceu foram passados a limpo no livro “Andanças”, que será lançado em Caxias do Sul neste sábado (30), às 10h30, na Livraria do Maneco (Rua Marechal Floriano, 879, Centro). Escrito pelos jornalistas Marcos Kirst, Paulo Cancian e Antônio Feldmann, o livro tem 176 páginas e está sendo publicado pela Editora São Miguel.

O prefácio é assinado pelo senador Pedro Simon. “Trata-se de uma obra escrita a muitas mãos e ainda incompleta”, dizem os autores. Em quatro capítulos, divididos em vários episódios, eles repassam a chegada dos imigrantes em 1875, a formação do povoado e os principais ciclos econômicos de Caxias do Sul, hoje com 124 anos de emancipação política.

da Folha Popular de Teutônia

de Serafina

ESCOLA X EDUCAÇÃO SEXUAL: uma relação necessária

É do conhecimento geral a importância do trabalho pedagógico que aborda a educação sexual nos Anos Iniciais do Ensino Fundamental. Desse modo, na Escola Municipal Professora Estherina Marubin, foi desenvolvido pela Orientadora Educacional Edinara Ferreira um trabalho especial para os alunos do 5º Ano. Denominado “Papo de Moça” e “Só para meninos”, os encontros aconteceram primeiramente só com as garotas e, posteriormente, apenas com os garotos da referida série. É válido ressaltar que o trabalho realizado não possui o objetivo de retirar das famílias e dos responsáveis pelas crianças o direito e o dever da educação sexual, mas prestar mais esse auxílio aos mesmos, considerando que as crianças carregam consigo as vivências do contexto social no qual estão inseridas, inclusive as vivências sexuais; sendo assim, inadmissível a escola se omitir diante das perguntas, dúvidas e manifestações da sexualidade.

Como culminância dessa proposta foi realizada na Escola, no dia 28 de agosto, uma palestra com a enfermeira Ângela, sobre o tema “Sexualidade e cuidados com o corpo”, tendo como público-alvo os alunos do 4º e 5º Anos. Ousamos que a Educação Sexual seja abordada em sua complexa constituição, como elemento inerente à vida e imprescindível para a formação integral da criança.

SECRETARIA MUNICIPAL DE SAÚDE DE SERAFINA CORRÊA

Lembrando que o dia 29 de agosto, foi escolhido como dia de conscientização de combate ao fumo e os males causados por este tipo de droga. Com esta preocupação a Secretaria Municipal de Saúde de serafina Corrêa está desenvolvendo o Grupo de Combate ao Tabaco (FUMO), propriamente dito. Este Grupo foi retomado com intuito de diminuir a quantidade de tabagismo no município e da mesma forma conscientizar a população sobre os males que o cigarro causa a saúde. Desde 1840 o cigarro passou a ser industrializado, proporcionando um grande aumento de pessoas que fumam por todo o mundo. A dependência é causada pela nicotina, um dos elementos presentes no tabaco ou fumo. Após a ingestão da fumaça, o cérebro é estimulado ao prazer, porque a nicotina cai na corrente sanguínea. Com isso, o fumante tem a falsa sensação de bem-estar, atenua a ansiedade, diminui a fome, perde peso, sente-se relaxado, etc. O fumante, com o passar do tempo, adquire uma doença denominada tabagismo, que se caracteriza pelo excesso de nicotina no organismo. O maior dos malefícios do consumo de fumo é o câncer de pulmão, que responde por 90% dos casos da doença.

Além desse, o cigarro também pode causar câncer de boca, mau hálito, dentes amarelados, impotência sexual, gangrena em partes do corpo (diminuição da circulação do sangue), dentre outras. O tratamento do câncer de pulmão é de muito sofrimento e dor, tanto para o paciente quanto para sua família, pois é um tipo de câncer que pode levar facilmente ao óbito, em razão da sua capacidade de se disseminar para outras áreas do corpo. Lembramos que o tratamento é complicado e doloroso. Pessoas que não fumam devem ficar alertas, pois a inalação da fumaça do cigarro, mesmo que de outra pessoa, causa os mesmos males, sendo consideradas fumantes passivas. Outras nada podem fazer, como no caso de crianças que convivem com pais que fumam ou mesmo recebem a nicotina ainda na barriga da mãe. Dessa forma, para se evitar a aquisição de um câncer ou outras doenças causadas pela fumaça do cigarro, o melhor a fazer é não fumar e ajudar a combater o consumo do fumo, do tabaco, devido aos sérios problemas que causam ao organismo. Ajude, oriente, participe, essa campanha precisa de você! Coordenação Secretaria Municipal de Saúde.

Grupo de Dança do CRAS de Serafina Corrêa participa da Primeira Semana de Arte e Cultura Parai Encanta

No dia 22 de Agosto de 2014, o Grupo de dança do CRAS esteve presente na Primeira Semana de Arte e Cultura “Paraí Encanta”. Vinte e dois jovens do Projeto Dança do professor Sandro Ghisleni Dias, e Márcio de Costa, Diretor da Divisão dos Programas de Transferencia de Renda, acompanhou o Grupo no evento. Serafina Corrêa, se destacando mais uma vez.

Projeto Dia Nacional de Combate ao Fumo

No dia 29 de Agosto, a Escola Municipal de Ensino Fundamental Leonora Marchioro Bellenzier, realizou um importante projeto envolvendo os alunos dos três turnos sobre o Dia Nacional de Combate ao Fumo, tendo em vista o fumo ser considerado um problema de saúde pública e as doenças a ele associadas poderem ser evitadas através da conscientização e esclarecimentos à população. O público da Escola Leonora é de 330 alunos, assim acreditamos que as ações do projeto podem ter uma grande abrangência ao levarem para suas casas, grupo de amigos e compreenderem que o cigarro oferece riscos, muitas vezes irreversíveis. Na execução do projeto, foram trabalhadas charges e textos para publicação no Jornal Gazeta, desenhos para exposição no corredor da escola e palestra com a Vigilância Sanitária com o tema: Males causados pelo Tabagismo, esta que explanou sobre a composição do cigarro, trouxe dados atuais como números de fumantes e de que 84% dos fumantes iniciam antes dos 18 anos, esse é o ponto em que entra o papel da escola, na orientação dos adolescentes, que estão em fase de aprender a fazer a escolha correta.

3ª Tarefa Gincana Literária 2014

A terceira tarefa da Gincana Literária da Escola Municipal Leonora Marchioro Bellenzier foi entregue no dia 27 de agosto pelos alunos do 6º ao 9º ano. Essa tarefa consistia em recontar a história de um livro escolhido, através de uma Paródia, com a melodia de uma música que a equipe preferisse. As turmas apresentaram ótimas composições, surpreendendo e mostrando que a leitura é sim hábito saudável e que deve ser estimulado entre os adolescentes. A Gincana tem como objetivo estimular a leitura de diferentes gêneros literários, promovendo atividades diferenciadas na comunidade escolar, sendo a próxima tarefa um Desfile que deve ser organizado pelas turmas onde devem demonstrar os personagens de uma obra literária. Os alunos já estão nos preparativos para a próxima apresentação!



ARQUIVO

2007
           
 Set
 Out
2008
2009
2010
2011
2012
2013
2014

Abr01
Abr02

Jun01
Jun02
Ago01
Ago02
       



OLIDES CANTON - JORNALISTA E ESCRITOR

Nascido em 16 de Janeiro de 1952 na cidade de Serafina Corrêa-RS, Olides Canton passou nesta cidade toda a sua infância. Mudando-se para Porto Alegre, cursou a Escola Julio de Castilhos, tornando-se Bacharel em Comunicação Social pela FABICO/UFRGS em 1982. Trabalha como Jornalista desde 1970. Trabalhou na Companhia Jornalística Caldas Júnior, Jornal Zero Hora. No Jornal do Brasil e Revista Carga e Transporte atuou como free-lancer. Editor do Jornal de Bordo e Revista Fitness. Possui 9 livros publicados. Ganhou quatro prêmios de Jornalismo, um do Badesul, dois do Setcergs e um da ARI. Registro no Sindicato dos Jornalistas RS: 2776 - Registro Jornalista - Mtb 4959.

Telefone: (51) 3330-6803
e-mail: contato@deolhoseouvidos.com.br

Autor de inúmeros livros, Olides Canton firmou-se como um
exímio contador de histórias contemporâneas.
Conheça agora as obras do autor
© "de Olhos e Ouvidos"  -  Todos os direitos reservados
Os textos e imagens publicados neste site são de inteira responsabilidade de Olides Canton.


EDIÇÕES DO FITNESS

Edição 172 - agosto 2014
Edição 171 - junho 2014

Edição 170 - maio 2014

Edição 169 - março 2014
Edição 168 - janerio 2014
Edição 167
Edição 166
Edição 165
Edição 164
Edição 163
Edição 162

Edição 161
Edição 160
Edição 159
Edição 158
Edição 157
Edição 156
Edição 155
Edição 154
Edição 153
Edição 152
Edição 151
Edição 150
Edição 149
Edição148
Edição 147
Edição146
Edição145
Edição144
Edição143
Edição 142

Edição 141
Edição 140
Edição 139
Edição 138
Edição 137
Edição136
Edição135
Edição134
Edição 133
Edição132
Edição 131
Edição 130
Edição129
Edição128
Edição127
Edição 126
Edição125
Edição 124

Edição 123
Edição 122
Edição 121
Edição 120
Edição 119
Edição 118
Edição 117
Edição 116
Edição 115
Edição 114
Edição 113
Edição 112
Edição 111
Edição 110
Edição 109
Edição 108
Edição 107
Edição 106
Edição 105
Edição 104
Edição 103
Edição 102
Edição 101
Edição 100
Edição 99


ESTÃO À VENDA


Cidades vizinhas (A briga entre cidades gaúchas) • R$ 15


Cosi la ze stata (Breves histórias de Serafina Correa/RS) • R$ 20


Getulio Vargas, depoimentos de um filho (Maneco Vargas fala de Getulio) • R$ 20


Estradas do Rio Grande (A história da construção pesada no RS) • R$ 50

Mais a postagem. Procure pelo olidescanton@bol.com.br.


ANUNCIE NO SITE

Entre em contato conosco

Edições Anteriores do Blog



LINKS QUE RECOMENDAMOS

Correio Do Povo
Claudio Humberto
Diário da Fronteira

DAiário Popular
Enfato
Folha de São Borja
Informativo
RedeCidade
RSUrgente
Jornal A Hora
Jornal do Comércio
Jornal do Mercado
Jornal O Sul
Jornal Panorama Regional
Políbio Braga
Prefeitura de Porto Alegre
Prefeitura Serafina
Correa

Ricardo Noblat
Rosane Oliveira
Sindicato dos Jornalistas
SUL21
Vide Versus

REPORTAGENS ESPECIAIS

Veja em "Memória"